Tem uma hora em que o teu passado te bate na cara – There’s a moment when your past hits you, slaps you, punches you in the face, slashes your soul…

Português:
É tao difícil. Digo, é tão difícil ! Tem uma hora em que o teu passado te bate na cara, corta a tua alma como se fosse uma faca afiada, tira o chão debaixo dos teus pés e te deixa numa enseada de clichês tristes, mundanos, justamente aqueles que você jurou nunca usar. Mas….como dizer adeus (goodbye) a uma pessoa que se ama, que se amou e cujas intimidades estão entregues ali, como se fosse um lixo, como se fosse um confissionario? Como? Não ha como. Só ha como chorar.

English:
It is so damn difficult. I mean, so damn hard to….There’s a moment when your past hits you, slaps you, punches you in the face, slashes your soul like a sharp knife, takes the floor away from under your feet and leaves you swimming in a bay of clichés, sad clichés, mundane ones, precisely those you’ve been trying to escape from all your life and swore never ever to use. But….how the hell do you say goodbye to a loved one, to the person you have loved and who’s the owner of all of your intimacies, all your secrets, all your defects? It’s like floating atop a garbage can and making a confessionary out of all that trash. How? In what words? There aren’t any. There is only one way and that is by CRYING.

Gerald Thomas

Comments Off on Tem uma hora em que o teu passado te bate na cara – There’s a moment when your past hits you, slaps you, punches you in the face, slashes your soul…

Filed under Uncategorized

Comments are closed.