“Eu Queimo Basco” (peça copyrighted)

Hill of Tara Cloud

Hill of Tara Cloud

EU QUEIMO BASCO
Gerald Thomas

July 2013

Antes d’eu me mandar pra TUNISIA (Epa!) ainda vou dar uma passadinha em Bilbao! E dar uma olhadinha nos neo-concretos do museu de arte neo-moderna lá no Guggenheim do Frank Gehry! Quem sabe eu não encontre, tomando um café, uma REPLICA de um…..Haroldo de Campos falando em BASCO:

(A dança da PHOENIX levando um banho de leite, grosso – efeito de luz e liquido)

“Oi Haroldo, minha janela Basco-lante do banheiro de empregada precisa de reparos: quebrou. O Sr. Conhece alguém? São as “dependências da empregada” entende? Ela fica….mal ! Ela fica MAL!”

É evidente que não se espera de um Haroldo um sorriso nem dois. Os concretos são assim: esculpidos em concreto! Não esboçam um sorriso. Piores que um Paulo Coelho! Haja humor. TUNIS e TANGIER HERE I COME!

Sim, isso pode ser interpretado como uma tentativa de ensaio pré-orgasimica. Na verdade é ! Senão já estaria sentada numa classe económica da Paquistan Airlines da Royal Air Marroc e….mas não estou PORQUE…

(Phoenix já de pé ! – asas abertas, leite transbordando..)
….eu ainda tenho que mandar fazer um exame das MINHAS fezes e urina pra ver eu não estou com essa gripe aviaria. Esse meu xixi não anda me cheirando nada bem!

Outro dia foram me chupar e desmaiaram. Romântica que sou, achei que foi de amor. “Ah, que lindo, desmaiou com o elixir do amor!” Nada! Desmaiou com a cândida ou o pessimismo e a correnteza e o TRIconoma lá de dentro mesmo e no chão ficou. E caiu em cima do meu sapato de salto alto.

Tive que sair na rua mancando.

Ouvi a policia chegando

Vi a ambulância chegando.

Acho que ele morreu com o pulmão perfurado pelo meu super salto. Era o único sapato que eu tinha, digo de salto daquele tamanho- eu chamava ele de “foz do Iguaçu”. Tristeza. Não ha mais chances pró mundo. É deus contra deus, é religião contra religião: com tanto GOOGLE pra lá e pra cá, com tanto I-Phone e I-pad e I-fuck e I-Me e I-MEUDEUS o que sobrou mesmo foi aquela flor no fundo do jardim pedindo um pouco d’água.

“mas não tem flor. A não ser que seja um golinho de Evian, quer?”

Qual flor no mundo vai recusar uma Evian?

Também com tanto suplemento!!! A culpa é minha. Tudo bem, a culpa é minha, é um tal de te dar antioxidante, vitamina E, C, SUPER C, B, B12, Pancreatina, lactase, Zinco, zinco chelado, Boro Chelado, amilase, Manganês, Magnésio, Selênio, Cálcio, Ferro, própolis, DMEA, Rivotril, Topamax….GABA, Nortripolina, Wellbutrin, ZoloFT, Enzima GOLD, Luciana Gimenes, Vitamina D3, Metanfetamina, extrato de gingseng, Açaí em pó orgânico do Amazonas, Gooji, Aloé Vera (uma babosa metida a besta), amilase, extrato de rosas da Turquia quando morrem. O que? “Extrato de rosas da Turquia quando morrem” Cada coisa.

Entendi tudo! Eu me catabolizo! Uma emoção que se “puxa” pra dentro, uma introversão. Não, nada disso. É que um personagem está tentando desvendar o cheiro do outro, já que todos ali estão super medicados e vindos de um dia duro de trabalho e, sem saber se em Bilbao, Tunis ou Tangier ou no centro de São Paulo….
Ora….ah…me poupem.

A gente toma qualquer, QUALQUER negócio qualquer tipo de solução, mineral ou não mineral, e ficamos todos num silêncio (pausa) sepulcral tentando entender o que o outro está tomando, já que ninguém mais entende nada: hoje é tudo na China, em Dubai, em Abu Dhabi e em Maracanãs que não ficam prontos e a COPA –

Haroldo….a Copa….e as Olimpíadas Haroldo quando não sabem nem da Tarsila e de Ícaro e de quem tenta levantar um vôo um um jorro de PORRA ! Não leram GALAXIAS e ….nada. Não sabem nada sobre SCHULDE e SCHULD – GUILT, CULPA, DIVIDA, dinheiro, entende? Você me entende! Mas e eles que quebram meus ossos e se esbarram em mim e gozam em suas calças e descem em paradas erradas por causa das paradas.

Oh Brasil tão retumbante e tão redundante!

(Se livra das asas e toma uma chuveirada que molha um pouco do publico)

Eu sei que não é fácil viver afastado do mundo. Sei como é difícil “tentar” estar envolvido e, no entanto, não estar. Imagino como deva ser enfurecedor.
Digo, frustrantemente enfurecedor. O conflito em querer ter o poder e não tê-lo é difícil. Olhar para as grandes nações do mundo e sempre ter que imitá-las, importar seus produtos, “fazer tudo igual, mesmo com anos ou décadas de atraso” acaba virando um recalque. Sim, um furor de recalque.
Uma nação conquista sua história com INDEPENDÊNCIA, sangue, e formula sua CONSTITUIÇÃO através de uma, duas, três ou mais Revoluções. São sanguinárias essas guerras internas, os conflitos internos, e, principalmente, a luta que se trava entre grupos de interesses e a moral da grande maioria silenciosa e os os direitos civis, e a liberdade INDIVIDUAL vai ganhando um preço! Um preço alto.
E vem destilado, babado, cagado, amerdalhado, assim como os (des)editores bem entendem, já que ninguém entende porra nenhuma: é sentindo o cheiro das esquinas e comprando no coreano que fica aberto 24 horas e cortando legume na calçada de NY que se conhece uma cidade, e não pelos seriados de TV.
Resumido: Nós aqui no Brasil discutimos e nos arrastamos em vão, ah, vá pra puta que pariu!

Haroldo, agora que você já esta ai no….seu 74 livro, me diz: por que, ODEIAMOS O VENCEDOR, mas adoramos dar um tapinha nas costas daquele que PERDE?
Eu sou uma dessas. Perco todos os dias.
Até meu salto alto eu perdi.
Perfurou o pulmão do outro ou da outra , sei lá. Nem pra matar eu sirvo. Só consigo por acidente.
O Brasil é um porco voador e fui engolido por esse porco.
O negocio então é esperar. Esperar o matadouro matar essa merda e vender a minha vidinha pra um açougue qualquer onde alguém, algum poeta sujo e boêmio, como Artaud ou Rimbaud – veganos, obvio, que nem passam perto de açougues e não moram no Brasil, me comprem.

OU ! AHA! Que esse porco aos pedaços sejam EXPORTADO PRA LUGARES ONDE A CULTURA TENHA INFLUENCIA NA CIVILIZAÇAO.
OLHA QUE IDEIA MAGNIFICA!

QUE UTOPIA !!!

QUE LOUCURA!!!!!

Vou sentir falta da novela das 8, DAS 9, DAS 10, DAS 11, DAS 12, DAS 13, DAS 14, DAS 15… 16… Mas não se pode ter a Dinamarca dentro da Inglaterra e dentro da Suíça aqui dentro da ACLIMACAO, Caralho!

Nem eu, nem ele e nem o Haroldo!
EU SOU o “Recalque brasileiro”, e com orgulho!
Ociosos, retóricos, opinativos. Merecemos um divã com pregos ou espinhos! Ah, e antes de me virem com respostas levantadas pelo Google (inventado aqui em Sorocaba!), lembrem-se que TUDO surgiu aqui, a não ser Confúcio ou Sófocles.

Enquanto isso eu queimo, vocês queima, queimam e entra em vossos pulmões para virar, digamos assim…TUDO vira uma enorme fumaça de rancor cancerígeno.

(Phoenix já de pé ! – asas abertas, leite transbordando..)

(vai indo embora…..fundo do palco: para)

Ah, Haroldo, minha janela Basco-lante do banheiro de empregada ainda precisa de reparos: quebrou. Nada mudou. Nada muda nunca. O Sr. Conhece alguém? Não, não conhece. São as “dependências da empregada” entende? Ela fica….mal DEPENDENTE PACAS. NOSSA! Uma dependência de drogas e desse Porção….(Lágrimas)

Mas eu adoro tanto…..
(caminha pró fundo)
Adoro tanto….

FIM

Comments Off on “Eu Queimo Basco” (peça copyrighted)

Filed under Uncategorized

Comments are closed.