Fernanda Montenegro re: Gerald and Nada Prova Nada

Fernanda Montenegro sobre Gerald Thomas

“O TEATRO PARA GERALD THOMAS, creio, não é “O TEATRO”, essa visão macro e barroca tão comum entre nós. A identificação e o referencial único de Gerald é aquele simbólico e celular centro do palco. O absoluto centro do espaço cênico, aquele mínimo círculo, fechado por uma valeta por onde escorre o sangue do bode sagrado. Para Gerald (para o bode) esse buraco negro é o único núcleo da batalha. Sem o embate, o Deus não desce (ou baixa) para o enfrentamento. Nenhum bode, mesmo o bode sagrado, se deixa sacrificar sem luta, berros, marradas: reações, contestações fundamentais para que a crise se instale e a criação se faça. Nessa alegoria o bode é o próprio homem. O homembode não tem paz porque não há um fim para a criação. E é aí que está meu respeito pela sua batalha.”

FERNANDA MONTENEGRO

Comments Off on Fernanda Montenegro re: Gerald and Nada Prova Nada

Filed under Uncategorized

Comments are closed.