R.I.P. Tonia Carrero, minha amada.

Tonia minha amada: R.I.P. e vá em paz. Eu te dirigi em “Quartett” de Heiner Müller – premiere brasileira – com o fabuloso Sergio Britto – em 1986, no teatro Laura Alvim, Rio. Vc veio ver a minha estreia americana com a Crystal Field e o George Bartenieff no Theater for the New City em NY. O resto é história. E QUANTAS histórias, TONIA !!! Quantas milhões de gargalhadas, quantas noitadas, quantas tragédias e quantas lágrimas não derramamos (voce e eu e….). Fique em paz finalmente meu amor.
Aos prantos e aos risos, como sempre.
Teu amor de Laclos 
Gerald Thomas

“A partir de 1986, Tônia Carrero parece mudar radicalmente os rumos de sua carreira, deixando de investir em clássicos e textos de resultado garantido, para correr o risco na produção e na interpretação de textos modernos, com encenadores de linguagem investigativa. Sua interpretação surpreende público e crítica em Quartett, de Heiner Müller, dirigida por Gerald Thomas, que ela conhece na Off-off Brodway, em Nova York, e traz para o Rio de Janeiro, recebendo o Molière de melhor atriz. “

Quartett

Quartett with GT directing

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Comments are closed.