"Railroading" to Washington DC + NOVOS TEXTOS – José Pacheco e Samuel Bueno. O Blog em contagem regressiva

 

Convite para a posse de ObamaNew York- Queridos: esse blog está em contagem regressiva. Em 1 de Fevereiro ele “completaria” 5 anos de existência (juntando com os 4 anos e pouco de UOL). A contagem do “Sitemeter” dos dois juntos, sei lá onde estaria hoje: 2 milhões, possivelmente? Somos desesperadamente ligados em números, em comentários, em SUCESSO, em “quantos”, “de onde” e QUAL? E por quê? Sim, esse Blog no IG é um tremendo sucesso. Mas está em contagem regressiva.

                   

O Presidente Obama assume seu posto depois de amanhã, nas escadarias do Capitólio, aqui perto, em Washigton DC. O clima nos EUA é de tremenda EUFORIA, sem precedentes: ontem, Obama fez aquela viagem de trem histórica, de Filadelfia até Baltimore, a mesma que Abraham Lincoln, (também de Illinois), fez há século e meio.

Está sendo uma vibração – POP como nem em concerto de ROCK não se vê há anos. ANOS. Euforia é pouco! Tremo enquanto escrevo. O povo esperava horas numa temperatura de 16 graus negatvos pra vê-lo, com Michelle (no dia do aniversario dela) na última parte do vagão histórico.

E terça-feira ao meio dia, Obama está colocando sua mão sobre a bíblia e estará se transformando no 44º presidente Norte Americano. E ainda tem gente que nos olha e diz que somos…o que mesmo? Que somos um país que nada fazemos além de… (ah, deixa pra lá). Eu não sou repórter. Não escreverei de Washington, mas estarei lá. O convite veio, amarelo e ouro, enorme. Saio daqui de NY cedo e atravesso, literalmente um milhão de pessoas desde a minha chegada em Union Station, em DC.

Agora, os deixo com dois textos, o do Pacheco (maravilhoso comentador desse blog) , é referente ao meu artigo desastrado ou exuberante (típico de um encenador ou de um “judeuzinho ou americaninho de Merda…como tantos de vcs escreveram).

O outro, é de Samuel Bueno, alguém que conheci recentemente através das mais estranhas e misteriosas circunstâncias mas um instantâneo amigo: um pensador, um instigante e maravihoso batalhador.

Fiquem bem.
Não sei como volto ou se volto.
Ou pelo menos aqui.
Amei, como sempre. Essa relação se tornou um pouco ‘demasiada’ , eu diria. Tenho muitos projetos pra tocar, desde teatro e opera, até filmes e livros pra escrever.

Vaia em teatro é extremamente ruidoso e acaba numa “demonstração obcena” mas (como diz o Philip Glass numa entrevista a meu respeito “era questão de freedom of speech”). Aqui, ultimamente, são insultos sobre insultos. E mais insultos. Vocês lêem os comentários publicados. Nao lêem o que o Vamp e eu jogamos no lixo.

Esse blog, salvo tantos de vocês que amo de paixão, esta linkado a quase 500 outros. Virou uma Blogmania. Eu sou somente UM.
Obama entra em campo na terça-feira. Temos vivido dias de emoções fortes aqui: o avião que pousou aqui no Hudson sem fatalidades (e alguns comentaristas IMEDIATAMENTE tiveram que apontar o piloto americano do Legacy como responsável pela morte dos passageiros da GOL; não enxergam e não querem enxergar o BURACO NEGRO da falha na própria área que vem a ser aquela região inteira em cima da Floresta Amazônica e, OBVIO, não mencionaram o Acidente HORRENDO da TAM em Congonhas.)

Enfim: essas discussoes não são mais FRUTIFERAS. Aqui, nós estamos entrando em OUTRA ERA.
E como não quero me alongar mais em constantes picuinhas existências irresolviveis, estou em contagem regressiva.
Um enorme beijo.
Aos textos:

Por Jose Pacheco Filho

Amigos (as).

Ontem em lan house teclei dois comentários rapidamente e sai do blog.
Ao anoitecer compareci a uma festividade. Festa de aniversário da esposa do dentista Mauricio que é de Santos como eu era. Eu era digo porque agora estou méis cá do que lá.O Mauricio ainda vive entre o cá e o lá em alternâncias de quinze dias.Quem é de Santos deve conhecer a clinica OdontoRiso.São duas,uma cá e outra lá.
Desconfio que o Mauricio vá terminar trazendo tudo pra cá.
Porque aqui é lindo.
Porque aqui crianças andam pelas ruas tranquilamente.
Porque aqui não tem pedintes nas ruas.
Porque aqui tem tudo que tem em Santos exceto violência.
Ninguém se sente inferior a ninguém e nem mesmo existe racismo.
Se houvesse seria inverso, pois por cá a maioria são negros.
Negros brasileiros. negros baianos.
O único defeito que eu noto em Belmonte é a enorme quantidade de dependentes de bolsas do governo.
Não sei quantos são, mas pelas filas que vejo nos dias de pagamentos são muitos.
Estão certos?
Sei lá.
Já relatei aqui no blog que assisti bolsistas que saem com o dinheiro e correm tomar cervejas. Verdade que para alguns é um auxilio.Verdade também que para outros é acomodação.
E também é verdade que existem uns que precisam, mas por questão de honra não se submetem a condição de dependentes.
E todos vivem. Ou sobrevivem.
Completamente felizes com o pouco que tem. Pouco em bens materiais e muito em bens naturais.
São donos da brisa e do sol. Do mar e das areias.Do produto do que pescam e retiram das águas e dos mangues.Dos frutos que são abundantes e na maioria dados nas épocas entre vizinhos.
Então eu vivo sim em uma Pachecolândia. Diferente da que nos disse o Fabio PIPIPI atribuída e relatada em comentário ao Gepeto-Stromboli. Só que as casas não são de chocolate.Mas tem o sabor e o cheiro.Pois Belmonte alem de tudo já foi exportador de cacau.E ainda aqui é fácil e barato comprar bombom de chocolate com pimenta.A cinco mangos o quilo.Camarão limpo e descascado a dez e peixe robalo a oito.Está vendo Fábio como existe sim uma Pachecolândia.Procure a ache a tua.Pode estar a teu lado e você preocupado em defender o indefensável(o Lula) não percebe que a felicidade está ao teu alcance.Está na tua mente.Crie um mundo e o encontre.è fácil.Eu encontrei o meu.O Mauricio citado acima está encontrando e minha filha Ana já decidiu mudar para cá.Esteve com meus netos estes dias passados por aqui durante a virada de ano e não se conforma em viver mais por lá(Santos).Decidiu e vai mudar para cá.E talvez volte a escrever neste blog do qual tem estado ausente.Não por falta de vontade mas por falta de computador.Não entrarei em detalhes mas os motivos são familiares.O Gerald sabe quais são e a Glorinha também.E mais um monte de freqüentadores deste blog poderia saber se prestassem mais atenção no que aqui é escrito.
Aqui se escreve e se Le o que se quer.
Por isto mesmo é que estou a falar de Belmonte.
Deveria estar falando do destaque que o Gerald gentilmente deu aos meus comentários de ontem, mas segurei.
Claro que estou feliz e orgulhoso por ter sido premiado. Eu considero um premio.Algo como um “blog Oscar”.Trabalho ou comentário reconhecido.
Mas me preocupa um detalhe. O Gerald disse que eu o entendo e explico ele melhor que ele!
Caramba!Logo eu?Eu que tenho duvidas em me explicar.
Quem sabe o Gerald um dia explique algo me explicando.
Deve ser isto que ando buscando.
E não sei se estarei preparado para começar a ouvir ou ler critica (já existem e está ai por cima). Se forem de bom gosto eu assim as receberei.
Se forem ofensivas farei como o Vampiro fez um dia: Estarei cagando e andando para as criticas. Sendo critico de arte e não entendendo porra nenhuma de arte farei consideração iguais aos meus possíveis críticos.Imaginarei que não sabem quem é o Pacheco e por isto criticam.
Mais não digo por que estou próximo da soberba. Não será uma gentileza do Gerald que irá me subir a cabeça.
Mas que é uma sensação boa.
Eu que pouco sei estou próximo ao Tene Cheba. Quase entendendo o Tarquínio e gostando mais do Anino e do Fabio entre outros excelentes bloguistas.Enumerar os que aprecio seria chover no molhado.São fáceis de serem identificados.Virtualmente sabemos quem somos.
Mesmo aqueles que só destilam seus venenos são perfeitamente reconhecíveis.
E ficarei na expectativa de comentários futuros.
Espero que o Gerald não tenha me feito um Bait man.
De vinho só conheço o Sangue do Boi e o argentino Toro Viejo. O primeiro devido ser distribuído para consumo em festas Natalinas na Marinha e o segundo porque é bom e barato comprado na importadora em Porto Seguro.
Também não sei desfilar e não compro Armani.
Serei um falso Bait Man.
Pura isca.
Morda quem puder.
O que vier é peixe.
Obrigado.

Jose Pacheco.


Por Samuel Bueno

Luciano Yishai Bueno é certamente um primo distante meu, pois, em algum momento da história, ancestrais nossos foram ao menos parentes. Como você provavelmente já ouviu, as pessoas de sobrenome Bueno – a não ser que os respectivos antepassados ou elas próprias hajam simplesmente adotado esse patronímico – são originárias de um mesmo tronco familiar que, no passado remoto, era de judeus sefaradim (ou sefarditas – isto é, judeus espanhóis, em grande maioria obrigados a se converterem ao catolicismo por decreto real na Espanha em 1492 e em Portugal em 1497). Isso inclui também a verdadeira legião de brasileiros chamados Bueno que, atualmente, nem sabem dessa peculiaridade de sua genealogia, podendo mesmo terem aversão ao Judaismo e se considerarem quiçá até anti-semitas e adeptos do nazismo. São as tais curiosidades históricas: muito descendentes de judeus, conscientemente ou não, acabaram por desempenhar papel de algozes daqueles com quem partilhavam a mesma ancestralidade. Alguns eram convictos cristãos, muçulmanos ou adeptos de outras confissões religiosas; outros, estavam tomados de fervor político-deológico das mais variadas correntes – embora, como lembrei na mensagem anterior, comunismo e outras vertentes de socialismo, em geral, tenham sido a esmagadora preferência judaica desde o final do século XIX. Pelo menos quinze mil judeus, a maioria mestiços, mas alguns de pai e mãe, combateram nas forças armadas de Hitler, alguns para salvar a pele, outros porque não sabiam muito sobre seus ancestrais, outros enfim porque eram nazistas… Parece incrível, não é? Assim, porém, caminha a Humanidade… Nem sempre as pessoas têm conhecimento de suas próprias raízes ou, quando têm, gostam do que sabem, sobretudo se as respectivas não estiverem “na moda”: é sobejamente sabido que muitos judeus colaboraram com os nazistas nos guetos, onde existia até mesmo uma “polícia judaica” para arrebanhar os irmãos para entregá-los às SS, enquanto nos campos de concentração os famosos “kapos” mantinham a “lei e a ordem”, encaminhando os que eram selecionados para serem punidos ou recambiados para os locais de extermínio. Ah, o ser humano…

Por uma circunstância digamos “cósmica”, Luciano e eu temos uma consciência clara de nossa condição judaica, mas, concretamente, encontramo-nos pessoalmente apenas uma ou duas vezes e conversamos muito brevemente, mas trocamos por vezes e-mails. Ele é religioso observante e tem seus laivos de direitismo, eu sou laico e anti-religões obscurantistas, em geral, além de me posicionar politicamente como esquerdista, com formação familiar marxista e um enfoque que no passado foi leninista, mas está mais moderado hoje. Acho que o Luciano quis me provocar ao me retransmitir seu e-mail e comentário, sabia que eu não deixaria de replicar, queria me botar no fogo, fez o papel do que chamávamos antigamente um “agent provocateur”…

Samuel Bueno

292 Comments

Filed under artigos

292 responses to “"Railroading" to Washington DC + NOVOS TEXTOS – José Pacheco e Samuel Bueno. O Blog em contagem regressiva

  1. Ana

    Gerald, será mesmo muito ruim se você parar com o blog, mas como amiga, sinto que devo respeitar sua decisão, até pq. te conheço, e quando vc resolve algo… bom.

    Sobre Obama: ele será o presidente do crescimento econômico ( 4 + 4 = 8 = abundância e prosperidade).

    E sobre a questão da violência toda sofrida pelos judeus, enquanto povo, por outros, enquanto meramente cor, e ainda por outros enquanto “diferente”, enfim, sobre violência, e também sobre desilusão, segue abaixo esse texto, que só demonstra que a falta de sonhos é pior do que tê-los, e não conseguir realizá-los.
    O ser humano está se violentando em nome de, ora ideais inatingíveis, ora por não conseguir atingir o possível, ora, por outro motivo, mas a questão é O SER HUMANO ESTÁ DESTRUINDO A POSSIBILIDADE HUMANA.

    Desculpe pelo tamanho do texto. Mas acho que é um contraponto tão forte à outras realidades, que resolvi dividir com vocês.
    bjs
    LOVE

    Na Groenlândia, uma juventude sem esperança

    Olivier Truc
    Em Ilulissat e Nuuk

    Cena de rotina nesta noite de inverno em Ilulissat, uma cidade de 4.500 habitantes cercada de icebergs a algumas centenas de quilômetros além do círculo polar, na costa oeste da Groenlândia. Gideon Quist, um policial da etnia inuit, patrulha no volante de seu carro o bairro de Naleraq, uma das áreas problemáticas da cidade, onde moram essencialmente pescadores e caçadores de focas. Quist intervém com frequência em casos de violência doméstica por causa do álcool, um dos flagelos da Groenlândia. O frio é seco, 25 graus negativos.

    A violência faz parte do cotidiano na Groenlândia e afeta profundamente as famílias. Hoje é dia de pagamento. Quist faz a ronda dos dois bares e da discoteca Murphy, que estão tranquilos. A aurora boreal verde que corta o céu o deixa indiferente. Antes de chegar aqui ele passou dois anos em Upernavik, mais ao norte, uma cidadezinha de 1.200 habitantes. “Houve uma epidemia de suicídios, 17 jovens em um ano, entre 15 e 21 anos, principalmente rapazes – uma hecatombe para uma cidade pequena como essa. Jovens que se sentiam presos nesse lugar sem futuro”, ele diz. Na Groenlândia, nenhuma estrada liga as poucas dezenas de cidades e aldeias espalhadas por uma costa imensa, de relevo acidentado.

    Rasmus, um motorista de táxi de 35 anos que encontramos em Nuuk, a capital de 15 mil habitantes situada mais ao sul, quis se suicidar quando tinha cerca de 15 anos. Ele estava cansado de ver o pai espancar sua mãe. Tédio do impasse. Levado por um de seus irmãos, ele se tornou vendedor de haxixe, negócio lucrativo na Groenlândia, onde o preço é dez vezes maior que na Dinamarca. “Com meu bando destruí muitas famílias”, ele confessa. “As pessoas nos pediam dinheiro emprestado e não podiam reembolsar. Então íamos à casa delas, ameaçávamos e pegávamos tudo.” Isso ficou para trás. Ele fala do assunto abertamente, com vergonha e alívio ao mesmo tempo. É o que acontece na Groenlândia, 56 mil habitantes, território autônomo pertencente à Dinamarca, apesar de cada vez mais afastada depois do referendo de 25 de novembro de 2008 sobre a autonomia ampliada, que abre o caminho para a independência.

    Na biblioteca no centro cultural de Nuuk, em todo lugar onde os jovens podem passar, há cartazes e folhetos sobre os direitos das crianças ou campanhas de prevenção do suicídio. Um terço dos jovens groenlandeses e 10% dos meninos foram vítimas de abusos sexuais. As proporções são as mesmas quando se trata de tentativas de suicídio. Três vezes mais altas que na Dinamarca. Muitos problemas têm origem nos anos 1950 e 60, época em que a Dinamarca trouxe o Estado assistencialista para a Groenlândia. Essa modernização se traduziu em uma política de concentração dos habitantes das aldeias mais dispersas. Estas foram esvaziadas e as populações, retiradas de seu modo de vida tradicional.

    Mas, como constata a socióloga dinamarquesa Lill Rastad Bjørst em “Um outro mundo – Preconceitos e estereótipos sobre a Groenlândia e o Ártico”, publicado em 2008, os groenlandeses, vítimas do que foi descrito como um “orientalismo esquimó”, enfrentam um dilema: “O passado foi tão romantizado e estereotipado que hoje é quase tão exótico para os groenlandeses quanto para os dinamarqueses”. Daí, segundo ela, a dificuldade “para se identificar como inuit e ao mesmo tempo viver no mundo moderno”.

    A psicóloga Kirsten Ørgaard abriu em março de 2006 o Maelkebøtten (o “Agrião”), um centro de abrigo para crianças e adolescentes, ao lado do pequeno mercado de Nuuk, onde pescadores e caçadores vêm beber e vender suas presas do dia. O centro é a prova de que a Groenlândia começa a enfrentar seus problemas sociais que por muito tempo foram tabus. No térreo, crianças brincam. Vieram buscar refúgio, escapar da solidão ou da rua, aonde os conflitos familiares os atiram. No primeiro andar, quartos abrigam às vezes durante meses jovens que fogem de pais desorientados. “Na Groenlândia os problemas são mais visíveis, porque a sociedade é reduzida”, explica Ørgaard. “Houve diversos problemas sociais desde os anos 1950. Muitas pessoas cresceram com traumas, por falta de pessoal formado.”

    Essa falta de formação é o calcanhar-de-aquiles da Groenlândia, assim como as opções da classe política no poder. A grande ilha ainda recebe 430 milhões de euros por ano em ajuda da Dinamarca. “A única solução é cortar esse laço com a Dinamarca”, opina Per Rosing-Petersen, deputado do Siumut, partido social-democrata e nacionalista no poder. “Pois essa ligação nos mantém na idéia de que somos incapazes de sobreviver por nossos próprios meios.”

    “Temos um governo autônomo desde 1979, portanto é preciso passar para outra coisa em vez de sempre colocar nossos problemas nas costas da colonização”, afirma Malik Milfeldt, um jovem groenlandês responsável pelo departamento nacional de turismo, representante da parte da população educada, ainda minoritária, mas que quer progredir. Os groenlandeses estão cansados de escândalos, dos altos salários dos políticos, dos apartamentos financiados pelo governo. “Precisamos de juristas, policiais e engenheiros.” A estrada ainda será longa.

    Fonte: Le Monde

  2. gthomas

    Praqueles que estao entrando somente nesse texto, eh necessario explicar que o artigo anterior INSUPORTAVEL pra tantos, e MUITO BOM pra tantos outros, ficou em cerca de quase 800 comentarios.

    Entao, esse novo, hoje, domingo, um dia sem muitos leitores.

    Nao quero mais muitos numeros aqui.

    Chega!

  3. gthomas

    Sandra: Obrigado por tudo, TUDO.

  4. Edward

    poxa, Gerald já mudou o texto? ia terminar o meu conto la naquele texto mesmo. ehhehehehe e não se esqueça é uma obra de ficção. heheheehehehhheehhehehehe

  5. Taísou Genro.

    Amei o texto de José Pacheco.

  6. Ana

    sejamos racionais: subsídios resolvem?

    digo, essa coisa de um país “meio que” se apossar de outro, com a pecha de ajudar…. isso funciona?

    o que se ganha em troca? alguns selfs destruídos?

    imaginem Obama não apenas abrindo as comportas da economia mundial para Cuba. imaginem ele reestruturando Cuba nos moldes americanos…

    não digo nem ele. que fosse outro. mas tentem imaginar isso acontecendo.
    se Cuba aceitasse, daria muito provavelmente no que deu na Groenlândia. como aconteceu com Hong Kong (às avessas) na hora da devolução; um monte de gente com medo do porãozão todo que significava a China e sua ditadura comunista.

    Pacheco, onde fica Belmonte?.

    Samuel, isso tudo acontece nas melhores famílias. Essa questão toda que a gente vê macro, acontece, como primeiro sistema, na família. Infelizmente o modo de agir do humano é se defendendo. E se isso chegar num ponto, onde seja necessária a agressão (até prévia), que seja. A gente já devia ter aceito que ser humano é ser complicado. É, é foda. A própria finitudo da única porcaria que nos faz – ao menos por ora – nos sentir vivos… Ela acaba. E aí? Vai todo mundo surtar por causa disso, criar estados, dividir, se antecipar, se organizar para matar? A desvairada cena da que mata por que tem medo de morrer, nunca vai parar de passar sobre a terra? Só se mata para se confrontar Deus, a criação, o Criador, sei lá. Mas o papo é Ele, tenho certeza. E se exterioriza até nessa riqueza de detalhes que você narrou. Os judeus e os europeus são muito parecidos. Seus dramas são feitos de detalhes, intrigas inteligentes, talvez pq sejam mesmo mais inteligentes, ou tenham a inteligência mais acesa. Os muçulmaos são quentes. A expressão vai ser outra. Alemães são gelados, e se são inteligentes, juro que não parece. Seus mitos são abertamente cruéis. Seus contrapontos são todos masculinos, mesmo quando é uma mulher, o genêro do mito. É um feminino inverido. A questão nem é essa. A questão é entender que, por formarmos grupos orgânicos
    (o morar perto; o morar junto; o pertencer à alguma mesma região.
    gosto, tendência não cria essa organicidade do “nosso”. cria um outro tipo de conflito que fica tentando ser inteligente.)
    nós surtamos?
    É no contato com o outro (e todas as suas diferenças) que geram o atrito. Não sei porque mas não conseguimos olhar para alguém igual a nós. E aí se aproveita pra deitar e rolar na questão racial. Como se ela importasse, de fato, ou fizesse alguma diferença.
    Como diz o olcultismo (e agora ferrou-se, pq vc disse que é avesso), somos anjos na pele de animais.
    São os anjos que precisam se entender. Aí, pára a pancadaria no meio dos animais.
    ufa.
    bjs

  7. Ana

    errei aí em cima.

    o correto seria: A questão é entender porque ao formarmos grupos orgânicos, nós surtamos.

  8. Ana

    Gerald, nem pense em parar com esse blog. Não tem um espaço na net que seja decentemente democrático como é esse aqui. Se você parar, vai cada um pra seu lado, a vida continua, mas digo… puxa, isso aqui parece mais com a ONU do que ela mesma. Sem contar que é uma ONU mais holística, por admitir a arte.
    Pensando bem, a ONU teria de ser holística, para dar certo.

    Onde mais vou poder escrever isso e dividir com um monte de gente, me diz?

  9. gthomas

    Ana: nem “penso” em parar com o Blog?
    achei engracado.

  10. Ana

    Um conto do meu amigo Carlos Bruni.

    ARCA DE NOÉ
    CONTO CLASSIFICADO EM 4º LUGAR NO CONCURSO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, CUJO TEMA ERA “PLANETA TERRA, ANO 2050”.
    OS DEZ PRIMEIROS CONTEMPLADOS NAS CATEGORIAS CONTO, CRÔNICA E POESIA, TIVERAM SEUS TEXTOS PUBLICADOS EM ANTOLOGIA EDITADA PELA EdUFF.

    É um ponto perdido na imensidão do Atlântico Norte, conhecido apenas pelos capitães das duas naves de guerra. Pode parecer estranho que seus respectivos comandos não saibam onde exatamente estão a fragata americana USS John Wayne e o submarino nuclear russo Nikita, este uma homenagem a um antigo líder político reabilitado pela terceira vez.
    Neste ano de 2050 nada mais é de estranhar em vista do que está ocorrendo por todo o planeta. A exemplo do que ocorrera lá pela metade do século passado, a guerra fria ressurgiu, e agora o governo de cada um desses países tem razões de sobra para ficar atento às atividades do outro.
    O presidente americano, segundo a política dos republicanos ortodoxos de seu governo, afirma serem os russos inimigos reais do mundo ocidental, eles que ao final do século XX viviam percorrendo a Europa com o pires na mão. Do lado russo, o presidente Putin II., filho bastardo de um líder político do início do milênio tem pensamento análogo.
    A situação mundial, aliás, está caótica. Guerras pontuais, revoluções, tudo, enfim, é pretexto para que cada lado acuse o outro de tentar expandir seus domínios. A unidade européia balança perigosamente; tropas austríacas estacionadas na fronteira germânica alimentam essa paranóia. O islamismo ganha terreno nos países da comunidade. Por seu lado, Holanda, Dinamarca e Suécia, recém-convertidas, pregam o Alcorão à força. A Espanha tenta, também por meios violentos, separar-se do país basco.
    Na América Latina a situação não é diferente. Os países que um dia formaram o que chamavam de Mercosul, vivem às turras. Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai, têm em seus governantes, expoentes do crime organizado e brigam por uma posição melhor no mercado internacional de drogas. Só não se expandem mais porque os Estados Unidos mantêm um rígido controle sobre a mercadoria que entra em seu território e a Colômbia combate duramente o tráfico.
    A Ásia, por seu lado, nunca deixou de ser problema; Índia e Paquistão estão em guerra e, recentemente, cada qual lançou uma bomba atômica no outro. Morreram cerca de 13 milhões de pessoas, o que no contexto indo-paquistanês não passa de mero detalhe. Tropas japonesas guardam a fronteira entre as Coréias do Norte, do Sul e do Centro, enquanto Taiwan ameaça pela enésima vez invadir a China continental.
    Na África espalham-se as epidemias de laboratório e, em termos militares, seus países não pesam no panorama mundial. Destaque apenas para o apartheid imposto pelos negros às minorias brancas no Sul.
    Mesmo a Igreja, em sua proverbial sabedoria, está sem saber o que fazer. O Vaticano, adquirido na década de vinte pela Igreja Universal do Reino de Deus, vem através do papa Macedo II pedir paz e compreensão entre os povos, mas a infinita sabedoria e fé do piedoso pontífice não é ouvida.
    Qual o papel, então, dos dois navios perdidos no meio do oceano, a meio caminho entre a Europa e os EUA?
    Seus comandantes já se haviam contatado semanas antes e, em segredo, elaboraram um plano visando assegurar a paz mundial. Era simples: cada uma dessas naves iria para a costa de seu respectivo país e ameaçaria jogar uma bomba nuclear em uma de suas maiores cidades, caso os dirigentes não se dispusessem a entabular conversações sobre paz. Simples e direto, achavam.
    Mas não é tão simples como pensam. No navio americano não há unanimidade entre seus oficiais. O Imediato critica reservadamente seu capitão e não tem, realmente, intenções de ver seu país alinhando-se com a Rússia. Todavia, não consegue evitar que suas idéias cheguem a seu superior. Este o chama às falas:
    — Muito bem, Sr. Jones. Quero saber aqui e agora quais são suas intenções face aos meus planos. Advirto-o que pretendo levar essa estratégia adiante, nem que para isso tenha de passar por sobre meus oficiais.
    — Senhor, com todo o respeito, devo informá-lo que eu e outros elementos da tripulação não concordamos com seus planos. É preciso que saiba, também: faremos o que for necessário para impedir tal insanidade.
    — Nesse caso, considere-se detido.
    — De maneira nenhuma, senhor. E mais: o míssil que o senhor pretendia apontar para New York está direcionado para o submarino russo. Os russos, o senhor bem sabe, sempre foram nossos inimigos. Mesmo durante esses anos em que se pensava estarem eles realmente querendo a paz, na verdade tramavam contra a soberania, o modo de vida e a existência dos Estados Unidos da América.
    — A idéia é absurda. Se estivessem tramando contra nosso país, teriam agido durante o governo Schwazenneger. Esse sim, um irresponsável.
    — Eu e os homens que me apóiam faremos tudo para evitar esse contato. Portanto, considere-se detido o senhor. E, por favor, largue esse revolver.
    — Jamais. Trate de modificar o alvo do míssil.
    — Nunca. Dê-me a arma e…
    Mostrando que fala a sério, o capitão não hesita em atirar em seu primeiro-oficial.
    — Merda, capitão. O senhor… enlouqueceu…
    — Afaste-se desse painel, Sr. Jones. É uma ordem.
    — Para o diabo com suas ordens. Eu disse… que vou… impedi-lo.
    Sangrando e quase sem forças, o Imediato alcança o botão de disparo do míssil e o aciona. O navio estremece quando a mortífera arma sobe aos céus e depois desce, mergulhando no oceano.
    — Marujo, mexa-se, vocifera o capitão. Vá para o sonar. Acompanhe o míssil.
    O trêmulo marinheiro assim o faz. Com os fones no ouvido e uma expressão parva, procura localizar o artefato. De repente, grita:
    — Jesus Cristo! Acertamos o submarino, capitão.
    Lívido, o comandante fica sem ação alguma enquanto olha pelas janelas da ponte. O mar parece em efervescência, causada pelo impacto da arma contra a nave russa. O marinheiro vem tirá-lo desse torpor:
    — Capitão! Capitão! Eles contra-atacaram. Devem ter detectado o disparo antes de irem para o inferno e dispararam um míssil.
    Ainda paralisado, o comandante vê o foguete russo sair das águas subindo na frente de uma esteira de fogo e depois, lá no alto, virar seu nariz na direção da fragata e descer com tudo.

    …………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

    A trezentos e trinta quilômetros da Terra, a tripulação do ônibus espacial Bill Gates olha, estarrecida, as labaredas atômicas devastando a face do planeta. O dantesco espetáculo dura horas até que uma nuvem cinzenta acaba por cobrir tudo.
    Silenciosos, ficam todos os doze tripulantes — dez homens e duas mulheres — a olhar para o nada. Debaixo das nuvens provavelmente a vida fora extinta. O comandante da espaçonave chama-os à razão:
    — Bem, senhoras e senhores: parece que temos um problema. Tudo indica que não sobrou viva alma lá embaixo.
    — O que faremos, coronel?
    — Aquilo que a finada humanidade e o destino esperariam de nós: vamos repovoar a Terra.
    — O QUÊ??? Indagam em uníssono as duas tripulantes.
    Imagina-se que nas setenta e duas órbitas restantes muita discussão vai rolar.

    Carlos Bruni

  11. FABIO

    BEM, SOBRE O FATO DE AMERICANO FICAR EUFÓRICO JÁ ERA ESPERADO, PORQUE OS DEBILÓDES MENTAIS FICAM EUFORICOS COM QUALQUER COISA, BALANÇANDO AQUELAS BANDEIRINHAS RIDÍCULAS. NO MAIS, ME CAUSOU PÉSSIMA IMPRESSÃO ELE TER ASSISTIDO A ÚLTIMA OPORTUNIDADE DE MASSACRE OFERECIDA PELO GOVERNO BUSH E TER SE PORTADO QUE NEM PONCIO PILATOS, LAVANDO A MÃO EM RELAÇÃO À FAXINA ÉTNICA FEITA NA PALESTINA. PARECE QUE MUDAM AS CORES, MAS A MENTALIDADE CONTINUA A MESMA, TALVEZ UM POUCO MAIS PALATÁVEL. É O PODER INTELIGENTE. SÓ SER FOR PARA PÚBLICO RETARDADO.

  12. Ana

    Gerald, não entendi…

  13. Ana

    Ou você não pensa (digo de ficar pensando), mesmo? Não entendi as aspas… Não entendi…

  14. Lilian.

    Se isto acontecer mesmo. Vou ficar triste.
    Aprendo tanto por aqui, e é uma loucura poder conversar com vc.
    Nunca ví na vida pessoa tão atenciosa.
    Beijos Gerald.

  15. Ana

    Lula, Obama e Sarkozy são, os três, líderes políticos pós-partidários

    puxa. não é o triunvirato perfeito, apesar de, geograficamente, formar mesmo um triângulo, mas fazer o quê?
    tinha outro jeito?
    tem jeito?
    tem?
    tem?
    tem?

  16. Lilian.

    Tomara que seja mais uma Ameaça!

  17. Ana

    Sarkozy tem cara de mulherengo.
    Lula não sabe de nada (mas isso é pura estratégia).
    E Obama até agora é o mais “limpinho”.

    Mas a gente é mesmo muito doido… Pq. os caras têm de ser perfeitos?
    Alguém, aqui, é?

    Ah, Obama peida… lembrei.
    Puxa.

  18. Ana

    “Quando o grande triângulo se formar sobre a terra…”

  19. Sandra

    Gerald, como sei que você trabalhou muito na campanha de Obama, sei que deve estar muito orgulhoso!

  20. gthomas

    Neto
    o teu comentario esta la em cima
    aqui no IG fica tudo fora de ordem

  21. gthomas

    NETO, eh esse?

    18/01/2009 – 16:15
    Enviado por: Neto
    Eduardo Graça
    Direto de Nova York
    Vice-Presidente do think-thank Public Agenda e autor de Forgive Us Our Debts: The Intergenerational Dangers of Fiscal Irresponsibility, publicado nos Estados Unidos pela editora da Universidade de Yale, Andrew L. Yarrow defendeu, em artigo publicado na página de opinião do The Baltimore Sun, que a apologia da impossibilidade funcional dos governos está com os dias contados. E que um trio de líderes – formado pelo recém-eleito Barack Obama, o presidente francês Nicolas Sarkozy e o brasileiro Luiz Ignácio Lula da Silva – representam a ascendência, no mundo ocidental, do idealismo, do ativismo e da cooperação supra-partidária sobre o unilateralismo, a política mais convencional e o apadrinhamento de aliados característico da administração Bush.
    Professor da American University e consultor do centrista Brookings Institution, Yarrow vai além e propõe o estabelecimento de uma nova era, calcada na imagem dos presidentes de Brasil, França e EUA. “Prestando atenção no simbolismo político dos três estadistas, vê-se que o mundo democrático está entrando em um novo período, tão definitivo e transformador quanto o pacto social-democrático de Franklin Delano Roosevelt após a Segunda Guerra Mundial, o chamado Consenso Liberal, ou a Ascensão Conservadora das últimas três décadas, marcadas pelas políticas de Ronald Reagan e Maragareth Thatcher”, escreve.
    Para o historiador, que deixou a reportagem do The New York Times para investir na vida acadêmica, completando a pós-graduação Universidade de Harvard e trabalhando no governo Bill Clinton, o comprometimento com a Justiça Social dos três líderes está um passo à frente da Terceira Via de Clinton e Tony Blair, representada no Brasil pelo governo de Fernando Henrique Cardoso. O cerne do sucesso dos três líderes, diz Yarrow, está na idéia de compaixão social condicionada à responsabilidade pessoal – no Brasil, com as contrapartidas exigidas pelo Bolsa Família, nos EUA, com o discurso de Obama voltado para o ativismo social dos mais abastados e a necessidade de a comunidade afro-americana voltar a investir nos valores de fortalecimento familiar – e em uma visão internacionalista comprovada pela movimentação de Paris e Brasília durante a mais recente crise no Oriente Médio, trabalhando ativamente por uma trégua entre Israel e os palestinos.
    O Terra conversou com o professor da American University sobre sua previsão de que os próximos anos no mundo ocidental serão moldados pela ação de Lula, Obama e Sarkozy. Yarrow só não quis emitir opinião sobre a sucessão presidencial no Brasil, tema que acompanha de longe e com enorme atenção – a se julgar por seus questionamentos sobre a possível candidatura da ministra Dilma Roussef em 2010.
    O senhor diz que o Lula, Obama e Sarkozy desafiam, cada um a seu modo, a política convencional. Pode explicar melhor esta sua observação?
    Lula, Obama e Sarkozy são, os três, líderes políticos pós-partidários. Eles combinam um comprometimento com a inclusão e a justiça social com um crescimento econômico que beneficie ao mesmo tempo trabalhadores e empresários. Eles refutam os moribundos modelos advindos do “Consenso de Washington”, o capitalismo neo-liberal pós-Reagan e Thatcher, calcado na desregulamentação dos mercados. Mas também não são estatizantes per se, não se aproximam de modelos socialistas tal qual os conhecemos. Lula com o PT, Obama com os Democratas, e Sarkozy com os gaullistas e os democrata-cristãos, estabeleceram rupturas com as culturas políticas mais características de seus grupos partidários.
    O senhor fala do Consenso Liberal dos anos 30 e da Revolução Conservadora dos 70-80. O que esperar da era de Lula-Obama-Sarkozy?
    A era de Lula-Obama-Sarkozy é marcada por um retorno, em âmbito interno, das políticas de crescimento econômico emparelhadas com a busca de Justiça Social. Os três também representam, não apenas através de seus atos, mas por suas próprias trajetórias de vida, um mundo mais multi-cultural, mais globalizado. Em política externa, talvez menos com Obama, embora ele tenha se comprometido com a tese durante a campanha eleitoral, os três são arquitetos de um novo internacionalismo, que acredita na intervenção em casos de emergências humanitárias, em casos de genocídio e grandes epidemias, por exemplo.
    O senhor diz também que os três são “figuras ultra-públicas”. Pode explicar melhor esta idéia?
    Lula, Obama e Sarkozy são três figuras extremamente carismáticas. E, embora manchados um pouco por problemas relacionados às suas atividades pessoais, especialmente o líder francês, os três restauraram a fé na vida pública e fizeram com que os cidadãos de seus países acreditassem na eficácia do governo novamente. Obama e Lula, particularmente, inspiram esperança e conseguiram trazer para o tabuleiro político parcelas do eleitorado que não tinham voz em seus respectivos países. E os três são figuras públicas dispostas a atos dramáticos, que chamam atenção para aspectos críticos tanto de situações internas quanto de crises internacionais.
    Quando o senhor fala de Lula em seu artigo, um dos destaques é a noção de ‘responsabilidade condicional’ colocada novamente na mesa a partir da fórmula do Bolsa Família. Por que acredita que este aspecto é tão fundamental na consolidação do fenômeno Lula?
    É a idéia de que, não esquecendo que o governo deve ajudar a incrementar o bem-estar da população, e provê-los segurança, os indivíduos devem assumir uma maior responsabilidade pessoal pelas suas vidas. Lula e Obama defendem um novo contrato social – diferente tanto do liberal do pós-guerra quanto do consenso conservador dos anos 80 – que oferece um balanço entre as responsabilidades do Estado e as do cidadão comum.
    Como o senhor definiria cada um destes três líderes que, de acordo com o senhor, estariam redefinindo ideologicamente o mundo ocidental?
    Lula, Obama e Sarkozy são homens que chegaram à liderança política emergindo de áreas distantes das elites tradicionais de Brasil, Estados Unidos e França. Eles chegaram ao poder através de seu carisma, da capacidade de fazer com que a população acreditasse em seus esforços em relação a melhoria da vida em seus países, e da coragem de abraçarem novas filosofias, calcadas em extraordinária capacidade de organização e mobilização política.

  22. Sandra

    Adorei os comentários!
    Pô, Gerald… depois dessa água na boca…

  23. Marcelo

    Gerald, não abandone o barco, a blogmania vai deixar de ficar imunizada com os seus pensamentos, por favor fique, faça como Dom Pedro I ” diga ao povo que fico”, valeu.

  24. FABIO

    PRINCIPIOS ARRAIGADOS NA SOCIEDADE AMERICANA QUE FAZEM COM QUE A ELEIÇÃO DESTE OU DAQUELE, NADA MUDE NA ESSÊNCIA DO SISTEMA OU MUDAM AS MOSCAS MAS A B…. É A MESMA.

    1º) SOMOS O FAROL DO MUNDO, NOSSA CULTURA É SUPERIOR E DEVE SER EXPORTADA PARA TODOS OS POVOS DE TODOS OS CANTOS DO MUNDO, MESMO QUE CULTURALMENTE ELES NADA TENHAM EM COMUM CONCOSCO.
    2º) QUEREMOS QUE O NOSSO SISTEMA SEJA IMPLANTADO EM NÍVEL UNIVERSAL, MESMO QUE DETERMINADOS POVOS NÃO ESTEJAM ADAPTADOS CULTURALMENTE A TAL IMPLANTAÇÃO. SE NÃO ESTIVEREM, NÃO TEM PROBLEMA, VIRAM UM LIXÃO QUE NEM A CHINA.

    3º) O PRÓXIMO É SEMPRE UM POTENCIAL INIMIGO OU PODERÁ ESTAR DISPUTANDO ESPAÇO COMIGO FUTURAMENTE. ASSIM, NOS ODIEMOS MUTUAMENTE E NÃO VAMOS NEM NOS OLHAR. NÃO FIQUEM SABENDO NEM QUEM É SEU VIZINHO. DEPOIS QUANDO CHEGAR O PONTO DE AFETIVIDADE ZERO, VAMOS ENCHER A CARA DE COCAÍNA E ALCOOL

    4º) SÓ RECONHECEREMOS WINNERS (TIPO ATORES DE HOLLYWOOD OU GENTE DE SUCESSO= ÉTICA PROTESTANTE) O RESTO NÃO PARTICIPA, A NÃO SER PARA APLAUDIR OU SER HUMILHADO.

    QUANDO ISTO FOR IMPLANTADO EM ESFERA PLANETÁRIA SEREMOS UM MUNDO MAIS FELIZ E COOPERATIVO.

    4º)

  25. Neto

    Eduardo Graça

    Direto de Nova York

    Vice-Presidente do think-thank Public Agenda e autor de Forgive Us Our Debts: The Intergenerational Dangers of Fiscal Irresponsibility, publicado nos Estados Unidos pela editora da Universidade de Yale, Andrew L. Yarrow defendeu, em artigo publicado na página de opinião do The Baltimore Sun, que a apologia da impossibilidade funcional dos governos está com os dias contados. E que um trio de líderes – formado pelo recém-eleito Barack Obama, o presidente francês Nicolas Sarkozy e o brasileiro Luiz Ignácio Lula da Silva – representam a ascendência, no mundo ocidental, do idealismo, do ativismo e da cooperação supra-partidária sobre o unilateralismo, a política mais convencional e o apadrinhamento de aliados característico da administração Bush.

    Professor da American University e consultor do centrista Brookings Institution, Yarrow vai além e propõe o estabelecimento de uma nova era, calcada na imagem dos presidentes de Brasil, França e EUA. “Prestando atenção no simbolismo político dos três estadistas, vê-se que o mundo democrático está entrando em um novo período, tão definitivo e transformador quanto o pacto social-democrático de Franklin Delano Roosevelt após a Segunda Guerra Mundial, o chamado Consenso Liberal, ou a Ascensão Conservadora das últimas três décadas, marcadas pelas políticas de Ronald Reagan e Maragareth Thatcher”, escreve.

    Para o historiador, que deixou a reportagem do The New York Times para investir na vida acadêmica, completando a pós-graduação Universidade de Harvard e trabalhando no governo Bill Clinton, o comprometimento com a Justiça Social dos três líderes está um passo à frente da Terceira Via de Clinton e Tony Blair, representada no Brasil pelo governo de Fernando Henrique Cardoso. O cerne do sucesso dos três líderes, diz Yarrow, está na idéia de compaixão social condicionada à responsabilidade pessoal – no Brasil, com as contrapartidas exigidas pelo Bolsa Família, nos EUA, com o discurso de Obama voltado para o ativismo social dos mais abastados e a necessidade de a comunidade afro-americana voltar a investir nos valores de fortalecimento familiar – e em uma visão internacionalista comprovada pela movimentação de Paris e Brasília durante a mais recente crise no Oriente Médio, trabalhando ativamente por uma trégua entre Israel e os palestinos.

    O Terra conversou com o professor da American University sobre sua previsão de que os próximos anos no mundo ocidental serão moldados pela ação de Lula, Obama e Sarkozy. Yarrow só não quis emitir opinião sobre a sucessão presidencial no Brasil, tema que acompanha de longe e com enorme atenção – a se julgar por seus questionamentos sobre a possível candidatura da ministra Dilma Roussef em 2010.

    O senhor diz que o Lula, Obama e Sarkozy desafiam, cada um a seu modo, a política convencional. Pode explicar melhor esta sua observação?
    Lula, Obama e Sarkozy são, os três, líderes políticos pós-partidários. Eles combinam um comprometimento com a inclusão e a justiça social com um crescimento econômico que beneficie ao mesmo tempo trabalhadores e empresários. Eles refutam os moribundos modelos advindos do “Consenso de Washington”, o capitalismo neo-liberal pós-Reagan e Thatcher, calcado na desregulamentação dos mercados. Mas também não são estatizantes per se, não se aproximam de modelos socialistas tal qual os conhecemos. Lula com o PT, Obama com os Democratas, e Sarkozy com os gaullistas e os democrata-cristãos, estabeleceram rupturas com as culturas políticas mais características de seus grupos partidários.

    O senhor fala do Consenso Liberal dos anos 30 e da Revolução Conservadora dos 70-80. O que esperar da era de Lula-Obama-Sarkozy?
    A era de Lula-Obama-Sarkozy é marcada por um retorno, em âmbito interno, das políticas de crescimento econômico emparelhadas com a busca de Justiça Social. Os três também representam, não apenas através de seus atos, mas por suas próprias trajetórias de vida, um mundo mais multi-cultural, mais globalizado. Em política externa, talvez menos com Obama, embora ele tenha se comprometido com a tese durante a campanha eleitoral, os três são arquitetos de um novo internacionalismo, que acredita na intervenção em casos de emergências humanitárias, em casos de genocídio e grandes epidemias, por exemplo.

    O senhor diz também que os três são “figuras ultra-públicas”. Pode explicar melhor esta idéia?
    Lula, Obama e Sarkozy são três figuras extremamente carismáticas. E, embora manchados um pouco por problemas relacionados às suas atividades pessoais, especialmente o líder francês, os três restauraram a fé na vida pública e fizeram com que os cidadãos de seus países acreditassem na eficácia do governo novamente. Obama e Lula, particularmente, inspiram esperança e conseguiram trazer para o tabuleiro político parcelas do eleitorado que não tinham voz em seus respectivos países. E os três são figuras públicas dispostas a atos dramáticos, que chamam atenção para aspectos críticos tanto de situações internas quanto de crises internacionais.

    Quando o senhor fala de Lula em seu artigo, um dos destaques é a noção de ‘responsabilidade condicional’ colocada novamente na mesa a partir da fórmula do Bolsa Família. Por que acredita que este aspecto é tão fundamental na consolidação do fenômeno Lula?
    É a idéia de que, não esquecendo que o governo deve ajudar a incrementar o bem-estar da população, e provê-los segurança, os indivíduos devem assumir uma maior responsabilidade pessoal pelas suas vidas. Lula e Obama defendem um novo contrato social – diferente tanto do liberal do pós-guerra quanto do consenso conservador dos anos 80 – que oferece um balanço entre as responsabilidades do Estado e as do cidadão comum.

    Como o senhor definiria cada um destes três líderes que, de acordo com o senhor, estariam redefinindo ideologicamente o mundo ocidental?
    Lula, Obama e Sarkozy são homens que chegaram à liderança política emergindo de áreas distantes das elites tradicionais de Brasil, Estados Unidos e França. Eles chegaram ao poder através de seu carisma, da capacidade de fazer com que a população acreditasse em seus esforços em relação a melhoria da vida em seus países, e da coragem de abraçarem novas filosofias, calcadas em extraordinária capacidade de organização e mobilização política.

  26. Meu amigo Pacheco.

    Refrente ao seu comentario sobre o meu ateismo.

    Se Deus existe, ele não interfere no mundo.
    Jogou o mundo a sua própria sorte.
    Se assim não fosse ele teria que criar uma nova
    lei física a cada momento, ou então o mundo seria
    muito estático. Se Deus vivesse pajeando o mundo,
    igreja não precisaria de para raios, Israel que se
    diz o povo escolhido por Deus, não precisaria
    de exercito, os anjos estariam na fronteira vigiando.
    O mundo é regido pelas leis físicas e nada mais.

  27. Sandra

    INSUPORTÁVEL, Gerald?

    Do tipo: que não pode ser suportado? Que as pessoas não aguentam ouvir?

    Você não acha isso uma delícia?

  28. Sandra

    O que o piloto do avião que pousou em NY tem com os demais acidentes? E por que o Gerald PRECISA falar do acidente? Se quiser, fala, se não quiser, um abraço.

  29. FABIO

    MINHA CARA SE VOCÊ GOSTA DE AR E RIOS ENVENENADOS POR FAVOR MUDE-SE PARA A CHINA. EXEMPLAR É BUSCAR O ACONTECIMENTO SEM QUALQUER UTILIDADE, COISA QUE O SER HUMANA JÁ DESAPRENDEU A FAZER FAZ TEMPO POR CONTA DO ESPÍRITO DE CONSERVAÇÃO . PAÍS EXEMPLAR É AQUELE EM QUE OS ESPÍRITOS LÊEM E APLICAM OS PRINCÍPIOS DE SPINOZA, NIETSZCHE E DELEUZE. COMO ISTO ESTÁ MUITO LONGE DE ACONTECER, ESTE PAÍS NÃO EXISTE. ASSIM, USE A INTUIÇÃO E A IMAGINÇÃO QUE VOCÊ É CAPAZ DE CRIAR UM PAÍS BEM MELHOR QUE ESTES QUE AÍ ESTÃO. QUERIDA, NÃO EXISTE MODELO. ABAIXO O MODELO.

  30. Sandra

    Lula também quer roubar uns aplausos de Obama?

  31. Sandra

    Boa sorte a Obama. Ele tem uma formação invejáve e está trabalhando MUITO. Acho que será um ótimo presidente.

  32. Nina

    Pacheco, meu velho Pachecão..

    teu texto é lindo mas jamais deixaria deser sincera com vc, ele não cabe aqui nesse momento. Não sou u quem tem que julgar isso, falo em nome de nosa amizade, aquela em outra língua. Talvez eu é que não caiba, não sei ainda, mas por tudo e por tanto… TE VOGLIO BENE, e tu sai. Io tanto cosi cosi caro mio.

    Bacio piu grande!

    Forse sarrà ch’o chianto è doce,
    Forse sarrà ca bbene fà…
    Quanno me sento cchiù felice,
    Num è felicità…
    Pure si’e vvote, tu mme dice,
    Distratta à verità…
    Tenimmoce a accussi, ànema ‘e core,
    Num ‘nce lassammo cchiù, manco pe’ n’ora,
    Stu desiderio ‘e te, me fà paura…
    Campà cu tte!…
    Sulo cu tte’…
    Pe’ nun murì!…
    Che ce dicimmo a ffà, parole amare,
    Si’o bbene, pó campà cu nu respiro?
    Si smanie pure tu pé chist’ammore,
    Tenimmoce accussi… ànema e core!

  33. Nina

    desculpe Pacheco, me esqueci de dizer… sou séria demais, acadêmica demis, mas brincamosbastante durante todo esse tempo não é? acho que esue ci di come sei giocare amico!

    bacio
    abraccio

  34. gthomas

    Para entenderem o artigo do Samuel Bueno, aqui em baixo no Blog em algum lugar, a minha MaMa, a Ellen Stewart, fala na perseguicao entre judeus, Isso no auge do conflito entre Israel e Gaza

    o nome do artigo eh: dois Baraks e uma MaMa

  35. Sandra

    Neto, mas ele fala três línguas fluentemente, a ponto de ninguém apostar em qual sua verdadeira nacionalidade, e faz um globo a mão livre.

    E escreve MUITO.

  36. Magna Loreine

    Gerald, sempre “observei’ vc a distância, e hoje decido ler o seu blog (não me peça para explicar porque não tenho resposta)e fiquei triste pelas oportunidades que “perdi”, seja feliz.

  37. Sandra

    invejável

  38. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, todos aqui sabem que o Gerald deseja a discussão, a troca de idéias, etc.
    Agora, aqueles que entram só pra ofender, nem percam tempo, vão todos para a lata do lixo.

  39. Ana

    Quem é esse outro Fabio?

    Pensamos de forma muito parecida…

  40. O Vampiro de Curitiba

    Grande Pacheco!
    Parabéns, querido!

  41. Sandra

    É só não votar nele, Fábio.

  42. Neto

    Cadê o meu comentario?

  43. Jorge Plato Platon

    Dear Gerald,

    Às vezes falamos sem pensar, palavras que podem entristecer o próximo. Palavras infelizes e infrutíferas. Ninguém, no nosso planeta, está livre desse mal.

    Barack Obama parece ser o oposto dessas palavras terríveis, que assombram o interior de cada um de nós. Obama: negro, filho de estrangeiro, jovem e idealista. O mito Obama existe! Graças a Deus existe! É nesse mito que as pessoas podem creditar as esperanças. Talvez seja o mito necessário porque as pessoas possam unir forças, de modo que as reformas necessárias no mundo sejam bem sucedidas. Um mundo mais prospero e menos cachorro.

    Não é errado criar mitos, fantasias e alegorias. Quem vive fora de mentiras? Apenas pedras, cadeiras e cadáveres. Obama tem apoio popular, não é uma figura criada tão-somente pela grande mídia. O presidente Obama tem compromissos com essa massa popular. Ela cobrará e, porque acredita, participará da mudança prometida.

    Por outro lado, os ecos de pessimismo não tardam: “Mentira!, ilusão, loucura”. Devemos apostar no pessimismo? Por quê? O futuro é incerto demais, não podemos nem provar que o Sol nascerá amanhã. Eu sempre aposto no mais óbvio: o Sol nascerá sim! como sempre nasceu.

    A claridade, como vemos, será favorável para que Obama semeie o mundo, sem dúvida.

    Jorge P.P., São Paulo, 01/2009

  44. Gerald Thomas.

    First I thank the prominence my commentary.
    I have pride to be where I was placed.
    I am not ready to support your exit of blog.
    Although recognizing your reasons.
    Your current emotions and of times of last days are strong.
    Trips, illnesses of dear person and the bads commentaries beyond the wait of the ownership are difficult load to load.
    Either a marine.
    It fights, it fights, it fights.
    With yours better weapon.
    With your mind.
    With the teaching of that you consider as masters.
    With the lived experience.
    You have same value for that they attack.
    They need a target.
    For these it shows the naked tail.
    E for that of you they like
    It shows to the eagle giving the jump of the renewal.
    You appear of renewed claws.
    To live thirty years more.
    E that the eagle in helps to wait them Godot.
    Perhaps the Sam likes very.
    Perhaps the departure of your friend is happyer.
    Perhaps it understands.
    Because and what it is a BLOG
    If everything this said until not functioning here.
    If my order will not be taken care of.
    I adopt a mariner position. I enter saying you:
    – This is an order. It remains. E does not open more the peak.
    Love.
    Sergeant major of the reserve of the Navy.
    Jose Pacheco Filho.
    .

  45. Sandra

    Sério que a China é um lixão, Fábio?
    Você poderia nos dar um exemplo de um país que considere um exemplo para os demais?

  46. Sandra

    Targino, como você acha que seria o mundo amanhã se Deus se apresentasse para nós hoje, ao vivo e a cores?

  47. Sandra

    Puxa, Pacheco… Como eu gostaria de dominar as palavras e poder me expressar como você, com tanto brilho.

  48. Sandra

    Na verdade, não sei o que lhe dizer, Gerald. Em primeiro lugar, foco em você.
    Mas você escreve lindamente. Não consigo deixar de ser egoísta.
    Mas… foco em você.

  49. Ivo Veiga

    Gerald, realmente lamentável sua intenção de parar com o blog, aqui encontra-se de tudo, mas principalmente pessoas inteligente e cultas que sempre nos ensinam algo, mas como o blog é seu todo direito tens de escrever o que bem quiseres, assim como não mais escrever e que seja respeitada sua vontade.
    Pacheco como sempre escreves bem e de forma equilibrada, lembro bem que a primeira pessoa que conversou comigo aqui foi o sr., e sempre me tratou com a maior consideração, por isso creia meu amigo serei eternamente grato, tenha em mim um fiel amigo(como costumam ser os militares)e sempre estaremos ombro a ombro amparados pelos mesmos ideais e sentimentos.
    Abraço a Ambos
    Ivo

  50. Sandra

    Ok, Fábio. Me convenceu. A China é um lixão.

    Onde será que ela errou?

  51. Maria Dirce

    Parece que Obama vai facilitar a vida dos imigrantes.Uma sugestão;Quem não gosta do Brasil. aproveita e some, vai morar nos Usa.Mas se a economia enfraquecer de vez, não lembrem do Brasil ta? não imitem os brasileiros no japão pedindo socorro!!!Quem cospe no prato que alimenta não merece perdão!!!!!!!!!!!!!!!!

  52. Sandra

    O texto do Samuel está muito triste. Fala de situações muito humanas. Mas vejo alguns tipos de heroísmo: quem tem princípios muito sólidos e quem fraqueja, mas é incrivelmente lúcido para reconhecer isso.

  53. Juca

    Expectativa é esperar todo dia o que o nosso Obama tem a dizer:

    http://www.barataobama.com

  54. Mara

    Thomas,

    Tua paixão, tua humanidade, sinceridade me comovem.. volte sim, tua energia é contagiante.. provocante, amorosa, raivosa, uma força da natureza plena de vida criativa e criadora…
    curta febrilmente com toda emoção a posse de Obama e que tudo realmente dê muito certo para os EUA, para todo o mundo…. precisamos de paz, nós podemos!!! bjs…

  55. Além de todos os adjetivos usados pelo Gt no comentário anterior, conseguimos nós superar, viramos agora deposito de TERRORISTA.

    E muita demência, como disse outro dia a unica saída desta MERDA é o AEROPORTO.

  56. Sandra.

    Tuas poucas palavras me elucidam e preparam para escrever as minhas muito mais do que possas imaginar.
    Eu é que gostaria de dominar a arte de dizer muito em breves entradas.
    Ser reconhecido por você e demais amigos com teu equilibrio é não só um prazer como fonte de orgulho.
    Obrigado por me aceitar mesmo como e quando estou apenas me divertindo.
    Abraços ao Chefe e beijos para a Sandrinha.
    Do Donald Duck também.
    A minha neta Duda (Eduarda) esteve aqui em Belmonte.
    Em dado momento eu a imaginei e comparei com a Sandrinha.
    Não é interessante esta coisa de ligação virtual?
    Bom café esta tarde.
    Vou agora beber o meu.

    Obrigado.

    Pacheco.

  57. Marcio M (SP)

    Contagem regresssiva?

  58. Ivo Veiga.

    Fico feliz com teu regresso de agora. E dos futuros.
    Não só amigos, mas irmãos em armas.
    Tive excelentes chefes na Marinha.
    Se eu estivesse no exército iria ter o prazer e orgulho. Orgulho de ser comandado por oficial como demonstras ser.
    E quem sabe um coronel repetindo Caxias me chamasse dizendo:
    Sigam-me os que forem brasileiros.
    Continência e
    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco.

  59. Sandra

    Maria Dirce, OK! Se eu tentar a vida no Japão e não der certo e tiver que voltar, não vou pedir sua ajuda, pois sei que não terei seu perdão.

  60. Sandra

    Pacheco, boa ideia.
    Pausa em minhas atividades no computador e em perturbar vocês no blog para um cafezinho.

    Seus netinhos devem ter herdado seu grande coração.

  61. Senhor Vampiro de Curitiba.

    Por acaso o senhor se lembra do dia no qual deu um pontapé e empurrou um indeciso que estava na estação vendo o trem Geraldiano passar e sem saber se embarcava ou não?
    Pois é.
    Talvez tenha sido o pé na bunda mais proveitoso da minha vida.
    Obrigado pelo empurrão.
    Obrigado pelas moderações.

    Lembranças a senhora Polaca e as vampirinhas.

    Abraços.
    Obrigado.

    Pacheco.

  62. Nina

    Pacheco

    o pedido vem, em Março.
    Não estou mais de mal.
    Fou só uma opini~]ao no meio do oceano atlântico, nada.
    Se quise me dizer algo, procure em meu e-mail pessoal.

    bjs
    a todos
    principalmente a vc e o Everaldo (que já se foi), e ao Fabio – (de sua fã), a Luciana, a Cristina, ao Targino, Collor, ao Reinaldo, ao Vamp, ao Mau e seu Imperio (realmente está tudo perdido meu caro), a tantos que me fizeram melhor…… se é que isso ainda é possível, hehehe e ao Gerald Thomas, por tudo e tanto)

    I’m Nobody! Who are you?
    Are you – Nobody – Too?
    Then there’s a pair of us?
    Don’t tell! they’d advertise – you know!

    How dreary – to be – Somebody!
    How public – like a Frog –
    To tell one’s name – the livelong June –
    To an admiring Bog!

    Nada tenho, Vez em quando tudo, tudo quero, mais ou menos quanto, vida, vida, noves fora zero,
    Quero viver, quero ouvir
    Quero ver

    Boa noite meus amores! e viva Obama!

  63. Sr. Thomas.
    Desde que entrei no seu blog, pela primeira vez,
    eu so frequento o seu blog,
    raras vezes escrevo em outros com Nassif e Kotscho,
    eu deixei claro o meu ponto de vista, o meu pensamento.

    O mundo é estocástico, a vida é um jogo.
    Às vezes somos jogadores, às vezes somos peões.
    Quando me referi aos dois pilotos americanos eu quis
    me referir a ironia do destino, em uma situação um jogou
    e se deu bem, saiu como herói, o outro, por um motivo
    qualquer, se deu mal, saiu como vilão.

    Não é uma acusação, não tenho provas, é uma ironia do destino.
    Não sou antiamericano, nunca fui, muito pelo contrario,
    venero muita coisa dos americanos.
    Tambem me dou o direito de criticar e aplaudir.
    Aqui se fala muito de Freud e Nietzche.
    Ainda não me dei ao luxo de ir ao Google pesquisar com profundidade
    pelo pouco que li deu pra ver que esse cara (Nietzche) sofreu demais.
    Eu tenho a minha própria psicanálise.
    Para mim o cidadão vive duas situações.

    Uns vivem em situação plena da consciência, da realidade e outros
    vivem em estado de ilusão, de utopia.
    Tem gente que passa vida pensando que um dia vai ganhar na loteria,
    esquecem das coisa mais praticas, de retorno mais certo,
    outros passam a vida pagando dízimos pensando que um dia
    vai viver no paraíso, fazem as fortunas do Silvio Santos e do Edir Macedo.
    Outros são mais práticos, mais conscientes, tem o pe no chão.

    Ninguem gosta de pessoas realistas, essas são mais difíceis de enganar.
    Já vivi em estado de utopia, estou fazendo um grande esforço para sair dele.
    Tenho que lutar contra crenças milenares, contra preconceitos,
    contra pessoas que estabelecem um modelo de vida para si e para outros.
    Tenho que estudar muito, tenho que ser compreensivo,
    tenho que ter uma escala de valores próprios, uma vida própria.
    Estou sempre pensando no que diz a Cristina, a Luciana, a Sandra, a Susan o Pacheco e outros,
    leio com atenção o que voce escreve, nem sempre concordo.
    Confesso que não escrevo tudo que penso, tenho medo as reações.

    Ainda não somos livres para pregar o que pensamos.
    Existe muita patrulha, muitos interesses em manter tudo como está.

  64. Nina.

    Infelizmente tenho de sair agora.
    Vou te responder com o carinho e atenção que mereces.
    Adoro estar de mal de quem gosto.
    Estar de mal nos aproxima mais do que imaginas.
    Porque me faz pensar onde errei.
    Dando-me chance de consertar.
    E o Pai Noel vai atender teu pedido.
    Mesmo que não o tenhas dito o que é.
    Ele me disse que vai.
    Aguardes e verás.

    Beijos.

    Pacheco

  65. Eu tenho visto documentários sobre a China,
    principalmente sobre a população rural.

    Eu acho que o chines tem muita lição de vida pra ensinar.

  66. juliano

    É uma pena que o blog tenha que acabar tendo em vista que é um dos mais acessados e certamente o que tem mais comentários da internet brasileira. Muita gente vai ficar contente principalmente aqueles que invejam o sucesso alheio.Notei que muitas criticas que aparecemn aqui são orquestradas já que as pessoas não combatem ideias, apenas mostram o rancor pela figura do blogueiro. Vc manda na sua vida Geral, mas acho que vai fazer o jogo dessa gente, pra muitos não interessam em ver Gerald Thomas num meio de comunicação de massa, já que o teatro atinge a poucos, é aqueles que querem te rotular como o cara do teatro, não como um livre pensador.

  67. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………….estive,………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………….pensãndo…!?……………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………

  68. luiz c.l. botelho

    Caro Thomas Gerald- Teatrólogo e Artista
    Apesar de nunca ser de bom senso deixar o governo efetivamente e inteiramente para os Generais ( George Bush) e Artistas (Luis XV,aquele que foi marido da Maria Antonieta!, durante a REV Francesa).Eles , as “P&$@s” e as belas mulheres ainda são inprescendíveis para o bom funcionamento intelectual de boa parte de qualquer Sociedade!, com suas -muitas das vezes aparentemente indignadas , passionais e políticamente extremadas OPINIÕES!

  69. Luciana

    Os chineses têm um temperamento bem diferente do nosso além de uma cultura antiquíssima.E mesmo tendo um temperamento diferente , assimilaram uma ideologia ocidental.Tanto ela como a Russia, se ocidentalizaram.Será que foi realmente bom para o povo chinês , não conheço a fundo sua história, mas quando vejo as imagens sinto uma coisa me sufocando.Todos vestindo as mesma roupas, fazendo aqueles exercícios mecânicos , tudo igualzinho.Parece que agora deu uma aliviada.Uma coisa é ver a China de fora, outra é entrar no mundo deles , ver de perto.

  70. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………Sê,…………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………Gérald Thômas,………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………….fôsse,…………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………….hunnn……………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………Dom……………………………………….
    ………………………………………………….Quixóte…………………………………….
    …………………………………………….de la mãncha….?!…………………………
    …………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….

  71. Neto

    Censuraram meu comentario?

  72. Neto

    vou escrevê-lo novamente. Não agfredi ninguem

  73. Sandra.

    Eu não quero ser melhor que ninguem, e nem sou.
    A logica mais chocante que tem aqui é sua.
    As vezes, não acredito que voce é professora de matemática.
    Eu não quero convencer o Pacheco. Vejo uma qualidade
    no Pacheco. Ele pensa, tem duvidas. É meio caminho andado
    para achar a solução. Toda crença inabalável não é um bom caminho, não leva a lugar nenhum.
    Ninguem vai ganhar uma discussão de voce, sobre qualquer tema.

  74. …………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………e,……………………………………………..
    …………………………………………….sãndra pãnça,…………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………….sua fiél,…..escudeira..!………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………

  75. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………quem,……………………………………………
    ………………………………………………….eles,…………………………………………….
    ………………………………………………atacariam,……………………………………….
    ……………………………………………….primeiro..?……………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………

  76. Targino e seu comentário das 18.44hs.

    “Grande” Targino!!! Brilhante! O seu comentário sobre a ironia do destino: pilotos americanos e …? O próprio GT, que é “mestre” na arte de escrever de forma direta ou subjetiva … não entendeu
    e misturou GOL e TAM.

    O jatinho Legace e o acidente causado por negligencia e ignorancia técnica da nave pilotada pelos americanos … serviu, infelizmente, para expor ao mundo o problema crítico vivido pelos nossos operadores de vôo e sobrecarga horária.

    Por outro lado, a chegada desses pilotos à sua terra natal beirou ao rídiculo porque por um “triz” , não foram lá recebidos como heróis – vítimas, “coitadinhos” – do “buraco negro” da Amazonia!

    Beijão!
    Susan judia

  77. SÃO PAULO – O teto da Igreja Cristã Apostólica Renascer em Cristo, na zona sul de São Paulo, desabou na tarde deste domingo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ao menos uma pessoa morreu e 35 ficaram feridas.

    Sandra – um tema para voce sob dois aspectos.

    1) Por que Deus não segurou teto uma vez que eles estavam rezando.

    2) A ressonância derrubou o teto. Já é a segunda igreja evangelica que desaba o teto em São Paulo.
    Soldados não marcham em cima de pontes, a ressonância pode derrubar a ponte.
    Todas as igrejas improvisadas, correm o mesmo risco. A prefeitura e o Corpo de Bombeiros
    devem vistoriar as demais igrejas para evitar novas tragédias.

    Ha que se respeitar as leis físicas e fazer menos barulho dentro de igrejas.
    O mundo é regido pelas leis físicas.

  78. Sandra

    Targino, lógica chocante quer dizer:
    ( )ruim
    ( )boa?

    Quanto a sua frase:
    “Ele pensa, tem dúvidas. É meio caminho andado
    para achar a solução”

    Qual a diferença entre uma solução e uma crença inabalável?

    Sério que não pareço professora de matemática? Por quê?

    Quanto a ganhar uma discussão, discordo. Geralmente, minhas discussões no blog acabam empatadas. Mas, para mim, tanto faz, já que o que adoro mesmo é a disputa.

  79. Targino:

    Seu comentário das 18.44hs. . .

    Amei e permito-me (posso?) entende-lo como:

    – o pessimista só reclama e vê tudo como “impossível”
    – o comodista deixa tudo “nas mãos de Deus”
    – o positivista fantasia mais seu ôba-ôba e não “cai na real”
    – o realista … trabalha!

    Beijão!
    Susan judia

  80. Mineiro

    Gerald, acredito que você volte ao blog sim. Nestes 5 anos você não deixou de fazer suas peças e viagens por causa dele e não é porque agora tem mais audiência que você vai deixar de fazer isso para se dedicar a estas “intrigas” com os comentaristas.

  81. Sandra

    Targino, quanto a sua pergunta:
    Por que Deus não segurou teto uma vez que eles estavam rezando?

    Uma possível resposta seria: Porque se a gente conseguir tudo o que pedir rezando, ninguém vai mais fazer nada na vida, a não ser rezar, e Deus pode querer que a gente se vire. Que tome uma atitude! Que batalhe (no bom sentido)! Que estude!

  82. ……………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………….alternativa…a)..O Palácio da,…. cidade proibida…?
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………….alternativa…b)..O Palácio do,……. Kremilin……………?
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………….
    …………….alternativa..c)..O Palácio de,…….. Havãna……………..?
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    …………….alternativa..d)..O Palácio do,……. Planalto…………….?
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………….

  83. Neto e seu comentário das 16.15hs.

    Você reproduziu excelente matéria do Sr. Eduardo Graça.
    Gostemos ou não, nosso Presidente Lula é um dos “três mais” pelo enfoque do entrevistado Sr. Yarrow (assim como de muitos outros).

    Susan judia

  84. Lílian.

    Eu não quero nem saber Gerald!
    Agora que eu entrei na Blogsfera vc não vai sair!
    Escreví um texto sobre vc no meu blog … vou postar amanhã.
    O título é Os filhos da ressaca… 60 anos depois Bh descobre o absurdo enquanto vc… já havia pulado na frente a muito muito tempo!!!

    http://estudio11.blogspot.com/

    Beijos!

  85. Sandra

    E espero que, já que ressonâncias em igrejas são desgraças anuncidadas, que as pessoas usem seus conhecimentos de engenharia para que as próximas sejam evitadas. E que os parentes dessas vítimas encontrem consolo e carinho, e que os feridos tenham rápida recuperação.

  86. Sandra

    Aproveito também para desejar que Congonhas, outra desgraça só esperando para acontecer de novo, de novo e de novo, seja desativado.

  87. Sandra

    Fábio, como assim? Não estávamos viajando de caravela (YESSSSS!!!!!!!!!!!) para Cuba, em busca de nossos sonhos?

  88. gthomas

    Fabio piu piu piu ou sei la como te chamam por aqui….
    vc esta fazendo papel de idiota. Coisa que vc nao eh.
    Tadinho.
    Nao sei se vc se esqueceu do voo da TAM que se estracalhou em Congonhas…

    Eu nem falei em Lula dessa vez….Mas depois que o idolo dele, o PHA acabou com o pre,,,(re) sidente, parece que ele esta me convidando pro ataque tambem? Sorry meu querido. Vc eh bom de animacao. Eu nao. Fique com seus brinquedinhos.

  89. Sandra

    Beijos em todos!

    Gerald…. não quer reconsiderar?

    Ah… FOCO EM VOCÊ…

  90. Sandra

    E Vamp, LINDA diagramação!!!
    Inté!!!!

  91. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………..quem,…………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………..assinalou,………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………a…alternativa,……………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………..d)…………………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………….ACERTÔôôôôô..!……………………………
    …………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………viiiiiivaaaaa,………..!!!………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………
    …………………póde passar na,…..” editoria..”,…… do blóg,..
    …………………………………..prá retirar seu prêmio…!!…….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………

  92. Professor Pirilampo

    Nós, os homens, complicamos tudo, Gerald. Tornamos a vida, que por vezes é bonita como o intenso azul do mar, horrenda. Por isso, no filme Casablanca, a cena em que a música “As Time Goes By” é tocada, significa como a vida pode ser mais alta se nós não a deformarmos( tirarmos o colorido). Sim! nós não precisamos tirar as cores que colocamos. Viva à vida! E que Obama reverta essa situação de crise. YES WE CAN!

    Assim falou o professor Pirilampo…

  93. Branca de Neve sem os sete anões...

    Gt, tudo bom!

    Vou ser direta, eu tenho muitos pesadelos: caio em abismos, sou xingada, violentada, matam as pessoas que mais gosto, morro por vezes. Terrível a escuridão e o sangue! Tenho muito medo de dormir e não acordar, já tive esse pesadelo inclusive.

    O que me traz esperança, ou melhor, aquilo que reaviva a minha alma, são os grandes acontecimentos. Eu tenho muitas angústias, que são minimizadas quando eu assisto filmes na televisão, seriados e coisas do gênero. Mas eu sinto que isso não me completa. Sou incompleta?

    Gosto muito do seu BLOG, porque ele me traz tantas coisas boas, produtivas, verdadeiras, criativas e ótimas. ÀS VEZES EU DURMO BEM PORQUE LI SUAS PALAVRAS ANIMADORAS, durmo sem pesadelos.

    Que infelicidade para mim que o seu blog não pode mais continuar. Mas se você está certo que é o melhor para você… fazer o que?

    XXX

  94. Ok, Gerald! O trágico acidente da TAM foi aqui na Capital de SP e não teve nada a ver com “buraco negro” da Amazonia.

    Gerald, penso que a “nossa relação” simbiótica aqui do Blog é muito pulsante. Você, tanto quanto nós, que estamos aqui do outro lado da tela, carecemos muito dêsse “exercício prático”, como aprendizado, meditação ou reciclagem de vida … “Ai” …

    Empatia, comunicação, “conhecer o outro e/ou nêle reconhecer-se” é sempre uma tarefa exaustiva, e pode ser complexa, trágica, gratificante, revoltante … Reflexiva, é!

    Estou a supor que tu não estás a abandonar este Blog – que é a “sua maior ferramenta de trabalho”: o ser humano e suas peculiaridades – principalmente o seu “âmago” (seu coração, sua “alma”, seu esconderijo mais interior)!

    Você é teatrólogo, escritor – portanto … “criador”! Dramaturgo e, assim sendo, é, em principio, um militante da “grande causa” humana de … ser ou não ser, concorda?

    A sua “causa”, na forma de arte (teatro) é nobre, grandiosa. Aparentemente, para quem não “capta sua mensagem”, você e seu estilo “podem parecer” um emaranhado de palavras desconexas ou nebulosas. Aos poucos vão … assimilando …

    Gerald, Gerald … você é muito competente como “professor de psicodrama” e sente na pele o “processo de transferencia” dos “dramas alheios”, não?

    Perdoe-me, por favor, essa comparação – se não lhe agrada – mas é a única que me ocorre neste momento e … não é “qualquer um” que tem competencia para essa “missão impossível”, viu (rs)?

    Refiro-me a pessoas muito especiais – aquelas que reconhecem sua natural “sensibilidade” (talento, dom) para batalhar pela “causa existencial sua e alheia” – e cada um de nós tem o seu estilo pessoal de “tocar o projeto pra frente”, não é mesmo?

    Vá … “Curta” o máximo que puder a posse da “esperança-Obama”! Aproveite cada segundo dessa “festa magnânima” e eternize-a na sua mente – sei que o fará e “nessa” você estará acompanhado do mundo inteiro, sabia?

    “Imagino” suas emoções com a “festa do Presidente e do povo”; já as vivi e … não dá “pra gente” explicar – a gente apenas … sente que o peito vai arrebentar por causa de tanta felicidade … “Quer melhor sentimento do que êsse”? Não existe, Gerald!

    Vá … vá … e … “volte correndo para continuar trabalhando”, inclusive por aqui, tá (rs)? “Tá pensando o que, hein? O “after-day” … exige que continuemos ou recomecemos, “né”?

    Beijão pra você!
    Susan judia

  95. Há uma coisa que prende a minha atenção.
    É a premonição. Eu penso que todo mundo tem premonição.
    É como jogar basquete. A primeira bola não entra, a segunda não entra.
    As demais começam a entrar, com o treinamento voce vai melhorando.
    Assim eu penso,assim é a premonição. Voce tem que praticar.
    Tambem, no meio entender voce consegue ver o uma coisa que esta
    em andamento e consegue ver onde ela vai chegar.
    É um processo conclusivo.

    Há alguns anos eu morava em Moema, época que eu tinha dinheiro,
    tinha ganho na sena. A minha mulher se queixava muito do barulho dos
    aviões. Eu disse: Olha bem, um dia caiu um avião ai vem o governador,
    o prefeito falar na televisão, vão fazer um auê desgraçado ate a coisa esfriar e
    cair o próximo avião. No dia seguinte caiu o avião da TAM.
    Todo mundo apareceu, todo mundo falou, ninguem fechou o aeroporto.

    O tempo passou, o meu dinheiro acabou e eu
    vim morar na Conceição. Da janela do me escritório vejo os aviões
    que levantam vôo em Congonhas. Lembro-me do outro acidente da
    TAM. Realmente foi um crime, o trafico era intenso.
    Um avião atrás do outro. Parecia uma metralhadora disparando avião.
    Chamava a atenção de qualquer pessoa.
    Não cheguei a pensar em acidentes, não deu tempo.
    So me lembro do fogaréu.

    A minha maior tristeza é que ninguem pagara por isso.
    Não temos essa tradição na Justiça Brasileira.
    Ninguem apura responsabilidade de ninguem.
    Nem nesse, nem no acidente do metrô. onde tiveram
    a burrice, a incompetência, o desrespeito pela vida humana,
    de fazer uma cratera, em terreno fofo, sem estaqueamento.

    Neste pais nada é serio.
    Faz um auê por causa de um dossiê.
    Mas ninguem, na mídia, nem no governo quer saber
    se o que tem dentro de um dossiê é verdade ou mentira.
    Porque todos tem culpa no cartório.

  96. santanna

    Se Deus existe, ele não interfere no mundo.
    Jogou o mundo a sua própria sorte.
    Se assim não fosse ele teria que criar uma nova
    lei física a cada momento, ou então o mundo seria
    muito estático. Se Deus vivesse pajeando o mundo,
    igreja não precisaria de para raios, Israel que se
    diz o povo escolhido por Deus, não precisaria
    de exercito, os anjos estariam na fronteira vigiando.
    O mundo é regido pelas leis físicas e nada mais.
    …………………………………………………………………………………..
    1) Por que Deus não segurou teto uma vez que eles estavam rezando.
    Todas as igrejas improvisadas, correm o mesmo risco. A prefeitura e o Corpo de Bombeiros
    devem vistoriar as demais igrejas para evitar novas tragédias.
    O mundo é regido pelas leis físicas.
    (Targino)

    E espero que, já que ressonâncias em igrejas são desgraças anuncidadas, que as pessoas usem seus conhecimentos de engenharia para que as próximas sejam evitadas.
    (Sandra)

    Targino,

    Acho que a Sandra já respondeu boa parte do seu “questionamento”,
    porque:
    1. Deus criou as leis físicas.
    2. Ele deu ao homem inteligência E livre arbítrio.

    Se a lei da gravidade puxa o teto pra baixo, não há nada que possa mudar essa trajetória (conforme vc mesmo diz). De fato as leis físicas não podem viver sendo mudadas a toda hora SÒ PARA satisfazer aos seres humanos, pois existe todo um Universo regido por essas leis das quais a gravidade faz parte.

    Aí então entra a inteligência humana, conforme a Sandra fala; e o livre arbítrio humano conduz (ou não) à responsabilidade de evitar acidentes desse tipo que vc relata.

    Realmente, Deus não vive “pajeando” o mundo. O homem está em constante evolução espiritual, e Deus “supervisiona” vamos dizer, e orienta esse processo.
    Por exemplo: se vc tem filhos, com certeza a sua intenção é que eles andem com as próprias pernas, e com cada vez mais responsabilidade. Vc vai estar sempre presente nos momentos difíceis deles oferecendo conforto e soluções, mas vc não pode evitar que eles se metam em encrencas.
    Aliás, os próprios problemas em si já são as oportunidades para um crescimento, uma evolução.

    Bem, eu sei que esse assunto é super complexo, e não estou aqui pra convencer ninguém de nada; nem tenho todas as respostas…
    Apenas, como esse é um assunto que me toca bastante, aproveitei a oportunidade para expor um pouco das minhas crenças.

    abraço e boa noite

  97. Adriano Castro Andrade

    Dizem que quando alguem mora muito tempo nos EUA, passam a pensar como os americanos pensam,do tipo Israel esta sempre certo,o Brasil é uma merda msm,etc…..Voce ta realmente bem americanizado.E espero que Obama não faça as cagadas que o Bushinho fez (Aonde estão as armas de destruição em massa?)

  98. gthomas

    Sim Reinaldo Pedroso: nao entendo porque vc NAO CONSEGUIU captar a tao simples mensagem: FORA DAQUI

    que loucura cara!

    ainda perde seu tempo aqui. O pior eh que nao tens NADA a dizer> so cola e copia trechos do que os outros escrevem e….quais beneficios isso traz? Bye!

  99. Ivo Veiga

    E aí Gerald, preparado para pegar o ACELLA na Grand Central em N.Y e ir a 240 Km./hora para a Unon Station em Washington, dá prá fazer os cerca de 450 Kms. em menos de 2 horas.
    Essa linha do Northeast Corridor da Amtrak é ótima e esses trens fábricados pela Alsthom da França são excelentes.
    Então que tenhas uma boa viagem e “Carpem Die” amanhã na festa.
    Abraço
    Ivo

  100. santanna

    Afetividade no sentido de conjunto de sentimentos e emoções do ser humano.
    (Reinaldo Pedroso)

    Agora entendi. É que eu não conhecia essa definição para afetividade.
    beijo

  101. Ivo Veiga

    Quem sabe, se tudo correr bem, em 2014 teremos também nosso trem bala, que vem sendo prometido desde 1974, enquanto isso nem (2 exceções) trem de passageiros temos mais.
    Parece ridículo mas se puder tira uma foto do trem, para que muitas pessoas vejam o nível de conforto e posta aqui.
    Eu acho as viagens de trem as melhores possíveis, conforto, rapidez, segurança e o carisma que só o trem, depois de 180 anos ainda possue.
    Abraço
    Ivo

  102. Ivo Veiga

    Errata. o nome do trem é Acela Express, construido pelo consórcio Bombardier e Alsthom.

  103. Ana

    Fico com o Santana: “Se Deus existe, ele não interfere no mundo.”.

    Bom, algo existe, não é? Mas acho que realmente esse… algo… não interfere no mundo da forma que pensamos.

    Alguém quer que a bispa saia de cena, e leve junto o seu marido, bispo.

    Que ela anda meio sem sorte, já deu pra perceber, afinal, tanta igreja lava dinheiro, mas só colaram nela, né?

    A minha dor quanto a isso cai mesmo sobre a cabeça dos inocentes. São sempre os “inocentes” que pagam a conta.

    A gente também pode cismar que, puxa, tudo não passa de um caos desordenado…, mas até num caos desordenado existe uma lei qualquer.

    Sandra, em física qual é a lei que rege o caos?
    Se é que a física o admite…

    Conheço uma escola teosófica que prega que a regência desse mundo pertence não à luz, mas às trevas. Nós seríamos os filhos rebeldes que quiseram conhcer a CRIAÇÃO, e com ela, seu oposto, a destruição, coisas que, a priori, pertencem a Deus.
    No caso, estamos retornando. Muito lentamente, mas retornando. Ao que muito provavelmente nem lembramos mais como é.

  104. Ana

    “O Caos não tem estátua nem figura e não pode ser imaginado; é um espaço que só pode ser conhecido pelas coisas que nele existem e ele contém o universo infinito.”

    Frances A. Yates

  105. Alexandre

    Que maravilha poder ler o seu Blog. Que escrita elegante. Às vezes (acho que não é só comigo que acontece isso) dá para “ouvi-lo” perfeitamente. Com inflexão e sotaque!

  106. Ivo Veiga

    ué 3 coments meus sumiram??????

  107. Reinaldo Pedroso

    Edward, Gerald, Neto, Nina, Sandra, Santanna, Susan, Targino e Vamp, enviei mensagens para vocês. Devem estar na lata do lixo indizível.
    Reinaldo

  108. Ivo Veiga

    Não sumiram não, Gerald tenha uma boa viagem e até a próxima.
    Abraço
    Ivo

  109. gthomas

    Sim, Ivo, pego o trem aqui em Penn Station la pelas 5 e pouco da tarde amanha (Dr Martin Luther Kings Day – Feriado.)
    Chego em Union Station.

    Vou pra casa de amigos. E as 9 da manha ja tenho que estar la porque a multidao esta estimada em algo jamais visto antes
    LOVE
    G

  110. Amigos (as).

    Um bom dia para todos.
    De pronto quero responder a Ana que me perguntou onde fica Belmonte.

    Ana:

    Belmonte fica localizada onde o Rio Jequitinhonha deságua no mar.
    Tomando como referencial uma partida de Porto Seguro e depois na seqüência passando por Cabrália toma-se uma balsa e após um pequeno trajeto novamente em estrada roda-se mais 63 quilômetros. No trajeto um viajante passa por Santo André,Santo Antonio.Guayu,Mojiquiçaba e depois do terminal Marítimo das barcaças de transporte de celulose a meta será atingida.Belmonte.Quem fizer este trajeto de carro e sendo apreciador da natureza já terá recompensado a si próprio.
    Matas exuberantes. Coqueiros em profusão.Praias lindas.Para todos os gostos que possam imaginar.è comum ser dito que existem paraísos aqui e acolá.Certamente um deles é Belmonte.Para que tenhas uma afirmativa melhor te digo que outra Ana(a minha filha ) aqui esteve recentemente e já saiu decidida de comum acordo com seu companheiro a vir morar em Belmonte.Já está mexendo as providências para tanto.
    Procure no Google e encontraras endereçamentos de sites que te darão mostras do que falo. Não dou o endereço porque existindo mais de um não desejo e nem devo privilegiar ninguém.não vou botar azeitona na empada de nenhum dos existentes até porque todos são meus conhecidos e me estimam.Posso te informar que semana passada andou por aqui o Otávio Mesquita e será levado ao ar um programa mostrando Belmonte e suas praias e belezas.E neste final de semana esteve aqui também uma equipe do repórter Rodrigo Vianna junto com uma equipe de filmagens da Record e fizeram matéria local dentro de uma programação a respeito do Rio Jequitinhonha partindo de Diamantina.
    Travei conhecimentos pessoais com esta equipe por casualidade. Eu estava esperando o por do sol( resido as margens do rio ) e percebi a presença de outro com a mesma intenção.Era o Otavio.Prosa vai prosa vem e pronto.Para conhecer todo o time foi questão de momentos.estive proseando com alguns e ontem nas despedidas já existiam mais níveis de conhecimentos e camaradagens.Fiquei até de conhecer o blog do Rodrigo.Ele disse estar engatinhando um blog inclusive político.Não sei se vou cumprir o acertado.Quem me conhece e já me leu sabe o que eu penso do Macedinho dez por cento e não desejo colocar o jovem e educado profissional que me parece ser o Rodrigo Vianna em cheque.Tentar agradar eu não iria e tenho certeza que ele relutaria em publicar meus conceitos a respeito do famigerado e milionário bispo de araque.
    Ana já me alonga muito. è o meu defeito.Invejo a Sandra.Ela te passaria tudo que aqui eu desejei transmitir em poucas linhas.Fazer o que não é mesmo?
    Abraços e obrigado.

    Pacheco.

    Ana: estava esquecendo. Belmonte também pode ser acessada pela BR 101.Depois de Eunápolis existe entrada e vais passar pela fábrica(enorme de celulose da Veracel seguida de Barrolândia que já é território belmontense.por este caminho terás visões espetaculares de campos e mais campos de eucaliptos.cenários de endoidar qualquer fotógrafo.
    Eu moro próximo ao posto beira Rio. Um sobrado pintado de verde.basta perguntar a qualquer morador próximo e te apontarão o local.MI CAS ES TU CASA.Ao menos até o carnaval.depois disto nem eu sei para onde irei pois já estou avisado que a empresa pretende me movimentar.Na certa irei para outro paraíso baiano.RsRsRs.

  111. Branca de neve.

    Estás passando bem?

    Teu sono sempre é prejudicado pela bruxa não é?Bruxa invejosa e malvada.
    Não te preocupes porque o beijo de um príncipe te despertará.
    Por enquanto o melhor a fazer é convocares os sete anões para juntos pedirem ao Gerald que fique como está. Olha o Gerald não é muito chegado em estórias infantis mas não se recusará em ouvir um coro composto de Mestre,Zangado,Atchim,Dunga,Dengoso,Carpinteiro e mais um cujo nome esqueci no momento.
    Se necessário em mando o Pato Donald e outros para engrossar a turma.
    Deixa comigo e pode continuar dormindo.
    E se sobrou algum pedaço da maça eu agradeceria que me enviasses porque meu problema é que durmo muito pouco.
    Abraços e

    Muito obrigado.

    Pacheco.

    FELIZ.

    Lembrei agora. O nome esquecido do anão é Feliz.
    O alemão Alzheimer sifu hoje comigo.
    RsRsRs

  112. Do excelente ping-pong Targino x Sandra falando entre outras coisas em Deus eu retiro como de útil para mim o que mais gostei das jogadas de ambos.
    O Targino sempre eloqüente quase me arrasta de vez a descrença.
    A Sandra rebatendo e desferindo cortadas foi empatando e superando o oponente.
    Ai aparece o ou a Santanna e encerra o jogo.
    Placar final.

    CREIO EM DEUS.

    Ao menos até que outra barbaridade me seja mostrada pela televisão.
    Por enquanto o personagem Indeciso fica na geladeira.

    Agradeço ao Targino a Sandra e a Santanna.

    Obrigado.

    Pacheco.

  113. Ivo Veiga.

    Bom dia.

    De trens guardo doces lembranças.
    (Quando menino e morando em Santos de quando em quando ia com minha mãe de coração em visita a uma das minhas três irmãs de coração também) que ficou morando em Araraquara. Nós todos éramos de cidade também conhecida como morada do Sol.quando mudamos para Santos uma das irmãs já casada ficou por lá.Como fazem as boas sogras de quando em vez lá retornava minha doce mãe para meter o bedelho na vida tranqüila do casal araraquarense.
    E eu sempre fui à companhia da senhora Luiza. Pra tudo.Igreja,cinema,feira e também para passar escovão e encerar a casa.Era isto ou nada de matine aos domingos.Bons tempos aqueles.grandes recordações.destaque como disse para os trens da Araraquarense e para a Estação da Luz na capital.
    Aos meus olhos de então a estação era enorme. muitos anos depois já adulto eu a vi com outros olhos e fiquei espantado com o que me pareceu um encolhimento da citada estação.Claro que a estação era a mesma.Eu é que era outro.
    Ivo note como é prazeroso estar neste blog. De repente lemos algo de outro participante que nos faz sonhar e recordar de nossa própria vida.
    Obrigado por falar em trens.
    Ah, também quando eu entrei aqui pela primeira vez foi imaginando que estava entrando em um trem.
    Eu tinha até medo de entra. As conversas9comentários dos passageiros que falavam em Sócrates e Platão me assustou.Então eu vacilei pensando:Caralho,vou fazer feio nomeio de tantos escolados.Ai o vampiro literalmente me deu um pontapé na bunda e quando notei já estava sentado ao lado dos outro viajantes e travando conversa.
    O resto;bem o resto tem sido só alegria apesar dos reinaldos pedrosos da vida.mas nada é perfeito não é?
    Se fosse ninguém iria chamar e ofender um coronel boa praça do modo que você foi tratado por um imbecil que não sabe o que é Semancol.
    E eu não ficaria pensando que meus netos são os mais bonitos do mundo. E portanto não teria de concordar com o Targino que acertou ao me classificar de velho babão.O Targino acertou errando ou errou acertando.O babão eu admito mas não aceito o velho.
    Velho é o comunismo que embora enterrado insista em reavivar. Eu sou apenas um senhor em fase de remodelação.Ao menos tento.Inclusive sonhando com trenzinhos.

    Obrigado.

    Pacheco.

    OS- Recebi com surpresa convite via e-mail para entrar no Militar Cristão. tem algo a ver contigo direta ou indiretamente?

  114. Ralf Yussef

    VocÊ vai sumir de vez da internet ? Pôxa ! …
    Obrigado então…Gente como você vai fazer falta aqui na telinha.
    A Internet ta tão chata !
    Boa sorte.

  115. Cristina

    Se eu tivesse um blog publicaria os insultos, mas exigiria um cadastro, para a pessoa participar, tem gente que entra na internet que é sádica, e tem muito moleque que gosta de xingar, depois que o GNT exigiu cadastro dos participantes dos blogs do canal por assinatura tudo melhorou, o Gerald daria a senha para quem se cadastrasse. É a necessidade de controle e de estar com a verdade que faz a relação com as pessoas do blog demasiada. E tem o EGO do artista, a internet é o espaço dos SEM EGO. O máximo dos insultos que vi na internet foi a lista de sócios da Hebraica inteira xingando o Jabor de árabe e cineasta pornô quando ele disse que Israel tinha culpa nos atentados de 11 de setembro.
    Não sei qual a vivência do Gerald com americanos, já trabalhei em Chicago, não botaria muita fé num político de Illinois, o Partido Democrata não é muito diferente do Partido dos Trabalhadores em termos de corrupção, os americanos são mais inteligentes. Eu acho que o Obama vai acabar perdendo a paciência e dando uns foras, principalmente nas questões internacionais, e os judeus americanos devem ser mais raivosos que os brasileiros e os negros são muçulmanos e evangélicos vão pressionar Obama, que vai ficar entre a cruz e a caldeirinha, daí surgirão piadas racistas, piadas inferiorizando o presidente americano. O americano insulta mais que o brasileiro. Brasileiro é muito bonzinho.

  116. Gilsön

    Geraldão …bum dinha!!!Vc está ficando importante…convite do Sr. Obama Bin Landen p/ vc….quem diria…os economista, eu diria bruxos,estão prevendo que a economia vai melhorar só em 2010.2011.Muito texto,não li tudo….Alguns fieis já foram para o céu……morreram dentro da igreja é hilário……..!!!!História para boi dormir……A economia vai melhorar quando os EUA quebrarem os paises emergentes,ai eles emprestam grana,baixa os comodites, voltam a ter a economia na mão.Isso vai acontecer…..O dolar tem que chegar a uns R$ 8 ou 10 Reais….Isso vai acontecer.O Euro vale mais que o dolar,isso não é bom p/ economia americana……….Manda quem pode,se fode quem não tem nada.É assim q funciona.O Brog hoje tá chato.Podia falar da Igreja q caiu, seria mais interessante.A economia,Obama Bin Laden,Brazil,essas matérias já estão esgotadas….todos já sabem q é isso mesmo.Parece a novela das 8 , 9 , 10.Tudo sempre a mesma coisa.O Loco Meu…..Loucura,loucura,loucura…….

  117. Carol

    Cara! Não existe um texto seu, que eu tenha lido, onde o americano do norte não seja endeusado! Americano do norte não tem defeito! Minto, o único q saiu da fôrma com defeito, pra vc, foi o Bush! Mas com certeza foi uma anomalia, pq os americanos do norte são os predestinados! Putz! Cai na real!!!!

  118. Gilsön

    Pacheco meu fio,……escreve em brazileiro…fica mió!!!!!é hilário…………Meror roder do que ser rodido!!!!!!Como o Geraldão folou outro dia..” Merda do Brazil”.Merda por merda,só escrevendo merda hahahahahahaha.Tudo é uma grande Merda mermo!!!Alias PACHECO = PAssat+CHEvette+COrcel…não é lindo!!!!!!

  119. Gilsön

    Pq o Pracheco e o Geraldão Tomas não se falam por celular??????É p/ dizer p/ os outros o q estão conversando…assim ficar mais importante…é a crasse!!!!’Eu tenho um Brog”Isso dá Status……é hilário…Born to lose live to win

  120. Nina.

    Desidero dirlo che il gusto di dire con voi nondimeno le nostre posizioni relative alla politica è antagonistico nella generalità.

    Convivência pacifies ed i dialoghi è possibili quando entrambi i interlocutors vogliono.

    iDiferente me. E da là.

    S Dentirlo e meditar in che cosa non siamo nell’accordo.

    Gli stessi baccelli da fare rispetto ai miei positionings.

    Può essere quello dei nostri commenti uno compare terzo. Più raffinati e possibilmente vicino a verità di quelle che le abbiamo.

    Li nuota sta isolando e potremo insieme arrivare il buon termine.

    Attualmente stiva più occupato con le cure i miei nipoti che erano venuto dei San Paolo(Santos)visitarli.

    Già avevano restituito e stanno disponendo i miei impianti nel giorno. Fra le mie funzioni è di rendere a contatto migliore con voi la I will.farei questo molto brevemente.

    Fino a che non accetti grand’là io abbracci di vovô Pacheco che li desidera molto bene

    Un bacio di fraterno.

    Pacheco

  121. Obama tá com a faca e o queijo na mão pra ser o presidente mais fodástico dos EUA. Simples. Porque o Bush só fez cagada. Recentemente um supervisor foi despedido aqui na empresa, por quê? porque ele substituiu o melhor, uma coisa é assumir algo esculhambado e melhorar (questão de responsabilidade), outra é assumir algo que está definitivamente muito bom e manter na mesma linha.

  122. O Vampiro de Curitiba

    Da Nina:

    19/01/2009 – 09:29

    Enviado por: Nina (Vamp pedido pessoal, leia antes)

    VAMP
    Não consigo nem por reza brava colocar esse meu comentário no post acima, está bloqueado prá mim, não me pergunte pq. Veja se consegue copiar e colar lá prá mim, por favor, favorzão! É importante…. DIGA EM MEU NOME. Me avise se conseguiu por favor, meu e-mail vc já sabe

    Estou indo, mas ontem ao me despedir cometi a gafe de não deixar nenhum contato, foi a emoção da coisa, enfim…
    Pacheco, Garganta, Luciana, Cristina, Everaldo (que já se foi), Samuca (adoro falar de música, é minha vida), Targino, Ekran, Collor, Reinaldo, Fábio e espero não ter esquecido de ninguém com quem conversei e me fez alguém melhor.

    Meu contato é Nynnah.nina@gmail.com
    Só não me façam pergunta sobre o blog pq eu não sei e não respondo, como já tem acontecido.

    Isso aqui foi a melhor experiência virtual que eu já tive, como uma estrada, sem fim, como uma Highway.

    Por isso, como sou hipermusical, deixo minhas saudades em palavra/poesia do Gessinger, e acho que todos vão entender….

    Você me faz, correr demais
    Os riscos desta Highway
    Você me faz, correr atrás
    Do horizonte desta Highway
    Ninguém por perto
    O silêncio no deserto
    Deserta Highway…

    Estamos sós
    E nenhum de nós
    Sabe exatamente
    Onde vai parar
    Mas não precisamos
    Saber prá onde vamos
    Nós só precisamos ir
    Não queremos
    Ter o que não temos
    Nós só queremos viver
    Com motivos, e objetivos
    Estamos vivos e isto é tudo
    É sobretudo, a lei
    Da Infinita Highway…

    Quando eu vivia
    E morria na cidade
    Eu não tinha nada
    Nada a temer
    Mas eu tinha medo
    O medo dessa estrada
    Olhe só, vê você
    Quando eu vivia
    E morria na cidade
    Eu tinha de tudo
    Tudo ao meu redor
    Mas tudo que eu sentia
    Era que algo me faltava
    E à noite eu acordava
    Banhado em suor…

    Não queremos
    Lembrar o que esquecemos
    Nós só queremos viver
    Não queremos
    Aprender o que sabemos
    Não queremos nem saber
    Com motivos, e objetivos
    Estamos vivos e é só
    Só obedecemos a lei
    Da Infinita Highway
    Highway! Highway!…

    Escute, garota
    O vento canta uma canção
    Dessas que uma banda
    Nunca toca sem razão
    Me diga, garota
    Será estrada, uma prisão?
    Eu acho que sim
    Você finge que não
    Mas nem por isso
    Ficaremos parados
    Com a cabeça nas nuvens
    E os pés no chão…

    -Tudo bem, garota
    Não adianta mesmo ser livre…

    Se tanta gente vive
    Sem ter como viver

    Estamos sós e nenhum de nós
    Sabe onde quer chegar
    Estamos vivos, sem motivos
    Que motivos temos prá estar?
    Atrás de palavras escondidas
    Nas entrelinhas do horizonte
    Dessa Highway
    Silenciosa, Highway!
    Highway!…

    Eu vejo o horizonte trêmulo
    EU TENHO OS OLHOS ÚMIDOS
    Eu posso estar
    Completamente enganado
    Eu posso estar correndo
    Pro lado errado
    MAS A DÚVIDA É O PREÇO DA PUREZA
    E É INÚTIL TER CERTEZA
    Eu vejo as placas dizendo
    Não corra, não morra
    Não fume
    Eu vejo as placas
    Cortando o horizonte
    Elas parecem facas
    De dois gumes…

    Minha vida é tão confusa
    Quanto a América Central
    Por isso não me acuse
    De ser irracional
    Escute, garota
    Façamos um trato
    Você desliga o telefone
    Se eu ficar muito abusado
    Eu posso ser um Bealte
    Um beatnik, ou um bitolado
    Mas eu não sou ator
    Eu não tô à toa
    Do teu lado…

    Por isso garota
    Façamos um pacto
    Não usar a Highway
    Prá causar impacto
    110, 120, 160
    Só prá ver, até quando
    O motor agüenta
    Na bôca em vez de um beijo
    Um chiclete de menta
    E a sombra do sorriso
    Que eu deixei…

    Numa das curvas
    Da Highway
    Highway!
    Infinita, Highway!
    Highway!
    Infinita, Highway!
    Highway! Highway!
    Highway!…

    BEIJOS

  123. O Vampiro de Curitiba

    Nina, como assim?
    Seu comentário não entra neste post?
    Ué, mas entrou no anterior.
    Se tivesse algum bloqueio do IP, não entraria em nenhum post.
    Vou verificar e ver o que está acontecendo.

  124. Luciana

    E será que a visão que certas pessoas têm da vida, o que elas dizem ser a realidade crua e nua, sem fantasias, sem sonhos, sem imaginação, sem ingenuidade, não é também um conto infantil só que do lado do mal Os que pregam essa visão para os outros são cheios de ilusões, fantasias , imaginações, arquitetações da mesma forma, só que escondem o lado lúdico, infantil,fantasioso, e se dizem práticos, realistas como forma de convencer as pessoas mais sinceras, mais transparentes que o mundo é cinza, é árido, insípido e que o mundo colorido, cheio de sonhos e realizações gratificantes não existe que é mais um produto da imaginação fértil dos incautos.Puro engano, eles tentam e vivem suas vidas para esconder este mundo subterrâneo da fantasia, do sonho ,da imaginação, que neles transborda,dos incautos e ignorantes.Como destruir, como trancar um caminho senão no que a pessoa tem de mais forte e verdadeiro que são seus sonhos, imaginação e fantasias.

  125. Luciana

    A Branca de Neve está adormecida pelo veneno da bruxa má e malvada numa região muito profunda de difícil acesso de todos nós.Todos nós queiramos ou não confessar sentimos a perda da pureza de uma forma ou outra, e o príncipe este cavaleiro imponente nos conduz rumo ao retorno deste mundo perdido.

  126. Anderson Girolla

    Bom dia,
    Sinceramente tenho medo dessa Obamamania. Se eu morasse lá, com certeza votaria nele, faria campanha e todas essas coisas. Porém não iria criar essa expectativa toda. O mundo todo parou, cruzou os braços e esta esperando o que obama vai fazer.
    Acho que essa idolatria( talvez nao seja essa palavra) nos deixe meio cegos.
    Afinal, ele é so um homem vai cometer erros, e não ira consertar tudo na primeira semana, primeiro mes, e olha, nem no primeiro mandato.
    Meu medo é justamente esse: as pessoas na urgencia de resolverem seus problemas ficarem impacientes e o “sacrificarem”. Tipo: “ta vendo sabia que esse cara nao ia dar conta” “viu o que da colocar um negro la?” e esses comentarios q eu nao endosso, mas tenho medo q serao proferidos.
    Torço por uma boa administraçao do Obama, mas torço muito mais pela compreensao do povo, de que tudo isso q esta acontecendo esta acima das capacidades dele sozinho.

  127. Luciana

    Todos cedo ou mais tarde, em algum momento de sua vida, se deparam com essa região de dificil acesso, onde a Branca de Neve dormece.É onde está a nossa consciência(Branca de Neve)E dessa ninguém escapa.Não é o mundo que nos condena ou nos absolve (porque os grilhões por mais concretos que sejam , são sempre ilusões) ,é a nossa consciência.

  128. Branca de Neve sem os sete anões...

    Obrigada pela simpatia de vocês, queridos. Realmente luciana disse bem, tocou o meu coração. Desculpem o meu desabafo, mas precisei. Ainda mais que o meu querido pai está doente, aqui em casa, quase não tenho tempo para mim e o meu noivo, que é professor de história.

    Gerald, o fim do seu blog será uma grande perda para todos nós que buscamos um contentamento nos nossos dias nem sempre bons. Seu blog é a luz de meus dias frios.

    Agora preciso me ausentar, amigos, continuem o diálogo sem mim, porque está muito bonito.

    Marianne XXX

  129. Aninomyous

    Oba ma que dia lindo! hehehehe…vou inspirar fundo….ssssssssss cof cof cof cof….hehehehe eita São Paulo…

    Meu! se o Mr. President chorar na posse, disser que foi Humilde e que ‘Nunca antes na história deste país’ então estará imitando o Mr. President Tupiniquim…hehehehehe…legal, vai ser um Show, imagine! se vai ter como ‘expectador’ até um genial dramaturgo, imagine os que são idealizadores da festa…né não?

    Não liga pra essa gente desbocada, recalcada, frustrada e derrotada, elas sabem o que fazem pois querem lhe sabotar…os campeões não vencem sempre, são assim porque nunca desistem e competir, ter competência já é vencer…os derrotados são assim por algum motivo de atitude pessoal deles…eles são assim sem sequer buscar sair disto…tem gente que vc so ve feliz na mó miséria e isolamento melancolicos…liga não que isso é um tipo degenerado de masturbação.

    Espero continuar lendo aqui por muito tempo, que vcs encontrem tempo e paciência para prosseguir, eu vou volta e meia estar comentando para discordar ou concordar mas não para contrariar…se não acontecer, já valeu mesmo assim…um grande abraço, tudo de bom e muita sorte a todos.

  130. Liz

    Estamos TODOS ansiosos, como se a posse do novo presidente dos EUA fosse a posse de uma espécie de presidente do mundo. Não dá para negar isso! Todos nós, de todas as nacionalidades estamos esperando uma mudança. O que não conseguimos em solos nacionais, procuramos em outros lugares. Mesmo pq quando ficamos carentes é isso o que acontece. A esperança é forte. A mudança pode até ser psicológica….Claro que pode! Não tem problema! Mas, Já dá um gás a mais para conquistar coisas mais concretas! A política norte-americana tomou proporções tão expressivas que assistimos um mundo inteiro interessado nela, cada vez mais.

  131. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………..Ingrato..!………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………Idióta..!………………………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………….
    ………………………………………..Que mais..?………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………

  132. Pacheco.
    Qual o problema de ser velho?
    A gente somos velhos, mas somos felizes.
    Poucas pessoas conheceram a maria fumaça, o Ford bigode,
    o telefone de manivela, o caravele, o Zepelim, o puxa puxa,
    o quebra queixo, o cinema mudo, o gordo e o magro
    Vicente Celestino, Francisco Alves,
    Derci Gonçalves em plena juventude,
    tantas lembranças que eles nunca terão.

  133. Carol B.

    Gerald,

    eu acho qeu você deveria, sim, fazer um relato sobre a posse. Não como repórter, que você não é, mas sobre a emoção sentida, vai ser grande. Ficaria grata se a divisse conosco.

  134. Ana.
    Leia o meu comentario das 16:15

  135. gthomas

    Vera Lucia

    Conserte o TEU Brasil e nao derrame ODIO pelos paises que deram Certo. SE o teu gigante adormecido esta morrendo entorpecido, nao desconte em mim e , alias, va trabalhar e saia do computador.

  136. KY

    STJ decide o que é essencial ou supérfluo em penhora de bens do devedor.
    As decisões do Superior Tribunal de Justiça mostram que a penhora (apreensão judicial de bens, valores, dinheiro, direitos, pertencentes ao devedor executado) não pode ser feita sobre qualquer propriedade do devedor. A Lei n. 8.009, de 1990, garante a impenhorabilidade do chamado bem de família. Isso significa que o imóvel residencial próprio do casal ou da entidade familiar é impenhorável e não serve para pagar qualquer tipo de dívida civil, comercial, fiscal, previdenciária ou de outra natureza, feita pelos donos, pais ou filhos que sejam seus proprietários.
    Deveriam fazer valer em todos os Tribunais,inclusive no do Pinóquio,mais ao sul,onde todo tipo de “Patranha”é permitido para SURRUPIAR os direitos das vítimas e locupletar os beneficiários da “Patranha”.
    A ilicitude só é possível ser realizada com a conivência do juíz,estes negócios de permitir o que a lei proibe,coisa de gente ORGANIZADA,poderia também ser BANDO,mas o mais lamentável é VERIFICAR, quem deveria AGIR por dever de Ofício está à PACTUAR e a dar GUARIDA(optando pela velha mas não menos NEFASTA tática da OMISSÃO e do ENGAVETAMENTO).

    Nada adianta o STJ fazer assertivas, e no caso concreto sair pela tangente como forma de proteger e permitir que as togas IMPLICADAS continuem com seus prósperos negócios Imobiliários.
    O próprio STJ,perempetoriamente tem feito como PILATOS,quando análisa condutas que envolve os Onipotentes da toga, que pertencem a Tribunais Estaduais.

  137. Cristina e seu comentário das 12.28hs.

    Endosso plenamente êsse seu comentário – bom senso, conhecimento, enfoque geral sem comprometimento com a “paixão”!

    Metrópoles? Rigorosamente iguais e com os mesmos problemas bàsicos – em qualquer lugar do mundo.

    Beijão pra você e bom dia!
    Susan judia

  138. Liz

    Cada vez mais esperamos do outro o que não conseguimos, ou o que não temos a coragem de fazer por nós mesmos. Temos medo…ah sim, porque o risco de errar é grande e há sempre uma justificativa que nos paralisa. É por isso que estamos assim hoje, vendo o mundo confiante num governo externo e com a esperança de que as coisas irão mudar para melhor em todos os lugares. Nossos governantes deveriam envergonhar-se!!! É muito triste tudo isso.

  139. ……………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………….apesar das,……………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………..ofensas,…………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………….vou te pedir,…………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………….um favor..!…………………………………….
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………..Tíra,….JÁ,……………………………………….
    ……………………………………………………………………………………………………..
    ………………………………………………DAÍ de cima,………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………..
    …………………………………………….esse convíte,…………………………………
    …………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………….pelamorde DEUS..!!!………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………..Nem em BAILE de debutãnte
    ………………………………………………em……………………………………………….
    …………………………………………..Birigui,…………………………………………….
    ……………………………………tem,…ISSO..!!………………………………………..
    ……………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………….
    ……………………antes que mais,….gente,…..Vêja..!…………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………………………………………………………………………

  140. Gilson e seu comentário das 7.37hs…

    … “Alguns fiéis já foram para o céu … morreram dentro da igreja – é hilário” …

    Gilson sua colocação foi, no mínimo, infeliz!!! Desqualifica, de imediato, quaisquer argumentos seus para se aprofundar em quaisquer assuntos, mesmo os de ordem “economica”, não?

    PS.: Não sou religiosa – sou atéia. O DEUS QUE TENHO DENTRO DE MIM CUMPRIMENTA O DEUS QUE VOCE NÃO TEM DENTRO DE SI, enquanto ser humano!!!

    São Paulo está enlutada por mais essa tragédia – 9 mortos e muitos feridos.

  141. Renato

    Ao amigo José Pacheco (me perdoe se achar que o “amigo” é forçação de barra, mas depois de ler tantos textos seus por aqui, sinto como se te conhecesse um pouquinho).

    Li o belo comentário que você escreveu no post anterior, quando colocava suas dúvidas a respeito da existência de Deus, tendo em vista as atrocidades cometidas no dia-a-dia. Afinal, se Deus existe, como ele pode permitir tamanhos absurdos? Por que não fulmina alguns com seus raios e ponto final? Acho que esse era o questionamento principal.

    Creio em Deus, mas de uma maneira muito particular, nada ortodoxa (mando saudações, ofereço-lhe cerveja – ok, são belgas, afina, um mínimo de respeito se faz necessário, não – e xingo-lhe em algumas oportunidades).

    Essa minha crença nada ortodoxa, me leva a crer que, se por um lado, o cara lá de cima gosta muito de nós, por outro lado, tem um senso de humor muito peculiar – criou as belíssimas cachoeiras, mas deixou também alguns borrachudos por lá; criou o ser humano e o Paulo Maluf, enfim, vocêr entendeu, para tudo há alguma barreira, alguma dificuldade a ser vencida, de preferência com um sorriso, que indicará ao Criador quem merece entrar no Paraíso ou no manicômio.

    Daí que, para mim, a maior dádiva que ele nos deu foi o livre-arbítrio. Imagine que inferno um Deus atuante me dizendo a cada minuto o que devo ou não fazer. Mais que um belo pôr do sol, muito mais que uma maravilhosa luz da lua (escuto Clair de Lune agora), acho que o melhor que ele nos ofereceu, além da vida, foi a liberdade para fazermos o que quisermos de nosso destino. Se fazemos bem ou mal, é problema nosso – a parte Dele, ele já fez, que era justamente nos dar o instrumental e o belo cenário. Se recebemos o dom da inteligência, mas elegemos o Clodovil e poluímos o rio, concorda que ele não deve perder muito mais tempo conosco?

    Eu adoro o livre-arbítrio. Que me perdoem Jesus e os apóstolos, mas eu não teria a menor paciência de andar com eles. Mas Deus não nos obriga a isso, não é? É com meus amigos – e não com o padre – que me sinto mais perto de Deus.

    Grande abraço

  142. Liz

    targinosilva,

    Dei tantas risadas como teu comentário das 11:21 que já me tirou toda a urucubaca que parecia o dia me reservar! Agora estou pronta para o front! rsrsrs

  143. Fico comovida, por voce estar de mãos tremulas, que lindo….
    E como é lamentavel …..
    Voce Gerald esta vibrando com toda esta festa, os balões as bandeirinhas o Obama andando de Trem , sendo ovacionado , a primeira Dama fazendo aniversario no Trem que ” Coisa Meiga “,
    se nós aqui no Brasil fizessemos uma festa desta, voce provavelmente estaria acabando literalmente em palavras com tudo, pois logico, lindo é o Obama e o EUA , chega !
    Espero que o Obama conserte a porcariada toda da Economia mentirosa que os EUA vem fazendo durante anos, prejudicando milhões de pessoas e paises no mundo inteiro,espero que ele faça sim um exelente governo, que trabalhe para melhoria da sociedade americana, que trabalhe com a verdade, que não fique tão preocupado em dar “pitacos” no quintal dos vizinhos e que cuide sim da casa dele pois tem problemas enormes para resolver.
    Querido Gerald fique com Deus nos EUA, nos aqui estamos necessitando de brasileiros, dispostos sim a enaltecer o que de bom temos aqui, não babar somente pelo EUA.

  144. Cristina e seus comentários de 12.40 e 12.56hs.

    “Show”!!! Pertencemos ao mesmo “clube”! O avançar da idade nos traz auto-conhecimento. Não temos que “provar nada” para mais ninguém – principalmente para nós mesmos, “né, Cris”?

    Susan judia

  145. Cristina

    O problema de se morar em vários lugares é que a vida perde a linearidade, viramos o oceano de cultura, talento e conhecimento com dois dedos de profundidade. Não conhecemos o Brasil profundamente, não conhecemos os Estados Unidos profundamente e nem a Europa profundamente, e nem nós mesmos, nós não conhecemos nós mesmos, ou nos desconhecemos às vezes.
    Estão botando fé demais no Obama, ele não tem toda esta potência de salvação, e como diz o título em português de um filme do Steve Martin, “fé demais cheira mal”. Sou cética, talvez o ceticismo seja uma defesa para evitar futuras decepções, mas não me decepcionei com Lula, pelo contrário, o retirante de Garanhuns surpreendeu, mostrou profundo conhecimento do Brasil e dos brasileiros e a experiência no sindicato valeu para a presidência. Obama terá que consertar erros graves do governo Bush, sem experiência administrativa vai virar refém dos caciques democratas. Vamos torcer para dar certo, sem grandes entusiasmos e euforia. Eu não gosto de euforias e adrenalinas, prefiro um estado constante de paz. Pelo que entendi a vida em Belmonte é parecida com a vida na Ilhabela, com a diferença que São Paulo é um estado rico, fila nos bancos todos os dias, não dá nem para reparar se tem gente pegando Bolsa Esmola. Aqui não tem crise, pelo contrário, nossa crise é outra, gostaríamos de frear o cre$cimento econômico.

  146. Guilherme

    ah vc é judeu é? Nem sabia… mas isso muda o quê, exatamente?
    Boa festa de posse pra vc, e boa posse pro Obama.

    Que os Estados Unidos NÃO continuem nos trilhos em que sempre estiveram, com o novo presidente. São os votos desse brasileiro e espírita (não que isso faça alguma diferença).

    O problema não é ser estadunidense, é ser um estadunidense típico.

  147. Cristina

    Quem mora numa megalópole não tem idéia da riqueza do estado de São Paulo. O trecho entre Guarujá e Rio de Janeiro é conhecido como a Riviera brasileira, cenários deslumbrantes, praias paradisíacas. Vivemos no Paraíso e não sabemos. Ou sabemos? Mesmo o morador do Rio de Janeiro … pensei depois … ele ama sua cidade, ama morar no Rio de Janeiro, ama a vista para o mar … Nós não estamos recalcados!

  148. Sue e seu comentário das 13.00hs.

    Sue … também fomos “condicionados” a exaltar o nosso Hino Brasileiro e o cantávamos todos os dias, quando criancinhas e adolescentes, nas nossas escolas.

    A lembrança mais marcante dêsse nosso período, no entanto, nos remete ao sistema de governo que por aqui existia – a ditadura militar. Todos nós – civis e militares – éramos obrigados, pelo “comando superior”, a “defender e glorificar nossa Pátria”.

    Continuamos, hoje, defendendo, criticando e glorificando nossa Pátria, porém de modo espontaneo e com liberdade de expressão – até mesmo para “descer o porrete” nos nossos governantes … que não governam sòzinhos e somos nós os responsáveis diretos por “estarem lá”.

    Nosso Hino Nacional, hoje, é lembrado e cantado a plenos pulmões nas competições esportivas e ísso já nos basta – sinal que, de alguma forma, o cantamos em condições de alegria e confraternização geral. Bandeiras nossas … fincadas nos quintais de todas as casas? Não temos esse hábito – só isso.

    Beijão pra você e bom dia!
    Susan judia

  149. Cristina

    Cada ano que passa vejo vantagens na velhice, é uma boa fase da vida, mais serena e sem ansiedade, pelo menos no meu caso. Teve um dia neste blog que senti adrenalina, realmente discordo da opinião do Gerald sobre toda esta história de competição, sucesso, importância. Gastei uma fortuna para perder o meu ego, e considero o blog um bom espaço para quem realmente quer perder qualquer traço de vaidade intelectual.

  150. Carol

    Oiii GT!!! É Meu PAÍS (BRASSSSIL) que está morrendo? Os EUA deram certo? Acho que vc não está observando o que está acontecendo no mundo!

  151. Sue ( Faltam menos de 24hrs...)

    Puts , Querido Gerald,

    Quer matar a gente do coracao….Na primeira impressao (e olha que eh essa que fica)…agente se desespera…e muitos se sentem abandonados…..
    Mas depois relendo com MUITA calma…e vendo seus comentarios…ufa!!! Tranquiliza….

    Nao nos **abondone jamais**….

    Voce um **Work Hard** , tem sim que escrever muito para Teatro (estou doida…contando os dias para assistir algo seu no teatro,nao tive essa oportunidade ainda),dirigir, fazer(escrever) o Blog , escrever artigos para revistas do mundo…jornais, ….pensar…escrever e-mails para os amigos,cuidar das pessoas amadas que estao a sua volta , fazer o bem ao proximo…..e principalmente se divertir e cuidar de voce!!!
    Ufa!! Voce consegue sim….com maestria como nimguem…..

    Continue, nao nos abandone …..NUNCA !!!

    Beijos

    Amanha o dia do **comeco** da virada….Nossa como queria ser uma das milhoes de pessoas que em Washington estara…..
    Ontem assistindo aos show , U2…Bonno arrebentou…..

    Nao sou (somos) ingenua , sabemos que nem que Obama fique 8anos la..(dois mandatos) , nao conseguira fazer **milagres** , pois nao governa sozinho….e reconstruir NAO EH FACIL….mas tenho(temos) a certeza…que pelo menos…dara um freio na **situacao** mundial…e que PIOR que Bush deixou…nao ira ficar!!!
    E o Americano , tera ainda mais motivos para se orgulhar do Pais , …., continuar amando sua patria !!!
    (Pois uma coisa que admiro no povo Americano…e o Patriotismo, as bandeiras Americanas estao em 90./. das casas o ano inteiro, e nao so perto de 4th July),fora as criancas desde Day Care (Maternal) aprendem a respeitar o Pais , seus idolos,cantam todos os dias o hino…enfim , sabem a letra inteirinha e o que significa cada palavra dela …

    Boa Viagem…curta tudo, sinta muito…depois(me) nos conte
    TUDINHO !!!!

    Beijos , Boa Semana…..

    **Tche** Cuida….

    **** Hoje Martin Luther King Jr. Day ****

    Beijos

    Susan Clayre

  152. Ontem assistindo a um noticiário me lembrei do GT falando das futilidades que interessam o brasileiro com relação ao exterior… foi quase um bloco falando da “ansiedade” com relação ao vestido que a new primeira dama vai usar na posse… é foda!

  153. Falei tanto das nossas “picuinhas” com relação aos americanos dos USA … e que a gente não encontrou, ainda, o “método” de transformar uma “gota d’água” em “rios de dólares” e …? (rs).

    Enalteçamos nossas “belezuras” (US$!!!) e tentemos somar forças para acabar com as nossas “feiozuras”, tá? Em tempo: não é “jargão” da Dra. Marta, não! Aquela … só enxerga as “belezuras próprias”!

    Comecemos pela festa do “esperança-Presidente-mundial-Obama”! Está movimentando uma “nota e tanto” e … estão resolvendo, pelo menos imediatamente, o “problema” dos comerciantes, lojistas, hotéis, etc… etc… lá de Washington
    e adjacencias – e põe adjacencias nisso.

    Vamos acabar com essa “dor de cotovelo” pela “festa do outro Presidente” lá, minha gente?

    Pensemos: aqui, quando ocorre uma “festança popular dessa” … a gente “esculhamba” nosso povão e os rotula de bregas, poetas, sonhadores, mercenários, “tapados”, etc… etc…

    Isso … sem esquecer que o próprio Presidente é “de-to-na-do” pelos seus adversários, não? Sempre “achei” que a gente, mesmo sendo do contra, tem “que torcer e batalhar, como cidadãos, para dar tudo certo” – gostemos ou não do Presidente; tenhamos votado nele ou não.

    Showmício. Posse de Presidentes nossos? Ah … aqui os nossos Presidentes “desfilam em carro aberto”, lembram-se?

    Será que os “americanos pagam do bolso próprio” para essa festança? Nós? Pagamos! Êles também, é claro – com crise ou sem crise, certo?

    Pois é, né (rs) … é difícil agradar “gregos e troianos” e nós brasileiros adoramas essas “picuinhas” – do nosso quintal e do quintal alheio …

    Um bom dia para todos vocês – todos nós!

    PS.: Aposto que a 1a. dama usará um vestido, amanhã, que vai “render milhões e milhões” de US$ com a venda de zilhões de revistas! Vai lançar “moda”, inclusive e … “cést la vie” …

    Susan judia

  154. Cristina.
    Concordo com voce.
    É fé de mais no Obama.
    Até como modelo matemático esta furada.
    Estão apostando tudo numa única ficha.
    Não é assim que se joga.
    A principal preocupação do jogador não deve ser ganhar premio principal,
    é ficar no jogo, assegurar prêmios menores,
    permanecer no jogo para ganhar o premio principal.
    Jogo é investimento a médio e longo prazo.
    Um jogo é bom quando os seus prêmios menores,
    mais fáceis de ocorrer, são bons.
    A Caixa ainda não viu isso.

  155. Aninomyous

    Esse é muito longo, se ficar chato, massante, etc. por favor apagar na moderação:

    Responderei pra Sandra Quântica:
    O que, no texto é falso?
    Nada é falso, tudo é autentico, eu discordei apenas na parte onde há uma polêmica, tipo sobre a existência ou não de Deus, sobre Arão ter inventado, plagiado, copiado…Moisés, etc…porque não sou crente, não da forma tradicional, leio tudo e inclusive os livros dos Ateus…tipo “Sinto Muito, mas Jesus Cristo não Existiu” de Alfredo Bernacchi, onde ele afirma e reafirma suas convicções baseado em suas verdades, por exemplo:
    “2 – A TEORIA DA NEGAÇÃO DA PROVA:
    O Espirocentauro é um animal raro. Eu digo que
    existiu. E cheguei a ver um. Acho que era de outro
    planeta… Você diz o quê?
    Conhece um? Já ouviu falar? Viu alguma foto? O
    som do seu grito?!… Não?!… Então você não pode
    duvidar. Que pena!… Pois é… Ele era muito lindo,[…]”
    ou
    Quando os Judeus chegaram em Roma e
    Alexandria [Egito] e se depararam com uma religião
    passada de geração em geração através da tradição oral,
    várias crendices populares e supertições locais [tipo rezar
    para o deus sol], decidiram introduzir ali a nova religião
    que traziam. Em pouco tempo o Cristianismo, [Hein?!…Cadê o Cristo?!] com sua filosofia simplista e sedutora,
    conseguiu conquistar as pessoas comuns, servos,
    serviçais, escravos e, posteriormente, os senhores, os
    reis, rainhas e imperadores.
    Crestus, que era o nome de um dos messias dos
    essênios [Um povo judeu – Vou falar muito deles ainda],
    foi o nome pelo qual os judeus optaram em chamar o
    “salvador” de seu povo e foi assim que surgiu o nome
    Cristo [posteriormente]. Baseado também nas crenças e
    modo de vida dos essênios, onde bens materiais eram
    divididos e os problemas pessoais pertenciam à toda a
    comunidade, a nova religião que chegava conquistou os
    escravos e as pessoas mais humildes. Além disso, Crestus
    era um nome extremamente comum na Judéia e Galiléia
    por isso muitas referências encontradas não se aplicam
    ao Cristo do Cristianismo.
    Jesus foi inventado para atender à tendência religiosa e mística de uma época.
    Quando o Cristianismo [que viria a ser o de Jesus Cristo] começou a elaborar sua doutrina teve grandes dificuldades em conciliar fé e razão por isso fez várias adaptações com lendas pagãs e Deuses solares.

    O Jesus dos Evangelhos não é um ser real,
    que existiu, mas sim um personagem criado em cima da
    visão religiosa sobre Brama, Buda, Krishna, Mitra,
    Horus, Júpiter, Serapis, Apolo……
    Se pergarmos o mito de Hórus, que surgiu milênios antes
    do suposto nascimento de Cristo, vemos que:
    Hórus foi o Deus solar e o redentor do egípcios.
    Hórus nasceu de uma virgem.
    O nascimento de Hórus era festejado em 25 de
    dezembro.
    Hórus também era considerado a luz, o bom pastor.
    Hórus realizava feitos milagrosos.
    Hórus teria 12 díscipulos(uma alusão aos 12 signos
    de zodiaco governados pelo sol).
    Hórus ressuscitou um homem de nome Elazarus
    (Cristo ressuscitou Lázaro).
    Um dos títulos de Hórus é “Krst” (Cristo?).
    Se analisarmos mais acuradamente percebemos
    que o mito da virgem grávida, que foge de Herodes em
    direção ao Egito, para salvar o filho(Jesus) que carrega
    em seu ventre não é nada mais nada menos que uma
    reinterpretação da lenda de Ísis e Hórus fugindo de
    Seth.
    Se analisarmos outros mitos como os de Mitra,
    Adônis, Krishna, Átis, entre outros, vamos encontrar as
    fontes sob as quais o cristianismo foi inventado.
    28
    [Ou seja, essas lendas primeiro inspiraram o
    Cristianismo antigo, de Crestus dos Essênios e deste
    foram colhidos os dados para a composição da Bíblia,
    representando o Cristianismo da invenção Jesus Cristo]
    Em 3.500 a.C temos Krishna [outra mitologia] que
    também nasceu de uma Virgem, chamada Devanaguy,
    que foi avisada com antecedência sobre a concepção de
    seu filho-deus e qual nome daria à criança:
    Krishna(Cristo?). Uma profecia dizia que Krishna
    destronaria seu tio, o Rajá. Por causa disso a mãe de
    Krishna foi presa numa torre para não ser concebida por
    ninguém.
    (do livro)

    etc. etc. etc., não vou expor o livro inteiro, (até para não quebrar direitos autorais) mas eu queria tomar ele como ponto de partida da minha discordância…falso seria se tudo isso fosse verdade, mas ele também não prova a inexistência de Deus, e ligar as coincidências existentes me leva particularmente a considerar que é a mesma divindade que se apresentou para os Indus, para os Judeus, antigos povos pagãos, e se quiser se apresenta para os Marcianos, ou reptilianos se eles existirem, para os …o que me traria dúvidas seria essa divindade se contradizer ao invés de ser coesa e se fazer revelar ‘sempre nas mesmas historias’…
    outra coisa,

    Do lado dos Cientistas foi dito que na epoca de Moises estava um corpo celeste atravessando a região lá do Egito, por causa das manifestações físicas e gravitacionais ocorreram então as sete pragas do egito e quando abriu o mar vermelho o corpo estaria caindo, e fragmentos causaram aquela barreira de fogo contra o exercito do Faraó…observe que ‘existiram’ as manifestações e todas foram extremas coincidências…oras, eu particularmente tive na minha insignificante vida diversas extremas coicidências e cada um acredita ou aceita o que quer…tive perdas irreparáveis, mas antes de tudo a honra de conhecer, pertencer e participar de…por aí vai…e neste ponto eu encerro dizendo que logico que não há registros do Cristo, afinal o temor do Imperio era exatamente ele, não é de se duvidar que foram abafados e perdidos todos registros que eles pudessem se desfazer, tais como julgamento com Poncio Piatos ou o que for….portanto eu achei equivocado e jamais falso.

    Temos algum poder no mundo?
    Temos o poder de viver, presenciar, contemplar, testemunhar…podemos sim influenciar ou melhorar partindo de nossas atitudes, somos um a mais ou um a menos a praticar coisas boas ou más.

    Não fomos passados para trás pela Índia e Coréia?
    Não sou bom em política…mas, considero que pelo contrário, aprendemos e lucramos muito com India e Coreia.

    Não odiamos o vencedor e damos um tapinha nas costas do perdedor?
    Não generalize, eu adoro vencer portanto me confraternizo com vencedores, aos perdedores eu procuro inspirar e estimular, porém somente quando ‘perdedor’ não é o ‘estilo de vida’ da pessoa.

    Não apadrinhamos o coitadinho?
    O Brasil tem sim muito disto, não sou contrário, mas também não quero ser apadrinhado desta maneira, porque geralmente os que fazem isso querem fama, reputação, prestítio, propaganda, etc. tudo em cima disto…

    Não odiamos os EUA e consumimos seus produtos, inclusive Internet?
    O Brasil? que isso, pode ser que vocês falem das Zelite, que pagam pau pras Europa ou sei lá oque, o brasileiro comum, miscigenado gosta da cultura de todos e dos lugares bonitos/ paradisíacos de todos e das mulheres bonitas de todos lugares do mundo… 😛

    Nosso consumo cultural não é a novela, o samba, o futebol e a capoeira?
    Particularmente curto Blues, Rock, Metal, Classic, Musicas instrumentais, etc. ao futebol e capoeira prefiro natação ou ciclismo, Karatê, Kung Fu, Ninjutsu, Krav Magá, Jeet Kune Do, Vajramushti, filmes de ação para assitir, em esporte muié jogando volei 😛 … hehehehehe… pra fugir da sua generalização.

    Em vez de lei, não queremos justiçamento? Nossas prisões não são piores que Guantânamo?
    Psiu! não espalha…!!! brincadeirinha, a verdade é quase isso, morre mais gente no Brasil do que nas áreas de conflitos e guerras, mas não é uma ‘revolução’ e nem parte do ‘estado’, talvez um pouco de omissão ou corrupção, porém a violência é do próprio povo para com ele mesmo…

    Gerald mentiu?
    Não.

  156. Renato.

    Comentário às 12h12min.

    O uso da palavra amigo me agradou. Entre outras é uma das buscas que faço no blog..Devemos sim nos tratar todos como amigos.
    Infelizmente existem aqueles que entram já deixando claro e implícito que estão sempre para bagunçar o coreto. Principalmente do hospedeiro que via de regra é mais atacado que debatido.Pior ainda são os que insistem em fazer leitura errada dos artigos.enxergam tão somente o que desejam.E torcem até mesmo as verdades e as apresentam como mentiras.tentam justificar seus ataques.Pode-se afirmar que guardadas as proporções são verdadeiros terroristas.Querem destruir e arrumam uma causa para justificar seus atos.
    Renato somará tuas observações a outras aqui obtidas. Concordo com quase tudo que você disse.
    Saberei usar estes raciocínios nos meus momentos de duvidas.
    Agradeço-te muito.
    Receba um abraço amigo.

    Obrigado.

    Pacheco.

  157. Professor Pirilampo

    Deus tem finalidade? Será que Ele tem um plano para nós? Pois, se isso ocorrer, como Ele pode ser infinitamente poderoso? Como Suas criaturas podem ter fins ( são incompletas) se Deus não tem carências ( Ele criou seres incompletos?)?

    Ou devemos aceitar que Deus não tem planos para ninguém?

    Assim indagou o professor Pirilampo….

  158. Ivo Veiga

    Caro Pacheco, fico feliz em saber de suas boas recordações das viagens de trem a Araraquara, prá voce ter uma idéia eu sou tão afccionado por trens que o papel de parede de meu p.c. é uma locomotiva elétrica modelo Série 2000 da General Electric, usada pela antiga Sorocabana(eu sou nascido em Sorocaba)além de ter fotos de todas as locomotivas e vagões usados no Brasil desde 1850(são mais de 100) bem como de dezenas de trens usados atualmente mundo afora.
    Quanto essa história de Cristão Militar, não é minha não, sou católico não praticante mas com um pé no Agnosticismo.
    AbraçoCordial
    Ivo

  159. Ivo Veiga

    O horário continua dando um baile na gente meu coment das 16,00 horas saiu como 14,44????????????

  160. Ivo Veiga

    Gerald, eu conheci a Grand Central Station em N.Y., perto da 40 ou 34 (minha memória já não é la´essas coisas)alí todas as companhias ferroviárias paravam, inclusive a Pennsylvania RailRoad, agora a estação chama Penn Central é?
    Eu me lembro que a estação é subterranea, depois de longo trecho underground é que os trens saem para o nível do solo já em New Jersey.
    Eta falta de assunto né.
    Abraço
    Ivo

  161. Ivo Veiga

    Acho que troquei as bolas com a estação e o Macy’s.
    Ivo(perdido em N.Y.)

  162. Aninomyous

    Obama será empossado…aqui estamos todos empoçados também, é só chover que a gente é empoçado até dentro de casa…

    Olha, desde que o programa financeiro não seja recessivo, estaremos todos de acordo com um plano orçamentário alavancado pelo desempenho conjuntural paralelo, em não havendo um tarifaço interespeculativo estruturalista, o choque inflacionário pode ser sim subsidiado e finalmente o equilíbrio setorial pode ser preservado e acabar Megacompatível ao cenário acionário, tributário e cambial, e os cambal…

  163. santanna

    Pacheco,

    Oi, eu sou a Santanna, sou mulher.
    Fiquei bem feliz que as minhas palavras foram úteis e de alguma forma “elucidativas” pra vc.
    Pra quem, como eu, entrou no blog disposta só a dizer uns desaforos (!!!) pro GT, no Israel Sexy, isso agora foi um grande presente!

    A minha formação é católica, vou a missas, etc., mas encontrei muitas respostas também em outras tradições religiosas.

    Todos os que se dizem ateus que eu conheci até hoje, nasceram em famílias católicas, então acho que em algum momento da vida a pessoa se desencanta é com o que é passado pela Igreja Católica, e não com a idéia de Deus própriamente.

    Caso vc se interesse, te sugiro algumas leituras:

    – o Tao Te Ching
    – o Bhagavad Gita
    – livros do filósofo Huberto Rohden (que faz toda uma abordagem metafísica de Jesus Cristo)
    – livros de Paramahansa Yogananda
    – o Corão
    – O Evangelho segundo o Espiritismo, Allan Kardec
    – um livro bem interessante do Nilton Bonder, chamado ‘O Segredo Judaico de Resolução de Problemas’
    – e a própria Bíblia, claro. Há nela textos surpreendentes; é só uma questão de parar para ler com a mente e o coração abertos, sem preconceitos e sem ficar “na defensiva”.

    Obrigada e abraços

  164. Sue ( Faltam menos de 24hrs...)

    Susan Judia !!
    Boa Tarde!!

    A minha geracao nao **aprendeu** o Hino na escola…ja nao era mais epoca da ditatura !!! – De qualquer forma voce **reforca , so se cantava/aprendia o hino na escola por IMPOSICAO Politica.

    A que acontece aqui (que admiro) , eh que eh por ORGULHO , orgulho no qual sei que eh cultural , mas admiro…afinal aprendem a amar,respeitar, cuidar do Pais desde pequenos. (Tenhos dois filhos um de 3anos e uma de 10anos – Os dois sao Brasileiros e Americanos) ….

    Aproveitando querida dizer que ADORO seus comentarios (Alias os seus e do Pacheco). Sempre muito inteligentes e construtivos de alguma forma !!!

    Mesmo quando nao concordam….ou concordam com algo!!!

    Boa Semana pra Voce !!!

    Beijos

  165. Valéria

    SIM, a ESPERANÇA ATIVA é transformadora.

    Obrigada pelo texto, Pacheco. Eu tb tenho a minha valerialândia. A gente tem que achá-la, construi-la, reformá-la e cuidar dela todos os dias.

    Que esta energia boa de esperança ativa, porque elegeram Obama, se multimultimultimultiplique e nos afete a todos.

    bjim

  166. santanna

    (enviado por Ana):
    Fico com o Santana: “Se Deus existe, ele não interfere no mundo.”.
    “…Conheço uma escola teosófica que prega que a regência desse mundo pertence não à luz, mas às trevas. Nós seríamos os filhos rebeldes que quiseram conhcer a CRIAÇÃO, e com ela, seu oposto, a destruição, coisas que, a priori, pertencem a Deus.
    ….”

    Ana,

    Oi, eu sou “a”, sou mulher, e essa frase é do Targino Silva, um outro participante aqui do blog. Eu a usei pra dar início ao meu comentário.
    Achei bem interessante essa informação que vc passa sobre uma linha teosófica. Vou pesquisar a respeito.

    abraços

  167. Ana

    Pacheco, que coisa mais maluca: eu sonhei que ia para a Bahia, mas não tinha lido o seu post ainda…
    Também sonhei com pinceladas de cores. Nunca sonho com cor isolada, apesar de – acho – sonhar a cores.
    E agore me peguei emocionada ao ver a foto de Obama ajudando moradores de abrigos a pintar a parede.
    Isso, a um dia da posse!
    Eu aprecio isso. Os EUA têm isso e o Brasil não tem… Essa egrégora de comunidade.
    Beijo, Pacheco! Sorte sua a vida te levar para lugares tão aprazíveis!

  168. santanna

    Reinaldo (Pedroso),

    Não sei exatamente qual foi o entrevero que rolou entre vc e o GT, mas houve um período aí em que o blog ficou sem moderação, pq o GT viajou rumo à posse do Obama e o Vamp estava (ou está, sei lá) de férias. Então deve ter sido aí nesse intervalo que os seus comentários pra gente foram parar em algum limbo internético!
    Me escreva de novo, please.
    beijo

  169. O Vampiro de Curitiba

    Philip GLASS on Gerald THOMAS:

    http://www.patrickgrant.com/Glass-on-Thomas.html

  170. André M.

    Prezado Gerald

    Realmente achei muito ácida a tua reação e desabafo no post anterior, até pq achei esquizofrênica a relação que tu tem com esse povo “recalcado”, país no qual tu é “prestador de serviços”. Não discordo com parte de teus comentários, mas achei apenas demasiado, forte para um “prestador de serviços”.

    Porém, refletindo durante o final de semana, enquanto salgava as minhas axilas em capão da canoa, me lembrei! Este blog está na seção “Arte e Cultura”, ou seja, também é diversão. As vezes me confundo e esqueço. Levo muito a sério o “Ars est pecunia”. As vezes pode não ser. Admito, fico grilado quando alguem fala mal do Brasil, mesmo sendo eu o primeiro a falar mal do Brasil e dos brasileiros. Fique a vontade, por mim, pode falar mal do brasileiros o quanto quiser! De ti saberei que isso pode ser um desabafo ou então um ato artístico de provocação. Tenho que aprender a perceber isso. Se não fosse asim, esse blog não causaria tanto amor e ódio.

    Saudações cordiais

  171. gthomas

    Entro aqui pra dizer um breve adeus
    Indo – emocionadissimo com a picture, nao sei nem mais dizer isso em portugues, que o Vamp colocou la, do Obama no Lincoln Memorial. Obrigado querido.
    Pego um trem agora, debaixo de neve.
    Washington DC esta uma loucura.
    Uma loucura/
    Parece Woodstock tudo de novo! Eu peguei o ultimo dia de Woodstock. A historia se repete.
    So que la – em 1969 – eram 500 mil, agora sao TRES MILHOES
    em FESTA ha TRES DIAS!!!!!!

    um beijo em todos

    esta nevando pacas

    mas o calor humano eh ENORME
    wish me LUCK

  172. André M.

    A propósito:

    http://g1.globo.com/Noticias/Quadrinhos/0,,MUL961917-9662,00-MUNDINHO+ANIMAL.html

  173. Aninomyous

    Infrutífero é se achegar a alguém com recalques e complexos, um Brasil chegar aos EUA questionando sua potência ou riquesa ao invés de corrigir seus próprios defeitos e buscar crescer, ao invés de buscar integrar e ‘formar’, tentar ficar contrariando, para mim é menos vexante os brasileiros recalcados com o 1º mundo do que se chegar a Deus (ou pensar nEle) questionando seu poder e perfeição baseado nas minhas fraquesas e carências…mais fácil receber de volta algo bem do tipo o que o Gerald falou…

  174. O Vampiro de Curitiba

    Petistas agora percebem a merda que fizeram:

    Da Folha Online

    Por Gabriela Guerreiro, na Folha Online.

    Ministros, parlamentares e militantes do PT divulgaram nota nesta segunda-feira contra a posição do partido a respeito dos ataques israelenses na faixa de Gaza. O grupo, integrado por 36 petistas, se mostra contrário à nota do PT na qual o presidente da legenda, Ricardo Berzoini, afirmou que “a retaliação contra civis é uma prática típica do Exército nazista”.
    Entre os petistas contrários à nota de Berzoini estão os ministros Carlos Minc (Meio Ambiente), Tarso Genro (Justiça), Fernando Haddad (Educação), Paulo Vanucchi (Direitos Humanos), a ex-prefeita Marta Suplicy (PT-SP) e o senador Aloizio Mercadante (PT-SP).
    Direcionada a Berzoini, a nova nota afirma que o grupo deseja se manifestar publicamente desacordo ao comunicado da legenda por considerar que o texto “posiciona equivocadamente o PT em relação a um conflito de notável complexidade”.
    Os petistas afirmam que a nota de Berzoini ignorou a posição histórica do partido que “sempre se pautou pela defesa da coexistência pacífica dos povos”, além de banalizar e distorcer o “fenômeno histórico do nazismo”. Segundo o grupo, o presidente do partido também não registrou a necessária condenação ao terrorismo nem afirmou o reconhecimento ao “direito de existência de Israel negado pelo Hamas”.
    Em um tom duro, o grupo de petistas afirma que a nota de Berzoini “queima, ao invés de construir, pontes para o entendimento” e não está de acordo com a posição assumida pelo governo brasileiro sobre os conflitos na região. “Estamos convictos de que o Brasil, conforme propõe o governo Lula e com base na convivência exemplar das duas comunidades em sua sociedade, pode contribuir para o engajamento das partes na busca de uma paz duradoura”, argumenta o grupo.
    Os petistas afirmam que o partido pode “desempenhar um papel importante no aprofundamento do debate e na defesa, junto às partes e à sociedade brasileira, do caminho do cessar-fogo imediato e do desbloqueio da entrada de ajuda humanitária”.

    Nota
    Em nota divulgada no início do mês, o PT criticou a ofensiva de Israel na faixa de Gaza e declarou seu “integral apoio à causa palestina”. O texto, assinado pelo presidente do PT nacional, classifica a ofensiva de Israel contra grupos radicais palestinos de “terrorismo de Estado”.
    “Não aceitamos a ‘justificativa’ apresentada pelo governo israelense, de que estaria agindo em defesa própria e reagindo a ataques. Atentados não podem ser respondidos através de ações contra civis. A retaliação contra civis é uma prática típica do exército nazista”, afirmou o PT. “O governo de Israel ocupa territórios palestinos, ao arrepio de seguidas resoluções da ONU.”
    A nota gerou reação indignada de entidades judaicas. A Confederação Israelita do Brasil divulgou nota registrando “profundo espanto” com o comunicado do PT. A nota do PT também foi alvo de contestação da seção latino-americana do Centro Simon Wiesenthal, que luta pela punição a criminosos de guerras nazistas, com sede em Buenos Aires. A entidade disse que o comunicado do PT é “escandaloso” e “demonstra solidariedade com o antissemitismo”.

  175. Sandra

    Puxa!!! Altas discussões!!!

    Pela ordem: Ana, o caos não é a ausência das leis físicas. Aliás, ele é estudado pela física clássica, ou seja, nem precisamos de relatividade ou quântica.
    Quando estudamos qualquer sistema físico, nós desprezamos muitos efeitos, senão o estudo torna-se inviável. Você deve se lembrar dos problemas de física em que desprezávamos atrito, resistência do ar, rotação de polias, etc, etc. Porém, em algumas situações, esses efeitos podem gerar comportamentos que nosso modelo não havia previsto. Por exemplo, considere uma bola no topo de uma montanha. A física diz que ela, uma vez colocada ali, ficaria ali. Porém, esse é um ponto de equilíbrio instável. Colocar a bola um pouco deslocada do centro, ou um vento que você acharia desprezível, ou algum outro fator, pode fazer a bola se movimentar, e você não consegue prever para qual lado da montanha ela irá, não porque a física falhe, mas porque você não tem um controle total sobre o sistema. Se, em vez do topo da montanha, colocássemos a bola no fundo de uma tigela, conseguiríamos prever seu comportamente, pois, pequenos ventos, irregularidades, um leve deslocamento, seriam fatores que não tirariam o sistema do nosso controle em estudá-lo.

  176. Neto

    Nao publicaram um comentario que fiz. Ah, esse blog… eu ja sabia

  177. Ana

    Acho que o momento é propício.
    Para quem não conhece, segue.

    EU TENHO UM SONHO

    Discurso de Martin Luther King (28/08/1963)

    “Eu estou contente em unir-me com vocês no dia que entrará para a história como a maior demonstração pela liberdade na história de nossa nação.

    Cem anos atrás, um grande americano, na qual estamos sob sua simbólica sombra, assinou a Proclamação de Emancipação. Esse importante decreto veio como um grande farol de esperança para milhões de escravos negros que tinham murchados nas chamas da injustiça. Ele veio como uma alvorada para terminar a longa noite de seus cativeiros.
    Mas cem anos depois, o Negro ainda não é livre.
    Cem anos depois, a vida do Negro ainda é tristemente inválida pelas algemas da segregação e as cadeias de discriminação.
    Cem anos depois, o Negro vive em uma ilha só de pobreza no meio de um vasto oceano de prosperidade material. Cem anos depois, o Negro ainda adoece nos cantos da sociedade americana e se encontram exilados em sua própria terra. Assim, nós viemos aqui hoje para dramatizar sua vergonhosa condição.

    De certo modo, nós viemos à capital de nossa nação para trocar um cheque. Quando os arquitetos de nossa república escreveram as magníficas palavras da Constituição e a Declaração da Independência, eles estavam assinando uma nota promissória para a qual todo americano seria seu herdeiro. Esta nota era uma promessa que todos os homens, sim, os homens negros, como também os homens brancos, teriam garantidos os direitos inalienáveis de vida, liberdade e a busca da felicidade. Hoje é óbvio que aquela América não apresentou esta nota promissória. Em vez de honrar esta obrigação sagrada, a América deu para o povo negro um cheque sem fundo, um cheque que voltou marcado com “fundos insuficientes”.

    Mas nós nos recusamos a acreditar que o banco da justiça é falível. Nós nos recusamos a acreditar que há capitais insuficientes de oportunidade nesta nação. Assim nós viemos trocar este cheque, um cheque que nos dará o direito de reclamar as riquezas de liberdade e a segurança da justiça.

    Nós também viemos para recordar à América dessa cruel urgência. Este não é o momento para descansar no luxo refrescante ou tomar o remédio tranqüilizante do gradualismo.
    Agora é o tempo para transformar em realidade as promessas de democracia.
    Agora é o tempo para subir do vale das trevas da segregação ao caminho iluminado pelo sol da justiça racial.
    Agora é o tempo para erguer nossa nação das areias movediças da injustiça racial para a pedra sólida da fraternidade. Agora é o tempo para fazer da justiça uma realidade para todos os filhos de Deus.

    Seria fatal para a nação negligenciar a urgência desse momento. Este verão sufocante do legítimo descontentamento dos Negros não passará até termos um renovador outono de liberdade e igualdade. Este ano de 1963 não é um fim, mas um começo. Esses que esperam que o Negro agora estará contente, terão um violento despertar se a nação votar aos negócios de sempre.

    Mas há algo que eu tenho que dizer ao meu povo que se dirige ao portal que conduz ao palácio da justiça. No processo de conquistar nosso legítimo direito, nós não devemos ser culpados de ações de injustiças. Não vamos satisfazer nossa sede de liberdade bebendo da xícara da amargura e do ódio. Nós sempre temos que conduzir nossa luta num alto nível de dignidade e disciplina. Nós não devemos permitir que nosso criativo protesto se degenere em violência física. Novamente e novamente nós temos que subir às majestosas alturas da reunião da força física com a força de alma. Nossa nova e maravilhosa combatividade mostrou à comunidade negra que não devemos ter uma desconfiança para com todas as pessoas brancas, para muitos de nossos irmãos brancos, como comprovamos pela presença deles aqui hoje, vieram entender que o destino deles é amarrado ao nosso destino. Eles vieram perceber que a liberdade deles é ligada indissoluvelmente a nossa liberdade. Nós não podemos caminhar só.

    E como nós caminhamos, nós temos que fazer a promessa que nós sempre marcharemos à frente. Nós não podemos retroceder. Há esses que estão perguntando para os devotos dos direitos civis, “Quando vocês estarão satisfeitos?”

    Nós nunca estaremos satisfeitos enquanto o Negro for vítima dos horrores indizíveis da brutalidade policial. Nós nunca estaremos satisfeitos enquanto nossos corpos, pesados com a fadiga da viagem, não poderem ter hospedagem nos motéis das estradas e os hotéis das cidades. Nós não estaremos satisfeitos enquanto um Negro não puder votar no Mississipi e um Negro em Nova Iorque acreditar que ele não tem motivo para votar. Não, não, nós não estamos satisfeitos e nós não estaremos satisfeitos até que a justiça e a retidão rolem abaixo como águas de uma poderosa correnteza.

    Eu não esqueci que alguns de você vieram até aqui após grandes testes e sofrimentos. Alguns de você vieram recentemente de celas estreitas das prisões. Alguns de vocês vieram de áreas onde sua busca pela liberdade lhe deixaram marcas pelas tempestades das perseguições e pelos ventos de brutalidade policial. Você são o veteranos do sofrimento. Continuem trabalhando com a fé que sofrimento imerecido é redentor. Voltem para o Mississippi, voltem para o Alabama, voltem para a Carolina do Sul, voltem para a Geórgia, voltem para Louisiana, voltem para as ruas sujas e guetos de nossas cidades do norte, sabendo que de alguma maneira esta situação pode e será mudada. Não se deixe caiar no vale de desespero.

    Eu digo a você hoje, meus amigos, que embora nós enfrentemos as dificuldades de hoje e amanhã. Eu ainda tenho um sonho. É um sonho profundamente enraizado no sonho americano.

    Eu tenho um sonho que um dia esta nação se levantará e viverá o verdadeiro significado de sua crença – nós celebraremos estas verdades e elas serão claras para todos, que os homens são criados iguais.

    Eu tenho um sonho que um dia nas colinas vermelhas da Geórgia os filhos dos descendentes de escravos e os filhos dos desdentes dos donos de escravos poderão se sentar junto à mesa da fraternidade.

    Eu tenho um sonho que um dia, até mesmo no estado de Mississippi, um estado que transpira com o calor da injustiça, que transpira com o calor de opressão, será transformado em um oásis de liberdade e justiça.

    Eu tenho um sonho que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu caráter. Eu tenho um sonho hoje!

    Eu tenho um sonho que um dia, no Alabama, com seus racistas malignos, com seu governador que tem os lábios gotejando palavras de intervenção e negação; nesse justo dia no Alabama meninos negros e meninas negras poderão unir as mãos com meninos brancos e meninas brancas como irmãs e irmãos. Eu tenho um sonho hoje!

    Eu tenho um sonho que um dia todo vale será exaltado, e todas as colinas e montanhas virão abaixo, os lugares ásperos serão aplainados e os lugares tortuosos serão endireitados e a glória do Senhor será revelada e toda a carne estará junta.

    Esta é nossa esperança. Esta é a fé com que regressarei para o Sul. Com esta fé nós poderemos cortar da montanha do desespero uma pedra de esperança. Com esta fé nós poderemos transformar as discórdias estridentes de nossa nação em uma bela sinfonia de fraternidade. Com esta fé nós poderemos trabalhar juntos, rezar juntos, lutar juntos, para ir encarcerar juntos, defender liberdade juntos, e quem sabe nós seremos um dia livre. Este será o dia, este será o dia quando todas as crianças de Deus poderão cantar com um novo significado.

    “Meu país, doce terra de liberdade, eu te canto.

    Terra onde meus pais morreram, terra do orgulho dos peregrinos,

    De qualquer lado da montanha, ouço o sino da liberdade!”

    E se a América é uma grande nação, isto tem que se tornar verdadeiro.

    E assim ouvirei o sino da liberdade no extraordinário topo da montanha de New Hampshire.

    Ouvirei o sino da liberdade nas poderosas montanhas poderosas de Nova York.

    Ouvirei o sino da liberdade nos engrandecidos Alleghenies da Pennsylvania.

    Ouvirei o sino da liberdade nas montanhas cobertas de neve Rockies do Colorado.

    Ouvirei o sino da liberdade nas ladeiras curvas da Califórnia.

    Mas não é só isso. Ouvirei o sino da liberdade na Montanha de Pedra da Geórgia.

    Ouvirei o sino da liberdade na Montanha de Vigilância do Tennessee.

    Ouvirei o sino da liberdade em todas as colinas do Mississipi.

    Em todas as montanhas, ouviu o sino da liberdade.

    E quando isto acontecer, quando nós permitimos o sino da liberdade soar, quando nós deixarmos ele soar em toda moradia e todo vilarejo, em todo estado e em toda cidade, nós poderemos acelerar aquele dia quando todas as crianças de Deus, homens pretos e homens brancos, judeus e gentios, protestantes e católicos, poderão unir mãos e cantar nas palavras do velho spiritual negro:

    “Livre afinal, livre afinal.

    Agradeço ao Deus todo-poderoso, nós somos livres afinal.”

  178. Renato

    Não tem nada a ver com antissemitismo.
    Tem mais é a ver com o populismo barato de sempre, recheado do anti-americanismo de sempre. Berzoini não estava se dirigindo à parcela letrada (bem pequena, diga-se) do país. Estava apenas dando vazão à baba anti-americana que muitos dos iletrados de seu partido se alimentam diariamente. Aqueles que eram um pouquinho mais letrados, sacaram na hora que ia pegar mal.

    Pessoas como Berzoini não enxergam o conflito Israel e Palestina – o que enxergam é estar “contra” ou estar “a favor” dos americanos, que, de uns tempos pra cá, passaram a denominar de “estadunidenses”. Será que nós, brasileiros, vamos virar “republicofederativanos” nos documentos do Partido? Seria o equivalente…

  179. Ana

    Sandra!, você acaba de me dar subsídios para surgir mais um daqueles pensamentos que você chamou de “belo” (aquele sobre os elétrons não saltarem órbitas, mas morrerem).
    Ainda estou flutuando sobre a concepção de que a ausência de qualquer outro corpo, com composições materiais semelhantes, deixa o primeiro corpo mais sujeito ao caso. Mas calma, que a hora em que eu conseguir estruturar isso na minha cabeça, direito, te escrevo.
    beijo!

  180. Ana

    perdão, ao caos, que pode ser até um caso… rsrsrsrs

  181. Ana

    ESSE BLOG REALMENTE É NÃO SÓ O ESPAÇO MAIS DEMOCRÁTICO DA NET EM LÍNGUA PORTUGUESA, COMO TAMBÉM É PLURI.
    SÓ AQUI SE CONVERSA DE POLÍTICA À FÍSICA, PASSANDO PELA ARTE E COMPORTAMENTO.

    GERALD, NÃO PARE…

  182. O Vampiro de Curitiba

    Renato, concordo em gênero, número e grau.

    E digo mais:

    Como a política econômica do Governo Lula é continuação da politica econômica do FHC, ou seja, liberal, o esquerdismo do PT se manifesta na politica exterior. A principio foi uma forma de acalmar os radicais e dar um discurso de esquerda para a legenda, mas com o tempo foi tanta merda, que já está preocupando. Os boxeadores cubanos, o terrorista e assassino Italiano e essa de Israel estão tirando o sono das pessoas mais lúcidas dentro do Governo.

  183. Sandra

    Anino, realmente, fui rápida demais no meu comentário do post anterior. Vamos mais devagar.

    1-Perdedores e vencedores
    Sempre digo à minha filha: numa disputa entre 10 concorrentes de igual nível, o normal é você ganhar uma vez e perder 9. Se está ganhando todas as disputas, está na hora de dar um passo a frente e mudar de nível. No nosso país, não se estimula alguém a dar esse passo a frente. Nem quem ganha, nem quem perde. Quem ganha é aconselhado a parar e a se envergonhar da dor causada aos demais, e quem perde é tratado como alguém que nunca conseguirá evoluir, mas para ele se achar lindo mesmo assim.

    2- Poder no mundo:
    Não influenciamos mesmo. Queremos? Eu me contento em cuidar antes do meu quintal. Se o nosso “ministro” cuidasse de fazer bons negócios em Doha em vez de querer palpitar no Oriente Médio, ficaria felicíssima. Mas não parece ter sido esse o objetivo do nosso governo;

    3- Nossa cultura limitar-se a novela, samba, carnaval, futebol ou capoeira.
    Nem tenho nada contra. O problema é que gostar disso passou a ser uma obrigação. E gostar de literatura, música ou esportes estrangeiros passou a ser considerada alta traição. Você pode ser xingado de intelectual e vão querer expulsá-lo do país.

    4- Quanto a consumir produtos estrangeiros, só não consome quem não pode. Até índio cobiça iPhone. Só em panfleto do PT eles vivem de caça e pesca.

  184. Sandra

    Religião… volto mais tarde para discutir.
    O texto do Samuel e alguns comentários foram muito perturbadores.

    Beijos em todos!

    Boa viagem, Gerald!

  185. Sue ( Faltam menos de 24hrs...)

    Ivo,
    so para esclarecer:

    Grand Central – Fica na 42th Street (Compreende Lexington Ave / Madison Ave) – Os trens de la (Metro Noth) vao para Up State New York , CT ,…etc….

    Penn Station – Fica na 34th Street (Perto da Macys) , (Entre 7 Ave / 8 Ave) – Ali saem trem para NJ , NJ Transit , Amtrack…(para Boston , Washington…para guase todos estados Americanos) , LIRR – Long Island…..etc……

  186. O Vampiro de Curitiba

    Eu não sei se me refiro à Sandríssima como a “Miss Simpatia” ou “Miss Lucidez” do Blog…

    As duas definições são perfeitas

  187. Aninomyous
    Uma bela historia, gostei.
    Mulher jogando voleibol é lindo,
    futebol é horrível, ela corre como homem.
    Box, pior ainda. Aquele rostinho não é pra ser socado,
    é pra ser beijado, pintado de ruge e batom.

  188. Ivo Veiga

    A foto do Sr. e Sra.Obama no memorial Lincoln em Washington, eles estão ladeados por membros das 4 forças armadas dos USA, US Army, US Navy, US Air Force e US Marine Corps, lá os Marines são uma força independente, diferente do Brasil onde os Fuzileiros Navais fazem parte da Marinha.
    Ivo

  189. Ivo Veiga

    Sue thanks a lot, agora minha memória voltou é isso mesmo são duas estações, eu lembrava que ambas ficam relativamente próximas 34 e 42 e próximas do Macys que é na 34, por sinal o Macys ainda tem aquelas escadas rolantes de madeira?. Mais uma informação de cultura inútil, sabias que quem pensou na criação do cartão de crédito foi o Sr. Macy que sugeriu a idéia para o presidente do American Express.
    Beijos
    Ivo(perdido em N.Y.)
    PS é impossível alguém se perder em N.Y. tendo a 5th avenue como centro o que fica a direita é east e a esquerda west as ruas são todas por números e as avenidas também, com exceção a Park, Madison e Lexington.

  190. o grito dos excluídos

    OI GERALDÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    QUE SAUDADES!!!!!!!!!!!!!!!que fofo! que meigo!!!

    se espirrar: saúde!

    já fiz o meu papel de boazinha nessas frases babacas, agora chega!!!!!!!

    QUE SAUDADES G K !

    agora vai como eu gosto:

    porque parar o bolg?

    DEIXA DE F U T R I C A S, homem de deus,

    sai dessa .Inventa outra, tá?.

    só dei uma passada d`olhos e não acreditei,novos textos, de autores que “cagam pra críticas” QUE MARAVILHA, Pacheco, é isso aí!!!

    CARAMBA!!!!!

    G,
    a melhor parte foi saber que esta com milhões de projetos ao mesmo tempo!

    QUE MARAVILHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Continue assim mesm0

    UM ETERNO MENINO REBELDE!!!!!!!!!!!!!!!!

    beijos a todos

    MF

  191. Ivo Veiga

    Sue, a bem da verdade estamos falando de Manhattan e não de toda cidade, lá no Brooklyn, Bronx,Queens,Sttaten Island a coisa é um pouco diferente.
    Beijos(again)
    Ivo

  192. O Vampiro de Curitiba

    Comentário do Gerald que saiu lá em cima, reproduzo aqui:

    “Entro aqui pra dizer um breve adeus
    Indo – emocionadissimo com a picture, nao sei nem mais dizer isso em portugues, que o Vamp colocou la, do Obama no Lincoln Memorial. Obrigado querido.
    Pego um trem agora, debaixo de neve.
    Washington DC esta uma loucura.
    Uma loucura/
    Parece Woodstock tudo de novo! Eu peguei o ultimo dia de Woodstock. A historia se repete.
    So que la – em 1969 – eram 500 mil, agora sao TRES MILHOES
    em FESTA ha TRES DIAS!!!!!!

    um beijo em todos

    esta nevando pacas

    mas o calor humano eh ENORME
    wish me LUCK”

  193. Ivo Veiga

    Após este festival de cultura inútil, me retiro, antes que me expulsem.
    Abraço a todos
    Ivo

  194. o grito dos excluídos

    Vamp,

    achei Gerald muito “manso” no comentário acima.

    Faltou umpouquinho de azeite de denê!

    bjs

    MF

  195. o grito dos excluídos

    Vamp,

    Diga ao Gerald que esse comentário acima está muito “manso”.

    Faltou um pouquinho de pimenta e azeite de dendê.

    bjs

  196. o grito dos excluídos

    caramba

    não sei o que aconteceu, pois o primeiro comentario eu deleitei

    bem,

    AXÉ

  197. Renato

    Sandra, o comentário das 17:04 foi realmente fantástico pela lucidez. Acho que eu e o Vamp assinamos embaixo!

    Aqui, nacionalismo transforma-se em material teórico para justificar uma certa xenofobia cultural, causada talvez por um certo recalque do brasileiro em reconhecer suas próprias limitações (nota: reconhecer limitações não significa conformar-se com elas). Você e Gerald mataram a pau.

    Aqui, Macunaíma venceu a Antropofagia faz tempo. Não entenderam nada (Caetano já dizia isso em 60) – nacionalismo nada tem a ver com renegar a cultura que vem de fora, mas apropriar-se dela para daí formatar algo novo. Os americanos fazem isso muito bem. Os brasileiros também – desde que não sejam maus acadêmicos. Como são esses (os maus acadêmicos) que estão no poder desde 85,… aí veio Mercosul, Sul-Sul, ciclos de estudo, lei de informática, cotas e várias outras bobagens.

    Macunaíma prefere ser cabeça de sardinha a ser rabo de baleia. Macunaíma teme desafios. Macunaíma gosta mesmo é de reserva de mercado. Macunaíma está morto e não sabe.

    Talvez a partir de 2030, com uma nova geração substituindo essa, as coisas andem um pouquinho e volte-se a falar em meritocracia. Até lá, o discurso oficial vai ficar só na base do coitadismo mesmo.

  198. Sue ( Faltam menos de 24hrs...)

    Ivo

    (Cultura Inutil again)

    PennStation e Grand Central as duas sao Manhattan.

    Alias Manhattan esta nevando…MUITO MUITO…lindamente….

    Lindo para pegar um Amtrack na PennStation com destino a Washington DC….

    Boa Viagem Querido Gerald….

    Boa Sorte….

    Beijos

  199. Não publicar, por favor

    Não publicar, por favor

    Meus 2 comentários sumiram: o do sindicalista lulista ignorante e o outro do professor fanfarrão?( todos educados, não há rasto de indelicadeza)

    Não peço nem resposta, mas realmente não entendo.

  200. gthomas

    Da FOLHA hoje

    São Paulo, segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

    Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

    ARTIGO

    Uma nova esperança para a nação
    Depois de tudo o que nosso povo suportou, do genocídio da travessia nos navios negreiros, à tortura de corpo e espírito e o desmonte sistemático de nossas famílias sob a escravidão, até o terrorismo decorrente da Reconstrução, chegando ao racismo institucionalizado e à luta pelos direitos civis, um homem de aparência como a minha agora se tornaria presidente dos EUA

    QUINCY JONES

    COMO MUITOS americanos e cidadãos do mundo, acordei em 5 de novembro de 2008 com um sentimento renovado de objetivo na vida. Na véspera eu assistira a um acontecimento que jamais imaginara, a eleição de um afro-americano para presidente dos EUA. É verdade -se você vive tempo suficiente, qualquer coisa é possível.
    Mas resignei-me à necessidade de moderar minhas emoções. Como todos os partidários de Barack Obama, eu me sentia encorajado pela força, a habilidade e a serenidade com que ele levou sua campanha adiante. Eu sabia que ele era a melhor pessoa para o cargo.
    Mas, como negro vivendo na América, eu sabia por experiência própria que não devia deixar que o que eu queria que acontecesse se distanciasse demais da realidade do que eu sabia que poderia acontecer.
    Como muitos afro-americanos de minha geração, minha experiência foi imbuída da ideologia de que nós éramos, na melhor das hipóteses, cidadãos de segunda classe. Nascido em Chicago sob a Grande Depressão, meu futuro parecia traçado de antemão: eu seria um anônimo que faria o que o que fosse preciso para sobreviver. Por sorte, meu pai mudou-se para Seattle comigo e meu irmão, e ali encontrei a música e o caminho para um futuro diferente.
    Como adolescentes, não tínhamos um Will Smith, um Michael Jordan ou uma Oprah Winfrey para nos servir de modelo. Os exemplos nos quais eu me inspirava eram os músicos que viviam na cidade e os que passavam por ela. Homens como Count Basie e Ray Charles, que me tomaram sob sua proteção e me contaram sobre o grande mundo lá fora. Ray e eu sempre repetíamos o mantra “nem uma gota sequer de meu valor próprio depende de sua aceitação de mim”. Isso nos dava a coragem necessária para enfrentar as realidades duras e intransigentes daquela época.
    Graças a essa experiência e aos anos no colégio Garfield High, onde o multiculturalismo era incentivado, tive desde cedo a convicção de que nossa convivência não se resumia a “nós e eles”. Eu não era ingênuo; tinha consciência das atitudes raciais em meu país.
    Quando eu era jovem, fiz turnê no sul do país, racialmente segregado. A única pessoa branca no ônibus era o motorista -precisávamos dele para entrar nos restaurantes e nos trazer comida. Vimos os bebedouros e banheiros distintos para brancos e negros. Tocamos em salões nos quais o público ficava separado. Na Virgínia, dormimos numa funerária.
    Passamos por cinco cidades do Texas sem parar, pois isso não era uma opção cogitável.
    Em Dallas, havia uma efígie de um negro com uma corda no pescoço pendurada da mais alta torre de igreja na cidade.
    Mas eu sabia que a música podia superar fronteiras culturais e unir as pessoas. Vi isso nas minhas primeiras viagens à Europa, onde as plateias e outros músicos de todos os tons de pele nos tratavam como homens de estatura igual. Vi isso como diretor da turnê de Dizzy Gillespie para o Departamento de Estado. Nossa tarefa era fazer uma turnê de boa vontade pelo Oriente Médio, Europa e América do Sul, mas na realidade éramos uma banda kamikaze enviada para acalmar a turbulência civil em locais como Chipre, Beirute e Teerã.
    Prestei atenção à maneira como o mundo via os EUA e como os EUA encaravam seus cidadãos. Vi um jovem pregador de Atlanta ganhar força pregando a desobediência civil pacífica, vi um pastor da Nação do Islã que pregava a autoconfiança como solução, e vi todo um povo aderir e celebrar o orgulho e o individualismo negros.
    Assisti ao país pouco a pouco se dar conta de que os afro-americanos não iriam mais ficar passivos, aceitando a opressão, não importava o tipo de véu que a cobrisse. Queríamos todos os direitos que a Constituição nos garantia, e trabalhamos para nos destacar e realizar nossos sonhos, pois as alternativas não eram uma opção.
    Como povo, avançamos até os mais altos níveis da política, dos negócios e das artes. Mas, apesar de tudo o que tínhamos realizado e superado, fiquei sentado ali, em 4 de novembro, assistindo ao anúncio dos votos, com entusiasmo comedido.
    Ao ficar claro que Obama vencera, meu coração explodiu com uma alegria que só senti quando nasceram meus filhos.
    Depois de tudo o que nosso povo suportou, do genocídio da travessia atlântica nos navios negreiros, à tortura de corpo e espírito e o desmonte sistemático de nossas famílias sob a escravidão, até o terrorismo decorrente da Reconstrução, chegando ao racismo institucionalizado e à luta pelos direitos civis, um homem de aparência como a minha agora se tornaria presidente dos EUA.
    E, como tantos outros de nós, chorei. Chorei por todas as pessoas que sacrificaram suas vidas para que pudéssemos chegar a este momento. Chorei pelos que não estão mais conosco e que nunca poderiam ter imaginado que algo assim pudesse acontecer. Sobretudo, chorei por meu pai e por meu irmão Lloyd. Queria que eles tivessem vivido para este momento.
    A eleição de Obama trouxe um sentimento renovado de esperança e fé nos EUA. Nas semanas que se seguiram a sua eleição, recebi ligações de congratulações de 15 chefes de Estado. Obama tem uma quantidade tremenda de trabalho para recolocar os EUA no rumo certo, mas ele conta com o espírito de cooperação do mundo.
    É claro que ele terá seus detratores, aqui em nosso país. Eles já começaram sua campanha para desacreditá-lo e desmoralizar sua Presidência. Mas Obama instilou nas pessoas que o elegeram um sentimento de esperança em nosso país, algo que não víamos havia tempo.
    Com tal positividade coletiva, um futuro mais iluminado e próspero está pela frente.
    A América ainda tem muito trabalho a fazer com relação à questão racial, mas me conforta muito saber que todo menino e menina americano (obrigado, Hillary Clinton) de agora em diante poderão crescer acreditando “um dia eu posso vir a ser presidente”, e não será uma fantasia impensável.
    Deus o abençoe, presidente Obama. As esperanças da nação estão depositadas no senhor.
    QUINCY JONES é compositor, produtor, arranjador e regente. Este artigo foi distribuído pela Tribune Media Services

    Tradução de CLARA ALLAIN

    Texto Anterior: Antes de assumir, Obama corteja direita
    Próximo Texto: Sob nova direção / Grandes expectativas: Obama sobe ao poder com 79% citando otimismo
    Índice

  201. Londrina

    Eu torci pro Obama. Mas qdo o vejo não fragil ao menos fisicamente ficou pensado., que peso encima dos ombros desse homem.
    Vai assumir o governo em crise. O mundo inteiro esperando que ele faça um milagre. Antes de assumir tem uma aprovação de 83%. Isso é muita responsabilidade.
    Amanhã os olhos do mundo inteiro em uma única direção. Vai ser a pessoa mais importante do mundo.
    O que será que passa na cabeça dele? Tomara que ele não fruste as expectativas. Porque não vai ser facil.

  202. O ALUNO JUDEU

    O pai judeu, Goshi, com a melhor das intenções, enviou seu filho Samuel para o colégio mais caro da comunidade Judaica. Apesar das boas intenções, Samuel não ligava para as aulas.

    O negócio dele era brincar e conversar.

    Notas do primeiro mês :

    Matemática 2

    Geografia 3

    História 3

    Literatura 2

    Comportamento 0

    Estas espantosas classificações repetiam-se mês a mês, até que o pai se cansou:

    – Samuel ouve bem o que te vou dizer, se no próximo mês as tuas notas e o teu comportamento não melhorarem, vou te mandar estudar num colégio católico muito rigoroso para ver se Vc aprende executar as suas responsabilidades.

    No mês seguinte as notas do Samuel foram uma tragédia e o pai não pestanejou e cumpriu com a sua palavra.

    Chamou o filho e determinou:

    – Samuel, seu filho desalmado, Vc vai para o colégio católico mais RIGOROSO que eu conseguir e vamos ver se Vc melhora ou não… vamos ver!

    Através de um rabino próximo da sua familia, entrou em contato com um bispo que lhe recomendou um bom Colégio Franciscano para o qual Samuel foi enviado.

    Notas do primeiro mês :

    Matemática 8

    Geografia 7

    História 7

    Literatura 8

    Comportamento 8

    Notas do segundo mês :

    Matemática 10

    Geografia 8

    História 9

    Literatura 10

    Comportamento 10

    O pai contente mas muito surpreso perguntou a Samuel:

    – Samuel, O que aconteceu para você ir tão bem na escola? Como é que se deu este milagre?

    – Não sei, papai. Não sei, mesmo…. mas assim que cheguei no colégio, apresentaram-me todos os colegas e todos os professores e mais tarde fomos obrigados a ir a uma igreja, lá dentro do colégio. Quando entrei, vi um homem crucificado, com pregos nas mãos e nos pés, com cara de ter sofrido muito e todo ensanguentado. Fiquei impressionado, muito Impressionado….

    Aí perguntei:

    – Quem é ele?

    E respondeu-me um aluno do curso superior:

    – Ele era um judeu como você.

    Então, disse para mim mesmo:

    – Puta Que Pariu!!!!

    Aqui não tem jeito, vou ter que estudar que os padres não estão pra

    brincadeira, não !!!

    Espero que esta piada não melindre ninguem.

    Obrigado.

    Pacheco.

  203. Edward

    O incrível Caso do Blogueiros Buttons (continuação)

    Peri, uma barata humanóide, mas por fazer uma política radical, ideológica, ultrapassada, foi preso e a única maneira de fugir da prisão, dar incício a sua vingança, e tentar a vida em outro país foi se transformando numa barata comum de alguns poucos centímetros. Se não fosse um procurado pela justiça (no país onde todos procuravam pela senhora justiça), Peri faria seu checkin normalmente como qualquer passageiro, mas agora como um fugitivo da prisão, a única maneira encontrada por ele, era viajar clandestinamente na mala de algum passageiro que não prezava muito pela boa higiene. Era um revolucionário, mas não era bobo, preferiu se esconder perto de alguma comida que o passageiro sabia que duraria toda a viagem e se empanturrar. Enquanto o avião sobrevoava o atlântico, e Peri ia degustando um pouco da comida ele pensava em sua irmã, que morreu de desgosto durante um parto. O pai de seu sobrinho era um vampiro direitista que se apaixonou pelo diretor de teatro e convencido Gerald Thomas e fugiu com ele para o States. Peri olhou uma foto de sua irmã segurando seu sobrinho e chorou.Gritou por vingança contra o seu maior inimigo: O diretor de teatro Gerald Thomas . A causa maior do ódio de Peri contra o diretor de teatro Gerald Thomas foi que ele foi recusado pelo diretor para fazer o papel do Filosofo alemão Frederich Niszcthie em uma de suas peças. Peri se considerava um grande ator. Gerald Thomas achava que ela não passava de um ator de novelas. Algumas pessoas no avião imaginaram ter ouvido um grito cheio de ódio. Eles não estavam imaginando. Peri adormeceu um pouco, pois comeu tanto que caiu num sono profundo.

    O diretor de Teatro Gerald Thomas e o Vampiro de Curitiba estavam caminhando pela avenida central de nova Iorque, comendo um mac.
    – Vamp – disse Gerald – amanha todos o líderes mundiais estarão vendo minha peça. A peça que eu preparei especialmente para esta ocasião. O que vc achou do ultimo ensaio antes da grande estréia?
    – Achei maravilhosa, querido Gerald, disse o Vamp jogando o restante do mac que não comeu no chão – Mas eu não entendi aquela parte em que você faz uma relação da frustração sexual em casa e as merdas que os governantes fazem com o povo e com o planeta… e você descerá por um fio um grande pênis e uma grande vagina na Nações Unidas?!
    Sim – confirma o diretor de teatro sem se esquecer de sua risada característica- Esta é uma parte mas não a mais importante da minha grande peça. Gerald dá um grito e uma palma sonora no ar chamado a atenção de alguns passantes.
    – Gerald vc é um Gênio! – disse o Vampiro.
    – Mas veja Vamp, diz Gerald l tirando um convite do casaco – este é um convite da posse do Presidente Obama, no lugar que vamos agora o Presidente eleito Obama em pessoa, aliás via conferencia de vídeo, falará algumas coisas para um grupo de confiáveis, de nova Iorque , eu e mais três pessoas. Pelo que estou sabendo é uma revelação bombástica.
    – Mas Gerald – perguntou Vamp – eu acho que não poderei entrar nessa reunião com você!
    – Não se preocupe Vamp, já tomei algumas providencias que permitirá sua entrada junto comigo.
    Após uma longa caminhada pela avenida central Gerald Thomas e vampiro param em frente a um prédio envelhecido e abandonado, mas com sinais de alguma reforma recente. Gerald bate na porta e uma voz eletrônica via interfone pergunta lhe qual é a senha ao que ele responde e uma porta se abre. Alguém os espera e fala que eles estão atrasados. Num local como se fosse uma espécie de elevador os dois sente um empurrão e depois começam a descer numa velocidade muito diferente dos elevadores comuns. O que acontece só com elevadores de grandes arranha-ceus.
    Numa grande Tela o presidente Barack Obama está fazendo uma grande revelação que deixa o diretor e o vampiro boaquiabertos: Barack Obama se revela Bush que se revela… um ser um que não pertence ao nosso mundo. Mas um extraterrestre de uma longínqua civilização.

  204. Pacheco e seu comentário das 19.42hs.

    “Parece-me” que a piadinha é verdade – independentemente de religião ou raça (rs). Minha irmã “ameaçava” meu sobrinho com essa … “Vou enviá-lo para um internato de padres” caso você não melhore suas notas … “Funcionou”!!! Brilhante engenheiro civil temos hoje (30 anos).

    PS.: Cristãos católicos e judeus entendem-se e no problems!
    Um carrega a “culpa do outro”. Desculpe-me, Samuel!

    Abraço,
    Susan judia

  205. Reproduzo materia confiavel que um amigo me enviou.
    Agora não se trata de piada.
    É

    TERRORISMO.

    Dá para entender melhor o texto do Gerald?

    E viva o Brasil.

    Meus amigos,

    Não tenho a menor idéia de qual gênio (do mal) que lidera os cortadores de energia da COELBA.

    Mais uma vez, em véspera de uma grande festa em Porto de Sauípe, prepostos da COELBA, chegam em casas humildes em Porto de Sauípe e, sem aviso qualquer, cortam a luz, por dívidas irrisórias, na maioria das vezes.

    É até compreensível que a COELBA sobreviva dos pagamentos das contas do fornecimento de luz. Mas… Por que a perversidade de cortar em vésperas de grandes festas? Um corte de luz na Sexta-Feira à tarde, como é costumeiro, o pobre coitado somente poderá ter a sua luz de volta, depois da Segunda-Feira.

    Deve ser esse o famoso Programa LUZ PARA TODOS do Governo Federal.

    O interessante é quando o pobre coitado não está em condições de pagar R$35,00, 50,00 e/ou um pouco mais, aparece um outro preposto para vir negociar a dívida que deu origem ao corte. Não é interessante? Mas… Por que não negociaram antes da execução do corte?

    É simples essa explicação: Quando mandam cortar, os prepostos ganham por corte executado.

    Quando mandam religar o pobre coitado paga uma taxa de religação (excorchante) e os prepostos ganham novamente pela religação.

    Os poderes públicos não estão interessados em resolver problemas como esses. isso gera impostos que entram como riqueza para o Estado, para o Pais, em detrimento das pobres famílias vilipendiadas.

    COISAS DO BRASIL

    JUCADOPORTO

  206. Márcio M (de São Paulo)

    Certa vez a atriz (e ex-mulher do Gerald Thomas) Fernanda Torres estava dando uma entrevista para a rádio, então o entrevistador falou:

    – Fernanda, hoje você é a nossa D.J. Escolha uma música.

    Ela, então, disse:

    – ”Here, There and Everywhere” dos Beatles.

    🙂

  207. Luís Flávio

    Galera,
    Muito legal o debate! Respeito e amor no debate sim! “Fundamentalismos pessoais” tá por fora. Vamos manter o nível e o respeito pela opinião do outro!
    Grande abraço.
    Luís

  208. Estou com o presidente Lula e não abro: ler jornais dá azia. Pense nos exemplos recentes, surgidos na ressaca do réveillon. Em dezembro tivemos a maior queda da produção industrial em 13 anos, a maior fuga de capitais desde 1982 e o menor superávit da balança comercial desde 2003. O desemprego aumentou, e qualquer cidadão conhece um parente, vizinho e/ou amigo que foi demitido recentemente. A carga tributária em 2008 sofreu seu maior aumento no século, saltando para 34,8% segundo a otimista estimativa oficial. Por falar em otimismo oficial, a inflação beirou os 6%, mas índices alternativos bateram em dois dígitos e o aumento das escolas também. Já o dólar sofreu aqui a maior valorização do mundo, comprovando a tibieza do real. O atraso dos voos superou 20%, quase o mesmo do ano anterior, no auge do caos aéreo, embora a Anac tenha dito que nada disso aconteceria de novo. Vai sal de frutas aí?

    É claro que o governo diz que a culpa é da crise internacional. Mas quando tudo estava melhor ele ficava indignado quando se dizia que o bem-estar se devia aos eflúvios de fora. E a má gestão só piora os sintomas, pois não é com um aumento anual de 8% nos gastos públicos que o Brasil vai conseguir reagir à crise. Enquanto isso, Barack Obama assume nos EUA prometendo um investimento pesado em infraestrutura – muito maior que o PAC, que nenhum BNDES consegue desempacar – e o corte de impostos da classe média, na ordem de mil dólares anuais por pessoa. O mundo inteiro baixa juros, gastos e taxas; o Brasil faz o contrário. Deve ser a tal “singularidade” de Pindorama.

    Não é só a economia que queima no esôfago. Os jornais estão repletos de fatos ácidos como a ordem de libertação de Marcos Valério, a recusa de Tarso Genro em extraditar um terrorista italiano, a barganha do PT com PMDB de olho no fim da reeleição e na sucessão de 2010, a sinecura dada a Paulo Lacerda em Portugal apesar de acusado por uso indevido de grampos da Abin nas operações da PF. E, como se não bastasse, Lula diz na revista Piauí (logo depois dos diários da modelo Fernanda Lima sobre sua vida de mãe) que não lê jornais, mais uma vez se gabando de sua ignorância e incentivando o povo brasileiro a seguir seu exemplo. Mas isso não o isenta de elogiar os colunistas “meio intelectuais, meio de esquerda” que são clipados para ele por sua equipe. Afinal, não é de hoje que Lula prefere não ver os problemas a enfrentá-los.

    OK.
    Você que se melindra quando falam criticam o Brasil.
    Você que vive elogiando este governo.
    Responda depressa.O lula é mentiroso?

    Ou o mentiroso é o Daniel Piza autor do texto que copiei para você?

    Obrigado.

    Pacheco.

  209. Neto

    Israel reconhece uso de armas proibidas em Gaza, diz jornal19 de janeiro de 2009 • 18h08 • atualizado em 19 de janeiro de 2009 às 18h45 Notíciasimprimirreduzir tamanho da fonte tamanho de fonte normal aumentar tamanho da fonte

    Pela primeira vez desde o início da operação militar israelense em Gaza, e após as reiteradas queixas de organizações de direitos humanos, fontes militares reconheceram nesta segunda-feira a um jornal israelense que foi utilizada bombas de fósforo branco na região palestina.

    A edição eletrônica do Maariv informa que o Ministério da Defesa informou que está realizando uma investigação conjunta com o Comando Sul do Exército e a Promotoria militar para estudar como foi utilizada essa munição durante a ofensiva na Faixa de Gaza.

    Durante e depois desta intervenção, palestinos e organizações humanitárias denunciaram que Israel tinha usado bombas de fósforo branco em áreas povoadas da faixa palestina.

    A organização Anistia Internacional a partir de sua sede em Londres revelou hoje em comunicado que tem em seu poder provas sólidas de que Israel utilizou estas bombas, cujo uso está proibido em zonas povoadas segundo os convenções internacionais.

    O Exército israelense, acrescenta o jornal, abriu uma investigação, após a denúncia desta organização, e sustenta que empregou projéteis de artilharia com fósforo para criar cortinas de fumaça, e que seu conteúdo são telas impregnadas com essa substância.

    As organizações de direitos humanos denunciaram que o fósforo disparado sobre Gaza se espalhou em muitos casos já no solo e não no ar, como sustentam as Forças Armadas.

    O Ministério da Defesa de Israel reconheceu a utilização de munição de fósforo, embora esclareça que seu uso foi legal.
    EFE – Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.

  210. Rosana Wölfl

    Salve, Salve! Faz tempo que nao lia textos tao bons! Gerald, voce como sempre escolhe o que é de melhor e mais sensato. Se todos fizessem sua parte, o mundo seria outro. Mas como o mundo é mundo, fico mesmo é na expectativa.

    Acredito no destino e nos sonhos! Que venha a nova história!

    beijos Rosana

  211. Luciana

    Todos estes textos são muito engraçados mesmo, apesar do Pacheco seguir a mesma linha não me convenceu, ainda,hoje em dia , sabendo do que acontece nos porões da Igreja .Os padres que abusam de criancinhas, ou os que tem filhos bastardos, é só ler sobre como foi que tudo começou, dos papas que eram casados,não querendo generalizar,claro, porque sempre se tem pessoas ótimas em todos os meios,sejam eles quais forem .Só que de boas intenções o inferno está cheio.E ainda mais , Einstein , dizem foi um mal aluno, mal aluno num sistema insípido.como ele bem relata esse tempo de escola,
    “Tínhamos de memorizar e de nos lembrar de tudo, gostássemos ou não.Esse tipo de coerção tinha um efeito tão negativo que , após ter passado nas provas finais e ser aprovado, recusei-me a pensar em qualquer coisa que se referisse a problemas científicos por mais de um ano…É um milagre que os métodos atuais de ensino não tenham destruído nos alunos o espírito de pesquisa, pois essa delicada planta necessita, além de estímulo, de total liberdade.Sem ela, está condenada a extinguir-se.É um grande engano pensar que o prazer da busca e da pesquisa pode ser estimulado pela coerção ou pela sua imposição como uma obrigação.

  212. Luciana

    Sabemos de quantas pessoas genias e competentes que nunca passaram por uma universidade,e que até deixaram da escola por não conseguirem suportar o ambiente sufocante, me refiro mais ao passado.Não sei se hoje em dia melhorou, mas suponho que o sistema de ensino deve ter melhorado.O que acontece muitas vezes com alunos relapsos são certos professores incompetentes que não instigam os alunos, ou então estimulam somente aqueles que eles elegem como os melhores ao invés de estimular cada aluno na sua individualidade.Pessoas que estudaram antes da reforma de ensino da segunda metade da década de 60 relatam que antes o ensino público era o melhor enquanto o particular era mais fraco.E só entrava no público depois de um seleção rigorosa.Bem , no final o que importa é a pessoa não desistir de estudar , independentemente das dificuldades , etc,etc,etc no transcurso da sua vida.

  213. Luciana

    Um ditado popular que diz o seguinte, Não tente descobrir meus defeitos, procure os seus.

  214. Luciana

    outro ditado popular,

    És tão hipócrita que choras pelo olho de vidro.

  215. Luciana

    Outro ditado ,

    Vote nas putas…porque nos filhos não deu certo.

  216. Queridos colegas,

    Não é “obrigação” do brasileiro apenas gostar de futebol, carnaval, novela, capoeira ou cachaça. Vivemos a democracia do consenso, não?

    Cada um gosta do que quiser e nem por isso pode “xingar” o outro de intelectual, traidor ou economista – êste, aquele profissional que vê a “mania nacional” traduzida por dinheirinho injetado nos cofrinhos do país, sim. Está errado? Não.

    Separar o “joio do trigo” … é essa a questão. Com “picuinhas” ou sem “picuinhas” para se disputar quem tem mais, quem tem menos; quem gosta mais disso ou daquilo; etc. Pensemos…

    Educação e cultura são quesitos fundamentais para o crescimento de um povo – no nosso caso em particular, o Brasil e o “fundão sombrio dos seus quintais” = nossa maior “ferida”.

    Vale do Jequitinhonha? Não me lembro quem o mencionou por aqui mas recordei-me do “vale da miséria”. Conhecem? É dramática a situação lá – são réfens de um tipo de pobreza tràgicamente chocante, tipo assim … Congo?

    Projeto Rondon e seu foco assistencialista que prestava um estupendo trabalho, na área de saúde e educação? Já ouviram falar dêsse projeto? Ajudava e muito! Acabou? Não sei, não sei mesmo…

    Abraço a todos.
    Susan judia

  217. Luciana

    Tirar somente notas altas na minha opinião não diz tudo de uma criança, ela pode ter somente decorado, ou colado, ou só se concentrou naquilo dado na aula, enquanto crianças muito inteligentes sentem interesses que vão além aula e não se interessam pelo o que é dado na sala de aula.Conheço ótimas pessoas hoje que eram alunos medíocres , e pessoas medíocres hoje que tiravam excelentes notas.Isso é tudo muito relativo.Não dá para generalizar achando que toda criança que vai mal na escola é por vadiagem , existem n fatores e tem que lidar com muito carinho numa situação destas.

  218. Chamada do “Blog” do GT:

    DRAMATURGO, O DIRETOR COMENTA PROBLEMAS DE ASSUNTOS MUNDIAIS.

    (e com muita arte – palavras minhas)

    Parabéns GT! Parabéns a nós todos! Congratulemo-nos!
    Susan judia

  219. Luciana

    Não sei se compreendi direito, parece que o Pacheco quis dizer que com coersão qualquer pessoa aprende, se foi o que entendi, isso é correto(interrogação)pode ser piada do Jesus na cruz, do rebelde que foi crucificado como forma de amedrontar, acho ainda que com educação e orientação é o melhor remédio .Com violência, dependendo do caso , não resolve,só via tornar as pessoas leviana, hipócritas que continuarão fazendo só que escondido ou de forma escusas.

  220. Luciana e seu comentário das 21.24hs.

    Luciana,

    Entendi que o Pacheco fêz referencia apenas a uma piadinha – só isso e talvez até para descontração geral. Pense nisso, meu bem.

    Um abraço a todos! Boa noite!
    Susan judia

  221. Ivo Veiga

    Oi Sue, returning , agora está tudo claro e reavivado as 2 estações são em Manhattan, ruas 34 e 42 , eu lembro bem da Grand Central toda branca, de lá saem os trens para New York State e outros no Norte e Nordeste, já da Penn sai linhas para oeste, sul e alguns estados do nordeste, o Northeast Corridor(Baltimore to Boston) tem na Penn Station sua estação em N.Y.
    Se o Gerald pegou o Acela Express ele já chegou a Washington. agora se ele pegou o PH41F, só vai chegar daqui 1 hora ou mais.
    Continuando na cultura inútil o Acela Express é construido pelo consórcio Bombardier/Alsthom velocidade máxima 240 KM/Hora, já o PH41F é construido pela EMD-GM, velocidade máxima 130 Km./Hora.
    Beijos(again)
    Ivo

  222. Ivo Veiga

    Gerald, e aí já chegou?(se foi de Acela) eu imagino que hoje Washington não dorme, vai todo mundo pra frente do Capitólio, eu quando estive aí, na verdade fiquei hospedado em Arlington, logo depois da ponte sobre o Potomac, eu via da janela o Pentágono e ia lá a pé era só atravessar a ponte e mais 500 metros tava lá.
    Abraço(Obamaniano)
    Ivo

  223. A quem interessar possa …

    Carta recebida por Alexandre Garcia (não sei se ainda é da Rede Globo), enviada por um amigo americano dos EUA em 16/12/2003 (cinco anos atrás)

    “Arrepia porque dói feio” no nosso bolso e povo!

    QUEM É MAIS RICO? BRASIL OU E.U.A?

    … “Caros amigos brasileiros e “RICAÇOS” …

    PS.: Não consegui colar (problemas técnicos meus) e, se tiverem interesse, procurem no Google, por favor.

    PS.: Os dados constantes nessa carta de 2003 – não sei se tinham respaldo “cientifico” na época e não sei como estão em 2009. Recomendo a matéria apenas como “comparação economica” feita naquela época.

    Um grande abraço!
    Susan judia

  224. Contrera

    prefiro contagem progressiva.
    contrera

  225. Ivo Veiga

    Susan(Judia) eu participei em 1974 do projeto Rondon, foi uma das grandes iniciativas dos governos militares, seu mote era”Integrar para não Entregar”, por causa daquele livro do Hermann Kahn(lembra dele?) que dizia que no ano 2000 a Amazônia seria internacionalizada, antes disso nossas forças armadas correram e criaram o projeto para integrar à (existe crase ainda?) comunidade brasileira os povos da Amazônia.
    Beijos
    Ivo

  226. Luciana

    Pode ser uma piada mas mesmo assim senti algo meio esquisito.Não sei explicar direito.Quando dão exemplo de Jesus na cruz isso me arrepia.Tem embaixo da imagem de Jesus Cristo uma palavra,que quer dizer INRI(acho que é assim) quando soube o que era me senti mal.Isso aqui está me dando arrepio.Educação, cultura sempre é bom .Pergunto -me porque hoje em dia as pessoas não se respeitam mais, um agride o outro, o outro vai ficando quieto, vai tolerando, demonstra que não está gostando, fala e continuam….como o exemplo do filho de alguém que disse e se as pessoas não respeitarem o não, como é que se faz…Nossa sociedade é tipicamente agressiva , tem um termo para isso , Bullying.
    Quando me refiro ao caos , não estou falando do caos fora da pessoa, no ambiente.Estou falando do caos do processo criativo.Não sei onde chegaremos assim, não sei mesmo.

  227. Ivo Veiga

    Estou ansioso pra saber se o Gerald já chegou e como está o clima do povo em Washington D.C.?
    Ivo

  228. Ivo Veiga

    A TODOS: o Hermann Khan era um “futurólogo”americano que escreveu um calhamaço de mais de1000 páginas sobre como seria o ano 2000(isso ele escreveu no inicio dos anos 70) muito bem esse Nostradamus do sec.XX conseguiu ERRAR todas as suas previsões e logo caiu no esquecimento, quanto a Amazônia diz ele nesse “livrinho” que seria internacionalizada e ali se construiria um gigantesco lago, como podemos ver ele “acertou em cheio” na época as nossas forças armadas se preocuparam e além do Projeto Rondon foi construida a Transamazônica na margem sul do Rio Amazonas e ainda seria construida a Calha Norte, na margem norte, este projeto(da calha norte) não foi em frente mas os demais foram e deram certo e tenho certeza que nenhum País vai se aventurar a invadir a Amazônia brasileira, pois encontrarão o melhor soldado do mundo para combate na selva e
    nenhuma das chamadas potências militares está habituada com a famosa rain forest, os americanos tentaram no vietnã e todos sabemos o resultado, quanto aos vizinhos hermanos não tem condições materiais para essa façanha.
    Abraço
    Ivo

  229. Pacheco.
    Voce é um homem do mar,
    sabe que a maré sobe desce.
    Daqui a pouco a mare volta a subir e
    a urubuzada vai baixar em outro lixão.

  230. Luciana.
    Não existe o caos.
    O caos so existe, quando voce não conhece as regras,
    não consegue ordenar. A quantidade de eventos no universo
    é finita. É so descobrir o fim, o ultimo evento.
    A partir do ultimo evento voce regride e tem tudo na mão.
    Mais que isso não posso abrir, é segredo profissional.

  231. Luciana

    O caos interno que propicia a criatividade.E a liberdade é um dos fatores que propicia que este processo interno se manifeste.Não estou aqui fazendo a apologia ao anarquismo num sentido negativo, nem numa revolução externa,o meu caos sempre foi o de encontrar o caos dentro de si mesmo, internamente.
    O povo americano deve estar vibrandocom este espetáculo imponente,marcante, sinal de mudança. A foto com Obama com sua mulher e a estátua de Lincon no fundo expressam bem essa sensação de patriotismo que os EUA têm, e como eles levam isso a sério, isso comove que está de fora também.Comove no sentido do que isto representa e de saber que o presidente simboliza o próprio povo, e como que tudo se conduzira daqui para frente.

  232. everaldo

    ……………………………………………… ? ………………………………………………………

  233. santanna

    Oi Luciana,

    Pq vc se sentiu mal qdo soube o significado de INRI?
    Eu não me lembrava mais e peguei o texto abaixo na Wikipédia.
    O seu mal estar tem a ver com alguma dessas definições?

    Bom, de toda forma acho que não houve mesmo nenhuma “má” intenção no envio da piada. Mas claro, se vc não se sentiu bem, tá no seu direito.

    abraço

    INRI é o acrónimo de Iesu(a) Nazarenus Rex Iudaeorum, “Jesus Nazareno Rei dos Judeus”. Segundo os evangelhos, foi o título que Pilatos ordenou que fosse fixado na cruz onde Jesus Cristo foi morto. Segundo o Evangelho de São João, Pilatos teria feito redigir o texto em latim, grego (Ἰησοῦς ὁ Ναζωραῖος ὁ Bασιλεὺς τῶν Ἰουδαίων ) e hebraico (ישוע הנצרת מלך היהודים)

    Esotericamente, significa Igni Natura Renovatur Integra, “O Fogo renova completamente a Natureza”, alusão ao poder de transmutação do fogo e aos conceitos de regeneração e ressurreição.
    No Cristianismo Rosacruz, ainda é usada como as iniciais latinas das palavras hebraicas que representam os quatro elementos: Iam (água), Nour (fogo), Ruach (ar) e Iabeshah (terra).
    Quem imagina que a sigla INRI foi criada somente na crucificação de Jesus, engana-se. Vemos o uso do mantra Inri secretamente entre os egípcios, os pársis (adoradores do Fogo no Irã), e mesmo entre os maias, astecas e incas (o deus Sol entre eles era chamado de INTI, uma variação de Inri). E entre os judeus pré-Jesus o Inri era entoado secretamente durante certos rituais entre os Essênios e os Ebionitas.

    Alguns autores dão suas explicações particulares. Eliphas Levi afirma que este mantra sagrado significa Isis Naturae Regina Ineffabilis. Os primitivos Magi (os Iniciados persas) formavam com estas quatro letras três aforismos distintos: Ignem Natura Regenerando Integrat; Igne natura Renovatur Integrat; e Igne Nitrum Roris Invenitur.

    Os significados para o INRI não param aí: outros devem ter e outros poderão advir, pois apercebe-se que ela já se tomou mística e a imaginação do homem não tem limites. E quando algo dessa natureza está envolta também de mistérios, mais surpresas nos reservam. Daqui a algum tempo, possivelmente, documentos guardados por sociedades iniciáticas darão outras interpretações para o tetragrama INRI.

  234. santanna

    Targino,
    Vc é cheio de certezas, né?
    Acho isso engraçado, sinceramente.
    Vc é assim mesmo ou é pra compor um “tipo”, uma retórica?

  235. Sandra

    Luck, Gerald!

  236. Sandra

    Luciana, Einstein não foi mau aluno. Lenda urbana.

  237. Sandra

    Voltando ao comentário do Aninomyous, para mim não faz diferença se Jesus existiu de verdade. É como perguntar se os heterônimos de Fernando Pessoa existiram de verdade. Para mim, eles existiram. Agora… “de verdade” é um conceito que exige reflexão.
    Voltando ao texto do Samuel. A religião pode levar-nos a esmagar o diferente, mas também pode nos dar tamanha força interior que nos leva a vencer as adversidades. O que é bom ou ruim não é o caminho, mas o que fazemos com ele.

  238. Sandra

    Vamp e Renato, obrigada.

  239. Sandra

    Ana, aguardo outro lindo poema.

  240. Sandra

    Boa noite a todos!
    (dia corrido, hoje)

  241. cavalcanti

    Lamentável este site operístico judaíco. Arca de Noé, árvores genealógicas sefarad. Porém , se entendi bem, o blog terá fim. Pelo pouco que conheço..já vai tarde. 1 a -. Para propaganda isrelense. Ora travestida de Mass Mídia, ora de artes ora de ofícios. Porém sempre ela: sub-reptícia. Sempre (h)istórica como se ela, a História do Mundo Ocidental tivesse começado em Dachau. Sempre ela: falseante e parcial. Como se a anat do capitalismo americano e os seus principais cargos não estivessem nas mão de Beni-Israel…! Um bando de comunistas. Se o blog v acabar: já v tarde. Remember Sabra e Shatila! Remember os 150 mil prisioneiros palestinos em campos de concentração no hinterland israelense sem direito a press, a médicos sem fronteiras. Remember as centenes e centenas de criançãs palestinas mortas por mandarem pedras e receberem tiros de fuzil – sempre na cabeça – sempre miras de última geração. Remember o phósforo branco e as bombes “especiais” lançadas sobre velhos, mulheres e crianças no Líbano. Remember o conterrâneo Amós: antes de Adonai arrombar os ferrolhos de Gaza o sofrimento será grande. Oh! povo de cerviz dura.

  242. Ana

    19/01/2009 – 19:42
    Enviado por: Jose Pacheco Filho.

    Pacheco, excelente piada!

  243. Ana

    18/01/2009 – 16:15
    Enviado por: targinosilva

    targino, eu já tinha lido.

  244. Reinaldo Pedroso

    “19/01/2009 – 15:45
    Enviado por: santanna
    Reinaldo (Pedroso),
    Não sei exatamente qual foi o entrevero que rolou entre vc e o GT, mas houve um período aí em que o blog ficou sem moderação, pq o GT viajou rumo à posse do Obama e o Vamp estava (ou está, sei lá) de férias. Então deve ter sido aí nesse intervalo que os seus comentários pra gente foram parar em algum limbo internético!
    Me escreva de novo, please.
    beijo”

    Oi, Santanna.
    Fui expulso deste blog.
    Te convido para me visitares nesse enderêco: reinaldo_p@brturbo.com.br
    (Esse convite é extensivo a todos, mas em particular àqueles que reconheceram algum valor nos meus comentários.)
    Beijo,
    Reinaldo

  245. ABOUT THE COUNTING DOWN TIME

    You must be totally pissed off for having to reply such annoying silly comments instead od working on your theatre plans.
    Get a “cash in on” now for have reached so many hits for this web provider, or you should do nothing rather than keeping your mind busy with those who butters you up but lead you to end up nowhere. That’s the first thing business advisors recommend.
    Manage the business by asking here at least double income now, deal with them without chickening out and do not knock off.
    Otherwise, you do not have to put up with such waste of time that gives you no progress.
    If you were a brazilian journalist working as an employee reporting from abroad, writing articles on a blog every couple of days it wouldn’t be that bad, but you’re a director and playwright.
    It doesn’t worth it making little money, get rid of this connection if you can’t make it very profitable.

    All the best, whatever you decide !

  246. Blogueiros Geraldianos.

    Muito bom dia.

    E que dia.

    Errei na minha previsão. Ainda bem .

    Hoje é dia da posse de Obama. E de mais um sonho antigo que se realiza na terra dos sonhos.
    Este sonho antes imaginado quase impossível finalmente e após tantas lutas se realiza.
    Sonho de injustiçados e sonho de excluídos.
    Muitos sofreram para que este sonho fosse atingido. ALGUNS MORRERAM POR ELE. Alguns apanharam por ele. Alguns choraram por ele.E até riram por ele.Ha quem ria no desespero.Ha quem ria na agonia.

    Não se pode dizer que este sonho era exclusivo de negros. era também um sonho de brancos.
    Não se pode dizer que era um sonho somente americano.

    Era um sonho mundial.
    Então não só os americanos estão em festa. è festa do mundo.
    A voz de muitos pode ser lembrada neste dia.
    Principalmente as de Martin Luther King:

    -EU TIVE UM SONHO.

    OK senhor King.
    O senhor venceu.
    O negro venceu.
    O negro está lá.

    Assisti pela televisão um menino negro americano que em resposta ao repórter disse que Obama vai acabar a guerra.
    Ao menos uma das guerras o presidente hoje empossado já terminou.
    Dou um exemplo simples:
    -Qual dono de restaurante vai se recusar a servir negros junto com os brancos?
    Só e simplesmente esta já foi uma grande conquista.
    As outras virão devagar. mas certamente virão.
    E se por acaso não puderem ser evitadas ao menos uma mãe que perder um filho no futuro irá chorar e lamentar a perda de um filho querido com orgulho.
    Terá ao menos o conforto de saber que a sua perda dolorosa não foi em vão.
    È disto que estou falando.
    Foi isto e para isto que o Gerald me ensinou.
    Foi isto que o Gerald tanto defendeu.
    Festeje Gerald.
    Abrace qualquer um dos que estão ao teu lado.
    Descarregue tudo no dia que tanto esperastes.
    Viva e sinta o ambiente.
    Depois volte e nos conte.
    Estamos te esperando aqui no teu blog.
    No nosso blog.

    Obrigado.

    Pacheco.

  247. Cristina

    Vocês não acham estranho uma nação como Estados Unidos ficar tão eufórica com a posse de um presidente? Parece que eles acabaram de sair de uma ditadura, que o Obama é o libertador.
    Fiquei pensando sobre o rancor cancerígeno, meu pai tinha este tipo de ressentimento e morreu de câncer, é comum no brasileiro de elite, é comum no pequeno empresário brasileiro, por isto o brasileiro acaba desenvolvendo uma alta tolerância, uma alta resistência a frustrações. Ontem nosso advogado veio fazer uma visita. Que mentalidade de merda! Ele estava com uma ação nossa na Justiça que não andava pedi para uma amiga ver o processo e ela viu que era culpa do cartório, além de um pequeno erro do advogado, já contei o caso aqui, contei inclusive do arquivo que caiu e decepou a orelha da escrevente, e todo mundo ri quando conto, dão risada da orelha decepada. Esta amiga deu um esporro em todo mundo e foi falar com o diretor do cartório, eu só sei que o processo andou, que ela adiantou o meu lado. Ele reclamou que a minha amiga sujou a barra dele no cartório. Por pouco não mandei o merdinha do meu advogado para a pqp, tive que me conter. Ele bajula pessoas incompetentes ao invés de exigir eficiência, ao invés de fazer valer os seus direitos. Falei para ele que a lentidão da Justiça é culpa dos advogados puxadores de saco dos incompetentes, então é lógico que os advogados merecem se foder, o cara toma estabilizador de humor, tipo Prozac, diariamente, para conseguir se manter vivo, chegou aqui às seis da tarde e só saiu às 11, eu bem que queria estar realmente isolada do mundo.

  248. Ana e Susan Judia.

    Um bom dia em especial.

    Gosto muito e aprecio o que vocês escrevem. mesmo quando eu discordo em um item ou outro.NO GERAL EXISTE COERENCIA NO QUE DIZEM..Isto é o que eu procuro.Coerência.Deste modo posso se necessário mudar meus conceitos.nunca neguei que meus conhecimentos são poucos.não diria como o filosofo que afirmou que tudo que sei é que nada sei.Sei muitas coisa.por experiência de vida e por um busca incessante de novos conhecimentos.Ainda não estou diplomado Na Faculdade da Vida,Mas estarei um dia.Não importa quando.Eu saberei quando este dia chegar.E se não chegar ao menos tentei.Meu pai de coração o senhor Augusto Castello Branco já falecido me disse um dia:_Não importa o que você vai ser.Simplesmente tente ser o melhor .Peça sempre por favor e use o muito obrigado sendo ou não atendido.manda que m pode e obedece quem tem juízo.E isto tudo eu tenho seguido a risca.
    Fico contente em saber que vocês entenderam a minha intenção de piada quando enviei a estória do aluno judeu. Eu a recebi de um amigo e ri bastante ao ler.Achei que deveria repartir a alegria com os amigos e amigas do blog.Somente isto.mas sempre aparece alguém que faz leitura errada do que desejamos transmitir.Creio que este comportamento é que abala o nosso hospedeiro Gerald Thomas.Tudo que ele escreve tem que ser explicado mais de diversas vezes.Quando ele critica e usa termos duros e contundentes logo surgem os críticos de plantão.todos com pedras na mão e querendo atingir a Geni por eles escolhida.E o Gerald toma porrada.Quem gosta de apanhar é mulher de malandro segundo um poeta sambista.E o Gerald fica puto da vida e entra na depressão que o faz quere mandar tudo a merda e sair para outra.
    Deve ser mais ou menos isto. E talvez por entender isto é que ele julga que eu o entendo.Então viva eu que entendo o Gerald segundo o Gerald.
    Mas como às vezes eu próprio não me entendo fico desejando que alguém me entenda. Acho que no fundo todos desejamos ser entendidos.
    Entenderam?
    Obrigado.
    Amo vocês.

    Amos as mulheres e sempre disse que as mulheres são o principio e o fim.

    Obrigado.

    Pacheco.

  249. Aos contraditórios de plantão.

    Vou logo explicando porque eu afirmo que:- Mulheres são o princípio e o fim.

    Todo nasceu de uma mulher.
    E segundo eu saiba ao morrer, ao exalar o ultimo suspiro todos nós independentemente de cor, raça, religião ou credo chamamos pela nossa origem.
    Falamos e chamamos:

    MÃE.

    Estou certo?

    Obrigado.

    Pacheco.

    Nota: – caso algum pretenso engraçadinho esteja pensando em me contradizer usando o besta argumento de que um mudo não fala na hora da morte eu simplesmente antecipo que responderei que este imaginário mudo será enterrado debaixo da terra. Terra é feminina e portanto fim de papo.

  250. savtamimi

    22/06/2008 – 00:21

    Bem vindos ao novo blog!
    New York – Meus queridos: não posso deixar de dizer que é um pouco estranho mudar de casa, ou de host. Em princípio nada muda, já que é uma só tela, essa, a do computador. Mas vivemos num “nonsense surround system”, ou seja, o que nos importa, nos dia de hoje, somos nós mesmos, os dias do i-isso, iPod, iPhone, I-não pode, e meus vizinhos aqui no i-G…sei não! Sei não! Sei SIM. Caio Tulio é meu amigo e mestre desde 1853 quando Richard Wagner compunha o Anel dos Nibelungos e resolveu fazer uma pausinha pra compor (a pedidos de Dom Pedro II), o Tristão e Isolda (pago com dinheiro brasileiro pra inaugurar o Theatro Municipal do Rio de Janeiro: infelizmente o Municipal só veio a abrir as portas em 1908). Enfim, estamos nessa era em que tanto se monta NO Beckett (que escreveu EU NÃO) “not I”, que se esquecem um pouco da essência e do conteúdo de sua escrita.

    Venho escrevendo em Blog há mais de quatro anos. Recebendo e ouvindo e lendo comentarios, os mais incríveis e os mais diversos, elogios e insultos de admiradores até detratores, assim como é no teatro.

    É. Assim como é no teatro. Aliás, quando comecei com essa coisa de Blog, ninguém sabia muito bem o que era. Hoje, tem mais blog no mundo do que gente! Eu mesmo, confesso, não tenho saco pra ler, digo, outros blogs. Tem que ser MUITO MUITO exótico mesmo pra chamar minha atenção! Ou seja, leio o mínimo necessário porque está provado que blog, jornal, mídia em geral faz mal a saúde. Deveria ser tudo interditado pelo Ministério da Saúde. Êpa! O que foi que eu disse? Ministério? RETIRO!!!!

    Odeio governos! Não. Também não é verdade. “Sou” pelo Obama aqui nos US, mas não gosto aí do Sr. Lula da Silva, e sei que isso – aqui no IG – cairá mal. Bem, vocês me contrataram, então terão que conviver com essa ovelha negra aqui dentro: vai ser duro ser “companheiro” de página de Zé Dirceu. Já tive pesadelos a esse respeito. Confesso que tive. Ao mesmo tempo, cheguei a um ponto de cinismo onde já não acredito mesmo em que a “arte” ou opnião possa mais fazer a menor diferença (como um dia já fez: exemplo, Bertold Brecht, Living Theater, enfim, a arte da “demonstração” da “agitprop”, panfletagem, aquela que saía da “clausura” da bilheteria e realmente ia pras ruas reclamar ou clamar sua liberdade ou a liberdade de alguma coisa: sim, Sartre se foi e a Simone também.

    ” Fail. Fail again. Fail better.”

    “Falhar. Falhar de novo. Falhar melhor”
    Samuel Beckett.

    O tempo passa e os escritos desse homem (na frente do qual tive o privilégio de sentar algumas vezes) ficam cada vez melhores e mais “wise” , mais …. (”Oh palavras que me faltam” última frase da ópera “Moisés e Arão” de Arnold Schoenberg” que dirigi em 98 na Áustria….tão vendo? Não olho pra trás, não reviso meus textos, vou escrevendo assim como vou dirigindo meus atores, sejam eles brasileiros, sejam eles da Baviera, sejam eles dinamarqueses ou daqui, do East Village ou de….. (pausa pra uma lágrima cair)… Londres….onde meu coração ficou…de onde meus pés, na verdade, nunca saíram, ou melhor, a minha alma nunca saiu. O resto é uma miragem, deve ser. Esse que perambula por aí é esse “Nowhere Man” (peça que escrevi pra Luis Damasceno em 1996), e que finge estar em casa no Rio, em Sampa, aqui em NY, ou em qualquer lugar do mundo mas não está.

    – Onde estou? No lugar perfeito. No lugar virtual. Nessa coisa que, um dia, um vírus vai comer, “nhac”, e pronto! Estaremos de volta a estaca zero: papel e lápis.

    Seremos obrigados a ler Kafka de novo. Nao poderemos mais entrar no “google” e fingir que sabemos tudo sobre todos. Teremos que sair pra comprar um livro todo amarelado de Joyce, ou de Guimarães Rosa, ou de Shakespeare, ou mesmo de Harold Bloom sobre Shakespeare ou do Haroldo de Campos sobre Joyce porque….Por que? Porque no fundo estamos perdendo nossa identidade. Sim, com esse “evento global” com esse information overload, esse excesso de informação, acabamos nao entendendo muito de nada ou nada de nada mesmo e “nhac”.

    Muito de nada. Nada de nada. Assim como Beckett que usava seis palavras e sobravam quatro. Ou Heiner Müeller que usava mais de três mil palavras num jorro hemorrágico, mas no final, também só sobravam quatro.

    Sejam super-bem vindos a esse novo blog. Teremos colaboradores. Estarei, como sempre estive, escrevendo, berrando, de tudo quanto é canto do mundo. Ainda estou estranhando um pouco o layout mas….. Nada que uma breve clicada de olhos ou um breve trocar de lágrimas não obrigue a vista a se acostumar.

    Espero, sinceramente, não decepcioná-los. Mas, se for o caso: uma bela vaia também é bem vinda
    LOVE
    Gerald

  251. gilberto jesus ferraz

    Com certeza todos nós estamos parindo um novo Deus, o Deus Obama, que perigo ronda a humanidade, quando sempre colocamos a esperança em uma só pessoa e esquecemos das nossas responsabilidades.

  252. Carol

    ” O verdadeiro intelectual é como pernilongo que não quer permitir que a sociedade durma, que a perturba com seu zunir, e que, quando cessa de girar no ar por cima da sociedade, baixa para picá-la, tirar-lhe sangue, e infectá-la com doença febril e potencialmente perigosa. É pois mau sinal quando a sociedade tece hinos de louvor em torno do intelectual e o cobre de honrarias. Mosquitos não são glorificados, e se o são, deixaram de ser mosquitos. Mas sinal ainda pior é quando a sociedade dorme calmamente a despeito do mosquito, o afasta com movimento inconsciente da mão, ou o elimina com aerosol tecnicamente elaborado. Porque sem o mosquito a perturbar-lhe o sono e a picá-la, a sociedade é corpo inerte estendido sobre cama confortável, objeto de manipulação de outrem. A relação ótica entre intelectual e sociedade talvez seja a da irritação, da raiva que um sente pelo outro. Tanto a glorificação quanto a indiferença aniquilam tal relacionamento difícil e precioso. É esta a razão porque a verdadeira recompensa do intelectual está na irritação que provoca na sua sociedade.”
    Wilhelm Flusser

  253. Luciana

    Sandra,

    Ele não era mau aluno, eram os professores que eram maus e limitados.

  254. Luciana

    Targino Silva

    O caos existe sim.Estou falando do caos interno dentro de cada um.Não o caos que você está se referindo, no sentido de bagunça, onde todos acham que podem fazer tudo , até prejudicar alguém.As regras , Targino S., existem para o bem estar das pessoas e não para trancá-las , ou regras limitantes, ou regras somente para submeter, ou coagir o outro, enquanto esses que se dizem tão a favor de regras não as seguem.

  255. Santana. Querida.

    Eu não sou físico, não sou matemático, mas passei
    a minha vida pesquisando, inventando coisas,
    criando teorias. Voce é muito sagaz, inteligente.
    Gostei de voce. Ninguem engana voce com facilidade.
    A minha vida é uma pororoca.
    Um pequeno rio querendo vencer o mar.
    Se o grupo de elementos do universo é limitado
    a interação entre eles forma um numero fixo de
    combinações, portanto, a quantidade é finita.
    Assim sendo, o caos pode ser medido e equacionado.
    Falta domínio, falta conhecimento.

  256. Luciana

    Uma das regras que ao meu ver é muito importante no bom funcionamento de uma sociedade é não mentir, não distorcer, não bajular, não enaltecer só os amiguinhos mesmo que eles não sejam tudo isso que estão querendo mostrar, existe também as regras de comportamento como educação, gentileza, delicadeza, etc,etc

  257. Luciana

    as regras de comportamento como educação, gentileza, delicadeza , tolerância, compreensão, ausência de soberba, etc,etc,etc,etc,

  258. Luciana

    Bom aluno não é só aquele que só sabe decorar formulazinhas de matemática , de físíca ou as datas, locais de história,etc,etc,etc, o bom aluno vai além disso.E tem crianças que não vão bem na escola por n fatores, podem não estar enxergando bem, ouvindo bem, algum problema neurológico, problemas emocionais graves, problemas na família, dificuldade no sistema de aprendizado, e até isso não que ela não seja capaz, mas que não existe somente um método de ensino,etc,etc,etc,etc, tanta coisa pode fazer uma criança não ir bem na escola até , já ouvi falar , deste tipo de comportamento bullying,que pode ocasionar a depressão, evasão escolar, até suicído, isso é muito grave, este tipo de comportamento bullying.

  259. Sandra

    Pacheco, você não conta piadas ofensivas. Quando alguém conta uma piada, carrega nela muito de si. A mesma piada soa totalmente diferente se contada por uma pessoa rancorosa e cheia de ódio ou por uma pessoa inteligente e com a alma elevada, que é o seu caso.

  260. Luciana

    O caos não é algo ruim é só uma etapa de um processo.

  261. Sandra

    Targino, o universo tem direito a seu caos. Ele também precisa de espaço (curvo).

  262. Liz

    Luciana, essas regras para um “bom funcionamento” da sociedade são ainda bastante novas, se compararmos com a existência da humanidade. No entanto, a sociedade já funcionava. (Claro que não da mesma maneira para todos, mas até hoje é assim). Vc já leu “Civilidade Pueril” do Erasmo de Rotterdam? Ou ” O Aparecimento e o Desaparecimento da Infância” do Neil Postman? Concordo que uma nova maneira de se relacionar e ver o mundo nasceu a partir dessas novas formatações. Até mesmo com o surgimento do sentimento de vergonha entre os adultos que viviam em meio as crianças… As regras são importantes sim.

  263. Liz

    acrescentando:
    “Até mesmo com o surgimento do sentimento de vergonha entre os adultos que viviam em meio as crianças CONSIDERANDO-AS ADULTOS EM MINIATURA… As regras são importantes sim.”

  264. Liz

    Lu..
    E a coisa só foi evoluir mesmo com a separação do mundo letrado ( do adulto ) e o mundo oral ( das crianaças ). Os então chamados ADULTOS tiveram contato com escritos de estudiosos, diferenciando a mentalidade e o corpo de um adulto da mentalidade e corpo de um” adulto em miniatura”, já então classificado de crianças e que tinham necessidades diferentes. Isso aconteceu primeiro com a burguesia, ainda no renascimento.

  265. Sandra

    Luciana, não dá para eliminar a parte chata do ensino. Eu adoro dar aulas conceituais, daquelas que perturbam, mas não dispenso as fórmulas e as técnicas. Nenhuma criança vai, de livre vontade, preferir decorar tabuada a jogar bola. Cabe aos pais fazer o papel de chatos e estabelecer um horário para estudo, e, nesse horário, estão incluídos, além das discussões e criatividade, cópias, tabuada, caligrafia, e todas essas coisas chatas, mais importantes.

  266. Sandra

    Quanto aos professores de Einstein, como podemos saber se eram ruins?

  267. Luciana

    Liz

    As regras são importantes, mas tem regras que já são obsoletas.Ainda parto da idéia de que regras são para o bem estar das pessoas e não somente para submeter, coagir o outro enquanto eu não as sigo também 100%.E tem muitas regras que são quebradas e que daí surge algo novo .

  268. Luciana

    As classificações podem ser limitantes.

  269. Liz

    Luciana, geralmente as regras obsoletas são derrubadas com o decreto de uma nova lei.

  270. Luciana

    Sandra, o sistema de aprendizado hoje em dia não é mais como antes, já evolui muito.Antes havia até palmatória, coerção, e outras coisas, mas sempre haviam os bons professores que mesmo sérios sabiam instigar, estimular e exigirem os alunos.
    Tem crianças que têm outro ritmo, ou mais rápido ou mais devagar, não dá para padronizar tudo.É só estudar pedagogia para você ver a evolução no campo da didática.

  271. Luciana

    E as leis surgem também para o bem estar das pessoas , quando a sociedade exige e evolui, aí surgem as leis, regras.

  272. Aninomyous

    Que horas será a posse do Barak? não está escrito no convite…

  273. Luciana

    O que acontece nas escolas é a negligência muitas vezes em todos os sentidos.Da desvalorização do ensino, professores mal pagos, sem muito prepraro, não atualizados, n fatores podem existir nisso tudo.

  274. Liz

    Luciana, tem muita gente que não sabe o que é bom pra si mesmo. Um exemplo disso é a obrigatoriedade do ensino. Se não fosse assim muitas crianças estariam fora da escola pq os pais não tem ciência da importância do conhecimento ciêntifico.

  275. Sandra

    Quanto a Obama, a frustração ou satisfação vai depender do que as pessoas esperam dele. Pelo que ele mostrou no trabalho de transição, acho que ele fará um bom governo.

  276. Liz

    A obrigatoriedade das coisas muitas vezes tem efeito contrário, não somos todos iguais. Mas como saber se não submetermos todos? Só pra não sair do exemplo, muitos professores sofrem nas mãos de alunos que não querem estudar e deixam isso claro em sala de aula. Eles simplesmente anular a via de mão dupla que deve existir nessa relação. Aí… nem com milagre se consegue um desenvolvimento cogntivo.

  277. Liz

    Luciana o que vc falou para a Sandra é verdade, não precisa nem estudar pedagogia, se não me engano ela é professora e COM CERTEZA já vivenciou ou vivencia isso todos os dias em sala de aula. O professor não desconsidera essa natureza do aluno, sua singularidade, nem suas experiências….

  278. Liz

    LUciana,
    Os agravantes estão quase todos, digo QUASE todos em âmbito externo à sala de aula e a própria escola. Hoje existem várias maneiras de vc avaliar um aprendizado. As pessoas possuem inteligiencias diferentes e conseguem se expressar melhor de uma determinada forma. O professor só deve levar mais isso em consideração.

  279. Liz

    Luciana
    Acho que já fugimos por demais ao tema proposto no post acima. Esse é um assunto pra dias…. então… bjos

  280. Liz

    Aninomyous,

    O juramento do novo presidente dos EUA está marcado para as 12h00 hora local (15h00 em Brasília).

  281. Cristina

    Da mesma forma que o Brasil, os Estados Unidos precisam de reformas em suas leis. Barack Obama, como advogado poderia liderar um programa de reformas, mas primeiramente terá que consertar a economia e finalizar duas guerras mal sucedidas.
    Além de botarem muita fé num advogado que fez carreira em Illinois, ressaltam demais o fato de Obama ser negro, o que pode gerar no futuro manifestações racistas. A sociedade americana, assim como a brasileira, não é muito sadia, os negros podem se decepcionar e começarem a chamar Obama de negro de merda, se o presidente americano se posicionar como um branco. Toda esta esperança em Obama não é matemática, como diz o Targino, não é lógica. Vamos rezar para que Obama consiga trilhar o caminho do meio com segurança e disposição.

  282. Sandra

    Beijos em todos! Até mais tarde!

  283. Jorge Plato Platon

    Querida Luciana,

    “Uma das regras que ao meu ver é muito importante no bom funcionamento de uma sociedade é não mentir, não distorcer, não bajular, não enaltecer só os amiguinhos mesmo que eles não sejam tudo isso que estão querendo mostrar, existe também as regras de comportamento como educação, gentileza, delicadeza, etc,etc”

    Você tem razão: uma sociedade de pessoas sinceras, funciona melhor. Mas a mentira às vezes é necessária. Exemplificando: se o assassino X entra no seu local de trabalho e pergunta se você conhece o Y ( seu colega de trabalho), que é o alvo de X , talvez seja necessária uma mentira, uma nobre mentira. Talvez as regras de etiqueta, como você bem assinalou, sejam pequenas mentiras do dia-a-dia.

    J.J.P.

  284. Aninomyous

    Ué, tem lugar noticiando que será as 10h00 (13h00 Brasília)!?, beleza, parece que o Ig vai transmitir em tempo real…abraços.

  285. Liz

    “Esse blog, salvo tantos de vocês que amo de paixão, esta linkado a quase 500 outros. Virou uma Blogmania. Eu sou somente UM.”

    Nossa, Gerald!
    Deve ser muito difícil manter o relacionamento que vc demonstra manter com todas as pessos que vc gosta. Eu diria que TODAS ESSAS PESSOAS precisam ser extremamente compreensivas com relação a tua posição: VC NÃO PODE SER UM “DEVORADOR DE PECADOS”!
    Não sei onde vc arruma tanto tempo para escrever tantos textos, peças de teatro, manter o blog, cultivar amizades, etc. etc. etc e ainda ter uma vida privada para levar… Parabéns!

  286. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, temos post novo lá em cima.

  287. atonio marcos junior

    observa-se com os passar dos anos, ó povo há nação está deixando de crer em promessas falsas,e percebendo diferenças que com os passar dos anos se tornam indispensavel há os olhos vivos de quem qué uma democracia junta,honesta e digna com o seu povo que ama. saí está um fato: há extraodinaria elinda vitoria de barack obama; que acreditou no seus sonhos e peceverou até o fim no seu proposito e venceu tanta discriminação por causa de ele ser de cor bleck

  288. Mariene Nunes de Campos

    Grande Pacheco, vizinho!!!
    Belmonte,que endereço privilegeado, oceano atlântico esquina com o rio Jequitinhonha… comer guaiamum bem cevado no Dendê e Aimpim com uma breja, bons amigos e esta imensidão daí, saudade disso,,,
    Engraçado e sincrônico, em das raras idas a Porto, uma amiga que não encontrava há séculos, construiu um cafofo próprio frente p mar em Guaiú, está fazendo muito bem a ela, o novo brilho no olhar evidencia , a caminho daí , estava mesmo nos meus planos, atravessar a balsa e sair desta Babilônia Arraiama um pouco….aí ler vc foi como um sinal de bom agouro, vou fazer um pic-nic nestas bandas orla norte…
    Enquanto Obama tomava posse aqui era festa de São Sebastião, música de um refrão só: Eh Sebastião , Hei chegou o dia viemos festejar com toda alegria, um mantra de vários batuqes, dura todo o dia, missa, procissão e culmina com a parte pagã da festa, ritual, de levantar o pau (mastro)de São Sebastião, regada a uma batida de maracujá com cachaça de vale verde, feijão tropeiro, arroz e churrasco. grátis…aí gregos, troianos e baianos se jogam como pintos no lixo, aos olhos incrédulos do novo padre ultra-conservador ….Que caldeirão étnico e sincrético!!!
    Um grande abraço.
    Diga p o Gerald não se avexar com insultos injustos , a caravana igual vai passar…nós o temos na mais alta estima, ele é considerado;
    Andei uns dias distante da rede (web) tb…afinal há tanta vida lá fora né?
    Hoje se não tivesse um tanque de roupa p lavar iria até a Pitinga,…mas preciso orientar a viagem, amanhã já será aquário e este senso de responsa saturnina vai virar : faça te ao mar e não temas!!!.

  289. carla rossini

    Gerald,

    vc eh do car…! vc escreveu td o q sempre pensei do Brasil. piada as coisas que acontecem..

    mandou bem

    see y

  290. carla rossini

    Gerald

    vc eh do cara..! conseguiu escrever td o que penso do Brasil,essa mediocridade e guerra civil velado, em que todos fazem vistas grossas. sou jornalista e vejo essa hipocrisia diariamente.

    parabens! sorte ter greencard e poder trabalhar ai.

    beijao

  291. Atriz

    Gerald,
    Como uma atriz profissional pode fazer para ter uma oportunidade de trabalhar com você?
    Tem algum e-mail para o qual eu possa enviar currículo?
    Obrigada.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s