Cortina de Fumaça

        

São Paulo, domingo, 02 de agosto de 2009 

              

 

Cortina de fumaça

Ecoando discurso de um fumante inveterado, seu personagem em “Restos”, monólogo de Neil LaBute que estreia em São Paulo dia 20, ator Antonio Fagundes critica a Lei Antifumo e diz que vai “peitar” a medida e acender cigarro em cena

 

Rafael Hupsel/Folha Imagem

Antonio Fagundes, 60, que vai estrelar o monólogo “Restos’, sob direção de Márcio Aurélio; ator encarna fumante que, durante velório, relembra a relação com sua mulher, vítima de câncer
.
LUCAS NEVES

 

DA REPORTAGEM LOCAL 

 

Se todo ator incorpora traços dos tipos que interpreta, parece que Antonio Fagundes, 60, escolheu o que levar de seu personagem em “Restos”, de Neil LaBute, antes da estreia no dia 20, em São Paulo, no teatro Faap: o ataque à patrulha antitabagista.
Em cena, dirigido por Márcio Aurélio (“Agreste”), ele encarna um fumante inveterado que repassa -com suspiros saudosistas e certa birra dos modos contemporâneos- as fases de sua relação com a mulher cujo corpo está sendo velado.
Ela morreu de câncer, ele está na fila. Pouco importa. “Guardem seus panfletos ou qualquer outra merda sobre o assunto, ok? A vida é minha, pelo menos o que resta dela”, diz à plateia.
O texto de LaBute é farto em rubricas que pedem um cigarro à mão. Mas a Lei Antifumo que entra vigor na sexta no Estado de São Paulo impede que atores fumem em cena sem autorização judicial. É aí que Fagundes toma emprestado o tom incisivo do personagem:
“Vou peitar isso e fumar. Temos um problema de censura. É um precedente grave se a gente não fala nada. Fiquei surpreso que os fumantes tenham ficado quietos. O brasileiro está muito quieto para tudo. Espero que os fumantes não votem nas pessoas que aprovaram essa lei. É engraçado, porque parece que o [governador José] Serra é ex-fumante. Não tem coisa pior do que ex”.
Para Fagundes, “começa assim; amanhã, vão dizer que não pode beijar na boca porque passa gripe suína; depois, não pode mostrar assassinato [em cena], porque é contra a lei. As pessoas ainda não perceberam, a liberdade não se perde de uma vez. Os puritanos proibiram o teatro na Inglaterra por décadas pois achavam que era satânico. Caminhamos para isso”.
Sem patrocínio para a montagem de “Restos”, o ator também tece críticas ao debate sobre a reforma da Lei Rouanet, que concede às empresas que investem em produções artísticas isenção de parte do Imposto de Renda devido.
“As pessoas que redigem a lei deveriam entender o mecanismo de produção de teatro, saber quanto custa manter um espetáculo em cartaz, anunciar num jornal. Não tem ninguém nessas comissões que já tenha feito teatro? [Quando se fala em mudar a lei] Dá a impressão de que é um movimento rancoroso, do tipo “só estes caras que não precisam [por serem famosos] recebem dinheiro”. É claro que precisam!”
Por conta das restrições previstas na Rouanet aos gastos com divulgação, os espetáculos estreiam, segundo Fagundes, com “morte anunciada”. “Você fica em cartaz por pouco tempo. Ou seja, se antes se falava em espetáculos de elite, agora são peças para a elite da elite, porque não são só para quem pode pagar, mas para quem corre para pagar”, observa.Seu Zé e Dona Maria
Ao longo dos 43 anos de carreira teatral, transitou com desenvoltura entre a dramaturgia engajada do Teatro de Arena, musicais da Broadway, montagens de clássicos (como “Macbeth” e “Gata em Teto de Zinco Quente”) e empreitadas de risco, como “Carmem com Filtro”, estreia de Gerald Thomas na cena paulistana. Sempre com uma piscada de olhos para “seu Zé e dona Maria” -como se refere ao espectador pouco familiarizado com teatro.
“Estamos acostumados a ensinar filosofia a quem não sabe ler. Parte-se do princípio de que quem foi lá [ao teatro] sabe tudo”, afirma. “Defendo a tradição teatral para um público que não a conhece. Sempre pensei assim: só vou fazer experiência na minha vida quando tiver feito o resto todo. No Brasil, parte-se para a inovação antes de se ter experiência.”
Daí seu descontentamento com o abandono “da cortina, da sala convencional”. “Criaram-se espaços que não são teatros. Você pode inovar sem deixar de dar ao público conforto. Já cansei de sentar em cima de prego. Não acho interessante. A gente não tem mais maquiagem, grandes figurinos, cenários, efeitos. O próprio texto deixou de ter surpresas.”
Não é o caso de “Restos”, dotado de uma reviravolta que, nos momentos finais, atira no colo do público um segredo oculto pela cortina de fumaça. 

 

Proibição do cigarro no teatro incomoda artistas

Lei que entra em vigor esta semana exige autorização judicial para fumar em cena

Exceção a cultos religiosos não se aplica a espetáculos cênicos; para atores e diretores, legislação ameaça liberdade artística

JOSÉ ORENSTEIN
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Onde tem fogo tem fumaça. E é na boca de cena que a coisa começa a esquentar. A partir de sexta-feira, dia 7 de agosto, entra em vigor em todo o Estado de São Paulo a lei que proíbe fumar em ambientes fechados de uso coletivo.
No extenso rol de lugares proscritos estão cinemas, bares, lanchonetes, boates, restaurantes, hotéis, centros comerciais, bancos, supermercados, açougues e… teatros.
Quem quiser acender um cigarro, cachimbo ou charuto “cenográficos”, deverá pedir autorização judicial, explicando o porquê de a fumaça ter que se espalhar pelo palco. Ao juiz caberá decidir se o fumo é de fato imprescindível na construção dramática.
A medida vem preocupando alguns atores e diretores, que veem na lei um cerceamento da liberdade artística. É o caso da atriz Mika Lins, que está em cartaz no Sesc Consolação com a peça “Memórias do Subsolo”, uma adaptação do livro de Dostoiévski. “Eu fumo dois cigarros em cena, a frente do cenário tem um monte de bitucas. Faz parte da concepção do espetáculo, é quase um acessório de pensamento”, afirma.
“Acho o fim. É um absurdo essa história de ter que se justificar. Sei que tem multa, mas estou disposta a pagar ou recorrer na Justiça”, diz a atriz. A penalidade deve recair sobre o dono do estabelecimento.
Antonio Rocco, que dirige o teatro N.ex.t. -para onde Lins muda sua peça a partir do dia 11-, diz não estar preocupado. “É uma lei de saúde pública. Não foi pensada para espetáculos teatrais. Isso vai mudar.”
Salvo-conduto
Já o ator e diretor Celso Frateschi, em cartaz com duas peças no teatro Ágora -que não utilizam cigarros-, diz achar “patética” a lei. “Se tiver que usar cigarro em cena, vou usar sem dúvida. É uma hipocrisia uma cidade que não controla a poluição dos carros fazer isso. É quase revoltante”, comenta.
Além de tabacarias e afins, cultos religiosos “em que o uso de produto fumígeno faça parte do ritual” têm salvo-conduto.
“É uma incoerência que soa quase como um privilégio. Por que não há uma exceção de natureza artística?”, pergunta o diretor José Henrique de Paula. Sua peça “As Troianas”, em cartaz no Instituto Cultural Capobianco até dia 16, usava cigarros em cena, mas eles foram retirados a pedidos da instituição. “Não era um objeto crucial para a narrativa. Era um elemento que apenas ajudava numa concepção mais realista da peça”, conta.
O diretor do teatro Oficina, José Celso Martinez Corrêa, que está ensaiando a peça “Cacilda!!”, com cenas em que se usa o cigarro, dá outra interpretação para a lei: “O teatro é um culto religioso, dionisíaco. Então, tá liberado!”.

 

“Teatrinho realista”
Rodolfo García Vázquez, diretor da peça “Justine”, que entra em cartaz no final do mês no Espaço Satyros, engrossa o coro: “Eu não sei qual a diferença entre ato religioso e artístico… Por que proibir só na arte?”.
Quem tem opinião diferente é Gerald Thomas. Radicado em Nova York, o ex-fumante acha a lei “ótima”. “O cigarro é uma merda, não dá barato, só traz câncer e miséria. As pessoas têm que parar de ver seus ídolos fumando”, diz Thomas. Para ele, não é só questão de saúde. “É uma besteira esse teatrinho realista, que precisa de uma mesa, de uma cadeira, de um cigarro. O artista tem que transcender isso tudo.”
  

PS: Moral da história: Se não formos capaz de fazer teatro, poesia, qualquer coisa “dependentes” de um “prop”, ou seja, de um objeto cênico ou uma mamadeira qualquer, é porque o ator é muito ruinzinho mesmo, ou porque não consegue mesmo usar o pouco que tem da sua imaginação para criar metáforas e deixar o PÚBLICO pensar ou imaginar coisas. Não é à toa que ninguém aguenta mais essa caretice: pior, essa caretice traz CÂNCER!!!!! Não, Zé Celso, nem TUDO é dionisíaco (tadinho de Dionísio! Daqui a pouco batida de tânsito também é “dionisíaco!”). E beijar, como diz o Fagundes, nada tem com fumar. Não se tranta de censura e sim de BOM SENSO. O público precisa de “roles models”. E os role models podem se beijar à vontade, mas não às custas da maldita indústria tabagista!

 

Gerald Thomas

 

(O Vampiro de Curitiba na edição)

 

Advertisements

887 Comments

Filed under release

887 responses to “Cortina de Fumaça

  1. Gerald.
    Vampiro.
    Amigas
    Amigos

    E voce que se diz Silvinho.

    BOM DIA.

    Antes de tudo um MEA CULPA.

    POR FAVOR LEIAM:

    -Pacheco acorda.
    Despertei assustado com o chamado que ouvi claramente.
    Não vi ninguém no quarto. Mais frio do que o normal.
    -Pacheco acordou?Siga-me agora.
    O susto aumentou no momento. De onde vinha a voz e o chamado que eu ouvia claramente?
    -Que está falando! Apareça. Isto é alguma brincadeira?
    -Não. Não brinco em missão. Siga-me e não faca perguntas.
    -Mas o que é isto?Como vou seguir o que não vejo?Estou sonhando?Só escuto. Que merda é isto.
    -Modere tua linguagem e vamos embora que já estamos bem atrasados.
    -Ao Orun. A casa do Ifa.Fomos chamados e vim te buscar a ordem é dele.Vamos agora?
    -Espera ai. Calma. Não é possível de isto estar acontecendo!Estarei ficando louco ou doido varrido de verdade?Que merda!
    -Já te disse. Modere seu linguajar e vamos. Passa da hora.
    -E como iremos se é que vamos?
    -Feche os olhos e abra somente quando eu mandar.
    Fiz e num instante ouvi.
    -Abra os olhos.
    -meu deus. estava em uma enorme sala,Exatamente com eu imaginava que poderia ser a sala da cãs do Ifa.Então tudo que eu havia lido existia?Era verdade?Eu estava no orun?
    No centro da sala estavam os que me pareceram serem os príncipes odus, aqueles que obedeciam ao Ifa. E no trono La estava ele.O Ifa.
    O Ifa fez um sinal. O ela me mandava aproximar do seu trono. Com passos curtos fui a sua direção. O Ifa sorria e disse.
    -Aproxime-se. Nada receies. Mal não te faremos. Tens medo de que?Por acaso não sabes quem somos! Já estivestes por aqui. Esqueceu?Esqueceu que você preparou hamburgers para um banquete.
    -Realmente! Mas… Isto foi o que eu tinha somente imaginado e escrito um dia.
    E como adivinhando meus pensamentos o Ifa falou.
    -Tudo que tua mente criou e ficou no passado ficou registrado e existiu. Portanto no passado existe.
    Mas como pode ser isto senhor. Estarei sonhando?
    -Que mal há em sonhar!Não gostas?
    Senhor Ifa. Eu adoro sonhar.faço isto até acordado.mas uma coisa ;é sonhar de um modo.E agora estou sonhando diferente.bem não foi por isto que te chamei.a razão é outra.
    Entre no circulo dos príncipes e fique no centro. Não fale até ser perguntado. Entendeu?Se entender então vá e ocupe o lugar conforme já ordenei.
    Fui para o centro. Ainda um pouco assustado. E esperei em silencio.
    Um dos príncipes então começou.
    Nome, Pacheco e mais um monte de apelidos.
    Sonhador. Acredita no que quer e insiste que outros creiam também. E pessoa de bem e precisa da nossa ajuda. Precisa de ajuda porque estava indo bem e vacilou por ter sido provocado. Passo a palavra ao controlador das emoções e sentimentos do mundo de baixo.
    Quase não podia acreditar no orador seguinte. Ele narrou tudo que eu e o tal de Silvinho comentamos no blog do Gerald. Do que eu me recordava tudo foi narrado aos príncipes que ouviam em silencio.
    O encerramento dizia assim:
    -Como podemos ajudar este nosso crente?Alguma sugestão?
    Então era isto que tratavam. Iam me ajudar. Suspirei aliviado, pois já estava pensando que seria de algum modo punido.
    -Aproxime-se Pacheco.
    Era o Ifa me chamando de novo. Fui agora mais confiante em direção ao dono da casa.
    Pacheco. Você sabe por que esta aqui. Por isto perdeu o sono. Deixou que a raiva te dominasse. Foi estúpido e grosseiro. Regrediu. Andou para traz. Perdeu tempo. E deixou uma faceta nova exposta. Absorveu a intenção de um oponente. Fracassou. Não gostamos. E terás outra oportunidade de voltar ao bom caminho. Agarre esta chance e não erre de novo. Agradeço tua presença e pode ir agora. Serás acompanhado ate de onde vieste. Parta agora.
    Senhor. Posso fazer uma pergunta?
    -Faca!
    Porque o senhor parece o Barak Obama?
    -Pareço!
    -Sim. Parece e muito.
    -Então já tens tua resposta
    -Como assim?
    -Se achares que pareço então já está parecendo
    -Quer dizer que pareces como a pessoa te imagina?
    Silencio.
    Entendi. Eu havia feito o pedido de fazer só uma pergunta. E esta ultima já era uma segunda. A resposta foi o silencio.
    O mesmo príncipe que me trouxera mandou-me fechar os olhos.
    -Abra disse.
    E eu retornei ao quarto de onde partira.
    Ainda estava na cama.
    Fiquei feliz e sem medo agora.
    Teria sido um sonho?
    O que realmente ocorreu?
    Sinceramente que até agora não sei direito sei é que tenho a obrigação de pedir perdão a quem ofendi. Realmente eu não tinha e nem tenho este direito.
    Se me julguei ofendido posso ter feito mau julgamento. E quem sou eu para julgar senão aos meu próprios atos ?
    -O que tinha a fazer já esta realizado.
    Rezei e pedi forcas para não cair mais em tentações.
    Falta ainda aqui no blog uma ultima providencia.
    Faço agora,
    -Silvinho. Perdão pelas palavras que a te enderecei. E obrigado por ter me ajudado.
    A tua ajuda foi importante. Pedindo perdão e sendo humilde faço o que deveria ter feito desde o inicio.

    Abraços

    Pacheco.

    Cumprido o que fiz com prazer saio agora.Vou fumar meu quinto ou sexto cigarro de hoje e logo após tentarei opinar a respeito desta nova lei.

  2. Bom dia!Baby Meu bem ja vir que não posso sair de perto de vc ja vai fumar o quinto hoje! Esta muito ansioso, dormiu tarde não foi meu bem!Sinto sua falta.Olha se eu fica lendo o que vc escreve no blog vou até ai por que vc esta muito só.Te amo muito tenho saudades Bjs.Vou pra casa de minha Mãe estou só Também
    Fuiiiiiiiiiiiiiii até.

  3. Eu já disse aqui um dia que nada nem ninguém é cem por cento neste mundo.
    Ser ou não ser.
    Eis a questão.
    Fumar ou não.
    Esta é a situação.
    Eu fumo. Mais pareço chaminé ambulante.
    Recordando diria que desde a infância tenho o vicio. No inicio por exibicionismo. Coisa de menino querendo parecer adulto ou machão. Machinho melhor dizendo. Parecia bonito. No cinema havia exemplos a serem copiados.
    Quase todo mundo viu Casablanca. Preciso de outro exemplo. Bogart era outra chaminé ambulante. Não sei se a indústria do tabaco o remunerava. Mas ele foi um grande propagandista dos cigarros. Quando revir Casablanca tente contar quantos cigarros ele acende. Isto nas cenas. Imagine o que ele queimava nos intervalos e tente imaginar a quantidade diária em toda a sua vida.
    O primeiro0 impacto contra os cigarros eu vivenciei quando faleceu outro saudoso astro de cinema. Falo do Yul Bryner levado por um câncer. Foi um abalo. Eu fiquei realmente assustado. Mas o vicio já tinha lançado amarras e logo superei o medo que tinha.
    E durante todos estes s passados anos foi esta queima de dinheiro para ter as mãos este amigo falso que muitos têm.
    Todo fumante tem varias desculpas com as quais procura se convencer e justificar a sua própria fraqueza. Por isto os que conseguem desprezar o vicio tem a minha admiração.
    Sou fraco. Sou viciado. Fumo e estamos conversados.
    Mas jamais fiz apologia desta merda de vicio.
    Ao contrario. Exponho a mim mesmo ao ridículo e digo a quantos me escutam para que parem.
    -Façam o que eu digo e não façam o que eu faço.
    Quem já me ouviu por mais de cinco minutos certamente escutou esta frase.
    Quanto aos que se manifestam no sentido de que estas proibições tolhem liberdades eles também tem suas razoes. Cada caso é um caso.
    E não me parece justo deixar na decisão de um juiz a solução deste problema.
    Se uma peca comporta cenas com cigarros que as tenha. Irão assistir a peca os fumantes ou quem não se incomode que fumem no teatro onde esteja.
    Bastaria uma advertência na entrada.
    Tipo:
    -Atenção. Você esta sujeito ao fumacê dos atores desta peca. Entre se desejar.
    Este post vai render muita fumaça. E onde a fumaça há fogo.
    Falando em fogo lembrei-me do cigarro e La vou eu de novo.
    Vampiro apaga esta merda que tens as mãos e modere logo meu comentário.
    Saindo.
    Para FUMAR.
    INFELIZMENTE.
    Pacheco
    😉

  4. GERALD THOMAS ESTÁ SE TORNANDO ALGUÉM QUE APRESENTA ARGUMENTOS IRREFUTÁVEIS BRILHANTES.
    O CARA TÁ MANDANDO MUUUUUITO, BEM!
    ODEIO ESSE J. SERRA, TAMBÉM CONHECIDO COM “VAMPIRO DA MÓOCA”, PELO SEU DESPREZO PELAS LEIS E SEU RANÇO ELITISTA.
    MAS FUMAR, MESMO QUE EM CENA,………………….PQP!
    ALIÁS, EM TEATRO É QUE SE MOSTRA MAIS DESNECESSÁRIO O USO DO CACHIMBO, QUE DEIXOPU A BOCA DE MUTO REACIONÁRIO TORTA.
    ACABAR COM O FUMO E A POLUIÇÃO É DEVER E É LEGAL, EM QUALQUER SENTIDO.
    AQUELES QUE REAGEM, SÃO MEROS E ANTIGOS REACIÓNÁRIOS. O MUNDO GIRA, MOÇADA!

  5. Baby!!!!!!!!!

    Venha sim.Mas depois da missào.
    Que surpresa .
    Deixei o celular carregando no hotel.O aparelho esta com problemas.
    Estou no estaleiro da Gloria.Passando na vistoria de amanhà estaremos zarpando no amanhecer de terca feira.
    Tá admirada com o quinto cigarro?Eu idem pois podes notar que pelo horário até que estou reduzindo.
    Boas noticias vindas da Ana.Contarei por telefone.Ligo para a cas da penha.Se souberes o numero aqui da Gloria ligue.estarei ausente somente para almocar.

    XXXXXXXXXXXXXXXXX xxx

    Love e lovinho

    😀

  6. O Vampiro de Curitiba

    Bom dia, meus amores!
    Os argumentos do Gerald são fortes. Ou seja, se um ator representar um viciado em pó, ele terá que, necessariamente, cheirar no palco?
    Agora, eu não gosto de ver o Estado se intrometendo na vida do cidadão. Esse politicamente correto é perigoso, neste ponto acho que o Fagundes tem razão. Logo vão querer proibir livros em que personagens não representem um cidadão ‘saudável”, sejá lá o que o censor de plantão entenda por ‘saudável”.

  7. Ana Paula

    É isso aí!

    A fumante vai baforar agora:

    Vamos perseguir os fumantes, os drogados e os gordos!
    Eles são a nova versão do “putas&veados” do mundo!

    O ex-fumante vai perseguir cada um de vocês, ó viciados doentes, preguiçosos, inúteis, vazios, pagadores de impostos!

    E o estado não irá banir a indústria, mas criar leis para fazer do cidadão um eterno preocupado com a saúde alheia. SIM, porque todo ex-fumante ou não-fumante se acha no direito de corrigir, coagir ou comentar no momento em que você está acendendo seu cigarrinho…

    OBRIGADA, PESSOAL CONSCIENTE! MUITO GRATA POR SE PREOCUPAREM TANTO COM A MINHA SAÚDE!

    Enquanto isso, vai uma deliciosa estatística brasileira:

    **** Um milhão de homicídios em trinta anos ***

    Dados oficiais. Imaginem os reais.

  8. ezir

    BOM DIA , super COMUNIDADE do Sr. Gerald THOMAS SIEVERS!!!

    Estava C 2 TEXTOS pra postar lá no outro ARTIGO DO GERALD THOMAS , mas bati numa TECLA aqui e ele está em algumn LUGAR …depois eu OS COLOCO…

    ….tb, ouvindo ou VISUALIZADA via “`68 COMEBACK SPECIAL de ELVIS PRESLEY” naquela IMAGEM e nas CONTÁVEIS PHOTOS de nosso MR. Geradl THOMAS c suas VÁRIAS JAQUETAS , JEANS , e suas MANGAS PRETAS e CORDÕES no PULSO …uma fusão de ELVIS PRESLEY de JAQUETA e seu VOIZERÃO …e SR. Gerald THOMAS , na alma….bem, …É PRECISO SEMPRE VOLTAR , pessoal !!!…repito : “é PRECISO sempre VOLTAR COMEBACK pra gente RE-ENCONTRAR os SENTIDOS de nossos ENCONTROS e PRESENÇAS …e ESCOLHAS …e …vontades ….e GOSTOS RECORRENTES….PAIXÕESSS q é querer IR E FICAR …mas MERGUUULHARRRR pra valer …

    Bem, O “EKRAN” é nosso COMENTARISTA mais de PAIXÃO pelo MR. Gerald THOMAS q ACABEI DE DESCOBRIR aqui…por sua PAIXÃO ÀS LITERATURAASSSS…ÁS ARRTESSSS…e OS ARTISTAS VERDADEIROS “APRECIADORES” ….não ESTIMULADORES compulsivos OU consumistasssss DE UMA “PSEUDO-ARTE” q a gente vai RE-DESCOBRINDO ainda muito REINCIDENTES ….q acaba sendo PRATICADA pelos pp artistas PELA FORÇA DO HÁBITO da VIDA CORRIQUEIRA…O DIA A DIA – a moda de CAMUS – acaba “EMBOTANDO AS CABEÇAS”
    “O HABITO ou VÍCIO é nosso grande EMBOTADOR de SENTIDOS E MEMÓRIAS “….uma AZARAÇÃO de COISAS e COMPULSÕES …e AUTO-EXIBICIONISMOS …ou DOENÇAS DO HÁBITO E DOS COSTUMES mesmooooo…q ASSOLAM “AS MUCOSASS das BOCAS , LÁBIOS ….e LÍNGUA ….E DEDOS ….E “BAFO-HÁLITO” do VICIODO CON-FORMADO, DOENTE, ou AUTO-INDUZIDO , ou MANÍACO-C0OMPULSIVO …ou “VICIADO FÓSSIL…DO FÓSSIL em forma de PESSOA q por + q OUVE A VERDADE de SEU REDOR …de seu MEIO AMBIENTE …de sua ATMOSFERA DIVINA, PULSANTE …O VICIADO “não consegue PERCEBERRRRR…E pior…é capaz DE INFLUENCIAR sua “tchurmmmmmmaaaaa”: …uma LINHA DE INDÚSTRIA da PESSOA-VICIADA virada “coisaaaaaa” “máquinaaaa””” “nati-morta” bem na frente da gente …aí nas ruas …ou PIOR , virando “político DA INDÚSTRIA DO CIGARRO”.

    – Notícia P O PRESIDENTE LULA e p NÓS , 185 MILHÕES DE “BESTAS HUMANAS” , fadadas a MORRER de “BRIGAR DE BOCA” de ESTRESSE de encarar “um prego de PESSOA na tua frente , nas ruas , te BAFORANDO como 1 “BOFE de COISA CARBONIZADA saindo da BOCA DE SEU LIXO0 INTERNOOOO…ORGÂNICOOOO”
    ……e o cara ou a cara gostosões ….ARRROGANTESSSS ….tentando c SUA VÂ BOCA E CORPO PULMÕES de PROVAR …se afirmar diante do outro q “ELE COMPROU A DROGA, O LIXO AT\ÕMICOOOO c s-eu próprio DINHEIRRROOOOOOO”.

    ( do jornal FOLHA DE SP e DO ESTADÃO de 12 de julho, 2008):

    “dos 68 biiiilhõessssssssss DE CIGARROS fabricados pelo PARAGUAIIIII….62 BILHÕESSSSS ficam :….no…..BRASILLLLLLLLLLL, MOÇADAAAAA, o resto é distribuido p o Caribe e alguns outros páises da AMÉRICA LATINA…”.

    SOMOOOOOS um PÁIS de ARROGANGES , CONSUMISTAS LETÁRGICOSSSSS….q estão se MATANDO AOS POUCOS c drogas de várias ORIGENS e PRESCRIÇÕESSSS …. ainda nós ACHAMOS C O PODERRRR de “compraaaa” : …………..

    BRASILEIROSSSSS, BRASILEIRAS SSS….c PODER DE COMPRAR A PRÓPRIA M -ORTEEEEEE….E ainda queremn GASTAR A SALIVA em FAZER TORCIDA “DO CONTRA ” á LEI ANTI-FUMOOOO”!!!!

    ….se PRECISAR de ABAIXO-ASSINADOOOOO , ou entrar c MEDIDAS MAIS EN´´ERGICAS E EDUCATIIIIIVAS , como O TAL DO FUMANTE “!PAGARRRR MAIS ” pq “ele podeeeeee, gente, tem “purchasing POWER” …ENTÃO , parabéns p 1 CONDOMÍNIO aqui em SP q nesta semana “MULTOU TODOS OS M ORADORES” por 1 deles ter “violado A LEI”.
    _____
    Sr. Geradl THOMAS , endosso suas PALAVRAS de EX-FUMANTE RECONHECEDOR DO MAL e DOS VÍCIOS LETAIS á SÁUDE …COMO “um verdadeiro ARTISTA” q TRABALHA C A VOZ E O CORPO INTEIRO INTERNO ´como UMA DIVA p nos OFERECER AS MENSAGENS de AMOR E BEM-ESTAR DE NOSSAS VIDAS …não só NAS APARÊNCIAS , NA CARCAÇA das MAQUIAGENS e das POSTURAS de “PODEROSOS DA BOLHA” q alguns – até no TEATRO começaram a ASSUMIR – como aquela atriz MIKA LINS ( peça feita só p VOLTAR A APARECER …COITADA, ela NÃO PRECISA DISSO, É UMA PRISÃO DE SUA IMAGEM
    !!! C todo o RESPEITO , ás BALZAQUIANAS …

    ….e AGORA , o nosso MAIOR ATOR das BALZAQUIANAS dos anos 70, Antônio FAGUNDES , das “madames SOLITÁRIAS, CONDESCENDENTES …e das NAMORADINHAS DO BRASILLLL q COITADAS agora estão “enchendo” as ESTATÍSTICAS da LEI SECA , c cada vez + bebedeirassssss ….por SEREM SÓS!!!

    ….PQ não FAZER , continuar PEÇAS à ESSAS mulheresssss VÍTIMAS DA SOLIDÃO DA ALMAA , heinnn, sR. Fagundes ???…
    Parece Q até ALGUNS DA CLASSE ARTÍSTICA estão aderindo À FALSA VOLTA á BELLE ÉPOQUE …DO GLAMOURRRR ….QUE GLAMOUR POUPOU O COITADO DO “ESTILISTA”????…nenhum, BABYYYY…nas VITRINES …a PASSARELA já VIROU outra ESTAÇÃO do FUTURO, BABY .,… c A RODA GIRANDOOOO…GIRANDOOO…e NÓS OS HUMANOS, IMPLODIIIIIDOOOOOS por causa DOS “62 BILHÕES DE CIGARROS q 1 só INDÚSTRIA – OPARAGUAI do LULAAAAA LALLA q NÃO FUMMMA …mas DIZ q NÓS NÃO VAMOS PAGAR os ACORDOS c o PARAGUAI …nada …SÓ como FUMANTESSS….SOMOS AS CHAMINÉS ….O GÁS q O PARAGUAI fabrica em ITAPUÁ …,MOÇADA…SENHORES E SENHORAS arrogantessss ….ACORDAMMMMMM, ou vamos VIRAR “PRISIONEIROS da RODA “…bem…PRA QUÊ, PENSAR…PENSAR DÓI …MORRER : NÃO DÓI!!!

    …se FOI ,BYEEEE , BYEEEE , FUMANTES-NÚMEROS…CHAMINÉS-TUBULAÇÕES ALVEOLARES…BYE, BYEEE, FUMANTES DE GÁS CARB\ÕNICOS … depois …ACA BOU!!!… E o show vai continuar…porque A CONSCIÊNCia FALA mais Q O GÁS, q A FUMAÇA , concordam ?????????
    ______

    Bom dia a TODOS , especialmente à VOCÊ , nosso ECRAN , O MAIOR CONTRIBUIDOR p os DEBATES e os IMPASSES p este BLOG de nosso MESTRE Gerald THOMAS!!!…E perdoa-me a FALTA DE TEMPO para MARCAR AS IDÉIAS c VOCÊ … Saudações ao Sr.GERALD THOMAS SIVERS , com as lembranças DOCES E REVERBERANTES de seus SOLOS INAUGURAIS DE SUA GUITARRRAAAAA, como nosso verdadeiro GENTLEMAN das SERRAS e MONTANHAS OU dos PAISES ALTOS E BAIXOS…
    ___
    …e a sequência de “tigerMAN” a “memories” para o SR. na VOZ de Elvis PRESLEY-ESTILO “FLEMISH MAN-ZORRO” , “OO7 fifties ” , E O ERNEST HEMINGWAY ( q coitado SE PERDEU DE SI MESMO pelo CAMINHO…). Super SAUDAÇÕES , Ezir Miriam

    AQUELE SOLO DE GUITARRA do nosso MESTRE Gerald THOMAS em “kepler: the DOG” ( nov 2008 ) c ele RESSUSCITANDO aquele COITADA E VAMPIRESCA NATI-MORTA MULHER encontrada na PRAIA ( aludindo ao NELSON RODRIGUES de “vestido de NOIVA” ou À ESTA IMENSIDÃO DE FILMES da SÉRIE “CSI:MIAMI” NEO-EXPRESSIONISTA “BOSHEANO” p CHOCAR todas as MULHERES LINDAS e “turbinadasssssss” , eles fizeram 1 aeromoça inocente , mas DOIDONA DE EXTASY e EXCITANTES ser jogada pela própria COLEGA INVEJOSAAAAA e MÁ pelo TUBO DE BAGAGENS…TERROORRRR ….e uma PENA …UMA VIDA “JOGADA FORAAAAA….FORAAAA …como UMA PESSOA “PERECÍVEL” como diz Sr. Gerald no post de “Amsterdam e SUA re-DESCOBERTA de cara c REMBRANDT AUTO-RETRATO”)

  9. Daniela

    Fumei por nove anos. Ao final já era uma nicotina ambulante,fumei nos últimos meses de vicio dois maços por dia.
    Credo! Um dia acordei vi meu lençol que tinha trocado ainda no dia anterior, amarelado do meu suor de nicotina, com cheiro de cinzeiro, reparei em minhas unhas naquele dia sem esmalte, estavam amareladas, meu cabelo com aquele cheiro, olhei minha pele, tinha acabado de acordar e parecia tão cansada.
    Resolvi parar de fumar naquela manhã.
    Ainda tinha alguns maços, deixei lá em cima da mesa e não os toquei por dias, me davam nojo. Joguei os cigarros fora.
    Nunca mais fumei.
    Só fumaça hj me incomoda muito, sinto os olhos arderem, e as vezes uma ancia de vômito quase incontrolável.
    Hoje vejo que o vício do cigarro é ridículo e pedante.
    As pessoas fumam para parecerem seguras, intelectuais, inceridas, é uma muleta social. Péssimo!
    Concordo com a lei, acho que atos e rituais tribalistas como o de fumar, podem ser seguramente defenestrados de nossa existencia a fim de propagar um passo a diante na evolução do ser humano.
    Amo o Fagundão, mas chate-ie de ve-lo defender uma idiotisse dessas com tanta vontade. Se fosse algo que valesse a pena.
    Mas aos fumantes um aviso.
    Não pego no pé de ninguém em minha casa existe um reservado onde pessoas dependentes químicas do cigarro podem fumar sem matar minha família aos poucos. Tenho vários amigos fumantes que são maravilhosos. E mais ainda amigos ex fumantes que são fantásticos.
    Acredito que esta onda tabagista esteja diminuindo bastante ao redor do mundo e incrívelmente no Brasil com uma força extrema.
    Acho que disse tudo.
    Beijo pro ceis.
    DG

  10. Bruno

    Para eles cenas de violência = apologia ao crime. Permissão para usar uma droga legal? Era só o que faltava, nunca vi tamanha repressão. Essa brigada de puritanos já encheu o saco.

  11. Luciana

    Só pelo fato de censurar uma peça de teatro por algum motivo é um absurdo , na minha opinião.Tem muitas coisas muito mais graves do que ficar proibindo uma peça de teatro, não sei , não , na minha opinião,claro.Posso estar errada, não sou do meio teatral.Opinião de alguém completamente leiga no assunto.
    Acho super importante campanhas contra o fumo, bebidas e drogas,onde há educação, informações, acho que isso já impede um monte de coisas.Tem coisas que quanto mais proibidas mais incita a transgredi-la.Não sei se é por esse caminho que as coisas funcionam.Acho, estou somente no plano do achismo, que a única coisa que resolve é educação e trabalho .O resto é superfluo no meu entender.Não estou com isso fazendo a apologia da anarquia, não é isso não.Tem coisas que tem que serem punidas , proibidas , contidas como a violência urbana, o crime , isso sim tem que dar a devida atenção.E não coisas superfluas como essa de ficar proibindo um ator de fumar em cena.Também acho que certas coisas começam assim, proibindo por coisas banais.Bem, não sou dona da verdade.Fico por aqui.

  12. Cintia

    Vampildo e Pachecão,

    Escondamo-NOS, 😀
    atrás das trincheiras!
    Vem chumbo grosso!

    Mas eu sou a favor da proibição sim em lugares públicos fechados.
    Já não tem um tempinho que isso já ocorre em shoppings e aeroportos, por ex.?
    Só em boate é que a pessoa bebendo, dançando, complica… mas, fazer o quê?
    No teatro não dá pra só segurar o cigarro sem fumá-lo?? Em filmes isso já acontece, o sujeito boca o cigarro na boca “de mentirinha”, não sai fumaça nenhuma.
    Pq realmente, ficar dando baforadas na cara do público não tem nada a ver.

    Eu sou uma fumante educadérrima e cidadã (rs). Proibiu, eu acato!

    Em Paris foi adiante a proibição? Eu tinha lido que estava dando o maior bafafá, pq os franceses amam tomar cafézinho e fumar de bobeira naqueles cafés nas calçadas.

  13. Pingback: A ARTE DA DROGA « Verde Dentro

  14. liz

    Mas Vampiro, não é só questão de estimular…
    Concordo com o Gerald, o artista precisa se libertar das coisas concretas com a justificativa de dar mais realismo a cena.

    Todos sabemos dos males que o cigarro faz. Não precisamos de peças teatrais nos dizendo isso.

    O cigarro solta fumaça e ninguém merece… tudo em casa cheira cinzeiro. Me dá medo ver uma pessoa o dia todo inalando fumaça. Fico imaginando como deve estar esse corpo por dentro…. por fora é visível.

  15. ezir

    VAMPIRE DE CURITIBA ,

    Há um porção de LEIS sem efeitos e ABSURDAS em nossa LEGISLAÇÃO. Senti 1 MELHORA IMEDIATA no ARRRR…quando em meu trabalho , OBRIGARAM OS FUMANTES a sairem…e FUMAR LÁ FORAAAA…OS CA BELOS e nossa PELE se impregnam do mal DO outro.

    Não DEVEMOS ser PRECIPITADOS ou lançar mão de ARGUMENTOS só p se MANTER c 1 HÁBITO DE MAL À nossa PRÓPRIA SAÚDE. Cigarro é DROGA , VÍCIO , em EXCESSSOOO…e produz O ESPÍRITO DA ARROGÂNCIA e PREPOTÊNCIA …É preciso SE AUTO-OBSERVAR como FUMANTE e ADMITIR q se ESTÁ C UM PROBLEMA CRÔNICO …a partir deste PONTO , vamos buscando FORMAS de nos CURAR …pois O VÍCIO do CIGARRO éstá associado à OUTROS TRANS-TORNOS DO IMPULSO….À ANSIEDADES…

    O Brasil É recorde de INGERIR TUDO EM EXCESSOS…pílulas p emagrecer , a GULLLLAAAA….e ‘somatizando” a isso : toma-se BEBIDAS demais …E dá-lhe CIGARRROOOSSS…

    Há várias FORMAS do FUMANTE re-encontrar SEU BIO-RITMO NORMAL e sua QUALIDADE DE VIDA E RESPIRAÇÃO INTERIOR…é preciso PACIÊNCIA e AUTO-AMOR…VOLTAR ao nosso INTERIOR ..começar a sentir ao CHEIRO RUIM…detestar O FEDOR …a QUÍMICA “ESTRANHA” e…PENSAR em OPÇÕES …NOVOS RUMOS p sua BUSCAR DE PRAZER …e controle de sua ENERGIA PSÍQUICA…suas ADRENALINAS …hormôniossssss….É uma EXPERIÊNCIA DE AUTO-CONHECIMENTO ORGÂNICO, de nosso UNIVERSO INTERIOR…Daí, a diferença em SER ATOR E ATRIZ q faz UM PAPEL A…OU Q “MISTURA FICÇÃO E REALIDADE” como 1 ADOLESCENTE SEM-CAUSA. Super DOMINGO de RÍTMOS INTERNOS novos pra VOCÊ, VAMPIREEEE DE CURITIBA com sua POLACA q apreciaria 1 VAMPIRE c OUTRAS ESSÊNCIAS …e não a do TABACO, certo? Ezir

  16. victor hugo

    Gerald, admiro o seu trabalho, mas temos que admitir que o Teatro é feito por atos simbólicos, não são verdadeiros, não é como no cinema que tem que parecer real, portanto o cigarro pode ser utilizado apagado sem qq problema. Vamos seguir as regras e melhorar a vida dos seres humanos. abraços.

  17. Cintia

    Esse negócio de alegar ‘censura’ é uma bobagem sem tamanho.
    Puro pretexto de fumante inveterado.
    Fagundes, me engana que eu gosto… 😀
    O tabagismo já é problema seríssimo de saúde pública, e é isso que tem que ser considerado.

  18. Luciana

    Coisas muito mais graves acontecendo por aí, e ficarem se preocupando com leis proibindo o fumo.Não sei, não.Acho isso hiper limitado.Não fumo, não bebo e não uso drogas e não acho que a proibição é o caminho.Tem que proibir é a miséria, crianças sem educação decente, moradia digna, falta de trabalho, hospitais precários,etc, e ainda ficam polemizando um assunto destes.Não vou dizer que não acato essa lei porque não sou fumante, se fosse ,certamente não iria acatar num país onde há miséria, crianças sem educação, sem moradia, transitando abandonadas pelas ruas das grandes cidades.

  19. Márcia

    02/08/2009 – 11:16 Enviado por: O Vampiro de Curitiba

    “…Agora, eu não gosto de ver o Estado se intrometendo na vida do cidadão. Esse politicamente correto é perigoso, neste ponto acho que o Fagundes tem razão. Logo vão querer proibir livros em que personagens não representem um cidadão ’saudável”, sejá lá o que o censor de plantão entenda por ’saudável.”

    Concordo…
    Eu nunca fumei (experimentei c/14 anos e não conseguia tragar, só tossia – hj dou graças a Deus), e nunca me importei q fumassem perto de mim, a fumaça não me incomadava, mas de uns anos pra cá tem incomodado, fico sem ar, parece – sei lá o q mudou – mas tbm nunca falei pra ninguém q fuma, q parasse pq faz mal, isso ou aquilo…

    Se alguém fuma perto de mim e a fumaça vem na minha direção, simplesmente mudo de lugar, não tenho saco pra ficar patrulhando ninguém.

    Afinal todos sabem do mal q faz, então se preferem continuar q continuem, eu pouco me importo, o $ gasto não é meu e a saúde menos ainda (ok, eu sei q ficando perto fumo por tabela, mas…)

    Como dizem os fumantes inveterados “se quero morrer aos poucos, o problema é meu”.

    Bjs e bye ♥♥♥ (já q a Marcela ensinou eu copio)

  20. liz

    Afe, se religiosidade e arte não tem diferença me despeço da segunda sem olhar para trás. A ARTE NÃO TEM QUE SER CÚMPLICE DE NADA.

  21. Luciana

    É muito engraçado ficarem polemizando um assunto destes, a proibição de fumarem em lugares fechados.Mas numa peça de teatro, na minha opinião, é um absurdo, é algo completamente diferente.Então neste aspecto tem que se proibir um monte de coisas absurdas e surrealistas que a televisão mostra que tem um alcance muito maior que o teatro.

  22. Gerald, fizemos uma referência a você no nosso blog (http://verdedentro.wordpress.com/2009/08/02/a-arte-da-droga/). Parabéns pela sua postura frente ao tabagismo.

  23. liz

    AGORA, FUMAÇA DE CIGARRO…

  24. Jorge

    Se o Governo proibe o fumo, pq não vai mais longe e expulsa a Indústria que os produz no Estado de SP?

  25. joao carlos do espirito santo

    Meu querido, tens razão,a arte pede simbolização, abstração e não representação da realidade.
    Mais espectadores e menos expectorantes.
    um abraço
    João Carlos.

  26. O Vampiro de Curitiba

    Pelamordedeus!!!! Será que ninguém vai se atentar para o fato?

    “Quem quiser acender um cigarro, cachimbo ou charuto “cenográficos”, deverá pedir autorização judicial, explicando o porquê de a fumaça ter que se espalhar pelo palco. Ao juiz caberá decidir se o fumo é de fato imprescindível na construção dramática.”

    ISSO É UM ABSURDO!!! ESTAMOS VOLTANDO À IDADE MÉDIA!!!

    TEREMOS QUE PEDIR PERMISSÃO PRA UM JUIZINHO ANTES DE MONTARMOS ALGUMA PEÇA????

    RIDÍCULO, MIL VEZES RIDÍCULO!!!!

  27. liz

    Precisamos varrer da face da terra o maldito cigarro! É uma questão tão racional… Vá cheirar, injetar, sei-lá mais o quê…Faça mal somente a si próprio. SOU A FAVOR DE O CIGARRO SER FABRICADO EM DOSES HOMEOPATICAS SÓ AAQUELES QUE AINDA FUMAM… NINGUÉM MAIS DEVE COMEÇAR A FUMAR.

  28. rosana de cassia

    muito me admira um ator gabaritado como Antonio Fagundes precisar de um cigarro de verdade como “muleta” para compor seu personagem, não daria para usar um de mentira? Aposto que se fosse representar um alcóolatra ele não passaria a peça inteira bebendo de verdade.

  29. Ana Paula

    Já faz muitos anos que em Brasília o cigarro não é permitido em lugares públicos. Muitos lugares, mesmo que abertos, aconselha-se não fumar então o fumante aprendeu mais a olhar a plaquinha de “Permitido Fumar” do que a “Não Permitido Fumar”.

    Dito isso.

    Pra mim chega. Não vou entrar nessa polêmica. Ela não faz sentido. Ela é uma implicância pessoal do autor.
    Vai aparecer um monte de gente falando como o cigarro é nojento, outro monte descrevendo sua alegria de ex-fumante, mas um monte sobre estatísticas de morte etc.

    Quando o assunto abordar o ser humano inteiro, eu volto.

    Um bom domingo a todos!

    Ana.

  30. liz

    Comentário enviado pelo Vampiro às 11:57

    “ISSO É UM ABSURDO!!! ESTAMOS VOLTANDO À IDADE MÉDIA!!!

    TEREMOS QUE PEDIR PERMISSÃO PRA UM JUIZINHO ANTES DE MONTARMOS ALGUMA PEÇA???? (…)”

    Se for fumaça de CIGARRO SIMMMMMMMMMMMMMM!!!!!

  31. liz

    Ana Paula,

    O nenhum assunto abordará o ser humano como um todo. Textos são apenas fragmentos….

  32. O Vampiro de Curitiba

    E quem é o puto do Juiz pra decidir se o “fumo é de fato imprescindível na construção dramática”? E o que o merda do juiz entende de construção dramática?

    Façamos o seguinte: No Teatro vale tudo, quem não quiser assistir que fique em casa assistindo novelinha politicamente correta!

  33. liz

    Ana Paula
    Quero dizer, o ser humano é formado por várias concepções diferentes. Nunca uma só num único assunto abordará o ser humano como um todo.

  34. Guilherme Santo André

    Poxa, esse Fagundes nasceu pra ser ator, mesmo. Como é dramático!

    Exagerado…

  35. Caramba, este negócio de fumar tem um poder sobrenatural, do mal mesmo, não é fácil….
    Piora tudo se estivermos diante de pessoas inteligentes, pois farão um judô mental para argumentar em favor do non sense … ai, os sofismas da melhor qualidade…
    Tô com Gerald, ache o senso, persuasão,senão verás o cramulhão!!! Fagundes é gato, sem soltar fumaça, então…rsrsrs Acordaaaaaaaaaaa lindo!!

    beijos poéticos de Nina,

  36. liz

    Não sou contra as peças teatrais em que apareçam cigarros. Sou contra o fato de o ser humano ser tão ESCRAVO do cigarro a ponto de defendê-lo quando ninguém mais o suporta. Penso que um ator não precise mais desses argumentos, como justificativa de realismo em cena. Então que arrume outro argumento.

  37. liz

    Vampiro, pior que mesmo vendo novelinhas estamos condenados…

  38. O Vampiro de Curitiba

    Por mim podem proibir o cigarro em qualquer lugar, quem sabe assim eu consiga parar de fumar. Agora, proibir a liberdade de criação, JAMAIS!

  39. liz

    Meodeos, e o pulso ainda pulsa….

  40. Cintia

    “Ao juiz caberá decidir se o fumo é de fato imprescindível na construção dramática.”

    Vampitcho,

    Eu acho que às vezes a lei usa de caminhos arrevesados pra atingir seus objetivos, pode ser o caso.
    Veja que a postura do Fagundes tb é ridícula, e muito ridícula.
    Ele não têm o direito de prejudicar a saúde das pessoas que estão pagando para assisti-lo em nome da “Arte”. Essa conversinha dele é mais estapafúrdia que a da lei.

  41. ezir

    ANA PAULA, ( re-publico 1 commment q deixei p vc lá no outro”inconfidências”, 02/08/2009 – 12:08
    ______

    errado.

    o ECRAN é um comentarista q CONTRIBUI p as DISCUSSÕES tanto quanto todos COMENTARISTAS q escolhem ENTRAr aqui …E + DE 15.000 ficam ou VISITAM o BLOG do SR. Gerald THOMAS por GOSTARem daqui, entende?

    É engano SEU , acredito Q sem QUERER, imaginar q SÓ OS COMENTÁRIOS PUBLICADOS aqui é q TÊM MANTIDO o BLOG do GERALD ou feito O SR. Gerald THOMAS manter O BLOG. Vá conferir o SITEMETER. Não é TODO MUNDO q quer falar….ALIÁS, pelos NÚMEROS DE VISITAS aqui , DÁ PRA ENTENDER , porque O Sr. Gerald THOMAS diz q chegou num IMPASSE…está C STRESSE …e vai DIMINUIR A FREQUÊNCIA de PUBLICAÇÕES de POST no BLOG …e de INTERATIVIDADE c os COMENTARISTAS.

    Há um NÚMERO SEM-COMPARAÇÕES de VISITANTES …e UM NÚMERO ÓTIMO de COMENTARISTAS A, COMO NÓS, eu , EZIR, vc E O EKRAN…Dá p compreender a IMPORTÂNCIA de LER o q O EKRAN nos ofereceu …ASSIM COMO eu, ezir , LEIO E ADOROO o jeito0 de VC ESCREVER e INTERAGIR super FLUIDA tb.

    o BLOG é INTERATIVO tbémmmm…Mas, é 1 SITE Profissional de APRESENTAÇÕES DO TRABALHO do Sr. Gerald Thomas…etc…etc…E O EKRAN foi e VIU TUUDDDDOOO…não ficou SÓ AQUI nas DISCUSSÕES q , de fato, ÁS vezes “FOGEM DO ASSUNTO EM FOCOO” …E vira “UM BATE-PAPO” entre COLEGAS VIRTUAIS…iSSO , tb FAZ PARTE de 1 DISCUSSÃO.

    Como o BLOG é uma GRANDE “WEB-LOG” ( É DAÍ A ORIGEM DO NOME REDUZIDA “BLOG\”), que é “uma estaca , OU “toco de PAU” …ou O QUE RESTOU DA RAIZ DE UMA ÁRVORE”).

    Um “blog” É UM TOCO DE ÁRVORE originado pelos MOVIMENTOS dos INTERNAUTAS dentro da REDE. E os “BLOGUEIROS” são os HABITANTES DESTE “TOCO DE ÁRVORE”.

    Espero q O Sr. Gerald THOMAS consiga c as CONTRIBUIÇÕES E OS BOM-SENSOS de todos NÓS, COMENTARISTAS , verdadeiros FÃS dele… fazer “a ÁRVORE DO BLOG CRESCER FORMOSA SEMPRE C CADA raiz COMO SINTO q TODOS COMENTARISTAS , como eu , Ezir , TEMOS AJUDADO A CONSTRUIR…

    ….Uma PROPOSTA:

    ABRIR 1 EMPRESA FÃ-CLUBE de nosso SR. Gerald Thomas, C site e TUDO , E 1 “CHAT” …empresa mesmo!!!!!

    já fiz TRADUÇÕES p 1 FÁ-CLUBE na capital …E HAVIA 1 REVISTA …e reuniões , CONTATOS c a BANDA “New KIDS ON THE BLOCK”…e era super lucrativo P ELAS …os associados…!!!…bem…só sugestão !!!

    Preciso IR, mas volto! p DEBATER …ou participar…+ tarde!!! Super DOMINGÃO A TODOS E TODAS , Ezir Miriam

  42. liz

    Vampiro, o poder de criação não se limita a uma cena com cigarro… Vc está generalizando as coisas.

  43. juliano

    Concordo totalmente com o Gerald, já perdi familiares e amigos com cancer no pulmão. Que os atores vão na justiça contra uma lei tudo bem, mas lamentavel que numa sociedade democratica de direito o grande Antonio Fagundes diga que vai peitar a lei, lamentável por todos os aspectos. Qual a moral pra falar dos politicos então? E a comparação com beijo é ridicula. Vamp no teatro vale tudo, até memso descumprir uma lei? Então posso ir lá furtar sua carteira? Em um país democrático é o juiz que interpreta a lei sim senhor, ou você tem outra sugestão?

  44. O Vampiro de Curitiba

    Cintia, é muito simples: Não vá assistir a peça dele, oras!

    Teatro não é televisão, em que qualquer criança está assistindo. Só vai ao Teatro quem quiser.

  45. Priscila

    Esse bab.aca se esquece que artistas são formadores de opinião, e fumar em cena É SIM fazer apologia de um vício nocivo à saúde. Além disso, esse discursinho idiota de “a vida é minha, faço dela o que quiser” não se sustenta, visto que a fumaça não vai toda pro pulmão do imbecil, mas também pra quem está em volta – e, nesse caso, sem a proteção do filtro!… Quer se matar, toma uma caixa de barbitúricos, mas não ph.ode a saúde alheia!!!!

  46. liz

    Vamp, por exemplo, o cara poderia aparecer NERVOSO em cena fazendo referencias ao cigarro, seria uma abstração da falta dele. Ahhhh é só usar a criatividade.

  47. O Vampiro de Curitiba

    Tá, então vou ser menos sutil: Eu prefiro ver milhares de pessoas morrendo do que ver um único cidadão perder sua liberdade. Quando o indivíduo perde sua liberdade de criação, a humanidade toda se tornou escrava.

  48. liz

    Priscila, deste jeito vc minimiza a inteligência do espectador. O fato é que há maneiras e maneiras de colocar o cigarro em cena sem que ele realmente apareça. O ARTISTA NÃO TEM QUE SER UM EDUCADOR.

  49. liz

    Vamp, ser radical é estar engaiolado.

  50. Cintia

    Tá Vampitcho, concordo.
    É exatamente o que eu, mesmo sendo fumante, faria.
    Por incrível que pareça, o único cheiro de fumaça que eu tolero é o do meu próprio cigarro, rs! Sério, principalmente em aviões, qdo ainda era permitido, com a divisão de setores eu ficava no não-fumantes, e me embrulhava o cheiro que inevitavelmente chegava do outro setor.

    Se eu posso apagar o meu cigarro ou me afastar, se um único amigo meu me pede isso, pq o Fagundes não pode fazer isso pelo público dele, que é do que ele vive?
    Se todos tomarem essa decisão de não ir à peça, o Fagundes vai fazer o quê, sózinho lá com os preciosos cigarros dele?
    Refletir no isolamento sobre quão artística pode ser a vida na companhia de um bom cigarro? Tipo o Lobão: “companheiro na solidão…”? 😀

    beijos!

  51. Sandra

    Eu tenho todas as razões do mundo para ser contra o cigarro, mas acho que essa iniciativa deve vir da pessoa. Eu uso como termômetro, para saber a potencialidade de uma droga, o critério:
    A pessoa pode dirigir após seu consumo? – Se pode, é porque a droga não afeta significativamente a vida de terceiros.
    Acho que teatros são “inflamáveis”. Cigarros neles são tão perigosos como num campo seco. Mas, tirando essa restrição, um juiz não pode julgar se ele é ou não importante em cena.

  52. Priscila

    Vampiro, nunca li nada tão estúpido em toda a minha vida. Então a “liberdade” de um vale mais que a morte de milhares? Se você for testemunha de um suicídio iminente, não fará nada para impedir, porque estaria ferindo a liberdade de escolha do infeliz?
    A liberdade de um indivíduo acaba no exato ponto onde começa a do outro. Se você quer fumar numa caverna, num bote em alto-mar ou no cume de uma montanha, tudo bem; mas impingir as sobras de seu vício (fumaça, mau cheiro) a outros TAMBÉM É um óbvio desrespeito à liberdade!!!

  53. Sandra

    Adoraria que o Vamp deixasse de fumar, mas não por conta de uma lei.

  54. Priscila

    Sandra
    Atropelar pessoas não é a única maneira de matá-las! Então “se pode dirigir é porque não faz mal a terceiros”? Francamente… Já ouviu falar em fumante passivo?

  55. O Vampiro de Curitiba

    Priscila, não precisamos discutir sobre isso. É só você não vir xeretar na minha caverna quando eu estiver fumando meu cigarrinho. Ou outra coisita qualquer., tá?

    E, sim!, prefiro morrer do que ser escravo.

    Você não vê que a censura contra um autor é uma censura contra toda a humanidade????

  56. Drica

    Se bem entendi, a questão principal não é o cigarro, mas a censura.

    Ou todos estão esquecendo o que está ocorrendo na Venezuela?

    Não gosto de cigarro, porém, não sou contra o ator usá-lo como recurso simbólico.
    Gthomas, já usou os seios como markenting.

    A Fernanda Montenegro, em seus monólogos, não usa recursos simbólicos, e é por si só, um espetáculo!!! (Viver sem Tempos Mortos-vide).

    A questão á ser considerada é: “Liberdade de expressão”, seja no palco, na vida, ou, aqui no blog.

  57. Gabriel

    É bom o Fagundes lembrar que: ele e muitos outros atores, deveriam evitar ao máximo se exporem fumando.

    São vistos por muitas crianças, jovens, sem personalidade formada, e, sem estudo, na maioria das vezes.

    Estranha a atitude do Fagundes! Como disse o Thomas, será que ele não consegue ou, não ficaria melhor, caso fosse realmente um ¨bom ator¨, ijmitar que estivesse fumando?

    Não valeria mais a interpretação? já que no teatro, as pessoas que assistem …Não serão mais cultas? ….diferente das novelas?

    Dpois dessa, não sei mais o que esperar.

    Abraços e, parabéns G. Thomas. Bateu com as minhas idéias.

    Gabriel.

  58. Sandra

    Não acredito que ninguém vai morrer de câncer porque o Fagundes acende um cigarro em cena. E ninguém vai fumar porque ele fuma.
    Acho um absurdo liberar maconha, instalar bebedouros em danceterias para atender usuários de ecstasy, e proibir cigarro.
    Meu pai era fumante, e, por mais que isso me doa, isso só prejudicava a ele.

  59. Sandra

    Priscila, sim, meu pai era fumante, e tenho certeza que se eu morrer de câncer será por acaso ou por conta dos meus próprios excessos. Já entrou num elevador empesteado com cheiro de erva, que todo mundo quer legalizar, com a diferença é que não dá para dirigir depois de seu uso?

  60. regilene

    olá, a lei é otima, ja veio tarde, .ACHO Q SE AS PESSOAS QUEREM ACABAR COM A PROPRIA SAUDE TUDO BEM, MAS NAO TEM O DIREITO DE PREJUDICAR A SAUDE ALHEIA,. TEM Q MULTAR QUEM DESRESPEITAR A LEI, A LEI TEM Q SER CUMPRIDA, SE FUMAR PERTO DE MIM EM LOCAL PUBLICO SAIO DE PERTO. MAS SE FOR EM LOCAL FECHADO VOU DENUNCIAR, É UM ABSURDO PESSOAS Q INSISTEM EM IGNORAR A LEI, ..

  61. Priscila

    Vampiro
    Se somos contra a censura, devemos ser coerentes. Sendo assim, não deveriam ter sido recolhidos das livrarias os exemplares de “Mein Kampf”, do autor Adolf Hitler, “Protocolos dos sábios do Sião”, do autor Gustavo Barroso, “O judeu internacional”, do autor Henry Ford, “Holocausto: judeu ou alemão?” do autor S.E.Castan, e vários outros…

  62. Estes alunos tem me dado o que pensar e pesquisar a respeito do que me pergunta.
    Respeitado os direitos dos não fumantes como ficam os direitos do que fumam?
    Serão considerados cidadãos inferiores aos primeiros?
    Se for proibido fumar em tantos lugares porque se fuma maconha e crack abertamente. As TVs mostram bem isso. Todos sabem onde se compra e se fuma.
    Se um político fuma e é honesto ( caso raríssimo ) ele pode ser considerado como enquadrado no conselho de ética se for pego fumando em local proibido?
    Qual é a diferença do ponto de vista medicinal em fumar em um teatro ou em templo religioso ?
    Pretos velhos de religiões de origens africanas terão de pedir autorizações para pitarem em terreiros?

    Amigaaaaas!
    Amigos.
    Jovens alcoolizados se matam dirigindo.Aqui em Vitoria dois partiram um carro ao meio .
    Jovens drogados se matam por bobagens.
    Bêbados estripam e violentam até membros menores de suas famílias.
    Ladrões estão matando até por prazer. Quem sabe drogados na hora do assalto.
    Políticos continuam roubando.
    Juízes e outras autoridades também.
    Enfim o buraco é bem mais embaixo.
    E fumar ou não fumar é a questão?
    SALVE O BRASIL
    PQP.
    Nesta eu DANCEI.

    Ou melhor FUMEI.
    😀 IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII)

  63. O Vampiro de Curiitba

    Priscila, concordo contigo e digo mais: Todos estes livros que você citou eu tenho em minha casa.

  64. Se Antonio Fagundes participar de uma peça baseada na Guerra dos Farrapos, ele irá contracenar com armas e projéteis de verdade? Não! Isso é simplesmente conversa de quem é do contra ou não quer empecilho pra continuar jogando fumaça fedorenta e maléfica na cara dos outros. Fagundes, você, como grande ator que é, deve experimentar usar os artíficios milenares do teatro e usar falsos cigarros em suas cenas.

  65. Priscila

    Professor
    Você está parecendo o Lula defendendo o Sarney (“Uma coisa é matar ou roubar, oura é pedir emprego”)! Então como há “delitos” maiores, o menor fica legitimado? É essa relativização da ética e da honestidade que constitui o verdadeiro câncer de nossa sociedade…

  66. liz

    Priscila, o fato é que estes, entre outros livors, como “Quem escreveu o diário de Anne Frank”, ” Os bastidores da mentira do século” ,” Holocausto Judeu ou Alemão?”…. não estão nas prateleiras de ficção. Aliás, “os protocólos dos sábios de sião” são dos sábios de sião. rsrsrs

  67. juliano

    Sandra a questão não é essa. O Fagundes pode protestar contra a lei ant–fumo, pode ir à justiça, pode não votar no Serra, mas nunca dizer que não irá cumprir a lei. A lei do Serra não proibe cigarro e sim o proibe em lugares públicos. Em casa o cidadão poderá fumar até arrebentar os pulmões. Acho engraçado o braisleiro criticar o Sarney, os politicos,etc,mas defende o Fagundes quando ele ameaça não cumprir uma lei em vigor, falta de coerência. Não consigo entender porque a lei que restringe o fumo em locais públicos afeta a liberdade de expressão? Hoje você não vê artistas fumando nas novelas da Globo e nunca vi o Fagundes brigando contra a poderosa. Qual o motivo?

  68. Márcia

    Baita polêmica hein??!! rsrs

    Uns entendem q se ele fuma (em cena – teatro) está fazendo apologia ao cigarro e outros q a questão é o fato q ele fumando a platéia fuma por tabela (fumante passivo). Lembrando q se o caso for a apologia ao cigarro, em filmes, novelas, ocorre o mesmo.

    A questão da lei é p/ o fato de contaminar o ambiente, não é isso?

    Bom, eu não sei se as pessoas q ficam expostas a fumaça do cigarro assim por um curto espaço de tempo, são realmente prejudicadas, como dizem (médicos, etc), eu estudava com fumantes, trabalhava com fumantes, convivia/convivo com fumantes e nos meus exames nunca constaram nenhum problema.

    Meu irmão q fuma “direto” tem esses problemas, ele sabe disso, porém se recusa a largar, fazer o q? Impedi-lo de ir a minha casa e fumar? Não mesmo, por mim q fumem a vontade (mal por mal, a fumaça dos automóveis fazem um estrago mto pior nos nossos pulmões)

  69. O Vampiro de Curiitba

    Juliano, acho que está havendo uma confusão aí: Ninguém está questionando a proibição de fumar em tatros ou locais fechados. Eu nunca fumei na platéia. A questão é fumar NO PALCO. Se fosse assim, teríamos que proibir peças que contenham cena de sexo, de assassinato, etc., etc., etc…. Ainda se se proíbisse e pronto, não seria tão ridículo. Mas ter que passar pelo crivo de um juiz que não entende porra nenhuma de teatro “é o fim do fim”, como diz minha polaca.

  70. Sandra

    Mas o Fagundes obriga alguém a assistir à peça? É como alguém entrar na caverna do Vamp e mandá-lo apagar o cigarro, com medo de pegar câncer.

    Desculpem-me, mas adoro papo de fumódromo. Sempre pego uma carona, apesar de não fumar, e tenho certeza que isso não me causará câncer.

  71. Eliana

    Tenho o direito de fazer o que quiser da minha vida, porem nao tenho o direito de prejudicar a vida dos outros com as minhas escolhas.

    O cigarro e’ uma desgraça e a industria tabagista e’ a promotora desta desgraça; infelizmente as soluçoes sao sempre paliativas, nao se vai ao cerne da questao.

    Falta tambem, no meu entender, competencia para resolver questoes que envolvam principalmente a etica humana. Todos se sentem muito importantes censurando ou se auto-afirmando, mas ninguem tem o altruismo de ir contra os seus proprios interesses.

    Estudam apenas para “falar bonito”. Bando de hipocritas !

  72. liz

    Eu vejo diferente, volto a afirmar, proibir o cigarro não tem a ver com sexo, assassinato etc… A questão é o cigarro em si. Nunca vi um ator NO PALCO injetando drogas de verdade para dar mais realismo aa cena. Já falei arruem outro argumento.

  73. Sandra

    Juliano, é uma lei arbitrária. Se não fosse, seria proibida em qualquer cena e em cultos religiosos. Quer dizer que se um juiz liberar, então a platéia não corre risco?

    Eu aceitaria se a justificativa fosse: teatros são cheios de carpetes, tapetes, cortinas… Uma bomba de pólvora.

  74. liz

    É só passar o cigarro para a ala dos proibidos q já já criam uma abstração para dar vida aa morte do cigarro.. rsrs As pessoas até ficarão mais criativas depois disso.

  75. Sue

    Toda forma de *proibicao* , iposicao…DITATURA , eh ruim…
    Por outro lado se o personagem eh um alcolatra 8que bebe sem parar* ele jamais vai fazer a beca bebado…vai apenas interpretar um *bebado* alcolatra….por que o mesmo nao serve para o fumante??
    Nao precisa fumar , .., apenas interpretar um *fumante compulsivo…sem necessariamente ascender o cigarro…
    Facil…atores , mundo imaginario , ficticios….

  76. Sue

    Toda forma de *proibicao* , imposicao…DITATURA , eh ruim…
    Por outro lado se o personagem eh um alcolatra *que bebe sem parar* ele jamais vai fazer a peca bebado…vai apenas interpretar um *bebado* alcolatra….por que o mesmo nao serve para o fumante??
    Nao precisa fumar , .., apenas interpretar um *fumante compulsivo…sem necessariamente ascender o cigarro…
    Facil…atores , mundo imaginario , ficticios….

  77. Sandra

    Liz, por quê? É uma droga legal como café. A platéia não está ali obrigada. O diretor julga que é importante para o seu trabalho.

  78. Márcia

    02/08/2009 – 13:22 Enviado por: Sandra

    “…Mas o Fagundes obriga alguém a assistir à peça? É como alguém entrar na caverna do Vamp e mandá-lo apagar o cigarro, com medo de pegar câncer.”

    Desculpa, Sandra! Nesse caso, concordo em partes c/vc. Ir a casa do Vamp é uma coisa, o governo não proíbe de fumar em casa, na rua, só em ambientes públicos, e o Fagundes pode sim fumar no palco, porém q terá arcar com as consequencias, ou seja, a fuga de parte da platéia q não aceita isso e se explicar na justiça.

  79. liz

    Agora, tem coisas q não se evitam em detrimento do cigarro. Por exemplo, não vou evitar o meu marido pq ele fuma. Ele precisa usar o bom senso. Are baba, até em casa vendo novelinha… COM LICENÇA, MARIDO, vou ao teatro STRAIGHT EDGE! rsrshrhshrhs

  80. Silvinho

    Pachequinho meu amor, o quer dizer com:
    Voce que se diz Silvinho?
    Eu sou o seu Silvinho, o companheiro certo das horas incertas
    aquele que sempre te aceitou apesar de voce se recusar a sair do armario, eu nunca me importei pois sempre achei que o nosso amor esta acima de tudo. Quando voce senta na mesa do bar em Caravelas e fica contando piadas de macho eu sempre achei o maximo pois isso assegura a sua identidade social, afinal voce trabalha como marujo, apesar de ter sido grumete
    na adolescencia onde aprendeu tudo o que sabe do outro time.
    Bem, ficamos por aqui meu amor, como ja disse antes
    vamos lavar a nossa roupa suja la em casa.
    Espero que voce ligue o mais cedo possivel.
    Do SEU Silvinho

  81. Sérgio ribeiro

    (aplausos) Obrigado por esse texto desentoxicante.

  82. O Vampiro de Curiitba

    Pachecão, você vai me desculpar, mas esse teu “Silvinho” é uma figuraça, tô morrendo de rir aqui. rs…

  83. Sandra

    Existem movimentos querendo liberar drogas que afetam muito mais os outros. As campanhas contra ecstasy dizem: consuma meia dose – e as contra o cigarro dizem: você é responsável pelas criancinhas do mundo pegarem câncer. Papo. Querem liberar as drogas de gente antenada e proibir as de caretas.
    Eu fui uma criancinha que conviveu com fumantes, e sou uma adulta que convive com colegas fumantes. Isso não me afeta em nada.
    Não gosto de cigarro. Faço verdadeiras campanhas para meus amigos pararem de fumar e para que minha filha não venha a fazê-lo. Mas discordo que isso tenha de ser feito por lei.

  84. liz

    Marujo (Raimundos)

    Pacheco,

    Vou contar uma história para o povo brasileiro
    e também pros companheiros que vivem em auto mar
    O marujo sai de casa e deixa a família chorando
    os filhos vão se criando sem pegar amor ao pai
    Aprende a mexer no leme e as batatas descascar
    Ele tem um headphone onde só toca ska
    Maria não sai de casa pra não dar o que falar
    É por isso que o marujo nunca deve se casar

    Meu bem meu bem

    É por isso que o marujo nunca deve se casar

    Aprende a mexer no leme e as batatas descascar
    Ele tem um headphone onde só toca ska
    Maria não sai de casa pra não dar o que falar
    É por isso que o marujo nunca deve se casar

    Vou contar uma estória para o povo sertanejo
    É sobre um maconheiro que nasceu no Ceará
    Ele veio pra Brasília e comeu uma mulher
    Logo que teve uma filha chamou de Maria José
    É o nome dela é Maria José
    Mas o tempo foi passando e ele teve que se alistar
    Escolheu logo a marinha pois nunca tinha visto o mar
    Sua mulher desesperada não parava de rezar
    É porque o Zé Pereira não sabia nem nadar

    Meu bem meu bem
    E o resto da estória não precisa nem falar…

  85. londrina

    Vamp.
    Concordo totalmente com vc e com Fagundes ,estão certissimos.
    Veja bem, eu não fumo, destesto cigarro .
    Mas uma coisa é uma coisa ,outra coisa é outra coisa….
    Vc sabe o qto eu desteto Reinaldo Azevedo, Mas a colocação que ele fez há agum tempo sobre essa proibição foi brilhante.

  86. londrina

    digo. detesto

  87. Cintia

    Não tem aquela coisa de ‘dura lex sed lex’?
    A Lei existe para beneficiar o todo, e não indivíduos descontentes isoladamente.
    Se já está mais do que provado que o cigarro faz mal à saúde, não tem pq uma pessoa pública como o Fagundes vir bradar a favor, e ainda por cima se escorando logo na Arte coitada! que não tem lhufas a ver com isso.
    A Lei tem que ser dura mesmo, senão ninguém cumpre, é da natureza do ser humano. Num desses eventos esportivos mundiais que teve há alguns anos, Olimpíadas, sei lá, já não lembro, um adolescente invadiu o campo. Foi-lhe aplicada uma módica multinha de 4.000 euros e ele foi proibido de entrar em qq outra competição.
    Quem mais se meteu a besta de dar vazão a seus impulsos irrefreáveis? Ninguém.

    O Brasil vai precisar aí de pelo menos mais uns 500 anos para entender o que é viver em sociedade.
    O que é respeitar o direito do outro, o que é facilitar a vida alheia através de pequenos gestos que beneficiam a todos.
    Qdo eu estive na Alemanha na década de 80, em escadas rolantes as pessoas que estavam a fim de ficar paradas só ocupavam o lado direito dos degraus, pra que uma pessoa com pressa pudesse subir/descer correndo pelo lado esquerdo do degrau.
    São coisas muito simples, mas que torna a vida de todos muito menos emperrada e estressante.

    Deixar de fumar em locais públicos não mata nenhum fumante (haaa…).
    Palavra de fumante!

  88. Rogério

    Parece que esquecemos de falar numa questão desdobrada em duas: liberdade e “boa” educação que se resumem em ter bom senso.
    O resto, decretos e vigilâncias são difíceis, muito mais difíceis que pensar e agir considerando o OUTRO; esse estranho Ser que atrapalha a competitividade desses tempos seculares!
    tsc,tsc!

  89. Sandra

    Márcia, mas o teatro nao é tão público como um hospital ou uma escola. Se um dono de um bar quiser liberá-lo para fumantes e esse bar tiver condições técnicas para isso (evitar incêncios, por exemplo), quem não gostar que não o frequente.
    Se eu quiser assistir à peça do Fagundes, tenho de aguentar a fumaça, se isso não botar fogo no teatro. Se isso afasta o público, é problema dele.

  90. targinosilva

    Eu que não creio exclamo: meu Deus quanto aberração!!!
    Liberdade de expressão!!!!!.
    So porque o cidadão é ator é dono da razão.
    Ele tem diploma?
    Por que dizem que so fala besteira quem não tem diploma.

    Vamos fazer uma peça teatral do cidadão que solta balão e acender um balão dentro de teatro.
    Ou então do garimpeiro e queimar mercúrio dentro de teatro.
    A ator parece cara religioso que confronta com a ciência.
    Precisa parar com essa maneira de endeusar artista.
    Olha que eu não dou um tostão furado pelo Zé Serra,
    mais assino em baixo.
    Fagundes porque você usa bala de festim?
    Se tivesse respeito pelo publico e consciência do mal do cigarro,
    iria simular. Recursos técnicos não faltam. Sobra arrogância.
    Ele trouxe para vida real o seu papel em que ele era Deus que saiu de ferias.
    Pobre coitado, vai morrer de cancer no pulmão!!!!!

  91. Sandra

    Fora isso,
    -Gerald, parabéns por sua vitória;
    -Vamp, pare de fumar. Esse lixo mata.

  92. targinosilva

    Sandrinha.
    Eu choro por voce.
    Se voce fosse ignorante eu a perdoava.
    Voce é a prova viva que diploma não muda muita coisa.
    Me perdoe o tom.
    Falo isso porque gosto de voce.

  93. targinosilva

    Cintia.
    Mil beijos para voce.
    Disse tudo. Aaaaaaarrrrrraaaaazzzzzoooouuuu!!!!!!!!

  94. Sandra

    Cintia, mais ou menos. Havia uma lei que toda pessoa que morria tornava-se um doador de órgãos na cidade de São Paulo, a menos que expressasse a vontade contrária na Carteira de Identidade.
    O Gabeira, na última eleição, não pode colocar entrevistas que deu à revistas em seu próprio blog, pois isso era propaganda ilegal. Como se alguém fosse obrigado a frequentar o blog dele.
    Lei é lei, mas, às vezes, nossos legisladores precisam de um toque.

  95. oEgotransbordaparaoator

    Nao fumo, por que deveria ser obrigado a inalar sua fumaca?

  96. -Professor!
    -Pois não.
    -Porque o nosso presidente fuma charutos?
    -Bem…Eu acho que é em consideração ao fidel que é o fornecedor do planalto dos charutos cubanos entendeu?
    -Não senhor.
    -O que não entendeu?
    -Este negócio do fidel.O fidel não é aquele que dizem que já esta morto e não foi avisado?
    -Este mesmo e dai?
    -Então como é que ele é o fornecedor de charutos.
    -Bem isto é uma troca de cortesias entre chefes de estado.ë uma pratica legal.
    -Não é contrabando?
    -Não de modo algum. Entra como presente.
    -Mas professor se fumo mata então o Fidel quer matar o lula?
    -Menino você está muito imaginativo. Não é bem assim que o assunto pode ser encarado.
    -Então de que modo eu converso sobre este assunto?
    -Sinceramente eu não sei.
    -Mas se o senhor é o professor e não sabe a quem eu vou perguntar?
    -Pergunta a quem quiser. Ao teu pai por exemplo.
    -Não posso perguntar ao meu pai.
    -E porque não pode?Tem algum problema?
    -Tem sim senhor. O meu papai já morreu.
    -Puxa vida lamento. Eu não sabia deste detalhe.E de que morreu o teu pai?
    -De charutos.
    -Sim de charutos. Ele era cubano. Morava em Cuba e não pode regressar mais ao Brasil.Eu e minha mãe fomos deixados por ele que um dia foi La visitar parentes. Ele nunca mais voltou. Até que finalmente morreu e foi enterrado por la mesmo.
    E ele fumava muito?
    Não senhor. Nunca fumou.
    Mas espera um pouco. Você acabou de dizer que ele morreu por causa de charutos não foi?
    -Foi sim senhor. Foi o que eu disse sim senhor
    -Então me explique como foi a morte de seu pai já que ele nem fumava.
    -Sabe professor ele trabalhava na fabrica de charutos.Um dia ele recebeu uma encomenda especial.E ele fez pela primeira vez um brincadeirinha.Colocou uma bombinha dentro de um charuto.este charuto foi dado de presente a um estadista estrangeiro que ficou puto da vida com o fidel depois que o charuto estourou na boca dele em uma recepção diplomatica.E ai o meu pai dançou.
    -Mas como foi que descobriram que foi o teu pai quem colocou a tal bombinha!Houve provas no julgamento?
    -Julgamento? Não senhor. Não teve julgamento algum. Foram todos os trinta artesãos charuteiros para o paredon no dia seguinte.
    -Mama mia que desperdício. Que falta de compaixão. Olha eu lamento tanto ouvir isto. Posso te ajudar? Ha algo que queiras?
    -Pode sim senhor.
    -E como?
    -Nào fume mais esta merda de charuto que o senhor acende no recreio.
    -E peca ao diretor para apagar o dele também.
    Acabei de mostrar ao senhor que charuto MATA.
    -OK. Esta certo. Você tem razão. Com é mesmo o seu nome?
    -Ramirez senhor. Pedro Ramirez .
    -E o que você quer ser quando for um homem adulto?
    -Político senhor. Eu quero ser um político e talvez até chegar a presidente do Brasil.Eu sou brasileiro,nasci aqui mesmo.Só o meu pai que era cubano.
    -Parabéns Ramirez. Estude muito e vais atingir o teu objetivo.
    -Senhor para ser político e ate presidente eu não preciso estudar.
    -A é! E quem te deu esta infeliz idéia?
    -Professor o lula não estudou e esta La. Não é verdade?
    -Bem isto é, mas… Escuta!Você tem algum apelido?
    -Tenho sim, senhor. Chamam-me de mentiroso.
    -Mentiroso!Então tudo que você contou do seu pai é mentira?
    -Claro que sim. Do começo ao fim. Inventei tudo. E o senhor caiu na conversa.
    -Menino acho que você está no caminho. Certo. E pode ir agora.
    -Obrigado professor.

    O aluno saiu da sala e eu fiquei pensando se não era melhor pedir logo a minha aposentadoria.
    Ou amarrar um peso nos pés e pular de um barco que estiver no mar.
    Porque com tantos problemas tenho ainda de para de charutar.
    Esta é a vida.
    Este é o Brasil.
    Existe outro lugar melhor do que aqui?

    Duvido.
    Ao menos aqui o governo sé é responsavel por mortes em hospitais publicos e…Bem não vamos fazer deste assunto um chat não é.

    Atencão:

    Quem desejar chatear va para o blog do Gerald Thomas.
    escrevam direito porque o Ekran besta de olho em voces.
    não me facam vergonha.

  97. Sandra

    Targino, daqui a pouco vão proibir cafezinho. E liberar maconha e ecstazy.

  98. lama de woodstock

    acendo meu ultimo cigarro
    e penso que tudo é ficçao
    ja sao quase duas horas e ainda me lembro de voce
    mas ja nao me desespero até as vezes dou risada
    quando o rateio é do mundo
    e eu ja fiz tudo que eu sabia……

    E hoje so fumo quando estou em Amsterdã
    PORQUE AQUI NAO PODE
    E ALEM DISSO, QUANDO FUMO FICO DEPRIMIDO
    EM VER TANTA GENTE JOGADA NA RUA
    MAS AINDA COMPRAREI TERRAS FERTEIS EM PERNAMBUCO LA NO POLIGNO DO BAMBA
    E FAREI MINHA PROPRIA PLANTAÇAO
    ATÉ LÁ ESSES GOVERNOS DE MERDA
    JA NAO ESTARÃO AQUI

  99. Luciana

    Não é o fato de endeusar os artistas, não acho isso não.A questão é que o teatro é um lugar sagrado, onde todas as questões humanas são tratadas a fundo, não é o caso da novela das 8 horas ,é bem diferente, o teatro induz a reflexão , a novela , nem sempre.Muitas vezes aliena mais que educa.Porque acho que a educação se faz na escola, numa sala de aula e não com novelas educativas, Tv é só complemento .Como tudo é complemento à escola.O que adianta proibir senão houver também uma boa educação.Haverá somente proibição, acatarem , sem nenhuma reflexão, não sei se isso tem lógica para mim.No final, serem uma nação somente de ovelhinhas amestradas.E também penso que não é um cigarrinho em cena que vai fazer as pessoas se viciarem no tabaco ou incendiar o teatro.Um curto circuito faz mais estragos que um cigarro aceso.

  100. Sandra

    oEgotransbordaparaoator, você não é. Quem o está obrigando a ver a peça do Fagundes?

  101. Cintia

    “mas o teatro nao é tão público como um hospital ou uma escola.”

    Sandritchaaa!!!

    Local público é local público!
    Só existe uma definição de local público, não existe local mais público e menos público, come on! 😀
    Eu entendo que a lei parece ter sido redigida de forma um tanto esdrúxula, mas a postura do Fagundes é absurda. É como tantos já disseram aí acima. Ele bebe durante as peças, ele é atingido por balas de verdade? A colocação dele não tem o MENOR cabimento.
    Eu quero crer que artistas continuam tendo um papel importante junto à sociedade, e se um cara como ele decide confrontar diretamente uma lei que claramente beneficia a maioria, em nome de uma apologia a um vício, onde é que nós vamos parar?

  102. Márcia

    Sandra, vc diz isso pro caso de não ser proibido né?! Ou seja não vou assistir essa peça ou não vou a esse bar pq lá as pessoas fumam e eu não suporto cigarros, certo?! Iniciativa minha?!
    Ok, se for isso concordo c/ vc.

  103. Sandra

    Cintia, claro que existe mais público ou menos público. Uma escola pública é muito pública, e uma peça de teatro ou um bar, não. Se o dono de um bar quiser dar preferência a uma clientela de fumantes, eu, que não sou fumante, não deveria poder tornar-me cliente na marra daquele estabelecimento e fazê-lo adaptar-se a meu gosto.

  104. juliano

    Grande Vamp alguém faz sexo e comete assassinatos de verdade no teatro? Não dá pra representar? Sandra se um juiz interpretar a lei e dar uma liminar pro Fagundes está tudo bem, numa democracia é assim. A lei é arbitrária? Entre na justiça, conteste sua constitucionalidade, fale com seu deputado. O que me espanta Sandra é que vc não acredita no fumo passivo, e isso já está comprovado cientificamente. No Rio de Janeiro não tem essa lei e a Globo não mostra mais fumantes em sua novela, porque esses que estão ameaçando peitar a lei não se fazem o mesmo nos corredores da Globo? Eu adoro o Fagundes, mas acho que a declaração dele foi infeliz. Vi meu avô no final do cancer tomando morfina sem fazer efeito, pedindo a Deus pra morrer e aliviar sua dor., cigarro é só desgraça.

  105. Luciana

    Ainda penso que a poluição dos carros também ajuda para o cancer nos pulmões além do cigarro.Puxa, não consigo ver lógica nessas leis superfluas, não consigo mesmo.Não estou defendendo os famosos, o diabo a quatro, mas tudo começa com coisas pequenas , quando vemos está todo mundo sendo proibido até de respirar.Não sei não.Tudo em excesso não é bom.Tanto para a liberação como para a proibição.Bom senso sempre é bem vindo para tudo.Eu suspeito quando há proibição demais, que sufocam a liberdade demais das pessoas, tiram sua iniciativa, suas escolhas, suas decisões,sua criatividade.Me recordo a respeito do que contam sobre o comunismo, o povo tinha que seguir tudo senão eram mortos, presos,etc enquanto a elite deles , os dirigentes mais importantes e seus parentes tinham seus privilégios e mordomias.Fizeram um documentários sobre isso.Lembro muito bem.Isso não vai melhorar em nada, não vai mesmo.

  106. Cintia

    Targinoooo!! (14:04)

    Ai que hoje chove granizo aqui em Salvador, rs!
    Vc me mandou beijos e um arrrraaasooouuu!!
    Bom, com essa, e totalmente estufada de alegria, retiro-me para almoçar!
    … e fumar um cigarrinho, ehehe, dentro da minha própria home, of course! 😀

    beijocas, Targino!
    beijos, todos!

  107. Drica

    Copy&paste
    Estadão – sexta-feira, 31 de julho de 2009, 15:58

    CARACAS – O governo da Venezuela expressou nesta sexta-feira, 31, seu apoio ao projeto de lei apresentado pela Censura Nacional que prevê penas carcerárias para “delitos midiáticos”, o que não agradou aos sindicatos e organizações de jornalistas no país.

    “É plausível que depois de tanto tempo, por via de uma lei, isso possa ser feito” na luta contra o “envenenamento” de uma sociedade onde a liberdade de expressão não deve ser “a liberdade mais sagrada”, disse o ministro de Obras Públicas e Moradia venezuelano, Diosdado Cabello, à emissora estatal de televisão. “O país pede” que a liberdade de expressão “seja regulada”, acrescentou o ministro.

    Cabello é diretor do Conselho Nacional de Telecomunicações (Conatel), que abriu processos administrativos nesta semana contra 50 das 240 emissoras de rádio privadas, às quais acusa de operar “ilegalmente” e que diz enfrentarem a ameaça de terem suas concessões revogadas e suas equipes desmanchadas.

    A chefe da Censura Nacional, Luisa Ortega, apresentou na quinta-feira a Lei contra Delitos Midiáticos na Assembleia Nacional, cuja maioria é governista e para a qual disse que o projeto deve fazer frente a “novas formas de criminalidade que surgiram como consequência do exercício abusivo da liberdade de informação e opinião”.

    Um dos artigos do projeto de lei estabelece que “toda pessoa que divulgar por meio de um meio de comunicação notícias falsas que ocasionem a grave alteração à tranquilidade pública será castigada com uma pena de prisão de dois a quatro anos”.

    O Colégio Nacional de Jornalistas (CNP, na sigla em espanhol), alertou que a aprovação da lei “colocaria os cidadãos a um paso de serem penalizados por ter opiniões e torná-las públicas”.

    “O cerco contra emissoras de rádio que não repetem os comunicados oficiais, a promoção de uma nova lei de jornalismo, a atitude de hostilizar emissoras e jornais e a criminalização da dissidência política” são formas de “ataque” do governo contra a sociedade, acrescentou o CNP.

    Concordando com o sindicato, Teodoro Petkoff, editor do diário Tal Cual, da capital, Caracas, criticou a administração de Hugo Chávez, considerando que o texto da Censura é a “proposta legal mais selvagem e brutal que já foi levada a público na história contemporânea do país” e que esconde uma “inspiração hitleriana”.

  108. liz

    Sandra, deixe me ver se entendi. Vc fala sobre
    MAIS PUBLICO = NÃO PAGAR ENTRADA e
    MENOS PUBLICO = COBRAR ENTRADA ?

  109. Luciana

    Ou então coloquem um placa na frente do teatro, teatro para fumantes, quem não é fumante ou tem horror a cigarro não vai assistir a peça, bem simples.Resolve tudo.

  110. Drica

    São Paulo:
    Comédia francesa ridiculariza vaidade
    Adorei o Que Você Fez, de Carole Greep, critica o esnobismo de quem se acha dono da verdade e tenta impô-la a outros

    Serviço
    Adorei o Que Você Fez. 12 anos. Teatro Cultura Artística Itaim (297 lug.). Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1.830, Itaim- Bibi, tel. 3258-3344. 6.ª, 21h30; sáb., 21 h; dom., 18 h. R$ 80 e
    R$ 90 (sáb.). Até 25/10

    Obs: R$80,00 e R$90,00? Só quem pode pagar, e escolher!!!

  111. Sandra

    Márcia, sim, exatamente isso.
    Eu consigo conviver com fumantes, mesmo detestando cigarros.
    Acho que estamos invadindo demais o espaço deles. O Fagundes não precisa adaptar a peça dele a meu gosto, já que cigarro não é uma droga ilegal, e já que eu sou suficientemente capaz de não sair fumando só para seguir o exemplo dele. A menos que o cigarro for um risco para o teatro, cheio de cortinas e carpetes.

  112. Sandra

    Juliano, se eu fosse diretora, faria exatamente isso: contestaria a constitucionalidade dessa lei.

    E cigarro não é arma de fogo. É droga que só prejudica a quem fuma.

    Qual é a lógica: Você usa uma bazuca de verdade? Então não precisa usar cafezinho de verdade. Bazuca é bazuca e cafezinho e cafezinho. E o cigarro está mais para o último. Tanto que adoro rodinhas de fumantes, mas passaria longe de rodinhas de gente armada.

  113. Márcia

    Sinceramente, acho um exagero do Serra, por outro lado ato corajoso, a um passo das eleições pra presidente ele lança uma dessas?!
    Ou será q ele fez alguma pesquisa e descobriu q tem + não fumantes do q fumantes?

  114. Rita

    Sou filha de ex-fumantes e contrariando as expectativas não sou fumante, porém isso me revestiu de uma alta tolerância ao cigarro… E isto porque o amor torna tudo suportável.
    Agora sobre a Lei, é certo que o cigarro faz mal e que a saúde é o bem maior a ser tutelado, todavia não é possível tolerar que se limite o espaço público impedindo fumantes de ter acesso…
    SOU CONTRA LEI QUE INSTITUI MINORIAS…
    Aliás, tudo começa assim, primeiro os fumantes, depois os que estão resfriados, depois os que não pagaram IPTU, depois os que não pagaram o IPVA, e etc etc etc… Portanto será que quem deliberou sobre a lei já ouviu falar em EXAUSTOR, OIIIIIII, EXAUSTOR….É …EXISTE…..
    Sobre o ator e os objetos cênicos, dependendo do texto é possível se fazer um improviso, quando é essencial ao texto é complicado.. Muitas vezes se tornam necessários elementos reais para imprimir veracidade a representação do personagem… Porém tudo …depende….da técnica do ator.. e da interpretação do diretor…
    Por fim, não sou fumante, mas adoro chocolate, outro dia um meu amigo estava internando fazendo tratamento para deixar de se drogar… Movida por este fato fiz a experiência de me “abster” de ingerir chocolate …por uma semana…Gente eu fiquei horrível….que sofrimento..que humor….Ou seja, qualquer abstinência te deixa meio fora de sintonia, até a de doce..Então é bom exercitarmos a paciência com os dependentes …o corpo humano têm reações que nem a física e a química explicam…

  115. Sandra

    Liz, não. Considero público algo como um lugar onde você, muitas vezes, não tem a opção de não ir: metrô, ônibus, escolas, hospitais, elevadores,…

    Um bar ou uma peça adulta não seriam o caso.

  116. Márcia

    Rs, Sandra, qual é sua profissão? Pq vou te contar hein?! Acho q vc conseguiria vender guarda-chuvas no deserto.

  117. Luciana

    Não sei o que estão querendo com tudo isso.Não sei.Porque criarem tantas bolas de neves, porque buscarem motivos ridiculos para os problemas , porque se viver num mundo conformado, limitado, quer dizer, só para os povão, não é….ahahahhahahha gosto de ver como o povo cai tão fácil em lábias de fanaticos, tipinhos como Hitler e companhia, tipinhos mediocres, é só ver os documentários para se ver a mediocridade estampada nas faces psicoticas daqueles vermes burros e seus seguidores tapados.Tudo um bando de psicoticos .

  118. Sandra

    Não vou julgar o Serra só por isso, mas acho que ele exagera.
    Ex-fumante hipocondríaco… Pelo menos é palmeirense.

  119. Yara Goulart

    Que decepção!

    Nao imaginava que atores tão renomados, tivessem uma atititude tão despresiva……

    Nesse momento, poderia em represália também, nao assistir nenhuma peça onde eles trabalhem……. tanto ator como diretor.

    Assim, se gostam tanto de fumar, façam em local onde não incomodem os outros…. que tal?

    Yara

  120. Tene Cheba

    Em certos lugares, o Estado não pode entrar, não pode mesmo. Em livrarias não pode nem passar em frente, use a outra calçada, por favor. No Teatro, Cinema e Tevê, nem na outra calçada. Liberdade, minha liberdade cerceada, por este Estado, débil, doente, que limita você.
    Fume Antonio Fagundes, fume e expire a rebeldia, precisamos disto, do fundo da minha alma, precisamos disto. O que dá cancer é o ser se manter ordinário, purificado pela ausência do rebote, pelas nossas pequenas Revoluções Culturais. Não temos mais a ignição da contracultura, mas a aquela fase, ou era, que alguém lá no futuro, poderá defini-la como o período do Corretismo, pós concretismo.
    Não fume, não tenha cancer, viva um pouco mais, sim, claro, evidentemente. Zuorxi, zuorxi, ah, xuzzz, ah. Bom

  121. Luciana

    E o estrago que a poluição dos carros fazem, os problemas respiratórios que ocasionam , bronquite, asma , alergias …O cancer de pulmões através do cigarro é grave, triste, horrível, ninguém mais questiona isso, mas mesmo assim as pessoas continuam fumando em suas casas, na sua intimidade.E a poluição sonora, a poluição visual, a poluição do ar….como ficam.E a violência nas cidades, a marginalidade, a crueldade contra seres indefesos, sim quem faz isso são nada mais do que covardes, doentes, psicoticos, a destruição da natureza, o desmatamento, tudo isso faz mais estrago e está fazendo a nossa saúde, a superpopulação, um monte de coisas faz mal a saúde , até pensamentos idiotas, ações idiotas de alguns,… é muito engraçado a idiotisse de certas pessoas , a hipocrisia, ambição exagerada em nome de nobre causas ,ahahahahha muito engraçado, só rindo ….é muita idiotisse como o povo vai atrás destes falsos boas causas,

  122. O Vampiro de Curiitba

    GRANDE TENE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  123. Sandra

    Márcia, eu sou professora.

    Bem, já que defendi o direito dos não-fumantes:

    Vamp, largue esse lixo, amigo! Isso mata! E o Céu deve ser um lugar de muuuuuuuuuuuuita paz! Sem blogs!!!!!!!!

  124. Yara Goulart

    bom espaço para manifestação…

  125. Sandra

    Saindo agora! Beijos em todos!

  126. Márcia

    Bom o assunto no link abaixo, não tem a ver com cigarro, mas com censura tem ( e a tal lei não deixa de ser uma censura).

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,censura-amplia-pressao-por-renuncia-de-sarney,412340,0.htm

    Acho q o tiro saiu pela culatra.

    Té +.

  127. Fui convidado à forca pelo senhor Pacheco a opinar do que menos entendo.
    Não entendo de artes e por isto sou critico.

    E os role models podem se beijar à vontade, mas não às custas da maldita indústria tabagista!

    Estou cansado de alertar para o seguinte. As pecas do Gerald são uma coisa. O que o Gerald escreve outra coisa é.O que você leu não é exatamente o que você deveria ter lido. O que você não leu é sim o que deveria ter sido lido. Etc.
    Ekranianamente falando e restrito as artes e mais ainda evitando uma analise chat a do assunto em tela eu diria que:
    O Gerald no passado já fumarou muito Gitanes ( horrorosos e fedidos) ao lado e em longos bate papos cafeinados com o seu inspirador o Sam.
    Largou Ótimo.
    Voltou?
    Não voltou a fumar?
    Excelente. Mas quem escreve como acima;demonstrando rancor contra a industria tabagista deve carregar no peito e na alma uma dor profunda.Talvez por males causados pelo produto desta gigantesca . Miliardária e lobista industria a pessoas próximas e muito queridas.Então tem toda razão o nosso Gerald em atacar o que despreza.
    E todos que pensam com ele estão certos também. Não disse e não direi que fumar é correto porque não é.
    Mas defendo o direito que tenho de ser livre.
    Imaginem se durante o período de exceção para mim e ditadura para milhões os militares para mim e milicos ( para abestados )promulgassem uma lei nestes moldes.
    -Ditadores gorilas, temos direitos de fumar.Fumaremos até morrer.
    Este certamente seria o grito das dilminhas e outros periféricos sambistas de camisa vermelha que a vestiram e não saíram por ai.
    Enquanto minha liberdade não atrapalhar a de ninguém tenho sim os meus direitos.Entre eles o de simplesmente FUMAR.Com o meu dinheiro diga-se.Que não vem de bolsas família e outras similares
    Na escala do nosso chefe da nação vale o mal menor,
    Assim com pedir emprego não é nada demais. Justifica demais bandalheiras
    Fumar se comparado com matar, roubar e maconha é coisa leve,

    Eu fumo sim
    Estou vivendo
    Tem gente que não fuma
    Esta morrendo.
    Continue este debate, Coisas boas estão surgindo.
    Antonio Fagundes ficará agradecido.
    A propaganda é a alma do negócio.
    Grande jogada do Fagundes.
    Verdadeira Cortina de fumaça.
    Será que tem dedo do Duda nesta?

    Obrigado.
    Foi um prazer participar novamente deste artistico blog.
    E avisado da nova onda deixo aqui um Smiley para todos.

    😀

  128. Fabio da Fisica

    Se for mesmo verdade a posição do grande ator Antônio Fagundes de ‘peitar a lei’, isso seria muito triste. Não pelo fumo em si (embora eu concorde com essa lei), mas por propagar a idéia de que o brasileiro pode descumprir uma lei quando bem quiser. Só para mostrar como isso é contraditório, estamos todos torcendo para a queda do Sarney, por também ter ‘peitado a lei’ e dado um jeitinho brasileiro para resolver seus interesses e da sua família. O Brasil é como é porque tentamos moldar o país de acordo com os nossos próprios interesses. “Se não me convém, não cumpro essa regra.” Se o ator peita a lei, age da mesma forma que os corruptos, os estelionatários, banditos, etc, que peitam a lei porque é melhor para eles. Um ator como ele tem uma influência enorme na sociedade, acaba servindo de exemplo para outras pessoas, que também peitarão a lei. Ao contrário de muitas leis realmente bestas – como por exemplo não usar celular em postos de gasolinas – essa lei é baseada na idéia de preservar a saúde dos não fumantes. Realmente achei decepcionante a posição desse famoso ator.

  129. Luciana

    Engrenagem Nazista

    Quando os juízes perguntaram em maio de 1960 ao homem calvo, de óculos grossos e olhar calmo, se sentia culpa pela morte de milhões de judeus durante o holocausto, Otto Adolf Eichmann pensou um pouco.E disse que não. Funcionário de Hitler, era o responsável pelos trens que conduziam as vítimas até os campos de concentração.
    Ajudar em milhões de mortes e não sentir nada é indicío de psicopatia, certo…Não.Essa questão estava errada , escreveu a filósofa Hanna Arendt, em Eichmann em Jerusalém.Ele não era doente, apenas um funcionário padrão.No fim, agiu “certo” e para o “bem” de um sistema , esse , sim, essencialmente criminoso.Como seria possível condenar Eichmann, e não a nação inteira, que considerava certo matar judeus…
    Esperava-se encontrar em Eichmann uma aberração psiquiátrica.Mas meia dúzia de psiquiatras atestou sua “normalidade”.Ele seria “ao menos mais normal do que fiquei depois de examiná-lo, teria dito um dos médicos.Seu comportamento com a mulher, os filhos, a família e os amigos era ” não apenas normal mas inteiramente desejável”.
    Eichmann não se achava um monstro.Apenas cumpria ordens.”Só ficava com a consciência pesada quando não fazia aquilo que lhe ordenavam -embarcar milhões de homens , mulheres e crianças para a morte, com grande aplicação e mais meticuloso cuidado”.escrevu Arendt.Eichmann sabia o que fazia e o fez bem.Daí sua frase que chocou o mundo: “Arrependimento é para criancinhas”
    Seu caso não era o de um antissemita.”Por trás da comédia dos peritos da alma estava o duro fato de que não se tratava, evidentemente, de um caso de sanidade moral e muito menos de sanidade legal.Eichmman não era psicopata , mas um homem comum.”Esse novo tipo de criminoso comete seus crimes sob circunstâncias que tornam impossível para ele saber ou sentir que está fazendo errado, ” escreveu Hanna Arendt.É o que ela batizou de “banalidade do mal”.
    Otto Adolf Eichmann foi enforcado no dia 31 de maio de 1962.”
    Super interessante, Mentes psicopatas.

  130. 02/08/2009 – 14:44

    Enviado por: Márcia

    Rs, Sandra, qual é sua profissão? Pq vou te contar hein?! Acho q vc conseguiria vender guarda-chuvas no deserto.

    ISTO Ë FACIL.

    Funcionariam com protetores do sol sobre as cabecas.

    Dificil foi vender uma enciclopédia barsa para um feirante portugues analfabeto.

    Sei de um cara que conseguiu esta venda.
    Mas abandonou a carreira de vendedor.
    Continuou a sua vida de sempre e chegou a ser senador.
    Um honesto senador.
    Sem defeitos a nào ser o de fumar.
    Três macos de D…( propaganda não ) por dia.
    Sem beber.
    Nunca contou quando bebe.
    Só bebe de folga e aos domingos.
    Na estima seriam 3,5 macos por dia.
    Uma estupidez n!ão acha.
    Ele tambem.
    Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca com ninquem.

    Digamos que ela poderia convencer pinguim no polo a compra aparelho de ar regrigerado.

    Concordas?

    Obrigado.

    Sem carinha para não me identificar.

  131. O Comissário do Polvo

    Que assuntinho besta, hein, Geraldo?

    A censura tá funcionando beleza…

  132. 02/08/2009 – 15:02

    Enviado por: Fabio da Fisica

    O lula tá peitando tudo e fazendo merdas a oito anos.
    E só agora vc aparece?

    Ta bem atrazado amigo.

    Seja bem vindo.

    Vampiro possivel recruta?

    Cuidado.Pode ser um espião se infiltrando.temos de ter atencão.

  133. Luciana

    O Nazismo, o fascismo , o comunismo começou assim , controlando, perseguindo os que não seguiam suas regras absurdas, suas discriminações, em nome de nobres causas, tudo era permitido, matar, perseguir, aniquilar com vidas como se a vida de outras culturas, de outras origens eram inferiores ao ditos superiores.Assisti um documentário sobre o nazismo e eles chamavam todos que tinham origem alemã do mundo inteiro para lutarem, até na China foram proclamados, diziam que eram para ter orgulho por terem origem ariana , superiores ao resto .Este tipo de coisa é um absurdo, essa mentalidade limitada , isso sim mediocre.

  134. Drica

    Saindo, bom domingo!
    32.C, Chopp geladissímo, na dita Califórnia brasileira.
    Aqui eu escolhi, ninguém impôs, longe da poluição de Sampa, respiro melhor, … , mesmo com saudades…, pelo menos…, não tenho mais crises de renite alérgica.

  135. juliano

    Não estamos mais numa ditadura, vivemos numa sociedade democratica. Dá pra ser rebelde cumprindo a lei. Na idade do Fagundes acho essa posição bastante infantil, combina mais pros garotões que estão na faculdade. Um trabalhador que estiver fumando num bar terá que se retirar,mas um artista não terá que cumprir a lei, realmente, é esse tipo de Brasil que queremos? Viva a rebeldia (geraldo vandré ao fundo).

  136. Julia

    Concordo com o Fagundes: detesto os “ex”. Todo puritano que conheço é ex ou filho de ex. Haja visto os religiosos de plantão, aqueles que vendem vagas no céu por 10% da renda das pessoas, são todos ex: ex putas, ex bandidos (encarcerados ou não), ex traficantes, ex isso, ex aquilo. E por baixo dos panos…

  137. Luciana

    Um artista de verdade , que realmente seja um artista não acatará uma coisa absurda destas.Um caso assim não mudará a situação.A tv muda mais que uma peça de teatro.O alcance é maior, aliena e faz mais a cabeça das pessoas.Hoje nem tanto, as pessoas estão mais abertas, refletem mais.O que um cigarro fumado toda a peça fará , se um monte de gente continua fumando.E as bebidas que nas novelas tomam, se são bebidas alcólicas fica difícil saber.Tenho mais medo é da televisão do que o teatro.

  138. Cintia

    Pq é proibido fumar na platéia e não pode ser proibido no palco?

    Se um ator distraído fizer uma m* e todo mundo morrer esmagalhado na saída de incêndio (se tiver) ou então tostado, morrem todos felizes em nome da “Arte”, é isso?

  139. Ekran

    Gerald, outro post de arte e politica.
    Nessa ordem, arte e politica.
    Na mosca!

    E com um sr. Fagundes no centro da polemica, eis a cena.
    Com filtro?
    A vida imita a arte!

    À distancia, entre Nova York e Amsterdam, Mr.Thomas lê no jornal o que nós deixariamos de lado. Olhamos a tragicomedia de Sir Ney e sua coorte mas esquecemos as bitucas de cigarro ao lado da cama.

    “Obrigado por fumar” é um desses filmes cinicamente corretos que tocam na ferida: a industria do tabaco. Novamente, Mr.Thomas ali, cutucando a ferida que evitamos cicatrizar.

    E de quebra, a cena teatral com Fagundes, Ze Celso, a Lei Rouanet…arte e politica, nesse mecenato implicito (tabaco) e explicito (governo de todos) que se vale das figuras globais (plim, plim) pra nos convencer do obvio: cada um paga aquilo que tem direito, seja o pay-per-view, seja um maço por dia.

    Liberdade de consumir, certo?
    Talvez, não.

    Consumo induzido pela propaganda em cena?
    Talvez, não.

    Entre os dois, ficamos nós, consumidores e plateia, que fumamos passivamente e subsidiamos o produto errado no lugar certo.

    Liberdade?
    Quase lá…

    É uma cortina de fumaça mesmo…quarta parede?
    Mr.Thomas e seus enigmas.
    E nós, a decifra-lo.
    Talvez nessas cifras estejam algo do teatro que um dia perdemos o costume de ver e entender, por ficarmos mal acostumados a entender previamente tudo o que nos deram pra ver. Mastigadinho pra consumo, como se teatro e pay-per-view fossem a mesma coisa. Pra consumir em maços.

    TV a cabo que invadiu os palcos, malditos sejam!

    Tks, G!

    PS.: O ministerio da Cultura deveria advertir que certas tramas fazem mais mal a saude que o tabaco. Mai aí já seria censura. Mas, não é censura colocar uma foto de um garotinho morrendo de cancer num maço de cigarro? Essas fotos em maços já são cults entre certos quadrinhistas, que nelas enxergam até um tarô, como fez Lourenço Mutarelli em “O Natimorto”. Nossas vidas por um maço de cigarros…

  140. Sonia

    Sou atriz, ex-fumante e agora estou lutando contra o cancer, que segundo os médicos, foi causado pelo cigarro. E agora? Se eu tiver que fazer uma cena que precisa de cigarro? Sinceramente creio que o teatro é mágico e vai além do material e por uma questão de “sobrevivência”, não posso fumar. Sabe qual é maior a loucura disso tudo? É uma situação que vivi quando ainda fumava, o vendedor me disse que eu deveria parar de fumar, devido aos estragos do cigarro, aí então perguntei se aquilo era pernicioso, porque ele vendia? Resposta óbvia: LUCRO!!! Numa cortina paliativa com o slogan da boa saúde tentam impedir os viciados, mas quem impede a indústria do fumo? Mais uma vez a resposta óbvia: LUCRO.!!! Vivemos imersos na hipocrisia.

  141. Priscila

    Rita
    “precisamos exercitar a paciência com os dependentes”… Ok, mas sem agredirmos nossa própria saúde, né?

    Luciana
    O que é pior, levar uma facada, ou uma facada MAIS um tiro? Seu raciocínio é totalmente absurdo – já que existem muitas outras formas de se morrer (e matar), mais uma não fará diferença… !!!!

    Sandra
    Além de professora você deveria ser indicada ao Nobel de Medicina, já que descobriu algo totalmente contrário ao consenso da comunidade médica internacional – que o fumo não afeta os fumantes passivos (ainda que estes nem contem com o filtro que protege em parte o fumante ativo). Brilhante!!!…
    ?

  142. Ekran

    Pra quem ainda não viu, a campanha “Sao Paulo livre do fumo” no ar em S.Paulo, com o Drauzio Varella:

  143. Cintia

    Pq eu tenho que desligar o meu celular dentro do teatro?

    Não seria isso uma censura ao meu sagrado direito de fofocar com as minhas amigas em qq ambiente que me der na telha?
    Que me importa que aquela meia dúzia de criaturas estejam ali em cima daquele palco?
    Que me importa que à minha volta estejam dezenas de outras criaturas querendo prestar atenção àquelas do palco?

    Eu quero é berrar no meu celular!! E daí? E daí?!
    Eu quero pisotear a grama!
    Eu quero jogar papel na rua!
    Eu quero depredar orelhão!
    Eu quero espancar velhinhas!
    Eu quero matar um bacana pra roubar o tênis dele!

    Qta CENSURA!
    Ô sociedadezinha REPRESSORA, viu!!

  144. Luciana

    O fato mais absurdo que isso e muito mais grave se um ator fuma em cena ou não, é eu ter presenciado crianças irem ao colégio e não terem nem lápis, caderno.Uma criança me pediu na rua , que eu comprasse caderno para ela ir para o colégio.Perguntei se o colégio não tinha providenciar isso, dar o material escolar para crianças que não tem condição de comprá-lo.Este é um absurdo maior.No final, comprei dois cadernos para ela ir ao colégio, sei que isso não vai resolver, mas fiz.Não aguentei presenciar isso.Resto o que presencio toda a hora a décadas, .E não é deste governo ou daquele, isso já vem a muito tempo.Lembro muito bem quando aumentou a criminalidade a partir dos anos 80 e decolou depois dos anos 90 com este ou aquele governo.

  145. Ekran

    Marlboro Man singing “because you don´t always die from tobacco”:

  146. Luciana

    O lucro está em tudo e não é somente a industria da nicotina,não.Lucro do sexo, lucro da religião, lucro,lucro ,money,money,money…etc,etc…..não é um simples cigarro que vai mudar a situação, não mesmo.Se eu fosse assistir a peça do Sr Fagundes fuma , certamente não iria sair dali uma viciada em cigarro.O que hj não ocasiona o câncer.Muita coisa.Até nossos pensamentos ,dizem alguns.

  147. Augusto M

    Só prá começar, eu NÃO FUMO, o mau cheiro do cigarro é fo…mas eu bebo socialmente sabe cumé…porém, tem o seguinte…a hipocrisia desse povo é uma grande merda, Porque tanta guerra contra o cigarro e quase nada contra as cachaça e ceuveja da vida? O cigarro mata causa cancer e o escambau mas leva um bom tempo agora as pinga ceuvejas e derivados???? matam instantaneamente (ver estatiscas da maior causa de mortes e mutilações entre jovens e adoles). Prefiro aguentar dez fumantes que um bebado…haja saco.Prá quem vc pediria carona naquele fim de noite…o que fumo um maço de marrrboro…ou o que tomô dez breja….responde rapidim?…e aquele cara que tomo todo vinho do restaura e mato dois cara no semaforo seguinte? tinha fumado qtos cigarros prá ficar doidão? e os rebite dos caminhoneiro?? e as cervas dos mototrista de busão? aaa..é proibido vender alcoolicas na beira da estrada, eu vejo sempre a fiscalização..huahuahuahuahuahua….e dalhe gostosas nas propaganda de ceuveja…dizem até que ela não é alcoolica…porra ….fumar no avião…no onibus…no escritorio ou no restaurante é foda….mas nos butecos e bares por ai…ou os atores no teatro? que papo furado…quem não gosta fica em casa…e agora tem o varela defendo os trabaiador da noite…tá mais pra ernesto q prá dráuzio…porra..manda ele medi a quantidade de co2 no tunel do anhangabau (SP) nos horários de pico??? fui…

  148. targinosilva

    Se ele fosse encenar sua peça ao livre, na Praça
    Vermelha, em Moscou, seria proibido.
    É proibido fumar na Praça Vermelha.
    Pacheco.
    Coisa de comunista.

  149. geraldo

    Gostaria de parabenizar o antonio fagundes pela iniciativa, pois já fui fumante e não sou contra os fumantes porque primeiro eles nos ensinam a fumar e depois querem nos prender por fumar, isso sim é um crime, hoje os nossos governantes querem transferir todas as responsabilidades deçes para nos até da segurança publica é assim temos os direitos de segurança saude e estudo e na verdade não temos nada direito nenhum e quanto ao fumante ele também tem o direito de fumar não são certos governantes agora que vão fazer os fumantes engolir o cigarro vja só enquanto nosso x presidente quer legalizar a maconha outros querem proibir o cigarro sds Antonio Fagundes
    espero que outros atores e demais pessoas do meio artistico também aderem a voce.

  150. geraldo

    Yara não vá assistir é menos uma hipócrita

  151. Nilda

    Ninguém perdeu a liberdade de se matar aos poucos (Antonio Fagundes), os fumantes perderam seu “direito” de me matarem mais rápido! Quero ter o “direito” de manter meus pulmões saudáveis ou eu não posso, não estamos num país livre? Cadê a democracia? Só quem fuma tem direitos? Os políticos que não fizeram mais que sua obrigação em defender a saúde dos eleitores merecem nosso respeito? Posso levar adolescente para assistir a sua peça e sair com a saúde prejudicada? Quem lhe dá esse “direito”? Pode se matar mas matar os outros mesmo que devagar é crime!

  152. jorge leão

    Sou Produtor Cultural e Editor de site de cultura, Jornalista, assisto a mais de 350 peças por ano, em média.
    A solução é simples: criem um cigarro cênico, com fumaça artificial, do mesmo modo como criam ambientes nebulosos em cena, do mesmo modo como criam artifícios para imitar o fogo, e vai por aí…
    O que essas pessoas tem que entender é que ninguém tem nada contra o fato do fumante fumar. O que incomoda é a fumaça do cigarro.
    Alguém já viu um fumante soprar a fumaça sobre si mesmo ? reparem que quando estão em uma mesa de bar, o fumante coloca sempre o cigarro pra baixo e que nunca sopra a fumaça em direção à comida e à bebida que estão em sua mesa ?
    ele pouco se importa em respeitar o direito dos outros em não aspirar fumaça, em não sentir o cheiro da fumaça, em não ter suas roupas impregnadas do cheiro da fumaça !

  153. Luciana

    Mas é só um cigarro.Não é a platéia que fuma, é o ator.

  154. parece que falar de Factory foi o mesmo que falar de ┐├╚╕≥₪╓ . Andy Warhol não tem muitos fãs por aqui . ou não é compreendido .

    vou falar então de Jim Jarmush , um dos meus diretores de cinema favorites , dos anos 80 . estão no G-d seu cult movie ” coffe and cigarretetes ” ou ” █├╚╕≥ ₪░☼ ◙ ☻►├╚╕≥₪♪ ” , pros meus complanetários se sentirem mais em casa . em preto e branco , o filme retrata a estética da época , apesar de continuar bem contemporâneo .

    com exceção dos cigarros , tão protagonista no filme quanto o cafézinho .

    sobre o post : Gerald demolindo a farsa . não tem mais volta . o tabagismo morreu . só fuma zumbi .

    Gerald , pesquisar sobre Cuba me tirou o ânimo de viver . ou é perua loura em resort ou favela . desisto . vou

  155. Luciana

    E só ele em cena.Imagina se tivessem mais atores fumando, aí sim, eu sairia no meio da peça , por não aguentar o cheiro.

  156. FALF

    Não se trata de uma dependência a um objeto cênico, nem tão pouco de censura, como você mesmo disse, trata-se, antes, da simples possibilidade de realizar uma escolha sem ter que acionar ou depender de um aparato jurídico para designar o que é bom ou o que não é bom para cena teatral. Não são eles que possuem a destreza de sancionar ou não isso. Admira-me você Gerald, muito me admira… Mas é legal ter uma opinião politicamente correta, só para relativizar… Só pra relativizar

  157. vou … editar miami .

  158. Luciana

    E se o ator tiver que fazer um ator viciado em cocaína, deve ser a mesma coisa.Claro , ele não vai usar a cocaína de verdade.Mas penso que se tem jeito de simular um cigarro de verdade, porque não, mas se o ator sente que necessita de um cigarro para dar mais realidade ao personagem, por que não também.Deve ser muito cansativo ter que ficar só na abstração, na imaginação o cigarro toda a peça.Já não estou entendendo mais nada…

  159. sandra

    Olha, vamos esclarecer as coisas. O Antonio Fagundes está é querendo fumar em cena pois fuma, e quer representar em cena fumando. È um adereço que ajuda a por as idéias para fora, etc. Se ele esquece uma fala, dá uma baforada e ninguém percebe. Não colou viu Gerald. Estamos junto nessa. Quero ver o ator representar fumando sem cigarro, e tal e dar larica na platéia fumante, ao ponto de terem que sair pra fumar no intervalo. Fumei dos 15 aos 38. Joguei dinheiro fora, literalmente, queimava notas que poderiam ter sido gastas….por exemplo em entradas para assistir peças teatrais. ONde certamente eu gastaria melhor meu dinheiro, tempo, e estaria cultivando minha saúde. Não vejo o Fagundes defendendo por exemplo, o direito á saúde, a educação, a casa própria, nem se manifestar contra a pouca vergonha dos Sarney. Só o que interessaa pra ele é o umbigo, poder tirar vantagens e mais vantagens através da lei pra conseguir muito patrocínio para seus espetáculos cujo objetivo é SÓ ENCHER O BOLSO DE DINHEIRO. O caa é um pedante. Esse discurso colava quando eu tinha 18 anos e estava nos anos 80. Agora….please. Todos devem ter visto o Varella fazendo um propaganda onde testa o índice de intoxicação exalado por u garçon antes e depois da night. É um absurdo. O aparelho marca 1 e depois de uma noite recebendo fumaça por todos os lados dentro do estabelecimento onde trabalha, o índice é simplesmente 7. Aí você multiplica isso por todas as noites da semana, do mês, anos. O cara está trabalhando, e não recebe salário insalubridade, nem nada. Da mesma forma, ocorre com os que não fumam e são obrigados a partilhar o mesmo ambiente que os fumantes. Me arrependo de cada cigarro que acendi na vida e poluí os pulmões dos meus semelhantes. Achava o Fagundes um cara culto e inteligente. Estava enganada mais uma vez. Agora, penso porque vou perder meu tempo assistindo um espetáculo de um ator tão carente de cultura e inteligência assim….não vai me agregar nada.

    Obs do Vamp: Não é a nossa Sandra quântica.

  160. Luciana

    Acho que o teatro é um laboratório , o ator ou os atores , na minha opinião,tinham que ir a fundo, dar o maior realismo possível a peça.

  161. Silva

    Tá aí, a única merda sensata que li aqui até hoje. Parabéns, Gerald!

  162. Luciana

    Mas o que importa é a história, onde o autor quer nos levar, fazer refletirmos sobre alguma coisa oculta nas aparências das nossas vivências cotidianas, e não o cigarro, se é verdadeiro ou não.

  163. Sandra

    Priscila, conheceu algum fumante passivo que morreu devido ao cigarro?

    A gente sabe o que é uma doença causada por cigarro.

    Aliás, Antonio Fagundes, atenção para a descrição da sua morte:
    -você olhará os palcos saudoso de quando podia estar lá, mas sua voz, destruída, não mais lhe permitirá. Seus movimentos serão limitados, pois qualquer gesto lhe causará cansaço. Respirá será um esforço. Você terá que escolher entre a crise de abstinência e calmantes, e o próprio cigarro, ambos um veneno para seu pobre coração dilatado, atrelado ao seu pulmão cansado, cada vez mais fraco. Ficará na fila de transplante, rezando para que o câncer ou um ataque cardíaco não o leve primeiro.

    Mas defendo o direito de você, adulto, consciente e responsável, escolher essa morte para você.

    E Nilda, é só você não assistir à peça ou não levar nenhum adolescente. E não levar esse mesmo adolescente para se entupir de hambúrguer com batata fritas também.

  164. Sandra

    Xará das 16:34, poderia usar um qualificador para seu nome para nos distinguirmos?

  165. Silva

    Parabéns, Sandra!

  166. Gisele

    Tadinho do Zé Celso…Não vai mais poder acender um baseado em cena. O Fagundes pode acender um daqueles cigarros eletrônicos. Quem sabe os chineses não inventam também o baseado eletrônico?

  167. Sandra

    “respirar”
    É o vinho!

  168. Luciana

    O palco, na peça, é diferente do dia à dia.Primeiro tem que ver a história, onde ela quer nos levar.E não acho que isso seja anos 80.Todas as épocas são épocas para sermos verdadeiros e não hipócritas.

  169. Sandra

    Vendedor, quase choro em dizer isso, mas conheço muitos analfabetos que comprariam uma Barsa.

  170. Luciana

    Olha ninguém é retardado mental achar que indo ver o Sr Fagundes fumando a peça toda vá levar as pessoas a fumarem mais.O que é isso.E os filmes então deveriam ser proíbidos, o que mostra de violências, cenas horríveis de estupros, etc, isso também pode incitar mais a violência então.

  171. sandra

    AH, só pra me deliciar…também odeio ex. Ex-marido então, ex-namorado, da pior espécie de ex. Odeio ex galã de novela das oido da Globo, alienando toda uma população a serviço dos coronéis do poder, nutrindo e vivendo uma cultura de pão e circo e agora se indignar. Exator de sucesso, longe de ser um ícone do teatro, cinema ou o que quer que queira. Não abre a boca pra nada o alienado conivente e agora fica gritando por não deixarem mais ele acender o cigarrinho na pecinha medíocre que certamente le encenará, não diferente de todo seu trabalho até agora. ME POUPE, ALGUÉM OUVE ESSE TAL FAGUNDES?

    Obs do Vamp: Não é a nossa Sandra Quântica

  172. Sandra

    Sandra das 16:52, eu cheguei primeiro! Direito adquirido! Poderia diferenciar seu nome?

  173. Luciana

    A minha questão não entra no mérito da peça se ela é ou não boa, a minha questão é a polêmica em torno de um simples cigarro.E se é uma maneira de chamar atenção sobre a peça, sinceramente ele está conseguindo.Só que faz anos que não entro num teatro.E se essa é a intenção, da minha parte com ou sem cigarro não faz nenhuma diferença, se querem saber.E se o teatro incendiar por um curto circuito ainda podem por culpa no mísero cigarro, depois não vão dizer que não avisei.

  174. Daniela

    Queridos,

    Sei que temos aqui diversas opiniões das quais se sobressaem
    a) Òtimo tem que tirar o cigarrão do teatro, cinema restaurante enfim….
    b) Nem a pau , isso é comunismo, ditadura , censura….
    z) Galera da esquerda festiva fazendo barulho a toa e nem sabe o pq.

    Vamos lá, penso que o motivo maior para o governo adotar esta lei, nçao está no fato de que a fumaça do fumante incomode de forma insana o não fumante,
    A questão está no custo futuro, sim meus amores, o custo com a saúde e a precidencia, visto que o dependente do cigarro tem uma tendencia muito maior a desenvolver doenças cujo tratamento custa caro – pense no hospitais públicos-, e em muitos desses casos o sujeito terá que se aposentar por invalidez – pense na já tão falida previdencia-
    Isso é um projeto que veio para garantir uma economia para os cofres do governo para o futuro.
    Quanto mais saudável o povo, maior a produção , maior a geração de riqueza e menor é o custo para mante-lo.
    Só isso!
    E O Gerald está certissímo CANCER mata.
    hahahahhahahah
    beijo e boanoite que fui e agora so volto amanhã.
    DaniGold

  175. Sandra

    Daniela, mas se formos por aí, teremos que proibir cafezinho, lanchonetes, stress,… Sampa deverá ser proibida pela saúde pública.

  176. Luciana

    Puxa, será que tem gente que ainda se convence destes discursos lindinhos, CANCER mata, oh, cancer mata e não só o cigarro que o provoca, n fatores provocam o Câncer.Câncer mata, será , só se estiver num grau muito avançado ou o médico é muito ruim.

  177. Sandra

    Obrigada pela diferenciação, Vamp!

  178. Tene Cheba

    A aspiração da fumaça pelos humanos tem pelo menos cerca de cinco mil anos. O vinho, por aí, a cerveja um pouco mais antiga. Dizem que o vinho faz bem para a saúde, desde que não mais que um taça, cerveja também moderadamente, uma latinha, sem álcool de preferência. Esse mundo regulado, não me serve, esse homeopatismo, das quantidades mínimas, pesado, dosado, balanceado, se eu fosse astronauta, levaria para estação espacial, um cigarro, apenas um, acenderia, e, verificaria, melhor sentiria a imponderabilidade no modo imponderável. Uhhl, o primeiro astronauta a fumar um fora da Terra, entraria para a história. Tene Cheba, o primeiro a fumar fora da Terra, que barato. Os caretas, chocados, falariam, “que horror”, ou, “meu Deus, tirem as criancinhas da sala”. Mas, não sou astronauta, apenas mais um careta regulado, submisso as leis de posturas e dos bons costumes, ávido pelo oxigênio, puro e saudável, ávido por uma órbita bem afastada desses zumbis caretas.
    Ana Paula, as jóias da Ana, adoro ler você. Pareço te ouvir, mesmo nesse silêncio.

  179. Luciana

    Já ouvi falar que até a batata frita ocasiona câncer.Até a pilula anticoncepcional , já disseram muitos.Enlatados, Refrigerante, ..

  180. Alê

    Somos contra o cigarro, não contra os fumantes, que são vítimas

    deste vício… Se a peça é sobre um fumante tentando largar o

    vício, aí tudo bem! Faz parte do contexto…

    Saudações.

  181. Ekran

    Campanha anti-fumo na Inglaterra:

    aqui, ainda estamos no “pega leve” com os cigarros na TV…

  182. Ekran

    Em Cingapura, a campanha pega mais pesado ainda:

  183. Luciana

    Sei que fumar faz mal a saúde como um monte de coisas faz , cigarro é um vício completamente inutil, o cheiro enjoativo, ainda mais quem está perto do fumante, não trás nenhum benefício ao usuário como um monte de vícios que estão por aí, isso já é mais que óbvio, ninguém quer fazer a apologia do fumo, não é isso.Só acho que proibir o cigarro numa peça de teatro, acho um absurdo.Se o ator quer fumar, é viciado , o problema é dele.E se alguém não está de acordo com ele, é só não ir.Acho assistir a peça.Simples.Acho que as pessoas são adultas sabem que o cigarro faz mal, hoje mais do nunca.O cigarro,hoje,depois de tantas campanhas contra o cigarro, o que acho super válido e correto, não é mais a vilã de tantas mortes que ocorrem por aí.O número de pessoas que deixaram de fumar, ou que nunca fumaram , ou nunca adquiriram o vício é muito grande.Convivi muito tempo com pessoas dependentes do cigarro e sei como é triste para os que tem que conviver com isso e para a própria pessoa que não consegue deixar o vício, mas acho que somente através de campanhas, educação nos meios de comunicação e escolas já é algo muito bom, agora lei …não sei não, para isso….

  184. Sandra

    Saindo agora! Muitos beijos!

  185. Daniela

    Gente eu disse que o governo não quer gastar o dinheiro que arrecada com fumantes, n~~ao quer gastar com hospitais.
    O exemplo dado em uma peça de teatro onde o ator fuma na visão do governo é prejudicial sim aos cofres publicos.(MEDICINA PREVENTIVA)Isso reduz substancialmente os custos.
    Por isso a lei.
    Não pq o governo esteja preocupado com a saúde do cidadão de fato.senão proíbiriam o Mc Donalds de vender fast food, a União de vender áçúcar,a Cisne de vender sal, a Nestle de vender condensado, e o Galvão de apresentar tudo que aparece na frente de F1 a funeral.
    Deu pra entender?

  186. Ekran

    Um historico das campanhas de propaganda do cigarro e como as industrias deliberadamente omitiram fatos que pudessem alertar seus consumidores. Algo que já emitia “sinais de fumaça” desde os anos 20 do seculo passado:

  187. Luciana

    Puxa, tinha que ter uma lei contra a fórmula 1 então, uma morte brutal e insana quando ocorre.Em nome do quê….então se é livre alguém escolher morrer num curva duma pista de fórmula 1 , assim no mais, porque ter uma lei contra o fumo…Qual a diferença morrer aos poucos, ou morrer de repente, de uma forma estúpida e sem lógica, como a fórmula 1, homens na flor da idade, jovens, etc….não entendo , mesmo.

  188. Luciana

    E morrer aos poucos , todos nós estamos.

  189. liz

    Meodeosssssssss! Luciana, MENOS! Bem menos! Que viagem….

  190. liz

    Luciana,
    Vc perdeu a linha de pensamento…

  191. aproveitando o cortejo , a foto da capa de geraldthomas.com poderia ser trocada …

  192. Ekran

    Na linha do que o pessoal de Medicina em Stanford diz no video anteriormente citado, houve uma campanha aqui no Brasil sobre as campanhas da industria do cigarro. Metalinguagem para as massas:

    ou ainda:

  193. Tene Cheba

    A peça, Marco Regulatório, deveria reestrear, bem contemporânea.

  194. Ekran

    Campanha pioneira, em 1968, com William Talman nos EUA.
    “Don´t be a loser, don´t smoke”:

  195. targinosilva

    Fumar é uma coisa tão estúpida que não da nem para comentar.
    Comparar um outro ato maléfico com o ato de fumar,
    para justificar, a estupidez é maior ainda.

  196. juliano

    O Fagundes é famoso por começar suas peças nos horários certos e não deixar ninguem entrar depois do começo do espetaculo. Quero exercer meus direitos individuais, de expressão, de rebeldia como quer Tene e entrar a hora que quiser. Como disse uma pessoa acima quero tambem falar no celular durante a peça e olha que não tem lei proibindo nada isso.Vamos exercitar a rebeldia, por que sermos caretas e nos preocuparmos com regras eticas e juridicas? Fagundes não pode limitar meus direitos individuais. Fabio da Fisica parabéns pelo seu comentário, endosso.

  197. gthomas

    Mas eu nao acho que se trata disso!
    A lei anti-fumo nao tira a liberdade de ninguem! So nao permite
    que se EXIBA em publico pra milhares de meninos vulneraveis
    um vicio horrivel. So isso.
    Tanto eh que no pais mais democratico do mundo, aqui, nos USA,
    o cigarro eh PROIBIDO EM QUALQUER ESTABELECIMENTO
    E EM QUALQUER PALCO!!!!!!!
    eu tenho autoridade pra dizer isso.
    LOVE
    G

  198. Luciana

    Não é porque todos morreremos no final que justifica fumar, não é isso o que eu quis dizer.Mas existem muitas coisas que são ou até mais nocivas às pessoas além do cigarro, é neste ponto que insisto em tocar.A pergunta que faço é a seguinte: Por que esta ênfase tão acentuada por um cigarro somente numa peça que nem sabemos qual é a história, e como ela terminará.E por que sancionar uma lei proibindo o cigarro se sabemos que isso não terminará com os viciados como não terminou com o vício de outras drogas apesar de serem proibidas…Não sou dependente de nicotina,a única coisa que não entendo é toda essa celeuma em torno da nicotina e por causa de um ator que resolve fumar durante uma peça.

  199. gthomas

    no comentario anterior, eu estava respondendo a um email do Vamp….
    parece desconexo….

    tambem com o CALOR que faz aqui em MIAMI nao da nem pra raciocinar direto

  200. Luciana

    Queria ir aos EUA para ver se isso é verdade mesmo.Tem tantas coisas que dizem para convencer o povo e depois vamos ver in loco e não é bem assim.

  201. Ekran

    “É Proibido Fumar”, Filme de Anna Muylaert:

  202. Luciana

    Não me convence isso.

  203. Douglas-SP

    MULHER QUE FUMA EU NÃO COMO.

  204. Tene Cheba

    Bom senso, a coletividade urbana está acabando com o indivíduo, apesar de seres, que se cruzam todos os dias, no metrô, trens e outros móveis urbanos, não trocarem sequer um olhar, estas partículas primam pela unformidade. Homogêneos, não se reviram nem nas poltronas com medo de perderem seus lugares. Gosto das soleiras, detesto o vento, mais prefiro senti-lo a ter que respirar ares condicionados. O meu limite tende a mim mesmo, a minha lógica não é insossa, não temo a chuva, ao contrário prefiro esta ao casaco.
    Estamos tão obsoletos, que seguimos os cortes, ou a moda da corte.
    Feridos, não percebemos a dor, nem o nosso desastre, mundo sem pop art, sem pontas, sem guimbas. Chiquérrimos cafonas, que parecem gestados nos moldes. Prefiro a pizza quatro queijos, ou, hum, de pepperoni, mas, rúcula e tomates secos, não dá, o ópio contém a sua loucura, enquanto você não a percebe, e, se acha bonitinho naquele espelho. Por Fernando Pessoa, “Meu Eu profundo e, outros eus” ou, um cigarro aceso naquele teatro. Fala sério.

  205. flodnar

    1 – o charuto foi banido nos terreiros e casas de unbanda, faz muitos anos, um que conheço tem pelo menos 10 anos, ninguém mais sai defumado, essa lei é meio esdrúxula;
    2 – uma vez o censor intrrompeu um show do Juca Chavez e disse para ele:
    Acompanhe-me,
    e o Juca como um artista inteligente, perguntou :
    ao piano ou ao violão ?
    foi preso !
    3 – a defumação na missa pode ?
    Caramba não é o fato de fumar, mas a forma como ele contesta a lei.
    Existem formas inteligentes e formas arrogantes, infelizmente o Fagundes optou por se rebaixar ao nível dos políticos e fazer da forma arrogante.
    Eu fumei parei faz 20 anos, uma vitória contra o non sense, meu pai morreu de embolia pulmonar.
    Uma piadinha :
    a professora fez um concurso de rimas, e o Joãozinho fez a dele,
    depois que todas as rimas foram lidas (para encurtar), Joãozinho leu a dele:
    Urubu tem pena no c…
    a professora brigou com o menino e disse para ele corrigir que aquilo era proibido, Joãozinho então mudou :
    urubu tem pena no pé,
    não tem no c.. porque a professora não qué.
    O nome da professora é Jose(fa) Serra.
    Fagundes para de chorar, e o Joãozinho conseguiu, o que voce não consegue.
    “Posso não concordar com nada do que vc diz, mas vou defender seu direito de dizê-lo até a morte” (Voltaire)

  206. targinosilva

    Eu sempre procurei ser um cara democrático, com a minha família, com os meus amigos,
    no trabalho, na rua, no metro, no prédio onde moro.

    Estou sempre negociando, ponderando aqui e ali.
    A vida me ensinou uma lição.
    Tem coisas que você não discute, você impõe.
    A lei anti-fumo, a lei anti-droga, a lei seca são exemplos de imposições necessárias.
    Quando a sociedade absorver a lei, ai se discute.

  207. Ekran

    E há quem defenda “Smoking on Cinema”:
    http://www.smokingincinema.com/

    Com varias fotografias de celebridades do cinema com poses para fumar.
    – – – – – –
    About

    Smoking? Of course! Politically incorrect? So what? Who could forget Bogart lighting up Bacall in “To Have or Have Not”, or Kate Hepburn’s sassy attitude in “Bringing Up Baby”? Smoking devices of all types have always had a major role in the movies. A cigarette is a fantastic prop, providing dynamic motion and texture. It gives an actor or actress reason to move purposfully, and when well filmed, the smoke is turned into a phantom on the screen, moving with grace and flair.

    No politics here; this is about art.

    © 2009 Hollywood Glamour: The Art of Smoking in Cinema

  208. Luciana

    O ato de fumar em público ou não , não é o caso.O problema é mais complexo.Se fumo na minha intimidade, com meus amigos e não para um público para não influenciar meninos influenciaveis já estou admitindo a inutilidade desta lei, porque a lei não fará as pessoas pararem de fumar para não prejudicar suas vidas, o que acho muito acertado.E é nisso que insisto também na validade da educação nas escolas, nas campanhas através da mídia contra as drogas, porque acho que toda droga que torna alguém completamente dependente, insano etc, tem que ser evitada.Se o cigarro comum é proibido de fumar em público , também tem que proibir o álcool, e outras drogas…Se no teatro é proibido , porque nos filmes é permitido todo tipo de coisas desde violências até não sei mais o quê….E se não é permitido fumar em público, tem que dizer direito que público é esse,se são as pessoas da família ou todas as pessoas, talvez seja o público como num restaurante, num aeroporto, num hospital o que acho muito correto porque todos ali tem que estar no mesmo teto e nem todos gostam do cheiro do cigarro ou querem respirar a fumaça dele, concordo com isso 100%.Agora numa peça de teatro ninguém precisa ir assiistir caso não concorde com a atitude do ator, como ninguém precisa ir ao cinema, nem assistir uma novela, ou programa de tv, podendo escolher seu programa.

  209. juliano

    Na minha opinião a celeuma não é um ator fumando numa peça, mas um idolo, um mostro como Fagundes dizer que vai peitar a lei. Em outros posts critiquei a lei do Serra por acha-lá radical demais, poderia haver fumodromos, locais só pra fumantes,etc. Não gosto de muitas leis, não gosto de pagar imposto de renda pros caras meterem a mão depois, como o Tene Cheba mas o preço da democracia é obedecer as leis.

  210. juliano

    Na minha opinião a celeuma não é um ator fumando numa peça, mas um idolo, um mostro como Fagundes dizer que vai peitar a lei. Em outros posts critiquei a lei do Serra por acha-lá radical demais, poderia haver fumodromos, locais só pra fumantes,etc. Não gosto de muitas leis, não gosto de pagar imposto de renda pros caras meterem a mão depois, como o Tene Cheba acredito que temos que tomar cuidado com a intervenção do Estado na vida das pessoas, mas o preço da democracia é obedecer as leis.

  211. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 13:37 Enviado por: Silvinho

    Silvinho
    Como é frágil, vulnerável, a orientação sexual do teu amado!

  212. targinosilva

    Luciana.
    Quando voce bebe alcool ninguem bebe com voce.
    Quando voce fuma, todos fumam com voce.
    Entendeu?
    Sacou o “Espirito das Leis”?

  213. flodnar

    O Fabio da fisica, que fisica é essa, se escreve assim mesmo sem acento ?
    Se for, tudo bem.
    Porque de física parece que falta uma informação crucial na sua apologia contra al ei que proíbe o uso de celulares em postos de combustível, alias o único celular que pode falar em postos é o ator, desculpe, não podia perder esta, sério agora :
    1 – os combustíveis fornecidos aos nossos veículos são extremamente voláteis e formam uma “nuvem” de vapor no ambiente dos postos durante o proceso de reabastecimento, dado que nem sempre existem condições ideais para que estes sejam dispersados na atmosfera.

    Lembrei mais uma, nós inalamos estes gazes;

    2 – eles funcionam como o gás de cozinha, que uma faísca do interruptor de luz pode fazer explodir, o que explode na cozinha não é p bujão e sim o ambiente carregado de vapor de gáz, que em consequencia faz o bujão explodir;
    3 – os celulares, não a familia do ator, os aparelhos, geram centelhas elétricas que podem fazer com que sua conversa fique explosiva, pois funcionam como os interruprores elétricos, embora voce não sinta os choques por não serem “fortes” o suficiente para causar mal, porém capazes de fazer um gáz explodir.
    Infelizmente existem leis que não podem ser revogadas em qualquer que seja a democracia ou autocracia, são as leis da natureza. Tentem revogar a lei de gravitação.

    A verdade é a seguinte, se Deus tivesse feito o homem para fumar, teria colocado uma chaminé em sua cabeça.
    “Posso não concordar com nada do que vc diz, mas vou defender seu direito de dizê-lo até a morte” (Voltaire)

  214. Mari

    Sr. Gerald, parabens pela forma de abordar sobre um assunto que incomoda tanto aos fumantes e seus direitos de soltar sua fumaca nojenta em cima dos outros. Coitado do Antonio Fagundes , alem de representar cada vez mais de forma mediocre com aquela boca mole que ele sempre utiliza em seus papeis na globo, ainda quer contestar algo incontestavel nos dias de hoje. Basta ser um pouco esclarecido e ter bom senso para ver o quanto o cigarro é um vicio de burros!

  215. Tene Cheba

    A China, para reverter tendências contra revolucionárias, radicalizou, com o partido comunista em franco processo de divisão, Mao, radicalizou, e impôs a mais sórdida das restrições a liberdade, o extermínio dos livros, dos óculos, dos professores, médicos. Suas armas, radicais comunistas e jovens, aquilo foi o horror, exetuando o Nazismo, talvez a maior tragédia do mundo moderno.
    O que cheira mal não são os cigarros, o que cheira mal é a soberba de quererem ditar os meus hábitos e costumes. Este é o ponto em que o ator Antonio Fagundes, mostra, a insensatez de te ditarem o que deve, o que pode fazer, seus limites são esses, use-os, mas não abuse, to de olho.

  216. Tene Cheba

    É “excetuando-se”.

  217. Márcia

    Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca como ninguem.

    É Sr. Pacheco, acho q essa expressão traduz com + perfeição o espirito da coisa.

  218. savtamimi

    GT…você é fodão!!! heheh
    A D O R E I !!
    bjs

  219. ricardo

    Não se pode fumar, não se pode mijar na rua, não se pode transar em praças, não se pode ter dívidas, não se pode ter direito a liberdade. Um país comandado pela máfia, pela corrupção, pela desfaçatez, pelo sinismo, pela putaria.Ah, isso pode!!!!

  220. ricardo

    sabe o que causa um mal maior do que o cigarro?? A SOLIDÂO!!!!!Respondam, me filósofos de plantão!!

  221. Luciana

    Mas como fumar tem um cheiro horrível para os que ficam do lado é só não ficar perto do fumante, ír para outro espaço.Já existem lugares para fumantes e não fumantes.Quartos em hotéis,etc. Lugares como hospital nem precisa contestar , lógico que tem que ser proibido.Mas agora numa peça teatro, um cigarro que faz parte dum contexto de uma história e mesmo qual seja a intenção do ator ,se é ir contra a patrulha, estou com ele.Farei a patrulha da patrulha.

  222. savtamimi

    02/08/2009 – 18:49

    Enviado por: Douglas-SP

    MULHER QUE FUMA EU NÃO COMO.
    ************************************
    HOMEM QUE FUMA :”EU” NÀOOO COMO!!

  223. Já que estão proibindo o cigarro em todos os lugares possíveis, quando é que vão fazer o mesmo com as drogas, cocaína, extase……é público e notório o consumo em casas noturnas e ninguém tem peito para acabar, quer dizer, não tem interesse financeiro em fazer……

  224. Luciana

    E solidão sem um cigarro e um cafezinho não tem graça mesmo.São os eternos companheiros de um solitário .

  225. juliano

    Tene mas a lei não proibiu ninguém de fumar, não probiu a comercialização, apenas proibiu o fumo em locais públicos para não prejudicar os não fumantes. Você pode fumar na sua casa, na rua, se estiver num bar é só sair pra fora. Qual a relação disso com comunismo e nazismo? É apenas a limitação de um direito. Você por exemplo não pode entrar em um forum, num espetaculo de shorts e camiseta. Isso viola seus direitos individuais?O Fagundes proibe entrada de pessoas nas peças durante o espetaculo. Isso viola os direitos individuais? Acho que você está sendo extremamente radical. Violar os direitos individuais seria proibir um direito, limitações acontecem todos os dias. Você tem de fazer uma faculdade pra exercer medicina, tem de pagar pedagio pra seguir viagem, isso não viola seu direito de ir e vir e de exercer uma profissão. O Ricardo reclamou que não pode transar na praça, eu geralmente levo as crianças pra passear nas praças, sugiro um motel e estralhaça a parceira.

  226. Luciana

    E se tem homem que não fuma e que não come mulher que fuma.ahahha e os homens fumantes, será que não comerão as mulheres fumantes..Nada está perdido ….tem gosto para tudo.

  227. Luciana

    E se a solidão mata mais que o cigarro , por que esta celeuma toda em torno do cigarro.

  228. Sandra

    Gerald, os EUA , o país mais democrático do mundo, aprova a pena de morte.

  229. Lilian.

    “Não se pode fumar, não se pode mijar na rua, não se pode transar em praças, não se pode ter dívidas, não se pode ter direito a liberdade. Um país comandado pela máfia, pela corrupção, pela desfaçatez, pelo sinismo, pela putaria.Ah, isso pode!!!! ”

    Concordo Ricardo !
    Aqui na minha cidade não se pode ser Gay em cena também não !

  230. Sandra

    Cintia e Juliano, eu sou a favor de cinemas e teatros que acharem que vocês são um público significativo e importante criarem salas com a designação: aqui o público pode falar no celular à vontade. Juro que não vou buscar na justiça o direito de assistir a um filme nessas salas.

  231. Sandra

    Mas pisar na grama e fazer xixi em público não pode. A rua é um daqueles locais públicos que considero muito público. Diferentemente de um bar liberado para fumantes.

  232. daniela dumke

    Numa ocasião na sala de aula representei um poema de Florbela Espanca, onde utilizei um cigarro fake comprado nessas lojas de mágicas, que modéstia parte era muito igual à um cigarro aceso,só não saía fumaça. Bjs.

  233. Sandra

    Uma vez uma amiga estava numa área de fumantes. Uma pessoa pediu para que ela apagasse o cigarro, pois era asmático. Num gesto instintivo e educado, a amiga ia apagar o cigarro, mas parou e perguntou: Por que você não fica na área de não fumantes.
    A pessoa respondeu que, daquele lado, a vista era melhor.

    Lembrei-me desse episódio ao ver que pessoas querem entrar na marra na peça do Antonio Fagundes, e que ele se adapte a elas.

  234. Sandra

    A peça do Antonio Fagundes é menos pública que a rua, ou até mesmo que a platéia, e é tão pública quanto um ritual religioso.

  235. Márcia

    # 02/08/2009 – 20:09 Enviado por: Luciana

    E solidão sem um cigarro e um cafezinho não tem graça mesmo.São os eternos companheiros de um solitário .

    Sugiro sunstituí-los por DEUS, aliás com ele não se sente solidão (ops, perdi o foco).

  236. juliano

    Sandra não é em todos os Estados Americanos que há pena de morte. Sou contra a pena de morte, mas o fato de um país adotar essa forma de punição não quer dizer que não seja democrático. Você acha que no Brasil não há pena de morte? Esquadrão da morte? Tortura? O ruim é ter um direito na Constituição e não ser aplicado, isso é pior. Se tiver uma lei permitindo sua idéia tenha certeza que irei cumpri-la também,abração

  237. FRANCINY CHEQUER

    Ola boa noite a todos.

    Só tenho algo a dizer, cada qual com seus habitos ou vicios ou manias, se quero respeito, tenho que respeitar até mesmo que seja um cigarro, sabem venho de uma familia de muitos fumantes, nçao em si minha casa mais o parentes, pois nunca vi uma raça para gostar de fumar como os sirios, e eu cresci vendo meu avô fumando, as irmãs dele, e todos mais, ele acendia um cigarro com o final do outro, sabe sempre tinha cigarro a mão na casa dele, um dia falando sobre o cigarro, ele falou quer fumar pode fumar, desde que vc sustente seu vicio, o mais engraçado que ele já estava com cancer no pumão, ele em uma mão tina um cigarro e outra um cilindro de oxigenio, eu ria falava que ele não iria morrer de cancer mais , ele iria pegar fogo isso sim, mas ele se foi de cancer, mas ele ,mesmo dizia que de alguma forma teria que morrer, mas nenhum dos netos dele fomam acho que o que vimos foi a nossa lição, mas outra lição que eles nos ensinou, foi o respeito, ele nos respeitava, pois ele dizia que não era nós que deviamos respeita-lo, mas ele a nós, pois so assim nos saberiamos o que e respeito , e até mesmo o vicio de cigarro ele nos ensinou a respeitar, sabe chegar perto de um fumante e começar a tossir, como isso ele achava falta de educação, pois cada um tem seus habitos, e sabem acho que cresci que tantas pessoas fumando que eu nunca me incomodei com o cheiro, sabe eu acho engraçado, estas proibições, acho que liberdade e isso também, cada um e livre para fazer o bem endenter, sabe falar para uma pessoa isso não pode, aquilo não pode oulá não pode, cade a dita Democracia, o direito de ir e vir, o direito a liberdade, agora até para encenar, em uma peça, tem que ter autorização, calma aí , então agora será que para a TV ou Novelas será nescessario isso, pois eles também estam encenando, mas acho que aí não claro a televisão da mais dinheiro,.

    Me digam cade a liberdade, mas o real significado da palavra pois em nosso pais eu não vejo isso,alguem sabe onde ´posso achar ela a liberdade???

    Claro não sou a favor da legalização de maconha e outras coisas, mas sabem de uma coisa, quem sou para dizer para alguem também não usar, se eu quero ser respeitada tb tenho que respeitar

    mil beijos

  238. Sandra

    É claro que se eu levar minha filha para assistir a uma peça INFANTIL, TALVEZ pense diferente. Talvez, porque ela vê pessoas acenderem cigarro a toda hora, a qualquer hora do dia.

  239. Márcia

    Sandra vc está radicalizando, ninguém quer entrar na marra na peça do Fagundes, apenas dizendo q o Fagundes TBM precisa cumprir as leis e não ficar pregando q vai descumprir. Se a lei é absurda é outra questão.

  240. Sandra

    Targino, nem sempre. Por exemplo, na peça do Fagundes, ninguém é obrigado a fumar com ele. É só não ir à peça. Num bar destinado a fumantes, é só não ir. Nós não precisamos de todos os espaços do mundo.

  241. Sandra

    Juliano, acho que nem sempre tudo o que se faz num país democrático serve de paradigma para o mundo, mesmo que ele seja o mais democrático do mundo.

  242. boa noite , tem novidades no G-diet . estão convidados .
    damas grátis até 11 horas .
    ]bebida grátis até meia noite .
    homens grátis depois das 4 da manhã .

  243. juliano

    Sandrinha me desculpe, mas vc leu a lei anti-fumo? Não existe mais bar para fumantes, não se pode fumar em lugare públicos, incluindo peças de teatro. Você pode discutir o mérito a vontade,mas vai ter que cumprir a lei, que vale pra vc, pro Zé Povinho e pro Fagundes.

  244. Tene Cheba

    Bom, Juliano, sou a favor de não se fumar em locais públicos e fechados também. Público entenda bem, público e fechado.
    Meu ponto reside simplesmente na interferência do Estado, na livre autoria. Isto eu não concordo, mesmo. Sou contra, também de comerciais de bebidas mais pesadas, mas em novelas, séries, filmes, não, são os caminhos para os quais não existem atalhos.
    Uma sociedade, incapaz de punir criminosos, incapaz de decaptar seus políticos podres, que fede, cheira mal, quer cercear atividades culturais. Definitivamente, para mim são quebras molas, e nós precisamos é de molas.
    Se você não fuma, parabéns, se você fuma, parabéns também, não vou te estigmatizar, rotular, pelas suas opções.
    Tem gente que toma, água fervendo com erva amarga, que desce queimando pelo esôfago, e diz que é bom prá dedéu.
    Vão lá naquela tribo, do alto amazonas, e o pagé manda aquela baforada, que espanta até gorila, e os puros, falam como é linda esta cultura. Odeio modismos.

  245. Sandra

    Márcia, muita gente assistiu ao filme: Je vous salue Marie, e fez isso publicamente, como forma de protesto contra o ABSURDO que foi sua proibição.

    E não entendi: se as pessoas aceitam não assistir à peça do Fagundes, por que se preocupam com quem não se incomoda com o cigarro dele?

  246. Sandra

    Juliano, eu sei. E acho injustíssimo proibirem bar para fumantes. Não me incomoda que os outros tenham seu espaço. E acho que o Fagundes está certíssimo em protestar.

  247. Sandra

    Juliano, a lei acha que cultos religiosos são menos públicos que peças de teatro?

  248. Márcia

    Mas as pessoas (se eu bem entendi) não estão debatendo essa questão, estão achando o fim ele querer e ainda gritar q vai descumprir uma lei, acho q esse é o ponto.

  249. Maravilha das maravilhas.

    Vejamos quem esta se preparando e mexendo pauzinhos para dar escanteio no lula
    Serra, Aécio, Dilma e correndo por fora o Ciro. Pode ainda aparecer um zebra apenas para barganhar situações.
    O senado caindo de podre. Já se fala até na possibilidade de encerrar ou enterrar a outrora casa do povo de uma vez por todas. Este enterro já vem sendo feito em capítulos. Estaremos próximo do capitulo final? Nunca se sabe. Interesses para isto existem.
    A violência corre livre e solta em todos os espaços.
    Trafico. Prostituição. Assaltos na mão grande. Tiros pra todo lado. Enfim, o caos.
    E os candidatos ACIMA MENCIONADOS NEM SEQUER SE POSICIONAM CONTRA TUDO O que nos aflige.
    Nem mesmo se manifestam sobre o senado.
    Então o que sobra.
    Como entrar em destaque na mídia?
    O que é um blog senão a ressonância de noticias divulgada primeiramente na imprensa?
    Produzam um fato. Noticiem e os blogs irão ao embalo. Todos comentarão do assunto e dos envolvidos. Retirem os cigarros do mercado. E as fabricações. É o sonho dos transgressores. Vender por baixo do pano. Suprir a peso de ouro os viciados. Aquela velha e manjada máxima de que o proibido é mais desejado. O perigo ou a sensação de fazer o proibido.
    Quantos dos prezados aqui sabem que o Chávez já convida abertamente os seus seguidores para formarem um bloco vermelho na America do sul?E nem se dá a disfarçar suas metas. Tem a palavra comunista bem em destaque escondida suavemente como socialista.
    Preparam-se para distribuir a miséria para todos como diria sir Winston Churchill. Em pequenas partes para o povo e em mordomias para os dominantes.
    Falem de cigarros e eles estão se armando.
    Falem de fumantes e eles ganhando espaços.
    O nosso presidente aparentemente e publicamente concede benefícios e afagos para eles.
    O que quer o lula realmente para depois de 2010.
    Se ele emplacar a Dilma garante seu regresso no futuro.
    No meio tempo um cargo de presidente da camarilha vermelha seria bom?
    Claro que sim.
    Camisas vermelhas ele já tem diversas. O Chávez gosta de presentear o lula.
    Apoio nem se fala. Tem garantido.
    E não venham com a conversa mole que estou com teorias de conspirações. É tudo tão evidente que talvez só quem fume consegue ver através desta nebulosa cortina de fumaça.
    O Supremo vai voltar a funcionar.
    Primeiros caso a serem julgados incluem as denuncias contra o paloci já escalado para atuar na campanha da Dilma.
    Acham vocês que vai dar em algo alem de piza?
    Julgará também o assassino batistini que foi protegido pelo notório comunista tarso genro. Será devolvido?
    E porque deveríamos nos preocupar não é mesmo?Afinal o mais importante é falar de cigarros.
    Eu fumo, ele fuma, outros não fumam. Fumaça pra cá. Fumacinha pra La. Vamos fumaças. Que tal prender todo fumante e limpar o ar de uma vez. A alta poluição das indústrias e carros não mata. O que mata é a fumaça dos cigarros. Ai reside o grande problema.
    E de cigarro em cigarro salvaremos a nossa grande nação.
    Poderemos morrer de fome e de guerras, mas com o cigarro que causa câncer não.
    Abaixo ao cigarro e viva a nossa Nação.
    O Sarney não fuma.
    Nem o renam .
    Nem o paloci
    Muito menos o Zé Dirceu.
    Menos ainda o marco Aurélio.
    E umas bordoadas de meliantes também não fumam.
    Inclusive o lula que coloca charuto na boca para fazer pose e agradar o companheiro ( dele ) o Fidel.

    Sinceramente.Olhando os não fumantes acima eu fico ao lado dos que fumam.
    E o saudoso senador Mario Covas com o qual eu conversei um dia a respeito e só falamos de cigarros sabe do que eu estou falando.
    De câncer ele morreu.
    Mas nem em vida e muito menos na morte e até agora nunca foi chamado de ladrão.
    E nem eu.
    Licença.
    Vou fumar,

    Obrigado.

    Pacheco.

    O cigarro é uma merda e mata aos poucos.Evite fumar.

    😀

  250. Tene Cheba

    Agora, Gerald Thomas é foda mesmo, com um parágrafo apenas, e, desmonta todo o Ilustrada de duas páginas, sobre o tema, na primeira e terceira página do caderno, deste domingo. Joga tudo no chão, ator, teatro, cigarro, “teatrinho realista, que precisa de uma mesa, de uma cadeira, de um cigarro.”

  251. Cintia

    Sandritcha,

    Eu não quero uma sala especial pra mim, assim não tem graça!
    Eu quero fumar na platéia e receber e fazer chamadas no meu celular tudo ao mesmo tempo, juntinho de vc, do Tene, do Vamp… rs.

    Ou a lei é pra todos ou a falta de lei é pra todos. Não há meio termo, c’est la vie!
    No Brasil estamos prester a adotar a 2a. opção. Que na prática, na informalidade, já está acontecendo direto.

  252. Sandra

    E se um juiz, do alto de sua sabedoria, achar que o cigarro é importante para a peça, o teatro deixa de ser público?

  253. FRANCINY CHEQUER

    Será que não tinha coisas mais importantes, que o cigarro alheio, para se preocuparem, mas não eles precisam, fazer oba oba, para que não prestemos atenções em outras coisas, sabe ainda tem tanta coisa para se resolver , a educação e uma delas, mas não estam preocupados com o cigarro, sabem muitos aqui sabem que eu morei na Argentina mais precisamente na cidade de Rosario, e lá já existe está lei a muitos anos, mas em lugares fechados, aqueles cafés na rua são liberados, mas antes de fazerem essa lei, primeiro foram ver e investir em educação, foram melhorar as escolas, e lá elas ensinam que o vicio não e uma coisa boa, ensinam explicam, não proibem , jogam uma lei e fazem cumprir, primeiro vamos ensinar esclarecer, e depois sim colocar em pratica em forma de lei, mas vamos educar o povo primeiro, e depois sim dar a ele a liberdade para fumar ou não, e também com educação vem o respeito, o respeito pela lei imposta, e isso não e só ao cigarro, mas sim a tudo que se diz respeito ao país, mas infelizmente não e isso que acontece,

    mil beijos meu querido avô eu respeito o su vicio, mas se cuida, eu te adoro

  254. Heitor

    Ai, Meu Deus, que herói do teatro ele é. Ele vai peitar a lei anti-fumo. Nossa, que emoção, melhor só dirigindo um caminhão neste estradão do Maranhão.

  255. Heitor

    PS: a peça é paga com dinheiro público?

  256. Sandra

    Targino, pode acreditar que sentimos muito mais a presença de um viciado em álcool do que de um viciado em cigarro.

  257. concordo com a ideia da sandra , não sua aplicação . eu não me incomodaria em assistir uma peça que rolasse um baseado no palco . me importaria menos ainda se ele rolasse também na platéia .

  258. gthomas

    Sandrerrima: vc realmente nao se preocupa nem um pouquinho com role models e a tremenda influencia que eles possam ter sobre aqueles que os assistem?

    Pois nao acredito. Nao se trata de Fagundes aqui, mas do macro.

    A meninada da minha epoca embarcou FIRME em drogas pesadas porque era “legal’ se picar de heroina and such like things (apesar de proibidas – nao na Inglaterra, onde a farmacia Boots em Piccadilly fornecia a dose “legal” pros junkies registrados.

    Vc sabe quantos morreram? por falta de esclarecimento e peer pressure? Nem te conto.

    LOVE
    G

  259. OK Juliano.

    Cumpra-se a lei.
    Prenda-se o lula e a dilma que transgridem as leis fazendo comicios abertamente e as custas do nosso dinheiro.
    Como se leis não existissem.
    Vamos cumprir a lei?

    A lei?Oras a lei ( Getulio Vargas )

    Para fechar o congresso me bastam dois soldados e um cabo ( Janio Quadros ).

    Se ganhar leva. ( General Fiqueiredo )

    Juliano.

    Que frase mais se aproximou e cumpriu o que disse falando em leis?

    Juliano. GROW UP PLEASE.

    OBRIGADO

    UM FORTE ABRAÇO.

    😉 A LEI DO JULIANO SERÁ SELETIVA ?

  260. oi cintia ,
    “” Eu quero fumar na platéia e receber e fazer chamadas no meu celular tudo ao mesmo tempo, juntinho de vc, do Tene, do Vamp… rs. “”

    e peidar alto e cheiroso .

  261. Sandra

    Cintia, mas a situação não seria equivalente. Se todo mundo sabe que uma religião usa cigarro em seus rituais e que o Fagundes fuma no palco numa peça ADULTA e se isso incomoda, é só não ir a esses lugares.

    Mas não seria equivalente alguém ir à Igreja Católica e dizer: quero meu direito de fumar à vontade aqui,

    e alguém ir à … sei lá, acho que a Umbanda usa fumo nos seus rituais… (mas não juro) e dizer: quero que todo mundo pare de fumar aqui, porque não quero fumar por tabela?

  262. Cintia

    Só num país cafona e alienado como o Brasil é que em pleno séc. XXI acender um cigarro num palco vira ‘ato revolucionário’, benza Deus!
    E lá vai Zé Celso e Zé Manés desconhecidos atrás.

    Cortina de fumaça deve ter é por trás, aliás, pela frente, hehe, desse ‘ato político’ do Fagundes. Francamente, qual será o caso? Picuinha com o Serra? Alguma explicação mais satisfatória há de existir pra uma pataquada dessas, do que falar em nome de liberdade e Arte.

    Será que a classe artística não tem nada de mais importante pra reinvindicar junto ao governo do Estado de S. Paulo, não?

  263. Tene Cheba

    Bom gente, a prosa estava muito boa. Me sinto muito bem, em poder participar desse espaço tão diversificado, legal, que permite arejar com oxigênio e outros comburentes, minhas idéias, minhas terríveis divagações. O bom é que aqui ninguém fuma, bebe ou cheira, mas, estão lotados de segredinhos, brincadeirinha.
    Como já disse o Contrera, precisamos nos estabilizar, e isto é químico, depende da abundância ou carência de cada um, no meu caso, infelizmente, sou muito dependente de mim mesmo, evidente que isto não é nada bom. O lado frágil de toda rigidez.
    Não sei se é tchau. Tudo depende dos próximos cinco minutos.

  264. Sandra

    Gerald, acho que a chance de alguém começar a fumar aos… 16, 18 anos influenciada pelo Fagundes numa peça ADULTA é inversamente proporcional ao barulho que fazem com um cigarro que ele acende em cena.

  265. Sandra

    Cintia, só num país cafona e alienado como o Brasil um cigarro em cena é proibido, A NÃO SER que algum meritíssimo diga que ele é importante para aquela peça.

  266. Márcia

    02/08/2009 – 20:53 Enviado por: Pacheco.

    “…Falem de cigarros e eles estão se armando.
    Falem de fumantes e eles ganhando espaços…”

    O q vc sugere Pacheco? Q nos unamos contra os vermelhos? Q iniciemos aqui um movimento pra tirar Chavez, Evo, Correa, Lula, etc do poder? Eu topo, até morreria pela causa, mas queria a certeza que não viriam outros da mesma estirpe ocupar seus lugares.

    Eu tenho sim muito medo do q pode acontecer com a democracia na América do Sul, sei q eles não estão brincando, pra Venezuela virar uma ditadura completa falta isso ó. querem inclusive impedir q a Colombia acabe com as Farc, inventando essa reunião da Unasul, etc, etc etc.

    Mas deixar de falar de coisas q estão no nosso dia a dia pura e simplesmente, não muda nada, não deixa os vermelhos enfraquecidos.

  267. Cintia

    “e peidar alto e cheiroso .”

    Claudio,

    Cheiroso tb não tem graça!!
    Tem que ser daqueles tipo combustão de feijoada carioca com sarapatel baiano!! haaaa!

  268. Francyni.

    Beijão.

    Não fique preocupada.A baby me faz engolir xarope especial de agrião mel e sei la o que mais.
    Sou um viciado mas respeito o direito dos outros.
    Acho que devemos sim ter praticas que evitem dar maus exemplos aos jovens.
    Digo isto sempre para as crianças
    -Mas vo porque então o senhor fuma?
    -Porque eu sou um IDIOTA.E voce quer ser tambem?
    -Eu não.
    -Ótimo.Tome um bombom.Gostei da resposta.se um dia alquem te oferecer um cigarro na escola diga que voce nãp é um abestado.Combinado?
    -Sim senhor.

    Nem sei a quantos meninas eu já disse este dialogo em Caravelas .Belmonte nestes ultimos anos.E por onde passo tambem.
    Quanto a mim ,de saude e pulmão estou bem.

    Mas o Comandante Barroso que na reserva era o Supervisor maritimo da Wilson Soons aqui em Vitória e para surpresa edesgosto de todos que com ele conviviam morreu a dois anos
    Nunca fumou nem bebeu.
    Morreu de cancer.
    Pulmonar.

    Ninquem morre na vespera.
    E se tiver de morrer de desastre de avião a tal hora do dia X.
    Pode não embarcar e ir de trem.
    O avião cae na cabeça.

    A morte não manda avisa.
    Ela simplesmente vem.

    Fumando e não fumando também.

    😉 OU
    NÃO HEIN?

  269. Luciana

    Não vejo ato revolucionário em querer fumar em cena por causa da história.É somente um desejo do ator para tornar a peça realista.E os que estão aqui criando toda essa celeuma em torno deste assunot estão da mesmo modo igual ao ator, na minha visão.Enquanto assuntos mais importantes são deixados de lado, nisso concordo.Mas se o ator fumar em cena , não vai melhorar ou piorar tudo que está por aí.Como um monte de coisas mesmo que ocorram também não mudarão os problemas de ninguém.Só será uma perda de tempo enquanto poderiam pensar em melhorar os problemas mais urgentes na sociedade.E não se a pessoa fuma, se come ou faz sexo demais,se faz isso ou aquilo e o escambau. É mais uma peça em cartaz . Pessoas irão assistir, com ou sem cigarro.E isso também não irá aumentar o número de fumantes , penso.

  270. Sandra

    “diretamente proporcional”
    Desculpem a nossa falha.

    É a chance do Fagundes parar de fumar que é inversamente proporcional ao barulho que fazem com um cigarro que ele acende em cena sem o consentimento do juiz, que agora acumula a função de dramaturgo.

  271. Sandra

    Pacheco, fumar mata. Lentamente. Dolorosamente.
    Defendo seu direito de fazê-lo, mas gostaria que reconsiderasse. Você faria falta no blog.

  272. Cintia

    Sandritcha,

    Confessa, cê tomou uns birinights na hora do almoço né não? 😀
    Vc está discutindo uma falha da lei ou a lei?

    Pq pra mim, abrir qq brecha nessa lei já é uma falha. E eles deixaram essa brecha.
    Eu sou a favor de multas, festivais de multas pesadas, e cana, cana braba, pra bandido ou pra artista da Globo, não me interessa.

    Mas aqui no Brasil é assim, toda lei tem algum dispositivo, algum recurso a se lançar mão.
    Nunca se sabe qdo alguém importante vai se meter num rolo, não é verdade?
    É o cinismo travestido de ‘condescendência’.

  273. Luciana

    Bonito isso, Quem encontrou Deus não se sente solitário.É, sim, uma oportunidade de conhecê-lo melhor.Márcia, lindo isso que vc disse.

  274. Tene.

    Bonita sutileza e fina educação.
    Ausencia de cinco minutos.
    Regresso anunciado de antemão.
    Despejo de emergência
    E tempo de lavar a mão.
    Diriam em Catarina.
    Nosso querido irmão.
    Hei poeta!
    Cag ..um montão?

    Abraços amigo Tene.

    Estou treinando.

    😀

  275. Reinaldo Pedroso

    Cintia e claudio

    01/08/2009 – 11:52 Enviado por: claudio diet

    “caixa alta e baixa vem do tempo da linotipia , quando as palavras eram montadas com letras de chumbo , uma a uma ao lado da outra , em caixas . acho que é isso , já achei outra explicação :”

    Nada disso.

    “… caixa alta chama assim por que, na época do linotipo, as maíusculas ficavam numa prateleira mais alta que as minúsculas, a caixa baixa …”

    Com boa vontade dá pra aproveitar “prateleira mais alta”.

    01/08/2009 – 11:54 Enviado por: claudio diet

    “mais euma e definitivamente :

    Caixa alta? Caixa baixa? É que antigamente, quando se usavam linotipos e letrinhas em chumbo, as maiúsculas ficavam nas gavetas do alto, e as minúsculas, nas gavetas de baixo.”

    Igualmente com boa vontade, pode-se aproveitar “gavetas do alto” e “gavetas de baixo”.

    Na real, isso não interessa mais, ainda usa-se “caixa alta e caixa baixa”, ou para simplificar, “alta e/ou baixa” no vocabulário das gráficas e de alguns clientes. Maiúsculas e minúsculas pra todo mundo e pronto.

    “Mestre Pedroso!”

  276. vou contar uma estória de estudante de design jajá .

    antes quero lembrar que nem tem lei que impeça alguém de peidar .
    sandra , to ‘plasmo’ contigo … e se precisasse de uma briga de galos no palco , tinha que liberar ?

  277. Sandra

    Cintia, para falar a verdade dei uma bicada na taça de vinho do meu marido, e como não bebo (álcool), deu para o tico e o teco ficarem um pouco animados.

    Mas acho que, pelas brechas, se conhece muito da lei. Quando acham importante uma lei obrigando danceterias a ter bebedouros, pensando nos usuários de ecstazy, e querem proibir um ator usar um cigarro em cena, a menos que um juiz diga que pode, concluo que:

    -o Brasil não está nem aí com o jovem; Não se incomoda que ele se drogue, desde que ele não o faça com drogas caretas.
    -os legisladores acham que juízes podem nos ensinar a ser pais, mães, dramaturgos e eleitores, já que “a gente não sabemos nem escovar os dentes”.

  278. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 19:57 Enviado por: savtamimi

    02/08/2009 – 18:49 Enviado por: Douglas-SP

    “MULHER QUE FUMA EU NÃO COMO.
    ************************************
    HOMEM QUE FUMA :”EU” NÀOOO COMO!!”

    Mulher que fuma ou não, eu como.
    Homem que fuma ou não, eu não como.
    Reinaldo

  279. Cintia

    Nem vou falar sobre a questão da religião, pq eu acho, não posso afirmar, eu acho, que se a proibição atingisse locais de culto religioso seria inconstitucional, pq tem alguma coisa assim na Constituição, liberdade de cultos religiosos, e se o culto inclui umas baforadas… paciência.

  280. Luciana

    Márcia

    Também acho que o cigarro não é o melhor dos companheiros para se fugir da solidão para mim,exclusivamente.Os outros sabem o que fazem das suas vidas.Mas sei de muitos escritores e jornalistas que enquanto escrevem seus livros ou seus artigos não conseguem ficar sem um cigarro.
    E neste caso teriam que proibir o filme Casablanca onde o ator Humphrey Bogart fuma durante quase toda a filmagem, ou então filmes e fotos de Marlene Dietrich e outros atores e filmes.
    Mas Deus nestas horas é algo que nos conforta e nos alenta apesar de tudo e todos.Márcia, já que você tocou no assunto , O que é Deus para você….

  281. Sandra

    Claudio, mas se cigarro fosse comparável à rinha de galo, um juiz não poderia liberá-lo se achasse importante para a cena, no seu sapientíssimo julgamento.

  282. Reinaldo Pedroso

    A liberação do tabaco para cultos religiosos contempla também o teatro.
    Reinaldo

  283. Cintia.

    Aqui temos lei que pega e lei que não pega.
    O que vale pra branco não vale pra negro.
    Pobre e rico na mesma situação.
    Polittico advogado e ladrão tem de montão.
    Gente honesta é artigo sumido.
    Exceção do senador Doido varrido.
    Que fuma igual chaminé mas ainda fica em pé.
    Unico senador que nada manda.
    E vai apoiar o claudio.
    Que quer prefeiturar o Rio.
    O CLAUDIO QUER SER PREFEITO
    Virar IMPERFEITO.
    Sonhos de uma noite de Verão?
    De quem bem faz João Bobão?
    Eu apoio a intenção.
    O claudio merece ora se não.
    Já é um artista
    Do plastico e coisa e tal.
    Quer prefeito melhor
    Pra fazer carnaval?
    O samba em festa
    Muita animação
    E o Cristo olhando preocupado
    Para o tudo inesperado
    Precisava usar plastico do principio ao fim?
    claudio olhe a baia de Guanabara
    E tenha pena de MIM.

    🙂 Que negócio sem pé nem cabeça.Nem sei porque teclei isto Mas vai como está.

  284. Luciana

    Outro dia, finalmente, consegui ver o filme, Estranho no ninho,”One Flew over the Cuckoo’s Nest, de 1975, com Jack Nicholson, que estava excelente, até o final.Não sei se esse filme tem a ver com este artigo , de se fumar ou não em cena, mas acho que sim, este filme define muito bem certas atitudes que vivemos ,regras, e mais regras ,e o pior de tudo, muitas vezes absurdas.Acho que foi isso que o filme me fez refletir.

  285. Sandra

    Boa noite a todos! Beijos!

  286. Cintia.

    Já percebeu ou não?
    Tem outra Sandra entrando.
    E outra saindo.
    E a outra entra.
    E a nossa sai
    Ou a nossa sai e a outra entra?

    Tô fora. 😀

  287. tem um caso que virou um clássico do anedotário do departamento de artes da puc .

    um dia desceu de paraquedas em uma turma 1 ano mais adiantada que a minha , prestes a terminar o curso , a mulher , socialite , de um importante deputado , ou secretário de cultura , um político tipo segundo escalão ligado ao governo estadual da época (político até hj) .

    acho que ela cursou apenas 2 semestres porque se formou junto com a tal turma , naquele ano . eu fiz a maquete de seu projeto final , quer dizer , o projeto que as duas outras meninas fizeram e ela pegou carona .

    famosa pelas viagens a paris e pela consequente ausência nas classes , teve a fama aumentada numa aula de projeto gráfico . o professor mostrava alguns exemplos de capas de disco , talvez , em que os textos misturavam caixas altas e baixas , e as letras estavam diagramadas em diferentes corpos .

    madame levantou o braço , e disse : professor , o senhor poderia me explicar o que quer dizer , exatamente , com “corpo da letra” ?

    a gargalhada foi geral .
    corpo de uma letra é o tamanho da letra : a coisa mais básica de todo o currículo . o maior mico . enfim , conseguiu seu diploma , que deve estar emoldurado e pendurado em uma das suas muitas paredes . se for presa fica em cela especial .

  288. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 21:19 Enviado por: Cintia

    “e peidar alto e cheiroso .”

    “Claudio,

    Cheiroso tb não tem graça!!
    Tem que ser daqueles tipo combustão de feijoada carioca com sarapatel baiano!! haaaa!”

    Cintia e claudio
    Estatisticamente, em média, o ser humano “expele 19 flatos” por dia, inclusive a Gisele Bündchen.
    Multiplica isso por seis milhões e imagina o estrago desse metano na camada de ozônio.
    Mestre Pedroso!

  289. Luciana

    O fim do filme me deixou completamente aterrorizada, a lobotomia que fizeram no personagem principal.Ele , representando o rebelde, o que vai contra o sistema, acaba como…, crucificado, lobotomizado, um zumbi, um morto vivo.Triste o filme , muito triste o final, e no fim pensei, agradecendo a Deus por ter enviado tão genial ator, o Jack Nicholson…me emocionei vendo sua atuação.

  290. Cintia

    Pra mim essa coisa dos ‘role models’ faz sentido sim.
    Não numa relação direta Fagundes-adolescentes, mas numa idéia que se fica difundindo bestamente por pessoas de visibilidade.
    Antigamente fumar era glamouroso, depois o cigarro virou simplesmente vício. Qdo estamos chegando ao ponto ideal dessa conscientização, vem o povo de teatro e querendo ‘peitar’ uma lei, pega e associa cigarro a transgressão e arte, ou seja, um tipo de postura altamente atraente pros jovens. Isso é andar pra trás, é uma postura nociva, perniciosa.

  291. Márcia

    Luciana,

    Acho q esse não é o melhor espaço pra ficarmos trocando figurinhas sobre o q é ou significa Deus pra mim ou pra vc. Se quiser eu autorizo o moderador a enviar meu e-mail pra vc e aí podemos conversar a respeito.

  292. Maga Patalógica

    Enviado por: Cintia

    Pq eu tenho que desligar o meu celular dentro do teatro?

    Eu quero é berrar no meu celular!! E daí? E daí?!

    CINTIA,

    Vc já leu ou ouviu alguma coisa sobre o contrato social de

    ROUSSEAU ?

    O Contrato Social para Rousseau é um acordo entre indivíduos para se criar uma Sociedade, e só então um Estado, isto é, o
    Contrato é um Pacto de associação, não de submissão.
    Ceder à força constitui ato de necessidade, não de vontade; quando muito, ato de prudência.
    Fonte:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Do_contrato_social

    Sem a renúncia ao nosso ” gozo generalizado ” certamente a

    humanidade já teria se destruido ha muito tempo.

    ” A minha liberdade termina quando começa a do outro”,

    essa não é apenas uma frase clichê, ela sintetiza, na minha

    opinião, o conjunto de liberdades que a humanidade sempre buscou.

  293. Luciana

    Interessante este titulo, Cortina de Fumaça, não tinha me detido no título, agora que me dei conta, lembrou-me a guerra fria, depois da segunda guerra mundial , o que Churchil chamou de Cortina de Ferro.

  294. Cintia

    “Sem a renúncia ao nosso ” gozo generalizado ” certamente a
    humanidade já teria se destruido ha muito tempo.
    ” A minha liberdade termina quando começa a do outro”,
    essa não é apenas uma frase clichê, ela sintetiza, na minha
    opinião, o conjunto de liberdades que a humanidade sempre buscou.”

    Maga,

    Pois então, esse é justamente o meu ponto de vista.
    Eu não li Rousseau, mas pelo visto ele é um cara que tinha muito bom senso né!

    abraços!

  295. Sandra.

    Fumar não mata.

    A doença mata.
    Tiro mata.
    Assasino mata.
    Acidente mata.
    carcará mata e come.
    Tambem mata o bicho home
    Politico ladrão mata até por omissão.
    Tem até medico que mata por distração
    E o artista que morre e mata por interpretação?
    E a mulher que mata galinha pra fazer canjão.
    E os que matam porco pra assar leitão?
    Tanta coisa mata de montão.
    Mas fumar não mata não.
    Fumar é ato de reprovação.
    Costume idota de bobalhão
    O blog ja estava quando cheguei.
    Estará quando eu partir.
    Por enquanto sem pressa de ir.
    Vou me privar de amar?
    De beber, comer , cag….
    E…goz…depois relaxar?
    Coisa nenhuma eu vou fumar.
    E se ELE desejar
    Se realmente ordenar
    Morro aqui e agora.
    Basta o coração parar.
    Deixa-me aproveitar
    O pouco tempo a me restar.
    Começo a sentir falta de ar.
    Puxo um cigarro pra aliviar.
    Peço licença e vou fumar.
    E se der Tempo posso voltar.
    Ou então eu vou nanar.
    Não sem antes a todos saudar
    E um boa noite a desejar.
    Tambem para a Baby la no meu lar
    Envio um beijo e peça ao Boby
    Pra te guardar.
    Desculpe eu não pude telefonar.
    Esta estragado o meu celular.
    Tento de novo ao despertar.
    Agora eu saio sem vacilar.
    Com o coração querendo ficar.

    Fui 😀

  296. Cintia

    Sandríssima (pra variar um pouquinho, hehe) 21:45,

    Vc tem razão ao questionar a falta de coerência entre as leis, mas isso é oooutra estória. No meu entender, o tema mais importante pra gente aqui, agora, é a postura de um ou mais artistas diante de uma determinada, específica lei.

  297. Maga Patalógica

    Eu como bruxa tenho vontade de quebrar a vassoura na cabeça

    dos que fumam em restaurantes mesmo que abertos.

    Estraga o paladar de quem não fuma e ainda deixa a nossas

    roupas e cabelo em estado horrível.

  298. Notei uma frase ai por cima e gostaria de dizer o sequinte.

    Sinceramente eu acho qyue quem encontrou Deus se encontrou de fato ,Se encontrou de verdade mesmo.

    So pode ficar um maluco de verdade.

    Porque assim seria chamado e até internado tal a vemencia que teria e motraria quando saisse afirmando que fora O ESCOLHIDO.
    Seria rotulado de DOIDO E BEM VARRIDO.

    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah 😀

  299. Baby boa noite meu bem fuiiiiiiiiii 🙂

  300. Douglas-SP

    02/08/2009 – 21:48

    Enviado por: Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 19:57 Enviado por: savtamimi

    02/08/2009 – 18:49 Enviado por: Douglas-SP

    “MULHER QUE FUMA EU NÃO COMO.
    ************************************
    HOMEM QUE FUMA :”EU” NÀOOO COMO!!”

    Mulher que fuma ou não, eu como.
    Homem que fuma ou não, eu não como.
    Reinaldo

    *************************************
    Tá bom!!!! eu até posso comer mulher que fuma, mas sem beijo na boca de cinzeiro.

  301. Sou ex fumante ,daquelas que acordava de madrugada para fumar, um horror. Consegui parar e foi uma das minhas grandes vitorias na vida. E todo ex fumante vira duas vezes mais chato do que aquele que nunca fumou. Mas o fumante e sempre o coitadinho. Quando estava na Alemanha, e me pediram para sair da casa onde eu estava hospedada para fumar, num frio de rachar, nao acreditei. fiquei ofendida,coisa e tal. Mas, depois que parei de fumar,comecei a proibir que fumassem dentro da minha casa,do meu carro ! virei chata sim, obrigada. Lembram o que era viajar horas dentro de um aviao ao lado de um fumante inveterado? tem gente que nao respeita gravidas,criancas,pessoas com asma,problemas respiratorio.Sou a favor desta lei!
    e Pacheco, o super fofo deste blog, para de fumar!! voce consegue.

  302. Stelita

    aqui, gente, na real, eu tb concordo com a Luciana: Quando começa a proibir coisas banais preocupa…
    eu não acho que o tal cigarro que o Fagundes vai fumar (em cena, ele não tá na platéia) vai incomodar tanto não. Me preocupa essa coisa de rótulo associado à repressão. Se vc gosta de cigarro, é tabagista, se gosta de tomar um vinho, é alcoólatra, se gosta de chocolate, é chocólatra, ah, por favor, não somos vidrinhos na prateleira pra tanto rótulo, somos gente…. gente, ser humano, tem q ter bom senso, claro q a lei tem que ser cumprida, mas onde foi parar a tal da licença poética, ou isso não existe mais??? Eu tô desinformada? Não sou fumante mas acho uma loucura, uma radicalidade estigmatizar assim as pessoas. Espero q se tiver mesmo q um juiz decidir, ele tenha bom senso.

  303. Lilian.

    VENTILADOR NA LATERAL ! Pronto ! a fumaça não chega na platéia ! quanta complicação !!!! FAGUNDES, chama o Gerald pra dirigir sua peça meu caro…. ele coloca BASTANTE FUMAÇA AÌ !!!

    Gerald, SERÀ QUE VÃO PROIBIR SUA FUMAÇA TB ?

  304. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 23:23 Enviado por: Douglas-SP

    Douglas
    Falando sério, entre os motivos para eu amar uma mulher não está a condição de não fumante.
    Reinaldo

  305. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 22:02 Enviado por: claudio diet

    claudio
    Se essa tua colega não sabia o que é corpo da letra, certamente também não sabia como se obtém a medida que representa o corpo de uma letra.
    Reinaldo

  306. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 21:52 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    “A liberação do tabaco para cultos religiosos contempla também o teatro.”

    A liberação do tabaco para o teatro contempla também cultos religiosos.

    Reinaldo

  307. Reinaldo Pedroso

    Targino
    Ainda sobre relatividade, que das ciências exatas estendeu-se ao comportamento humano e circunstâncias.
    Nos Estados Unidos, por exemplo, homicídio é crime; no Iraque, por exemplo, não. Em ambos os casos, há a relativa atenuante da legítima defesa, claro.
    Reinaldo

  308. Cigarros e … (rs)

    “MI ARDI U OIO” com a dupla “VIRA E MEXE”

    Trata-se de uma divertidíssima paródia da música “We are the world”, dedicada aos tabagistas.

    – Tentei lhes passar o “video” mas não consegui. Recomendo, para começarmos de forma mais descontraída a semana que se inicia, tá? NO STRESS (esse daí “mata sem dó nem piedade”!)!!!

    Voces vão “morrer de rir”! Não percam! Procurem, por favor!

    Beijão!
    Susan

  309. Reinaldo Pedroso

    A minha liberdade começa onde termina a liberdade do outro.

  310. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 22:19 Enviado por: Maga Patalógica

    Maga
    Tipo os “Dez Mandamentos”, né?
    Reinaldo

  311. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 22:30 Enviado por: Cintia

    “Eu não li Rousseau, mas pelo visto ele é um cara que tinha muito bom senso né!”

    Sim, sim, além disso canta muito bem. O nome dele é parecido com o do Denis Carvalho. Como assim, “tinha”…?
    Reinaldo

  312. Reinaldo Pedroso

    A minha liberdade começa quando eu termino com a do outro.

  313. Estamos falando de liberdade individual. Estamos falando de saúde pública. O limite entre uma e outra é tênue? Existe limite natural, imposto? Medicina? Estado?

    Penso, ou melhor, “aprendi que” é “dever do Estado zelar pela Saúde Pública”.
    O Estado é, aí, a meu ver, no mínimo cumplice, co-responsável, porque permite a venda, a livre comercialização, desse produto nocivo à saúde pública. É uma “droga” lícita, legal, como tantas outras.

    Qualquer pessoa medianamente informada conhece os malefícios do hábito de fumar, mas o que estamos vendo é uma verdadeira “caça sem precedentes” aos fumantes, aqui em São Paulo. Fumódromos? Eliminados. Sob marquises ou toldos – proibido (diferentemente de Paris, por exemplo).

    Amanhã, tentarei expor meu ponto de vista sobre essa “cortina de fumaça”. Estou muito cansada e com sono (rs).

    Até … logo mais!
    BOM DIA!!!
    Susan

  314. Reinaldo Pedroso

    Essa lei do, desculpem, Serra proíbe também baseado? O cheirinho… é bom.
    Quááá!!!

  315. Reinaldo Pedroso

    Se em uma peça teatral o texto e o diretor consideram indispensável o máximo de realismo – por exemplo, em uma cena em que a personagem comete suicídio – o ator tem que matar-se.

  316. Reinaldo Pedroso

    03/08/2009 – 00:37 Enviado por: Reinaldo Pedroso
    02/08/2009 – 21:52 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    “A liberação do tabaco para cultos religiosos contempla também o teatro.”

    “A liberação do tabaco para o teatro contempla também cultos religiosos.”

    Quando escrevi isso, ainda não tinha lido o depoimento abaixo.

    “Rodolfo García Vázquez, diretor da peça “Justine”, que entra em cartaz no final do mês no Espaço Satyros, engrossa o coro: “Eu não sei qual a diferença entre ato religioso e artístico…”

    No caso do culto religioso e teatro, o Rodolfo não sabe a diferença porque não há.
    Reinaldo

  317. Reinaldo Pedroso

    Gerald
    Este título, “Cortina de Fumaça”, tem duplo sentido. O literal refere-se ao cigarro, o metafórico ao disfarce.
    Reinaldo

  318. Reinaldo Pedroso

    A minha liberdade termina onde o outro a cerceia.

  319. Reinaldo Pedroso

    Seguidamente me vem à lembrança o conceito de democracia do, desculpem, General Figueiredo: “- Quem for contra a democracia eu prendo e arrebento!”

    Também: “- Prefiro o cheiro dos cavalos ao cheiro do povo.”

    E mais, quando deixou a presidência: “- Me esqueçam!”

    Como disse ali no início, não consigo esquecer.
    Reinaldo

  320. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 21:19 Enviado por: Márcia

    “(…) Eu topo, até morreria pela causa, (…)”

    É força de expressão, né?

  321. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 21:51 Enviado por: Sandra

    “Claudio, mas se cigarro fosse comparável à rinha de galo,(..)”

    Absurdo, cigarros não brigam e ninguém fuma galo.

  322. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 19:40 Enviado por: Márcia

    “Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca como ninguem.”

    Márcia
    Em parte tens razão, para a Sandra, discutir é competição. Mas não ping-pong, é mais. É prazer quase sexual.
    Reinaldo

  323. Reinaldo Pedroso

    “É uma besteira esse teatrinho realista, que precisa de uma mesa, de uma cadeira, de um cigarro. O artista tem que transcender isso tudo.”

    Gerald
    Pra ti, teatro realista é besteira ou apenas teatro realista que precisa de uma mesa, de uma cadeira, de um cigarro?, estes “poucos elementos minimalistas”.
    Reinaldo

  324. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 23:23 Enviado por: Douglas-SP

    “Tá bom!!!! eu até posso comer mulher que fuma, mas sem beijo na boca de cinzeiro.”

    Douglas
    Tá, eu sei, não se beija só a boca. Mas nem naquela hora em que os sentidos enlouquecem?
    Reinaldo

  325. ROSE

    Fumar talvez acabe em câncer, mas suprimir direitos de cidadãos talvez acabe em ditadura, censura, e outras coisas de infeliz lembrança… Todos que estão aplaudindo essa famigerada lei precisam pensar que talvez vocês sejam os próximos a ter sua liberdade cerceada, a ser patrulhados, discriminados, desrespeitados, excluídos, dedurados, etc, etc. , a qualquer pretexto.
    A classe artística, que já viveu experiência desse tipo, deveria ser mais ‘ligada’, como o Fagundes.

  326. Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 22:06 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    “Multiplica isso por seis milhões e imagina o estrago desse metano na camada de ozônio.”

    Ora, “seis milhões”, isto é menor que a população de Itaquaquecetuba. Eu quis dizer seis bilhões, a população mundial.
    “Mestre Pedroso!”

    “Mestre Pedroso!”

  327. Bom dia.

    Falando em cigarros fumem um pouco disto:

    CURIOSIDADES DE UM PAiS DE LOUCOS

    ONDE SÓ CHAMAM DE LOUCO O RESPEITAVEL E HONESTO SENADOR DOIDO VARRIDO.

    Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automovel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata !

    Um ascensorista da Camara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa, do que um oficial da Forca Aerea que pilota um Mirage.

    Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda um regimento de blindados.

    Um diretor sem diretoria do Senado, cujo titulo so serve para justificar o salário, ganha o dobro de um professor universitá¡rio federal concursado , com mestrado, doutorado e prestigio internacional.

    Um assessor de 3 ni­vel de um deputado, que tambem tem esse ti­tulo para justificar seus ganhos, mas que nÃo passa de um “aspone” ou um mero estafeta de correspondencias, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundacão Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.

    PRECISAMOS URGENTEMENTE DE UM CHOQUE DE MORALIDADE, NOS TRES PODERES DA REPÚBLICA , ESTADOS E MUNICIPIOS, ACABANDO COM OS OPORTUNISMOS E CABIDES DE EMPREGO.

    OS RESULTADOS NÃO JUSTIFICAM O ATUAL NUMERO DE SENADORES, DEPUTADOS FEDERAIS, ESTADUAIS E VEREADORES.

    TEMOS QUE DAR FIM A ESSES “CURRAIS” ELEITORAIS,QUE TRANSFORMARAM O BRASIL NUMA OLIGARQUIA SEM ESCRUPULOS, ONDE OS NEGÓCIOS PUBLICOS SÃO GERIDOS PELA CORJA BRASILIENSE COSA NOSTRA
    O PAIS DO FUTURO JAMAIS CHEGARÃO A ELE SEM QUE HAJA RESPONSABILIDADE SOCIAL E COM OS GASTOS PUBLICOS.

    NÃO PERDEMOS A CAPACIDADE DE NOS INDIGNARMOS. POREM, O PIOR ÉACEITARMOS ESSAS COISAS, COMO SE TIVESSE QUE SER ASSIM MESMO,OU QUE NADA TEM MAIS JEITO.

    VALE A PENA TENTAR.

    PARTICIPE DESTE ATO DE REPULSA. REPASSE, NÃO SEJA OMISSO. NA EPOCA DO COLLOR A IMPRENSA SE MOVIMENTOU E DEU NO QUE DEU, HOJE A IMPRENSA É REFEM DO GOVERNO, POIS ESTÁ PENDURADA EM DIVIDAS DE IMPOSTOS E NÃO PODE REPETIR A DOSE.

    Deixe o Fumar para depois.

    Depois voce continua se matando usando cigarros.

    Importante agora é salvar o BRASIL

    OU NÃO HEIN ? 😀

  328. 03/08/2009 – 03:25

    Enviado por: Reinaldo Pedroso

    02/08/2009 – 19:40 Enviado por: Márcia

    “Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca como ninguem.”

    Márcia
    Em parte tens razão, para a Sandra, discutir é competição. Mas não ping-pong, é mais. É prazer quase sexual.
    Reinaldo

    Rerinaldo.

    Estas engrossando a fila dos que lem afobadamente.
    Confira.

    A Marcia não disse nada de ping pong.

    Quem disse fui eu.

    Obrigado.

    Pacheco.

    😉

  329. Heitor

    Francamente, lutar pelo direito de fumar na cara dos outros é como lutar pelo direito de jogar esgoto nos rios, e fazer 10 dB de barulho na orelha dos outros. Olha, eu sou fiscalizado por prefeitura, polícia, bandido, oprimido e todos querem me enquadrar e me calar. Agora vem este burguesinho de novela … Ah! francamente. Vai tomar no …

  330. juliano

    Engraçado eu fui um dos poucos que escreveu contra a lei anti-fumo no blog, por entender que era radical demais, mas não me falem para achar normal alguem dizer que não vai cumprir a lei. Pachecão a comparação com os politicos não procede, se não cumprirmos a lei a sociedade se desmancha. Ou você vai achar normal alguem furtar seu carro, seu patrimonio? Um erro não justifica o outro. A arte influencia sim a pessoas, Gerald tem toda razão, o cinema americano foi um dos responsaveis pela propagação do tabagismo no mundo. Tenho um amigo fumante que bem antes da lei sempre saiu do local aonde estava pra fumar, é uma questão de educação também, de incomodar com o próximo. Espero que quem esteja aplaudindo o não cumprimento d alei depois não venha com discurso moralista aqui, contra politicos, etc.

  331. Luciana

    O que a palavra Deus diz para mim, simboliza algo que não compreendo porinteiro, algo misterioso, de uma forma ou outra posso sentí-lo, de forma sutil, muitas vezes,efêmera, no silêncio dos meus pensamentos, quem sabe, apreciando uma paisagem também.Deus , uma palavra que me intriga e me inquieta, porque ela não consegue , para mim, conter algo tão imensurável e indefinível em meras palavras mortais como as minhas.Como podemos definir Deus, Deus simplesmente se define como Deus, algo tão pequeno e imenso que consegue ser definido somente por uma palavra,Deus.Mas o que é Deus para você, talvez você sinta de forma diferente que eu, espero que sim, Deus é só uma palavra, mas é infinito como são todos os seres viventes contidos na palavra vida.O meu Deus não tem que ser igual ao teu Deus, Quero um Deus só meu.Senti-lo com minha imaginação e sentimento , sem nenhuma interferência.Deus, enfim, quem és tu…

  332. Luciana

    A sociedade não se desintegrará se o ator fumar em cena, não vai mesmo.Ainda mais um simples cigarro, que não é simplesmente apologia ao fumo, e sim à patrulha , o cerceamento das liberdades individuais em nome do quê…pelo amor de Deus, o porque de um absurdo destes, um ator ser impedido de fumar em cena, um mísero cigarro, dentro de um contexto, não é um fato isolado, num hospital, num avião, num lugar fechado cheio de fumaça, não é isso.Será que não vêem isso,o ato simbólico contido neste simples cigarro…

  333. Juliano

    Concordo plenamente com tudo que vc disse.Procure ler meus comentários com mais atencão.

    Não faco aplogio do tabaco.
    Aconselho a não fumarem.
    É droga sem duvidas.
    Deixo sempre claro o :Facam o que eu digo e NÃO facam o que eu faco.
    E sempre mesmo antes desta lei eu respeitei o direito dos
    outros.

    Acho a lei oportuna.Deve sim ser obedecida.
    O que mais me incomoda é sentir que leis mais importantes são violadas e ficamos esperando por dias melhores.
    Ai ‘que a porca torce o rabo.
    Até quando.
    Estamos sendo sarneyados todos os dias e sempre engolindo o famoso:eu não sei de nada.
    TEM QUE SABER PORRA.
    ALEGAR QUE NÀO SABE O QUE DEVE SABER NÃO PODE SER ACEITO COMO DESCULPA ACEITAVEL.QUER SEJA DE UM LETRADO OU MESMO DE UM IGNORANTE

    QUEM NÀO SABE OBEDECER JAMAIS SABERÁ DAR ORDENS OU COMANDAR

    Abracos e muito obrigado.

    Da soma das nossas opiniões sempre sobra algo de bom desde que o procuremos.

    😉

  334. Luciana.

    Deus é voce quando o deixas entrar na tua vida.

    Parabens pelos teus comentários.

    Tão bons que são lidos e não comentados.

    Acho que os leitores simplesmente ficam sem respostas.

    Obrigado

    Pacheco.

    😉

  335. ezir

    Bom dia INÍCIO DE SEMANA AGOSTO,a todos e todas, especialmente ao Sr. Gerald THOMAS!!!

    Gostaria de contribuir p a discussão , depois de ter feito 1 CRÍTICA ao GRANDE ATOR BRASILEIRO , de TEATRO, TELEVISÃO E CINEMA, Sr. Antônio Fagundes, CONTRA TOTAL ao FUMO DO CIGARRO, e a ARROGÃNCIA E SOBERBA q acompanham A MAIORIA DOS FUMANTES, de POSTURA, em geral, de “REACIONÁRIOS” CONTRA quaisquer CONSELHOS DE UMA PESSOA BOA , de BOA FÉ E VONTADE.

    É VERDADE! …OS FUMANTES são , na maioria, AUTORITÁRIOS e taxativos , QUANDO NÃO SAEM “RETRUCANDO OU para A REVANCHE como numa LUTA DE RINGUE” , ou como 1 AUTORIDADE REPRESSORA….RECUSANDO a “RECONHECER” os DIREITOS de seu OUTRO PRÓXIMO , de BOAS INTENÇÕES E RAZÕES…indo de uma simples ‘VIRADA DE CABEÇA C AR DE PESSOA ARMADA E DURONA “RUDE” , até OFENSIVA contra a OUTRA q apenas LHE SOLICITA “Não FUMAR perto dela, pois tem problemas de estômago, respiratórios etc…”. OS FUMANTES são TÃO ARROGANTES E “MANDÕES” …de POSTURA E ATITUDE DE DITADORES , em muitos casos , q já ouvi amigas minhas dizer q estavam sentadas em RESTAURANTES como O “FASANO” …e chegou 1 EMPRESÁRIO “REI DE ALGUMA COISA AÍ” …o CARA já 1 SENHOR tipo CANASTRÃO , de companhias de GAROTAS , simplesmente POR SER “PODEROSO” ocupou sua MESA …e DES-RESPEITOU os outros frequentadores , DEU AS COSTAS ao PEDIDO DO MAITRE , no sentido de atender AO PEDIDO DOS OUTROS…e O MAITRE , por QUERER “FATURAR” do “TODO PODEROSO” , simplesmente DISPENSOU OS CLIENTES q RECLAMAVAM DOS CIGARROS e O COMPORTAMENTO “OSTENSIVO” do TAL FUMANTE PODEROSO.

    Este É O MAIOR PROBLEMA DO FUMO DE CIGARRO e quaisquer DROGAS , super SINTOMÁTICO da MAIORIA das PESSOAS q ESCOLHEM 1 OBJETO como “ARMA DE HOSTILIZAÇÃO “ …e de “AFIRMAÇÃO PERVERSA e REATIVA” diante de todos as OUTRAS PESSOAS , cidadãos LIVRES, e com os mesmos DIREITOS q O FUMANTE AUTORITÁRIO, HOSTILIZADOR de qualquer PESSOA AMIGA ou FAMILIAR ou em PÚBLICO.

    COM TODO O RESPEITO ao Sr. NOSSO MAIOR ATOR E , agora DIRETOR DE TEATRO ,um SIR , nosso ANT\ÕNIO FAGUNDES c uma SUPER E ÚNICA HISTORIOGRAFIA DE REALIZAÇÕES SEMPRE BEM SUCEDIDAS E…ENCANTADORAS…LENDÁRIAS em todos SEUS TRABALHOS ARTÍSTICOS …e suas MANIFESTAÇÕES em TODOS OS CAMPOS DAS POLÍTICAS DAS ARTES, do SETOR SOCIAL ARTÍSTICO-CULTURAL e de ENTRETENIMENTO no BRASIL.

    A PEÇA de TESTEMUNHA de um CASO DE MORTE POR FUMO é super OPORTUNA…HÁ FUMANTES que ADMITEM…COMEÇAM A SAIR DE SUA “ARROGÂNCIA como UM DITADOR DE MAUS HÁBITOS E VÍCIOS…e começam a RESPEITAR AS OPINIÕES DOS OUTROS que são CIENTÍFICAS, com BASE NA SAÚDE DAS VIDAS DAS PESSOAS E de NÓS , mesmos.

    Mas, a HISTÓRIA DA PEÇA é UM EXTREMOOOO…É O FIM DO MUNDO p A ARROGÃNCIA…E A TEIMOSIA de uma pessoa q ADQUIRIU UM MAL CRÔNICO …E SE “ARREPENDEU …TARDE…BABY!..TARDE DEMAIS…!!!

    Então , é UMA PEÇA IRÕNICA que não PRECISA CONTAR “A TRAGÉDIA” re-afirmando O MAL ou a TRAGÉDIA FUTURA …como SE O ULTRA-REALISMO da PEÇA fosse de UM ESCRITOR AUTOR ou 1 DIRETOR-ATOR sem-experiência NO GÊNEROS LITERÁRIOS q fiNcou a VISÃO DO REALISMO q HOJE, NA televisão VIROU um EXERCÍCIO DE “PERVERSIDADE.

    Esta semana LI q tem UMA ATRIZ q “está com medo de apanhar na rua “.QUE ISTO????

    Nosso MESTRE Gerald Thomas que, aliás ( deveMOS LEMBRAR BEM indo p seus SITES e NO UOL http://WWW.geraldthomas.com) Mr. Gerald THOMAS dirigiu este nosso outro MESTRE ANTÔNIO FAGUNDES , na 1ª ENCENAÇÃO DA PEÇA “Carmem com FILTRO 1” , super BEM SUCEDIDA , que TEVE 3 SÉRIES , na INAUGURAÇÃO NO BRASIL , com SR. ANTÔNIO FAGUNDES E A GRANDE ATRIZ E DIRETORA tbém BETE COELHO, em 1985 , justamente aqui em São PAULO city.

    Não sei porquê A FOLHA DE São PAULO também – aparentemente DESINFORMADAAAA, ao dar COBERTURA ao fato da PEÇA DE MESTRE ANTÔNIO FAGUNDES , e chega a SE REFERIR ao NOSSO GRANDE MESTRE DE TEATRO MUNDIAL , q LEVOU A MESMA PEÇA “CARMEM COM FILTRO 1” ,c O MESTRE ATOR ANTÔNIO FAGUNDES, dizendo “empreitadaaaa de RISCO” (?????!!!!).

    Por que a FOLHA DE SÃO PAULO não LÊ AS CARREIRAS DOS NOSSOS MESTRES DIRETOR E ATOR-DIRETOR , ambos SR. GERALD THOMAS q RECEBEU 03 “MOLIÉRES”…ATÉ PRÊMIO-meDALHA de VERMEIL da “ ACADEMIE FRANCAISE dês ARTS , SCIENCES ET LETTERS.

    Ou seja, ambos , FORAM LAUREADOS c VÁRIOS PRÊMIOS , nosso MESTRE GERALD THOMAS como DIRETOR TEATRAL BRASILEIRO, e mestre ATOR ANTÔNIO FAGUNDES ,prêmios REPETIDOS em várias mídias pelas NOVELAS e no TEATRO por seu “CIRANO DE BERGERAC” .

    Ambos c MOLIÉRES, sendo MR. THOMAS como O DIRETOR DE CIDADANIA “MISTA”mais LAUREADO c PRÊMIOS E MEDALHAS , por REALIZAR PEÇAS EM séries e turnês como “CARMEM COM FILTRO” justamente fazendo menção AO CIGARRO…uma PARÓDIA DESMISTIFICADORA da ÓPERA “CARMEM”(Bizet)…sobre e a RAIVA, A FÚRIA , O AUTORITARISMO OPRESSIVO q a GENTE ENFRENTA NA PELe , NAS SITUAÇÕES MAIS COTIDIANAS e simples do dia a dia , como ex.UM PEDIDO p UM FUMANTE ir FUMAR num LUGAR AREJADO…SAIR DE PERTO DE QUEM TEM PROBLEMAS DE SAÚDE.

    Temos CASOS DE PESSOAS Q MORRERAM por serem FUMANTES PASSIVOS , aliás as ESTATÍSTICAS aferem MAIS CASOS do que O ENFOCADO nesta PEÇA.

    Reconheço TODO O MÉRITO E VALOR de uma PEÇA q ME PARECE LEMBRAR ,muito instrutivamente, INFLUÊNCIAS de nosso PRÓPRIO GERALD THOMAS beckettiano , como NA ABORDAGEM Do MAL-ESTAR DA EXISTÊNCIA e O FIM DA VIDA como REFLEXÃO p a VIDA em suas 1ªs peças de INÍCIO DE SUA CARREIRA em 1984.

    Esta peça DE ANTÕNIO FAGUNDES lembra , principalmente a com O OUTRO MESTRE JULIAN BECK, do LIVING THEATRE, em sua ÚNICA E ÚLTIMA APRESENTAÇÃO em VIDA TERMINAL (não POR “FUMOS”)…NO TEATRO dirigido por MR. GERALD THOMAS, LA MAMA, NY, com a peça de 1985, “BECKETT TRILOGY (THEATER 1, THEATER 2, AND THAT TIME”.

    ALIÁS em 1985 , DEPOIS DE SUA ESTRÉIA NO TEATRO LA MAMA E depois BRASIL(1984),nosso MESTRE DIRETOR Gerald THOMAS encenou: “QUARTETT”, de Heiner Muller, “QUARTETT” versão BRASILEIRA c ATRIZ E ATOR CONSAGRADOS TÔNIA CARRERO e SÉRGIO BRITTTOOOOOOOOO, e…’CARMEM COM FILTRO 1” c nosso ATOR-MESTRE ANTÔNIO FAGUNDES!!!!!!!!!!!!…

    Além das INÚMERAS TURNÊS c ATORES E ATRIZES CONSAGRADOS e cantores como GAL COSTA pelo MUNDO INTEIRO, fazendo o TEATRO BRASILEIRO CONHECIDO MUNDIALMENTE, não pelos MEGA-SHOWS de CANTORAS E CANTORES DA MPB , finalmente ASSIMILADA lá FORA, mas por justamente TODAS AS PEÇAS DE TEATRO q SR. MESTRE Gerald THOMAS levou , EXPORTOU p O MUNDO , via sua TERRA DE ADOÇÃO , e AMOR …aqui , via O TEATRO BRASILEIRO GeraldTHOMASIANO!!!!

    Bem , pessoal, COMUNIDADE, CLÁUDIO ( a INTERNET-FORA DO AR, vou entrar LÁ NO G-DIET + tarde !!! )…

    …SR. Gerald THOMAS , como sempre O DEVER ME CHAMA. Desejo uma SUPER SEMANA PRIMEIRA DE AGOSTO AO SR. MESTRE nosso DO TEATRO BRASILEIRO , não por “TIETAGENS” ou “por SEX-APPEAL” ou …por TODAS SUAS QUALIDADES DE MESTRE TEATRAL NOVO, …

    De fato, TODOS LEITORES – Q se prezem -ADULTOS E SÉRIOS -têm q CONFERIR ATUALIZAR SUAS INFORMAÇÕES SOBRE A CARREIRA NOVA E DE VALORIZAÇÃO DO TEATRO BRASILEIRO q O SR. INCENTIVOU e sempre DEU TUDO p CONTINUAR transmitindo p ESSAS NOVAS GERAÇÕES.

    Mesmo c a TELEVISÃO, e AS VISÕES DE SOBERBA E RANÇO AUTORITARISTA q ainda insistem em ‘ATRAPALHAR” O DESENVOLVIMENTO CULTURAL E O RECONHECIMENTO de TANTAS PERSONALIDADES CONSAGRADAS E de boas RAZÕES – COMO nosso MESTRE-ATOR ANTÕNIO FAGUNDES- e O SR. Gerald THOMAS…

    …um SENHOR Sempre ALERTA E ATENTO a PRESERVAR A HISTÓRIA DO BEM-ESTAR e da CULTURA NOVA BRASILEIRA E MUNDIAL ente todos nós, PAULISTANOS, PAULISTAS, BRASILEIROS. Super Semana ao SR. E a todos COMENTARISTAS.
    Ezir Miriam de Paiva

  336. Luciano.

    Se um erro não justifica o outro no que concordo plenamente.
    Porque o lula vive se desculpando com os erros do FHC.
    Afinal ele já teve oito anos comandando e sempre com a mesma desculpa.
    Inclusive agora quando ostensivamente defende o sarneynto.
    este politicos com rarissimas excecões cagam e andam para o povo.Cuidam de seus interesses particulares sempre com aves rapineiras.
    Se julgam donos de tudo que existe no Brasil e partem e repartem o lucro entre eles deixando as contas nas costas de um povo sofrido.
    E na maior cara de pau posam de importantes quando na verdade são uns cagões de MERDA.
    Nem sei como eles olham para os seus filhos assim como não sei com os filhos deles podem se orgulhar dos pais que tem.
    A familia é o berco da Nacão.
    Com estas familias que nos dirigem estamos fudidos e mal pagos.
    Desculpe minhas palavras mas não tenho a finesse de um claudio e nem tive estudos suficientes para saber denominacões mais condizentes para evitar chocar os leitores.

    Faco o que posso e conto com boas vontades para que me entendam.
    Por isto que sempre agradeco ao encerrar com farei agora.
    E as carinhas que eu envio são porque eu gosto.
    Assim com gosto de fumar eu as farei e fumarei e só paro se me tirarem A LIBERDADE.
    Obrigado.
    😉 IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIi) Atencão isto significa um cigarro.Não confundir.

  337. Juliano.

    Propaganda pessoal.

    Eu comando dragas e rebocadores.Sou bom no que faco e procuro melhorar a cada dia.sempre estudando para me posicionar com os novos conhecimentos.

    para chegar aonde estou OBEDECI e cumpri todos os regulamentos que devia fazer.

    ME PREPAREI.

    PROBLEMA EU ENFRENTO E ASSUMO.

    não sou omisso.
    nào transfiro responsabilidades.
    se um meu comandado erra quem paga sou eu.
    um possivel erro de um tripulante atesta minha incopetencia para comandar caso eu me omita da minha funcao.
    quem pune sou eu assim com sou eu quem premia.
    tudo obedecendo as normas e regulamentos vigentes.
    E acredita sou e tenho morgulho de ser respeitado tanto pelos meus subordinados como pelos meu superiores.

    Por isto que sempre digo e afirmo:

    A VIDA É BELA.

    E voces aqui do blog me ajudam a senti-la cada dia melhor.

    Obrigado.

    😀

  338. Com licenca que eu agora sairei do escritório para pas… ops! Para fumar mais um.

    hahahahahahahahahahahahahahahah( quem riu agora foi o louco varrido )

    🙂

  339. Sandra

    Bom dia!
    Juliano, quem legisla deve ter um pouco de bom-senso para não propôr leis absurdas.

  340. 1. 03/08/2009 – 07:52 Enviado por: Heitor
    Francamente, lutar pelo direito de fumar na cara dos outros é como lutar pelo direito de jogar esgoto nos rios, e fazer 10 dB de barulho na orelha dos outros. Olha, eu sou fiscalizado por prefeitura, polícia, bandido, oprimido e todos querem me enquadrar e me calar. Agora vem este burguesinho de novela … Ah! francamente. Vai tomar no …

    Heitor.
    Tenha coragem.
    Complete a tua intenção demonstrada no comentário acima. Mande um trabalhador que é um artista tomar no cu.Assuma teus comentário e diga teu nome completo.Não seja somente mais um Heitor.
    É teu direito. Se você não gosta do Fagundes é teu problema.
    Eu gosto e admiro.
    Portanto saio defendendo-o.
    Se vc estivesse xingando o Cuoco eu nem ligaria porque já vi e ouvi o Cuoco maltratar uma simples atendente de despacho de bagagens em balcão de aeroporto.
    O cara demonstrou ser petulante e não respeitar as pessoas. Quando ele se afastou a moca até chorou.
    Triste para um senador Doido Varrido assistir.
    E o crápula ainda saiu sorrindo.
    Naquele momento ele destruiu o que antes para mim poderia ser um mito.
    Ao contrario do Waldick que respeitava e era gentil até com putas de zona as quais tratava com madames.
    EU VI E OUVI. EU ESTAVA PRESENTE.
    Obrigado.
    Pacheco.

  341. Sandra

    Ezir, quando uma pessoa chega num recinto para fumantes e manda o outro apagar o cigarro, não está sendo tão autoritária quanto alguém que impõe seu cigarro em lugares fechados não destinados a fumantes?

    Tudo bem, não há mais recintos para fumantes. Esse é o nível 2 do autoritarismo.

  342. Sandra

    O nível 3 é um cigarro poder ser usado em uma peça se o juiz achar que ele é importante para a cena.

  343. gthomas

    Bom dia a todos.

    Gostaria imensamente de pode participar da discussao, ja que esse eh um assunto pelo qual eu NUTRO sentimentos FORTES!!!!

    Mas, apesar de estar aqui no Sunshine State, estou a trabalho.

    E so poderei mesmo voltar depois.
    LOVE a todos
    G

  344. Cintia

    “quem legisla deve ter um pouco de bom-senso para não propôr leis absurdas.”

    Sandrita,

    E quem contesta deve ter um pouco de bom senso ao propor contestações.
    É via de mão dupla.

    “O nível 3 (do autoritarismo) é um cigarro poder ser usado em uma peça se o juiz achar que ele é importante para a cena.”

    Mas aí é que está. Isso não é autoritarismo, isso é como eu dizia ontem, isso é a BRECHA dessa lei.
    Brecha pra quê? Pra que um medalhão do Teatro possa sim fumar em cena, alguém com quem não seja conveniente a Justiça brigar; ou a brecha pra que alguém passe aquela boladinha pras mãos do juiz pra que ele libere. Sacou?
    O problema no Brasil não é mais autoritarismo, o problema é corrupção em toooodos os níveis, nas coisas mais bestas do nosso dia a dia.

  345. Silverio Cardoso Corrêa

    Há um mês atrás GT publicou um artigo aqui no blog condenando a censura.

    Agora nesse mesmo blog faz uma apologia a esta mesma censura.

    Mas é assim mesmo, todos nós temos nossos demonios e nossos anjos internos. Nossas contradições.

  346. Cintia

    Sandra,

    Vc já parou pra pensar que Fagundes & cia podem não estar sendo movidos por esses motivos simplesmente altruístas e libertários que eles alegam?
    Que eles podem estar sendo apenas arrogantes, egocêntricos e individualistas?
    Vc disse que conviveu com fumantes.
    Vc deve saber então que um fumante inveterado é capaz de atravessar uma nevasca ou o deserto do Saara por um cigarro…

  347. Sandra

    Gerald, por que não nos conta o que o levou a fumar?
    Quando tiver um tempinho, lógico.

    Posso reavaliar minha posição a partir de depoimentos assim, porque, até o momento, pela minha experiência, o Antonio Fagundes não levará uma única pessoa do seu público a fumar e nem matará nenhum fumante passivo de câncer.

  348. Cintia

    Querida Susan!!

    Eu citei Paris lá no iníciozinho, vc sabe dizer como ficaram as coisas por lá?

    grandes beijocas!!

  349. Sandra

    Cintia, um profissional da lei têm mais obrigação de ter essa noção.

  350. Sandra

    Saindo agora! Beijos!

  351. Ekran

    Na Folha de hoje:

    Fiscalização da lei antifumo já começa no primeiro minuto da sexta-feira para dar “susto”

    VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
    DA REPORTAGEM LOCAL

    No primeiro minuto do próximo dia 7, a fiscalização da legislação antifumo já vai “soltar os cachorros” nos fumantes paulistas.
    Nesta sexta, quando a proibição ao cigarro em ambientes coletivos de acesso público entrar em vigor no Estado, os 500 agentes da Vigilância Sanitária e do Procon vão às ruas numa operação coordenada para dar aquele susto inicial e mostrar, como quer a Secretaria da Saúde, que a lei vai pegar.

    “Estamos programando uma grande ação para o dia 7. Na verdade, para a madrugada. À meia-noite, acaba a história. No primeiro minuto, começa a valer a lei. Deve haver denúncias logo no começo e vamos soltar a blitz nas ruas”, afirma o secretário estadual da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

    No primeiro momento da fiscalização do dia 7, o site http://www.leiantifumo.sp.gov. br, que já está no ar, vai abrir um canal de denúncias on-line. E uma central telefônica (0800-771-3541), cuja combinação de dígitos inclui o número da lei estadual antifumo -13.541- vai entrar em funcionamento.

    A lei prevê que cinzeiros, bitucas e até mesmo a detecção de fumaça poluente nos locais, medida por sensores de monóxido de carbono, servirão de provas para aplicação de multas -que variam de R$ 792,50 a R$ 1.585-, ou para interdição por 48 horas ou 30 dias, em caso de reincidência.

    A partir da próxima sexta-feira, fumar em todo o Estado de São Paulo basicamente só será permitido ao ar livre, dentro de casa ou no próprio carro.

    Ficam extintos os fumódromos e as áreas de fumantes. E o cigarro não será mais tolerado em bares, boates e restaurantes, como é hoje.

    “A fiscalização vai se dar no dia posterior à denúncia, mas não na hora. O nosso intuito não é pegar o fumante. Mesmo porque não penalizamos o fumante, mas o estabelecimento. Se a denúncia for feita ao meio-dia, espero que, até a meia-noite, o local seja fiscalizado”, disse Barradas.

    Num dos pontos controversos da nova legislação, que determina o uso da força policial para os fumantes insistentes, a secretaria diz que o 190, a central de emergência da Polícia Militar, vai atender aos chamados de bares e restaurantes.

    Os policiais terão de levar o dono do estabelecimento e o fumante desobediente à delegacia para registrar um boletim de ocorrência, que também servirá de prova para aplicação de multa.
    “O 190 vai atender aos chamados do mesmo jeito que faz quando tem briga de trânsito, quando tem briga de marido e mulher. É uma ocorrência normal, e eles vão porque há alguém desrespeitando a lei. O fumante vai ser removido usando força policial. Não vai ser preso, mas vai ser levado à delegacia de polícia para registrar a ocorrência”, completa o secretário.

  352. Ekran

    E no Estadão…

    Maioria não pretende denunciar fumantes
    Pesquisa InformEstado revela ainda que 78,8% aprovam lei antifumo

    Fernanda Aranda e Luísa Alcalde

    Apesar de a lei antifumo ser aprovada por oito em cada dez paulistanos, mais da metade da população não quer ocupar o “posto” de denunciante do cigarro. Pesquisa InformEstado e Instituto GPP, realizada com 614 moradores da capital paulista, revela que 78,8% concordam, sem nenhuma restrição, com o cerco à fumaça. No entanto, 64,9% dos participantes afirmam que não pretendem denunciar os locais que permitirem fumar. A delação é tida pelo governo como principal arma para tentar driblar o número restrito de fiscais da legislação, que começarão a multar na sexta-feira.

    Para fiscalizar bares, restaurantes, casas noturnas, empresas, hotéis, pousadas, instituições públicas e até condomínios de todo o Estado – que pelas novas regras estão sujeitos a sanções, caso permitam o uso de qualquer produto fumígeno em ambiente fechados ou mesmo mantenham fumódromos -, o governo conta com 500 funcionários, entre vigilantes sanitários e agentes do Procon . A possível limitação do alcance da lei está no fato de que mais de 500 mil locais precisam ser inspecionados e existem 6 milhões de fumantes adultos em todo o Estado de São Paulo.

    Em outras ocasiões, o governo de José Serra (PSDB), autor do texto da lei, sustentou que a eficácia das blitze será garantida por meio da participação e das delações populares. A pesquisa InformEstado, entretanto, apontou certa fragilidade na participação efetiva da população – resistência muito maior entre o público fumante. Do universo estudado, 22,6% têm o hábito de fumar e, dessa parcela, 86,7% afirmaram que não vão fazer denúncias – ainda que 48,8% sejam totalmente a favor da lei. A não adesão às denúncias também ocorre entre não fumantes: 58,4%

    “O uso do cigarro em ambiente interno é culturalmente aceito há anos. Começamos a mudar isso só agora”, avalia o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, um dos responsáveis pela fiscalização. “Por isso, nesse primeiro momento, a intenção de denunciar não aparece. Acredito que, com a aplicação da lei e os donos de bares se engajando em preservar os estabelecimentos, as denúncias vão surgir”, afirma. “Fumar dentro do local será exceção. Vai chatear.” O secretário de Estado da Justiça, Luiz Antônio Marrey, diz que a “metade de fumantes que vai denunciar é suficiente para colaborar com a fiscalização”.

    “Não é da índole do brasileiro ficar dedurando normas de conduta alheias”, diz Percival Maricato, diretor jurídico da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), sem deixar de lamentar o que chama de “ênfase do dedurismo da lei”.

    Formando um time antitabagista, um grupo de cinco amigos frequentadores da noite paulistana aprova a lei, mas confirma não pensar em usar as ferramentas de denúncia (um 0800 ou o site). “Detesto voltar em casa cheirando cigarro, mas não vou ligar para denunciar”, palpita o administrador João Paulo Mingo, de 24 anos, estudante da FAAP, porta-voz da turma. “Com certeza, vou falar com o gerente da casa, mas não com o governo.”

    O fato de ainda não se colocarem como participantes da fiscalização da lei antifumo pode ser uma das razões por trás de outro índice detectado pelo InformEstado. A maioria entrevistada acredita que a lei vai pegar (55,1%), mas 53,6% acreditam que o governo não tem como fiscalizar.

    A estratégia traçada pelo governo é organizar blitze em qualquer hora do dia, incluindo fins de semana. A partir do dia 7, as multas serão aplicadas ao proprietário do local e não ao fumante (que não pode nem ser abordado pelos fiscais), no valor de R$ 792,50 a R$ 1.585 – com valor dobrado na reincidência. No terceiro flagrante, a pena é suspensão das atividades por 48 horas, o que se estende para 30 dias na quarta infração. Não será preciso a fiscalização pegar a pessoa fumando para aplicar multa. Indícios como bitucas e cinzeiros são suficientes.

  353. Ekran

    Me parece que temos uma aprovação tácita das novas leis, mas não explicita.

    E quem compra a briga pelos fumantes, corre o risco de tornar-se uma “minoria” conforme as estatisticas recentes de aprovação às novas leis anti-fumo.

    Quem fuma pagará mais caro 2 vezes: no preço do maço, cada vez mais caro e com o estigma de fumante, cada vez mais rotulado pela sociedade como “não saudavel” e como “ecologicamente insustentavel”.

  354. Reinaldo Pedroso

    03/08/2009 – 03:25 Enviado por: Reinaldo Pedroso
    02/08/2009 – 19:40 Enviado por: Márcia

    “Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca como ninguem.”

    Márcia
    Em parte tens razão, para a Sandra, discutir é competição. Mas não ping-pong, é mais. É prazer quase sexual.
    Reinaldo
    ______________________________________________

    03/08/2009 – 07:52 Enviado por: Pacheco

    “Rerinaldo.
    Estas engrossando a fila dos que lem afobadamente.
    Confira.
    A Marcia não disse nada de ping pong.
    Quem disse fui eu.
    Obrigado.
    Pacheco.”

    Pacheco
    Dá uma olhada aí em cima. Eu li, transcrevi e opinei sobre um trecho do comentário da Márcia. Não há referência nem destaque a outro autor.

    Pelo que estou entendendo agora, esse primeiro parágrafo aqui embaixo é teu.

    “Mas o assunto agora é venda e a Sandra é uma excelente jogadora de ping pong onde rebate todas,e saca como ninguem.”

    E esse segundo é da Márcia.

    “É Sr. Pacheco, acho q essa expressão traduz com + perfeição o espirito da coisa.”

    Devo ter passado batido pelo teu comentário do ping-pong, como geralmente faço com o que escreves.
    Reinaldo

  355. Cintia

    “um profissional da lei têm mais obrigação de ter essa noção.”

    Sandra,

    NÃO CONCORDO, absolutamente.
    BOM SENSO é coisa que TODOS devem buscar ter SEMPRE.
    Em TODOS os níveis de relacionamento, em TODAS e QUAISQUER profissões.
    Bom senso aliado
    a responsabilidade e
    comprometimento.
    Sem isso o mundo vira CAOS.

  356. Cintia

    “…o estigma de fumante, cada vez mais rotulado pela sociedade como “não saudavel” e como “ecologicamente insustentavel”.”

    Ekran,

    Isso não são ‘rótulos’, isso é a verdade, pura e simples.

  357. Daniela

    Desculpem mas sou individualista demais para não concordar com a lei.
    Detesto fumaça de cigarros, apesar de ser ex fumante, acho até que é por isso.
    Tenho duas filhas pequenas e detesto que fumem perto delas.
    Continuo a considerar o ato de fumar préhistórico e pedante.
    Lamentavelmente as pessoas são dependentes pois nos cigarros contém produtos que viciam já na primeira tragada.
    O cigarro faz mal sim, veja uma pessoa que fuma a 30 anos tem uma pele horrível! Ai sou vaidosa demais para aturar o fumo.
    Aqui em Israel qq maço de cigarros custa o equivalente a R$ 12,00 (doze reais do Brasil) além de tudo o habito é caro e em um ano é uma fortuna que a pessoa queima junto com a própria saúde, ou seja:
    FUMAR È UMA CAVALICE.
    Mas para fumantes inveterados esta discussão não tem menor sentido.
    Falei lá em cima que o ESTADO quer economizar dinheiro com saúde no futuro. E as pessoas insistem de que o Fafá (Antonio Fagundes) não vai convencer ninguém a fumar por ter assistido a uma peça de teatro.
    Pergunto aos fumantes todos do blog.
    PQ VC COMEÇOU A FUMAR? Seja sincero.
    Vai notar que foi por motivo tosco.
    Não ninguém precisa do exemplo de um global para fumar, as que ajuda ajuda, a imagem fica, e é um exemplo errado.
    O ator global de carreira de sucesso fumar cigarros durante a peça parece tão machão quanto o cawboy que faleceu de cancer da pripaganda do MALBORO.
    Deu para entender?
    Questão de ótica, semi-ótica.
    Outra pergunta, o Fafá disse que ninguém ta patrocinando a peça dele, será? Ou ele pode estar fechando com alguma marca poderosa de cigarros.
    E para quem falou dos charutos lá pra cima.
    Sim querido vem de CUba aviões particulares com charutos, e malas´, e olha só que engraçado, cheias de DÓLLARES!

    Gerald: quer calor pior do que o que estou vivendo em Israel em pleno mês de agosto??
    Afff Sarah!

  358. Cintia

    “A lei prevê que cinzeiros, bitucas e até mesmo a detecção de fumaça poluente nos locais, medida por sensores de monóxido de carbono, servirão de provas para aplicação de multas -que variam de R$ 792,50 a R$ 1.585-, ou para interdição por 48 horas ou 30 dias, em caso de reincidência.”

    Zooorra! Caraaaca!
    Ghost Busters!!!
    Fumantes, tremei!!! 😀

  359. ola todo mundo .

    as pessoa gosta meesmo de complicar . será que as pessoa não percebe que o cigarro acabou ? acabou . ACABOU .

    é um vício em extinção . EXTINÇÃO . FINIS . DAS ENDE .

    FAZER FUMAÇA É UMA ATITUDE ARROGANTE , DESEQUILIBRADA , E PIOR DE TUDO : CAFONA !

  360. Daniela

    Acabei de lembrar que morei em um prédio em SP que tinha uma sindíca bem no estilo da – DONA ALVARA (Toma lá dá cá) – ela estava em toda parte do condominio. E fumava que nem uma chaminé de trem, era uma coisa pavorosa, ela fumava no elevador, e eu grávida quando tinha que pegar elevador fechado com fumaçe de cigarro passava tão mal, vcs não podem imaginar o perrengue. Eu chorava sem querer.
    Detestava aquela senhorinha fumante cheia de cachorros, e que adorava uma encrenca, uma fofoca e entrar no apartamento das pessoas quando os donos não estavam lá, e ela entrava fumando!!!
    Cumulo da falta de BOM SENSO.
    credo.

  361. Silverio Cardoso Corrêa

    Caraca,

    então eu sou arrogante… desequibrado e cafona.

    E eu não sabia 😦

    E esta mania de alguns não fumantes de designarem adjetivos tão ruins aos fumantes, podemos chamar de que?

  362. Cintia

    Genteemm,

    Se esse post ficar ’em cartaz’ a semana inteira
    eu páro, juro que eu páro!!
    Essa discussão está produzindo remarkable effects
    na minha relação psicológica
    com o cigarro!!

    Taí, é uma sugestão que eu deixo ao Gerald.
    Estender o tempo desse post.
    Acho que seria uma boa forma de ajudar os fumantes, como eu, a abandonar este vício.

    Claudio,

    Desce mesmo o sarrafo! 😀
    CAFONA foi ótimo!
    Mais uma meia dúzia de adjetivos bem escolhidos assim e eu jogo a toalha!

  363. “” E esta mania de alguns não fumantes de designarem adjetivos tão ruins aos fumantes, podemos chamar de que?””

    Amizade , amor e respeito à vida , silvério .

  364. Sandra

    Cintia, pois está faltando bom-senso em nossas autoridades.

    Estão transformando o cigarro numa droga rebelde.

    Menos seria mais.

    Proibir coisas que não gosto, apesar de não me afetarem, é a melhor maneira do outro mostrar que meu gosto não é mais importante que o dele.

    Por exemplo: recintos para fumantes, bares ou restaurantes com uma placa na porta: aqui se é permitido fumar, peças de teatro ADULTAS com atores fumando em cena.

  365. G-diet na campanha .
    Cintia ,
    Por favor , Pare ! agora .
    Senhor Juiz , Pare ! agora .

    musiquinha mais adequada sô !

  366. Sandra

    Meu conselho aos fumantes é tentarem trocar de vício: usem ecstasy. O máximo que vão lhes dizer é para maneirar, usar meia dose,.. Mas terão até bebedouros garantidos por lei.
    Para que essa rebeldia sem sentido? Usem uma droga aceita pelo sistema.

  367. Sandra

    Renda-se a patrulha: troque seu cigarro careta por um de maconha.

  368. targinosilva

    O problema do fumante é que ele não tem bom senso.
    Acha que todo mundo é obrigado a respirar a sua fumaça.
    Não escolhe hora e local.
    Lembro-me de quando o meu filho nasceu.
    O berçário ficava no fim de um corredor.
    No corredor havia vários pais fumando.
    Quando a enfermeira abria a porta
    a fumaça entrava pra dentro do berçário.
    Fiquei dos pais e das crianças que nasciam fumando.
    Mais puto fiquei quando uma fotografa invadiu o quarto da
    minha mulher e disparou um flash na cara do meu filho.
    Tem pessoas que não tem a mínima consciência de nada.
    Na minha casa ninguém fuma, não tem cinzeiros.
    Quantas visitas insistiram em fumar dentro do meu apartamento.
    Criava um clima constrangedor.
    Puta que pariu!!!!!!. Que vicio filha da puta!!!!!.

  369. Sandra

    Cintia, PARE DE FUMAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  370. sandra vc viu o manhattan conection com o paulo francis debatendo liberação de drogas ??

    vou editar e por no G-diet .
    esse assunto sim merece uma semana ou mais .

    peça de teatro para fumantes agora é o mesmo que sessão de terapia de grupo do T.A , tabagistas anônimos . inscrevam-se .

    imagina só vc lá em cima do palco : “oi , meu nome é sandra . ” e as pessoa responde : ” oi , sandra “.

  371. targinosilva

    Ja não se faz mais professoras como antigamente.
    Que saudade da professorinha que me ensinou o be a ba…

  372. Sandra

    Targino, igualmente sem noção é alguém entrar num recinto PARA FUMANTES e pedir para apagarem os cigarros, reclamando que as pessoas não têm o direito de fazê-lo respirar fumaça.

    Já sei que esses recintos estão proibidos. Arbitrariedade que classifiquei como nível 2.

  373. targinosilva

    Tem umas mulheres aqui que me assustam.
    Eu ainda sou muito careta.

  374. Azul (PowerPuffGirl)

    Sandrinha, minha irmazinha verde !!
    Minha opiniao,.., nao tem uma causa que leve alguem a fumar , ou beber , ou se drogar.,,,. ou ou ou….

    Voce comeca a fazer e gosta….ou entao voce e aquela propagando maravilhosa linda (anos 70 / 80) aonde quem fuma , tem status , tem carro do ano , mulher / homens maravilhosas vidas *desejadas* por muito,…, da vontade voce comeca a fumar….

    Ou entao…ve aquele bolo de chocolatev …hum derretendo , delicioso,… cai de boca…um e pouco…e vai outro outro…

    Voce(a pessoa) ja tem o *crivo* por aquilo,…, ou o gen…do vicio…e acaba entrando numa sem ida sem fim !!!

    Fagundes , um cara bem sucedido,.., por muito dito como vencedor , gostosao…etc e tal…eh uma propaganda e tanto !!!
    Incentivo…..

    *************************

    Se fosse assim….nao se fariam pecas de morte , drogados…teria que matar em cena , teriam que se drogar em cena…

    ************************88888

    Porque filmes como do Cazuza , sao ruins…sao apologia a droga,…,

    ************************

    EU NUNCA FUMEI , e fui criada com mae e pai fumantes,….

    mas quanto menos *propagando* , menos divulgacao MELHOR !!!!

    Pois cabecas fracas estao sempre por ai !!!!

    ***************************

    Minha opiniao…arte e arte…nao precisa de *artificios*…..

    Sei la hoje eh segunda , depois finde de cao…acho que pirei !!!

  375. Sandra

    Claudio, eu não fumo.

  376. Sandra

    Ah Targino! Eu sou contra maconha e ecstasy. Sou uma rebelde.
    Só fui irônica.

  377. targinosilva

    Assim como o Maluf, com o cinto de segurança, o
    Serra, conquistou um espaço na midia.
    Toca um berrante que a boiada vai atraz.

  378. targinosilva

    Sandrinha.
    Ta perdoada.

  379. Sandra

    Sue, mas é uma peça para adultos. Qual é a chance de alguém começar a fumar por que viu Fagundes fazendo isso numa peça para adultos? Alguém tem um depoimento de uma situação semelhante?

  380. sandra desculpe então ..
    vc tem defendido tanto que achei …
    bom pra vc bom pra nos .

  381. comecei a fumar cigarro com 12 anos
    a coisa pegou aos 16 .
    e fumei até os 36 acho ..
    aí parei . simples assim .
    tenho 53 .

  382. ezir

    SANDRA, esta discussão é longa mesmo , e concordo c o SR. GERALD THOMAS, mas VOU TE DIZER UMA COISA:

    HÁ UMA PERCENTAGEM ABSOLUTA DE FUMANTES “RUDES E OFENSIVOS(OBNOXIOUS em inglês ) para quem a gente NÃO DAVA NEM UM TOSTÃO DE CHANCE DE CONVERSA.

    PRIMEIRO pq AGEM com uma CARRANCA , ou REAGEM com DENEGAÇÃO ( “EU sei. mas mesmo assim, o PROBLEMA É MEU ..NÃO SEU!!! ). Daí , já NOS DEPARAMOS COM UM REGIME DE “EXCEÇÃO” …ou REJEIÇÃO , mais LEVE. Ou um OLHAR DE SOBROLHO …de CIMA PRA BAIXO…q a gente se SENTE “NUMA FRONTEIRA DA FAIXA DE GAZA” …e NÃO HÁ CONVERSA: ELES SÃO como UMA PAREDÃO …são TIRANOS E SUMÁRIOS. Digo isso, por ter tido muitos VICIADÕES em minha FAMÍLIA.

    Chega uma hora q a GENTE torce pra PESSOA MOR-RERRRR!!! porque é a única SAÍDA . Parece q A VÍTIMA ou a PESSOA DE BOA-VONTADE se transforma EM “BRUXOS”. É Terrível! é COMO LIDAR c “delinQUENTES ” e, certos CASOS!!!Uma ENERGIA DE MIASMAS bem BAIXA RECEPÇÃO, CALOROSIDADE mesmo.

    É como se NÓS com O FUMANTE nos TRANSPORTÁSSEMOS p um LUGAR ESTÉRIL…SUJO DE GRAXAS …como aquela personagem do GEORGE LUCAS , no “guerra nas ESTRELAS” em q o MENINO consegue ser adotado de UM HOMEM-MOSCA ASQUEROSOOOO E MAL…ABJETO…OBTUSO…INTRANSIGENTE…E UMA PORTA DE AÇO DE FERRA …INTRANSPONÍVEL …SÓ na BASE DA MAGIA…E ENTREGANDO PRA DEUS …ou com a LEI, mesmo!!
    ……

    acho Q A GENTE tem q SER ADULTOS p INTERPRETAR AS LEIS e os ATOS DOS GOVERNOS : tudo q se COLOCA LEI , já É CENSURA!!!!….Parece q ESTAS PESSOAS estão tão TRAUMATIZADAS nas ARTES …q qualquer ATO já É CENSURA…E COMEÇAM C argumentos INSENSATOS….INCONSEQUENTES…OU fora de PROPÓSITOS…OU DESARRAZOADOS…ficar fazendo AS ASSOCIAÇÕES IMEDIATISTAS …POR uma QUESTÃO DE VIDA ou MORTE …de Saúde PÚBLICA ( O ESCAMBAL !!! )…É a saúde MINHA …de todas as PESSOAS HUMANAS que se IMPORTAM c suas VIDAS. A VIDA já tende p MORTE…se FORMOS insistir em ARGUMENTOS estéreis, OU REVERSÍVEIS só p gente “MARCAR POSIÇÃO ou BATER NO PEITO de seu EGO”…me parece MUITA PROVOCAÇÃO para NADA…DESGASTE desnecessário.

    SE TIVERMOS Q fazer MANIFESTOS À CENSURA , então vamos começar discutindo PORQUÊ FILMES DE PORNOGRAFIA os MAIS ABSURDOS estão aí NA REDE VIRTUAL …e TANTOS CASOS DE “DEBILIDADE MENTAL ” por “FALTA DE COMPANHIAA E DIÁLOGO entre as PESSOAS …parentes próximos PAIS E FILHOS MÃES E PAIS …ETC. VC concorda??????

    aCHO Q A ATRIZ MiKA LINS devia DOAR a GRANA q ela disse “q POSSO PAGAR A MULTA|” p quem está precisando de trabalho.

    COMO diz MR. GERALD THOMAS no post de “Amsterdam”, “há TANTOS ARTISTAS tentando SAIR DE SUA PELE” ,fazer ALGO MAIS CONSEQUENTE de retorno ao PÚBLICO e ao MUNDO.

    Acho q A ATITUDE ou REAÇÕES de todos citados é por conta DE SEUS NEGÓCIOS.

    Dái, VALE A PENA E ENDOSSO TUDO q O MESTRE-ATOR ANTÕNIO FAGUNDES lançar no campo DA FALTA …na verdade, DA ELITIZAÇÃO do PP governo FEDERAL q DÁ GRANA p PROJETOS ARTÍSTICOS c PARCEIRA C O empresas ARTÍSTICAS E cinematográficas GLOBAIS …e p aprovar PROJETOS PEQUENOS …ás vezes dá UMA NINHARIA.

    O ESTADO agora é UMA EMPRESA , ou a EMPRESA está cada vez mais alinhada AO ESTADO??? Quem deveria APOIAR de IMEDIATO as ARTES E A CULTURA ???…Bom, neste PONTO de CRÍTICA aos SUBSÍDIOS AO TEATRO …CONCOOORDDDO EM TUDO com o MESTRE-ATOR GRANDE ATOR Sr. ANTÕNIO FAGUNDES!!!… preciso IR agora …Super discussão A TODOS E TODAS …!!! Ezir Miriam

  383. Cintia

    Sandritcha, Claudio, Targino, Daniela,

    Obrigada. Todos os que me dizem ‘pare!’ ou me chamam de ‘horrorosa!’, rs, estão me ajudando. Falo sério.
    Podem continuar!
    Algo assim numa linha ‘masô’, rs, confesso, mas alguma hora, inevitavalmente isso fará efeito mesmo.

    Comecei a fumar aos 23 (considerado ‘tarde’), pq um amigo que fumava dizia que eu ‘segurava bonito’ o cigarro, com charme, elegância.
    Quis provar, óbvio, e ficava tonta. Gostei da sensação.
    Daí pra frente o vício se instalou, deixei de ficar tonta, mas como acontece com todo fumante, o cigarro passou a se adaptar bem a qq situação psicológica: alegria, tristeza, ansiedade, raiva, felicidade, etc etc etc.
    😦

  384. BRIGADAS SERRISTAS! ANAUÊ !!!! AVE SERRA!!!

    Vigilantes do fumo e de posturas , iremos incansavelmente vigiar e fazer com que sejam cumpridas as ordens de nosso imperad, digo, governador.
    O 1º a ser preso e levado para as masmor, digo, delegacia de postura a ser criada brevemente será este artista Antonio Fagundes, que estará ousando desafiar as ordens de nosso duce, digo, governador.
    EMOCRATICAMENTE será facultado a nossos membros decidir se iremos usar camisas pretas ou verdes. Mas a todos será exigido que se perfilem levantem os braços direitos e gritem com todas as forças que o pulmão permitir:

    ANAUÊ!!!! AVE SERRA!!!!!!

    È isso aí!!! Espero que este meu escracho sirva para que muitos abram os olhos!!! A História é excelente professora, nós é que somos alunos acomodados, preguiçosos e muitos, burros mesmo.

  385. OK Não fumantes.

    Voces venceram.

    Recolho todos xingamentos e ofensas e me retiro.

    Embora tenha sido sempre um fumante que respeitei os demais que não fumam
    Mesmo assim fui golpeado.
    Esculhambado
    E estigmatizado.

    Rendo-me as evidencias e saio do vosso convivio.
    Quem sabe o ar que brespirmos no blog fique mais limpo e purificado.
    Lamento não ter aqui mais meu espaco.

    Sairei de blog em blog até encontar algum que me permita ao menos dizer.

    EU FUMO SIM.
    E
    SALVE O BRASIL

    BUDA BARIU.

    Agradeco por não terem ofendido a minha Mãe pois ela apesar de fumante sempre dizia:

    -Zezinho fumar é muito feio.
    -Mas mas a senhora ta fumando!
    -Mas eu não preciso ficar mais bonita.
    -Nem eu maè,nem eu.

    Enquanto vivos nem o meu pai e tampouco a minha mãe me viram fumando.
    e se viram fizeram que não viram

    Senhores fumantes.

    Em Caravelas na minha modesta e humilde casinha a Baby não se importa que fumem.

    Desde que seja no quintal.

    Se tentarem acender um cigarro dentro de casa ela expulsa.

    eu sei.

    Ja fui expulso la e tambem em quarto de hotel.

    E voltando a vaca fria eu estarei fumando fora do blog.
    Voltarei quando abandonar o vicio.
    ou jamais.

    Caso eu morra neste meio tempo a Baby fara a devida comunicacão a todos.

    Adeus amigos não fumantes

    Aos fumantes eu digo até logo.Cada dia temos menos espaco no mundo e quem sabe em qual campo de concentracão nos jogarão um dia.
    Só espero que eles não pensem em camaras de gaz.

    Fiquem todos com Deus embora alguns adorem o Satanas.

    😀

  386. Cintia

    Claudio,

    Mais cafona que Wandeca impossível.
    Eu gosto dela… rs.

  387. Marcio M

    Gente, vcs preferem fumar SHELTON Melo ou Rodrigo MARLBORO ?
    🙂

  388. Glorinha

    alguma névoa repovoa o status de alguém
    que pensa não ser notado
    num vai e vem…fumaças e trocadilhos
    não estou certa de tantas certezas que leio
    estou certa de minha incerteza
    vazia, solene e cheia de pequenas névoas…
    sem causa, sem efeito…
    um certo centro quase inex_existente
    que causa?
    o eu ou o tu.. ou tu, eu, eles…
    quantas névoas ao amanhecer
    calados todos os efeitos, quando não se pode mais recorrer
    ficam apenas as recordações…
    mas isso é uma decisão pessoal, única
    é o que talvez se espera…
    []

  389. Glorinha

    Bom dia para todos!!!

    fumantes e não fumantes…

    [[]]abraços e um vento fresco que não saiu de uma geladeira….

  390. Cintia

    Qdo uma autoridade fala em ‘proibição’, está cumprindo um de seus papéis, visando o bem de todos.
    Qdo um artista fala em ‘transgressão’, tb está cumprindo um de seus papéis, visando o bem de todos.

    Mas se numa situação em que há consenso, ambos escolhem o mesmo objeto como alvo, isso é muuuito louco!

  391. Ekran

    Essa fiscalização será um caos…

    – – – – –
    03/08/09 – 12h49 – Atualizado em 03/08/09 – 12h59
    Lei antifumo poderá sofrer adaptações, diz secretário da Justiça

    Para Luiz Antônio Marrey, governo tem que ter ‘bom senso’ nas correções.
    Regulamentação entra em vigor na sexta-feira (7) em SP.

    O secretário estadual de Justiça e Cidadania, Luiz Antônio Marrey, afirmou na manhã desta segunda-feira (3) que a lei antifumo poderá sofrer adaptações para se adequar a algumas situações em São Paulo. Nesta segunda, o governo anunciou que o consumo de cigarros, quando parte da encenação, está liberado no palco de peças de teatro. A regulamentação entra em vigor na próxima sexta-feira (7)

    “Tem que prevalecer o bom senso. Se houver uma situação que exija adaptação, o governo tem que ter razoabilidade para fazer pequenas correções”, disse Marrey. “A realidade é muito rica e dinâmica”.

    Segundo o secretário, a liberação do fumo em cena foi uma exceção já tratada pelo governador José Serra há cerca de 45 dias. “Ele já tinha definido que em peça não estava proibido. Tem que fazer uma ponderação de valores. Nesse caso, na ponderação dos benefícios para a saúde pública com a liberdade artística, do ponto de vista da primeira, é irrelevante. Entendemos que não há prejuízo”, explicou ele, que ressaltou que são poucas as peças em que há o consumo de cigarro, e que a proibição ao fumo para o público foi mantida.

    De acordo com Marrey, as blitze para fiscalizar a lei antifumo serão iniciadas a 0h de sexta, e os comerciantes já estarão sujeitos às multas. “Notamos uma grande conscientização, um grande apoio, a maior parte dos comerciantes já está adaptado. Há dúvidas, mas todos estão sabendo da lei”, afirmou. “Pode haver problemas porque sempre há pequenos bolsões de resistência, alimentados pela indústria do fumo e por algumas pessoas que não se conformam”.

    O governo determinou que as multas iniciais aplicadas pelo Procon e pelo Centro de Vigilância Sanitária devem variar entre R$ 792,50 e R$ 1.585. Os responsáveis pelos estabelecimentos terão que fixar um aviso alertando os frequentadores do local sobre a regra. Este aviso deve seguir um modelo publicado no Diário Oficial.

    Localização

    Em entrevista ao SPTV, o secretário explicou que em bares e restaurantes com mesas na calçada só será permitido fumar na parte de fora caso haja uma vedação para a parte de dentro. “Se não há separação entre a área interna e externa, não pode. Na calçada só pode se tiver uma separação, como um muro, um vidro. Se for continuidade do restaurante e for aberto, não é permitido”.

    Entretanto, nas calçadas que não forem usadas pelos estabelecimentos, como em frente a lojas, por exemplos, o cigarro continuará permitido. “Não temos a pretensão de sermos perfeitos desde o início. Quem fumar na rua vai afetar os outros também. Mas estamos estabelecendo locais livres do fumo”, disse Marrey.

    http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1252766-5605,00-LEI+ANTIFUMO+PODERA+SOFRER+ADAPTACOES+DIZ+SECRETARIO+DA+JUSTICA.html

  392. Ekran

    vai ser uma paranoia a vida nos bares…
    – – – – –
    Lei antifumo faz comércio usar confisco e ‘olheiros’
    Publicado em 03/08/2009

    Comerciantes da capital vão usar a criatividade para evitar multas, que chegam a R$ 1.585, e risco de interdição do estabelecimento por até um mês a partir de sexta-feira, quando a lei antifumo começa a valer.

    Entre as medidas adotadas estão o “confisco” de maços de cigarro e aumento do número de seguranças, que também farão o papel de ‘olheiros’ em busca de fumantes.

    O medo se justifica porque a lei determina que não é necessário flagrar pessoas fumando. Basta achar cinzeiros sujos ou bitucas para que o estabelecimento seja autuado. Por conta disso, até os banheiros serão vistoriados periodicamente.

    A mobilização atinge bares, restaurantes e shoppings. Segundo a Folha de S.Paulo, a casa noturna D-Edge, na Barra Funda, vai confiscar os cigarros na entrada. Os maços serão devolvidos só na saída. Além disso, mais cinco vigilantes foram contratados.

    A lei também ressuscitou a prática adolescente de fumar escondido no banheiro. Os donos do Boteco São Bento, no Itaim, perceberam a estratégia e tiveram de dobrar o número de ‘olheiros’, de três para seis. Lá, quem quiser sair para fumar na calçada tem de pagar a conta antes.

    Pulseira Para evitar que fumantes saiam e não voltem para pagar a conta, o bar Z Carniceria adotou pulseiras de plástico. Quem fuma ganha uma na entrada e pode sair para dar suas baforadas na calçada. Mas só três clientes podem sair de cada vez. No shopping Continental, no Butantã, na quarta-feira todos os cinzeiros serão recolhidos

    http://www.destakjornal.com.br/readContent.aspx?id=13,42720

  393. Ekran

    Anti-fumo no twitter:
    http://twitter.com/leiantifumo

    e site oficial da lei anti-fumo:
    http://www.leiantifumo.sp.gov.br/

  394. Ekran

    já tem gente buscando brechas na nova lei…

    —————————————
    Cigarro eletrônico gera impasse na lei antifumo de São PauloTrazido por turistas, equipamento não é regulamentado no País
    Revista Epoca – REDAÇÃO – 20/07/2009 – 12:54

    Começa a chegar a São Paulo um equipamento chinês que promete causar polêmica com a lei antifumo que entra em vigor no mês de agosto. É o cigarro eletrônico. Com formato e tamanho idênticos ao de um cigarro normal, o equipamento de plástico não contém substâncias tóxicas, mas ainda não foi regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    O cigarro eletrônico simula o fumo convencional. A cada tragada, uma luz vermelha acende na ponta e imita a brasa do cigarro normal. Um pequeno reator no interior do equipamento produz fumaça composta por vapor d’água e aromatizada com sachês de chocolate ou menta. Após o uso, basta recarregá-lo na tomada. Segundo o site Smoking Everywhere, que comercializa o produto nos EUA, o dispositivo “oferece aos fumantes uma experiência similar ao fumo tradicional, mas sem fogo, chama, tabaco, monóxido de carbono, cinza, e o mau cheiro dos cigarros reais.” O site explica que o fumante pode adicionar pequenas doses de nicotina se desejar.

    De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Inventores (ANI), Carlos Mazzei, o produto foi concebido para pessoas que não conseguem abandonar o hábito de fumar. “O cigarro eletrônico não é para viciados em nicotina”, afirma o empresário que conheceu o produto nos EUA. Mazzei ainda garantiu que o aparelho é ideal para atores que precisam fumar em cena. O presidente contou que já realizou um teste em um shopping da capital paulista. “Quando mostrei o equipamento para o segurança, ele liberou na hora.”, disse

    Apesar dos argumentos do presidente da ANI, a assessoria de imprensa do Procom de São Paulo explicou que o produto não pode ser utilizado enquanto não for regulamentado pela Anvisa.
    Os fiscais da entidade foram instruídos a tratar o cigarro eletrônico como um produto fumígero. O órgão, que fiscaliza estabelecimentos da cidade em conjunto com a Vigilância Sanitária do município, aconselhou os proprietários a proibirem a utilização do dispositivo até que a Anvisa tome uma posição.

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária abriu uma consulta pública para discutir a proibição do aparelho. Até o dia 22 de julho, é possível apresentar críticas e sugestões relativas à proposta na página da agência.

    O site que comercializa o cigarro eletrônico nos EUA disponibilizou um vídeo sobre a utilização do produto

    http://revistaepocasp.globo.com/Revista/Epoca/SP/0,,EMI83053-15571,00-CIGARRO+ELETRONICO+GERA+IMPASSE+NA+LEI+ANTIFUMO+DE+SAO+PAULO.html

  395. Cintia

    Durante décadas e décadas o ato de fumar foi associado sim a artistas e intelectuais.
    Várias gerações cresceram embaladas por essa fantasia do cigarro “libertário”, transgressor, chic.
    Paciência, foram outros tempos.
    O que não tem cabimento agora é que isso perdure.
    É importante que os jovens artistas não propaguem essa idéia.
    E Fagundes, Zé Celso e cia fariam um grande favor se dando conta disso.

  396. Sandra

    Ezir, uma vez assisti a uma cena que me aterrorizou: um submarino russo afundou com jovens a bordo, uma autoridade deu uma desculpa esfarrapada, uma mãe começou a chorar e falar: vocês falam assim porque não têm nenhum filho lá.
    Ela não agrediu ninguém, e nem mesmo gritou. Mas algumas pessoas a agarraram e deram uma injeção com sedativos. A mulher desmaiou.
    Na nossa frágil democracia, há um limite muito tênue entre uma lei que nos protege de um vício e censura, e de censura e arbitrariedade, e de arbitrariedade e arbitrariedade sem controle.
    Meu pai morreu da forma como descrevi acima: mal respirava, até andar era um grande esforço, nem beber água podia. Os médicos nem proibiram o cigarro, porque uma crise de abstinência atenuada com calmantes seria tão fatal quanto ele. (Veja aqui, Cintia, que charme. Esse será seu futuro se não largar esse lixo.) Claro que é difícil falar no direito de alguém que amamos se matar, mas temos de pôr duas coisas na balança:

    – não quero que minha filha morra desse jeito;
    – não quero que minha filha morra por viver num país onde impera a arbitrariedade sem controle e onde as pessoas não possam nem mesmo chorar ou protestar por isso.

    Por isso penso: a chance de um adulto fumar por ver a peça do Fagundes ou por serem proibidos recintos para fumantes é maior ou menor que a chance de começarmos uma série de medidas arbitrárias no nosso país que acabá com toda nossa individualidade?

    Porque amanhã serão lanchonetes, café, religiões, informações,… Tudo o que alguém achar nocivo.

  397. Azul (PowerPuffGirl)

    Sandrinha , amor,
    ENTENDO seu ponto de vista,.., nao eh que a pessoa va comecar (ele tambem nao tem essa forca toda ne – risos)…mas eh *propaganda*….

    Vai eu chocolatra, estou numa abstinencia danada para controlar ,.., vou assistir a sei …Ana Maria *Brega* , ela faz uma daquelas receitas…de chocolate…hum, deliciosa,…se nao mudar de canal…pode ter certeza…na hora irei comprar o meu vicio e voltar a ele…

    Exemplo BOBO ,.., mas penso por ai !!!

    Se poder evitar porque nao????
    Ja pensou atores cheirando carreiras de cocaina em cena , por causa do personagem?
    Ou bebendo,…, ou comendo ceias enormes…devido a acao do personagem???

    Ops !! Gerald teria que ter posto *coco* (merda) de verdade no palco….

    Sei la…
    HOJE nao eh meu dia…. deixa para la vou sair!!

    Beijos Sandrinha te amo de paixao…beijos na Juju…

  398. Sandra

    Sue, mas já imaginou proibirem o programa da Ana Maria Braga, as padarias, lanchonetes,… por que fazem propaganda de chocolate?

  399. Ekran

    Acerca da compatibilidade da nova lei com a constituição.

    – – – – –
    Estado tem competência sobre saúde e meio ambiente

    Por Luís Renato Vedovato

    Artigo originalmente publicado no jornal Folha de S.Paulo, na edição deste sábado (11/4).

    O debate sobre a constitucionalidade do recém-aprovado PL 577/08 enfrenta fundamentalmente dois desafios que podem ser resumidos nos seguintes tópicos: a possibilidade de haver normas que limitam a assim chamada “liberdade” de fumar e a possibilidade de essa limitação ser implantada por norma estadual.

    Com relação ao primeiro, é necessário salientar que nenhum direito é absoluto. Desse modo, toda liberdade pode ser alvo de limitação. Daí se diz que a liberdade de um vai até o início da liberdade do próximo. A “liberdade” de fumar — entre aspas, por ser incompatível com um produto que causa dependência — se contrapõe ao direito à saúde, ao direito à integridade física e à vida daqueles que não fumam, mas que, por vários motivos, estão no mesmo recinto em que se encontram os fumantes.

    É caso de colisão do direito do fumante e do não fumante. Assim, pergunta-se: é possível limitar a liberdade do primeiro? A lei aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo encampa essa possibilidade, restringindo o uso do fumo.

    Como o caso envolve limitação de direitos, há que identificar se a limitação do fumo em locais fechados coletivos, públicos ou privados, é ou não constitucional. Para tanto, devem ser feitas as seguintes perguntas: a limitação alcança o objetivo desejado? É o único caminho? É proporcional?

    O objetivo da lei aprovada é diminuir a incidência de doenças pelo tabaco em fumantes e não fumantes. Então, é possível responder às questões acima afirmando que o objetivo é alcançado. No entanto, os contrários à lei podem dizer que a distribuição de máscaras contra gases poluentes a todos os não fumantes seria um outro caminho (as soluções de ventilação ou de isolamento não são eficazes, principalmente quando se analisa o trabalho dos garçons). Essa alternativa, porém, não seria proporcional, pois demandaria um dispêndio muito maior apenas para garantir que parte da população pudesse fumar. Tal fato leva à conclusão de que a limitação legal é a saída proporcional para o dilema, sendo possível a restrição do fumo.

    Parte-se para o segundo desafio. O Brasil, como se sabe, é uma Federação. Por conta disso, há divisão das competências entre os seus entes. Competências materiais, que se referem ao que cada um deve fazer, e legislativas, que definem sobre o que cada um deve legislar. O artigo 24 da Constituição Federal define a chamada competência legislativa concorrente própria, que determina que a União faz as normas gerais, e os Estados, as suplementares.

    No entanto, as áreas livres de tabaco, por envolverem questões de saúde e meio ambiente, identificadas nas competências materiais comuns (artigos 23, 196 e 225, CF) e nas legislativas concorrentes (artigo 24, CF), fazem parte da chamada competência legislativa concorrente imprópria (Araújo e Nunes Júnior). Essa competência decorre do princípio da legalidade administrativa: o estado só pode fazer o que for definido em lei.

    O estado tem a competência, e não pode deixar de exercê-la, sob pena de omissão. Assim agiu o Legislativo paulista. Explicando melhor, o estado membro da Federação tem, por determinação constitucional, a competência para proteger a saúde e o meio ambiente — e não pode deixar de fazê-lo. Vários doutrinadores defendem que tal competência se caracteriza pela inexistência de limites a cada um dos entes da Federação, isto é, cada um deles pode legislar de maneira integral sobre as mesmas matérias.

    Dessa maneira, resolvida a colisão de princípios, deve ser aplicada a norma que protege o resultado da ponderação, devendo ser enfatizados o meio ambiente e a saúde. Em outras palavras, se a Constituição determina que o Estado deve agir, resta-lhe apenas criar lei para tanto. Tal lei, como é o caso da lei paulista, eventualmente, poderá ser mais abrangente para proteger a saúde e o meio ambiente. Daí, totalmente constitucional a lei aprovada no último dia 7 de abril.

    http://www.conjur.com.br/2009-abr-11/proibir-fumo-estado-usa-competencia-saude-meio-ambiente

  400. Sandra

    A criança não vai se influenciar pelo Pai de Santo, mas o adulto vai, pelo Fagundes?

  401. Ekran

    Luís Renato Vedovato é advogado, mestre e doutorando em direito internacional pela USP, e consultor da Aliança de Controle do Tabagismo

  402. Cintia

    “Meu pai morreu da forma como descrevi acima: mal respirava, até andar era um grande esforço, nem beber água podia. Os médicos nem proibiram o cigarro, porque uma crise de abstinência atenuada com calmantes seria tão fatal quanto ele. (Veja aqui, Cintia, que charme. Esse será seu futuro se não largar esse lixo.)”

    Ai Sandrita, credo… é bem isso que eu estou precisando ouvir… obrigada.
    Ler um depoimento assim, de uma pessoa amiga, ainda que virtual, é muito mais efetivo do que as campanhas.

    beijos!

  403. Ekran

    Aliança de Controle do Tabagismo: http://actbr.org.br/

    A Aliança de Controle do Tabagismo é uma organização
    não-governamental voltada à promoção de ações para a
    diminuição do impacto sanitário, social, ambiental e econômico
    gerado pela produção, consumo e exposição à fumaça do
    tabaco. É composta por representantes da sociedade civil comprometidos com o controle da epidemia tabagística.

  404. Cintia

    Cadê a Ana Paula?
    Pelo que eu entendi, ela tb é fumante, mas
    preferiu se retirar da discussão.
    Pô Ana Paula, volta aê!!

    Bom, saindo…
    beijocas!

  405. “” COMO diz MR. GERALD THOMAS no post de “Amsterdam”, “há TANTOS ARTISTAS tentando SAIR DE SUA PELE” ,fazer ALGO MAIS CONSEQUENTE de retorno ao PÚBLICO e ao MUNDO. “”

    super bem lembrado ezir .
    as pessoa ainda confunde ator com personagem , quer o quê ? porque não criar personagens com uma postura mais edificante ? ninguém mais fuma nos seriados de tv americanos . e é tão estranho quando assisto algum episódio antigo , dos anos 70 ou 80 e tem alguém fumando …

    um fumante é um e.t. de um planeta mais atrasado .

    queria seu email .

  406. Sandra

    Ah! Enfim, um pouco de bom senso!

    Agora que temos garantido o justo direito individual: FAGUNDES, LARGUE ESSE LIXO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  407. Ekran

    acerca da “liberdade” de fumar.
    – – – – –
    Ambientes livres de fumo em São Paulo – Quando alhos se misturam com bugalhos

    Paula Johns, diretora-executiva da Aliança de Controle do Tabagismo

    Muito produtivo o debate sobre o Projeto de Lei 577/08 do governo do Estado de São Paulo. Aliás, o debate é sempre importante e, ao que tudo indica, no caso dos ambientes livres de fumo, vem prevalecendo o bom senso, apesar de várias manifestações feitas para a imprensa com o único intuito de polemizar e misturar alhos com bugalhos.

    É claro que pontos de vista diferentes são bem vindos e necessários para que a discussão se aprofunde. Mas, confesso que é frustrante observar que o debate sobre o mérito da questão
    se mistura com o ideológico.

    Hoje, há um consenso inequívoco na comunidade científica global com relação a duas afirmações: não há níveis seguros de exposição à poluição tabagística ambiental e não há sistema de ventilação que elimine os riscos do tabagismo passivo em áreas fechadas.

    No entanto, os opositores dos ambientes livres de fumo utilizam argumentos de liberdade individual, propõem soluções que não têm eficácia comprovada, negam as evidências relativas aos danos do tabagismo e interpretam a Constituição de forma em que o direito individual sesobrepõe ao direito coletivo à saúde.
    Esse sim é um argumento com um fundamento autoritário.

    Enquanto sociedade civil organizada somos defensores fervorosos da democracia, da diversidade, das liberdades individuais, do livre arbítrio, da justiça social, dos direitos humanos, da equidade de raça/etnia e gênero, de melhores condições de trabalho para os fumicultores no Brasil e no mundo. Não somos antitabagistas, somos avessas aos sistemas autoritários, as injustiças, ao racismo, ao fascismo, ao nazismo, ao machartismo e outros ‘ismos’ persecutórios.

    Entendemos que a ligação que se tenta fazer entre a proibição de fumar em locais onde se prejudica terceiros com cerceamento das liberdades individuais e autoritarismo é um enorme disparate.

    A aprovação do projeto de lei 577/08 representa uma enorme vitória da saúde pública que protege os interesses coletivos da sociedade e ameaça os interesses comercias dos fabricantes
    de cigarro. Não é necessário ser nenhum gênio em matemática para saber que, se milhares de fumantes reduzirem o número de cigarros fumados por dia, outros tantos deixarem de fumar e mais alguns milhares de jovens não forem estimulados à iniciação ao tabagismo nos ambientes de convívio social, isso se traduzirá em alguns bilhões de unidades de cigarro a menos
    vendidas por ano e alguns milhões a menos de lucros. Em resumo, é natural e esperado que empresas de capital aberto, que têm como obrigação gerar lucro para os seus acionistas,
    resistam a medidas com o potencial de reduzir seus lucros.

    Entretanto, o que é natural e esperado não necessariamente é ético. Sabemos que opinião não só se molda através do debate público e da disseminação de informações, mas também se compra através de pareceres, artigos de opinião, atividades de relações públicas, entre outras estratégias pagas por interesses comerciais.

    Não se trata de uma briga maniqueísta entre o bem e o mal ou de uma guerra entre radicais opostos e muito menos entre fumantes e não fumantes. Trata-se de não tratar como natural um comportamento historicamente construído e datado e financiado por um negócio bilionário.

    Em tempo, uma das maiores satisfações com a aprovação dessa lei é lembrar que centenas de milhares de trabalhadores paulistas poderão finalmente ter o seu direito de trabalhar num
    ambiente saudável preservado. Enquanto isso, os fumantes são livres para exercer seu direito de fumar sem ultrapassar o direito do outro.

    http://www.actbr.org.br/uploads/conteudo/230_paula_alhos_com_bugalhos.pdf

  408. Sou a favor do consumo de cigarro em qualquer lugar ventilado e com espaço reservado.

    O cigarro dá milhões de empregos nas plantações de tabaco e em hospitais.
    🙂

  409. cintia , vc viu a Wandeca no G-diet ?
    viu o namorado da bete davis acendendo romanticamente 2 CIGARROS AO MESMO TEMPO para fumarem juntos já que não podiam fazer outra coisa ?

    ekran ,
    não me leve a mal
    vc parece o diário oficial .
    seus assuntos são sempre tão legais …

  410. Zeca

    Cape Cod. Fim das terras. Finistère. Ou (e é a mesma coisa) o nascimento, o começo, o lugar onde há quatro séculos, os 102 pelegrinos (cães inclusive) do MAYFLOWER atracaram. E hoje, a duas horas de carro de Boston, essas casas de boneca, essas galerias de arte bon marché, essas lojas de artigos de pesca cujas fachadas de madeira pintada estão carcomidas pelo sal e a neve, enfim, esse balneário tipicamente pequeno-burguês se transformou no decorrer dos anos numa cidade GAY.

    Andando pelas praias de Provincetown penso em Norman Mailer. Que diabos o enfant terrible do Brooklyn, o nova-yorkino de coração e vontade, o machão que se casou seis vezes, o homem que, segundo a feminista Kate Millet, representava a quintessência do “porco heterossexual e machista”, por que esse homem decidiu passar seus últimos anos de vida nessa cidade provinciana de 4 mil habitantes, majoritariamente homossexual, cuja contribuição à cultura se dá por um festival que elege o corpo mais bonito ou pela semana dos adeptos do couro ou por um colóquio sobre os problemas enfrentados por casais masculinos que resolveram adotar crianças? (quem me disse isso foi o belo garçon de um falso restaurante de pescadores).

    Norman Mailer fugiu de NYC em busca de paz. E a encontrou aqui, mais precisamente na Commercial Road até sua morte, em 2007. Ele até escreveu um romance estranhíssimo que se passa em Cape Cod e cujo personagem principal é gay: TOUGH GUYS DON’T DANCE (1984).

    Norman Mailer veio atrás de solidão e silêncio. O autor de OS NUS E OS MORTOS se exilou em seu próprio país. Infelizmente não vimos, como ele mesmo disse alguns meses antes de morrer, seu livro mais ousado: CAPE COD.

    Ontem dois assuntos tomaram conta das mesas dos restaurantes, bares, terraços e areias da cidade: o doido varrido vestido de preto que entrou num clube gay de Tel Aviv e saiu atirando em todo mundo. Rsultado: 2 mortos, 12 feridos e ordem para que todos os clubes, bares, restaurantes e hotéis GAY FRIENDLY da cidade fechassem suas portas.

    No mesmo dia, só que em Jerusalém Leste, os canais de notícia mostraram pro mundo todo a expulsão de palestinos de suas próprias casas. Coisa normal naquela região, se não fosse o fato das imagens mostrarem judeus ortodoxos OCUPANDO (sinônimo de INVADINDO) as casas (desocupadas a base de pauladas) como se ninguém estivesse vendo. Antes Israel era mais cauteloso e discreto. Agora o APARTHEID é ESCANCARADO.

    Alguns definem sua identidade em relação àqueles que exclui. Outros definem sua identidade em relação àqueles que inclui.

    Prefiro o segundo grupo.

  411. sol - sampa

    Eu quero decidir se vou ao teatro com cena de cigarro. Eu não quero que o governador me trate como filhinha caçula de personagem Rodriguiniano. Não estou gostando nada, nada dos altíssimos índices de mortes por bala perdida, assaltos, violência generalizada e gripe. Isto sim responsabilidade do governoPô faça-me o favor concientizar tah ótis(como diria Adoniran) mas EUZINHA aqui é que escolho.No teatro ninguem meta o bedelho pelamordedeus que aí eu não aguento.Governo é prá gerir o dinheiro de nossos impostos/bolsos/trabalho/suor de forma a trazer Benefício para nossa sociedade .Que se metam o mínimo possível em decisões pessoais do cidadão. Serra tem que se preocupar com os adolecentes que estão indo armados para a escolas públicas.Com as gangues que ameaçam os educadores, mal pagos e mal preparados que são repito pagos com o nosso dinheiro e como sempre mal ,muito mal mesmo, gerido pelos governantes que eu sou OBRIGADA a eleger independentemente de haver ou não UM sequer que esteja ao meu contento. A opção pela vida pública implica sim em desapego ao pessoal, por algo maior pela sociedade e não essa maluquice de corrupção ativa/passiva numa competição quem rouba mais sem punição na cara de pau. Estou muito mais preocupada com os Bilhões que se foram pelo Tiete abaixo e nada de parar de jogar esgoto sem tratamento nos rios. Saúde se tem com ESGOTO tratado isto sim é responsablidade do governo.ESGOTO E EDUCAÇÃO . e da minha liberdade eu faço o que eu quero com ela. te amo Gerald . ninguem viu o filme que eu indiquei.. o HOME..?

  412. meninas , vcs viram o GATO do fernando alves pinto no comercial do free no G-diet ? .

    é de deixar Maluquinho

  413. Sandra

    As entidades contra o fumo deveriam proteger o direito dos não-fumantes não fumarem por tabela, mas proibir fumódromos extrapola esse direito.

    Se um bar colocar um aviso na entrada: Fumo autorizado nesse recinto – você só fuma por tabela se entrar ali.

    Claro que isso não vale para um hospital, escola, elevador,…

  414. outra coisa :
    as pesssoa não É fumante . como se é branco , amarelo ou negro . não se nasce fumante .

    as pessoa ESTÃO fumante . não se depreciem , mais ainda , amigos escravos deste vicio idiota . assinem sua alforria . não procurem desculpas . tipo aceitar deus ou não . sem meio termo . cigarro é deus ? é pessoa ? ou é o demo ?

    livre-se do arbítrio , pessoa fumante . saia deste corpo , JÁ !

  415. Sandra

    E é claro que a Cintia não entrará nesses ambientes por livre-vontade, já que ela está determinada a parar com esse vício.

  416. Daniela

    Imagine no teatro reproduzirem o cheiro do esgoto de uma favelona qualquer só para trazer a tona o realismo???
    Hahhahahahha
    Isso ninguém quer né?!!!

    Cintia Cherie;

    Mande o cigarro as favas, deixe-o no passado, reinvente-se, seja mais vc.
    Vai ver que vai se sentir, muito melhor, vai respirar melhor, será mais sociável, mais saudável.
    è legal ser saudável.
    Vou dar 6 adjetivos porretas para te convencer a parar de fumar:
    1. Cigarro custa caro.
    2. É um habito que remonta de tribos, coisa do passado, provavelmente existe, vem de antes da época da escrita. Credo!
    3. Não é mais chic fumar, é completamente OUT. Ou seja quem fuma esta fora da moda.
    4. Fumar é atitude de quem não tem atitude para abandonar o hábito.
    5. Fede, a tosse é horripilante, a cor da pessoa fica meio azeitonada cor de IML, a voz fica parecida com a do Dart Vader, provoca cancer entre outras doenças.
    6. O cigarro te torna DEPENDENTE.
    Quer motivo maior do que vc uma pessoa tão inteligente ser dependente de uma porcaria como o cigarro???

    PS a todos:
    Acertei todos que tiveram coragem de responder responderam que realmente começaram a fumar na adolecencia por otivo banal, ou seja sem motivo que importasse e trouxe o vício para vida adulta. Ainda houve quem ouviu que achavam bonito o jeito de segurar o cigarro. Outras épocas.
    è pra frente que se anda meu povo. Vamos olhar para frente evoluir e nos desfazer de vícios habitos e dependencias e nos declarar de fato pessoas livres.
    E tenho dito! 😉

    Chero cheroso!
    DG

  417. Sandra

    Claudio(14:09), ARRASOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOU!!!!!!

    Estou pegando mais leve porque parece que o Serra viu a luz e entendeu que o cigarro em cena é liberdade artística.

  418. Daniela

    Hilário:

    03/08/2009 – 13:56

    Enviado por: Alfred E. Newman

    Sou a favor do consumo de cigarro em qualquer lugar ventilado e com espaço reservado.

    O cigarro dá milhões de empregos nas plantações de tabaco e em hospitais.

    🙂 🙂 🙂 🙂

  419. Heitor

    Artista não é trabalhador, Pacheco, é um nível acima, é um conscientizador, lutador, alguém que se sacrifica pela arte, vive para ela. E quem sou eu para definir o que é um artista? Um bom pedreiro tem seu lugar na arte de fazer bem feito, mas um artista deve fazer muito mais do que bem feito, deve ser O Feito. Lugar de trabalhador não é no teatro.

  420. Quase - Ana Paula

    Cíntia,

    Um abração pra você e fala pra Sandra que o Nobel da Resistência vai só pra ela. Vejo você no próximo post. Estou por aqui torcendo.
    Não vou me pronunciar, como já havia dito, senão vou descer do salto e bater com muita força em gente que já teve AVC e acho isso por deveras covarde.

    Beijos.
    (Vamp, Sandra, Sue, Pacheco, meninas & meninos, saudades).

  421. Sandra

    Apesar de apoiar totalmente o direito do Antonio Fagundes fumar em cena, na sua peça ADULTA, gostaria que ele parasse com esse lixo e pudesse nos brindar com sua arte por muitos e muitos anos, em vez de vê-lo morrer precocemente, mal conseguindo respirar ou andar, com uma cota de água restrita a um copo por dia.

  422. Heitor

    Fagundes não tem mais o que peitar, mudaram a lei.

  423. Daniela

    Cintia, pelo amor de God, não é pq arregaram e voltaram atras que vc vai fazr o mesmo.
    O ato de fumar continua a ser ridiculo, com lei ou se lei.
    Bj.
    Dani

  424. O Vampiro de Curitiba

    Governador Serra frequenta o Blog do Gerald e aceita argumentos do Vamp:

    Governo de SP flexibiliza lei e permite fumo em cena, nos teatros
    03/08 – 13:54 – Mauricio Stycer

    IVinte e quatro horas depois de o ator Antonio Fagundes anunciar na primeira página da “Folha de S.Paulo” que iria “peitar a lei”, o governo do Estado de São Paulo anunciou uma flexibilização da legislação antifumo, que entra em vigor no próximo dia 7, autorizando atores a fumarem em cena, durante um espetáculo teatral.

    ‘Fumômetro’ regressivo é instalado no Instituto do Câncer
    Maioria não pretende denunciar fumantes, diz pesquisa
    Entenda o que muda para os fumantes com a nova lei antifumo

    Ag News

    Antônio Fagundes
    Fagundes estreia em São Paulo, no próximo dia 20, o monólogo “Restos”, de Neil Labute, no qual interpreta um fumante, doente, às voltas com a morte da mulher, de câncer. “Guardem seus panfletos ou qualquer outra merda sobre o assunto, ok? A vida é minha, pelo menos o que resta dela”, diz o texto da peça, reproduzido pela “Folha”.

    Segundo a Secretaria de Justiça do Estado, a medida já vinha sendo estudada há algumas semanas. “O fumo em cena, quando necessário para uma peça de teatro, é irrelevante do ponto de vista de prejudicar as outras pessoas”, informa a secretaria, em nota divulgada no fim da manhã desta segunda-feira (3).

    A campanha contra a proibição do fumo em cena foi liderada pela atriz Mika Lins, que vem protestando sobre o assunto desde maio. Em cartaz com a peça “Memórias do Subsolo”, a atriz fuma dois cigarros no palco. Na semana passada, Mika colocou o tema em discussão no Twitter.

    “Vocês sabiam que a lei antifumo permite fumar em cultos religiosos, mas não permite um personagem fumar em cena?”, perguntou ela, ao tomar conhecimento que teria que pedir autorização judicial para continuar fumando durante a peça. Ainda no Twitter, Mika ouviu de Andrea Matarazzo, secretário da Subprefeituras de São Paulo, que o governador José Serra concordava com o pleito da atriz.

    “Eles alegam que é uma questão de ter um papel educacional. Mas na arte, não pode haver essa obrigação”, diz Mika Lins. “Cigarro é uma desgraça, mas essa proibição era um absurdo”.

    Ao anunciar a liberação para atores fumarem em cena, a Secretaria de Justiça argumenta: “na ponderação de valores entre a finalidade de proteger a saúde pública e a de garantir a liberdade artística, aplica-se o princípio da insignificância e, por isso, o uso de cigarro por atores em peças de teatro não será proibido”, informa, antes de lembrar: “A proibição do fumo se aplica, no entanto, às demais dependências de teatros e casas de espetáculo em geral”.

  425. juliano

    Pacheco apesar de algumas discordâncias admiro muito os seus comentários e aprendo bastante, assim como aprendo com a Sandra, Vamp, tene, entre outros. Aliás está excelente o nível dos comentários e da discussão, falamos de direitos individuais, suas limitações, liberdade de expressão, individuo versus sociedade, coisas realmente importantes. Pena que o Vamp e o Gerald por excesso de compromissos estão um pouco ausentes da discussão.

  426. Pingback: Fique por dentro Ator » Blog Archive » Cortina de Fumaça | Gerald Thomas

  427. Drica

    Eu tinha certeza que Serra e Andrea Matarazzo eram coerentes e lúcidos.

    Parabéns Fagundes, sou sua fã.
    Parabens Mika Lins, por sua coragem.

    Parabéns Governador!!!
    Parabéns Prefeito, sob a assessoria de AM!!!

    Quem apoia a cidadania, apoia a liberdade dos orgãos formadores de opinião, e a liberdade de expressão.

  428. Aninomyous

    Muito legal, eu particularmente assino embaixo, o cigarro é apenas um suporte para pessoas inseguras, uma chupeta de adulto, mas que assume o controle do pobre intoxicado o viciando, mas pior do que essa escravidão é a doença e a sujeira que ele espalha, podendo prejudicar os mais fracos que cercam os fumantes tais como crianças, mulheres, idosos, e pessoas propensas ao cancer…eu sou fan do ator aí, o caminhoneiro, mas defender essa causa perdida é não querer largar a chupeta mesmo depois de saber da artificialidade dela.

  429. Fulgêncio Jr.

    Lá em casa ninguem fuma,
    mas se chega uma visita que fume
    com certeza ela irá pro quintal, se for
    noite de lua curtirá a lua ou as estrelas …
    deixa o povo “curtir” a vida.
    A super populaçao está batendo à nossa
    porta, imagina, pelo jeito que vai ninguém
    mais morre, sejamos humanos, façam o que
    quiserem, mas respeitem o espaço dos outros.
    Vivamos!

  430. Reinaldo Pedroso

    03/08/2009 – 14:41 Enviado por: Heitor

    “Artista não é trabalhador, Pacheco, é um nível acima, é um conscientizador, lutador, alguém que se sacrifica pela arte, vive para ela. E quem sou eu para definir o que é um artista? Um bom pedreiro tem seu lugar na arte de fazer bem feito, mas um artista deve fazer muito mais do que bem feito, deve ser O Feito. Lugar de trabalhador não é no teatro.”

    “Artista não é trabalhador, é um nível acima”. Um nível acima, não achas uma categorização modesta?

    ” é um conscientizador”. Tá.

    ” lutador, alguém que se sacrifica pela arte, vive para ela”. O trabalhador não é um lutador, não se sacrifica no trabalho, não vive dele.

    ” Um bom pedreiro tem seu lugar na arte de fazer bem feito”. Na construção do teatro.

    “mas um artista deve fazer muito mais do que bem feito, deve ser O Feito”. Mais do que bem feito, mais do que otimamente feito, mais do que excelentemente feito: perfeito. Então, um nível acima do trabalhador é uma categorização modesta. Nível celestial seria mais justo.

    “(…) Lugar de trabalhador não é no teatro.” Não, nem na platéia, muito menos no palco.

    Reinaldo

  431. Azul (PowerPuffGirl)

    Sandrinha…na TV eu mudo o canal….(hahahah)…
    Ai nao vejo o que *meus olhos* nao podem ver…e TV tambem ainda nao nao cheiro…

    Ja no teatro , tem o cheiro…e nao posso sair do teatro na cena…X…

    ********************

    As pioadas sao OTIMAS…SHELTOM MELLO , Ou Rodrigo SANTORO….

    ******************

    Admiro muito os Ex fumantes ,…, que mantem essa posicao….
    …exemplos , minha mae 71 anos (4anos que nao fuma) , Gerald Thomas que agora em Oct faz 5anos que nao fuma (se nao me engano) ,….Claudio…GRANDE MENINO , ja te admirava agora entao…quantos anos que vocde nao fuma????

    ************************

    Eu NUNCA fumei , por opcao, sempre achei cheiro ruim…enfim , nao tinha barato algum…um gasto de $$$ desnecessario sem acrescentar nada em minha vida !!!

    ********************

    Mas tambem sempre tive amigos fumantes , nunca os recriminei,ou deixei de ser amigo por isso….

    ***********************

    Alias PACHEQUITO…a quantas andas o FUMO ZERO…..??? (Ja vi que dancou ne…..)

    Vamp….sera que quando te conhecer em New York , conhecerei um *Vamp fumante ou um Vamp ex fumante????

    Beijos

    Saudades da galerinha….

    Estou doidinha para entrar no G Diet , mas aqui na BACC , nao tem como so mais tarde para ver as novidades !!!

    ********************

    Claudio, voce viu o bailarino la de casa que te mandei ontem por e-mail???

    Beijos a TODOS

    ESPECIAL ao MAGNIFICO….

  432. Oi, GT e pessoal.

    Ekran: obrigado pela força; mas faço o blog é para mim mesmo, como um diário deve ser, afinal; talvez esse seja o norte que falta, às vezes, aqui: às vezes ficam chateiando no chat, buscando chatear o Gerald e ignorando o assunto do post (provavelmente tem gente que não lê).

    Gerald: concentre-se nos comentários positivos e nas críticas construtivas. Perder tempo com quem cobra que vc seja comunista não dá.

    O Serra conseguiu! Tornou fumar um ato constestatório.

    Os palcos vão se encher de fumaça e os críticos vão encontrar estilemas geraldthomasianos! Aliás, crítico existe? Isso acabou de uns anos para cá. São repórteres ou gente fazendo frilas, sem carteira assinada, torcendo para receber.

    Fumar virou contestação cultural, agora! Fagundes, que tal colocar umbanda em todo espetáculo para poder fumar? Eu escreveria uma peça onde o Fagundes de preto velho falando: ai, mizifi…eehh ehhh…

    Pacheco, crie a internacional tabagista! Erguei-vos, fumélicos do mundo! Tomem nas mãos seus cigarros em riste, tais quais espadas e vamos tomar a bastilha!

    Nada tendes a perder, a não ser seus pulmões!

    Avante, Robespierres do Hollywood, Dantons do Carlton, avante! avante!!!

  433. Lucio Jr.

    O Pacheco nào quer criar a Internacional Tabagista.

    O Pacheco quer:

    -EVITAR A INTERNACIONAL COMUNISTA.

    Existe uma diferenca que as vezes cortinas de fumacas escondem.

    principalmente fumacas de CHARUTOS CUBANOS.

    ES’TA É A QUESTÃO.

    Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha 😀

  434. Quando foi que o Pacheco fez apologia do vicio de fumar.

    Alquém ai não sabe o que le?

    muito pelo contrário.

    O Pacheco fez durante longo tempo campanha contra os cigarros.

    portanto não merece tudo que foi aqui escrito hoje.

    muito obrigado.

    LV 😀

  435. E Tamos conversados.

    Duvido que o Pacheco volte a blogar se ele não largar o vicio.

    Eu conheco o velho a muitos anos.E quando ele diz uma coisa ele cumpre mesmo que depois se arrependa do que disse.O velho é cabeca dura.

    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah 😉

  436. Contrera

    ok.
    minha posição (insignificante, claro):
    pela medida em si, muito barulho por nada.
    pelos efeitos na criatividade, idem.
    beijos
    contrera

  437. Sandra

    Volta rápida!

    Pacheco, isso quer dizer que você vai largar o vício, não é?

  438. Cintia

    “pessoa fumante . saia deste corpo , JÁ !”

    “é claro que a Cintia não entrará nesses ambientes por livre-vontade, já que ela está determinada a parar com esse vício.”

    “Fede, a tosse é horripilante, a cor da pessoa fica meio azeitonada cor de IML, a voz fica parecida com a do Dart Vader,”

    Sandrita, Claudio, Daniela,

    Queridos amigos virtuais, VALEEEUUUU!!!
    Adooooooro vcs!!!
    E qdo o post sair de cartaz e até que eu consiga me livrar desta porcaria definitivamente, voltarei sempre a ele, pra me dar aquela força!!
    OBRIGAAADA!!! 🙂

    Oi Ana Paula! te aguardo no próximo então!

    “Governador Serra frequenta o Blog do Gerald e aceita argumentos do Vamp:”

    haaa! amei!!

    “o cigarro é apenas um suporte para pessoas inseguras”

    Esse tipo de coment. feito pelo Anino, é que dá revertério total, não funciona, é agressivo. Pessoas inseguras se valem de muitas coisas, de comida a arrogância. Insegurança não é “privilégio” de fumantes.
    O Anino esqueceu de mencionar que ele próprio é um ex-fumante, né Anino? Suas inseguranças acabaram?

  439. Cintia

    Mesmo concordando com o argumento,
    que foi bastante exposto aqui pela Sandríssima,
    confesso que fiquei triste com a atitude do Serra.
    Fagundes, Zé Celso, essa Mika e sei lá mais quem
    não ganharão nada com isso, no meu entender.
    E nem a Arte,
    e nem ninguém…

  440. Sandra

    Gerald, apesar de minha divergência, AMO essas suas manifestações anti-tabagistas. Também odiaria perder mais gente por cigarro, mas… não é qualquer caminho que é válido.

    Destaque para esse comentário, carregado de dor, amor, e até de um certo… humor:

    “# 01/07/2009 – 09:13 Enviado por: gthomas

    Tristissimo essa morte da Pina.
    Prematura como a do M Jackson.

    Mas eu queria deixar bem claro uma coisa:

    Nunca vi NINGUEM

    FUMAR
    FUMAR
    FUMAR
    E
    FUMAR
    FUMAR
    FUMAR
    FUMAR
    TANTO
    TANTO
    TANTO

    QUANTO ELA

    Mesmo Heiner Mueller (que sempre tinha um charuto na boca, como Brecht, seu mentor) morreu de cancer no esofago.

    O CIGARRO TEM CONSEQUENCIAS HORRENDAS

    HORRENDAS

    E NAO NOS TRAZ NADA

    ALEM DO CATARRO

    UM CHEIRO DE CINZEIRO PODRE

    E LEVES LEMBRANCAS DE AUSCHWITZ”

    (http://colunistas.ig.com.br/geraldthomas/2009/07/01/morre-pina-bausch-essa-que-todos-nos-invejavamos-e-amavamos-tanto/)

  441. Aos Senhores Fumantes:

    Acaso queiram se refugiar da histeria, área para fumantes no MIOPIA.

    Direito de resposta tabagista de Guilherme Salla.
    Abraço!

    http://guisalla.wordpress.com

  442. gthomas

    O Pacheco me mandou umas fotos horrendas, porem super pertinentes do que parece ser uma matanca, carnificina, o HOLOCAUSTO de pequenas baleias ou (pior) golfinhos, por DINAMRQUESES…..

    que loucura

    merece um post

    e tera um post

    mas na DK?

    como?

    Um lugar que conheco tao bem!

    como pode!!!!

  443. Sandra

    Cintia, lei deve vir na medida. Lei demais pode ter o efeito contrário. O Lúcio tem razão. Artistas poderiam virar contestadores fumantes que só tem a perder seus pulmões, e carregar com eles muitos jovens que não estariam nem aí para o cigarro do Fagundes se não fosse criado tanto barulho.

  444. Sandra

    Saindo agora! Beijos em todos!!!!!

  445. Cintia

    Sandrita,

    Não, não concordo…
    “O Serra conseguiu! Tornou fumar um ato constestatório.”
    É a isso que vc se refere, né?
    Pra mim isso é uma inversão.
    Eu acho que quem transformou fumar em ato contestatório foram esses artistas citados nas matérias.
    Pq nos EUA a lei que proíbe cigarros em palcos tb não virou ato contestatório??
    Pq lá as pessoas, ou ‘as pessoa’ como diria o Claudio, rs, podem acatar civilizadamente e aqui logo aparece um pra chamar de ‘censura’??
    É isso que não entra na minha cabeça.

  446. fhorylka

    Logo o Fagundes, que sempre achei tão ponderado: entrar numa dessa?

    Existem outros meios de aparecer, não tão danosos para a saúde pública…

    Ô Fagundes. Pô cara! Se manca…

  447. “Arma química de destruição em massa” – é isso, não? Bingo?

    Proibir 100%? Medidas radicalmente proibitivas, arbitrárias, truculentas esbarram em muitas peculiaridades e … mais tumultuam do que resolvem quaisquer problemas. Estou estarrecida com o “disk-denuncia”! Estupidez total! Não funciona para o que deveria funcionar mas vai se tornar uma verdadeira “farra do boi” com relação aos temíveis “suicidas e homicidas” paulistas e paulistanos: os fumantes.

    Cuidado! Cinzeiros ou bitucas, mesmo que “plantados” por algum adversário, desafeto seu, ex-mulher, sogra, etc… poderão levá-lo à delegacia mais próxima, viu? Força policial e mais um pouco teremos discussões do tipo: fumar é crime doloso ou culposo? Deuses meus, que “circo de horrores e ameaças”! Fumantes e não fumantes e tudo isso está me parecendo uma nova versão da “inquisição ” às avessas, aqui em SP!

    RESTRINGIR, eis aí a palavra mágica e que atende às necessidades de todos – fumantes ou não fumantes, não é mesmo? Sou favorável à lei – ela não tem que “pegar”! Tem que ser colocada em prática – depois de estudada, discutida, analisada e, naturalmente, aprovada. Havendo necessidade de revisão ou correção que se adotem os procedimentos necessários para esse fim, certo?

    Recrimino o “modus operandi”, só isso!
    “Palhaçada dos diabos” é o que estamos assistindo! Uma verdadeira “cortina de fumaça” a desviar a atenção dos “palhaços de plantão” lá no … Epa! No stress, Susan (rs)!

    A restrição ao fumo ao ar livre, em espaços abertos ou semi-abertos (mesas ao ar livre, em calçadas sob marquises ou toldos avarandados; fumódromos) é que surpreendeu os mais desavisados, né mesmo? Já estamos hiper-acostumados com a restrição ao cigarro – faz parte do nosso dia-a-dia faz muito tempo, aqui em São Paulo e mesmo em viagens ao exterior.

    Uma questãozinha “básica” (rs): Estará o nosso Prefeito (apadrinhado do nosso Governador) viabilizando um meio mais efetivo para recolher essas “montanhas de bitucas” que serão lançadas nas ruas, avenidas ou meio-fio das calçadas? Multas a quem jogar bitucas por aí ou “cinzeiros de rua”?

    Para terminar … Voce é fumante? Constitua, por favor, desde já, um bom advogado para “te” livrar das encrencas que vêm por aí (rs). “Tipo”: se “te” pegarem fumando naquela pracinha da esquina, nos parques da cidade; nas varandas da sua casa ou apartamento; em áreas comuns (área livre, espaço aberto, lá fora) de condomínios residenciais (horizontais e verticais), nas praias, nas montanhas, etc… Fumar em casa, pode? Hum-hum! Desde que o “teu fumacê” não vá, levado pelo “fluir dos ventos” (rs) parar lá na sacada ou quintal do seu vizinho, certo (rs)? “Niquiqui” o seu vizinho reclame … bye, bye cigarro (rs)! Vá exercitando, portanto, a política da boa vizinhança – conselho de amiga (rs)!

    Não fumando, no mínimo você terá mais qualidade de vida e (quem sabe?) “estadia” prorrogada por aqui por mais uns 10, 15 anos. E o melhor disso tudo: sem sentimento de culpa (rs)!!! Repeteco: sem sentimento de culpa!!!

    Beijão!
    Susan

  448. T, MT

    O mal relacionado ao uso do cigarro é questão de saúde pública. Portanto, o Estado tem o dever de atuar no combate a esses males, que causam tantas doenças e mortes.

    Ora, um fumante que vê o outro fumando, é estimulado a usar mais cigarro. Além disso, quem não fuma é obrigado a compartilhar do mesmo ar poluído. Nesse sentido, a lei se mostra muito benéfica.

    O ator Antônio Fagundes comete um grande erro ao enxergar repressão, porque o governo, diminuindo os direitos dos fumantes, aumenta o direito à saúde e etc. de todos os cidadãos.

    É assim que se vive em coletividade: uns têm que ceder parcela de seus direitos para a sociedade como um todo. Repito: não se trata de um Estado autoritário e totalitário obrigando seus cidadãos a viver de certa maneira; mas trata-se do Estado reprimindo uma prática que prejudica todas as pessoas.

  449. Cintia querida, veja por favor a encrenca desses velhinhos … (rs)

    Proibida de fumar em seu lugar predileto – sua casa – Edith, 76 anos e 50 como fumante, arranjou … (rs)

    http://www.amata.com.br/assinaturas/2009/27-01-09.htm

    Beijão!
    Susan

  450. Cintia

    Aaai geeente…
    O Felipe Massa está bem né, que bom!!
    Ele fala ‘sopa de massinha’ com a língua entre os dentes… que fooofo! 😀
    Fiquei super contente que ele se recuperou!!

  451. GERALD
    Vampiro
    Amigas
    Amigos
    Dúbios e janeleiros também.

    O nosso amigo Gerald mencionou acima um PPS que hoje à tarde tão logo o recebi fiz questão de enviar a vários contatos meus. Algumas participantes do blog também.Se eu tivesse contato e-mail de todos faria uma remessa geral.Fica a critério do Gerald fazer um post ou não.Notem que ele assim como eu demonstra ter ficado surpreendido.Eu idem.Na marinha de guerra fui um felizardo.O que muitos não fazem durante toda a carreira eu fiz por duas vezes e por interresses e necessidades corri fora de uma terceira.estou falando de viagens prêmios de circunavegação por vários países do mundo.
    Não quero descrever o post porque se o Gerald apresentar o assunto seria ideal que todos sofressem o impacto das fotos.
    Aqui no Brasil infelizmente alguns maníacos cometem agressões com velhos e crianças com muita assiduidade ultimamente. Hoje mesmo ao Che ar ao hotel assisti pela televisão casos de abuso sexuais com crianças.Um dos isótropos narrados foi cometido por um pai contra uma sua filha de sete anos e também com o filho de dez anos.O monstro já esta preso e parece que o promotor vai indiciar também a mãe.Em outro dos casos o tarado abusou ao que tudo indica para mais de uma dezena de menores.
    E nos aqui embora seja um assunto de extrema valia e útil no sentido de preservar a nossa saúde está quase nos desentendendo por causa de fumo ou não fumo.
    E eu que fumo ainda tenho o desprazer de sentir que estou sendo mal entendido.
    Sempre fui claríssimo em minhas colocações a respeito do assunto.
    Que um leitor novato no blog estranhe meu posicionamento ainda é razoável. mas criticas veladas e diretas para cima de mim partindo de freqüentadores antigos só podem me levar a deduzir que exista ma vontade comigo.
    Claro que procuro e fico contente quando noto que estou agradando. Até um pouco envaidecido se notar que estou sendo bem recebido.Duro é aquentar que te coloquem numa vala comum com se você não fosse conhecido por tudo que tem apresentado a tanto tempo.Se o presidente ( sempre ele notaram? ) diz que uma pessoa deve ser julgado por sua biografia então porque estão de repente me atirando pedras ou pior ainda,dando uma de esnobe e passar a impressão que nem Le o que eu escrevo?
    Se eu não sirvo para fazer parte do grupo então são me resta sair.
    E se isto for vontade de alguém eu saio enquanto posso estar com a cabeça erguida.
    Sou normal, mas sujeito a responder a provocações um tom mais alto do que as que recebem.
    e
    Respondendo a nossa querida Sandra eu antecipo que não pretendo mais para de fumar. Pretendi.Fiz força.Não parei e vou levando do modo que consigo lidar com este grande problema.
    O realto que fiz no passado de uma conversa que tive com o falecido Senador Mario Covas foi verdadeiro. Fumando eu e ele ainda brincamos com a possibilidade de termos um câncer.Ele infelizmente já teve.Não sei se terei.Acontecera o que tiver de acontecer.
    Só me resta agora dizer a nossa querida que largue esta merda e mantenha largado. Volte a ter boa apetite e fôlego para correr livre pelas praias de Salvador.Livre-se do cheiro horrível que o fumo e a fumaça dos cigarros deixam em teus cabelos.E pode para de mascar cravo ou balinhas de hortelã porque quem se aproximar vai sentir o bafo fumigeno nicotidiano.Cintia quando eu era um rapazinho a Rita ( Gilda fumava com elegância) A Bacall do Bogart também.Mulheres daquela época para serem as Gildas do momento fumavam e faziam poses.Hoje homem fumando já é desprezado na maioria dos ambientes.Imagine o que pensam das mulheres!n
    Tente. Comece já. Este que estas pensando em acender é o inimigo que tens a vencer. DESTRUA-O. AGORA.
    ISTO MESMO
    VOCE CONSEGUIU.
    PARABENS
    VIVA A MINHA mais. VIVA A NOSSA CINTIA.

    E com licença porque vou passar no corretor e enviar rapidinho, pois já jantei e tomei café e só me falta acender um inocente de um merda de um cigarrinho.
    😉

  452. Cintia

    Susan, rs!!

    Vc é uma figuuura!
    AAARRAASOOUUUU no coment. das 20:02, rs, amei!!
    E que loucuuura os velhinhos em pé de guerra!!
    Nossa, e o povo achando que aqui é que a coisa está feia, hein, imagina!!

    “… Ele diz suspeitar que alguns moradores continuem fumando em segredo, de noite, …”

    1984 total!!! 😀

    beijão!! boa noite! 🙂

  453. TMT.

    Voce não sabe realmente a motivação mdo Fagundes.
    Voce imagina que sabe.
    Voce esta sendo induzido a imaginar que sabe.
    Voce ate acredita que sabe.
    mas realmente NÃO SABE DE PORRA NENHUMA.

    Não ´o cigarro.

    Hoje é isto.
    Amanhã será aquilo.
    Nesta escala o que teremos no fim?
    Se não sabes não pergunte a mim.
    Procure saber enquanto é tempo.
    Tempo de que ?

    DE SABER ORA PIPOCAS.

    Procure onde te convenceram que um brilhante e realizado ator ia se indispor com o grande publico apenas por causa de uma merda de cigarro.
    Eles são mestres em mentiras e manipulações.Vão aos poucos minando os possiveis focos de reações.
    Quem viver verá.
    Eu já vi este filme e sinceramente não gostei.

    Não estou te desacatando.
    Considere com palavras de alquém que já vivenciou muitas canalhices cometidas por amigos e adversários tambèm.

    Obrigado.
    Pacheco.
    😀 ________________V cachimbo da paz

  454. Cintia

    Pachecão Queriiiiiidoooo!!!!

    OBRIGADA!!!!!!!!!! Valeeeu Querido Migo!!!
    Mas se eu posso, vc tb PODE!!!
    Tente mais uma vez, NÃO DESISTA!!!!
    Eu tb já tentei e não consegui, mas a gente não pode capitular! Isso não, JAMAIS!!!
    Confio que VC TB CONSEGUIRÁ!!!!

    grande abraço e beijocas com carinho!!
    (com todo respeito, haaa, 😉 )

  455. Cintia

    Como bem lembrou a Ana Paula, os gordos tb já estão na mira!
    É isso aí, tb não quero gordo no palco, não! haaaa!
    Olha ali aquele gordão ocupando o espaço de dois atores, qualé?!
    Daqui a pouco eles vão estar querendo receber dois salários, hein!
    Ohoho! 😀

  456. O ex presidente Janio Quadros proibiu no passado rinhas de galo.

    Que maravilha.!
    UM PRESIDENTE PROIBINDO RINHAS DE GALO?

    Cortina de fumaça.

    Intenção obvia?

    Testar seu mando no pais e depois com dois soldados e um cabo fechar o que era na época a casa do povo e hoje é este escombro chamado senado.

    Mais tarde este mesmo professor condecorou com a Ordem do Cruzeiro do Sul o Che Guevara.

    Vários Oficiais Generais das nossas Forças Armadas devolveram as suas condecorações similares.

    Um pouco mais tarde este maluco que desarrumava os cabelos e empunhava uma vassoura e levava um sanduíche de mortadela no bolso para representar em palanques RENUNCIOU esperando que o eleitorado e levasse nos ombros de volta ao planalto.
    Jogou alto e perdeu.
    Foi mais ou menos honesto. Se roubou escondeu.
    Governava por recadinhos.
    Um potencial ditador.
    Se fudeu ao confiar demais no pequeno taco que tinha.
    Que ainda se lembra dele hoje?
    Bem eu lembro.
    Porque eu estava perto de tudo. Mais do que vocês imaginam.
    Ai começou o que viria ser conhecido por vocês com ditadura.

    Muito obrigado por ter ouvido um louco varrido.
    Corra e procure ouvir os normais. Eles só estão proibindo os cigarros. POR ENQUANTO.

    Deles dizem o que mais não será permitido

    AGUARDE 😉

  457. O lula tentou dar uma chamada no ilustre General Heleno.

    Fumaça.
    A questão indigena.

    Intenção?

    Ver se de fato tinha oitenta por cento nos quarteis.

    O que aconteceu?

    Presidentes de |Associações de reservistas de altas patentes disseram NÂO.

    deixaram claro que reagiriam caso o ilustre Gebneral fosse arbitrariamente punido.

    o lulA ENFIOU A VIOLA DEBAIXO DO SACO E SAIU DE FININHO.cOME ESTA FAZENDO AGORA DEPOIS DE ARROTAR QUE APOIAVA O LARÁPIO DA VEZ.

    o gENERAL hELENO VOLTOU A CUIDAR DE SUAS OBRIG~ÇÕES E O dRAGÃO DEU UM LONGO BOCEJO E VOLTOU A DORMIR.

    de olho aberto.
    eNTENDEU?

    pOSSO IR NOVAMENTE DAR UMAS BAFORADINHAS?

    oBRIGADO. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH :d

  458. Cintia

    Sandritcha,

    Não deixe de ver o link que a Susan mandou,
    barbaridade!

  459. T, MT

    Pacheco, Deus permita que a lei do cigarro seja uma de muitas outras medidas repressivas contra o individualismo sacana. Porque é uma puta sacanagem o não-fumante compartilhar a fumaça de quem fuma. Sacanas!

    Um exemplo para você, Pacheco, e os supostos libertários: a lei que combateu a poluição visual, proibindo outdoors e etc., tirou o direito de muitos ( principalmente de quem trabalhava com isso). Por outro lado, a cidade de São Paulo ganhou uma aparência mais harmônica, que tornou possível observar melhor a cidade. Foi um ganho para toda a sociedade paulistana essa lei.

    É direito meu viver numa sociedade em que a coisa pública seja respeitada. Eu não abro mão!

  460. Cintia

    Pachecão,

    Vi as fotos e tb fiquei chocada.
    O que é aquilo? Esporte nacional?!
    Que horroooor.

  461. Zeca

    Gay sendo assassinado e gente sendo escorraçada da própria casa e vcs perdendo tempo com essa polemica babaca do fumar ou não no teatro…
    FUMAR MATA
    TREPAR MATA
    COMER MATA
    ANDAR DE AVIÃO, CARRO, TREM, ÔNIBUS, BICICLETA MATA
    ATRAVESSAR A RUA PODE MATAR TAMBÉM
    que mundo mais chato esse nosso, não?
    mundinho policamente correto e insosso.
    QUE TÉDIO!!!

  462. Reinaldo Pedroso

    O tabagismo está sendo abordado aqui de modo simplista.

  463. T, MT

    A pergunta que não quer calar: será que a fiscalização será rigorosa nos Cafés Photos da vida também? Já imaginou: em razão do fumo, o governo multa esses estabelecimentos tradicionais; mas não combate as ilegalidades piores dos mesmos.

  464. Muito bem.

    Continuem preocupados com cigarros.
    È o assunto do momento. Todos falam.
    Afinal para que ficar ressonando o que a imprensa noticia. Vamos livrar vo sarneynto coitadinho. Tem uma biografia tão bonitinha. Ele só fez o que todos faziam. Assaltar roubar matar mutilar coisas sem importância alguma. Perguntem ao Fidel se isto é crime.
    Que importa não é.
    Poluir o ar com cigarros mata. Isto sim devem falar a semana inteira.
    Assim ninguém nota que a Dilma não trabalha. Só vive voando em palanque pelo Brasil afora com o prestigiado pai dos bolsistas familiares. Tão bonzinhos que nos nem ligamos para as despesas ilegais e infrações contra as leis que eles cometem. Afinal a coitadinha esta com câncer e lutou contar os…milicos não é assim que são chamados?
    Pois bem livremos todos. Ninguém é culpado. E não se fala mais em CPI da Petrobras.
    Não procuram ler nem saber por que o General Golbery criou uma cobra. Afinal ele só precisava ter algum conhecido que fosse sindicalista.
    E para acalmar a classe artística o besta do Simonal poderia ser o culpado.Coitado deu carne a gato.Que mandou se exibir não é mesmo?Dizer que tinha amigos no DOPS era crime..
    Gente nem liguem para os nomes de Marigela ou Fleury.Tampouco para o Capitão Lamarca.Falem mal do alemão.Com é que pode um General que mandou tanto deixar a mulher e filha passando necessidades.Que otario.Devia ter metido a mão no erário e depositado na suíça como habilmente faz o Maluf e corriola.
    Ou vamos falar daquele que disse que daria um tiro na cabeça se ganhasse salrio mínimo. Ele queria dizer outra coisa, mas como era estourado e com o saco cheio do repórter saiu aquilo. Vamos malhar? Legal.
    E tem muito bobão pra gente malar turma.tem o Castello Branco.Foi assasinado coitado.Burro mesmo. Olha só.Queria devolver o governo aos civis.Já pensou que babaca?
    Olha pra encurtar que já estou revelando muito vamos falar do grande mal que fazem as butucas de cigarros?Pois é tem viciado que as recolhe do chão e…FUMA .Que nojeira meu Deus! .
    Nojo.Nojo…..Nojo.

  465. Sandra

    “Portanto, o Estado tem o dever de atuar no combate a esses males, que causam tantas doenças e mortes.”

    Discordo, T,MT.

    Daqui a pouco o estado vai regular sua comida, o que você assiste na TV, lê nos blogs,… tudo para o seu próprio bem.

    A arbitrariedade começa com algo pequeno e quase consensual.

  466. Vou dormir.

    Algo me diz que ja falei o bastante.

    Boa noite.

    Obrigado.

    Durmam bem E NÃO FUMEM.

    Só falem mal do cigarro.

    E nada mais.

    O Brasil está uma maravilha e

    A VIDA É BELA

    Bye.

    😀

  467. Baby não! vai até seu e-mail 🙂

  468. Sandra

    Pacheco, eu concluí que você pararia de fumar porque você disse que só voltaria ao blog se parasse. Se a opção for essa, PARE DE FUMAR.

    Mas, por mim, você é bem-vindo com ou sem cigarro, inclusive aqui em casa, pois eu libero cigarro.

    Nunca fumei, o Chefe largou o cigarro há 16 anos, e sei que minha filha terá que conviver com muitos parentes e amigos fumantes, e a decisão de fumar ou não terá de vir dela.

    Entenda que, às vezes, pressionamos quem amamos, mas isso não quer dizer que não aceitemos as pessoas que amamos como elas são. Não as achamos inferiores. Queremos que elas vivam mais e fiquem mais tempo conosco.

  469. Sandra

    Zeca, esse é o assunto do post, mas, no seu blog, você pode colocar outros temas em pauta.

  470. CERCO CONTRA FUMO ATINGE TURISTAS PELO MUNDO.

    Veja só as restrições da lei desses 10 países (Argentina, China Continental, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Marrocos, Reino Unido e Turquia)

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/noticias/ult338u446242.shtml

    Fonte: Folha online – Turismo – 18/09/2008 – 11.08hs.

    ___________________________________________

    FRANCESES SEGUEM FUMANDO, MESMO COM RESTRIÇÕES.

    Os franceses mostram-se irredutíveis no hábito de fumar, apesar de medidas anti-tabagistas tomadas pelo Governo, afirma reportagem de sábado do Le Monde. Um ano após a proibição do fumo em espaços públicos, a porcentagem de fumantes não diminuiu – segue em 30%, a mesma de quatro anos atrás.

    A França já havia recorrido a outras medidas, em 2003 e 2004, como o aumento do preço dos cigarros (hoje, custam em média 5,30 euros) e a inclusão de mensagens de prevenção nos maços. O resultado também não foi satisfatório: em 2008, o número de cigarros vendidos continuou próximo dos 54 bilhões registrados nos últimos 4 anos.

    As tabacarias calculam queda de 80,5 bilhões para 53,3 bilhões entre 2002 e 2008, mas esse dado não leva em conta os cigarros contrabandeados ou comprados fora do país.

    Pelo menos quando se trata do tabagismo, o Brasil tem a ensinar à França: por aqui, a prevalencia de fumantes caiu de 34,8% em 1989 para 22,4% em 2004. A estratégia foi subir preços, imprimir imagens chocantes nos maços (o que os franceses estudam fazer) e restringir a propaganda de cigarro.

    Fonte:
    Traduzindo a França – para entender frances e os franceses
    Domingo, janeiro 11, 2009.
    ______________________

    PS.: Não nos esqueçamos que a França é (era?) tida como a “pátria sentimental (intelectual) dos fumantes”, né ?

    Beijão a todos! Bom descanso
    Susan

  471. Sandra

    Disk-denúncia????

    Ai, ai…

    Cigarro vai virar droga de rebelde.

    Serra, “errou na dose, errou no amor”.

  472. Sandra

    Susan, a velhinha deveria usar uma droga aceita socialmente, como maconha.

    Aviso: Isso foi ironia.

  473. Cintia

    “O tabagismo está sendo abordado aqui de modo simplista.”

    Why Reinaldo?

  474. Ekran

    Proibir ajuda a quem?
    O proibido é mais gostoso?
    ———————————————–
    What will it take to change Americans’ lifestyles?

    na integra em :
    http://www.politico.com/news/stories/0709/25450.html

    But changing personal behavior isn’t easy. The most glaring example of failure is Prohibition. A constitutional amendment outlawed the sale of alcohol across the United States in an attempt to limit the detrimental aspects of liquor consumption. However, its major effect was the creation of thousands of clandestine speakeasies across the nation. The abysmal failure of Prohibition to alter the behavior it was seeking to restrict led to its repeal in 1933, 14 years after it was ratified.

    The biggest success in behavior reduction has been antismoking efforts. Public campaigns to reduce cigarette smoking have been remarkably successful. Through a combination of legislation outlawing smoking in public places, public service announcements in major media and health warnings placed on cigarettes, smoking has fallen in the United States from 42 percent in 1965 to 21 percent today, a 50 percent reduction.

    But the history of antismoking efforts demonstrates the extraordinary actions needed to alter personal behavior — in this case, an overwhelming amount of scientific evidence on the medical effects of cigarettes and a sustained campaign against tobacco companies.

    This suggests that aggressive government action is required to get people’s attention. Will politicians have the will to go after fast-food companies, vending machine proprietors and soda manufacturers? Not likely. It will be hard to turn McDonald’s, Burger King and Wendy’s into the equivalent of Big Tobacco. And it is even less likely we will place health warnings on the Whopper!

  475. Cintia

    Sandra,

    O “aparato” em torno da coisa tá exagerado mesmo.
    Tem a descrição num dos 25, rs, textos que o Ekran mandou de manhã.
    Tb acho que nesse nível de digamos, “truculência”, a coisa já vira palhaçada mesmo.

  476. Cintia

    Susan,

    Muito bom o seu coment. das 22:20.
    Bem interessante ler o nível de restrições em outros países.

  477. Sandra

    Boa-noite a todos! Beijos!

  478. Ekran

    Polemica semelhante envolve Obama nos EUA, que assinou em Junho a “Family Smoking Prevention and Tobacco Control Act”, contrariamente ao veto dado por Bush na gestão passada.

    Obama ainda fuma e tem declarado lutar para largar o vicio.

    http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2009/06/22/AR2009062202910.html

    Obama has admitted that he started smoking as a teenager and that he has “struggled” with it for years. When the campaign began, he promised his wife, Michelle, that he’d quit. “I was never really a heavy smoker,” he told Men’s Health magazine for its November issue. “Probably at my peak I was smoking seven or eight a day. There have been a couple of times during the campaign when I fell off the wagon and bummed one.”

    . . .
    The president was no more specific yesterday as he signed a bill that will further regulate the marketing and manufacturing of cigarettes, including giving the Food and Drug Administration new powers to restrict the amount of tar and nicotine. Noting that one in five teenagers leaves high school as a smoker, Obama said: “I know because I was one of those teenagers. I know how hard it can be to break this habit when it has been with you for a long time.”

    For a guy with a smoking past and maybe present, Obama’s blindingly white smile made reporters wonder whether they should be focused on the coverup and not the crime. So the question hung in the air for the assembled news types, all of whom are doubtless paragons of perfect health and fitness themselves. “Mr. President, how difficult has your struggle with smoking been?” shouted CNN’s Dan Lothian from the behind the rope line, as Obama worked the sweltering Rose Garden crowd a few feet away.

    Obama turned his head toward Lothian, and then returned to working the line, without offering a verbal response.

  479. AZINGULA

    Essa é uma lei oportunista criada por um político oportunista.
    Se o Supremo Tribunal declarar a lei inconstitucional quem
    vai pagar o custo da lei? O Serra?. Não !!!! O Povo Paulista.
    Qual a lei que punira o infrator?

    Era so fazer cumprir a lei federal ou pedir a Câmara Federal e
    ao Senado que mudassem a lei.
    Pra que servem os partidos?

    Associação questiona lei antifumo no Supremo
    A Associação Brasileira de Restaurantes e Empresas de Entretenimento (Abrasel) entrou com Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal contra a Lei Antifumo (Lei paulista 13.541, de 7 de maio de 2009) patrocinada pelo governo do estado de São Paulo. De acordo com a entidade, o governo, a pretexto de proteger a saúde dos não-fumantes, atropelou os direitos dos fumantes, colidindo com a legislação federal e municipal sobre o tema. A relatora da ação é a ministra Ellen Gracie.
    Na ação, a Abrasel afirma que tanto a Lei Federal 9.294, de 15 de julho de 1996, quanto a Lei Municipal 13.805, de 4 de julho de 2008, já proíbem o uso de cigarros e similares em bares, restaurantes e afins, mas asseguram espaço reservado aos não-fumantes. “Já há legislação, tanto geral como local, para garantir a saúde dos não-fumantes, sem incorrer na inconstitucionalidade de extinguir totalmente o direito individual dos fumantes ao livre uso de cigarros e similares”, defende.
    De acordo com a entidade, a lei em questão promove verdadeira perseguição aos fumantes, já que, ao proibir a existência dos fumódromos, pretende vedar que se fume em qualquer lugar, o que significa adotar indiretamente uma proibição geral de fumar.
    A entidade aponta inconstitucionalidade no fato de a lei paulista extrapolar os limites da competência legislativa concorrente ao estabelecer regras contrárias à legislação federal em vigor. “A competência dos estados para legislar concorrentemente sobre as matérias arroladas no artigo 24 da Constituição Federal limita-se ao ajuste ou adaptação da norma federal às suas peculiaridades regionais e locais, não lhes cabendo inovar no que concerne à extinção de direitos previstos e garantidos pela legislação federal”, afirma.
    A Abrasel indica ainda que os estabelecimentos terão dúvidas sobre a obediência à legislação federal e municipal sobre o assunto. “E se for apanhado pela fiscalização estadual?”, questiona. Para a associação, o conflito de competência é inevitável e deve ser resolvido em prol das legislações federal e municipal.
    “Na longínqua hipótese de ser mantida a Lei Estadual 13.541/09, deve ela se limitar aos municípios paulistas que não possuem sua própria legislação local”, afirma.
    Além disso, a ação aponta vícios de constitucionalidade na violação ao princípio da liberdade individual dos fumantes, já que o cigarro é um produto lícito, e ao princípio da livre iniciativa, que garante o desenvolvimento de atividades empresariais, incluído o direito de comercializar produtos lícitos e manter a oferta de espaços nos quais seja possível o consumo desses produtos.
    A Abrasel observa também violação ao princípio da mínima intervenção estatal na vida privada e aos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade, já que as medidas escolhidas não se demonstram necessárias e adequadas frente às alternativas menos restritivas para obtenção do mesmo objetivo, inclusive já estabelecidas por lei federal. Alega nesse mesmo sentido direito elementar do empreendedor quanto a um mínimo de segurança jurídica. “Mas no caso, uma lei estadual pretende revogar uma lei federal e uma lei municipal”, ressalta.
    Questiona, ainda, a sanção estabelecida na lei, pela qual o dono do estabelecimento pode pagar multa de até R$ 3 milhões, mas que não prevê penalização sobre o fumante. “Pela lei estadual, se algum cliente ou terceiro decidir fumar no estabelecimento de bar ou restaurante, ainda que escondido ou disfarçado, o proprietário será multado, nada acontecendo com o fumante, o que não é justo, nem lícito, tampouco razoável.” Aponta, por fim, que a lei quer obrigar os proprietários a chamar a polícia, o que alega ser inconcebível.
    Assim, a ADI pede concessão de liminar para suspender temporariamente a eficácia e aplicabilidade da Lei estadual e, no mérito, além da confirmação da liminar, a declaração de inconstitucionalidade dos artigos 2º, 3º, 4º e 5º, e seus respectivos parágrafos e incisos. Com informações da Assessoria de Imprensa do Supremo Tribunal Federal.
    ADI 4.239

  480. Zeca

    Sandra:

    Primeiro: NÃO TENHO BLOG (e nem quero ter).

    Segundo: já disse pro Gerald pessoalmente, por email e aqui que ele merece o Oscar da PACIÊNCIA por aguentar e manter esse blog e a moderação de comments durante todos esses anos.

    Terceiro: esse assunto do cigarro é um PORRE.

    Aqui na América do Norte e em alguns países da Europa (quase todos), o cigarro é proibido em lugares públicos faz tempo. Pronto. É LEI. O cara quer fumar, que saia do restaurante ou do café ou da discoteca e vá fumar na calçada (nem mesmo durante o inverno as pessoas deixam de sair pra fumar).

    Não sei por que tanto alvoroço aí no Brasil.

    É isso que me irrita.

    Tudo no Brasil vira samba. É um tal de diz-que-me-diz.

    Tá lôco!!!

  481. Ekran

    Tabagismo como dependencia e Nicotina como droga de efeitos nocivos a saude…todo mundo sabe, mas evita pensar nisso.
    – – – – –
    Nicotine dependence is the single most common psychiatric diagnosis in the United States, and substance abuse, major depression, and anxiety disorders are the most prevalent psychiatric comorbid conditions associated with nicotine dependence.
    . . . . .
    Approximately one fifth of the deaths in the United States are attributable to smoking, and 28% of the smoking-attributable deaths involve lung cancer, 37% involve vascular disease, and 26% involve other respiratory diseases (1). More than 400 000 deaths per year and 30% of all cancers in the United States are attributable to smoking (2). Lung cancer is the largest single cause of cancer-associated mortality (3) and is the most common cause of smoking-related mortality in the United States (4). The attributable risk from smoking for oral, pharyngeal, and esophageal cancers is substantial, although less than that for lung cancer (5,6). The attributable risk from both smoking and alcohol consumption accounts for the majority of both oral and pharyngeal cancers (5) and of esophageal cancer (7). Morbidity and mortality attributable to smoking would decline in the future
    if reductions in smoking prevalence were to be observed.

    However, despite dramatic declines in adult male smoking prevalence in the United States observed from the 1960s through the 1990s (8), the decline in current adult smoking prevalence slowed by about 1990 (9), and recent surveys of current smoking in youth, defined as cigarette use on at least one of the last 30 days preceding the survey, show a statistically significant increase
    (from 27.5% in 1991 to 36.4% in 1997) (10).
    . . .
    Smoking prevalence in men worldwide is higher than it is in the United States, while smoking prevalence among women worldwide is usually less than the prevalence in men, although it has equaled or exceeded that in men in some northern European countries (19,20). While annual per capita cigarette consumption has dropped in developed countries from a high of more than 3000 in the 1970s to about 2600 in 1990, it is increasing in developing countries (260% increase in China between 1970 and 1990), so that worldwide annual per capita cigarette consumption has not changed substantially over the last 25 years (20).

    Because of the delayed health effects of smoking, morbidity and mortality in developing countries attributable to smoking have not yet surpassed those in developed countries but are likely to do so in the next century (20,21).

    na integra in: Cigarette Smoking, Andrew W. Bergen, Neil Caporaso Journal of the National Cancer Institute, Vol. 91, No. 16, August 18, 1999

    http://jnci.oxfordjournals.org/cgi/reprint/91/16/1365

  482. Ekran

    Vargas Llosa e o fumo:

    “… Comecei a fumar aos 7 ou 8 anos de idade, em Cochabamba. Com minhas primas, Nancy e Glayds, juntamos nossas mesadas e compramos um maço de cigarros Viceroys e o fumamos inteiro, sob uma árvore do jardim, na casa de Ladislao Cabrera. Glayds e eu sobrevivemos, mas Nancy, que era fraca, teve vômitos assustadores e os avós tiveram de chamar o médico.

    Essa primeira experiência com o fumo desagradou-me muitíssimo, porém minha vontade era mais forte do que o nojo, e continuei a fumar para parecer grande, embora, tenho certeza, sem o menor prazer e às escondidas, durante todos os anos do curso secundário. Minha adolescência universitária é inseparável do cigarro, dos ovalados Nacional Presidente, de fumo negro e um tanto picante, que eu fumava sem parar, enquanto lia, via filmes, discutia, namorava, conspirava ou tenatava escrever. Tragar e lançar o fumo para o ar, em círculos ou em espiral, ou como uma nuvenzinha que ia se decompondo em figuras dançantes, era uma grande felicidade: uma companhia, um apoio, uma distração, um estímulo.

    Quando cheguei à Europa, em 1958, fumava dois maços por dia, no mínimo – a fumaça e os humores de milhares de cigarros devem ter acariciado os meus pulmões.

    O que talvez me tenha impressionado mais foi notar a absoluta desproporção que existe, no caso do cigarro, entre o prazer e o risco que se corre, ao contrário do que se sucede com outras práticas, também perigosas para a saúde – resisto à idéia de chamá-las de vícios – mas infinitamente mais suculentas do que a tolice de tragar e expelir fumaça. Entretanto, apesar de ter sido tão fanaticamente persuadido por meu amigo de Pullman da barbaridade criminosa que é fumar, continuei a fumar no mínimo durante mais um ano, sem me atrever a dar o passo decisivo. Mas sentia os efeitos do temor, da consciência pesada e dos remorsos, cada vez que acendia um cigarro.

    Deixei de fumar em 1970, no dia em que parti de Londres para viver em Barcelona. Foi muito menos difícil do que eu temia. Nas primeiras semanas não fiz outra coisa além de não fumar – era a única atividade que eu tinha na cabeça – mas me ajudou muito, desde o primeiro momento, começar a dormir, finalmente, como uma pessoa normal, sem os acessos de tosse que antes me despertavam várias vezes por noite, e acordando de manhã com o corpo fresco, sem a fadiga de antes

    Na integra in:
    http://blog.actbr.org.br/2008/11/06/depoimento-de-escritor-e-ex-fumante-mario-vargas-llosa/

  483. Ekran

    trecho de Tabacaria, de Alvaro de Campos…

    “Mas um homem entrou na Tabacaria (para comprar tabaco?)
    E a realidade plausível cai de repente em cima de mim.
    Semiergo-me enérgico, convencido, humano,
    E vou tencionar escrever estes versos em que digo o contrário.

    Acendo um cigarro ao pensar em escrevê-los
    E saboreio no cigarro a libertação de todos os pensamentos.
    Sigo o fumo como uma rota própria,
    E gozo, num momento sensitivo e competente,
    A libertação de todas as especulações
    E a consciência de que a metafísica é uma conseqüência de estar mal disposto.

    Depois deito-me para trás na cadeira
    E continuo fumando.
    Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando.”

  484. Ekran

    S.Paulo, Agosto de 2009, Fernando Pessoa não teria a sua metafisica tabacaria…mas teriamos Vargas Llosa ainda conosco…

    pensando bem, tem certas coisas que lei nenhuma do mundo poderia resultar bem…

  485. ola
    já tinhamos o ekran com seu diário oficial ,
    agora temos o azingula que é a própria voz do brasil.
    blog ou assembléia constituída ?

    cafonas !

  486. cafonas , não .
    cafona . apenas .

  487. Reinaldo Pedroso

    03/08/2009 – 22:43 Enviado por: Cintia

    “O tabagismo está sendo abordado aqui de modo simplista.”

    “Why Reinaldo?”

    Cintia
    Este comentário e o seguinte se assemelham em conteúdo, escolhe ou mistura.

    De modo simples, mas não simplista, por não serem consideradas outras causas importantes que podem levar uma pessoa à experimentar o tabaco e a dependência consequente, para além da busca de aceitação pela tribo e da influência do exemplo de fumantes. O que leio aqui são evocações dos malefícios do fumo, palavras de estímulo e desafio à força de vontade, sem deter-se na possibilidade de razões particulares para o “vício”. Há ênfase em um juízo moral social e não na psicologia individual.
    Reinaldo

  488. Reinaldo Pedroso

    03/08/2009 – 22:43 Enviado por: Cintia

    “O tabagismo está sendo abordado aqui de modo simplista.”

    “Why Reinaldo?”

    O uso do tabaco, álcool, maconha e outros baratos, cocaína e outras heroínas, é simplista, leviana e comodamente taxado de vício.
    No seu início, a drogadicção não é doença em si, é sintoma. Depois de certo tempo, soma-se à patologia não diagnosticada e não tratada, a dependência física. Então inverte-se o processo do que não foi feito, eliminar a dependência física, dar importância aos sintomas, diagnosticar a doença e tratá-la. A patologia, no mais das vezes negada pelo drogadicto, pode ser psíquica, social, psíquica e social, e/ou psicossocial. Seus matizes e nuances são pessoais.
    Reinaldo

  489. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 03:08 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    “Cintia
    Este comentário e o seguinte se assemelham em conteúdo, escolhe ou mistura.”

    Ou desconsidera.
    Reinaldo

  490. Susan Judia.

    Fui La e conferi o drama da senhora que fuma.
    Pela lógica é uma pobre viciada.
    O outro que fez a queixa e lutou por seus direitos de não fumante tem com certeza toda razão em tomar atitudes que o preservem dos maléficos do vicio.
    Então ele foi naturalmente o apoiado pela maioria.
    O problema ( esqueçamos um pouco o quesito saúde ) se olhar-mos o lado da velhinha chaminé é o seguinte:
    Seria ela uma cidadã inferior aos demais?
    Ela não nasceu com um maço de cigarros nas mãos. Pode ser que se a mãe fumasse na gravidez algo do fumo já fosse por ela conhecido.
    Fato ou não vamos imaginando o seguinte. Em certo dia na sua vida ele colocou um cigarro nos lábios. Por uma razão qualquer continuou usando os cigarros e se viciando cada dia mais. Viveu em uma época na qual fumar parecia chic.Atrizes fumavam.Heróis fumavam e até mesmo intelectuais o faziam.Ela esteve sempre na onda.Ela era uma freguesa de uma poderosa industria que tinha forte influencia inclusive no mundo das comunicações.Ela deveria assistir o cowboy Marlboro e ao som daquela musiqueta galopava com ele sonhando acordada.
    Nunca mostraram para ela uma cena da morte empurrando para a cova uma fumante. Ela sempre foi estimulada. E com a porra do cigarro sempre lhe deu prazer ela foi se intoxicando a cada dia mais. Como todos ela vai morrer.
    Mas agora quando a ela talvez só reste este prazer ela foi e esta sendo considerado um monstro.
    A sociedade, a mesma sociedade que a estimulou para fumar a vida inteira agora lhe diz na cara. : Olha aqui sua filha da puta vai fumar na PQP. Se você acender mais uma merda de cigarro eu chamo a policia ouviu sua velha viciada de merda.
    A ela só restam poucos caminhos.
    E ela escolheu o caminho que lhe pareceu o melhor. Ela disse:

    -“Vou continuar sendo criminosa, pode ter certeza”,
    Portanto ela mesma já se condenou.
    Usou do seu direito de decidir a sua vida.
    Não é o cigarro que ela defende. Ela defende o sonho que a levou para a America do Norte. Ela ainda acredita que a estatua da liberdade que a recebeu ainda seja a mesma que lhe deu as boas vindas. Ela acredita ainda em LIBERDADE.
    Assim como eu.

    Por outro lado os anti-fumo também tem direitos iguais.Então a única saída possível é fazer concessões.
    Que se criem cidades para fumantes e cidades para não fumantes.
    Ou que aquele maluco coreano enfumace o mundo de uma vez causando o PUTAMERDA final.
    E ai sim ninguém vai mais reclamar. Talvez os astros e as estrelas reclamem da fumaça do novo BING BANG mas não saberemos nem ouviremos mais qualquer reclamação porque seremos apenas cinzas.
    Iguais as cinzas dos malditos CIGARROS.
    Muito obrigado e tenham todos um ótimo e feliz dia.
    Vou tentar controlar o meu.
    Obrigado.
    Pacheco..
    😀

  491. Cintia.

    Minha querida amiga virtual.
    Espero que um dia no futuro você possa ir a Caravelas onde teremos a alegria de te receber. Eu e a Baby adoramos ser hospedeiros.
    A pequena casa que conseguimos levantar sempre caberá mais um.
    Sinceramente se você vai chegar fumando ou não é de teu livre arbítrio resolver.
    De minha parte eu gostaria de quando eu fosse fumar que você se juntasse ao coro e com a Baby me olhassem com cara amarrada e deixando claro que eu deveria ir fumar no quintal.
    Esta tua participação na censura significaria que você estaria livre do vicio. Eu ficaria encantado.
    Você é nova e tem uma bela vida como expectativa. Que ela seja a risca de teus sonhos são os meus desejos.
    E que os cigarros fiquem com erros do passado.
    Você consegue sim senhora. Basta querer que tudo é possível.
    Você conhece por certo a estória do Pinóquio versão Disney. Recorde que o velho Gepeto da suas cachimbadas e mais adiante a raposa o menino que vira burrinho e a raposa se não me falha a memória tentam influenciar o boneco de pau a FUMAR.
    No desenho dos dálmatas a Cruela pega de tabaco também.
    Então ai e talvez em outros desenhos já exista mensagens até para as crianças.
    Que mundo canalha é este?
    Qual a intenção de inserir estas cenas?
    Evitar ou estimular o vicia?
    Felizmente o pato Donald não fuma. Nem o a Noel.
    Se bem que o bom velhinho adore uma coca cola não é.?Pudera foi criado para isto. Crianças. Se entupam de coca cola. E escutem o Ronald. Hambúrguer+coca e ainda uma porção de fritas faz bem.Não precisa nem comer aquelas porcarias de frutas e legumes e leite que suas mães insistem que vocês comam.
    Em alguma casa falam:
    -Vamos todos ao MAC.
    -Mas eu não posso por causa do balé!
    a
    -Ta bem mami já to indo.
    Vá criança. Vá.
    Por enquanto os gordos ainda não tomam multas nem são proibidos em condomínios.
    Mas já devem estar em algum projeto de lei.
    Afinal roupas e calçados para os mais redondos consomem mais materiais, E são difíceis de serem vendidos por serem mais caros.
    Salve os magros e vivam as academias e spans e a imensa necessidade consumista desta categoria. São a alegria de uma boa fatia da indústria do consumo.
    E da propaganda também.
    Vamos fazer um filme deste assunto ou uma peça teatral.?
    -Chefe com licença ?
    – Pode falar.
    -Eu acho que deveríamos por tudo aos poucos em uma novela. Abrange um publico maior.
    -Maravilha.Eu sempre disse que você iria subir aqui na empresa.Você é um gênio!
    Parabéns!
    -Obrigado patrão.
    Karaio ainda serei o chefe de produção desta merda de empresa. É mole enganar estes trouxas.

    Bye 😀

  492. Encontrei por acaso uns rabiscos do Louco varrido.

    Tudo indica que ele andou fazendo cálculos a nosso respeito.
    Por nosso eu digo os brasileiros. Então nos do blog estamos nos cálculos.
    Não sei a intenção do louco.
    Li apenas isto que copio agora para vocês.
    Na copa do mundo éramos 90 milhões de canarinhos em ação.

    Hoje somos +ou -:

    Lulistas …………………….oitenta por cento segundo noticiam.
    Loiros de olhos azuis……………………………………………………. ( a ser verificado )
    Bolsistas dependentes do governo………………………………….. ( nem o governo sabe )
    Fumantes…………………………………………………………………….. ( serão extinguidos )
    Não fumantes………………………………………………………………. ( grande mioria Atenção para os votos)
    Doentes:
    Gripe suína…………………………………………………………………. ( espera-se grande movimentação financeira)
    Câncer…………………………………………………………………………. ( ver fumantes. CUIDADO )
    Normais………………………………………………………………………..
    Loucos…………………………………………………………………………..

    Daqui em diante nada mais existe escrito.

    O que é que o louco anda estudando?
    Ta cada dia mais difícil de controlar esta turma. Desde que e descobriram o blog do Gerald.

    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahha
    😉

  493. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 03:11 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    Cintia
    Não te escandalizes, câncer é patologia, resfriado também; daí, “matizes e nuances”.
    Reinaldo

  494. Reinaldo Pedroso

    “Um tombo
    do lombo
    é um rombo
    no chão,
    eu caio
    mas saio
    co’as crina
    na mão.”

    Buenas.
    Reinaldo Gaudério

  495. Baby.

    Call me

    XXX

    😀

  496. Cintia.

    Continuamos ekrancados e desfumacados?

    Vamosd em marcianes perguntar a opiniào do claudio?

    Claudio

    Eu e a Cintia #@(_+=*^^ então para que b311 “ `G SAlvador e Caravelas pensamos em D%^%^%$$*&@ .

    Isto tudo so se %^%$#((.

    Entendeu>

    &*&^%

    Pacverde

    😀

  497. Correcão onde se le:&*&^%

    Substituir por : &&@&Y%

    Ficando entendido que a resposta sera no G #%

    E não aqui no G T@#

    &*&^%

    Pacverde

    😀

  498. Sandra

    Claudio, discordo!!!!
    Eu li os dois!!!!

  499. Sandra

    “esse assunto do cigarro é um PORRE.”

    Direito seu pensar assim, Zeca, e direito nosso não achar. Inclusive do Gerald, que o achou suficientemente relevante para colocá-lo num post.

    “Aqui na América do Norte e em alguns países da Europa (quase todos), o cigarro é proibido em lugares públicos faz tempo. Pronto. É LEI. O cara quer fumar, que saia do restaurante ou do café ou da discoteca e vá fumar na calçada (nem mesmo durante o inverno as pessoas deixam de sair pra fumar).”

    E nós com isso?

  500. Sandra

    Saindo! Beijos!

  501. Sandra.

    E esse tal de Zeca pensa?

    Nada indica que sim.

    Vou chupar mate

  502. Sandra.

    Estás discordando do Gerald?

    Novidade!

    Qua

  503. Meu negocio é discordar

    KKKKKKKKK

  504. Pudera.

    Só sei fazer isto.

    Vou sinucar

  505. 04/08/2009 – 05:15

    Enviado por: Reinaldo Pedroso

    Tens diploma de médico?

    Buenas

  506. Que fumem.

    Só mateio.

    Chimarrào com matizes e nuances

  507. Tene Cheba

    Caretas bacanas, não assustam, limpos, olimpicos, fracos fortinhos.
    Careta nem no canarval, faço careta para os caretas, limpos, sarados, quanta higienização.
    Caretas, vão para praia revestidos, esticam a toalha, olham para os lados, e curtem não sei o quê.
    Caretas, são curtos, me dão pavor, tanta caretice para quê?
    Mares sem ondas, tantas ilhas, que tudo parece continente, festas inocentes, gente decente, nenhuma fumaça branca, falsos sorrisos de mentes. Que não mente, que corre, mais saúde, que tesão, mais careta, que legal.
    Caretas são assim, querem regular você, lutam para tu ser careta também, e como lutam, naquele enche saco derradeiro, expõe fotos, de fetos, falos e degolados.
    Mundo sem anfitrões, nenhuma fumaça branca, mod versus mod, tudo igual, careta, chato, puro, sem ondas.
    Vou dar um tapa na ampulheta, para ver se o tempo para, enquanto a areia desse, enquanto o céu limpo, visto daqui parece turvado.
    Careta, chega de careta.

  508. Caretas e mais caretas e solamente caretas.

    Existe careta de pedra?

    Ou sou careta de pau?

    Buenas.

  509. AZINGULA

    Do modo que quiser por onde quiser.

    O Estadão foi proibido de publicar noticias sobre a família do Sarney. Olha a censura ai gente!!!!.
    Vai chegar no blog. Vai chegar no Pacheco.
    Depois o Pacheco diz que o Lula que é comunista.
    Censura assim so na China.
    O Sarney que prove a sua idoneidade e processe o Estadão.
    É assim que funciona uma democracia. ou assim que deveria funcionar.
    As sessões do senado estão proibidas para menores de 18 anos.
    O “as engula” baixou o nível, eta cabra macho!!!!
    Juro que me arrepiei.

  510. gthomas

    Sandra: podemos entao viver sem leis? Eh isso?
    ou certas imposicoes?

    LOVE
    G

    o

  511. gthomas

    Por que entao nao liberar TUDO?

  512. Sandra

    Gerald, claro que não podemos viver sem leis. Mas não aprovo uma lei só porque ela veio dos EUA.

    Por exemplo: Lei Seca;

    Por exemplo: Pena de Morte.

    O que o Zeca disse foi: aqui é assim e acabou a discussão. Aliás, a discussão é idiota, já que a minha opinião é a certa.

  513. Sandra

    Acho que é mais fácil não liberar o que já não está liberado do que proibir o que já é liberado.

    Exemplo: Álcool

    Exemplo: Cigarro

    Portanto acho MUITÍSSIMO arriscado liberar e, se depois não der certo, tentar proibir.

  514. Sandra

    E por mais que me doa admitir, o fumante (careta) trabalha, estuda, dirige, pode ser um bom pai ou uma boa mãe, e NÃO MATA NINGUÉM A NÃO SER ELE MESMO.

    Não quero que meus amigos e minha família se matem, mas essa lei não os impedirá de fazê-lo. AO CONTRÁRIO. Eu, que nunca fumei em toda a minha vida, mesmo crescendo num ambiente de fumantes, já estou com vontade de fumar, porque estou até a tampa de tanta patrulha.

  515. Cintia

    bom dia!

    Oi Reinaldo,

    Entendi suas colocações, mas o objetivo aqui não é botar o ‘indivíduo fumante’ num microscópio.
    Claro que eu aproveitei pra puxar a brasa pra minha sardinha, num movimento de ‘dar a cara a tapa’ (que violência, rs) no intuito de angariar aquela forcinha básica pra parar.
    Mas a discussão é sobre a lei, as restrições, e principalmente, no meu entender, sobre a postura de certos artistas diante disso.

    beijos!

  516. Cintia

    Claudio,

    Estava pensando no que vc disse sobre o sujeito não nascer fumante – estar um fumante.
    Mas observei que o substantivo com esse final ‘ante’ tem tudo a ver, tipo um ‘gerúndio’, né não?
    Pq se o sujeito já ‘nascesse fumante’ o substantivo seria ‘fumado’!
    Já pensou?
    ‘Gente, eu sou um fumado’.
    Haaaa! 😀

  517. Zeca

    Serra implantou a lei em São Paulo.
    Serra é Tucano.
    Tucanos são aves migratórias que não saem de Washington.
    É preciso ser muito ingênuo pra achar que o Sr. Governador não tenha copiado a lei de algum lugar.

    Sandra, por favor, aprenda a ler e a nuançar suas interpretações.
    O Gerald tem razão em perguntar: POR QUE NÃO LIBERAR TUDO?

    Essa lei anti fumo é mais um controle, mais uma tentativa de ensinar o OUTRO a viver.

    É uma lei hipócrita e cínica. Assim como o mundo em que vivemos.

    Desculpe, Sandra, mas vc ainda não sacou que vivemos num McWORLD, num Ground Zero INTERPLANETÁRIO???

  518. anarquia já !

    pacheco , esse seu marcianês ta meio plutônico , paraguaio .
    será que vc quis dizer : ←⌐∂−↓ ↓₧█▒ ◄♠♠╝ ∏∑ ???

    sandra , não disse que o ” diário oficial ‘ e a ” voz do brasil ” não são para ler ou ouvir . tem gosto para tudo . só acho que publicar legislação num blog cultural é inadequado . mas o blog não é meu . só a opinião que é .

    tem coisas cafonas que eu adoro , quando me fazem rir . leis e links óbvios me tiram o tesão . uma vida óbvia me mataria de tédio . felizmente , tenho meu porto-seguro-diet . aberto até mesmo para o C.A. – cafonas anônimos …

    te amo assim mesmo .

  519. Silverio Cardoso Corrêa

    A questão como colocada, em ter de pedir autorização judicial para se apresentar fumando um cigarro numa peça É CENSURA PRÉVIA.

    Isto é inadmissível!

    Isto é um absurdo!

  520. Sandra

    Zeca, voto no Serra pelo conjunto da obra.
    Mas, NESSE CASO, acho que ele errou na dose e no amor.

    E, como eu disse, liberar o que é proibido não é o mesmo que proibir o que é liberado.

    E estamos num mundo globalizado, mas aqui não tivemos Lei Seca e nem temos Pena de Morte, ou seja, mesmo um mundo globalizado tem suas individualidades locais.

  521. oi , cintia , bom dia , gerald , all .

    hj to meio ocupado , não sei se vai dar tempo de fazer gracinha no blog . um vizinho mal intencionado e desocupado que completou 65 anos resolveu se vingar da humanidade e me denunciou na delegacia do idoso .

    o cara é um vigarista , e ameaça todo mundo , inclusive mulher e filhas com o tal estatuto do idoso . tudo porque lhe cobrei a conta de água dele atrasada 3 meses , que eu estou pagando sozinho . a caixa d’agua do prédio é comum .

    o tal nucleo de apoio ao idoso não quer saber : qualquer vagabundo de mais de 65 anos pode denunciar quem quiser sem comprovação de nada . lei de merda !

    o cara me deve e aciona a justiça contra mim . esse é o brasil dos sarneys .

  522. Sandra

    Saindo! Beijos!!!!!

  523. Cintia

    Pachecão,

    Eu tô chegando à conclusão que deve ser muito fácil parar de fumar.
    Observe o depoimento do Vargas Llosa:
    “Foi muito menos difícil do que eu temia.”
    Observe qtos já disseram aqui que pararam.
    O negócio é que a maioria dos ex-fumantes são que nem técnico de computador. Eles agem como se detivessem grandes e insondáveis segredos, e nos intimidam!
    Mas deve ser muito fácil, basta a gente encarar!
    Veja: um ex-alcóolatra tem compaixão por um alcóolatra. Um ex-gordo tem compaixão por um gordo. Pq?? Pq eles sabem o qto é difícil a trajetória.
    Mas há o ex-fumante que faz chacota do fumante. Pq??
    Apenas pra se vangloriar de uma vitória que deve ter sido, na verdade, muito facilmente conquistada!
    Pense nisso!
    Pois,
    creio que acabei de descobrir a pólvora sem fazer barulho!!
    😀

    beijos!

  524. Zeca

    Sandra, pelo amor dos deuses, vc acredita mesmo nessa bobagem de mundo globalizado???

    “Voto no Serra pelo conjunto da obra”.

    Que obra?

    Essa é a piada do dia!!!

  525. Silverio Cardoso Corrêa

    Parece que a questão já está equacionada.

    Está liberado fumar no palco.

  526. Sue

    Claudio…Brasil dos *Sarney’s*….Renan….Collor….fiquei passada hoje no BOM DIA BRASIL , com a cara de Collor ,.., as *palavras ameacadoras…para o Senador Pedro Simon….
    Cara fiquei passada….

    QUE PAIS EH ESSE , desde anos 80 Renato Russo ja cantava isso…e nada mudou…..

    QUE MORAL COLLOR tem para estar la…e pior ameacar PEDRO SIMOM….

    Cheguei a voltar 3x a reportagem , pois era inacreditavel…

    e qdo Senador Simon,… , manda ele falar o que de tao grave tem contra Simon,ele simplesmente se cala…..

    CARAMBA eh muita cara de pau….mais cara de pau ainda os *eleitores* votarem nesse povo….

    Isso desanima….

  527. Cintia

    Xiii Claudio,

    Acho que vc tem que procurar logo um Caboclo despachador de processos, viu.
    A coisa tá feia pro teu lado, rs.
    Que coisa! 😀

    “só acho que publicar legislação num blog cultural é inadequado”
    “leis e links óbvios me tiram o tesão”

    Eu não entendi pq de repente vc e outras pessoas ficaram assim avessas a links!
    Qq link ou matéria colada tb é informação, e facilita muito a pesquisa de todos. Eu nunca teria essa paciência de relojoeiro do Ekran de buscar tantas referências sobre o assunto pra trazê-las pra cá.
    As minhas restrições qto às chatices, rs, dele, são outras.
    😀

    beijos!

  528. Sue

    Magnifico….motores ligados…, acelerando…a espera de uma nova cronica / post…que venha com *teatro* , cultura….luas….(alias a Lua ontem por aqui esta um sonho de tao linda)….

    ….

    Aguardando o NOVO….

    Beijos

  529. Sandra

    Você não gosta do Serra, Zeca?

    Acho que eu estava pegando pesado demais com ele. Se você não gosta dele, ele deve ser gente finíssima.

  530. Fulgêncio Jr.

    Sejamos humanos, somos inteligentes
    respeite o irmão
    também somos doentes
    vivamos em comunhão
    quanta gente sem os dentes
    tudo é pra consumo
    nosso e dos dementes
    usemos a natureza
    com harmonia e fineza.
    A vida é bela, acredite …
    respeite o seu limite.

    O mundo é grande, mas é finito.
    O mundo é ótimo, respeite o próximo.

    Charuto Cubano é o máximo,
    suco de cenoura com beterraba, também.

    A vida é bela, acredite.

  531. Cintia.

    Largar de fumar é facilimo.

    Eu mesmo já larguei mais de dez vezes.

  532. Glorinha

    sobre cigarros (não exatamente sobre o post)
    lembro-me na juventude de propagandas de cigarro associadas à liberdade, juventude, saúde, alegria…
    cigarros eram para pessoas que sabiam o que queriam
    pessoas “finas”
    pessoas guerreiras que não tinham medo do perigo…
    anos depois… neste ano de agora o que vejo,
    tudo de novo e novo, repaginado a nos mandar para o outro lado do canal….
    sinto as manipulações do comércio, da indústria e de tudo o que cerca a mais perniciosa das coisas…o interesse no crescimento monetário de alguns poucos gatos pingados que tentam manipular o que chamam de “resto”…
    o que me resta?
    resta-me pensar que acima das leis que tentam doutrinar deve existir algo maior do que tudo isso…algo que se chama “o eu” interior de cada um, que sabe, na hora em que consegue saber, qual e o seu melhor caminho….
    aos que fumam a clareza de um pulmão menos claro…aos que não fumam a certeza de não estarem sós…estão acompanhados da fumaça dos fumantes, e aos que acham que tanto faz, acreditem, saber com consciência ainda é a melhor das propagandas que não inventaram…
    [[]]

  533. Glorinha

    Bom dia para todos!!!

    [[]]

  534. Zeca

    EU NÃO GOSTO DE NENHUM POLÍTICO. NENHUM.
    DIZER QUE SERRA TEM UMA “OBRA” É O MESMO QUE DIZER QUE A “OBRA LITERÁRIA” DO SARNEY É SENSACIONAL.
    FREQUENTO ESSE BLOG POR CAUSA DO GERALD E NÃO DOS COMENTÁRIOS. TODOS MUITO CHEIOS DE SI. TODOS DONOS DA RAZÃO, MAL HUMORADOS, E QUE AINDA ACHAM QUE O BRASIL NÃO COPIA NADA DOS USA OU EUROPA. É POR ISSO QUE VOCÊS NÃO ANDAM, PARECEM ETERNAMENTE EMPACADOS. QUER SABER? VOCÊS MERECEM OS POLÍTICOS QUE TÊM!!!

  535. Zeca

    SUE, VC TEM RAZÃO!!!
    TÔ INDO LÁ VOMITAR!!!

  536. Aninomyous

    O cigarro ainda há de se tornar proibido tal qual os entorpecentes, embora ele não dê barato algum, ainda é extremamente toxico e insalubre.
    Antigamente a LSD em sua descoberta era considerada uma substância capaz de ‘abrir as portas da mente’, The Doors, Woodstock, Monterey Pop Festival, Pink Floyd…e finalmente, Syd Barret entra numa viagem sem volta (danos irreversíveis), mortes, mortes e mortes…a LSD passa a ser considerada droga e banida da cultura, assim foi com a Cocaína na época onde Sigmund Freud prescrevia ela a algunsde seus pacientes, notando posteriormente que além de levar à dependência, as doses precisavam ser aumentadas e que o organismo não tem meios de suportar também foi levada à lista das drogas proibidas, … há por exemplo outras drogas que até são beneficas, tipo o café faz bem pro coração, ajuda a criar musculatura aumentando o glicogênio, o vinho é funcional…etc e tal desde que sejam ‘apreciados’ de forma moderada…desculpem a insistência, não querendo ser puritano ou chato, mas uma droga, digo, um toxico como o cigarro que ‘não tem doses seguras para utilização’, que faz com que o mais prejudicado se sinta privado em sua liberdade por lhe tentarem concientizar, so pode ser uma grande concorrente para a proxima eleita a ser banida da cultura e utilização popular.

  537. Zeca

    PACHECO, VC É ÓTIMO!!!

  538. Zeca

    Sandra, vc lembra o que o seu amado e idolatrado Serra disse sobre a gripe H1N1 que no começo ainda era chamada de suína? Vou refrescar a sua memória:

    “A gripe suína é transmitida dos porquinhos para as pessoas só quando eles espirram, ou quando a pessoa chega mais perto no nariz do porco.“

    Ele ainda tentou consertar a asneira:

    “Portanto, a providência elementar é não ficar perto de porquinho algum, mesmo não tendo a gripe suína no Brasil. Ela pode ser transmitida de pessoa a pessoa, mas não temos nenhum caso registrado ainda”

    Não acreditam? Vejam o vídeo:

  539. Cintia

    Pachecão,

    Eu tentei 2 vezes. Uma delas foi qdo li essa listinha abaixo de alguns dos componentes:

    acetato de chumbo
    cadmio – metal, uso em pilhas
    xileno – uso em tintas spray
    pólvora
    naftalina
    methoprene – anti pulgas
    acetona
    formol
    amônia

    Aaaargh!!!
    O mecanismo no cérebro que nos faz continuar realmente é algo estarrecedor, totalmente incompreensível!!

  540. Zeca

    Depois de ter visto esse comentário de Serra sobre os “porquinhos gripadinhos”, fico imaginando sua grandiosa OBRA.

    ACORDA BRASIL!!!

  541. Daniela

    Cintia,

    Jamais fiz chacota pelo fato de ser fumante.
    Sou ex fumante e simplesmente te dei os motivos que considero válidos para te dar uma mão a pararde fumar.
    Mas atée ai apena a decisão é sua, e nem por isso vou te rexaçar.
    Ja diz a música:
    Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.
    Por isso nem mexi como Pacheco pois sei que ele é de opinião forte e ali ia dar babado.
    Além do que perder amigosó se for por piada boa, jamais por cigarro.
    Beijos sabor bolo de cenoura que estu indo preparar e depois estudar hebraico que esta me deixando malu.quinha.
    Saudade das aulas de alemão do Goethe.
    Ao menos conhecia asletras e escrevia do lado que conhecia por certo a vida toda – da esquerada pra direita-.
    Beijão
    Fui
    Medaber, cotev, ledaber ivrit.
    DG

  542. Sandra

    Zeca, considerando-se que você entrou no post dizendo que não sabia como o Gerald tinha paciência para aguentar NÓS comentaristas (claro que você se excluiu desse NÓS),

  543. Cintia

    Zeca 11:49,

    Fuma um cigarrinho que vc se acalma.

  544. Sandra

    ops, falha nossa.

    continuando…

    Zeca, considerando-se que você entrou no post dizendo que não sabia como o Gerald tinha paciência para aguentar NÓS comentaristas (claro que você se excluiu desse NÓS), que só falávamos bobagens, mesmo que essas bobagens fossem discussões sobre o post que ELE colocou no blog DELE, não estou nem aí com sua doutrinação.

  545. Cintia

    A 2a. vez foi com Zyban. Qdo estava quase conseguindo, entrei numa situação de stress familiar tão violenta que nem o Zyban segurou a onda.

  546. Sue

    CONCORDO COM VOCE , Zeca….

    Na obra dos Politicos , nao sobra um….

    Mas confesso que depois do *debate* do Senador Pedro Simon,.., pelo menos me senti orgulhosa de ser Gaucha ,.., e ter alguem como ele Pedro Simon la….tentando…algo ao menos !!! (Peitar o Collor)….

    Vou junto….

    Beijos

    04/08/2009 – 11:53

    Enviado por: Zeca

    SUE, VC TEM RAZÃO!!!
    TÔ INDO LÁ VOMITAR!!!

  547. Sandra

    Cintia, acho que cada um tem um jeito de parar diferente, se essa é a vontade da pessoa.

    O que estou percebendo aqui no blog é uma sensação de derrota se não se conseguiu na primeira ou na segunda vez.

    O que há de errado em tentar 20 vezes, até encontrar seu próprio caminho?

    ISSO SE FOR A SUA ESCOLHA.

  548. Cintia

    E por aqui encerro minhas considerações fumígenas (haa, adorei esse termo, que li num dos 253 textos enviados pelo Ekran), pq pior que ex-fumante chato é a própria fumante ser chata!

  549. Claudio.

    quando estive estudando em marte não haviam inaugurado a escola verde de design espacial.

    fui ensinado a escrever marciano ao modo antigo.

    e fiz somente bo básico.
    mas estou atento as tuas mensagen e pergunto,

    O Artigo masculino ainda é escrito assim IIIIIIII) ou aumentou de tamanho?

    ◄♠♠╝#!!!

    Pacheco 😀

  550. Cintia

    Fulgêncio,

    Vc tb é um poeta, legal!

  551. Sairei de Vitoria as 14 00 hml com destino belmonte.bate e volta trazendo rebocado.Serào dez dias no mar.
    navegaremos.
    Voces aqyui e eu no mar pensando em voces.

    Verei golfinhos e baleias.Sentirei o balanco das ondas e os ventos nos atravessando.
    Viverei novas etapas de caminhos ja conhecidos.
    Certamente sentirei muitas saudades.
    Navegando e nào blogando mas fumando.
    Estou levando apenas um pacote.Serão dez macos.Um previsto por dia.
    Tentativas de reducoes.
    Teste apenas.
    Teste apenas
    A duras penas.
    Cotas pequenas
    Valerão as penas?
    farei novenas
    REDUZIREI?

    Não sei mas tentarei de novo.
    Quem nasceu primeiro a galinha ou o ovo?
    O Povo?Que povo?
    Do sarney?
    Simplesmente Nào sei.
    Daqui a dez dias saberei.
    Então entrarei e direi

    Cheguei 😉

  552. T, MT

    Sandra,

    O Estado já regula o que eu como, assisto na TV, leio no BLOG e etc. E é muito bom que seja assim. Evidentemente, ninguém é favorável a transformar o cidadão num robô (sem vontade). No entanto, não é razoável aceitar o império do caos em que cada um faz o que bem entender. Não é assim que se vive em sociedade, como se sabe. Essa lei antifumo, do pouco que sei, já se mostrou boa em outros lugares e, por isso, pode ser benéfica para o povo paulista. A meu ver, essa conversa de “Revolução dos Bichos”, na qual o Estado vai virar um monstro autoritário, não faz o menor sentido porque essa lei nada tem de autoritária. É conversa de dom-quixote…

  553. Cintia.

    mais que o mecanismo no cérebro o que nos faz continuar é o dinheiro no bolso ou na bolsa.

    e a vontade enorme do governo em nao perder a tremenda arrecadacao em tributos que pagam os cigarros.

  554. Em santos quando eu estive acompnhando um periodo no qaul a mae da Ana esteve internada eu tinha de ir a uma varanda destinada aos fumantes.Era ar livre e isolada.Junto sempre aprecia uma senhora muito magra.mais magra que modelo em jejum.O marido dela estava morrendo de cancer e gritava tanto quando viam as dores que acordad toda a ala do terceiro andar.
    E mesmo assim ela continuava fumando.
    é memo incrivel como o cifgarro escraviza certas pessoas assim com eu.
    Larga Cintia Larga.
    Voce tem tempo.
    Seja maior que este tubinho que te submete.
    mada ele direto para a lata de lixo.
    E sorria
    YOU WIN

    Hahahahahahahahahahahahahahahahahah 😀

  555. E atenção.

    URGENTE.

    Estudios revelam que mulheres fumante s e residentes em Salvador perdem cabelos em ritimo alucinante.

    As que trabalham com qualquer forma de arte se frequentarem praias ficam com peitos e bunda mole antes do trinta e cinco anos;
    E as que namoram ficam banguelas de tanto beijar.

    estas regras são mais sentidas para as não nascidas em solo soropolitano.

    principalmente se estiverem morando com ou perto de duas sobrinhas e uma irmã.

    As que se chamam Cintia então……

    Fontes desconhecidas.

  556. Marcela

    04/08/2009 – 10:38 Enviado por: Zeca

    “…Desculpe, Sandra, mas vc ainda não sacou que vivemos num McWORLD, num Ground Zero INTERPLANETÁRIO???”

    Aff, q esse negócio de rotular tudo me cansa, acho o ó.

  557. Marcela

    04/08/2009 – 12:19 Enviado por: Cintia

    Zeca 11:49,

    “Fuma um cigarrinho que vc se acalma.”

    04/08/2009 – 12:20 Enviado por: Sandra

    ops, falha nossa.

    continuando…

    “Zeca, considerando-se que você entrou no post dizendo que não sabia como o Gerald tinha paciência para aguentar NÓS comentaristas (claro que você se excluiu desse NÓS), que só falávamos bobagens, mesmo que essas bobagens fossem discussões sobre o post que ELE colocou no blog DELE, não estou nem aí com sua doutrinação.”

    04/08/2009 – 12:38

    Enviado por: Pacheco

    Claudio.

    “quando estive estudando em marte não haviam inaugurado a escola verde de design espacial.

    fui ensinado a escrever marciano ao modo antigo.

    e fiz somente bo básico.
    mas estou atento as tuas mensagen e pergunto,

    O Artigo masculino ainda é escrito assim IIIIIIII) ou aumentou de tamanho?

    ◄♠♠╝#!!! ”

    Pacheco

    Minha viagem naufragou, mas as piadinha do blog estão compensado.
    hahahahaha. ♥♥♥

  558. Marcela

    ops, desculpe nossa falha

    “…as piadinhas…

  559. Cintia

    Daniela,

    Please, não me referi a ninguém que se pronunciou aqui não!
    Vcs aqui, pelo contrário, só têm me ajudado nesses 3 dias de post.
    Me referi a ex-fumantes que já topei ao longo da vida, me olhando de cima pra baixo, pq ELES conseguiram essa proeza, e eu ainda não.
    Vcs aqui só têm me dado força com suas experiências pessoais.

    Sandrita,

    Eu sei que cada um tem seu momento e sua hora, mas te digo que realmente estou convencida de que de todas as dependências, o tabagismo é a mais fácil de se livrar, ao contrário de obesos ou alcóolatras por ex., que além de serem muito mais estigmatizados, têm que passar por processos muito mais longos, complexos e dolorosos.

    Doidão,

    Valeu, rs!

  560. Cintia

    * seu momento e sua forma

  561. AZINGULA

    A censura togada mostra, mais uma vez, que veio para ficar. Um quarto de século depois da redemocratização voltamos ao vale-tudo. Desta vez expresso em juridiquês. Os senadores Fernando Collor e Renan Calheiros, igualmente acusados de improbidade, são proprietários de currais midiáticos em Alagoas, o estado que dividiram entre si. E, no entanto, não pouparam ataques à mídia na vergonhosa sessão de reabertura dos trabalhos legislativos. Como se a imprensa fosse culpada pelos vexames produzidos na Cidadela da Devassidão, também chamada de Senado.
    O senador José Sarney declara que em sua longa carreira política jamais processou um jornalista e, em seguida, lê uma nota em que designa o trabalho jornalístico do Estadão como “infamante campanha”. Tenta demarcar-se da ação patrocinada pelo filho, o empresário de mídia Fernando Sarney, e, ao mesmo tempo, endossa o ato censório promulgado por um magistrado ligado ao seu clã.

    A República vive um de seus piores momentos – a única instituição capaz de salvá-la é a imprensa. Só ela é capaz de despertar a sociedade diante das emergências. Ao mesmo tempo em que distrai o cidadão com a enxurrada de irrelevâncias e modismos, também é capaz de embargar esta avalanche de hipocrisia e cinismo.
    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=549JDB001

    Quando a justiça perde o seu rumo vira uma ação entre amigos, quando o poder perde a sua legitimidade pelo excesso de fisiologismo, corrupção e impunidade, vem a anarquia, a revolução. Foi assim em todas as revoluções. Será que nunca vão aprender?. Será que a moral é um fardo muito pesado para se carregar? ou são todos inconseqüentes?

  562. Ekran

    Na Folha de hoje

    Após protestos, governo libera fumo nos palcos

    Secretaria de Justiça decide pelo “princípio da insignificância” e suspende proibição ao cigarro em cena; atores comemoram medida

    JOSÉ ORENSTEIN
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    O fumo em cena nos espetáculos teatrais não será mais proibido, de acordo com nota à imprensa divulgada ontem pela Secretaria de Justiça do Estado. A Lei Antifumo, que entra em vigor no Estado de São Paulo a partir de sexta-feira, dia 7, inclui teatros entre os ambientes proscritos.

    Mas, nesta segunda-feira, o governo decidiu pela suspensão da proibição, por julgar que “o fumo em cena, quando necessário para uma peça de teatro, é irrelevante do ponto de vista de prejudicar as outras pessoas”. A proibição nas outras dependências do teatro que não o palco permanece. A decisão foi tomada com base no “princípio da insignificância”, que considera desnecessário punir um ato ilegal considerado pequeno.

    Como noticiado pela Ilustrada no último domingo, a interdição do uso de cigarros em cena vinha preocupando artistas, que deveriam pedir autorização judicial se quisessem fumar no palco.
    Segundo o secretário de Justiça, Luiz Antonio Guimarães Marrey, “foi feita uma ponderação de valores entre a finalidade de proteção da saúde pública e a de garantia da liberdade artística”. De acordo com Marrey, após discussão interna, pesou mais esta última, e por isso está liberado o uso de cigarros pelos atores no palco.

    O governador do Estado de São Paulo, José Serra, já teria inclusive manifestado sua posição favorável à liberação para algumas pessoas ligadas à classe teatral e apenas confirmou sua opinião, segundo Marrey.

    Ainda de acordo com o secretário, trata-se de um esclarecimento em face da polêmica surgida no setor teatral e os agentes do governo estadual que vão fiscalizar a lei serão orientados a não multar os teatros que promoverem peças com cigarros. “Mas é bom salientar que o fumo continua proibido nos teatros e casas de espetáculos. Só está liberado o uso pelos atores no palco quando a cena exigir”, diz Marrey.

    O ator e diretor Celso Frateschi, que se dizia incomodado com a interferência da lei no teatro elogiou a medida.
    “Corrige-se a tempo um retrocesso que seria como uma censura. Não se pode permitir nenhum avanço sobre a liberdade artística; é extrememente positiva a notícia.”

    A atriz Mika Lins, em cartaz com “Memórias do Subsolo”, uma peça em que o cigarro é elemento fundamental, também aprova a mudança. “Estou feliz, acho que o governador teve bom senso. Vetar um elemento de cena seria como andar para trás -há 25 anos, a gente fazia espetáculo para a censura. Ele percebeu que não fazia sentido manter essa medida. Não é só pela minha peça, é uma questão maior, do cerceamento à liberdade artística. Fico satisfeita.”

  563. Ekran

    José Serra no twitter: http://twitter.com/joseserra_

    Lá está a lei anti-fumo mencionada pelo governador, no dia 30/06.

  564. Cintia

    “A atriz Mika Lins, em cartaz com “Memórias do Subsolo”, uma peça em que o cigarro é elemento fundamental, também aprova a mudança. “Estou feliz, acho que o governador teve bom senso. Vetar um elemento de cena seria como andar para trás -há 25 anos, a gente fazia espetáculo para a censura. Ele percebeu que não fazia sentido manter essa medida. Não é só pela minha peça, é uma questão maior, do cerceamento à liberdade artística. Fico satisfeita.””

    Eu nem sei quem é essa Mika, mas já peguei raiva dela, rs.
    Vai ter uma noção de Arte limitadazinha assim lá na casa do chapéu!

  565. Zeca

    Sue, haja vômito!!!

  566. Zeca

    Sandra, não desconverse. Diga-nos quais são as OBRAS COMPLETAS do Sr. José Serra.

  567. Zeca

    Quem é Mika Lins?

  568. Zeca

    Dá pra confiar num político (impossível) que implanta uma lei e depois “disimplanta”? E ainda por cima aparece com aquela cara de quem não dorme (sim, o Serra parece ser alguém que sofre de insônia) e fala um monte de sandices. O cara tem rabo preso EVERYWHERE.

  569. Zeca

    Essa Mika Lins fica satisfeita com o quê?

    Eta paisinho provinciano!!!

  570. Zeca

    A única OBRA do SERRA vem do verbo OBRAR, sinônimo de DEFECAR.

    E AINDA POR CIMA NAS NOSSAS CABEÇAS!!!

  571. AZINGULA

    Liberar o fumo em cena.
    Quanta hipocrizia.
    Este é o pais dos precedentes.
    Quem pode mais chora menos, não usa algemas.
    Tambem deveria ser liberado a cacaina, a morfina,
    o opio em cena. Vamos ensaiar que estou uma vontade
    ce ingetar umas droguinhas.
    Que bando de hipocritas.
    Fumar ou não furmar. Eis a questão.
    Eu sou a favor dos artistas abolirem a bala de festim para não fugir do realismo.

  572. Zeca

    Do twitter do insôsso governador do Estado de SP:
    (será que é ele mesmo que twitta?)

    “Contagem regressiva: no dia 7, lei antifumo em vigor. Já viram as ampulhetas?”

    Ampulhetas???

    Fui ao google e descobri (até vi fotos) das ditas cujas.

    Só no Brasil mesmo.

    Que circo.

    UM CIRCO DE RINS E FÍGADOS E PULMÕES CANCERÍGENOS!!!

  573. targinosilva

    Cintia.

    É o fim do mundo.
    O cidadão veste uma roupa de artista, pronto.
    Vestiu a infabilidade papal.
    Pode espalhar merda no ventilador que a plateia
    vai aplaudir de degrutir como se fosse creme de chocolate.

  574. Sandra

    Eu certamente acho que tudo fica mais díficil com a inútil auto-imposição de que se não se conseguir atingir seu objetivo dessa vez nunca mais se terá outra chance.

  575. juliano

    A lei anti-fumo é constitucional tendo em vista que não proibe ninguem de fumar. O cidadão pode fumar na rua, em casa, apenas em lugares públicos e em respeito aos não fumantes deve se abster. Muitos fumantes já faziam isso por educação. O fumo passivo já foi comprovado cientificamente Sandra. Não vejo patrulha, perseguições,nada. Acho que a lei poderia ser menos radical, permitir fumodromos,etc. O que vi nos comentários é que há pessoas que acham que uma lei deve ser cumprida somente quando for justa, e justiça no entendimento individual, é absurdo isso., e muitos ainda acreditam que isso é rebeldia e livre manifestação artistica. Teve comentário que acha absurdo prendr quem transa em praça pública,rs. Está cheio de seguidores de Bakunin nesse blog,rs. Vamos ressuscitar o velho.

  576. Sandra

    Targino, não é tudo que uma roupa de artista libera, mas lembre-se que o fumo é uma droga lícita.

  577. Zeca

    Zeca grita desesperadamente:

    SANDRA, EM QUE MUNDO VOCÊ VIVE?

  578. Zeca

    “É o fim do mundo.
    O cidadão veste uma roupa de artista, pronto.
    Vestiu a infabilidade papal.
    Pode espalhar merda no ventilador que a plateia
    vai aplaudir de degrutir como se fosse creme de chocolate.”

    PALMAS PARA O TARGINO!!!

  579. Zeca

    O que será que o Clinton falou pro Kim Jong-Il hoje de manhã em Pyongyang?

    Quem Clinton representou ?

    Os USA, a Hillary ou o Obama?

  580. Sandra

    Sinceramente, alguém têm mesmo esperança que um vício se acabe por decreto? Se fosse assim, ninguém consumiria drogas ilícitas. A lei ajuda diminuindo o contato da droga com quem nunca o teve e não irá fazer um esforço além da lei para procurá-lo.

    Alguém já conseguiu fazer uma pessoa parar de fumar NO GRITO? NA ORDEM?

  581. Zeca

    Seguidores de Bakunin nesse blog???
    Agora o caldo entorna de vez!!! ha ha ha

    Cigarro droga lícita… hmmmm… sei, sei…

    É lícita porque as Souza Cruz(es) e Philp Morris da vida precisam de bilhões de viciados!!!

    O governo, o Estado, os políticos e afins estão cagando e burrifando pra saúde dos seus cidadãos. É tudo politicagem.

    A lei não vai diminuir o vício nem impedir que alguém comece a fumar.

    Pelo contrário (como prova as estatísticas em países onde é proibido fumar faz tempo).

  582. Sandra

    Juliano, se fosse assim, eu já teria morrido de câncer no pulmão ou ataque cardíaco.

    Mas… um bar é público? Para mim, ele é do proprietário. Se ele permitir fumantes nesse bar e deixar um aviso sobre essa condição, só fuma por tabela quem entrar nesse espaço.

  583. targinosilva

    Que faz um ator no palco?
    Encena, exerce sua profissão.
    Por que um ator exercendo a sua profissão pode fumar e
    outros profissionais não podem fumar exercendo a profissão?
    É lei igual para todos, principio constitucional.
    Só os porquinhos do Jose Serra podem explicar.
    Não esta qualificado para ser Presidente:
    Usa dois pesos e duas medidas.

  584. Zeca

    Vcs já assistiram THE AWFUL TRUTH, do Michael Moore???
    Se não viram, vejam!!!

  585. targinosilva

    Sandrinha.

    Andar de automovel tambem é lícito mas tem limites de velocidade.

  586. targinosilva

    Sandrinha.
    Voce é um espanto.
    Voce deveria gastar um tempinho da sua vida para
    estudar um pouquinho de leis, deveres, direitos, etc. Voce não pode criar um estabelecimento publico
    e criar restriçoes de acesso, a fumantes, não fumantes,
    pretos, brancos, heteros, homossexuais, somente as
    restriçoes legais, previstas em leis.

  587. Sandra

    Targino, discordo. Um médico, professor ou motorista de ônibus não poderiam fumar no seu trabalho. Um jardineiro, pedreiro ou qualquer pessoa que trabalhe ao ar livre, poderia.

    E, para mim, qualquer pessoa que estivesse num fumódromo poderia também.

    Um ator pode. Um pai-de-santo também. É uma droga lícita, a liberdade religiosa e artística é importante, e, um ator de uma peça adulta não vai envenenar nem influenciar ninguém.

    Da mesma forma: um médico deve manter as mãos limpas, um pintor não precisa. Aliás, na minha família, se você fosse fazer um desses serviços (pedreiro, pintor… ) e se esquecesse de tirar o relógio, levava uma bronca. Você assistiu O Poderoso Chefão III? Quis bater naquele sujeito fazendo massa de macarrão de terno, com as pontinhas dos dedinhos delicados…

  588. o zeca pensa umas coisas que eu penso . tem umas ideias bem próximas das minhas . parece comigo , só que muito mais chato .

    tem frases dele que me dão vontade de copiar , editar e republicar . é que no original parecem cuspidas , no bom sentido .
    ………………………………………………….
    cintia
    pacheco
    ja volto

  589. Sandra

    Mais ou menos, Targino. Você pode dizer: nesse estabelecimento não se entre sem camisa, por exemplo. E você pode proibir beijo na boca na sua padoca, se desejar. E, por mim, você poderia dizer: nesse estabelecimento autorizo que se fume. Você não estaria restringindo a entrada de não-fumantes.

  590. não parece que o zeca digita com fúria ?

    cintia , nao tenho nada contra os links , muito pelo contrário . G-diet é um linkão , pret-a-porter .

    pacheco , artigo masculino ainda é metafora para aquilo que pesa na foto do Gerald ?

    esta parolera designa pedido de sos na linguagem stelar spiritual das8 :
    |VL…Ь ҖҜўχ Ự₪∏∟ ⅛ ≤≡╠╜╗■▓▓ﭗ ∏₧ ⅞ ∏╝╟
    espero que vc compreenda , porque a coisa tá ºòĻ۩كџћ۩ۈ۝۩

  591. AZUL (Meninas Super Poderosas)

    Ops!!

    Verde (Sandrinha ) , Rosa (Cinthia) , meninas …Ana Paula , Glorinha , Susan Xara….Marcela….Ryo….meninos do bem…
    Esta na hora de nos unirmos….para *levantar* o nivel !!!

    Contamos (MSP) com voces !!!

    Beijos

    Saudades

  592. não parece que o zeca dá um soco no teclado no final de cada frase ?

    cintia , não é caso de uruca . eu sou um tipo de figura , meio que como o Gerald . meu estilo de vida atrai amor e rancor na mesma intensidade . uma relação estranha sem meios termos . sempre foi assim .

    só que hj em dia , sendo as leis produzidas por canalhas , está nas mãos dos canalhas .

  593. Silvinho

    Pachequinho meu amor:
    Estarei aguardando ansiosamente pela sua volta a Caravelas depois de 10 dias no mar. Quando te der tesão no mar, pense em mim que estou em terra te esperando e não naqueles marujos feios.
    Vamos ser um casal feliz na sua volta, te convido para comer uma pizza de calabresa.
    Te aguardo meu amor.
    Do seu Silvinho

  594. juliano

    Sandra você não pode abrir um bar e ficar proibindoa entrada de pessoas segundo seus criterios, na sua casa você pode. Mesmo a propriedade privada tem limites, você não pode transformar seu quintal num lixão, queimar pneus, ouvir musica alta no seu apartamento após certo horário, desrespeitar o regimento do seu condominio.A lei pode fazer restrição e ainda com limites. Então posso abrir um bar no qual o uso de drogas está permitido e só viciados poderiam frequentar? Não posso, porque a lei não pernite, assim como a lei não permite um bar só de fumantes. Conheço muitos fumantes que tambem não morreram de cancer, agora dizer que o fumo passivo não faz mal, cite uma unica pesquisa ou um unico medico que colabore com sua tese?

  595. AZUL (Meninas Super Poderosas)

    Claudio (Menino do bem)

    Voce fez eu rolar de rir…valeu !!!
    Nessa tarde *quente e cheia de trabalho com vontade de nada fazer*…so voce mesmo!!!!

    ***********************

    AH! Hoje a noite vou *assistir *Wandering Heart*…..ficou chic o nome nao ??? Vou assistir CORACAO VAGABUNDO ,.., taran taran…sera que eh BOM ??? !!! Cae….so as musicas ja valem

  596. Zeca

    Claudio Diet, obrigado.

    Não digito com fúria não.

    É que não consigo acreditar que Serra, Ruth Cardoso e tantos outros nomes que me embrulham o estômago e me dão enjoo maríitimo em terra firme, sirvam de farol para alguns.

    Que coisa mais surreal essa babaquice de ampulhetas. Assim como osque esses atores tapuias estão reivindicando (e pelo visto conseguiram).

    O problema é que fica tudo na superfície. Ninguém questiona a indústria tabagista. O governador do Estado de SP decidiu colocar essa lei em vigor pq por trás dela deve ter rolado muita grana.

    E outra: PRECISAMOS DE LEIS.

    E mais outra: NÃO CONFUNFAM CU COM BUNDA!!!

    E Sandra, concordo com o Targino: VOCÊ É UM ESPANTO. Deus do céu, nunca vi alguém enfiar tanto os pés pelas mãos!!!

  597. Zeca

    sorry pelos erros de digitação na mensagem anterior

  598. Sandra

    Zeca, eu lhe responderia, mas como você prefere conversar com o Gerald, e não com os comentaristas com os quais não sabe como ele tem paciência, pois falam de assuntos irrelevantes (do post), não lhe darei esse desprazer.

  599. Zeca

    Claudio Diet, vc resumiu de maneira curta e grossa (no bom sentido) o assunto. Acho que podemos por um ponto final nessa lengalenga de lei anti fumo:

    ‘só que hj em dia , sendo as leis produzidas por canalhas , está nas mãos dos canalhas .”

  600. Sandra

    Juliano, você está confundindo

    “um bar onde se permite fumar no seu interior”

    com

    “um bar que proíba o acesso de não-fumantes”

    São coisas distintas.

  601. Sandra

    Juliano, onde há dois médicos há três opiniões.

  602. Zeca

    claudio diet, uma dúvida: pq eu sou muito mais chato?

  603. Zeca

    Sandra, perái, vou ali buscar o kleenex, pois vc me deixou tão mal… ha ha ha

    Quero que, pelo menos, vc me fale das OBRAS COMPLETAS do Sr. José Serra.

    Lembre-se que no caso dele, o substantivo OBRA vem do verbo OBRAR, ou seja, sinônimo de DEFECAR.

  604. Sandra

    Se os médicos forem judeus, responderão suas dúvidas com perguntas, mas terão um humor muito… diferenciado.
    (momento preconceito)

  605. Sandra

    Saindo! Beijos!!!!!!!!!!!!

  606. zeca , não é chato , chato . é talvez excessivamente na real . isso é chato . eu não . vivo num mundo em que tudo que eu considero lógico é absurdo , e o mais absurdo , normal . um transtorno . desde a pancada no espaço . algo atingiu minha nave . e caí aqui .

    tento ligar para casa mas só dá ºòĻ۩كџћ۩ۈ۝۩ .

    pode me chamar de claudio . e visite o diet . mande umas coisas .

  607. Mário Z.

    Eu gosto muito do Gerald, mas como pensador ele deixa a desejar. O que não quer dizer grande coisa, já que pensar é um acontecimento da maior raridade. Todo o meu apreço a quem tenta, seja qual for o grau de seu sucesso na empreitada.

    Um pensador mete a faca no lugar preciso. E o lugar preciso, neste caso da proibição do fumo nos teatros, qual seria?

    A obrigatoriedade de um singelo aviso ao público, algo como: “Neste espetáculo fuma-se tabaco em cena”.

    E o público que faça sua escolha.

    Simples, quase óbvio de tão simples.

    Facas cortam no ponto preciso: desde que afiadas e, claro, bem manejadas. Serras estraçalham.

    Espero que o blogue não acabe. Apesar das minhas já mencionadas reservas, Gerald e o Vampiro fariam muita falta.

    Aquele abraço.

  608. Valéria

    Um olá a todos

    Acho ótimo que parem de fumar no teatro também, e que todos ATIVEM A IMAGINAÇÃO.

    Assistir a peças em que os atores fumam incomoda MUITO.
    Acho que dá pra fazer peças sem precisar acender cigarros. Que acendam a imaginação dos espectadores e não incômodos (pra quem é alérgico então), péssimas influências e falta de criatividade.

    Concordo e muito com vc, Gerald, não é censura, é bom senso.

    bjim

  609. Cintia

    Olá galérica!

    AAARRAASAAARAAAMMMMM na discussão da tarde, hein!
    Amei!! 🙂

  610. Cintia

    Segundo o consultor de finanças pessoais da Band News FM:

    classe média baixa – 1 carro na garagem
    classe média média – 2 carros na garagem
    classe média alta – 3 ou mais carros na garagem

    ricos – ? uma frota…?

    hahaha hohoho.
    acho que eu já virei pobre faz tempo e não me dei conta!

  611. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 10:29 Enviado por: Cintia

    Cintia
    Entendeste claramente a minha abordagem do tabagismo; e
    certamente não dependes de lei para respeitares os não fumantes.
    Beijo.
    Reinaldo

  612. Márcia

    Caramba, haja fôlego hein Sandra.

  613. Márcia

    04/08/2009 – 12:32 Enviado por: Cintia

    “…E por aqui encerro minhas considerações fumígenas (haa, adorei esse termo, que li num dos 253 textos enviados pelo Ekran)…”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. hehe.

  614. Cintia

    Sandritcha,

    A lei não pretende que os fumantes parem de fumar em definitivo. Pretende preservar a saúde dos não-fumantes.

    Mas para fumantes com dependência psicológica maior que física, como é o meu caso, termina sendo benéfico.
    Eu já não fumava em aviões, por ex. Fiz vôos de mais de 10 horas e não me deu nenhum siricutico. Não me lembro de já ter fumado em restaurantes.
    Eu fumava nos escritórios de design onde trabalhei, nos aeroportos, em shoppings, bares, discotecas; hoje em dia só fumo basicamente em casa mesmo.
    Pro fumante de dependência psicológica, o “na marra” traz benefício sim, pq quando vc é obrigado a respeitar a restrição, percebe que o mundo não se acaba se vc não acender o cigarro naquela horinha ali.

  615. Márcia

    04/08/2009 – 12:09 Enviado por: Zeca

    Zeca, vc q gosta de dar um de super, hiper, mega bem informado deveria saber q aquele vídeo q vc linkou lá em cima foi editado.

  616. Cintia

    Oi Reinaldo!

    beijos!

  617. Minha gente,

    O ator e produtor (teatro e tv) Antonio Fagundes não “peitou” essa nova lei anti-fumo (draconianíssima quando foi sancionada pelo nosso Governador) apenas para que seu personagem fumasse em cena, no palco. Todos nós sabemos que ele não é “nenhuma criancinha bobinha” – até porque essas, parecem não mais existir (rs) – e teria substituido o cigarro “de verdade por outro de mentirinha” (rs)! Aquele eletronico custa algo em torno de R$ 350,00 e é “igualzinho” (rs) – ele não iria ficar mais pobre por causo disso, né (rs)?

    Fagundes chiou feio, polemizou com a tal estória da “censura à arte” e blá-blá-blá. Conseguiu seu intento? Sim! Acredito que o “x” da questão esteja lá nos bastidores – “liberou geral” para todo mundo porque, afinal, mesmo em ambiente fechado, o pessoal do mundo das artes … pode fumar seus cigarrinhos em paz e sem a patrulha, multas ou fechamento do “estabelecimento comercial” (teatro)! O Fagundes advogou em causa própria (é fumante, dizem) e da “classe teatral” – tida como a “elite das artes cenicas”. Estúdios (fechados) e … será que a turma dos “televisivos” aqui de São Paulo tem “cacife” para “peitar” nosso Governador? Quais seriam os argumentos?

    De quebra, ainda conseguiu excelente “marketing” para sua peça, cuja estréia está prevista para o próximo dia 20. Inteligentíssimo! “Grande”, Fagundes! “Peitou” afrontosamente seu … “inimigo intimo” (?) José Serra e “venceu”! Quais serão os interesses “ocultos” negociados nesse imbroglio todo? O Fagundes conseguiu “dobrar o homem” do mais autentico “estilo Janio Quadros de ser” (rs) não é mesmo?

    Beijão!
    Susan

    – Fumar ao ar livre, sob marquises ou toldos (em mesas disponibilizadas pelos bares, sobre calçadas) não seria permitido. Agora pode – desde que suas laterais sejam abertas.

    – Será que pretendem “revistar nossas bolsas e roupas”, à procura da “arma do crime”, digo, um “maço de cigarros”, quando “adentrarmos” uma casa noturna? “A coisa” está mal resolvida justamente aí: bares e casas noturnas.

    – “Punir” o proprietário do estabelecimento comercial, transferindo-lhe a responsabilidade, tutela enfim, pelos atos de terceiros – no caso aqui … fumantes? O incentivo à “delação” e esse clima “de terrorismo” (desnecessário!) que se criou – eis aí o “modus operandi” exaustivamente criticado pela população – não a lei normativa ou restritiva.

  618. Cintia

    A minha “apreciação estética” do Serra é que ele parece saído da Família Simpson, rs..

  619. Reinaldo, querido “tchê”!

    Voce fez o diagnóstico corretíssimo! Não é à toa que eu o chamo, muito respeitosa e carinhosamente de “analista de Bagé” (rs)! A dependencia psíquica sobrepõe-se a todas as outras “causas”, pelo que nos foi informado nos … “por aí da vida” (rs).

    Beijão pra ti!
    Susan

  620. Rio Maynart

    Gerald.

    Vc disse TUUUDDOOOO! É de fato o grande sacador da Verdade!
    Os atores e atrizes acham que é cerceamento de liberdade a proibição do cigarro nos teatros?!!!… E não seria um cerceamento à saúde pública a inalação do tabaco exalada pelos atores em cena ? Será q eu não teria direito ao teatro pq teria que escolher entre a faculdade de assistir a peças e a probabilidade de contrair um edema pulmonar ou um câncer ao inalar a fumaça pútrida do tabagismo? Isso tb não seria uma espécie de censura? Ora, numa cena de assassinato um ator não precisa necessariamente morrer para que a sua personagem morra… Não existem as balas de festim, que nenhum mal fazem à vida nem à integridade do ator?!!! Então, se numa peça de teatro é essencial a presença do cigarro, que se crie “cigarros” inofensivos, a exemplo das balas de festim.
    É triste ver a incompreensão elencada por atores da excelência do Sr. Antônio Fagundes – por quem tenho admiração e respeito – pensar que a Lei que irá vigorar esta semana em Sampa seja um supressão à liberdade e não um cuidado à saúde de sua população e uma prevenção às mazelas que o tabagismo causa.
    Mais uma vez, REPITO, o Grande Gerald Thomas saca a Verdade e assume com coragem uma posição contrária aos dos tb grandes colegas seus da Arte da Dramaturgia brasileira.
    PARABÉNS, GERALD, é tb por isso que sou SUA FÃ!
    Forte Abço.

  621. Cintia,

    Querida minha, temos algo em comum (lembra-se “dessa”?) e justamente por isso …essa vai especialmente pra você “morrer de rir” com … a “verdade verdadeira que não é mentira de mentirinha” (rs):

    DA ARTE DE LARGAR A VELHA NICOTINA
    – Mário Prata

    http://www.marioprataonline.com.br/obra/cronicas/da_arte_de_largar_a_velha.htm

    Beijão!
    Susan

    PS.: Já já lhe envio outra – momento descontração, tá (rs)?

  622. Tene Cheba

    Eu gosto do Governador José Serra, homem público de primeira linha, forjado na melhor das têmperas. Não sei como consegue apertar as mãos do presidente Lula, imagino que a higienização deve ser radical. De certa forma deu mole na proibição do tabaco nas peças. Mas, este pecadinho, tão ínfimo perante a esses e aqueles de ontem do atual governo federal, não faz nem cosquinhas no suvaco da alma. Bom, não vendo meu país, nem a minha alma, por convicções pueris, frágeis e medonhas. Voto em você, ilustre Governador, não voto em terroristas, assassinos e ladrões.
    É bem isso aí.

  623. Rio Maynart

    ERRATA:

    Onde se lê “…uma posição contrária aos dos tb grandes colegas seus da Arte da Dramaturgia brasileira.”

    LEIA-SE:

    “…uma posição contrária a dos tb grandes colegas seus da Arte da Dramaturgia brasileira.”

  624. Cintia

    Querida Susan!

    É isso aí! É o que eu venho dizendo desde o meu 1o. coment, Fagundes, Zé Celso, Mikareta e cia fumante ltda estavam apenas advogando em causa própria, com intuitos puramente individualistas.
    Eles querem é fumar e ganhar seu dinheirinho, e danem-se os outros. Falaram em nome da Arte pq são uns tremendos caras de pau.
    Nessa conversa toda, o único que ‘peitou’ alguma coisa de verdade foi Gerald Thomas.

    Gente,

    Está mais do que no tempo de se desenvolver as consciências individuais, fazer escolhas disposto a arcar sózinho com as consequências, pq ir apenas pela cabeça de famosos, ‘midiáticos’, ídolos, religiões, ou gurus, já era!!
    Não tá mais dando pra só ‘seguir o rebanho’ não, as consequências estão ficando cada vez mais funestas!

  625. Você, Cintia, é “fã-de-carteirinha” (sou antiga, por isso uso essa expressão! rs) do Michael Jackson, pelo que sei.

    Está em franca “campanha pelo abandono do hábito de fumar”, não é mesmo? Então … lá vai a minha modesta “colaboraçãozinha” (hum, que palavra chata! rs):

    Michael Jeca é a versão caipira de We are the world, com a música “Me arde o olho” – paródia contra o cigarro, de Jorge Cosmo, interpretada pela dupla Vira e Mexe.

    Veja, por favor e … divirta-se (voce vai rir muito, “te” garanto!)

    http://www.videoslegais.com.br/

    Beijão, “sobrinha”!
    Susan

    PS.: Um renomado médico aqui de SP, psiquiatra e conhecido nosso, “fuma escondido de todo mundo” (eu sei! rs) e gasta uma dinheirama com o seu “arsenal anti(cheiro)-de-tabaco”. A mulher dele e filhos, todos da área da saúde, “nem desconfiam” – “pode” uma estória dessas, Cintia (rs)?

  626. Tene Cheba

    Eu, se fosse diretor de Teatro, colocaria uma cortina de fumaça no lugar da de pano, milhões de cigarros, enfileirados, que ao final da peça acenderiam instantaneamente, e aquela fumaça toda, vedando os artistas. Isto sim, daria umas bordoadas, nesse ato de cerceamento do livre arbítrio, do direito irrestrito da livre opção intelectual. Não concordo, melhor, discordo veementemente. A ditadura dos caretas, anos sessenta, o marco zero da contra cultura, não teria existido, se os caretas, já naquela época fossem tão ultrajantes como os de hoje. Os Loucos de ontem, os caretas de hoje.
    Mundo chocante, oh!!!

  627. juliano

    Tene Cheba só lembro que o Serra era presidente da UNE, exilado, apoiou Alende no Chile, era amigo pessoal da Dima, condenou o regime militar e por ai vai. Cara acho graça de quem ainda acredita em politica e nos politicos, acredita que o Serra vai ser diferente do Lula, peitar banqueiros, enfrentar as mafias,Sarney, Collor, etc. Tem gente que ainda vive de esperanças, isso é bom no fundo. Confesso que perdi um pouco da esperança,mas vá fundo com o Serra, espero que eu esteja errrado,mas não vejo diferença entre ele e Dilma.

  628. Cintia

    Susaaannn!

    Ai, vc sabe que eu te aaaamo, né!!!
    Não aguentei com o Mário Prata, bom demais!! E o pior é que desde a 1a. vez que tentei parar, eu tb faço aquilo, de cortar uma parte do cigarro, rs!!! Eu tentei conjugar cortar o no. de cigarros + cortar os próprios cigarros, rs!!!
    E ‘mi arde o ôi’?? Tô rindo muuuito!!! 😀
    Já botei os dois em ‘meus favoritos’, ha!
    E esse médico seu conhecido, que figuraça, imagina!!
    Ai, que comédia!!
    Susan, só vc pra trazer o lado cômico dessa estória, rs!!
    Te adoooooro!!!

    beijão!!! 🙂

  629. Tene Cheba

    O mal que os caretas fizeram ao mundo.
    – Acabaram com os Beatles, que absurdo.
    – Não deixam acabar com a Coreia do Norte, coitado daquele povo.
    – Não deixam acabar com Cuba Sem Norte, fraquinha.
    – Toleram Hugo Chaves, o terror das Américas
    – Amam os Menudos, eca.
    – Acabaram com a bala Juquinha, era bom.
    – Impedem o estado da Palestina, derrapei.
    – Impedem a expansão da energia de origem físsil, meus eletronzinhos por favor.
    -Acabaram com o pão francês, só integral.
    – O tormento de comer meu Catupiry com a sensação de culpa, é bom.
    – E, finalmente, odeiam a Souza Cruz, não citando dona Marihuana
    – O fim do finalmente, acabaram com a cafeína do café, batatas.
    – Agora sim, querem despovoar o inferno, quente solidão.

  630. Sandra

    Volta rápida!

    Cintia, adoro o lado anti-tabagista ex-fumante do Gerald.

    Quanto ao Serra, acho que ele está mais para Cacá Rosset. Até na hipocondria.

  631. Sandra

    Juliano, eu não gostei da história do currículo falso da Dilma.

    A cozinha de um restaurante jamais estará mais limpa do que o salão.

    Se ela mente num documento, quando dirá a verdade?

    Mas concordo com meu marido quando ele diz que dar poder a ex-fumantes é um perigo!!!!!

  632. Tene Cheba

    Juliano, não creio que podemos perder fé nos homens públicos, ( nossa que caretice). José Serra deve ter seus pecadinhos também, afinal, todos nós temos. Mas, trata-se de um excelente estadista, coisa que não temos hoje.Eu tenho nojo da situação do meu país, nojo, repugnância braba, como cidadão, estou infeliz. Não existe punição, não existe indignação, paramos, Cara, simplesmente paramos. Votarei no Serra, porque nunca o Brasil precisou tanto de um Homem do seu porte moral, do medo que todo político tem que ter da opinião pública, coisa que hoje não ocorre.
    Mensalão sangrou o Brasil com cortes profundos, ninguém teme mais a imoralidade, nem Juiz, nem os Cunhas e Dirceus, artigos abundantes no PT e PMDB. O desencanto teu, também me persegue, mas luto contra ele, votarei, e, se preciso for, votarei novamente. Mas nunca irei me anular. Massas na balança, observe o peso.

  633. Sandra

    Tene, peraí!!!! A minha cafeína ainda resiste!!!!!

    Ainda não demos poderes para ex-cafeinômacos.

  634. Cintia

    “Eu certamente acho que tudo fica mais díficil com a inútil auto-imposição de que se não se conseguir atingir seu objetivo dessa vez nunca mais se terá outra chance.”

    Sandrita,

    É verdade sim. Eu vou continuar tentando e hei de conseguir!
    Só não acredito muito que eu consiga, como alguns, de sopetão.
    Acho que pra mim o melhor caminho ainda é o gradativo, sei lá, vamos ver…

    beijos!

  635. Sandra

    É isso aí, Cintia!

    Saindo para uma cafeinazinha!

    Beijos em todos! Boa noite!

  636. Cintia

    Fumantes têm mesmo atitudes engraçadas, são como fingir que está conseguindo se livrar da própria sombra, rs.
    Eu criei a minha própria área de fumantes, pra mim mesma.
    Só fumo aqui em casa na área de serviço, com a janela aberta, mas a porta da cozinha fechada.
    Fico de escova progressiva em pé só de pensar no cheiro da fumaça grudando nas minhas cortinas e no meu sofá novinho! 😀

  637. Cintia

    Targino,

    Vc que acompanha a novela, de onde saiu a Maitê Proença?!
    Já tem um tempinho que não assisto!
    Não era em Dona Beja que ela estava? ehehe!

    abraços!

  638. Cintia

    Que ABSURDO. Não dá pra ENTENDER como uma coisa dessas acontece.

    Secretário de Educação da Bahia é demitido em meio a polêmica sobre erro em tirinha

    Heliana Frazão
    Especial para o UOL Notícias
    Em Salvador

    “Um erro de impressão contendo palavras de baixo calão em tirinhas publicadas na revista “Viva!”, distribuída pela Secretaria de Educação do Estado (SEC) aos professores da rede, pode ter influenciado na demissão do secretário Adeum Sauer. A substituição foi comunicada pelo governador Jaques Wagner na noite ontem, mas somente na tarde desta terça-feira (4) o fato tornou-se público.

    Polêmica
    A publicação trazia o seguinte diálogo: “Meu pai tem 800 cabeças de gado. E o seu?”, pergunta um personagem. E Chico Bento responde: “Fala para ele enfiar tudo no c…”.

    O diretor da SEC, Washington Oliveira, explicou que o erro foi motivado pela pressa na distribuição do material. A diagramadora terceirizada responsável teria reproduzido uma tirinha modificada de um site de humor, em vez da oficial do site do Maurício de Souza, criador dos personagens. Cerca de 10 mil exemplares foram impressos com o erro.

    A forma encontrada pela secretaria para não ter que reimprimir todo o primeiro lote, como cobrava a APLB, sindicato que representa os professores da Bahia, foi colocar um carimbo sobre a frase. Os lotes restantes foram corrigidos antes da impressão.”

  639. Luciana

    Voltando à polêmica se o ator deve fumar em cena ou não.Bem, estive pensando e acho que se a história mostra o personagem o tempo todo da peça fumando , ainda não consigo ver lógica nesta proibição.Como o ator vai ficar 2horas + ou – dando a entender que está fumando , ou então com um cigarro de mentira. Não vai convencer, além do ator cansar de fazer de conta que está fumando todo esse tempo.Não estou aqui querendo dar uma de ir contra um lei, que acho muito bem vinda, ainda mais em lugares públicos. Mas uma peça , no palco, é algo completamente diferente, na minha visão limitada em relação ao teatro.Mas é outro contexto.Não é a realidade em si.E teatro que se preze tem que ir fundo nas questões humanas,não omitir nada, senão não é teatro, é novela das 8horas, água com açucar.Defendo, com unhas e dentes, o teatro hiper realista onde o ator tem que dar o sangue e ir até as últimas consequências para tornar mais real possível os conflitos humanos . Teatro é teatro , não é show de mágico.O ator não é mágico.Teatro não é somente imaginação, fantasia, etc, é também mergulho na crueza da vida e dos conflitos do ser humano.Mesmo não sendo atriz, nem nada a respeito de teatro, estou opinando sem saber,reconheço. Mas para argumentar a respeito , se o ator fuma ou não fuma em cena, tenho que dizer o que acho sobre teatro para justificar minha opinião.O ator no palco é um personagem, é diferente do ser humano no seu dia à dia, o ator ser humano certamente fora do palco acatará essa lei proibindo de se fumar em lugares públicos.Porque fora do palco ele é um ser humano como qualquer outro.Mas no palco não é ele, até pode ser mas mesmo assim é uma representação de uma realidade, não sei explicar direito.Se o intuito do ator é ir contra a patrulha dos ex fumantes ou leis proibindo que se fume em lugares publicos e por isso escolheu uma peça onde o personagem fuma o tempo inteiro, assim ele , no palco, transgride essa norma e satiriza tudo o que nos oprime, nos limita muitas vezes nossos gostos, nossos desejos, nossas vontades.Acho essa questão muito delicada.Por outro lado, se for proibido mesmo que não se fume em lugares publicos, nem mesmo num palco e se não tiver querer ou não querer , é lei,então quem sou eu para contestá-la.Não fumo, não gosto de sentir o cheiro de cigarro, nem aguento o cheiro de charuto, cachimbo até tem um cheiro mais suave, não gosto de ficar perto de fumante, é horrível, sempre saímos cheirando a nicotina do ambiente, na roupa , no cabelo.Mas não fico dizendo para pessoa parar de fumar o tempo todo, acho que se a pessoa pensa em parar de fumar, isso pode até prejudicar a sua decisão e vontade.O bom é a pessoa sentir que tem que parar de fumar porque será melhor para ela e os que moram com ela , certamente , mas ela tem que constatar isso por ela mesma.Já vi uma peça onde a atriz fumava de verdade.E não vi nada de errado nisso.Ainda mais que o teatro era grande, não iria poluir pulmão nem o ambiente somente com um cigarro aceso .Acho que essa peça que o Antonio Fagundes atuará deverá ser muito interessante e engraçada de se assistir. Depois desta polêmica toda deve ter despertado a curiosidade e interesse das pessoas.Sou uma delas.Espero que deixem entrar no teatro com uma máscara contra poluição ou gases tóxicos.No resto é só sentar na poltrona confortavelmente, esperar as luzes se apagarem, e o palco aos poucos se iluminar e finalmente assistir o monólogo de Antonio Fagundes.Bravo!!!antes do espetáculo.

  640. Cintia

    Claudio,

    ‘Discoteca’ foi cafona, né?
    Danceteria..? rs!
    Tinha uns lugares que eu ia no Rio na década de 80 que já nem sei como eram chamados.
    Tinha um lugar ‘dark’ que pra entrar só indo com um frequentador já ‘habitué’, e dependendo da roupa que se estava usando, se não fosse ‘dark’ o suficiente, rs, vc era barrado.
    Chamava-se ‘Crepúsculo de Cubatão’, bem sugestivo, não? rs!
    Lá dentro, um fumacê só. Era em Copacabana. No final das madrugadas era engraçadão, as pessoas já nem se moviam direito, todo mundo chapado pelos cantos.
    Depois do ‘Crepúsculo’, os ‘hits’, rs, foram o ‘Santa Fé’, no Arco do Teles no centro da cidade, e o Babilônia, em Ipanema.
    Vc conheceu?

  641. Cintia

    ‘Santa Fé’ e ‘Babilônia’ já foram década de 90…

  642. Zeca

    Para a fulana que descobriu que o vídeo do Serra no youtube foi editado: JURA? SE VC TIVER PACIÊNCIA E QUISER FICAR TÃO BEM INFORMADA QUANTO EU, ASSISTA AOS OUTROS, ESSES SIM COMPLETÍSSIMOS.

    Para os que AMAM o insôsso Governador do Estado de SP: VOCÊS SÃO ADESTRADOS OU O QUÊ?

    Serra, FHC, LULA, SARNEY (o maior escritor de todos os tempos… aliás, alguém sabe o nome ou já leu algum livro do Bigodón?) e o escambau não valem nada (e não me venham com esse papo da época do Serra na UNE pq essa história já deu o que tinha que dar).

    Claudio Diet, eu acho que nós já nos cruzamos em algum lugar, não? Depois que vc me descreveu o seu jeito de ser, tenho quase certeza de que já rimos muito juntos em algum lugar do espaço sideral. Dúvida: vc tentou me ligar e só dava ocupado???

  643. Ekran

    Serra X Industria do Fumo…tô até vendo a campanha do ano que vem…
    – – – – –
    Folha de S.Paulo, 26/06/09
    Indústria do fumo patrocina ações, diz Serra

    Para governador, fabricantes de cigarro estão por trás do combate à lei antifumo, parcialmente suspensa na Justiça

    VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
    MARIO CESAR CARVALHO
    DA REPORTAGEM LOCAL

    Na primeira declaração pública depois das duas decisões que suspendem parte da lei antifumo, o governador José Serra (PSDB) disse ontem que as sucessivas liminares pedidas à Justiça por associações de bares e restaurantes são patrocinadas pela indústria do cigarro.

    “Quem está dando essa batalha não é a associação de bares e restaurantes, gente que representa menos de 1% da suposta categoria. Quem está contra, por trás disso, é a indústria do cigarro. São eles que estão por trás dessa onda. Este é o adversário”, disse ela na formatura de agentes da Vigilância Sanitária que fiscalizam a lei antifumo.

    “[As associações] Estão apresentando formalmente [liminares], mas na verdade estão trabalhando para a indústria. Quem é prejudicado pela diminuição do fumo? É a indústria que tem lucros a partir daí.”

    Levantamento feito pela ACT (Aliança de Controle do Tabagismo) mostra que a Souza Cruz deu R$ 12 milhões em patrocínio entre 2007 e 2008 para associações patronais de bares, hotéis e restaurantes.

    Entre as que receberam dinheiro estão a Abresi (Associação Brasileira de Gastronomia, Hospedagem e Turismo), a Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) e até uma empresa de Percival Maricato, advogado que entrou com ações contra a lei de Serra até no Supremo Tribunal Federal.

    A Abresi, que conseguiu em primeira instância suspender a proibição ao fumódromo e a aplicação de multas, negou representar ou receber dinheiro da indústria. “Nunca recebi um real sequer. E desafio que provem o contrário. Vou processar. Nunca recebi dinheiro da Souza Cruz”, disse Marcus Vinícius Rosa, diretor da Abresi e autor das ações na Justiça.

    Confrontado com relatório da própria Souza Cruz, que mostra patrocínios e doações em 2006 e 2007, Rosa recuou: “Isso realmente é verdade. Não tinha conhecimento disso. Fui pego de surpresa.”

    Percival Maricato, que aparece na lista da Souza Cruz por meio da empresa PM Maricato Aperfeiçoamento Profissional, diz ter recebido R$ 20 mil, gastos em workshops sobre direito trabalhista e sobre como montar bares e restaurantes.

    “Desse dinheiro não entrou nenhum tostão no meu bolso. Não acho que o governador possa dizer que a honra de uma pessoa tenha esse preço. Ele está errado e os juízes vão dizer isso a ele”, disse Maricato.

  644. Ekran

    Resposta da industria, na mesma Folha…

    Outro lado
    Patrocínio visa estimular debate, diz Souza Cruz

    DA REPORTAGEM LOCAL

    A Souza Cruz diz que o patrocínio para entidades “busca estimular e ampliar o debate e o diálogo entre a sociedade, entidades de classe e a iniciativa privada”. A Philip Morris não quis se pronunciar sobre a declaração do governador José Serra.
    Abih e Federação Nacional de Hotéis, que receberam patrocínio da Souza Cruz, afirmam que os recursos foram usados em programas de interesse comum, não para bancar ações judiciais.

    “Essa doação foi para explicar aos donos de bares como deve ser a ventilação em ambientes para fumantes. O governador está muito mal informado”, diz Antonio Barcellos, da federação.
    Alexandre Sampaio, da Abih, diz ter convênios com a Souza Cruz para programa sobre a proibição da venda de cigarros para menores de 18 anos. “Nunca usamos esse dinheiro para fazer liminar.”

  645. Ekran

    Reação dos donos de restaurantes…

    “Sair para fumar é babaquice”, diz dono do Mancini
    Folha de S.Paulo, 23/06/09

    DA REPORTAGEM LOCAL

    Dono de uma rede de cinco restaurantes que levam o nome da família, Walter Mancini, ele próprio um fumante, diz ser constrangedor ter de sair para fumar durante um jantar. (VQG)

    FOLHA – Como vai se adaptar?
    WALTER MANCINI – Nenhum dos restaurantes tem mais área de fumante. Não tive problema em nenhuma das casas. O cliente vai para a rua, levantam mulheres elegantes, bem vestidas, vão para a rua e fumam na rua.
    Ninguém acha ruim.

    FOLHA – Hoje já está valendo isso?
    MANCINI – Está valendo e não tivemos uma discussão sequer.

    FOLHA – Contratou seguranças para ninguém sair sem pagar?
    MANCINI – Imaginei isso no bar. Não sei como vai funcionar a proibição por lá. Outra dia chegou um cliente e disse que a fumaça era maravilhosa, e ele não era fumante. Tive dificuldade de proibir no bar Jeremias, então abri mão lá até vigorar a lei.

    FOLHA – Vai chamar a polícia para quem desrespeitar a lei?
    MANCINI – Se tiver de chamar, eu vou chamar. Não quero pagar multa, não quero a minha casa interditada.

    FOLHA – Vai fazer um puxadinho para fumantes do lado de fora?
    MANCINI – Não, nada disso. Não vou fazer nada disso. O cara vai fumar em pé na calçada e acabou. Não vou arrumar fumódromo na rua. Não tem nem cabimento uma coisa dessas. Acho até feio fazer isso.

    FOLHA – Por quê?
    MANCINI – Que babaquice, que constrangimento que é largar as pessoas na mesa e subir ao terraço para fumar. Parece negócio de doente. É muito feio, quebra a harmonia. O cara se sente mal e vai acabar deixando de fumar ou não saindo de casa.

    FOLHA – Vai ter prejuízo?
    MANCINI – Não tenho a menor preocupação quanto ao movimento da casa. Nenhuma, nenhuma, nenhuma. Não pode em nenhum lugar e acabou. A vida continua e vamos embora.

  646. Ekran

    Reação da industria…

    Indústria faz em bares “blitz” a favor do fumo

    Promotores da Philip Morris circulam também em restaurantes e discotecas fazendo propaganda e vendendo maços

    Segundo a multinacional de cigarros, a atividade promocional é legal; lei antifumo começa a vigorar no Estado em agosto

    TAI NALON
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
    11/07/09

    Enquanto o governo de São Paulo faz pressão com blitze educativas para divulgar a lei antifumo, a indústria do tabaco investe em promotores de vendas de cigarro dentro de bares e restaurantes de São Paulo.

    Uniformizados, eles circulam de mesa em mesa oferecendo maços em ambientes onde, de acordo com a lei estadual que entra em vigor em agosto, o tabaco será proibido.

    “Vocês são fumantes?” é a pergunta-chave para que seja exibido um quadro luminoso com maços de cigarro Marlboro, carro-chefe da gigante do tabaco Philip Morris.

    Segue-se então uma rápida explicação sobre a marca e a distribuição de maços. Quem se interessa pelo produto compra e o consome logo ali.

    A ação é comum em bares, discotecas e restaurantes paulistanos que não vendem cigarros em suas dependências.
    “Não me incomodo com esse tipo de ação. É melhor do que sair para comprar um cigarro lá fora, nesse frio”, diz Antônio Lima, 33, publicitário.

    A estudante Leilane Nunes, 27, se diz desconfiada com a venda e o cumprimento da lei. “Se o fumante não se levanta nem para comprar o cigarro, imagina se vai mudar de ambiente para fumar.”

    A Philip Morris, que concentra suas promoções em bares da badalada região das ruas Augusta e Bela Cintra (no centro), afirmou que a atividade “está em conformidade com a regulamentação aplicável”.

    Segundo a empresa, a abordagem dos promotores é individual e somente feita entre maiores de 18 anos e fumantes, mediante confirmação dessas informações e checagem do documento de identidade. A Folha presenciou aproximações em mesas de duas ou mais pessoas sem verificação do RG.

    A empresa também afirmou que o fumo em locais públicos deveria continuar a ser limitado. A Philip Morris, no entanto, não restringiu a comercialização nas áreas já existentes para não fumantes.

  647. Zeca

    Ô Tene Cheba, já que vc tem nojo do seu país, pq vc não imigra pro Paraguay?

    Serra um bom estadista??? ha ha ha

    Essa, certamente, é a piada da noite!

  648. Ekran

    Acerca da lei aprovada por Obama no mês passado…

    EUA aprovam lei dura para regular cigarro
    Folha de S.Paulo, 12/06/09

    Nova legislação passa controle do produto para agência federal, que pode determinar redução ou eliminação de ingredientes

    Obama, fumante assumido, promete sancionar medida aprovada pelo Senado, que restringe anúncios e impõe alertas de riscos à saúde

    SÉRGIO DÁVILA
    DE WASHINGTON

    A poderosa indústria americana de tabaco recebeu ontem um de seus golpes mais duros dos últimos 50 anos. Por 79 votos a 17, o Senado dos EUA aprovou lei que autoriza a Food and Drugs Administration (FDA), a agência federal de medicamentos e alimentos, a controlar produção, venda e publicidade do cigarro, entre outros poderes de regulação.

    Apesar dos efeitos danosos à saúde terem sido reconhecidos oficialmente pelo governo em 1964 e de tal aviso constar dos maços de cigarro há décadas, o produto e seus correlatos, como o tabaco de mascar, a cigarrilha e o charuto, sofriam relativamente pouco controle federal nos EUA, se comparado a países como o Brasil.

    Entre as exigências aprovadas ontem estão o aumento do tamanho dos avisos dos danos à saúde e a publicação a partir de 2012 de imagens gráficas nos maços, como já acontece no Brasil hoje. Além disso, a FDA pode pedir a diminuição ou mesmo a eliminação de ingredientes que considerar nocivos entre os mais de 6.000 produtos químicos usados na fabricação do cigarro, como a nicotina.

    Termos como “light” (leve), “mild” (moderado) e “low” (baixo) também serão proibidos de aparecer nas cartelas a não ser que os fabricantes consigam provar que os produtos em questão são realmente menos aditivos que as versões normais. Por fim, serão vetados anúncios e ações que possam levar crianças e adolescentes a fumar, como a adição de sabores nos cigarros.

    Assim, serão proibidos anúncios com fotos e letras coloridas em lojas que vendem cigarro nos EUA, como farmácias e lanchonetes, onde serão substituídos por letreiros com apenas letras e em preto e branco. Caem também os anúncios em outdoors localizados a menos de 304,8 metros (mil pés) de escolas e parquinhos públicos.

    Agora, depois de a versão do Senado ser conciliada com a da Câmara dos Representantes (deputados federais), aprovada em abril, a lei deve ir para sanção do presidente Barack Obama. O democrata de 48 anos, um fumante assumido que luta para largar o vício há anos, promete assinar a medida, que contou com seu apoio quando era senador.

    “Hoje, o Senado aprovou o Ato Familiar de Controle e Prevenção de Fumo e Tabaco, que contou com apoio bipartidário e amplo em ambas as Casas”, disse o presidente, em declaração. A lei “vai fazer história ao dar a cientistas e especialistas médicos na FDA o poder de tomar passos razoáveis que irão reduzir os efeitos danosos do tabaco e evitar que essas companhias divulguem seus produtos para as crianças”.

    A lei reforça localmente o cerco que o mundo ocidental vem empreendendo contra essa indústria, que só nos EUA movimenta US$ 89 bilhões por ano, ou o equivalente ao PIB do Vietnã. Em 2000, a FDA tentou classificar a nicotina como droga, mas foi barrado por decisão da Suprema Corte, que entendeu que só o Congresso poderia fazer isso. Ontem, a agência ganhou esse poder.

    Especialistas apontam que as novas exigências acabarão por tirar de fato do mercado concorrentes menores da gigante Philip Morris, considerada a única capaz de se adaptar. Por fim, representantes da indústria deram sinal de que podem contestar medidas antipublicidade, por considerar que ferem a Primeira Emenda da Constituição, que garante a liberdade de expressão.

    Uma em cinco pessoas fuma nos EUA, e cerca de 400 mil morrem por ano por doenças relacionadas com o vício. Os autores da lei acreditam que ela diminuirá 11% o fumo adolescente na próxima década e 2% o fumo em geral, cifras que os fabricantes contestam.

  649. Ekran

    E o que consta no site da Philip Morris…

    http://www.philipmorrisinternational.com/BR/pages/por_BR/busenv/Tob_regulation.asp

    Por que apoiamos legislações rígidas

    Apoiamos uma regulamentação de tabaco rígida e efetiva Cigarros causam câncer e outras doenças graves; a venda e o uso de produtos de tabaco suscitam muitas preocupações. Regulamentações podem contemplar essas preocupações, além de oferecer uma solução de longo-prazo que beneficie a todos.

    Estamos ansiosos para trabalhar com governos, órgãos de saúde pública e com outras empresas de tabaco para chegar a um acordo sobre regras e leis para a nossa Indústria. Queremos fazer o que pudermos para corresponder às preocupações da saúde pública e, ao mesmo tempo, estabelecer um ambiente de negócios estável para a nossa empresa.

    “Pode ser difícil criar um ambiente regulador para um produto que, apesar de perigoso, continua sendo popular”.

    Queremos leis exigindo que todos os fabricantes de produtos de tabaco comercializem esses produtos com responsabilidade para fumantes adultos, comuniquem as mensagens de saúde pública à comunidade sobre os efeitos do fumo sobre a saúde e implementem medidas que ajudem a prevenir o fumo entre os jovens. Leis rígidas e eficientes podem ajudar a atingir essas metas.

    Elas também podem contemplar o problema do fumo em público. Acreditamos que os governos devem regulamentar o fumo em locais públicos fechados. Apoiamos inclusive a proibição total do fumo em transportes públicos e em locais como escolas, onde há crianças. Na verdade, estimulamos os adultos a não fumarem perto de crianças.

    As leis devem permitir que as empresas proporcionem aos fumantes um local confortável para fumar, particularmente em locais como hotéis, restaurantes, boates e bares. Em lugares onde o fumo é permitido, os empresários devem ter alguma flexibilidade para decidir a melhor forma de conciliar as preferências de fumantes e não-fumantes. Mesmo assim, apoiamos leis que exijam que esses empresários forneçam aos seus clientes informações sobre os efeitos do fumo passivo sobre a saúde.

    Pode ser difícil criar um ambiente regulatório para um produto que, apesar de perigoso, continua sendo popular. Acreditamos que a melhor forma de chegar a uma regulamentação eficiente é pelo trabalho conjunto de governos, agências reguladoras, órgãos de saúde pública e empresas como a nossa: a regulamentação beneficiará a todos.

  650. Tene Cheba

    Ano que vem eu mudarei para lá e você também. Mudanças sem deslocamentos. 2010, feioso, o ano em que a cobra irá fumar, o bicho vai pegar, e, todo esse inferninho vermelho irá desaparecer.
    Não tenho nojo do meu país, e você entendeu, tenho nojo desse governo. Mas isto são coisas para os que possuem narizes e um pouquinho de discernimento.
    Faça um favor ao Brasil, vá para Cuba e leve o Lula.

  651. Reinaldo Pedroso

    “As pessoas têm que parar de ver seus ídolos fumando”, diz Thomas.“

    Gerald
    O Obama fuma, não vá ter uma recaída por isto.
    Reinaldo

  652. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 23:15 Enviado por: Zeca

    “(…) SARNEY (o maior escritor de todos os tempos… aliás, alguém sabe o nome ou já leu algum livro do Bigodón?)”

    Zeca
    “Marimbondos de Fogo”, quááá!!!; não li e não gostei.
    Reinaldo

  653. Reinaldo Pedroso

    05/08/2009 – 02:20 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    Lembrei agora de uma charge que fiz na época, sobre a sessão de autógrafos de “Marimbondos de Fogo” na Rússia.

    O boneco era um apresentador de noticiário de TV.

    ” – Lançado em Moscou o livro de José Sarney. Russos promentem represália.”

    Reinaldo

  654. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 19:43 Enviado por: susan judia

    Susan
    Sei que é o personagem do L.F. Veríssimo. Mas, de Bagé…? Não dá pra negociar?
    Beijo.
    Reinaldo

  655. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 21:06 Enviado por: Tene Cheba

    “O mal que os caretas fizeram ao mundo.(…)”

    Como assim, caretas?, oposto a maconheiros e que tais?
    Se for isso, as tragédias listadas por ti seriam evitadas por um simples baura. Dá um toque pros caras.
    Reinaldo

  656. Rodolfo

    Sou do G7 e faço a peça “Como Passar em Concurso Público”. Tem uma cena em que a personagem Tia fuma um cigarro. Sempre fumou e continuará fumando.

  657. Reinaldo Pedroso

    05/08/2009 – 02:37 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    ” – Lançado em Moscou o livro de José Sarney. Russos prometem represália.”

  658. Reinaldo Pedroso

    04/08/2009 – 08:44 Enviado por: Clone Pedrosiano Buenas

    “04/08/2009 – 05:15
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    Tens diploma de médico?
    Buenas”

    Quem é o autor desse comentário? Não quero cometer engano.
    Reinaldo

  659. Reinaldo Pedroso

    05/08/2009 – 02:37 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    ” – Lançado em Moscou o livro de José Sarney. Russos prometem* represália.”

  660. Reinaldo Pedroso

    “Adelaide!
    Minha anã paraguaia,
    Adelaide!”

    Buenas.
    Reinaldo Gaudério

  661. Ricardo

    Enviado por: Reinaldo Pedroso

    “Adelaide!
    Minha anã paraguaia,
    Adelaide!”

    Buenas.
    Reinaldo Gaudério

  662. juliano

    Sandra e Tene sempre respeito suas opiniões, mas não tenho essa esperança toda em política, como fator de mudança da sociedade. Caso o Serra e a Dilma mantenham a estabilidade economica e a democracia já é alguma coisa. Agora vai continuar tudo como está, tendo de fazer alianças com partidos fisiologicos para manter a tal da governabilidade, corrupção, etc. Uma campanha para presidente custa milhoes, no Brasil não temos o costume de fazer pequenas doações e quem faz? Bancos, empreiteiras,etc. Garanto que não fazem por caridade. O Brasil precisa de uma grande reforma política, do jeito que está ficar discutindo Serra e Dilma é perda de tempo. Há muito tempo deixei de ser o homem partido, com ideias pré concebidas, nem acredito mais no termo direita e esquerda, em salvadores da pátria,etc. Olha até esperava menos do Lula, ao menos manteve a estabilidade economica e as instituições funcionando, se o politico não atrapalhar a vida da gente já é alguma coisa,rs

  663. enquanto me atualizo li isso : DEFINITIVO !

    “”FOLHA – Vai ter prejuízo?
    MANCINI – Não tenho a menor preocupação quanto ao movimento da casa. Nenhuma, nenhuma, nenhuma. >>> Não pode em nenhum lugar e acabou. <<< A vida continua e vamos embora.””

  664. “” um lugar ‘dark’ que pra entrar só indo com um frequentador já ‘habitué’, se não fosse ‘dark’ o suficiente, rs, vc era barrado.
    Chamava-se ‘Crepúsculo de Cubatão’…””

    cintia
    vou achar minha carteirinha do crepusculo e publicar no diet . eu era o dark n° 2 do pedaço . minha companhia favorita era o jack daniel’s . foi mais engraçado que memorável . pelas ressacas e a fortuna gasta com alcool e outras coisas . um desperdício .

    MAS , A VIDA NÃO VEM COM BULA .

  665. zeca , awful truth . se eu fosse gordo queria ser michael moore . entre outras coisas .

    não sei se nos conhecemos mas minha biografia está everywhere . veja meu site e trie nossas duvidas .

    publiquei o video sobre o “sodomobile” do moore no diet .é maravilhoso que ele tenha condições de fazer todos aqueles programas , transformando os problemas e contradições da nossa era em piada .

    muito bom . valeu .

  666. o mundo acabou finalmente ? sobramos eu , o gerald e/ou o vamp ?

  667. targinosilva

    A evolução é um processo demorado.
    Bate de frente com a religião, com a politica, com a classe artistica.
    A humanidade levou centenas de anos para aceitar que a terra é redonda.
    O artista vai levar centenas de anos para entender
    que o cigarro faz mal para ele e para o seu publico.
    A vida é assim, quando a gente esta perto de entender a vida é hora de morrer.

  668. ezir

    BOM DIA , comunidade!!! srs e sras. comentaristas e Sr. GERALD THOMAS!!! acostumada como estou a este blog…está dando p acompanhar as discussões, pelo menos…

    VAMP – O nosso Governador SERRA é um homem de estado com BOM SENSO , e não “AQUELA COISA” q as PESSOAS , alguns ARTISTAS ainda INSISTEM em ASSOCIAR quando se fala EM LEIS. A LEI em muitos CASOS é o ÚNICO “VOTO DE MINERVA” p a gente RESOLVE , não CONFLITOS DE ESTADO POLÍTICO MAIOR…não …mas esta QUESTÃO ANCESTRAL q ATRAVESSA a maioria de nossas RELAÇÕES COM OS OUTROS, ou c NOSSO PRÒXIMO: …O COMPORTAMENTO “ARMADO” ” DE AUTO-DEFESA INABALÁVEL, CAMUFLADA de vários argumentos de ORGULHO, HONRa, DE POSIÇÃO SOCIAL…ou DE PODER DE PAGAR. Aquela posição de REAÇÃO ao OUTRO “PRONTO P BRIGA ou p ‘PEITAR” o OUTRO, inclusive, até independe DA PESSOA “ARMADONA” ser “lembrada” de “chamar a POLÍCIA “,como ÚLTIMO RECURSO, para RESOLVER uma SITUAÇÃO SIMPLES no dia a dia…

    O que NÓS CIDADÃOS E CIDADÃS temos q TEMER ,em relação às essas ATITUDES nos atos + aparentemente simples nas relações do dia a dia, não é O FATO de que a gente vai e tem q VOLTAR ATRÁS E CONVIVER c estas pessoas “mandonas, prepotentes, de perfis reativos e “duronas”, “taxativas” e “prontas p qualquer, sem medir as consequências de seus ATOS c seus OUTROS SEMELHANTES.

    O QUE A GENTE tem q TEMER é q este TIPO DE COMPORTAMENTO q incorpora “O MACHISMO CAMUFLADO em POSIÇÕES PESSOAIS contra O OUTRO MAIS PODEROSO” está contribuindo p q cada vez mais N-Ã-O HAJA MUDANÇAS nas ESFERAS de PODER em nosso MEIO SOCIAL da POSIÇÃO daquele “MACHISMO PATRIARCAL E DÉSPOTA” q esolve TUDO “NA PORRADA” ou “EU TENHO DINHEIRO, EU POSSO E PAGO ou MANDO fazer isso e aquilo CONTRA OS OUTROS”.

    E o PIOR: as mesmas PESSOAS q mantêm estas posições NAS SITUAÇÕES SIMPLES E INGÊNUAS DO DIA A DIA ( como PEDIR p FUMAR seu cigarrinho LÁ FORA pq tenho problemas respiratórios…GOSTO DE MIM de meu CORPO e PRESERVO-O…)
    acabam INCONSCIENTEMENTE sendo os PRÓPRIOS ALIADOS DO MAL ao qual eles PENSARAM estar CRITICANDO como A CENSURA DOS ATOS.

    Ou seja, deveríamos DISTINGUIR bem as SITUAÇÕES ou BANDEIRAS p as quais a GENTE paga p “LUTAR” ou “brigar”.

    OS ARTISTAS – como neste caso do Mestre ATOR ANTÔNIO FAGUNDES , e a MIKA LINS , e todos q foram “TAXATIVOS” …e NÃO-FLEXÍVEIS em suas OPINIÕES como os DONOS DOS TEATROS – na verdade, “CAIRAM NO ENGODOOOOOOOOO” de pensar q ao SE “ARMAR” c suas “VERDADES INABALÁVEIS E FALSO-BURGUESAS” estariam FALANDO em NOME de suas “LIBERDADES DE EXPRESSÃO contra a CENSURA de 1 ORGÃO DE PODER “.

    Mas, no final das CONTAS, ACABARAM “INCORPORANDO em suas ATITUDES” o PRÓPRIO ORGÃO REPRESSOR INTROJETADO e EXISTENTE enquanto AUTO-INDUÇÃO E EDUCAÇÃO REPRESSIVA em suas CONDUTAS, inclusive p seu pp PÚBLICO, na esfera DO PÚBLICO E PROFISSIONAL.

    Esta FALTA DE DISCERNIMENTO ainda presente no pp INCONSCIENTE das pp PESSOAS p as quais foram confiadas e delegadas OS PAPÉIS SOCIAIS da EDUCAÇÃO , principalmente, da CIDADANIA E CONVIVÊNCIA CULTURAL, …através DAS ARTES…nos preocupa SEMPRE e cada VEZ MAIS, já q É HORA de APRENDERMOS a CO-MEDIR nossos ATOS DE PESSOA E PERSONALIDADE com o MÍNIMO de DIFERENÇA em relação á maioria de nossa SOCIEDADE , basicamente e mundialmente ORIENTADA p A GUERRA e o AUTORITARISMO sem-RESERVAS.

    Espero q nosso debate contruibua p estas PESSOAS de destaque comece a PERCEBER esses EFEITOS SUTIS de seus ATOS em relação AO TODO de nossa VIDA como NAÇÃO e FEDERAÇÃO.

    Desejo uma super QUARTA-FEIRA e condução de TUDO no
    mais perfeito EQUILÍBRIO , apesar das “falhas de PERCERÇÕES” q a gente ainda , como HUMANOS DIVINOS , temos q RECONHCER e CONTORNAR nos outros e outras.

    Cláudio, LOGO vou voltar lá no G-DIET.Por enquanto, só passada.
    Saudações a todos e todas, especialmente a nosso MESTRE Gerald THOMAS , aí nesta cidade q acho de GEOGRAFIA LINDA , mas os turistas e o Sr. não gosta MUITO , por causa da INFRA, e SUPER-POPULAÇÃO…Ezir Miriam

  669. ezir

    digo: “apesar das “falhas de PERCE-p-ÇÕES” q a gente ainda , como HUMANOS DIVINOS , temos q RECONH-e-CER e CONTORNAR nos outros e outras.” ezir

  670. ezir

    Cláudio,
    enquanto a gente está aprendendo a PERCEBER as coisas e A VIDA …os SIGNOS da VIDA , a gente frequenta E ASSUME cada coisa …né???…só a nome desse bar “c. do cubatão”…ARREE ,não ?

    Targino,
    você tem razão e é 1 humano q pratica REFLETIR os ATOS e a VIDA.
    Bom dia, ezir

  671. Silêncio

    A quem interessar possa:

    Balzac deixou de fumar convencido da relação de causalidade entre o tabaco e a burrice.

    Eu também!

  672. Ekran

    Após tantas idas e vindas nesse tema, fico com a sensação de que a liberdade de escolha tem um custo elevado. Podemos usar muito mal essa liberdade. Fumar, por exemplo, era parte do cotidiano das antigas sociedades tribais. A industria adicionou nicotina e outras quimicas e tornou o habito tribal em vicio e problema social. O teatro era parte da vida das sociedades antigas, sempre refletindo suas praticas e costumes. O fumo inclui-se nisso. Agora temos a industria do tabaco como mecenas das artes, intencionando uma imagem que não condiz com a realidade dos “side effects” de seu produto.

    Acho que nos palcos é a industria do tabaco que precisa ser exposta e não se colocar contra a parede os atores e atrizes que optam por fumar.

    Para a industria é otima essa controversia, pois gera marketing espontaneo para quem quer fumar e ainda vacila.

    “Contra o autoritarismo, fume”. Eis o slogan.

    Precisamos evitar esse falso dilema e colocar em questão quem lucra com tudo isso: INDUSTRIA DO FUMO.

    No site da Philip Morris há uma declaração – reproduzida num comentario acima – que me parece muito cinica em relação a pratica deles. No fundo, eles lucram com a desgraça de muitos. E fazem patrocinio de eventos culturais para diminuir os impostos pagos e posar de amigos das artes.

    Há uma baita contradição nisso, mas, aonde não há?
    Vivemos nesse circo onde somos meros palhaços…

    E dividir a classe artistica entre amigos e inimigos do fumo não ajuda em nada…só a quem mais interessa: INDUSTRIA DO FUMO.

    See You, G!

  673. Zeca

    Tene Cheba, eu não moro no Brasil e é por isso mesmo que acho surreal tudo que api acontece, inclusive essa devoção ao Serra.

    Claudio Diet, um abraço.

  674. Aninomyous

    Bom dia…queria falar outra coisa, sobre o mesmo tema, eu acho burrice, estupidez mesmo pessoas nos tempos atuais fazerem uso, chamo de toxico e que as pessoas são dependentes feito os drogaditos…mas, obviamente respeitando aos que em outros tempos não sabiam deste golpe que a indústria do tabaco aplicou neles, talvez a propria indústria tenha sido inocente à princípio, mas atualmente, assim como condeno aos ‘novos’ viciados que seguem o embalo dos antigos, que mesmo sabendo da coisa toda entram nesta, da mesma forma eu condeno a indústria do tabaco por ela ser multi-bilionária e entretanto ela permanecer no ramo, poderia muito bem mudar de área, mudar as plantações por coisas mais úteis, patrocinar a saúde e o progresso humanos.

  675. Cintia

    Muito bom o coment. do Ekran das 10:38.
    Pra mim, que ainda ESTOU 😉 fumante, é mesmo de dar ganas o cinismo da indústria do fumo, e observar essa completa inversão de valores que ocorreu nessa situação envolvendo os artistas.
    Mas…
    hoje ainda não fumei nenhum cigarro!!!
    Normalmente, a essa hora, eu já teria fumado uns 4 ou 5!!!

  676. Aninomyous

    Errata II: São Paulo está em 54 Bilhões…

  677. Cintia

    Craudionô!

    Então vc tb frequentava o Crepúsculo, né!! Ai, que óóótimo, rs!
    Mas eu não pegava assim pesadão como vc não, eu gostava de uns drinks malucos que tinha por lá, e de dançar naquele “inferninho”, rs, e sacar o visual das pessoas, cada uma melhor que a outra.
    Lembra de ‘Silent Hedges’ do grupo Bauhaus, rs?
    Olha que engraçadão esse vídeo, não dá pra enxergar naaada, rs!

  678. O Comissário do Polvo

    SELVAGENS CÃES DE GUERRA

    05/08/2009 – 09h46

    Homem que matou três em academia dos EUA disparou 52

    Folha Online

    Um atirador entrou em uma aula de dança latina em uma academia no subúrbio de Pittsburgh, Estado americano da Pensilvânia, atirou 52 vezes em cerca de um minuto, matou três mulheres e depois se suicidou. O homem, cuja identidade não foi revelada pela polícia, era aluno da academia e deixou outras nove mulheres feridas.

    Veja mais casos de tiroteios nos Estados Unidos

    Duas mulheres e um homem que a polícia diz ser o próprio atirador morreram na cena do crime na noite desta terça-feira. Outra mulher foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos, disse o superintendente da polícia Charles Moffatt, em uma entrevista coletiva no estacionamento da academia LA Fitness, em Collier Township.

    *********************************************

    MR. THOMAS,
    POR QUE ESSE SEU POVO GOSTA TANTO DE MATAR???

  679. Cintia

    Essa vai pro Fagundes!

    Silent Hedges – Bauhaus

    Following the silent hedges
    Needing some other kind of madness
    Looking into purple eyes
    Sadness at the corners
    Works of art with a minimum of steel
    Pure sensation
    The beautiful down grade
    Going to hell again
    Going to hell again
    Self confidence leaks
    From a thousand wounds
    Faults of civilization
    Burning the private paradise of dreams
    Minus hands of the electric clock
    Clock x3
    What happens when the intoxication of success has evaporated?
    Pure sensation
    The beautiful down grade
    Going to hell again
    Going to hell again
    Again x3

  680. Aninomyous

    Ops…Falha nossa! 😛

    Como descobrimos que determinadas coisas fazem mal?
    Sei, sei, vc vai dizer que analises de laboratório e teste em cobaias, etc e tal…mas há coisas que são descobertas da mesma forma que está se descobrindo o cigarro, e precisamos manter o controle, precisamos logicamente remover qualquer tipo de divulgação, apologia, sugestão, para que pessoas consumistas, sem personalidade ou sugestionáveis sejam poupadas destas coisas, porém há um dolo incrível na Indústria, que sabe muito bem dos danos, sabe de vítimas e mais vítimas, mas para compensar usa destas artimanhas e artifícios buscando os jovens que encaixam-se assim…consumistas, personalidade fraca ou sugestionáveis.
    Já as pessoas que não sabiam, a uns vinte e cinco ou trinta anos atrás, ou antes, precisam saber que há benefícios logo em que vc deixa o vício, que a abstinência tem pico nas duas primeiras semanas, vc fica ‘na estiga’ mas depois das duas semanas isso torna-se cada vez mais fraco e vc terá o resto da vida para negar o vício e se unir aos ‘chatos’ ex-fumantes quando sentir o cheiro do fumo queimando…sei que é um sentimento de urgência, parece uma necessidade fisiológica, mas acredite que vc não vai morrer e quem for realmente seu amigo vai entender vc nestas duas primeiras semanas, quem não for seu amigo vai se afastar porque vc vai ficar chato, irritado, sem sono, ou simplesmente não vai morrer…pode recair, mas lembre quando recair que ‘não há níveis seguros para utilização destas substâncias’ e blah blah blah que vc certamente sentirá uma frustração e fortalecerá mais ainda sua vontade de não mais absorver esse toxico.
    fUI antes que eu apanhe…heheheheheeeeeeee… 😉

  681. Ekran

    Outro aspecto que também gostaria de lembrar é que a INDUSTRIA FARMACEUTICA lucra com isso também. Agora há mais propagandas de produtos anti-fumo, que milagrosamente te ajudariam a largar o cigarro, sem falar nos anti-depressivos e estabilizadores de humor que são prescritos para quem sofre de ansiedade e atravessa crises de abstinencia ao largar o fumo.

    Tenho varios amigos fumantes e sei da luta que eles atravessam ao tentar largar o vicio. Também sei que faz parte da vida deles o fumo, que como habito é parte do cotidiano, as vezes reunindo amigos e familiares para o “fumar solidario”. E no pacote vai junto uma bebida e a sessão de terapia em grupo que acontece espontaneamente.

    O business dos que querem ajudar a largar o fumo é composto de outras drogas, as vezes tão nocivas quanto o cigarro. Tenho amigos viciados em anti-depressivos. Que não largaram o fumo e apenas adicionaram mais um vidrinho na estante.

    De vicio em vicio, a industria agradece.

  682. Cintia

    Valeu, Ekran!
    Muito lúcidos esses seus dois últimos coments.
    E todos os 354, rs, textos que vc mandou estão sendo super úteis pra mim.

  683. cintia ,

    minha turma se acabava no clássico BRING ON THE WILD HORSES , do ECHO AND THE BUNNYMEN . o clipe que publiquei no diet agora é um classicão mtv e da história dos video-clips .

    Ezir , o crepúsculo (de cubatão) , em copacabana , pertencia a um casal de ingleses , amigos até hj , tanto quanto o cochrane’s em botafogo , o bar dos modernos dos anos 80 . cubatão estava na moda como o exemplo de fim de mundo , por causa da poluição . o nome era perfeito para um dancing bar na garagem de um prédio da rua santa clara , em copa .

    zeca , em que pais estás ? link pro meu site no nome . abr .

  684. Aninomyous

    Errata: […]quem não for seu amigo vai se afastar porque vc vai ficar chato, irritado, sem sono, ou simplesmente não vai morrer…[…], 😛 me perdi no meio, ali ia dizer, ou simplesmente porque vc não compartilhará mais do mesmo vício.

  685. aliás ficava na rua Barata Ribeiro , quase esquina com rua Santa Clara . quando venderam o ponto para um outro pessoal , fui convocado pela arquiteta responsavel pela nova decoração para dar palpites .

    entre outras coisa sugeri o novo nome : Santa Barata .

  686. Cintia

    Claaaudio! que ótimo!!
    Saudade não tem idade! rs!

    Eu fiquei na dúvida se era na Nossa Senhora ou na Barata Ribeiro, mas é isso aí, na Barata.

    The Cure, The Cult, ECHO AND THE BUNNYMEN, ohoho, muuuuito legal, viajaaando aqui nas lembranças!
    E o Cochrane, haaaa! Bom demaaaais!!! Como era gostoso ali, ô época boa!!

    E os donos são ingleses e os mesmos dos dois, isso eu nunca soube, veja só!

    Ai Craudionô, *longo suspiro*….! como eu era ‘muderna’ naquela época!!!

    Vou te escrever mais tarde pro email, ehehe, que conversinha boa! 😀

  687. Cintia

    Claudio!

    E no ‘Lord Jim’, o pub, em Ipanema, vc tb ia??

    Ai que se eu estivesse aí no Rio eu ia me esbaldaaar
    de conversar e rir com vc, haaaa! ! 😀

  688. Ekran

    tratamentos anti-fumo…noticia antiga, mas mostra o que virá pela frente em termos de problemas que a rede publice de saude terá que encarar de frente.

    A equação basica continua valendo:
    novos fumantes + policiamento nos “velhos” fumantes = mais viciados buscando cura + mais marketing anti-fumo + mais remedios para curar os viciados em nicotina (que são potenciais novos viciados em outras drogas mais potentes)

    —————————–
    São Paulo tem fila para tratamento antifumo
    Antes de lei ser aprovada, 550 ainda aguardavam atendimento

    Emílio Sant´Anna, Vitor Hugo Brandalise e Edison Veiga
    Estado de S.Paulo, quinta-feira, 9 de abril de 2009

    SÃO PAULO – Antes mesmo de a Assembleia Legislativa aprovar um projeto que bane o fumo de lugares fechados, a espera por tratamento – para quem procura se livrar do tabagismo – está entre seis meses e um ano. Duas emendas à lei antifumo paulista preveem a realização de campanhas de conscientização e a obrigação do Estado em fornecer os medicamentos. O problema é que 550 pessoas já aguardam nos dois principais centros de tratamento da capital e faltam medicamentos, fornecidos pelo governo federal

    De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, 250 pessoas esperam a abertura de grupos terapêuticos no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod). No Instituto do Coração (Incor), ligado ao Hospital das Clínicas de São Paulo, outras 300 esperam o mesmo tratamento.

    Os números demonstram ineficiência na rede de atendimento ao fumante do Estado. No ano passado, de acordo com o Instituto do Câncer (Inca), dos 88 serviços capacitados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para oferecer tratamento completo a quem deseja parar de fumar, apenas 53 ofereceram algum atendimento.

    De 1.388 pacientes avaliados nas unidades básicas de saúde, apenas 952 passaram pela primeira sessão. A secretaria afirma que o acesso aos serviços cresceu 13,6% entre 2006 e 2007, mas não informa quantos pacientes se tratam hoje nem qual é o tamanho da demanda total reprimida. Cada paciente custa, para o governo do Estado, entre R$ 400 e R$ 900.

    A falta de medicamentos é outro problema crônico entre as instituições, segundo a diretora do Programa de Tratamento do Tabagismo do Incor, Jaqueline Issa. No último trimestre de 2008, nenhum medicamento para tratamento de fumantes foi enviado para o Incor pelo Ministério da Saúde. Em um ano, quando 600 pacientes poderiam ser atendidos, cerca de 400 são acompanhados.

    Quando vêm, os remédios não suprem as necessidades: entre julho e setembro de 2008, o governo federal enviou ao Incor 600 comprimidos de Bupropiona (droga que complementa adesivos cutâneos), suficientes para o tratamento de 3 pacientes, num universo de cerca de 90. “Diminuímos as vagas para não interromper o tratamento, o que seria fatal a quem tenta largar o vício”, explica Jaqueline. “O sistema de distribuição do Ministério é ineficiente. Tem de melhorar, para acompanhar a nova lei.”

    Para o secretário de Estado de Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, ainda não é possível saber se a demanda crescerá a ponto de precisar ampliar a rede de atendimento. “A entrada em vigor da lei não vai, necessariamente, fazer com que as pessoas deixem de fumar.”

    Essa não é a expectativa de Paula Johns, diretora da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT). Além da aprovação da lei estadual, o aumento no preço do cigarro contribui para que cada vez mais pessoas procurem tratamento. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a cada aumento de 10% no valor dos maços, há decréscimo de 8% no número de fumantes nos países em desenvolvimento. “A demanda vai crescer e será ainda maior do que a oferta do Estado”, afirma Paula.

    Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, estudos demonstram que 70% dos fumantes manifestam desejo de largar o vício. A nova legislação, de autoria do governador José Serra, deixa como opção para os fumantes as residências, a rua e as tabacarias. Serra está em viagem, nos EUA, e deverá sancionar a lei em 15 dias.

    http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,sao-paulo-tem-fila-para-tratamento-antifumo,352214,0.htm

  689. joluiz

    POSSO DAR UMA FUMADINHA ENQUANTO VOCES DISCUTEM SOBRE MINHA LIBERDADE??????

  690. Sandra

    Bom tarde!

    Eu gostei da entrevista do Serra no Programa do Jô. Esse assunto deve ser tratado com muita habilidade, pois estão sendo tirados espaços onde os fumantes não incomodavam ninguém.

    Por exemplo, se vamos a uma tabacaria e pedimos para o outro apagar seu cigarro, quem está certo? A lei acaba com os recintos fechados destinados a fumantes. Ela vem numa dose muito alta num momento perigoso: em que a proteção do cidadão contra ele mesmo começa com o cigarro e termina com a informação política.

    Mas achei que Serra e o dr. Drauzio Varella falaram muito respeitosamente com os fumantes, que não são bandidos, que trabalham, estudam, cuidam de suas famílias,… só se matam, para a tristeza dos que os amam.