Não Seja Marginal Para Não Ser Herói

 

New York– Como é fácil ir para Times Square e colocar a língua de fora para ridicularizar o “TEATRÃO”. Facílimo. Coisa que Alice Cooper e todos nós, do La MaMa e da Off Off Broadway, já fazemos há… milênios. Por isso nosso movimento se chama “off off”. 

 

Agora, é preciso entender de onde vem aquilo que se chama de Broadway Musicals. O Musical da Broadway nasceu de um movimento americano que visava quebrar com a estática da Ópera Européia. Aquelas Arias longas e estáticas cantadas pelos obesos por horas a fio num idioma que ninguém entendia. A Broadway, em primeiro lugar, popularizou isso tudo.

 

O Sapateado vem de um movimento ‘paupérrimo’ negro. Tap dancing foi e ainda é uma das mais originais formas de expressão de milhares de pessoas. E é belíssimo! Quando bem feito é simplesmente belíssimo. De chorar. Claro, a Broadway incorpora tap dancing, jazz, canto, teatro falado, cenários gigantescos,  estórias e histórias, ficções e adaptações,  orquestras e pequenas bandas que numa soma geral das coisas formam um grupo de teatros que se aglomeram em torno dessa praça, a Times Square.

 

Ora, quem tanto preza o Carnaval e a carnavalização das coisas deveria entender uma coisa: O Sambódromo no Rio custou MILHÕES. Quando o Brizola encomendou ao Niemeyer aquele monstro de concreto, alguém ali foi “marginal”? Quando as mulatas desfilam pros turistas nos camarotes (que vem em vans protegidas dos hotéis da orla) e o LUXO EXAGERADO dos carros alegóricos… aquilo é o quê? Marginal?

 

Não sejamos ingênuos. Aquilo é a Broadway Brasileira! Não se rebelou contra nada europeu. Mas se construiu um folclore em cima do que existia e CRESCEU vertiginosamente e COMERCIALMENTE e, pimba! E quem há de negar que aquilo é lindo, deslumbrante, etc.? Eu sou o primeiro a chorar quando a Mangueira desfila, mesmo aqui de NY, sinto a vibração da Estação Primeira, aquela que eu subia quando adolescente com o Helio Oiticica e mais tarde com o Ivo Meirelles.

 

Ora, esses são os nossos mundos. Ninguém deve zombar deles. Principalmente alguém de teatro! Mas teatro? O que vem  a ser isso?

 

Para alguns é uma questão meramente financeira. Para outros é uma questão de alma. Para outros é uma necessidade física. Ainda tem aquele que o pratica por um amor definitivo e químico-dependente. E uma parte pequena dele é composta pelos atores caça níqueis televisivos (esses sim) que acabam com tudo. Mas a maioria de quem pratica o faz por ser uma arte genuinamente franca e francamente CONTRA  o Status Quo, porque é no palco que ainda se pode dizer tudo que se quer, com o lirismo que se quer, com o tempo que se quer, no tempo/espaço que se quer, na clausura e no liebestod que se quer.

 

O Teatro, assim como o Sambódromo (vazios), não é a representação de nada, necessariamente. Mas preenchidos, viram a interpretação do “TUDO” que somos, que fomos e, principalmente, daquilo que NÂO fomos e que NÃO somos. Isso torna o teatro uma somatória (um terreno) um tanto quanto “despido” (no bom sentido) daquilo que tememos ser quando não temos a coragem de nos olharmos no espelho. 

A grande massa não quer saber das grandes questões. Isso eu notei no post sobre o Zé Celso e o Marcelo Drummond passando aqui por NY. Ninguém se interessou. Fodam-se! Se preferirem se dopar com a “noticia do dia” ou com música alta nos iPods e iPhones e in-Ter-net, e digitar textos ridículos em telefones celulares que nada significam, problema de vocês. Mas nada tem a ver com sermos marginais para sermos heróis!  O marginal de hoje é uma merda. É um marginal que não sabe quem foi Genet, é um marginal que não sabe nada sobre 1968, é um marginal que não quer completar seus 30 anos! Preferem ter 10000 canais em suas televisões (o que é o mesmo que não ter nenhum!). Esses estão concubinatos com a matança geral da arte! E para aqueles que acreditam que meter a língua de fora, como se fosse a Serpente do Pecado (ha ha), não me façam rir, eles sim, estão matando algo frágil: a arte das artes!  

Mesmo assim o teatro sobreviverá através das coisas que são GRANDES demais para serem percebidas ou PEQUENAS demais para serem notadas.

 

Gerald Thomas (Feliz Páscoa, ou Pessach, para todos!)

 

(O Vampiro de Curitiba na edição)

 

 

Advertisements

538 Comments

Filed under artigos

538 responses to “Não Seja Marginal Para Não Ser Herói

  1. Sandra

    Caramba… O sol da criação realmente te iluminou…
    Tremi…

  2. É um marginal que não quer completar seus trinta anos.

  3. André M.

    Prezado Gerald

    Teu texto de hoje me encheu.

    Me encheu de informação.

    Me encheu de conhecimento.

    Me encheu de opiniões.

    Me encheu de questionamentos.

    Uma boa pascoa para ti tb.

    Saudações cordiais.

    PS : E não adianta, depois de amanhã, os comentários do teu blog serão sobre receita de quichê de aipo. Mas antes das receitas, o pessoal pelo menos leu o teu texto. Então, quem é refem de quem? Agradeça todos os dias pela polêmica que é capaz de gerar, e não se espante, logo adiante ela aparecerá espetada contra ti nesse adverso que é a internet.

  4. Sandra.

    È sempre assim.

    No calor do debate aparece o Vampiro:

    Pessoal tem post novo lá em cima.

    O Frank dizia estar sempre quatro uísques atrasados.

    Eu fico com quase quatro comentários atrasados também.

    E a vida continua.

    Esqueçamos por enquanto de Deus e vamos sapatear aqui neste novo palco.
    isto me lembra que quando estive em NY sapateei na Times Square.
    Influenciado por recordações de filmes de Fred. Não o Niet,o Astaire.O Gene Kelly também,
    E também por uns goles de uísque tomados porque o frio estava de rachar os lábios.
    Enfim um novo post.
    Vamos ler.
    Espero que não apareça um daqueles que lêem tudo errado e entram dizendo que o Gerald está falando mal das escolas de Samba

  5. McWilliam

    E’ isso mesmo, o Teatro e’ a arte viva que nunca morrera’, quanto mais o tempo passa mais ele se consolida como o mais vivo de todas as artes.
    Esse seu texto e’ um poema, uma declaracao de amor ao teatro

    Valeu !!!

  6. S u e

    Magnifico…

    A – DO – RO quando voce escreve sobre/de TEATRO…voce coloca sua alma…e sempre muitas coisas para aprendermos…..Voce descreve Broadway Musical…de uma forma *impar*….

    Maravilhoso POST….

    Beijos

    D+

    Sue

    …. Mas preenchidos, viram a interpretação do “TUDO” que somos, que fomos e, principalmente, daquilo que NÂO fomos e que NÃO somos…..

    Essa para mim a FRASE da semana…

    Muitos aplausos…..

  7. Ana

    Não me parece que alguém tenha entendido o seu texto (muito bom, por sinal, porque foca outro prisma, e eu sei qua é) até agora, mas nunca se sabe. Pode ser que até o próximo post alguém se toque que não basta carregar a utopia. É preciso antes saber do que se trata o carregamento. Por isso o verdadeiro marginal de hoje é ensimesmado. Ele sabe muito bem o que vai ser preciso carregar, caso tope fazer o transporte.

  8. Renato

    Texto maravilhoso!

    Realmente, o teatro tem algo de sobrenatural, algo parecido com a música, claro, quando essa é feita “ao vivo”. A arte é feita ali, na hora,… é um puta salto no escuro, um andar na corda bamba em pleno abismo. O artista está ali, só, para salvar-se (e salvar à platéia) ou danar-se (levando, sempre a platéia consigo). É inacreditável ver a arte se desenvolvendo ali, diante dos nossos olhos!

    É algo que não ocorre em outras áreas – na pintura, na escultura, no cinema, o que vemos é algo pronto (não que não possam também ser sublimes – mas a emoçào, para mim, é diferente, um pouco mais racional). Nunca saí de um teatro ou de uma apresentação de música sem ficar absolutamente apalermado – às vezes mais confuso, às vezes em êxtase.

  9. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Com todo respeito Sr. Gerald,

    Equivoca-se quando diz: “estórias e histórias”. Tudo é história.

  10. Contrera

    pois é.
    e É mesmo.
    dia destes, destes mesmo, em que fui a uma professora IMPLORAR por uma forma CIVILIZADA pela qual eu possa destravar isto que me mata, eis que ela me diz: faça-o, na arte. MAS SE EU JÁ O FAÇO. e não parece haver nada por detrás. e não parece haver nada.
    pois é.
    obrigado, gerald. realmente vc explicou. e eis que me sinto cada vez mais – e não sei bem por quê, ou se não sei é porque não entendi o que vc escreveu – entremeado com tudo isso que é off e mais off. pois realmente – como minha profe notou e anotou: se vc se sente um lixo, sinta-se à vontade: é o que todos nós somos para este mundo. afinal, e ela me mostrava os livros, o que é tudo isso para todos esses que querem dar certo? lixo, puro lixo, afinal não serve para nada. e a filosofia, então?
    (continuo, mas páro antes que caia a conexão)

  11. Agora estou na minha. Chegou minha vez.
    Falar de teatro é comigo mesmo. Não sei mais que outros, mas sei o que sei.
    Vamos lapela Grécia antiga onde tudo começou.
    A Uva O vinho,
    Dionísio similar ao Baco tinha de ser festejado a cada nova safra.
    Tome-lhe procissão.
    Confusão gritarias. Cantantes em coros. Necessitaram de direção.
    Chamem Téspis.
    A coisa começa a se ajeitar e surgem as mascaras.
    Atores pra platéias. Contam estórias
    E de dramas e trama e diversões chegamos ao atualmente.
    Tudo é tetro na vida.
    Sempre uns representam para os outros.
    Exemplos? Pois não.
    Desfiles das escolas de samba. Escolas e componentes são os atores contando um enredo.
    Platéia é o povão.
    E nos camarotes os privilegiados tais com os nobres de outrora.
    Um jogo de futebol?
    Puro teatro. A arte da bola.Lá estão povão de platéia.
    Gente sem heresia.
    Uma missa?
    Teatro porque não?
    No altar se conta uma bela história. Platéia de fiéis.
    E o que é a televisão senão um teatro portátil.
    Peg pag. e leve seu teatro para casa.
    Agora teatro teatro mesmo é aquele que os que têm o palco n sangue insistem em manter viva a chama.
    Matando um leão a cada dia para fazer aquilo que ama.
    Mal compreendidos e até mal amados.
    Porque de artes.
    Aos que nos governam.
    Só interessam as artes de roubar.
    As artes de ensino eles não querem porque ensina ao povo como os evitar.
    E eu como critico do que eles desejam afundar.
    Sinto muito, mas vou me calar.
    Melhor ser critico marginal
    Que herói mortal.

  12. yeah

    Muito fraco e raso esse seu post. Vc já esteve mais inspirado.

  13. Contrera

    e noto que retomo esse meu jeito antigo de escrever por capítulos, pois talvez tenha algo a dizer, quem sabe. sab.e
    então.
    saí da entrevista com a profe (flavia schilling, educação, usp), entrevista nada, um contato, um contatar de almas, meio sem saber nada – e hoje teve aula dela, lotada. e reparei como a arte precisa SAIR – se é que é arte – deste meu corpo que se estranha e explode. mas não apenas a arte. que pretensão, certo.
    mas algo precisa sair.
    uhhhh, liberte-se então, querido.
    não é isso.
    mas hoje, em que fui pegar mais uma dose de antidepressivos, zyprexa, lá no maria zélia, sus, pois 250 é o preço, e eis que o zyprexa tá saindo da lista dos com patente protegida, e de repente saio da fila louco para ler foucault, e pego realmente o hermenêutica do sujeito, e leio em plena fila!!! pois é, porque preciso disso, talvez precise desse lixo para o sistema. mas pego-me não entendendo. de repente, não entendo. justo eu, que tanto anotei e repeti o cara.
    pois isso também me afasta da arte. esse linguajar só para iniciados. é como se a gente precisasse saber mais só para que os outros nos considerem iguais uns aos outros. tudo bem.
    (continuo antes que a ligação caia)

  14. targinosilva

    Esse é um mundo banalizado.
    Tudo nesse mundo é banal.
    O mundo das calças jeans, do cd pirata, do tênis de marca (falsificado),
    do funk, da arte fácil e gratuita.
    Nada de grandes temas, grandes questões.
    Quem não surfar nessa onda vai ficar na praia comendo frango com farofa.
    Carnaval do Rio de Janeiro é pra gringo ver.
    Carnaval é no nordeste, trio elétrico e povão na rua.
    Nada de plumas e paete, é bermuda e camiseta e samba no pé.
    Nada de arte entre 4 paredes com ar condicionado, binóculo e cartola.
    Isso já passou., faz um século.

  15. Glorinha

    Gerald…

    para variar fiquei um pouco perdida nesse post….
    faço parte da grande massa…deve ser isso algumas vezes não compreendo a extensão do que vc escreve, bem que tento…
    sei que não irá explicar mais do que já explicou no post….mas eu queria entender….queria entender como olhar…
    não posso conversar profundamente sobre, por exemplo Teatro, não tenho bagagem suficiente…não conheço muitos nomes importantes, muitas peças não ví…não sei ler/falar Frances…não sei tanta coisa….mas, isso é o hoje….
    em minutos, entre tropeços saberei, talvez, um pouquinho mais….e ainda assim estarei com um grande vazio no “estômago”…
    não vejo a possibilidade da existência de um mundo sem arte…me parece um estômago vazio e triste de fome….
    [[]]

  16. gthomas

    ja entro pra comentar os comentarios

    mas no momento…nao da.

    mas daqui a pouco dara

    LOVE
    G

  17. gthomas

    VAMP
    HELP!!!!
    G

  18. Contrera

    e agora leio o gerald sobre isso mesmo, a off off broadway, e como ela atualmente é tão necessária, mas (blagh) percebo o quão pouco me agradam os arroubos de vocês, da off off. sei lá, não sei dizer o que é, é algo de pretensão, dessa – talvez – minha própria pretensão. o que será não sei.
    mas é coisa pouca. porque realmente entendo – sempre depois que faço alguma bobagem – que é entre iguais que podemos fazer-nos entendidos, fazer-nos compreendidos e – como diz meu terapeuta, cadu – compartilhar é multiplicar. sim, pois não. pois o que é o psicopata, isso mesmo, um ser isolado de tudo e de todos, do mundo, em prol de sua patia.
    mas volto ao gerald.
    gerald, não entendo só porque vc tanto sofre.
    pois a vida é isso mesmo, e repare que a todo momento nós só fazemos mesmo retrospectivas do mesmo, das mesmas decepções, das mesmas patias, das mesmas idiossincrasias, e para quê, sei lá.
    a gente se isola. assim. mas também a gente se expõe e encontramos nossos iguais. pois é.
    iguais, nós? sempre é essa situação com que me deparo. eu não quero iguais. mas precisamos admiti-lo: não estamos nós.
    não estou só.
    como na minha peça.
    rs
    bom
    (continuo blablagla)

  19. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Muito bom Sr. Gerald Thomas,

    “Preferem ter 10000 canais em suas televisões (o que é o mesmo que não ter nenhum!).”
    Me fez lembrar quando o Sr. foi entrevistado por Jair Marchesini em um progarama chamado ” A Cara do Rio”. Já faz algum tempo…Hahahahaha

  20. Contrera

    e agora o gerald entra e diz que não pode comentar.
    ora, faça como entender.
    o blog é teu.
    ou não só teu.
    não importa.
    brigas passadas.
    e agora eu me meto a reparar em que situações eu saio de mim mesmo em prol do outro, e como isso é raro, e como hoje isso realmente ocorreu. e foi sem querer.
    quando somos. claro.
    quando não nos deixamos aprisionar.
    teatro, me espére. com acento mesmo, que não sou de corrigir. ou se sou, me nego.
    mas reparo.
    gerald, falemos mais de tudo o que importa.
    por que tanto reclamar?
    se afinal somos meros espectadores – como sempre isso aconteceu – nesse circo de idiotas?
    isso.
    circo de idiotas.
    o circo.
    bergman?
    bom.
    páro por aqui que preciso pegar uma grana para pagar a tinta para as paredes do apê que estamos remodelando. sol cáqui.
    beijos
    beijocas
    a todos/as
    contrera

  21. Porque o Contrera me desespera ao se explicar?

    Se a professora não entendeu como posso entender eu?

    O Contrerá sempre espera o que não é de se esperar.?

    Onde o querido Contrera quer realmente chegar?
    Luta sem medo de apanhar.
    Interpreta sem medo de falhar.
    Fala sem medo de calar.
    Capitula para completar.
    Recendo se desplumar.
    Reaja amigo Contrera.
    Não precisa de remédios para aquentar.
    Leve seu show onde o saibam apreciar.
    Siga com teu talento.
    Os aplausos irão te procurar.
    E eu não só criticando.
    Solto um grito pleno
    Aplaudo o Contrera.
    Um brasileiro Chileno.
    Voe com amor
    Pássaro Condor.
    Ou sem dor.

  22. Contrera

    Você quer a vaga do Beijogueiro do Rio de Janeiro?

    Está preparado para beijar o grande sapo que vai ser enredo?

  23. Contrera

    ah, sim.
    estou vendo o ze, e fico feliz em saber que houve um dia em que aqui sim fui aceito. e por isso fiquei.
    porque realmente quem precisa de liberdade precisa se encontrar no teator, teatro. no teator. ator.
    sim, mas sem atuar. para que isso.
    sabem.
    dia destes, noite destas, ameacei e quase cumpri a ameaça de dar uma garrafada em cima da cabeça de um ator global, ele não me agradeceria, claro, mas eu estava a ponto. e por que. porque por um instante, alguns instantes, me senti diminuido, como se eu nao fosse quem sou, como se ele insistisse em me ridicularizar. e penso, pois é, vcs vêem como todo o tempo eu acabei resistindo.
    educação, poder e resistência. a disciplina da profe.
    mas continuo, pois o ze continua, e diz aquilo que a gente imaginaria ouvir, claro. nada de novo no front. e no from. ou na origem.
    nada de novo, claro, para que algo de novo.
    (continuo? acho que sim, preciso me jogar de cabeça)

  24. Mira

    Primeira vez que venho no teu blog.
    Gostei, articulas muito bem!
    Besos

  25. Artistas na vida real.

    Quando esta star voltar ao Brasil eu irei dar uma colher de chá caprichar em um grande elogio.

    Nem vou cobrar nada do empresário dela.

    Madonna doa US$500 mil à vitimas de terremoto
    Arquivo
    Solidária, logo após chegar de Maluí, onde tenta adotar uma menina, a cantora Madonna fez outra boa ação. A popstar doou dinheiro para as vítimas do terremoto que destruiu o centro da Itália.
    A assessoria de Madonna não chegou a confirmar a quantia, mas a imprensa internacional garante que o valor foi de 500 mil dólares.
    A cantora tem um forte motivo para ajudar as vítimas daquele local já que seus avós paternos nasceram na região do terremoto.
    “Fico contente de poder ajudar a região de meus ancestrais. Sinto muito por todos que perderam um ente querido”, afirmou à revista “People”.
    O terremoto, que teve início na madrugada de última segunda-feira (6), já matou 260 pessoas, entre elas 16 crianças segundo o primeiro- ministro italiano Silvio Berlusconi.

  26. Sandra

    “O Teatro, assim como o Sambódromo (vazios), não é a representação de nada, necessariamente. Mas preenchidos, viram a interpretação do “TUDO” que somos, que fomos e, principalmente, daquilo que NÂO fomos e que NÃO somos. Isso torna o teatro uma somatória (um terreno) um tanto quanto “despido” (no bom sentido) daquilo que tememos ser quando não temos a coragem de nos olharmos no espelho. ”

    Puxa… Calou…

  27. Sandra

    “Mesmo assim o teatro sobreviverá através das coisas que são GRANDES demais para serem percebidas ou PEQUENAS demais para serem notadas.”

    lindo demais…

  28. Sandra

    ISSO é arte!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  29. Sandra

    Esse texto… ARREBATA…

  30. Contrera

    e eu me lembro.
    do curso da silvia leblon, para ser palhaço.
    e como eu me sentia dividido ao me sentir esmiuçado por aqueles – o público – que viam em mim algo engraçado.
    mas por que sentir-se dividido? se hoje mesmo consegui arrancar algo de riso de quem me tinha medo, ou receio, ou sei lá, o que mas não era nada bom?
    pois é.
    a vida é isso aí.
    não uma coca-cola datada, dessas de desentupir ralo, nós mesmos, nossos corpos.
    a vida é nós.
    e ousamos tratá-la por meio de midias. para que? para apagarmos em nós mesmos os traços em nós em que nós reparamos e nos enxergamos, e traços bem dionisíacos sim esses, pois afinal de contas estamos aqui para quê. para comer, trepar, cagar. samuel beckett. murphy? sei lá, é com m.
    e continuo assistindo o ze.
    e conheço outro zé.
    este traduz do latim.
    é filho de um pessoal de santos. morreu ele numa operação, erro médico, e como estes ocorrem e correm, pernas para que te quero.
    então mas meu zé. ele quer implora que lhe digam gosto de você. mas ele se escuda e implora ficar com você para… se explicar. ele, logo ele, que traduz sao tomas do original, assim, de uma penada. ele, se explicar. digo a ele o que sinto. e ele sente medo.
    rs
    pois é, o medo que o meu eu que matei sente o tempo todo desde que este outro, que agora me domina, sai em mim. ou outro. sei lá, um eu mesmo. um outro.
    (quase)?

  31. Sandra

    Que lindo, Gerald, que lindo….
    Isso é paixão…

    VOCÊ
    NÃO
    SE
    SUPERA
    TÃO
    CEDO

    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  32. Sandra

    E eu não vou conseguir comentar tão cedo….

  33. Contrera

    e reparo, assistindo o ze, este o celso, o ze celso, que como todo diálogo intercultural – intercultural, passa, entre culturas!!!! – fica algo a dever. e as pessoas não compreendem. e ficam uns sorrisos bobos nas bocas, mas fazer o que, a vida é uma tentativa, um interregno. uma forma de dizer, estamos aqui para sermos diferentes, mesmo. somos e não devemos a ninguém. ou somos e devemos, mas foda-se somos.
    sabe, gerald, sinto tua falta. mas não a falta do gerald que eu via lá, todo poderoso, não sorria, sim, todo poderoso, porque afinal o que é esse bando de rebanhos, chamados atores, estes sem alma, se não cordeiros prontos a serem abatidos, e vc não tem mesmo medo de nada, eu sei, como eu mesmo também não tenho, então
    sinto falta de você mesmo, que quer como louco se expor, e se expõe aqui, e expõe o seu o meu o nosso mundo, mas não consegue, claro, como nós jamais conseguimos mesmo.
    mas essa minha carência não é assim também tão radical, pois na verdade prefiro enquanto criador viver comigo mesmo e com a cris, que também tá no trampo – eu vagabundeando – mentira, bati o cartão, só tô aqui e agora porque é mais fácil, mas então, eu prefiro assim mesmo. o criador é uma figura solitária, também.
    (agora? não, ainda)

  34. Contrera

    mas como este video não rola páro por aqui.
    chau!!!
    beijosssss
    contrera

  35. gthomas

    Qual video nao rola?

  36. Teatro da Vida

    Apresenta.

    Duas madames

    Comédia e drama.

    Primeiro ato.

    Declamador:

    Leitura:

    Michelle Obama ajuda a servir comida em bandejão de Washington

    Centenas de moradores de rua tiveram uma surpresa nesta quinta-feira, quando chegaram a um bandejão de Washington para almoçar: deram de cara com a primeira-dama, Michelle Obama, atrás do balcão, ajudando a servir os pratos.

    Primeira-dama Michelle Obama realiza trabalho comunitário em Washington

    Além de organizar a visita, o gabinete da primeira-dama doou oito caixas de frutas frescas para o bandejão, o suficiente para duas semanas, e o cardápio desta quinta-feira, que incluiu um risoto de cogumelos, brócolis cozido, pão, bolinhos de maçã e cenoura e salada de frutas.

    E AGORA VEJA….

    A DIFERENÇA DESTA INÚTIL ABAIXO QUE COÇA O DIA TODO E EM NADA CONTRIBUI PARA O BEM ESTAR DA POPULAÇÃO QUE ELEGEU O MARIDO DELA

    Por Jorge Serrão

    Exclusivo ? Nos últimos seis meses, o Cartão de Crédito Corporativo do Palácio do Planalto gastou R$ 53.449 reais para a compra de produtos de embelezamento. Os gastos no Visanet Banco do Brasil da Primeira-dama Marisa Letícia incluem a compra de Botox, cujas injeções são usadas para ?apagar os efeitos do tempo?.

    O cartão oficial também serviu para adquirir cremes importados do Leste Europeu, além de cosméticos norte-americanos e franceses. O caso pode ficar feio para o chefão Lula da Silva se vier à tona tal
    informação que circula nos bastidores do Senado. Mas tudo indica que a informação será abafada oficialmente ? como de costume

    Fechar cortinas.

    Apalusos.

  37. Tem grego que come mortadela no Fazano e arrota peru.

    Mortadela,muzarella e mais um treco que nem do nome me lembro por R$ 100,00 por individuo.

    Só sendo tesudo mesmo

    Rsrsrsrsrsrsrsrsr

  38. gthomas

    Assim como tem gente nao entendo o proposito desse texto, estou aqui “flutuando” entre alguns comentarios de voces.

    LOVE
    G

  39. Luciana

    Esse texto me deu arrepios.Estou com medo de ter pesadelo depois de ter lido o texto.Tenho que lê-lo com mais atenção ,lógico, para penetrar no que o autor quis realmente dizer.
    Já não sei mais o que pensar de tudo e de todos.Tudo me fez pensar em que ponto chegamos como seres ditos humanos.
    O marginal de hoje é uma merda.Ah agora entendi um pouco mais o texto.Vai ver é muito retrovil na veia.Muito embotamento das mentes vivendo suas fantasias particulares, os reis ditando as regras aos merdas.

  40. Teatro no Brasil

    Século XVI – No início do período colonial, os jesuítas utilizam o teatro para catequizar os índios. O padre José de Anchieta ncena seus autos com os nativos e os primeiros colonos. As peças são faladas em tupi-guarani, português e espanhol.

    Século XVII – As apresentações teatrais passam a fazer parte, oficialmente, das comemorações cívicas. O baiano Manuel Botelho de Oliveira, que escreve duas comédias em espanhol inspirado na dramaturgia espanhola, é o primeiro brasileiro a publicar suas peças.

    Século XVIII – A partir da segunda metade do século começam a ser construídas as Casas de Ópera, nome que os teatros recebiam na época. Como dramaturgo se destaca Antônio José da Silva, o Judeu. No entanto, por ter vivido em Portugal desde os 8 anos, não é visto como um autor verdadeiramente brasileiro.

    Século XIX – A comédia afirma-se como gênero dramatúrgico brasileiro por excelência. Seus maiores representantes no período são Martins Pena, considerado o fundador de nossa comédia de costumes; França Júnior, também um autor de costumes; e Arthur Azevedo. Os escritores românticos Gonçalves Dias e José de Alencar ncursionam pela dramaturgia. Do primeiro, destaca-se o drama Leonor de Mendonça, e, do segundo, O Demônio Familiar.

    1838 – A tragédia romântica Antônio José, ou O Poeta e a Inquisição, de Gonçalves de Magalhães, é a primeira peça de tema nacional escrita por um brasileiro. É levada à cena pelo ator João Caetano

    ATORES BRASILEIROS – A companhia pioneira constituída exclusivamente de atores brasileiros é formada em 1833 por João Caetano, tido como o maior intérprete dramático da época. No Rio de Janeiro da época predominam os atores portugueses, e há constantes visitas de trupes estrangeiras, principalmente francesas e portuguesas. João Caetano é também o primeiro a se preocupar com a transmissão do conhecimento sobre a arte de interpretar, escrevendo suas Lições Dramáticas, nas quais preconiza uma representação mais clássica.

    Século XX – A primeira metade do século se caracteriza por um teatro comercial. As companhias são lideradas pelos primeiros atores, que se convertem na principal atração, mais que as peças apresentadas. As exceções acontecem quando um bom dramaturgo, como Oduvaldo Vianna, se alia a grandes intérpretes, como Procópio Ferreira e Dulcina de Moraes. Oduvaldo é ainda o introdutor da prosódia brasileira no teatro, atrelado até então a falas aportuguesadas.

    1927– O Teatro de Brinquedo apresenta-se no Rio de Janeiro (RJ) com a peça Adão, Eva e Outros Membros da Família, de Álvaro Moreyra, líder do grupo. Formado por amadores, o grupo propõe um teatro de elite. É o começo da insurreição contra o teatro comercial considerado de baixo nível.

    1938 – É lançado no Rio de Janeiro (RJ) o Teatro do Estudante do Brasil, concebido e dirigido por Paschoal Carlos Magno e com um elenco constituído de universitários. A primeira montagem é Romeu e Julieta, de Shakespeare, protagonizada por Paulo Porto e Sônia Oiticica, com direção de Itália Fausta.

    1943 – Estréia a peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues, encenada pelo grupo amador Os Comediantes, do Rio de Janeiro. A direção de Zbigniew Ziembinski – É inaugurado, em São Paulo (SP), o Teatro Brasileiro de Comédia (TBC); inicialmente uma casa de espetáculos criada para abrigar os trabalhos de grupos amadores. Dois desses grupos estão à frente da renovação do teatro brasileiro: o Grupo de Teatro Experimental (GTE), de Alfredo Mesquita, e o Grupo Universitário de Teatro (GUT), de Décio de Almeida Prado. No ano seguinte, o TBC se profissionaliza, com a contratação de atores e do diretor italiano Adolfo Celi. Um repertório eclético, constituído de grandes textos clássicos e modernos, além de comédias de bom nível, torna-se a tônica dessa companhia, que, liderada por Franco Zampari em seu período áureo, marca uma das mais importantes fases do teatro brasileiro. O TBC encerra suas atividades em 1964. Outras companhias se formam nos seus moldes: o Teatro Popular de Arte, de Maria Della Costa, a Cia. Nydia Lícia-Sérgio Cardoso o Teatro Cacilda Becker a Cia. Tônia-Celi-Autran.

    Alfredo Mesquita funda a Escola de Arte Dramática (EAD) em São Paulo (SP), um dos principais centros de formação de atores.

    1953 – Fundação do Teatro de Arena de São Paulo, por José Renato. A princípio apenas uma tentativa de inovação espacial, acaba sendo responsável pela introdução de elementos renovadores na dramaturgia e na encenação brasileiras. A montagem de Eles Não Usam Black-Tie, de Gianfrancesco Guarnieri, em 1958, introduz a luta de classes como temática. Sob a liderança de Augusto Boal, o Arena forma novos autores e adapta textos clássicos para que mostrem a realidade brasileira. Chega à implantação do sistema curinga, no qual desaparece a noção de protagonista, em trabalhos como Arena Conta Zumbi (1965) e Arena Conta Tiradentes (1967), que fazem uma revisão histórica nacional. O Arena termina em 1970.

    1958 – Zé Celso, Renato Borghi, Carlos Queiroz Telles e Amir Haddad, entre outros, fundam um grupo amador – chamado Teatro Oficina – na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo (SP). Seus integrantes passam por uma fase stanislavskiana (interpretação realista criada pelo dramaturgo russo Stanislavski, orientada por Eugênio Kusnet. A peça mais importante desse período é Os Pequenos Burgueses (1963), de Maxim Gorki. Logo após a antológica montagem de O Rei da Vela (1967), de Oswald de Andrade o grupo evolui para uma fase brechtiana (interpretação distanciada desenvolvida pelo alemão Bertolt Brecht) com Galileu Galilei (1968) e Na Selva das Cidades (1969), sempre sob a direção artística de José Celso. Com a obra coletiva Gracias Señor, inicia-se a chamada fase irracionalista do Oficina. Uma nova relação com o espaço e com o público reflete as profundas mudanças pelas quais o grupo passa. Essa fase se encerra com As Três Irmãs (1973), de Tchecov.

    Década de 60 – Uma vigorosa geração de dramaturgos irrompe na cena brasileira nessa década. Entre eles destacam-se Plínio Marcos, Antônio Bivar, Leilah Assumpção, Consuelo de Castro e José Vicente.

    1964 – O grupo Opinião entra em atividade no Rio de Janeiro, adaptando shows musicais para o palco e desenvolvendo um trabalho teatral de caráter político. Responsável pelo lançamento de Zé Keti e Maria Bethânia, realiza a montagem da peça Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come, de Oduvaldo Vianna Filhoe Ferreira Gullar.

    1968 – Estréia Cemitério de Automóveis, de Arrabal. Este espetáculo e O Balcão, de Genet, ambos dirigidos por Victor Garcia e produzidos por Ruth Escobar, marcam o ingresso do teatro brasileiro numa fase de ousadias cênicas, tanto espaciais quanto temáticas.

    Década de 70 – Com o acirramento da atuação da censura, a dramaturgia passa a se expressar por meio de metáforas. Apesar disso, Fauzi Arap escreve peças que refletem sobre o teatro, as opções alternativas de vida e a homossexualidade. Surgem diversos grupos teatrais formados por jovens atores e diretores. No Rio de Janeiro destacam-se o Asdrúbal Trouxe o Trombone, cujo espetáculo Trate-me Leão retrata toda uma geração de classe média, e o Pessoal do Despertar, que adota esse nome após a encenação de O Despertar da Primavera, de Wedekind. Em São Paulo surgem a Royal Bexiga’s Company, com a criação coletiva O Que Você Vai Ser Quando Crescer; o Pessoal do Vítor, saído da EAD, com a peça Vítor, ou As Crianças no Poder, de Roger Vitrac; o Pod Minoga, constituído por alunos de Naum Alves de Souza, que se lançam profissionalmente com a montagem coletiva Follias Bíblicas, em 1977; o Mambembe, nascido sob a liderança de Carlos Alberto Soffredini, de quem representam Vem Buscar-me Que Ainda Sou Teu; e o Teatro do Ornitorrinco, de Cacá Rosset e Luís Roberto Galizia, que inicia sua carreira nos porões do Oficina, em espetáculos como Os Mais Fortes e Ornitorrinco Canta Brecht-Weill, de 1977.

    1974 – Após a invasão do Teatro Oficina pela polícia, Zé Celso parte para o auto-exílio em Portugal e Moçambique. Regressa ao Brasil em 1978, dando início a uma nova fase do Oficina, que passa a se chamar Uzyna-Uzona.

    1978 – Estréia de Macunaíma, pelo grupo Pau Brasil, com direção de Antunes Filho. Inaugura-se uma nova linguagem cênica brasileira, em que as imagens têm a mesma força da narrativa. Com esse espetáculo, Antunes Filho começa outra etapa em sua carreira, à frente do Centro de Pesquisas Teatrais (CPT), no qual desenvolve intenso estudo sobre o trabalho do ator. Grandes montagens suas fazem carreira internacional: Nelson Rodrigues, o Eterno Retorno; Romeu e Julieta, de Shakespeare; Xica da Silva, de Luís Alberto de Abreu; A Hora e a Vez de Augusto Matraga, adaptado de Guimarães Rosa; Nova Velha História; Gilgamesh; Vereda da Salvação, de Jorge Andrade

    1979 – A censura deixa de ser prévia e volta a ter caráter apenas classificatório. É liberada e encenada no Rio de Janeiro a peça Rasga Coração, de Oduvaldo Vianna Filho, que fora premiada num concurso do Serviço Nacional de Teatro e, em seguida, proibida.

    Década de 80 – A diversidade é o principal aspecto do teatro dos anos 80. O período se caracteriza pela influência do pós-modernismo movimento marcado pela união da estética tradicional à moderna. O expoente dessa linha é o diretor e dramaturgo Gerald Thomas. Montagens como Carmem com Filtro, Eletra com Creta e Quartett apresentam um apuro técnico inédito. Seus espetáculos dão grande importância à cenografia e à coreografia. Novos grupos teatrais, como o Ponkã, o Boi Voador e o XPTO, também priorizam as linguagens visuais e sonoras. O diretor Ulysses Cruz, da companhia Boi Voador, destaca-se com a montagem de Fragmentos de um Discurso Amoroso, baseado em texto de Roland Barthes. Outros jovens encenadores, como José Possi Neto (De Braços Abertos), Roberto Lage (Meu Tio, o Iauaretê) e Márcio Aurélio (Lua de Cetim), têm seus trabalhos reconhecidos. Cacá Rosset, diretor do Ornitorrinco, consegue fenômeno de público com Ubu, de Alfred Jarry. Na dramaturgia predomina o besteirol – comédia de costumes que explora situações absurdas. O movimento cresce no Rio de Janeiro e tem como principais representantes Miguel Falabella e Vicente Pereira. Em São Paulo surgem nomes como Maria Adelaide Amaral, Flávio de Souza, Alcides Nogueira, Naum Alves de Souza e Mauro Rasi. Trair e Coçar É Só Começar, de Marcos Caruso e Jandira Martini, torna-se um dos grandes sucessos comerciais da década. Luís Alberto de Abreu – que escreve peças como Bella, Ciao e Xica da Silva–é um dos autores com obra de maior fôlego, que atravessa também os anos 90.

    1987 – A atriz performática Denise Stoklos desponta internacionalmente em carreira solo. O espetáculo Mary Stuart, apresentado em Nova York, nos Estados Unidos, é totalmente concebido por ela. Seu trabalho é chamado de teatro essencial porque utiliza o mínimo de recursos materiais e o máximo dos próprios meios do ator, que são o corpo, a voz e o pensamento.

    Década de 90 – No campo da encenação, a tendência à visualidade convive com um retorno gradativo à palavra por meio da montagem de clássicos. Dentro dessa linha tem destaque o grupo Tapa, com Vestido de Noiva, de Nélson Rodrigues e A Megera Domada, de William Shakespeare. O experimentalismo continua e alcança sucesso de público e crítica nos espetáculos Paraíso Perdido (1992) e O Livro de Jó (1995), de Antônio Araújo. O diretor realiza uma encenação ritualizada e utiliza-se de espaços cênicos não-convencionais – uma igreja e um hospital, respectivamente. As técnicas circenses também são adotadas por vários grupos. Em 1990 é criado os Parlapatões, Patifes e Paspalhões. A figura do palhaço é usada ao lado da dramaturgia bem-humorada de Hugo Possolo, um dos membros do grupo. Também ganha projeção a arte de brincante do pernambucano Antônio Nóbrega. O ator, músico e bailarino explora o lado lúdico na encenação teatral, empregando músicas e danças regionais.

    Outros nomes de destaque são Bia Lessa (Viagem ao Centro da Terra) e Gabriel Villela (A Vida É Sonho). No final da década ganha importância o diretor Sérgio de Carvalho, da Companhia do Latão. Seu grupo realiza um trabalho de pesquisa sobre o teatro dialético de Bertolt Brecht, que resulta nos espetáculos Ensaio sobre o Latão e Santa Joana dos Matadouros.

    1993 – O diretor Zé Celso reabre o Teatro Oficina, com a montagem de Hamlet, clássico de Shakespeare. Zé Celso opta por uma adaptação que enfoca a situação política, econômica e social do Brasil.

    1998 – Estréia Doméstica, de Renata Melo, espetáculo que tem forte influência da dança. Essa encenação dá seqüência ao trabalho iniciado em 1994, com Bonita Lampião. Sua obra se fundamenta na elaboração da dramaturgia pelos atores, por meio do estudo do comportamento corporal das personagens.

    1999 – Antunes Filho apresenta Fragmentos Troianos, baseada em As Troianas, de Eurípedes. Pela primeira vez, o diretor monta uma peça grega. Essa montagem é resultado da reformulação de seu método de interpretação, alicerçado em pesquisas de impostação da voz e postura corporal dos atores.

  41. Luciana

    Um falou que é fácil encontrar Retrovil na praça, mas não tem que ter receita para comprar?Já usei Equilid e me senti muito bem com ele .Não entendi esse papo de remédio , o que isso tem que ver com teatro,arte ?Não estou entendendo nada,nada.

  42. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Hahahahaha…boa Sr. critico Teatral!!
    O Sr. também prestigiou aquele trágico post. Juro que não comi daquela mortadela…hahaha

  43. Luciana

    Gostaria de saber a origem do teatro.Onde que começou tudo.Será que começou com os rituais religiosos na pré história?

  44. Atenção que o nome do Gerald aparece na década de 80.

    Leiam os que não sabem

    Viu Sandra.?

    Espero que mandes um ARRAZOUUUUUUUUUUUUUUU
    pra eu.

  45. Sandra :

    ou pra mim

    ou

    per me

    ou

    to me

    Abraços pro Chefe e pra Sandrinha also

  46. Luciana:

    From me to you

    O teatro na Grécia antiga teve suas origens ligadas a Dionisio, divindade da vegetação, da fertilidade e da vinha, cujos rituais tinham um caráter orgiástico. Durante as celebrações em honra do deus, em meio a procissões e com o auxílio de fantasias e máscaras, eram entoados cantos líricos, os ditirambos, que mais tarde evoluíram para a forma de representação plenamente cênica como a que hoje conhecemos através de peças consagradas.

    Seu florescimento ocorreu entre 550 a.C. e 220 a.C., sendo cultivado em especial em Atenas, que neste período também conheceu seu esplendor, mas espalhou-se por toda a área de influência grega, desde a Ásia Menor até a Magna Grécia e o norte da África. Sua tradição foi depois herdada pelos romanos, que a levaram até as suas mais distantes províncias, e é uma referência fundamental na cultura do ocidente até os dias de hoje

  47. gthomas

    Boa, muito boa Sr Critico Teatral

    aos poucos o texto encontra o Blog e o Blog encontra o texto…..

    obrigado

    da um abraco por mim no Pacheco quando ve-lo!

  48. Ontem o Sérgio Brito disse que o GT é um criador de linguagem…
    (concordo)
    e alertou para aquilo que eu já tinha percebido, a mania de falar que os outros copiam Beckett… “se for assim Beckett copia Joyce” e [.]

  49. Luciana:

    Agora tem que ter saco para ler tudo

    Mas vale a pena.

    Evolução e características
    Com o passar do tempo, as procissões dionisíacas foram ficando mais elaboradas, e surgiram os “diretores de coro”, os organizadores das procissões, já que elas podiam reunir nas cidades até vinte mil pessoas. O primeiro diretor de coro e dramaturgo foi Téspis, convidado pelo tirano Pisístrato para dirigir a procissão de Atenas e vencedor do primeiro concurso dramático registrado. Téspis parece ter sido um elo importante na evolução final do ditirambo cantado em direção ao texto recitado e dialogado, criando a figura do “respondedor ao coro” (hypócrites) e a do personagem individualizado, o ator, em contraste ao coro, anônimo e coletivo. Com estas inovações, é considerado o pai da tragédia, mas possivelmente não tenha sido de fato o primeiro a usar diálogos. Sólon parece ter escrito poemas com esta característica, e os rapsodos que recitavam Homero também faziam uso da prosa dialogada [1]. Também parece ter introduzido um segundo personagem, além do protagonista, representando dois papéis na mesma peça através do uso de uma máscara com uma face na frente e outra na nuca. As máscaras tinham uma outra função, eminentemente prática, por possibilitarem às pessoas acompanhar a ação cénica pelas expressões que mostravam, quando a voz do ator não conseguia alcançar toda a platéia.

    Outros autores que se destacaram nesta época são Choerilus, Pratinas e Phrynichus, cada qual introduzindo mudanças no estilo da representação. Destes, Phrynichus é o mais conhecido, vencedor de competições e autor de tragédias com temas explorados mais tarde na era dourada do teatro grego, como As Danaides, As Mulheres da Fenícia e Alceste, sendo o primeiro a introduzir personagens femininos. Foi ainda o primeiro a abordar um tema contemporâneo com a peça A Queda de Mileto, produzida em 493 a.C. e que arrancou lágrimas da platéia pelo choque que a conquista da cidade pelos persas provocara na sociedade ateniense. Mas ao contrário do que se poderia esperar, Heródoto conta que em vez de ser considerada um sucesso por sua eficiência dramática, a peça acarretou ao autor uma multa de mil dracmas por ter trazido à memória dos cidadãos uma calamidade tão infausta, que os havia abalado tão profundamente, e a peça foi proscrita para sempre [2].

    O coro era composto pelos narradores da história que, através de representação, canções e danças, relatavam as façanhas do personagem. Era o intermediário entre o ator e a platéia, e trazia os pensamentos e sentimentos à tona, além de pronunciar também a conclusão da peça. Também podia haver o corifeu, que era um representante do coro que se comunicava com a platéia.

    Possível retrato do ator Euiaon em um vaso de Paestum, representando Perseu na Andrômeda, de Sófocles. C. 430 a.C., Museu Arqueológico Regional de Agrigento
    As ruínas do Teatro de Mileto
    Máscara teatral do tipo Primeiro Escravo, personagem típico da Comédia Nova. Mármore, século II a.C., Museu Arqueológico Nacional de AtenasOs actores do teatro grego eram todos homens, e interpretavam vários papéis durante o mesmo espectáculo. Na tragédia existiam três actores e na comédia quatro. Os actores utilizavam máscaras e fatos que poderiam ser pesados. Na tragédia os actores utilizavam uma túnica até aos pés, chamado quíton, e o coturno; na comédia usavam-se roupas próximas às utilizadas pelos cidadãos e calçavam-se sandálias.

    [editar] O apogeu do teatro grego
    Depois da queda de Atenas e sua destruição pelos persas em 480 a.C. a cidade foi reconstruída, e o teatro passou a desempenhar um papel ainda mais importante na cultura e no orgulho cívico locais. Com a evolução da forma e a introdução de enredos fictícios ou contemporâneos se estabilizaram dois gêneros principais, já plenamente cênicos: a tragédia e a comédia. Nas Grandes Dionísias três poetas concorriam, cada um com três tragédias e um drama satírico. Para além disso, apresentavam-se cinco comédias e 20 ditirambos.

    As novidades desta fase são a introdução de um segundo ator, o deuteragonista, por Ésquilo, e depois um terceiro, o tritagonista, por Sófocles. O coro se formalizou e fixou com cerca de 4 a 8 pessoas, vestidas de negro, e o acompanhamento musical desenvolveu os primeiros sinais de cromatismo e polifonia na história da música do ocidente. Crátinos, por sua vez, foi o primeiro a levar a comédia a um alto nível de dignidade literária.

    [editar] Helenismo
    Com a derrota de Atenas na Guerra do Peloponeso sua influência declinou, a produção teatral decaiu e peças antigas voltaram aos palcos. Embora a tradição parecesse ter perdido vitalidade, o teatro continuou a ser cultivado até o período helenístico, quando o gênero de preferência passou da tragédia para a comédia, ora transformada em uma farsa cômica sobre assuntos prosaicos. O único autor importante do período é Menandro, e a Comédia Nova, como passou a ser chamada, teve grande influência na comédia romana de Plauto e Terêncio.

    [editar] Os géneros

    [editar] Tragédia
    A tragédia é o gênero mais antigo, tendo surgido provavelmente em meados do século VI a.C. Os temas da tragédia eram oriundos da religião ou das sagas dos heróis, sendo raras as tragédias que se debruçavam sobre assuntos da época (um exemplo de passada que abordava temas contemporâneos foi Os Persas de Ésquilo). A maioria das tragédias retrata a queda de um herói, muitas vezes atribuída à sua arrogância (hybris).

    [editar] Comédia

    Cena de comédia em vaso da Apúlia, século IV a.C.
    Busto de Eurípides, cópia romana de original grego do século IV a.C., Museu Pio-ClementinoA comédia passou a integrar as Grandes Dionísias em 488 a.C., tendo tido portanto um reconhecimento meio século depois da tragédia. No ano de 440 a.C. a comédia foi também introduzida nas Leneias, outro festival em honra Dioniso no inverno. Na comédia o coro assumia uma importância maior que na tragédia e verificava-se uma maior interactividade com o público, já que os actores dialogavam com este.

    Da Comédia Antiga apenas sobreviveram os trabalhos de Aristófanes, que se inspiram na vida de Atenas e que se caracterizam pela crítica aos governantes (Os Cavaleiros, Os Acarnenses), à educação dos sofistas (As Nuvens) e à guerra (Lisístrata). Um dos políticos mais criticados por Aristófanes foi Cléon, que teria levado Aristófanes aos tribunais por se sentir ofendido.

    A Comédia Nova desenvolveu-se a partir da morte de Alexandre Magno em 323 a.C. até 260 a.C.. Teve em Menandro o seu principal representante. A política já não era um dos temas explorados, preferindo-se enredos que giravam em torno de identidades falsas, intrigas familiares e amorosas.

    [editar] Autores
    Embora sejam registrados muitos autores especialmente na época áurea do teatro grego, somente de quatro nos chegaram peças integrais, todos eles de Atenas: Ésquilo, Sófocles e Eurípedes na tragédia, e Aristófanes na comédia. Suas criações, e mais referências de fontes secundárias como Aristóteles, são a base para o conhecimento do teatro da Grécia Antiga.

    Ésquilo (525 a 456 a.C.. aproximadamente)

    Principal texto: Prometeu acorrentado.
    Tema principal que tratava: contava fatos sobre os deuses e os mitos.
    Sófocles (496 a 406 a.C. aproximadamente)

    Principal texto: Édipo Rei.
    Tema principal que tratava: as grandes figuras reais.
    Eurípides (484 a 406 a.C aproximadamente)

    Principal texto: As troianas
    Tema principal que tratava: dos renegados, dos vencidos (pai do drama ocidental)
    Aristófanes (445 a.C.? – 386 a.C.) Dramaturgo grego considerado o maior representante da comédia grega clássica.

    [editar] Os teatros

    Um teatro grego típico com a designação de suas várias partesOs teatros (de theatron, “local onde se vê”) surgiram a partir do século VI a.C.. Julga-se que antes disso as primeiras representações teatrais seriam realizadas em locais públicos como a ágora de Atenas.

    Os teatros situavam-se ao ar livre, nos declives das encostas, locais que proporcionavam uma boa acústica. Inicialmente os bancos eram feitos de madeira, mas a partir do século IV a.C. passaram a ser construídos em pedra.

    Para além a platéia distinguiam-se várias áreas no teatro. A orquestra era a área circular em terra batida ou com lajes de pedra situada no centro das bancadas, onde o coro realizava a sua interpretação. Julga-se que a orquestra teria de início uma forma quadrangular, como no Teatro de Tóricos. No centro da orquestra ficava a thymele, um altar em honra a Dioniso, que servia não só para oferecer sacrifícios, mas também como adereço. Em cada lado da orquestra existiam as entradas para o coro, os parodoi.

    Detrás da orquestra estava a skenê, o cenário, estrutura cuja função inicial foi servir como local onde os actores trocavam de roupa, mas que passou também a representar a fachada de um palácio ou de um templo. Frente à skenê estava o proscenium, onde os actores representavam os papéis, se bem que estes também se deslocassem até à orquestra.

    Dos teatros da Antiga Grécia alguns dos mais importantes são o Teatro de Epidauro, o Teatro de Dodona, o Odeon de Herodes Ático, o Teatro de Delfos, o Teatro de Segesta, o Teatro de Siracusa e o Teatro de Dionísio.

    Gostaram?

    Obrigado

    Pa………..ops … critico teatarl

  50. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Heterônimos…tenham piedade de mim, sou apenas um bom homem, grego e tesudo que sofre por carregar a triste sina de possuir o pênis grosso como um copo de Geléia de Mocotó Imbasa!!

  51. Senhor Gerald informo que o Senhor Pacheco no momento está justamente representando.
    Ele não entende de teatro mas se esforça pra acompanhar de tudo na vida.
    Até me pediu certas explicações.
    Mas com eu só sou um simples critico desconversei.
    Afinal critico não entende de nada.
    Por isto é critico.
    Melhor critico é justamente o que não sabe fazer.

    Quem sabe aplaude.

  52. gthomas

    Muito bem entao, Sr Critico: entao eu o Ovaciono de PE

  53. Luciana

    Critico teatral

    Obrigada pela explanação.Deve ser muito bonito se aprofundar , pesquisar tudo sobre teatro.É um estudo que se a pessoa realmente se aprofundar vai haver ligações com outras áreas.
    Muito bonito mesmo.

  54. Sandra

    Crítico, está batendo um bolão!!!!!!!!!!!!!!

  55. Luciana

    Crítico teatral

    E qual é a fonte desta sua pesquisa?
    Espero que não seja do google.Risos.

  56. gthomas é autor e diretor teatral. multimidia. suas peças não são assimiladas de forma fácil pois são uma combinação codificada de diferentes formas de arte. cabe ao espectador a compreensão e o entretenimento de acordo com sua formação cultural e / ou seu senso de humor.

    é locutor na maioria de suas peças, onde sua voz é tb personagem. me acostumei com ela e é impossível agora ler seus textos sem ouví-la. alguns posts muito mais ouvi que li.

    tem que conhecer o tom, o timbre, a peculiaridade da voz do gerald. pelos links de video, as entrevistas, o debate com o zécelso. depois de se familiarizar com ela, vc nunca mais vai ler o gerald da mesma forma.

  57. gthomas

    Sandrerrima
    Vc lembra daquele email que te mandei? Aquele desabafo?

    essa eh a minha resposta oficial entao.

    Diplomatico, acho melhor assim

  58. Sandra

    “Mas preenchidos, viram a interpretação do “TUDO” que somos, que fomos e, principalmente, daquilo que NÂO fomos e que NÃO somos. Isso torna o teatro uma somatória (um terreno) um tanto quanto “despido” (no bom sentido) daquilo que tememos ser quando não temos a coragem de nos olharmos no espelho. ”

    Que porrada linda!!!! Tudo o que tememos jogados nas nossas caras!

  59. Sandra

    Arrasou, Gerald!!!!!!!!!

  60. Luciana

    A origem do teatro pode ser remontada desde as primeiras sociedades primitivas.Fonte,Google.

  61. gthomas

    Bem, o Vamp nao aparece pra liberar ou comentar,,,,,

    estou de saida

    destino todos sabem: Ellen

    quem nao viu meu trabalho ate hoje, se de ao trabalho

    http://www.geraldthomas.com

    em “videos” ou na propria capa (home) ja tem

    e mesmo aqui no blog, na barra direita, debaixo da foto o IG disponibilizou varios trabalhos tambem

    Beijo a todos
    LOVE
    G

  62. Luciana

    O teatro possuia , portanto, em suas origens um caráter ritualístico.

  63. gthomas

    Melhor que ficar com a pedra entalhada na garganta, ne Sandra?

  64. Luciana

    Sempre tive uma visão do teatro no Brasil sempre relacionado com questões políticas.O que era o teatro no Brasil antes de 64 é obscuro para mim.

  65. Luciana

    Não sei, tive sempre idéia de teatro como libertação.
    O crítico sumiu.

  66. Luciana

    Libertação não no sentido de engajamento político de uma época.
    Não sei ,devo estar falando bobagem uma atrás da outra.

  67. Luciana

    Vou parando por aqui.

  68. Tene Cheba

    O Carnaval, no Rio de Janeiro, está completamente depredado, quero dizer, perdeu algum dos encantos que mais me fascinavam, o Samba e a sua completa harmonia com o enredo, e a sua completa harmonia com as alegorias. Não sei, talvez o problema esteja em mim, na minha incapacidade de apreciar a evolução que não consigo ver, enxergar. Ando muito longe do Rio, ando muito perdido culturalmente também. A gente vai perdendo algumas referências, os conceitos vão se dissipando.
    Mas, o ar do Rio, super respirável, me faz bem, me faz bem aquela pista, quando as rodas o tocam, brigando com o trem de pouso, sacudindo a nave, deste mundo que conhecia tão bem.
    Não, o Carnaval continua bem, eu é que perdi o meu jogo de cintura.
    O Teatro e o Carnaval, para mim não tem uma interface muito bem definida, tão evidente, como demonstra o texto, muito acima, lá no topo. Os contrastes estão nitidamente evidenciados nos contrastes.No Carnaval o que rola, hoje, é a exibição, o puro narcisismo, sobrecarregado de camarotes, putz, que me dão nojo. O Teatro, ao que parece, preserva, por está longe do zoológico, a sua identidade, esta tênue linha, mantém a alma predadora, a estranha metafísica do mundo de Dionísio.
    o coração carente

  69. Teatro da Vida

    Apresenta.

    JESUS NA Bahia.

    Quatro personagens.

    1 ° e único ato

    Jesus na Bahia

    Estavam um carioca, um paulista e um baiano num boteco do Mercado Modelo, quando o carioca diz aos outros:
    – Mermão, esse cara que entrou aí é igual a Jesus Cristo.
    – Tás brincando! – dizem os outros.
    – Tô te falando! A barba, a túnica, o olhar…
    O carioca levanta-se, dirige-se ao homem e pergunta:
    – Mermão, digo, Senhor, Tu é Jesus Cristo, não é verdade?
    – Eu? Que idéia!
    – Eu acho que sim. Aí, tu és Jesus Cristo.
    – Já disse que não! Mas fale mais baixo.
    – Pô, eu sei que tu é Jesus Cristo.
    – Tanto insiste que o homem lhe diz baixinho:
    – Sou efetivamente Jesus Cristo, mas fale baixo e não digas a ninguém, senão isto aqui vira um pandemônio.
    – Tenho uma lesão no joelho desde pequeno. Me cura aí brother, digo, Senhor!
    – Milagres não. Tu vais contar aos teus amigos e eu passo a tarde fazendo milagres.
    O carioca tanto insiste, que Jesus Cristo põe a mão sobre o seu joelho e cura-o.
    – Pô,valeu! Ficarei eternamente grato! – agradece, emocionado, o carioca.
    – Sim, sim! Não grites e vai-te embora e não contes a ninguém.
    Logo em seguida, chega o paulista…
    – Aí meu, o meu amigo disse-me que és Jesus Cristo e que o curaste. Tenho um olho de vidro. Cura-me!
    – Não sou Jesus Cristo! Mas fale baixo.
    O paulista tanto insistiu, que Jesus Cristo passou-lhe a mão pelos olhos e curou-o.
    – Oh lôco meu! Obrigado mesmo! – agradece emocionado, o paulista.
    – Vai-te agora embora e não contes a ninguém.
    Mas, Jesus Cristo bem o viu contando a história aos amigos e ficou à espera de ver o baiano ir ter com ele. O tempo foi passando e nada. Mordido pela curiosidade, dirigiu-se à mesa dos três amigos e, pondo a mão sobre o ombro do baiano, começou a perguntar:
    – E tu, não queres que…
    O baiano levanta-se de um salto, afastando-se dele:
    – Aê, meu Rei!… Tira as mãozinhas de mim, que eu ainda tenho seis meses de licença médica!

    Pano rapidissimo

  70. Sandra

    “Para outros é uma questão de alma. Para outros é uma necessidade física. Ainda tem aquele que o pratica por um amor definitivo e químico-dependente.”

    Que lindo…

  71. O critico teatral foi comprar uma piza de carne seca e enquanto isto não poderá conversar com vocês.

    E eu tambem não pois fui convidaddo pra comer a piza junto com ele.

    Vocês conhecem a piza de carne seca?

    Ai em Sampa eu sei que tem.

    Alias em Sampa tem de tudo.

    Até teatro embora muita gente ignore

    Rsrsrsrsrsrsrsr

    Nem espero a Sandra:
    -Arrazeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

  72. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, me perdoem a ausência (sei que muitos até preferem minha ausência do que minha presença), mas estava assistindo a CPI em que Protógenes daria nomes aos bois, derrubaria a República, etc… Como eu já havia previsto, ele não falou absolutamente nada. É um lunático, paranóico e incompetente.

  73. O Vampiro de Curitiba

    Não fugindo muito do assunto do post, Protógenes quis ser herói, foi apenas marginal.

  74. Luciana.

    Claro que eu leio no Google.

    Que outro recurso mais rápido tem um bloguista geraldiando?

    Teclou,acessou,escolheu,leu cpoiou colou.

    Goal

    Licença vou comer que não sou de ferro e saco vazio em pé tomba.

  75. Sandra

    Às vezes, acho que muitas pessoas usam o rótulo marginal para encobrir falta de talento e falta de conhecimento sobre sua arte. Não basta ser marginal. Vanguarda. Tem que… atenção:

    ARRASAR…

  76. Alo senhor Vampiro.

    Prazer.

    O Pacheco mnda um abraço.

    Ele acha que o delegado foi subornado para ficar calado.
    Pediu para eu teclar porque ele esta enfiado na piza com cerveja.
    Foi um prazer.
    Lembranças a senhora Polaca.

  77. Senhor Vampiro.

    tambem é pra dizer que o sapo está igual aquele antigo programa

    Balança mas não cae.

  78. Balança mas não cai.

    dpo Max Nunes e Haroldo Barbosa

  79. Sandra

    Feliz Pessach, Gerald!!!!
    Deus cuide de você e da Ellen com carinho.

  80. [=

    Querido Gerald,

    Gostei desse artigo.

    [=

  81. Sandra

    Vamp, você estava tão caladinho… Bom ouvir sua voz virtual!!!!

  82. Sandra

    Beijos em todos!!! Boa noite!!!

  83. [=

    Vampiro,

    ”08/04/2009 – 21:04

    Enviado por: O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, me perdoem a ausência (sei que muitos até preferem minha ausência do que minha presença), mas estava assistindo a CPI em que Protógenes daria nomes aos bois, derrubaria a República, etc… Como eu já havia previsto, ele não falou absolutamente nada. É um lunático, paranóico e incompetente.”

    “…É um lunático, paranóico e incompetente…”

    E os congressistas? São ponderados, centrados e competentes?

    [=

  84. Gostariam de deixar um uma oração às vítimas do terremoto na Itália?
    O terremoto atingiu 6.3 na escala Richter.

    Várias destruições

    Aqueles que tem fé façam uma oração pelas vítimas, Tanto para as que foram como para as que ficaram

    São todos nossos irmãos….

    Abraços.

    Durmam em paz.

    Boa noite

  85. targinosilva

    Pessoal, me perdoe a ausencia…..

  86. Paulo from the G Spot

    WOW parece que ninguem reparou que no texto do dono do blog esta uma critica ao Ze Celso que no video onde ele vagueia por Manhattan ele chego no Times Square onde fica um lugar onde se compra ingressos para shows da Broadway com desconto, ele fica fazendo palhacadas, se ajoelha e faz uma adoracao ao St. Broadway
    sei la, depois (ele parece estar viajando com algo, tipo acido) aparece no painel luminoso uma foto do Albert Einstein com a lingua de fora, entao o Ze com sua originalidade fica de lingua pra fora imitando …. Enfim, eu acho que o cara tem talento mas se perdeu um pouco nas drogas. Outra coisa eh que eu acho que grande parte desse negocio que ele diz que o Silvio Santos eh um monstro e o quer destruir, nao sei nao, sera??

  87. Paulo from the G Spot

    All the girls from the office poured into a crowded cafeteria for the coffee break. One of the girls lit a
    cigarette and blew ring after ring of smoke. An elderly lady sitting next to her was supremely alloyed.
    ”Miss,” she said, ”that smoke is a horrible habit. I would rather commit adultery than smoke.”
    ”So would I,” answered the girl, ”but, you know, there just isn’t time during a coffee break.”

  88. Antonio Moraes

    Não acompanho desfiles de escolas de samba. Não me agradam. Quase não ouço/vejo óperas. Mas sou apaixonado por lieder (canções). Tenho na memória a belíssima apresentação do barítono Thomas Hampson na sala SP com a orquestra jovem Gustav Mahler cantando uma seleção do ciclo Des Knaben Wunderhorn. Está entre os mais emocionantes espetáculos que vi, comparado com a apresentação de Menahem Pressler e Antonio Meneses (membros do fantástico Beaux Arts Trio) no TCA, alguns anos atrás. Musicais ? Não assisti qualquer das montagens tupiniquins de espetáulos da broadway. Um pouco por protesto. Acho um absurdo eles terem acesso a dinheiro de renúncia fiscal com garantia plena de sucesso. Hum, Nanini também teve acesso a este dinheiro com “O Bem Amado”, que vi três vezes. Nunca disse que sou coerente…
    Ah, uma sugestão. Estreará em SP “As Centenárias”. Vi no RJ quase dois anos atrás. Texto ótimo de Newton Moreno, com direção primorosa de Aderbal Freire Filho. Espetáculo divertido de qualidade. Estreará no Raul Cortez. Não será a mesma esperiência. O Teatro da Poeira é quase intimista, e é o meu preferido no Rio. Neste espetáculo teve formação de semi-arena, bem diferente do palco italiano do Raul Cortez.

  89. Tene Cheba

    Minha via expressa, meu mundo aplicado, sou a sua função,
    nessa interdependência, duas variáveis perdidas, conectadas pelo invísivel elo e, os olhos, vagos, retém a tua infinitude.
    Noites escuras, sem abrigos, o frio é intenso, a perpétua solidão.
    O caminho que não vejo, e neste rumo sem retorno, vou, sem a opção de voltar, obedecendo a sua tirânica vontade, que me arrasta em seu insensato mergulho.
    A eterna fase aleatória, sem repouso, da estranha singularidade.
    Por que a pedra não teme o vento? Por que tanta virtualidade em mim? A paixão, o medo e o credo.
    Mas, se por fim, eu sou o filho do caos, a resultante de todos os acasos, devo então ter fé em todas as incertezas, dado que possivelmente ocorrerão.

  90. castrol

    parabens GT ………abraços

  91. Maxwell

    É engraçado nesse tempo todo que eu frequento o blog, eu nunca vi a Sandra contracenar com a Luciana.
    A Luciana é meio rebelde, meio porra louca….
    De vez em quando dá uma de Reinaldo pedroso…
    Mas nunca vi um diálogo entre as duas
    Seguem em linhas paralelas
    Alteregos de duas peças diferentes
    Uma lubrifica o ego
    A outra proporciona expor a momentos Gazuzas ou Angela Roro
    Sei lá.

  92. Glorinha

    Tene….
    puxa, lindamente lindo seu escrito…
    [[[]]]

  93. Maxwell

    No sambódromo ou no teatro
    A representação é o legado
    Daquilo que se foi
    Daquilo que é
    Daquilo que se pretende ser
    Cada carro alegórico com seu tema
    Compõem o enrredo
    E ali está as amostras de vidas,
    de mazelas políticas;
    de acontecimentos;
    de que aconteceu na história
    desde o começo do mundo
    é uma beleza deslumbrante
    é uma alegria esfuziante
    é só pena que voa
    é só bunda que rebola
    é toples de mulheres bonitas
    mas o que é bonito tem que se mostrar
    nada de falsos moralismos
    minha filha não pode dar
    mas mando meu filho comer a filha da vizinha
    e por ai vai….

  94. Maxwell

    Lula demitiu o presidente do Banco do Brasil porque ele não diminuiu o spred bancário. (Diferença entre o custo do dinheiro captado no mercado e o juro cobrados pelo emprestimo a pessoas e empresas).
    E a oposição que cobra que os juros são muito alto, vem agora cobrar do presidente o porque da demissão do presidente do Banco do Brasil. É de lascar. Não entendo essa oposição.

  95. Maxwell

    Orígens da festa da páscoa

    A festa da páscoa tem origem numa tradição judaica, muito antes da vinda de Cristo. Era uma festa que recordava momentos significativos do povo hebreu (judeu). Inicialmente começou com a cerimônia das primícias, apresentava-se a Deus o primeiro feixe da colheita ( Lv 23, 9-14).
    Outro momento significativo é a páscoa da libertação, que é a passagem do Senhor (Ex. 12,11), passagem de Deus na figura do anjo exterminador que passou, adiante, ao ver o sangue do cordeiro sobre os umbrais das portas das casas habitadas. (Páscoa nesse sentido significa “pular alem damarca”, “passar por cima”, ou “poupar”. Pelo sangue do cordeiro morto os israelitas foram protegidos da condenação à morte executada contra todos os primogênitos egípcios.
    Páscoa neste sentido significa a libertação do povo na situação de morte entre o mar vermelho e o exército inimigo. O terceiro momento era o rito da imolação do cordeiro e a atitude de comer pães ázimos que recordava o grande acontecimento da libertação no Egito e da aliança no Sinai, bem como a entrada na terra prometida.

    O âmago do evento da páscoa era a graça salvadora de Deus. Deus tirou os israelitas do Egito, não porque eles eram um povo merecedor, mas porque Ele os amou e porque Ele era fiel ao seu concerto (Dt 7.7-10).
    Semelhantemente, a salvação que recebemos de Cristo nos vem através da maravilhosa graça de Deus (Ef 2.8-10; Tt 3.4,5).

    A páscoa de Jesus Cristo, para os cristãos, a páscoa contém rico simbolismo profético a falar de Jesus Cristo. O NT ensina explicitamente que as festas judaicas “são sombras das coisas futuras” (Cl 2.16,17; Hb 10.1) e é a redenção pelo sangue de Jesus Cristo. Note os seguintes itens em Êxodo cap 12, que nos fazem lembrar do nosso Salvador e do seu propósito para conosco.

    Desde Gênese até apocalipse Jesus é o personagem central da Bíblia.

  96. Sandra

    Mais uma passada rápida!
    Pois é Paulo. Quando vi o vídeo, imaginei que era uma atitude de deslumbramento com a linda cidade e o magnífico teatro. Lamento que não tenha sido assim, pois ambos têm vida. É preciso poros para sentir a vida que pulsa.

  97. Sandra

    Maxwell, achei interessante o “contracenar”.
    Mas já dialoguei com a Luciana, sim. É que tenho a impressão que ela prefere ficar na dela, e eu respeito esse espaço.

  98. Sandra

    Tene, ARRASO TOTAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  99. Sandra

    Baby, eu me irmano com você em suas orações.

  100. Sandra

    “O Sapateado vem de um movimento ‘paupérrimo’ negro. Tap dancing foi e ainda é uma das mais originais formas de expressão de milhares de pessoas. E é belíssimo! Quando bem feito é simplesmente belíssimo. De chorar.”

    Essa declaração de amor é que foi linda, de chorar.
    Todo o seu texto é uma declaração de amor ao teatro.

  101. Sandra

    Um texto forte, Gerald. Iluminado. Paixão sem freios. Como suas lindas peças.

  102. Sandra

    Agora, saindo mesmo! Beijos em todos!

  103. Reinaldo Pedroso

    08/04/2009 – 18:21
    Enviado por: Contrera
    “como diz meu terapeuta, cadu”

    Contrera, o Cadu é teu psicoterapeuta?
    Se é, troca urgente!
    Reinaldo

  104. Reinaldo Pedroso

    08/04/2009 – 23:30
    Enviado por: Maxwell
    “A Luciana é meio rebelde, meio porra louca….
    De vez em quando dá uma de Reinaldo pedroso…”

    Maxwell
    Na tua opinião, eu sou meio rebelde, meio porra louca, é isto?
    Reinaldo

  105. Amigos (as)

    Bom Dia

    Você que chegou ao seu trabalho.
    Ore e peça ILUMINAÇÃO…..

    Faça a agenda e programe seu dia.
    Isso chama-se REFLEXÃO…..

    Agora com tudo planejado,comece a trabalhar.
    Isso chama-se AÇÃO…..

    Acredite que tudo vai dar certo.
    Isso chama-se FÉ…..

    Faça tudo com alegria.
    Isso chama-se ENTUSIASMO…..

    Dê o melhor de si.
    Isso chama-se PERFEIÇÃO…..

    Deus está com você.
    Isso chama-se AMOR!

    Ter um bom dia,
    Isso chama-se Sorria !!!…

    Obrigado.

    Pacheco.

  106. Sapateado é um estilo de dança, originalmente irlandesa, na qual os dançarinos fazem ruídos sincopados com os pés.
    História do sapateado
    Sem registos históricos que possam precisar datas e locais, sabe-se muito pouco a respeito das origens do sapateado: algumas das suas primeiras manifestações datam de meados do século V. Posteriormente, desenvolveu-se a partir do período da primeira Revolução Industrial. Os operários costumavam usar tamancos (clogs) para isolar a humidade que subia do solo e, nos períodos livres, reuniam-se nas ruas para exibir sua arte: quem fizesse o maior e mais variado número de sons com os pés, de forma mais original, seria o vencedor. Por volta de 1800 sapatos foram adaptados especialmente para esta dança. O calçado era mais flexíveis, feito de couro, e moedas eram fixadas à sola, para que o som fosse mais limpo. Mais tarde, finas placas de metal (taps) passaram a ser fixadas no lugar das moedas, o que aumentou ainda mais a qualidade do som.
    Nos Estados Unidos desenvolveu-se o chamado sapateado americano, introduzido no país por volta da primeira metade do século 19, na fusão que uniu ritmos e danças dos escravos, que já possuiam um estilo de dança próprio baseado nos sons corporais, com os estilos de sapateado praticados pelos imigrantes irlandeses e colonizadores ingleses.
    A forma irlandesa do sapateado – também chamada de Irish Tap Dance – concentra-se nos pés, o tronco permanece rígido; já os americanos realizam sua Tap Dance esbanjando ritmos sincopados e movimentos com o corpo todo, abrindo a dança para o estilo próprio de cada executor. O sapateado americano acresecentou à forma irlandesa da dança toda a riqueza musical e de movimentos dos ritmos dançados pelos africanos e com isso criou uma modalidade de dança ímpar e que se espalharia, posteriormente, por todo o território dos EUA e, durante o século XX, diversos outros países.
    A partir da década de 30 o sapateado ganhou força e popularidade com os grandes musicais, que contavam com a participação de nomes como Fred Astaire, Gene Kelly, Ginger Rogers e Eleanor Powell. Depois de um período de declínio do final da década de 50 ao inicio dos anos 70, nomes como Gregory Hines e, em especial, Brenda Bufalino (diretora da American Tap Dance Foundation) revitalizaram o sapateado americano, impulsionando toda uma nova geração, de onde surgiram nomes como o do grande astro Savion Glover, recentemente coreógrafo dos pinguins do filme Happy Feet.
    Profissionais de sapateado americano realizam periodicamente workshops e shows internacionais, levando a arte do sapateado para diversos países: além da Irlanda e Estados Unidos, países como França, Austrália, Alemanha, Espanha, Israel e Brasil possuem grupos, coreógrafos e estúdios de sapateado de expressão. O Brasil, em particular, recebe anualmente diversos profissionais americanos como forma de intercâmbio entre os grandes mestres da tap dance e os diversos núcleos de sapateado existentes por todo o território nacional.
    Obtido em “http://pt.wikipedia.org/wiki/Sapateado”
    Categoria: Danças de apresentação

    Ao explicado acima desejo acrescentar que o falecido astro Jame Cagney foi um grande sapateador tendo inclusive realizado shows na Broadway mostrando sua arte e que em passado recente a minha neta mais antiga a Dudinha que é dançarina do Balé Municipal de Santos participou com suas colegas de um belo numero de sapateado Irlandês muito bem apresentado e delirantemente aplaudido por toda a platéia constituída de pais e pentes das dançarinas alem de todos os amigos e vizinhos que os citados parentes conseguiram arrastar para irem assistir ao espetáculo. Exceto eu que fiquei a ver navios mas por bondade da minha filha recebi lindas fotos do evento.

    Muito obrigado.

    Critico de arte

  107. “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho
    é no dicionário.” (Albert Einstein)

  108. O critico de arte pediu para eu enviar para voc~es mais isto abaixo:

    A INFLUÊNCIA DOS GRANDES NOMES
    Mas onde entra Bill Bojangles nessa história? Bem, para a nova geração Bojangles não passa de um ilustre desconhecido, mas a verdade é que sua contribuição para o sapateado foi muito valiosa e específica: ele o levou para a “meia ponta”, trazendo aos palcos uma leveza e uma clareza nos passos jamais vista na tradição dos hooffers que dançavam com os pés inteiros no chão. A pouca movimentação dos braços era notada em ambos os estilos, mas o gingado do corpo e o som preciso de Bojangles era ritmicamente perfeito e inconfundível.
    Nasceu em 25 de Maio de 1878, em Richmond, Virgínia. Em 1898 foi para Nova Iorque tentar a vida de bailarino, mas só aos 31 anos seu trabalho foi reconhecido e então contratado pela produção do show Blackbirds, onde apresentava um número em que subia e descia uma escada sapateando. Mais tarde esse seria o marco de sua carreira.
    Com o sucesso de Blackbirds, Bojangles tornava-se cada vez mais respeitado no mundo dos espetáculos, passando a ser o primeiro negro a conquistar um papel na Broadway em 1930 com o musical BROWN BUDDIES. Também conquistou Hollywood (em 1932), onde liderou o primeiro casal inter-racial da história do cinema americano, contracenando com Shirley Temple, com apenas sete anos na época, em “The Little Colonel”, a dupla se deu tão bem que protagonizaram mais três filmes: “Hooray for Love”, “The Littlest Rebel” e “Big Broadcast of 1936”.
    Parecia que o racismo no cinema estava chegando ao fim, mas a realidade era outra, quando Eleonor Powell foi cogitada a dançar ao seu lado, esse projeto foi barrado pelas leis da época que não permitiam que um negro contracenasse com uma mulher branca.
    Bojangles fez ao todo 14 filmes e era atração frequente do Cotton Club, sem contar os inúmeros shows da Broadway que participou nos anos seguintes.
    Morreu em 1949, coberto de glória e endividado, mas sua genialidade deve ser lembrada não só a cada 25 de maio, mas sempre que colocarmos um sapato com chapinhas no pé.
    Nas décadas de 50 e 60 o sapateado sumiu do cenário cultural americano, as grandes formações musicais estavam sendo desfeitas porque seus integrantes rumavam para o combate: A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
    A motivação dos jovens para ver os sapateadores acompanhando as Big Bands estava esmorecendo e o gosto musical daquela época também estava mudando – era a explosão do ROCK’N ROLL.
    Muitos achavam que o sapateado iria simplesmente morrer e levar com ele toda uma história. Mas nos anos 70 começou uma mobilização de alguns sapateadores com o objetivo de fazer essa arte “reviver”.
    Pode-se dizer que Brenda Buffalino tem um papel fundamental nessa história, sua energia e determinação proporcionaram novos rumos ao TAP DANCE. Brenda foi parceira do lendário Honi Coles por muitos anos e em 1978 criou a American Tap Dance Orchestra, uma companhia caracterizada por suas construções rítmicas interagindo diretamente com os músicos.
    O retorno do sapateado aos palcos da Broadway ajudou a criar grandes mestres como GREGORY HINES que ficou famoso no mundo inteiro contracenando com o bailarino Mikhail Baryshnikov em “O Sol da Meia Noite”. Gregory Hines faleceu em 2003, vítima de câncer, mas deixou sua marca, a versatilidade, era tão maravilhoso com seu estilo hooffer como quando dançava no estilo clássico em coreografias de Honi Coles, por exemplo.
    Gregory Hines também revelou outro grande talento, SAVION GLOVER, considerado um dos maiores sapateadores da atualidade. Desde então, a Broadway e os mestres da chamada “velha guarda” também vêm revelando nomes como: Van Porter, Jason Samuels, Cintia Chamecki (brasileira radicada em NY), entre outros. Por isso temos certeza que essa arte não vai morrer, pois se desenvolvem trabalhos sérios no mundo inteiro através de grandes companhias e professores que formam seus alunos, passando para frente todo o seu conhecimento e o amor pelo sapateado.
    O SAPATEADO NO BRASIL

    O Sapateado Americano descende de várias culturas e estilos musicais. No caso do Brasil, pode-se dizer que ele sofre influências da nossa música por ser muito rica. Somos um povo com a criatividade à flor da pele e conseguimos compor ritmos unindo duas culturas completamente diferentes e muito fortes em cada contexto.
    Sabemos também respeitar sua origem. Da mesma forma que, com tantas influências, conseguiu se incorporar à música jazz tornado-se tão genuinamente americano quanto; podemos sapatear nosso samba como se essa arte tivesse nascido aqui, com todo o respeito.
    Não almejamos uma revolução nessa modalidade, apenas amamos essa arte como se fosse nossa, e creio que seja, pois já é considerada de domínio público, sem jamais esquecermos sua essência…Essência americana que a mantém no sangue, e a cada 25 de maio lembra seus grandes mestres, principalmente aquele que emprestou o seu aniversário para este marco; Bill Bojangles, aquele que realmente revolucionou o TAP DANCE.

    Informo sem ninquém solicitar que eu sapateio melhor que o Pato Donald

    E o Mickey Mouse sapateia melhor que nós dois.

    E o Pacheco tem um par de sapatos cafona marrom e branco com chapinhas e tudo.
    Isto é tinha porque agora ele só quer saber de Axé.

    Arg…HuGly

    Gostei de ter esta chance de falar com voês.

    Pateta ( tenho raiva deste nome )

  109. O critico de arte pediu para eu enviar para vocês mais isto abaixo:

    A INFLUÊNCIA DOS GRANDES NOMES
    Mas onde entra Bill Bojangles nessa história? Bem, para a nova geração Bojangles não passa de um ilustre desconhecido, mas a verdade é que sua contribuição para o sapateado foi muito valiosa e específica: ele o levou para a “meia ponta”, trazendo aos palcos uma leveza e uma clareza nos passos jamais vista na tradição dos hooffers que dançavam com os pés inteiros no chão. A pouca movimentação dos braços era notada em ambos os estilos, mas o gingado do corpo e o som preciso de Bojangles eram ritmicamente perfeitos e inconfundíveis.
    Nasceu em 25 de Maio de 1878, em Richmond, Virgínia. Em 1898 foi para Nova Iorque tentar a vida de bailarino, mas só aos 31 anos seu trabalho foi reconhecido e então contratado pela produção do show Blackbirds, onde apresentava um número em que subia e descia uma escada sapateando. Mais tarde esse seria o marco de sua carreira.
    Com o sucesso de Blackbirds, Bojangles tornava-se cada vez mais respeitado no mundo dos espetáculos, passando a ser o primeiro negro a conquistar um papel na Broadway em 1930 com o musical BROWN BUDDIES. Também conquistou Hollywood (em 1932), onde liderou o primeiro casal inter-racial da história do cinema americano, contracenando com Shirley Temple, com apenas sete anos na época, em “The Little Colonel”, a dupla se deu tão bem que protagonizaram mais três filmes: “Hooray for Love”, “The Littlest Rebel” e “Big Broadcast of 1936”.
    Parecia que o racismo no cinema estava chegando ao fim, mas a realidade era outra, quando Eleonor Powell foi cogitada a dançar ao seu lado, esse projeto foi barrado pelas leis da época que não permitiam que um negro contracenasse com uma mulher branca.
    Bojangles fez ao todo 14 filmes e era atração frequente do Cotton Club, sem contar os inúmeros shows da Broadway que participou nos anos seguintes.
    Morreu em 1949, coberto de glória e endividado, mas sua genialidade deve ser lembrada não só a cada 25 de maio, mas sempre que colocarmos um sapato com chapinhas no pé.
    Nas décadas de 50 e 60 o sapateado sumiu do cenário cultural americano, as grandes formações musicais estavam sendo desfeitas porque seus integrantes rumavam para o combate: A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
    A motivação dos jovens para ver os sapateadores acompanhando as Big Bands estava esmorecendo e o gosto musical daquela época também estava mudando – era a explosão do ROCK’N ROLL.
    Muitos achavam que o sapateado iria simplesmente morrer e levar com ele toda uma história. Mas nos anos 70 começou uma mobilização de alguns sapateadores com o objetivo de fazer essa arte “reviver”.
    Pode-se dizer que Brenda Buffalino tem um papel fundamental nessa história, sua energia e determinação proporcionaram novos rumos ao TAP DANCE. Brenda foi parceira do lendário Honi Coles por muitos anos e em 1978 criou a American Tap Dance Orchestra, uma companhia caracterizada por suas construções rítmicas interagindo diretamente com os músicos.
    O retorno do sapateado aos palcos da Broadway ajudou a criar grandes mestres como GREGORY HINES que ficou famoso no mundo inteiro contracenando com o bailarino Mikhail Baryshnikov em “O Sol da Meia Noite”. Gregory Hines faleceu em 2003, vítima de câncer, mas deixou sua marca, a versatilidade, era tão maravilhoso com seu estilo hooffer como quando dançava no estilo clássico em coreografias de Honi Coles, por exemplo.
    Gregory Hines também revelou outro grande talento, SAVION GLOVER, considerado um dos maiores sapateadores da atualidade. Desde então, a Broadway e os mestres da chamada “velha guarda” também vêm revelando nomes como: Van Porter, Jason Samuels, Cintia Chamecki (brasileira radicada em NY), entre outros. Por isso temos certeza que essa arte não vai morrer, pois se desenvolvem trabalhos sérios no mundo inteiro através de grandes companhias e professores que formam seus alunos, passando para frente todo o seu conhecimento e o amor pelo sapateado.

    O SAPATEADO NO BRASIL

    O Sapateado Americano descende de várias culturas e estilos musicais. No caso do Brasil, pode-se dizer que ele sofre influências da nossa música por ser muito rica. Somos um povo com a criatividade à flor da pele e conseguimos compor ritmos unindo duas culturas completamente diferentes e muito fortes em cada contexto.
    Sabemos também respeitar sua origem. Da mesma forma que, com tantas influências, conseguiu se incorporar à música jazz tornado-se tão genuinamente americano quanto; podemos sapatear nosso samba como se essa arte tivesse nascido aqui, com todo o respeito.
    Não almejamos uma revolução nessa modalidade, apenas amamos essa arte como se fosse nossa, e creio que seja, pois já é considerada de domínio público, sem jamais esquecermos sua essência…Essência americana que a mantém no sangue, e a cada 25 de maio lembra seus grandes mestres, principalmente aquele que emprestou o seu aniversário para este marco; Bill Bojangles, aquele que realmente revolucionou o TAP DANCE.

    Informo sem ninquém solicitar que eu sapateio melhor que o Pato Donald

    E o Mickey Mouse sapateia melhor que nós dois.

    E o Pacheco tem um par de sapatos cafona marrom e branco com chapinhas e tudo.
    Isto é tinha porque agora ele só quer saber de Axé.

    Argh…Hugly

    Gostei de ter esta chance de falar com vocês.

    Pateta (tenho raiva deste nome )

  110. Opa

    Acho que eu fiz algo errado.

    Mande dobrado o que o critico pediu para eu enviar.

    -Hei,senhor que controla este negócio.Dá pra ajeitar pra mim?
    Senão vão ficar me enchendo o sao e me chamando de Pateta pateta o dia inteiro.

    E eu não gosto de ser chamado assim.

    O tio Walt me arrumou este nome e não etnho culpa de nada.
    Ms eu nunca gostei.Voc~e gostaria de ser a vida inteira chamado de Pateta?

  111. Eu adoro o carnaval do Rio de janeiro.

    Ou melhor eu adoro o desfile de carnaval do Rio de janeiro.

    Porque carnaval para brincar com nos tempos da Miranda o Rio não tem mais.

    Fica o povo nas arquibancadas fazendo pic nic noturno e os bacanas nos camarotes Vips.

    Em todo caso é uma linda festa.

    Um grande teatro ao ar livre.

    Agora pra brincar meninos e meninas só aui na Bahia.

    Aqui é do povão mesmo a festa.

    Todo mundo na folia.

    E nem precisa esperar só pela época de carnaval.

    Nego cisma e arma um churrasco e pimba.No meio tem batucada e parangolé e coisa e tal.

    E mesmo eu que sou gingo canto todas porque basta saber as letras A E I O U e já dá pra participar.

    Quer ver commo é?

    Então batuca ai mermão:
    -AEEE Ouuu Aeio Oaoa AEEaea OU!!!!!!

    Viu que porreta!!!!!!!

    Tô que tô o meu lorde.Baranga e comigo mesmo.

    E Pateta é quem não sabe das coisas.

    Hahahahahahaha.

  112. -Ei! Pateta que bagunça é esta!
    -Falando comigo chefe?
    -Claro!Ta sentado ai porque e quem mandou?
    -Foi o critico de arte. Porque?Eu não posso?
    -Cadê o critico?
    -Ta na privada.
    -CRITICO
    -Pronto chefe. Chamou?
    -Que negócio é este de deixar o Pateta teclando?Bagunçou?
    -Chefe eu tinha que ir urinar e não ia deixar o lap na varanda abandonado.
    -Chamasse o Donald então.
    -E qual a diferença?O Donald é melhor que o Pateta?
    -Bem… não é isto….è que o Pateta……é que o Pateta.
    -Fala!O que tenho eu?
    -È mesmo o que é que tem o Pateta.
    -Bem, em primeiro lugar o pateta… O Pateta…..Sabem vocês tem razão.O Pateta é exatamente o que somos.É parte da equipe.Somos nós.
    Tem dias que esqueço que todos nos somos um. Esqueço que nossos cérebros são maravilhosos e podemos imaginar tudo que seja de nossa vontade.Podemos ser até mister Hyde se necessário.Podemos viajar ouvindo musicas.Embalados pela Lucile ou até mesmo por Bach.
    -Me chamaram?Ouvi alguém mencionar a Lucile?
    -BB King ainda é cedo. Fica na tua.
    -OK! No trouble at all. So long
    -Velho abusado. Só porque o Obama ta mandando ele aparece sem ser chamado.
    -Pateta não diga isto!Parece racismo. Não é chefe?
    -É critico. Mas o Pateta não é culpado.Ele foi criado e viveu sempre em cartuns ode os negros só apreciam raramente.Mostravam apenas as pernas ou as mãos.Então o Pateta ainda estranha que um negro ocupe espaço igual a ele.
    -Chefe então o pateta está errado?
    -Critico muita gente ainda está. O mundo está mudando.esta questão do racismo ainda existe mas deve ir melhorando aos poucos.O mundo ainda terá um Papa negro.
    -Um Papa NEGRO!
    -Claro critico porque esta admiração?É que eu acho… eu acho O que é Pateta?
    -Posso fazer uma pergunta?
    -Claro!Qual é a pergunta Pateta?
    -Senhores o que é um Papa?
    -Não! Eu não disse?Rsrsrsrsrsr

    Pateta se afasta chorando.
    O crítico se recolhe
    E
    Eu digo:

    Obrigado.

    Pacheco.

  113. Sandra.

    Obrigado por se irmanar conosco.em orações aos italianos vitimados

    Fui eu mesma que teclei.

    O Pacheco sempre me falou a seu repeito e como ele gosta do seu lado familiar,alem de adimirar o que você escreve.

    Quase sempre eu leio junto com ele.

    O Pato Donal adora a Sandrinha.

    Eu nunca esqueço de como o Papai Noel ficou contente quando a Sandrinha atendeu o pedido de juda aos nossos irmãos Catarinenses.
    Nós estavamos em Vitória na ocasião e foi um dia muito feliz.

    Desejo a você e a sua familia uma Feilz Pascoa.
    Meu nome é Edleuza.

    Beijos

  114. Glorinha.

    Adoramos você.

    Feliz Pascoa.

    Quando se um dia vieres a Bahia seja nossa convidada.Nossa casa será a tua.

    Beijos

  115. Glorinha

    Baby….

    Bom dia!!!

    estou feliz de ver / ler você aqui….amo vocês…muito!!!
    Feliz Páscoa….minha casa também está abertíssima procês!

    [[[]]]carinhosos

  116. Vampiro.

    Bem sei que o assunto do post é teatro.

    Mas…

    Vale a oena ver de novo

    Só estou socializando…

    “Publicado em o CORREIO DA PARAÍBA de 11 de janeiro de 2009.
    Poeta popular vê a “Bolsa-Vaselina”
    A decisão do Ministério da Saúde de adquirir gel lubrificante para “reduzir os danos” nas relações sexuais anais, revoltou muita gente, mas inspirou o poeta popular Miguezim de Princesa, que, com muita graça, compôs o cordel “Bolsa-Vaselina”. O talento de Miguezim de Princesa ultrapassou fronteiras. Seu trabalho será objeto de estudo do Trinity College (EUA), por iniciativa de Eric Galm, pesquisador de música brasileira e professor de etnomusicologia, que escreve um livro sobre essa expressão de cultura popular no Brasil.

    Leia abaixo o cordel “Bolsa-Vaselina”:

    Sem ter mais o que doar,
    O Governo da Nação
    Resolveu, virando os olhos,
    Gastar mais de R$ 1 milhão,
    Doando para os viados
    Bolsa-lubrificação.

    I
    Quem tem o seu pode dar
    Da forma como quiser
    Seja feio, seja bonito,
    Seja homem ou mulher,
    E tem de aguentar o tranco
    Da forma como vier.

    III
    O Governo Federal,
    Que em tudo quer se meter,
    Decretou que o coito anal
    Tem mas não pode doer
    E o Bolsa-Vaselina
    Surgiu para socorrer.

    IV
    Quinze milhões de sachês:
    A farra está animada!
    Vai ter festa a noite inteira,
    Até mesmo na Esplanada,
    Sem ninguém sequer sentir
    A hora da estocada.

    V
    Coitada da prega-mãe,
    Vai perder o seu valor,
    Pois é ela quem avisa
    Na hora que aumenta a dor
    E protege as outras pregas
    De algum violentador.

    VI
    O governo quer tirar
    Do gay a satisfação,
    Como mulher sem prazer
    (Fonte de reprodução),
    Porque tanta vaselina
    Vai tirar a “sensação”.

    VII
    – É para reduzir danos
    – Defende logo um petista.
    Porque na hora do coito
    Dá um escuro na vista
    E a dor é tão profunda
    Que eu sinto dá do artista.

    VIIIÂ
    – Mas tu já desse, bichim?
    – pergunta Zé de Orlando.
    O governista sai bravo,
    Dando coice e espumando,
    Pega o “rabo de cavalo”
    E sai no dedo enrolando.

    IX
    O Brasil é mesmo assim:
    Prostituta tem prazer,
    Vagabundo tira férias,
    Se trabalha sem comer
    E quem dá o ás-de-copas,
    Dá mas não pode doer.

    X
    O governo resolveu
    Dar bolsa pra todo mundo
    E criar um grande exercito
    De milhões de vagabundos
    Só faltava esta bolsa
    De vaselinar os fundos.

    P.S. Não precisa saircorrendo.O governo garante farta distrubuição

  117. Glorinha

    Bom dia para todos!!!

    sempre que venho aqui…e sempre que aqui não estou…
    lembro de vocês…me vem um certo sorriso de canto de boca….

    [[[]]]

  118. Glorinha

    Gerald…

    Bom dia!
    espero que esteja tudo bem com a sua Ellen e com você também…
    [[]]

  119. Errata.

    O comentário do bolsa vaselina foi enviado por mim.

    O nome da Baby foi por distração minha e já estou com o ouvido doendo de tanta reclamação que ela está fazendo por causa do meu descuido

    Vou ter de economizar e comprar outro laptop para evtar futuras discussões.

    Este negócio de blog ataca mesmo.

    Vicia.

    Parece barco.

    Sempre se quer mais depois de ter o primeiro.

    Rsrsrsrsr

  120. Glorinha

    Voltei ao post algumas vezes mais…talvez esteja entendendo o que ontem não enxergava completamente…
    mesmo assim penso, quando se escreve para o mundo talvez o mundo não saiba realmente o porque do que se escreveu….
    outras vezes isso pode estar cristalino….
    [[]]

  121. Marcos Villa

    Quem é Geraldo???

  122. Glorinha

    Marcos Villa…
    bom dia,

    não sei quem é o “Geraldo”… por que vc pergunta?

    []

  123. Glorinha.

    Entender o que o gerald fala é facil.

    Mas tem regras.

    1) leia de uma enfiada.

    Pause.

    2) leia novamente.

    Medite

    Leia por etapas.
    Faça consultas do que não entendeu.

    e

    O MAIS IMPORTANTE. TENHA SEMPRE EM MENTE:

    O que você está lendo não é o que você está lendo.Sim.O que você está lendo é exatamente o que você acabou de ler.

    Muita gente não faz esta leitura e depois comenta ao contrário do que foi lido.

    Por isto é que quando o Gerald escreve acho que depois ele tem que tomar o tal de Rivotril.Depois ou antes sei lá.

    Então o grande negócio de blog no meu entender não é ser o Gerald.

    Para uns nos quais me incluo é ser amigo do Gerald

    E para outros que precisam de 15 minutos de fama é ser inimigo do Gerald

    Infelizmente nós que somos amigos do Gerald temos que vez ou outra aturar sermos chamados de puxa-saco.

    Afinal nem tudo pode ser exatamente co o gostamos concordas?

    Beijos.

  124. Glorinha

    Mas se vc estiver procurando o Gerald…acesse a página dele…tenho certeza vc vai se surpreender positivamente com o artista e ser humano que ele é….
    vai lá e veja / leia…
    []

  125. Marcos Vila.

    Tem um Geraldo lá nos States que tinha um programa de televisão onde Marcos Vilas da vida iam lavar as sujeiras de seus lares.

    E aqui em Caravelas tem um bicha muitolegal que se chama Geraldo.

    Talvez você o conheça porque ele é da familia dos Vilas.

    Agora só por curiosidade quem é Marcos Vila?

    Numca ouvimos falar.

    Responda este comentário e já terás teus 15 minutos de fama.

  126. Glorinha

    Pacheco…
    sim, concordo com você….obrigado pelo retorno….
    [[[]]]

  127. McWilliam

    A diferenca e’ que a Broadway nao usa como materia prima explorados que vivem oprimidos pela miseria

  128. MacWillian

    Será realmente como afirmas?

    Pode ser que em algum ponto da Broadway existam ganaciosos.
    que explorem tambem.Menos que aqui é claro.

    Pelo que eu li parece que existe um lugar onde os artistas são realmente livres de exploração.

    Este lugar é o La Mama

    Estou certo ou errado?

    Abraços.

    Pacheco.

  129. targinosilva

    Maxwell.

    As vezes eu paro para ver a temática dos religiosos.
    Os evangélicos tem uma temática própria,
    A palavra, o testemunho, o milagre como solução dos problemas da vida.
    Vou repetir pela enésima vez, o mundo é estocástico.

    Deus é fiel, dizem os evangélicos.
    Fiel as leis físicas.
    Deus ajuda quem cedo madruga.
    Deus recompensa, o esforço o trabalho, a dedicação
    e não a ladainha monótona e o dizimo corrompido.
    Se Deus existe, ele não esta a venda e nem exposto a bajulação.

    Você escreveu.
    O âmago do evento da páscoa era a graça salvadora de Deus.
    Deus tirou os israelitas do Egito, não porque eles eram um povo merecedor,
    mas porque Ele os amou e porque Ele era fiel ao seu concerto (Dt 7.7-10).
    Semelhantemente, a salvação que recebemos de Cristo nos vem através da maravilhosa graça de Deus (Ef 2.8-10; Tt 3.4,5

    Quem ama não condena ninguém a escravidão.
    Depois de sofrer por longos anos no cativeiro Deus resolve libertar os israelitas e os
    condena a vagar 40 anos no deserto a procura da terra prometida,
    comendo gafanhotos.

    A religião cristã é baseada no sofrimento.
    Sofrer é um vicio, as pessoas acostumam com isso,
    e a religião explora.
    Jesus veio ao mundo em forma de espírito.
    Encarnou no ventre de uma mulher.

    Voltou as suas origens levando o seu corpo.
    Não resistiu os prazeres da carne.

  130. Amigos ( as ).
    Este post está me dando uma trabalheira arretada
    Mas faço meu trabalho com alegria.
    E vou melhorando meu feed back como critico.
    Vamos então comentar algo do Enstein

    Excentricidade e mitificação marcam a vida de Albert Einstein
    No próximo dia 14 de março, a famosa foto de Albert Einstein com a língua de fora completará 54 anos. Tirada em 1951, quando o físico tinha 72 anos, a foto revela, no mínimo, uma certa excentricidade de Einstein em meio aos colegas da academia. Einstein era assim: uma figura que saiu do anonimato com trabalhos que mudaram o rumo da física, tornou-se o primeiro cientista “pop” do meio acadêmico, envolveu-se em questões políticas e sociais e, além do Prêmio Nobel e de várias reverências, foi nomeado recentemente pela revista norte-americana Time como “homem do século XX”. Tal prestígio marcou grande parte da vida do cientista e criou lendas em volta do, talvez primeiro, cientista-ídolo da história da academia.

    Foto polêmica e eternizada
    O contexto no qual a foto de Einstein foi tirada divide pesquisadores e aficionados pela sua história. A teoria mais aceita é a de ele teria sido fotografado a pedido do fotógrafo Arthur Sasse, que solicitou uma pose para comemorar seus 72 anos. Outras vertentes acreditam que a foto tenha ligação com uma campanha anti-bomba atômica, num contexto pós Segunda Guerra Mundial. O físico pedira que as pessoas encaminhassem cartas ao governo alemão solicitando o fim dos planejamentos nucleares e sugeriu que sua língua fosse emprestada para “selar’ tais cartas. Numa terceira hipótese, Einstein teria sido fotografado na saída de um hospital nos Estados Unidos, também a pedido do fotógrafo. De qualquer maneira, Einstein gostou da imagem, tanto que, de acordo com o jornalista Cássio Leite Vieira, encaminhava a foto para os amigos, autografada

  131. Sandra

    Bom dia a todos.
    Pacheco, Baby e Glorinha, vocês estão inspiradíssimos!

  132. Amigos e amigas geraldianos.

    Não me confundam com o outro critico

    Eu só falo de teatros

    Off-Broadway
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Peças e musicais Off Broadway são representados em Nova York em teatros menores do que os teatros da Broadway, porém maiores do que os das produções off-off-Broadway.

    Os teatros Off Broadway possuem entre 100 e 499 assentos[1] e sua classificação é gerenciada pelos contratos com a Actors’ Equity Association, em vez de pela sua situação geográfica .[2]

    Geralmente, as produções em teatros Off Broadway são menos dispendiosas, investem menos em divulgação e são também menos conhecidas. A escala menor freqüentemente permite que obras mais experimentais e desafiantes sejam apresentadas. Alguns grupos que produzem peças Off Broadway não visam o lucro, o que significa que podem se aventurar em peças que podem não ser comercialmente bem-sucedidas; todavia, ainda tem de assegurar suficiente interesse em suas peças para constituir uma ampla base de pagantes que os mantenham financeiramente saudáveis. Algumas produções comerciais encontraram um nicho lucrativo nos teatros Off Broadway, que lhes permitiu estender-se por temporadas maiores do que as de seus teatros de origem.

    Embora não seja muito freqüente, espetáculos encenados com sucesso em Off Broadway podem ganhar uma temporada na Broadway. Por exemplo, os musicais Godspell, Avenue Q, Rent, Spring Awakening, Hair, Grey Gardens, Little Shop of Horrors e “Sunday in the Park with George” de Stephen Sondheim, e as peças Doubt e I Am My Own Wife foram originalmente apresentados em Off Broadway. Todavia, algumas produções podem durar anos em Off Broadway; por exemplo, Stomp, Blue Man Group, Altar Boyz, A Perfect Crime e Naked Boys Singing. The Fantasticks, o musical mais longevo em toda a história do teatro, passou sua temporada original de 42 anos Off Broadway.[3]

  133. Luciana

    Maxwell

    A Sandra e eu estamos em estações diferentes.Vai ver é isso.
    Somos diferentes em muitos aspectos.
    Ela é mais educada que eu.Controlada.
    Ela gosta muito do GT, não que eu não goste.Só que não gosto como ela gosta, não com a mesma intesidade.Escreve coisas muito bonitas , as participações são sempre muito apreciadas por todos.Ela terá um futuro brilhante neste blog.Os meus dias ,neste blog, estão contados,Aliás.
    Cazuza e Angela RoRo , sou fã destes geniais poetas.Gostaria muito escrever as coisas lindas que eles escreveram .

  134. Sandra

    “é no palco que ainda se pode dizer tudo que se quer, com o lirismo que se quer, com o tempo que se quer, no tempo/espaço que se quer, na clausura e no liebestod que se quer”

    Puxa…

  135. Porra meu.

    Perdi uma chance das boas.

    Bem que eu poderia ter profetizado que iam colocar Deus no papo de tetro da Broadway.

    Então para não perder a viagem vejam esta:

    -Não demorará pois antes da meia noite irão falar no coelhinho e dos ovinhos de chocolate.

    Se a Sandra não tocar no assunto, garanto que o Pacheco o fará.

    Quem esperar verá.

    O

    Profeta.

    Hahahahahahah

  136. Sandra

    “O Teatro, assim como o Sambódromo (vazios), não é a representação de nada, necessariamente”

    Caramba… Estou num processo de delírio.
    As frases ficam ecoando em minha cabeça.
    Fico perplexa, pensando em como você… consegue.

  137. E sem medo de errar profetizo ainda que a Baby vai fazer uma panelada de barro com uma deliciosa moqueca de Oriocó
    par o Pacheco se deliciar.

    E pra os menos avisados dou por explicado que Oriocó é um peixe vermelho por fora e branco por dentro.De carne muito saborosa é ideal para moquecas.

    Deve ser servida com arroz brando e pirão.

    Prato tradicional na Bahia aqui em Caravelas custa barato.

    Um quilo de Oriocó custa de seis a oito reais o quilo dependendo do tamanho do peixe.

    Um quilo serve quatro pessoas normais.

    Caro fica a cerveja que entra na jogada.

    rsrsrsrsrsr

  138. Sandra

    “Como é fácil ir para Times Square e colocar a língua de fora para ridicularizar o “TEATRÃO”. Facílimo. Coisa que Alice Cooper e todos nós, do La MaMa e da Off Off Broadway, já fazemos há… milênios. Por isso nosso movimento se chama “off off”. ”

    Um teatro é sempre um teatro. Tem alma. Mesmo os grandes teatros onde se veem “Arias longas e estáticas cantadas pelos obesos por horas a fio num idioma que ninguém entendia”
    Longa vida a Broadway e a Off Off Broadway!

  139. Sandra

    Saindo agora, mas antes da meia-noite volto para falar de coelhos e ovos de chocolate. Beijos em todos.

    Espero que a Ellen esteja melhor, Gerald. Força e carinho para vocês.

  140. santanna

    Esse texto está ESPLÊNDIDO!!! MARAVILHOSO!
    Muita, muita coisa pra se falar e comentar!

  141. S u e

    Bom Dia Amigos (virtuais…)

    Bom Hoje New York esta sorrindo…Manhattan SOL lindo…e temperaturas prometem mais que primavera…QUENTISSIMOS….
    E na vespera de **Good Friday**…tudo de bom….

    Sandrinha, temos varios pontos em comum…achei mais um nesses seus comentarios…*O paragrafo* do texto….nossa…nos duas deslumbramos com o mesmo ….

    Baby…que OTIMO que maravilhoso te-la conosco…Bem-Vinda …ao Mundo *GERALDIANO* , ao mundo encantado…de GERALD THOMAS….

    Me irrita profundamente certos comentarios tipo
    ***09/04/2009 – 08:55

    Enviado por: Marcos Villa

    Quem é Geraldo??? ***

    Leia um pouquinho , procure no Google , mas se for dificil d+

    http://www.geraldthomas.com/

    Voce nao se arrependera…sera uma MARAVILHOSA viagem e inesquecivel….

    Beijos a Todos…

    Sue

  142. S u e

    Em tempo:

    Lembrei muito de tudo ja ja ouvi e li de Gerald , enfim…conversas….debates….

    Ontem conversando com minha afilhada em Porto Alegre , uma menina de boa familia (classe media – 20anos – fazendo faculdade enfim…)…me espantei de como a juventude (grande parte pois na casa dela tinha um grupinho de meninada)…de HOJE esta *Emburrecida**

    Tirando Pagode , samba…funk….alguns filmes comerciais….
    E novela da Globo…nao sabem nada de nada …nada do mundo…
    Fico impressionada , eu com 20anos ja viajava o mundo, ja trabalhava / estudava…ja lia muito sobre tudo (e olha que me acho uma ignorante enorme….por isso ando correndo atras para ganhar o tempo perdido)…ja tinha nocao….

    Enfim…

    Recomendei varias coisas para *Galerinha* …em especial para lerem o Blog do Gerald Thomas entre outros caminhos…..

    Eh realmente essa Juventude esta precisando de muito *apoio* dos mais velhos para *descobrirem* o mundo….

    Fiquei impressionada tinha que dividir com voces…

    Beijos

  143. Glorinha

    Sue…
    bom dia!
    é mesmo um tempo estranho esse…
    tempo em que não se procura…espera-se
    um tempo sem grandes afeições
    sem grandes compromissos com o universo
    sem grandes maestros e também
    sem pequenas ousadias…
    [[]]

  144. Amigos ( as )

    Continuando meus comentários teatrais:

    O teatro musicaL na Broadway

    O inicio
    A primeira peça teatral adaptada ao moderno conceito de musical foi The Black Crook – com enredo de Charles M. Barras e adaptação musical de Giuseppe Operti – que foi premiado no Niblo’s Gardens em New York na data de 12 de Setembro, 1866. A produção teve cinco horas e meia de duração, mas a despeito de sua demora ela manteve os apreciadores de teatro hipnotizados por 474 performances. Centenas de comédias musicais foram apresentadas na Broadway de 1890 até 1900, entre elas com músicas escritas pelo nova-iorquino Tin Pan Alley junto com os Gus Edwards, John J McNally, e John Walter Bratto
    OPERETA

    Provavelmente as mais conhecidas composições de opereta foram as de W.S. Gilbert e Arthur Sullivan, entre as mais prodigiosas estãoThe Mikado, Pirates of Penzance, H.M.S. Pinafore e Princess Ida – permanecendo popular até hoje, e frequentemente revividas em Londres (2003) pela companhia de D’Oyly Carte Opera Company que dedicou seu trabalho ao Savoy Theatre. Muito de seu legado serviu para inspirar peças de Victor Herbert (Babes in Toyland, 1903), Franz Lehár (The Merry Widow, 1907), e Oskar Straus (The Chocolate Soldiers )

  145. tuca

    eu estou ficando muiiiiito chata.
    O Gerald manda um texto repleto de sutilezas…e ai um cidadão virtual ataca de Google.achei.o.que.não.sabia.com.brzxyz e pronto…inventaram a roda…vou ler mais un s 40 anos para saber exatamente a história do teatro e suas estórias tb…

    sem Google.achei.o.que.não.sabia.com.bzxyz ..é claro…quero todos os olhares da história e estórias, os mais confiaveis…hehehe.

  146. Na década de 1920
    Os musicais se desenvolveram da ópera e da opereta, mas os primeiros musicais da década de 1920 ignoravam o planejamento para enfatizar atores e atrizes, rotinas de dança, e canções populares (pela primeira metade do século XX, músicas populares dominavam os autores teatrais). Muitos shows eram apresentações com pouco planejamento. Eram normais neste tempo delirantes produções como Lady Be Good, Sunny, Tip Toes, No, No, Nanette, Oh, Kay, e Funny Face. Estes shows podem ter sidos esquecidos, mas eles produziram padrões duradouros usados por George Gershwin, Cole Porter, Vincent Youmans, e Richard Rodgers e Lorenz Hart, entre outros.

    A primeira produção que reunia as características de musical como nós conhecemos hoje – uma completa integração entre enredo e partitura – foi Show Boat, que foi premiado em 27 de Dezembro de 1927 no Teatro Ziegfeld em New York. Por causa disto, Florenz Ziegfeld foi conhecido por suas apresentações espetaculares de canções-e-dança apresentando extravagantes figurinos, mas sem um tema em comum amarando vários temas juntos. Show Boat, com um livro e letras adaptados da novela de Edna Ferber por Oscar Hammerstein II e P. G. Wodehouse e música por Jerome Kern, apresentou um novo conceito que foi aclamado pela audiência imediatamente. A despeito de alguns temas surpreendentes – a miscigenação entre eles -a produção original foi executada em um total de 572 performanceNa década de 1930
    Ancorado pelo sucesso de Show Boat, equipes criativas começaram a seguir este “formato” de hit popular. Of Thee I Sing (1931), uma sátira política com música de George Gershwin e letra de Ira Gershwin e Morrie Ryskind, foi o primeiro musical a ser premiado pelo Premio Pulitzer. The Band Wagon (1931), com partitura de Arthur Schwartz e Howard Dietz, estrelaram os dançarinos em parceria Fred Astaire e sua irmã Adele. Embora este seja uma apresentação, ele serviu como base para duas subsequentes versões filmadas deste “livro” musical no verdadeiro sentido da palavra. Anything Goes de Porter (1934) afirmou a posição de Ethel Merman como a primeira Lady do Teatro musical – um título mantido por ela por muitos anos. Porgy and Bess de Gershwin (1935) foi maior perda para a opera pois apesar de ser um típico musical, seu estilo e partituras prenunciaram produções contemporâneas como Evita e Les Misérables. The Cradle Will Rock (1937), com livro e partitura de Marc Blitzstein e direção de Orson Welles, foi a mais política peça de até então, a despeito da controvérsia a sua volta, manteve-se por 108 performances. Knickerbocker Holiday de Kurt eill trouxe ao musical as antigas histórias da cidade de New York , usando autores como Washington Irving. logo, o teatro musical foi envolvido em algo bem mais profundo do que as plumas das esculturais garotas do show.

    A era dourada (Golden Age) (1940/1950/1960)
    A era dourada dos musicais iniciou-se com Oklahoma! (1943) e terminou com Hair (1968).

    Oklahoma! de Rodgers e Hammerstein teve um coeso planejamento, canções que não se distanciaram da ação da história, e apresentaram um balé adorável com a vantagem de personagens bem desenvolvidos, em vez de usar a dança com desculpa para colocar mulheres com roupas reduzidas no palco. Desafiando a convenção dos musicais ao colocar em seu primeiro ato em vez de coro de garotas, uma mulher numa batedeira de manteiga, com uma voz fora do palco cantando as primeiras linhas de Oh, What a Beautiful Morning (oh,esta é uma bela manhã). Este foi o primeiro “blockbuster” dos shows na Broadway, fazendo um total de 2212 apresentações, e permanecendo como um dos projetos mais freqüentados produzidos pela equipe. Os dois criaram uma coleção extraordinária de alguns dos mais amados e mais duradouros clássicos musicais, incluindo Carousel (1945), South Pacific (1949), The King and I (1951), e The Sound of Music (1959).

    “Americana” foi denominada a época da “Golden Age” quando a guerra começou a explodir. Um exemplo disto deve ser “On The Town” (1944), escrito por Betty Comden e Adolph Green, composto por Leonard Bernstein e coreografado por Jerome Robbins. O musical foi apresentado durante o tempo de guerra, onde um grupo de três marinheiros estavam com 24 horas de licença antes de deixar New York. Durante seu dia, cada um deles encontrou uma linda mulher. A mulher neste show tem um específico poder sobre eles, como se estivessem dizendo, “Come here! I need a man!”(Venha aqui! Eu precisode um homem!) O show também deu a impressão de um país com um futuro certo, enquanto os marinheiros conquistaram suas mulheres antes de partir.

    Oklahoma! inspirou outros musicais que mantiveram a tendência. Irving Berlin usou a carreira de exímia atiradora de Annie Oakley como base para o Annie Get Your Gun (1946, com 1147 representações); Burton Lane, E. Y. Harburg, e Fred Saidy combinaram a sátira política com o caprichado sotaque irlandês em sua fantasia Finian’s Rainbow (1947, com 725 performances); Cole Porter achou inspiração em Taming of the Shrew de William Shakespeare para Kiss Me, Kate (1948, com 1077 representações); o eclético personagem de Damon Runyan foi coração de Frank Loessere Abe Burrows’ em Guys and Dolls, (1950, com 1200 representações); e os Gold Rush foram o parâmetros para Alan Jay Lerner eFrederick Loewe criarem o Paint Your Wagon (1951). Apesar de ter um vida breve de – 289 representações – este show não desencorajou os de colaborarem novamente, desta vez em uma adaptação de Pygmalion de George Bernard Shaw’s – My Fair Lady (1956), com Rex Harrison e Julie Andrews, que permaneceu emcartaz por 2717 representações, mantendo um recorde por muitos anos.

    Como em Oklahoma!, a dança é parte integral de West Side Story (1957), que transportou Romeu e Julieta para a modernidade da cidade de New York City e converteu o rivalidade feudal das famílias Montague e Capuletos em uma guerra de gangues, os Sharks e os Jets. O livro foi adaptado por Arthur Laurents, com música de Leonard Bernstein e letras do novato Stephen Sondheim. Ela foi aclamada pelos criticos mas fracassou na escolha do público que preferiram a “blue-haired matinee ladies,” ou seja a pequena cidade de River City, no Iowa de Meredith Willson The Music Man aos becos de Manhattan. Aparentimente os votantes do Tony Award tiveram o mesmo pensamento, desde que eles favoreceram o que já era formal. West Side Story teve uma respeitavel carreira de 732 performances (1,040 in the West End), enquanto The Music Man durou quase o mesmo tempo com 1,375.

    Laurents e Sondheim reuniram-se novamente para Gypsy (1959, com 702 performances), com Jule Styne fazendo a música para o fundo da história sobre a mais desesperada mãe sobre os palcos de todos os tempos, a mãe da stripper Gypsy Rose Lee. A produção original foi apresentada por 702 vezes, mas provou ser um dos maiores aucessos e teve três subsequentes reapresentações, com Angela Lansbury, Tyne Daly, e Bernadette Peters fazendo o papel da famosa Ethel Merman.

    Stephen Sondheim foi um dos mais importantes compositores/letristas de 1960. Seu primeiro projeto no qual escreveu ambos música e letra foi A Funny Thing Happened on the Way to the Forum (1962, com 964 performances), comum livro baseado nos trabalhos de Platãopor Burt Shevelove e Larry Gelbart, e estrelando Zero Mostel. Sondheim não foi um dos mas romanticos típico que foram surgindo nesta época; seu trabalho tende a ser obscuro, explorando o lado aspero da vida tanto no presente quanto no passado. Alguns dos seus mais recentes trabalhos são Anyone Can Whistle (1964, que teve apenas nove performances, a despeito das estrelas como Lee Remick e Angela Lansbury – é um lendário fracasso), Company (1970), Follies (1971), e A Little Night Music (1973), que apresentaram a única padronização do sempre emergente catálogo de Sondheim, Send in the Clowns. Ele achou inspiração em fontes totalmente desperateis – a abertura do comércio ocidental como o Japan de Pacific Overtures, um legendario barbeiro assassino – Sweeney Todd – procurando vingança contra a Era Industrial de Londres, as pinturas de Georges Seurat para Sunday in the Park with George, e um coleção de indivíduos que pretendiam eliminar o American President em Assassins. Seu trabalho foi reconhecido por suas letras sofisticadas e musicais complexos, no qual muitos criticos argumentam levam seu trabalhos a receberem pouca popularidade entre o público em geral.

    Jerry Herman, também , teve um significante papel no teatro musical Americano , começando com a sua primeira produção na Broadway, Milk and Honey (1961, com 563 performances), sobre a fundação do estado de Israel, e continuando com um coleção de sucessos Hello, Dolly! (1964, 2,844 performances), Mame (1966, 1,508 performances), e La Cage aux Folles (1983, 1,761 performances). E mesmo com menor sucesso shows como Dear World (1969) e Mack & Mabel (1974) teve um memoravel partitura em (Mack & Mabel que foi mais tarde retrabalhada em Londres com sucesso). Escrevendo ambos letras e música, muitos do show melodiosos de Herman se tornaram um jargão popular, incluindo “Hello, Dolly!”, “If He Walked Into My Life”, “We Need a Little Christmas”, “I Am What I Am”, “Mame”, “Shalom”, “The Best of Times”, “Before the Parade Passes By”, “Put On Your Sunday Clothes”, “It Only Takes a Moment”, “It’s Today!”, “Open a New Window”, “Bosom Buddies”, “I Won’t Send Roses”, e “Time Heals Everything”, recordando as iluminados como Louis Armstrong, Eydie Gorme, Barbra Streisand, Petula Clark e Bernadette Peters. O songbook de Herman tem como assunto duas apresentações musicais populares, Jerry’s Girls (Broadway, 1985), e Showtune (off-Broadway, 2003). Jerry Herman é a continuidade da tradicional comédia musical Stephen Sondheim foi o avant-garde.

    Os musicais começaram a divergir da sua relativa restrito confinamento na década de 1950. Rock foi usada em diversos musicais da Broadway, talvez o mais importante deles Hair, que apresentou não apenas o rock mas também o nudismo e controvertidas opiniões sobre a guerra do Vietnam. Outros importantes musicais com rock da década de 1960 e 1970 incluem Jesus Christ Superstar, Godspell, e Two Gentlemen of Verona. Os musicais também mudaram para outra direção. Shows como Raisin, Dreamgirls, Purlie, e The Wiz trouxeram uma significante influência africana à Broadway. Mais e mais diferentes géneros musicais foram introduzidos aos musicais dentro ou fora Broadway (Off-Broadway). Empresas de automóveis e outros tipos de corporações alugavam os talentos da Broadway para escrever musicais corporativos, shows particulares para os seus empregados

  147. E finalmente para vocês:

    Nas décadas mais recentes
    1976 trouxe um dos maiores musicais contemporâneos ao . A Chorus Line emergiu dos registros das sessões de terapia de grupo Michael Bennett conduzido entre as “gypsies”(coristas) – que cantavam e dançavam em suporte aos astros – da comunidade da Broadway. Das centenas de horas de gravações, James Kirkwood e Nick Dante modelaram um livro sobre as audições para um musical, incorporando nele muitas histórias reais daqueles que já se sentaram nestas sessões – e alguns dos quais eventualmente pintaram variações de si mesmo ou um dos outros no show. Com música de Marvin Hamlisch e letras de Edward Kleban, A Chorus Line teve a sua primeira apresentação abrindo o Public Theater de Joseph Papp na cidade baixa de Manhattan. Advance word-of-mouth – that something extraordinary was about to explode – boosted box office sales, e após os criticos despejarem superlativos para descrever o que eles testemunharam na noite de abertura,o que foi inicialmente planejado como um ariscado empreendimento se moveu para o Shubert Theater na cidade alta para ser apresentado pelo que parece sem para sempre. O show conquistou os prêmios Tony e ganhou o Pulitzer Prize(premio Pulitzer), e sua cañção principal, What I Did for Love(O que eu fiz por amor), tornou moda instantaneamente.

    Logicamente, A fome da audiência da Broadway por estas peças tornou os musicais o que eles são hoje em seu estilo e substancia. John Kander e Fred Ebb explorou o pré-guerra II Guerra Mundial Nazismo Alemanha em Cabaret e a era da lei seca Chicago, que reutilizou as velhas tecnicas de vaudeville para contar a sua história de assassinatos e media. Pippin, por Stephen Schwartz, foi datada dos dias de Charlemagne. Autobiográfico no filme 8½ de Federico Fellini tornou-se Nove de Maury Yeston. Mas os valores ultrapassados foram abraçados em , também, em sucessos como Annie, 42nd Street, My One and Only, e a popular apresentação de No, No, Nanette e Irene.

    A década de 80 e 90, teve a influencia dos “mega-musicais” Europeus ou “pop operas,” que normalmente apresentavam partituras influienciadas pela música pop, elencos enormes e seus efeitos especiais, como a queda de um lustre(chandelier), um helicoptero aterrisando no palco – como se eles fizessem parte da produção. Muitos deles foram baseados em novelas e outros tipos de trabalho em literatura. O mais importante autor de mega-musicais incluem o time de Franceses Claude-Michel Schoenberg e Alain Boublil, responsáveis por Les Misérables e Miss Saigon (inspirado por Madame Butterfly); e o compositor britânico Andrew Lloyd Webber, que escreveu Evita, baseado na vida de Eva Perón da Argentina, Cats, derivados dos poemas de T. S. Eliot, The Phantom of the Opera, e Sunset Boulevard (de um clássico filme com este mesmo nome). Estas décadas também viram a influencia de grandes cooporações que p´roduziram musicais. O mais importante foi de Disney, que adaptou alguns dos seus filmes animados como a Beauty and the Beast e The Lion King (que foi responsável pela revitalização da rua 42 (42nd Street) entre a Broadway e a Eighth Avenue, anteriormente uma armadilha para turistas onde se vendiam souvenir, jogos eletrónicos, pet shoppíngs, e pipoca para os teatros) no placo também criaram produções originais como Aida com música de Elton John.

    O crescente escala (e custos) dos musicais levaram alguns a se preocuparem se os musicals estavam evitando substancia em favor do estilo. A década de 90 e 2000 viram muitos autores criarem pequenos musicais (Falsettoland, Paixão); os topicos variam como a gama de músicas utilizadas vão do Sondheimesque ao pop, mas generalmente eles são produzidos fora da Broadway e apresentam elencos muito pwequenos (e custos mais baixoainda).

    Tem também sido um preocupação que os musicais perdessem o toque que tem com o público comum na America e os musicais acabassem com audiências cada vez menores. Uma das mais importantes pessoas que tentou aumentar o interesse da juventude pelos musicais foi Jonathan Larson, que musicou Rent (baseado na ópera La Bohème) apresentando um elenco de jovens e cujas as partituras foram pesadamente influenciadas pelo rock. O musical foi um esmagador sucesso, mesmo com ocompositor estar morendo de um aneurisma a aorta na noite da última preparação do vestuario no taatro de New York, antes que ele consegui-se alcançar a broadway. Outros escritores que tentaramtrazer o gosto do rock moderno para os palcos incluem Jason Robert Brown. Outra tentativa de cambiar a criação de um planejamento para reunir uma coleção de canções de sucesso – Mamma Mia! (apresentando canções de ABBA), Movin’ Out (baseado nas melodias de Billy Joel), Good Vibrations (the Beach Boys), e All Shook Up (Elvis Presley).

    Familiaridade pode produzir uma baixa de qualidade – mas ela é também abraçada por produtores ansiosos por garantir recapitalização dos seus consideraveis investimentos, se não no if not show a healthy profit. Some are willing to take chances on the new and unusual, tais como Avenue Q (que utiliza marionetes para dizer histórias de tema muito adulto) ou Bombay Dreams (sobre os musicais de “Bollywood” acampados pelo cinema indiano). Mas a maioria prefere to hedge their bets by sticking with the familiar – revivals of family fare like Wonderful Town or Fiddler on the Roof or proven hits like La Cage aux Folles. Today’s composers are finding their sources in already proven material – cult films like The Producers ou Hairspray; literatura clássica tais como Little Women e Dracula – esperando que eles também construiução suas proprias audiências.

    No presente tempo (final de 2004), o musical esta trilhando um número de diferentes direções. Já se foram os dias que um produtor solitario – um David Merrick ou um Cameron Mackintosh – cancavam uma produção. Corporate sponsors dominam a Broadway, e frequentimente alianm-se a formais musicos de palco que requerem um investimento de US$10 milhões ou mais. Em 2002, os creditos de Thoroughly Modern Millie listaram dez produres, e entre estes nomes estavam entidades formadas por diversos indivíduos. Tipicamente, os shows fora da Broadway e regiões do teatro tendem a produzir pequenios e portanto mais barotos musucais, e em tempos recentes mais e mais novos musicais tem se desenvolvido fora de New York. Wicked, por examplo, foi primeiramente apresentado em San Francisco, e sua equipe criativa preencheu as mais mediocres apresentações para assistí-los no reformulação do show antes dele chegar a, onde ele recentimente tornou-se um sucesso.

    E se nós nos movermos para o futuro dos musicais, parece que o formato de espetaculo se erguera novamente, retornando aos tempos quando os Roamanos faziam as batlhas marítimas no palco. Isto é bem aparente em Toronto, Canada onde David e Ed Mirvish estão apresentando a premiere mundial dos “The Lord Of The Rings”, definido como a maior produção em um palco da história.

    [editar] Famosos compositores/autores nos EUA
    Lista de compositores/autores do teatro musical

    [editar] Famosos coreógrafos
    George Balanchine – Michael Bennett – Matthew Bourne – Gower Champion – Agnes de Mille – Ron Field – Bob Fosse – Peter Gennaro – Michael Kidd – Jerry Mitchell – Susan Stroman – Tommy Tune – Jerome Robbins – Onna White – Gilleane Lynne

    [editar] Famosas apresentações de
    Peter Allen
    Julie Andrews
    Christina Applegate
    Beatrice Arthur
    Lucie Arnaz
    Fred and Adele Astaire
    Hank Azaria
    Lauren Bacall
    Pearl Bailey
    Lucille Ball
    Michael Ball
    John Barrowman
    Gene Barry
    Steve Barton
    Gary Beach
    Jodi Benson
    Herschel Bernardi
    Theodore Bikel
    Kelly Bishop
    Vivian Blaine
    Ray Bolger
    Sarah Brightman
    Matthew Broderick
    Yul Brynner
    Jack Buchanan
    Carol Burnett
    Betty Buckley
    Richard Burton
    Kerry Butler
    Norbert Leo Butz
    Liz Callaway
    Len Cariou
    Carolee Carmello
    Nell Carter
    Richard Chamberlain
    Carol Channing
    Kristin Chenoweth
    Petula Clark
    John Cleese
    Glenn Close
    George M. Cohan
    Barbara Cook
    Michael Crawford
    John Cullum
    Tim Curry
    Jim Dale
    Yvonne DeCarlo
    Stephanie D’Abruzzo
    Tyne Daly
    Taye Diggs
    Alfred Drake
    Christine Ebersole
    Linda Eder
    Hunter Foster
    Sutton Foster
    Helen Gallagher
    Judy Garland
    Malcolm Gets
    Robert Goulet
    Joel Grey
    Barbara Harris
    Rex Harrison
    Heather Headley
    George Hearn
    Ruthie Henshall
    Wilson Jermaine Heredia
    Jennifer Holliday
    Linda Hopkins
    Dee Hoty
    Ken Howard
    Madeline Kahn
    Lainie Kazan
    Ruby Keeler
    Gene Kelly
    Larry Kert
    KJ
    Robert Klein
    Kevin Kline
    Jane Krakowski
    Judy Kuhn
    Nathan Lane
    Angela Lansbury
    Carol Lawrence
    Gertrude Lawrence
    Michele Lee
    Norm Lewis
    John Lithgow
    Priscilla Lopez
    Brenden J. Lovett
    Lorna Luft
    Patti LuPone
    Robert LuPone
    Stephen Lynch
    Jesse L. Martin
    Mary Martin
    Millicent Martin
    Jessie Matthews
    Marin Mazzie
    Andrea McArdle
    Audra McDonald
    Howard McGillin
    Donna McKechnie
    Idina Menzel
    Ethel Merman
    Liza Minnelli
    Brian Stokes Mitchell
    Melba Moore
    Robert Morse
    Zero Mostel
    Donna Murphy
    Bebe Neuwirth
    Christiane Noll
    Jill O’Hara
    Jerry Orbach
    Elaine Paige
    Sarah Jessica Parker
    Adam Pascal
    Bernadette Peters
    David Hyde Pierce
    Robert Preston
    Faith Prince
    Jonathan Pryce
    John Raitt
    Sheryl Lee Ralph
    Anthony Rapp
    Charles Nelson Reilly
    Debbie Reynolds
    Alice Ripley
    Chita Rivera
    Patricia Routledge
    Daphne Rubin-Vega
    Lea Salonga
    Martin Short
    Phil Silvers
    Emily Skinner
    Barbra Streisand
    Elaine Stritch
    John Tartaglia
    Tommy Tune
    Leslie Uggams
    Gwen Verdon
    Ben Vereen
    Fredi Walker
    Anthony Warlow
    Colm Wilkinson

    Quem estiver realmente interessado fique esperando……………sentado.

  148. S u e

    Linda Poesia Glorinha….

    Mas minha geracao (anos 70) , era mais antenada…
    Conheciamos mais do mundo…tocavamos de tudo, liamos de tudo…viajavamos ….e olha que nao tinha a *internet* como existe hoje para *aprendizado e pesquisas*….

    Eles nao sabem quem eh Hemingway , Phillip Glass , De longe ouviram falar em Jorge Amado , Caetano Velloso… Phill Colins , se falarmos de teatro…literatura…piora tudo…

    Minha geracao era mais ligada….isso me apavora afinal eles sao o futuro do Brasil….(Tambem com presidente Lula(la) o que poderiamos esperar….)…nao sabem nada de 64 , 68….exilio…..

    Nossa….

    Beijos

    Fui…..

  149. Tuca

    Le quem quer.

    Quem não quer deleta.

    Cada um faz o que pode.

    Que mal existe em transpor aqui o que colhi ali?

    Se te incomoda desculpe.

    Como é que posso te agradar.?

    Peça mesmo chorando que farei sorrindo.

    Feliz pascoa e que o coelhinho apareça para você.

    Sorria e seja feliz

    Obrigado.

    critico teatral

    usuario do Google.

  150. Aquele que não é TUCAno será TUCAnado porque quando a TUCA aparecer

    TUCAnaremos todos.

    TUCA daqui Tuca dali até que……….

    Porra isto não é profecia
    isto é adivinhação.
    Querem me TUCAsacanear?
    Vão se TUCAcatar seus TUCAnos.

  151. TUCA o que?

    Quac Quac.

    Quem é TUCA?

    Parece nome de teatro.

    Será

    QUacccccccccccc

  152. Eu

    O Teatro quer um monopólio que não é dele. Há outras formas de expressar a liberdade que não a arte. Viver é ser livre.

  153. Eu dou de premio um ovo da Pascoa para o primeiro que acertar

    o numero exato de vezes que a Sandra vai entar e sair do blog hoje.

    Rsrsrsrsrsr

  154. Eu não disse que a Sandra e ou o Pacheco iam falar de coelhinho e ovo de Pascoa?

    Não tem como errar.

    É tiro e queda.

    Se o Everaldo aparecer vai dar um baita viva para o…………será que é pecado falar dele na Semana Santa?

    Na duvida nem arrisco a falar no não sei de nada

    rsrsrsrsrsrsr.

  155. Sue.

    Não provoque quem está quieto.

    Lembrar do bearbered frog today?

    Darling

    is too Danger

    Podem afanar o coelhinho e acaba faltando oovo para alquém

    Você .passará muito frio esta noite se sair andando pelas calçadas de Times Square

    Palavras do Profeta.

  156. O teatro quer é que pessoas como ;

    EU

    Nem apareçam na platéia.

    Porque pessoas como:

    EU

    Não sabem de merda nenhuma

    e

    Pessoas como EU

    Só querem se mostrar e CRITICAR

  157. Opapo está excelente mas a Baby me chama agora para comer a moqueca de Oriocó.

    Depois uma soneca e na certa voltarei.

    Até logo mais.

  158. k.Y

    CNJ aplica pena máxima a juiz pela primeira vez.

    Armínio!Armínio!

    Juiz que vai ao arquivo morto para ressuscitar processo, causando lesão propositada a uma das partes, ao mais completo arrepio, da lei, comete o quê, Armínio.
    E desembargador que por dever de ofício, deveria corrigir tal ilicitude, ‘AGE’ dando guarida ao ato do juiz por corporativismo, não caracteriza quadrilha, Arminio.
    Quem é julgado pelos amigos togados é sempre acobertado!
    Marco Aurélio e Lewandowski já sentenciaram não se pode sair pela tangente e negar-se apreciar questão principal, segundo eles isto afronta o devido processo legal.
    E aí, o recurso será barrado na origem, nunca permitiremos que chegue lá!
    Já sabemos que pobre não consegue fazer o recurso lá chegar, barramos na origem.
    E se acidentalmente lá chegar, já existe um filtro previamente orientado a vetar e fazer o recurso do miserável ser recusado.

    Sabe cumê!

    A organização em primeiro lugar!

    E assim a Ilegalidade se perfectibiliza com contornos de legalidade, voltamos ao velho e surrado adágio, ” Kudum, Kudoutro”, mas sempre no dos necessitados.
    È Armínio leilão bota dinheiro no bolso, dos mesmos de sempre, retira a casa dos outros.

    Este é o sistema?

    Sem os trouxas não dá para prosperar, os espertos precisam gozar e existindo uma toga por trás, tudo podemos patrocinar e legalizar.
    Com quase quatro anos de vida, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que faz o controle externo do Judiciário, aplicou pela primeira vez contra um juiz a pena máxima que pode resultar de um processo disciplinar: a aposentadoria compulsória.
    Rivoldo Sarmento Júnior é juiz em Porto das Pedras, interior de Alagoas, e foi condenado por ter assinado uma decisão irregular durante o plantão – ocasião em que os demais juízes estão de férias e apenas um julga as causas urgentes.
    O conselho comprovou que não havia urgência na ação examinada por Sarmento, e que a decisão dele propiciou um desvio de R$ 63 milhões da Eletrobrás.
    Foi apenas uma das denúncias que chegaram ao conselho sobre decisões fraudulentas tomadas durante plantões judiciais.

  159. S u e

    Profeta ,

    Quero entrar nesse *QUIZ*….afinal…estou *doidinha por um ovo Nestle semi amargo*….hum chego a sonhar com ele…

    Times Square

    Esta IMPOSSIVEL DE SE ANDAR….a Crise nesse feriadao esta passando BEM LONGE DALI…

    Como sao poucos feriados longos aqui , esse periodo tem o Spring Break das escolas junto com feriado de Pascoa…ou seja sem escola aye dia 16.Apr. Com isso a cidade esta cheia de TURISTAS AMERICANOS ,…

    Trabalho na *Little Brasil – 46th St , para ir para casa tenho que atravessar o Times Square…eh um *mar de Seres Humanos* impossivel de se andar…..enfim !!
    Fico FELIZ pelos restaurantes e bares que estao fazendo a *festa* nos tempos bicudos…

    …..

  160. McWilliam

    Ola Pato Donald – posso estar confuso ?

    O sonho,
    A televisao
    Faltam paredes, teto e chao (com til)
    Valvemo-nos no Ziriguidum …
    Eh,,, Deus nos acuda !!! A salvacao vem do tambor..

    Isso nao me faz lembrar a Broadway !

  161. Maxwell

    Sandra,

    A Glorinha escreve em um blog, e você?
    Pelo seus pitacos bem pitaqueados era de se supor que tenha um blog.
    Se tiver ponha o endereço para que eu possa visitar.

    Luciana, luciana, vc é bem parecida com a Santanna.

  162. Contrera

    pois é.
    e não consegui assistir o ze até o fim.
    mas não importa.
    assim como não importa se nos damos – parece, parece – todos, aqui, enquanto seres humanos, e não temos qualquer resposta. de quem, de todos. não importa.
    pois entre ser marginal e não ser, não há opção.
    ser marginal hoje não é opção, é destino.
    buscar um lugar de honra para podermos cometer desatinos é, sim, o que mal importa. pois o marginal não precisa disso, para viver.
    hoje, vemos tudo se desenrolando ao nosso redor, sem parar, em meio a lógicas que nos superam a todos. qual então a validade de metermo-nos a nos entronizar enquanto criadores, se todos criam tanto, e se há tantas mais exceções quanto regras. vejam só, se hoje nem podemos muito bem usar categorias como indústria cultural, pois se tudo é uma grande massa em que tudo tanto se mistura. mas não ficar nisso, que é chato demais.
    ah, que chatice.
    o criador precisa escolher seu meio. e eu estou nesse processo. o teatro, como pode, o teatro. digo, quanto poder realmente o teatro tem. é inapelável. caímos sempre nele, quando vamos encarar o impossível de encarar. mas também nem tanto, nesta época em que teatro, refiro-me ao drama de antigamente, tanto se reproduz quanto mostra sua impassibilidade frente ao mundo. daí que tantos preferem, como o ze, apostar numa abordagem mais entranhada, mas bacante.
    como dizia, eu estou então em meio a minhas escolhas. e reparo que apostar em algo além da marginalidade é algo um pouco menos do que mais. pois quando a gente cede à tentação, a gente cede. não, não quero isso.
    assim como não tirei o time quando era exigido. assim como não abaixei a cabeça quando era exigido. assim como ainda não me ajoelho aos pés disso que entronizamos como válido.
    a gente precisa, marginal ou não, apostar em alguma coisa. como o bacon, nas roletas. como nós, nos relacionamentos.
    eu neste e em tantos aspectos engatinho apenas.
    sim, gerald, é isso aí. tanto a fazer e tão poucas nuvens no céu.
    que viagem.
    obrigado, pachecão, por ser testemunha. um dia você quiçá consiga ver uma instalação que, se deus quiser, conseguirei colocar em shoppings. a um custo, claro, quiçá uns 3 mil reais, instalação e preço de transporte. quem sabe. quem sabe você ao lado veja e sinta como eu. ou você, que não aguenta esse meu jeito também encare o monstro de frente, como eu. como nós.
    há muito mais a ser feito do que muitos ousam acreditar. e isso a ser feito não tem muito a ver com o que está sendo feito. tem um pé lá atrás – o que é necessário – e outro pé, sim, nestas tecnologias. quanto potencial. ah, se eu tivesse um padrinho rico. pareceria um bacon de aluguel.
    abraços, beijos, queridos
    gosto pacas de vocês
    mas simplesmente NÃO CONSIGO levar tudo tão a sério.
    do vosso
    contrera

  163. MacWilliam

    O sonho……………….Morreu
    A televisão……………Tá morrendo
    faltam paredes,teto e chao ( com til ) Dizem ue farão um milhão
    Eh…Deus nos acuda!!!A salvação vem do tambor.
    Sim Deus nos acuda!!!
    A salvação vem do tambor.
    Espero que não.depois do tambor apareceo soldadinho de
    chumbo
    Isso não me faz lembrar a Broadway!

    Nem a mim.Me lembra um balaio de gatos.

    Vamos esperar confiantes 2010 está perto.
    Abraços

    Quac Quac Quac

  164. gthomas

    Sr. Critico Teatral: enormes abracos ao Pacheco (se, por acaso, entre uma moqueca e outra o ve-lo por ai).

    Aplausos de pe!

    LOVE
    G

  165. McWilliam

    Ola Pato Donald

    Hoje esta’ perto
    Todo dia esta’ perto
    O que vai acontecr em 2010 , balaio de gatos ?
    Fiquei confuso

    Recomendacoes ao Pacheco

    Valeu !

  166. O chefe comeu uma moqueca e foi descansar:

    -Vou enviar um PDF que encontrei agora.Será que vão me chamar de Pateta pateta de novo?

    Enviando

    Adeus ao cigarro

    Larguei o cigarro, restou catarro
    Puxei o ar, a respirar
    Estou mais são, talvez sim, talvez não
    O que falta então
    Para o não virar o sim
    Depende de mim
    Não pegar e não voltar
    A fumar
    Afirmar sim e sempre não
    Ao vicio, a ilusão
    Ao tormento
    Marcar um tento
    Dizendo não
    Sempre que pensar no sim
    Sim longe de mim
    Sim ao não e não ao sim
    Pobre de mim
    Vivendo assim buscando o não
    Desejando o sim
    Sim é derrota não é vitoria
    Vitoria do catarro
    Contra o cigarro
    Ao qual digo não
    A favor do pulmão.
    Do bolso também
    Que guarda o vintém
    O qual mal usado
    Deixa-me coitado
    E submisso ao vicio
    Deixo agora e digo
    Adeus a um outrora amigo.
    Adeus rolinho malvado
    Eu era por ti enganado
    Mas agora
    Afastado
    Estou
    Curado
    Adeus
    Safado

    Rsrsrsrsrsr

    Enviei mesmo

    Argh

    Pateta

  167. S u e

    PROVETA:

    BTW o que eh / quem eh :

    *** bearbered frog ****

    Tks

  168. k.Y

    E para aliviar a pressão,colocamos um bode na sala!

    Enquanto isto os comerciante do Armínio, sob o abrigo da toga, continuarão omercialização, IMPUNES leiloando os imóveis alheios.

    CNJ estuda novos critérios para ingresso na magistratura brasileira Encerrou nesta terça-feira o prazo da consulta pública do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para receber críticas e sugestões com a finalidade de mudar os critérios de concursos para o ingresso na magistratura. O objetivo da consulta, que até sexta-feira passada havia recebido mais de 600 sugestões, é padronizar as etapas e os programas dos concursos nos 66 tribunais do país. Com isso, devem existir padrões para normas e critérios em busca de excelência no recrutamento.

  169. Coisas assim…

    Gerald,

    Me corrija se estiver errado. Noutro comentário meu sobre o seu post anterior, fiz uma pararelo em as bacantes e as meninas do funk carioca, neste enredo a Sandra me disse que não concordava pois as bacantes é uma obra clássica, enquanto o Funk Carioca nunca será.

    Agora neste seu novo post, você nos diz que:

    ” é preciso entender de onde vem aquilo que se chama de Broadway Musicals ”

    “O Sapateado vem de um movimento ‘paupérrimo’ negro”

    “Ora, quem tanto preza o Carnaval e a carnavalização das coisas deveria entender uma coisa: O Sambódromo no Rio custou MILHÕES. Quando o Brizola encomendou ao Niemeyer aquele monstro de concreto, alguém ali foi “marginal”? Quando as mulatas desfilam pros turistas nos camarotes (que vem em vans protegidas dos hotéis da orla) e o LUXO EXAGERADO dos carros alegóricos… aquilo é o quê? Marginal?”

    Minha experiência de vida me fez transitar entre a “Elite” que mora nos Jardins, Moema, Alphaville em São Paulo, assim como entre os marginalizados das várias favelas da Capital Paulistana.

    Acho gozado que, a Arte (como o Funk Carioca, sob um determinado ponto de vista) que nasceu nas favelas cariocas, a culinária (como a feijoada que nasceu nas senzalas), são discriminadas por boa parte da sociedade (pela classe média na maioria das vezes). Todavia, quando alguém da elite descobre aquilo que nasceu no gueto, dando-lhe um “status” obra prima, acontece aquele “booom”, então todos passam à respeitar aquilo que tem origem nas classes mais humildes da escala social.

    Meu pensamento pode parecer ridículo (porque faço parte da classe média), mas em certas ocasiões chego à pensar que somente as pessoas da elite, ou aqueles muitos pobres possuem originalidade, pois não seguem conceitos, tais como, vestir a roupa da moda, ouvir o som que é o sucesso do “momento”, ler o best-seller apontado pelo jornal, tais pessoas (pobres e elitizados) fazem o que querem fazer e pronto acabou !

    Talvez por tal motivo (orinalidade), hoje o sapateado dos negros americanos chama-se “Broadway Musicals”

    E o samba das favelas brasileiras, ganharam o “LUXO EXAGERADO dos carros alegóricos”

    Refletindo sobre seu texto, tive vontade de me sentir à margem desta pseudo sociedade urbana, e quem sabe assim, deixar de possuir esta hipocrisa e alinação tão peculiar aos de mentes medianas.

  170. Aninomyous

    Wow! 😀

  171. Maxwell

    Grande Pateta
    Como vai o Mikey e a Mine?
    Como vai o Coronel Cintra?
    E você Pato Donald
    Já viu a Margarida hoje?
    Cuidado com o Gastão
    Dê um abraço nos sobrinhos
    Uguinho, Zezinho e Luizinho
    Diga ao Tio Patinhas pra cuidar da caixa forte
    Os irmãos metralhas estão de olho
    E a Maga Patalogika tá de olho na moeda nº 1

  172. Maxwell

    Pateta,

    Como está o sol em Caravelas?
    Deve estar um dia lindo
    Deves estar sentado na varanda da casa
    Com o lep top no colo
    E curtindo a vista do mar azul
    Com um cachimbo na boca
    Soltando aquelas baforadas
    Com um prato de de casquinhas de siri do lado
    Uma latinha de cerveja do outro
    E vamos que vamos
    Curtir a vida porque é bão
    Bão de bondade
    Pensar no futuro pra que
    Se o presente está seguro
    Curta-o e só
    Seu velho safado

  173. Maxwell

    Muita gente trata a sua vida como uma caixa de pandora
    Sempre tem medo de abrir a sua vida
    E quando abre, realmente perde a tesão de viver
    Tristes pessoas
    Que acham que a felicidade está fora de si

  174. ezir

    PREZADO COMENTARISTA BLOGUISTA RODRIGO CONTRERA:

    Resolvi PUBLICAR aqui NO BLOG DO SR. GERALD THOMAS , um comentário que teci para você e NÃO CONSEGUI postar la´NO SEU BLOG , pois esqueci minha senha de novo da GOOGLE ( MAS , assim q me reenviarem , PUBLICO LÁ também!!!) .
    _________________________________________
    AÍ vai : ( COM TODO RESPEITO ao SR. GERALD THOMAS, e grata pelo ESPAÇO… )

    BOA TARDE, véspera de FERIADÃO de SEXTA DA PAIXÃO DE CRISTO E SÁBADO DE ALELUIA E DOMINGO DE PÁSCOA, PARA VOCÊ , prezado RODRIGO CONTRERA:

    venho acompanhando seus comentários aqui no BLOG DO SR. GERALD THOMAS , e até comentei um dia desses QUE VOCê PARECERIA com “ciúmes” , pois VOCÊ TINHA NÓS CHAMADO A LER SEUS COMMENTS sobre a LEITURA DRAMÁTICA DOS “TRAVESTIS” , adaptação de TOM STOPPARD com O NOVO DIRETOR DA CIA DE ÓPERA SECA , SR. CAETANO VILLELA… e só a LUCIANA tinha entrado lá ( AGORA , vi que o PACHECO , A ANA outros entram , TAMBÉM ).
    EU bem que gostaria , MAS fico mais AQUI no BLOG-TABLÓIDE ON LINE DO SR. THOMAS , pq tenho acompanhado O TRABALHO E CRIAÇÕES dele desde 1984 com meus amigos SEMIÓTICOS DA PUC-SP, eu do CURSO DE LÍNGUAS-LITERATURAS E TRADUÇÃO INGLESAS.
    Particularmente , adorei ESTE NOVO ESTILO DE VOCÊ DEIXAR SEUS COMENTÁRIOS TIPO “ANOTAÇÕES DE UM DIÁRIO” , um pouco parecido com O BEATNICK MAIS SEMIÓTICO E RAZOÁVEL DE TODOS OS BEATNICKS o qual ADOROOO : O LAURENCE FERLINGUETTI. SEU ESTILO parece um POUCO DO DO ‘GARFIELD” também.E RI HOJE de ROMPANTE entre UMA E OUTRA IMPRESSÔES que VOCÊ vai dando sobre a VIDA , as COISAS via SEU “EU PROFUNDO” …e outros EUS que vão meio dando as caras como NESSA SUA ESCRITA TIPO DE TEATRO DE MARIONETES…ou DE UM VEN-TRÍ-LO-CO COM UNS 3 OU 4 BONECOS NO COLO. SUPER SAUDÃÇÕES e continue estas SUAS ENTRADAS lá e AQUI no seu BLOG com este ESTYLO ( A LA JACQUES LAcan DE sua MARCA de UM ESCRITOR MÚLTIPLO )…e ESTE SEU HUMOR CAMUFLADOOOO E meio INGÊNUO …meio DE UM GAG-MAN …QUASE UM WOOD ALLEN …entre UMA FALA E OUTRA FALANDO SINCERAMENTEEEE…SÉRIO …E EM DOSES HOMEOPÁTICAS…ÁS VEZES que PARECEM COM O CORO DOS SÁTIROS NO TEATRO GREGO PRÉ-CLÁSSICO ..com UM TOM SÓ DE VOZ , sem MODULAÇÕES…E CONTÍNUAS …talvez UM POUCO COMO AS TRILHAS SONORAS DO NOSSO MESTRE DA COMPOSIÇÃO NEO-MODERNA HIGH-TECH HUMANA, AMIGO DO SR. GERALD THOMAS, “PHILIP´GLASS”.
    VOCÊ CONTRERA, é extremamente PULSIONAL HARMÔNICO …como OS MODOS E TONS DAS ESCALAS MUSICAIS ORIENTAIS …mais INDIANAS que as CHINESAS ou DO TEATRO JAPONÊS ( q disparam OU ELASTICIZAM ALONGAM SONS …e se ante-param ENTRE VARIAÇÕES DE UM EXTREMO DO ARCO DA TESSITURA MUSICAL AO OUTRO.
    TAÍ , gostei DESTE SEU ESTILO…O LIVRO “VIDAS SEM FIM ! do FERLINGUETTI é muito legal!!!!

    E VOCÊ, UM HUMOR ZEN SERIALISTICAMENTE LÍRICO, RENDILHADO, DIARÍSTICO…
    UM MODELO INÉDITO DA FUNÇÃO DE LINGUAGEM FÁTICA …TESTANDO OS SEUS CANAIS DE COMUNICAÇÃO.

    OS seus TEXTOS-DIÁLOGOS com suas AMIGAS reproduzidos EXAUSTIVAMENTE SÃO SIMPLESMENTE O “JAMES JOYCE” tentando DAR ORDEM À”VER-BO-RRRRA-GIIIIA SSSde certas CONVERSAS AO TEL. de HOJE, século XXI !!! Preciso ler com mais calma. PARABÉNS!!! de Ezir, 09 ABRIL, 2009

  175. Sandra

    Outra passada!

    Rodrigo, eu não comparei As Bacantes com os bailes funk, e muito menos disse que a primeira é um sucesso porque é clássica e os segundos nunca serão.

    O que eu comparei foi o teatro com as festividades de Dionísio, e aproveito para comparar agora o próprio com os diretores teatrais. Porque:
    -ambos são uma celebração à força da paixão,e a respeitam;
    -a paixão nas mãos de quem sabe usá-la é uma força tão arrebatadora que se consegue seduzir quem lhe tem resistência.

    Disse que não vejo essa mesma força no baile funk, pois as pessoas que vão a esses bailes já dispostas a fazer sexo o fariam até com música de caminhão de gás, e se não tiverem essa disposição, provavelmente não serão arrebatadas por uma música cuja única letra é a palavra créu. Mas isso é a minha modestíssima opinião.

    Nada contra o funk. Até hoje cantamos músicas de Tim Maia e Jorge Benjor é maravilhoso.

  176. ezir

    CONTRERA: …porque você não terminou de ASSISTIR O ZÉ CELSO ? Um dos videos das BACANTES com UM SOM TIPO HIGH TECH e IMAGENS PASSANDO eu tive vontade de dançar…e daí passei pq FICA COM UM CLIMA DE “BALADA CARETÓIDA E MANÍACA COMPULSIVA que DETESSSSSTOOOO. Apesar que se O DISC JOQUEY COMBINAR BEM , algumas composições ATÉ dá PRA OUVIR UM POUCO …e SAIR CORRENDO DO SALÃO depois DA OVERDOSE DE DECÍBEIS descarregada em MEUS TÍMPANOS , ou melhor , na MINHA “COCHLEA”INTERNAAAA!!!

    Bom, os outros videos da PEÇA , até uma versão ESPANHOLA , o VIDEO MELHOR foi o DE ARARAQUARA , 09 de MARÇO RECENTEMENTE ao qual ele se REMETE na PALESTRA COM O SR. GERALD THOMAS , no THEATERLAB e, NOVA YORK , sábado passado. SAUDAÇÕES , Ezir

  177. Sandra

    Para o MEU gosto, desfiles de escola de samba são um pouco over. Mas posso conviver com eles, assim como posso conviver com quem quer ouvir rock’n roll no Carnaval, assim como posso conviver com quer ficar em silêncio. O que me incomoda é a patrulha.

  178. Maxwell.

    Sou o que sou
    Exatamente como quero ser
    Tentando ser amigo
    E ao outro entender
    Agora posso ser um
    Se eu quiser ser
    Amanhã posso ser outro
    Se isto me apetecer
    Não minto
    Disfarço
    Mas dou pistas de quem sou.
    Por que
    Não ofendo
    Não quero mal
    Quero o outro feliz
    Sou dono do meu nariz
    Tive 67 anos carregando pianos
    Dou-me ao direito
    Sem desenganos
    De viver
    Conforme meus planos
    Não com caixa de pandora.
    Tampouco em masmorra
    Sou do mar da terra do ar
    Só quero amar
    Espero sentado
    Sem ser safado
    Que tu amigo
    Fique ao meu lado.
    Para isto te envio
    Meu
    Muito obrigado.

    Jose Pacheco Filho.

    Apenas um velho marinheiro

  179. Sandra

    As procissões das Sextas-feiras Santas têm algo de muito tenebroso. Sair pelas ruas entoando rezas a meia voz, com velas, mais velas nas janelas,…
    Dor… Encanto…

    O Carnaval tem um pouco disso. O Carnaval tem muito de melancólico. E muito de sagrado. Como o teatro

    Lembrei-me dessa música (Desculpe-me, mas é para a concorrente, Gerald)

    “Portela
    eu nunca vi coisa mais bela
    quando ela pisa a passarela
    e vai entrando na avenida
    parece
    a maravilha de aquarela que surgiu
    o manto azul da padroeira do Brasil
    Nossa Senhora Aparecida
    que vai se arrastando
    e o povo na rua cantando
    é feito uma reza, um ritual
    é a procissão do samba abençoando
    a festa do divino carnaval

    Portela
    é a deusa do samba, o passado revela
    e tem a velha guarda como sentinela
    e é por isso que eu ouço essa voz que me chama
    Portela
    sobre a tua bandeira, esse divino manto
    tua águia altaneira é o espírito santo
    no templo do samba

    as pastoras e os pastores
    vêm chegando da cidade, da favela
    para defender as tuas cores
    como fiéis na santa missa da capela

    salve o samba, salve a santa, salve ela
    salve o manto azul e branco da Portela
    desfilando triunfal sobre o altar do carnaval”
    (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro)

  180. Sandra

    Saindo de novo! Quem ganhará o ovo de Páscoa como prêmio?

  181. Maxwell;

    Vamos de Ping Pong

    1. 09/04/2009 – 17:38 Enviado por: Maxwell
    Pateta,
    Como está o sol em Caravelas?
    P-Chuva esparsa. Intercalando períodos.

    Deve estar um dia lindo
    P-Para as flores e frutos e hortaliças sim

    Deves estar sentado na varanda da casa
    P- Fundos. Vista fenomenal.Matas e manguezais.Ventos e coqueirais

    Com o lep top no colo
    P-Na mesa
    E curtindo a vista do mar azul
    P-Mar a duas quadras da varanda da frente

    Com um cachimbo na boca
    P-Cachimbo?Meu amigo cachimbo tem hora. Zi-fio
    Soltando aquelas baforadas
    P-Ele solta eu não

    Com um prato de casquinhas de siri do lado
    P-Criação e cevando goiamum em viveiro
    .
    Uma latinha de cerveja do outro
    P-Geladeira sempre guarnecida

    E vamos que vamos
    P – Aonde? Depois do almoço fui ao asilo. tenho amigos que lá me esperam.Fui o coelhinho

    Curtir a vida porque é bão
    P Melhor ainda com pão

    Bão de bondade
    P-Bondade de distribuir

    Pensar no futuro pra que
    P-Futuro planejado não se pensa. Se espera
    Se o presente está seguro
    P-E como. E bem acompanhado

    Curta-o e só
    P-Curto mesmo e não só.

    Seu velho safado
    P-Velho é o Pai José que gosta de mim
    Com só 67 anos Longe do fim
    Farei muitas safadezas com
    Quem gosta de mim

    Maxwell Acredite:- A VIDA É BELA
    Dentro de mim

    Abraços.

    Pateta.

  182. Reinaldo Pedroso

    09/04/2009 – 05:30
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    “Maxwell
    Na tua opinião, eu sou meio rebelde, meio porra louca, é isto?
    Reinaldo”

    Cara, em meu penúltimo comentário dirigido a ti, eu disse que não iria mais testar o teu estoicismo.
    Pois bem, masoquista, se não responderes justificadamente a pergunta acima, vou reconsiderar
    Reinaldo.

  183. Reinaldo Pedroso

    O noticiário “Yesterday News” da CNB informa que Lula atualizou sua declaração: “- Responsável pela crise é gente negra de olhos pretos.”
    Reinaldo

  184. Maxwell

    Sandrissima,

    Sinto que pareces com a Nara Leão
    Não sei se tem corpo de violão
    Mas tem algo de elegante
    Que sobressai nas entrelinhas
    Sabes ser amável quando quer
    Mas também amarga
    Por tudo que representa no blog
    Penso que o merecedor do ovo
    É o babaovo do Pacheco.

  185. Eu

    O bom teatro corrompe, é subversivo, no bom sentido, sempre, porque é único e tem sua origem nos grandes gênios e na linguagem única e universal que criaram. É sempre provocador e perigoso a tudo que lhes é diferente porque como teatro só ele existe. O verdadeiro teatro desde que foi inventado (?) é um marco na evolução dos homens. E há que haver um estímulo a sua preservação.

  186. Reinaldo Pedroso

    Se eu quisesse escolher uma religião, seria a umbanda alegre, pra cima, com seus rituais, ritmos, melodias, letras, refrôes, danças, figurinos, cores, comida, bebida, charutos, interação, transes.
    Nunca o clima silente, repressor, culposo, depressivo, das demais, principalmente a católica.
    Por isso, Zé Celso me agrada.
    Reinaldo

  187. Reinaldo Pedroso

    08/04/2009 – 18:02
    Enviado por: Trombas Pirocallis, o grego tesudo.
    “Com todo respeito Sr. Gerald,
    Equivoca-se quando diz: “estórias e histórias”. Tudo é história.”

    Trombas
    A propósito, ouve-se com frequência uma afirmação mais ou menos assim, “O importante não é o tamanho, mas o prazer que proporciona.”
    Por experiência pessoal, dirias que de fato não há relação entre um e outro, ou é história?
    Reinaldo

    por experiência pessoal,

  188. Reinaldo Pedroso

    Essa frase repetida embaixo do meu comentário está sobrando.

  189. santanna

    1. Esse texto do Gerald tá demais. Eu concordo com a Sandra que ele arrebata, mas acho que não arrebata “pra fora”, arrebata pra dentro da gente mesmo. “Cala”, a gente fica processando as idéias. Não dá pra “digerir” fast, tem que ser slow, e deep! E é um texto que inspira muita admiração e respeito. Quem sabe, sabe!
    É um texto que evoca uma reverência ao teatro, à arte, à vida, ao humano, ao divino… xiii, tô viajando…! Ainda tô processando…

    2. O Anino voltou, que bom! Rapidinho, mas voltou.

    3. “As procissões das Sextas-feiras Santas têm algo de muito tenebroso. Sair pelas ruas entoando rezas a meia voz, com velas, mais velas nas janelas,…
    Dor… Encanto…”
    (Sandra, 18:49)

    Sandra,
    Tb pensei sobre isso hoje. Eu passei uma Semana Santa em Minas qdo era criança. É fortíssimo, pura comoção; essas imagens ficam gravadas na mente da gente por toda a vida.
    São representações teatrais mesmo né, com toda a carga de emoções que isso implica.

    4. Adorei as contribuições do ‘crítico teatral’!

  190. Reinaldo Pedroso

    “O Sapateado vem de um movimento ‘paupérrimo’ negro. Tap dancing foi e ainda é uma das mais originais formas de expressão de milhares de pessoas. E é belíssimo! Quando bem feito é simplesmente belíssimo. De chorar. (…)”

    Jamais conseguiria chorar por sapateado.
    Reinaldo

  191. Sandra

    Outra volta! (Três, até agora!)
    Maxwell, Nara Leão?
    Puxa… AMO AMO AMO de paixão!!!

    Sue, não só o parágrafo. Esse texto inteiro foi…
    NOSSA….

  192. santanna

    Reinaldo,

    Essas descrições que vc faz são visões superficiais, que caem facilmente em equívocos.
    Religião, qq que seja, é mais do que isso.

  193. Sandra

    Beijos em todos! Saindo de novo!

  194. Aos amigos ( as ).

    Se algo me preocupa é quando me percebo alguém esta me desprezando injustamente.
    Não que o que pensem de mim possa me abalar.
    Mas principalmente pela razão do que eu penso de mim mesmo.
    Do modo que eu gosto e resolvi viver o tempo que ainda tenho oqual espero que seja longo.
    A própria razão de eu passar horas e horas neste blog é decorrência da escolha que fiz para o meu modo de ir tocando o barco.
    Sempre afirmei quando tive chance que aqui eu aprendo muito. de fato isto realmente acontece.
    Não sou infalível e pode ser que tentando agradar um ou outro eu tenha feito alguma afirmação que possa ter desgostado alguém
    Se isto for verdade antecipo minhas sinceras desculpas.
    E peço a gentileza de franqueza. Não gostou corrija.Sei me retratar quando erro.
    Não vejo necessidade de estarmos nos enfrentando em termos pessoais.
    Se um ou uma bloguista gosta do Gerald assim ou assado o problema é dela e de mais ninguém.
    Se alguém não gosta então o problema é deste alguém.
    Porque aqui ninguém é baba-ovo e nem safado. Nem puto nem safado. Nem corno ou viado.Nem certo e tampouco errado.
    Aqui todos são iguais. Apensa amigos ou inimigos virtuais.
    Ou é isto ou será que temos de:

    SER MARGINAL PARA SER HERÒI.

    Então prefiro ficar sapateando na Broadway que tenho em minhas lembranças. Na Times Square onde realmente dancei.Porque no Sambódromo nunca estive.
    Quem não gosta de samba
    Bom sujeito não é
    È ruim da cabeça;
    Ou doente do pé.

    Gosto de samba. portanto devo ser bom sujeito.Minha cabeça está boa e doença no pé só tive um bicho de pé que a Baby lancetou e matou .
    Não chega a ser doença e dá uma coceirinha gostosa que só vendo.

    Obrigado.

    Jose Pacheco Filho.

  195. Reinaldo Pedroso

    “Isso torna o teatro uma somatória (um terreno) um tanto quanto “despida” (no bom sentido) daquilo que tememos ser quando não temos a coragem de nos olharmos no espelho.”

    Gerald
    Como podes fazer tal afirmação e tal generalização?
    Reinaldo

  196. Reinldo Pedroso.

    Eu sabia
    Heheheheheheh

    Sempre soube.

    Heheheheheheh

    Oxalá pro ce.

    hehehehehehe

    Aquele que é Stoned já tá protegido

    Fique em paz

    Na paz de Oxala que olha por todos.

    Compre uma vela de 7 dias.
    Deixe acesa em sua casa acima da altura de sua cabeça.
    Dissolva sal grosso em balde dágua.
    As 18 horas em ponto banhe seu corpo com a agua salgada sem molhar a cabeça.
    Reze para seu anjo da guarda.
    Não use toalha.
    Deixa secar com o tempo.

    Isto te fará melhor que Rivotril.

    Experimente.

    Hehe

  197. Maxwell

    Reinaldo Pedroso,

    Te digo com toda sinceridade que não sou um estóico. Apesar do estoicismo ter influenciado o cristianismo, mas não sou apático às emoções e nem impassível à dor e não penso em suicidar, pois amo a vida.
    Hoje o cristianismo mudou muito, não é aquele cristianismo da idade média. O consumismo, a luxuria, é condenado por Deus. Mas é razoável abnegar-se disso e viver uma vida normal, sem ser estóica.

    Carta de Sêneca – ele era estóico – suicidou-se

    Mas acontecem muitos sobressaltos tristes, horríveis, duros de se agüentar.
    Como não podia afastar-vos deles, armei vossos espíritos contra todos: suportai bravamente. Nisto vós estais à frente de um deus: ele está à margem do sofrimento dos males, vós, acima do sofrimento.
    Desprezai a pobreza: ninguém vive tão pobre quanto nasceu. Desprezai a dor: ou ela terá um fim ou vos dará um. Desprezai a morte: a qual vos finda ou vos transfere. Desprezai o destino: não dei a ele nenhuma lança com que ferisse o espírito.
    Antes de tudo, tomei precauções para que ninguém vos retivesse contra a vontade; a porta está aberta: se não quiserdes lutar, é lícito fugir. Por isso, de todas as coisas que desejei que fossem inevitáveis para vós, nenhuma fiz mais fácil do que morrer.
    Coloquei a vida num declive: basta um empurrãozinho. Prestai um pouco de atenção e vereis como é breve e ligeiro o caminho que leva à liberdade.
    […]
    A isso que se chama morrer, esse instante em que a alma se separa do corpo é breve demais para que se possa perceber tão grande velocidade: ou o nó apertou a garganta, ou a água impediu a respiração, ou a dureza do chão arrebentou os que caíram de cabeça, ou a sucção de fogo interrompeu o respirar; seja o que for, voa. Por acaso enrubesceis?
    Passa rápido o que temestes tanto tempo!”

  198. Reinaldo Pedroso

    09/04/2009 – 20:36
    Enviado por: Maxwell
    “Reinaldo Pedroso (…)”

    Eu quero a tua resposta, masoca.
    Reinaldo

  199. santanna

    Gente, tá fazendo um calor medonho aqui em Salvador, num tô guentando!

    Pacheco,

    Aí no sul tá assim tb??

  200. Reinaldo Pedroso

    07/04/2009 – 20:23
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    “Oi, Rodrigo.
    Disseste que, como bom negão, preferes uma loira, certo?
    Fisicamente falando, claro, te pergunto, entre uma linda mulher negra e uma linda loira, qual preferes?”

    08/04/2009 – 10:09
    Enviado por: Rodrigo Aguiar
    “Reinaldo Pedroso:
    Já tive namoradas negras, morenas, ruivas, japonesas e loiras;
    Gosto de loiras, pois me parecem mais delicadas, mais suaves, nas sensíveis (…)”

    Rodrigo
    Continuando, entre uma linda mulher negra e uma linda mulher ruiva, fisicamente falando, qual preferes?
    Reinaldo

  201. Reinaldo Pedroso

    Vou jogar sinuca.
    Reinaldo

  202. Maxwell

    Reinaldo Pedroso,

    Não querendo ser marginal
    Pra te mandar pra pqp
    Mas mesmo assim vou te falar
    De porra louca chamei a Luciana
    Aliás vocês dois dão um belo casal
    Mais um aliás
    Vc comentava pelas madrugadas
    Agora deu pra pitaquear à tarde também
    Vc não quer ser um humbandista
    Então vá comer farofa na encruzilhada
    Com cachaça e galinha preta
    Pega uma vela de 7 dias enfia no teu c…
    E sai cantrando um ponto pra rua a fora
    Pra atrair uma pomba gira
    Daquelas bem sensuais
    Pra tu largar de ser um multiplicador
    De comentário no blog

  203. Luciana

    Profeta

    Comprar um vela de 7 dias?O que significa isso?
    Você quer dizer que é uma vela grande.
    Deixar na altura da sua cabeça?
    Não é perigoso cair na tua cabeça e incendiar a casa?
    Isso parece bem complicado…
    Não vai dizer que você é pai de santo…
    O bom é poder captar as energias positivas dentro e fora da gente.É uma troca.

  204. Luciana

    Maxwell

    Não estou te conhecendo…Não era você o evangélico e estóico do blog?

  205. Luciana

    Ouvi falar que o bom é tomar banho frio diariamente para carregar as baterias.A água quente ou morna impede da energia fluir pelo nosso corpo físico e astral…

  206. Luciana

    O bom é fazer um periodo mais ou menos de uma semana de fechamento dos sentidos.Ficar voltado somente para o seu interior num lugar bonito, junto com a natureza.Junto com o banho frio diariamente.Acordar às 5horas e dormir às 20horas.
    Comer frugalmente.Ouvir músicas inspiradoras de preferência música clássica.Evitar falar, o ideal é ficar em silêncio.

  207. Maxwell

    Pacheco,

    Vc é o cara
    Podes cres mermão
    Mano vc é demais
    Não tem nada de safado
    Nem de babaovo
    Nem puto velho
    Nem corno
    Nem viado
    É o lampião do blog
    Não o cangaceiro
    Mas o iluminador
    Mas chega
    Seu merda………..

  208. Jamais fui Pai de santo.

    O Santo é que é meu
    Pai.

    Uma vela de 7 dias é realmente uma vela de duração de 7 dias.

    Colocada em lugar seguro não queima nada.

    E o KY só vai sossegar quando um Juiz for em cana.

    E daqui a meia hora vai entar o Caetano Vilela no blog.

    Palavras de Profeta.

    Acima da cabeça nçao é o mesmo qu em cima da cabeça.

    Acima da cabeça se refere a altura do usuario.E pode ainda alem do banho jogar sal pelos cantos da casa para limpesa.

    Energias positivas estão em qualquer lugar.Até mesmo aqui no Blog.Existem as negtivas também

    E lembrem-e sempre que:

    A INVEJA È UMA MERDA.

    E a Sandra vai entar cinco vezes hoje.

    E a Mamis Santanna vai ficar surpresa porgue o critico tambem gosta dela como mamis..

    E o Maxweel está apelando.

    E o Anino pensando se entra ou espera uma coelhinha para brincar de esconder ovinhos de pascoa.

    E a Sue não vai ganhar chocolate.

    E a Sandra está agora embrulhando ovos feitos em cas.

  209. Cadê o tal de Vilas que perguntou quem era o Gerald Thomas?

    Sumiu?

    Puxa vida olha o que eu arrumei pra ele ver:

    ——————————————————————————–
    Projetos irmãos
    (mais)Resultados de pt.wikiquote.org:
    Gerald Thomas
    Gerald Thomas Sievers
    Gerald Thomas Geraldo Thomas pode ser: Gerald Thomas Sievers – dramaturgo brasileiro e norte-americano. Gerald Thomas (cineasta) – cineasta britânico. …
    205 B (19 palavras) – 23h51min de 2 de junho de 2006
    Gerald Thomas Sievers Gerald Thomas Sievers (Inglaterra , 1954 ) é um diretor, produtor e autor de teatro . Biografia : Gerald Thomas trabalha com teatro desde …
    7 KB (1005 palavras) – 13h32min de 19 de janeiro de 2009
    Gerald Thomas (cineasta) Gerald Thomas (Kingston upon Hull , 10 de dezembro de 1920 — 9 de novembro de 1993 ) foi um cineasta britânico . Filmografia Diretor …
    776 B (85 palavras) – 21h06min de 13 de janeiro de 2009
    Fernanda Torres Viveu com o jornalista e apresentador de TV Pedro Bial e já foi casada com o dirteor de teatro Gerald Thomas É casada com o produtor e …
    4 KB (435 palavras) – 13h01min de 26 de março de 2009
    Manhattan Connection DaMatta e o teatrólogo Gerald Thomas , sendo finalmente substituído por Arnaldo Jabor , comentarista dos telejornais da TV Globo e ex-cineasta. …
    3 KB (398 palavras) – 16h01min de 7 de abril de 2009
    Bruce Gomlevsky No teatro integrou, durante três anos, a Companhia de Ópera Seca , sob a direção de Gerald Thomas , onde realizou sete espetáculos. …
    4 KB (455 palavras) – 01h20min de 20 de fevereiro de 2009
    Giovanna de Toni , Armando Punzo , Giggi Dal’Aglio , Giampiero Solaris , Maurizio Paroni , Gabrielle Vacis , Serena Sinigaglia , Gerald Thomas entre outros. …
    1 KB (128 palavras) – 20h44min de 17 de setembro de 2008
    Sílvia Fernandes Em 1996 , com seu trabalho Gerald Thomas – Memória & Invenção, fruto de seu doutoramento, eleva-se ao primeiro plano entre os teóricos e …
    3 KB (353 palavras) – 12h48min de 13 de julho de 2008
    Bete Coelho 1989 – Rio de Janeiro RJ – Mattogrosso – Direção de Gerald Thomas 1989 – Rio de Janeiro RJ – Carmem com Filtro 2 – Direção de Gerald Thomas …
    4 KB (506 palavras) – 22h41min de 4 de março de 2009
    Jacob Guinsburg Sempre acompanhando o movimento inovador do teatro e das artes brasileiras é chamado pelo diretor Gerald Thomas como um ensaista e ” …
    3 KB (454 palavras) – 19h51min de 12 de dezembro de 2008
    Recorte Cultural Gerald Thomas , MV Bill , Moska , Beth Goulart , Pedro Bial , Fernanda Abreu , Monique Gardenberg , Antonio Calloni , Ernesto Neto , …
    3 KB (348 palavras) – 21h51min de 22 de julho de 2008
    Maria Alice Vergueiro eles: O Rei da Vela (José Celso Martinez Corrêa ), Mahagony Songspiel (Cacá Rosset ), Electra Com Creta, Katastrophé (Gerald Thomas ), e outros. …
    6 KB (853 palavras) – 13h05min de 27 de fevereiro de 2009
    Gérson Esteves sua estréia no palco), Asfaltaram o beijo e Um bloco de gelo em chamas, todos com direção de Gerald Thomas para a Companhia de Ópera Seca . …
    12 KB (1655 palavras) – 14h22min de 3 de abril de 2009
    Júlia Feldens Trancou o primeiro ano da faculdade de psicologia , que cursava em Santa Cruz do Sul , para fazer uma oficina com o diretor Gerald Thomas …
    4 KB (511 palavras) – 21h25min de 16 de dezembro de 2008
    Marcelo Médici 2001 – Esperando Beckett, direção de Gerald Thomas 2000 – Air Fly, direção de Octávio Mendes. 2000 – Amídalas, de Marília Toledo e direção de …
    3 KB (285 palavras) – 02h48min de 5 de janeiro de 2009
    Renata Jesion Em 1998, Renata rompeu com Dionísio Neto e entrou para a Cia de Ópera Seca, de Gerald Thomas Sievers , onde atuou em Nowhere Man (1996), Os …
    4 KB (610 palavras) – 21h50min de 10 de janeiro de 2009
    Tônia Carrero 1986 – Quartett, de Heiner Müller , com direção de Gerald Thomas No cinema : 2008 – Chega de Saudade 2005 – Vinicius (documentário), com …
    6 KB (841 palavras) – 19h41min de 10 de fevereiro de 2009
    Marília Gabriela Gabi estreou como atriz de teatro em 2001 , protagonizando a peça Esperando Beckett , escrita e dirigida por Gerald Thomas . …
    6 KB (814 palavras) – 20h19min de 26 de março de 2009
    Thomas Mitchell Thomas Mitchell (Elizabeth , 11 de julho de 1892 – Beverly Hills , 17 de dezembro de 1962 ), mais conhecido por ter interpretado Gerald …
    3 KB (369 palavras) – 21h44min de 4 de fevereiro de 2009
    The Flash and Crash Days The Flash and Crash Days é uma peça de teatro escrita e dirigida por Gerald Thomas . Elenco. Fernanda Torres Fernanda Montenegro …
    250 B (27 palavras) – 21h12min

    Agora ele é que tem de entar e pesquisar,

    É tanto verbete que eu já cansei

  210. IPrêmio Molière
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ir para: navegação, pesquisa
    O Prêmio Molière de teatro foi criado em 1963, patrocinado pela empresa aérea Air France. Anualmente, os vencedores nas categorias de melhor ator, atriz, diretor, autor e revelação ou prêmio especial recebiam uma estatueta que era uma réplica do busto de Molière, além de uma passagem de avião de ida e volta para Paris.

    O Prêmio era concedido para os melhores do teatro no Rio de Janeiro e em São Paulo, escolhidos por um júri formado por jornalistas e críticos de teatro, e a festa de premiação era um acontecimento cultural, realizada no Teatro Municipal de ambas as cidades.

    Em 1974 o prêmio foi estendido também para o teatro infantil e ele persistiu até 1991. No ano seguinte, por falta de patrocínio, a premiação foi extinta.

    Agora quem desejar saber quantos o Gerald levou procure porque eu não vou ficar aqui só trabalhando proces.

  211. Uma Homenagem.

    Fernanda Montenegro, nome artístico de Arlette Pinheiro Esteves da Silva, (Rio de Janeiro, 16 de outubro de 1929) é uma consagrada atriz brasileira de cinema, teatro e televisão indicada ao Oscar.

    É considerada tanto pelo público como pela crítica como uma das grandes damas do teatro, TV e cinema de todos os tempos.

  212. Luciana

    Profeta

    Agora entendi.A vela que dura 7 dias.

    Profeta

    Como captar energia positiva quando estamos no meio de uma guerra?

  213. BIOGRAFIA
    Nascido em 1954, Gerald Thomas tem passado sua vida dividido entre os Estados Unidos, Inglaterra, Brasil e Alemanha, graduando como leitor de filosofia pelo British Museum Reading Room e “oficialmente” começando sua vida no teatro no La MaMa Experimental Theater (mas tendo recebido cedo em sua vida uma grande inspiração assistindo aos ensaios da obra prima de Victor Garcia encenada no Genet’s Balcony em São Paulo nos anos setenta). Um ano mais tarde no Aldwich em Londres, Thomas conseguiu tornar-se um “intruso” nos ensaios do RSC de Peter Brook em “Sonhos de Uma Noite de Verão”. De volta aos Estados Unidos, no La MaMa, Thomas tornou-se um ilustrador para a página Op-Ed do New York Times enquanto também ministrava workshops no La MaMa, onde ele adaptou e dirigiu algumas das primeiras das pesadas e dramáticas peças de Samuel Beckett.

    E nem precisa continuar

    Para baba-ovo safado aqui esta de bom tamanho.

    Não é MAXWELL?

    Hahahahahahahahahahahah

  214. Aquele que baba-ovo será babaovado.

    porque quem babaovando

    Nunca será desbabaovado.

    E quem invejar o babado enfia o dedo e fique ovabado.

    Palavra de Profetaovado

  215. Luciana

    Assisti os vídeos do Zé Celso hoje e achei muito legal mesmo.Ele deu uma aula de teatro.Ele é o teatro.
    Já tinha visto alguns trabalhos dele na tv e em outros lugares,entrevistas.Ele é tão querido.Foi direto ao ponto.Sem frescura nenhuma.Gostaria de ter visto As Bacantes , deve ser uma viagem .
    E para sorver tudo é só se deixar levar nesta viagem , mergulhar fundo.Poder saber de tudo isso é muito mágico.

  216. Luciana

    O que me cativa no Zé Celso é ele saber levar as pessoas nas suas viagens, nas suas fantasias.Sinto, quando o escuto, ser guiada pelas asas da sua imaginação, lindo mesmo.Único.

  217. Maxwell

    Luciana,

    Te digo que de estoico não tenho nada. Mas sou evangélico, prefiro dizer que sou cristão. O cristianismo contemporâneo não tem nada de estóico. Somos normais.

    Na realidade é judeu quem nasceu na Judéia. Pedaço de terra prometida que coube à Judá filho de Jacó.
    Isrraelita é quem nasce é quem nasce em Israel, é todo território que compreende Judá e a terra de todas as outras 11 tribos.
    Hebreu é todo descendente de Judeu que não nora em Isrrael.

  218. Luciana

    O Zé Celso personifica bem o espírito do Brasil.A festa, o riso, a sensualidade, o sexo, tudo isso misturado com a tragédia.É a síntese do Brasil.Maravilhoso.

  219. Sandra

    “Porque aqui ninguém é baba-ovo e nem safado. Nem puto nem safado. Nem corno ou viado.Nem certo e tampouco errado.”

    Pacheco, voltei para dizer que você ARRASOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  220. Luciana

    Profeta, vc foi fundo agora…não entendi nada desta coisa de babaovo, babaovando.
    Dizem que pai de santo toma uma cachacinha para facilitar o contato com a entidade.
    Vc está recebendo a entidade agora

  221. Luciana

    Profeta

    Parece que você entende desse negócio de religião afro, gostaria de saber o que significa ter corpo fechado?

  222. Luciana

    Maxwell

    Obrigada pela explanação.Você é judeu?

  223. Luciana

    O Profeta é o Pacheco?????!!??!!!

    Este blog é uma surpresa atrás da outra.

  224. Sandra

    “Como é fácil ir para Times Square e colocar a língua de fora para ridicularizar o “TEATRÃO”. Facílimo. Coisa que Alice Cooper e todos nós, do La MaMa e da Off Off Broadway, já fazemos há… milênios. Por isso nosso movimento se chama “off off”. ”

    Percebi que existem ridicularizar e “ridicularizar”.

    “ridicularizar” = marcar uma posição diferente COM TODO O RESPEITO.

  225. Maxwell

    Reinaldo,

    Você copiou o que diz GT:
    “Isso torna o teatro uma somatória (um terreno) um tanto quanto “despida” (no bom sentido) daquilo que tememos ser quando não temos a coragem de nos olharmos no espelho.”

    Realmente está meio confuso,
    Que será que ele quis dizer com: “(um terreno) um tanto quanto “despida” (no bom sentido)”?

    Quem não tem coragem de olhar no espelho: o ator ou o espectador?

    Será que o palco é a imagem negativa de ujma sociedade que busca verdades? Ou respostas? Ou provocações?

    O que será GT?

  226. Luciana.

    Para captar energia positiva numa guerra fiquen junto ao Demônio.

    Corpo fechado é corpo protegido de mas influencias espirituais.Protegido de olho gordo e inveja.Velado por anjo da guarda e acompanhado por preto velho ou preta velha.

    E
    Veja
    Uma
    Frase do post do Gerald:

    Mesmo assim o teatro sobreviverá através das coisas que são GRANDES demais para serem percebidas ou PEQUENAS demais para serem notadas

    Que pode ficar assim:

    Mesmo assim o teatro sobreviverá através das coisas que são Geraldianas demais para serem percebidas ou Walt-chequianas demais para serem notadas

    E se você não entendeu o que eu tentei dizer é bom sinal.

    Eu também não entendi lhufas nem bulhufas.

    Desejo a todos uma boa noite e anuncio que o premio do ovo vai para o Pateta que acertou o numero de entradas e saídas da Sandra.

    Obrigado a todos por me ajudarem a ter mais um dia feliz.

    Fiquem om Oxala.

    Pacheco.

  227. Sandra

    Profeta, quase acertou. Não eram ovos de Páscoa, mas pão de Páscoa.

  228. Luciana

    Sabe, Maxwell, gosto muito da história de Jesus, uma história muito bonita e muito triste ao mesmo tempo.O mito cristão é algo muito misterioso, sempre atraiu minha curiosidade.A energia que as datas religiosa tem é muito positiva, é uma carga muito forte, milhares de anos o povo fazendo os mesmo rituais, a fé, todo o ano .A energia é muito forte.Não tanto pela história porque muitos dizem que não foi bem como dizem.A energia do povo , a expressão dele é que emana tanta energia.Gosto destas datas por isso.Acredito neste energia positiva das orações,etc…muito bonito mesmo.

  229. Luciana

    Acho que o teatro tem muito a ver com tudo isso, com os rituais e energias misturadas com os atores e público.

  230. Sandra.
    Obrigado.
    Arrazamosssssssssss

  231. Maxwell

    Luciana,

    Não sou judeu, mas como bom Cristão fiz um cursinho de teologia e aprendi isto neste curso.

  232. Sandra

    “09/04/2009 – 22:31 Enviado por: Critico teatral

    Cadê o tal de Vilas que perguntou quem era o Gerald Thomas?

    Sumiu?”

    Viiiii- laaas… uh-uh?

  233. Sandra

    Esse post merecia ir para a home.

    Ficou…

    Olha…

    Puxa…

  234. Sandra

    Santanna, Minas tem uma imensidão… Um silêncio…
    Procissões em Minas devem ser indescritiveis.

  235. Maxwell

    Na realidade o catolicismo é uma discidência do cristianismo. Foi criado em 330 da era cristã. O catolicismo na realidade deturpa o cristianismo. Eles seguem um pouco da bíblia e um livro que chama de missal. Maria não foi viregem para o céu porque ela alem de Jesus teve vários filhos. Mas tem muitas outras deturpações. Depois eu listo.
    Em se tratando da bíblia, o catolicismo é uma heresia.

  236. Sandra

    Beijos em todos!
    Errou por uma vez, Profeta, mas chegou perto.

    Para quem vai viajar (não é nosso caso) desejo uma Páscoa cheia de crescimento e luz.

    Para quem fica, ainda apareço.

    Vamp, obrigada por nos aguentar!

    Gerald, rezo por você, pela Ellen, por quem vocês amam e por quem os amam.

  237. Aparelhos não bebem em sesão.Quem bebe é a entidade.

    Algo remotamente parecido com o vinho do porto que o padre toma no altar.
    A diferenç é que o padre apenas bica e certs entidades alambicam

    Não estranhe principalmente estando na Bahia se avistar alquem antes de tomar o primeiro gole derramar um pouco no chão.

    Quem faz isto está dando para o santo.
    É costume.
    É tradiçaõ
    È crença e auto-proteção.

  238. Luciana

    Aparelhos não bebem em sesão.Quem bebe é a entidade.

    Algo remotamente parecido com o vinho do porto que o padre toma no altar.
    A diferenç é que o padre apenas bica e certs entidades alambicam

    Não estranhe principalmente estando na Bahia se avistar alquem antes de tomar o primeiro gole derramar um pouco no chão.

    Quem faz isto está dando para o santo.
    É costume.
    É tradiçaõ
    È crença e auto-proteção.

  239. Reinaldo Pedroso

    09/04/2009 – 20:57
    Enviado por: Maxwell
    “Reinaldo Pedroso (…)
    De porra louca chamei a Luciana (…)”

    Era apenas isso o que eu queria saber.
    A vulgaridade restante eu sabia dissimulada, bastaria pressionar..
    Reinaldo

  240. Reinaldo Pedroso

    09/04/2009 – 23:30
    Enviado por: Maxwell
    “Reinaldo (…)”

    Não te dirijas mais a mim.
    Reinaldo

  241. Reinaldo Pedroso

    MANCHESTER (Inglaterra) – Um árbitro de futebol britânico mandou um jogador repetir um pênalti, depois que um dos adversários teve um ataque de flatulência no momento da cobrança. O “agressor” ainda foi punido com o cartão amarelo. O drama inusitado aconteceu neste domingo nos arredores de Manchester, no norte do país, na partida entre o Chorlton Villa e o International Manchester FC, pela liga Manchester Publicity.

    O árbitro justificou o cartão por “conduta não-cavalheiresca”. Na segunda tentativa, o Chorlton Villa converteu a penalidade e acabou vencendo o jogo por 6 a 4. O técnico do Villa, Ian Treadwell, saiu em defesa de seus comandados, afirmando que normalmente a conduta deles é exemplar.

    “Um dos nossos jogadores soltou gases e só o juiz ouviu e deu o cartão”, disse Treadwell. “O outro jogador perdeu o pênalti porque bateu mal. Não teve nada a ver com qualquer barulho. Eles mesmos ficaram tão chocados como nós pelo motivo.”

  242. Amigos ( as ).

    Bom dia.

    “Páscoa é ajudar mais gente a ser gente, é viver em constante libertação, é crer na vida que vence a morte.Páscoa é renascimento, é recomeço, é uma nova chance pra gente melhorar as coisas que não gostamos em nós. Para sermos mais felizes por conhecermos
    Pensar em paz neste blog que é o nosso canal de comunicação.
    Nada valerá fica se entupindo de chocolate se não pensarmos no próximo assim como em nós mesmos.

    Tenham todos uns excelentes finais de semana juntos aos que por ti são amados sendo eles os que te amam.

    Se beber não dirija.

    Obrigado.

    Pacheco.

  243. Blog é cultura também:

    Times Square é uma famosa confluência de grandes avenidas da cidade de Nova Iorque, Estados Unidos; sendo até melhor definida como uma praça, e não apenas como uma esquina.

    A área está localizada na junção da Broadway com a Sétima Avenida, entre a ruas 42 Oeste e 47 Oeste, na região central de Manhattan. É uma área comercial, onde quaisquer prédios são obrigados a permitirem a instalação de letreiros luminosos, para propósitos de publicidade.

    Na Times Square está localizada a NASDAQ, uma das principais bolsas de valores do mundo. Entre seus pontos comerciais mais conhecidos estão os estúdios da rede de televisão ABC, de onde o programa matinal Good Morning America é transmitido ao vivo, bem como os famosos estúdios MTV e da Virgin Records. O local possui uma das maiores concentrações da indústria do entretenimento no mundo, além de grandes lojas de famosas marcas internacionais, e obviamente congrega inúmeros anúncios luminosos de prapaganda que durante a noite tornam-se uma atração peculiar. É também na Times Square que se pode assistir a uma das maiores festas de passagem de ano do planeta, contando sempre com inúmeros recursos visuais e pirotecnia.

    Entrada da estação Times Square do Metrô de Nova Iorque.Times Square significa “Praça do Tempo”, e até abril de 1904 era conhecida como Longacre Square, nome original dado pelos colonizadores britânicos. O local teve seu nome mudado em função da construção do edifício que durante muitos anos serviu para abrigar os escritórios centrais do jornal New York Times, o Times Building, hoje conhecido como One Times Square.

    Atualmente é o ponto turístico mais visitado do mundo, com cerca de 35 milhões de visitantes por ano, recebendo mais turistas até que a Estátua da Liberdade.

  244. [=

    Querido Gerald,

    Um ótimo texto!

    Mas bem que você poderia ter enfiado aí no meio os atores de Brasilia.

    A seguinte alegoria, se não me engano, foi feita por Rousseau: o povo como platéia ovacionando os representantes que atuam contra a vontade popular.

    Os políticos de Brasilia são exatamente o inverso do que você, Gerald, entende por praticantes de teatro:

    “Mas a maioria de quem pratica o faz por ser uma arte genuinamente franca e francamente CONTRA o Status Quo, porque é no palco que ainda se pode dizer tudo que se quer, com o lirismo que se quer, com o tempo que se quer, no tempo/espaço que se quer, na clausura e no liebestod que se quer.”

    Pergunto: o governo ( os políticos) , as grandes corporações, por meio de incentivos financeiros e etc., não retiram a franqueza do teatro? Pois como esperar uma franca crítica ao Status Quo de gente que é financida pelo… Status Quo?

    No seu artigo você cita o Carnaval. O Carnaval carioca é a maior celebração do Status Quo brasileiro. E sabe por quê? Porque o rico fica num camarote nobre; o pobre noutro camarote( não tão nobre assim). Assim, cada um com os seus. Assim, não há contaminação.

    Até Carnaval de rua é assim hoje em dia. Segregam os pobres no Carnaval!

    Não existe mais isso de Carnaval suruba de classes.

    O Carnaval representa a sociedade brasileira. Ou seja: o rico que mora no condomínio fechado com bons planos de saúde e uma família que come macarronada no domingo e etc.; e, por outro lado, o pobre que mora na periferia isolada, sem saúde, sem dignidade, sem nada.

    Direito, Direito realizável é para os ricos. Pobre tem direito de ficar calado, isolado e desolado.

    Exemplificando: prenderam a dona da Daslu ( fraudadora de milhões). Pronto! os imbecis já sairam falando: “Lamentável. Não obedeceram as regras de Direito. O Estado não garantiu os Direitos da senhora coitadinha”

    Daí eu pergunto: por que esses merdinhas não fazem alarde quando o Estado não garante o Direito do favelado fudido? Por que merdinhas? Porque vocês são merdinhas. Tudo se resume a isso: os merdinhas estão no comando. Os merdinhas comandam o Brasil.

    [=

  245. gthomas

    Bom dia a todos aqui.

    Desculpem pela longa desaparecida mas nao tem sido muito facil nao. Varios motivos que depois eu explico.

    LOVE

    FELIZ PASCOA

    HAPPY PESACH

    Gerald

  246. gthomas

    OS COADJUVANTES LATINOAMERICANOS DA OFF OFF BROADWAY DA POLITICA

    Acossados, EUA rejeitam reatar com Cuba
    Em debate, assessor de Obama sofre pressão por aproximação, chama ilha de “estranho no ninho” e ataca líderes “espalhafatosos” da região

    Pressão latino-americana deve ser reforçada durante Cúpula das Américas, em meio a fortes lobbies contra e pró-ilha dentro dos EUA

    FLÁVIA MARREIRO
    DA REPORTAGEM LOCAL

    A despeito do esforço de dissuasão dos EUA, Cuba instalou-se como um tema de pressão sobre o presidente Barack Obama na Cúpula das Américas, na próxima semana, em Trinidad e Tobago. Ontem, David Davidow, o assessor da Casa Branca para o evento, defendeu-se do clamor pela normalização das relações americanas com Havana e disse que o antidemocrático regime comunista é “o estranho no ninho” nas Américas, não Washington.
    Davidow falou em uma teleconferência promovida pelo Council on Foreign Relations (CFR), desde Nova York, e fez referência à ilha e à Venezuela de Hugo Chávez, que promete lançar o tema de Cuba, excluída do encontro, na cúpula. “Outra questão é como ou se o tema de Cuba vai aparecer, ou como alguns dos mais espalhafatosos atores da América Latina vão agir”, disse o assessor.
    Ele defendeu que Cuba não deve ofuscar a chance de os países da região estabelecerem uma agenda com os EUA em torno da crise econômica, das parcerias em energia e em segurança. Não deu, porém, cifras de ajuda financeira e foi vago sobre os dois últimos aspectos.
    Além da pressão latino-americana, a Cúpula das Américas ocorre em meio a intenso movimento de lobbies contra e pró-ilha nos EUA -esses com apoio de associações de comércio e agricultura. Enquanto isso, em Havana, Fidel Castro, pelo terceiro dia consecutivo, voltou a elogiar o Obama por sua “mente ágil”, mas de ação limitada por presidir o “império”.
    Ao defender que a Casa Branca deve seguir exigindo de Cuba uma transição democrática, Davidow citou editorial do jornal “Washington Post” criticando a visita nesta semana de congressistas negros a Havana. Já o “New York Times” publicou que a influente anticastrista Fundação Nacional Cubano-Americana (FNCA) agora quer mudança na política para a ilha.
    “A noção de que a democracia deve ser o único critério para definir a relação com Cuba não para em pé. O único país que tem sido isolado por esses 50 anos de embargo é os EUA”, disse David Rothkopf, consultor e ex-assessor de Bill Clinton (1993-2001), na teleconferência do CFR.
    Isolado no evento, Davidow teve de ouvir Luís Alberto Moreno, colombiano presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), repetir que a nova relação dos EUA com a região neste século passa pela aproximação com Cuba.
    Rothkopf cobrou compromisso dos EUA no financiamento do BID -o país é o maior acionista do banco- e previu que a área que vai da Colômbia ao México, verdadeira “fronteira” dos EUA com o crime organizado, deve ser o eixo das discussões de segurança na cúpula. Para Rothkopf, o resto da região ficará sob a influência do Brasil nesta questão, já que Washington não terá dinheiro nem meios para se envolver nisso no futuro próximo.

  247. Maxwell

    A vulgaridade é inerente ao ser humano.
    Em maior ou menor escala
    O que não podemos ser é hipocritas
    Não podemos ser falsos moralistas
    Há pessoas que falam o que quer
    Mas não gosta de ouvir o outro
    Há os chatos de natureza
    E aqueles que fazem uma força danada
    A vida é bela companheiros
    Fazer beicinho porque qualquer coisa
    É coisa de menino mimado
    Não te digo quem és
    Se a carapuça serviu

  248. gthomas

    ISSO SIM EH ASSUNTO PRA DISCUSSAO

    FERNANDO GABEIRA

    Sem cabelos na Amazônia
    RIO DE JANEIRO – Sentamos para discutir o tráfego aéreo na Amazônia. A região viveu, nas últimas semanas, um desastre com mortes e até a queda de pedaços de avião. Controle precário, pistas esburacadas, má formação dos pilotos, as possíveis causas iam se desdobrando. Um dos participantes lembrou: isso é quase nada comparado com os desastres fluviais. Aí está o grande nó.
    De fato, a ausência de uma regulamentação e de um controle do Estado são causas de os desastres fluviais terem triplicado, nos últimos dois anos, no Estado do Amazonas. Logo depois de nossa reunião, houve um naufrágio com seis mortos, duas crianças.
    Mas há ainda outro problema na agenda: com motores descobertos, os barcos que navegam na Amazônia arrancam o cabelo de cerca de 80 pessoas por ano, quase o mesmo número de mortos. Eles são escalpelados, isto é, a pele do crânio é também arrancada.
    Tanto no caso do tráfego aéreo como na perigosa navegação amazônica, o que um Parlamento pode fazer é impulsionar a regulamentação. Era preciso de algo mais rápido: uma campanha educativa de grande extensão e uma vigilância severa.
    Como era o único deputado de fora da região, os outros dirigiam-se a mim, cobrando um projeto para evitar essas tragédias cotidianas na Amazônia. No fundo, eles queriam ressaltar o abismo que existe entre o nosso interesse em salvar a floresta e o descaso pela sorte dos seus habitantes.
    E eles têm razão. Os motores arrancam cabelos, navios naufragam, chovem pedaços de avião na Amazônia, e nós aqui, num prédio sacudido por escândalos.
    Como criar comissão, atrair imprensa, apressar saídas numa época em que se fala até em fechamento do Congresso?
    Fernando Gabeira

  249. Maxwell

    Se a lei abaixo passa, a internet tornaria um meio chato. Muitos tornam-se celebridades do dia pra noite devido é devido o download de suas obras.
    Quem é que vai pagar por qualquer besteira? Mas muita gente gosta e acaba fazendo celebridades por aí. Claros elas somem, mas ganham um dinheirinho e somem. Para essas milhões de pessoas que eu acho que essa lei seria o fim da linha.

    A lei seria essa:
    Piratas de todo mundo, respirai aliviados: a lei que fazia com que os internautas pegos baixando material protegido por direitos autorais – como músicas, filmes ou seriados – fossem suspensos da web não foi aprovada pela câmara dos deputados da França.

    A lei, que tinha o apoio do presidente Nicolas Sarkozy, propunha que os navegantes que fossem pegos com a mão na massa primeiro fossem advertidos via carta ou e-mail, mas caso insistissem em continuar realizando downloads podiam pagar multa e terem suas conexões cortadas por até um ano.

    Claro, a medida sempre esteve longe de ser uma unanimidade. Mesmo políticos do partido de Sarkozy votaram contra a medida, e em entrevista para a BBC, o deputado Patrick Bloche, da oposição, classificou a lei como “perigosa, inútil, ineficiente e arriscada para os cidadãos”.

  250. [=

    Gerald,

    Quem perde o couro cabeludo, nadando no rio é pobre. Quem usa embarcações no rio amazonas é pobre. Por que então o Estado brasileiro regularia alguma coisa nesse sentido? Qual a vantagem para o Estado brasileiro? Mais pobres vivos para ele suportar?

    [=

  251. gthomas

    Garganta querido, pobre ou nao pobre, eles engrossam as fileiras do VOTO OBRIGATORIO que endossara o proximo candidato ou candidata que o PT colocara a disposicao das vitimas brasileiras.

  252. gthomas

    …Digo, vitimas do sistema eleitoral vergonhoso como eh no BR

  253. gthomas

    NOVO (ainda nao publicado) LIVRO DE ALBERTO GUZIK

    ESTATUA DE SAL DE SODOMA

    (estou escrevendo a intro, ou prefacio ou sei la como se diz isso)

    O livro eh tao lindo, tao fascinante, tao astonishing, que me pego corrigindo cada frase daquilo que escrevi na noite anterior. Estou com “writer’s block”, ou mesmo “stage fright’ de mandar o que escrevi ate agora pro Alberto por timidez ou por achar que nao consigo fazer juz nem ao papel onde suas palavras arrebatadoras estao escritas.

    Entao, assim como num ritual arcaico e pos moderno ao mesmo tempo, coloco tudo num tempo/espaco estranhamente moribundo e tento outra vez. A cada dia tento de novo. Hoje, acho que consegui dar um passo enorme sim.
    UFA!
    LOVE
    G

  254. Maxwell

    É claro Gabeira
    Do jeito que tá o congresso é melhor fechar
    Só escândalos
    Teve um candidato
    Esteve dentro da minha casa pedindo voto
    Prometendo mundos e fundos
    Parece que hoje tá só no fundo
    No fundo do poço
    Poderia acabar com o congresso
    Criar agências de ouvidorias
    Onde o povo iria expor os problemas
    E resolver as mais coletivas
    Se as pessoas comuns
    Soubessem o valor pra manter só o senado funcionando
    É muito dinheiro, nem não é fortuna
    Está no reino das fábulas
    No senado há dois tipos de gastos
    O gasto para mante-lo funcionando
    E o gasto com a corrupção
    Na câmara dos deputados é a mesma coisa
    Escandalo mais escandalos
    Enquanto isso:
    Dá-lhe ao povo saúde precária
    Educação deficitária
    Estradas esburacadas
    Falta de segurança
    Roubos nas instituições
    Evacuação de divisas
    E lá no amazonas sem a fiscalização e treinamento
    Motores de barcos sem caput
    Arrancando o cabelo dos passageiros
    Barcos com passageiros a mais
    Com cargas acima do limite
    Pessoal mal treinado
    E dá-lhe naufrágios
    Mas o Gabeira
    Cueca de filó
    Enxergou o mau do congresso

  255. Rodrigo Contrera

    deputados federais discutindo escalpelamento de viajantes por motores de barco?
    não concordo, isso não é assunto para esferas federais. nem mesmo a queda de aviões. o patrulhamento e defesa da amazônia, sim. assim como enchentes e naufrágios em geral. mas de resto, não.
    contrera

  256. Maxwell

    Meu caro GT, não concordo contigo quando vc só coloca o PT nas coisas de ruins que acontrece nesse país. Prefiro de longe muito mais o PT do que o DEM e o PSDB. E olhe que não sou PT.

    Acho também que o voto não deveria ser obrigatório.

    O que sinto é que o político brasileiro, prefere o quanto pior melhor, se tiver tudo bem como posso angariar votos.

    Por outro lado o povo brasileiro liga mais o voto com o poder do politico resolver os seus problemas, e não o de manter o que já tem em bom funcionamento.

  257. Lulu

    Quero muito ler esse livro do Guzik!

  258. [=

    Rodrigo Contrera,

    Sugiro que você leia a CF e diga de quem é a competência para legislar a respeito de transportes. A competência é da União ( esfera federal).

    Portanto, essa turma do Congresso deveria ( acho que eles não querem) fazer alguma coisa, de modo a civilizar o transporte nos rios.

    [=

  259. Tene Cheba

    Cuba, para mim, encontra-se em sua maior encruzilhada, é lógico que esta se tornaria a verdadeira Ilha da Fantasia, com o fim do embargo americano. Hugo Chaves e os demais componentes dessa mentira, denominada de socialismo, não teriam mais limites, não apenas sistemas políticos recém nascidos sairiam perdendo, e sim a própria humanidade. Mas Cuba roga, implora, suplica pela benevolência americana, perdeu completamente a discrição, entretanta não tem como romper com esquerda latino americana, já que para estes, representam o país modelo, o que deve ser buscado por todas as sociedades famintas por justiça social.Como romper esta teia? Impossível, tal como seus presos políticos, irá amargar por muito tempo esta sua condição marginal.Não existe país na Terra, simplesmente não existe, se não mantiver relações com os Estados Unidos. Aqueles que tentaram, foram sem muita cerimônia, esmagados. Acredito mais no lobby das editoras, toda hora, atualizam seus atlas, haja atlas.

  260. [=

    Querido Gerald,

    Se possível, coloque o seu texto introdutório do livro de Guzik no BLOG.

    [=

  261. gthomas

    MANDADO POR EMAIL PELO CONTRERA

    Enviado por: Contrera
    legal.assisti, finalmente.muita coisa rolando.
    eu entendo, após ler entrevista do Yoshiaki Nakano, que pouco do mundo que rola, esse mundo que agora rola para baixo, está sendo realmente pensado critica e artisticamente por tudo isso que chamamos de gente pensante.o gerald tenta, aqui. mas se depara com muros de incompreensão ou com recalques.pois então, pois sem recalques, também, como poderemos viver realmente. mas os recalques com que convivemos são meio exagerados demais.
    claro, tudo isso que podemos apreender dos breves trechos dos vídeos com o zé é realmente muito pouco, muito esparso, e não leva muito longe.gostei do começo de reflexão que o gerald quis entabular ao discutir por que o zé celso não havia ainda embarcado rumo à américa. por falta de convite. de interesse. porque somos divididos. sim, claro. é preciso muito pouco. como o próprio gerald cita, à stocklos.
    mas não é também muito pouco. porque temos barreiras intransponíveis – quase – em nosso interior. não nos interessamos muito, realmente. e hoje cada um vive do seu lado, buscando viabilizar seus próprios projetos, às expensas – ou com o apoio – da lei, das leis. isso o gerald sempre toca, o antagonismo dos iguais.
    mas claro não há mais espaço – dado o drama vivido – para bobagens. eu aqui me meto a soltar a franga para poder me sentir melhor. mas não me sinto, é o que resta. a gente só se libera um pouco, dá um show, para que possamos melhor nos enxergar.
    há alguns meses eu entrava aqui para tentar encontrar algo que me tirasse do sonambulismo de um ser perdido em esperança. e, não achando, eu me jogava. como um louco, perdido, tira a roupa. ou como aquela atriz, no clássico do bergman, acho que o circo, que se desnuda à frente de marinheiros, louca, completamente possessa porque sem a posse de si mesma.mas a gente no fundo não precisa disso.
    vocês vêem agora (ah, preciso tirar o acento agora, é veem).tamanho escarcéu criado nos centros financeiros ainda não deixam as economias relativamente bem tocadas viver em paz. e nós sentimos, sim, os efeitos. aí é onde questiono o que o gerald diz. ele opta por questionar a moral desses sujeitos. isso não tem importância. a questão é entender como esse mal feito por eles pode ser controlado pela sociedade. e a questão é que a sociedade não tem meios de controle desse tipo de larápio. claro, ele vai passar o resto da vida na cadeia. o que acontece, porém, é que o mal que ele cometeu não é mais possível de ser reparado. pois então.
    (continuo? não sei. não sei se me querem aqui…) rs

    Enviado por: Contrera
    e finalmente consigo ler os outros comments, que falta o tempo e – desculpem – também o interesse. mas agora reparo.
    lembro-me de quando entabulamos – todos nós – o primeiro contato com o Pacheco. e como ele começou a entrar aqui neste espaço com pseudônimos. como eu fazia, e fiz, para o circo pegar fogo? não sei. só sei que eu estava muito desanimado e precisava rir um pouco. nem que fosse no espaço deste que me acolheu para que eu mostrasse um pouco a minha arte. refiro-me ao gerald.
    mas isso é passado.fato é que ainda me sinto distante de tudo isto. e não consigo entabular contato com o que vocês dizem, e sentem, por meio de palavras, tantas. então permaneço sentindo-me só.
    é curioso o que faz a crítica, a kritik, essa que tentaram-me enculcar na usp. a gente começa a pensar antes mesmo de pensar, antes mesmo de viver. o pensado antes do vivido. e a gente morre, muitas vezes, assim. desse jeito. quem mandou ficar 12 anos assistindo cursos sem fim lá na filo. agora sou um trapo – emocional.
    pego certo gosto com o retrospecto que o gerald faz do teatro, lá e aqui. mas ao mesmo tempo é tão outro. é tão distante, tudo. não cola, em mim. não consigo levar comigo. é aquele tipo de conhecimento que eu não consigo mais carregar. como todos esses conhecimentos que o critico teatral joga aqui. tão fácil. não é, tão fácil. são os dias de hoje. basta um clique para ter tudo à mão. então, sendo assim, o que mais importa?
    (continuo? vamos ver)

    Enviado por: Contrera
    pode parecer que faço disto meu pequeno palco, que aqui me estabeleço e me espalho como se fosse um parasita. e é um pouco verdade.
    mas o fato é que todos nós somos um pouco parasitas desse way of life. todos nós usufruímos os frutos e reclamamos. aqueles que nada usufruem não estão aqui. mas disso a gente já falava lá longe. o negócio é aceitarmos a regra do jogo, não é.
    em about a son, sobre o kurt cobain, a câmera espalha-se por vizinhanças disso que foi a vida-morte dele enquanto ele fala, e fala, e tenta se convencer de que aquilo que viveu realmente importava. e fala muito. mas não é isso que me pega. é a música. parece tudo tão distante. pois é, o sujeito se matou há mais de 15 anos, e quem liga. os fãs. sei lá. importa a mim que com a história dele entendi melhor algo de meus dilemas. separações.
    eu me separo há décadas. do mundo. mantenho os seres à deriva de mim. para que. para nada. mas agora tudo vai mudando aos poucos.
    vocês, que me lêem, e que não me lêem, não têm nada com isso. (ops fugi da nova norma ortográfica). e aqui devem talvez reclamar que eu deveria parar com esta lenga-lenga. o gerald já deve estar cheio. claro, eu destrato aqueles que me amam. o arthur, marido da minha chefe, há pouco disse. claro, quem pode te trair? o teu amigo. porque o teu inimigo não fica perto de você, nada pode com você. mas o que somos sem nossos amigos. nada, querido. nada. então arranje um tempo e vá atrás deles. tente voltar a ter os teus laços. assim você irá conseguir dar um pouco de sentido à vida. agora, neste momento, ele toca sua empresa, uma pequena gráfica. pequena, nem tanto. está no andar de baixo. nem sabe que estou aqui falando (bem) dele. eu, que nunca havia falado com ele. e que um dia me meti a chorar dizendo-lhe que gosto deles. que patético. mas foi o meu jeito.
    (continuo? serei aprovado? tcha-tcha-tcha-tchan)

    Enviado por: Contrera
    mas o que fazemos todos nós quando aqui refletimos e nos jogamos na interneternidade? passamos o tempo? realmente criamos laços? o quê?
    houve uma época – triste, admitir – que isto para mim era tudo. pois eu havia rompido com tudo na realidade. tudo o que era real me era desimportante. restavam os laços na internet. sério. aliás, pensando bem, o que eu seria sem ela? nem conheceria a cris. nem conheceria o gerald. nem ninguém que conheço. pois na realidade – essa que vivemos, apesar de tudo – eu não criei nada esse tempo todo. só criei distâncias. sei que não estou só, nisso.
    e atenho-me ao que o gerald comentou. sim. pois.
    beijos, o trânsito já desanuviou, acho.abraços, beijos
    contrera
    ps ao vamp (essa figurinha), quiser, censure, querido. faça o que lhe aprouver. como artista não posso aceitar censura, entendeu. já você sempre se orgulha disso. cada um, cada um.
    Quer saber qual produto Windows Live combina melhor com o seu perfil? Clique aqui e descubra!
    =

  262. gthomas

    Obvio que nao posso disponibilizar a intro do livro do Guzik aqui. Sera o prefacio do Livro dele (ou nao, se ele nao gostar), mas eh um livro e nao um blog e livro tem data, lancamento, preco, custa, etc…

  263. Tene Cheba

    Toda a esquerda latino americana, apoiou seu discurso no evento Revolução Cubana, a necessidade que este sistema sobreviva, é fundamental.Daí decorre o jogo duplo, a torpe visão que julga ser importante, mostrar a realidade filtrada.
    O PT, de longe, foi o partido que estando no poder,mais mamou nas tetas da viúva, escândalos, favores, uma chupação desenfreada, o próprio aspirador de cofres. Nunca, fomos tanto roubados.Votar no PT, é votar em roubada, que roubada.
    Antonio Palocci, o deputado, quer tentar o governo de São Paulo, se levar, poderemos ter mais adiante a reedição do inferno de Lula.Mas não levará, o evento Mansão das Surubas Corruptas, será o prato cheio do PSDB e, para o tiro de misericórdia a, quebra do sigilo do Francenildo, o Jardineiro que Derrubou o MInistro.

  264. santanna

    Pacheeeco,

    Vc é o Profeta então…
    Que bom que o crítico teatral tb gosta da Mamis, hehe.. há um tempão que vc não me chamava assim…

    beijos

  265. Glorinha

    Contrera…
    é talvez sabido que o abraço se perde no espaço que cresce…assim como aquele que represa o vento com a peneira…ou talvez o poeta capaz de colocar chuva na sua tarde de sol….
    [[[]]]

  266. santanna

    “Minas tem uma imensidão… Um silêncio…
    Procissões em Minas devem ser indescritiveis.”
    (Sandra,

  267. santanna

    cliquei na hora errada… continua

  268. Glorinha

    Bom dia a todos!!!

    sem pontinhos e vírgulas, algumas esquinas e alguns trocados tocados na mão que pede….
    [[[]]]

  269. Glorinha

    Amazonas floresta…como o homem consegue colocar um ponto final no voo de seus pássaros não metálicos
    está frio no deserto hoje….e ainda é dia. claro e claramente nada vemos…

  270. santanna

    “Minas tem uma imensidão… Um silêncio…
    Procissões em Minas devem ser indescritiveis.”
    (Sandra, 23:48)

    Sandra,

    Minas tem uma energia diferente mesmo, pode ser que tenha a ver com as montanhas, não sei… inclusive o pessoal “esotérico” gosta muito de ir pra lá, falam de caminhos subterrâneos que levam a cidades de seres mais evoluídos que vivem no interior do planeta, enfim… fato é que rola uma energia forte por lá…
    E não sei pq a religiosidade católica por lá é mais “carregada”, mais “sofrida”. Isso torna as celebrações de lá muuuito marcantes, comoventes, impressionantes mesmo.

  271. S u e

    Boa Tarde Amigos *Virtuais*

    Pois Good Friday , (Sexta-Feira Santa)….Feriado….Hupi(???)…e nada de interessante para fazer….estou sozinha (Criancas estao com pai nesse feriadao)…a familia no Brasil , e os poucos amigos de FE(a familia escolhida por nos)…viajando (maioria para o Brasil …afinal alem do feriado temos o Spring Break)

    Cansei de ver TV (nada mas juro nada de interessante para se ver)….afinal o que queria numa sexta feira feriado…nao???
    Na Globo Internacional as reportagens se repetem em todos telejornais…e pior so fala de Semana Santa…pascoa, ovinhos chocolate…ufa….

    Alias unica coisa interessante que achei foi a reportagem sobre os Bastidores , enfim…sobre os **noves teatros AO VIVO , que estao encenando a PAIXAO de Cristo em Belem…a verssao 2009 ….essa eu ainda tenho que assistir ao vivo…um dia…

    passei para ler aos amigos…e nossa…ja dei ate boas risadas…(…)….

    Mas uma coisa achei muito muito interessante…
    Acho que a SANTANNA traduziu com palavras um sentimento ref aos Posts do Blog do Magnifico…que nao conseguia expressar…valeu…ADOREI !!!

    1. Esse texto do Gerald tá demais. Eu concordo que ele arrebata, mas acho que não arrebata “pra fora”, arrebata pra dentro da gente mesmo. “Cala”, a gente fica processando as idéias. Não dá pra “digerir” fast, tem que ser slow, e deep! E é um texto que inspira muita admiração e respeito. Quem sabe, sabe!
    É um texto que evoca uma reverência ao teatro, à arte, à vida, ao humano, ao divino… xiii, tô viajando…! Ainda tô processando…

    Beijos meninos vou voltar para *janela* e ler mais algumas coisas !!!

    Beijos

    Sue

  272. [=

    Gerald,

    Imaginemos o mundo humano como um grande canal sem finalidade.

    É o que eu digo: o Status Quo é como uma linha de cerol que percorre esse canal (mundo humano). Qualquer tentativa frágil para romper a linha de cerol é degolada sumariamente. Não há perdão.

    Assim, o Status Quo determina que o sujeito ”Y” não pode disponibilizar o material ”X” para o sujeito ”Z”.

    Isso vale para qualquer situação. Por exemplo, o pobre que foi escalpado no leito do rio, não pode se defender, pois o Status Quo impossibilitará qualquer atitude que negue o Seu poder.

    Ou, por exemplo, o sujeito ”K” é acusado e nem sabe o porquê. Retiram toda a dignidade do sujeito ”K” e ele não pode saber o porquê. Os homens então são tratados como coisas sem valor, porque quem reconhece valor nas coisas não mais são os homens; mas o Status Quo. Os homens são reprimidos barbaramente pelo Status Quo.

    Daí eu quero saber: quando o mundo atinge esse nível de monstruosidade, não é bem fundamentado que os homens perdem o que realmente os diferenciam de ratos: a liberdade?

    [=

  273. santanna

    A vida ‘irregular’ de Coco Chanel – UOL

    Audrey Tautou interpreta a estilista quando jovem no filme da francesa Anne Fontaine; atriz também é estrela de publicidade da grife dirigida por Jean-Pierre Jeunet

    Ela nasceu numa família muito pobre. Quando sua mãe morreu, a garota foi entregue pelo pai a um orfanato comandado por religiosas. Ao chegar à adolescência, as freiras arrumaram para ela um emprego de balconista de loja. Mas a jovem provinciana queria mais. Tentou a vida de cantora, dançarina e atriz. Tornou-se uma cocote.
    Por meio de um amante milionário, conheceu o mundo da alta sociedade, que a olhava com desprezo. Apaixonou-se ferozmente por um jovem playboy inglês, que a ajudou a estabelecer um negócio de chapéus em Paris. No auge da relação, o rapaz morreu num acidente.
    A moça mergulhou no desespero e se entregou ao trabalho. De seu ateliê de costura saiu um estilo inovador que revolucionou a moda. Aos 83 anos, morreu em Paris, consagrada como a estilista mais célebre de todos os tempos.
    Eis, em resumo, a história de Gabrielle “Coco” Chanel (1883-1971). É uma vida bastante romanesca, pronta para ser transferida para os livros ou o cinema. Livros, já houve muitos. Agora, é a vez dos filmes.
    Nesta semana, aconteceu em Paris a première do aguardado “Coco Avant Chanel” (Coco antes de Chanel), dirigido pela francesa Anne Fontaine, com Audrey Tautou (de “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”). A estreia na Europa será no próximo dia 22. No Brasil, está previsto para chegar às telas em outubro.
    O filme de Fontaine aborda sobretudo o período menos “requintado” da vida de Coco Chanel, a sua atribulada juventude. Ele foi baseado na biografia “L’Irrégulière” (a irregular), escrita por Edmonde Charles-Roux (autora de “A Era Chanel”, ed. Cosac Naify).
    O figurino é de Catherine Letterier, conhecida pelo trabalho em “Prêt-à-Porter” (de Robert Altman). Os 800 chapéus têm a assinatura de Stephen Jones e Pippa Cleator.
    Em termos de moda, o foco é o período em que a jovem Coco se rebela contra os excessos da vestimenta feminina. “Muita maquiagem, muitos frufrus”, diz ela em uma das cenas.
    Para Anne Fontaine, porém, a moda não é o principal interesse do filme, mas sim a personalidade de Chanel. “Esta jovem saída do fim do mundo da província, pobre, sem educação, mas dotada de uma personalidade fora do comum, está destinada a fazer avançar a sua época, quando as mulheres se achavam presas a comportamentos alienantes”, afirmou.
    A estreia do filme precede em poucos dias o lançamento da nova publicidade da grife Chanel para o perfume nº 5, estrelada também por Tautou. “É apenas uma coincidência”, afirmou a empresa, que não participa da produção de “Coco Antes de Chanel”.
    Dirigido por Jean-Pierre Jeunet (de “Amélie Poulain”), o filme “Nº 5” é uma superprodução -de custo não revelado- e levou cinco meses para ser feito. O lançamento será em maio. Na première para a imprensa, em março, em Paris (à qual a Folha compareceu), a grife recriou nos escritórios da Chanel, na rua Cambon, o vagão utilizado como cenário, que reproduz o trem Orient Express.
    A “história”, narrada velozmente, como em toda publicidade, fala de uma turista (Tautou) que viaja rumo à Turquia e é flertada por um rapaz (o modelo Travis Davenport), atraído por seu perfume. À noite, o desejo de Tautou aflora, enquanto o brilho do frasco do nº 5 percorre as paredes do seu quarto solitário. O “happy end” entre eles acontece numa estação em Istambul.
    Para Jeunet, o filme “Nº 5” é o final de sua trilogia com Tautou -que começou com “Amélie Poulain” (2001) e seguiu com “Eterno Amor” (2004). “Quando você faz uma publicidade, há muito de cinema nela”, disse. No caso dele, o contrário também é verdadeiro.

  274. Maxwell

    Contrera, se a sociedade tivesse meio pra controlar o que de mal feito fazem nos centros financeiros, seria muito bom. Controlar a moral talvez não seja o que se deve fazer. talvez controlasse o processo seria mais eficaz. não trazem estrela na testa. acredito que atraves de planilhas de controle talvez se chegasse a uma maneira de visualizar melhor como porta o toda a parafernalia do processo finanaceiro. em cada ponta desse processo ter uma assinatura do do dito cujo administrador. ver onde se foi aplicado ou desviado as quantias. Vejo uma coisa interessante hoje nos meios eletrônicos, se pode transferir fortunas entre bancos, eletrônicamente sem a presença física do papel moeda. Ninguem checa as veracidades físicas do processo, só as eletrônicas. E o lastro do dinheiro? O suporte. São coisas que temos que pensar. Alguem mal intensionado, dentro sistema financeiro, pode simplismente fazer uma transação financeira de alto volume e ficar só no virtual sem ofísico. Passado algum tempo sacá-se esse dinheiro dando um golpe sem ter colocado nem um tostal de papel moeda. E quanto já não aconteceu dessas coisas por aí.

  275. [= pergunta : o governo , as grandes corporações, por meio de incentivos, não retiram a franqueza do teatro? Pois como esperar uma franca crítica ao Status Quo de gente que é financida pelo… Status Quo? (boa!!)

    gthomas : … o ser humano nao presta … eh patife mesmo!

  276. “Meu nome não é Johnny” . Globofilmes, patrocinada com recursos publicos : Banco do Brasil, BNDES, Petrobrás e Ancine (Ministério da Cultura).

    e para patrulhar mais um pouquinho : selton mello, johnny, é garoto propaganda do santander, banco multinacional.

    ou é um cara de pau, ou meu nome não é claudio …

  277. Tene Cheba

    Tomara que esse Coco não seja uma merda.Aliás, não sei.
    Engraçado, que com o espectômetro de massa não existe mais, substâncias misteriosas, porém, tudo e em tudo tem um porém, não conseguem, descobrir exatamente, como se faz um dos perfumes mais caro do mundo.Bom, a Nestlé, não conseguiu descobrir como se faz Catupiry, o queijo mais gostoso do Universo vísivel e invísivel, mas os suiços dizem que este, não é queijo e os franceses também.Seja lá o que for, com francês, saído agorinha e café preto bastante cafeínado, os meus olhos observam se alguma molécula rebelde, deste trinômio da felecidade, escapou do seu destino.

  278. companheira de selton na publicidade do tal banco, base de todo o sistema capitalista, a talentosíssima e hilária atriz de comédias fernanda torres, também foi à tv dar seu depoimento a favor do finado programa socialista de gabeira para prefeito.

    ou é muita cara de pau, ou eu não sou normal.

  279. santanna

    Oi Sue!

    Fico feliz que vc tenha gostado do meu textinho, é a 1a. vez que vc “interage” comigo!

    beijos!

  280. Maxwell

    Claudio, o Gabeira mudou de lado, agora ele não visa mais o socialismo, ele está do lado da elite. Sua plataforma política para o governo da cidade do Rio de Janeiro, foi toda voltada para a classe média. Na realidade o Gabeira nunca foi solcialista ele só dizia ser para galgar a escada da fama e hoje dorme na cama da fama.

  281. Tene Cheba

    Engraçado, que tanto o marginal e o Herói, vivem a margem da sociedade. Todos nós temos algo verde a temer, a Kriptonita que evitamos encontrar, mas sempre tem alguém, para nos mostrar.
    A síndrome do Super Homem, o quê pode deixar você tonto, zonzo, fraco, completamente sem forças?
    O Artista, o público.
    O Cientista, outro cientista.
    O Marginal, a polícia.
    O Homem, a Mulher, ou outro Homem, ou outra Mulher, ou ambos.
    A árvore, a moto serra.
    O rato, o gato.
    o Gato, o cão.
    O Cão, o Lobo.
    O Lobo, o Leão.
    A Anta, bom, a anta não teme ninguém, mesmo porque, a anta não sabe que é uma anta, nem mesmo quando gritam nos seus ouvidos, Sua Anta. Tadinha da Anta nada teme.

  282. gthomas

    A nossa Sandrerrima fez uma colecao dos Top Best e me mandou por email (linda)

    E olha que selecionei só os mais diretos. Encantou até os mais discretos.

    · 08/04/2009 – 16:46 Enviado por: Sandra
    Caramba… O sol da criação realmente te iluminou…
    Tremi…

    08/04/2009 – 17:03 Enviado por: André M.
    Prezado Gerald
    Teu texto de hoje me encheu.
    Me encheu de informação.
    Me encheu de conhecimento.
    Me encheu de opiniões.
    Me encheu de questionamentos.
    Uma boa pascoa para ti tb.
    Saudações cordiais.
    PS : E não adianta, depois de amanhã, os comentários do teu blog serão sobre receita de quichê de aipo. Mas antes das receitas, o pessoal pelo menos leu o teu texto. Então, quem é refem de quem? Agradeça todos os dias pela polêmica que é capaz de gerar, e não se espante, logo adiante ela aparecerá espetada contra ti nesse adverso que é a internet.

    · 08/04/2009 – 17:16 Enviado por: McWilliam
    E’ isso mesmo, o Teatro e’ a arte viva que nunca morrera’, quanto mais o tempo passa mais ele se consolida como o mais vivo de todas as artes.
    Esse seu texto e’ um poema, uma declaracao de amor ao teatro
    Valeu !!!

    · 08/04/2009 – 17:23 Enviado por: S u e
    Magnifico…
    A – DO – RO quando voce escreve sobre/de TEATRO…voce coloca sua alma…e sempre muitas coisas para aprendermos…..Voce descreve Broadway Musical…de uma forma *impar*….
    Maravilhoso POST….
    Beijos
    D+
    Sue
    …. Mas preenchidos, viram a interpretação do “TUDO” que somos, que fomos e, principalmente, daquilo que NÂO fomos e que NÃO somos…..
    Essa para mim a FRASE da semana…
    Muitos aplausos…..

    · 08/04/2009 – 17:51 Enviado por: Renato
    Texto maravilhoso!
    Realmente, o teatro tem algo de sobrenatural, algo parecido com a música, claro, quando essa é feita “ao vivo”. A arte é feita ali, na hora,… é um puta salto no escuro, um andar na corda bamba em pleno abismo. O artista está ali, só, para salvar-se (e salvar à platéia) ou danar-se (levando, sempre a platéia consigo). É inacreditável ver a arte se desenvolvendo ali, diante dos nossos olhos!
    É algo que não ocorre em outras áreas – na pintura, na escultura, no cinema, o que vemos é algo pronto (não que não possam também ser sublimes – mas a emoçào, para mim, é diferente, um pouco mais racional). Nunca saí de um teatro ou de uma apresentação de música sem ficar absolutamente apalermado – às vezes mais confuso, às vezes em êxtase.

    · 08/04/2009 – 18:47 Enviado por: Mira
    Primeira vez que venho no teu blog.
    Gostei, articulas muito bem!
    Besos

    · 08/04/2009 – 21:29 Enviado por: [=
    Querido Gerald,
    Gostei desse artigo.
    [=

    · 08/04/2009 – 23:30 Enviado por: castrol
    parabens GT ………abraços

    · 09/04/2009 – 10:43 Enviado por: santanna
    Esse texto está ESPLÊNDIDO!!! MARAVILHOSO!
    Muita, muita coisa pra se falar e comentar!

    · 09/04/2009 – 17:04 Enviado por: Aninomyous
    Wow!

    LOVE

    Sandra

  283. obrigado sandra. adorei ser off-list, cadiquê neste post, é in.

  284. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 12:44
    Enviado por: gthomas
    “ISSO SIM EH ASSUNTO PRA DISCUSSAO
    FERNANDO GABEIRA
    Sem cabelos na Amazônia (…)
    Mas há ainda outro problema na agenda: com motores descobertos, os barcos que navegam na Amazônia arrancam o cabelo de cerca de 80 pessoas por ano, quase o mesmo número de mortos. Eles são escalpelados, isto é, a pele do crânio é também arrancada.(…)”

    Gerald
    Me explica exatamente como isso acontece.
    Reinaldo

  285. Maxwell

    Mas, porem, todavia, contudo, sei lá, em?
    Se eu soubesse até que diria.
    Porque é até é bom não ficar sabendo
    Mas como envolve outros
    Eu penso duas vezes
    E até estico a conversa
    Mas eu chego lá
    Ainda compro um bodoque
    Pra jogar pedra nela
    Da minha janela
    Ai que tedio
    A sexta feira tá tão triste
    Parece um túmulo
    Escuto até as moscas voarem
    Reflexões
    Não que eu acredite que Jesus morreu num dia de hoje
    Mas porque o momento é oportuno
    De saber que o Collor roubou tanto
    Que se somar o que foi roubado pelos sanguessugas emensalão e multiplicar por 4 não consegue ultrapassar os valores, está tudo em sites na internet

  286. Marcio M

    ”COISAS GRANDES DEMAIS PARA SEREM PERCEBIDAS”

    😉 A Camillie Paglia disse que as estátuas gregas de homens nus tinham pintinhos (pênis pequenos) porque os gregos acreditavam na supremacia do intelecto em relação aos instintos. Na verdade, os gregos tinham mesmo BIG DICKS !!!!!!!!!!!!!

  287. O Vampiro de Curitiba

    Boa noite, pessoal!
    Desejo a todos, cristãos ou não, uma excelente Páscoa!
    Chocolate: que todos cristãos comam,que todos judeus vendam!
    Deixo uma reflexão para essa data: Nietzsche ou Papa?
    Do Estadão de hoje:

    “Papa critica Nietzsche durante Missa Crismal
    Bento XVI atacou conceito de ?liberdade absoluta?

    Efe, CIDADE DO VATICANO
    Tamanho do texto? A A A A
    O papa Bento XVI celebrou ontem a Missa Crismal, na qual abençoou os santos óleos e em cuja homilia advertiu contra a visão que o filósofo alemão Friedrich Nietzsche tinha da liberdade absoluta do homem – que, segundo o papa, “leva à soberba destrutiva e à violência”. A Missa Crismal marca o começo do tríduo pascal, centro e ápice do ano litúrgico, e celebra a Quinta-Feira Santa, em que se lembra a instituição do sacramento da ordem sacerdotal por Jesus Cristo durante a Última Ceia, segundo a tradição cristã.

    Durante o rito, no começo da manhã na Basílica de São Pedro, foram renovadas as promessas sacerdotais (pobreza, castidade e obediência) e Bento XVI destacou o que significa ser sacerdote: entregar-se a Deus é representar os outros, um modo de unificação com Cristo e a renúncia a impor a vontade própria. Acrescentou que o sacerdócio não significa “segregação” e que os padres devem saber dizer “não” às opiniões nas quais “predomine a mentira”.

    Bento XVI referiu-se então a Nietzsche, que, segundo o pontífice, “zombou da humildade e da obediência e as considerou como virtudes servis, que reprimem os homens. Colocou em seu lugar a dignidade e a liberdade absoluta do homem”.

    “Existe uma caricatura de uma humildade e de uma submissão equivocada que não queremos imitar, mas existe também uma soberba destrutiva e uma jactância que desagregam qualquer comunidade e acabam na violência”, continuou.

    Não é a primeira vez que Bento XVI, doutor em teologia, cita um filósofo não associado à Igreja.

    Em um texto divulgado em 2007, ele escreveu que “Karl Marx descreveu de maneira drástica a ?alienação? do homem. Mesmo que não tenha atingido a verdadeira profundidade da alienação – porque raciocinava apenas em âmbito material -, forneceu uma imagem clara do homem vitimado por bandidos”.

    Na Missa Crismal de ontem, Bento XVI convidou os sacerdotes a aprender com Cristo a “reta humildade”. Abençoou o óleo dos catecúmenos, dos enfermos e do santo crisma, apresentados em jarras de prata. Esses óleos são benzidos pelos bispos e utilizados para ungir os que se batizam, os que se confirmam e para a ordenação sacerdotal.

    Bento XVI celebrou também, na Basílica de São João de Latrão, catedral de Roma, a missa da Última Ceia, na qual são lavados os pés de 12 presbíteros. Ele determinou que o dinheiro recolhido durante a missa vá para a comunidade católica do território palestino da Faixa de Gaza.

    Hoje, ele volta à Basílica de São Pedro para celebrar a Paixão de Cristo e à noite vai ao Coliseu de Roma para presidir a Via-Sacra (mais informações nesta página). Na noite de amanhã, Sábado de Aleluia, Bento XVI realiza na Basílica de São Pedro a Vigília Pascal, a noite na qual a Igreja permanece à espera da ressurreição de Cristo. No domingo, o pontífice preside, na Praça de São Pedro, a Missa da Ressurreição, após a qual pronuncia a tradicional mensagem pascal e dá a bênção Urbi et Orbi – à cidade de Roma e ao mundo.

    HOMILIA

    Bento XVI
    Papa

    “(Nietzsche) zombou da humildade e da obediência e as considerou como virtudes servis, que reprimem os homens. Colocou em seu lugar a dignidade e a liberdade absoluta do homem”

    “Pois bem, existe uma caricatura de uma humildade e de uma submissão equivocada que não queremos imitar, mas existe também uma soberba destrutiva e uma jactância que desagregam qualquer comunidade e acabam na violência”

  288. Marcio M

    ”COISAS GRANDES DEMAIS PARA SEREM PERCEBIDAS”

    ;{ Foto de outubro de 2008, Gerald Thomas chora a morte do ator Paulo Autran

  289. Tene Cheba

    Roubar, é adimensional.Somar ladrões, tem como resultado muitos ladrões.Mas, Nosso Senhor não morreu hoje, nem os meigos, nem os incrédulos, nem mesmo os puros, nasceram hoje, afinal, vendemos o nosso país por trinta moedas, e sempre estamos beijando o seu solo limpo e sem pecados.Não obstante, bendito são aqueles que creem sem ver, então, beba o teu vinho, coma o seu pão, mesmo sem estar faminto, pobre criatura sem a forma crítica e portanto, muito alienado.Mas o povo, por alguma razão inocentou Barrabás, Pôncio lavou as mãos e, dois mil anos depois o mundo continua amando seus marginais, que são seus Heróis.Grande sacada, esta do post.

  290. Paulo from the G Spot

    หยุดทุกแนวคิดการทำตลาด MLM แบบเดิมๆ
    แล้วเริ่มต้นสู่ MLM รูปแบบใหม่กับสินค้า
    เพื่อการเกษตร ซึ่งแม้แต่คุณรวมไปถึง
    ชาวเกษตรกรที่ต้องใช้ สร้างรายได้ หลักแสน
    และที่สำคัญไม่ต้องรักษายอดใดๆทั้งสิ้น

    ไม่อยากทำธุรกิจเครือข่ายแล้วล้มแล้วล้มอีก
    ขอเชิญร่วมเป็นส่วนหนึ่งกับบริษัทที่มีแผน
    การตลาดทีดีมีสินค้าที่ทุกคนยอมรับ และเรา
    มีเว็บไซต์ให้คุณใช้ฟรีเพื่อขยายเครือข่ายของคุณเอง โดยมีแม่ทีมให้คำแนะนำจนคุณประสบความสำเร็จในธุรกิจนี้

  291. Londrina

    Adorei o seu comentário., Vamp. Esse é um comentário que deveria ser um post pra ser comentado.
    Hoje sexta feira santa. Tudo a ver.

  292. Rodrigo Contrera

    “Daí eu quero saber: quando o mundo atinge esse nível de monstruosidade, não é bem fundamentado que os homens perdem o que realmente os diferenciam de ratos: a liberdade?”

    respondo:

    sim, mas ele não percebe.

    beijos
    contrera

    ps: obrigado, gerald, querido.

  293. Tene Cheba

    Vamp, você quer mesmo incendiar Roma, tadinho do servidor do IG, nem em dia Santo, descansa.
    Nietzsche, para quem realmente leu, não foi soberbo, foi magnífico, mas contradiz, o mundo cristão, aliás todos os mundos. Entre as suas várias sublinhas, determina o colosso Humano como o ente mais próximo da perfeição, Deus talvez, não sei.
    O Santo Padre, reorganiza, repudiando o teor da obra do grande filósofo, mas que em seu leito, em seus últimos suspiros, paradoxalmente, clamou por ele e, Zaratustra, pasmo, calou-se.

  294. Luciana

    Coitado do Nietzsche, não deixam o homem descansar em paz.Ele só escreveu o que pensava, bom ou ruim e daí?A maior parte da humanidade nem sabe quem foi esse homem.
    Se existe mal certamente não é por causa dele.Podem até fazer o mal interpretando mal o que alguém escreveu e pensou.
    Será que o conteudo de um livro pode provocar o mal?Ou será que são pessoas com índole destrutivas que procuram justificativas para fazerem o mal?Ou por outros motivos?
    Vou saber…

  295. Nivaldo Ignacio Junior

    Tene Cheba,

    A Anta deve temer o caçador. Dragão?

  296. [=

    Vampiro,

    Bem!, incendiar Roma eu não sei se você vai conseguir. Mas certamente você poderia incendiar ratos como essa galera da periferia:

    Se você tiver um humor fino demais( ou fresco demais), é melhor você nem clicar no link, porque o vídeo é meio, digamos assim, grosseiro ( ou seja: para pessoas finas).

    [=

  297. Sandra

    Boa noite a todos!
    Que saudades!
    Vamp, adorei os votos de Páscoa!

  298. [=

    Esse comentário acima meu está muito não-proveitoso.

    Censure ele por favor, censurador.

    Ou deixe ele aí… aproveitando-se das pessoas….

    [=

  299. Sandra

    Sue, você livre, leve e solta em plena NY?
    SONHO DE CONSUMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  300. Sandra

    Cláudio, na verdade, estou aguardando outro ping-pong seu com a Santanna.

  301. Sandra

    Li no blog do Gabeira sobre essa desgraça. O desrespeito à vida vem de não sabermos como ela é preciosa. Desejo que, nessa Páscoa, pelos mais diferentes caminhos: religião, ciência, observação da natureza…., a humanidade tenha esse crescimento.

  302. Maxwell

    A moderna física quântica pretende conciliar ciência e espiritualismo, opondo-se ao dualismo cartesiano que separa a mente da matéria, afirmando que tudo existe na consciência, fonte de energia de tudo quanto existe e que pode ser chamada de Deus. As religiões, sem exceção, se desviaram deste monismo por impedir que seus seguidores comprovassem a existência, em si mesmos, desta fonte de energia, através de seu conhecimento e ampliação.

    A inscrição délfica que propunha o autoconhecimento não foi realizada, pois o eu profundo, a consciência, a pequena chama, continuou desconhecida, por ser matéria de ciência, e não de religião.
    Apesar do vislumbre quântico, a consciência continua sendo uma incógnita. Podemos comprovar que matéria e energia são a mesma coisa em estágios diferente, têm a mesma origem. Mas seria necessário tomar contato com esta energia em si mesmo, ao invés de apenas observá-la na natureza exterior, fora de si mesmo. O conhecimento vem da experimentação, e consciência é conhecimento, movimento e evolução.
    Não podemos confundir espiritualidade com religião,pois aproximar-se de Deus através da consciência, de seu desenvolvimento, é muito diferente da crença passiva e cega no que se desconhece, pois as crenças paralisam a função de pensar, de escolher ; impedem o salto quântico do deixar de ser o que é para ser o que não é.

  303. Maxwell

    Em outros países quando a direita tá no poder, eles dizem. Por exemplo Israel, Itália, França, etc.

    Aqui no Brasil eles camuflam de esquerda.

    Tá com medo de que?

    De perder os votos, ou o que?

    Tem partido aí que é um verdadeiro guardachuva.

    Tem ideologias de todas as matizes.

  304. Sandra

    “E para aqueles que acreditam que meter a língua de fora, como se fosse a Serpente do Pecado (ha ha), não me façam rir, eles sim, estão matando algo frágil: a arte das artes! ”

    A Serpente do Pecado… Nunca entendi bem o que foi o primeiro pecado.

    Fazer sexo? Mas como Deus esperava que Adão e Eva se amassem e multiplicassem e enchessem a Terra?

    Será que o que descobriram foi o poder do uso da paixão?
    Voltando a Dionísio, em As Bacantes, ele tinha regras para usar seu imenso poder: poderia mandar suas seguidoras destruírem o antagonista, mas ele não o faz. Primeiro, ele lhe deu vários avisos: olha, você vai se dar mal. Não sabe com quem está se metendo – e depois, só o matou quando esse adversário desrespeitou suas regras.

    Ditadorzinhos medíocres manipularam paixões em nome dos seus interesses mesquinhos.
    Um lutador de artes marciais, por exemplo, deve ter um grande autocontrole, pois todo seu corpo é uma arma.
    O uso desmedido da razão também pode levar a uma praticidade fria.

    O pecado seria a descoberta do poder sem a sabedoria para usá-la?

    Seria isso a que Bento XVI se referia? Precisamos de limites, regras e sabedoria para lidar com o poder que DESCOBRIMOS que temos?

    Será que, se não descobrimos que temos um poder, ele é naturalmente limitado?

    Mas, o que notei no comentário do Vamp em relação ao Papa, e fazendo uma referência ao post, é a diferença entre contestar e contestar com respeito. A mesma diferença que existe entre ridicularizar e “ridicularizar”. Achei que o Papa e o Vamp têm em comum uma grande admiração por Nietzsche.

  305. Sandra

    Beijos em todos! Boa noite!

  306. Maxwell

    Os alienados sempre acreditam no poder reacionário. O alienado sempre prefere o status quo do sistema imperante sem perceber a sutileza dos brilhos nos olhos dos malditos que afanam as liberdades nas penumbras das pilastras dos palácios. Sem a percepção por ter os sentidos embotados preferem ficar calados na traição de vender o patrimônio da nação por preços irrizórios. Até que poderiam vender, pois certos tipos de serviços como a indústria, devem sair das mãos do estado. Mas que vendam por preços que valham.
    Targino o atrevimento da direita é instigante. Pra todos os lados eles atacam nas entrelinhas, mas atacam.

  307. Maxwell

    Pacheco,

    Caro Pacheco, sei que trava um longa e árdua luta como tantas que devemos travar com certos pensamentos estranhos e que têm vida própria em nossa mente e acabam por mandar em nossa vida, o pensamento em fumar.
    Vivemos num mundo onde imperam os pensamentos. Temos a impressão de sermos os donos de nossa vida e de nosso destino, mas na verdade somos levados de lá pra cá por pensamentos estranhos, exóticos, ditadores.
    A mente do ser humano assemelha-se à uma praça pública com uma multidão de pensamentos de toda índole que por lá perambulam e que estão fora de controle.
    Qualquer mudança naquele ambiente deve começar por ordená-la e organizá-la, identificando os transeuntes e selecionando aqueles que podem servir. Uma espécie de estado de sítio mental subordinado à autoridade de um pensamento central.
    Reverter a condição humilhante em que a maioria das pessoas vive, escravizadas por pensamentos alheios e estranhos à própria vontade e realidade, é uma tarefa cujos resultados são infinitamente superiores ao esforço empreendido.
    Mas meu caro Pacheco, vale a pena tentar lutar contra o pensamento que te impulsona a fumar. Tente vale a pena.
    Mais vale uma vida saudável do que um infarto, um AVC, um câncer no pulmão ou mesmo um efizema pulmonar.

    Te cuida meu chapa.

  308. Maxwell

    Os grandes pensadores sempre querem desbancar a bíblia. Principalmente em relação ao criacionismo de Genesis. De vez enquanto o evolucionismo de Darwin vem a tona. Sou burro e uma anta prefiro o criacionismo. Não por comodidade, mas por saber que antes de tudo alguem teria que criar algo que desse partida no que está aí. Hoje a maioria dos cientistas já fazem parte dos que creem no criacinismo.
    Ser evolucionista por vergonha de ser um crente em Deus é uma pena. Mas ser só pra mostrar que é contra não é bom, melhor explicar e mostrar com convicção o porque acha certo o que um cara falou a 200 anos atras.

  309. Maxwell

    Gostaria de ver um papo entre Sandra e Luciana. Deve ser até engraçado. Uma rebelde e outra toda certinha.

  310. santanna

    Sandra,

    Vc é
    direta
    precisa
    determinada
    ágil
    e descreve uma trajetória
    leve
    como uma
    flecha

    admiração da Santanna

    Amanhã quero comentar o seu texto das 22:55.

    Feliz Páscoa! pra vc e sua família

  311. Tene Cheba

    Perdão Senhor, mas hoje foi meu dia de Glória. Física Quântica , ou simplesmente a Física Moderna, a Teoria da Relatividade é definida como Física Clássica. E, em Física Quântica tudo é dual, a dualidade, onda matéria, o Princípio da Incerteza, o Fóton, o próton, eu, aquele, o próximo, tudo em um estranho emaranhamento, a Teoria dos Campos, aliás muito trivial, esse mundo um pouquinho complexo. Não existe conexões entre mentes e corações, simplesmente, porque um está sempre mentindo para o outro, até nisto o ser é dual.Descarte Descartes dessa realidade não muito real.
    Dez passos é o caminho a ser percorrido para quem quer se libertar, ressurgir, irrigar a poderosa mente do sangue virtuoso, gaseificado pelo mais puro oxigênio, vermelho, viscoso, ideal. Mas para que isto ocorra não basta o ar puro das montanhas, mas a liberdade de querer respirá-lo, sendo assim, o primeiro passo é repudiar a sua ignorâmcia, o segundo amar solenemente a verdade, o terceiro repudiar os ladrões, o quarto repudiar os mentirosos, o quinto acreditar que em Cuba a elite come e dorme muito bem, o sexto largar de ser babaca, o sétimo pula que é mentira, o oitavo imaginar que se a lei islamica fosse aplicada no Brasil o PT, não teria mais as mãos. pernas, braços e membros, o nono acreditar no que vê, o décimo a indignação perante aos sem mãos. Vá meu Filho, vá que as outras foram e se deram muito bem. Por trinta moedas beijarei até a tua face, Brasil mostra a sua cara.

  312. Tene Cheba

    Bom, Sandra, como a Eva foi produzida através da costela do Adão, talvez a procriação, fosse sequenciada sem sexo, mas, sim, com costelas, ou entre costelas.Lógico, não a carne, mas o osso é que multiplicaria a nós, tá vendo só, não seríamos filhos da carne e sim do osso, mas no meio do caminho a vistosa maçã, e a peçonheta cobra e tudo foi para o beleléu. Esses filhos da PUC, são tudo pirado mesmo.

    Abraços.

  313. Tene Cheba

    E Sansão, o fraquinho de Dalila.Pois é, se eu tivesse o cabelo mais comprido, iria sim, naquele Palácio de Fariseus, derrubaria todas as suas colunas, para livrar esse país da penumbra, dos mentecaptos, do esvaecimento do nosso país, somente restou a vergonha e, será com esta que reconstruiremos a nossa linda nação. PT, uma ausência que ninguém mais notará.Reprivatizar, nem pensar, vamos aproveitar, Vitor Martins, em o país dos manos.

  314. santanna

    Escultura de Cristo em cadeira elétrica provoca polêmica na França – UOL

    GAP, França, 10 Abr 2009 (AFP) – Uma escultura que representa Jesus Cristo morto numa cadeira elétrica, exposta na catedral de Gap (sudeste da França), está provocando reações variadas.
    Batizada de “Pietá”, a escultura de Paul Fryer que representa a paixão de Cristo, valeu críticas ao monsenhor Jean Michel di Falco, bispo de Gap e de Embrun, organizador da exposição, para quem a polêmica é um fator positivo.

    “Ninguém fica indiferente ante essa obra, mas falar de polêmica é algo falso”, explicou Di Falco à AFP.

    Em compensação, a exposição serve de pretexto para um debate sobre Jesus Cristo, reconheceu o bispo. Além do mais, segundo ele, a escultura fez com que muita gente que não ia há tempos a uma igreja resolvesse fazê-lo só para ver a obra.

    http://entretenimento.uol.com.br/ultnot/afp/2009/04/10/ult32u20574.jhtm

  315. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 17:37
    Enviado por: claudio
    10/04/2009 – 17:54
    Enviado por: claudio

    São atores.
    Reinaldo

  316. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 23:52
    Enviado por: Maxwell
    “(…)
    Sou burro e uma anta prefiro o criacionismo. (…) Hoje a maioria dos cientistas já fazem parte dos que creem no criacinismo.”

    A maioria dos cientistas faz parte, é mentira. E “criacinismo”, é ótimo.
    Reinaldo

  317. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 22:15
    Enviado por: [=
    “Esse comentário acima meu está muito não-proveitoso.
    Censure ele por favor, censurador.
    Ou deixe ele aí… aproveitando-se das pessoas….”

    Vamp, deixa ele aí.
    Reinaldo

  318. Mau

    O ZÉ É MARAVILHOSO. QUEM JA TEVE OPORTUNIDADE DE VÊ-LO DE PERTO, SEJA NAS PEÇAS OU NUMA CONVERSA SIMPLES, SABE QUE ELE É REALMENTE DIONISIACO.

    EU QUERIA TER 10% DA ENERGIA DE VC´S DO TEATRO.

    A VIDA COTIDIANA ACABOU COMIGO.

  319. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 20:43
    Enviado por: O Vampiro de Curitiba

    A fé do catolicismo é má-fé.
    Reinaldo

  320. Amigos (as).

    Bom dia.

    E que este dia seja melhor que o de ontem e pior que o de amanhã.
    Não sei quem realmente disse este agrado pela primeira vez. Sei que li,gostei e escrevo para nós.
    Ontem após ter enviado comentários para o blog fui chamado pelo vizinho. O Beto que é o pai de coração do moleque Zoião:
    -Comandante (assim a maioria me trata) vai ficar ai na internet o dia inteiro?Larga isto home. Vamos dar umas linhadas.Tem vaga no barco.Que tal?
    Baby com a cabeça sinalizava aprovação.
    Não pensei duas vezes.
    Fui.
    Que dia maravilhoso.
    Mar e ventos convidativos. Sol aparecendo e se mostrando crescente.
    E os peixes mordendo as iscas. Como em procissão.Trouxemos diversos de vários tamanhos.
    Pescaria artesanal. Para consumo.
    Na chegada a divisão.
    Metade para o dono do barco. A outra metade para os demais.Do que me coube tenho para o consumo da casa onde estou e ainda sobra doada para uma cunhada.
    O interessante é que acabei recebendo mais do que eu pesquei. Os que fora são profissionais.Eu perdi muitas iscas e eles pegavam o peixe na primeira mordida.
    Após a partilha fomos ao boteco comemorar.
    Cerveja à vontade. Tira gosto e um quente de vez em quando.
    E tome mentira. Como sempre acontece em papo de pescadores.
    Em um relato o negro Prego jurou que uma vez pescou um Oriocó de três quilos.
    Sempre ele repete esta história.
    Se ele pescou ou não ninguém viu.
    M TV mostrava uma reportagem de bichos e a ultima cena que vi foi de um jacaré, ou melhor, acho que era um baita dum crocodilo que atacou um búfalo que estava bebendo na beira do Rio.
    Com a briga dos dois eu me apaguei.
    Um sono só.
    Como sempre acordei bem cedo.
    Li o nosso blog e tudo que vocês comentaram ontem.
    Agradeço aos que se lembrou de mim.
    Faço bico para a Sandra que não escolheu nenhuma frase minha na seleção que fez:
    -Sandra amigos ajuda aos outros. Veja como fazem nossos políticos.Rsrsrsr.
    Espero que todos tenham lido. Sei que tem muito escrito mas pelo menos não fiz em capítulos como fez o Contrera.Rsrsrsr
    O Contra sempre bem vindo.
    Contrera amigo você é Condor. O Gerald é águia.
    E eu um simples papagaio tento alçar vôo.

    Será que consigo?

    Obrigado.

    Pacheco.

  321. Garganta:

    Assisti ao vídeo de tua recomendação.

    O RATO TOCHA.

    Realmente tem que ter estomago.

    Não pelo rato imundo do mundo.Até ri imaginando o que poderíamos fazer com certos políticos.Políticos mais ratos do que ratos.

    Mas é duro de ver adultos levando seus filhos crianças para participarem de tais espetáculos.

    Será que é este tipo de mundo que desejamos para o futuro?

    Eu jamais levaria meus netos para este tipo de show.

    E lamento que outros pensem diferentes.

    Abraços.

    Pacheco.

  322. Maxwell

    Agradeço tuas dicas de pensamentos contra o habito de fumar.

    Dizem que ontem tive recaída.

    Minha mente a partir de certo ponto ainda está confusa em recordações.
    Depois do relato da pescaria do Prego no bar tenho um branco entre este momento e a ultima cena que vi na televisão no quarto antes do meu apagamento.

    A Baby afirma que eu voltei do bar baforando
    E hoje cedo..
    Encontrei meio maço de cigarros na mesa da cozinha.
    Como é que pode?
    Fumei e não me lembro?
    Ou não quero me lembrar?

    Hein?

    Abraços Maxwell

    Pacheco.

  323. Luciana

    Maxwell

    As aparências enganam muitas vezes.Quem sabe a certinha sou eu e a rebelde é a Sandra ou sou somente um personagem de alguém que gosta de participar de blogs.
    Bem, isso o que eu disse não muda em nada a sua curiosidade,Maxwell, de nos ver um dia tendo um dialogo.Na verdade, acho que pouco dialogo com as pessoas neste blog.Só escrevo algumas coisas, se são boas ou não, não me importo.Não estou aqui para competir com ninguém.Posso escrever sobre algum comentário se concordo ou não.Mas nunca como forma de competir com a pessoa.Se pensam assim, enganam -se sobre minha pessoa.
    Não conheço a Sandra, não sei como ela é ..só leio alguns dos seus comentários , que muitas vezes aprecio.Em outros comentários, o que pude perceber ela só elogia o GT, quer dizer, em quase todos os seus comentários.
    Não vou mentir que acho engraçado muitas vezes a forma como anda esse blog, algumas pessoas fazendo o Marketing de outras.
    ´Também não vou negar que tive algumas pessoas que foram muito legais comigo.A minha torcida não é muito grande.Mas ,repito, não vim aqui para competir e sim para entrar em contato ,mesmo que virtualmente, com pessoas legais.
    Não vou mentir, tem alguns comentaristas que gosto de ler bastante,eles me fazem rir muito, acho que todos devem ter indentificado quem é, sim , é o Pacheco,se for somente um personagem ou não, ele é muito querido.Ele dá um toque de humor e alegria no blog já que o resto dos comentáristas são bem sérios, um e outro fazem também humor, mas o Pacheco é o mais engraçado de todos.
    Tenho impressão que sou bem diferente de todas maneiras das pessoas deste blog.Não sinto muita semelhança com ninguém aqui.A única coisa em comum entre nós é gostar de participar deste blog.Por isso não entendo muito vezes a hostilidade contra os meus comentários.Já que não me acho melhor que ninguém aqui.Podem ficar tranquilos, os que não gostam de mim, não estou aqui para ocupar espaço nenhum.Sei muito bem qual é o meu lugar.Sei que muitas vezes me exalto e que isso faz com pessoas me detestem no blog.
    Uma coisa aprendi muito no virtual, aprendi muito sobre o ser humano.Uma das coisas que todos temos em comum também , uns em maior ou menor grau, é a insegurança.Vejo isso através dos comportamentos agressivos, ironicos de alguns.E isso me espantou porque são pessoas inteligentes, com experiência no que fazem .Uma pessoa como eu que não tem a experiência até é compreensível a insegurança ainda mais no meio de pessoas tão talentosas.Finalizando, vocês são o máximo.

  324. O Papa tem todo direito de fazer a cabeça do seu rebanho.
    Pra isto ele é o TOP.
    E eu posso escutalo.
    Necessariamente não tenho que ouvido.
    Se o filósofo alemão do passado o incomoda é para mim um bom sinal.
    Porque só incomodam os que dizem verdades.

    Então continuarei a ler e tentar entender o meu amigo Fred
    -Que Fred?
    -Ora bolas o FRED NIET!
    Aquele que botou o trombone na boca do ZARATUSTRA tentando acordar o mundo.
    Hey, não está ouvindo?
    Pudera! Nem escutas um livre sopro.
    Como irias escutar letras não é?

    Hipócrita de ti mesmo.

    Vista a carapuça se te servir.

    Apague se não.

    De qualquer maneira fique com um abraço.

  325. Nunca estive perto do Gabeira.
    Só o conheço por noticias.
    No passado até estivemos em times diferentes.
    Mas pela trajetória de vida do Gabeira eu digo e assino embaixo

    Ressaltando que a minha opinião sei que não é a de todos mas é minha:.

    NINQUEM É MAIS BRASILEIRO DO QUE FERNANDO GABEIRA.

    Obrigado.

    Jose Pacheco Filho

  326. Quanto ao problema das embarcações na Amazonia na parte brasileira vou preparar um comentário.
    Adianto aos amigos que por lá andei ou melhor mais naveguei que andei.
    E conheço os dois lados do assunto.
    Peço que aguardem pois tenho que puxar da memória e neste instante preciso sair.

    Até logo mais

    Pacheco

  327. Santanna

    Nos todos temos em ti nossa amiga e

    M A M I S

    Beijos e Feliz Pascoa.

    Secretário Virtual

  328. Amigos ( as ) do blog.

    FELIZ PASCOA

    Junto com todos os teus.

    De todos nós

    Secretário Virtual

  329. Luciana

    Falou e tá falado.
    Falou e muito bem
    Só sou engraçado.
    Quando me convém.
    Mais valem que riam
    Do que chorem
    Os meus choros estão enterrados.
    No fundo guardados
    Revestidos de alegrias
    Aqui encontrados.
    Exemplo como agora
    Que falas de mim
    Perto de teu comentário
    Fico qual um otário.
    Admirado.
    Gostando.
    Amando
    O que você diz.
    Então eu desejo
    Pra Luciana
    Uma páscoa
    Feliz

    Abraços.

    Pacheco.

    Luciana:
    -Eu consigo ler quando você conversa com a Sandra.
    Porque será que o Maxwell não percebe?

  330. santanna

    Pacheeeco e Baby, e todo o pessoal da Walt-Checo Produções Ltda,

    Feliz Páscoa pra vcs tb!
    com muitas beijocas
    da Mamis Santanna!

  331. Santanna.

    Terás um dia maravilhoso.

    Deixe o sol brilhar.

    Não o sol astro.

    O sol que irradias

    Pelo que mandas escrito.

    Imagino como será para os que de ti se aproximam.

    O calor que recebem

    Vindo do teu coração.

    Palavras do Profeta.

  332. Santanna.

    Agradeço teu carinho conosco.retribuo com intensidade dobrada.

    Fique com Oxala irmã.

    Beijos.

    Edleuza

  333. Em Salvador amanhã vais ganhar um grande ovo de Pascoa de quem te adimira.

    Coma moderadamente.

    Se ganhares mais de um.

    Pense em quem não vai ganhar nada.

    Esta mensagem é para Mamis mas pode ser entendida também por todos e todas do blog

    Palavras e desejos do Profeta.

    SÓ O AMOR CONSTROE

  334. pacheco

    *** terrorista, sequestrador, exilado; tanga, fama, congresso; super-sálario, pouco trabalho; campanha; candidato a isso, candidato àquilo, candidato eterno …

    “Nunca estive perto do Gabeira. Só o conheço por noticias … Mas pela trajetória de vida do Gabeira*** eu digo e assino embaixo.
    NINQUEM É MAIS BRASILEIRO DO QUE FERNANDO GABEIRA.
    Jose Pacheco Filho”

    ô pacheco, sua multipolaridade já está causando transtornos ao(s) seu(s) raciocínio(s). para quem defendeu o hino da marinha com um fervor tipo “ufanista”, elogiar o sr greenpeace de ipanema soa desafinado.

    eu estive perto do gabeira.

    foi num show da bjork num daqueles festivais de música patrocinados antes por cigarros e agora por celulares – o ser humano é um viciado em potencial – que implodiam a natureza e o propósito do museu de arte moderna do rio ocupando criminosamente os espaços da sua bela arquitetura. acho que finalmente proibiram eventos no mam.

    era 1996 e eu estive perto do gabeira.

    eu dançava na pista com um amigo estilista, que vestia o gabeira na época, e ele nos apresentou. gabeira começava sua campanha de descriminalização da maconha. nesse momento, assim do nada, um baseado veio parar na minha mão ! achei tão oportuno, històricamente falando, tipo um sinal dos novos tempos, que o ofereci gentilmente ao gabeira.

    acho que eu queria que ele comprovasse, na prática, o que tão eloquentemente usava como bandeira de campanha.

    ele agradeceu … mas recusou. foi uma dor só.

    …………………..

    reinaldo. nao sou ator. sou muito tímido. gostaria de poder ter sido mas nao passei no teste de palco já aos 12 anos no ginásio. 1968, a peça era ‘o auto da compadecida’, claro. subi no palco. a professora me deu o texto e disse ‘pode começar a ler, meu filho’.

    eu li tudo. quando terminei olhei para a professora para saber o resultado. ela me disse, ‘pode começar a ler meu filho’.

    ninguém tinha me ouvido. foi uma dor só.

  335. DIVIDAM

    DIVIDINDO-SE

    MELHOR MUITOS COM POUCO

    QUE POUCOS COM MUITO

    SER OU NÃO

    EIS A QUESTÃO

    NUN É?

    MERMÃO?

    O que estás esperando então.

    Saia.Ria.Divida-se.

    Voltarás mais feliz.

    Isto é verdade.

    O Pofeta é quem diz

  336. Pessoal:
    -Eu disse pro velho que eu queria um ovo de Pascoa.
    Ele mandou eu ir buscar na Igreja.
    Eu fui e não tinha.

    -Alquem sabe me dizer onde tem?

    -Será que o velho está bravo porque o Papa flou mal do Niet?
    Estou sem entender mais nada.Eu sei que o velho escondeu um monte de ovinhos de R$ 2,50.Par os meninos da vizinhança disse ele.E tambem para os velhinhos do asilo.
    Tudo bom.!

    -MAS E EU?

    –Não ganho nada?

    -Sandra tem um ovinho sobrando ai por Sampa?
    -Não sou o Donald mas tambem gosto da Sandrinha.

    HUgly HEHEHE

    -Onde é que envia?

    -ACHEI lá vai pessoal

  337. Igual a Sandra.

    SAINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

    Beijosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    XXXXXX ( três meu e três da Baby = seis beijinnnnn )

  338. Maxwell

    Mudar a visão das coisas só pra me dar bem não é o meu feitio.
    Tem certas coisas que até mudamos
    Mas colocar a desgraça do país nas costas do atual governo eu não concordo
    Não tenho grande poder de analise, até porque não disponho de ferramentas para isso, mas sinto que o atual governo avançou muito no que se diz “o social”.
    Não é por causa só do bolsa familia. Lula só fala em diminuir a pobreza e muitos interpretam que ele fala isso pra atrair os votos dos miseráveis. Maldade dos direitistas. Muito dessa grana que vai para programas sociais, antes iam para programas para as classes média e abastada. Por isso a chiação.
    E olhe que a grande midia, até por fazer parte da classe “A” só fala mal do governo, mas a gente extrai nas entrelinhas o que a estou falando.
    Porque infelizmente as revistas e jornais de papel que nos chega a mão e jornais de TV, você é que tem que tirar o joio do trigo.
    Agora aceitar o que eles estão falando, não enxergando a manipulação, isto não é meu jeito de ser.

  339. oi santanna, a sandra nos delegou responsabilidades. precisamos organizar nossos horários e agendas. bj cl
    …………….

    reinaldo, saberia responder quantos INGRESSOS selton ou fernandinha [ nomes citados apenas como exemplos de beneficiários da lei rouanet em prodções de audiovisuais de utilidade pública – que seria para isto a tal lei – pra lá de duvidosas ] precisaram VENDER para pagar o condominio de suas residências ?

    é isso que no brasil significa “chegar lá” ? qua qua quá.

  340. targinosilva

    Não existe nada mais escravizante que a religião.
    Eu não aprecio Nietzche mas, ele estava certo.
    Eu passava por uma calçada cruzei com uma velha negra que puxava um carrinho.
    Cedi-lhe o espaço, ela recusou ser tratada como coitadinha. Pode passa doutor, vai com Deus.
    O ser humano tem quer ser altivo, liberto. Caminhar de pé e não de joelhos.
    Não corro atrás de religião, partido político, time de futebol, de atleta que vende cerveja,
    nota zero para a Brahma que comprou a consciência o Ronaldo, acima de mim so as leis.
    Não se trata de soberba mas, de auto estima.
    Sou submisso as leis e nada mais.

  341. [=

    Caros,

    O comentário do rato incendiado não está proveitoso, a meu ver, em razão do contexto do post( embora ratos, coelhos, Páscoa, Papa, Roma, ratos que roem a roupa do rei de Roma e etc. poderem ser idéias análogas).

    Mas de qualquer forma esse vídeo é bem interessante, porque expõe um pouco da realidade esculhambada do mundo.

    Aliás, por isso que eu não como churrasquinho de gato. Nunca sabemos se é de gato mesmo, né.

    [=

  342. [=

    Pacheco,

    Eu pensei no ex-presidente Bush no lugar daquele rato, até em razão de acertarem um sapato no ratinho. O mandato do Bush foi que nem a trajetória do rato no vídeo. O rato se satisfez com o queijo durante a madrugada toda; depois, com o nascer do Sol, ele foi incendiado, chutado e, por fim, morto.

    [=

  343. gthomas

    Lula precisa do DOBRO de funcionarios que Obama! Pasmem.

    O total de servidores que trabalham hoje na estrutura da Presidência, sob a gestão Luiz Inácio Lula da Silva, é quase o dobro da equipe que assessora o presidente americano, Barack Obama. O americano emprega 1.800 pessoas, de acordo com informações oficiais do site da Casa Branca, enquanto o presidente brasileiro conta com 3.431.
    O número de servidores do Palácio do Planalto vem crescendo ano a ano. No fim do governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em dezembro de 2002, estavam lotados na Presidência 2.133 servidores. Ao se encerrar o primeiro mandato de Lula, já eram 3.346. Agora, são 57% a mais que no fim da gestão tucana.
    De longe, o órgão que mais inchou foi a Casa Civil: quase triplicou o número de funcionários. No fim de 2002, eram 636, distribuídos entre 428 ocupantes de DAS e 208 GRs – as siglas referem-se aos servidores que recebem gratificação. Só podem ocupar as vagas de GRs funcionários de carreira de outros órgãos públicos cedidos à Presidência. Já os DAS podem ou não ser integrantes do funcionalismo.
    No fim do primeiro mandato de Lula, quando a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, havia recentemente assumido o cargo, a pasta já tinha inchado bastante, aumentando em 2,7 vezes a quantidade de funcionários, totalizando 1.746 servidores. Antes dela, o cargo era ocupado por José Dirceu.
    Em dezembro de 2006, o número de DAS saltou de 428 para 513 e o de GRs foi de 208 para 1.233. Ao término de 2008, esse número sofreu um pequeno ajuste, caindo para 466 cargos DAS e 1.210 GRs. Os números são da própria Casa Civil.
    Os números de servidores da Presidência formam um emaranhado de cargos, que ora migram para um lado, ora para outro, inchando ou esvaziando órgãos. Algo similar ocorre nos EUA: “Eles estão constantemente mudando, quando cada presidente identifica suas necessidades e prioridades”, informa a Casa Branca. Lá, como aqui, também há criação de pastas e setores.
    No governo Lula foram criados vários postos e secretarias vinculados ao Planalto. Hoje, por exemplo, trabalham no gabinete pessoal de Lula 183 servidores. Fernando Henrique tinha em seu staff pessoal, quando deixou o Palácio do Planalto, 198 servidores. Na gestão tucana, porém, funcionários da então Subsecretaria de Imprensa eram vinculados ao gabinete pessoal, enquanto hoje atuam em uma nova pasta.

    Ministérios
    O gabinete americano também é mais enxuto que o ministério à disposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O governo conta hoje com 23 ministérios, enquanto os EUA têm 15 pastas.
    Não entram na conta as secretarias que dão status de ministro ao dirigente, como a Pesca. Historicamente, porém, alguns ministérios têm vida curta no Brasil. O mais antigo é o da Justiça, criado em 1822 pelo príncipe Regente D. Pedro.

  344. k.Y

    O Min. Menezes Direito deu um Craú nos índios, mas, como o Céu e o Inferno é aqui mesmo, vai levar o mesmo Craú de seus colegas de Toga.

    Magistrados da Paraíba mobilizados contra a PEC dos 75 anos

    João Pessoa (PB), 104\2009 – Por meio de ofício encaminhado aos deputados federais da bancada paraibana, entidades associativas da Paraíba solicitaram o apoio dos deputados contra a aprovação do Projeto de Emenda à Constituição (PEC) nº 457/2005, que eleva a idade para aposentadoria compulsória dos servidores públicos de 70 para 75 anos.

    As entidades que assinaram o documento encaminhado aos deputados entendem que o aumento da compulsória provocaria o engessamento das cúpulas do Judiciário, protelando a imprescindível renovação dos quadros dos tribunais, produzindo como resultado nocivo a paralisação do processo de criação e renovação da jurisprudência, bem como atrasando a modernização das práticas gerenciais. Observando ainda a necessidade de renovação dos quadros nas carreiras de Estado em geral.

  345. S U E

    Sandrissima….

    Voce eh o maximo….
    Mas as vezes tao **FREE** nao sabemos o que fazer (rs)
    Tanto que hoje acabei vindo para o PLANTAO do meu trabalho…para ocupar o tempo e sair de casa…ver gente…ai na saida vou dar uns *roles* por Manhattan…

    Beijos Querida…

    Happy Easter para voce eh sua familia….

    Sue

    10/04/2009 – 22:17

    Enviado por: Sandra

    Sue, você livre, leve e solta em plena NY?
    SONHO DE CONSUMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    PS: Depois dias chuvosos…cinzas nao da nem muita vontade….e sim de ficar em casa quietinha…*bem* acompanhada….vendo TV , comendo pipoca….

  346. .Claudio.

    Não sou cabeça dura.

    Também não sou Maria vai com as outras.

    Apenas faço meu norte usando bom senso.

    Tenho uma opinião. Se me convencerem que estou errado mudo na hora.

    Eu disse que não ha ninguém mais brasileiro que o Gabeira.
    Não disse que ele era melhor do que os outros

    Gabeira era na juventude salvador da humanidade. Ou acreditava ser. Pegou em armas. Sofreu lutando em defesa do que acreditava. Viveu e comeu o pão que o diabo amassou.
    Amadureceu.
    Aprendeu.
    Mostrou a outra face.
    Tenta ajudar aos outros agora de outras maneiras.
    Nunca deixando de ser brasileiro.
    Não fosse a desvantagem de disputar contra a máquina do estado poderia hoje estar mandando no Rio.Seria sem duvidas um excelente prefeito
    Quem sabe o destino o tenha reservado para ser um baluarte contra a propaganda enganosa que o governo já deslancha para 2010?
    Vamos aguardar porque vai ser uma pega pra capar.
    E o Gabeira resolvendo tem muito para contar.
    E esqueça este papo de maconha porque o que ele defendeu foi a legalização da merda que é usada do mesmo modo,servindo inclusive para aumentar a tremenda corrupção que envolve este mundo do narcotráfico.
    O resto é……………bem o resto é papo furado mesmo.

    Obrigado.

    Pacheco

  347. Do modo como andam politicando no Brasil talvez tenhamos ainda o Ministério da Corrupção.

    Que na pratica já existe.

    Só falta oficializar.

    Palavras do Profeta.

  348. Maxwell

    Claudio,

    Esssa do do Selton Melo e da Fernandinha eu não sabia, não chegou a grande midia.
    Mas tem o caso do ator Guilherme Fontes que pediu uns milhões emprestados do governo pra fazer um filme, gastou o dinheiro com outras coisas e até hpje não pagou a divida, sabes disso?
    Parece que tá na justiça, mas enrrolam e fica por isso mesmo.
    E o dinheiro público vai pro ralo do esgoto.

  349. Porque é que o Profeta tecla o que eu ia dizer?

    Assim não vale!!!

  350. Atividades do navio-Hidrografico Sirius da Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha Brasileira.

    No ano de:

    1967

    Em 27 de abril, chegou ao Principado de Mônaco para participar da IX Convenção Hidrográfica Internacional.

    Em junho, iniciou o levantamento da Zona Franca de Manaus, criada por Decreto de 1967. Esse levantamento compreendia um trecho do Rio Negro de 50 km à montante de Manaus e outro, de 70km, à jusante desse mesmo porto, pelo Rio Amazonas, sentido de Macapá-AP.

    Entre os marinheiros que junto aos Oficiais Hidrográficos que estavam embarcados no Sirius estava também este bloguista .

    Na época eu era cabo e já cursado na especialidade de Hidrografia e Navegação.

    E conforme lhes disse hoje cedo estive navegando muito pelo Amazonas assim como tive oportunidades de passeando em terra e em diversos locais ir conhecendo um pouco de tudo.Dos puteiros inclusive.Dos puteiros de putas e dos outros puteiros humanos que não são por esta alcunha conhecidos mas onde realmente se fazem grandes putarias.
    E para não ficar muito cansativo farei como o Contrera e irei contando por capítulos.

    Obrigado.

    Pacheco.

  351. A passagem e a estadia no Principado de Mônaco comentarão em outra oportunidade.

    Saído de Mônaco navegamos direto para o Brasil
    Porto de escala Belém do Para.
    O sargento telegrafista passa por mim:
    -Pacheco sabe da ultima?
    -Não é piada?
    -Piada o c. esqueça do teu noivado. Vamos direto para Manaus.
    -O que?Que merda é esta.
    -Verdade. Recebi o rádio e já passei ao Comandante Tarrise. Papo firme meu camarada.Não vamos mais pata o Rio.Manaus meu camarada.
    Saímos no dia seguinte.

    Contato com o Rio Amazonas.

    Navegação lenta e com cautela. Com práticos do local.

    -Olha ai pessoal. Preparar para ajudar nossos irmão.Era o mestre falando a todos no convés.
    Eu perguntei;
    -Mestre que ajuda é esta?
    -Pegue o que puderes dar de roupa. Já temos sal e fósforos e velas.É disto que eles mais precisam e pedem
    -Eles quem mestre?
    -Porra Pacheco nunca subiu o Amazonas antes?
    -Não senhor!
    -Olham eles são os ribeirinhos. Veja começam a aparecer.
    Olhei e vi quase não acreditando. Pequenas e frágeis canoas a remos se aproximavam e iam acompanhando nosso deslocamento.
    Os de bordo atiravam pacotes protegidos por plásticos. Doações espontâneas de cada um.mais o que o comandante mandou preparar.
    Embora em clima festivo algo me apertasse no coração ao ver aquelas valentes mulheres remando e com seus filhos nos barcos. Alguns poucos barcos eram remados por homens.Depois fiquei sabendo que os homens em maioria estavam em outras tarefas quando da nossa passagem
    Este foi meu primeiro contato com os ribeirinhos.
    Que são milhares. espalhados nas margens do Rio.
    Brasileiros como nós sim senhor.

    Fim do primeiro capitulo.

  352. [=

    Gerald,

    Parece que a propaganda antiburocracia está rondando esse blog. Ora, a burocracia é algo bom para seus componentes, mesmo que seja cabide de emprego. Os burocratas são o esqueleto desse país. Não fossem os burocratas o resto da sociedade cairia molenga no chão. Eu sou burocrata e pretendo continuar sendo.

    Meu sonho era ser senhor feudal, mas essa ocupação não mais é realizável. Portanto, a coisa menos diferente que encontrei foi tornar-me burocrata.

    Um bilhão de cumprimentos para todos os burocratas do Universo.

    [=

  353. Contato com a cidade de Manaus.

    Atracamos no cais que naquela época era flutuante.
    Quem fica a bordo estando de licença está querendo faxina ou cadeia. Rsrsrs.
    Não sendo do quarto de serviço me preparei para sair e conhecer a cidade.
    Fui com o mestre que era macaco velho e sabia das coisas. Coisas boas e coisas ruins.
    Das boas estivemos conhecendo o mercado. E das ruins a convite do mestre fomos aos diversos puteiros.
    Papa fina disse o mestre.
    FDP.
    O cara tinha filhas mais velhas do que as meninas que estavam onde ele nos levou.
    -Mestre acho que vou regressar para o navio.
    -Mas já. O que houve.?Ta sem excitação ou falta dinheiro.
    -os dois respondi com decisão.
    -E voltei sozinho.
    Antes só que mal acompanhado pensei conformado.
    Antes de chegar ao navio fui premiado.
    Uma meia idade muito bonita me fez sinal.
    Travei conhecimento.
    O qual não vou pormenorizar em respeito às amigas do blog.
    Basta dizer que dormi em terra na casa de uma nova amiga e fui muito feliz.
    Ao chegar a bordo dei de cara com o mestre:
    -Ahi em Pacheco!Dormiu no puteiro não foi?
    -Não senhor. Dormi ao lado de um anjo.
    Não sei até hoje se o mestre entendeu porque o deixei e sai sorrindo.
    Afinal quem dormiu na zona foi ele e não eu.

    Fim do segundo capitulo

  354. Não sei se estou ou mesmo se serei lido, mas continuo porque estou no assunto.
    Já falei dos ribeirinhos.
    Da prostituição.
    Coisa que não devem ter mudado mito embora por aquelas áreas a zona franca levasse mais de 500 indústrias e desenvolveu o comércio.
    Um comércio que só emprega moças virgens. Onde a virgindade é coisa rara.Portanto o mercado de putas é sempre crescente.Tanto que de lá exportam.pra o Brasil e até para o mundo.
    Agora quero que o amigo e a amiga pense no seguinte.
    Tudo que os ribeirinhos precisam está em maus. E tudo que lês plantam caçam ou pescam apara Manaus tem de ser levado.
    Um imenso e intenso trafego fluvial.
    Alguns têm embarcações próprias. A maioria depende de para e comprar passagens.
    È um mercado muito disputado e explorado.
    No caso narrado ao deputado Gabeira carregaram nas tintas. Existe sim a possibilidade de cabelos ficarem presos ao eixo de motores em descoberto.cabelos longos com os das mulheres.E por certo muitos casos devem ter acontecido.
    Agora os desastres são freqüentes. A maioria com embarcações fora de bom estado e principalmente navegando com mais passageiros do que é sua capacidade de construção.
    Existe regulamentação do assunto.
    Compete a marinha a fiscalização.
    Mas como fazer isto?

    Não deixe de ler o próximo capitulo.
    O qual prometo será o final deste assunto.

    Fim do terceiro capitula

    O quarto capitulo vai demorar um pouco porque a Baby me chama para merendar e ela preparou um chá de burro com leite de coco.
    E chás de burro vocês devem conhecer como mugunzá. Ou Canjica.

  355. Sue

    Você está em NY.

    Seja boazinha e leve um ovo da Pascoa para a senhora Stewart.

    Ela mesmo. a La Mama.

    Faça em nome do blog.

    Ou será que já fez e não quer contar?

    Beijos.

    Pacheco.

  356. maxwell, 14:03 , uma coisa não tem a ver com a outra. calma aí.

    o ator guilherme fontes, bem como a outrora atriz norma bengel, envolveram-se realmente em enrascadas na prestação de contas de seus filmes.

    os outros citados NÃO SE ENQUADRAM nesta questão.

    são ‘apenas’ artistas que participam do fenomenal e eterno ressurgimento do cinema do país do futuro, com verbas retiradas, legalmente, da educação e da saude. públicas.

    e estão cagando e andando para aquilo que até pouco tempo atrás determinava a qualidade – o sucesso ou o fracasso – de uma produção artística : a venda de ingressos e/ou aplausos do público.

    a situação é, para mim, bem mais grave que aparenta. veja porque :

    não existe ‘sbt filmes’ ou ‘record filmes’. nao existe ‘band filmes’ nem ‘redetv filmes’. só existe ‘globo filmes.

    ou seja : praticamente toda a verba destinada ao maravilhoso mundo do cinema nacional vai para as mãos da globo. que só utiliza em suas produções, obviamente, ATORES E ATRIZES globais.

    então eu pergunto ? que porra de cinema nacional é esse ?

    ……………

    ô pacheco, com todo o respeito, a putaria é o melhor da viagem, né não ?

    queria debater sobre essa frase, mas eu não a entendi :
    “E esqueça este papo de maconha porque o que ele defendeu foi a legalização da merda que é usada do mesmo modo, servindo inclusive para aumentar a tremenda corrupção que envolve este mundo do narcotráfico.” que “merda” é essa ?

  357. S U E

    Queridos Amigos Virtuais…

    Que esse *Sunday* seja um grande DIA DE PAZ , reflexao
    para todos catolicos ou nao , praticantes ou nao….
    Dia de paz , amor , reflexao….
    E claro muitos *ovinhos de Chocolate para *adocar* a vida,
    Pois nimguem eh de ferro…

    Beijos Beijos

    a todos…

    Meu Carinho mais que especial….

    Magnifico (GT) , Vamp , Pacheco(Fumo Zero) ,
    Sandrinha , Glorinha , Santanna….e respectivas familias….

    XOXO XOXO

    Ps: Acabei de ouvir aqui no escritorio…*O mundo esta conspirando contra nos (pois esta um inferno hoje trabalhar aqui)….Deve ser JESUS que esta voltando….

    Jesus apaga a Luz….

    Beijos Beijos

    Fui….

  358. Então para encurtar o meu relato falemos de anos depois.
    Agora como sargento eu estava embarcado no Navio escola Custódio de Mello.
    Saído do Brasil para viagem de circunavegação entre vários portos do mundo
    Ultima escala no Brasil era Manaus.
    Na entrada do rio o mesmo acontecimento.
    Ribeirinhos nos acompanhando e o arremesso de brindes. Outras mulheres remando.Quem sabe algumas das mesmas que antes eu havia visto?
    Depois de atracados a primeira notícia trazida por um marinheiro que servia em Manaus
    -O senhor é o sargento Pacheco?
    -Pois não!
    _Sargento o Capitão dos Portos que falar com o senhor. Ele disse que é seu amigo ou que o senhor é amigo dele já não me lembro.
    -E com é o nome do seu capitão.
    -É Bruzzi senhor.
    -Pode deixar. Vou assim que for possível.Obrigado.
    Caçamba Fernando Coelho Bruzzi foi realmente um grande amigo. Hoje é saudades.faleceu sendo Almirante.
    E lá fui eu.
    Já era esperado e ao chegar fui logo introduzido no gabinete.
    Saudei o comandante com capricho.
    Ele se aproximou sorrindo e estendeu a mão. Trocamos um forte aperto.
    -Sente-se sargento. Fique a vontade.Como vai a vida?
    -O de sempre comandante. remando com a maré.
    -parabéns pela viagem. Soube que já é a tua segunda.
    -Pois é comandante tenho sorte.
    -Não sejas modesto. mereces o premio.Almoças comigo?
    -O senhor é quem manda.
    E conversamos vários assuntos.
    Até chegarmos ao que mais afligia o comandante.
    Vou tentar descrever como me lembro do que ele falou naquela ocasião:
    -Pacheco tem horas que sinto até desespero. temos sempre problemas com acidentes de barcos a maioria com vitimas.É um osso duro de roer e de suportar.Fazemos todo no possível mas não conseguimos evitar tantas mortes por deficiências e outros problemas.
    -Comandante me desculpe, mas porque o senhor não entra de sola nos que estão errados.
    -Pacheco.
    Primeiro eu precisaria de mais de cem fiscais no mínimo.
    Segundo se eu parar os irregulares eu paro a vida de todos. Eu paro a vida de todos que dependem do Rio.
    -Comandante então não tem jeito?
    -O jeito é rezar. Rezar para que nada mais aconteça e rezar para que minha missão aqui termine.

    Era pra ter sido um almoço mais alegre do que o que nos dois tentamos fazer parecer.

    È mais ou menos isto que o deputado Gabeira vai ter de combater com a ajuda da Marinha e outros órgãos afetos os quais sempre não tem recursos.
    Informo ainda que a Marinha disponibilize um navio Hospital que até hoje visita localidades esparsas e distantes ao longo do Rio levando atendimento médico e odontológico aos nossos sofridos irmãos das áreas amazônicas.
    E peço licença aos leitores para dedicar este meu relato de parte de minhas memórias ao Almirante Fernando Coelho Bruzzi um chefe naval dos melhores que tive.
    Um verdadeiro brasileiro.

    Muito obrigado a toso.

    Jose Pacheco Filho

    Capitulo final.

  359. enquanto aguardo resposta, pacheco, outra pergunta, só de curiosidade : por que vc deixa o link para sua suposta página “josepachecofilhoj” em todos os seus nicks ? é proposital, é para ser identificado ? nem se tocou com isso ?

    eu sempre consulto o link, quando disponível (como o meu) dos comentaristas. mas no seu caso, até a santanna se ‘surpreendeu’ com uma de suas “revelações” …

  360. Então mesmo sem saber se o meu relato será bem lido o qual idéia farão do que eu escrevi e acrescento que no que eu sei o que falta realmente para corrigir tantas mazelas que todos enfrentamos é principalmente vergonha na cara. Sim senhores.
    Os políticos com raríssimas exceções não tem vergonha nem na cara nem em lugar nenhum
    E se nós continuarmos a pensar só em nós mesmos principalmente quando temos oportunidade de escolher nossos governantes então seremos todos uns bandos de SEM VERGONHAS

    SEM VERGONHAS NAS CARAS.

    E…

    Obrigado.

    Pacheco.

  361. Reinaldo Pedroso

    11/04/2009 – 12:03
    Enviado por: claudio

    Em um desses posts anteriores voláteis, citei um pensamento de Millôr: “Precisamos urgentemente criar pontuação para ironia.”
    É isto.
    Reinaldo
    (Eu não concordo, prefiro a expectativa do insight.)

  362. Reinaldo Pedroso

    Em tempo de Páscoa:

    “Vovó viu o ovo.”

  363. Reinaldo Pedroso

    11/04/2009 – 13:41
    Enviado por: S U E
    “Sandrissima….
    Voce eh o maximo….
    Mas as vezes tao **FREE** nao sabemos o que fazer (rs)”

    Quando professor do 3º Grau na ativa, tive comprovações frequentes disso.
    Vindos do 2º Grau, limitados pelos “temas” impostos, ficavam perdidos quando eu propunha temas livres, à escolha deles.
    Reinaldo

  364. Rodrigo Contrera

    gerald,
    o video que não rolava era na minha conexão.
    logo comentarei – finalmente – teu post.
    pacheco: um abração
    contrera

  365. Reinaldo Pedroso

    10/04/2009 – 20:58
    Enviado por: Paulo from the G Spot
    “หยุดทุกแนวคิดการทำตลาด MLM แบบเดิมๆ
    แล้วเริ่มต้นสู่ MLM รูปแบบใหม่กับสินค้า
    เพื่อการเกษตร ซึ่งแม้แต่คุณรวมไปถึง (…)”

    Entendi, entendi, volta a escrever em inglês…
    Reinaldo

  366. Reinaldo Pedroso

    Adão e Eva tiveram dois filhos varões (quááá!).
    Um matou o outro.
    Como povoaram o mundo?!
    Teu Deus!, dá pra levar a sério quem acredita nisso…?
    Reinaldo

  367. Reinaldo Pedroso

    A propósito:

    Eva viu os ovos.

  368. Reinaldo Pedroso

    Gerald, qualé?!
    Cadê o meu comentariozinho sobre tu, Obama e Lula?
    O prazo de validade do nosso acordo já venceu, ou reconsideraste?
    Reinaldo
    RSVP

  369. Reinaldo Pedroso

    Testando, testando.

    Gerald loves Obama & Obama loves Lula Inc.

    Reinaldo

  370. Reinaldo Pedroso

    Em tempo de Páscoa:

    O coelho de Alice tá doidão!

  371. Reinaldo Pedroso

    Vou jogar sinuca.

  372. Antonio Moraes

    O excesso de mão de obra no governo, devido principalmente ao apadrinhamento político, é difícil de ser combatido. O eleito – presidente, governador, deputado, etc. – é praticamente inatingível durante o seu mandato, podendo, entre outras coisas, não cumprir os itens do seu programa político, tendo nada como punição durante o período de seu mandato. Fora os que não são eleitos – desembargadores, juízes e procuradores – sobre cujos atos a sociedade nada pode contrapor.

  373. Reinaldo Pedroso

    Peraí!, Gerald.
    E aquele meu outro comentário sobre “Grandes questões”, “Fodam-se” e “notícia do dia”?!
    Reinaldo

  374. Reinaldo Pedroso.

    Leia se quiseres Genesis 3

    Verás que Eva teve uma filha.

    Caim matou Abel.

    E Também comeu a irmã.

    Grande FDP foi o tal de Caim.

    Não sei se tem relação mas se deres uma pedrada em um cão vira-latas ele sae disparado latindo caim caim caim

  375. ezir

    SR. GERALD THOMAS, saudações !!!

    Á primeira vista este seu artigo me lembrou o filme com entrevista com A MARIA BETHÂNIA “DOCES BÁRBAROS” , fim de 2008 , no
    CCB em que ela COM O ROSTO DE UMA DOCE BAILARINA com jeito de uma DEUSA ” GRAÇA” DO EGITO ou ARÁBIA, com a MAIOR LEVEZA DE ESPÍRITO E CERTEZAAAA de TUDO QUE ELA E O PROJETO DOS DOCES BÁRBAROS era com OS TRÊS IRMÃOS, A FAMÍLIA CAETANO,GAL E ELA e GIL…à uma pergunta sobre a posição deles em RELAÇÃO AO “STABLISHMENT” ou ‘STATUS QUO” …ela diz : ” SOMOS À MARGEM”……………o entrevistador tenta entender ARGUMENTANDO talvez LEVANDO ESSA IDÉIA para O NEGATIVO , e a BETHÃNIA com a MAIOR TRANQUILIDADE, com UMA FALA LEVE EM PLUMAS, FLOCOS, EM BRISA, …REPETE : “só disse QUE SOMOS À MARGEM …Á MARGEM…entendem ????”….EU , entendi TUDDOOOOO!!! NA HORA me VEIO A I-MAAAAAA-GE-MMMMM INTEIRA de UMA ORLA MARÍTIMAAAAAAAA ( me lembro DO LENTO E POUCO ( IRONICAMENTE) ROTEIRIZADO E FALAAAADO “CINEMA FALADO” do CAETANO VELOSO na praia falando UM DESCONEXO ALEMÃOOO…MAS , eu ADOREIIIIII REVER O FILME agora com ESTA MINHA VISÃO AMADURECIDA E ADULTA DA CULTURA BRASILEIRA E TUDO QUE REPRESENTAM TODOS QUE FORAM AS VOZES DESTA CULTURA NOVA , desta MEMÓRIA REAL que OS VÁRIOS SETORES DA CULTURA vão TENTANDO TRANSMITIR para ESTA NOVA GERAÇÃO DE JOVENS com os quais tenho CONTATO e já estão AÍ NA POLÍTICA , até com PODER DE ENCAMINHAR PROJETOS DE PATROCÍNIOS DE ARTISTAS etc.
    ESTAR Á MARGEM para os DOCES BÁRBAROS é ESTARMOS DE FORA DO TODO DA CULTURA DE NOSSA SOCIEDADE como OBSERVADORES ATIVOS , NÃO-PASSIVOS E VIVENTES, FORA-DO-MEIO DE TUDO QUE ESTÁ ROLANDO POR AI , VENDO TUDO COM NOSSO OLHAR NOVVOOOOOO ….olhares DE SÍNTESES …olhares DE ORDEM INTERNA DE CERTEZA DO PROJETO DE CADA UM , PARTICULAR …e de SUAS PARTICIPAÇÕES NO COLETIVO…NOSSAS VISÕES DO QUE OS OUTROS ESTÃO REALMENTE REALIZANDO DE NOOOOVOOOO …DE VERDADEIRO POR AÍ …e TRANSMITINDO E FAZENDO RE-EDUCARRRRRR A VISÃO INICIANTE-NOVATAAAAAA, “ACHATAAADAAAA” DAS PESSOAS,OS JOVENS , que NÃO SOUBERAM DE NADA ,, DE ANTES , DO QUE VÁRIOS CIDADÃOS ….E PERSONALIDADES DENTRO DESTE NOSSO MEIO ARTÍSTICO-CULTURAL FIZERAM …como O SR. GERALD THOMAS VEM E VEIO FAZENDO COMO UMA DAS …senão A MAIOR MARCA DA VISÃO NOVAAAA E MAIS REAL, MAIS REPRESENTATIVA DO SENTIDO DO TEATRO BRASILEIRO DE EX-POR-TA-ÇÃO…ABERTO…COSMOPOLITA – ( ISTO SE COMPROVA COM SUA HISTÓRIA E SITE http://www.geraldthomas.com …COM O QUAL estou APRENDENDO a ME INFORMAR sobre ELE E SUAS TURNÊS DO BRASIL PARA O MUNDO …MATERIALIZANDO AS “PROFECIAS” DO OSWALD DE ANDRADE da POESIA E DAS ARTES “PARA EX-POR-TA-ÇÃO” …que O SR. GERALD THOMAS realizou com os MAIORES NOMES indo em TURNÊS JAMAIS REALIZADAS por QUAISQUER GRUPO DE TEATRO LÁ FORA ..NÃO NA AMPLITUDE DO ESPAÇO EM NOME DO TEATRO BRASILEIRO QUE ELE “CAVOU” LÁ FORA para NÓS …e VIA OS VALORES DE RAÍOZES DE NOSSA CULTURA ORIGINAL…!
    De fato, Este TEATRO DO SR. GERALD THOMAS, um AUTOR, DIRETOR, DRAMATURGO INGLÊS-ABRASILEIRADOOOO – um IMIGRANTE como A MAIORIA DE TODOS OS AUTORES DE TEATROS DAQUI DO BRASIL – …este teatro fez UMA LONGA E BELA HISTÓRIA E MEMÓRIA de EXPANSÃO partindo DE NOSSAS RAÍZES …do reconhecimento do PÚBLICO BRASILEIRO E INDO e MARCANDO MEMÓRIA EM TODOS OS CONTINENTES , já PRECOCEMENTE , antes da onda nos anos 90 de CANTORES BRASILEIROS irem em TURNÊS , cada vez mais, para todos OS PÁISES DO MUNDO INTEIRO . ISTO A GENTE testemunhou desde as PRIMEIRAS CIRCUMNAVEGAÇÕES pelo MUNDO AFORA , pelos MARES DE TODO ESTE nosso PLANETA TERRA – bem DIRIA e ME CORROBORARIA nosso NAVEGADOR COSMOPOLITA E BRASILEIRO AMIR KLINK ) …

    PORTANTO , colocamos POR TERRA , AQUELA VISÃO ME-DRO-SA REGIONALISTA ou NACIONALISTA daquela DIVISÃO “INFANTIL” A QUE os MODERNISTAS tiveram que ATURAR comO SE AS ARTES FOSSEM como A POLÍTICA-COISA DE PARTIDOO …e OS ARTISTAS tivessem QUE TER UMA VISÃO DO BRASIL BEM FECHADA TIPO REGIONALISTA E NACIONALISTA OU UFA-NISTAS…)…
    Tudo ISSO hoje , com NOSSO BRASIL COSMOPOLITA E DE EXPORTAÇÃO de PESSOAS E OBRAS E PRODUÇÕES já nesta ERA DAS GLOBALIZAÇÕES e O BRASIL COMO CREDOR DOS EUA, com O MUNDO ou os G-20.

    Então,TALVEZ por a gente estar NESTA NOVA DÉCADA DO SÉCULO 21 …e O SR. GERALD THOMAS , que já vem desde os anos 70 , c seu trabalho c A ANISTIA INTERNACIONAL e CONTATOS COM DIRETORES como VITOR GARCIA e outros de diferentes ORIGENS morando AQUI NO BRASIL… como OS DOCES BÁRBAROS , por terem VINDOS DA GERAÇÃO DOS ANOS 50 E 60…EU até NÃO ACHO ESTRANHO , VIR UM CARA AQUI NO BLOG, e perguntar “QUEM É O SR. GERALD THOMAS”.

    NÃO são as PESSOAS QUE TEM MEMÓRIA CURTA ….é O SISTEMA- AS NOSSAS SUPER-ESTRUTURAS E INFRA-ESTRUTURAS COM OS VÁRIOS SETORES DESTA NOSSA CULTURA DA MULTI-MÍDIA BRASILEIRA que PRIMEIRO “NAÕ-SABE-LER OU SE -PREPARAR PARA UMA ENTREVISTA por CAUSA DO TEMPO MECÂNICO QUE SE PREPARA UMA “P-AU-T-A ” DE UMA ENTREVISTA ( c/o explica CREMILDA ARÁUJO em ” A entrevista” )…OU A FALTA DE PLANEJAMENTO OU DI-FI-CUL-DA-DES MESMO DAS PESSOAS PROFISSIONAIS OU APRENDIZES DE AJUNTAREM E CONDENSAREM “UM CONJUNTO DE INFORMAÇÕES” COM , principalmente DESEJOOOOOO, VONTADEEEE , AQUELA PAIXÃO DE MERGULHO NUM SIGNO-TEMA. OS CARAS , AS PESSOAS vivem como diz O OSWALD DE ANDRADE em prefácio de SERAFIM PONTE GRANDE “ou no PASSADO …ou como BOÊMIOSSS” …vivem COM A CABEÇA LIGADA NA PRÓXIMA “FUN-ÇÃO”…NO NARCISISMO DE TELEFONAR PRA O OUTRO …E TER UM LUGAR , UMA “BALADAAAAAAA” pra IR…E REPEEEETIIIIRRRRR A MESMA ROOOTINNNNAAAA DE TODO TEMNPOOOO LIIIVREEEE : BEBER E SAIR LIGADÃOOOO NA TOMADA DE TANTOS VOLTSSS E ESTIMULANTESSS PRA SE SENTIR ALGUMA FORMA DE DESEJO… SE SENTIR MAIS VIVOOO, MAIS LEITOR ATUANTE…GOZOSO NATURALMENTE, OR-GA-NI-CA-MEN-TE…E NÃO AS CUSTAS DE “ESTÍMULOS DE FORA EXTERNOSSS”…REMÉDIOS etc e etc etc.Daí , CHEGAM em casa , se VÃO LERRRRR algo interessante, O CORPO já ESTÁ TÃO VI-CIADÃOOOOO em ficar se BALANNNNNÇANDDDDDOOO …ou tendo QUE MOSTRAR PRA UM OUTRO que ELE TEM COISA PRA FAZER MAIS EXTERIORRR AO SEU PRÓPRIO IN-TER-NOOOO OU SEU…INNNN-TEEE-RIOOOOR…que na HORA DE SENTIR para FAZER UM TEXTO ..UMA LEITURA ZELOSA …SEN´SIVEL …COM TEMPO MAIS PROLONGADO…a pessoa acaba como um de meus próprios conhecidos TRABALHADOR DE MÍDIA, JORNAL que (pasmeemmm!!!) me disse : ” …AI , ter que FICAR ALÍ ESMIUÇANDO UM SIGNOOO…DEMORAAA MUITO!” . Acho que ELE ESTÁ MUDANDO DE IDÉIA …porque A EXIGÊNCIA …O ROTEIRO para TODOS hoje É LER COM UM MÍNIMO DE DISCERNIMENTOOO E CUIDADO já que AS FACULDADES e UNIVERSIDADES estão aumentando em número e se exige mais DE UM LEITORRR .,.. do que ” SÓ BATER OS OLHOS” NAS OBRAS DOS CRIADORES DE HOJE EM DIA…e já IR “PULANDO PRA CONCLUSÕES E REAÇÕES DE FALTA DE CONHECIMENTO IMEDIATOS”.

    BOM, MR. GERALD THOMAS , o sentido DO TÍTULO DESTE SEU POST é bem O LITERAL mesmo …e SEI QUE NÃO É O SENTIDO DE “MARGINÁLIA” ou ‘ DE À MARGEM” ( da MARIA BETHÂNIA).

    Mas, este sentido deste POST , vou comentar NUM outro TEXTO. UM SUPÉR FELIZZZZ SÁBADOOO DE ALELUIIIIAAAA em que se ANUNNNCIA EM VIGÍLIA E ALEGRIAAAA AS CERTEZASS DO FIMM DOS SOFRIMENTOS…E A RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO, O MAIOR CHEFE DA ORDEM DOS ANJOS DA MAIOR HIERARQUIA DOS ANJOS PROTETORES DESTA NOSSA HUMANIDADE PLANETÁRIA daqui DA TERRA. Ezir

  376. Claudio.

    A merda que eu me referi é a maconha.
    Estimo saber que o Gabeira não aceitou o teu oferecimento.
    Ele defendeu o uso medicinal da erva.
    Seus opositores é que mudaram o enfoque da questão.

    Quanto aos meus Nicks fazem parte das minhas opiniões conflitantes. não sou nem pretendo ser dono de verdades.
    Cada personagem apresenta o meu momento.
    Note que nenhum é agressivo.
    Se eu tiver que encara assino embaixo.
    E com Nicks sempre dou pistas.

    Antes Nicks abertos que nomes ocultos

    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco.

  377. A Sandra aparecerá antes das 21 00 horas

    Palavras do Profeta.

  378. E a Luciana entrará também

    Só que dela não sei a hora.

    Tão imprevisivel ela é.

    Pode aparecer de repente

    Hahahahahahahahah

  379. 17:16 Enviado por: Reinaldo Pedroso

    ” 11/04/2009 – 12:03 Enviado por: claudio

    Em um desses posts anteriores voláteis, citei um pensamento de Millôr: “Precisamos urgentemente criar pontuação para ironia.”
    É isto.
    Reinaldo
    (Eu não concordo, prefiro a expectativa do insight.)”

    não curto nada muito sério. meu maior problema como profissional de design de objetos é ter que criar algo que funcione perfeitamente. gosto de poder mudar o rumo das coisas, das ideias, durante o processo. ouço com frede clientes :

  380. Tene Cheba

    Se considerarmos na análise, o conceito qualidade, acredito que o Senhor presidente, Lula, por este parâmetro, não tem muitos funcionários.Senão vejamos, Obama contém em seu histórico uma sólida formação acadêmica, foi senador, participou de várias comissões do Senado Federal, batalhou as prévias como poucos e isto é política, isto é país, são os filtros que a sociedade, mais avançada impõe, para que seres duvidosos, não arruínem o país.
    O nosso não, cedo foi vítima da degola do indicador, e olha que já participei de várias comissões de acidentes de trabalho, CIPA e toda este enche o saco, que envolve Segurança e Risco de Trabalho, nunca, jamais, em tempo algum, discutimos acidentes em tornos, encostado no Seguro do Trabalho, INSS, ganhou e ganha um generoso pecúlio, sem reabilitação, creio. Mas, não discuto isto, discuto sim, a tremenda falta de Fé em si mesmo, não estudou, bagunçou muita coisa, nem sequer aprendeu a falar. Entretanto, ovacionado, pela esquerda vingativa, sedenta, disputou e ganhou, depois inúmeras tentativas, a tão sonhada presidência da república, que loucura.
    Mal comparando, a culpa de toda essa tramóia, é nossa, nós é que não queremos este país melhor, então, livremos o nosso presidente desta culpa, a culpa é nossa e, já estamos pagando por ela. Estes são os nossos heróis, somos os marginais de nós mesmos, gostamos da palavra sub e em tudo estamos sub, submersos por este desastre republicano, notadamente.

  381. meu coment foi pela metade mas não importa .

    só queria dizer que a ironia é o lubrificante das certezas.

  382. ezir

    CLAUDIO :
    feliz SÁBADO DE ALELUIA !!! sua ironia está PONTUAL. TENS RAZÃO quanto ao CENTRAMENTO de uma CERTA QUANTIDADE DE FILMES feitos pelo GLOBO FILMES…MAS, HÁ OUTROS AÍ COM A CORDA TODA também e com patrocínios de UM MONTEL DE EMPRESAS principalmente COM O LOGOTIPO DO ESTADO E FEDERAL.
    A QUESTÃO É A SEGUINTE : eu já trabalhei com VIDEO DE EDUCAÇÃO DE ADULTOS , VIDEO POPULAR …
    E já fiz muitas discussões sobre a GRANDE IMPRENSA e A IMPRENSA INDEPENDENTE, E A ALTERNATIVA , E A PRIVADA e os INCENTIVOS DO CAPITAL INTERNACIONAL E DAS PRODUÇÕES MISTAS com O PRIVADO NACIONAL , O FEDERAL E O PRIVADO INTERNACIONAL…e o que MIAIS A GENTE acabava falando como EMPECILHO para O CINEMA e ABERTURA para O MAIOR NÚMERO DE NOVOS TALENTOS , e PRODUÇÕES era NÃO O FATO DE ALGUNS TEREM MAIS ACESSOS que OUTROS por estarem respaladados por UMA GRANDE MÍDIA ou EMPRESA… mas SIM, A QUALIDADE E A VALIDADE DA PRODUÇÃO daquele certo filme ou não. O U SEJA , GASTAR UMA SUPER GRANA para fazer um FILME MEDIANO ? Ou DAR A GRANA PARA o GUILHERME FONTES terminar a BIOGRAFIA DO ASSIS CHATEAUBRIAND que fica DE VEZ EM QUANDO COM UMA IDÉIA de que ELE NÃO USOU BEM A GRANA …mas ELE EXPLICOU BEM que NÃO QUISERAM DAR A GRANA …OU investir NO PROJETO DELE …por outros MOTIVOS …talvez POLÍTICOS …

    Quando eu ASSISTI , esses dias NA SESSÃO DA MADRUGADA na GLOBO , o ” CASA DE AREIA” com as FERNANDAS , direção do ANDRUSHA, ADOREIIIIII ver um CINEASTA TÃO NOVO já fazendo um filme com UM DESEJO DE RESGATAR UMA LINGUAGEM DE UM CINEMA BRASILEIRO voltado para O ORIENTE, cheio de ARTE DE PRODUÇÃO , UMA BELA FOTOGRAFIA que VALEU PRA MOSTRAR O BELO CORPO A BELEZA SINGULAR…ANCESTRAL DA “FERNANDA TORRES” , …mas, UM FILME que FOI FEITO para SOMENTE FORMADORES DE OPINIÃO como EU, Ezir, ASSITIR…já que a NARRATIVA se ASSEMELHAVA áqueles filmes DA ÍNDIA OU DA TURQUIA , NO DESERTO DO MARANHÃO …e O FLUXO DO TEMPO E DA CONSCIÊNCIA DOS PERSONAGENS se CONFUNDIRAM com um DESEJO APENAS : O DE MOSTRAR AS ATRIZES , AS ARTES DAS ATUAÇÕES DAS ATRIZES …como AS IRA-CEMAASSSSSS de nosso JOSÉ DE ALENCAR ou .UM GONÇALVES DIAS ROMÂNTICOSSSSS…INGENUOSÍSSIMOOOOOOOO ( c/o diria a HISTORIADORA GRAÇA ARANHA…)…as duas GRANDES ATRIZES DE NOSSA CULTURA NACIONAL E INTERNACIONAL ( Atuantes do TEATRO DO SR. GERALD THOMAS com TODA A ARTE DE MIS-EN-CENE E DE TEXTO E PRODUÇÃO …)…e ESQUEÇARAM DE MOSTRAR TEXTO E CRIAÇÃO…QUA-LI-DADE DE PRO-DU-ÇÃO DE I-DÉI-AS PARA EX-POR-TAÇÃO para MIM …uma APAIXONADA CINÉFILA E ANALISTA LITERÁRIA DA PUC-SP…PARA TODOS NÓS BRASILEIROS …E PARA O MUNDO.

    GASTA-SE UM SUPER SOMA DE DINHEIRO para LANÇAREM FILMES para OS BRASILEIROSSSS COM PERFIL DE CONSUMISTASSS …e INGÊNUOSSSS que VÃO AO CINEMA para PRESTIGIAR O CINEMA BRASILEIRO ou POR TEREM ALGUÉM FAZENDO UM BOCA-A-BOCA. …DE TER QUE PRESTIGIAR A COI-SA NOSSSSSSSAAAA…. E A GENTE SAI DO CINEMA … OU DA SESSÃO DE CINEMA OU DVD , OU …com UM OSSINHO NA BOCA …FILÉ-MIGNON MESMO DE CULTURA E EDUCAÇÃO NOVA …ATIVA …raríssimas EXCEÇÕES. Claro, eu acabo GOSTANDO DE TUDO , até da COMÉDIA DO TONY RAMOS COM A GLÓRIA PIRES meio parecida COM O ÙLTIMO AMERICANO VIRGEM …em que eles FAZEM ALGUMAS “BRINCADEIRAS” e EFEITOS ESPECIAIS DE CRESSCER CABELOS….

    O QUE NÃO PODE ACONTECER …É A GENTE COMEÇAR A “CO-PIARRRR” E ….ADO-TAR OSMOTICAMENTEEEE O JEITO DO CINEMA DE AÇÃOOOO DO CINEMA AMERICANO…porque ACHO QUE OS CINEASTAS AMERICANOS TÊM OS MESMO PROBLEMA QUE OS NOSSOS DE IDENTIDADE …e DE PLÁGIOS….mas, COM OS MILHÕES DE DÓLARES para FECHAREM UMA BILHETERIA mesmo com UM EN-LA=TADO DE QUALIDADE DE-PLORÁVEL….DE RETROCESSO ate´de NOSSA EVOLUÇÃO MENTAL. ISTO , mentalidade débil só pode ficar para OS ADOLESCENTÓIDESSSSS q TEM CORPO pra AGUENTAR uma sessão de cinema de um filme como ” DIA DOS NAMORADOS MACABROS” ( Só O NOSSA “ARCA DE NOÉ” ficando aqui DENTRO UM POUCO POR UM TEMPO MESMO …até DEIXAR A COISA PASSAR …ARRREEEE!!! ). Byeee, Ezir

  383. targinosilva

    ARIZONA – A Universidade do Estado do Arizona (ASU) desdenhou o presidente americano, Barack Obama, ao se negar a lhe entregar um título honorário durante uma cerimônia de graduação que acontecerá no próximo mês, informou a imprensa dos EUA.
    Em um ato que rompe com a tradição e que já provocou críticas, a universidade alega que não dará nenhum título a Obama porque o primeiro presidente negro dos Estados Unidos tem pouca experiência no cargo. Nos EUA, as universidades costumam conceder títulos honorários aos oradores convidados a discursar para os graduados.
    Uma porta-voz da ASU foi citada em vários jornais dizendo que Obama não tinha feito nada para merecer tal honra, apesar de ter sido o primeiro presidente eleito negro no país e de ter publicado dois livros que se tornaram best-sellers.
    “Nossa prática é reconhecer um indivíduo por sua experiência, alguém que esteve em seu cargo por um longo tempo”, declarou a porta-voz da ASU, Sharon Keeler. “Sua trajetória ainda está por vir. É por isso que não lhe concederemos um título no início de sua presidência”, justificou.
    O decano da instituição, Michael Crow, confirmou à imprensa americana que a universidade não vai mudar sua posição, porque não é sua política dar títulos de honra a políticos que estão cumprindo o exercício de suas funções.
    “Estamos convidando um orador”, disse Crow. “Nós não vamos dar títulos honorários este ano e não damos títulos honorários a políticos em exercício”.
    “Quando assumi o posto, disse que nós não iríamos dar nenhum título honorário a nenhum doador (de fundos), tampouco a políticos” que estejam trabalhando.

  384. ezir

    PACHECO !!!! QUANTO TEMPO , digníssimo MODERADOR!!! estou te acompanhando onde ires irei, com todos os nicks ou sem o nick ….mas sempre com sua POMPA LINGUÍSTICA …esta SUA VERVE LITERÁRIA que flui qual a fonte mais límpida dos DESERTOS DO ARIZONA , no filme DO PHILIP GLASSS , do filme “QOANISQATZI”( ?)… TODAS AS ALEGRIAS DESTES NOVOS TEMPOS DA NOVA VIDA AQUI NA TERRA á caminho pelas VEREDAS DESTAS ANUNCIAÇÕES DESTE NOSSO SÁBADO VÉSPERA DESTE DOMINGO DE PÁSCOA ..que TEM OVOS …OS DE CHOCOLATES por causa dos HOLANDESES E NORUEGUESES E TCHECOS que faziam a fazem BIBELÔS e tiveram a BRILHANTE IDÉIA DE FAZER DE CHOCOLATE também…Assim , como OS ESPANHÕIS decidiram EXPORTAR O CA-CAU O CHOCOLATE PARA O MUNDO …depois de O REI SANGUINOLENTO ASTECA ( …) lhes TEREM APRESENTADO UM DELICIOSO CHOCOLATE QUENTE num DIA DE INVERNO ..como O DE NOVA YORK , a cidade de NOSSO MISTER GERALD THOMAS …e da JUDITH MALINA , E DA ELLEN STEWART … e da comentarista SUE …

    ESTOU EM SINTONIA , SILÊNCIO DEVOTO A VOCÊ , PACHECO , por VOCÊ TER PARAAAAAADOOOO MESMOOOO???? DE FUMMMARRRRR ….que DÁDIVA …que DOM você recebeu de DEUS , nossa MUSA CELESTIAL , Pacheco !!! SAÚDE PERENE pra você, ETER-NAMENTEEEE!!! Ezir

  385. Glorinha

    Sue…
    vc é muito querida!
    Feliz dia para cocê também e para todos que vc ama!
    [[[]]abraços doces que nem chocolate rs…

  386. Glorinha

    Pacheco…
    para ler com calma o que vc escrevu…estou lendo…estou voltando lá em cima para ler tudo que vc escreveu…
    [[]]abraços para vcs!

  387. pacheco, vc ja usou o nick ‘popeye’ ?

    obs: meu comentario a seguir envolve o maior respeito possível à sua pessoa, que não conheço, e tenta ser apenas um questionamento mais ‘profundo’ sobre as certezas que vc pronunciou :

    “A merda … é a maconha. Estimo que o Gabeira não aceitou o teu oferecimento. Ele defendeu o uso medicinal da erva.
    Seus opositores é que mudaram o enfoque da questão.”

    1. este é o enfoque da questão : vc já fumou maconha?

    2. esta semana foi apreendida nos correios uma caixa que continha 2 camisetas, sabonetes, mais uns 2 ítens de coisas produzidas a partir da planta, o cânhamo. eis como a repórter relatou o fato : ” foram encontradas na caixa roupas feitas com >> a droga <<. ” ou seja : uma imbecil, falando para milhares de imbecis, que não vão nem questionar se as camisetas seriam fumadas ou se o simples contato com a pele faria o efeito desejado. vc fumaria roupa de maconha?

    3. ontem vi um episodio de ‘desperate housewives’ que abordava o assunto : uma das donas de casa está com cancer, fazendo quimio. ela tem 5 filhos e a quimio lhe tira o apetite e as energias. sua mãe chega para ajudar a cuidar das crianças. sua mãe é moderninha. e decide comprar maconha com um garoto do bairro para fazer deliciosos brownies com a planta (ou com a ‘droga’, como disse a reporter) que são devorados pela mulher doente, abrindo-lhe o apetite para outros quitutes e restabelecendo suas forças vitais. pacheco, vc ja experimentou brownie de maconha?

    4. vc disse que ficou feliz porque há 13 anos atrás fernando gabeira não deu um tapinha no baseado que rolava na pista do freejazz. o que vc acha que aconteceria com ele caso tivesse topado a oferta ? perdido as eleições ? perdido a liberdade ? perdido as estribeiras ? vc fumaria maconha com o gabeira caso ele lhe oferecesse ?

    5. em se tratando do ser humano ser sempre a mesma pessoa, saudável ou doente, que uso medicinal da maconha não pode ser usado “preventivamente” ? vc tem pressão alta?

    disclaimer : não tenho nenhum talento para fazer apologia a qualquer coisa que seja. o que eu não curto é ouvir asneiras.

    quer dizer … as divertidas eu curto.

  388. targinosilva

    O grande problema do teatro é a escala.
    Neste mundo de produção em alta escala, onde até granja é automatizada, para reduzir custo,
    é lindo ver uma granja automatizada, produzir espetáculos para uma seleta minoria é temerário.
    Enquanto uma porcaria de Big Brother é visto por 40 milhões de pessoas,
    um teatro levaria um século.

  389. Glorinha

    Pacheco….
    é realmente uma aula ler a sua vida…
    é bonito ver a amplitude do seu olhar diante das mazelas desse nosso mundo “humano”
    é carinhoso ver como vc dedica homenagem a seus amigos
    é estimulante ver seu chamado para que as pessoas sintam e sejam responsáveis por cada pedacinho de vida que caminha…
    lhe desejo de coração toda a força que vem de suas palavras e que elas lhe retornem como asas de esperança e renovação.
    [[[]]]sempre duplos

  390. ezir, nossa designer de palavras no blog, lhe digo que

    ontem, como era SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO saí para pedalar, paquerar e … me apaixonar. não ROLOU. mas comi um risoto de pera tão delicioso que não deixou espaço para melancolia alguma.

    hoje então, já que é SÁBADO DE ALELUIA pensei, é hoje meu aleluia. saí para pedalar, paquerar , mas nada de ouvir os anjos a cantar meu aleluia.

    amanhã, páscoa. vou sair para pedalar, paquerar e vou levar comigo um isoporzinho com gelo e um ovinho de chocolate dentro, ‘just in case’ … bj cl

  391. Antonio Moraes

    Bem correto é o teu comentário das 18 39.

    E talvez por isto os políticos tanto se preocupem em manter os seus cargos.
    A lei ou norma ou sei lá o que criado para lhes permitir liberdade de opiniões e tomadas de posições em defesa dos seus eleitores tem sido mal usada e lhes garante impunidade parlamentar para todo tipo de falcatruas e abusos.
    Fico PDV quando vejo um marginal tipo o rei do gado que saiu livres continuar a sorrir quando procurado por repórteres em busca de explicações de noivas denuncias contar o asqueroso individuo. Agora ele também aparece como um dos numerosos que tem funcionários fantasmas recebendo do senado com se estivessem lá trabalhando.
    Pura sem vergonhice.
    Até quando?
    Este comentário vai ser enviado pelo Pateta.

    Obrigado

    Pateta.

    Por ordem

  392. Glorinha.

    Muito me agrada saber que vais ler o que eu enviei. quem sabe outro dia no futuro eu conte mais causos e casos de tantos que atravessei em minha vida.tem passagens amargas.mas também tem coisas alegres e até divertidas.
    Estou dia a dia descobrindo que tenho facilidade em narrar por escrito minhas lembranças. Quem sabe aqui no blog eu já esteja iniciando o meu livro.
    Já garantido terei leitores e não gastarei nada para publicar.
    Portanto se não ganho também nada perco.
    E escrever para vocês é um enorme prazer.

    Beijos como sempre dobrados

    XXXXXX

  393. targinosilva

    Eu sempre gostei do cinema nacional.
    É a nossa língua, a nossa gente, os nossos costumes,os nossos dramas.
    Cinema tem que ter enredo, historia cabível, sensibilidade;
    Efeito especial não é arte, é tecnologia.
    Quando o cinema não tinha computador ele era mais emocionante.
    O cinema nacional, o americano, o italiano povoaram a minha juventude.
    Hoje o cinema é uma porcaria, violento, drogado, insano, irreal.

  394. Luciana

    Uma Feliz Páscoa para todos!!!!

  395. Maxwell

    Pacheco,

    Onde pinga nunca seca
    Onde seca nunca pinga
    Se secar a gente molha
    E aí vira barro
    E começa a deslizar
    Aí empaca
    Se empacar a gente empurra
    Até que o bicho pegue no tranco
    E tu já empacou
    Ou nunca foi de birra
    Sempre saiu numa boa
    Sem fazer cu doce
    Sempre analisando o que
    Que a vida pode lhe dar melhooooooooooor

  396. Errata.

    Acho que esta é nova.

    o comentário acima para a glorinha foi enviado pelo pateta por erro meu.

    Glorinha.
    Cancele o Pateta.
    Receba como meu o comentário das 20 41

    Pisei no Patet…ops ….pisei no tomate

    Rsrsrsrsrs

  397. Paulo from the G Spot

    10/04/2009 – 20:58
    Enviado por: Paulo from the G Spot
    “หยุดทุกแนวคิดการทำตลาด MLM แบบเดิมๆ
    แล้วเริ่มต้นสู่ MLM รูปแบบใหม่กับสินค้า
    เพื่อการเกษตร ซึ่งแม้แต่คุณรวมไปถึง (…)”

    Entendi, entendi, volta a escrever em inglês…
    Reinaldo

    Reinaldo eu volto a escrever em Ingles ou mesmo Portugues se voce me disser o nome do idioma em que postei. Caso contrario vou ser obrigado a concordar com o Gerald que voce eh um dos maiores pentelhos que ja pintaram por aqui…

  398. Ezir.

    Muito obrigado.

    Tuas opalavras me estimulam e muito.

    Tanto que tenho de controlar a soberba.

    Retirbuo teus votos te desejando saude e felicidades.

    Feliz Pascoa.

    Obrigado.

    Pacheco

  399. Alo Palmeirense

    Hey palmeirense você está me ouvindo.

    Estou soprando em teus ouvidos.

    SANTOS 2 X 1 palmeirinhas.

    DE VIRADA

    O PEIXE COMEU O PERIQUITO

    Hahahahahah.

    Agora quem dá bola é o Santos…….

    Grandioso ALVI NEGRO PRAIANO

    Rsrsrsrsr

    A VIDA É BELA

  400. Targino.

    Alguma Universidade Brasileira já deu ou pretende dar algum titulo ao lula?

    E se lá nos USA o reitor avisou que não daria titulos a politicos com pouca experiencia onde é que eles estão desprezando o atual presidente?

    Será que eles da doireção da tal Universidade serão racistas?

    Não entendi direito o teu comentário.

    Abraços.
    feliz Pascoa junto aos teus.

    Pacheco

  401. Paulo from the G Spot

    Do you know which are the three categories of infertile people? The first are the surgeons, because
    they only work in their rubber gloves. The second are the lawyers, because they only work with
    their tongues, and the third are the Italian communists, who are coming and coming, but they never
    come.

  402. Rodrigo Contrera

    leio, releio, apreendo e aprendo. vivendo e apreendendo.
    não sei não, mas o carnaval, tal como se tornou, não parece ser apenas isso que vemos. tanto que em cada lugar deste nosso brasil, brazil, ele assume uma forma diferente. a carnavalização é diferente, e não sei se tem tanto a ver com o desbunde. é algo complexo demais para ser levantado e analisado de fora, como uma coisa, como fazemos com isso que analisamos.
    o gerald levanta as origens do off off. e diz que o carnaval nada tem muito disso. não tem o ser do contra. nisso discordo um pouco. houve épocas, não tão longínquas, em que o costume negro, os costumes, eram proibidos, e tudo o que a eles pudesse cheirar (sim, cheirar, com preconceito e tudo) era vilipendiado como se não fosse algo a valer a pena. o carnaval e toda nossa mpb incorporaram toda essa tradição. hoje ela é inquestionável, mas houve época em que não. e não podemos esquecer que um pixinguinha e outros se tornaram o que são PORQUE mostraram sua arte ao mundo. eles não ficaram apenas por aqui. e foi justamente a aceitação fora que significou a incorporação dentro. é estranho, como ainda hoje é esse negócio de legitimação pelo exterior. não adianta sermos bons aqui no brazil. temos de ser reconhecidos no exterior para aqui nos reconhecerem. é assim, não podemos negar.
    (continuo)

  403. Maxwell

    Deverias norar no EUA
    Lá que é bom
    O que cheiras por aqui
    Se o Lula não presta
    E o Obama é o bom
    Ninguem te segura por aqui
    Cara, alienado és tu
    Que és um direitista convicto
    Que deve pertencer a classe “A”
    Filhote dos “já cansei”
    Dá-lhe Lullllllllllllaaaaaaaaa

  404. Tene Cheba

    Matando o tempo, curtindo a deliciosa preguiça, bebendo água, tomando café, gastando o tempo, dois livros na minha frente, duas capas monótonas, sentindo culpa, eu os folheio, não quero pensar, não queroa ler, quero sentir mais, o poema que Fernando bolou, descrevia a deliciosa preguiça, o prazer de viver mais.Mais que mais? Muito menos, quase nada, ficar a toa, de bobeira, sem cervejas, sem biritas, bem careta, é tão bom. O coração descansa, quase basal, tudo sereno, ouço os sinos, que sinfonia, ouço os carros que desbunde, descalço, de bermuda, com camiseta, nem preciso do cheiro da maresia, só preciso estar porque estou, o mundo combinou que aqui neste pedaço, o trem não vai passar, o sabiá não vai cantar, o cachorro não vai latir, nem mesmo a |Lua irá surgir, tudo como deve ser, nesse mar tranquilo, cheio de brisas, de tanto assim, os meus pés não acreditam, que hoje eu apenas ando, até o espelho não estranhou o meu nariz, somente os meus olhos assustados, custo a reconhecer, que este sou eu.

  405. Rodrigo Contrera

    mas ao mesmo como AMO tudo isso (sem me referir claro ao mcdonald’s do “amo muito tudo isso” rs)
    pois estas nossas discussões remetem claro ao fato de haver ainda tanto a ser descoberto, pesquisado.
    tudo uma grande incógnita. tudo um grande sem-fim de equívocos. se nem a bossa nova é ainda entendida. ela poderia ter surgido sem o link com o jazz? dizem que sim, dizem que não. importa é irmos em busca.
    (não analisei, nada). cansado de pintar o apê.

  406. [=

    Querido Gerald e querido Vampiro,

    É Páscoa!

    Ah!, o espírito cristão e esse texto do Gerald acerca do Teatro.

    Realmente eu gostei desse texto. Quem não gosta de textos agradáveis. Ora, não posso esquecer que os amantes do Teatro costumam ser bons numa coisa específica: leem os corações humanos. Eles adivinham os nossos desejos para depois nos encher de emoção. Creio que assistir Teatro é bom por isso: a gente pode aprender a ler os desejos dos outros. Um poder e tanto, não é?, amigos.

    Que arte brilhante e franca: pode revelar os desejos humanos que ocultamos. Por outro lado, essa arte brilhante tem um mal inerente: é humana. Humana, humana, humana. Uma arte que depende do julgamento humano. Uma arte de opinião. Como toda arte humana ela tem começo meio e fim. Ela morre. Ela morre vergonhosamente como todo humano: numa carcaça lânguida, pálida, fétida e fria. Ela torna-se disforme. Até o ponto em que não há mais nada para se criar. Este é o ponto fatídico, este é o ponto final do Teatro.

    Amigos, eis então aí a minha verdade sobre o Teatro: ele está morto. Ele está morto como todas as outras artes que apenas buscam os elementos do passado para se cobrir ( a mortalha, por assim dizer).

    Na Páscoa comemora-se o renascimento de Cristo. Esse artigo que relembra a Páscoa tem tudo a ver, portanto. Pois ambos os casos, o Teatro e Jesus, tratam-se de casos que ilusoriamente renascem. Eis aí: os amantes do Teatro comemoram a vida do Teatro; e os amantes de Cristo a vida de Cristo. Cá entre nós ( segredo), os dois casos são parecidos, porque Jesus não nasce de novo e nem o Teatro.

    Talvez a seguinte afirmativa seja mais realista: o Teatro morrerá e ninguém enterrará o cadáver assentado dentre as coisas que são grandes demais para serem percebidas ou pequenas demais para serem notadas.

    Concluo, pois, com a passagem do texto biográfico que está neste Blog:

    “Thomas fez um inventário do desconstrutivismo com essa ópera inacabada, colocando em cena todos os ícones da arte do século 20 (de Duchamp a Pollock, Koons, Warhol, Hélio Oiticica e Christo). A iconoclastia também foi a grande questão, simplesmente porque (por razões muito pessoais) Thomas acredita que o século XX já analisou tudo o que tinha de analisar, destruiu tudo o que tinha de destruir e colocou sob uma lente de microscópio muito precisa todos os cacos do mosaico que possivelmente existiam. ”

    Assim, digo que também creio que o que resta é a necropse.

    R.I.P., Teatro.

    Amém.

    [=

  407. Tene Cheba

    O mundo careta, realmente é mais gostoso, com o céu estrelado, o prazer, com o amistoso brilho lunar, o outono, na mesa tem frutas, sinto a terrível pena em tocar naquela harmonia, onde bananas e maçãs, inanimadas, parecem bailar, não me transmitem nada, que bom, mas são lindas, de verdade, jamais gostei de comer coisas muito lindas, como exemplo, aqueles pratos dos Chefs, tudo tão bonito, não serão os meus talheres que colocarão desordem naquele universo tão destropiado, e depois nunca gostei, oh! – porque nunca caguei prato francês, que chique, minha cacofonofobia, não consigo abstrair o belo, meu mundo é feio, Narciso jamais me seduziu, o feio sempre foi para mim algo muito mais captável, instigante, afinal, simetrias já nasceram resolvidas.

  408. Eu gostaria de saber porque os adoradores do lula nunca respondem ao que lhes é perguntado

    Será que sõ influenciados pela cartilha do paz e amor e dizem que nunca sabem de nada.

    Ou então respondem uma pergunta com outra.

    E eu pensando que só judeus tinham este costume

  409. Por que será que os lulistas nunca respondem uma pergunta?

    Só respondem com outra pergunta.

    E eu pensava que só judeus tinham este inteligente costume de evitar falar do que não querem

    Vivendo e aprendendo

  410. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Olá Pacheco! A quanto tempo! Sem ressentimentos?!
    Feliz Páscoa!!

  411. Jamais eu disse que o lula não presta.

    Digo que ele é um grande mentiroso.

    Engana o povo.

    Ou ele já explicou como o lulinha ficou milionário com num golpe de mágica.?

    Que eu saiba ele apenas disse que ninquem se importava com a fortuna do Ronaldinho.

    E você meu caro lulista acha isto normal.?

    Já sei vais dizer que ele dá bolsa para os pobres etc etc….me poupe.

    De enganador basta um.

    hahahahahahahahah ( rio pra não chorar)

    Pobre Brasil

  412. Lulista.

    Velja abaixo a orelha de um livro da tal de Bruna Surfistinha:

    Veja com abnda nossa mocidade em escolas.

    Futuro do nosso Brasil:

    (Orelha da Capa do Livro)

    “Como o colégio Dante Alighieri ficava perto da casa onde trabalhava, já deu para imaginar quantas virgindades ‘desapareceram’ por lá… Os moleques iam em turma. Ligavam de um orelhão para saber se não tinha risco de aparecer polícia. A gente deixava a porta entreaberta e eles entravam correndo. Eu, com 17 anos, subindo com moleques de 12, 13 ou 14 anos. Que estranho: eu, que era inexperiente, estar na cama com alguém ainda mais inexperiente! Mas acabava sendo natural. Só quando chegávamos ao quarto alguns deles confessavam ser virgens. “Você não conta para os meus amigos que é minha primeira vez?’ Ensinava como abrir o primeiro sutiã da vida deles. Ligava o som e conduzia meu show. “Alguns foram alunos brilhantes”

    Gostou.

    A depravação e a imoralidade correm solto quando os maus exemplos vem de cima.

    Tudo vira bagunça.

    Infelizmente muitos fingem não saber o que está acontecendo:

    E gritam:VIVA O LULA.

    vixe Maria

  413. Visitem o nordeste ou o norte.

    Ou mesmo favelas do sul.

    Visitem hospitais.

    Visitem escolas públicas.

    Vejam o que estão pondo nas cabeças de crianças

    Finjam que o lula não está fazendo propaganda eleitoral com o dinheiro do contribuiente.

    Conheçam melhor o Brasil.

    Não o Brasil mostrado nas televisões em videos regiamente pagos com verbas da Petrobras.

    Vejam o que realmente acontece na frente dos vossos narizes.

    Qual a necessidade de se manter enganado?

    Ou você sequer imagina que a meta do lula é ser Presidente da Internacional Comunista?

    Você realmente acredita que o Obama elogiou o lula?

    Já disse e repito.

    O Obama não quer se mostar.
    Nem precisa.

    O cargo dele o deixa como senhor dos senhores.

    Mas ele assume postura de escravo dos escravos.

    Simplesmente porque ele tem duas faculdades e sabe exatamente o valor do movimento que o colocou lá em cima.

    Não é homem de quere sentar ao lado da rainha.

    Coloca-se por posição mais discreta.

    Não procura nem força por aparecer.

    Simplesmente aparece.
    nÃO.nÃO SOU AMERICANISTA.
    sOU BRASILEIRO.
    aPENAS NÃO EMPUNHo A FAIXA DO go home

    sÓ EMPUNHARIA UMA ASSIM:

    go home sean goldman

    gO TO YOUR REAL HOME.

    e

    bASTA,

    eU E TODOS OS MEUS NICKS

    RSRSRSRSRSR

    eSTOU TENTANDO IMITAR UM POUCO O MODO DE TECLAR DA QUERIDA eZIR.

    gOSTOU….HEIN?

  414. Senhor Trombas Pirocalis o grego tesudo.

    Ressentimento nenhum.

    Na realidade talvez eu tenha que te pedir publicamente desculpas.

    Parece-me que tomei um bonde errado contigo.
    Ainda tenho duvidas.
    Só te faço umas perguntas.
    Você é advogado?
    Moras em Santos?
    És amigo do Yves Gandra?
    Seja honesto porque podes ser ou não quem eu disse que pra mim já morreu.

    Muito obrigado,

    Pacheco.

  415. Tene Cheba

    Por falar bem de você, me mandaram embora daqui, se falasse mal de você, eles bateriam palma para mim, no caderno C do jornal, renuncio a minha alma, em troca de mais moedas, todo mês não sinto fome, todo mês me sinto morto, cada vez que escuto você, eu olho para os meus filhos, que como no meu tempo, quando meu pai me olhava, enquanto escutava, outros iguais a você, mas outros irmãos me disseram que você é muito bom, que foi pobrinho igual a nós, que também não estudou, muito diferente do do norte, mas dele eu não posso, ouvir e falar, se não sinhosinho se zanga, me chama de Classe A, Mégane ou similar, e manda o monstro mensalão, romper com o meu sigilo e, dizer que carrego no cuecão, os dólares que o fidelão, mandou prá cá, fechando o papo cabeça, penso ser melhor, sentar na minha cadeira, alienado, ver o tempo passar, não tenho vergonha não, meu grande coronel.

  416. santanna

    “Santanna.
    Terás um dia maravilhoso.
    Deixe o sol brilhar.
    Não o sol astro.
    O sol que irradias
    Pelo que mandas escrito.
    Imagino como será para os que de ti se aproximam.
    O calor que recebem
    Vindo do teu coração.
    Palavras do Profeta.”
    (Profeta, 11:20)

    Profeta,

    Sei que vc é um grande e carinhoso profeta, mas infelizmente essa profecia não funcionou muito hoje não.
    Mas enfim, amanhã é outro dia, não é assim?

    carinho e beijos
    Santanna

  417. Ai já tem propagand da dilma enrustida.

    Ou será que não?

    Esquerda do PT resiste a eleição ‘por consenso’
    Em meio a pressões para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva libere seu chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, para presidir o PT, setores da esquerda petista decidiram reagir ao que classificam como “manobra” para burlar a democracia interna no processo que escolherá, em novembro, a nova direção da sigla. Apesar de persistir em várias correntes a tese de que o nome de Carvalho é consenso, é certo que terá ao menos um adversário, se aceitar concorrer.

    O nome virá da corrente Articulação de Esquerda, muito provavelmente com apoio da Militância Socialista. A maior chance, por enquanto, é que a candidata seja a deputada Iriny Lopes (PT-ES). “Seria extraordinário ter uma mulher comandando o PT no momento em que lançamos uma mulher candidata à Presidência”, comentou o secretário de Relações Internacionais do PT, Valter Pomar, em referência à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

    Representante da Articulação de Esquerda e candidato à presidência petista em 2005 e 2007, Pomar deve ficar de fora. A não ser que a sigla reveja o entendimento de seu estatuto, ele está impedido de ocupar cargos em comissões executivas do partido no próximo mandato. A regra é a mesma que impede, por exemplo, a recondução do presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP).

    Apesar das especulações, ainda é incerto se Carvalho de fato disputará o comando do PT. Nas últimas semanas, o chefe de gabinete de Lula conversou com vários dirigentes petistas sobre o assunto e, em todos os casos, deu a mesma explicação: Lula não quer que deixe o Planalto. O presidente já disse à cúpula petista que avalia que Carvalho não tem perfil para a função. Ainda assim, vários setores continuam pressionando pela candidatura, sob o argumento de que nenhum outro nome unificaria as correntes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

  418. santanna

    Edleuza (Baby),

    Eu é que te agradeço o carinho retribuído e a atenção, tenham uma Linda e muito Abençoada Páscoa!

    beijos!

  419. Tudo que eles não querem mesmo é largar a rapadura.

    Largar a mamata.

    A roubalheira.

    O nepotismo.

    A vida mansa.

    A irresponsabilidade.

    Abram os olhos.

    Ainda ha tempo.

    Não ajudem a afundar o barco.

    Obrigado.

    Pacheco.

  420. santanna

    Claudio 12:03,

    Pois então! Mas o legal é na surpresa e no improviso. Aguardemos pois ocasião oportuna!

    beijos

  421. Garganta

    Se realmente acreditas que o teatro morreu me diga amigo.

    QUE MERDA FAZEMOS AQUI.

    Talvez nem tenhas percebido.

    Somos atores deste teatro bloguista.

    Nós acendemos as luzes do palco ao ligar nossas telas.
    Temos o scripit que nos envia o autor.
    Baseados no texto vamos desenpenhando nossos papeis.
    Somos atores e somos plateia.
    Nos aplaudimos ou nos joganmos tomates.
    Temos até criticos.
    Temos arte.
    Temos palhaços no bom sentido.
    O blog é nosso palco.
    Blog internetiano.

    O que é que morreu?
    Quem?
    Hei não ouvi.!
    Ou não entendi.
    Porque se morre o teatro.
    Onde usarei os funcionários da Walt-checo.
    O teatro está vivo.
    Morreu o teatro?

    Havemos teatro.

    Pano rápido

    Fim.

  422. Santanna.

    Profecias só se realizam quando nelas acreditamos.

    Amanhã certamente teu dia será melhor que o de hoje.

    Acorde acreditando nisto.

    Baby já está dormindo.

    O que me lembra agora de ir tambem.

    Boa noite.
    bons sonhos

    XXXXXXX ( isto na inglaterra são beijos ) nos States também )

  423. santanna

    “O pecado seria a descoberta do poder sem a sabedoria para usá-la?
    Precisamos de limites, regras e sabedoria para lidar com o poder que DESCOBRIMOS que temos?”
    (Sandra, 10/04, 22:55)

    Sandra,

    Acho que o pecado original não tem absolutamente nada a ver com sexo, acho que foi a falta de sabedoria no uso do livre arbítrio (esse é o poder).
    Precisamos de regras, limites para o uso desse poder? Não, acho que precisamos de responsabilidade.

  424. Senhor Trombas Pirocallis.

    Esperei tua resposta.

    Lerei amanhã.

    Se te enquadras em minhas perguntas agradeço se não responder.

    Caso contrário peço desculpas.

    Obrigado.

    Pacheco.

  425. targinosilva

    Déficit =
    O que falta para completar uma quantidade (esp. soma em dinheiro) necessária ou prevista.
    Excesso de despesas sobre receitas:

    O déficit americano é de U$ 1.000.000.000.000,00
    (um trilhão de dólares).Onde gastaram tanto dinheiro?
    O que o governo brasileiro gasta com a maquina é um abuso
    mas é merreca comparado ao governo americano.

  426. O velho está tomando banho.

    Quac Quac agora quem tecla sou eu:
    -Estive aqui pensando. Neste blog poucos se conhecem.quase todos são virtuais.
    Tenho notado que A Sandra entra e sai.
    E o Vampiro desaparece.
    Juntando alhos com bugalhos fico imaginando que talvez a Sandra e o Vampiro possam ser….possam ser………I do not belive.!
    Vou pedir opinião do Doutor Pardal.

    By

    QUAC QUAC QUAC

    Donald

  427. targinosilva

    O Governador Serra comprou novos vagões para o metro de São Paulo.
    Ele acha confortante o passageiro viajar em pè.
    A boiada vai viajar em pe.

    A arriba, arriba.
    Yo no soy marinero.
    Yo no soy marinero, soy capitan.
    Soy capitan.
    Soy capitan.

  428. Maxwell

    Pacheco.,

    Não estou escredvendo estas coisas sobre o Lula para você, não foi você que me chamou de alienado foi outro ai. Leia o blog q

  429. targinosilva

    Pacheco.
    O teatro de fantoches não morreu.
    Vai sempre existir.

  430. Maxwell

    Pacheco.,

    Não estou escredvendo estas coisas sobre o Lula para você, não foi você que me chamou de alienado foi outro ai. Leia o blog que tu vais ver. Eu só te elogiando e tu só me linchando.
    Prestenção home de Deus.

  431. Paulo from the G Spot

    Pacheco, falando na Bruna Surfistinha, eu estava numa livraria Saraiva no ano passado, num dia de semana a noite quando fiquei sabendo que ia ser a noite de autografos do livro “Na cama com Bruna surfistinha” Ela eh uma ex-puta “mainstream”, totalmente aceita pelas familias muitos dos garotinhos presentes obrigaram os pais comprar o livro para pegar um autografo e tirar uma foto ao lado da puta mais famosa do Brasil. Tudo isso por causa da blog que ela tinha, onde ia contando em detalhes todas as tranzas do dia.
    Agora, nao vamos ser moralistas pois voce mesmo ja disse que ia em bordeis quando adolescente…

  432. Maxwell

    Paris Hilton, Amy, desbravadas, despererecadas, depravadas, singulares, despudoradas.
    Uma patricinha, a outra uma baita cantora
    Mas quem é quem não tem vontade meter o pé no balde de vez enquanto? De mandar alquem pra pqp na cara do sujeito?
    Bem elas tem e tem couro grosso. Cadeia pra elas é pensão. E daí um cheirinho e uma bebida curam tudo. A grana ajuda. A fama ajuda. E a vida passa, e leva a graça e a massa aplaude.

  433. targinosilva

    Vampiro.

    Não existe nada mais escravizante que a religião.
    Eu não aprecio Nietzche mas, ele estava certo.
    Eu passava por uma calçada cruzei com uma velha negra que puxava um carrinho.
    Cedi-lhe o espaço, ela recusou ser tratada como coitadinha.
    O ser humano tem quer ser altivo, liberto. Caminhar de pé e não de joelhos.
    Não corro atrás de religião, partido político, time de futebol, de atleta que vende cerveja,
    nota zero para a Brahma que comprou a consciência o Ronaldo, acima de mim so as leis.
    Não se trata de soberba mas, de auto estima.
    Sou submisso as leis e nada mais.

  434. gthomas

    Pacheco querido
    achei melhor enviar teu comentario (aquele com o email) diretamente pra Santanna, do que deixar o endereco eletronico exposto assim pra todos.
    espero que vc esteja de acordo.
    LOVE
    G

  435. gthomas

    E, a nao ser que o nosso Vamp apareca, eu terei que me retirar de cena em breve, Muito trabalho e muita coisa paralela correndo aqui,
    LOVE
    Bom sabado de Aleluia.

    Pacheco: Lulista nunca responde porque nao Ha resposta plausivel.

    Targino: se o cinema brasileiro atual eh violento e o cinema que vc quer eh o retrato da sociedade, nao entendo a tua reclamacao. Afinal, a Tropa de Elite, etc, Onibus 174 e coisa e tal, nao eh o que acontece no morro do Alemao, Sta Marta, etc no Rio ??? or all over Brasil?

  436. Maxwell

    Pacheco,

    Só te digo uma coisa eu tenho o direito de gostar do Lula, assim como vc tem direito de gostar do FHC.
    Livres, não?

    Mas tudo que escrevi acima em certo tom, não foi pra ti.
    Eu entendo seus gostos por política. Tu foi milico e milico milita na mira em cima de um mirante à cata de um esquerdista desavisado peranbulando na savana de gado amorfo e apolítico. Pensas que o pobre patrulha as mentes dos incautos e ignorantes e zaz, o engloba e o leva aos DOPS da vida.
    Mas acredito que isto são coisas do passado e hoje já sejas redimido.
    Mas hoje como sabado das aleluias, dia de malhar o JUDAS, que coitado, antes de ser o dedo duro, a bíblia já o condenava como tal. Será que foi destino na vida dele? Será que a bíblia acredita em livre arbítrio ou destino traçado?

  437. Sandra

    Puxa, estava com saudades (dia corridíssimo)!

    Tenham todos uma Páscoa iluminada!

    Let the sunshine in!!!

  438. Claudio

    Bom dia.

    Respostas aos teus questionamentos enviados as 20 22.

    Não me recordo se usei Popeye como Nick. Alias esta historia de .Nicks infantil, ou melhor, com personagens infantis me foram inicialmente atribuídos pelo Fabio Pipipi um dos que sumiram do blog.Eu gosto de ler revistas assistir desenhos animados.

    Fumei maconha uma vez.Fui no embalo de marujo mais antigo.passei mal.Parecia que eu estava pulando em vôo os pequenos passos para pular poças de água na rua.fiquei assustado.me deram leite gelado para tomar.Voltei para o navio.Nunca mais coloquei mais nenhum na boca.

    Se médicos me receitassem comer maconha ou tomar cápsulas ou o que fosse para cura de algum mal claro que eu usaria..
    Se o Gabeira aceitasse o baseado ele que se danasse sozinho, pois dele seria o problema. Eu disse que gostei de ele ter recusado só isso.E tanto ele como qualquer um que venha me oferecer cigarro de maconha eu recuso.mas não tenho nada contra com os que usam.Cada um morre como escolhe.
    O que me revolta são os que viciam crianças.
    Tenho sim pressão alta. Tomo Moduretic 25 mlig diariamente e mantenho 12 x 9.
    Detesto remédios e sou saudável

    Obrigado por achares minhas asneiras divertidas. Faço o melhor possível. Talvez um dia possa ser igualado a você.
    Até lá tenha em mente que tudo que eu escrevo e digo é verdade.
    Exceto as brincadeira é claro.

    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco.

  439. Paulo from the g spot.

    Longe de eu ser moralista.

    A questão está justamente no que comentas.

    Eu ia a putieros sim
    Não era o puteiro que vinha a mi e nem invadia escolas e livrarias.

    Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
    Misturadas fica um putaria geral
    Mais ou menos as quantas anda o nosso senado hoje em dia

    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco

  440. Maxwell.

    Procure saber melhor sobre militares.
    Compare as atuações no período repressivo.
    Veja quem começou o que.
    A atuação de cada força e principalmente a atuação dos não militares da repressão.
    Não se limite só ao que os atuais comunistas contam
    Porque eles estão doidos para tocar fogo no circo se preciso for para manter seus lugares alcançados.

    Obrigado.

    Pacheco.

  441. Targino Silva.

    Meu querido inimigo (politicamente é claro)
    Lógico é teu direito de gostar do lula.
    Até eu já gostei e defendi sua candidatura.
    Só pulei fora quando notei que o comandante era mentiroso e nos mantinha com o barco fazendo água e dizendo que não sabia de nada.
    Quem disse que eu defendo HC?
    O Maximo que posso ter escrito foi criticando a falsidade que o lula teve com ele e a saudosa Dona Ruth. Falta de respeito inclusive.malharam a senhora Henrique e depois na maior cara de pau fora a missa abraçar o FHC.
    Vai ser cara de pau assim no senado. Lá poucos não são.

    Targino um forte abraço e feliz páscoa junto aos teus.

    Obrigado

    Pacheco

  442. Reinaldo Pedroso

    11/04/2009 – 20:53
    Enviado por: Paulo from the G Spot

    Concorda.
    Reinaldo

  443. Amigos ( nas ).

    Saindo agora.

    Viagem curta para Aparaju.cas de tios da Baby.

    Local tem córrego cristalino para banhos e pausa refrescantes.

    Galinha caipira na mira.O galo Também

    Quem morrerá para brindar meu almoço?

    Conto na volta.

    Bom domingo para todos.

    Mais uma vez

    Se sobrar um ovinho de a quem não tem.

    A quem.

    Passe perto de um lixão e encontrarás.

  444. Quando pensamos que o fundo do poço já foi alcançado………

    DIANTE DE QUALQUER PROBLEMA QUE LHE PAREÇA SEM SOLUÇÃO, TOME UMA ATITUDE INTELIGENTE, A SEU FAVOR: ………RESPIRE !!!!!!!

    ERA SÓ O QUE ME FALTAVA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Parece brincadeira – MAS NÃO É !!!!!!!!

    Que beleza !! Saiu no Diário Oficial hoje…Passe para sua lista, pra
    demonstrar nossa indignação. O molusco pepara sua saída e resguarda o
    conforto da D.Marisa, é lógico!

    DECRETO Nº 6.381, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2008.

    Regulamenta a Lei no 7.474, de 8 de maio de 1986, que dispõe sobre
    medidas de segurança aos ex-Presidentes da República, e dá outras
    providências.
    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art.
    84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei no
    7.474, de 8 de maio de 1986,
    DECRETA:
    Art. 1o Findo o mandato do Presidente da República, quem o houver
    exercido, em caráter permanente, terá direito:
    I – aos serviços de quatro servidores para atividades de segurança e
    apoio pessoal;
    II – a dois veículos oficiais, com os respectivos motoristas; e
    III – ao assessoramento de dois servidores ocupantes de cargos em
    comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS, nível 5.
    Art. 2o Os servidores e motoristas a que se refere o art. 1o serão de
    livre escolha do ex-Presidente da República e nomeados para cargo em
    comissão destinado ao apoio a ex-Presidentes da República, integrante
    do quadro dos cargos em comissão e das funções gratificadas da Casa
    Civil da Presidência da República.
    Art. 3o Para atendimento do disposto no art. 1o, a Secretaria de
    Administração da Casa Civil da Presidência da República poderá dispor,
    para cada ex-Presidente, de até oito cargos em comissão do
    Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS, sendo dois DAS 102.5,
    dois DAS 102.4, dois DAS 102.2 e dois DAS 102.1.
    Art. 4o Os servidores em atividade de segurança e os motoristas de
    que trata o art. 1o receberão treinamento para se capacitar,
    respectivamente, para o exercício da função de segurança pessoal e de
    condutor de veículo de segurança, pelo Departamento de Segurança do
    Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.
    Art. 5o Os servidores em atividade de segurança e os motoristas
    aprovados no treinamento de capacitação na forma do art. 4o, enquanto
    estiverem em exercício nos respectivos cargos em comissão da Casa
    Civil, ficarão vinculados tecnicamente ao Departamento de Segurança do
    Gabinete de Segurança Institucional, sendo considerados, para os fins
    do art. 6o, inciso V, segunda parte, da Lei no 10.826, de 22 de
    dezembro de 2003, agentes daquele Departamento.
    Art. 6o Aos servidores de que trata o art. 5o poderá ser
    disponibilizado, por solicitação do ex-Presidente ou seu
    representante, porte de arma institucional do Departamento de
    Segurança do Gabinete de Segurança Institucional, desde que cumpridos
    os seguintes requisitos, além daqueles previstos na Lei no 10.826, de
    2003, em seu regulamento e em portaria do Ministro de Estado Chefe do
    Gabinete de Segurança Institucional:
    I – avaliação que ateste a capacidade técnica e aptidão psicológica
    para o manuseio de arma de fogo, a ser realizada pelo Departamento de
    Segurança do Gabinete de Segurança Institucional;
    II – observância dos procedimentos relativos às condições para a
    utilização da arma institucional, estabelecidos em ato normativo
    interno do Gabinete de Segurança Institucional; e
    III – que se tratem de pessoas originárias das situações previstas no
    art. 6o, incisos I, II e V, da Lei no 10.826, de 2003.
    Parágrafo único. O porte de arma institucional de que trata o caput
    terá prazo de validade determinado e, para sua renovação, deverá ser
    realizada novamente a avaliação de que trata o inciso I do caput, nos
    termos de portaria do Ministro de Estado Chefe do Gabinete de
    Segurança Institucional.
    Art. 7o Durante os períodos de treinamento e avaliação de que tratam
    os arts. 4o e 6o, o servidor em atividade de segurança e motorista de
    ex-Presidente poderá ser substituído temporariamente, mediante
    solicitação do ex-Presidente ou seu representante, por agente de
    segurança do Departamento de Segurança do Gabinete de Segurança
    Institucional.
    Art. 8o O planejamento, a coordenação, o controle e o zelo pela
    segurança patrimonial e pessoal de ex-Presidente caberá aos servidores
    de que trata o art. 1o, conforme estrutura e organização própria
    estabelecida.
    Art. 9o A execução dos atos administrativos internos relacionados com
    a gestão dos servidores de que trata o art. 1o e a disponibilidade de
    dois veículos para o ex-Presidente serão praticadas pela Casa Civil,
    que arcará com as despesas decorrentes.
    Art. 10. Os candidatos à Presidência da República terão direito a
    segurança pessoal, exercida por agentes da Polícia Federal, a partir
    da homologação da respectiva candidatura em convenção partidária.
    Art. 11. O Ministro de Estado da Justiça, no que diz respeito ao art.
    10, o Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional,
    no que concerne aos arts. 4o, 5o, 6o e 7o, e o Secretário de
    Administração da Casa Civil, quanto ao disposto nos arts. 2o e 9o,
    baixarão as instruções e os atos necessários à execução do disposto
    neste Decreto.
    Art. 12. Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.
    Art. 13. Revoga-se o Decreto no 1.347, de 28 de dezembro de 1994.
    Brasília, 27 de fevereiro de 2008; 187o da Independência e 120o da República.
    LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
    Tarso Genro
    Jorge Armando Felix


    SEM COMENTÁRIOS


    Abraços

    Pacheco

  445. Reinaldo Pedroso

    Gerald
    Pedi que me explicasses exatamente como 80 pessoas por ano são escalpeladas por motores de barcos na Amazônia.
    Em vez de atenderes o pedido, censuraste.
    Considero respondido.
    Reinaldo

  446. Reinaldo Pedroso

    11/04/2009 – 18:40
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    “Peraí!, Gerald.
    E aquele meu outro comentário sobre “Grandes questões”, “Fodam-se” e “notícia do dia”?!
    Reinaldo”

    Mostraste a bunda para a plateia, mas pra mim estás nu há muito.
    Reinaldo

  447. Ana Luiza

    Puxa, fico um tempãso sem aparecer, mas quando chego, um texto desses… é um cala a boca

    Já devem ter comentado, mas ai vai o resumo,,,

    “Mesmo assim o teatro sobreviverá através das coisas que são GRANDES demais para serem percebidas ou PEQUENAS demais para serem notadas.”

    Quando penso que o G já superou lá vem ele. Agora vou me deliciar com os vídeos abaixo

    Beijos em todos, Sandra, Glorinha, papis, Vamp

    Feliz Páscoa

    Love papis

    Love G

  448. “eu terei que me retirar de cena em breve, Muito trabalho e muita coisa paralela correndo aqui, LOVE G ”

    oi gerald, não tem uma paralela aí sobrando pra mim ? assistente multifuncional , um cenariozinho inflável , anything creative ! a waste of talent here …

  449. Sandra

    Uma passadinha rápida, antes de me perder na correira do dia!
    Ontem nem pude dar um oi para vocês. Morri de saudades.

    Uma prima cascateira dizia que, no Sábado de Aleluia, se lavássemos o rosto logo cedo e olhássemos para o céu, veríamos o Cristo ressucitando. Nunca deu certo. A mesma prima disse que Deus tinha uma cadernetinha para anotar tudo que a gente fazia de certo e errado. Se fiséssemos algo errado, Ele marcava uma cruzinha, e se fizéssemos algo certo, uma estrelinha. No final de nossas vidas, Deus fazia a contagem: se tivéssemos mais estrelinhas, iríamos para o Céu, senão, íamos para os quintos, porque, para criança, não tem essa de purgatório. Quando brigávamos, ela falava: Olha aí! Mostrou a língua… CRUZINHA!!!!!!…
    A mesma prima contou que Papai Noel não existia e como nasciam as criancinhas. E nos convenceu a usar bronzeador caseiro no lugar de protetor solar, que era muito mais barato e “tão eficiente quanto”.
    Precisarei de alguns anos de análise para me recuperar da minha interação com minha prima!!!!!

    Beijos em todos!!!! Muito chocolate para todos!!!!!

  450. targinosilva

    Maxwell.
    O Pacheco é um remanescente da velha ditadura, do tranco e arrebento.
    Essa coisa ainda não mudou no pais.
    Eu vi na televisão, a janela do mundo.
    O quartel do exercito de Caçapava foi roubado.
    O exercito colocou 700 homens na rua a procura das armas.
    A população pobre e negra reclama de maus tratos e de violência.
    Eu acho mais obvio pensar que essas armas aparecerão bem longe dali
    no confronto com a policia do Rio de Janeiro ou de São Paulo.
    Em tempo de paz e democracia quem deveria procurar as
    armas seria a policia federal, exercito não é policia,
    não deveria sair por ai desfilando tropas e armamentos.
    Esse tempo já passou, ou não?

  451. McWilliam

    A PIOR das CEGUEIRAS e’ aquela do TEIMOSO que insiste em nao querer ENXERGAR.
    Eis abaixo – alem do titulo principal deste post – dois comentarios que valem a pena refletir pra tomar consciencia da realidade.

    Valeu !!!

    # 12/04/2009 – 00:36 Enviado por: gthomas

    Targino: se o cinema brasileiro atual eh violento e o cinema que vc quer eh o retrato da sociedade, nao entendo a tua reclamacao. Afinal, a Tropa de Elite, etc, Onibus 174 e coisa e tal, nao eh o que acontece no morro do Alemao, Sta Marta, etc no Rio ??? or all over Brasil?

    # 11/04/2009 – 22:56 Enviado por: Pacheco.

    Visitem o nordeste ou o norte.
    Ou mesmo favelas do sul.
    Visitem hospitais.
    Visitem escolas públicas.
    Vejam o que estão pondo nas cabeças de crianças
    Finjam que o lula não está fazendo propaganda eleitoral com o dinheiro do contribuiente.
    Conheçam melhor o Brasil.
    Não o Brasil mostrado nas televisões em videos regiamente pagos com verbas da Petrobras.
    Vejam o que realmente acontece na frente dos vossos narizes.
    Qual a necessidade de se manter enganado?
    Ou você sequer imagina que a meta do lula é ser Presidente da Internacional Comunista?
    Você realmente acredita que o Obama elogiou o lula?
    Já disse e repito.
    O Obama não quer se mostar.
    Nem precisa.
    O cargo dele o deixa como senhor dos senhores.
    Mas ele assume postura de escravo dos escravos.
    Simplesmente porque ele tem duas faculdades e sabe exatamente o valor do movimento que o colocou lá em cima.
    Não é homem de quere sentar ao lado da rainha.
    Coloca-se por posição mais discreta.
    Não procura nem força por aparecer.
    Simplesmente aparece.
    nÃO.nÃO SOU AMERICANISTA.
    sOU BRASILEIRO.
    aPENAS NÃO EMPUNHo A FAIXA DO go home
    sÓ EMPUNHARIA UMA ASSIM:
    go home sean goldman
    gO TO YOUR REAL HOME.
    e
    bASTA,
    eU E TODOS OS MEUS NICKS
    RSRSRSRSRSR
    eSTOU TENTANDO IMITAR UM POUCO O MODO DE TECLAR DA QUERIDA eZIR.
    gOSTOU….HEIN?

  452. dedico a todos este hit de páscoa de tim maia, direto do túnel do tempo :

    Chocolate! Chocolate! Chocolate!
    Eu só quero chocolate
    Só quero chocolate
    Não adianta vir com guaraná
    Prá mim é chocolate
    O que eu quero beber…

    Não quero chá
    Não quero café
    Não quero coca-cola
    Me liguei no chocolate
    Eu me liguei!
    Só quero chocolate
    Não adianta vir com guaraná
    Prá mim é chocolate
    O que eu quero beber…

    Chocolate! Chocolate! Chocolate!

    …………

    bom domingo de páscoa a todos. os fogos já explodiram, a procissão já passou pela minha rua, os cães já latiram à vontade, jesus já ressuscitou.

    enquanto ele ascende aos céus eu quero parabenizar o pacheco, e seus comandados, por sua mui sensata decisão de não continuar a opinar sobre assuntos dos quais só tem informações deturpadas ou preconceituosas. imagine se fosse verdade tudo o que se diz a respeito do homossexualismo na marinha …

    abrs e relax e paz na terra aos homens de boa vontade.

  453. alias, por falar naquilo, senti saudades de derek jarman, da cena inicial de ‘edward II’, with the sailors …

    por enquanto fiquem com wittgenstein :

    http://video.google.com/videoplay?docid=2608378371506756422

  454. gthomas

    Bom dia, boa Pascoa!
    e um artigo interessante!

    Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

    ELIANE CANTANHÊDE

    É a crise, estúpido!
    BRASÍLIA – Lula tenta fazer do limão uma limonada. O “limão”, azedo que só, é a crise que corrói a confiança e os empregos. E a “limonada” é a lista de medidas que ele estava doidinho para tomar, mas que seriam fatalmente recriminadas em tempos normais. Se continuam politicamente incorretas, passaram a ser economicamente justificáveis. Apesar do risco de desequilíbrio entre arrecadação e gastos.
    Um bom exemplo, ainda carente de anúncio oficial, é afrouxar na prática a meta para 2010 do superávit primário (a parte da arrecadação tributária usada para abater a dívida pública). Assim: muda-se a metodologia para excluir a Petrobras do cálculo e poder torrar, a título de despesa e investimento, o equivalente em 2010 aos R$ 14,9 bi da meta da empresa em 2009. Em bom português, Lula quer poder gastar mais justamente no ano da eleição, e disse a oito ministros que vai andar ainda mais pelo país com a Dilma para mostrar o PAC, ou com o PAC para mostrar a Dilma.
    O pretexto é que a crise exige investimentos em infraestrutura e geração de empregos. A realidade é que a candidatura Dilma também. Inclui-se na mesma lógica a desoneração da folha de pagamento, em estudo para que as empresas tenham menos impostos e mais empregos. Antiga reivindicação do empresariado, ganha fôlego agora. De onde vem o dinheiro para cobrir o buraco na receita é outra história.
    Ainda por essa lógica foi a troca do presidente do Banco do Brasil por alguém ainda mais petista e mais camarada (em duplo sentido) para a redução de juros e o aumento de créditos convenientes. Lembra a frase atribuída a Quércia em 1990? “Eu quebro o Banespa, mas elejo o Fleury.” Quebrou. E elegeu. Enfim, Lula foi pragmático durante seis anos, mas não está resistindo à pressão da crise nem principalmente à tentação de 2010. Está politizando mais e mais o governo. E tem discurso, ou um bom disfarce: é a crise, estúpido!

  455. [=

    Pacheco,

    Eu apenas quis ser espertalhão e causar polêmica( coisa que não fui tão bem sucedido como gostaria), denunciando a condição cadavérica do Teatro.

    Pois é!, Pacheco, esse blog é teatral mesmo. Nós neste blog, no nosso (se me permite a sua aquiescência) entender, costumamos cultuar os mortos e suas partes putrefatas.

    [=

  456. gthomas

    UM BRINDE AOS LULISTAS DE VERDADE!
    E AQUELES QUE SIMPLESMENTE NAO QUEREM ENXERGAR!
    VIVA LULA!

    A indústria perdeu R$ 24,7 bilhões de riqueza nos últimos seis meses em razão da crise, segundo projeções do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi).

    O carro que deixou de ser montado, a máquina de lavar que não foi fabricada, o alto-forno da siderúrgica desligado, por exemplo, provocaram uma contração da ordem de 15% no ritmo de produção e um recuo no Produto Interno Bruto (PIB) industrial.

    O baque sofrido pela indústria em seis meses foi tão grande que, mesmo com a recuperação esboçada no ritmo das fábricas em janeiro e fevereiro, economistas preveem que a produção industrial encolha entre 4% e 5% este ano na comparação com 2008.

    A maior retração anual havia sido em 1998, quando a produção industrial caiu 3,3%. Naquela época, lembra o sócio-diretor da RC Consultores, Fabio Silveira, o País sofria os efeitos das crises da Ásia, da Rússia e estava na antessala da desvalorização cambial de 1999.

    “O tombo na indústria foi muito grande em tão pouco tempo”, afirma o economista do Iedi, Rogério César de Souza, que calculou, a pedido do Grupo Estado, a contração no PIB industrial após a eclosão da crise, em setembro passad.

    Para chegar aos R$ 24,7 bilhões, que é a perda do PIB industrial a preços de mercado, ele levou em conta margens de comercialização e impostos da ordem de 20%, que é uma média, na sua opinião, conservadora.

    Além disso, o economista fez as projeções a partir dos dados mais recentes que são o PIB do último trimestre de 2008 da indústria de transformação e extrativa mineral. Esses dois segmentos respondem por quase 70% da produção da indústria.

    Ficaram de fora a construção civil e a distribuição de eletricidade, gás e água, que entram, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no PIB da indústria.

  457. [=

    Gerald,

    Calma aí.

    Estamos numa democracia e isso pressupõe o contraditório:

    Brasil assume novo posto no cenário geopolítico
    Após a reunião do G-20, o encontro de líderes dos principais países desenvolvidos e em desenvolvimento, realizada em Londres, o Brasil foi citado em análises internacionais como um dos protagonistas de um novo cenário econômico mundial, com referência às boas condições de sua economia.

    Apesar da influência negativa da crise, os sólidos fundamentos da economia brasileira contribuem para amortecer os efeitos da turbulência no país. Em 2008, o PIB cresceu 5,1%; o consumo das famílias cresceu 5,4%, no quinto ano consecutivo de crescimento; e foram obtidos recordes na produção e na venda de veículos. Os dados oficiais estão disponíveis no Caderno Destaques, da Presidência da República.

    Além disso, destaca a publicação, o crédito começa a se normalizar e a inflação está sob controle; indicadores sociais apontam redução da pobreza, das desigualdades entre brasileiros e há aumento da formalização do trabalho. O mercado de crédito continua em expansão e o volume de crédito do sistema financeiro atingiu R$ 1.230,9 bilhão (posição de janeiro de 2009), ou 41,6% do PIB.

    Esses dados, somados ao fato de que pela primeira vez o Brasil é credor externo – com participação no reforço de capital ao FMI – e detentor de reservas internacionais de cerca de US$ 200 bilhões, credenciam o País a ocupar uma nova posição na mesa de negociações internacional.
    Nova ordem
    Na avaliação de analistas e de meios de comunicação, é possível pensar no surgimento de um novo cenário geopolítico, com mais peso para Brasil e China.

    Segundo o acadêmico e escritor Martin Jacques, o crescimento dos países emergentes, sobretudo da China, na esfera política é inevitável diante de sua ascensão econômica. Jacques, porém, disse acreditar num multilateralismo que não ficará concentrado no G-20, mas será marcado por uma série de microalianças, que levarão em conta aspectos regionais e ideológicos. “Os países ricos terão de se acostumar a um cenário de maior participação das nações emergentes porque, ao contrário do que ocorria há 40 anos, eles já não monopolizam tanto o PIB mundial. Países como China e Brasil vão gradativamente ocupar mais espaço em organismos internacionais, e isso resultará em um cenário internacional bem diferente do que vemos hoje, por mais que haja uma tendência de maior supremacia americana e chinesa”.

    Para o comentarista político da BBC, Steve Schifferes, há indícios, tanto na retórica quanto nas medidas, de que uma nova forma de se administrar a economia mundial parece estar emergindo do processo do G-20. “O presidente americano, Barack Obama, reconheceu isso ao admitir que o Consenso de Washington (que defende a globalização irrestrita e pouco regulamento para os mercados) está superado, e pediu uma abordagem mais equilibrada para regulação de mercados, em vez de total liberdade. Isso mostra uma mudança da posição americana, que no passado era fortemente oposto à regulação internacional do sistema financeiro. Agora já se fala em regular fundos hedge, salários de executivos e paraísos fiscais – medidas impensáveis antes desta crise”, disse.

    Segundo informações do jornal O Globo, “talvez a maior dica de mudanças no mapa-múndi geopolítico tenha sido dada pelo documento do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido, vazado recentemente para a mídia britânica. Nele, os outros 19 países que compõem o G-20 foram, às vésperas da cúpula dos chefes de Estado em Londres, classificados em duas divisões de importância para os planos britânicos, incluindo uma campanha de relações públicas: enquanto nações de ligações históricas, como as ex-colônias Austrália e Canadá, foram colocadas no segundo escalão – ao lado de México, Turquia e Argentina -, Brasil, China e Índia apareceram ao lado de Estados Unidos, Japão, França e Alemanha”.

    Fonte ( hahaha):

    http://www.pt.org.br/portalpt/index.php?option=com_content&task=view&id=75509&Itemid=195

    Em quem o povão vai acreditar?

    [=

  458. gthomas

    Querido Garganta

    vc diz

    12/04/2009 – 12:00
    Enviado por: [=
    Gerald,
    Calma aí.
    Estamos numa democracia e isso pressupõe o contraditório:
    Brasil assume novo posto no cenário geopolítico
    Após a reunião do G-20, o encontro de líderes dos principais países desenvolvidos e em desenvolvimento, realizada em Londres, o Brasil foi citado em análises internacionais como um dos protagonistas de um novo cenário econômico mundial, com referência às boas condições de sua economia.

    E EU REPLICO: (com todo o respeito)

    BULLSHIT!

    como disse um correspondente economico de um MAJOR jornal brasileiro que passou por aqui ha uns dias: O BRASIL VIVE UMA ILUSAO CAPITALISTA, MAS NAO PASSOU (sequer) PELA ERA OU REVOLUCAO INDUSTRIAL

    ACORDEM

  459. gthomas

    Cinco anos se passaram….Reagan morreu e Biden eh Vice presidente. relembrando uma coluna desse blog quando era no UOL

    Nova York – Pra quem vive aqui está difícil escapar dia após dia de elogios, memórias, retratos contados e vídeos do passado do mais republicano dos heróis americanos, o presidente Ronald Reagan, que morreu no fim de semana passada. Não há canal de tv ou jornal que não esteja lotado de suas imagens, deixando qualquer outro assunto (como uma disputa agropecuária seriíssima entre canadenses e americanos, envolvendo um “dumping” de vacas e porcos baratos pra cima de nós aqui, vizinhos do sul, ou mais uma reunião do G8 nas costas do estado da Georgia….). Ficou tudo em segundo plano. Mesmo a investigação do senado, hoje, terça, pegando pesado em cima do Ashcroft onde o Senador Biden meteu-lhe um sermão de dar orgulho (isso tudo em conexão com as torturas perpetuadas pelos soldados americanos na prisão iraquiana da Abu Grabe (insisto em soletrá-la onomatopaicamente, porque nao?)
    Disse Biden com os dentes serrados para Ashcroft: “Você entende porque convenções tais como as de Genebra existem? Elas existem para proteger o “MEU” filho, que esta no exército americano, caso ele seja preso e não termine torturado. É isso que eu gostaria que o Sr. entendesse.”
    Um Ashcroft sem palavras disse, tontamente, “Eu também tenho um filho no exercito”.

    Mas a questão aqui é Reagan. Quando um herói dessa potência morre não existem mais críticas. Ou melhor, tudo o que houve de errado, lhe é perdoado. Como a dívida externa (triplicada em seu governo), tudo desculpado. Ator de filmes B, ele está nesse momento (escrevo na terça) sendo visto por cerca de 100 000 pessoas em seu caixão. Por pessoas que esperaram por (algumas delas) mais de 12 horas, em Simi Valley, Califórnia. O nível de emoção e comoção é enorme e não existe uma divisão etária lá. Desde escoteiros até velhos veteranos. Estão todos lá, defronte a um caixão coberto com a bandeira americana, dizendo o seu adeus.

    Quem diria que eu, puta velha de guerra, deixaria algumas lágrimas rolarem durante esses dias, vendo as velhas imagens. Pelo menos tínhamos um presidente que sabia falar e que tinha humoR. Sim, era um ator. Sempre o mesmo ator (o que é o caso com quase todos os atores), mas um ator que nunca – ou quase nunca -perdeu sua ternura.

    De pé, diante do Brandenburger Tohr (o ponto central do Muro de Berlin), as memoráveis palavras: “Mr Gorbachov, tear down this wall” (Sr Gorbachov, destrua esse muro). Ninguém agora está questionando a chantagem do trigo e os três invernos duríssimos que levaram a (ex) União Soviética a isso, ou o levante de Leipsig. Hora de morte é hora de elogios e de dizer adeus e de chorar e de colocar os demônios pra fora.

    Eu nunca fui de ir a velórios. Há algo de macabro nisso e nada me identifico nessas cerimônias. Mas ninguém melhor que eu pra encená-las. São inúmeros os espetáculos em que encenei um funeral ou um velório. Mais que eu, acho que somente Tadeuz Kantor, o grande, o maior de todos, o gênio Polonês.

    Reagan se foi. E ver Bush discursar na costa da França (sim, foi Dia D e ele se encontrava lá) foi vergonhoso. Outros líderes de outras nações tiveram coisas mais interessantes a dizer. Entretanto, servido destes fatos e suas caspas de perversidade e acaso, o momento permite outras intenções. Quem, de fraco no estômago, por exemplo, quiser ver no cadáver do maior de todos os republicanos um contraponto aos hábitos políticos-escatológicos de Bush – a falência decreta e viva do modelo de política de guerra republicano atual – e disso entender uma metáfora, que fique à vontade. Elementos não faltam. Até o calendário, neste sentido, faz-se irônico e providencial: Reagan morreu no dia D, data-emblema da vitória das tropas aliadas na França. Outra leitura, mesma metáfora: Reagan, à medida que seu cadáver gelava ante a comoção coletiva, levava consigo todos os valores extremos (e extremistas, talvez) do ideal republicano, enquanto, na mesma Normandia dos horrores passados, a personificação da Falência humana discursava aos que o detestam, talvez nem percebendo, posto estúpido que é, que do seu velório, nem que seja num 4 de julho futuro, a história provavelmente não se fará cumpridora da mínima gentileza:
    – Já foi tarde – a maioria dirá. – E as larvas que se engasguem!

    Reagan se foi. E esse corpo velado ainda vai viajar muito pelos EUA ate que encontre o seu repouso final. Vai pra Washington DC receber as honras estatais (o último a recebê-las foi Lyndon B Johnson) e volta pra Califórnia pro enterro derradeiro.

    Nessas horas não existe política, só existe humanidade ou frieza total. Eu opto, ainda, pela humanidade. Ainda não consegui chegar ao cinismo total. Somos, afinal de contas, seres humanos, e não essas pobres vacas e porcos que os nossos vizinhos do norte estão tentando colocar no mercado norte-americano por preço de banana.

  460. k.Y

    Mais um adepto que jato parado, só economiza o dinheiro do Senado.

    O eminente jornalista só não
    pública, o número de diretorias do Senado,que foram ocupadas,pelos indicados pelos dois honoráveis senadores.

    claudiohumberto.com.br

    Heráclito também fretou jato com
    verba do Senado para passagem aérea

    Sen Heráclito Fortes
    A exemplo do
    senador e coronel tucano

    Tasso Jereissati (CE),

    o primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI) também utilizou um jatinho fretado.

  461. Maxwell

    É o cúmulo do absuirdo, fazer comparação de uma orelha de livro da Bruna Surfistinha com o presidente Lula. Que forçação de barra. Se não gosta dê outros motivos, m,as esse é até grotesco.

  462. Glorinha

    resolvi sair andando aqui pelas redondezas…ví muitos carros e muita gente descendo na porta das casas com muitas panelas, chocolates e abraços afinal…é Páscoa….
    não consigo deixar de sentir certa pontinha de tristeza…deve ser parte de mim isso…sempre que olho assim,lembro que nem tudo é realmente assim…como nos parece nas ruas belas das cidades do mundo…
    hoje comerei menos, beberei menos, sorrirei mais, abraçarei qualquer pessoa que passar na rua….
    esse é meu chocolate de hoje…
    esse chocolate que gostaria de compartilhar com vocês aqui do blog….desejando que o mundo a sua volta e também a toda a volta do mundo seja mais….não para poucos…mas para muitos…
    [[[]]]

  463. Glorinha

    Bom dia para todos!!!

    Bom dia Gerald…para vc e sua Mama que espero esteja bem….

    [[]]

  464. Maxwell

    Catanhede é uma das meninas do Jô. Falavam tanta merda naquele programa que eu eu até tinha nojo de ver. Totalmente preconceituoso. Pega-se um punhado de palavras joga no jornal, sem nexo, e muita gente que se diz intelectual, sem fazer uma análise, diz interessante. Gosto muito do blog, mas está parecendo mais o samba de uma nota só.
    Um pouco de análsie e vemos o mofo das antigas elites se estrilando por ter-se afastado do poder. Eles é que não quer largar o poder.

  465. Maxwell

    Como vc quer dar o país nas mãos dessa corja do senado outra vez, Sr. Thomaz. Se voce ler os jornais ultrimamente os maiores desmandos e desvios de verba no senado foram feitos pelo DEM e PSDB. Esses dois partidos não querem transparencia e resiste às reformas nas diretrizes dos senado.
    Veja a sucessão de escândalos dos ultimos dias:
    caso Agaciel
    Horas extras
    Nepotismo
    Fartura de diretores
    Diretora em campanha
    Jainho – Tasso Jereissat
    Jatinho – H. Fortes
    Amanhã tem outro……..

  466. Maxwell

    Glorinha,

    Com vc é gostoso bater um papo despretencioso, sua visão despretenciosa, alheia aos acontecimentos políticos. Isso é até bom, gostaria de ser assim. Mas não gosto de ver injustiças, que eu tenho que falar. Quando vejo ao perambular pelas ruas a quantidade de pessoas miseráveis, me corta o coração. E ver pessoas que votamos e colocamos lá em Brasilia pra pelo menos canalisar as verbas publicas para amenizar o sofrimento e a miserabilidade, mas não é isso que a gente vê. Marxcelo Neri, economista, hoje na coluna de Merval Pereira de o Globo, acha que o bolsa familia aumenta os direitos, aumenta os deveres de quem paga imposto e trava o lado real da economia.
    Mas pra pagar a farra do congresso que dá o dobro do bolsa familia não trava o lado real da econonia.
    Conheci uma familia que em que a mãe é o chefe da familia, ela era empregada doméstica, não poderia levar os filhos pequenos para o emprego, pois as patroas não gostam. Não tem creches suficiente pra pobres, pra rico sobra vagas. E pasmem, teve que se alistar no bolsa familia, só recebe esse mísero e pingado abonono mensal. Acabaram com a campanha do leite na cidade. E ela conversou conosco que somos uma turma de solidariedade aqui na cidade, que se não for essa grana vai morrer de fome. Mesmo que o governo arrume bastante emprego que eu duvido, porque já foi dito que pleno emprego é utopia, como essa coitada vai aranjar um emprego sem nem sabe escrever o nome direito?
    É de chorar minha querida!

  467. k.Y

    Gaspari: ‘Sarney, Temer e o programa Du Barry 2.0’
    “José Sarney, presidente do Senado, e Michel Temer, presidente
    da Câmara, deveriam marcar um encontro para discutir um
    mistério da história.

    Temer e Sarney deveriam se perguntar se não estão rodando um
    programa Du Barry 2.0 quando defendem ou encobrem privilégios,
    nepotismos e maracutaias que ofendem a patuleia.

    Cadê os valentes da PATULEIA, o que costumam aqui neste
    espaço estar presente.

    O que fazem estes valentes.

    Levantam ás mãos para o Céu!

    Esperam que força divinas venha clarear a mente desta
    gente, cujo único objetivo, é se fartar nas costas da PATULEIA,
    sempre ausente.

    Não serão degolados, mas irão para a galeria das vítimas da
    cegueira de classe,é o conhecimento do comportamento da
    PATULEIA.que garante a continuidade da IMPUNIDADE.

    Enquanto a PATULEIA continuar AUSENTE, sem colocar suas
    mentes para combater de forma efetiva, à CHOLDRA os escravi
    zará.
    Parlamentares experientes, só se movem quando a Viúva grita
    ‘pega ladrão’.
    Sarney e Temer vão pelo mesmo caminho. Por sorte, não botarão
    o pescoço na guilhotina, enquanto a PATULEIA, continuar só a olhar
    http://www.Josiassouza.com.br.

  468. Sandra

    Mais uma passada rápida.

    Lula? Em plena Páscoa? Ninguém merece.

    Em vez de fechar o Congresso, poderíamos fechar a presidência. Não serve para nada, não vê nada, não resolve nada, quando tudo vai bem, diz que é por conta dela, e, quando vai mal, acha um bode expiatório. E acha isso normal e aceitável.

  469. Paulo from the G Spot

    I have heard about a bishop who lived opposite a rabbi, and they were continuously in competition.
    One day in the morning the rabbi
    saw that the bishop has brought a new car, a new Chevrolet. He was jealous and hurt; it was very
    insulting. And then he saw the bishop coming out of the house with a bucket full of water, and he
    poured the water on the car. The rabbi could not contain his curiosity. He asked, ”What are you
    doing?” The bishop said, ”I am baptizing it. Now this car is Christian.”
    You cannot compete with Jews. The second day the rabbi brought a Cadillac. The bishop looked at
    the Cadillac, felt very much hurt – ”What to do with this rabbi? He is always ahead!” And then he
    saw the rabbi coming with the garden scissors!
    The bishop could not contain his curiosity. He came close and he said, ”What are you doing?” The
    rabbi was cutting the exhaust pipe! He said ”I am doing circumcision. Now this car is a Jew.”

  470. Sandra

    Caramba, Glorinha…. O melhor chocolate dessa Páscoa!

  471. Tene Cheba

    Meus mitos, não me mentes, meus mitos, meus atrozes.
    Porque eu acredito, sarado vou surfando, vou me mantendo sóbrio.
    Crises, ó o outro aí, verdades, mitos,
    misticismos.
    Vamos mais, vamos curtir, meu irmão,
    que tragédia, converteram você,
    pior que careta. Ó, oi, o outro aí.
    Meclas, portuários, michas,
    cristãos não de Deus,
    irmãos que perderam,
    a sua passagem.
    Podres irmãos sem Páscoa.
    Cristãos de araques.

  472. Sandra

    Não consigo respeitar quem acha normal escolher bodes expiatórios. Nem dizer que ler e estudar não é importante. Não é o diploma que Lula não valoriza. É LER.
    Como tenho inveja dos EUA, que têm Obama. Se tivéssemos um presidente como ele, não veria jovens admirando Marcola. Não só jovens. Muita gente. Que triste.

  473. [=

    Querido Gerald,

    Talvez o maior esquema de corrupção da História do Brasil tenha sido o mensalão. Sem dúvida, foi o mais corrupto desde o Texto Constitucional de 1988. Não sei se foi o mais corrupto em termos financeiros; mas em termos institucionais, no meu entender, foi o mais prejudicial de todos. Como confiar nos Poderes Legislativo e Executivo depois daquilo? Como confiar no Poder Judiciário que não puniu realmente ninguém depois daquilo?

    Os brasileiros são idiotas mesmos. Eles reelegeram toda a turma de novo.

    A meu ver, tudo indica que qualquer discurso mais ou menos que o PT ou outra turma maculada com a vontade de corrupção fizer, será engolido satisfatoriamente pelo povo.

    [=

  474. Sandra

    Reagan… Lembro de sua lenta agonia…

  475. Sandra

    Beijos em todos! Boa Páscoa!

  476. Paulo from the G Spot

    Pacheco:

    Tenho uma informacao importantissima sobre a Bruna Surfistinha!
    O nomede verdade dela ah: Raquel Pacheco
    Portanto ela eh da sua familia! Nao se preocupe nao pois isso acontece nas melhores familias!!

  477. Paulo from the G Spot

    Bruna Surfistinha
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ir para: navegação, pesquisa

    Raquel Pacheco, mais conhecida pelo pseudônimo de Bruna Surfistinha[1] , (Sorocaba, 28 de outubro de 1984) é uma ex-prostituta e atriz pornográfica que se tornou famosa através da internet a partir de 2005 e escreveu um livro sobre sua vida, O Doce Veneno do Escorpião, que se tornou um best-seller de vendas no Brasil.

    Para voce nao achar que estou mentindo… Veja como eh Bruna
    surfistinha no Wikipedia

  478. Sandra

    Boa Páscoa para você e para a Ellen, Gerald. Tenham um dia luminoso.

  479. Tene Cheba

    Feliz Páscoa,
    Feliz meu Cristo,
    pela Passagem,
    pelos mundos escravos,
    minha Fé no Senhor,
    Mundos de puros,
    impuros que pensam,
    dotados da minha verdade.
    Sublime é o coelho,
    Páscoa, minha passagem,
    minhas marolas, naqueles mares,
    minha confissão, desterro dos sórdidos pecados,
    Páscoa sem Amém, sem mitos,
    neste abril, neste outono,
    três estações, tantas Missas,
    tantas Senhoras, tantos Mártires,
    meus Senhores, muitos lugares,
    Mirras, marras, galhos,
    Oliveiras aos montes,
    minhas montanhas,
    Páscoa, meu Senhor,
    revida a Vida, Hóstia Sagrada,
    bem comum, Sagrado sou eu,
    segundo o meu Senhor,
    nesta Terra sem amantes,
    lotada de romanos.
    Feliz Páscoa, para todos, para todos, mesmo.

  480. targinosilva

    O Brasil tem um cartel de bancos.
    O Lula usa os bancos estatais para forçar a baixa dos juros,
    diferente do Guercia que sacou a descoberto, em cima de receitas futuras, quebrando o Banespa.
    O governo tem bala na agulha para segurar a parada.
    Eu não sou economista mas, ao meu ver, o Lula esta corretissimo.
    A mídia é parceira do dos banqueiros.
    Se alguns não entendem o que escrevo, peço desculpas, não canto para enganar.
    Não troque o sentido para me contrapor.

  481. gthomas

    Nao sei porque reporteres da area cultural MENTEM TANTO.

    por que sera?

    Alguns fatos sao tao claros: eu alugo um espaco: custa tanto.

    Eu sou o anfitriao!

    eu pago pelo VINHO!

    uma senhora (linda. importante, sem duvida), chega atrasada

    e a manchete da reportagem eh: COMPLETAMENTE ERRADA

    FAZER O QUE??

  482. Tene Cheba

    Sei lá, talvez, a estrutura do tempo,
    resumirá, o que você certamente já sabe.
    Não ligue não, quem faz o bom bocado,
    não come, o que importa mesmo,
    é se o vinho era bom.

  483. Santiago

    Nv aqui no pedaço como comentarista, mas sempre leio, hoje deu vontade de comentar. É isso aí mesmo, não dê mole a esses lulistas não. Ficam aí endeusando esse sapo barbudo. O cara só sabe dizer que não sabe de nada. Tá vendo tudo acontecer ao redor e não faz nada. Outra coisa, em vez de dar bolsa familia porque não arruma emprego? Emprego tão fácil de arrumar não é?
    Pacheco, grande piadista, gente finissima. Suas histórias são o máximo.
    Sandra outro amor de pessoa. Adoro seus comentários.
    Tene Cheba então, é o melhor escritor de poemas que já vi.
    Continui assim, sou seu leitor assíduo.

  484. gthomas

    Seja bem vindo Santiago

  485. gthomas

    Santiago, vc escreve de Quebec, nao?

  486. Trombas Pirocallis, o grego tesudo.

    Sr. Pacheco,

    Fique tranquilo, não sou advogado, não moro em Santos e só escutei falar de Yves Gandra. Yves Gandra…representante da CNBB…

  487. morei em ny dentre 80 e 81. trabalhei como freelancer produzindo arte final para anuncios de venda por reembolso. ganhava bem. depois, conheci aquela minha girlfriend no la mama, que tinha um showroom de moda de vanguarda. então eu trabalhava lá também.

    qdo meu visto expirou voltei ao brasil e comecei a desenhar e produzir acessórios para a mr wonderful, aquela butique carioca que vestiu o gabeira anos depois.

    meu novo trabalho fez muito sucesso no rio e sp, e como eu mesmo confecionava os produtos decidi tentar ny outra vez, montar uma pequena oficina por lá, e comercializar o trabalho atraves da empresa daquela amiga. era 1983.

    ronald reagan estava no governo. e os americanos estavam nervosos. a inflação tinha atingido 13%, que em proporções americanas significava quase hiperinflação. todos os trabalhos temporários ou free-lances estavam sendo cancelados, principalmente para estrangeiros, pois o interesse do governo reagan era coletar impostos, com empregos regularizados.

    para completar, as lojas com as quais eu trabalhava não mais podiam pagar fornecedores em dinheiro vivo, e eu fui obrigado a abrir uma conta no ‘metropolitan savings’, com meu passaporte e endereço correto no brasil, para depositar os cheques, nominais.

    a situação foi ficando mais dramática e as vendas caindo, e eu sem capital para ir em frente, voltei ao brasil.

    1 mes depois, no rio, o carteiro trouxe um envelope com o timbre do ‘federal reserve’. eles me cobravam os impostos da conta no banco. nunca paguei. não sentiram falta da (pouca) grana que eu devia. mas achei interessante que, mesmo cientes desta possibilidade, eles cumpriram seu papel.

  488. [=

    Seja bem-vindo Santiago.

    Escreva mais Santiago.

    Bem-vindo a seita Santiago.

    [=

  489. Reinaldo Pedroso

    “Silogismo
    Toda regra tem exceção.
    Isto é uma regra.
    Logo, deveria ter exceção.
    Portanto, nem toda regra tem exceção.”

    Desconheço o autor.
    Reinaldo

  490. targinosilva

    Santiago.
    Emprego tão fácil de arrumar não é?

    Voce devia ser conselheiro do Obama,
    ou de outro governo. Voce tem a solução
    para arrumar emprego. Salve! Salve!
    Os governos do mundo inteiro estão ivestindo
    bilhões e os empregos não aumentam.
    Reinaldo!!!!!!!!!!! Help !!!!!!!!

  491. gthomas

    Que legal saber disso Claudio, sobre sua girlfriend e o La MaMa.

  492. Paulo from the G Spot

    Gerald, da pra ser mais explicito sobre o evento, afinal quem eh essa senhora que chegou atrazada? Alguma Brasileira que se acha o maximo? No Br chegar atrazado eh culturalmente aceito.
    E qual o vinho que voce serviu? Napa Valley?

  493. gerald, contei essa história do encontro em um post anterior; acho que vc não teve chance de ler …

    pesquisei agora na net. pela data e pelo tema acho que era ”Der Vampyr” de Heinrich Marschner. com certeza era a estréia, pq lembro que fui com o novo grupo de amigos, que incluia atores da peça, para a casa de algum deles comemorar.

  494. Márcio M

    Bruna Surfistinha
    romance existencialista

  495. Paulo from the G Spot

    Entrevista da Bruna Surfistinha no programa do Jo Soares…

  496. Santiago

    Sr. Gerald, quem me dera eu de Quebec, sou um humilde morador da cidade maravilhosa, porem mais violenta do que tudo. Viu o que tão fazendo por aqui? Muros pra separar as favelas dos bairros, demorou cara. Já deveria ter feito a muiito tempo. Pobre só alastra pra dentro dos bairros e florestas aquela podridão toda acabando com tudo, vc não acha isso Mr G. Tomaz?
    Não é mesmo Sr. Pacheco. É outro muro de Berlim, mais o que que há de se fazer pra conter o alastramento das favelas?

  497. Santiago

    O que que há Sr. Targino, é só pegar o dinheiro do bolsa familia e criar empregos, você não acha? Pergunte a qualquer um do blog, que eles estão comigo. Me diga algo que o Lula tenha feito pra melhorar o país cara? Não quer que eu lhe descreva as peripércias do sapo, quer?

  498. Santiago

    Sr |=

    Não tem nada de seita nem religião, sou ateu. Não acredito nem em alma, morreu acabou. Céu e inferno é criação de gente que não tem o que fazer.

  499. Antonio Moraes

    Teatro VAZIO. 15% de ocupação. Uma vergonha. Direção precisa do Tolentino. Textos belos, de emoções diversas em equilíbrio. Segall magnífica. “Retratos Falantes” deve ser visto.

  500. gerald
    não encontrei referencia no site do la mama sobre essa tal ‘der vampyr’, mas o tema era ‘vampiros’ e aconteceu entre o final de 80 e o começo de 81. vc não estava em ny ja nessa época? lembra de alguma peça com vampiros? fiquei curioso, senti saudades …

  501. Trombas Pirocallis o grego tesudo

    Agradeço tuas respostas.
    Lamento minha interpretação errada.
    Nada tenho contra o Dr. Yves.
    Obrigado.

    Pacheco.

  502. Sandra

    Bem vindo, Santiago.

  503. Sandra

    Tene, ARRASO TOTAL!!!!!!!!!!!!!!!

  504. Sandra

    Cláudio, adorei sua história!!!

  505. Sandra

    Pacheco, não citei você nos comentários porque você, A Baby e a Glorinha estavam num ping-ping-pong genial, e eu não quis quebrar a interação de vocês.

    E o Contrera também estava iluminado pelos espíritos das Páscoas presentes, passadas e futuras, e seu comentários estavam solando.

  506. Sandra

    Santanna, para falar a verdade, eu nunca entendi essa passagem bíblica.

  507. Amigos (as).

    Boa noite.

    Estive em outra localidade durante o dia.
    Aparaju.
    Vilarejo do município de Alcobaça.
    Talvez uma centena de residências humildes de trabalhadores de baixas rendas.
    Miséria evidenciada em tudo. Exceto na natureza exuberante.
    Um córrego maravilhoso.
    Por coincidência aconteceu hoje uma cerimônia de batismo de evangélicos. Precedida de procissão e cantorias o pequeno templo até o córrego onde foi realizado o Batismo.
    Em parte recordei do assunto que falamos aqui. De com o teatro surgiu.
    Um simples, mas significativo espetáculo.
    Do que vi, Do que conversei. Do que senti e ainda estou sentindo:

    MANTENHO E MANTEREI QUE O LULA É SIM UM GRANDE MENTIROSO.

    Agradeço a todos que ais por cima manifestaram apreciação pelo pouco que tento acrescentar alertando aos amigos.
    E lamento pelo fato de que alguns poucos ainda tentem me atingir com galhofas ou desprezos.
    Sei das minhas intenções e reafirmo que não visam mais que testemunhar o que sei e conheço.
    Não pretendo ter seguidores.
    Também não seguirei quem não deseja ou não quer enxergar a verdade.
    E por hoje é o que me basta.
    Tivesse todos visto o que eu vi e escutado o que eu escutei talvez alguns começassem a repensar suas admirações pelo mito errado.
    Recolho-me enojado com tudo.
    Enojado com lula que é sim o responsável por tudo.
    Pois que ele enganou os humildes.
    Que viram nele semelhante.
    Que pai dos que eu vi e conversei hoje tem um filho que ficou de repente milionário?
    Semelhante é o caralho.E desculpem pela expressão.

    Obrigado.

    Pacheco.

  508. Sandra

    Reagan… Tive muita raiva dele. Não tínhamos eleições diretas, a inflação estava no espaço, e, para mim, isso era culpa dos americanos. Na época, eram comuns os filmes exaltando as qualidades americanas, como Rambo I,II,….n, e uma série chamada MacGyver. E a raiva foi dando espaço a uma crítica leve:

    -como o cara vence a guerra sozinho?
    -como alguém, fugindo, para para pegar chocolates caídos no chão um ao lado do outro, ajeitadinhos, para depois usá-los para fechar um tanque de ácido que havia rompido com uma fenda totalmente localizada, regular e simétrica?

    A era Reagan, para mim, está associada a Rambo e MacGyver. Nao consigo ter raiva dela, principalmente porque, depois disso, também comecei a pensar na parte que nos cabe nessa ditadura-crise-hiperinflação. Reinaldo Azevedo sempre diz algo que me deixa pensando: a democracia morreu porque ninguém lutou por ela.

  509. Sandra

    Aqui em Sampa temos um problema de ocupação séria, tanto de favelas, como de casas magníficas, que são a de áreas de mananciais. Não dá, não pode, é ilegal, prejudica todo mundo.
    Mas é um assunto muito espinhoso.

  510. Sandra.

    Não aceito qu democrcia possa ter morrido.

    Morreu o sonho do humildes.

    Que chegaram a sambar.

    ” OBA CHEGOU NOSSA VEZ”

    Hahahahah.

    Coitados estão esperando sentados.

    Sentados nas filas de hospitais para serem atendidos.

    Sentados nas calçadas nas fils de vagas de empregos de baixas rendas.

    Sentados nas praças e desocupados.

    Sentados nos presidios .

    E tambem os diferentes sentados no dinheiro dos outros.

    Lula lá. lula paz e amor.

    Chegou e está lá.

    Falta a paz e o amor.

    Quem quer paz não aplaude invasores de terras.

    Quem quer amor não esconde maracutaias do próprio filho.

    Quem está morto e não sabe é todo lulista.

    Ou todo aquele que ainda acreita em lula.

    Bem disse o Gerald que depois de tres dias só falamos em lula e receitas.

    Então só para finalizar eu digo.

    Teatro
    Estréia.

    Como emplacar uma recauchutada.

    Autor: Nine fingers
    Atriz: estela.

    Uma adaptação de Paredon de fidel

    Receita.

    Picadinho de pobre.

    Joga -se tudo que é pobre em caldeirão e taca fogo.

    Do TOP CHEF

    Frog Dasilva

    Obrigado

    Pacheco.

    Fui.

  511. Sandra

    Super beijos em todos! Boa noite!

  512. Anrtes de sair quero dizer que eu lamento não ter comprado um livro do alemão ha mais tempo.

    Cultura é realmente tudo.

    E cada dia mais eu gosto do meu novo amigo:

    O FRED NIET.

    Quem anda enciumado é o Donald.
    Ainda não sei o que vai me dizer o velho Papai Noel.

    Paciência.

    Ou engolem o FRED

    Ou engolem a mim.

    O certo é que não engolirão mais.

    O

    Bearbered Frog

    Hahahahahahah

  513. Sandra

    E Gerald, não entendi bem o que aconteceu. Se lhe serve de consolo e solidariedade, imagine aguentar aluguel de santista e corintiano dizendo que o feriado não foi de Páscoa, mas de “porcus tristis”.

    E agora, saindo mesmo!

    Mais beijos!

  514. santanna

    eu amo a natureza.
    até entrar uma hiper mega master barata voadora guerrilheira encouraçada pela janela do meu escritório!!!
    ninguém mereeeeece esse monstro anti diluviano!!!
    que infeeeerno!!!

  515. santanna

    Sandra 22:37,

    Entendeeer, entender, eu tb não entendo exatamente não, mas há algum tempo, depois de ler coisas relacionadas, comecei a achar que pode ser isso a que me referi no coment. anterior.

  516. santanna

    “…Pois que ele enganou os humildes.
    Que viram nele semelhante…
    Semelhante é o ***…”

    (Pacheco, 22:47)

    Pacheco,

    É isso aí!

  517. targinosilva

    O Dr. Yves é um grande cara.
    Uma cabeça invejável.
    So tem um detalhe: tudo que ele fala tem cheiro de catolicismo.
    É ai que a coisa pega.
    Todo o seu brilhantismo fica comprometido
    com uma religião que não lógica, não tem veracidade.

    Deus precisou de 10 pragas para dobrar o Faraó e libertar os hebreus do Egito.
    Bastava uma so. Um enfarto fulminante no Faraó e no seu exercito.
    Deus ficou matando crianças inocentes que não tinham nada haver com pato,
    dizimando animais, poluindo rios e depois o povo hebreu ficou 40 anos vagando pelo
    deserto comendo gafanhotos. Haja imaginação.

  518. Reinaldo Pedroso

    11/04/2009 – 18:40
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    “E aquele meu outro comentário sobre “Grandes questões”, “Fodam-se” e “notícia do dia”?!”

    Gerald
    Ás 18h, repeti o comentário que refiro acima para ver se o censurarias novamente, censuraste.
    Te pergunto, por quê?
    Para demonstrar poder? Não, não foi esse o motivo.
    O comentário questiona simples e logicamente parte do conteúdo do teu post. Comprova a tua adolescente reação ao diverso, à irreverência, tua frequente incoerência, e visível dificuldade de argumentação racional; este foi o motivo.
    O mesmo motivo te levou a censurar também o outro breve comentário sobre o teu amor por Obama e a sua declaração de que Lula é o cara.
    Reinaldo

  519. Reinaldo Pedroso

    05/04/2009 – 16:54
    Enviado por: gthomas
    “Censurar, eu?
    Nunca. Satirizar, sempre”

    Fala sério…
    Reinaldo

  520. Reinaldo Pedroso

    Japonês em turismo sexual no Brasil, desconhece e quer saber o que é “69”.

    O hotel 5 estrelas, providencia uma profissonal 5 estrelas..

    – “69” é…é…mais ou menos como um telefone no descanso, entende? – diz ela.

    Vão para o quarto, despem-se e ficam um sobre o outro na cama, em posição invertida, como sabemos.

    A profissional, murmurando e gemendo profissionalmente, inicia sexo oral no japonês.

    Este, encarando a genitália da profissional:- Arô! Arô!

  521. Alo Mamis

    Bom dia.

    Amigos ( as )

    Bom dia.

    Indo para teixeira de Freitas onde pasarei grande parte do dia.

    Blogarei tão logo regresse.

    Talvez um novo post?

    Espero que sim.

    Por enquanto e só para ganhar o meu dia:

    O LULA É MENTIROSO.

    Esqueceram de Judas?

    Não vi queimarem nenhum boneco com nove dedos.

    Bem que eu queri atre visto um

    hahahahahahah

    Obrigado.

    Pacheco

  522. gthomas

    Sandrerrima: Como eh que vc escreveu, ou melhor….
    deixa eu ler de novo:

    12/04/2009 – 23:44
    Enviado por: Sandra
    E Gerald, não entendi bem o que aconteceu. Se lhe serve de consolo e solidariedade, imagine aguentar aluguel de santista e corintiano dizendo que o feriado não foi de Páscoa, mas de “porcus tristis”.

    GT- Porcus Tristis? Isso em relacao a Pascoa? Por que? Alguma disputa de futebol que nao estou a entender, no meu melhor lusitano…..Obvio que nao captei.

    Sobre a minha reclamacao, trata-se de uma correspondente aqui de um jornal carioca que ERROU em todos os fatos ao fazer uma reportagem. Entao, logicamente, eh de se questionar, ao ler TODAS as outras reportagens tambem. Ou seja, por que acreditar em qualquer uma palavra que se leia? Mentem mesmo. Eh impressionante!

  523. gthomas

    Claudio, eu ja estava aqui mas dando workshops no La MaMa e fazedo ilustracoes pra OpEd Page do New York Times
    Alias sempre estive aqui, pois aqui nasci.
    Nao me lembro nada de vampiros mas deve estar relacionado ao Ludlam que depois fundou o Ridiculous Theater Co em Sheridan Sq,

    sobre as minhas pinturas no Times, please va pro http://www.geraldthomas.com e va pra “PRESS” e em English Language um dos itens eh A FIGURATIVE LANGUAGE.

    Talvez vc se refira a Irma Vep que no BR virou o Irma Vap fom Nanini e Ney, nao?

  524. [=

    Caríssino Santiago,

    “Céu e inferno é criação de gente que não tem o que fazer.”

    Será?

    Talvez dominaaaaar.

    Ou, na opinião de quase todas as religiões, talvez esclarecer e praticar a verdade, a justiça e o bem.

    [=

  525. [=

    Pacheco,

    Quais textos do Nietzsche você está lendo?

    [=

  526. [=

    Gerald,

    Aqui em São Paulo (estado) há quatro clubes de grande torcida(na ordem de importância): Palmeiras e os demais.

    O Palmeiras tem o ”’apelido” de porco, que é bem aceito por sua torcida e empregado de forma pejorativa pelas torcidas rivais. Assim, com a derrota do Palmeiras no campeonato paulista, alguns imbecis costumam criar piadas também imbecis. Assim, a imbecilidade supera o tempo.

    [=

  527. Reinaldo Pedroso

    “Ele tomou um banho d’água fresca
    num lindo lago do amor
    Maravilhosamente clara a água”

    (Gonzaguinha)

  528. k.Y

    A eminente promotora deve ter sído aluna do mesmo professor LUIZ FRANCISCO só assim poderiamos entender atitude.

    já que á distinta se propõe a igualar,deveria começar pela própria instituição que representa.

    O mesmo número de cotas deve ser reservado no Ministério Público,INDEPENDENTEMENTE, de concurso público.

    http://www.Elmundo.com.
    La pasarela de Sao Paulo pretende imponer una cuota de modelos negros

    El Ministerio Público de São Paulo quiere imponer cuotas de modelos negros en los desfiles de moda que se realicen en la ciudad brasileña para combatir el racismo en las pasarelas, según ha informado el diario Folha de São Paulo.
    Además, explicó que la intención del Ministerio Público es “llegar La iniciativa del Ministerio Público ha generado polémica y opiniones dividas en el mundo de la moda.

    El empresario Eli Hadid, de la agencia de modelos Mega dice que es “absurdo hablar de racismo en las pasarelas” y que el mercado es el que manda.
    El Ministerio Público de São Paulo ya ha impuesto a la SPFW una serie de restricciones, que también en su momento causaron polémica. Hace dos años estableció unos mínimos de masa muscular para las modelos, a fin combatir la anorexia, y también vetó la participación de chicos y chicas menores de 16 años en las pasarelas.

  529. O Vampiro de Curitiba

    Pessoas, post novo lá em cima!!!

  530. Sandra

    Gerald, o meu querido Palmeiras é conhecido como Porco. Toda vez que ele perde, temos que aguentar corintiano dizendo que é feriado de Porcus Tristis (Corpus Christi). E nós perdemos do Santos. E o nosso arqui-inimigo Corinthians ganhou ontem. Imagine o aluguel.

    Quanto à repórter, se ela te ofendeu, não a convide mais.

  531. quilombonnq

    REVOLUÇÃO QUILOMBOLIVARIANA !
    A COMUNIDADE NEGRA AFRO-LATINA BRASILEIRA
    APOIA E É SOLIDARIA AO POVO PALESTINO.VIVA A PALESTINA!
    Viva! Chàvez! Viva Che!Viva! Simon Bolívar! Viva! Zumbi!
    Movimento Chàvista Brasileiro

    Manifesto em solidariedade, liberdade e desenvolvimento dos povos afro-ameríndio latinos, no dia 01 de maio dia do trabalhador foi lançado o manifesto da Revolução Quilombolivariana fruto de inúmeras discussões que questionavam a situação dos negros, índios da América Latina, que apesar de estarmos no 3º milênio em pleno avanço tecnológico, o nosso coletivo se encontra a margem e marginalizados de todos de todos os benefícios da sociedade capitalista euro-americano, que em pese que esse grupo de países a pirâmide do topo da sociedade mundial e que ditam o que e certo e o que é errado, determinando as linhas de comportamento dos povos comandando pelo imperialismo norte-americano, que decide quem é do bem e quem do mal, quem é aliado e quem é inimigo, sendo que essas diretrizes da colonização do 3º Mundo, Ásia, África e em nosso caso América Latina, tendo como exemplo o nosso Brasil, que alias é uma força de expressão, pois quem nos domina é a elite associada à elite mundial é de conhecimento que no Brasil que hoje nos temos mais de 30 bilionários, sendo que a alguns destes dessas fortunas foram formadas como um passe de mágica em menos de trinta anos, e até casos de em menos de 10 anos, sendo que algumas dessas fortunas vieram do tempo da escravidão, e outras pessoas que fugidas do nazismo que vieram para cá sem nada, e hoje são donos deste país, ocupando posições estratégicas na sociedade civil e pública, tomando para si todos os canais de comunicação uma das mais perversas mediáticas do Mundo. A exclusão dos negros e a usurpação das terras indígenas criaram-se mais e 100 milhões de brasileiros sendo estes afro-ameríndios descendentes vivendo num patamar de escravidão, vivendo no desemprego e no subemprego com um dos piores salários mínimos do Mundo, e milhões vivendo abaixo da linha de pobreza, sendo as maiores vitimas da violência social, o sucateamento da saúde publica e o péssimo sistema de ensino, onde milhões de alunos tem dificuldades de uma simples soma ou leitura, dando argumentos demagógicos de sustentação a vários políticos que o problema do Brasil e a educação, sendo que na realidade o problema do Brasil são as péssimas condições de vida das dezenas de milhões dos excluídos e alienados pelo sistema capitalista oligárquico que faz da elite do Brasil tão poderosa quantos as do 1º Mundo. É inadmissível o salário dos professores, dos assistentes de saúde, até mesmo da policia e os trabalhadores de uma forma geral, vemos o surrealismo de dezenas de salários pagos pelos sistemas de televisão Globo, SBT e outros aos seus artistas, jornalistas, apresentadores e diretores e etc.
    Manifesto da Revolução Quilombolivariana vem ocupar os nossos direito e anseios com os movimentos negros afro-ameríndios e simpatizantes para a grande tomada da conscientização que este país e os países irmãos não podem mais viver no inferno, sustentando o paraíso da elite dominante este manifesto Quilombolivariano é a unificação e redenção dos ideais do grande líder zumbi do Quilombo dos Palmares a 1º Republica feita por negros e índios iguais, sentimento este do grande líder libertador e construí dor Simon Bolívar que em sua luta de liberdade e justiça das Américas se tornou um mártir vivo dentro desses ideais e princípios vamos lutar pelos nossos direitos e resgatar a história dos nossos heróis mártires como Che Guevara, o Gigante Osvaldão líder da Guerrilha do Araguaia. São dezenas de histórias que o Imperialismo e Ditadura esconderam. Há mais de 160 anos houve o Massacre de Porongos os lanceiros negros da Farroupilha o que aconteceu com as mulheres da praça de 1º de maio? O que aconteceu com diversos povos indígenas da nossa América Latina, o que aconteceu com tantos homens e mulheres que foram martirizados, por desejarem liberdade e justiça? Existem muitas barreiras uma ocultas e outras declaradamente que nos excluem dos conhecimentos gerais infelizmente o negro brasileiro não conhece a riqueza cultural social de um irmão Colombiano, Uruguaio, Venezuelano, Argentino, Porto-Riquenho ou Cubano. Há uma presença física e espiritual em nossa história os mesmos que nos cerceiam de nossos valores são os mesmos que atacam os estadistas Hugo Chávez e Evo Morales Ayma,Rafael Correa, Fernando Lugo não admitem que esses lideres de origem nativa e afro-descendente busquem e tomem a autonomia para seus iguais, são esses mesmos que no discriminam e que nos oprime de nossa liberdade de nossas expressões que não seculares, e sim milenares. Neste 1º de maio de diversas capitais e centenas de cidades e milhares de pessoas em sua maioria jovem afro-ameríndio descendente e simpatizante leram o manifesto Revolução Quilombolivariana e bradaram Viva a,Viva Simon Bolívar Viva Zumbi, Viva Che, Viva Martin Luther King, Viva Osvaldão, Viva Mandela, Viva Chávez, Viva Evo Ayma, Viva a União dos Povos Latinos afro-ameríndios, Viva 1º de maio, Viva os Trabalhadores e Trabalhadoras dos Brasil e de todos os povos irmanados.
    O.N.N.QUILOMBO –FUNDAÇÃO 20/11/1970
    quilombonnq@bol.com.br

  532. Lina

    Sonho. Estamos em um cafe qualquer em NY, e voce Gerald falando com toda sua sabedoria, experiencia e humor. E eu, so te ouvindo, admirando e meio que em transe com todo seu brilhantismo.

    So pra dizer que sou sua fa.

  533. gthomas

    Lina
    Vc me escreve de North Carolina, Nao?

  534. Lu - Maga Patalógica

    Pacheco,

    Fraço referência a foto histórica do Sir Gerald.

    É provável que ……… na hora da foto, as meninas teriam ido ao

    toilette….
    Sobre a língua que falavam era o francês, obvio, só faltou

    o vinho … ( vai ver que a safra não agradou….

  535. Doralice Ferreira

    “Há uma presença física e espiritual em nossa história os mesmos que nos cerceiam de nossos valores são os mesmos que atacam os estadistas Hugo Chávez e Evo Morales Ayma,Rafael Correa, Fernando Lugo não admitem que esses lideres de origem nativa e afro-descendente busquem e tomem a autonomia para seus iguais, são esses mesmos que no discriminam e que nos oprime de nossa liberdade de nossas expressões que não seculares, e sim milenares. ”

    É o típico pensamento autoritário: TODOS AQUELES QUE NOS CRITICAM SÃO NOSSOS INIMIGOS, E MERECEM SER EXTERMINADOS EM NOME DA REVOLUÇÃO SANTIFICADORA DO UNIVERSO.

    Negros quilombolas bolivarianos, what the hell is this? je ne sais pas pourquoi cette distincton de genres et d’ethnies. Il ya un tant de racisme dans ce mouvements qui, d’un cöté, se designent comme des minorités oprimées, et que, d’un autre, s’expriment comme ayant la majorité, puisque elles ne sont pas des minorités, mais de majorités.

    ich frage mich auf diese weiseinlich razist Gedanke das die Menschenheit bei eine Genusmässstabe unterschieden müssten sein.

    Non vi può credere, fascisti neri!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s