Bastardos: O Brasil Virou o Paraíso da Bandidagem Judicial

O triste caso dos BASTARDOS

(Continuação do texto de ontem sobre a pena de morte – que por sua vez era a continuação do texto sobre o casamento de Gisele Bündchen: vejam a que ponto nós chegamos!!!)

Ou: “O guia de Deus ou do Diabo?” (Não, esse é o título do livro de Walter Greulach, um genial escritor Argentino (seguindo a tradição de geniais escritores argentinos).

New York– Mas, sim. Quem nos guia? Deus ou o diabo? Ou passou mesmo a onda e o maniqueísmo morreu com a dialética. Nada! Queremos ver UMA COISA somente! Não agüentamos a dúvida. Não agüentamos as meias verdades, apesar de vivermos nelas e criarmos um mar de mentiras ao nosso redor.

E  se perseguimos a “versão única”, por que ouvimos os dois, três, quatro lados da mesma estória? É um desespero. É por isso que nos desesperamos e é por isso que brigamos. Por que será que nada pode ser contado assim como é?

Mas como é?

Porque Pirandello não deixa ser. Porque… Kafka não quis que fosse. Porque Bob Fosse. Ah, o Bob Fosse! Porque Orwell instalou um olho (não da “Historia do Olho” de ontem, mas esse que, quem assiste ao Big Brother e pronuncia esse nome nem sabe quem foi George Orwell: bastardos!

Sento aqui e vejo os barcos passarem no East River e penso no que vi ontem no “Larry King Live”, assim como vejo há 25 anos no “Larry King Live”. Só que ontem, algo inusitado:

O triste caso de David Goldman e Bruna Bianchi (ele americano, ela brasileira).

Eu estava fazendo hora para mudar de canal (pra NBC, para ver um novo episódio de “Law & Order”) pois já não agüentava mais ouvir falar nesse idiota do Rush Limbaugh (mais sobre ele abaixo), quando o Larry apresentou um caso tristíssimo envolvendo a (in)justiça brasileira: uma criança ‘raptada’ pela mãe (agora estranhamente morta durante o segundo parto no Rio).

Ihhh, é complicado!

Começa assim: David e Bruna eram casados aqui e moravam aqui em New Jersey, pelo que me parece, com o filho de 4 anos. Um belo dia, como é normal, os pais dela vieram visitar. Ela resolve passar férias no Brasil. Ele, o David, iria buscá-la e o filho, no final das férias, e voltariam para cá.

Mas a vida não é assim. Deus ou o diabo ou os grandes autores não querem que seja!  David recebe um telefonema. Ela diz que quer se separar. Ela já tem outro cara. Outro cara aí no Brasil. Um advogado (ihhhh!). O cara aqui fica bastante desesperado por causa do filho, óbvio.

Tenta contato. Cada vez mais o contato fica restrito.  Até que vem a BOMBA: Ela já está grávida do outro.

Ela vai parir. Ela MORRE durante o segundo parto, no Rio. E o filho do David? Bem, depois de oito viagens e tentativas, nada. Oito tentativas: como num conto de Kafka, ” O Processo” ou “Castelo”, cara na porta ou QUILOS de documentos e carimbos e selos e 350 mil dólares gastos em NADA! Sorrisos e tapinhas nas costas e mais nada. Conheço bem. Sei como é isso.

MESMO ele sendo o pai BIOLÓGICO, a (in)justiça brasileira deu custódia ao OUTRO. Digo, ao padrasto que, agora nada tem a ver com o filho do David, uma vez que a mãe biológica está morta. Bem, aí, numa certa altura do programa, aparece um brasileiro sinistro falando de Seattle. Sim, é o irmão do OUTRO!  Difama o David. Tentativa de difamação de caráter dizendo que ele não pagava pensão alimentar: ÓBVIO que NÃO: pagar pros SEQÜESTRADORES DO SEU PRÓPRIO FILHO SERIA JUNTAR KAFKA A ORWELL e ainda colocar uma pitada de Pirandello no meio!

Juro que é triste ver o Brasil sempre envolvido em confusões assim, em misérias ou porcarias ilegais desse jeito. Acabamos de ver a tal Paula na Suíça e a não extradição do italiano mafioso… e agora esse caso (que já se arrasta há anos) e… se fôssemos investigar a fundo o sistema jurídico brasileiro, teríamos que chamar o TOM WOLFE para acender a “Fogueira das Vaidades”.

O Brasil virou o paraíso fiscal da Bandidagem Judicial?

Ainda bem que vocês não têm aí uma figura NOJENTA chamada Rush Limbaugh: um porco humano, que se comporta e respira como um suíno (ex-viciado em Oxy-Contin) que o David Letterman chamou de mafioso russo, pois de tão inchado e grosso, suas gravatas pretas lhe soltam do corpo, o suor pula da testa. Mas quem é? Nada mais que um IRADO  radio talk show host tão, tão, tão, tão à direita da direita dos republicanos que ele chegava a ser contra o John McCain!!!! Agora diz que quer que o Obama FALHE! Essa frase poderia ser enquadrada como ato de traição, se não levássemos essa caricatura de imbecil na brincadeira. O redneck (de tão obeso, não dá nem pra ver se tem nuca ou não)… é o suíno que fala. Mas por que mencionei Rush Limbaugh? Ah, porque estava entalado na minha garganta e pronto! Certos assuntos têm que ser vomitados senão viram câncer. Limbaugh é um deles.

 

“New York – New York”, um belo livro por Denny Yang: 

Quando criança, eu havia visto, ou lido, alguma coisa sobre a guerra. Eu achava que nunca viveria o bastante, ou que ninguém mais iria presenciar um momento de guerra...” (…) “Talvez fosse assim que ela me visse, como um mero amigo, que saiamos juntos para nos divertir como fazíamos no passado.

Denny Yang é um brasileiro que mora em Taiwan. Seu livro maravilhoso (que estou há tempos para resenhar) se chama “New York, New York”. Não fica claro se o autor já esteve aqui em NY, ou não. Mas isso não importa. O que importa é uma imagem utópica dessa cidade. Tão utópica quanto esse OVNI que vocês vêem no topo da página que vem a ser um detalhe art deco (telhado do hotel Delano em Miami). No livro NY é um lugar onde “férias prolongadas” se iguala com o paraíso perdido ou com um lugar montanhoso. “Que raios de liberdade seria esse que eu não pudesse, se eu quisesse viver nas minhas montanhas?” O livro desinibe o inibido autor e passa a ser um berro de guerra contra o mundo, uma prisão. O livro é ficção. Mas toda ficção está nas entranhas do seu autor. 

Não muito distante da realidade da vida de David Goldman, Denny vive um exílio auto-imposto na ilhota chinesa.

Continua Yang: Não sei. O cara vinha aqui sempre, ficava aqui no bar, sentado sem beber nada… só olhando quieto”. 

Em sua dedicatória para mim ele escreve: Para GT, um americano-brasileiro, que deve compreender este livro de um escritor brasileiro-taiwanês. Um abraçoDYang

Sim, entendi e amei. O blog dele está linkado  a esse.  Mas amar um livro deve querer dizer entendê-lo ou ter algum nível de compreensão do que está se passando com o autor ou personagem (assim como numa sinfonia de Beethoven ou numa peça de Cage ou num quadro de Jackson Pollock, o estado emocional é o termômetro e basta).

Arte não se entende, mas se percebe e se intui. Às vezes caímos na burrice de construir castelos teóricos sobre essa intuição como Clement Greenberg o fez na década de 50. Mas, graças a deus, logo chegou um Warhol e fez piada de tudo isso, assim como o Duchamp havia feito piada de tudo décadas antes! 

Estou num estado de raiva e de “justiçamento” que não tem explicação. Deve ser a idade. Ou a menopausa. Sim, devo estar passando pela menopausa. Nem mais um minuto a perder. Viro-me, me mexo, pulo para várias áreas de Manhattan (várias fechando por causa da recessão), mas tenho me concentrado em reconhecer talentos. Os verdadeiros talentos: os escritos que me caem aqui nessa enorme mesa de metal.

Danny Yang, Walter Greulach, Judith Malina sobre Erwin Piscator, uma pilha de novos scripts e Hard Shoulder prosseguindo com o cenário sendo feito na Polônia.

Estranho?

Por que seria?

 

Justiça Brasileira: RETORNEM o FILHO de David GOLDMAN para ele JÁ! Ou o Tribunal de Haia (tratado que vocês assinaram em 2003) passará a ver o Brasil como infrator! Mais uma vez. O Brasil como país de gangsters: Sinatra com um ticket na mão “hey babe… let’s flee and fly to Rio”.

Brasil: um paraíso Limbaugh da Bandidagem Judicial. Ronald Biggs deu um belo exemplo, não?

 

Gerald Thomas, 05/Março/2009 

.

(Vamp na edição)

.

Advertisements

405 Comments

Filed under artigos

405 responses to “Bastardos: O Brasil Virou o Paraíso da Bandidagem Judicial

  1. Sandra

    Gerald, que te deu? Eu disse que você voltou da Flórida atacado! De Gisele fomos para morte, vida, Deus e o diabo, certezas, dúvidas, verdade, verdadeS?…

    Eu ainda estou alguns anos-luz atrás!

    Ah! PUTA POST!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  2. Silvério Cardoso Corrêa

    Bom, juridicamente NÃO HOUVE SEQUESTRO do pequeno, filho de David com a brasileira. Ele deixou os EUA com mãe e anuencia do pai. isto não caracteriza sequestro.

    O que sucedeu depois é que está sendo discutido na justiça, a justiça brasileira deu a custodia do menor ao padrasto porque a criança não poderia ficar sem amparo legal no Brasil.

    Pode ter a partir daí havido má fé do “outro”, mas não entro no mérito porque desconheço minucias do processo.

    Mas a princípio deve sim ser devolvido o garoto ao pai biologico se ele tiver condições pscologicas e financeiras de cuidar e manter o menor.

  3. O Vampiro de Curitiba

    Pois é, Sandra! Eu, quando fico mal, não consigo escrever nem mensagem de celeular…

  4. O Vampiro de Curitiba

    Silvério, deixe de lulices!
    O que está acontecendo tem nome: Cárcere privado!
    Simplesmente o filho do americano está impedido de voltar ao seu lar nos Estados Unidos.

  5. valter

    o cara nesse pais(??) so vai preso se for PPP a porra do STF
    aprovou q o cara so` e` condenado depois do ULTIMO recurso
    coisa e 30, 50 anos ou seja liberou geral, para quem tem $$$,
    aqui e` TERCEIRO MUNDO, esquece…….
    valter

  6. S u e

    Magnifico…

    Faco **coro** a Sandra….

    Ah!! Puta Post……………………..

    Nao saia dessa **menopausa** nunca faz voce ainda *MELHOR* ,(se eh que podes ser melhor) …(risos)…
    Sempre falo voce eh *viciado pelo trabalho…e quanto mais voce o faz , melhor voce o faz….

    Paz , luz….

    Parabens Magnifico….

  7. S u e

    **Sorry Vamp….
    Mas para os Genios (Magnificos) nao tem tempo ruim….
    Temos varios exemplos disso….
    Renato Russo….entre outros….

  8. targinosilva

    Atitudes como essa do Bispo de Recife e Olinda, Dom Jose Cardoso Sobrinho,
    colocam a Igreja cada vez mais no descrédito.
    Com a ciência cada vez mais evoluindo, com o povo tendo cada vez mais
    acesso a cultura, o desgaste, o descrédito da igreja sera inevitalvel.
    Água mole pedra dura, tanto bate até que fura.
    Ou a igreja passa por uma reformulação total, mudando seus dogmas,
    diminuindo a sua ignorância sobre o universo físico e humano,
    ou então vai rolar ladeira abaixo.
    É questão de tempo
    Saída para a igreja.
    Admitir que Cristo era um filosofo e não um filho de Deus.
    Admitir que o cristianismo é uma filosofia e não uma religião.
    Como filosofia, o cristianismo pode ser discutido e melhorado.
    Como religião, não da mais.

  9. A Justiça brasileira è caòtica e nao è caòtica.

    Goldman,
    Pq um juiz nao daria a guarda de uma criança ao pai?
    Por dinheiro. E’ uma resposta, mas esgota a probabilidade de outras possiveis respostas?

    Paula,
    Faz -se necessario descrever Zurique:
    Cidade pequena, um pouco de gotico, a “fè” è “minimal”, òtimas livrarias com livros de arte e posters, cosmopolita sim, para americanos, japoneses e os outros europeus.
    Uma cidade em que a batatinha frita mais Coca-light chega a custar quase 20 euros !!!, nao è definitivamente para todos!

    Voltamos a Paula,
    Advogada em multinacional?Stress,cobranças e o neo- fascismo ( psicologico).
    Conhecemos esse tipo de pre-conceito muito bem. E’ o mesmo brasileiro. Sutil, mas potente.
    Serà que o que a Paula fez nao foi materializar o que acontecia no campo psicologico…mas ninguem podia ver!?
    Estranho que uma advogada desconheça as consequencias penais de declaraçoes em falso…
    A barriga era de gràvida, onde estao os bbs?
    Ainda existem muitas perguntas sem resposta e ninguem sabe, SO ELA!!!!!

    Battisti,
    Pelo amor de Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Segue a conclusao da sentença do ministro. “IPSIS LITTERIS”

    Concluo entendendo, também, que o contexto em que ocorreram os delitos de homicídio imputados ao recorrente, as condições nas quais se desenrolaram os seus processos, a sua potencial impossibilidade de ampla defesa face à radicalização da situação política na Itália, no mínimo, geram uma profunda DUVIDA sobre se o recorrente teve direito ao devido processo legal.

    44. Por conseqüência, há DUVIDA razoável sobre os fatos que, segundo o Recorrente, fundamentam seu temor de perseguição

    Ora, Qual a lògica que diz que DUVIDA= CERTEZA?
    “IN DUBBIO PRO REO” Cautela, Seriedade, Comprometimento com a Justiça. Verdade. A Italia hoje è democratica?Resposta: NAO.
    Atè a Africa negou pedido de extradiçao à Italia !!!!
    Estou aqui e tb me reviro à noite de ver,de longe, como os brasileiros entregam o Brasil.
    ISSO E’ NEOFASCISMO °(PSICOLOGICO)..Pra que guerra se tem Internet e imprensa que entrega o pais?
    Nao tem nada a ver com PT e os problemas sociais do pais, isso è SOBERANIA. Se o cara tivesse escapado da italia o ano passado, tudo bem, nè? mas 30 anos!?
    E se foi o Sarkozy que pediu, ta explicado porque o Tarso nao passou pro Gilmar . Por que a gente tem que pagar pela INCOMPETENCIA DIPLOMATICA da Italia com relaçao a França?
    Isso sim è absurdo!!!!!!!!

    Fora que os proprios magistrados estao revoltados com o Berlusconi e pediram a intervençao da ONU na justiça italiana!!!

  10. O Vampiro de Curitiba

    Carácoles, quanta coisa!
    Ainda não consegui sair do primeiro páragrafo:

    “Mas, sim. Quem nos guia? Deus ou o diabo? Ou passou mesmo a onda e o maniqueísmo morreu com a dialética. Nada! Queremos ver UMA COISA somente! Não agüentamos a dúvida. Não agüentamos as meias verdades, apesar de vivermos nelas e criarmos um mar de mentiras ao nosso redor.”

    Só esse parágrafo já dá uma semana de discussão!

  11. KY

    E os nossos VALENTES o que fazem na CASERNA!
    http://WWW.BIGBIQUEI@elpais.com.
    Presidente Descarrega no Laboratório de Investigação Médica na Marinha do Peru

    Por Jim Garamone e da Força Aérea Master Sgto. Adam M. Stump
    American Forces Press Service

    O presidente do Joint Chiefs of Staff unheralded Marinha visitou uma unidade de investigação médica que está a trabalhar com líderes militares e civis peruanos e agências de beneficiar o país, a região eo mundo.

    Marinha Adm. Mike Mullen desviou da sua agenda para visitar o médico investigadores no Naval Medical Research Laboratory Destacamento em Lima.

    O descolamento é uma das cinco instalações da Marinha em todo o mundo dedicados à prevenção de doenças infecciosas. As outras instalações são, na Indonésia, Quênia, Indonésia e Tailândia. Ainda é uma instalação da Marinha, médicos de todos os serviços E.U. trabalhar lá.

    Após o almirante visitou peruana com funcionários como parte de sua viagem à América Latina, ele caiu pela instalação, localizado no Hospital Naval peruana.

  12. amor essa historia do pai é noticia em todos os meios por aqui e ta mais enrolado do que a historia do (agora) suposto ataque da garota suiça-brasileira-pernambucana!
    Melhor mesmo ficar de olho no “Law & Order”!!!
    Beijos saudades!

  13. targinosilva

    A justiça brasileira tem um grande conteúdo político.
    Quando um prefeito perde o mandato, faz se uma nova eleição.
    Quando um governador perde o mandato assume o segundo
    colocado, no caso do Maranhão a segunda colocada é
    a filha do Sarney, presidente do Senado.

    A oligarquia política esta de volta.
    Eta Brasil que não muda.
    Quando é que o Sarney vai ter infarto?
    O Collor de Melo, câncer na próstata?
    O Renan Calheiros, falência múltiplas dos órgãos?
    Oh Deus da uma mãozinha, ajuda esse povo.
    Quando é que o brasileiro vai aprender a votar?
    Quando tiver opções!!!!!!!!!!!!!

  14. S u e

    – Nossa fiquei *curiosa , vou procurar o livro do ** Denny Yang para ler….

    – Ref ao caso : David Goldman
    O caso vem se arrastando a 4anos…o PROBLEMA maior , eh a lei nao cumprida (pois ja foi dado visitacao ao pai…e conseguiram fazer com que essa visitacao nao acontecesse)…eh tudo um *Jeitinho Brasileiro* , pois a familia do padrasto envolvida em questao e gente que tem grana , influencia…enfim familia de *Advogados e Juizes….
    A questao nao eh so voltar ao pai…e como ainda a lei de DIGA quem tu es e direi se podes ou nao….Se a familia do padastro fosse o Ze das Galinhas…..
    Ja teriam se cumprido todos as leis…enfim…

    Mas como se trata de alguem rico, influente…a *Jeitinho Brasileiro* impera mais uma vez….

    Saiu novas reportagens…

    http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1027568-5602,00.html

    Enfim…

    BRASIL…quando vamos acordar e andar na **mesma** lei para pobres , ricos…influentes ou nao….

  15. Chupa Cabra

    CARO GT

    Infelizmente, temos a Justiça lato sensu (Polícia, Ministério Público e Poder Judiciário etc.) mais corrupta e venal do mundo.
    Uns finge que investigam e outros fingem que controlam externamente os fingidores iniciais. Quando se faz direito o trabalho e algum tubarão é preso, outros rasgam a Constituição e inventam teses claudicantes para soltá-los.
    No BRASIL não se respeita as próprias leis, criadas por nossos “exímios” legisladores …., vai se respeitar um tratado importado.

    Se alguma voz na escuridão se levanta é logo calada (Chico Mendes, Dorothy, policiais honestos que denunciaram os corruptos etc.)

    Não há INSTITUIÇÕES SÓLIDAS neste BRASILIS.

    Os bons e honestos hoje são reféns do medo e da corrupção.

  16. Sandra

    Ontem, falando de Orwell, uma passagem de “1984” me veio à lembrança (e não saiu mais): a derrota do protagonista se dá quando ele trai a companheira, ou seja, quando deseja, de coração, que ela sofra a tortura no lugar dele. Não bastava fingir. Ele deveria desejar MESMO aquilo. Depois disso, ele ganhou a liberdade, mas sua vida acabou. Da mesma forma, em “Shooting an Elephant”, a derrota do soldado é quando ele faz o que não queria por pressão popular.

    No livro “O Crepúsculo do Macho”, Gabeira relata um debate com um rival que queria separá-lo da companheira, mandando-os em missões em lugares diferentes, mas ele não poderia dizer isso claramente, e então usava argumentos que mostravam como a separação era importante para a causa. Gabeira tinha de contra-argumentar dizendo que a causa seria melhor favorecida se ambos fossem para o mesmo lugar.

    Aqui, no blog, já nos perguntamos sobre o que esperamos de um debate.
    Quando se entra num debate querendo vencê-lo a qualquer porque:
    -subestima-se o adversário, e julga-o apenas um obstáculo a ser derrubado em nome do que considera um objetivo maior;
    -subestima-se o adversário, e julga-o apenas um obstáculo a ser derrubado em nome de um objetivo egoísta (Gabeira e rival);
    -considera-se o adversário um forte oponente, e deseja-se derrotá-lo a qualquer custo (como em “1984”),
    e atinge-se o objetivo, ou seja, a vitória, a sensação de poder deve ser imensa. Acredito que a pessoa deva sentir-se com um poder próximo ao de Deus. Mas é um engano. Esse é o poder do Mal, que não necessariamente é o poder de uma entidade. É o poder que anula a vida.

    Sabemos que Deus não age assim. Ele não anula nossa individualidade. Tanto que, muitas vezes, cobramos dEle maior interferência. Mas precisamos de dúvidas e incertezas e questões e quebrar a cara para crescer. E não estamos realmente vivos sem crescimento.

    Como disse minha filha:
    Deveríamos agradecer a Deus por estarmos vivos. Ainda quer que Ele resolva nossas vidas?

  17. Neusa Conte

    Gerald, Os esandalos não são “privilégios” do Brasil. Basta os mais recentes de Sir Maddof, a prórpia crise mundial originada aí… Sem contar os fiascos de celebridades Emy Wyne House, a cantora Rhianna espancada pelo namorado , entre váaarios. Mas a questão do menino S., está sendo tratada pelo pai como sequestro, haja visto q a mãe morreu e , neste caso, acredito que em qualquer país, a guarda do filho seria OBVIAMENTE do pai, exceto se está sendo levado em conta o pedigree do padrasto. O fato é que a (IN) Justiça não é uma ciência exata e como diz o ditado: “da bunda de criança e cabeça de juiz ninguém sabe o que vai sair”.

  18. fabiano

    É bem verdade que a Justiça brasileira é tardia, falha e corrupta… mas este não é privilégio nosso. ” …o Tribunal de Haia verá o Brasil como infrator”.. E não vê os EUA como infratores no caso da Prisão de Guantanamo??? E que dizer do massacre de iraquianos civis?? Não, para eles não existe tribunal de Haia…..Não sou contra os EUA não. Muito menos anti-semita, antes que alguém me acuse disto. Eu quero dizer que, em qualquer nação, não apenas no Brasil, “quando o dinheiro fala, a justiça se cala”. E os EUA não são nenhum exemplo neste respeito.

  19. gthomas

    em tempo:

    a foto do Delano eh de Daniella Visco

    entrei rapidinho

    Caetano: era pra eu nao ter escrito?

    aqui NOS States eh escandalo agora

    eh o USA se curvando perante o BR

    de forma errada, obvio

  20. gthomas

    volto mais tarde
    Obrigado Vamp
    e IG por disponibilizar o Blog inteiro
    (FRED, in particular)

  21. Guilherme

    “O Brasil virou o paraíso fiscal da Bandidagem Judicial?”

    Não judicial, que felizmente é minoria, bem poucos mesmo, apesar do enorme estrago que podem fazer (e fazem).

    Mas a bandidagem é sempre política. A marginália pé-de-chinelo presta serviço (indireto) à política, a financeira, a judicial (os poucos que são corrompidos), todos no fim servem, diretamente a interesses políticos escusos.

    E desse mal, sofremos desde 1500. Isso, oficialmente, claro.

    Não vai ser em 10, 20 ou 30 anos que conseguiremos reverter cinco séculos, mas deixar de tentar é leviano.

    Criticar é um bom começo, mas sem agir, nada feito.

    Eu faço o meu e, claro, não é suficiente nem para meu próprio julgamento, por isso pretendo fazer mais, e estou tentando.

    Mas o Diabo? Esse, coitado, injustiçado pela humanidade…

    Tudo o que fazem de ruim, colocam nas costas dele!

    A covardia, não foi Deus nem o Diabo que inventou: foi o homem.

    Diabo virou muleta para desculpar o aleijado!

    Tadinho do Diabo…

    Já Deus não tá ligando pra discussão, porque sabe onde ela termina.

    Então, pra quê se estressar?

  22. Silvério Cardoso Corrêa

    Vampiro.

    Vc disse:
    “Silvério, deixe de lulices!
    O que está acontecendo tem nome: Cárcere privado!
    Simplesmente o filho do americano está impedido de voltar ao seu lar nos Estados Unidos”.

    Também não é caso de carcere privado, porque o menor não pode viajar sem consentimento de quem lhe detem a guarda que no caso é do padrasto. Se o padasrto não deixa ele viajar é um direito dele que detem a guarda.

    Está até errado do ponto de vista ético e moral o padastro agir desta forma, pelo menos para nós que vemos de fora, sem ter acesso ao processo. Mas juridicamente está perfeito.

  23. André M.

    Prezado Gerald

    Alguns detalhes sobre o caso Sean Goldmann:

    1 – O tal padrasto-advogado foi o advogado contratado pela mãe do menino Sean para se separar do americano pai do menino Sean;

    2 – O tal padrasto-advogado é pessoa com livre transito nos tribunais cariocas, pois sendo filho de um dos maiores advogados de direito de família carioca, lhe garante não só o conhecimento jurídico para manobrar diversas chicanas protelatórias, como ter acesso privilegiado a alguns juizes e varas;

    3 – A imprensa brasileira tem medo de divulgar o caso, por conta de decisão judicial contra a Rede Record proibindo de veicular matéria sobre o assunto (alegaram se tratar de caso que envolve menor, segredo de justiça, essas coisas, mas o fato é que pesa o bom transito do advogado-padrasto nos tribunais), por isso ele repercute mais em blogs do que em head lines.

    Na revista Piaui teve uma materia interessante sobre o caso. Mais interessante de tudo é que o Brasil se envolveu em situação semelhante a anos atrás (porém no polo inverso), quando o menor Iruan foi retido em Taiwan pelo tio após a morte dos país biológicos. Neste caso, o regresso de Iruan foi comemorado de forma triunfal (nada mais justo, digasse de passagem). Faltou ao tio de Iruan o conhecimento jurídico e o bom transito que o padrasto-advogado de Sean tem.

    Revista Piaui

    http://www.revistapiaui.com.br/edicao_26/artigo_812/A_busca_do_filho.aspx
    (talvez precisem fazer cadastro, mas vale a pena. No site da campanha do retorno de Sean tem a cópia da matéria)

    Não gosto de falar mal da justiça no Brasil. Existem na atividade, como em qualquer outra atividade, aqueles que se locupletam das vantagens adquiridas, das amizades conquistadas, para poder tirar proveito, enquanto a grande maioria é honesta e tem bom senso. Não sei o que leva o tal padrastro-advogado a agir assim. É caso muito sério. É uma pena que ações deste tipo não possam ser coibidas com facilidade.

    Mas o que aqui se faz, aqui se paga.

    Saudações cordiais.

  24. O Vampiro de Curitiba

    Silvério, o filho é americano, o pai é americano. Quem deu a guarda ao padrasto brasileiro???? Que é isso???

  25. gilberto jesus ferraz

    Quanta cortina de fumaça, para esquecer a crise que os americanos estão socializando pelo mundo, a Sra. Clinton em vez de querer discutir subsídios protecionistas, prefere ser advogada de criança abandonada pelo conflito familiar, vamos publicar receita de bolo e discutir quem fez o melhor bolo?

  26. Renato

    Law and Order é bem divertido… Às vezes assisto, só pra ter a ilusão de que a Justiça pode ser uma instituição de fato e não apenas um conceito abstrato. Também gosto de House – adoro personagens mal humorados.

    No Brasil, a personalização da nossa labiríntica Justiça é só mais um sintoma do eterno patrimonialismo brasileiro. Recomendo Faoro – é, pra mim, certamente o mais chato dos teóricos do Brasil, mas talvez seja o que melhor desnudou esse lado negro do nosso caráter (entendam não como o caráter das elites, mas como o caráter do povo brasileiro mesmo). Quando leio Faoro e Sergio Buarque de Hollanda, fico pensando se, em algum dia, seremos melhores do que hoje somos. Acho que materialmente sim, culturalmente talvez, intitucionalmente não – essa geléia geral parece estar meio que no nosso DNA mesmo.

  27. Sandra

    Gilberto, por que não cuidar dos dois problemas?

  28. peloamordedeus era SUPER PARA TER ESCRITO!!! só para dizer mesmo que a (in)justiça ‘cansa e não clama’!!!!
    Também, ninguem conseguiria escrever sobre isso com tamanha sofisticação
    beijos

  29. Sandra

    Há algo na história do pai biológico que o desautorize à guarda? Porque, apesar da criança já estar adaptada ao Brasil, inclusive pelo fato do pai ter sido privado de seu convívio, aceitar um sequestro abre um precedente sério. Há alguns anos, uma garota brasileira roubada foi devolvida a seus pais biológicos brasileiros, apesar da família brasileira ter menos posses e dos pais serem separados e da garota estar há muito tempo com a família de adoção. Acho complicado aceitar isso, pois, se não for feito nada, todo mundo vai continuar sequestrando crianças.

  30. Qual o nome que se dá pra quem tem horror ao país que nasceu?

    “Enviado por: O Vampiro de Curitiba

    Silvério, o filho é americano, o pai é americano. Quem deu a guarda ao padrasto brasileiro???? Que é isso???”

    Meu Deus!!!! Cara…, aqui é BRASIL, o filho da brasileira está em solo brasileiro!!!!!! As leis são daqui!!!! Que mente simplista vc tem…

  31. Aninomyous

    Particularmente não sei discutir isso a fundo…explico, não sou pai, mas fui filho e tive muita sorte pois foi tudo de bom, acredito que a justiça devesse levar em conta o depoimento do garoto, usando psicologos (tipo leva ele pra brincar com psicologos, aí na brincadeira ele expõe quem é o pai pra ele, quem é o padrasto, quem foi sua mãe, o que aconteceu…tudo levado na boa) e não levando a uma tribuna fria e um monte de gente com ar serio e compenetrado, até porque se for feito algo assim com uma criança ela pode ‘mentir’, o padrasto, a mãe ou o pai podem influenciar e a criança ‘sem envolvimento ou confiança’ irá seguir as ordens mesmo que seja contrário ao que ela deseja falar…penso algo assim, e se está tudo bem, fazer o menos traumático possivel mesmo que isso signifique retirar o menor da família e deixar sob tutela do Estado.
    Mas, imagino o ponto de vista do Pai, sendo que por exemplo, se fizer um paralelo com Deus, à princípio eu não tenho filhos, sou livre pra ‘zoar’ e ficar ‘de bobeira’, minha responsabilidade e preocupações são ‘comigo’ mesmo, e meu pensamento ‘egoista’ me diz: “tá bom assim, deixa rolar, se acontecer natural é bom, senão é melhor não forçar”, e assim eu vou levando, já quando alguém tem um filho, vê sua ‘cria’ (tura), talvez no mesmo instante o ‘pensamento’ intimista se torne algo horrendo, e então o ‘amor’ por ele se torne algo que jamais vc deixará de lado…contrariando algum machão de plantão que diria: “joguem o moleque no internato e vão curtir a vida”…entende o paralelo?
    O padrasto por sua vez, dependendo da história pode criar sim vínculos com o filho de sua finada esposa, ele pode ver ele como um pedacinho dela ainda no mundo, mesmo que tendo um filho legitimo de ambos…isso é algo que voltando ao início de meu comentário, me faltam elementos para poder tentar discutir a fundo.
    O ideal seria ambos passarem por cima do orgulho, se ambos amaram a mesma mulher, ela morreu e ficou um filho do primeiro, ele tem o direito de participar principalmente se for gente boa…a justiça pode ter maus elementos, mas se até bandido se dá bem recorrendo aqui e ali, digamos, um bandido recorre a outros juizes bandidos de outras instancias, o pai se for bom deve procurar recorrer a outros juizes não bandidos de outras instancias…não sei se falei besteira, mas somente um juiz pode levar ao Supremo Tribunal Federal para contestar outro juiz, ou algo assim então ele precisa abrir outro processo e encontrar um juiz favorável à sua causa ao invés de insistir contra um mesmo Magistrado insensível…no Brasil é mais ou menos isso, porque se vc usar mecanismos externos, então pode ser que os juizes defendam a causa do Juiz contestado (Corporativismo) ao invés de julgarem o assunto certo que é de foro particular das famílias em questão.

  32. O Vampiro de Curitiba

    17:06, quer dizer que podemos sequestrar qualquer criança estrangeira que esteja de férias em solo brasileiro?
    Me desculpem, mas terei que plagiar a minha polaca braba (sim, com “b” mesmo): ME POUPE!

  33. Qual o nome que se dá pra quem tem horror ao país que nasceu?

    Sandra

    Sim, realmente é um horror o Brasil ficar “sequestrando” crianças que vem pra cá, com autorização dos pais!!!! Mas os outros países podem fazer isso, sem problemas, alías, nos outros países eles estão mais bem acomodados… e são tão generosos quando entregam as crianças roubadas… Nós? Somos uma sociedade só de defeitos… O bom é viver lá fora!!!

  34. Qual o nome que se dá pra quem tem horror ao país que nasceu?

    17:16, me poupe vc! A palavra “sequestro” vem da sua boca, e de todos aqueles que aqui estão, e repetem a mesma palavra dita por GT!

  35. Cara Gerald, você ouviu só um lado. Já viu a versão do advogado da mãe?

  36. Caro Gerald, você ouviu só um lado. Já viu a versão do advogado da mãe? sua opinião passional é basicamente baseada em apenas um lado da questão. Um erro primário.

  37. ronald

    É bem provável que prendam o pai da criança caso ele venha buscar sua filha, afinal, quem ele pensa que é?
    Isto aqui é o país do bizarro.

    Aqui em Ilhabela esiste uma praia chamada Castelhanos, hoje diversos jipes fazem o trajeto levando turistas até a mesma.
    Como nos tempos do faroeste, ladrões encapuzados sairam da mata e, roubaram todos os jipes e todos os turistas que estavam indo até a praia, e não foram poucos.
    Se por um acaso alguém quiser vir a Ilhabela, não se esqueça, traga um pouco a mais para os ladrões.

    Se vc espera justiça neste país, compre uma cadeira para ficar esperando sentado, porque em pé cansa.

  38. santanna

    O mais assombroso nessa estória, e que a torna realmente rocambolesca é a parte da mãe ter morrido; a criança sobreviveu??
    Neste caso: duas crianças sem mãe… uma criança com dois pais… uma das crianças sem ter sequer conhecido a mãe… nacionalidades diferentes… justiça pelo meio da estória… daria mesmo um livro!

    Acho que o coment. do André M. das 16:34 explica uma boa parte da “complicação”…

  39. Sandra

    “Qual”, se usarmos esse critério para outros, também teremos que aceitá-lo quando pais levarem crianças brasileiras para outros países. Há algum tempo, um garoto brasileiro foi visitar a família do pai biológico na China. O pai faleceu, e a família não quis devolver o garoto. Teve de devolvê-lo à mãe brasileira. Alguns pais levam crianças para países do Oriente Médio, e, pelas leis desses países, a guarda pertence ao pai. Também é uma briga para as mães brasileira terem-nas de volta. Fora o caso de crianças brasileiras roubadas e vendidas a outros paises por organizações criminosas. Como mencionei no comentário anterior, optou-se por devolver uma criança perfeitamente adaptada à nova família para que essa prática fosse coibida.

  40. O Vampiro de Curitiba

    17:24, é por pessoas como você que este país tem a imagem que tem!
    Não precisa ter muito senso jurídico, é apenas uma questão de lógica, de bom senso. O menino só veio passar férias aqui no Brasil. A mãe brasileira (por que será que a mulher brasileira tem essa fama no exterior?) engravidou do advogado, morreu, e o advgado resolver ficar com o menino americano…
    Eu sou uma pessoa que faço uso da lógica, apenas isso. Quer ver só? A lógica me diz que você é petista. Você vai jurar que não, é, sei, ninguém é mais petista… entendo.

  41. Aninomyous

    Se bem que o kra é advogado…padrasto e advogado ninguém merece! heheheheheeeeeeeeeeeeee…

    Um engenheiro no Inferno
    O engenheiro desceu aos portões do inferno e foi admitido. Mal havia chegado, já estava insatisfeito com o baixo nível de conforto do inferno.

    Logo começou a fazer projetos e várias obras de benfeitorias tomaram início.Verificou que o grande calor gerado com o fogo do inferno poderia converter em energia.

    Verificou também que os precipícios que lá existiam poderiam proporcionar vistas panorâmicas.

    Pouco tempo depois já havia no inferno setores aclimatizados com ar condicionado, escadas rolantes, elevadores panorâmicos, piscinas com água aquecida, jacuzzis por toda parte, campos de golfe, shopping centers, etc…

    Com a climatização foi possível criar vários paisagismos diferenciados.

    O Diabo estava adorando o serviço e o engenheiro virou um cara muito popular por lá.

    Um dia, Deus, preocupado pois o Diabo estava quieto faz tempo, chamou-o telefone e perguntou, ironicamente:
    – E aí diaba rampeira, como estão as coisas aí embaixo ?

    E o Diabo respondeu:
    – Deusdeeeeeete! Há quanto tempo que você não me liga! Que saudade de você menina! As coisas aqui embaixo estão uma maravilha! O inferno tá que tá uma chiqueza só! Agora temos ar condicionado central, banheiros reformados com granito italiano, escadas rolantes, elevadores panorâmicos, e mais um monte de coisas. Isso sem falar na praia artificial com ondas que o nosso engenheiro está planejando para breve! Tô até aprendendo a jogar golfe! Chique né?

    Do outro lado da linha, surpreso, Deus exclamou:
    – O quêêêêêêê!?! Vocês têm um engenheiro aí? Isso foi um engano! Engenheiros nunca vão para o inferno. Mande-o subir aqui céu, imediatamente!

    O Diabo respondeu:
    – Neeeeem que a vaca tussa! Sem chance! Eu gostei de ter um engenheiro e ele fica aqui.

    Deus, já mais irritado, fala em tom de ameaça:
    – Mande-o para cá, agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.

    Eis que o Diabo soltou uma gargalhada:
    – Hahahaha! Deusdete, minha nêga, você é uma comédia! Onde você pensa que vai arrumar um advogado aí no céu?

  42. mauricio

    ´´ Geraldo , não le o contéudo do seu comentario , parei no titulo , BRASIL PARAISO DA BANDITAGEM DO JUDICIARIO ………. E O SEU U.S.A . É PARAISO DE BAGDA
    E DOS IRAQUIANOS , É REALMENTE JÁ TEM MAIS DE 100 MIL NO PARAISO …100 mil deles iraquianos .
    Por que vc não vai há bagda , convencer os iraquianos ,de que o seu U>S>A … é um povo evoluido ….

  43. Sandra

    Santanna, o caso é idêntico ao de um garoto filho de um chinês, que o levou para visitar a família chinesa e faleceu. Só mudaram os lados.

  44. Sandra

    “Qual” você leu direito o meu comentário onde eu disse que a criança foi DEVOLVIDA aos pais brasileiros. Quer dizer, os outros países TAMBÉM NÃO PODEM
    SEEEEE- QUEEEES- TRAAAAR
    crianças brasileiras?

    Mesmo que as famílias estrangeiras sejam mais ricas? Mesmo que os pais brasileiros sejam separados? Mesmo que a criança já esteja adaptada?

  45. Qual o nome que se dá pra quem tem horror ao país que nasceu?

    17:24, pra vc, o Brasil é dividido em petistas e não petitas, se vc é um não petista, com certeza eu sou um petista, se usar a inteligência vai entender o que eu disse! Agora vc foi tão infeliz em dizer que a mulher brasileira lá fora tem uma péssima reputação, pq quando voltam pro país onde nasceram, ficam dando mole pra todo mundo, vc está sendo muito infame!!!!

  46. Silvério Cardoso Corrêa

    Quem deu a guarda ou o que o vala ao padrasto foi algum miritíssimo, a criança precisava que alguem fosse responsavel civilmente por ela no Brasil, se a mãe morreu o padrasto requereu e conseguiu, poderia ter sido os avós maternos se existem, ou um tio, alguem que zelasse pelo bem estar do menor.

  47. Ekran

    O mundo na mão de advogados, contadores e administradores financeiros dá nisso: IMPUNIDADES e CAOS FINANCEIRO.

    Estamos na Era do Gelo da nossa espécie.
    Um dia seremos descobertos por escavações e os que nos decifrarem terão, enfim, as respostas que não conseguimos pois nem sabemos quais perguntas fazer.

    Aposto que o garoto volta para os EUA, depois desse sensacionalismo todo, com as custas processuais pagas pelo governo brasileiro como reparação de danos ao pai legitimo.

    Os EUA tem varios interesses financeiros no Brasil e esse caso não pode atrapalhar o andamento dos negocios.

    Business as usual.
    (se fosse o inverso, com o garoto retido nos EUA e pai natural brasileiro, já era, mas isso é outra conversa)

  48. Silvério Cardoso Corrêa

    Quem está usando a palavra “sequestro” para o caso é o pai da criança em sua defesa.

    Ele deve e pode usar todos os meios para sensibilizar as pessoas e a “opinião pública”. Mas o termo é errado.

    NESTE CASO NÃO EXISTE A FIGURA DO SEQUESTRO e nem tão pouco de carcere privado.

  49. O Vampiro de Curitiba

    17:41, para eu não ficar me repetindo, minha visão sobre a visão do exterior sobre o Brasil:

    http://colunistas.ig.com.br/geraldthomas/2009/02/16/da-lhe-brasil/

  50. Fulgêncio Jr.

    Pô Vampiro, você não tem jeito,
    “deixe de lulice” foi ridiculo.
    Daqui à pouco a culpa é do Lula.
    Para com isso.
    Isso tá mais pra Gilmar “Dantas” Mendes,
    mestre de muitos que aqui comentam.

    Abraço
    Fulgêncio S. Jr.

  51. santanna

    “…Ou a igreja passa por uma reformulação total, mudando seus dogmas,
    diminuindo a sua ignorância sobre o universo físico e humano,

    Admitir que Cristo era um filosofo e não um filho de Deus.
    Admitir que o cristianismo é uma filosofia e não uma religião.
    Como filosofia, o cristianismo pode ser discutido e melhorado.”
    (Targino, 15:33)

    Targino,

    A Igreja tal qual ela é hoje, pode não atender aos seus anseios, mas ainda atende aos anseios de milhões de pessoas.
    E essas pessoas levam em conta um fator que vc não conhece, por ser ateu, a fé. Nesse sentido, qq argumentação da sua parte é facilmente derrubada por qq católico fervoroso, letrado ou não.
    E na minha opinião, não existe essa “ignorância sobre o universo físico e humano”, existe uma abordagem diferente.

    abraços

  52. O Vampiro de Curitiba

    Fulgêncio, culpa do Lula??? Como assim??? O Lula, é óbvio, não sabe de nada… Apesar do caso já estar até nas mão do Obama…

  53. Japa de CUritiba

    RAHHH, faz de conta que isso acontece apenas nesta porra de país e generalizam os poucos que ainda cumprem o seu papel no judiciário, a impunidade está em todo mundo, assim como DEUS e o DIABO são escritos com D.
    Já que o pai da criança é tão vitima quando o filho, pq ele ñ acionou o governo EUA, que sempre gosta de se envolver em brigas e tomar a dor dos seus patriotas?
    Ah se lascar e ainda falam que brasileiro é povo burro.

  54. O Vampiro de Curitiba

    Só espero que nosso herói Celso Amorim não resolva intervir…
    Só de pensar na hipótese, já sinto nauseas…

  55. Silvério Cardoso Corrêa

    Intervir no caso através de influencias é o tipo do “jeitinho” que todos nós somos contra, pelo menos falamos que somos.

    É um caso que está entregue a justiça brasileira, e ela deverá soluciona-lo.

    E que a solução seja boa para a criança, não para o pai ou padrasto.

  56. [=

    Caríssimo Gerald,

    Eu preciso apreciar mais o caso para ter alguma opinião. Mas concordo que nossa Justiça é falha. Ou melhor: nossa Justiça faz injustiça ( mais do que o comum).

    Num post passado eu comentei a respeito da vitória do injusto sobre o justo. Essa vitória ocorre num lugar em que não há punição; num lugar sem a espada da Justiça; num lugar em que a Justiça tem olhos para distinguir os conflitantes. Ou seja: num lugar injusto!

    ”A República”, de Platão, é um livro que, em meio a tantos temas relevantes, trata de Justiça. Eu tenho vontade de publicar dezenas ou mais de passagens que caberiam no presente artigo. Mas é um tanto impossível, de modo que transcrevo a seguinte passagem dita por Gláucon:

    “E, se minha liguagem for rude demais, lembra-te, Sócrates, que não sou eu quem fala, mas os que, em vez da justiça, elogiam a injustiça. Eles dirão que, sendo esse seu modo de ser, o justo será açoitado, torturado, agrilhoado, terá oos olhos queimados e, por fim, depois de sofrer toda espécie de males, será empalado e reconhecerá que o preciso não é querer ser, mas parecer ser justo.”( p.53 ou 361e.Platão.A República. Ed. Martins Fontes. São Paulo. 2006)

    Essa afirmativa acima vale num lugar em que a Justiça não existe. Pois numa cidade civilizada em que a Justiça existe e pune os infratores, ser injusto é arriscado demais. O injusto não tem chance de conquistar proveitos por muito tempo. A IMPUNIDADE É QUE DÁ ESPAÇO PARA A INJUSTIÇA. Em outras palavras: ocultar a injustiça, por meio de ilegalidades e, ouso dizer( ou nem ouso tanto), legalidades, é o que garante a injustiça.

    Qualquer associação de pessoas para cumprir suas finalidades, precisa de alguma forma de Justiça. Isso vale para a máfia italiana que, como vemos nos seriados, livros e etc., pune seus transgressores, até o nosso Estado de Democrático de Direito. Este, se quiser ser mais do que um nome, garantindo a Democracia e o Direito, precisa punir, precisa se realizar.

    Sem dúvida, um ótimo post que, de qualquer modo, retrata a situação moribunda da Justiça brasileira e tantas outras.

    [=

  57. [=

    errata:

    ” …apreciar mais o caso do norte-americano sem filho…”

    [=

  58. santanna

    Anino 17:32,

    Amei a piada! 🙂

  59. Pai e seus filhos biológicos. Pais com os filhos dos outros …

    Cá pensando e algumas dúvidas eu tenho. Tentarei dividi-las com voces – talvez possamos … pelo menos … mudar o foco da velha “picuinha” tipo … “rico, político, empresário, é sempre o culpado das desgraças dos “pobres” dessa vida”.
    “Pobres de espírito”? “Pobres de tudo”?

    Voce tem certeza que seu filho biológico é seu? Como reagiria se viesse a saber que não é? Se o pai biológico o tomasse de voce e/ou a mãe lhe revelasse esse segredo, como se sentiria?

    Voce tem certeza que não será aporrinhado por um dos pais biológicos de alguma criança que voce adotou legalmente?

    Voce tem certeza que pai biológico é o que “vale”?
    etc… etc… “n” possibilidades temos, não é mesmo?

    Voce tem certeza que, ACIMA de qualquer batalha jurídica, pensaria sòmente no BEM-ESTAR GERAL DESSA CRIANÇA?

    Respondeu sim à última pergunta? Carinho, amor, dedicação, cumplicidade, responsabilidade, proteção, etc… etc… estão embutidos nesse “pacote da paternidade”, certo?

    Sim; voce respondeu sim, não é mesmo? Então, penso que voce exercita bem sua paternidade – entendo assim, também.

    Lastro familiar? O guri veio de lá com 4 anos. Hoje tem nove. Sua
    meio-irmã nasceu em setembro de 2008. Logo, o papi biológico dele não foi “surpreendido” pela gravidez da ex-esposa. Avós, tios, primos do lado materno sempre estiveram com ele, pelo que se divulgou na mídia. A mãe é brasileira e …?

    O pai americano, parece, não era muito chegado a trabalho; a mãe e o padrasto tem excelente status sócio-eonomico-financeiro e … Será que esse pai biológico não está pensando em money, também? Não sei; ocorreu-me essa “idéia”, agora!

    Era modelo “free-lancer”, não tem profissão ou emprego definido e … Caso o padrasto fosse um “zé-mané”?

    Estaria ele tão empenhado assim na guarda do filho? Pensando: Holofotes para cima do “bonitão de 1.86m.”. Centenas de “luzes, câmeras, ação” na direção de … pobre pai biológico … Pobre pai, de garotinho herdeiro da mãe?
    O padrasto? Acredito que não precise desse expediente de filho herdeiro – não mesmo; nasceu em “berço-de-ouro”.

    Dr. Silvério, não entendo nada de leis – corrija-me se estiver pensando tolices, sim? Ninguém aqui viu processo algum; só estamos trabalhando “hipóteses” (rs). Por favor, o faça – acho que “me embolei toda” nessa questão! “brigadão”, desde já!

    Beijão a todos!
    Susan

  60. Ekran

    Eis o assunto na imprensa local.
    Teremos em breve a visita de Obama e antes disso, tudo deve ser resolvido…alguem duvida?

    – – – – –
    Hillary pede ao Brasil que devolva menino ao pai nos EUA
    REUTERS

    RIO DE JANEIRO – A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou nesta quarta-feira que pediu ao governo brasileiro que devolva um menino de 8 anos a seu pai norte-americano, intervindo numa disputa internacional sobre a guarda da criança.

    Hillary Clinton disse que tratou do caso “nos escalões mais altos” do governo brasileiro e os exortou a conceder ao cidadão norte-americano David Goldman a custódia de seu filho, Sean.

    “Sob todas as leis conhecidas de adoção internacional, Goldman obedeceu todas as regras”, disse Clinton, em Jerusalém, ao programa “Today”, da emissora NBC. “Ele se apresentou e apresentou sua reivindicação, que tem peso maior, já que, como pai biológico, ele tem todo direito de ter a guarda de seu filho.”

    De acordo com o Itamaraty, o chanceler Celso Amorim disse à secretária durante encontro em Washington, no dia 25 de fevereiro, que entendia a sensibilidade do tema, mas que o caso estava sendo resolvido na esfera da Justiça.

    “É um caso da esfera jurídica que está sendo decidido pela Justiça”, afirmou um assessor do Itamaraty.

    Goldman era casado com a brasileira Bruna Goldman, que em 2004 viajou com Sean ao Brasil, e então se divorciou e permaneceu no país. Goldman qualifica o caso como sequestro internacional de criança. Bruna morreu no ano passado, no parto de sua filha, e seu novo marido se recusa a entregar o garoto a Goldman, que vive em Nova Jersey.

    O novo marido, que é advogado, vive com o menino no Rio de Janeiro, onde no mês passado Goldman reviu seu filho pela primeira vez em quatro anos.

    Até agora os tribunais brasileiros vêm negando a guarda a Goldman, apesar de tanto o Brasil quanto os EUA serem signatários da Convenção de Haia sobre Sequestro Internacional de Crianças, de 1980. O tratado afirma que uma criança levada de um país por seu pai ou mãe, violando os direitos de custódia do outro genitor, deve ser devolvida prontamente a seu país de origem, enquanto se desenrolam os processos na justiça.

    O Superior Tribunal de Justiça (STJ) informou que a 16a Vara Civil da Justiça Federal no Rio de Janeiro vai julgar as ações de busca, apreensão e restituição de menor, promovidas pela União Federal com fundamento na convenção de 1980, e de paternidade sócio-afetiva cumulada com posse e guarda e referente à mesma criança, proposta pelo padrasto. A data do julgamento não foi informada.

    Hillary Clinton disse que há 46 casos desse tipo envolvendo o Brasil e comparou o caso à disputa, muito divulgada, ocorrida entre os EUA e Cuba em 2000 em torno do menino cubano Elián Gonzalez.

    “O lugar certo para uma criança é com sua família, e não há razão pela qual David Goldman não deva receber seu filho de volta. Esperamos que esta disputa seja resolvida muito em breve”, disse Hillary. “Obviamente, se não for, vamos continuar a tratar dela com o governo brasileiro.”

    O presidente Lula deve visitar o presidente dos EUA, Barack Obama, em Washington em 17 de março, quando se reunirão pela primeira vez desde que Obama tomou posse, em janeiro.

    (Por Stuart Grudgings no Rio de Janeiro e Andy Sullivan em Washington)

  61. KY

    ALIBARBUDO não está só!
    http://www.Elpais. – Lluís Bassets
    http://www.BIGBIQUEI@elpais.com.
    Max Weber en la Casa Blanca

    Ningún gobernante puede eludir la disonancia entre la ética de la responsabilidad y la ética de la convicción estudiada por Max Weber hace casi un siglo en su conferencia La política como profesión. Como Barack Obama no iba a ser una excepción, no han bastado ni siquiera cien días para que empezaran a apuntar algunas minúsculas señales oscuras, todavía pequeñas motas de polvo, sobre su radiante imagen. El nuevo presidente dio pasos contundentes, solo llegar a la Casa Blanca, con sendos decretos presidenciales en los que se prohíbe la tortura y se programa el cierre de la base de Guantánamo para 2010. Su compromiso con esta política de respeto y promoción de los derechos humanos ha tenido un sonoro reflejo en dos de sus grandes discursos, en la toma de posesión y en su primera alocución ante las dos cámaras reunidas, que se sintetiza en su idea de hacer compatibles la seguridad nacional y la defensa de los valores democráticos.

  62. O Vampiro de Curitiba

    Susan, o pai biológico já gastou mais de 350.00 dólares tentando resgatar o seu filho. O SEU FILHO. O SEU FILHO!!!
    O caso está sendo tratado pela Hilary Clinton, acho que não se trata de alguém querendo tirar vantagens. Pra mim isso pouco importa. Importa é que o pai quer ficar com seu filho que veio passar férias no Brasil e não voltou mais!!

  63. [=

    ”O mundo na mão de advogados, contadores e administradores financeiros dá nisso: IMPUNIDADES e CAOS FINANCEIRO.”( Ekran)

    Mas convenhamos, Ekran: pior sem eles.

    [=

  64. Silvério Cardoso Corrêa

    Susan Judia

    Seu raciocínio acho corretíssimo.

    Aliás, estava escrevendo aqui um post sobre esta questão de que ninguem aqui conhece o processo.

    Mas as pessoas se deve ater, e voce mesmo disse em outras palavras é o bem estar da criança.

    Ninguem aqui conhece o processo… ninguem aqui conhece as partes envolvidas.

    O que deve prevalecer é o bem estar do menor e não de seu pai biologico ou de seu padrasto.

  65. Alguém sabe me dize o que o menino americano do qual nem o nome eu sei pensa de tudo que está acontecendo?
    Ele foi perguntado por alguém com quem deseja viver e por quê?
    Alguém sabe me dizer a razão porque o detentor da guarda do menor atualmente deseja tanto que o pai biológico não tenha o filho de volta?
    Existe alguma herança ou soma considerável de valores materiais agregados à decisão do quem fica com quem?
    A verdade é que o cidadão norte-americano amarga alem do fato de ser traído pela mulher ainda o desgosto de ter seu filho seqüestrado, ou seja, qual nome mais sofisticado possam estar usando para justificar a situação atual.
    A coisa toda é muito séria.
    O governo norte-americano não entraria numa fria afobada mente como o nosso presidente que antes mesmo de uma melhor analise dos fatos foi logo berrando ufanismo no caso da advogada Paula acontecido em passado recente na terra dos relógios e dos saborosos chocolates, alem das cabeças raspadas e dos bancos que nada tiveram com o caso, mas foram muito lembrados.
    As minhas perguntas iniciais embora irrelevantes para a decisão do estado atual do caso são ao meu humilde ver de muito valor em relação aos sentimentos do menor que talvez nem saiba direito o que está ocorrendo.
    Pelo informado ele durante todo este tempo só teve um encontro com o pai.
    Mais do que muitos possam imaginar eu sei e por experiência pessoal o estrago que um bom advogado pode causar em uma família. Pode inclusive destruir famílias.
    Posturas de advogados são amparadas por leis escritas. Cumpre-se ao final o que diz a lei.
    Juízes erram sim. mas existem embargos e apelações que sempre são possíveis de serem realizados em instancias superiores a medida que as passadas não atendam a expectativa de direto do requerente.
    Às vezes a batalha é longa e desgastante, mas ao final a lei será cumprida. mesmo que partes envolvidas sofram ela será atingida.
    É bom que todos nos participemos destes tipos de debates, pois de alguma forma iremos aprendendo um pouco de nossos direitos e também iremos notar o quanto de mesquinho covarde e corrupto pode estar disfarçado e protegido ao manto de autoridades corruptas e corruptoras.
    Esperem.
    Confiem.
    DURA LEX SED LEX

    No cabelo só Gumex (esta não resisti devida ser propaganda do meu tempo de infância).

    Gerald, parabéns pela matéria. Oportuna.Ilustrativa e até educativa.
    Também seqüencial. Discutíamos pena de vida ou de morte.
    E neste caso ao final um filho literalmente ou viverá ou estará morto para o pai biológico.
    Infelizmente mais um vexame internacional.
    A única coisa que me faz rir é imaginar um nosso já conhecido dizer ao Barak Obama que: – Eu não sabia de nada colega presidente. Mas vou apurar.deve ter sido erro do FHC.
    Rsrsrs.
    Não estou rindo. Nem chorando. ESTOU PUTO DA VIDA.

    Já não bastava a palhaçada de ontem no senado?

    Obrigado.

    Pacheco.

  66. Vamp, onde o pai arranjou essa dinheirama toda??? US$ 150.000.00 foi de “acordo anterior”, pelo que sabemos, pela mídia!!!

    Beijão para você, pé-vermelho (rs)!
    Susan

  67. Silvério Cardoso Corrêa

    Ekran

    Hillary disse isso?

    “O lugar certo para uma criança é com sua família, e não há razão pela qual David Goldman não deva receber seu filho de volta. Esperamos que esta disputa seja resolvida muito em breve”, disse Hillary.

    Existem muitas razões para que um filho não fique com o pai biologico, inúmeras.

    Conheço casos na justiça que o juiz transfere a guarda de menores para pessoas diferentes de familiares por diversos motivos: abandono, agressão, drogas, prostituição, várias outras.

    Nem estou dizendo que é o caso. Não conheço o processo. Mas não creio que nos EUA seja diferente.

  68. O Vampiro de Curitiba

    Susan, confesso que eu não sei muito a cerca do caso. Mas, a princípio, o pai biológico não está em nenhum desses casos citados pelo Silvério.
    Ah, e não é “pé-vermelho”, e sim “pé-vermeio”. (Para os residentes do norte do Paraná, o que não é o meu caso).
    Beijos, querida!

  69. Silvério Cardoso Corrêa

    José Pacheco Filho

    Advogados não destroem familias como você disse.

    Quando a nós chegam os casos de família, pode ter certeza, estas, para caso de separação já estão “destruidas” pelo próprio casal.

    Por dever de ofício, e isto é muito comum, o advogado tenta conciliar as partes, eu mesmo já consegui conciliações em meu escritorio, conversando com casais.

    Não nos tome de forma tão horrenda.

    Sobre ouvir criança em casos tais. Pela idade da criança, nove anos, não é comum ouvi-la. A partir dos 13 anos geralmente ela é ouvida e lhe é perguntado inclusive com quem quer iria querer ficar. Agora, com nove anos, não veverá ser ouvida, ficará a merce da decisão do Juiz.

  70. O Vampiro de Curitiba

    Silvério, mas também nem sempre a separação significa a destruição da familia. No meu caso mesmo, minha ex esposa é minha melhora amiga.
    Mas, em todo caso, deixe o seu cartão. Sabe como é, né? Nunca se sabe…

  71. Silvério Cardoso Corrêa

    José Pacheco Filho

    Com relação ao nome do menino, também não sei o nome dele ainda.

    Mas por se tratar de menor, seu nome não é divulgado pela justiça, aparecendo apenas as iniciais do nome, tipo como seria o seu J.P.F. ou o meu S.C.C.

    Mas em casos que tem repercussão como este e outros, acaba vazando o nome. Aguardemos que vai aparecer.

  72. Silvério Cardoso Corrêa

    Vampiro

    Minha ex também é minha amiga, sem problemas.

    Quanto ao cartão… não… acho que melhor não.

    uhauahauahuahauahauahauahauahauahauh

  73. Pacheco: Prestenção (rs) por favor!

    ELA NÃO TRAIU O MARIDO! “Inventa moda”, não (rs)!

    Voltou para cá, providenciou seu divórcio; conheceu outra pessoa; namoraram, casaram-se e a garotinha meio-irmã do garoto nasceu ANO PASSADO, setembro/2008!

    Beijão pra ti!
    Susan

    Vou saindo agora, de “fininho”, porque acho que nosso querido GT está “armando para cima de nós” – tipo assim … “essas mulheres” … (rs)

  74. Silvério Cardoso Corrêa

    O menino se chama Sean.

  75. André M.

    Prezados Pacheco e Silvério

    O nome do menino é Sean. Sean Bianchi Goldman.

    Olhem o site que fizeram nos USA para o caso:

    http://bringseanhome.org/home.html

    ——————————————

    Prezada Sandra

    O menino que tu refere não é chinês. É brasileiro filho de uma brasileira com um taiwanês. É o caso Iruan. Foi em 2001.

    Saudações cordiais

  76. O Vampiro de Curitiba

    Silvério, você como advogado, como conhecedor das leis, como operador do Direito, deveria saber que não se pode divulgar o nome do menor em questão. Sinto em informar-lhe, mas terei que representá-lo junto à OAB!
    hahahahhahah… calma, cara! Brincadeira!
    hahahahhahhhahah

  77. O Vampiro de Curitiba

    É aí, Silvério? Acha que eu daria um bom advogado? Hein, Silvério? Ou, quem sabe, um bom procurador? Hehe…

  78. Vamp,

    O que rolou entre vc e o PT, que nao rolou com os outros partidos?
    Cara, vc odeia o PT! Odeia petistas!=)

  79. Silvério Cardoso Corrêa

    Estava lendo aqui.

    A discordia maior é que o pai do menino, nos EUA encara o caso como de sequestro.

    Mas a justiça brasileira não o vê assim, mas tão somente como um simples caso de “guarda de menor” como muitos outros que tem nas varas de infancia e juventude pelo pais a fora.

    Mas o governo brasileiro já se mexeu no caso, antes de Hillary pedir um “jeitinho” no caso:

    A Secretaria Especial dos Direitos Humanos encaminhou à Advocacia-Geral da União (AGU) no ano passado um pedido de restituição de S.G. aos Estados Unidos. A AGU ajuizou, em, setembro, ação de restituição na Justiça Federal do Rio de Janeiro. O caso continua correndo na Justiça Federal.

    O governo americano está impaciente com a demora da restituição do menino. E caso S.G. não volte para casa logo, o grupo Bring S G. Home vai fazer protestos em frente à Casa Branca no dia da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao presidente americano Barack Obama, no dia 17

  80. André M.

    Prezado Auxiliar de Blogueiro

    Se tu disser que eu disse, eu nego.

    Saudações cordiais

  81. Silvério Cardoso Corrêa

    Vampiro.

    Divulguei o nome porque está na internet inclusive com foto do garoto. Assim… já é de dominio público.

  82. santanna

    Pelo que eu entendi, o filme do americano já tava queimado com a moça brasileira, se não ela não teria saído de lá carregando o filho com uma conversinha de férias pra depois despachar o cara por telefone. Então me parece que o padrasto está só fazendo por onde realizar o desejo da mãe da criança. Vai ver que ela achava que o americano não era um bom pai, sei lá.
    Eu só não sabia que esse tipo de caso podia atingir tão altos escalões.
    O menino, coitado, é que além de ter perdido a mãe tão precocemente, ainda está vendo sua infância transcorrer no meio desse bafafá.

  83. Silvério Cardoso Corrêa

    Vampiro.

    É, acho que você daria para um bom advogado ou mesmo daria para um procurador. Com certeza.

  84. O Vampiro de Curitiba

    Joana d’Arc, eu não odeio os petistas. Eu odeio qualquer esquerdista. Não tenho preconceitos, odeio todos eles. Esses adoradores do Estado. Estado, onde todos chamam o lento suicidio coletivo de vida. O Estado que mata o indivíduo, que sufoca qualquer possibilidade de efervescência individual. Eu sou um individualista radical. Só isso.

  85. Silvério Cardoso Corrêa

    André M

    Obrigado pela informação. Valeu!

  86. E depois vcs traem a gente ate falar chega.Qdo uma pobre mulher faz o mesmo cai o mundo!Ohhhhhhhhhh

    Vcs ja pensaram que a ultima vontade dessa mae poderia ser que as crianças fossem criadas juntas?
    Mas ela è uma pecadora.

    E depois pq o cara nao se muda pro Rio( tudo de bom) arruma outra brasileira (tudo de bom=)) e pronto.
    ue o foco nao è o bem da criança?demorou pro cara ir pro Rio…

  87. [=

    ”Eu odeio qualquer esquerdista. Não tenho preconceitos, odeio todos eles. Esses adoradores do Estado.”

    Puxa!, Vampiro, agora eu nego o que você pensa: por que todo esquerdista é adorador do Estado?

    Um anarquista não é de esquerda, então?

    [=

  88. O Vampiro de Curitiba

    O Silvério é um excelente advogado: já jogou a culpa pro André, dizendo que foi ele (o André) quem passou o nome do menor.
    Silvério, deixa o teu cartão! Sabe como é… não que eu esteja precisando… a minha polaca me ama e tal… mas é sempre bom estar prevenido, né? Hehe…

  89. santanna

    Nossa! Agora é que eu vi que temos entre nós um advogado, que chic!
    Dr. Silvério, o sr. deveria aparecer sempre por aqui. É sempre bom ter um advogado por perto, rs!
    Mas sem brincadeira, é muito importante e útil ter a opinião de um profissional da área.
    Eu mesma estava aqui pensando sobre essa questão da idade em que criança é ouvida, e qdo conectei de novo já encontrei a sua resposta.

    abraços

  90. O Vampiro de Curitiba

    Nesse ponto eu concordo com a Joana d’ Arc: É só o cara vir morar no Brasil e tá tudo certo.

    Garganta, o Anarquista é um romãntico, não tem peso algum.Mas têm mania de viver em comunidade, em reunião, em sindicato… credo!

  91. Susan:

    Por isto adoro o blog.

    No que erramos logo somos avisados. Tive a impressão que teria acontecido um relacionamento extraconjugal.
    Em uma primeira lida me pareceu que quando a mãe e o menino vieram de férias ela ainda amava os vivia bem com o marido norte-americano.

    Senhor Silvério Cardoso Correa.:

    Infelizmente não tenho o direito e nem a vontade de expor particularidades pessoais.

    Não imagina o senhor o quanto eu respeito bons advogados. E quanto convivi com eles. De certo modo ainda convivo.

    O senhor está certo em suas colocações e mais certo ainda ao defender comportamento de seus colegas, Mas não olvide que toda regra tem exceção.

    O advogado que eu mencionei destruiu parte da vida de outros dois.
    E talvez grande parte da vida dele mesmo.
    Sem a mínima razão e só por manter uma posição ridícula.

    Mais adiante não posso ir.
    Seria leviano e ao final eu mesmo me sentiria atingido.

    Confie em mim e desculpe se minha manifestação isolada deu a impressão de que estava menosprezando toda uma classe de profissionais.

    Obrigado.

    Pacheco

  92. Vamp,
    Agora eu entendi.
    Gostei da sua franqueza.
    Mas eu ainda acho que no fundo no fundo vc adora o Brasil !!!!hehehe

  93. [=

    Vampirão,

    ”Vampiro.

    É, acho que você daria para um bom advogado ou mesmo daria para um procurador. Com certeza.”

    Como você pede o cartão de um advogado que escreve isso a seu respeito, Vampiro?Releia aí. Desse jeito a bricadeira do Pacheco ganha um ar de verdade.

    [=

  94. mnc

    Bastardos é um pouco demais… provocação p psicodrama, só se for…
    O pai biológico alega sequestro p fundamentar perante o tribunal internacional deferimento da Hougue Applicatiom, um tratado que visa proteger crianças sequestradas levadas para outros paises por organizações criminosas e afins, no intuito de evitar tráfico de orgãos, escravidão infantil, pedofilia, etc…alardeia para convencer a opinião pública de que a mãe sequestrou a menino.
    O menino não foi sequestrado nesses termos da Hougue, Sean veio com a mãe, tinha com certeza a Parental Travel Consent .
    Quando deferida a Hougue a Polícia Federal ou o correspondente em países que assinaram o tratado, cumpre com um mandado de busca e a criança imediatamente é arrancada de onde está e devolvida ao pais…isto sim me parece sequestro…traumatizante demais.
    Imaginem a cabecinha do pequeno Sean, a mãe morta, o que ele tem como referência em seus 6 anos de vida a família de convívio é o pai afetivo , a casa, escola. os coleguinhas as vovós o play, enfim todo o seu mundinho de repente pertubado por uma disputa que ele nem entede…ele ainda é muito pequeno…p ser retirado abruptamente de seu mundinho por policiais federais, como quando se apreende algum objeto, e levado a força p seu pai biológico para um longíncuo mundo …lógico que ele vai odiar esse pai.
    O pai biológico claro que tem seus direitos, caso tenha uma boa conduta, aos poucos sem traumas e disputas poder conviver com o menino, ele vai crescer e com certeza daqui uns dias vai querer sim visitar o pai nos USA, on his own, ou mesmo morar c ele, estudar por lá, a vida é grande.
    Talvez a energia que move o padrasto advogado e o pai biológico seja amor mesmo, no entanto o que prevalece é o bem estar do menino, e o Breast of Court de qualquer Juiz que julgue a questão será sempre visando o bem;estar do pequeno.
    Sandra admiro vc e que filha…conhecemos a árvore pelo fruto.
    Rodrigueneando> a verdade é um ilha de edição.
    Abraço fraternal.

  95. O Vampiro de Curitiba

    Joana d’Arc, claro que eu adoro o Brasil. Amo de paixão! Quando eu faço críticas, é porque eu quero melhorá-lo.

    Pô Garganta, até então ninguém havia reparado na brincadeira do Silvério. Obrigado por me expôr a todo mundo. Mui amigo!

  96. [=

    Vampiro,

    O problema é que há uma generalização do que é a esquerda. Esta não se limita a essa concepção de agigantamento do Estado. A esquerda, eu posso dizer resumidamente, é toda a tradição de pensamento que discorda da visão conservadora de Locke e Hobbes.

    [=

  97. Silvério Cardoso Corrêa

    José Pacheco Filho.
    Td bem.
    Só não entendi quando disse: “Infelizmente não tenho o direito e nem a vontade de expor particularidades pessoais”. Não pedi particularidade de ninguem.

    Santana
    Td bem? Mas pode tirar o Dr.

    Vampiro
    Pirou? Não joguei a culpa no André. Mas que ele deu o nome completo com sobrenome, isso ele fez uhauahauah
    Não não poooddeeee!

  98. admar

    Esse Gerald Thomas faz umas viagens pra lá de Jupiter…

  99. [=

    Caríssimo Vampiro,

    A verdade é uma só: quem tem medo de se expor(não é o seu caso), é o mais suspeito de gostar daquela prática sexual no ânus.

    [=

  100. mnc

    Que happy end magnífico Santana…
    Isso que é jeitinho brasileiro…rsrsrrssr

  101. O Vampiro de Curitiba

    Garganta, não é o caso de nos aprofundarmos em esquerda e direita. O nazismo e o fascismo (embora socialistas) são considerados de direita e também pregavam um Estado protetor. O próprio regime militar aqui no Brasil, considerado de direita, foi estatizante radical. Hoje a direita está mais para o sionismo do que pro anti-semitismo, como antigamente. Enfim… ah, esqueci o que estava pensando…

  102. Ekran

    Novamente a discussão de esquerda-direita…nos dias de hoje ou somos ambidestros, ou somos incapazes de qualquer percepçao das coisas.

    Quem se diz de esquerda, sempre está mais a direita do que pensa e vice versa.

    O Estado e as leis e toda essa justificativa de que o Direito se faz valer, que se façam os tribunais e seus juizes…tudo uma FARSA.

    E nesse teatrão todo, a farsa somos nós advogando posições irreconciliaveis.

    No final, quem paga a conta leva tudo.
    A banca sempre leva.
    E quem aposta contra a banca…já sabe.

  103. [=

    Vampiro,

    Bem!, você tem razão. É uma discussão muito longa. Nem há condições de aprofundar adequadamente isso aqui.

    [=

  104. gthomas

    David Benfica: sim, ouvi o outro lado sim: no proprio programa do Larry LING, como a materia acima deixa CLARO, tinha o IRMAO DO advogado/pai-adotivo/padastro DIFAMANDO O David Goldman.

    e…

    05/03/2009 – 16:34
    Enviado por: André M.
    Prezado Gerald
    Alguns detalhes sobre o caso Sean Goldmann:
    1 – O tal padrasto-advogado foi o advogado contratado pela mãe do menino Sean para se separar do americano pai do menino Sean;
    2 – O tal padrasto-advogado é pessoa com livre transito nos tribunais cariocas, pois sendo filho de um dos maiores advogados de direito de família carioca, lhe garante não só o conhecimento jurídico para manobrar diversas chicanas protelatórias, como ter acesso privilegiado a alguns juizes e varas;
    3 – A imprensa brasileira tem medo de divulgar o caso, por conta de decisão judicial contra a Rede Record proibindo de veicular matéria sobre o assunto (alegaram se tratar de caso que envolve menor, segredo de justiça, essas coisas, mas o fato é que pesa o bom transito do advogado-padrasto nos tribunais), por isso ele repercute mais em blogs do que em head lines.
    Na revista Piaui teve uma materia interessante sobre o caso. Mais interessante de tudo é que o Brasil se envolveu em situação semelhante a anos atrás (porém no polo inverso), quando o menor Iruan foi retido em Taiwan pelo tio após a morte dos país biológicos. Neste caso, o regresso de Iruan foi comemorado de forma triunfal (nada mais justo, digasse de passagem). Faltou ao tio de Iruan o conhecimento jurídico e o bom transito que o padrasto-advogado de Sean tem.
    Revista Piaui

    OBRIGADO POR ESSA INFO
    LOVE
    G

    VOLTO LOGO

    nao estou em casa ainda
    somente lendo por alto alguns comments
    obrigado por tudo ate agora

  105. gthomas

    Obrigado Vamp por estar levando ai…

  106. santanna

    mnc 19:38,

    Ué, num entendi!
    abraços

  107. [=

    ”No final, quem paga a conta leva tudo.
    A banca sempre leva.
    E quem aposta contra a banca…já sabe.”( Ekran)

    Ekran, o Estado como um instrumento do mais forte?

    Eu costumo ser pessimista. Mas às vezes( ou sempre) creio que esse Estado tirânico, deve ser combatido. Assim, talvez seja possível a vitória da Justiça!

    [=

  108. Garganta.

    Tá se econdendo de que e de quem!

    EU NÂO FIZ BRINCADEIRA NENHUMA COM O ANUS DE NINQUEM.

    Pela ultima vez dou esta explicação.

    Obrigado.

    Pacheco.

  109. O Vampiro de Curitiba

    Pacheco, sem problemas!
    E depois, convenhamos, que é gostoso, isso é!

  110. mnc

    Santana querida, é Joana d’Arc, desculpe.
    A solução p o caso Sean que ela sugeriu…hilária.
    Seu coment sobre fé, compartilho, tb sou movida a fé, devota de Nossa Senhora d’Ajuda e São Miguel,tantas graças alcançadas.

  111. [=

    Pacheco,

    Bem!, Pacheco, aparecendo para você, eu lhe respondo que sua afirmação acerca do ânus, se não foi uma brincadeira, ganhou um ar — inevitavelmente– cômico.Abraços.

    [=

  112. [=

    Você, Pacheco, que é um cara maduro e sem preconceitos, experimentaria essa prática sexual ( já que só experimentando para saber)?

    [=

  113. gthomas

    Deixa eu ver se consigo reproduzir o simbolo do Gar….]= nao consigo ler os comentarios do Pacheco onde ele fala em pratica sexual o que quer dizer que obviamente nao consigo ler todos os comentarios e o que obviamente quer dizer que algo esta errado com a minha connection aqui na manhattan connection

  114. Edward

    Não gostei desse texto. Acredito que já foi comentado, o que aqui, supostamente, pede comentário. Você apenas, Gerald, agiu como jornalista, o que é nada demais, pois já tem jornalista saindo pelo ladrão. Você deixou o papel de comentarista para narra-nos um caso. De 1 a 10, dou 2 porque gostei do ” ou vomita-se ou vira câncer” boa sacada. Achei só isso de bom no texto.

  115. Edward

    Como esse texto foi um dos piores que já lí aqui, o que resta é comentar os comentários.

  116. gthomas

    Robin Williams has halted the tour of his one-man comedy show, “Weapons of Self-Destruction,” to undergo heart surgery, Reuters reported. The 80-city tour was to have included performances on Broadway at the Neil Simon Theater on April 23 through April 25, April 28 and 29 and May 1-3. Earlier in the week, Mr. Williams postponed four shows in Florida, saying that he was experiencing shortness of breath. In a statement, representatives for Mr. Williams said that he would have surgery for an aortic valve replacement, and that the tour was expected to resume in the fall. The statement said that tickets would be honored for the new performance dates, or that ticketholders can contact their place of purchase for refunds. No new Broadway dates for “Weapons of Self-Destruction” were immediately announced.

  117. Nobre adv. Silvério Cardoso Correa.

    Continuando eu daria detalhes de minha vida.

    Mate esta charada sobre advogados.

    Um que tinha três se separou da mãe de dois. Uma dos dois iniciais não se importou e visita normalmente o Um junto com o três. O outro dos dois iniciais despediu o três e com isto detonou geral.O Um que hoje tem dois nem quer mais ouvir falar do um inicial.O Um fala com a ex normalmente .O UM sou eu.O três agora é meu filho e o personagem que completa a trama nem me importo mais quem é.

    Não será difícil para um advogado matar esta charada.
    Difícil foi passar o tempo que permitiu eu fazer este tipo de brincadeira. Justamente aqui neste blog que serviu até de muleta emocional entre outros benefícios que dele eu recebo.Em grande parte graças a companhia virtual de todos nós.

    Obrigado a todos.

    Pacheco.

  118. Ops.

    Correção na charada.

    A Uma dos dois iniciais é minha filha

    A Ana que sumiu do blog temporariamente.Mas retornará .

  119. Edward

    O que eu posso dizer, que o pai está certo. Se o cara é pai do guri, ele tem todo direito de decidir em parte o futuro do filho. Mas, não, sempre existem alguns brasileiros querendo aparecer ou aparecer demais. Não me surpreendo que há um advogado no meio dessa história toda. Eles fazerm parte de uma corja!

  120. gthomas

    Finalmente visiveis as mensagens do Pacheco:

    Quando volta a Ana Luiza?

  121. santanna

    “Pacheco, sem problemas!
    E depois, convenhamos, que é gostoso, isso é!”
    (Vamp, 20:04)

    Xiii!!! Um vampiro gay!! era só o que faltava!
    Parece até aquele personagem do Ney Latorraca na novela ‘Vamp’!!
    quá quá quá quá quá 😀

  122. Garganta.

    Com mulher vale tudo que ela quizer.

    Respondi?

    Cuide-se.

    Apareça.

  123. Edward

    Eu discordo de que as pessoas não sabem quem foi George Weelll(é assim que se escreve? ô preguiça de ir no google pesquiscar ou subir um pouco a tela para ver a grafia certa) Quando eu estudava jornalismo, esse livro 1984 era um dos livros mais lidos na faculdade, esse e´tipo de livro que todo mundo lê. O livro que acaba virando lugar-comum, entende. Nada contro, mas acho que o livro lido demais perde um pouco do seu encanto. sá acho.

  124. santanna

    Pacheco,

    Tô esperando a tua resposta pra pergunta feita às 20:10!
    Vai encarar?!
    Pacheco meu filho, vê lá o que vc vai responder, lembra de tudo que a tua Mamis te ensinou, ehehe!

    beijos!

  125. [=

    Querido Gerald,

    BREVE RELATÓRIO DO CASO NO POST PASSADO:

    ”03/03/2009 – 17:52

    Enviado por: Jose Pacheco Filho

    Posso estar enganado, mas o Vampiro tenta dizer que tem cara que na hora do bem bom quer extravasar seu lado feminino e fica com vergonha de pedir para a parceira que lhe faça carinho no anus com medo de que a parceira o tome por homossexual.

    É isto Vampiro?

    Entre quatro paredes e com amor não existe limite.
    Sexo é bom.
    Sexo é vida que dá vida.
    Exagerando pode até dar em morte.
    Faça sexo.
    Amando.
    Moderadamente.
    Sempre que possível.
    Procurando dar prazer a parceira terá prazer de volta.
    E depois.

    Sem essa de acender um cigarro.
    Vais estragar o ambiente.
    Babaca.”

    ”03/03/2009 – 22:43

    Enviado por: Jose Pacheco Filho

    Rodrigo Aguiar.

    O Vampiro não disse que gostaria de ser acariciado no anus.Eu que imaginei que ele estivesse dizendo isto.Ele apenas disse que muitos de nós não temos coragem de pedir algo a nossas parceiras.Eu fui logo direto ao assunto.
    Igual ao José N. Pinto.

    Faço a ressalva a favor do vampiro.

    Obrigado.

    Pacheco

    ”04/03/2009 – 14:07

    Enviado por: Jose Pacheco Filho

    1. 04/03/2009 – 13:49 Enviado por: O Vampiro de Curitiba
    Enfim, espero ter deixado claro que não sou estuprador. Nem viado, viu, Pacheco?
    Epa.

    ?????????????.

    Porque o recado direto pra mim.

    Eu disse apenas:
    – Acho que o Vampiro esta tentando dizer que etc etc etc.
    Só me permito brincar com quem eu confio.
    Se extrapolar me desculpa.
    Mas acredito estar sendo vitima de uma injustiça.
    Agora se tivermos que ir para uma batalha e se tivermos de dormir faremos isto em turnos. Quatro horas tu dormes e eu vigio. Quatro horas eu durmo e tu vigias.
    E pode fumar a vontade no dia de hoje.
    Não fume nenhum amanhã.
    Abraços.

    Pacheco.”

    e


    04/03/2009 – 14:12

    Enviado por: O Vampiro de Curitiba

    Também estou brincando, Pachecão!
    Não esquenta! Até porque, não é crime nenhum ser viado.

    Bem! esse diálogo foi o mais cômico no post passado. Sexo e morte são assuntos que as pessoas ( talvez todas?) têm dificuldade em conduzir, mesmo numa conversa tão simples.

    [=

  126. [=

    Pacheco,

    Está respondido. Pois é! é o que eu digo: as mulheres que dominam os homens ( pelo menos comigo é assim).

    [=

  127. Edward

    Gerald, responde aí sério, sem sarcasmo e sem nada… você acredita em extra-terrestres? sério, mesmo, você acha que existe ufos vistando a terra desde tempos remotos? já assistiu a série Taken, de steve spilberg?

  128. Gerald.

    Em seqüência da charada enviada ao nobre advogado agora nosso amigo Silvério.

    Quando a Uma e o três estiverem mais folgados nos novos empregos (estão batalhando para retornarem a padrão de vida que perderam por culpa do um inicial). A Uma certamente terá mais tempo.E ai a Ana retorna.
    Esqueci de dizer ao Silvério que a motivação de ódio do um foi por racismo.
    E ponto final.

    Este negócio de Armas de Autodestruição só deve ser bom para o Robin Willian e assim mesmo na Broadway.

    Minhas duvidas já estão cercadas de mentiras como você magistralmente lembrou na tua postagem de hoje.
    Mas estou bem mais próximo das minhas certezas.
    Quer dizer… I hope.

    Love.

  129. santanna

    Vamp,

    É por causa dessa, digamos, peculiaridade, que os morcegos dormem de cabeça pra baixo??? 😀
    Aaaai! soooorry! foi irresistível falar essa bobaaaagem!!!

  130. mnc

    Só p constar, pai bilógico prfofissão modelo manequim.
    O Sean tem uma irmazinha filha do pai afetivo.

  131. Edward

    Tenho uma pergunta menos comprometedora ehehehe: acabei de ler que será lançado ao espaaço o telescópio kepler, e sua missão será a procura de exosplaneta, então me diga: caso um planeta parecido com a terra, talvez n vezes maior, fosse bescoberto, e suponhamos que é um planeta inabitável por qualquer espécie nativa maiores que uma borboleta; mas um planeta receptivo para as especies do nosso planeta, havendo, claro oxigenio e água em estado líquido; bem, pergunto como vc acha que se daria o povoamento desse exoplaneta? levando em consideração a falta de terra para os muitos povos e culturas que habitam o planeta terra? Digamos, os palestinos e os hebreus, só para ficar num expemplo.

  132. Hoje será um dia inesquecível.

    Se eu tivesse de pagar os benefícios que muitos de vocês direta e indiretamente e mesmo sem saber me fizeram eu não teria dinheiro suficiente.

    Todos que responderam aos meus questionamentos inclusive os de ordem espirituais relativos ao espiritismo e suas variações deram uma força tremenda.

    Um homem com a minha idade têm sim que estar sempre ativando a mente com leituras e atividades cerebrais.

    Fora isto os assuntos tratados pareciam que eram a mim dirigidos ou a mim e outros próximos a mim relacionados.

    Aquela historia da amiga da Susan judia n que tentou o suicídio por ter sido abandonada quase me tira a paz.
    Mas aos poucos fomos conversando e muito do lido e por vocês enviados foi fazendo um encaixe dos problemas e de repente… bang…vomitei o que me incomodava.

    Tanto é que já estou teclando normalmente e muito contente.

    E como eu disse encerrando ontem de noite:

    O ESPETÁCULO DEVE CONTTINUAR.

    Vamos em frente?

    Obrigado.

    Pacheco.

    Gente!

    O garganta nos tem em arquivo!!!!!

  133. Garganta:

    Leia:

    Da série filosofia de botequim.

    ‘Se você sentir duas bolinhas encostando na sua bunda, não se preocupe, o pior já passou’.

    Sem nenhuma insinuação.

    Obrigado.

    Pacheco.

  134. Edward

    tá bom, não farei mais esse tipo de pergunta. vou voltar à terra. e ao seu eterno retorno. rsrsrs

  135. mais uma de botequim

    ‘Estamos numa época em que o Fim do Mundo não assusta tanto quanto Fim do Mês’

  136. Ekran

    Já existe um site para abraçar a causa nos EUA:

    http://www.bringseanhome.org/

    WE WILL NEVER GIVE UP

    Gostaríamos de dar as boas vindas aos espectadores do Larry King Live. Pedimos desculpa se ocorrerem atrasos na sua ligação ao nosso site, BringSeanHome.org. Embora este site seja hospedado num servidor grande e dedicado, existem ocasiões, como esta noite, em que o elevado número de visitantes excede as capacidades do hardware.

    Este site é vasto e contém muitas páginas de informação. Encontra-se organizado da forma mais simples possível para que possa conhecer os fatos e a história rapidamente. Pedimos-lhe que leia a história de David e depois leia os muitos artigos e vídeos na página Imprensa e Documentos. Depois veja a página Como Ajudar, para apoiantes. Tudo o que ler e vir aqui é a VERDADE, David Goldman é um livro aberto, não há nada a esconder e teremos todo o prazer em responder a perguntas que possam ter ou sugestões que possam dar para acabar com esta grave injustiça.

    Temos duas características interativas que pode utilizar, um blog em que pode deixar comentários e FÓRUNS onde pode fazer perguntas e receber respostas do pessoal e dos inúmeros apoiantes da campanha Bring Sean Home. Juntamente com os nossos adeptos do Facebook somos mais de 100.000 homens e mulheres que estão a trabalhar continuamente para reunir para sempre David e Sean Goldman. A nossa causa não é uma questão E.U.A. versus Brasil. Temos milhares de apoiantes brasileiros que estão tão revoltados como qualquer outra pessoa com esta tremenda injustiça que se tem vindo a arrastar há mais de quatro anos.

    Através deste site temos alcançado milhões de pessoas em 120 países diferentes. Mais de 40.000 pessoas em todo o mundo assinaram a PETIÇÃO online! Agradecemos sinceramente ao Larry King e os seus colaboradores por nos permitam chegar a milhões de outras pessoas e aumentar a nossa força. Seja o que for dito na TV ou escrito aqui, sabemos que este caso está longe de terminar, o reencontro de David e Sean poderá possivelmente levar anos se o governo federal e o sistema judicial brasileiro não cumprirem os termos da Convenção de Haia. Os inimigos de David nesta batalha são duas famílias extremamente ricas e poderosas, os Bianchi e os Lins e Silva, que até a semana passada conseguiu manter qualquer informação fora da comunicação social brasileira. Você consegue imaginar o poder que seria necessário nos E.U.A. para impedir que a ABC, CNN, NBC, a Associated Press, o New York Times ou o Washington Post fizesse uma reportagem? Não seria possível, mas os principais órgãos de comunicação social brasileiros recusaram divulgar este caso até esta se tornar, em sua opinião, uma crise diplomática. Os Lins e Silva’s encontram-se entre os advogados mais poderosos do Brasil. As manobras jurídicas, os recursos atrás de mais recursos não param. Isso tem que ACABAR. O governo federal brasileiro deve intervir e devolver o Sean Goldman ao seu pai natural.

    A campanha Bring Sean Home começou em Setembro de 2008 com um grupo de amigos do David. Fizemos uma simples promessa solene, esperamos que você se junte a nós e também faça essa promessa –

    NUNCA IREMOS DESISTIR

  137. O Vampiro de Curitiba

    Santanna, na verdade eu não me referia à alguma prática sexual especificamente. Existem tantas formas de se obter prazer….
    Gente, usem a imaginação!

  138. Ekran

    Segue o “historico” da familia do padastro de Sean no Brasil, conforme informação no site:
    http://www.paulolinsesilva.com.br/

    – – – – – –
    PAULO LINS E SILVA
    Advogados e Consultores de Família

    Desde 1872, o nome de família LINS E SILVA tem íntima relação com o Direito e assim por mais de cinco gerações, prosseguem os profissionais do direito, seja como Advogados, Magistrados e Professores de Direito, numa tradição que dista mais de um século. Haroldo Lins e Silva, pai do titular de nossa firma, foi considerado no Brasil o precursor da especialização do advogado no ramo exclusivo do Direito de Família. Na década de 1950, ninguém poderia imaginar que um profissional do Direito poderia sobreviver como advogado, tendo essa especialização como exclusiva. Mas o instinto vocacional falou mais alto e assim, passou cada dia mais a se dedicar a tal ramificação.

    Em 1961, seu filho, Paulo Lins e Silva, hoje sócio titular dessa firma, já começava a freqüentar o escritório de seu pai e a se interessar pela mesma dedicação. Formando-se em 1966 pela Faculdade de Direito da antiga Universidade do Brasil, resolveu buscar no exterior experiência para aplicar no escritório de seu pai que já trabalhava desde 1961. Fez estágio em escritório em Zurich (Suíça), participou de simpósio sobre a elaboração da tentativa de Codificação Mundial de uma legislação de Direito Privado, em Genebra em 1968.

    Em 1969, participou na Fundação Getúlio Vargas de curso no então Centro de Estudos e Pesquisas do Direito (CEPED), para buscar conhecimentos mais amplos noutra parte do direito privado. Em 1970, foi o único brasileiro, num grupo de 16 advogados latino-americanos, a ganhar uma bolsa de estudos, concedida pela Organização dos Estados Americanos e pela Organização das Nações Unidas, para participar junto ao Instituto de Altos Estudos Europeus da Universidade Livre de Bruxelas, de um curso sobre Direito da Integração, a novidade da época, nos primeiros passos da criação da Comunidade Européia, hoje uma realidade quando vemos todo o Velho Mundo integrado.

    No curso realizado na Bélgica, teve a oportunidade de conhecer o funcionamento de escritórios de advocacia em Bruxelas, de participar de julgamentos na Corte de Haia, na Corte Internacional de Estrasburgo, na própria sede européia das Nações Unidas em Genebra. Nessa oportunidade em 1970, sendo o único brasileiro bolsista de um grupo de 16 latino-americanos, teve a oportunidade de estudar o espanhol, o inglês e o francês, que domina e também a esboçar um início compreensão do flamengo, hoje já esquecido. Em 1977, quando cursava o Mestrado da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, recebeu um convite para participar de um curso na Escola Internacional de Direito Comparado da Universidade de Luxemburgo, sobre o tema: “A Reforma do Direito de Família na Europa”, ministrado por professores especializados e de renome na época européia.

    Em 1973, passou a lecionar na Faculdade de Direito da Universidade Cândido Mendes a matéria de Introdução à Ciência do Direito, passando em 1983 para a condição de professor adjunto na Cadeira de Direito Civil-V (Direito de Família), permanecendo no Magistério Superior até 1998 em tal Universidade. Lecionou também Direito Civil na Pontifícia Universidade Católica, nas áreas do Direito das Coisas, Obrigações e Sucessões. Foi Conselheiro da OAB/RJ, na gestão de 1987/89, tendo assumido a condição de Assessor de Relações Internacionais do Conselho Federal da OAB em 1987, cargo que ocupa até os presentes dias.

    Em suas atividades no exterior, participou de mais de 100 Congressos Internacionais de Advogados, tendo exercido os Cargos de Membro do Conselho Executivo da “Internacional Society of Family Law” (Inglaterra); Governador da “International Academy of Matrimonial Lawyers” (Inglaterra); Conselheiro, Membro do Conselho Executivo, Vice-Presidente, Presidente e Presidente de Honra da “Inter-American Bar Association” (FIA-Washington-DC), equivalente a Ordem dos Advogados dos Países do Continente Americano, liderando 37 Ordens e Colégios Nacionais de Advogados; foi Vice Presidente do Comitê de Direito de Família da “International Bar Association”(Londres) e Presidente do mesmo Comitê, na “Union International des Avocats”(Paris), sendo que nessa última é assessor do Presidente desde 1990, tendo sido no ano de 2000 indicado pelo Conselho Federal da OAB, para concorrer à Primeira Vice Presidência dessa organização que se eqüivale à Ordem Mundial dos Advogados concentrando 150, Ordens e Colégios Nacionais de Advogados, fundada em 1924, sendo sediada em Paris.

    Publicou inúmeros artigos sobre Direito Civil, Direito de Família e Direitos Humanos, em diversos Congressos que participou, tendo o trabalho “Crise na Família” recebido o prêmio de melhor trabalho científico no Congresso da Federação Interamericana de Advogados, realizado no Panamá em 1985. É colaborador há mais de 20 anos do Jornal da Família do “O Globo” e da Revista PAIS E FILHOS, além de já ter publicado inúmeros artigos na imprensa brasileira e no exterior. Hoje lidera um escritório unicamente especializado em Direito de Família e Sucessões, composto de 15 advogados e três estagiários, situado na Zona Sul da Cidade do Rio de Janeiro, no bairro de Ipanema, integrando a equipe dois filhos e três sobrinhos, além de outros profissionais selecionados, competentes e também com antecedentes na especialização do Direito de Família.

    Com a inauguração em Março de 2001 do novo Fórum Regional da Barra da Tijuca, o escritório inaugurou em Maio de 2001 sua filial, no condomínio Downtown.

  139. [=

    Gerald e Vampiro,

    Permita-me retomar o caso da menina de 9 anos grávida de gêmeos.

    Ó a notícia do Estadão:

    http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid333981,0.htm

    A Igreja excomungou os médicos que realizaram o aborto. E por quê? A meu ver, ESTUPIDEZ.

    Ora, a Igreja católica é dogmática, o Papa tem domínio sobre a verdade e a Justiça, de modo que quem é católico( eu sou oficialmente só, só pra ingreis ver) é refém das crenças do Papa e da Igreja.

    Ó a justificativa do Bispo, Gerald e Vampiro:

    ”Ao justificar sua decisão, dom José Cardoso Sobrinho disse que, aos olhos da Igreja, o aborto é crime e que a lei dos homens não está acima das leis de Deus.”

    Qual é a lei de Deus? A palavra na Bíblia. Há racionalidade ( exame) ou submissão às palavras sagradas? Deus manda fulano matar o filho inocente, então, sem questionar, fulano obedece a ordem ( Eu esqueci qual é a narrativa. Se lembrar, eu publico.). Submissão às leis de Deus ( leis sem exame da natureza, já que esse conceito nem existia para quem escreveu a bíblia), é a ordem na bíblia.

    PS:Há um texto do Leo Strauss ”Jerusalem and Athens”, muito interessante nesse sentido.

    [=

  140. Ekran

    Acho que a mãe do garoto fez uma “regra de tres” e escolheu para o futuro pai de seus filhos uma opção “mais viavel economicamente” em relação ao que poderia ter financeiramente e socialmente, a julgar pelo “historico” dos Lins e Silva.

    Ela já morreu e deixou a confusão.
    Certamente não descansará em paz.
    O crime nem sempre compensa.
    Mas, há algum crime nessa “escolha de Sofia”?

    Aguardo as cenas dos proximos capitulos e as retrospectivas de quem foram (e são) os protagonistas desse drama familiar globalizado.

    Torço pelo garoto.
    E mais ninguém.

  141. ronald

    Justiça é o CARALHO.
    Roubem, matem, fujam e tudo bem.
    Pode até recorrer.

    Réu foragido durante processo pode recorrer, decide STF
    05/03/2009 – 20:05 , atualizada às 20:47 05/03 – Agência Estado

    Decisões tomadas nesta quinta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceram o direito de réus desaparecidos durante o processo, e até presos que fugiram, de recorrer à Justiça contra condenações. A primeira decisão beneficiou um condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a 30 anos de reclusão por latrocínio (roubo seguido de morte).

    A segunda favoreceu um condenado pela Justiça de São Paulo a quatro anos de reclusão, em regime fechado, por porte de maconha e cocaína para fins de tráfico. “Ele ficou foragido durante todo o curso do processo criminal, não tendo o TJ-RJ analisado a apelação interposta pela defesa em razão da revelia”, contou a ministra Ellen Gracie, durante o julgamento do primeiro caso.

    A decisão do STF contrariou julgamentos anteriores, ocorridos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro. O Supremo chegou à conclusão favorável ao réu ao constatar que o artigo 524 do Código de Processo Penal, que impedia os recursos nessas situações, foi revogado no ano passado.

    Na segunda decisão, o STF declarou que o artigo 595 do Código de Processo Penal não é compatível com a Constituição Federal. O dispositivo previa que se o condenado recorresse e em seguida fugisse, o recurso não deveria ser analisado pela Justiça.

    Segundo a defesa do condenado, o réu não deve “pagar com a própria liberdade” para que o Estado se manifeste sobre a sua condenação. O artigo que previa essa punição é resquício de um Código de Processo Penal autoritário, conforme a defesa.

  142. gthomas

    Ekran, Pacheco, Ronald e ]= nao me metam mais medo do que eu ja estou (com)

  143. Ekran

    Segue a cronologia da trama real…
    – – – –

    David Goldman conheceu Bruna Ribeiro quando trabalhava como modelo em Milão, Itália, em 1997, onde ela estudava moda. Eles se casaram em 1999 e se mudaram para Tinton Falls, Nova Jersey. Bruna Goldman deu à luz a Sean em 2000.

    David Goldman, 42, que agora trabalha como capitão de um barco de pesca, corretor e modelo, disse que não sabia que sua mulher estava infeliz até que ela ligou para ele no dia 20 de junho de 2004 para exigir o divórcio e a custódia de Sean. “Eu nem imaginava”, ele disse em entrevista na última semana. Em agosto de 2004, uma corte superior de Nova Jersey determinou que os esforços de Bruna Goldman em manter Sean no Brasil eram “errados” e ordenou a repatriação do menino.

    No começo de setembro, depois que Bruna Goldman deixou de cumprir a ordem judicial, o advogado de David Goldman notificou a Junta de Questões Infantis do Departamento de Estado, que ajuda americanos em casos de rapto de crianças. Os Estados Unidos e o Brasil estão entre os 68 países que assinaram um tratado, conhecido como Convenção sobre o Rapto de Hague, que oferece mecanismos para os países participantes solucionarem casos de rapto internacional de crianças.

    Sob a convenção, os países concordam que a criança que foi removida de um país participante por um pai e retida em outro país participante, em violação dos direitos de custódia do outro pai, deve ser rapidamente devolvida. Depois que a criança for devolvida, a disputa pela custódia pode ser resolvida nas cortes daquele país. O tratado resolve onde a custódia deve ser disputada, mas não determina quem ficará com ela.

    O Departamento de Estado passou o caso ao governo brasileiro, em busca de cooperação para o retorno de Sean.

    David Goldman também moveu um processo no Brasil para a repatriação de Sean, citando a Convenção de Adoção de Hague. Em outubro de 2005, um juiz federal do Rio, Fábio Tenenblat, escreveu em sua decisão que a “transferência e retenção de Sean no Brasil aconteceu de forma ilegal” de acordo com as leis de Nova Jersey.

    Mas Tenenblat citou uma cláusula no tratado que permite que uma autoridade judicial permita que a criança permaneça no país para onde foi levada se “estiver claro que a criança agora está adaptada ao ambiente” e se mais de um ano se passou desde o rapto antes do início de uma ação legal no segundo país.

    Sean frequenta uma das melhores escolas do Rio, tem muitos amigos e é uma “criança normal e feliz”, disse Tenenblat, permitindo que Bruna Goldman mantivesse a criança.

    Os advogados de David Goldman deram início a apelações que chegaram à Suprema Corte brasileira, argumentando entre outras coisas que o processo foi aberto menos de um ano depois do rapto, disse Patricia E. Apy, sua advogada em Nova Jersey.

    Conforme a batalha se desenvolvia, Bruna Goldman conseguiu o divórcio no Brasil e se casou com seu advogado, João Paulo Lins e Silva, filho de uma família de advogados bem conectada no Rio. Em agosto de 2008, com o caso na Suprema Corte Federal, ela morreu durante o parto da filha filha do casal.

    Dias depois, Goldman foi para o Brasil para assumir a custódia de seu filho, mas um juiz da Vara Familiar deu a guarda e custódia de Sean a Lins e Silva, para “garantir totalmente” o “desenvolvimento pessoal e emocional” de Sean. A corte também negou um pedido de Goldman de ver seu filho.

    Goldman disse que viajou ao Brasil oito vezes. “Eu basicamente sou rejeitado e tenho que voltar para casa”, ele disse.

    Lins e Silva disse em um email que a lei brasileira o impede de comentar o caso e passou todos os pedidos de informação a seus advogados. Oficiais americanos ficam cada vez mais frustrados com a forma como as autoridades brasileiras têm lidado com o caso e acreditam que Sean deveria ter sido repatriado há muito tempo para os Estados Unidos.

    Diversos oficiais americanos em Washington e no Brasil (incluindo congressistas, oficiais de alto escalão do Departamento de Estado e o embaixador americano em Brasília) se encontraram com Goldman nos últimos meses para lhe oferecer aconselhamento e demonstrar apoio.

    O Departamento de Estado acusou o Brasil nos últimos três anos por não cumprir o tratado sobre raptos. O departamento culpou as cortes brasileiras por tratarem incorretamente casos de Hague como disputas de custódia, atrasando desnecessariamente os casos e demonstrando polarização injusta em relação aos cidadãos brasileiros, principalmente às mães.

    “Os juízes não entendem o que têm que fazer, que é garantir o tratado internacional”, disse um oficial do Departamento de Estado que pediu anonimato, porque regras do departamento impedem que seu nome seja citado.

    Há cerca de 50 casos sem solução envolvendo crianças que foram raptadas nos Estados Unidos e são mantidas no Brasil, afirmou o Departamento de Estado. Nos dias 9 e 10 de fevereiro, Goldman pôde visitar Sean por um total de 12 horas.

    Os encontros aconteceram na área comum do complexo residencial onde Lins e Silva mora. Oficiais consulares americanos observaram os encontros à distância e Sean foi acompanhado por um psicólogo e um homem em seus 30 anos que se dizia um “amigo”, afirmou Goldman.

    “Depois de quatro anos de separação, nosso laço não se rompeu, mesmo sob circunstâncias tão difíceis”, disse Goldman, acrescentando que eles jogaram basquete, nadaram na piscina e olharam fotos de quando Sean vivia em Nova Jersey.

    Neste mês, o caso foi revertido à corte federal brasileira, onde, segundo os advogados de Goldman, será tratado de acordo com a Convenção de Hague e não como uma disputa pela custódia.

    Mas Goldman disse que está se preparando para mais decepções. “Eu já passei por isso antes”, ele disse, parecendo cansado. “Eu ainda acordo todos os dias naquela casa, no final do corredor do quarto de Sean, e ele não está em sua cama”.

    Por KIRK SEMPLE / New York Times

  144. Londrina

    Olá Vamp.
    Acredito que o filho vá ficar com o pai biologico. Qdo uma mãe dá um filho pra doação e depois se arrepende, na maioria das vezes ele volta pra mãe biologica.
    E caso de troca de filhos. Qdo eles ainda não podem decidir por si o filho sempre fica com os pais biologicos.

    Vamp, sinceramente eu não sei se a volta dele ao pai biologico seria melhor pra ele.
    Ele tem avos,tios,primos aqui. Está acostumado com eles.
    Ele vai mudar radicalmente. Isso pra uma criança é complicado . Ela não tem maturidade pra entender isso.
    Posso até estar enganada.
    Vamos esperar pra ver. Espero que o que for decidido seja melhor pra criança.

    Gente, e essa do bispo excomungar os medicos e a mãe no caso do aborto da menina de 9 anos.
    Deixo uma pergunta.
    E o padrastro que estrupou a menina e a irmã deficiente ,não vai ser excomungado?

  145. Ekran

    Gerald,

    é AMAZING a coletanea de fatos desse caso…Uma familia “quatrocentona”, da época dos baroes de café, fazendo a propria lei e negociando a liberdade de ir e vir do garoto.

    Pra quem duvida de “poder economico” na base do Estado Democratico de Direito, that´s it!

    E enquanto ficamos discutindo a direita de quem e a esquerda de tal, eles fazem o mundo girar na velocidade que desejam.

    Estou chocado.

  146. O Vampiro de Curitiba

    Oi, Londrina!!!
    A pouco estávamos falando em “pé vermeio” e lembrei de você, minha petralhinha preferida, hehe…
    Olha, a história desse menino daria um bom filme, não acha? Também não sei se seria melhor para a criança voltar com os pais biológicos. Aqui no Blog a Joana d`Arc sugeriu que a melhor saída seria o pai biológico morar no Brasil. Acho que seria o melhor para todos.
    Beijos,querida!

  147. Ekran

    Segue o relato do ultimo encontro de Sean com o pai natural, em fevereiro:

    http://oglobo.globo.com/blogs/brasilcomz/post.asp?t=david-goldman-reencontra-filho-sean&cod_Post=160865&a=569

    Enviado por Eduardo de Oliveira –
    12/2/2009-2:42
    David Goldman reencontra o filho Sean

    David Goldman com o filho Sean num dos bons momentos que pai e filho passaram juntos em Nova Jersey. Sean foi separado do pai mais de quatro anos atrás. David fez várias viagens ao Rio de Janeiro, mas só foi nesta semana que conseguiu um reencontro.

    Finalmente, David Goldman reencontrou Sean, depois de mais de 4 anos longe do filho. O encontro aconteceu na segunda-feira, 9 de fevereiro, no apartamento do padastro do garoto, o advogado João Paulo Lins e Silva, no Rio de Janeiro.

    No início, relatou David Goldman para o jornal “Asbury Park Press,” Sean estava meio tímido. Mas quando o garoto de 8 anos viu as fotos que fez junto ao pai em Tinton Falls, Nova Jersey, a química entre os dois estava claramente viva. “Essas foram as melhores seis horas que tive na minha vida,” disse Goldman.

    No encontro, o pai americano foi acompanhado pelo deputado federal Christopher R. Smith, republicano de Nova Jersey, que passou cinco dias com Goldman no Rio de Janeiro. Smith espera que o caso seja julgado na esfera federal. “Encontramos alguns membros da Suprema Corte (brasileira), que demonstraram nos apoiar. Por isso estamos bem otimistas,” disse Smith.

    . . . .

    Só um argumento poderia dar a família da mãe Bruna Bianchi Lins e Silva, que morreu em agosto passado, oito horas depois de dar à luz a uma menina, a guarda definitiva de Sena. É o artigo 12 da convenção internacional, que prevê que se um dos pais não entrar com pedido de retorno de custódia antes de um ano da separação, ele garante ao outro responsável o direito de continuar a adaptação da criança ao novo ambiente em que vivem.

    Sean nasceu em Nova Jersey e foi tirado dos EUA com a permissão de David Goldaman, que achava que sua esposa e filho partiam para uma viagem de férias, por 15 dias, ao Rio de Janeiro. No dia em que pousou no Brasil, Bruna ligou para David dizendo que ficaria no Brasil em definitivo.

    Uma pergunta permanece sem resposta: por quê Bruna resolveu abandonar David? Mesmo assim, não há nada que tire o direito do pai americano, o único a ter laços sanguíneos com Sean, de tê-lo de volta. A imprensa americana está anunciando que o caso pode ser decidido ainda esta semana.

    Obs: É comum a imprensa internacional “evitar a cobertura” de casos de paternidade que possam resultar em conflito diplomático. Por isso, foi noticiado nos EUA que a imprensa brasileira não comentaria o caso.

  148. Oi, Gerald.

    Eu tb me comovi com o drama do David, há anos vindo ao Brasil sem ver o filho. Li matérias na web e revistas, mas não sabia que ele tinha deixado de pagar a pensão.

    O melhor seria se o post fosse somente sobre o caso, não misturando Battisti e Paula, que possuem muito pouco em comum.

    Do jeito que está, sugiro reformular, pois parece que vc está chamando a justiça brasileira de bandidos e bastardos, o que pode dar processo.

  149. ronald

    Gerald.
    Não é uma questão de meter medo.
    É uma questão de: A QUE PONTO NÓS CHEGAMOS?????
    Cacete, o que virou este mundo????
    Principalmente o Brasil.
    Nós agora estamos sofrendo por todos os erros.
    Estou aqui em Ilhabela com o cú na mão, estão acontecendo diversos assaltos a mão armada por aqui, ladrões encapuçados, terror total, não me sinto nem um pouco seguro. Sou paulistano, já andei em muita bocada sinistra, andava na madrugada pelas ruas e não ficava encanado como estou por aqui.
    Fudeu.
    A merda sobrou pra gente.
    Se alguém quiser deixar um futuro melhor para as próximas gerações, terá que começar a fazer algo agora, temos que saber do que acontece, nos indignarmos, debatermos, divulgarmos, sobrou pra gente, nnao dá mais para tapar o sol com a peneira.
    Vc põe a cara pra bater todos os dias com o seu Blog.
    A questão de uns concordarem, e outros não, é a vida, mas as cartas tem que ser postas na mesa, temos que aumentar os espelhos, temos que nos enchegar, desvendar os erros, discutí-los pelo menos, não vejo outra maneira.
    Senão vamos deixar o barco afundar, ligar o fodam-se, e cada um que se salve.
    Fico depre quando leio tudo isso.
    Mas ……….

  150. [=

    Lúcio e Gerald,

    ”Do jeito que está, sugiro reformular, pois parece que vc está chamando a justiça brasileira de bandidos e bastardos, o que pode dar processo.”( Lúcio Jr.)

    Será que algum promotor serelepe e desocupado é capaz disso? Sempre tem um ”celebridade” para isso, né?

    [=

  151. O Vampiro de Curitiba

    Eu não sabia que havia nascido uma menina quando a mãe faleceu. Pensei que havia perdido também a filha. Neste caso, a situação toma outro ruma para mim. A única coisa que não pode acontecer, na minha opinião, é separar os dois irmãos.

  152. Ekran

    E a versão juridica do “imbroglio”:

    http://www.conjur.com.br/2008-nov-03/americano_briga_brasileiro_guarda_filho

    O americano David Goldman está proibido de mencionar em seu site Bring S. Home (Traga S. para casa) os nomes de dois advogados brasileiros, retirando do ar as ofensas praticadas contra eles.

    A determinação é da juíza Marisa Simões Mattos, da 13ª Vara Cível do Rio de Janeiro e faz parte de um acervo de decisões judiciais que contam a história da disputa pela guarda do filho, de 8 anos, que Goldman teve com a empresária Bruna Bianchi, morta recentemente, e o padrasto da criança, com quem Bruna estava casada.

    Bruna Bianchi (filha dos proprietários do restaurante Quadrifóglio, do Rio de Janeiro) conheceu David Goldman em Milão, na Itália. Os dois namoraram, conheceram as respectivas famílias, casaram-se em 1999, nos Estados Unidos e foram morar em Nova Jersey. Do relacionamento deles nasceu S., em 2000.

    Bruna trabalhava e o menor ficava com o pai que cuidava dele durante o dia, já que David Goldman não tinha um horário formal de trabalho. Em junho de 2004, Goldman autorizou Bianca e o filho a passarem férias no Rio de Janeiro. Tinham passagem de volta marcada para 11 de julho de 2004. Goldman levou a mulher para o aeroporto. Dois dias depois ela ligou do Brasil dizendo que não retornaria mais com o filho para os EUA e condicionou a visita do pai à criança à sua aceitação do divórcio, na Justiça brasileira.

    Em seguida, a mãe ingressou com uma ação de guarda da criança na Vara de Família do Rio. Para isto, contratou um advogado com quem acabou se casando em 2007. Em agosto último, Bruna morreu, durante o parto da filha do seu segundo casamento.

    A partir de então, David Goldman intensificou sua luta para ficar com o filho, por entender que, na ausência da mãe, seu direito de pai é líquido e certo. Não é o que pensa o advogado, que ingressou com ação na Justiça pedindo o reconhecimento da paternidade afetiva do menino, com a substituição do nome do pai biológico da certidão de nascimento. Ele ganhou a guarda provisória do menor na Justiça estadual. Também na Justiça estadual, o advogado conseguiu uma liminar para proibir jornais de divulgar o fato. A Folha de S. Paulo foi um dos jornais notificados. Segundo seu pai, há decisão também contra a TV Record e o Correio Brasiliense.

    David Goldman, nos Estado Unidos, recorreu às autoridades americanas registrando o “seqüestro” de seu filho nos termos da Convenção sobre os Aspectos Civis do Seqüestro Internacional de Crianças, de 1980 — a Convenção de Haia. Por esta convenção, o Brasil deve localizar a criança e promover sua devolução para que o caso seja julgado pela Justiça do país onde o menor morava antes.

    Leia, a seguir, os vários desdobramentos jurídicos do caso:

    Bruna Bianchi versus George David Goldman

    Bruna embarcou dos Estados Unidos com o filho no dia 16 de junho de 2004 para passar 15 dias de férias no Brasil. Em 8 de julho entrou com ação de posse e guarda na 2ª Vara da Família do Rio de Janeiro. No dia 28 de julho, a juíza Márcia Maciel Quaresma concedeu a Tutela Antecipada para dar a Bianca a guarda provisória do menino.

    Por orientação do seu advogado, David Goldman não se manifestou nos autos. A orientação foi para que ele não entrasse em acordo com a mulher, nem mesmo na Justiça, para não descaracterizar o “seqüestro” do menor, à luz da Convenção de Haia.

    Em 26 de julho de 2006, o juiz Gerardo Carnevale Ney da Silva deu a sentença de mérito dando definitivamente a guarda de S. à mãe. Goldman recorreu contra a decisão no Tribunal de Justiça. A 8ª Câmara, em 27 de fevereiro de 2007, manteve a decisão. “O estudo social, peça idônea, elaborada por profissional vinculada ao juízo da 2ª Vara de Família, não deixa dúvida quanto ao fato de o menor (que já está no Brasil há mais de dois anos) encontrar-se bem adaptado ao ambiente que lhe foi propiciado pela mãe, interagindo significativamente com os colegas de classe, sendo, portanto, uma criança normal e feliz”.

    No dia 25 de julho de 2006, Bruna ingressou com outra ação na 2ª Vara de Família, na qual pedia o divorcio litigioso. Como consta na sentença, ela mesma se encarregou de citar Goldman que, aconselhado por advogados, deixou de ingressar nos autos para não descaracterizar o que considerava “seqüestro” de seu filho. A decisão do divórcio foi tomada pelo juiz Gerardo Carnevale Ney da Silva em julho de 2007.

    George David Goldman versus Bruna Bianchi Goldman I

    Em setembro de 2004, o americano ingressou com uma ação civil no Tribunal de Nova Jersey contra Bruna e seus pais, incluídos como réus. Goldman os responsabilizava por participarem do “seqüestro” da criança, já que estavam juntos nos Estados Unidos antes de Bruna e o menor viajarem para o Brasil. Bruna foi intimada a apresentar em 48 horas o filho à Justiça americana para que a discussão sobre a guarda da criança pudesse ocorrer no tribunal do país onde ela morava, conforme prevê a Convenção de Haia.

    A determinação não foi cumprida. Bruna e seus pais receberam multas diárias do juízo americano. Para evitar esta multa, os pais de Bruna buscaram um acordo com David Goldman. Ele recebeu 150 mil dólares a título de pagamento de honorários advocatícios e custas processuais. Em troca retirou da ação os antigos sogros.

    George David Goldman versus Bruna Bianchi Goldman II

    Paralelamente ao processo instaurado na Justiça americana, Goldman, em novembro de 2004, ingressou com uma ação na Justiça Federal do Rio solicitando o cumprimento da Convenção de Haia com a obrigação da mãe em devolver a criança para os Estados Unidos.

    A Convenção de Haia estipula que o menor deve ser levado para o país onde vivia para que o processo judicial sobre a guarda da criança seja discutido. O artigo 12 da Convenção prevê que “a autoridade judicial ou administrativa respectiva, mesmo após expirado o período de um ano referido no parágrafo anterior, deverá ordenar o retorno da criança, salvo quando for provado que a criança já se encontra integrada no seu novo meio”.

    Com base nessa expressão final — “salvo quando for provado que a criança já se encontra integrada no seu novo meio” — a Justiça Federal rejeitou o pedido de Goldman. Foram três decisões desfavoráveis — primeira instância, Tribunal Regional e Superior Tribunal de Justiça. Prevaleceu a tese de que o bem estar do menor estava em primeiro lugar. Como já havia mais de um ano que ele estava vivendo no Brasil, ele deveria continuar no Brasil.

    A decisão do TRF, explicita: “importantíssimo considerar, também, que o pequeno S. encontra-se bem assistido, em sua atual residência, perfeitamente adaptado. Freqüenta escola de excelente nível, convive com crianças de sua idade e desfruta da companhia dos familiares maternos, estando absolutamente amparado material e emocionalmente. Nenhum dano psíquico se imputa à guarda ora efetivamente exercida pela mãe, nem que tenha ocorrido substancial prejuízo com a alteração do domicílio para o Brasil, salvo, à toda evidência — e não pouco importante — falta do convívio paterno habitual”.

    Na 3ª Turma do STJ a decisão foi mantida, mas o entendimento não foi unânime. No julgamento ocorrido em junho de 2007, a relatora, ministra Nanci Andrighi, recebeu correspondência da embaixada dos Estados Unidos, assinada pelo Cônsul Geral, em que criticava a tese da Justiça brasileira, advertindo que a prevalecer essa teoria “seria praticamente impossível que qualquer criança retirada dos EUA retornasse”.

    O texto dizia: “A Embaixada gostaria também de manifestar sua preocupação com as decisões judiciais tomadas até aqui que negaram a aplicação da Convenção de Haia sobre os Aspectos Civis do Seqüestro Internacional de Crianças ao caso da retenção de S. R. G. com fundamento apenas no tempo em que o menor se encontra no Brasil desde a sua retenção. A se considerar que o tempo de tramitação do processo judicial, no Brasil, por si só inviabiliza o retorno do menor com base na Convenção de Haia, então será praticamente impossível que qualquer criança retirada dos Estados Unidos da América retorne. Um precedente dessa natureza autorizaria a negativa de retorno de qualquer menor, por mais ilegais que tenham sido as condições de sua retirada dos Estados Unidos da América, e estimularia justamente a conduta que a Convenção de Haia e seus países signatários pretendem coibir”.

    A ministra não se curvou ao pedido da Embaixada e, apegou-se à exceção prevista nos artigos 12 e 13 da Convenção de Haia para justificar a permanência da criança com a mãe no Brasil.

    “Quando for provado, como o foi neste processo, que a criança já se encontra integrada no seu novo meio, a autoridade judicial ou administrativa respectiva não deve ordenar o retorno da criança (artigo 12), bem assim, se existir risco de a criança, em seu retorno, ficar sujeita a danos de ordem psíquica (artigo 13, alínea ‘b’), como concluiu restar provado o acórdão recorrido, tudo isso tomando na mais alta consideração o interesse maior da criança. Ressalte-se que, ao contrário do alegado pelo recorrente, as decisões, tanto a de primeiro quanto a de segundo graus de jurisdição, firmam-se fundamentalmente na Convenção de Haia sobre os Aspectos Civis do Seqüestro Internacional de Crianças, em estrita observância aos ditames constantes do tratado internacional no tocante às exceções nele previstas, não preponderando a aduzida violação aos dispositivos legais nele insertos”.

    Ari Pargendler e Carlos Alberto Menezes Direito (hoje no Supremo Tribunal Federal) ficaram vencidos. “Salvo melhor juízo, o tribunal local contrariou literalmente o artigo 13, “b”, da Convenção, porque deixou de ser comprovado risco grave para a criança. Não se está discutindo qual o interesse do menor. Aqui se está diante de uma Convenção, que coíbe o seqüestro de criança, ainda que realizado pelo pai ou pela mãe, e define qual o juiz competente para processar e julgar a demanda daí resultante. A presente decisão não pode ir além dessa definição”, afirmou Pargendler.

    Direito também contestou a tese do prazo decorrido para justificar a permanência do menino e o descumprimento da convenção. “O que estamos fazendo ao admitir que a consolidação da situação de fato, pelo tempo, impede o retorno? Estamos admitindo que qualquer pessoa possa burlar a Convenção, retirando o filho, com autorização judicial, por um prazo determinado, do país de origem e aqui permanecer debaixo de um processo que pode ser moroso”, disse.

    Da decisão houve recurso de David Goldman ao Supremo Tribunal Federal. O recurso foi suspenso com a morte de Bruna Bianchi. Ela morreu durante o parto de sua filha do segundo casamento.

    A morte da mãe de seu filho fez o americano acreditar que poderia reaver o menino. O agravo que ele impetrou para discutir seu direito de recorrer ao Supremo Tribunal Federal na discussão do cumprimento da Convenção de Haia acabou perdendo o sentido, pois a ação era contra Bruna.

    João Paulo versus David

    No mesmo mês em que Bruna morreu, o advogado, agora viúvo recorreu à 2ª Vara de Família (a mesma que garantiu à mãe a guarda da criança e depois lhe concedeu o divórcio) levando em mãos do mesmo juiz titular, Gerardo Carnevale Ney da Silva, no dia 28 de agosto do ano passado, Ação Ordinária Declaratória de Paternidade Socioafetiva, Cumulada com Posse e Guarda, com Pedido de Tutela Antecipada contra o pai biológico.

    A decisão do juiz foi dada no mesmo dia, depois de ouvido o Ministério Público que concordou com o pedido e deu a guarda do menor ao advogado. Para que a criança não perca o afeto que vem desfrutando nesse momento, tão difícil da sua vida, impõe-se a concessão da liminar como requerida, para que seja assegurado, desde logo, ao autor, a posse e guarda do menor, para a plena garantia do seu desenvolvimento pessoal e emocional”, decidiu o juiz.

    No dia 7 de setembro, Goldman chegou ao Brasil acompanhado da mãe com a pretensão de assumir a guarda da criança, diante da morte de Bianca. Foi surpreendido pela ação declaratória. Os defensores de Goldman recorreram à 8ª Câmara Cível do TJ-RJ no dia 17 de setembro, com um pedido de efeito suspensivo no recurso, que foi negado pelo desembargador Adriano Celso Guimarães.

    Ainda em setembro, os advogados de David Goldman bateram à porta da 2ª Vara de Família com um pedido para que o pai biológico visitasse o filho. O pedido teve parecer contrário do Ministério Público que alegou a necessidade de “resguardar o menor, física, psíquica e emocionalmente”. O juiz auxiliar, Ricardo Lafayette Campos, indeferiu o pedido “diante da peculiar situação”, no dia 19.

    Justiça versus Imprensa

    David Goldman, além de publicar detalhes do caso em seu site, procurou uma assessoria de imprensa que divulgou o fato para os jornais. A notícia foi publicada pela Folha de S. Paulo em setembro. Isto acabou gerando nova decisão judicial.

    No dia 23 de setembro, os advogados do padrasto entraram com uma ação reclamando da divulgação dos fatos que estavam sendo discutidos no processo que, por ser em Vara de Família, deveria correr em segredo de Justiça, apesar de as decisões do juízo, estar na integra no acompanhamento do processo no site do Tribunal.

    O juiz Ricardo Lafayete Campos atendeu ao pedido, mas se contradisse. Ele afirmou ser incompetente para impedir que o pai biológico e seus advogados dessem entrevistas, mas acolheu o pedido de censura contra o jornal Folha de S. Paulo estipulando uma multa de R$ 150 mil por reportagem que viesse a ser publicada.

    “O relevante trabalho que estas sociedades empresárias costumam prestar à sociedade, distribuindo informações, não é ilimitado, pois encontra no ordenamento jurídico pátrio óbice legítimo a preservar o direito à honra e à imagem das pessoas. Assim, o pedido do autor para que a sociedade empresária Folha de S. Paulo se abstenha de dar publicidade aos atos processuais merece acolhida”, considerou.

    “Não há, todavia, como impedir o pai biológico ou seus patronos, de falarem sobre o menor ou mesmo de dar qualquer entrevista a respeito do processo em curso. Todavia, o fato do terceiro ou a mídia receber esta informação não os exime da obrigação de guardar o devido sigilo, sob pena de responsabilidade civil, criminal bem como administrativa na Ordem dos Advogados do Brasil”, concluiu. A TV Record também foi impedida de falar.

    União versus Padrasto

    Após a morte de Bruna, quando o menor foi entregue ao padrasto, o pai biológico voltou a acionar o governo dos Estados Unidos cobrando providências pela “retenção indevida da criança por pessoa não detentora do direito da guarda”. A autoridade americana encaminhou ao governo brasileiro o pedido de cooperação interjurisdicional.

    Foi como responsável por fazer valer em território nacional os compromissos assumidos na Convenção de Haia, que a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR) acionou a Advocacia-Geral da União para que ingressasse em juízo com o pedido de restituição da criança ao pai nos Estados Unidos. O pedido de busca e apreensão do menor foi interposto na 16ª Vara Federal do Rio.

    A AGU requereu também, para o caso de o pedido de busca não ser atendido de imediato, que o juízo proibisse o padrasto de sair do Rio de Janeiro, a fixação de dias de visitas ao menor pelo pai biológico e, por fim, o deslocamento para a Vara Federal da ação de paternidade socioafetiva movida na Vara de Família estadual.

    O juiz Rafael de Souza Pereira Pinto não concedeu a Tutela Antecipada da busca e apreensão do menor, nem da proibição ao padrasto de viajar para fora do Rio com a criança por “inexistirem quaisquer elementos nos autos a indicar eventual intenção do réu de se evadir, levando o menor consigo, para local incerto e não sabido”.

    O único pedido atendido foi o de conceder o direito do pai biológico a visitar seu filho. A decisão do juiz foi tomada em 1º de outubro. Dela, um dos advogados do padrasto tomou ciência no dia 8, uma semana depois. Houve ainda um recurso ao TRF, que foi rejeitado.

    Em 17 de outubro, David Goldman desembarcou no Rio para visitar seu filho. Sua vinda foi anunciada por seu advogado ao advogado do padrasto. Houve uma forte chuva, o que acabou fazendo o próprio juiz determinar que a visita começasse no sábado pela manhã. Na manhã do sábado, dia 18, além de três oficiais de Justiça, acompanharam o americano dois agentes da Polícia Federal, um representante do Consulado Americano, e o advogado de Goldman.

    O americano não conseguiu ver o filho. Foi informado que no apartamento onde consta na Justiça que o padrasto mora com o casal de filhos, só estavam a bebê nascida em agosto, os pais de Bruna e seu irmão. Na semana seguinte, a uma amiga, o padrasto alegou que desconhecia a vinda do americano ao Brasil e por isto foi para Búzios com o menino. O americano ainda permaneceu mais alguns dias até ser informado de que a visita seria adiada.

    Advogados brasileiros versus David Goldman

    Goldman voltou para os Estados Unidos. Os advogados brasileiros ingressaram com nova ação na 13ª Vara Cível pedindo indenização por danos morais por conta das entrevistas concedidas por Goldman. O padrasto alegou perdas inclusive internacionais por ter deixado de ser convidado para palestras. Eles pediram ainda que o juiz proíba o americano de divulgar o processo.

    A juíza Marisa Simões Mattos atendeu ao pedido e determinou que Goldman “se abstenha de proferir e/ou divulgar, por qualquer meio, ofensas às pessoas dos autores, em especial, referentes aos fatos envolvendo a guarda do menor, bem como retire dos sites da internet as ofensas já feitas descritas na inicial, no prazo máximo de cinco dias, a contar da intimação pessoal da presente, sob pena de multa diária de R$ 300”. Ainda não há recurso contra essa decisão.

    Procurado pela reportagem da revista Consultor Jurídico, o padrasto do menor disse que não vai se manifestar por conta das decisões judiciais, em ações impetradas por ele, que impediram a imprensa de divulgar o caso. “É uma questão de proteção à criança”, disse.

    Ricardo Zamariola Junior, advogado de David Goldman, não se manifesta porque há decisões que estão em segredo de Justiça.

    Texto alterado em 23 de dezembro de 2008, para retirada do nome do advogado e padrasto da criança em questão, uma vez que a informação indica a identidade do menor.

  153. O Vampiro de Curitiba

    Não se preocupe, Garganta! Qualquer coisa o Dr. Silvério assume o caso.

  154. [=

    Vampiro,

    Concordo integralmente:

    ” A única coisa que não pode acontecer, na minha opinião, é separar os dois irmãos.”

    Isso é como tirar um amigo verdadeiro que você terá por toda a vida.

    [=

  155. gthomas

    05/03/2009 – 21:48
    Enviado por: ronald
    Gerald.
    Não é uma questão de meter medo.
    É uma questão de: A QUE PONTO NÓS CHEGAMOS?????

    GT- Essa eh a questao! Eu me pergunto QUEM LUCRA, DIGO E REPITO…..QUEM EH O CANALHA QUE LUCRA QUANDO O BRASIL FICA COM A ETERNA IMAGEM DE CANALHA INFRATOR DO MUNDO? A BANANA REPUBLIC QUE ABRIGA MARGINAIS? Quem lucra?

    Ronald- Cacete, o que virou este mundo????
    Principalmente o Brasil.

    GT- Peguei um motorista de me levou de Miami pra Fort Lauderade (ele era Brasileiro). Mora em Miami ha 20 anos.
    Ele me dizia que os pais dele eram muito orgulhosos do BR. Que o BR era um pais visto com muito orgulho e a cultura (Jobim, a inovacao de JK, Brasilia apontava numa nova direcao,…). “Agora meu amigo” ele dizia, “esses Brazucas que eu pego aqui em Miami sao so corruptos”.

    Ronald- Nós agora estamos sofrendo por todos os erros.
    Estou aqui em Ilhabela com o cú na mão, estão acontecendo diversos assaltos a mão armada por aqui, ladrões encapuçados, terror total, não me sinto nem um pouco seguro. Sou paulistano, já andei em muita bocada sinistra, andava na madrugada pelas ruas e não ficava encanado como estou por aqui.
    Fudeu.
    A merda sobrou pra gente.

    GT- Fico me perguntando o QUANTO UM PAIS PODE SE SALVAR COM A POLICIA SENDO PAGA SALARIOS TAO BAIXOS.

    Ronald-Se alguém quiser deixar um futuro melhor para as próximas gerações, terá que começar a fazer algo agora, temos que saber do que acontece, nos indignarmos, debatermos, divulgarmos, sobrou pra gente, nnao dá mais para tapar o sol com a peneira.
    Vc põe a cara pra bater todos os dias com o seu Blog.
    A questão de uns concordarem, e outros não, é a vida, mas as cartas tem que ser postas na mesa, temos que aumentar os espelhos, temos que nos enchegar, desvendar os erros, discutí-los pelo menos, não vejo outra maneira.
    Senão vamos deixar o barco afundar, ligar o fodam-se, e cada um que se salve.
    Fico depre quando leio tudo isso.
    Mas ……….

    GT- Justamente esse Mas…me da um profundo VAZIO

  156. 1. Sob a convenção, os países concordam que a criança que foi removida de um país participante por um pai e retida em outro país participante, em violação dos direitos de custódia do outro pai, deve ser rapidamente devolvida. Depois que a criança for devolvida, a disputa pela custódia pode ser resolvida nas cortes daquele país. O tratado resolve onde a custódia deve ser disputada, mas não determina quem ficará com ela.
    Copiei do enviado do Ekran.

    Em minha opinião vai valer o que poderia já estar resolvido há muito tempo.
    Fico admirado pelo fato de tão ilustres advogados não cumprirem o que o tratado determina.
    Considerações a parte este primeiro passo terá de ser respeitado.
    Ou então o tal de tratado não valerá mais nada.
    O problema é muito maior do que estamos imaginando. No meu entender já houve quebra de regras e leis com o famoso, conhecido e maléfico jeitinho brasileiro de resolver tudo sempre beneficiando o lado mais forte e mais poderoso o que pode ser literalmente traduzido por: O lado que possuir mais dinheiro.
    O poder corrompe e é corrompido.
    Todos os dias esta aula é dada no Brasil e também em algumas partes do mundo.
    Não tenho culpa se alguém perdeu a aula magistral que foi dada pelos senadores no senado elegendo Collor.E com o apoio do renam ladrão de gado segundo consta.

    O tema da aula poderia ser ; A VOLTA DOS QUE NUNCA FORAM .
    Ou então. COMO VOLTAR A MANDAR SE TIVER RECURSOS PARA COMPRAR A REENTRADA.
    Ou ainda:

    COMO FAZER TODOS BRASILEIROS DE PALHAÇOS COM APENAS UMA VOTAÇÂO NO senado.

    Ou melhor, ainda:- NÓS AQUI SOMOS TODOS LADRÕES E FODAM-SE.

    Gerald:

    Não fique assustado.

    FIQUE MUITO ASSUSTADO.

  157. Ekran

    CUIDADO: há sentença para NAO PUBLICAR EM BLOGS O CASO EM TRAMITE – segue o que está posto no blog do Nassif.

    – – – – –
    Por Henrique Marques Porto

    Nassif e Reinaldo,

    Há uma decisão da justiça estadual do Rio de Janeiro que proíbe jornais de noticiarem o caso. Folha de São Paulo, o Correio Brasiliense e a TV Record foram notificados.

    E é possível que a proibição se estenda também aos blogs.

    É um caso para lá de complicado. Quem disputa a paternidade do menino Sean com seu pai verdadeiro é o advogado João Paulo Lins e Silva, da conhecida família de ilustres juristas. A falecida ex-exposa de Goldman (filha de grande empresário do ramo de restaurantes) contratou os serviços profisionais de Lins e Silva logo depois de voltar ao Brasil. Queria divorciar-se e obter a guarda do filho. A relação evoluiu para um romance, cujo desfecho se conhece. Lins e Silva já obteve a guarda provisória do menino em processo onde reivindica “paternidade afetiva”.

    Há desdobramentos que complicam ainda mais o caso (ver em clique aqui). Os pais da falecida também eram réus no processo movido por Goldman. Por acordo judicial, ele aceitou retirar os nomes dos ex-sogros, mediante o recebimento de 150 mil dólares a título de pagamento de honorários e custas judiciais.

    A Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR) já entrou no caso acionando a AGU, que pediu a devolução imediata da criança a seu pai nos EUA. O titular da 6ª Vara Federal do Rio, rejeitou o pedido. E por aí vai.

    Esse menino já deveria estar com seu pai nos EUA há muito tempo. Contra isto atuam ótimos e influentes advogados brasileiros. Mas, por mais brilhantes que sejam, não contornarão os acordos internacionais assinados pelo Brasil, notadamente a Convenção de Haia.

    http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/02/01/o-caso-de-sean-e-david/

  158. gthomas

    Pacheco: estou muito assustado sim e ja te respondo

  159. Londrina

    Vamp, a criança que a mãe teve, vingou? Bem ai muda tudo,né?
    Seria o caso do pai biologico vim morar no Brasil. Mas tem aquela, né? Viver como.? Um americano que não fala o português arrumaria facil um emprego? Lá talves ele tenha uma vida estavel.

  160. gthomas

    05/03/2009 – 22:09
    Enviado por: Jose Pacheco Filho
    1. Sob a convenção, os países concordam que a criança que foi removida de um país participante por um pai e retida em outro país participante, em violação dos direitos de custódia do outro pai, deve ser rapidamente devolvida. Depois que a criança for devolvida, a disputa pela custódia pode ser resolvida nas cortes daquele país. O tratado resolve onde a custódia deve ser disputada, mas não determina quem ficará com ela.
    Copiei do enviado do Ekran.
    Em minha opinião vai valer o que poderia já estar resolvido há muito tempo.
    Fico admirado pelo fato de tão ilustres advogados não cumprirem o que o tratado determina.

    GT- Mas, Pacheco…..Essa seria a solucao pros problemas que o Brasil tem tido em abrigar bandidos e glorificar bandidos desde Ronald Biggs?

    Pacheco-Considerações a parte este primeiro passo terá de ser respeitado. Ou então o tal de tratado não valerá mais nada.
    O problema é muito maior do que estamos imaginando. No meu entender já houve quebra de regras e leis com o famoso, conhecido e maléfico jeitinho brasileiro de resolver tudo sempre beneficiando o lado mais forte e mais poderoso o que pode ser literalmente traduzido por: O lado que possuir mais dinheiro.
    O poder corrompe e é corrompido.

    GT- Tratados sao assinados pra serem quebrados. Eh mais ou menos assim que funciona nao?

    Pacheco- Todos os dias esta aula é dada no Brasil e também em algumas partes do mundo. Não tenho culpa se alguém perdeu a aula magistral que foi dada pelos senadores no senado elegendo Collor.E com o apoio do renam ladrão de gado segundo consta.
    O tema da aula poderia ser ; A VOLTA DOS QUE NUNCA FORAM

    GT- BOM TEMA!!!
    .
    Pacheco-Ou então. COMO VOLTAR A MANDAR SE TIVER RECURSOS PARA COMPRAR A REENTRADA.

    GT- Melhor ainda.

    Pacheco- Ou ainda: COMO FAZER TODOS BRASILEIROS DE PALHAÇOS COM APENAS UMA VOTAÇÂO NO senado.
    Ou melhor, ainda:- NÓS AQUI SOMOS TODOS LADRÕES E FODAM-SE.
    Gerald:
    Não fique assustado.
    FIQUE MUITO ASSUSTADO.

    GT- ESTOU ASSUSTADO.

  161. Ekran

    Segue o parecer do padastro acerca da morte da mãe de Sean:

    – – – – –
    10 de Setembro de 2008
    A opinião do leitor / Veja RJ

    Recebi o exemplar em que consta matéria sobre o ocorrido com minha mulher, Bruna Bianchi Lins e Silva. Cabe esclarecer que jamais dei entrevista ou falei com alguma pessoa ou repórter de Veja Rio. Algumas palavras colocadas na reportagem, supostamente ditas por mim, não condizem com a realidade, nem nunca foram ditas daquela maneira. O parto da Bruna aparentemente foi normal. Porém, desde o momento em que ela entrou no quarto do hospital após o parto, já apresentava sangramento intenso, contínuo e pressão baixa. Em nenhum momento disse que o sangramento teria ocorrido duas horas após o parto. O médico saiu do hospital logo após o nascimento de Chiara, ciente de que havia hemorragia e pressão baixa. Seu retorno ocorreu depois de muita insistência da equipe do hospital. Em nenhum momento houve a preocupação necessária do hospital e da equipe de obstetrícia diante do grave quadro. Não houve comunicação entre os departamentos de obstetrícia e CTI, que poderiam ter dado assistência a Bruna antes da chegada do médico.
    João Paulo Lins e Silva

    O advogado João Paulo Lins e Silva foi entrevistado por telefone pela jornalista Cristina Grillo, redatora-chefe de Veja Rio, na tarde de quarta-feira, 27 de agosto. Pouco antes, a jornalista ouvira Silvana Bianchi, mãe de Bruna. Na entrevista, Lins e Silva deu a sua versão para os fatos que levaram à morte de sua mulher.

    http://vejabrasil.abril.com.br/rio-de-janeiro/editorial/m735/a-opiniao-do-leitor

  162. Peter Punk

    Com a informação que a irmã sobreviveu , tbm não sei o que pensar direito . Na verdade hoje estou em choque , perdido no tempo , os jornais falam de Sir ney !, calheiros!! , collor!!! , lobão e o fundo de pensão!!! Ministérios privatizados , um nojo só .. Jarbas depois de um grande discurso no senado denunciando esta porra está sendo sabotado e ignorado….. o horror , o horror , o horror . Daqui a pouco Zélia , Cabral , os anões do orçamento , Médice , chagas freitas…. O que diabos o Lula está fazendo?!! Gerald , sua porca gorda perde!!!

  163. Susan Judia.

    Como eu disse anteriormente este blog é aula de tudo.
    Aos poucos estamos nos inteirando mais do caso por comentários informativos.
    Parece que eu não estava tão longe da realidade quando insinuei que o norte-americano foi presenteado com um par de chifres.
    Note as datas de saída da mãe e do menor. Compare a data na qual ela entrou com pedido de guarda.
    Depois note quando ela se aproximou do que é hoje o guardião do Sean e finalmente a data do novo matrimonio.
    Não acredito que a mãe do garoto ficasse somente de mãos dadas com o novo par enquanto planejavam a ação de divórcio
    È da vida.
    O que nenhum dos personagens poderia imaginar na ocasião era o tamanho da merda que iniciaram cada um atingindo seus interesses.
    Pode ser que exista realmente uma grandiosa situação de puro amor de ambas as partes.
    Afinal somos todos frágeis e usamos capas protetoras de acordo com o que conquistamos na vida.
    Quanto mais sólida e moral for nossa capa melhor.
    O que necessariamente não quer dizer que capas fajutas também não funcionem
    Ou coisa parecida.
    Este caso tem tanto nó que vai ser duro largar o barco e navegar em águas tranqüilas. Por enquanto é temporal.
    Mas depois de todo temporal aparece o bom tempo.

    O inimigo maior de todos os envolvidos tem o nome de intolerância.
    Pensar que todos poderiam ser amigos ao menos em homenagem a mãe falecida.

    Enrustido nesta trapalhada tem um pouco do GO HOME.

    Obrigado.

    Pacheco.

  164. [=

    Estou pensando o seguinte: o ECA não permite que ocorra a separação de irmãos ( talvez seja o caso), de modo que o garoto, então, deva ficar no Brasil, até em razão da tradição jurídica no Brasil, em caso de conflito entre uma norma internacional e a lei nacional, legitimar a lei brasileira.

    PS:Tudo isso acima eu preciso confirmar pesquisando ( e não vou pesquisar, pois não tenho vontade)

    [=

  165. Ekran.

    Ótimo o teu aviso da proibição.

    mas e aquele artigo na Constituição que diz que é livre a manifestação não vale nada.

    Esta constituição é seletiva.?

    Calma, só estou perguntando.

    E mando abraços.

  166. Ekran

    Interessante é que O Globo de 01/Março/2009 publicou a noticia SEM QUALQUER MENÇAO AO NOME DA FAMILIA dos brasileiros envolvidos.

    Incrivel essa “justiça jornalistica”…imagine a quantidade de coisas que sequer são (e serão) publicadas…não sabemos da vida um nada!

    http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/03/01/americano-diz-que-familia-brasileira-mentiu-sobre-seu-interesse-pelo-filho-754648635.asp

  167. [=

    Ekran,

    ”05/03/2009 – 22:20

    Enviado por: Ekran

    CUIDADO: há sentença para NAO PUBLICAR EM BLOGS O CASO EM TRAMITE – segue o que está posto no blog do Nassif.

    Ekran, como bem afirmou o Vampiro, o Doutor Silvério será contratado para garantir a liberdade de informação aqui no blog.

    [=

  168. [=

    Pacheco,

    Cortando o Ekran, não se pode manifestar tudo, pois há limites. Bem!, o juiz tem que justificar quando toma uma decisão. Provavelmente a imagem do menor tenha mais valor do que a liberdade de manifestação.

    [=

  169. Ekran

    Olha , Pacheco, é briga de cachorro grande, BEM GRANDE.

    Só sei que nessas horas a constituição fica “sob judice” e esses caras escavam artigos e emendas e mil e uma alternativas para se esquivarem do “fato publico e notorio”.

    Isso por si só já é mais um motivo para aplaudir a iniciativa do Gerald em colocar esse caso no seu espaço virtual.

    É um exercicio direto de cidadania.
    E tem que aponte a “falta de civismo e amor ao Brasil”.
    Dá pra ver como as autoridades locais são civicas e democraticas.

    É a ditabranda, que pode ser pior que a ditadura, pois nem percebemos ela acontecendo.
    Nessas, o país inteiro foi abduzido.

  170. McWilliam

    O titulo do texto, certamente com toda pertinencia, ja tras o cumulo da antitese social – “BANDIDAGEM JUDICIAL”.
    Deixe-me ler o restante pois esta expressao se traduzida e escrita num texto cotidiano de muitos paises conhecidos, seriam facilmente consideradas erros de ortografia, ja que como fato cotidiano nao fariam o minimo sentido.
    Pra nos, em cujo vocabulario :bala perdida” nao e’ nenhuma figura de linguagem, infelizmente o entendimento do conflito e’ ‘ automatico.

  171. Garganta;

    São dois irmãos.

    Cada um de pai diferente.

    O que já os separa. Talvez não juridicamente. Mas emocionalmente.

    Irmãos de sangue e do mesmo pai podem se separar por vontade deles mesmos. Dependendo dos rumos da vida.

    Mais uma vez repito:

    Sei do que estou falando.

    Obrigado.

    Pacheco.

    PQP. Não falta eu vomitar mais nada.

    E viva o blog.
    E viva a vida.

  172. Ekran

    O post no link da materia do Globo em 01/03/09 (que apontei acima) tem 780 comentarios…

    É polemica em estado puro .

  173. McWilliam

    Ok Gerald, fico sem saber o que ha seu em cartaz em NYC.
    Tem teatro novo aqui na minha neighboughood. Ontem vi um concerto de uma orquestra alema no Starr Theatre – Lincoln Center, e por curiosidade estou indo no La Mama ver alguma coisa ate sabado, uma forma de prestigiar a todos aqui do blog

  174. Ekran

    Quando eu li o post ao sentir a palavra BASTARDO já fiquei em guarda.
    Sou enquadrado nisto.
    Depois fui lendo..lendo…relendo porque artigo e teatro do Gerald do pouco que eu conheço cada um ou aprecia como quer.
    Tudo é arte e arte não acredito que tenha padrões fixos.
    A arte de um pode ser lixo para o outro.E tem artista que do lixo tira e transforma em arte.Ou mais ou menos isto.
    Então para o meu entendimento o bastardo que li foi dirigido a nossa nação que estamos como sem pai e sem mãe.
    Sem regras; sem carinhos, sem proteção e sem nada.
    Somos bastardos porque nada ou ninguém parece que se preocupa por nós.
    Estamos fudidos.
    Estamos afundando.
    Estamos……..

    Pois é.

    Obrigado.

    Pacheco

  175. [=

    Paheco,

    Eu tenho duas irmãs e uma delas somente por parte de mãe. Não diferencio nenhuma delas. Amo as duas. Mas respeito a sua opinião.

    [=

  176. gthomas

    McWilliam.
    ja te respondo….

  177. ezir

    BOA NOITE , MR. Gerald Thomas!!! PASSEI pra REGISTRAR o quanto TENHO PODIDO PERCEBER este SEU BLOG como UM REAL TABLÓIDE ( SEMANÁRIO DE NOTÍCIAS CURTAS , E GRAU MAIOR DE ILUSTRAÇÃO E LITERATURA ) como um ‘REME´DIO CONDENSADO” ( etimologia da palavra do Francês).
    PUDE LER COM´PLETAMENTE SURPRESA sobre MATÉRIA EM INGLÊS publicada na FOLHA sobre O FILME “REVOLUÇÃO REVISITADA” …e QUE FELICIDADE PODER TER ESTE FILME ANTOLÓGICO…OBRA PRIMA AGORA EM “DVD” só pra EU ASSISTIR A NATASHA KINSKI E O AL PACINO , E ELA jogando pelos ARES aquele MONTE DE ARISTOCRATAS INGLES ARROGANTES E EXPLORADORES PERVERSOS E IMPIEDOSOS…MAL CARÁTER…O CANCRO VIVO DA SOCIEDADE INGLESA que OS POETAS E EMPRESÁRIOS DE BOAS NATUREZAS HUMANAS DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL não CONSEGUIAM ESTIRPAR DE UMA VEZ POR TODA …até QUE NOVOS ANJOS DA GUARDA DE OUTROS POVOS mudaram a HISTÓRIA DO EUA e da INGLATERRA. VIVA CHARLES DICKENS que COMO O SR. MR. THOMAS passou todas suas IDADES até ás ALTAS IDADES fazendo PALESTRAS e DISSEMINANDO SUA CULTURA E LUCIDEZ aos JOVENS INTELIGENTES …E SEDENTOS ACOLHEDORES DO ESPÍRITO NOVO DA VIDA NESTA NOSSA “HIPER-MODERNIDADE” CONTEMPORÂNEA EFÊMERA…mas…ADOREI A FOTO DO HOTEL SIDERAL, GAL[ÁCTICO COMO EM NITERÓI …devia SER UM MUSEU MÓVEL, FLUTUANTE …BIBLIOTECA VIVA DA NOSSA TRADIÇÃO DE TODAS AS BELLES ARTS!!!! UMA BELA NOITE NO SEIO DA NOSSA GRANDE MÃE!!! SAUDAÇÕES A TODOS E TODAS ! DE Ezir

  178. gthomas

    05/03/2009 – 23:03
    Enviado por: McWilliam
    Ok Gerald, fico sem saber o que ha seu em cartaz em NYC.

    GT- No momento nada. Estou ensaiando HARD SHOULDER.

    MW-Tem teatro novo aqui na minha neighboughood.

    GT- Qual sua neighbooooor?

    MW- Ontem vi um concerto de uma orquestra alema no Starr Theatre – Lincoln Center, e por curiosidade estou indo no La Mama ver alguma coisa ate sabado, uma forma de prestigiar a todos aqui do blog

    GT- Ue! Vc esta aqui em NYC?

    Que estranho.

    Estou no predio. La MaMa, mas aqui em cima onde a Ellen mora.
    Se o Michael estiver na box Office, manda ele buzz aqui pra cima que eu desco pra te conhecer.
    LOVE
    G

  179. E a menor que o pai engravidou?

    Tem 9 anos se não me engano agora.

    Houve proibição para o fato não ser divulgado?

    Parece que não.

    E Porque?

    Porque?

    Porque o FDP é pobre?

    Dois pesos duas medidas?

    Ou mesmo peso duas medidas.

    Ou a grana compra tudo?

    Ou..ou…olha o que você está lendo não é exatamente o que você está lendo.
    O que você leu é rexatamente o que………caraio de novo esta merda!O ultimo ataque que tive de Geraldite foi em Belmonte.Um momento.Vou ver se ainda tenho um resto de remédio.
    caso eu não retorne foi porque a dose me causou sonolência.

    Obbbbbbbbbbbbbbb

  180. Garganta.

    Ganhei de você.

    Irmãs eu tenho três.Sempre tive.Todas de coração.

    No paragrafo que eu citei os dois irmãos do mesmo pai e mãe que brigaram eu falava dos meus …ops da minha filha.
    Entendeu agora?

    Olha que eu dou uma de RA e te pergunto se preciso desenhar.

  181. gthomas

    Pacheco

    vc esta ignorando o meu ping pong online que fiz acima com vc
    LOVE
    G

  182. Com o estágio atual e toda parafernália e tantas possibilidades de comunicação nos dias atuais.
    Com a igreja católica admitindo Darwin e suas teorias que pela mesma igreja foi considerado herege.
    A justiça brasileira ser taxada de bandidagem judicial e até um elogio que o Gerald usou no post.
    Na realidade pelos exemplos que temos o certo seria PODRIDÃO JUDICIAL.

    Tem coisa pior para denominar? Se tiver substitua

    Obrigado.

    Pacheco.

  183. gthomas

    Ezir, obrigado pelo comment
    vou ler mais tarde
    estou exhausto
    e ainda levei uma tremenda bronca
    de um bronco branco

    (sera do O J Simpson)?

  184. [=

    Pacheco,

    Eu respeito a sua opinião; mas recomendo: será muito trabalhoso desenhar aqui ( até dá).Abraços.

    [=

  185. Gerald.

    Não estou ignorando não.
    Estou é te deixando em paz para que possa cuidar melhor da Mama Ellen.
    Vai explicando pra ele o que realmente é um blog.
    Afinal de certo modo tem um pouco dela até mesmo por aqui.
    Acho que tem.
    Pelo que li você engatinhou em teatro ai mesmo onde está.
    Talvez mais alguns andares abaixo.
    Não foi?

    Transmita a mama um abraço Black-Withe.(Rsrsrs que o garganta vai imaginar que estamos falando de uísque )

    Garganta: é só uma brincadeirinha.rsrsrsr

    Pacheco.

  186. [=

    Prezado Pacheco,

    ”05/03/2009 – 23:25

    Enviado por: Jose Pacheco Filho

    E a menor que o pai engravidou?

    Tem 9 anos se não me engano agora.

    Houve proibição para o fato não ser divulgado?

    Parece que não.

    E Porque?

    Porque?

    Porque o FDP é pobre?

    Concordo: pobre não tem vez na Justiça. Agora imagine a pena de morte institucionalizada: será a solução final para os pobres perversos. Será que será a solução final para os ricos perversos?

    [=

  187. Amigos.
    Vou encerrar
    Agora não dá mais.

    estou sendo intimado.

    Ou paro ag…………..Bye

  188. [=

    Boa noite para todos, preciso dormir.

    Hoje o diálogo no blog foi animado, hein…

    [=

  189. ronald

    Do Blog do Ricardo Kotscho.

    05/03/2009 – 14:25
    Posso excomungar este bispo da minha igreja?

    Só fui abrir os jornais hoje de manhã depois de terminar de escrever o texto do post anterior sobre minha viagem à Juréia (”Um outro mundo, tão perto daqui”) e não consigo me conformar com o que li a respeito deste inacreditável caso da menina de 9 anos, estuprada pelo padrasto, que estava grávida de gemeos.

    Para salvar a vida da menina, os médicos da Maternidade Cisam, da Universidade de Pernambuco, no Recife, fizeram o que deveriam fazer: na quarta-feira, ela foi submetida a aborto para interromper a gravidez.

    O diretor médico da maternidade, Sergio Cabral, que foi o responsável pelo procedimento, explicou com todas as letras:

    “O risco maior seria a continuidade dessa gravidez. Uma criança de nove anos não tem ainda os orgãos formados. Se tudo correr bem, ela deve ter alta ainda esta semana”.

    E não é que um advogado da Arquidiocese de Olinda e Recife, Márcio Miranda, anunciou que vai apresentar uma denúncia de homicídio contra a mãe da vítima por ter autorizado o aborto?

    Dá para acreditar num absurdo destes? Como se estivesse falando em nome de Deus, o próprio, o arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, ainda veio a público justificar a ação do advogado:

    “Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar a lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios, e a lei humana contraria a lei de Deus, contra a morte”.

    Nós, quem, cara pálida? Como católico praticante, batizado, crismado e formado em escola de padres, ex-membro da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, não posso concordar que este bispo fale em meu nome e no da minha Igreja.

    Clama aos céus que o que está em jogo não são as leis, nem dos homens nem da Igreja, mas apenas a vida de uma menina indefesa, ainda mais num país em que a legislação autoriza o aborto em vítimas de estupro até a 20ª semana de gravidez, sem autorização judicial.

    Como o bispo Sobrinho já excomungou a família toda e meio mundo nesta trágica história, eu pergunto: também não tenho o direito de excomungá-lo da minha igreja?

    Quanto mais ele procura defender sua posição, mais o bispo me revolta com o que leio no jornal, chegando a duvidar que as palavras sejam dele mesmo:

    “A menina engravidou de maneira totalmente injusta, mas devemos salvar vidas. A Igreja sempre condenou e vai continuar condenando o aborto”.

    Engravidou de maneira totalmente injusta? O que é isso? Por acaso existe estupro justo?

    Pois se o bispo está mesmo interessado em salvar vidas, deveria dar todo o apoio aos médicos da Maternidade Cisam e à mãe da menina e não ameaçá-los com um processo na Justiça dos homens.

    Ou deveria ir conversar com Paula Viana, a coordenadora do Grupo Curumim, organização não-governamental de defesa da mulher, que poderia lhe explicar qual vida precisava ser salva:

    “A cada dia que passava, o risco era maior, a menina se sentia mal e já apresentava outras complicações. Tinha que ser feita uma intervenção médica imediata”.

    E pensar que esta mesma Arquidiocese de Olinda e Recife já foi ocupada por um homem como meu amigo dom Hélder Câmara, o bispo que nos tempos mais sombrios da ditadura militar, arriscava a própria vida para salvar a vida dos outros.

    Tenho certeza de que esta Igreja que dom Sobrinho diz representar não é a minha Igreja e não é a Igreja de dom Hélder. Alguém está na Igreja errada.

  190. Sandra

    Exatamente, André. O menino era brasileiro. O pai é que era estrangeiro. Situação idêntica à atual, só que com os lados trocados.
    Mas não é verdade que o bem-estar da criança é a primeira coisa a ser observada. A garota brasileira devolvida aos pais biológicos nem falava mais português, não lembrava mais da família brasileira, estava totalmente adaptada à nova família. O problema é que, naquela época, roubavam tantas crianças brasileiras que muitas mães andavam com os filhos presos a elas com cordas ou correntes. Se a criança não fosse devolvida, as crianças brasileiras continuariam a ser roubadas e vendidas em países estrangeiros. Acho que isso deve ser levado em conta também nesse caso. Poderemos responder por isso no futuro, quando o mesmo acontecer com crianças brasileiras. Por outro lado, antes de se pensar em tirar a criança de um lugar onde, APARENTEMENTE, ela está muito bem, é preciso saber se não há nada que desqualifique o pai biológico.

  191. gthomas

    11:09 horario de NY
    duas horas mais tarde ai no BR
    de vez em quando entro pra liberar comentarios
    e comenta-los
    pra completar o ciclo
    LOVE
    G

    Sandra. acabei de liberar o seu
    mas nao estou em casa ainda

  192. McWilliam

    E’ isso Gerald, to aqui.
    Nao tanto estranho nao: desde 2002 tenho vindo muito pros USA onde fico temporadas de poucos meses. Em NYC fico muito de junho a dezembro. Desta vez precisei vir antes por um periodo menor.
    Logo volto pro Canada. Semanas depois venho praqui de novo, depois vou no Brazil e depois volto praqui novamente antes de ir pro Canada. Este e’ meu schedule ate primeiro de junho.

    Minha neighborhood e’ West Side. Fico aqui no Lincoln Tower, atras do Lincoln Center (66 x Amsterdam) desde 2006.

    Ontem atribui a meu art advisor friend a missao de reservar os tickets do La Mama ate sabado.
    Procuro chegar uns minutos antes e vc estando la pedirei que te chamem.
    I’ll see ya then !

  193. santanna

    – sobre o post do Ricardo Kotscho colocado por Ronald às 00:13,
    “…Clama aos céus que o que está em jogo não são as leis, nem dos homens nem da Igreja, …”

    Eu sou católica e acho que é nessas horas que a gente vê que não dá certo essa mistureba de Estado e Igreja.
    Discordo do RKotscho nessa frase que eu destaquei, pq afinal a realidade não é assim tão “sublime”. Essa frase que ele usou é uma frase de efeito, pq sempre alguma lei tem que ser adotada pra organizar as coisas, e depois que se arque com as consequências da escolha. Num caso como esse por exemplo, já que a legislação do país permite, o Estado arrolhava logo a boca desse bispo e pronto.
    As pessoas costumam sempre criticar a Igreja, mas os fiéis tem que passar a ser cobrados tb, pra que não fiquem eternamente assistindo a tudo e engolindo tudo apaticamente.
    As pessoas têm que começar a desenvolver uma espiritualidade mais adulta, menos infantilizada, pra que as mudanças aconteçam de baixo pra cima e não o inverso, tudo ter que partir da Igreja, como sugeria o Targino lá no início desse post.
    Um exemplo disso é que o Papa só se rendeu a uma conciliação com ao darwinismo pq a pressão foi tanta que não tinha mais pra onde correr.
    Como eu dizia pro Targino lá em cima, a questão da fé não deve ser questionada, pq é o cerne do Cristianismo, mas eu concordo totalmente que essas outras questões tem que ser pensadas e repensadas cada vez mais pelos fiéis.
    E por fim, que Deus me perdoe se eu estiver falando alguma besteira muito grande!

  194. gthomas

    os escritos do Kotscho (na minha opiniao) sao pateticos.
    Prefiro que nao sejam discutidos aqui nesse blog

    ele tem um blog aqui no IG
    se quiserem discutir artigo dele, imploro vcs que discutam os artigos dessa melancia la do ex porta voz do Lula la no blog dele

    Grato
    LOVE
    G

  195. juliano

    Acho que a coisa não é tão simples assim, alguém leu o processo? O padrasto tem a guarda provisória ou definitiva? Há alguma coisa contra o pai biológico? Ãcho estranho o pai não pagar pensão alimentícia, então quem está custeando o menino no Brasil é o vilão da “estória” o padrasto. Ressalte-se que antes de ter a guarda a criança é visitada por assistente social. Olha precisamos ver os dois lados , ver quais foram os motivos do juiz, o que tem no processo. O americano gastou 350 mil dolares no processo como? Honorários do advogado? Custas? Viagem? Um processo não custa tanto no Brasil assim e no mais não houve sequetro até porque em caso de separação geralmente o filho fica com mãe. Quem vive o dia a dia do judiciário sabe que essa história está bem estranha.

  196. Tene Cheba

    Brasil é a a própria piada juridica, piu piu, somos absurdamente levianos.Rompemos o sentido da metáfora, o Pai e o Padastro, o direito e o absurdo.Porra versus porra nenhuma. O cara se deu muito mal. Só não entendo isso, por que o assunto foi abafado por aqui, até dar no New York Times? Bom, devo deduzir, que com os dólares, que seriam enviados pelo Pai, as nossas reservas aumentariam, um bem para o país, eureka,, taí, todo absurdo tem embuitido o valor monetário da causa, o cara já gastou 350 mil dólares, para resgatar o seu filho. Ora, em comércio internacional somos os primores, cara, eu preciso ter cara, nojo eu já tenho. Perdeu, perdeu, perdeu!!!Devolva o filho, seu bandido, a mulher morreu.

  197. Tene Cheba

    Abduzido no Rio, não, Varginha já era.Somos os merdas, não entendemos bulufas de causa e efeito. Pobre estatuto da criança, só vale quando presta, não nos sinais, nem nas madrugadas catando papelão, pedindo um pedaço de pão, catando latinhas,, próximo da pedra ou da cola com tuloeno ou tolol, tulol, e os grandes baratos da infância que o estatuto proporciona.
    Mas 64 já está ficando distante, devemos chorar, pelos mortos vivos, indenizados pela suas opções, eu pago, nós pagamos, todos pagarão. Pele que reveste o ser, pele sem pigmentos, pele que permeia, pele que descama, pele tropical.Venha para cá, por aqui sempre dá.

  198. Bom dia para todos.

    Entro pegando carona no comentário do Juliano.

    Pontos importantes são por ele destacados.

    Ótimos para que nos aumente os dados que temos discutido de ontem para hoje.

    Quero acrescentar um detalhe.

    Quando o pai veio buscar o filho qual a razão que impediu a devolução?

    E também qual a razão do menor não ter sido devolvido tão logo o guardião tomou conhecimento da decisão da justiça norte americano que determinou que assim fosse feito?

    Notório é que os envolvidos são expoentes em leis notadamente as que regem problemas e litígios familiares.

    O X está em ser esclarecido como e porque especialistas e doutores renomados no assunto conduziram tudo ao que me parece pouco ligando para os detalhes principais desde o início da contenda.

    Tem corpo estranho no ninho.

    Cheiro de mu treta.

    Lei de Gerson.

    Ou então: O MUNDO ESTÁ DE CABEÇA PRA BAIXO E NINQUEM PERCEBEU.

    Rsrsrs (estou rindo porque eu não sei se o mundo tem cabeça e nem sei como ela fica para baixo)… Rsrsr

    – Licença para falar?
    – Fala Pateta.
    – Eu acho que é quando o Norte fica embaixo e o Sul fica em cima que o mundo fica de cabeça para baixo.
    – É parece-me que tem sentido. Obrigado.

    Rsrsrsr.

    Amigos vamos em frente?

    Obrigado.

    Pacheco.

  199. Tene Cheba.

    B R I L H A N TE.

    Tão bem explicado que até o Pateta aqui do meu lado entendeu de primeira.
    O Donald viajou. Estava comigo até o dia de ontem. As noticias o deixaram tão preocupado que ele se mandou para ver se os sobrinhos não foram levados de férias pela Margarida.

    Abraços.

    Pacheco.

  200. Silvério Cardoso Corrêa

    Bom Dia!

    José Pacheco Filho.

    Estive lendo sobre a charada mas foi muito rápido, não dá tempo para desvenda-la agora, pois estou indo daqui a pouco para Sampa fazer uma audiencia.

    Depois vejo isso.

  201. gthomas

    Bom dia:

    algum dia alguem me explica.

    Aqui eu sei como as coisas aconteceram. Afinal…nao somente estudamos sobre isso, mas so se fala sobre isso em tudo que eh lugar em todos os programas ou noticiarios: The Constitution of the US was written by the Founding Fathers etc etc etc…

    E no Brasil? Quem a escreveu?? Quando?

    Quais saos os Amendments? O POVO as conhece? Conhece seus direitos? Existe o direito de SE TER O DIREITO DE NAO SE INCRIMINAR (O QUINTO) ?

    COMO FUNCIONA ISSO AI NO BRASIL?

    Sinceramente, eu gostaria de saber.

    Eh que aqui, nos obcecamos um pouco.

    Todos os programas sao sobre as nossas special forces:

    seja FBI, CIA. Army, Navy, SWAT. NCIS, FBI Missing Persons Division, CSI, Special Victims Unit, ER (Emergency Room), Law and Order (sobre o Judiciario) Quincy (que ja foi sobre o legista) Marshalls, COPS. e la vai.
    Ja nao sei mais se a policia se ve na TV ou se a TV olha a policia.
    Mas um eh o outro e outro eh o um.
    So sei que o povo e as agencias policias sao uma coisa so.
    Amamos nossos cops.
    eles sao nossos herois
    os Marines nao nossos herois.

    Nao acho que seja o caso no BR.

    Gostaria de saber como eh ai.

  202. Tene Cheba:

    Leia a carta que o Donald deixou para mim.

    Querido Pacheco.

    Nossa amizade é longa.
    Desde que eras criança eu nunca deixei de estar contigo.
    Junto passou por muito.
    Adoro sempre que me chamas. Principalmente quando me apresentas para estas crianças que nem bem me conhecem.
    Contudo ultimamente eu ando muito assustado.
    E agora nestes dias notando que ficas mais neste teclado compulsivamente, pensei que posso muito bem tirar uma folga.
    Estou preocupado porque a margarida não resolve se vamos casar em definitivo e também meio desconfiado.
    Vai que ela cisme de levar os sobrinhos para a casa da vovó Donald e depois me telefona dizendo que não vai me entregar mais os meninos.
    Fui informado que ela andou tagarelando com o Zé carioca e bem sabes que o Zé tem um pé no Brasil. É carioca e metido a advogado.
    Então creio que está na hora de eu começar a cortar um possível mal pela raiz.
    Certo que vais entender minhas razões eu viajo agora.

    Lembranças para os amigos do blog e diga a senhora Sandra que eu deixo beijos para a Sandrinha e também que estou com ela, pois não sabemos o que é pena de morte mas todos gostaríamos de prisão perpétua para os irmãos Metralha que deveriam sim é se mudarem para o Rio de janeiro onde praticar as maldades que praticam seria o mínimo de sofrimento para os habitantes daquela que foi um dia uma cidade maravilhosa.
    Voltarei em breve. Assim que puder.

    So long my dear friend.
    Anchors always.

    Donald.

  203. André M.

    Prezados

    Primeiro, queria dizer que ontem, lendo a Veja do dia 04/03, vi (não li) que tem uma reportagem sobre o caso Sean.

    Segundo, esse blog aqui não tem jeito. Começou com o caso Sean, daqui a pouco estavam discutindo sobre esquerdistas/estatizantes e anarquistas, e lá pelas tantas o assunto era sexo anal.

    Tem algo mais caótico que isso? Me apresentem…

    Saudações cordiais

  204. André M.

    PS : Sem falar que no meio disso tudo já estão discutindo sobre a presença ou não de vida extreterrestre e abdução.

  205. André M.

    PS2 : E agora me aparece o Pato Donald…

  206. Bom dia Gerald Thomas.

    Aqui no Brasil as coisas são mais ou menos assim:

    Tudo que você acredita não é exatamente o que você acredita.Porque tudo que você vê não é exatamente o que você vê.E pior tudo o que está escrito não vale porra nenhuma exceto no jogo do bicho.

    Parece que ficamos e estamos todos em uma passarela enorme igual ou maior do que a do sambódromo.

    Todos calados.
    Quietos.
    Com medo até de balas perdidas.
    Todos na espera.
    Todos esperando GODOT.

    O pior é que a maioria nem sabe o que está esperando e nem nunca ouviu falar de Godot.

    Pode até ser que Godot tenha tentado chegar e pode ser que tenham afanado a bicicleta dele na entrada.
    Se isto aconteceu receio que vamos esperar muito até que ele apareça.
    Quem sabe depois de 2010.

    Understood?

    OK.

    Love,

  207. André M.

    Bom dia.

    Pelo contrário. O Donald sumiu. Mas deixou uma carta que já deves ter lido.
    O Pateta ficará comigo pois para ver TV ultimamente principalmente as transmissões do senado ele pode entender melhor do que eu o que andam aprontando por lá.Onde deveriam estar resolvendo nossos problemas é exatamente de onde alguns deles estão surgindo.
    Sei que um pouco de tolerância pode aceitar a posição que estou assumindo.

    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco.

  208. gthomas

    enviado por Waler Greulach

    El ocaso en que descubrí a un tal Gerald (o el Vampiro de Curitiba)
    El sol amenazaba con dejarnos en tinieblas, mientras la tarde, impávida, se esforzaba muy poco por evitarlo. Tres o cuatro turistas, tirados panza arriba, se empecinaban en disfrutar de los últimos raquíticos ases de luz en la playa floridana.
    Aquel jueves de febrero me encontraba al final de la rutinaria tarea de acomoda- reposeras en la playa del National. Metía toallas y cobertores sucios en una bolsa negra, al tiempo que repasaba mentalmente los rótulos que se me habían ido adosando a lo largo de mis cuarenta y pico de infructiferos años. Hijo en Mendoza, estudiante en Córdoba, locutor en Entre Ríos, cocinero en Aruba, mozo en Miami y ahora también “beach attendant”. No muy prometedor para alguien que a los diecisiete años se pensaba el sucesor de Borges o al menos un pichón de Cortazar.
    Mi colega Jairo, el catracho, me miró con desgano, señalándome la salida del hotel.
    —Atiéndalo usted Walter —me dijo con fingido respeto, a la vez que agarraba una sombrilla tirada en la arena, simulando encontrarse muy ocupado.
    —Semejante amabilidad me confunde —pensé divertido. Mi compañero solo hacia esto cuando tenía catalogado al huésped de turno como mal tipeador. Luego me contaría que ya lo había atendido otras veces y nunca recibió mas de cinco dólares.
    Cerré con fuerza la bolsa y le salí al encuentro. Mediría unos pocos centímetros más que yo, de cincuenta y tantos años, tez blanca, pelo negrísimo y nariz prominente. Surcó por mi cabeza la idea de que me encontraba en presencia de alguien famoso y rico, un excéntrico personaje de esos que bajan del norte. Desbordaba personalidad. Un tipo con aura dominante, como dicen por ahí.
    —¿Puedo ayudarlo señor, se hospeda usted en el National Hotel? —pregunté, con la misma cantaleta repetida mas de mil veces.
    Me contestó que se estaba quedando en el cuarto 706 y su nombre era Gerald Thomas. Pese a su blancura casi espectral, descarté que se tratase del director británico de cine fallecido varias décadas atrás.
    —Solo quiero que me cuide un rato estas cosas, mientras me pego un baño en el mar —agregó cortésmente, dándome una envoltorio de plástico con ropa y un par de lentes. Un billete de veinte dólares me ayudó a hacer la tarea más placentera.
    Estaba un poco fresco, salíamos de un frente frío que bajó los termómetros a treinta y pico, por eso me extraño la naturalidad con la que mr.Thomas se zambulló en el océano.
    Unos quince minutos más tarde regresó por sus pertenencias. Le agradecí con un aporreado ingles que denunciaba mi no pertenencia a estas tierras. Me interrogó de donde venia y al contestarle Argentina se le iluminaron los oscuros ojos,
    —Ahh, Buenos Aires —exclamó en un español aportuguesado— una de las ciudades mas bellas del mundo. La mixtura justa entre la modernidad europea y el pintoresquismo sudamericano.
    Sacudió con la mano unas gotas que pendían de su cabello, se colocó los lentes y agregó :—Hace pocos meses estuve allá, dando unos talleres de teatro en el San Martín. También voy regularmente a Córdoba, al festival internacional.
    —¿Es usted un actor de teatro? —pregunté entre curioso y avergonzado por no poder aun reconocerlo.
    —Director de teatro —acotó y volviendo al tema de la ciudad porteña que lo tenía fascinado, agregó :—Cuna de Borges y Cortazar, dos geniales escritores que ha dado la lengua española.
    Catalogó al famoso ginebrino como el más universal de los autores modernos y resaltó el compromiso social y la consecuencia de Julio, a quien dijo haber conocido poco antes de su muerte. A esa altura yo estaba embobado, me pellizqué disimuladamente para saber si no soñaba. Me encontraba frente a un intelectual de primerísimo nivel y hablando de mis dos mas grandes amores. Luego le tocó el turno a “Rayuela” y el sismo que provocó en la aburguesada literatura de aquel entonces. “Casa tomada” era para él el mejor cuento del franco-argentino, para mi: “La noche boca arriba“. Del genio ciego elogiamos “Borges y yo”, cuento sobre el cual había realizado un cortometraje. Luego le conté de mi pasión temprana por el teatro, allá en los ochenta, en tierras cordobesas y como la cruda vida me alejó de la mas autentica expresión artística del ser humano.
    Cuando las sombras amenazaban la vieja casucha de madera, agarró su bolsita marrón y se despidió. Un grupo de alborotadas gaviotas, cuervos y palomas, habían armado un zafarrancho por un puñado de papas fritas que algún gracioso desparramó en la arena. Nos alejamos unos pasos del bullicio y aproveché para comentarle sobre mi libro de cuentos “El guionista de Dios…¿o del Diablo?”, que desde hacia unos días había salido humildemente al mercado.
    —¿Bose escribió un libro? —preguntó sorprendido— me gustaría leerlo.
    —Mañana sin falta se lo traigo, será un honor para mí. —exclamé sinceramente.

    El viernes amaneció frío y ventoso, grandes olas rompían el otrora calmo horizonte. Sentado en un banquito oculto tras la cabaña, esa aburrida jornada, buscando algún nuevo error, repase mi libro por centésima vez. Mi nuevo amigo ni apareció por la playa. Temí se hiciesen realidad los vaticinios de Ernesto, mi hijo mayor.
    —No creo que vuelvas a verlo —habia declarado mi vástago con su habitual optimismo— Seguro que te dijo eso solo por compromiso.
    Guardé el libro en mi mochila y regresé a casa bastante decepcionado. Mi última chance de entregárselo seria el sábado, pues domingo y lunes estaba libre.
    En la noche me perdí en la red buscando información sobre el tal Gerald Thomas. Tal como lo intuía, resultó ser un prestigioso director anglo-brasilero con una dilatada trayectoria. La verdadera dimensión de su tamaño me la dieron sus sitios en la Web. (http://colunistas.ig.com.br/geraldthomas/ y http://www.geraldthomas.com/) Allí encontré desde una foto suya junto al colosal Samuel Beckett, pasando por unos elogiosos y largos comentarios de Philips Glass, hasta recortes en los más importantes periódicos del planeta alabando sus obras.
    Asumí con tristeza mi ignorancia y hasta vergüenza sentí por no haber sabido de primeras con quien me enfrentaba. El tipo, sin lugar a dudas, había revolucionado el teatro brasilero y mundial, ganándose un lugar en el panteón junto a los grandes innovadores de esta época. Parecía ser una de esas personas que se juegan el todo defendiendo sus convicciones. Alabado y denostado por igual. Cielo e infierno. Dios y el Diablo en un cocktail explosivo.

  209. Stefano Venuto Barbosa

    Caro Geraldo,

    “Se podes olhar, vê, se podes ver, repara”, talvez a frase de Saramago sirva bem nesse caso, porque está a olhar o caso de uma distância que o aproxima da paixão, disfarçada de lógica. Na verdade primeiro vem o interesse da criança, que não pode ficar de um país ao outro, no meio de uma disputa judicial, ele precisa de um “lar, mesmo que provisório. Segundo é a questão afetiva, no caso específico da Justiça brasileira, o que forma uma relação de paternidade, não são mais os laços de sangue e sim os afetivos. Evidente, que se verificado que o pai biológico tem além do sangue o amor, a guarda deve ser concedida a ele por uma questão lógica. Minúncias que a mídia não revela, porque superficial. Mas o debate é interessante, porque nesse momento estamos vendo dois lados da moeda. O desse pequeno brasileirinho, que está sendo amparado pela justiça e da brasileira que “mentiu(?)” na Suiça. Ela merece ser amparada, mesmo que tenha inventado a história da agressão. Por mais profundo que formos ao assunto, sempre seremos superficiais, até o dia em que inventem um leitor de mentes, capaz de descobrir as verdades de todos nós, até as que não conhecemos. Falô Gerald?

  210. O Vampiro de Curitiba

    Walter Greulach, prazer em conhecê-lo!
    Estou aguardando uma cópia autografada de seu último livro.
    Gracias!

  211. Ainda sobre o menininho, gostaria de reforçar alguns pontos:

    Perder uma Mae, nao è como perder um dente… A Convençao de Haia nao previu o fato que Sean tem uma irmazinha agora…
    Essa irmazinha è o que ele tem de mais pròximo da mae.

    O pai ta com raiva, como è normal em todas as separaçoes.

    O ideal seria que esse pai fosse para o Rio, o garotinho passasse a semana com o pai e os fins de semana com a irma e o padrastro. Depois, qdo o menino tiver uns 13/14 anos, se eles quiserem voltar para os EUA, voltem.

    Assim, da’ tempo pro menininho elaborar psiquica e emocionalmente a perda.

    A pressa è inimiga da perfeiçao.

  212. Mea culpa

    GT

    Eu gostaria de saber, se tudo nessa história fosse invertido…
    Se o pai biológico fosse brasileiro, fosse esse casado com uma americana, tivessem um filho brasileiro… Ela um dia traz o filho pros EUA, ela pede divórcio, se casa com um americano influente…
    Vc traria essa notícia pra seu blog?
    Haveria espaço no seu blog pra ser debatido esse assunto?
    Vc estaria tão empenhado em tentar ajudar esse brasileiro?
    Seja sincero!!!

  213. Mea culpa

    “Mulher e quatro crianças são assassinadas em Cleveland
    06/03/2009 – 09:36 , atualizada às 09:56 06/03 – AFP

    Quatro crianças e uma mulher adulta morreram e outra criança ficou gravemente ferida em um massacre na cidade americana de Cleveland, Ohio, informou a polícia local.

    A polícia está à procura, na zona oeste da cidade, do homem apontado como autor do massacre, identificado como Davon Crawford, de 33 anos. Policiais bloquearam as ruas da área e um helicóptero sobrevoa a região para localizar o suspeito.

    Todas as vítimas, com exceção de uma, eram crianças, confirmou à imprensa o tenente Thomas Stacho. “Até onde sei, ele (Crawford) é o pai de algumas das crianças”, afirmou o oficial.

    A polícia informou que um menino conseguiu fugir de uma residência em um bairro de classe média de Cleveland, onde os tiros foram disparados por volta das 20H00 de quinta-feira (22H00 de Brasília), e pediu ajuda. Quando os oficiais chegaram ao local, o suspeito já havia fugido a pé.

    O jornal local Cleveland Plains-Dealer informa que uma das vítimas era a mãe das crianças.”

    Que os gloriosos cops resolvam mais esse caso, mas o mal já aconteceu!
    Não há desgraças só aqui!!!

  214. gthomas

    06/03/2009 – 10:32
    Enviado por: Mea culpa
    GT
    Eu gostaria de saber, se tudo nessa história fosse invertido…
    Se o pai biológico fosse brasileiro, fosse esse casado com uma americana, tivessem um filho brasileiro… Ela um dia traz o filho pros EUA, ela pede divórcio, se casa com um americano influente…
    Vc traria essa notícia pra seu blog?

    GT- Sim, obvio que traria. Mas aqui existe algo que nao existe ai…

    MC-Haveria espaço no seu blog pra ser debatido esse assunto?
    Vc estaria tão empenhado em tentar ajudar esse brasileiro?
    Seja sincero!!!

    GT- Passei SEIS anos da minha vida (ai que saco ter que repetir isso sempre) trabalhando na Anistia Internacional (Amnesty International) em Londres, Secretariado Internacional, ajudando somente presos politicos e exilados e familias de desaparecidos brasileiros.
    Isso te diz algo? Isso foi nos anos SETENTA

  215. gthomas

    Aquele menino Cubano que foi sequestrado pela mae….
    faz uns anos…Elias alguma coisa…
    Por mais interesse politico que os EUA tinham em manter o garoto com os familiares na Florida, o governo acabou retorando o menino ao PAI BIOLOGICO CUBANO.

    O PAI VEIO DE HAVANA PRA CA, PASSOU UM DIA, PEGOU O FILHO E VOLTOU.

    sera que isso aconteceria no BRASIL?

  216. Mea culpa

    GT

    Vc não precisa justificar o presente, mostrando o seu passado!

  217. gthomas

    QUE RIDICULA SUGESTAO!

    06/03/2009 – 10:31
    Enviado por: Joana d’Arc
    Ainda sobre o menininho, gostaria de reforçar alguns pontos:
    Perder uma Mae, nao è como perder um dente… A Convençao de Haia nao previu o fato que Sean tem uma irmazinha agora…
    Essa irmazinha è o que ele tem de mais pròximo da mae.
    O pai ta com raiva, como è normal em todas as separaçoes.
    O ideal seria que esse pai fosse para o Rio, o garotinho passasse a semana com o pai e os fins de semana com a irma e o padrastro. Depois, qdo o menino tiver uns 13/14 anos, se eles quiserem voltar para os EUA, voltem.
    Assim, da’ tempo pro menininho elaborar psiquica e emocionalmente a perda.
    A pressa è inimiga da perfeiçao.

    ELE ESTEVE COM O FILHO
    QUE SE LEMBRA DELE E O CHAMOU DE DADDY. NA FRENTE DE TESTEMUNHAS.
    ORA. VEM VC DAR CONSELHOS E QUER QUE O GOLDMAN SE MUDE PRO RIO, SEJA ASSALTADO, LEVE BALA PERDIDA, EM TERRITORIO INIMIGO….QUE LINDA E PRODUTIVA SUGESTAO!

  218. gthomas

    Vc me fez uma pergunta e eu tive a GENEROSIDADE DE TE RESPONDER

    DIGA OBRIGADO!

  219. Vampiro.

    Solicito encaminhar a carta abaixo:

    Letra para Waler Greulach.
    Leí su letra y tuve gusto de saber de los boletos de sus actividades múltiples.
    Éxito del deseo para su libro.
    Allí el caso aparece repentinamente para la playa Pato que Donald pide ése usted habla con ella.
    Si el libro que no era entrega al Gerald todavía está a la disposición Pato que Donald no pasó con supplicated y la traería para mí con el placer más grande.
    Anticipo que no soy maluco y si algo en esta letra ésta él que se parece extraño está porque es así que son las cosas.
    Todo está en nuestras mentes.
    O de donde piensan que Hemingway sacó el viejo y el mar. O para quién doblan las campanas.
    Dirija a mi amigo.
    El mismo que no lo alertó siempre a la caminata con una unidad del libro lanzó para el caso de una necesidad urgente.
    Soy su disposición.
    Uno que abrazo.
    Jose Pacheco Filho.

  220. Mea culpa

    Eu diria obrigado se a resposta tivesse me convencido!!!

  221. O Vampiro de Curitiba

    Pachecão,o blog do Walter está linkado aí ao lado, na coluna do lado direito do Blog

  222. Ekran

    A dialetica e o diabo nisso tudo, um comentario sobre Vilem Flusser, a quem recomendo a leitura.

    “A Historia do Diabo” , de Flusser, faz a dialetica do que já sabemos mas evitamos cogitar.

    Eu leio, a conta-gotas, no meu ritmo, numa dialetica entre o que sou e o que não imagino ser, mas também sou.

    Um pouco como esse blog, entre o que somos e o que evitamos ver (ler).

    Abraços a todos!
    – – – –
    O DIABO IRONICO

    Para Flusser não devemos filosofar com sede de iluminação, conhecimento ou felicidade; devemos fazê-lo ironicamente resignados. Não interessa tanto o que filósofos dizem, mas como o dizem; a essência da filosofia reside não nos enunciados, mas no seu clima. Captar leve aroma desse clima é o que se precisa. “Se incomodamos a filosofia com perguntas impetuosas, como o faz a ira, ou se pedimos que ela nos liberte da ilusão, como o faz a soberba, seremos soterrados pela avalanche de respostas contraditórias, ou seremos congelados pelo hálito frio e cortante do seu silêncio desinteressado.”1 Não podemos considerar a filosofia como mestra, mãe ou provedora. A filosofia ou é amiga do de tudo diferente ou é nada. A filosofia é a ficção de si, expressa na alegoria flusseriana da torre de marfim:

    “A torre de marfim, na qual o espectro da mente habita, consiste de degraus da lógica, ricamente ornamentados e cobertos de sininhos de prata que badalam eticamente. O espectro sorridente sobe, serenamente indutivo, os degraus da lógica, para descê-los, serenamente dedutivo, quando o ritual o exige. Nessa passagem graciosa agita levemente os sinos do ensinamento ético, e a turba dos leigos ao pé da torre recebe, respeitosa, a mensagem. Cansado, as pálpebras semicerradas, espia o espectro filosófico essa turba informe, e eis que ela desaparece ante o seu olhar vago. E quando o filósofo dirige o seu olhar para a torre que habita, dissolve-se essa torre na névoa do nada. E o espectro paira por cima das nuvens como o sábio nas gravuras chinesas. Estende o braço cansado para dentro das nuvens, e estas se formam de acordo com o movimento do braço. E, quando olha para si, ele próprio se transforma em nuvem, e paira por entre as nuvens, e é por elas formado”2.

    A beleza dessa descrição da torre filosófica persiste irônica. Ortega Y Gasset afirmava que todo conceito está montado em sua própria ironia. Dizemos seriamente que “esta coisa é A e esta outra é B”, mas a seriedade só se pode quedar instável. Nem esta coisa é A de maneira absoluta nem a outra pode ser B sem reservas: “O que o conceito pensa a rigor é sempre uma coisa um pouco diferente do que diz, e é nessa duplicidade que consiste a ironia”. Falando com rigor, esta coisa não é A nem aquela é B; só que, admitindo que são A e B, sabemos o que fazer3.

    A forma primitiva do conceito seria o gesto que se executa com o dedo indicador. A criança começa por querer agarrar todas as coisas, supondo-as a seu lado. Depois de muitos fracassos renuncia a colher as coisas mesmas e se contenta com o mero gesto de estender a mão na direção do objeto. É nesse sentido que “conceito” seria não mais do que assinalar ou apontar, no desenvolvimento do substitutivo infantil que, mais tarde, se chamará “ciência”, para a qual não importam verdadeiramente as coisas, mas apenas o sistema de signos que pode substitui-las. A arte teria missão oposta, movendo-se do signo habitual para a coisa mesma de modo a emprestar-nos visão dos objetos que, no trato cotidiano, nos escapariam4.

    No mundo se passa a todo instante uma infinidade de eventos. Logo, a pretensão de dizer o que se passa agora no mundo pode ser entendida apenas como ironia. A despeito, precisamos supor que as coisas são de uma certa maneira, o que nos proporciona pelo menos um mapa. Com o mapa, como através de um postigo, “olhamos” a realidade efetiva e só então formulamos uma visão aproximada. Nisso consiste o método científico: um exercício de ironia que às vezes não se reconhece.

    Flusser, porém, reconhece a ironia -através, por exemplo, dos unicórnios:

    “Embora não sejam, a rigor, animais domésticos, são, no entanto, extremamente úteis ao homem. A sua utilidade varia com o tempo. Na Antigüidade o seu chifre servia, apropriadamente moído, como remédio contra todos os venenos. Na Idade Média o unicórnio servia como atributo da virgindade, portanto tinha utilidade pública incontestável. No romantismo e pós-romantismo foi amplamente utilizado como tema de poesias, (embora a palavra ‘unicórnio’ não tenha muitas rimas nas línguas latinas). E atualmente é indispensável para livros de lógica e teoria do conhecimento.

    Com efeito: tais livros não poderiam existir, se o unicórnio não existisse, e nem, se existisse. Para prová-lo, tomemos as seguintes sentenças: ‘A maçã é verde. O sangue é verde. Deus é verde. A liberdade é verde. O presente rei da França é verde. O unicórnio é verde’.

    A primeira sentença pode ou não ser verdadeira. A segunda é falsa. Ambas têm sentido. As demais sentenças não têm sentido. Pois isto é fácil dizer-se, e fácil verificar-se, já que, ao dizermos tais sentenças, estamos segurando a risada. Por não terem sentido tais sentenças, são ridículas e divertidas. Difícil é dizer por que tais sentenças não têm sentido.

    Seria fácil se pudéssemos dizer que tais sentenças não têm sentido, porque os seus sujeitos, a saber: Deus, a liberdade, o presente rei da França e o unicórnio, não existem. Mas não podemos dizê-lo.

    Não se pode dizer que Deus não existe, porque seria primeiro necessário definir o termo ‘Deus’. Coisa impossível. Não se pode dizer que a liberdade não existe, porque a sua presença ou ausência são nitidamente constatáveis. A sentença ‘a liberdade é verde’ não tem sentido, embora a liberdade exista. Não se pode dizer que o presente rei da França não existe, sem se dizer, também, quando se está falando. Por exemplo: no século XVII existia um rei da França que estava presente, e a sentença era então provavelmente falsa, e tinha portanto sentido.

    Mas, quanto ao unicórnio, todos estão de acordo que não existe. Portanto podemos dizer claramente porque a sentença ‘o unicórnio é verde’ não tem sentido. O único caso nítido entre os exemplos fornecidos.

    Não fosse o unicórnio, e os livros de lógica e teoria de conhecimento não teriam sentido. Não teriam sentido, porque não poderiam exemplificar o que quer dizer: ‘não ter sentido’. Isto seria uma pena, especialmente para professores de lógica e teoria do conhecimento.

    Mas, felizmente, há unicórnio, e Sócrates é seu fiel companheiro. Assim: Sócrates é mortal, e o unicórnio é verde. Viva a cultura5.

    O artigo sobre os unicórnios foi publicado pela “Folha de S. Paulo” em 1972. Coerente com o seu projeto irônico de demolir as torres acadêmicas de marfim, o filósofo teve longa participação nos jornais de São Paulo, tanto na “Folha” quanto no “Estado”. Sua ironia, nos artigos de jornal, voltava o rigor do método contra ele mesmo e, por extensão, contra a filosofia. Os unicórnios demonstravam a necessidade de demolir as premissas dos manuais de lógica, porque “a filosofia é constitutivamente um paradoxo”6. Filosofar é suspender a crença para inventar a quimera. Durante milênios, o Universo não se compôs de gigantes e quimeras? O que nos garante que a mecânica quântica não seja gigante fingindo que é um moinho de vento? O que nos garante que a lingüística não seja uma quimera envelhecida?

    O fundamento da ironia de Flusser abeira-se perigosamente do niilismo: “A grande conversação da qual participamos e que é toda a realidade vem do nada e trata do nada”7. O nada, sinônimo do indizível, nessa formulação é paradoxo e tautologia. Paradoxo, porque parece dizer que a conversação discute o indiscutível. Tautologia, porque parece dizer que a conversação significa algo além de si, a saber, o significado. Mas é desta maneira que a língua caminha, oscilando entre os dois pólos, vibrando entre os dois horizontes. No processo da oscilação, progride. O estilo errático -a oscilação forçada entre o paradoxo e a tautologia, que faz expandir o pensamento- contém a ironia: o movimento da escrita analisa-se ao mesmo tempo em que se desenvolve. Aceita-se o limite do círculo hermenêutico para torcê-lo em uma espiral que nos leva de volta ao campo da arte.

    No Ocidente, entretanto, a arte se converteu em trabalho que aponta para uma obra final. Esta conversão faz da arte o tipo supremo de trabalho, porque dele se espera que seja criativo e produza obras novas e originais. Estas funções, para o filósofo secundárias, dificultam perceber a essência do gesto artístico, qual seja, apurar a sensibilidade. O gesto de fumar cachimbo, por exemplo, revelaria melhor a condição artística, implicando possibilidade de ritual na medida da gratuidade que devolve a fumante, artista e sacerdote a vivência íntima de si mesmo. A arte se apresenta com finalidades nobres -“criar” e “comunicar”- que escondem sua essência gratuita e absurda. De modo equivalente, as diferentes ideologias religiosas explicam os seus ritos ocultando sua essência gratuita (e igualmente absurda).

    Apenas o gesto de fumar cachimbo pode mostrar às claras a absurdidade “precisamente porque segue sendo profano e permite por isso reconhecer o absurdo como a essência do sagrado”. É necessário ainda distinguir, por prosaico que pareça, fumar cachimbo de fumar cigarro. Fumar cachimbo implica preparação do fumo e do cachimbo da qual se segue limpeza do cachimbo da qual se segue nova preparação do cachimbo e do fumo. Fumar cigarro implica tirar um cigarro do maço, acendê-lo e fazer uma pose; não há rito, apenas compulsão. O essencial da vida ritual, sagrada ou mágica é o abrir-se à vivência religiosa através de gestos estéticos e portanto absurdos. Entendendo esta dimensão através de ato tão vulgar e profano como o de fumar um cachimbo se percebe como cada um de nós é um artista, um monge e um profeta. Dizendo de outro modo, a entrega sem reservas, pelo gesto, ao gesto mesmo, constitui a essência do artista, do monge, do profeta e do filósofo8.

    A ironia do conceito não é risonha: ela estabelece dialética perversa entre falta e excesso. O que marca a ironia e funda a pós-história, para Flusser como para muitos outros, é Auschwitz. Auschwitz terá realizado uma das virtualidades inerentes à cultura ocidental; por Auschwitz a humanidade se reconhece como capaz do pior (por Hiroshima, se reconhecerá como capaz do nada). O inaudito em Auschwitz “não é o assassinato em massa, não é o crime. É a reificação derradeira de pessoas em objetos informes, em cinza. A tendência ocidental rumo à objetivação foi finalmente realizada, e o foi em forma de aparelho”9.

    Os SS eram funcionários de um aparelho de extermínio; as suas vítimas funcionavam em função do seu próprio aniquilamento. Os SS e os judeus funcionavam uns em função dos outros, em engrenagem impessoal que até contribuiu para a derrota do nazismo -não importa. Como lembra Anatol Rosenfeld, que como Flusser fugira da Guerra para o Brasil, “o nazismo é apenas a expressão política e militante de uma atitude espiritual que não se derrota nos campos de batalha”10.

    O modelo, portanto, se realizou. O modelo, a partir daí, se reproduziu. Para Lyotard, Auschwitz configurou terremoto tão poderoso que foi capaz de destruir os instrumentos de medida. A Solução Final –“Endlösung”- representou o limite do evento. Extrapolando as expectativas da sociedade que se queria civilizada e longe da irracionalidade, gerou tal acontecimento excessivo precisamente pelo abuso da racionalidade ocidental. A razão técnica quis vencer a qualquer preço e de certa forma o conseguiu, pagando o preço do horror.

    Flusser diz: nos resta “analisarmos o evento Auschwitz em todos os detalhes para descobrirmos o projeto fundamental que lá se realizou pela primeira vez, para podermos nutrir a esperança de nos projetarmos fora do projeto. Fora da história do Ocidente. Tal o clima pós-histórico no qual somos condenados a viver doravante”11. Auschwitz funda a pós-história porque “história”, para Flusser, é um conceito: ocidental. Implica as noções articuladas de linearidade e progresso. A escola e a academia ainda fingem que têm fé na história, isto é, no progresso linear. Mas os modelos que informam a sociedade não são mais lineares nem se apóiam em vetores de mão única. Se o século XVIII via o seu ambiente como contexto de mecanismos, se o século XIX percebia o seu ambiente como contexto de organismos, nós tendemos a enxergar o nosso ambiente como contexto de jogos. Semelhante tendência para a ludicidade não é necessariamente divertida, pois deriva da práxis simbólica que constitui o programa: vivemos programados, e programas são jogos.

    Nos jogos em que nos encontramos imersos captamos a nossa existência social não como se fôssemos rodas de uma engrenagem nem como se fôssemos órgãos, mas já como peças de um jogo. Não se pergunta mais: quais as forças que movem a sociedade? Não se pergunta mais: que propósitos motivam a sociedade? A pergunta passa a ser: quais as estratégias que estão em jogo?

    http://pphp.uol.com.br/tropico/html/textos/2568,3.shl

  223. carlos

    Deixando de lado esse caso, pois não sou advogado e não entendo de leis, Gerald vc tocou no âmago da escrecência brasileira, a (in) justiça. Esse sistema judiciário extremamente corrupto, que vende causas para deputados, ministros, senadores, para banqueiros, para quem tem dinheiro e pode comprar. Não acredito na justiça brasileira, por que dão extremos poderes para magistrados corruptos, sendo assim nossa constituição não vale de nada. Aqui sempre foi terra de ninguém, ou melhor, terra de quem tem dinheiro.

  224. Gostaria de aproveitar o título do post do Gerald (Bastardos: O Brasil virou o paraíso da bandidagem judicial), assim com os outros que não são muitos amistosos conosco “brazilian people”, e pedir a opinião dos colegas do site sobre a matéria abaixo.

    06/03/2009 – 09h01
    Produção industrial se recupera e sobe 2,3% em janeiro ante dezembro, diz IBGE
    Publicidade
    JULIANA ENNES
    colaboração para a Folha Online, no Rio

    Atualizado às 9h30

    Puxada pela indústria automobilística, a produção industrial brasileira registrou recuperação em janeiro na comparação com dezembro do ano passado, com um crescimento de 2,3%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) –em dezembro, havia sido registrada queda de 12,4%. Trata-se da primeira alta neste tipo de comparação após três meses de queda.

    (Será que Lula Molusco estava certo ao dizer que a crise não nos atingirá com tanta fúria, assim como tem atingido a terra de Barack Obama ?)

  225. APENAS TENTO MOSTRAR QUE ULTIMAMENTE ESTAMOS BRINCANDO COM COISAS SÈRIAS E SENDO SEVEROS COM BRINCADEIRS.

    ESTAMOS PERTO DE CONFIRMAR O QUE DIZEM QUE DE GAULE HAVIA DITO E QUE DEPOIS DISSERAM QUE ELE NÃO DISSE.

    E O DITO PELO NÂO DITO FOI:

    O BRASIL NÂO È UM PAIS SÈRIO>

    E se eu estiver desgostando alguém podem estar certos que o dono do blog vai me apagar.

    Caso contrário continuarei lembrando que a liberdade de expressão é o pouco que nos resta de verdadeiro.

    Mantendo a minha estou assegurando a de todos,

    Muito obrigado.

    Pacheco.

  226. carlos

    Vamos tomar um exemplo dessa justiça corrupta, os funcionários aposentados do antigo Banespa, hoje Santarder, que roubou o fundo de pensão dos aposentados na compra do Banespa, fundo de pensão que não estava incluido no contrato de venda do Banespa. Hoje esses aposentados lutam na justiça pra ter de volta algo que pagaram a vida inteira quando funcionários, e que é direito legítimo deles. Isso se arrasta a anos, e muitos desses funcionários já morreram. Veja, é isso que a justiça quer, daqui a alguns anos todos já terão morrido e ai pra que fundo de pensão! Só no Brasil.

  227. Ekran

    Como parte do “brazilian people” não senti nenhuma falta de “amistosidade” no post em relação a mim.

    Favor elaborar mais o que voce entende por “amistosidade” e por “brazilian people”.
    – – – – –
    06/03/2009 – 11:16 Enviado por: Rodrigo Aguiar

    “aproveitar o título do post do Gerald (Bastardos: O Brasil virou o paraíso da bandidagem judicial), assim com os outros que não são muitos amistosos conosco “brazilian people”,”

  228. carlos

    Rodrigo, acho que temos que separar o joio do trigo. Nem tudo é ruim aqui. Não sou a favor de muitos post do Gerald, mas tenho que dar o braço a torcer, este foi um dos melhores que já li. Pois para que tudo funcione no Braisl dependemos de um sistema judiciário íntegro, honesto e imparcial, caso contrário nunca sairemos dessa merda!

  229. Vampiro.

    Sou jogador de um só time.

    Nem no RA eu passo mais.

    Estou na batalha contigo.

    Esqueça a carta.

    Talvez o cara ficasse sem saber o que fazer com ela.

    Se fosse de papel ele poderia dar uma finalidade diferente .

    Rsrsrs.

    Preciso rabiscar?

    E o negócio de largar de fumar como anda?

    Chupe bala de hortelã no extremo do desejo.
    Atenua.
    Distrai.
    É refrescante.
    É mais barato.
    é…………..

    PORRA MEU VAI ACENDER UM LOGO AGORA!

  230. gthomas

    Pacheco

    O dono do Blog vai te apagar???

    Ta doido?

    Nem eu nem o Vamp…

    JAMAIS IREMOS TE APAGAR….

    MESMO QUE VC DIGA ME DETESTA

    (o que espero nao ser o caso NUNCA)

  231. O Vampiro de Curitiba

    Pachecão, por acaso estou fumando neste exato momento…

  232. Carlos,

    Você acharia certo que não fossem apuradas detalhadamente todas as condições do pai biológico antes de entregar uma vida em suas mãos ?

  233. Ekran, talvez você não seja brasileiro.

  234. Ekran

    Talvez não o “seu” brasileiro…esse é o ponto.
    Tam varios tipos de brasileiros e varios brasis aqui, então se você elaborar melhor a ideia eu consigo entender o seu argumento.

    Numa escala de 0 a 10 de brasilidade, o Gerald é 9,8 .
    Pouquissimos caras que atuam nas artes cenicas e na midia tem a consciencia do Brasil que ele tem.

    Em comparação a ele, eu seria um 5,5, no maximo.
    abraços

    # 06/03/2009 – 11:37 Enviado por: Rodrigo Aguiar

    Ekran, talvez você não seja brasileiro.

  235. Vampiro;

    Serei eu um vidente?
    Tenho scaner espião?
    Serei macumbeiro.?

    Ou simplesmente usei de dedução lógica?

    Já te disse.

    Para de fumar é facil.

    Basta não acender esta merda.

    Afinal és um homem !

    Ou não passas de um rato alado( morcego ).

    Sem asas temos muito lá no congresso.

    Junta-te aos .
    ..teus se fores apenas um rato.

    faça amizade com um tal de renam e logo estarás mandando mais que urubu em lixão.

    Abraços sempre renovados.

  236. Sobre a Constituiçao brasileira …

    E’ de 1988. Minuciosa.Extensa!?.Moderna.
    Escrita pelos representantes do povo, em assembléia constituinte, sob à proteçao de Deus (!)
    O modelo do ordenamento juridico brasileiro é diferente do americano. O modelo de sistema juridico brasileiro é civil law, ja o americano é o de common law .

    Uma das caracteristicas do segundo é basear-se em um tecido de regras, muitas das quais nao escritas; em decisoes jurisprudenciais, baseadas nas afirmaçoes e principios consubstanciados em experiencias e consuetudines. O principio que vigora é o do “stare decisis”, ou seja, do valor obrigatòrio e vinculante da precedente decisao jurisdicional.

    Uma consequencia importante nesse tipo de ordenamento é que a dialètica entre os poderes do Estado è mais articulada, uma vez que nao è tao centrada no binomio Governo-Parlamento .
    O juiz pode atribuir valor juridico a certas regras de comportamento, que tera efeito vinculante e contra todos(erga-omnes).

    Importantissimo o caso de 1803 do famoso juiz Marshall.

    Marbury x Madison

    E’ o primeiro caso em que se reconhece a superioridade das normas constitucionais, nao so sob a esfera politica como tambem na esfera juridica. A partir dai, o juiz tem a obrigaçao de desaplicar a lei que contraria a Constituiçao.

    Isso significa dizer que, as decisoes adotadas pela Corte Suprema dos Estados Unidos, tem efeito vinculante para todos juizes americanos e so podem ser reexaminadas pela mesma.

    .

  237. gthomas

    Joana D’Arc
    ou vc nos da um email e blogspot verdadeiro ou vou te pedir pra parar de mandar comentarios

  238. Na verdade, você já me entedeu, só não me respondeu (aliás respondeu de forma clara e precisa), O Brasil está repleto de pessoas que querem melhora-lo, parabéns você é um deles.

  239. Ekran.

    Estas falando com Rodrigo Quem?

    Meu amigo.

    Diga a ele que papel aceita tudo.

    Diga a ele que existe publicidade paga.

    Diga a ele que incomodados se mudam.

    E aproveite e diga que quem não gosta do gerald não publica matéria retirada daqui.

    me entregaram porque eu não piso em solo que não conheço e nem entro onfde não me recomendaram.

    E diga ainda que liberdade de expressão não me obriga a responder o que eu não desejar,

    finalmente peço a gentileza de dizer para ele ir………..é melhor eu ficar calado.

    Obrigado brasileiro Ekran
    De outro brasileiro.

    Pacheco.

  240. Gerald.

    Obrigado.

    Vou almoçar.

    Servido?

    Prato do dia.

    Galinha a moda senado.

    Depois mando a receita.

    Rsrsrs.

    A vida é bela.
    Nós é que tentamos estragar o belo da vida.
    Ver e sentir o belo.
    Basta querer.

    Love,

    pacheco

  241. Caro Pacheco.

    O que eu lhe fiz ? ou ao Ekran ? Não pode haver neste espaço opiniãos diferentes ? Qual o tipo de liberdade que tu desejas ? Este é seu conceito de democracia ?

    As vezes o silêncio é a melhor resposta.

  242. Carol

    Gente!
    Óbvio que esse menino vai voltar para os EUA, muito em breve.
    Salvo o pai ser um louco, não acredito que dinheiro e poder algum do padrasto vão mudar isso.
    Há quantos meses isso está em questão?

    O caso Elian não foi tão simples assim :
    GT 10:51
    “O PAI VEIO DE HAVANA PRA CA, PASSOU UM DIA, PEGOU O FILHO E VOLTOU.”

    Em 22 de novembro de 1999, Elián e sua mãe, sem o conhecimento de Juan Miguel, tomaram uma embarcação, de aproximadamente 5 metros de comprimento, um barco ou uma canoa, não se sabe ao certo. Eles e mais doze pessoas partiram para uma arriscada viagem de 145 milhas até os Estados Unidos. Como equipamento salva-vidas, três câmaras de pneus para serem divididas por quatorze pessoas.

    A viagem levaria normalmente de 48 a 72 horas. Contudo, a embarcação emborcou e todos foram jogados na água. Sobreviveram a jovem Arianne Horta, Nivaldo Fernández, Elizabeth e Elián. Elián e Elizabeth se separaram do casal, horas depois Elizabeth morre deixando seu filho de cinco anos sozinho em alto mar por dois dias. No amanhecer de quinta-feira, 25 de novembro, foi visto, boiando numa câmara de pneu, por dois rapazes que passeavam de lancha, no litoral de Fort Lauderdale. Foi resgatado pela Guarda Costeira dos Estados Unidos. Estava consciente e sem queimaduras solares.

    Após receber tratamento médico, Elián foi entregue aos cuidados de Lázaro González, seu tio avô paterno residente em Miami, no subúrbio de Little Havana, reduto dos exilados cubanos. Com apoio da comunidade cubana na Flórida, majoritariamente contrária ao regime castrista, se opôs a que o menino retornasse à Cuba, como era o desejo de seu pai, que solicitara oficialmente sua repatriação às autoridades norte-americanas.

    A partir daí, até a solução final da controvérsia, sucederam-se atos e passeatas a favor e contra a repatriação, com grande afluência de manifestantes e ampla cobertura da mídia mundial.

    Em 5 de janeiro de 2000 o Serviço de Imigração e Naturalização dos Estados Unidos, reconheceu o direito do pai à custódia do filho. A decisão, respladada pela ministra da Justiça Janet Reno e pelo presidente Bill Clinton, determinava o retorno de Elián a Cuba até 14 de janeiro. Lázaro González recorreu dessa decisão junto a uma corte federal da Flórida.

    No dia 21 de janeiro, as avós paterna e materna de Elián, Raquel e Mariela, viajaram aos Estados Unidos para tentar uma solução amigável. Contudo, cinco dias depois, após muitas gestões, puderam ver o neto apenas por algumas horas e regressaram sozinhas para Cuba.

    A 6 de abril, Juan Miguel Gonzalez viaja para os Estados Unidos mas não lhe é permitido visitar o filho.

    A corte da Flórida negou o pedido de Lázaro, mas este se recusou a entregar o filho ao pai. Em 22 de abril, na execução da decisão, efetuou-se uma aparatosa operação policial de resgate, com cobertura da mídia. Fortemente armados, chegaram a apontar o fuzil para Lázaro que levava Elián no colo. O menino chorava copiosamente. Este momento foi flagrado numa foto que assombrou o mundo (detalhes adiante, em A foto que ficou famosa).

    Um recurso de Lázaro e outros parentes junto ao Tribunal Federal de Atlanta impediu o imediato retorno de Elián para Cuba. Teve que permanecer nos Estados Unidos, em companhia do pai, hospedado em uma casa cedida pelo governo na Base Aérea de Andrews, nos arredores de Washington.

    As manifestações nos dois sentidos continuavam. Juan Miguel foi pressionado pela comunidade cubana a pedir asilo político aos Estados Unidos. Foram-lhe feitas inclusive propostas milionárias em dinheiro, sem sucesso.

    O tribunal de Atlanta, em duas decisões, negou o direito de asilo para Elián e cassou o despacho que impedia sua repatriação. No dia 26 de junho, a questão chegou à Suprema Corte que, em apenas dois dias, recusou-se a rever a decisão recorrida.

    No dia 29 de junho, sete meses depois de salvo no mar, Elián retornou à Cuba. Ele e o pai foram recebidos no aeroporto por Fidel Castro. Foi decretado feriado e o Governo organizou uma grande manifestação popular.

    Todo esse episódio conferiu uma aura de legitimidade ao regime castrista, que vinha em baixa no cenário político, e serviu para fortalecer o sentimento anti-Estados Unidos entre os cubanos.

    Fonte: Wikipedia

  243. Odeio puxar o saco. Mas sempre vou mostrar minha bunda, mesmo que para isso tenha que sofrer as consequencias.

  244. Sandra

    Mea Culpa, isso já aconteceu e as crianças voltaram para o Brasil.

  245. Carol

    Curiosidade, eliminaram a “Luciana” ou ela sofreu autocombustão?

  246. santanna

    Oi Gerald, bom dia!

    Entrei agora; vi seu pedido das 02:41.
    Falou!
    Eu nem conheço o sujeito, pra ser bem sincera. Só peguei uma carona no coment. do Ronald pra expor meu ponto de vista sobre a Igreja.
    Sorry, e

    CHEIRO
    S
    🙂

  247. gthomas

    A Luciana tinha que dormir alguma hora ne? Ou entao resolveu que…so entraria no Blog do Keith Olberman ou do Lou Dobbs.

    Carol, obrigado pelos “specifics” sobre o menino cubano

    Rodrigo Aguiar, belo blog: deixei comentario

  248. Carol

    Iruan Ergui Wu (em chinês tradicional 吳憶樺, Wu Yi-hwa, nascido em 1995) é um menino brasileiro-taiwanês cuja batalha por sua costódia causou um escândalo internacional similar ao de Elián González, de Cuba.

    Sua mãe, brasileira, faleceu de leucemia de 1998. Enquanto Iruan visitava com o pai sua família paterna, em Taiwan, em 2001, seu pai também morre, vítima de um acidente de barco. Desde então, o menino permaneceu em Taiwan junto de sua família paterna, que não possuia sua custódia.

    Em 2003, sua avó brasileira tentou resgatá-lo, e a corte taiwanesa decidiu que Iruan deveria ir com ela. Entretanto, sua família paterna se recusou a devolvê-lo.

    Após o ultimato em 9 de fevereiro de 2004, tentou levar a criança consigo para o Brasil, mas o ultimato foi ignorado. Antes do ultimato, sua família brasileira já estava em Taiwan, e sua tia brasileira, Patrícia Ergui Tavares, encontrou-se com a tia taiwanesa de Iruan, Lee Shu-Hua, a qual parecia ter crescido o afeto pelo menino. Eles concordaram em devolver a criança; mas sua família Taiwanesa pediu para ensiná-lo sobre sua língua e cultura à distância.

    Em 13 de fevereiro, ele retornou ao Brasil, onde ele encontrou boas-vindas no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, após um vôo de 35 horas.
    WIKIPEDIA

    4 ANOS
    PRA VOLTAR AO BRASIL
    ALGUÉM AQUI SE REVOLTOU COM O CASO NA ÉPOCA?

  249. Carol

    Se esse menino não voltar para os EUA, o título do post não terá mais sentido, porque nem existirá mais” justiça, judicial, jurídico” no nosso vocabulário.

  250. gthomas

    FINAL da estoria la do Elian e o pai.

    Pai e filho, apesar dos pesares, ficaram juntos Sim, com Janet Reno ou operacao militar, sendo Cuba o scapegoat numero 1 dos EUA

    reunidos os dois.

    Daniel Goldman tambem deveria ser reunido com seu filho ai no BR

  251. Carol

    GT, de nada.
    To aprendendo contribuir “positivamente”.
    😉

  252. gthomas

    Santanna: nao tem problema

    eh que o cara eh um tremendo OPORTUNISTA,
    um pobre coitado…se agarra em …deixa pra la.
    (piegas)

  253. gthomas

    quem tiver saco pra ler um belissimo texto de Haroldo de Campos sobre um trabalho antigo meu: M.O.R,T.E

    http://www.geraldthomas.com/images/pdf/haroldodecampos.pdf

    que acaba de entrar em “press” no

    http://www.geraldthomas.com (re desenhado)

  254. Sandra

    Lembrei-me daquele caso de uma senhora (não lembro o nome, mas o caso é recente), que roubou todos (pelo menos, todos em que se conseguiu fazer o teste de DNA) os filhos de maternidades. Uma das mães contou o desespero que passou. Escreveu cartas para o filho desaparecido todos os dias, até encontrá-lo. A primeira posição da justiça foi que os crimes prescreveram, e que as crianças, agora adultas, estavam perfeitamente adaptadas, e que seria ruim para esses jovens que se prendesse a mãe, com a qual tinham criado vínculos afetivos. Só que, se nada fosse feito, teríamos a festa do caqui do roubo de crianças de maternidades.

    O próprio casal Nardoni. As crianças não estão sofrendo longe dos pais? Deveriam ser libertados em nome do bem estar dos filhos? Ou qualquer mãe que rouba ou comete crimes que não envolvam assassinatos? Ela não é o tipo de pessoa que põe em risco a vida do filho. A maternidade lhe dá salvo-conduto para continuar transgredindo a lei, já que tirá-la do convívio dos filhos seria prejudicial a eles? Se isso acontecer, as crianças, além de fonte de renda, cimento de relações, terão o papel de habeas-corpus.

  255. gthomas

    Joana D’Arc

    o teu comentario esta guardado ate que vc esclareca essa questao aqui

    http://Entremitosemonstros

  256. Gerald, você me surpreendeu.

    Obrigado pela visita e pelo elogio.

  257. gthomas

    Claro que aparece, Gisela se eh que esse eh seu nome.
    Mas a pergunta ainda eh

    pra que nos fornecer um blogspot que nao existe?

  258. gthomas

    Da Joana D’ARC

    GT,
    A minha preocupaçao é a criança, que tem nove anos e acabou de perder a mae… Nao gosto da idéia de separar crianças que acabaram de perder a mae…
Uè, a Hillary nao pode mandar uns COPs pro Rio de Janeiro?
O Rio é perigoso? Sim, mas as pessoas vivem do mesmo jeito.
E’ facil falar, qdo nao é a gente que acabou de perder a esposa, tem uma filha recem nascida pra criar e a RESPONSABILIDADE de um menino que nao è seu filho biològico nas costas.
Se esse pai fosse bem intencionado, ja teria se mudado pro Brasil ha tempos.
O justo seria que a mae se separasse da criança e desse a criança pro pai!?
O cara nao tinha um emprego fixo, uma carreira, o que prende ele nos EUA?
Sera que ele nao queria se vingar da mae pelo abandono?E’ muito comum isso…
O menino nao é bolinha de ping-pong. Emocionalmente é pesado vc mudar de pais de novo depois de cinco anos. Se para um adulto é dificil adaptar-se, imagina uma criança!
Um choque cultural depois de um trauma?Nao sei se è o mais indicado…
Vai saber pq a menina deixou o cara. A gente nao pode julgar.

  259. Joana d'Arc

    Ahhhhhhhh,

    Entendi. A primeira vez que escrevi pensei que aparecesse como objeto/tema para o email.

    Nao tenho um blog ainda . Desculpem-me pelo transtorno!

  260. Sandra

    Se o Brasil põe o primeiro lugar o bem – estar da criança:
    -por que não tiramos a guarda de mães que compram celular em vez de leite, e ainda achamos que a coitada da mãe é uma vítima da mídia?
    -por que devolvemos crianças a famílias que as agridem ou exploram? E ainda dizemos a seguinte BABOSEIRA CRIMINOSA: Precisamos reestruturar a família e manter a criança ali, pois a pior família é melhor que o pior abrigo?
    -por que achamos normal que pais vendam suas filhas para a prostituição, e ainda achamos que eles são uns coitados forçados a isso por suas condições duras?

    Fizemos uma opção pelo crime em nosso país. O bem-estar da criança só é usado quando isso favorece quem cometeu algum crime. Quando favorece a criança em detrimento do criminoso, ele é ignorado.

  261. Sandra,

    A resposta é simples, porque mesmo que o Estado retire esta criança da mãe, não haveria lugar para coloca-la, ou você acha que a FEBEM é um ambiente adequado para as crianças ?

    Não fizemos opção pelo crime, fizemos opção por uma pseudo-democracia.

  262. Sandra

    Vocês também não estão nem aí com o bandeirante quando olham a estátua do Borba, não é?

    Temos ciúmes dos deuses? Tentamos imitar seu poder e atraímos suas iras? Mas o poder deles não é criar vida, e não meros autômatos? Por que ficariam irados com nossa auto-suficiência?

  263. Sandra.

    O Pato Donald deixou uma carta para mim antes de ir viajar nesta madrugada.

    Tem mensagem para você e para a Sandrinha .

    A carta está publicada ai por cima com horário da parte da manhã.

    Obrigado.

    Pacheco.

  264. Sandra

    O poder do Mal é o poder do “chefinho”, o poder de Medéia.
    Lembrei-me de “A Insustentável Leveza do Ser”, onde uma das protagonistas fazia jóias. Uma senhora olhou para uma das jóias e disse que não tinha gostado. Não tinha nem gostado e nem desgostado, mas disse aquilo porque PODIA.
    Às vezes, acho que o Brasil optou por esse poder. Damos a inveja e ressentimento um verniz qualquer de boas intenções, e fazemos o que fazemos porque queremos e podemos.
    O poder do artista é o poder da criação. O poder da vida. Ira de Deus? Não! Só a nossa.

  265. Sandra

    Beijos em todos! Até mais tarde!

  266. Rodrigo Aguiar:

    Você já sentiu aquela angustia que sentem os que de repente se dão conta de terem pisado no tomate?

    Eu já.

    Não sei se peço desculpas, se me humilho se presto continência ou se fico calado.

    Por dever de justiça com meus princípios peço desculpas publicamente.

    Atirei no que pensei ter visto e errei o alvo.

    O motivo do meu erro foi causado pelo teu primeiro nome. Mais o fato de teres um blog.
    E mais pista não darei porque não vou botar azeitona na empada dos outros.

    Só posso dizer mais que o visado é um jovem que pensa que sabe de tudo, mas sabe pouco e é francamente e exageradamente de esquerda a ponto de se ufanar com o ultrapassado comunismo.

    Aceite um abraço.

    Adorei a foto das ondas do teu blog i.e se é que estou falando agora com quem eu imagino que realmente estou.

    Obrigado.

    Pacheco.

  267. Joana d'Arc

    Sandra,

    O padastro do menino nao è um criminoso è um jurista.
    Ate agosto nao era crime, pq o menino estava com a mae que provavelmente adorava o filho e fugiou pq tinha medo de perde-lo.
    Sandra vc è mae, pelo que tudo indica uma excelente mae.
    Nao sou mae ainda, infelizmente sou medeia =), mas da pra intuir, è visceral…
    Mae so renuncia ao filho se tiver certeza de que alguem vai cuidar melhor do que ela. Acho pelo menos …

  268. targinosilva

    O mundo é perigoso em qualquer lugar.

    CLEVELAND – Quatro crianças e uma mulher adulta morreram e outra criança ficou gravemente ferida em um massacre na cidade americana de Cleveland, Ohio, informou a polícia local.
    A polícia está à procura, na zona oeste da cidade, do homem apontado como autor do massacre, identificado como Davon Crawford, de 33 anos. Policiais bloquearam as ruas da área e um helicóptero sobrevoa a região para localizar o suspeito

  269. Acredite se quiser.

    Vi e ouvi.

    Agora pela TV.

    O presidente lula desaprovando o bispo que excomungou os médicos que salvaram a vida da menina inocente que foi engravidada pelo FDP do monstro que é o pai.
    Eu que por motivos até pessoais desaprovo tudo relacionado ao lula, por dever de consciência pela primeira vez nos últimos sete anos sou obrigado na elogiar uma atitude deste senhor.
    Se ele vier a insistir neste tipo de recaída e fizer mais coisas e tomar atitudes de presidente como as que viram há pouco talvez que no futuro eu o tenha a respeitado como fiz nos dias no passado nos quais eu acreditava na esperança que ele foi.
    Reservo-me o direito de retirar tudo que escrevi caso eu perceba que ele hoje novamente jogou somente para a platéia.
    Gato escaldado tem medo de água fria.

    Obrigado.

    Pacheco.

    .

  270. Joana Dárc.

    Muito prazer.

    Tem mães que renunciam aos filhos até por um litro de pinga.
    E outros motivos.
    Não duvides.
    Simplesmente acredite.
    O problema está no motivo que as levou para a pinga.

    Mudando de assunto e ainda no assunto o principal fator no caso atual do menino Sean é que foi descumprida uma ordem de tribunal norte-americano em relação ao caso. O Brasil assinou o tratado no qual a corte proferiu sua sentença. O resto é firula e lero lero.O X do julgamento vai ser baseado nisto par a decisão.lei é lei e tem que valer o escrito.
    O problema agora é justificar porque o advogado do menino que é também o guardião não cumpriu e até colaborou para que esta ordem não fosse cumprida.

    Obrigado.

    Pacheco.

  271. Joana d'Arc

    Muito bem lembrado, Sandra.

    A Teresa (minha preferida) tinha uma atraçao-repulsa pelo abismo. Temos a sensaçao que ela estava sempre caindo … E’ essa a memoria afetiva do brasil consigo mesmo…uma espècie de depressao paralisante…acho

  272. Targino.

    O PERIGO MORA AO LADO.

  273. gthomas

    Joana D’ARC

    entao ….seguindo a tua logica, se vc eh jurista, logicamente NUNCA sera um criminoso????

    que mentalidade eh esssa? Mentalidade de menta?

    JURISTAS ESTAO ACIMA DA LEI?

    WOW!

    Ou seja! Um advogado rouba um banco.

    Nada acontece

    Por que?

    porque o cara eh advogado. patrao!!!

  274. gthomas

    INCRIVEL!

    OU MELHOR

    INACREDITAVEL

  275. gthomas

    Foi por causa desses e outros pensamentos que te aconteceu o que te aconteceu na Revolucao Francesa.

  276. Madeiras.
    aaaaaaaaaafósforos.

    Fogo.

    Cinzas para certos pensamentos.

    medievais

  277. Alfred E Newman

    Quanto tempo tem que o filho mora com o padastro?

    Parece que a ex mulher do cara não passou as férias no Brasil mas sim fugiu.

    Sei lá nos EUA tem muitos casos de pais beberrões que batem nas mulheres e filhos (como aqui também), pode ser que acontecia isso, não sei, só tive curiosidade de ler sobre esse caso no seu blog.

    Eu sei que esse caso deve ser analisado mais detalhadamente e que não dá pra tirar conclusões com tão poucas informações.

    Agora, caso o pai biológico não tenha nenhum tipo de problema e puder ficar com a criança, esse é o lugar dela.

    * Gerald, muita gente mora bem no Rio, não leva bala perdida e nem é roubado. Você generaliza demais. Lá também é bom.

  278. Aguardem para logo mais.

    receita para galinha a moda senado.

    Não percam.

    Prato ideal para tempo de crise.

    Um frango serve 6 adultos.
    Ou 12 crianças
    Ou um gordo comilão

  279. ronald

    OLHA O LALAU AIII GENNNTE.
    Preso em casa, afinal ele ficou meio depre.

  280. gthomas

    Pacheco: se a galinha a la senado for como uma galinha Hungara, ja sei

  281. gthomas

    Alfred: quero saber se vc compos a tal musica e mulher aqui te pagou. Eu tenho tendencias a ter medo sim

  282. Pacheco.

    Se um dia fosse digno de pedoar alguém, perdoaria a mim mesmo.

  283. juliano

    Pacheco me desculpe, mas dizer que foi descumprida uma ordem de um tribunal norte-americano é demais. A justiça americana não tem jurisdição no Brasil e o Brasil não assinou nenhum tratado sobre sua soberania. Você está confundido o caso com extradição de criminosos. O pai do menino está amparado pela justiça brasileira.Eu não conheço bem o caso pra decidir quem tem razão.

    PS: Pessoal vamos tomar cuidado pra não utilizar as expressões criminosos, sequestrador ,etc porque no Brasil tudo acaba em processo de indenização, vamos ter calma.

  284. Ademais:

    “Só posso dizer mais que o visado é um jovem que pensa que sabe de tudo, mas sabe pouco e é francamente e exageradamente de esquerda a ponto de se ufanar com o ultrapassado comunismo.”

    Quem serás este, me pergunto neste momento…

  285. Receita básica para preparar galinha a moda senado.

    Pegue a Idel… ops..a galinha com cuidado porque ela pode ficar cacarejando e acordar o mão santa.
    Mate com cuidado e dentro da lei.
    Se não é a favor da pena de morte compre galinha morta.

    Arrume a galinha inteira dentro de uma panela grande.
    Dentro desta panela vá colocando tudo que você puder pedir para as vizinhas.
    Não compre e nem use nada seu.
    Esta receita só funciona com coisas alheias. è galinha a moda senado e lá eles não põem nada deles no jogo.Faça igual.Não arrisque queimar o que é seu.

    Não tenha pressa de preparar esta receita.
    Pode deixar tudo na panela esperando e com o tempo se alguém perguntar por ela diga que esta em andamento.
    Se insistirem diga que foi criada uma comissão mista para acelerar o cozimento, mas que os ingredientes estavam brigando para ver quem seria o cozinheiro.

    Na véspera de servir.
    Chame seus convidados.
    De preferência políticos.
    Avise que a galinha esta pronta, mas que só será comida no dia seguinte.
    Hospede-os e mande todos dormirem.
    Duvido que ao amanhecer você encontre mais que os ossos de galinha comida na panela.
    Faça de conta que nada aconteceu que eles farão que nada percebamos.
    Mas tenha certeza que um FDP roubou a galinha.
    Não saberá nunca quem foi.
    Mesmo que abras CPI eles se protegerão uns aos outros.
    Ficará tudo no esquecimento.

    Detalhe.

    Não convide o senador baixinho gaucho. Ele que já foi bamba hoje em dia se acomodou e nem vai comer e nem dormir e é capaz de nem aparecer.
    Melhor é convidar a mão santa que fala bonito e entende de galinha.

    Bom apetite para um prato irrealizável e que nunca provarás.

    Obrigado.

    Pacheco.

  286. Joana d'Arc

    14:29 Rs!

    Pacheco,
    Prazer è todo meu!!!
    Uma das ministras aplicou a referida lei. Achou um outro artigo dentro da mesma lei.A menina nao sumiu com o filho no mundo, ela logo procurou a justiça e o melhor advogado( hmm neste caso era tb advogato!) do Rio.
    Bandido è genero, bandido -jurista, bandido-artista, bandido-mèdico sao espècies.(hm isso me faz lembrar a peça do Melamed que elencava quantas definiçoes existem para a palavra ponto, que o “chefe” indicou!!!)
    O cara entende muito de direito de familia para ser leviano.
    Claro que existem as amizades e os interesses, mas a gente tem que tomar cuidado, pois nao è sempre.
    Uma vez um colega tentou subornar um prof.jurista de direito de familia para passar de ano.Noooosssa …pra que!?
    A midia passa para as pessoas que a justiça è uma equaçao, mas nao é assim…
    E’ facil e automatico que as pessoas se identifiquem rapidamente com as “vitimas” atè por projeçao.Dificil é se colocar na posiçao do juiz, mesmo pq, para se colocar no lugar dele tem que ralar muito, muito.
    sabe quando o cara vai dar palpite em teatro, Beckett com o gerald pq assistiu meia duzia de peças, querendo saber mais que ele …è isso.
    Ingerencia de poder executivo no poder judiciario no ambito nacional ja è absurdo.ingerencia de poder executivo de outro pais, mais imprensa de dois paises, pressionando o judiciario è o fim do mundo!
    Existem outras soluçoes sem acionar chefe de Estado, que devem se preocupar com outras coisas…acho.

  287. Oi, pessoal, vejam essa sobre o caso da menina grávida:

    “O padrasto em questão, mesmo numa cela, declarou-se contrário ao aborto por ser evangélico e essa prática ferir suas convicções religiosas. Não consta que tenha sido excomungado pelo arcebispo de Olinda e Recife.”

    Realmente, hoje eu vi o bispo falando que não excomunhou o padrasto porque “existem outros crimes mais graves”. Quais serão? Assassinato de massa? Estupro de mãe? Blasfêmia?

    O Vaticano apoiou a decisão do arcebispo, assim como a CNBB…

  288. Senhor Newman.

    Estamos frente a um caso no qual uma Secretaria de estado e até o presidente estarão e já deram sinais de estarem envolvidos ou acompanhando.
    È até ingenuidade de sua parte imaginar que o governo norte-americano não tenha se cercado de medida preventivas as quai certamente incluiram investigações rigorosas inclusive neste detalhes que apontas.
    Apenas como reforço de linguagem eu digo que eles ( os US Agents) devem saber a estas alturas até as medidas do penis do pai biológico.
    Não iriam se arriscar como certos governos a botar a boca no trombone antes mesmo de ler a partitura da musica a ser tocada.
    Não tem o habito de dizer que não sabiam de nada.
    Ao contrario tem o habito exagerado de saber de tudo bem antes do previsto justamente para evitar imprevistos.

    Obrigado.

    Pacheco.

  289. Cath

    dah pra fazer um trabalho antropolohgico sobre os comentahrios deixados nesse blog, rs.
    pô, vc é legal, mto legal. vc era mito pra mim até uma amiga minha, maria caniati (que trabalhava no “fronteiras do pensamento”), falar que você nao mordia nem um pouco. eu me enganei, vc tem mto coraçao.

  290. Carol

    O VELHO “ESTUPRA MAS NÃO MATA”
    15 MINUTOS DE FAMA A QUALQUER PREÇO

    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/03/06/arcebispo+do+recife+diz+que+aborto+e+mais+grave+que+estupro+4556237.html

    RECIFE – O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, afirmou nesta sexta-feira, em entrevista ao Jornal Hoje, que o padrasto, suspeito de violentar a menina de 9 anos, não está incluído na lista de excomungados. “Esse padrasto cometeu um pecado gravíssimo. Agora, mais grave do que isso, sabe o que é? O aborto, eliminar uma vida inocente”. Na quarta-feira, o arcebispo excomungou a mãe e a equipe médica envolvida na interrupção da gravidez da garota

  291. Aninomyous

    …então horas depois de uma reunião, dois advogados saem do escritorio conversando…
    O primeiro indaga:
    – Ok! vamos tomar alguma coisa?

    O segundo responde:
    -Sim, mas de quem?

    😛

  292. Pacheco.

    Reportagem encomendada ? Isto não existe:

    Produção industrial tem pior desempenho em 18 anos
    Da Redação
    Em São Paulo
    A produção industrial brasileira caiu 17,2% em janeiro em comparação com o mesmo mês do ano passado, o que representa sua maior queda mensal desde que o indicador começou a ser medido em 1991, informou nesta sexta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

    Apesar da produção das fábricas ter aumentado 2,3% em comparação com dezembro, a forte redução em comparação com janeiro de 2008 “evidencia o aprofundamento do ritmo de queda” da atividade, assinalou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) …

    Fonte: (Com informações da Efe) – UOL Economia.

  293. Juliano.

    O tratado parece que é o de Haia.

    Obrigado pelo aviso.

    Você andou chegando atrazado.

    Estamos ralando em aulas desde ontem.

    No momento eu estou com tempo disponivel e segurando as pontas,

    Reconheço que nem todos tem tempo para ficar só geraldiando

    Recomendo leitura de comentários anteriores.

    Esta tudo bem explicado.

    Mantenho tudo que disse.Filo porque KIlo ( J. Quadros ).

    Obrigado.

    Abraços.

    Pacheco.

  294. gthomas

    a Maria Caniati? de aix au provence? Uma graca de pessoa. Me pediu recomendacoes pra vir pra ca e nunca mais escreveu. Estranhissimo. Adorei ela. E aquilo la foi terrivel la em POA.

  295. Aninomyous

    06/03/2009 – 15:20

    Enviado por: Carol

    O VELHO “ESTUPRA MAS NÃO MATA”
    15 MINUTOS DE FAMA A QUALQUER PREÇO

    PAAAAAAREEEEEM O MUNDO QUE EU QUERO DESCEEEEEEER!!! :O

  296. Sandra

    Juliano, o garoto não é americano assim como o pai? Então, em alguma coisa os EUA têm direito de apitar. E por que o Brasil não age da mesma forma quando ocorre o SEQUESTRO de uma criança brasileira?

  297. gthomas

    Sim Aninomyous.

    advogados sao notorios por……

    (….) das pessoas.

    ja que o Juliano exige que a gente se comporte aqui

  298. ESTOU FALANDO DE DIREITO E DIREITO.

    ESTOU NO TOPE DO MUNDO.

    EU SABIA QUE O JAMES CAGNEY UM DIA IA PERDER PARA MIM.

    DEMOROU MAS CHEGUEI.

    E quem não sabe do que estou falando paciência.
    Um menino de oito anos que assistiu uma cena de filme e ficou impressionado sabe muito bem.
    O menino esta nas minhas memórias e vocês talvez um dia vejam o mesmo filme.

  299. Carol;

    Boa tarde.

    Sabias que tem um advogado processando a mãe da menina por ter autorizado o aborto?

    O PERIGO MORA AO LADO>

  300. gthomas

    SANDRA E PACHECO

    obrigado pelas palavras

    sim, estamos ralando aqui desde ontem

    R Aguiar, deixei recado em seu blog

  301. Joana d'Arc

    Nos seriados americanos sempre tem um COP ou um agente secreto revoltado com à invasao da imprensa nos casos…
    Eles ficam irados!

    Ah e sempre mil coisas acontecem ate descobrir quem è o verdadeiro culpado…

    Os filmes americanos mostram bem que as coisas nem sempre sao como parecem.

    Sempre sobre filmes: o Sean Pean em Milk ta muito parecido com o Robbin Willians!

  302. Sandra

    Pacheco, você está inspiradíssimo! Como sempre, aliás!

  303. Rodrigo Aguiar.

    Em relação ao teu comentário das 15 29.

    Já me desculpei e disse que enfiei os pés pelas mãos.

    Dei uma de lula no caso da Paula.

    Reclamei sem ao menos ler direito o que respondia.

    Já dei pistas (metade) do porque me irritou o Rodrigo.

    Lá vai só para você uma segunda pista para completares o nome.

    A pista é:

    ENXERGUEI MINHA FILHA

    Abraços.

    Pacheco.

    O nome da mãe do meu neto é ANA.

    RSrsrsrs.

    Até eu gostei da charada.

  304. Paula Pedrosa

    Que bom que deram atenção ao caso. Tinha pedido isso ao Vamp de Curitiba alguns dias atrás.
    Para quem estiver interessado em saber mais, há um blog
    ( riogringa.typepad.com ) que vem cobrindo o caso há vários meses e tem todas as matérias que já saíram no Brasil e nos EUA sobre o assunto.
    Lá vocês poderão conferir em uma das matérias que a própria Bruna Bianchi declarou que David Goldam era um ótimo pai e marido e que não tinha nada a dizer que fosse contra ele.
    As razões dela de querer o divórcio segundo consta, foi a vontade de voltar ao seu país, estar perto da sua família e amigos (e dizem que ter mais grana por perto já que nos EUA ela tinha que trabalhar duro p/ se sustentar, dizem as más línguas).

    Se olharem tudo com cuidado verão que a única coisa a fazer é mandar o menino de volta para seu pai.
    E infeliz a sugestão do pai vir morar no Brasil…affff!!!

    Será triste sim ele ficar longe de sua irmã e ele seguramente sofrerá para se readaptar à familia americana e aos EUA, mas quem levou a situação até esse triste ponto certamente não foi seu pai.

    Que Sean seja feliz!

    Gerald, uma beijoca estalada em vc meu querido!

  305. Sandra

    Carol, inacreditável.
    Essa situação inteira é inacreditável.
    Que pena dessa menina. Que pena.

  306. juliano

    Não estou exigindo nada Gerald.. É que no Brasil liberdade de expressão dá processo ferrado, tem de ficar esperto, tem muita gente mal intencionada por ai querendo levar grana.

  307. Paula Pedrosa

    Juliano, e processo por aqui dá em alguma coisa?

  308. gthomas

    Eu sei Juliano. Minha Liberdade de expressao no Theatro Municipal depois de Tristan und Isolde me custou UM ANO de processo e foi parar no STF

    e meros comentarios sobre um hotel em Curitiba (sobre a falta de papel higienico no quarto ou agua quente) me custaram minha conta bancaria
    sei como funciona o sistema

    Obrigado anyway

  309. Paula Pedrosa

    Nooooossa, e não é que dá!

  310. Edward

    Boa notícia no Brasil!

    http://video.google.com/videoplay?docid=-7167941242367687880&hl=pt-BR

    Megleve cobra, um trem desses que levitam, feito totalmente no brasil.

  311. Carol

    Pacheco,

    Pra mim, esse advogado processando a mãe da menina é mais
    um querendo lucrar em cima da desgraça alheia. Até onde sei legalmente o aborto é possivel, na situação em que ocorreu.

    Poderíamos até discutir, se essa ou outras muitas mães não sabem que isso acontece em casa? Já ouvi de casos que mães expulsam as filhas adolescentes de casa e perdoam o marido…

    o mundo é doido!

  312. André M.

    Prezada Cath (15:20)

    Foi por conta daquela “palestra” do fronteiras, que eu “assisti”, que eu vim parar nesse blog. Queria saber quem era esse maluco.

    Ainda estou tentando descobrir. A curiosidade matou o gato.

    Saudações cordiais

  313. André M.

    Prezada Carol (15:20)

    Não esqueça que, além de não excomungar o padrasto estuprador, a igreja católica está recheada de casos de pedofilia não apurados, ou quando apurados, os culpados (padres, bispos até) são “condenados” a não rezarem missa. Nunca ouvi falar de um caso sequer de excomunhão de padre ou bispo pedófilo.

    E teve aquele padre inglês que negou o holocausto judeu, foi excomungado?

    Ou seja, é por essas é por outras que a igreja católica deixou de ser a religião com maior números de adeptos no mundo. Foi ultrapassada pela igreja muçulmana. E logo em breve será ultrapassada no Brasil, aonde ainda goza do top do ranking. Mas por pouco tempo. Outras religiões tem trabalhado fortemente para isso, e a igreja católica cada vez mais contribui para que isso aconteça.

    Saudações cordiais

  314. André M.

    (me peguei conversando com as pessoas que comentam)

  315. mnc

    Aconteceu mesmo…
    Patrão processa ex amante e secretária por roubar seu esperma.
    A já balzaquiana, fulana de tal, foi processada por seu ex patrão amante por roubar seus espermatozoides.
    Dos fatos
    A secretária, que sonhava em ter um filho, era levada tb p garantir o emprego a fazer quase diaramente ao fim do expediente sexo oral no ex patrão…a moda Cliton, Monica…
    Cansada de somente satifazer sem ser satisfeita, e tb na eminencia de n poder mais ter filhos pela idade, bolou um plano mirabolante…
    Depois de pagar o blow job , finalizada a ejaculação, guardou em sua boca o conteúdo do gozo, se dirigiu ao banheiro e depositou num vidro o conteúdo em questão.
    Em seguida foi direto para a clínica de reprodução humana, onde previamente tinha hora marcada, fez inseminação artificial, engravidando consequentemente.
    Inconsolável o ex;patrão processou a ex secretária amante.
    A sentença
    Não se pode considerar que a demandada tenha subtraido o esperma do demandante, afinal ao ejacular na boca da demandada, ele transferiu volutntariamente seu esperma, como um presente.
    A demandada tem pleno direito de se dispor da maneira que bem entender do bem doado.
    Defirido tb o pedido de pensão alimentíccia.
    È só p os desavisados de plantão…
    Cuidem de suas sementinhas…
    Nomes e nacionalidades foram aqui omitidos, o processo correu em segredo de justiça.

    Entendo numa boa, quando sou rifada em meus coments,
    Sem traumas.

    Abraço fraternal a tds.

  316. Carol

    André M. 16:21

    Não, não esqueço de nada disso.
    Inclusive pensei nos possíveis vícios desse
    senhor…

    Só sei q filho meu não vira coroinha!!!

  317. Gerald,

    Em resposta ao seu último comentário, das 15:42

    Entrei em seu blog sem te pedir licença, e sem ninguém me chamar, movido apenas pela minha curiosidade, muitas vezes discordei do que tu disseste, bati e apanhei, assim como o Pacheco mirei no que não vi e errei o alvo.

    O que posso lhe dizer é que este espaço (que é seu) é impar, não é preciso que você se apresente, pois todos sabem (ou presumem saber quem é você), todavia eu sou um ilustre desconhecido que meteu o nariz onde não foi chamado, e mesmo chutando o pau da barraca, foi muito bem recebido.

    Obrigado por sua visita em meu blog, e por seu comentário, aquele espaço também é seu.

    Obrigado.

  318. Sandra

    Um ano de processo por mostrar a bunda, no Rio, numa peça adulta… Esse país é surreal!!!!

  319. santanna

    André M.,

    A religião é o Cristianismo, e não “a igreja católica”, como vc se refere.

    “A excomunhão do arcebispo se torna irrelevante para todas nós que ajudamos no caso. É irrelevante a posição do arcebispo. Essa é uma questão que não perpassa pela religião. Os médicos agiram conforme a lei. O Estado brasileiro tem que ser respeitado. A ação do Estado não pode ser regida pela ação religiosa”, analisou Carla Batista, da ONG SOS Corpo.”

    Esse trecho que eu destaquei do link mandado pela Carol tem tudo a ver com o que eu, modestamente, dizia no meu coment das 01:50.

    Qq pessoa pode seguir o Evangelho de Jesus Cristo sem pertencer necessariamente a uma igreja.
    O problema é que as pessoas gostam de ser guiadas como rebanho, sem usar a própria cabeça e a consciência, seguindo regras ditadas que elas nem sabem por quem e nem de onde saíram.

    Eu tenho um grande amigo que é padre, das pessoas mais sérias, de mais caráter e retidão que eu conheço, culto, com formações e especialização, e que é homem o suficiente pra dizer num sermão, com todas as letras pra quem quiser ouvir, que há dentro da Igreja pessoas que são “verdadeiros coveiros de Evangelho”, dentre outras coisas.

    É dessa Igreja que eu participo e à qual dou ouvidos.

    Eu gostaria que outras pessoas católicas daqui do blog tb se pronunciassem a esse respeito de vez em qdo… pq eu já tô me sentindo mais ou menos que nem São João Batista: pregando no deserto! 🙂

  320. Sandra

    Mais beijos em todos! Até mais tarde!

  321. Joana d'Arc

    Bom,
    infeliz sugerir que todas as pessoas envolvidas procurem ser felizes juntas?
    Mas os EUA è o pais!A mae da criança nao quis viver la agora mesmo morta ela tem que pagar, nè?

  322. santanna

    Rodrigo Aguiar,

    Eu fiquei curiosa de ver o seu blog. Dá pra socializar?

  323. [=

    Caríssimos Gerald e demais,

    Desculpe-me, Gerald, a impertinência; mas pretendo que esse seja meu último comentário a respeito do Bispo que excomungou os médicos.

    Em primeiro lugar, creio ser um tanto leviano condenar toda a tradição e instituição que é a Igreja Católica. Esta tem uma belíssima História de defesa dos Direitos Humanos, amor ao próximo e etc. As figuras mais inteligentes da História, foram Católicos: Descartes, S.T.Aquino e etc., de modo que devemos respeitar tal instituição. Instituição responsável — e ninguém duvida– pela união do Ocidente!

    Ora, se o Bispo está errado ou certo ( a meu ver, errado) nós podemos opinar. No entanto, atacar essa instituição, que há séculos beneficia a humanidade, é desleal e imprudente( confesso que eu mesmo já cometi esse erro). Digo mais: a Igreja como instituição privada excomunga quem bem entender, se forem contra as crenças dela. Esses ministros do Lula, o Lula e etc. que adoram meter o público no privado, devem comer sabão e se calar.

    [=

  324. santanna

    Eu gostei do detalhe art déco do hotel lá em Miami, parece umas casquinhas de sorvete, rs!
    Arquitetura art déco deslumbrante, em NY, é o Chrysler Building!!!!

  325. mnc as 16 33.

    NÃO BRINCA.

    Então isto é mesmo possível!

    Deixa-me ver se recordo… não levar das areias da praia de Iracema em Fortaleza e de noite não era possível……….aquela do ônibus interestadual a noite também não…..será que aquela que disse que rapidinho era …..não poderia porque estava de biquíni e nada nas mãos.

    Só se fosse quando eu pedi com todo carinho que… Ops.

    Desculpem.este negócio de teclar até pensamentos Rsrsrsr

    Mas é possível mesmo?

    Olha depois eu retorno. tenho que me desligar do teclado.Não pretendo dormir preocupado.
    Será que quando eu estava naquela festa em…

    mnc.

    Um forte abraço.
    Você é porreta.

  326. santanna

    corrigindo:
    “…* do Evangelho”

  327. santanna

    Esse meu amigo padre é um jesuíta, que a meu ver, é a grande elite intelectual da Igreja.

  328. Joana d'Arc

    Apesar de nao concordar com as pessoas acho feio rotular seus pensamentos como medievais ou coisas do genero.
    O que seria da vida se todos pensassem igual?
    A gente enriquesse justamente com quem pensa diversamente.
    Qdo a gente reage com agressao è porque o pensamento tocou.
    Qdo uma coisa nao nos toca a reaçao è a indiferença !

  329. Santanna.

    Cada caso é um caso.
    O importante é a intenção.

    Pode acontecer de alguém que esta e permaneça pregando no deserto seja mais ouvido do que aquele ou aquela que esteja pregando para uma platéia.

    Palavras sinceras mesmo que proferidas ao vento voarão pelo tempo e ouvidas serão
    Palavras mentirosas ditas ao pé do ouvido por um entram e por outro sairão.

    Não cito o autor porque nem eu mesmo sei.

    Talvez tenha sido teu comentário que entrou pelos olhos, foi ao cérebro que ditou ordens para o coração guiar minhas mãos no teclado.
    Até, mesmo teclando tu ai e eu aqui podemos estar em uma igreja virtual.
    Estamos unidos em corrente.
    Em ligação espiritual.
    Inspirados por…

    Adivinha quem ELE é.
    Está no teu coração assim como no meu.E estará no de qualquer um que O aceite e chame.

    Obrigado.

    Pacheco.

  330. Aninomyous

    Me considero católico, Santanna, não praticante mas tive início de fé na mais tenra idade, observando minha avó beata ‘cochichando’ lá quietinha com seu terço na mão…hoje sei que é bem difícil isso, ela deveria ser uma beata afinal acho ‘rezar o terço’ algo complicado, já vi passando na TV Canção Nova ( http://www.cancaonova.com.br/ ) que faz parte da Igreja…recentemente eu vi que ocorreu algum tipo de ‘reconhecimento’ para eles…não pratico como disse, mas não deixo de ‘olhar’ todos os canais que me estão abertos e acessíveis, nem que sejam uns 10 minutos pra ver ‘algo’ não para ‘seguir’ aquilo feito um passarinho de bico aberto esperando gumito…
    Concordo com muitas coisas deles, também do Bispo Macedo, e de quase todas religiões…de verdade, eu vejo sempre algum pontinho de ‘Deus’ em todas…mas não deixo de considerar que meu templo legítimo eregido a Deus é este meu corpo, a Igreja é uma reunião Social, deveria formar ‘um corpo’ com seus membros, mas não é o que vejo neste caso, ela excomungando as equipes, a menina e se solidarizando com o monstro estuprador está formando ‘corpo’ com o lado que eu estou fugindo, JAMAIS comungarei com eles sendo que abomino essas práticas, já o ponto de vista dos médicos, da menina, e mesmo da mãe da menina supostamente suspeita eu entendo, e me senti excomungado juntamente com eles, continuo assistindo a todos que se dizem ‘caminho a Deus’, mas casos assim me afastam do caminho deles pois eu busco manter meu foco no que eu não ABOMINO, e no caso eu não abomino a interrupção mas sim o BISPO e o ESTUPRADOR.

  331. Este blog que existe para, dos EUA denegrir o Brasil, agora ataca a justiça brasileira depois de ter ofendido o povo, sua cultura, seus costumes, seu governo, etc. É claro que num pais de tantas desigualdades a justiça é falha e tende sobretudo a manter esse quadro. Mas um pais que mantém a prisão de Guantanamo, com presos sem julgamento acontatto.com advogados não pode ser usado como exemplo de justiça. Muito menos um pais que legaliza a tortura. Alias, o ex-vice presidente foi preso pelos crimes que foi acusado ? O senhor GT poderia, já que gosta de denegrir, atacar outro assunto da justiça mais serio e abrangente do que um problema familiar: o caso do banqueiro Daniel Dantas. Este senhor roubou bilhões e esta solto pelo ministro escolhido pelo FHC. Esse bandido que continua livre esta envolvido com a estranha manobra de “privatização” do país e todas as trambicagens do governo anterior.

  332. Garganta.

    Dá para entender muito bem tua defesa e estimo que a faças.

    Contudo já se noticia que o tal Bispo tem o apoio de todos os escalões da igreja.

    O caso exigia a meu ver um tratamento mais flexível dado aos participantes.

    O Bispo queira ou não representa tudo o que você defendeu.

    Está legalmente autorizado para isto e foi apoiado pelos seus superiores que poderiam modificar a sentença.

    O caso é de repercussão mundial.

    Perdeu a chance a Igreja Católica de se mostrar mais aproximada da modernidade e dos dias atuais. Não se pode ficar lendo a bíblia como e do mesmo modo que em épocas medievais.

    O tal de padre Marcelo sabedor destas artes ontem deu mais um show e armou palanque para a ex guerrilheira Dilma pregar para uma pequena multidão.

    Vá pensando em tudo isto junto e calma que este andor é de barro.

    Seja o garganta bacana e amigo que você realmente é.

    Um grande abraço.

    Pacheco.

  333. KY

    [BIQUEI] [São Paulo.SP.]
    6 X 4 O princípio que antes era o da liberdade, apartir de agora não vigora mais,ficam fortalecidos os juízes de primeiro grau,que podem continuar mandando para cadeia os mesmos de sempre “3p”, para poderem contar o número de condenações nos seus curriculos, para efeito de promoções. Um guardião da constituição que modifica seus posicionamentos a cada julgamento, não inspira confiança,muito menos oferece segurança jurídica a ninguém. Decisão: O Tribunal, por maioria, indeferiu a ordem de habeas corpus e revogou a liminar concedida, vencidos os Senhores Ministros Marco Aurélio (Relator), Ricardo Lewandowski, Eros Grau e Cezar Peluso. Lavrará o acórdão a Senhora Ministra Ellen Gracie. Ausentes, justificadamente, os Senhores Ministros Gilmar Mendes (Presidente), em representação do Tribunal no exterior, e Celso de Mello. Presidiu o julgamento o Senhor Ministro Cezar Peluso (Vice-Presidente). Plenário, 05.03.2009.

  334. Aninomyous

    Ah, falando em Link da Igreja, tem também a tal da Rede Vida ( http://www.redevida.com.br/ ), mas esta é mais ‘chatinha’, afinal eu gosto é de ‘Adorar’, ‘festejar’, ‘Cultuar’…não! eu não quero ficar encenando que sou Cristão, desejo do fundo de minha alma ser autêntico como nenhum destes o consegue ser em seu ‘misticismo’ que puxa mais pra o Charlatanismo, com a desculpa da palavra por ‘tomarem ares de grande importância’…não! eu não sou herege…não me joguem na fogueira! nãaaaaaaaoooooo….hahahahahahahaaaaaaaaa…

  335. Aninomyous

    Fui, … 🙂 eu não disse nada daquilo, não fui eu não!!! …
    “…Do passado eu me esqueci
    No presente eu me perdi,
    Se chamarem diga que eu saí…”
    Mas eu sei, vão me condenar, e eu também…
    “Se você acha que tem pouca sorte
    Se lhe preocupa a doença ou a morte
    Se você sente receio do inferno
    Do fogo eterno, de Deus, do mal
    Eu sou estrela no abismo do espaço
    O que eu quero é o que eu penso e o que eu faço
    Onde eu tô não há bicho-papão
    Eu vou sempre avante no nada infinito
    Flamejando meu rock, o meu grito
    Minha espada é a guitarra na mão

    Se o que você quer em sua vida é só paz
    Muitas doçuras, seu nome em cartaz
    E fica arretado se o açúcar demora
    E você chora, cê reza, cê pede… implora…
    Enquanto eu provo sempre o vinagre e o vinho
    Eu quero é ter tentação no caminho
    Pois o homem é o exercício que faz
    Eu sei… sei que o mais puro gosto do mel
    É apenas defeito do fel
    E que a guerra é produto da paz

    O que eu como a prato pleno
    Bem pode ser o seu veneno
    Mas como vai você saber… sem tentar?

    Se você acha o que eu digo fascista
    Mista, simplista ou anti-socialista
    Eu admito, você tá na pista
    Eu sou ista, eu sou ego
    Eu sou ista, eu sou ego
    Eu sou egoísta, eu sou,
    Eu sou egoísta, eu sou,
    Por que não…”

  336. Sandra.

    Eu esperei quase quatro anos pelo fim de um processo iniciado devido à draga que eu comandava ter dado uma forte pancada em um braço de pesca.
    Foi um sem números de tomadas de depoimentos e uma papelada infernal que tramitou segundo e seguindo as etapas normativas da lei Tudo como manda o figurino.
    Não houve vitimas nem danos materiais maiores do que a necessidade de substituição de pedaços de madeira do costado do barco atingido.
    Passei noites de preocupações.
    Entendi e sei por que tudo foi demorado e a necessidade de assim ser.
    Resultado no final.
    Apenas uma pequena multa em UFIRs que eu nem sabia o que eram na ocasião e quem pagou foi o meu empregador do qual eu como comandante por lei era o representante legal
    O bom da lei é melhor viver longe dela.Se e quando possível é claro.

    Obrigado.

    Pacheco.

  337. [=

    Pacheco,

    Pois é!, é um assunto muito delicado. Por isso mesmo ao dizer que não devemos atacar a Igreja, eu quero dizer que sou contra a falta de cautela ao condenar a Igreja como pude ler por aí.

    A Igreja, como já disse, é baseada em escrituras de dois mil anos atrás. Isso, a meu ver, é difícil de adaptar aos tempos contemporâneos. Como também já disse, a idéia de Natureza( e tantas outras) não existiam na época em que os escritos sagrados foram realizados. Portanto, no meu entender, inevitavelmente a Igreja tem uma tendência um tanto conservadora e de difícil adequação.

    Filosofia ou Ciência ( exame) e Fé( crença sem exame) têm naturezas diferentes e são talvez inconciliáveis.Abraços.

    [=

  338. Rotulo pensamentos.

    Jamais pessoas.

    Pessoas passam.

    Pensamentos ficam.

    Alguns ficam gravados.

    Até mesmo em botequins.

    Por ex: MAIS VALEM AS LÁGRIMAS DE NÃO TER VENCIDO DO QUE A VERGONHA DE NÃO TER LUTADO.

    Autor = não sei.

    Onde li = botequim em frente a catedral de São francisco em Santa Catarina.
    Entrei para beber uma gelada .
    Sai mais aquecido.
    Guardei o lido na mente e tenho usado.

    Obrigado.

    Pacheco.

  339. Aninomyous

    Ops! os links mais corretos são (media player):
    Canção Nova ( http://www.cancaonova.com/tvcn300k.asx )
    e
    Rede Vida ( mms://wmedia.telium.com.br/redevida )

    Vejam que me refiro à ICAR exatamente, e que sei sobre o que falo, mas certamente, não é o tipo da postura do Arcebispo que eu assisto, também vejo outras religiões, eu veju e ovo tudo! oooooooiiiiaaaaa!

  340. Aninomyous

    Ué! não virou link o mms:// !!! mas se alguém quiser ficar assistindo a chatinha da Rede Vida, é só copiar e colar em ‘Abrir URL’ do seu Media Player ou similar…
    Fui.

  341. santanna

    Pacheco,

    VALEU! Obrigada pelas lindas palavras!
    beijocas da Mamis!

  342. santanna

    “..todavia eu sou um ilustre desconhecido que meteu o nariz onde não foi chamado, e mesmo chutando o pau da barraca, foi muito bem recebido…”
    (Rodrigo Aguiar, 17:06)

    Rodrigo,
    Comigo aconteceu a mesma coisa.

  343. SAVTAMIMI

    Arcebispo do Recife diz que aborto é mais grave do que estupro
    06/03/2009 – 14:23 , atualizada às 16:49 06/03 – Redação

    – O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, afirmou nesta sexta-feira, em entrevista ao Jornal Hoje, que o padrasto, suspeito de violentar a menina de 9 anos, não está incluído na lista de excomungados. “Esse padrasto cometeu um pecado gravíssimo. Agora, mais grave do que isso, sabe o que é? O aborto, eliminar uma vida inocente”. Na quarta-feira, o arcebispo excomungou a mãe e a equipe médica envolvida na interrupção da gravidez da garota.

    Lula diz que estupro de menina é uma ‘degradação’
    Presidente Lula defende medicina em aborto de menina
    Equipe médica excomungada diz que não está arrependida
    Menina de 9 anos que fez aborto já está em um abrigo público

    Dom José Cardoso Sobrinho
    A gravidez foi descoberta no último dia 25 de fevereiro, quando a menina de nove anos se queixou de tonturas e foi levada pela mãe para a Casa de Saúde São José. Exames constataram que a criança já estava na 16ª semana de gestação e que a gravidez era de alto risco por causa da idade.
    Segundo a polícia, a criança afirmou que os abusos começaram quando ela tinha seis anos de idade, e que o padrasto, de 23 anos, a ameaçava de morte caso contasse para alguém. Ele foi preso quando se preparava para fugir para a Bahia. Em seu depoimento, o padrasto teria confessado que também abusava da enteada mais velha, de 14 anos, portadora de deficiência física.
    O Ministério Público, a Secretaria Estadual de Políticas para a Mulher e as ONGs Curumim e SOS Corpo acompanham o caso e irão oferecer recursos e tratamento psicológico para as vítimas.
    Excomunhão
    Na quarta-feira, o arcebispo excomungou os médicos envolvidos no aborto. “A lei de Deus está acima de qualquer lei humana. Então, quando uma lei humana, quer dizer, uma lei promulgada pelos legisladores humanos, é contrária à lei de Deus, essa lei humana não tem nenhum valor”, disse o bispo.
    De acordo com os médicos, a menina, que tem 1,33m e pesa 36kg, não apresentava estrutura física que sustentasse uma gravidez. Segundo eles, a paciente corria risco de vida caso a gestação continuasse. Além disso, a legislação brasileira permite o aborto em vítimas de estupro até a 20ª semana de gestão.
    “A excomunhão do arcebispo se torna irrelevante para todas nós que ajudamos no caso. É irrelevante a posição do arcebispo. Essa é uma questão que não perpassa pela religião. Os médicos agiram conforme a lei. O Estado brasileiro tem que ser respeitado. A ação do Estado não pode ser regida pela ação religiosa”, analisou Carla Batista, da ONG SOS Corpo.
    O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, classificou de “radical” e “inadequada” a decisão da Igreja Católica de excomungar os envolvidos no aborto. Para Temporão, o ato de excomungar os envolvidos no aborto é um contrassenso diante do que aconteceu à criança.
    “Fiquei chocado com os dois fatos: com o que aconteceu com a menina e com a posição desse religioso que, equivocadamente, ao dizer que defende uma vida, coloca em risco uma outra tão importante”.

  344. mnc

    Pois foi exatamente o que rolou Pachecão.
    Deu no programa da Hebe.
    Se a moda pega….
    Porreta mesmo é vc meu bom.
    Finalmente vou fazer meu tão sonhado pic nic, orla norte até Belmonte…
    Um grande abraço.
    Opus dei dando as cartas agora…
    Retro total…um lástima.
    Mas n é por isso que vamos abadonar nossa fé.

  345. santanna

    correçãozinha no meu coment. das 17:15:
    A mnc já havia se manifestado a esse respeito sim, pelo menos no tocante à FÉ.

  346. ronald

    06/03/2009 – 16h51
    Lula: Obama deve ter “olhar desenvolvimentista” para América Latina

    BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira que pedirá ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, um “olhar desenvolvimentista” para a América Latina.

    Lula e Obama se reunirão no dia 14, em Washington. O presidente brasileiro revelou também que defenderá uma parceria entre os EUA e os países latino-americanos a fim de fortalecer a região.

    “O que eu quero -e vou estar com o presidente Obama sábado à tarde, no próximo sábado- é que os Estados Unidos tenham um olhar diferenciado para a América Latina, para a América do Sul”, disse Lula a jornalistas depois de participar de evento em Vitória (ES).

    “Nós somos um continente democrático, um continente pacífico e, portanto, os Estados Unidos têm que olhar para cá com um olhar produtivo, com um olhar desenvolvimentista, e não apenas pensando em narcotráfico ou em crime organizado”, acrescentou. “Isso nós não queremos.”

    ELE não quer, mas o que ele faz para mudar esse quadro,?
    No Rio de janeiro arrumaram uma ótima solução para diminuirem os assaltos na linha vermelha.
    Vão fazer um muro beeemmmmm alllto.
    Acho que eu moro em outro país e não estou sabendo.

  347. santanna

    Anino e mnc,

    O Pe. Fábio de Melo, todas as quintas feiras, às 21:00 ou 22:00 (agora não sei exatamente), na Canção Nova, é ótimo de assistir, vale a pena.

  348. Luciana

    O fato é o seguinte, quando a ofensa ou agressão verbal é uma vez ou outro a gente nem liga.Mas se a agressão ou ofensa é quase que diariamente aí a pessoa pode não ligar, deixar passar e mesmo assim as ofensas continuam.Chega um dia a pessoa pode não aguentar mais e chegar num limite insuportável.
    Isso ocorre muito seguido em empregos quando querem que alguém saía, ficam perseguindo a pessoa, difamando , agredindo moralmente até a pessoa não aguentar mais.Bullying é muito comum em momentos de crise , de guerra, que ficam perseguindo pessoas ,tipo a xenofobia, o racismo e etc.

  349. santanna

    Agradeço a todos que se manifestaram atendendo ao meu pedido.

  350. Luciana

    A pessoa é educada, não implica com ninguém,etc,etc e as pessoas ficam incomodando sem motivo nenhum aparente e seguidamente por mais que no início a pessoa se torne indiferente , eles continuam a incomodar, fala com educação, com firmeza e mesmo assim continuam.
    Tem pessoas que são mais frias, sabem lidar melhor com isso .
    É fácil falar quando não é com a gente. Quando eu estava no colégio havia isso de ter sempre um grupo ficar perseguindo outro colega, isolando-o, humilhando etc,etc,Eu via aquilo , ficava chateada , mas a gente pensa que uma situação assim nunca vai acontecer com a gente e um dia acontece .
    Vou fazer compra , tem vendedores que nem querem vender, são mal educados,etc,etc, mas nem ligo porque sei que nunca vou ver aquela pessoa mais na frente, ou nunca mais vou na loja.
    Mas deve ser muito desagradável quando é um lugar que vc tem que ir ou conviver diariamente, como uma colégio, emprego e até onde mora.

  351. Luciana

    Lembro que isso ocorria muito quando um aluno questionava o professor, dava sua opinião diferente da opinião dos colegas no colégio ou faculdade.,etc, os colegas já ficavam perseguindo a pessoa, isolando, .Eu mesma presenciei isso.
    No colégio ou faculdade isso nunca acontenceu comigo porque sempre fui quieta, ficava na minha,mais reservada.Eles mostravam hostilidade quando a pessoa ousava mostrar alguma diferença, os timidos ficam mais retraidos, no canto deles.Tipico de ambiente de colégio.

  352. santanna

    “…eu veju e ovo tudo…”

    Anino,

    Pois então, eu sou como vc. Tem um cara chamado Silas Malafaia, pastor evangélico, que é de cair o queixo. Dá até gosto de ver o sujeito falar, o domínio que ele tem sobre a platéia, o carisma, é uma coisa incrível. Ele sabe todos os versículos da Bíblia de cor e salteado, não tem pergunta pra ele que fique sem resposta, justamente ao contrário do que acontece com muitos padres, daí a enxurrada de críticas em cima destes. Eu o vi num debate, justamente sobre aborto, na Band.
    É essa capacidade de adesão, de “chegar junto” que a Igreja vem perdendo.

  353. targinosilva

    No caso do aborto da menina de 9 anos
    o que esta em jogo não a lei de Deus, porque Deus nunca escreveu lei em lugar nenhum.
    O que esta em jogo é a autoridade da igreja.
    Ela trava uma competição com a ciência há muitos séculos.
    Quando a igreja tinha o poder da vida e morte
    quem ousasse desafiar os seus ensinamentos era queimado vivo na fogueira.
    O que é mais cruel ? Ser estuprado ou queimado vivo?.
    O poder político foi suplantando o poder da igreja e a ciência pode, enfim,
    se desenvolver. Há 500 anos atrás a igreja teria colocado todo mundo na fogueira,
    inclusive a menina e o estuprador.
    A religião causa um trauma muito grande na população.
    Eu vivi a minha infância dentro de uma igreja.
    De tanto ouvir historias de padres e de velhas carolas eu passei muitas noites com pesadelos.
    Só consegui estabilizar depois de adulto em cima de livros de ciência e matemática.
    Ha dias vi um caso de cidadão que queria de volta a sua doação a Igreja Universal,
    cujo Pastor o convenceu a vender o seu carro, seu único patrimônio, e dar o dinheiro a igreja.
    O Juiz de primeira instancia nem aceitou a ação.
    Ele teve que recorrer a instancia superior.
    Se fosse um bem comprado em uma loja ele poderia devolver e receber se dinheiro de volta.

    A religião, no Brasil, virou um festival de milagres, um caso de policia.
    O que me preocupa é que ninguém do ministério publico
    se movimentou para conferir os milagres e colocar os charlatões na cadeia.
    Se formos olhar a inauguração do canal aberto de noticiais da TV Record
    isto nunca vai acontecer.

  354. Luciana

    O pior é quando a pessoa reage e acham que a pessoa está com o demônio e começam a querer fazer descarrego e coisa do gênero, dar jornazinho, doutrinar, é muito complicado.

  355. juliano

    Há pouco tempo teve um caso de um advogado de um assaltante que processou a vítima por ter reagido a um assalto, perdeu, mas entrou com o processo. Médicos já estando atendendo com uma assistente pra evitar denuncias de abuso sexuais. Empresários já tomam cuidado com a lei de assédio sexual. O Brasil está se “judicializando”, gente querendo ganhar dinheiro de qualquer jeito com danos morais, qualquer coisa é processo. E dá-lhe anos de processo, depoimentos, pagamento de honorários,etc. O jornalista Jorge Kajuru já dormiu na cadeia e gastou quase dois milhões de reais com advogados, a Folha já recebeu milhares de processos de crentes da Universal, blogs foram fechados no Maranhão. Temo pela liberdade de expressão no Brasil!

  356. Luciana

    Um dia eu tive uma reação onde moro , já estava aguentando a tempo certas coisas, só quieta, não reagindo, mostrava que não gostava e nada..Tinha uns jardineiros por perto , entrou dentro do edifício e que queria falar comigo, quando fui ver o homem estava com um facão.E eu sózinha perto do elevador.Ele queria dar um jornal duma igreja destas evangélicas,entrei no elevador rápido.Quem lê ou ouve o que conto pode até achar engraçado.

  357. juliano

    Ia esquecendo o caso do Paulo Francis que teve o infarto em partes pelo processo milionario da Petrobras. No Brasil usam a justiça pra calar as pessoas através de processos, muito absurdo isso.

  358. santanna

    “…A religião causa um trauma muito grande na população….”
    (Targino, 19:46)

    Targino,

    Eu realmente lamento que vc na sua infância tenha vivido a falta de uma orientação religiosa adequada e benéfica.
    Me desculpe, mas isso não é culpa nem da Igreja nem da religião, mas das pessoas que estavam à sua volta; foi um problema “circunstancial”.
    Convém não generalizar.

  359. Mineiro

    Gerald, um pais absurdo desses e vem um bispo e excomunga uma equipe médica que fez um aborto numa menina em Recife de 9 anos estuprada pelo padrastro e que corria risco de morrer na gravidez. Quanto atraso!!!

  360. gthomas

    ATENCAO

    ISSO EH SERIO

    GOSTARIA QUE TODOS VOCES COLOCASSEM UM COMENTARIO DE APOIO NO SEGUINTE SITE

    http://riogringa.typepad.com/my_weblog/2009/03/rio-de-janeiro-protest-call-out.html

    HAVERA UMA MARCHA DE PROTESTO NO RIO NA SEMANA
    QUE VEM A FAVOR DE DAVID GOLDMAN
    PRA QUE ELE TENHA SEU FILHO DE VOLTA

    POR FAVOR DEIXEM SEU COMENTARIO (A FAVOR) NESSE SITE

    EXISTEM MAIS SITES DE PROTESTO A FAVOR DA CAUSA DE DAVID GOLDMAN.

    http://riogringa.typepad.com/my_weblog/2009/03/rio-de-janeiro-protest-call-out.html

    MUITISSIMO OBRIGADO

    LOVE
    GERALD

  361. Luciana

    A religião bem interpretada , estudada com profundidade ou um refugio quando a pessoa necessita acho super válido.
    Só acho que tem que ser algo natural e nunca uma coisa imposta.

  362. Tene Cheba

    Eu sou católico, mas não concordo com a excomunhão, uma violência tão forte quanto o aborto, claro, dentro dos parâmetros da Santa Igreja. No catolicismo, excomungar, é simplesmente matar o acesso a Deus, outro aborto.Não irei cair na vala rasa do proselitismo, mas aquela menina também foi abortada, esta criança com nove anos foi vítima da monstruosidade do seu meio.Sinto, mas, é duro ter que concordar com a sábia decisão da justiça.Que o feto descanse em paz. Eu lamento.Que a polícia pegue esse monstro e os seus companheiros de celas façam vários filhos nele.

  363. santanna

    “…Retro total…um lástima.
    Mas n é por isso que vamos abadonar nossa fé.”
    (mnc, 18:50)

    Pacheco,

    Acho que a mnc aí resumiu TUDO, dando continuidade ao que vc tb havia expressado.
    Pois é isso… Cristianismo e Igreja Católica são vistos como um bloco único mas infelizmente não é bem assim.
    É por isso que nesse sentido concordo com essa colocação do Targino:

    “…O que esta em jogo é a autoridade da igreja..”
    (Targino, 19:46)

    A Igreja Católica é MUITO forte, o Vaticano é um Estado, com peso e influência política sobre o Ocidente e quiçá alhures!
    Vc viu a cerimônia de sepultamento do Papa João Paulo 2o.? Uma coisa grandiosa, parecia filme de ficção científica, praticamente todos os líderes do Ocidente presentes, e de outras tradições religiosas também, parecia Star Wars, uma daquelas reuniões de líderes de todas as confederações intergalácticas, sei lá! 🙂

    E há beleza nisso sim, pq graças a Deus, a Igreja não se constitui apenas das altas hierarquias conservadoras e políticas. Além dos fiéis, há muitas pessoas trabalhando em movimentos, com honestidade e empenho, homens e mulheres, no mundo inteiro; eu creio que é o fruto do trabalho dessas pessoas e uma fé mais adulta dos fiéis, que levarão, com o tempo, a essas mudanças tão discutidas.

  364. gthomas

    POR FAVOR APOIEM ESSA CAUSA

    06/03/2009 – 20:44
    Enviado por: Facts
    http://www.bringseanhome.org

  365. gthomas

    POR FAVOR APOIEM ESSA CAUSA
    06/03/2009 – 20:44
    Enviado por: Facts
    http://www.bringseanhome.org

  366. mnc

    Santana irmã de fé,
    Venho de uma família fervorosamente católica.
    Quando vou a missa, me sinto com as baterias recarregadas, alguma coisa em mim se religa com o grande mistério, o imponderável…em alfa mesmo.
    A igreja aqui do Arraial foi o primeiro Santuário Mariano do Brasil,
    Nossa Senhora d’Ajuda…fundado em mil quinhentos e quarenta e nove, tem o milagre da fonte sagrada que jorrou água, é muitosimples mas tem uma energia, a sala de milagres com incontáveis testemunhos de graças alcançadas
    , relatos em cordel, objetos acumulados que os romeiros deixam como testemunhos, até hoje a irmandade Nossa Senhora, reza em latim com sotaque baiano, é um mantra que vc embarca…
    Eu testifico imensas graças alcançadas, como a cura do cancer em minha mãe, que há qutro anos faz controle em bh, em agosto fazem cinco o prazo para a alta, meu filhão teve um absseço em cima da vrilha no interno da coxa e quase foi a choque séptico e quase amputa a perna, minha neta prematura que nasceu com menos de um quilo e agora dia quatorze vai fazer oito anos linda e forte, minha grande amiga Ceiça que arrastei p lá quando ela soube que tinha cancer no pulmão e hoje na festa da santa em quinze de agosto se joga na procissão…poderia ficar aqui narrando horas se for lhe contar todas…
    …aí de mim se n fosse esta fé amiga, que me alimenta…
    Minha filha é evengélica mas n dessas de saia Maria mijona e Bíblia debaixo do braço, ela é advogada e profunda
    conhecedora da Bíblia, quando estamos juntas passamos horas papeando sobre tanto o novo quanto o antigo testamento, os salmos, o apocalípse principalmente, parece um jornal de hoje….
    , ama o Malafaia, ele realmente é um bom pregador…me sintonizo c ele tb…
    Um amigo historiador teve como pauta de mestrado os primeiros jesuítas que chegaram por aqui, sul da Bahia, eles eram contra a inquisição e serem mandados p ~cá era um castigo por tal posicionamento…daí a Igrejinha de Trancoso ter um raminho de oliveira na sua fachada, simboliza a fraqueza humana…Jesus chorou, fraquejou a sombra das Oliveiras…
    Isto me comove e me move…
    Beijo grande abençoada.
    Ah a mãe danoiva do meu filho é índia com carteirinha da FUNAI e frequenta a Igreja Universal…p grande desgosto da minha mãe…ate hoje ainda n casaram na universal minha mãe n
    Tb fui muito bem acolhida pelo Cap GT.

  367. O garoto Sean? Já firmei posição, desde ontem: que seja “iluminada por Deus e/ou deuses” a sentença judicial que estabeleça sua “guarda”!

    Meus amigos virtuais vou … “dar uma” de Pilatos: “lavo minhas mãos” e, aproveitando tantos “ganchos” dos comentários … lá vai (rs): O último coment que vi: mais ou menos 19hs..

    A gente tem “mania” de generalizar tudo (rs)! Aqui, nossa mania “de estimação” é “avacalhar” todo mundo e … ops! Acabei de generalizar, também (rs)! Falha técnica imperdoável, essa minha (rs)! Sinto muito – não era minha intenção. Explico-me!

    Advogados e médicos em principio tratam dos nossos maiores “bens”, enquanto seres biológicos: LIBERDADE e SAÚDE – VIDA!

    Ok (rs): políticos & cia. ilimitada idem! Nossa vida
    “espiritual” fica a cargo das religiões para a maioria; para outros não e, assim, “vamu qui vamu, nénão”?

    RELIGIÃO, DIREITO E MEDICINA …
    Pelo que sabemos são intrinsecas, complexas, etc…

    SANGUE, SEMEM = VIDA? “Parece” que é assim que “funcionam”…. Vida embrionária? Os médicos e a lei agiram corretamente – no caso da nossa menina de 9 anos – vejo assim!

    Sangue e …
    Doar sangue, para você, é sinonimo de ação altruísta, humanitária, de amor fraternal ao outro? Brasil e, hoje, temos sòmente o “doador voluntário” – há quase 30 anos.

    Antes, era “remunerado”, como continua sendo, em alguns lugares mundão afora – por “justificativas mil” e é problema ou solução deles, concorda? De algum modo se “ajudam” – pela nobre causa humanitária e dinheiro. Barrigas-de-aluguel, etc…

    Transfusão de sangue? Doação de órgãos? Religião? Médicos e advogados sabem qual é o tamanho desse “imbroglio parental, familiar” todo? Claro, né?

    Digamos que voce seja um “doador” de órgãos, por vontade própria. Tem certeza?Grandioso, voce é, pelo meu ponto de vista humanitário! Documente essa sua decisão, sim?
    Caso contrário, quando voce se “for desta para melhor” … sua família é que vai “decidir”. E tempo, neste exemplo, é questão de sobrevida do outro (receptor). Governo cobre despesas – isso também é saúde pública.

    Sangue; risco de morte e … o médico faz a bendita transfusão, porque fez o Juramento de Hipócrates e a família do paciente não autoriza o procedimento … Sabiam que “dá o maior fuzuê” tudo isso? Enquanto isso … o “tempo urge e o paciente” …?

    Depoimento pessoal: Meu pai internado; autorizamos transfusão de sangue e uma tia nossa, irmã dele, nos excomungou, esperneou, blasfemou. Foi um horror! Ela tinha … Enfim, tinha adotado outra religião. Ele viveu mais 6 anos e muito bem, para felicidade geral nossa e familias.

    Estão vendo? Provàvelmente voces não desconhecem exemplos dessa ordem.

    Bancos de sêmem … de doadores anonimos e, se algum “pentelho” como dizem vocês, ficar muito “preocupado” ou ansioso por saber por onde andam seus filhos e …?

    E, se o filho biológico desconhecido dele, vier a se aproximar de outro “meio-irmão” e … Cruzes! Chega (rs)! Com essa linha de raciocínio, a reprodução humana ficaria muito comprometida, nesse segmento. Incesto para uns e/ou suas leis; heranças, etc… etc… etc… Noossa, pense nisso. Estou imersa em meus devaneios. Passe direto, por favor, caso não lhe interesse, mas … já que chegaste até aqui (rs) …

    Bom senso! O Bispo lá de não sei onde; o pastor evangélico; o rabino; o médico; o advogado; o político; etc… etc… Bons ou maus profissionais e cada um deles, assim como nós todos, defende suas (nossas) causas, não? Falei e não disse! Já avisei a que vinha, aqui (rs)!

    Beijão a todos e excelente final-de-semana!
    Susan

    PS.: cuidado (além de todos aqueles outros) com seu sangue e semen. Mesmo após-vasectomia voce … Hã, acho meio improvável ocorrer aquela fecundação sugerida na piadinha de coments atrás. Esperma tem toda uma técnica para coleta, quando a gravidez é “segunda intenção” só dela (rs)!

    PS.: Já imaginaram se o pai biológico do Presidente Obama não tivesse permitido que ele fosse criado pelos avós maternos? Pelo que sabemos, viveu dois anos com o pai nigeriano e
    mais uns quatro, cinco, seis com a mãe e o padrasto paquistanes.

    Pelo bem estar geral do garoto e decisão de seus pais biológicos, foi entregue aos cuidados da família materna (é quase universal essa tendencia?) Teríamos, hoje, “êsse filho de todos os mundos” para resolver as mazelas do povo dele, quero dizer, do “mundo todo”? Sábia decisão desses pais biológicos e … todos agradecem!

  368. I speak for many of my fellow artists who recently became aware of this story that it is an outrage that the Goldman boy has not been returned to his biological father (and we all know the circumstances by now). Now that the eyes of the world are looking at the Brazilian officials, how much longer does it have to take to DO THE RIGHT THING? Sure, not all of the characters are perfect in this story but how can that, barring any situation where harm may come to the child, EVER diminish the natural imperative that his/her place is with his/her birth parent(s)? We call such an obvious truth a “no-brainer”. It’s always unfortunate when these sort of truths are held in the hands of those with no brains.

    Awaiting that justice will be done,
    Yours,
    Patrick Grant

  369. targinosilva

    O Kepler vai subir ao espaço a procura de vidas em outros sistemas solares.
    O espaço, a fronteira final.
    Por enquanto, o olho humano chegando cada vez mais longe.
    Parabéns NASA,
    (telescópio espacial)

  370. gthomas

    Thanks, Patrick

  371. gthomas

    Paula Pedrosa
    vc escreve da Florida, ne?
    que bom

    precisamos fazer com que o BR faca a coisa certa! e retorne o Sean ao seu pai biologico URGENTE!!!!

  372. Tene Cheba

    A Santa Igreja está certa, na minha opinião em combater o aborto, trata-se de um ato contranatural, a nossa capacidade do arbítrio sobre o ato de interromper o curso da vida.Não se sabe qual a dimensão da dor.Bom, mas ali não, as dores e os pecados se misturam e esta pobre menina precisa viver.
    Sei lá, sei lá, não sei dizer, o que falar.Sei lá, do nada sei, como saber, o que fazer, sei lá, duas crianças, duas calçadas, tão distantes, duas esperanças sequestradas, sei lá, vamos falar de futebol, de carnaval, de big brother, de paredão, vamos votar, sei lá, em cada post, em cada site, eu me aniquilo.Sei lá, se é sete ou dezesseis, que país é este, tão diverso, tão lindo, abençoado, mas no seu destino, o gelo baiano que bifurca, escolhemos o caminho errado.Sei lá, não sei mesmo.

  373. gthomas

    Pacheco, obrigado pelo seu comentario la no blog do Bringseanhome.

    VAMOS ABRIR JA UM NOVO POST A ESSE RESPEITO

    LOVE
    G

  374. mnc

    .Dear Sir Cap GT,
    Meu coração tende p o lado d pai afetivo…sorry.
    Fiquei sua fã no dia que vc mostrou sua bunda branca na tv , nunca, jamais em tempo algum tinha visto algo parecido,
    pensei…o cara é um provocador, desafiador da ordem, amei.
    Aí não tinha acesso a sua obra, caí de para queda neste blog.
    o must agora conhecer a trilha onde linkar p seu universo tão ricamente múltiplo…sou lhe imensamente grata, no entanto como a Suzan já firmei minha posição.
    Sem rancor espero.

    Suzan Olá.. aqui no Arraial uma menina está grávida e tem tres possíveis candidatos a pai, dois são casados…os tres vão fazer DNA…
    Sinal dos tempos.

  375. Targino

    Falando do Kepler… ele procura por nosso futuro eu procuro o passado.

    Menino de calça curta e meia três quartos. Doido por cinema.
    Sessões domingueiras de 13 as 18 horas.
    Bang bang pauleira. desenhos e ao final os seriados.

    Flash Gordon no futuro. Futuro fora do mundo.Planetas estranhos.distantes.
    Extraterrenos.
    Homens voadores! Caramba!
    Fim.
    Volta pra casa.
    Mais tarde na cama. Antes do sono.
    Filme rodando na mente.
    Gente eu sou ele.
    Sou o herói. dou porrada em bandidos e salvo a mocinha.
    E roubo aquele beijo.
    Será que um dia viverei tudo isto?
    Rrrrrrzzzzz
    Que sono gostoso era aquele antecipado por sonhos.

    Voltando ao agora:

    Targino quem sabe meu neto consiga ir onde eu sonhei.
    Espero que o mundo consiga um dia que ele vá.
    Como espero que ele nunca encontre o famigerado Doutor Mingus.
    Este doutor Mingus dava um puta trabalho pro Flash e era o vilão das histórias
    Obrigado por teu comentário

    Abraços .

    Pacheco.

  376. Ekran

    Sobre Elian Gonzales, a materia da TV americana (creio que de uma TV local de Miami) mostra o garoto como “heroi” em Cuba, o que não era de forma alguma esperado pelos seus parentes e simpatizantes da causa nos EUA.

    O caso Sean não possui essa conotação ideologica, o que deve facilitar as coisas numa negociação final entre o pai natural e o padastro.

    Sou pai natural de 2 crianças e padastro de 1.
    Entendo bem os dois lados.
    Se ambos os pais conversarem e souberem agir em prol do garoto, no final ele ganha dois pais, duas casas e duas familias.

    Funciona bem.
    Digo por experiencia propria.

  377. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, post novo lá em cima!

  378. Ekran

    APLAUSOS.

    Só tenho e conheço família inteira de coração.
    Fui adotado ainda BB.
    Nunca tive trauma algum.
    Sempre soube de tudo.
    Sei que os três te amam igualmente.
    Abraços com todo respeito.

    Pacheco.

  379. gthomas

    POR FAVOR VAMOS CONTINUAR A CONVERSA NO NOVO POST ACIMA

    VAMP, SUPER SUPER OBRIGADO!

  380. Ekran

    Pacheco,

    não é facil para a criança ficar nesse “cabo de guerras” entre familias, nem é facil para os adultos desvincularem-se dos problemas passados, MAS a vida segue e com a chegada dos meus filhos naturais tudo fluiu numa paz e carinho impressionantes.

    Eu APRENDI a ser pai com a minha enteada (que é a mais velha) e ganhei maturidade nesse processo. E ela ganhou uma familia com irmaos menores para curtir e ajudar a cuidar, foi uma alegria só.

    Certas adversidades não acontecem por acaso e são oportunidades raras de aprendermos com a vida como se vive, sem teorias.

    Eu aposto que o Sean é amado aqui no Brasil e será mais ainda nos EUA, de modo que amor somado é amor multiplicado. Deve haver algum problema de convivio entre os pais, como é muito comum entre ex-casais, MAS tem que prevalecer a consciencia de que as crianças são parte de nós e não um bem nosso, do qual dispomos.

    Esse aspecto a lei não capta, fica-se no viés de Salomão que sentencia a criança a ser fatiada em dois para ver qual a verdadeira mãe.

    No meu caso, houve um acordo amigavel perante o juiz entre a mae e o pai natural, com acerto dos dias de visita e pensão. Tudo correu naturalmente, pois houve dialogo e mediação entre as familias.

    Não vejo no noticiario as FAMILIAS, os avos, os tios, todos esses são fundamentais para envolver essa criança com amor e respeito.

    Infelizmente, a midia faz espetaculo demais e não apresenta os dois lados do problema, então corremos o risco de radicalizar nas analises.

    Abraços e fico na torcida pelo garoto, que vai poder dizer aos amigos no Brasil que é fera de beisebol e nos EUA que joga que nem o Kaká!

  381. santanna

    mnc,

    Vou colocar um coment pra vc no post novo.

  382. santanna

    mnc,

    Aliás, vou colocar aqui mesmo.

  383. santanna

    Gerald,

    Me desculpe de todo o coração, mas eu não me sinto à vontade pra interferir no rumo da vida dessa criança.

    beijo pra vc

  384. santanna

    mnc,

    Vc me fez chorar lendo o seu coment, viu!! Um LINDO testemunho de FÉ, de VIDA, emocionante mesmo!!!
    Obrigada pelas informações da igrejinha de Nossa Senhora D’Ajuda, da fonte milagrosa, a sala de milagres, a reza em latim com sotaque baiano (muito legal isso!!), a igrejinha de Trancoso com o raminho de oliveira na fachada…
    Aqui na Bahia (estou em Salvador) a gente respira esse ar da BELEZA da religiosidade e do misticismo, né? É muito tocante, é mágico… é inspirador, reconfortante mesmo como vc disse…
    Parabéns por vc ser uma católica de verdade, que não tem vergonha da sua religião, e que abre seu coração com tanta generosidade!

    Olha, esse blog é mesmo mucho louco! Acontecem coisas totalmente imprevisíveis aqui, surpresas muito bacanas mesmo, como essa nossa conversa agora! Eu não consigo mais passar um dia sem entrar aqui, viciei, rs!
    Obrigada por estar aqui também!

    Que a PAZ de Deus esteja sempre com vc e todos os seus,
    beijão!
    um excelente fim de semana, e fique com um trechinho de Khalil Gibran, em ‘O Profeta’:

    “E um homem disse: Fala-nos do Auto-Conhecimento.
    E ele respondeu, dizendo:
    Vosso coração conhece em silêncio o segredo dos dias e das noites.
    Mas vossos ouvidos têm sede do som do conhecimento do vosso coração.
    Sabereis em palavras o que sempre soubestes em pensamento.
    Tocareis com vossos dedos o corpo desnudo dos vossos sonhos.

    E assim deve ser.
    A fonte oculta da vossa alma deve elevar-se e correr, murmurante, para o mar;
    E o tesouro de vossas infinitas profundidades será revelado perante vossos olhos.
    Porém, que não exista uma balança para pesar vosso tesouro escondido;
    E não testai as profundidades do vosso conhecimento com um bastão ou com uma sonda.
    Pois o ser é um mar sem fronteiras e sem medidas.

    Não digais, “Encontrei a verdade”, mas sim, “Encontrei uma verdade”.
    Não digais, “Encontrei o caminho da alma”, mas sim, “Encontrei a alma andando em meu caminho”.
    Pois a alma anda em todos os caminhos.
    A alma não anda sobre sobre uma linha, nem cresce como um junco.
    A alma desdobra a si mesma, como um lótus de infinitas pétalas.”

  385. juvenal

    MORAL!!! (será que tem moral?) SUJEIRA…SUJEIRA…E, nessa altura, o pau quebra do lado mais fraco…SOBROU PRO GAROTO…lastimável

  386. Oi Gerald, acho que a gente tem que ser muito cuidadoso ao assumir partidos em nossos blogs… Nosso alcance e poder de mobilização são imprevisíveis…

    Vc conhece pessoalmente o pai biológico? Tem como atestar que é verdade o que ele está dizendo?

    A história que o pai brasileiro (afinal pai é quem ama, cuida e cria) é beeeeem diferente:

    http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/dizventura/texto.asp

    Quem está com a verdade? Talvez nenhum dos dois…

    Uma coisa é a gente assumir partido de alguém que a gente conhece, outra é a intromissão pública nas vidas privadas como temos visto tantas vezes e mais recentemente no caso Isabela Nardoni e da moça que disse ter sido atacada por neonazistas.

    Creio que nós blogueiros e pessoas públicas devemos ser mais cautelosos ao interferir nestes tipos de casos.

  387. Monica C BRitto

    Ei, Gerald, adoro essa sua ira, acho que estamos precisando mais e mais disso pra ver se saímos dessa passividade de aceitar tanto descaramento dos homens públicos desse país. Na minha opinião, mesmo correndo o risco de sermos tachados de anti-patriotas, deveríamos mostrar ao mundo o que é o Brasil de hoje: um país corrupto ao extremo, em todas as instâncias de poder. Tá na hora da gente envergonhar mesmo a nossa imagem para, quem sabe, começar a mudar as coisas.

  388. gthomas

    Roney, te respondo no post acima

  389. Paula Pedrosa

    Gerald, escrevo de São Paulo.
    Vou comentar no novo post.
    Beijão.

  390. mario lauro

    sacanagem da brava com esse pai viuvo que teve o filho raptado, mas nao, nesse caso ele nao pagava pensão marcou ta vendo direito é pra isso achar ” brechas ‘ Advogadois nao s e contentam com as brchas existentes como as pererecas tenho um maigo advogado que seu sonho é entrar no forum de taier cor de rosa , já esse rapaz de nova york deve tre caido na malhas das capitanias heriditárias brasileiras tão importantes para o desenvolvimento do Banania desculpe o dono da banania mas o termo Banania é quase tao bom como a religiao que fundei chamada MUMULISMO ABUBUCO que pretende apenas arrecadar dinheiro ja que pretendo morar em MIAMI
    MILES DAVIS NOS SEUS CONTRATOS EXIGIA UMA AMBULANCIA ATRAZ DO PALCO E EU INCLUIRIA ADVOGADOS NA PLATEIA , MAS OS NOSSO ADVOGADOS E COM BOM SOBRENOME NADA DE SILVA SILVA BASTA EU MAS A S VEZES DA CERTO , COM PODE ISSO ? ACHO QUE SEI LA QUEM SABE ROBERTO RESPONDERIA SE GOsTASSE DE ROCK N ROLL MANDA QUEM PODE OBEDECE QUEM TEM JUIZO É TUDO QUE SE FALA NO BRASIL, é A FRASE DA MODA QUE JA FOI “O COM CERTEZA” “A NIVEL DE…” ESTAMOS NO ” ENFIM ” o relaxamento do genio do culto AO TERMINAR UMA FRASE fal ENFIM ….. nao recomendo
    Mas na musica nao simos do ” EU QUERO ” “EU SÓ QUERO OU “EU QUERIA” QUERO UM BOM ADVOGADO
    MAS VAI TER QUE TRAZER DE FORA PORQUE O PAI DO CARA É O MAIS QUENTE E QUER QUE TUDO O MAIS VA´ PRO INFERNO OH OH OH CAPTARAM RSRSR SACANAGEM mas a fama ér tudo se vc morre jovem esta feito para o resto da vida disse jimi hendrix , ja iamginou ficar pra semente e ter filhos com seu nome que poder tremendo? sacanagem

  391. mario lauro

    sacanagem da brava com esse pai viuvo que teve o filho raptado, mas nao, nesse caso ele nao pagava pensão marcou ta vendo direito é pra isso achar ” brechas ‘ Advogadois nao s e contentam com as brchas existentes como as pererecas tenho um maigo advogado que seu sonho é entrar no forum de taier cor de rosa , já esse rapaz de nova york deve tre caido na malhas das capitanias heriditárias brasileiras tão importantes para o desenvolvimento do Banania desculpe o dono da banania mas o termo Banania é quase tao bom como a religiao que fundei chamada MUMULISMO ABUBUCO que pretende apenas arrecadar dinheiro ja que pretendo morar em MIAMI
    MILES DAVIS NOS SEUS CONTRATOS EXIGIA UMA AMBULANCIA ATRAZ DO PALCO E EU INCLUIRIA ADVOGADOS NA PLATEIA , MAS OS NOSSO ADVOGADOS E COM BOM SOBRENOME NADA DE SILVA SILVA BASTA EU MAS A S VEZES DA CERTO , COM PODE ISSO ? ACHO QUE SEI LA QUEM SABE ROBERTO RESPONDERIA SE GOsTASSE DE ROCK N ROLL MANDA QUEM PODE OBEDECE QUEM TEM JUIZO É TUDO QUE SE FALA NO BRASIL, é A FRASE DA MODA QUE JA FOI “O COM CERTEZA” “A NIVEL DE…” ESTAMOS NO ” ENFIM ” o relaxamento do genio do culto AO TERMINAR UMA FRASE fal ENFIM ….. nao recomendo
    Mas na musica nao simos do ” EU QUERO ” “EU SÓ QUERO OU “EU QUERIA” QUERO UM BOM ADVOGADO
    MAS VAI TER QUE TRAZER DE FORA PORQUE O PAI DO CARA É O MAIS QUENTE E QUER QUE TUDO O MAIS VA´ PRO INFERNO OH OH OH CAPTARAM RSRSR SACANAGEM mas a fama ér tudo se vc morre jovem esta feito para o resto da vida disse jimi hendrix , ja iamginou ficar pra semente e ter filhos com seu nome que poder tremendo? sacanagem

  392. targinosila

    Santana. (continuando post anterior)
    Eu fui muito bem esclarecido sobre a religião católica.
    Meus avos maternos eram italianos, católicos fervorosos.
    Eu fiz o ginasial em colégio de padres, assistia duas missas por semana.
    Eu estudei em Aparecida do Norte, quando se construía a Basílica.
    Mas o mundo foi rodando nas patas do meu cavalo e as visões se clareando…
    Já fui igual a você, igual a todos os católicos, capaz de dizer coisas maravilhosas sobre religião.
    Um dia acordei, vi que aquela historia não tinha sentido, não tinha lógica.
    Se Deus é o que os católicos dizem ele não precisava imolar o filho.
    Essa historia não tem sentido, é estapafúrdia.
    Transformou a vida de todo mundo numa via crucis.
    Eu me recusei passar a minha vida rezando, puxando terço.
    A religião cria nas pessoas um complexo de culpa, de obediência, para depois domina-las.
    A religião vive interferindo na vida das pessoas, querendo ter mais poder que o Estado.
    Existem até Estados Teocráticos.
    Tudo gira em torno de poder e dinheiro.
    O anti Cristo é o próprio Papa, atrasado, retrogrado, vai causar um grande desgaste
    na Igreja Católica. Daqui alguns anos, quando o conhecimento for acessível a
    qualquer pessoa, em qualquer lugar, todas as religiões estarão em crise.

  393. Samuel Bueno

    É o dito-cujo, o Coisa-Ruím, o Demônio, esse Leviathan… Baal- z’vuv, o Prince das Trevas, encarnação do Mal, que bebe sangue das criancinhas aos milhões e eleva os maus ao poder, o Senhor das Moscas, o Monstro da Cabeça Oca, que governa as profundezas do Lago do Paranoá,,,

    Arre, égua, ébó da sexta.feira, t’esconjuro, Marrrrrdito !!!

  394. Carlos

    Se curiosidade matasse….fui atrás de descobrir esse tal de Rush Limbaugh….pelo menos valeu pra lembrar que estou em atraso com minhas leituras de filosofia oriental….esse Rush é o retrato da massa que se recusa a evoluir….pra que né? Tá bom pra mim aqui, desse jeito….
    Comida chinesa não me deu tanto nojo quantos as palavras do ilustre representante do “velho”….

  395. Silvio

    Gerald.
    Infeliz comentário….
    Passo a mesma situação no Brasil. Minha enteada me chama de PAI e nem quer ver a cara “do outro”. Eu sustento, educo, crio afeto… e vc vem com essa de que o outro é que deve ficar com o SEAN??? Fala sério!!! O cara quer ganhar dinheiro com a história, quer vender produtos, quer ser o “tadinho”…
    Essa cara é um vagabundo e aproveitador!
    Digo isso sempre para a minha esposa: “Quem compra embalagem não quer ver o conteudo!” Foi isso que aconteceu com a falecida Bruna. Se apaixonou pelo “falido modelo”…e depois de passar o feito beleza, descobriu o verdadeiro marido que tinha!
    Sorte do SEAN ter o padrasto que tem! Com certeza se o juís perguntar a ele com quem ele quer ficar, será com o padrasto.
    Pense sempre como se isso fosse com vc!!
    Lamentável seu raciocínio!!

  396. Nossa, que confusão… Onde será que essa história vai parar? Espero que as pessoas não cometam sandices! DAVID NUNCA ABRIU MÃO DE SEAN! Haja Deus…

  397. Que Paula na Suiça?
    Cara, o processo está vendo, o que saiu na mídia sobre este caso não tem nenhuma validade.
    Calma Sr. Thomas, as coisas não são bem assim, informe-se melhor, aliás, não veja as coisas do ponto de vista de seu conservadorismo político
    Sim, avançado esteticamente mas atrasado politicamente, também pudera, tendo como companhia Reinaldo Azevedo, FHC, Serra…
    O caso Battisti está sub judici
    Calma Bete

  398. Cecília

    O Post é lindo e esta e a sensação quando vemos este programa todo pungente americano com toda esta embalagem que faz comprar a verdade deles.
    Pena que quem mora aqui não pode duvidar da força dos influentes.
    Se você quer todos os lados da história, atrás do americano modelão e o outro Lins e Silva do Rego Penteado (e Alcantara Cavalcante…), dá pra fazer um pequeno exercício de imaginação e entender que este gringo deve ter largado a menina lá no meio do nada em New Jersey vivento no meio desse monte de reacionario aí, por acaso tem que ver que New Jersey não é nenhuma NY e ninguém gostaria de largar o Rio pra ir morar lá na PQP.
    A vida em confinamento acaba com a vida, se vc ve uma foto da casa do cara já vê que foi bem por aí. Duvido que a vida lá naquela merda seja mais sudável que a vida aqui ( orisco de levar um tiro na cara não é tão menor assim). Com certeza esta menina sofreu tanto lá que quando decidiu abandoná-lo já estava com muita raiva, de saco cheio da vida que ele estava fazendo ela levar sem perspectiva nenhuma e que não incomodava ele.
    Ponha-se no lugar da Bruna, eu dou 10 minutos pra vc se encher o saco de NJ e ficar desesperado pra fugir de lá.
    By the way, um grande beijo e eu estou estudando bastante pra um dia entender o que você fala.
    C

  399. Marcos Villa

    Quem ti falou que você é artista Geraldo?
    Desliga a TV e vai ajudar a quem precisa pra vc não sofrer tanto quando morrer..

  400. concordo com vc quando fala que é um veado!só esqueceu de acrescentar, chato, rabujento, tedioso e invejoso!boa sorte

  401. Marcos David Carvalho

    Caro Gerald Tohmas, sei que nada sei mas pena que a maioria do povo brasileiro, ignorantes, ignorados, ainda controlados pela toda poderosa rede bobo(s) n lerão seus artigos, é pena que pessoas como vc não tem o devido espaço na mídia pra mostrar à todos o qto estamos atrás e regredindo.

  402. Maria

    Você deve estar dormindo no sono eterno de suas idéias arrogantes, o Estados Unidos imitam a tudo, isto sim. Ah! Você detesta a crítica e a faz. Eia! Vá em frente e atrás de você não tem muita gente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s