SOMOS APÁTICOS À MERDA ALHEIA OU RIMOS DELA QUANDO VOA!

 

 

“PEQUENOS ASSASSINATOS” – (LITTLE MURDERS) 

Essa pérola de Jules Feiffer (1971) com Elliot Gould, Alan Arkin & Company faz a sinopse dessa “coisa” em que nos transformamos. Ah, sim! Escrevo isso no momento em que vejo as ground troops israelenses invadindo Gaza (mais uma vez). Mas quem pode tirar a razão de Israel de querer existir? Ao mesmo tempo eu berro “que merda tudo isso!”. Não, ainda não sou um ser apático.  

Little Muders” é a história da apatia, do “movimento pela apatia”: da neurose da psicose de se viver aprisionado. É a psicose da galinha olhando o ovo, estranhando o ovo que acabou de botar e MASSACRANDO aquela coisa estranha que comemos, que vira omelete ou objeto de Páscoa e que Colombo colocou em pé. Mas o apático fotógrafo (Elliot Gould), assim como uma galinha infértil,  só faz mesmo é fotografar “merda de cachorro”. Ah, e é espancado por gangs de NYC nos anos setenta enquanto sonha. Sonha. Sonha em querer sonhar como um quase Hamlet, um quase ham omelett. O resto, em sua volta, é muito barulho, muito barulho, e muitas balas voando, muita gente falando, muita gente no armário, muita classe média, o sonho americano ruindo nos anos setenta sob Nixon, muita gente se auto-flagelando e auto-baleando. 

Ah, mas tem o mais que brilhante filme Network também, de Lumet, com o Peter Finch. Lindo. Triste. Época de Gerald Ford já tendo perdoado Nixon pelas barbaridades. Quais? Pelas quais ele foi “pego”. Porque todos eles cometem, nao é? São humanos, não são? Network é a parte do grill à lenha, se o mundo é um fogão! É sobre a neurose de um âncora televisivo que não agüenta mais. Entra um dia no estúdio e não agüenta mais. Nao é uma crise existencial, mas uma crise CORPORATIVISTA, ou melhor, um surto psicótico corporativista-existencial e político. Ufa! Tá difícil! Trata-se de uma convulsão, uma psicose também, uma neurose sobre a psicose mais uma convulsão: resultado: o âncora se torna um “guru” que vai do fracasso ao sucesso porque pega de assalto o ponto fraco das pessoas. E qual o ponto fraco? A mentira na qual vivemos. “I’m mad as hell and I’m not going to take it anymore”. 

Ah, mas tem os “3 dias de Condor” (baseado em Six Days of the Condor, de James Grady: brilhante), em que vemos um lindíssimo Robert Redford fugindo de uma CIA (que massacra a ela mesma – uma divisão da CIA que acaba de assassinar – risos mórbidos – “pequenos assassinatos”), fugindo de sombras que carregam mistérios e mentiras e traem uns aos outros: assim é o mundo dos SPIES, dos espiões,  das  divisões políticas, das hegemonias, dos egos artísticos; assim é com autores de ficção, assim como na realidade quando estamos a um passo de sermos testemunhas de um massacre ou quando perdemos um amigo perdido nas montanhas alpinas da Suíça!  Em “3 dias de Condor” as ramificações chegam a ser poéticas porque um jovem e idealista Redford ainda quer “moralizar” o imoralizável, ou seja, quer limpar o sujo, a sujeira do mundo. Tadinho, mas está certo. Errado estamos nós que torcemos sempre para o coitadinho. Por que será? 

Assim como Elliot Gould fotografa merda em Pequenos Assassinatos, Faye Dunaway é uma fotógrafa do nada, do vazio, em “3 dias do Condor”.

E é no colo da linda e vazia Dunaway que Redford vai pegar refúgio enquanto quer provar que ALGUMA  COISA  PROVA  ALGUMA  COISA (ao  contrário do meu “nada prova nada”, Circo de Rins… ) tentando chegar ao chefe dos chefes da CIA tristemente localizado dentro do World Trade Center. Sim, eu disse tristemente aqui no ex WTC e não em Langley. 

Fugindo… todos os personagens desses filmes fogem porque ainda não existe a internet. Sim, ainda estamos nos anos 60 e setenta, uma era virtual, mas virtual de outra forma. Mais que isso, estamos sob pleno impacto colossal de Richard Nixon sobre a vida de todos. O desastre Nixon abalou tanto tudo que todos tudo tanto todo o TUDO que pum! Tudo PUM! Nixon, Watergate, os tapes, Erlichman, Halderman, Kissinger, G Gordon Liddy e PUM! E mais plumbers! Quer dizer bombeiros mecânicos. É isso: PUM! E Nixon ainda fazia o sinal da PAZ dos hippies DUPLO. É como se estivéssemos duplamente bêbados e sim, não havia a internet. Havia o ser humano olhando pro outro e… O quê?  Ele, Redford, descobre que conectou os pontos: PETRÓLEO. Uniu a Holanda com alguns livros árabes e Venezuela e PIMBA. E, por causa disso, PUM! Matam sua unidade. Psicóticos! Como vêem, jovens do mundo, o “oil embargo” e outros embargos pelo petróleo é vicio pior que heroína, coisa la dos Afghans, dos poppy seeds, papouuuula! 

Ah, e tem “Performance” com Mick Jagger e James Fox, de Nicholas Roeg.

Sim, psicose de identidade e psicodelismo de alta fidelidade, assim nós éramos. E como éramos! E o que somos? Uma alta elite do quê? 

Em “Performance” vemos um gangster cockney sendo esnobado pelo seus pares e vemos um performer da elite pop (Jagger) sendo esnobado pelos seus próprios conhecimentos “estranhos e exóticos” (Borges, por exemplo, que na Inglaterra da década de 60, ah… ninguém se importava, principalmente a minha turma. Queria-se Poe, dadaísmo, Trotsky  e muito rock). Performance é e não é o espelho às avessas e I’m mad as hell… , ou seja, ESTOU PUTO DA VIDA E NÃO VOU MAIS AGÜENTAR ESSA MERDA, porque se está todo mundo tripping, todo mundo drogado e num processo de introspecção por processo psicótico de auto-indução, a palavra “mad”, maluco, puto da vida, não se aplica. Ah, sim, cogumelo nasce na merda! O que se come em “Performance” é cogumelo. Da auto introspecção à merda total e pequenos assassinatos: um vira o outro por necessidade de roubo de identidade!!!! 

QUAL merda? A que Gould fotografa? A que os terroristas nos propõe no dia a dia de nossas vidas. As “Notas Oficias” que Finch é obrigado a ler e que continuam sendo a grande MASSA da MÍDIA? Ou será que a merda está no vazio das fotos, está no vazio dos discursos e nas máquinas que invadem por causa de petróleo agora, assim como era antes? E o direito de existir? 

Quem tem mais direito de existir? Árabe? Judeu? Rico, pobre? Quem tem mais direito de opinar sobre isso? Redford corre da mentira, Gould fotografa seus excrementos, Finch berra a respeito dela e Jagger canta “eu existo através do OUTRO”. Nós existimos através do outro! E somente através do outro.

Quem tem o direito de não existir? Você? Eu? Um? Dois? Será somente uma questão psicótica? Neurológica? Imaginária? Numérica? Somos muito pequenos? Valemos quanto? Quanto dinheiro? Quantas gramas ou quilos? Ou seremos pequenamente, lentamente,  assassinados?

 

Gerald Thomas

3 Janeiro 2009

 

(O Vampiro de Curitiba na edição)

 

530 Comments

Filed under artigos

530 responses to “SOMOS APÁTICOS À MERDA ALHEIA OU RIMOS DELA QUANDO VOA!

  1. Nina (yes we can)

    Primeiramente e sobretudo e qualquer coisa:
    meu deus!
    que desenho é este, não existem palavras prá dizer sobre ele.
    O tamanho dessa mão a isenta de qualquer razão, qualquer palavra, qualquer estranheza, de qualquer…

    L I N D O!

    Aprisionada, apatia, identidade, direito de existir.
    Sempre tive a mesma sensação descita diante de um ovo, como a da galinha que não sabe o que aquilo é. Exatamente. Como Clarice Lispector.

    O ovo que citou no seu texto talvez expresse tudo isso: prisão, estranheza, identidade, existir…

    OVO:
    Impenetrável, instalado precariamente no alto do mundo. Alheio a toda fragilidade que desperta suas palavras. Contorno corporal sem apoio, um ovo. Como se fala ovo em italalino? UOVO. Um ovo em cima do muro não pára por muito tempo. Existe somente em duas condições: na loucura do vazio ou na solidão do outro, olhando prá outra direção, fazendo palavras significarem mais do que significam. Ou então, um talvez.

    Ela tentou pegar, mas, suas mãos são fortes demais prá segurar um ovo. Ovo é casca e conteúdo, mais nada. Não se pode segurar sem quebrar, senão cozinha. O que existirá no seu interior? Será que ele realmente existe? Mas existe uma maneira de saber:
    Com muita delicadeza e cuidado, uma agulha entrou em seu interior, na roupa de baixo, no líquido amniótico, no líquido branco que semeia indiscriminadamente qualquer desejo, qualquer beijo.. (no meu desejo sempre te vejo!) Agulha fina, precisão e coragem. Ela penetrou com tanto medo que o ovo rachou inteiro, em linhas que nunca paravam de abrir-se em si mesmas, gerando outras, e outras, e infinitamente rachando num definitivo romper-se. A gema gemeu alto.

    Mas a agulha, recém retirada estava seca. Seca????????

    O ovo rachado não quebrou, mas morreu de ódio por ficar rachado. Ovo idiota, não aprendeu a arte de viver rompendo-se, colando-se sempre. O ódio do ovo transformou-se em sei lá, e o sei lá, virou talvez. Omelete, como se fala omelete em italiano? uovo strapazzato…

    Como saber?
    Dentro do ovo, uma galinha morta, ou um futuro nascimento de gemas gêmeas?
    Ninguém nunca vai saber, por que o ovo, não morreu, nem viveu, o ovo só gemeu.

    “Quem tem o direito de existir?” pergunta Thomas

    lindo texto, inspirou meus dias….

    grande beijo

  2. Nina (yes we can)

    diálogo entre algumas palavras minhas e um poema de Rodrigo Leão:

    Nina para Rodrigo:
    come a gema de quem ama
    quem ama está prá sempre
    gemendo dentro de você

    Resposta de Rodrigo:
    OVO COR DE ROSA

    Olhar a casca do ovo
    Achar que a casca é a gema
    Fazer uma confusão de fato
    e do poema uma algema

    Criar algumas cicatrizes
    como animais domésticos
    Saber que a casca é delicada
    e no fundo é algo hermético

    Ir tirando a casca com calma
    como quem arranca a própria alma
    devagar feito um pelicano
    Comer a gema de quem amo

  3. Nina (yes we can)

    Bom dia a todos
    não consigo ver nenhum comentário, mas consigo escrevê-los

    bjs

  4. Nina (yes we can)

    vou ver algo sobre os filmes, não assisti nenhum…

  5. O Vampiro de Curitiba

    Bom dia, meus amores!

    Beleza de texto, Gerald!

    Vou aproveitar as férias e ver se acho esses filmes pra assistir.

  6. O Vampiro de Curitiba

    E esse desenho, Gerald?
    É da época em que você desenhava pro New York Times?
    Que loucura!

  7. gthomas

    Eh, esse desenho eh um entre dezenas, centenas, que eu fazia pra OpEd page do New York Times na decada de oitenta. Acho que cabia pra esse texto e Vamp, MUITISSIMO obrigado pela LINDISSIMA paginacao: ficou….OTIMO!
    LOVE
    G

  8. Nina (yes we can)

    Gerald,

    vc deu a resposta.
    engraçado pq ontem comentei a respeito

    isso é psicose pura… de um Estado doente

  9. gthomas

    Abu al-Jamal é o segundo importante líder do Hamas a ser morto desde o início da ofensiva de Israel, no sábado passado, contra alvos do grupo na Faixa de Gaza.

    Na quinta-feira, Nizar Rayyan foi morto depois que sua casa foi atingida por uma bomba. Outras nove pessoas, supostamente membros de sua família, também morreram. Ele foi o primeiro integrante do Hamas de maior destaque a ser morto por forças israelenses desde 2004.

  10. Nina (yes we can)

    estranho, mas como tenho uma ligação muito forte com a música, a que me veio a mente enquanto lia esse texto, o tempo todo foi Hypnotize do System of Down, banda onde o lindo armênio Serj Tankian com sua linda voz, grita contra a invasiva americana ao Iraque.
    A banda é americana.
    Não são os americanos que são paranóicos, mas o Estado americano, principalmente liderado pelo asno do Bush.
    Bom lembrar que Tony Blair censurou alguns clips da banda.

    deixou Hypnotize: letra, musica e tudo mais prá mim tem a ver com esse texto.

    http://br.youtube.com/watch?v=Ciio3o5Pcuo

  11. Nina (yes we can)

    melodia perfeita a do System of down e o barulho do helicótero completa tudo.
    Quero falar de outra coisa

  12. Ivo Veiga

    Caro Gerald, filmes da mesma época que nos marcaram(os com mais de 50) A Primeira Noite de Um Homem com Dustin Hoffmam e a(maravilhosa) Anne Bancroft, Todos os Homens do Presidente, Um Dia de Cão, 2001 Uma Odisséia no Espaço, Laranja Mecanica, etc…etc…outro do Sidney Lumet Limite de Segurança(acho que era Safety Limit em inglês)com o Henry Fonda, outro Dr.Fantástico(Dr.Strangelove) do Kubrik com o Peter Sellers, George C.Scott outro Patton com o George Scott(que ganhou o Oscar mas não foi buscar) e tantos outros que mexeram com nossa jovens cabeças.
    Caro Pacheco, eu sou isso mesmo Ivo Veiga, nunca usei o posto para me vangloriar ou coisa parecida, aliás isso não interessa a ninguém, só a mim, eu não fico perguntando o que cada um dos participantes do blog faz ou fez, não é de minha conta. Lembra-se que fiz uma brincadeira com você(essa mudança ortográfica!!!!)
    onde eu dizia 3 gemadas, claro que voce como militar entendeu, ou o famoso mensagem a garcia, coisas nossas.Quanto a minha menção a Susan Judia como alma gemea, o contexto foi o seriado O Vigilante Rodoviário. O que ela indica aos outros para lerem é problema dela, ela mesma disse ter 50, ou seja é bem crescidinha pra saber e poder dizer o que bem entender, por sinal alguns livros que ela cita, como A Arte da Guerra li e faz parte do curriculo da AMAN(conheça teu inimigo).
    Reinaldo Pedroso, fiquei sabendo agora que moras em Santa Maria da Boca do Monte, foi meu segundo posto no(a época) 6o Regimento de Cavalaria, tenhno ótimas recordações da cidade
    apesar de já terem passados quase 40 anos, minha 2a namorada(Rosália) era e creio ainda viver em Santa Maria, quando o Sr. disse que eu não sabia sintaxe, etc…etc… é a pura verdade sou péssimo nesse assunto, ainda bem que minha atual namorada é professora de literatura numa universidade de São Paulo e corrige meus incontáveis erros, se fui grosseiro quando mencionei tanquexcanhão auto propelido(ou propulsado)
    claro que pra se falar em guerra não é fundamental entender termos técnicos, estes ajudam a compreeder melhor os fatos, eu não entro em sua seara, Cartoon, Design etc… por que não entendo nada do assunto portanto não vou me meter e falar besteira, espero que isso esclareça de vez minha posição, não estou aqui para declarar guerra a ninguém, mas sim para discutir idéias e ideais. Finalmente peço a todos que me vejam como Ivo Veiga um homem de 59 anos divorciado e sem filhos,
    quanto a titulos, cargos, etc…etc… isto não faz a menor diferença, só interessando a mim mesmo.
    Pacheco se me autorizas usarei tuas palavras,
    Obrigado
    Ivo
    PS fui dormir as 06,30 e acordei as 13,20, portanto se alguma estultice escrevi debitem aos horarios acima.

  13. Ana

    Eu não sei… EU não dormi (pra variar nesse anos de inferno absoluto). Eu fritei na cama. Claro: ninguém tem nada a ver se a faixa de Gaza resolve se reproduzir sobre meus poros em micro-estopins. Queima.
    Enfim, eu não sei. Começou bem. A coisa da mída, de sermos todos um pouco Nixon (nem sofre mais sofremos calados; temos a rede para nos amparar antes da derradeira queda de nós mesmos num nada absoluto. E como eu ia dizendo meio mal dito, pq mal raciocino, pq não dormi, ia bem, mas em dado momento, senti que alguma amargura saltou daí. Uma espécie de putice por ter visto o mundo diferente do que ele é hoje. Mas não te condeno. O texto está mais para explosão do que paixão, pelo que te conheço. Não te condeno pq também preferia o mundo como era antes. Uma solitária e silenciosa via sem redes. Quando um corpo estatelava no chão, parecia real. E todo mundo parava MESMO para ver. Agora não… Agora virou isso… Essa mistura toda tão representada por três filmes diferentes. O grande Olho está de Olho: somos todos egos.
    bjs, vou tentar “dormitar”. ou cochilar. ou qualquer coisa que o valha, desde que, por algum tempo, eu não me sinta.

    Note que esses comments tomam conotação de e-mail. Escancaram todos os seus gostos, tendências, bem e mal quereres. Estamos à vista. Do que ainda não se sabe. O importante é que já se sabe.
    LOVE,

  14. Ivo Veiga

    Já falei estultice o acima do horario, leiam ao lado.
    Ivo

  15. Sandra

    Meu Deus…

  16. Sandra

    “Quem tem mais direito de existir?”

    “Quem tem mais direito de opinar sobre isso?”

    “Quem tem o direito de não existir?”

  17. Sandra

    Que lindo, Gerald…
    Que lindo…

    Você escreve MUITO…
    Você desenha MUITO…

  18. O Vampiro de Curitiba

    Sim, todos temos o direito de existir.
    Pena que a religião considere que a minha existência significa a ausência do outro. Então que se matem!!! Se ao menos eles levassem suas religiões para o inferno junto com eles, mas não. Quanto mais mortes, mais fanatismo religioso. E assim caminha a humanidade…

  19. Nina (yes we can)

    Este desenho teu Gerald Thomas, posso ver melhor, com mais detalhes no livro da Silvia.

    A manipulação… (mani em italiano significa mãos), de seres humanos, o mundo em arestas como um grande templo ao avesso de Nyemeier, pq não há nenhuma curva, só arestas, traços retos, labirinto onde não se escolhe os caminhos, como we dont need education, passando por debaixo das pernas da grande mão feita de ossos, uma mão com um século de existência.

    O desenho me fascina.
    Pela pequenez do ser humano diante da manipulação de outro ser humano mais forte.

    mas existem duas pessoas que estão fora da fila indiana.
    Não sei se írão, ou se farão o caminh contrário.
    Pode entrar no pavilhão anti-Niemeyer, ou talvez não…

    O traço da mão que desenha é forte e delicado. Preciso. Não se perde jamais de seu caminho. Traço faminto.

  20. Sandra

    “Não, ainda não sou um ser apático”

    Você??????? Apático????????????

  21. Ivo Veiga

    Gerald eu não sabia que tens um amigo perdido nos alpes, espero que todos os mecanismos de defesa civil da Suiça sejam utilizados, para localiza-lo e esperar que esteja bem, talvez abrigado em alguma cabana ou coisa parecida.
    Abraço
    Ivo

  22. Sandra

    Vamp, você é a prova viva que muitos ateus estão mais próximos de Deus do que os que dizem falar em nome dEle. É evidente que se importa.

  23. Ivo Veiga

    Os horarios(com ou sem acento) continuam doidos.
    Ivo

  24. O Vampiro de Curitiba

    Sandra, não quero polemizar com a fé de ninguém, mas essas palavras “deus”, “religião”, “fé”, etc., só me fazem desiludir cada vez mais do ser humano.

  25. gthomas

    O que nao da pra aguentar mesmo eh esse JURAMENTO de morte CEGO em nome de um deus.

    ao mesmo tempo, pensem…..JURA-SE por outras coisas: o sistema, etc. que passa a ser a figura de deus. SE o Marine enxerga a sua bandeira ou se o suicide bomber enxerga 72 virgens num lado de mel….ha pouca diferenca: pessoas esclarecidas nao se matam incondicionalmente.

    A discussao aqui eh o direito da existencia: os isrealenses de agora nao tem culpa do estado ter sido criado em 48. Os pobres coitados que nascem hoje em Brasilia, nao tem culpa daquela merda (nao) ter sido planejada como foi por JK e Niemeyer….

    Os Palestinos nao tem culpa de terem sido invadidos em seu proprio quintal. Quem tem culpa ja esta morto> teria que se rever todo o processo mas ter Israel la onde esta eh CONFUSAO pra todos e o CONFLITO sera ETERNO e eu me pergunto

    ate quando ?
    ate quando?
    ate quando?

    ate acharem meu amigo nos Alpes ou perto deles….em, Interlaken ou Zurich ou Berna, ou Basel,….

  26. gthomas

    DO PERIODICO PAGINA 12 DA ARGENTINA

    “Soy judío y sin embargo detesto la decisión -en su momento tomada por Churchill, Truman y Ben Gurion- de haber puesto al Estado de Israel en el territorio más sensible del planeta. Tampoco concuerdo con las industrias ni del Holocausto ni del anti Holocausto”. Terra… es una obra que resume a golpe de asociaciones libres un mundo que está al borde del colapso. Igual que la diva, todo parece a punto de estallar, tantas son las amenazas de guerras, extremismos y paranoias nucleares. Ante tanta verba desatada, la obra ironiza también acerca de la existencia de “un teatro de lo no dicho, un silencio, como el de Harold Pinter”.

  27. Ivo Veiga

    Em adendo ao que já disse, pessoas com vida pública fazem e até devem expor seus trabalhos, curriculo etc… como faz o Gerald, isto é parte do ofício ,um artista, criador, autor deve mostrar ao mundo sua prole, meu caso é exatamente o oposto, minha vida é reservada eu apenas exteriorizo meus gostos pessoais seja em música, literatura, ciência, artes em geral, quanto aos apectos profissionais estes ficam omitidos, por sinal já tive uma reprimenda por dizer mais do que devia. Portanto em boca fechada não entra mosquito.
    Ivo

  28. Sandra

    Apelo a quem conhecer a pessoa a quem o Gerald estiver se referindo (que não acho prudente ele identificar) e souber alguma notícia, que entre em contato com ele ou com a família. Nós, que temos amigos, filhos, pais e irmãos, sabemos qual deve ser o desespero deles.

  29. Sandra

    Eu, que sou mãe, coloquei-me no lugar da mãe dele. Meu Deus, que desespero.
    Gerald, rezo muito para que tudo corra bem, e que vocês tenham boas notícias rapidamente.

  30. Sandra

    Vamp, usa-se Deus como símbolo, como usa-se a bandeira brasileira e o sinal hippie de paz e amor. Embrulha-se qualquer mediocridade ou interesses mesquinhos com esses símbolos e:
    -atacar a mediocridade ou esses interesses passa a significar atacar Deus, o Brasil a paz e o amor;
    -toma-se ódio dos símbolos por achar que eles, de fato, representam mediocridade ou interesses mesquinhos.

  31. Sandra

    “pessoas esclarecidas nao se matam incondicionalmente”

    SIM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  32. Nina (yes we can)

    Ainda sobre o desenho…

    Lena Bergstein trabalha desde 1989 transformando os textos de jacques Derrida em poesia plástica.

    Algo difícil de se pensar, mas vale a pena ver. O Livro chama-se “Enlouquecer o Subjétil”

    Mas, voltando ao desenho de Thomas, desenho não é uma reflexão de arte no papel, um simples transposto da imaginação,

    nenhum desenho é um desenho, mas sim a reintegração de uma sensibilidade extraviada

    Derrida e a merda alheia de Gerald Thomas:

    ” desenhp
    são gestos, de um verbo, uma gramática, uma aritmética, uma Cabala inteira, e que caga´para a outra, que caga sobre a outra, que merda dizem os desenhos a este mundo?
    …meus desenhos desastrados, que dizem MERDA a esse mundo.
    O que são eles?

    O que significam?

    O totem inato do homem.

    um sopro…”
    Derrida

    e ainda:

    desenhos podem ser queimados, mas não se destrói sua força, permanecem etéreos.

    preciso dormir, a noite foi longa e insône..
    beijo a todos

  33. Sandra

    Até mais tarde! Muitos beijos!

  34. Contrera

    bom, a gente não vale nada mesmo.

  35. Contrera

    tudo bem, jerry, mas a gente – que não vale nada – precisa tentar fazer alguma coisa – nem que seja para continuar valendo nada. no meu caso, quem sabe em outubro deixam-me falar sobre o legado do sendero no perú. estou batalhando autorização para reproduzir algumas cenas bárbaras no teatro.

  36. gthomas

    Contrera: nao se trata tanto de valer ou nao valer.
    E mais uma questao de QUANTO NOS ACHAMOS QUE O OUTRO VALE.
    VC nao acha?

  37. Contrera

    acho, gerald. mas veja bem, todos nós fazemos nossos cálculos sobre isso todo dia. e a resposta é, infelizmente, que o outro não vale nada mesmo.
    um exemplo: um cara se muda aqui no prédio. ele sempre foi dos melhores. ao sair, faz questão de arriscar a vida dos outros. por quê? porque ele já não se importa. para ele, o outro não vale nada. antes valia? aí é que tá. também não. mas, por cálculo dele, a gente não sabia que ele pensava assim. agora eu sei. bom, quero distância, certo. mais, preciso me proteger, correto. por isso todos ficam escondidos. porque, liberadas as bruxas, a gente tem que se proteger – nem que seja de nós mesmos. é peckinpah puro. para mudar isso, temos que mudar todos os dias. conseguimos? poucos conseguem. até que seus filhos repetem os erros de todos. e tudo recomeça. por isso é que este ano (2009) depositarei algum esforço (quem sabe muito) a dar aula por meio de ferramentas do teatro. tentarei fazer algo também na academia.
    beijo
    contrera

  38. Sue ( Pensamento positivo para ter BOAS noticias)

    Gerald ,

    (…..) Silencio….(5min)

    Aplaudo voce de pe !! Essa analogia do **irreal** (ficticio)com a realidade, mais uma vez voce se superou !!
    Mesmo com a cabeca longe…preocupado voce consegue ser MAGNIFICO.

    Bom Fim de Semana
    Te cuida

    PS: Estava pensando dia 19 Jan – Dia de Martin Luther King , dia 20…posse de Obama….nao deveria ser tudo no mesmo dia???

    Esse mes de Janeiro PROMETE muitas emocoes!!!
    (espero que sejam OTIMAS essas emocoes)

  39. Sue ( Pensamento positivo para ter BOAS noticias)

    Em tempo:

    Agora que percebi que a Ilustracao da *mao* eh sua???
    Nossa nao sabia que alem de tudo ainda *desenhava …
    Super D+….

  40. nosnoestragamus

    porque deveria ser meu comentário justamente o trigésimo sétimo se não quero escolher um salmo tão triste quanto o vigésimo sexto, quebrando o ovo e o colocando sua casca em meu nariz de palhaço., eita porcaria de teclado que não tem nem ponto de interrogação.

  41. Ivo Veiga

    Quando o “inimigo” é amigo, estava ao telefone agora falando com o Fábio lembramos que nos primeiros contatos quase saimos no tapa depois de alguns dias já estavamos quase trocando alianças rsrsrsrs.É isso quando pensamos que encontramos um inimigo vemos depois que era na verdade um amigo.
    Ivo

  42. joão carlos do espirito santo

    Contribuição:

    Sem a representação mental, sem os traços mnemonicos, sem a elaboração do nosso capital cultura, não há historia, há somente este imediatismo raso, esta lagoa sem fundo onde os hedonistas banham as suas pretensas saciada imagens. O imperio do agora, do goze já, do não adie, a nada renuncie, o imperio do seja voce, trate tudo e seu corpo, principalmente como um rascunho, este imperio nos traz até aqui; FUNDAMENTALISMOS! Seja qual for a sua expressão. Qual ética nos salvará de nos mesmos? De que historia estamos mesmo falando? Desta volatil e liquida em que vivemos (?) onde seres somem em esquinas, corpos se despejam em outras, horas voam, sexos coabitam em perversas evoluções e o ontem é apenas traço e não ensinamento?
    O que queremos, escolha, engajamento ou sofreguidão de gozo passageiro? Permanencia na malha do tempo, no tecido da carne envelhecida ou desconexão rápida que envilece a alma e acinzenta o porvir? Dos filmes, dos livros, dos espetaculos, das musicas, dos poemas, dos classicos, de VOCE, de MIM, de NOS, o que restou? O que permitiremos fazer com o que sonhamos ser? Do nosso resto quais edificações e para quem abrigar e acolher? SIM há uma saída a nossa entrada ativa, a nossa escolha, o som de nossa voz..
    ATÉ QUANDO CALAR????????

  43. gthomas

    Joao Carlos querido: o que dizer diante dessa linda, bela explicacao e do silencio do meu amigo? Nada. Nao digo nada. Por enquanto
    Mais tarde tento te ligar
    LOVE
    G

  44. univesalista.

    vejam a que ponto chegou a pedraria., sim este assunto tem tudo a ver com religiao., o pedreira que não abandona seu carro nunca e os dominicanos evangélicos cultuando a mulher mais do que nunca., assim o mundo não acaba… que sacrilégio

  45. Luciana

    Fanáticos falando sobre outros fanáticos.Palavras que são tijolos e vão formando os muros.
    Espero que esses Puns pelo menos não sejam mal cheirosos.

  46. gthomas

    A mosque in northern Gaza was hit on Saturday during evening prayer time. At least 11 worshipers were killed and about 30 wounded, according to Palestinian hospital officials. The Israeli military had no immediate comment.

  47. Luciana

    Se a palavra , o discurso formam muros então elas não servem para nada, são vazias.

  48. Luciana

    A palavra mata mais que a bomba.Não acredito em palavras.Acredito no olhar, na intenção e não na mera ginástica mental.

  49. Luciana

    Acredito mais no silêncio, no vazio.Prefiro o silêncio.

  50. Sandra

    “Nós existimos através do outro! E somente através do outro”

    Somente???…..

  51. marcia

    oi galera! a gente não passou de ano não foi?…

    mesmo assim : “hopping for the best but expecting the worst”… : … um bom 2009 para todos… I’m almost crying… tão difícil saber ques coisa estão/são/vão como estão/são/vão…

    Gerald Thomas, compreendo suas razões, admiro seu trabalho e seus textos. concordo com pelo menos 80% deles. mas também vejo algumas contradições. sério : eu sinceramente acho que não é hora… a situação toda é tão pior, tão mais desesperadora e tão mais absurdamente real do que a gente possa sequer tentar argumentar aqui… e ao mesmo tempo o silêncio do Ocidente, do Pinter ou qualquer silêncio me parece consentimento a tudo… isso para mim é desconforto com a civilização. a inércia gestada e parida e criada por ela mesma… [pergunto : esse é o seu conceito de autofagia ou tô longe] isso que a gente defende como civilização do tipo : ” melhor assim” eu pergunto : melhor para quem?

    não quero tomar o espaço de comments do blog mas já tomando vai lá esse texto do Baremboim publicado hoje no Estadão. me lembro da Lea Rabin dizendo que nunca existiria paz entre palestinos e israelenses… de Einstein… de Picasso diante de Guernica respondendo para aquele oficial nazista em Paris : “não foi o senhor”… sabe a pergunta qual foi não é? e o Obama que não assume? e se ele já tivesse assumido : faria diferença? juro que à essa altura… o que sei eu? Gaza, África, Rio, São Paulo, País Basco… “um aborto é igual ao outro” como disse o Diogo Mainardi.

    chega…

    porque o texto do Baremboim? porque não é o silêncio…

    cuide-se bem e mantenha os dados rolando… obrigada por não silenciar… não perca a ‘Fernandona’ de vista…

    marcia

    Barenboim, um maestro engajado Daniel Barenboim*
    THE GUARDIAN

    •••Daniel Barenboim é pianista e maestro argentino,de ascendência judaica,naturalizado israelense.Em 2001,criou polêmica ao reger em Israel uma obra do compositor alemão Richard Wagner, bastante identificado com o regime nazista.Sempre engajado politicamente, elecriou, em 2005, junto com o amigo e intelectual palestino Edward Said,o projeto Divã Ocidental-Oriental, uma orquestra formada por jovens músicos judeus e árabes.Barenboim já dirigiu a Orquestra de Paris,a Orquestra Sinfônica de Chicago e é o atual diretor musical da Ópera Estatal de Berlim. •AP

    Tenho apenas três desejos para o ano-novo. O primeiro é que o governo de Israel se conscientize,de
    uma vez por todas, que o conflito no Oriente Médio não pode ser resolvido por meios militares.O segundo é que o Hamas se conscientize que não defenderá seus interesses pela violência, e que Israel está aqui para ficar.O terceiro é que o mundo reconheçaqueesse conflito não é igual a nenhum outro em toda a história. É um conflito intricado e sensível, um conflito humano entre dois povos profundamente convencidos de seu direito de viver no mesmo pedaço de terra. É por isso que não poderá ser resolvido nem pela diplomacia nem pelas armas.

    Os acontecimentos dos últimos dias são extremamente preocupantes para impor várias razões de caráter humano e político. Embora seja óbvio que Israel tem o direito de se defender, que não pode e não deve tolerar os constantes ataques contra seus cidadãos, os bombardeios brutais sobre Gaza
    suscitam profundas indagações na minha mente.

    MORTES

    A primeira é se o governo de Israel tem o direito de considerar todo o povo palestino culpado pelas ações do Hamas. Será que toda a população de Gaza deve ser responsabilizada pelos pecados de uma organização terrorista? Nós, o povo judeu, deveríamos saber e sentir mais profundamente do que qualquer outro povo que o assassinato de civis inocentes é desumano e inaceitável.Os militares israelenses argumentam, de maneira muito frágil, que a Faixa de Gaza é tão densamente povoada que é impossível evitar a morte de civis. Adebilidade desse argumento me leva a formular outras perguntas.Se as mortes de civis são inevitáveis, qual é a finalidade dos bombardeios? Qual é a lógica, se é que existe alguma, por trás da violência, e o que Israel espera conseguir por meio dela? Se o objetivo da operação é destruir o Hamas, a pergunta mais importante a ser feita é se esse objetivo é viável. Se não é, todo o ataque não só é cruel, bárbaro e repreensível, como também é insensato. Por outro lado, se for realmente possível destruir o Hamas por meio de operações militares, que reação Israel espera que haja em Gaza depois que isso se concluir? Em Gaza vivem 1,5 milhão de palestinos, que seguramente não cairão de joelhos de repente para reverenciar o poderio do Exército israelense. Não devemos esquecer que o Hamas, antes de ser eleito, foi encorajado por Israel como tática para enfraquecer o então líder palestino Yasser Arafat. A história recente de Israel me faz acreditar que, se o Hamas for eliminado por meio de bombardeios, outro grupo certamente tomará o seu lugar, um grupo que talvez seja mais radical e mais violento.

    VINGANÇA

    Israel não pode se permitir uma derrota militar porque teme desaparecer do mapa. No entanto, a história demonstrou que toda vitória militar sempre deixou Israel emumaposição política mais fraca do que a anterior por causa do surgimento de grupos radicais. Não pretendo subestimar a dificuldade das decisões que o governo israelense precisa tomar a cada dia, nem subestimo a importância da segurança de Israel. Entretanto, continuo convencido de que o único plano viável para a segurança em Israel, no longo prazo, é obter a aceitação de todos os nossos vizinhos. Desejo para o ano de 2009 a volta da famosa inteligência que foi sempre atribuída aos judeus.Desejo a volta da sabedoria do Rei Salomão para os estrategistas israelenses, a fim de que a usem para compreender que palestinos e israelenses gozam de idênticos direitos humanos. A violência palestina atormenta os israelenses e não contribui para a causa palestina. A retaliação militar israelense é desumana, imoral e não garante a segurança de Israel. Como disse antes, os destinos dos dois povos estão inextricavelmente ligados e os obriga a viver lado a lado. Eles terão de decidir se querem que isso se torne uma bênção ou uma maldição.

    REFLEXÃO – Barenboim,em Viena A ilusão da vitória na Faixa de Gaza HERBERT NEUBAUER/ EFE –1/ 1/ 2009

  52. Sandra

    “Quem tem o direito de não existir?”

  53. juliano

    Que linda a ilustração acima, não sabia que vc desenhava assim.

  54. gthomas

    Essa eh a mesma ilustracao que esta aqui no fundo do fundo do BLOG.
    Outras podem ser vistas na http://www.geraldthomas.com

    no “figurative language”

    nao sei quantas vezes eu ja disse isso
    mas obrigado pelo elogio

  55. Sandra

    Gerald, não achei.

  56. gthomas

    http://www.geraldthomas.com clica PRESS
    e

    aparece

    NEWS ARTICLES
    ENGLISH LANGUAGE PRESS

    In Brazil it’s lonely in the Avant Garde, by Alan Riding, The New York Times, October 2, 1988
    The Case of the Operatic Moon, by Larry Rother, New York Times, November 11, 2003
    The Flash and Crash Days, The New York Times, Sunday, July12,1992
    Glass’s Environmental Opera Puzzles Rio, The New York Times, July 20, 1989
    Getting to the Bottom of Brazil’s Gerald Thomas, Opera Review, June 25, 2005
    Gerald Thomas’s Postmodernist Theatre: A Wagnerian “Antropofagia?”, by David S. George
    Serious Fun Festival: The Flash and Crash Days, TIME Magazine, August 24, 1992
    The Great Bleak Beauty of Beckett, New York Post, March 1985

    >>>>>>>A Figurative Language, PRINT Magazine, Septemer 1983

    Earth in Trance, Cai Weiss, New York Theater Corps, December 2006
    A Director’s Bottom Line, London Times, November 27, 2003
    Full Moon and a Night at the Opera in Rio, Herald Tribune, November 12, 2003
    A Fright at the Opera, The Guardian, November 12, 2003
    Shock, Success and Beckett, The Graduate School of Journalism, October 27, 2000

  57. Ana

    Todos têm o direito a tudo. Eles entraram por terra. Eles entraram por terra, e mais uma vez nós estamos aqui olhando tudo, de braços cruzados. Ou nem. Mas numa impotência monumental. Isso dói.
    O outro não estar nem aí para o outro também é algo que dói. Pq deveria. Cada um deveria estar bem aí para o problema de cada um. Somos os piores tipos de nós de rede, de células de um corpo, de partes de um todo. Queremos mais é que o tecido se desfaça. Deve ser nossa ira por não conhecermos a face de Deus, nem sabermos se viremos a conhecer. Algo assim… Por aí… Nessa questão crucial filosófica.

  58. Ana

    A primeira vez que vi esse desenho do Gerald, travei. Não só pela perfeição e força do traço, mas pela idéia em si. Imagino ele ilustrando a manipulação mundial. Vejam as pessoas em volta do mapa. Estão curiosas, mas não se mexem. Como se esse nem fosse o esperado, mas acabam agindo conforme o esperado. Olhem a desproporção das pessoas em relação à grande mão, que, a mim, parece decidir algo. Sobre dobrar mais, ou não, o mundo. Claro que conforme os seus interesses. Esse desenho é um ícone do poder moderno. O vejo como um ícone desde a primeira vez que o vi. Devia estar estampado na ONU, para ver se alguém se toca que muita gente já se tocou. De tudo.
    LOVE,

  59. Nina (yes we can)

    (da Folha)

    “O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) denunciou neste sábado que, pelo segundo dia consecutivo, o governo de Israel impediu a entrada em Gaza de uma de suas equipes médicas, apesar de ter informado com antecipação as autoridades de sua chegada.

    O pessoal médico, dirigido por um cirurgião de guerra, espera desde ontem a autorização para entrar no território, controlado pelo grupo radical islâmico Hamas.”

    QUE CARNIFICINA É ESSA????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! SÃO MAIS DE 2000 FERIDOS

  60. Sandra

    Achei!!!!!!!

    Lindos…

  61. univesalista.

    Olha o são Tomais de trais apelando aí gente… o Senhor está multi racial etnico e etc e tal mas multi linguista é coisa para lagarto, Sabe que catolico que é católico no sentido mais universalista da palavra é também protestante até as ultimas consequencias.

  62. Nina (yes we can)

    Consegui o filme Performance, acho que com o qual tenho mais afinidade..
    Estranho…
    troca de papéis, identidade, alguma semelhança ou mera coincidência… quem tem mais direito de existir?

    interessante, o ator James Fox, ator cujo personagem tem problemas com identidade, logo depois ele largou o cinema durante oito anos para ser pregador religioso…

  63. Sandra

    Muito intenso. Triste. Angustiante. Preciso de silêncio. Externo, pelo menos.

  64. Nina (yes we can)

    GAZA: (agora)

    o objetivo, diz a jornalista de bbc, é destruir o que ainda restou e Gaza depois das ofensivas

    a primeira vítima do ataque terrestre: uma criança

    Gaza está as escuras.

    bombardeio por terra, avioõee navios…. tudo ao mesmo tempo

    e Israel diz estar ciente do preço “alto” que irá pagar por conta desses atauqe, diz a jornalista

  65. Contrera

    gerald, querido
    fiz um pequeno e libertador artigo sobre bacon. está em meu blog: http://comentariosdocontrera.blogspot.com
    ficaria feliz se vc o lesse. estou jogando algumas tralhas emocionais para fora e o artigo faz parte. ah, se vc me colocar o blog em teus favoritos eu também não irei me queixar, eheheheh. beijo
    o próximo artigo deve ser sobre liberdades

  66. Ivo Veiga

    Começou o ataque por terra.
    Ivo

  67. Nina (yes we can)

    Contrera, tem razão
    mas parece que nunca deixo de sentir esse horror… como a primeira vez… e não vivi muitas guerras… masé uma barbárie na televisão

    é show

  68. Nina (yes we can)

    disse tudo Gerald

    AINDA não…

  69. Nina (yes we can)

    meus comentários estão entrando todos fora de ordem… estranho..

    A França acaba de se manifestar

  70. Nina (yes we can)

    vi muitas bandeiras americanas serem queimadas na minha vida
    e estou vendo o show da bbc agora pela tv, com bandeiras se Israel sendo queimadas

  71. Nina (yes we can)

    exatamente G.
    um show o vivo
    um reallity show do inferno

  72. Nina (yes we can)

    não vou mais ver isso, vou ver Obama e Lula chegando simultaneamente em lugares diferentes das férias na praia (Caribe e Fernando de Noronha)

    prá onde olho vejo um pedaço do Inferno…

    ha bellezza ancora?

  73. Nina (yes we can)

    Pacheco…

    Lula tá teu vizinho até dia 12…

  74. Nina (yes we can)

    1ª vítima do ataque terrestre: um menino que foi “ferido” por um tanque.

    menino x tanque de guerra

    em que parte do Inferno cabe esta visão?

    tô péssima… vou.. sei lá prá algum lugar

  75. gthomas

    Eh…estao bombardeando!

  76. Nina (NO MORE WAR)

    03/01/2009 – 19:35
    Enviado por: gthomas

    PERFEITO ALGUEM DISSE.

    QUEM ESTÁ DIZENDO NÃO PODERIA SER OUTRA PESSOA.

  77. Pacheco, boa tarde!

    Inicialmente, como um homem das “forças” – estas, que reagem sòmente quando se sentem atacadas (palavras suas), você há de considerar esse meu e-mail como um contra-ataque?

    Não, não! Sou contra qualquer tipo de ataques, confrontos. Mesmo embates verbais não merecem minha simpatia, quando conduzidos de forma preconceituosa. Sou pela “igualdade, liberdade e fraternidade” ; acredito que sempre serei!

    Conciliar as diferenças naturais, ao invés de confrontá-las, é quase que mais um “postulado” que adotei – faz tempo!

    Esqueci-me! Perdoe-me, se puder. Sou mulher! Você afirma que não o fará mais “porque é gato escaldado”. Ok! Acredito que não tenha sido eu a “culpada” (sic!) por tamanho “trauma”.

    Somos adultos já adentrados na meia-idade (tenho 50). Não sou
    da “esquerda” que você abomina – e eu também. Nunca fui simpatizante dessa esquerda, nem mesmo da “festiva”. A título de esclarecimento, apenas, informo-o que sempre batalhei pela democracia. Social democracia, para ser mais exata, aqui neste nosso Brasil varonil – Pátria Amada, salve, salve!

    Sou da turma dos tucanos. “Em cima do muro”? Jamais e isso é balela popular. Bem, sempre fui da chamada classe dos burgueses… Caetano, Chico, etc…? Não!!!”Preferia” o Rei e suas canções melosas (rs). Todos tiveram, inegàvelmente, participação ativa (e ainda têm) no nosso cenário artístico, viu Pacheco?

    “Companheira Estela”? A “moçada” sabe quem é? Não, meu caro. A maioria não sabe. Não sabe nem mesmo o que foi a “ditadura”. Nem sabe quem é nosso Presidente – o “lulinha, paz e amor”!

    Estou pouco me lixando para saber se os “mortos da ditadura” eram subversivos, terroristas ou delinquentes (“rebeldes sem causa”; entusiastas de Che e da cambada toda). Lamento, profundamente, os métodos que foram aplicados e você há de se lembrar … “estávamos todos no mesmo barco”!!!
    Barbáries “ditatoriais”? Never more … Never more!!!

    Palavras suas: 03/01/ – 07.35hs.: … “os livros citados, embora idoneos, só retratam um lado da história” …

    Livros, imagens, jornais – todos os meios midiáticos, enfim –
    retratam, comentam, mostram, quase sempre, os dois lados de
    uma mesma estória. “Interpretar” a leitura, depende de cada um de nós e aqui não vou enumerar suas prováveis causas – posso “errar feio”.

    Costumo dizer que devemos “ouvir”, ou tomar conhecimento, de,
    pelo menos, duas versões para “formarmos uma opinião” sobre
    um mesmo assunto. Em Direito e Medicina … essa conclusão pode significar desde sua liberdade até a sua própria vida.

    Mostrei um lado da “história de vida” nossa. A Nina solicitou algum tipo de indicação (ou matéria) para um trabalho sobre isso.

    A bem da verdade, reproduzi a contra-capa do citado livro “Dossiê dos Mortos e Desaparecidos Políticos” …

    Motivo? Um brado, muito atual, contra a violencia, a tortura, a violencia, a crueldade, a maldade. Escrito por Dom Evaristo Arns,
    tido, por mim, como um “Mensageiro da Paz” (independentemente de quaisquer “teorias” político-religiosas).

    O Rabino Sobel é outro “Mensageiro da Paz”, assim como Jesus Cristo, Gandhi, Martin Luther King, etc… etc… etc…

    Já o livro “A arte da guerra”, hoje, é adotado em muitas faculdades de economia e administração de empresas. Vivemos numa “guerra economica – globalizada” … Entende? Estratégias de “marketing”, nada mais. Tipo assim: “meu concorrente é meu inimigo; como reconhece-lo ou como competir com ele”?
    Aliás, foi para o Ekram que o mencionei “pegando um gancho” de eum comentário dele.

    Em tempo:

    Cabe-nos:
    – fazer a guerra?
    – encontrar a PAZ?
    – conhecer mais profundamente os assuntos humanos ( “inimigo natural”?)?

    Prefiro ENCONTRAR E SEMEAR A PAZ! Para isso, “preciso” conhecer um “pouco de gente”! O termo “inimigo” deixo para os profissionais de outras áreas de atividade … Limito-me, apenas, a tentar … tentar … SOMAR FORÇAS NA BUSCA DA PAZ!

    Na base do blá-blá-bla? Chamo a isso de “negociação, comunicação” (outro tipo de “arma”, não?).

    PS.: O livro “O pequeno príncipe” … foi abordado por mim, dia 03/01/09 – 0.53hs.:

    … “Luciana, será que as pessoas que a cobraram de “sòmente
    ter lido” esse livro o leram também? Será que conseguiram captar, interpretar, assimilar, a “mensagem” de Antoine de Saint Exupèry?” …

    Beijo você, Pacheco. Beijo o “Papai Noel” … a quem tanto agradeci, esqueceu-se?

    Beijo, ainda, sinceramente, o “CRÍTICO DE ARTE”, que, me parece, está se esquecendo de que a … ARTE (em suas várias formas) DESNUDA A HUMANIDADE!!!

    Susan judia

  78. ATTENTION, please!!!

    Não, não é “FESTANÇA DE REVEILLON”!!!

    É massacre – ao vivo e a cores – para o MUNDO CIVILIZADO ver!!!

    É massacre – pela TV, é igualzinho àquele do IRAQUE!!!

    É massacre – igualzinho ao de Darfur (e que ninguém está vendo)!!!

    Até quando???

    Circo de horrores sem fim!!!

  79. Contrera

    pessoal, guerra é assim. uma merda, mas é assim. sempre foi. sempre será. cumpre não deixar de acreditar. e lutar para isso.

  80. Nina (NO MORE WAR)

    Susan vc não disse isso:

    “Estou pouco me lixando para saber se os “mortos da ditadura” eram subversivos, terroristas ou delinquentes (”rebeldes sem causa”; entusiastas de Che e da cambada toda). Lamento, profundamente, os métodos que foram aplicados e você há de se lembrar … “estávamos todos no mesmo barco”!!!
    Barbáries “ditatoriais”? Never more … Never more!!!”

    sim, mensageiros da paz, pq não abrem a boca?!
    Sobel está doente, talvez o melhor deles todos, estaria fazendo algo exatamente agora, mas não pode.

    Onde estão os mensageiros da paz?

    O vaticano está preocupado om o nível de poluentes que os canticoncepcionais podem deixar na terra. SIM! saiu no jornal do Vaticano hoje.

    Quem grita mais alto?

  81. Nina (NO MORE WAR)

    Sim Sandra, vc tem razão

    há guerra no DNA, eu chamaria de passagem transgeracional, de memória mnêmica.

    Mas a verdade é que nos aterrorizamos como animais, nos acuamos para defendernos, nos aterrorizamos e nos defendemos.
    É assim que me sinto agora.
    exatamente isso

  82. gthomas

    a Christiane Amamppour esta ao vivo na CNN em Gaza
    comecou o massacre.

    Somos sortudos nao?

    Nao participamos da 2 Guerra Mundial

    e ainda nao entramos, como participantes, da 3 Guerra

  83. Nina (NO MORE WAR)

    como assim, mostram outra Ana?

  84. gthomas

    …sim, porque ouvi TODAS as estorias, TODOS OS DETALHES que me foram contados pelos meus pais, sobre o que eh uma GUERRA

    do que sao vidas massacradas,

    bombas caindo sobre as cabecas

    parente sendo levados pro Campo de Concentrancao….

    bombas V2 caindo sobre londres…

  85. gthomas

    fotos de parentes em Auschwitz….

  86. gthomas

    MERDA ESSA GUERRA AO VIVO COMO ESPETACULO TELEVISIVO

  87. gthomas

    DO INFERNO!

  88. Luciana

    O indivíduo na condição pós moderna é um sujeito blip, alguém submetido a um bombardeio maciço e aleatório de informações parcelares, que nunca formam um todo, e com importantes efeitos culturais, sociais e políticos.Pois a vida no ambiente pós moderno é um show constante de estímulos desconexos onde as vedetes são o design , a moda, a publicidade , os meios de comunicação. Jair Ferreira dos Santos.

  89. Nina (NO MORE WAR)

    03/01/2009 – 19:53
    Enviado por: arturo

    Arturo,
    palavras sábias…

    mas quando entramos em pânico toda sabedoria some, ficamos burros.

  90. ckewu

    As vezes temos textos interessantes por aqui. Esse é mais uma masturbação intelectual. Não é por acaso que no “deseinho” tem uma mão recebendo os punheteiros coletivos!

  91. gthomas

    I would like to make a statement. As a US and UK citizen, coming from Jewish heritage, I am simply BAFFFLED at the images shown on CNN today, Jan 3, 2009
    PLEASE STOP THE MASSACRE.
    THERE MUST BE A POLITICAL SOLUTION TO THIS PROBLEM.

    THE ETERNAL VIOLENCE WILL ONLY GENERATE MORE VIOLENCE.
    Rather than sitting speechless and silent here in my NY apartment, all I want to do is to SCREAM, SCREAM and beg all of you involved in this disgraceful and disproportional ATTACKS: PLEASE STOP.
    More than 400 people have be Killed.
    PLEASE STOP THE MADNESS.
    Gerald Thomas

  92. Luciana

    O ambiente pós moderno significa basicamente isso : entre nós e o mundo estão os meios tecnológicos de comunicação, ou seja, de simulação. Eles não nos informam sobre o mundo; eles o refazem à sua maneira , hiper realizam o mundo, transformando o num espetáculo. Uma reportagem a cores sobre os retirantes dos Nordeste deve primeiro nos seduzir e fascinar para depois nos indignar.Caso contrário, mudamos de canal.Não reagimos fora do espetáculo.Jair F. dos Santos

  93. Ana

    só é permitido isso passar pela tv por um motivo. deixar as pessoas em pânico. não faz sentido a guerra, não faz sentido a guerra passar na tv.

  94. Ana

    qual será o segundo motivo dessa guerra? sim, pq em todas houve segundos motivos, que no fundo são primeiros, enfim, a gente finge que são segundos.
    mas qual será, especificamente, o segundo motivo dessa guerra?

    Gerald, qual segundo motivo poderia ser?

  95. Sandra

    ckewu, é porque você não sabe escrever nem desenhar. Mesmo se soubesse, não teria algo na alma para explodir em palavras ou imagens.

  96. arturo

    Existe na matemática um corpo de elementos definidos pelo conjunto dos numeros reais, que é particularmento denso. Se constituirmos um intervalo entre [0,1] por mais que tentemos dividi-lo em elementos menores continuaremos eternamente tentando, infrutiferamente. Se tentarmos eliminar as razões próprias (autruísmo, benevolência..etc) e as impróprias(maldade, ódio, raiva…etc) do ser humano, continuaremos tentando, da mesma forma a tentarmos dividir em partes menores o indivisível…

  97. Sandra

    Quem se importa? Não são nossas famílias, não estamos matando ou escolhendo quem vive. Vivemos longe, em paz, e muitos não têm nenhuma memória da guerra. Então, selecionamos cuidadosamente os mortos que nos horrorizam e os embrulhamos com nossas bandeiras.

    Mas…
    -você tem, no seu dna, nos seus olhos e ouvidos, a memória da guerra.
    -você se importa.
    E isso faz diferença.

  98. Ana

    essa guerra é inventada. essa guerra não é real. digo, não é o que parece ser. nenhuma é.

    ainda “se coloca a família real” pra fora, com uma banda simulando uma passeata, ou algo parecido.

    ESSA GUERRA É UMA FARSA.

    VEJAM OS SOLDADOS DESCENDO calmamente UM DECLIVE, RUMO AO NÃO SE SABE O QUÊ, PQ ELES EDITAM E JOGAM A GENTE PRA OUTRA CENA…:

    http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL942437-5602,00-FORCAS+ISRAELENSES+ENTRAM+POR+TERRA+NA+FAIXA+DE+GAZA.html

    vejam, em seguida, a tal explosão… olha, sinceramente… se ali está acontecendo alguma coisa é excesso de invenção.

    quer dizer, os caras tão se matando e a mídia só tem isso para mostrar…? não que eu seja sanguinolenta, longe de mim. mas, digo, a mídia, ela sim tão sanguinolenta, não faria o que fez com os terremotos de Chi-Chuan?

    ali não está acontecendo nada a mais do que está sendo mostrado…

    MAS QUEREM QUE A GENTE ACREDITE PIAMENTE QUE EXISTE UMA GUERRA… A PERGUNTA É POR QUÊ???

    em tempo: se for preciso, surgirão cadáveres e destruir-se-ão cidades a torto e a direito…. aos montes. e isso não é questão de negar guerra alguma.

    é questão de entender o motivo delas serem arquitetadas.

  99. Ana

    DIGO, O REAL MOTIVO.

  100. Ana

    já tem guerra demais dentro do próprio ser humano. se não pararem com essa farsa de território, poder bélico, o caralho, vai sobrar muito pouca mão de obra pro futuro, ainda que se tenha robôs para um monte de coisa.
    esses caras que regem o mundo são burros.
    GENTE COM MEDO PRODUZ MENOS.

    quer dizer, chega num momento em que se começa a achar o mal burro… olha em que ponto nós chegamos.

  101. Ana

    Sandra, importa. Importa sim, pq é graças ao resultado do que essa gente (que está por trás de tudo isso) busca, que a nossa vida vai caminhar sobre a terra. A gente vive num mundo globalizado. Existe um poderio bélico que também faz frente à indústria e comércio. Também existe uma necessidade de obrigar o investidor a investir. Motivo? “Puxa, acabamos com tudo”. “Invista.”.
    Eu vi fotos da Malasia no reveillon que deixam os fogos do Rio de Janeiro no chinelo. O mundo está girando literalmente na roleta (russa?) do capitalismo. É PRECISO CONSTRUIR. SEMPRE. PARA SEMPRE. SEM CONSTRUÇÃO, NÃO HÁ MUITO O QUE SER FEITO QUE JUSTIFIQUE TANTOS BIS.
    Sinceramente? Que gente sem nexo, sem plexo, e sem sexo.
    Sinceramente: que gente infeliz. Se tudo o que você veio fazer nesse mundo é inventar algo que gere dívida para manter algo que não agrada totalmente a todos, puxa, você é, no mínimo, um bosta.
    Desculpem-me. Foi desabafo.

  102. natalie

    mundo cão

  103. Ana

    olhem só a sub-manchete (sei lá o nome que se dá a isso):

    Informação foi confirmada pelo Exército de Israel.
    Testemunha palestina viu entrada de coluna de veículos militares.

    quer dizer, puxa… precisa-se de uma TESTEMUNHA para provar que a guerra existe…? ou eu sou burra? só não vale dizer que quem escreveu o texto, é que é o burro… pega até mal.

    alguém, por favor, me esclareça.

  104. Sandra,

    Acho que … conhecendo mais “profundamente” os assuntos humanos … chegaremos à PAZ!!! Quando? Quando “nos” conhecermos o suficiente para nos “reconhecermos” no outro?

    O maior entrave que vejo nessa questão é que “um não se reconhece no outro” – em todos os sentidos (violencia, dor, etc)
    A “dor do outro” não é a “sua” … Não é assim que “funciona”???

    Nina:

    Perdi-me, ou melhor, faltou um ponto de interrogação à minha frase … “Estou pouco me lixando …..?”.

    Traduzindo: SOU CONTRA PENA-DE-MORTE – em qualquer circunstancia.

    Sou contra DITADURAS! BARBÁRIES! VIOLENCIA! MASSACRES!
    Terrorismo – o da violencia física, emocional, etc…

    OS NOSSOS MENSAGEIROS DA PAZ (O.N.U) ESTARÃO REUNIDOS LOGO MAIS (22hs. de Brasília) para MAIS UMA REUNIÃO – a 3a. desta semana.

    OS DEMAIS MENSAGEIROS DA PAZ???

    – Alguns já morreram
    – Outros estão confortàvelmente seguros; encastelados
    – Outros … se reunirão logo mais …
    – Outros … estão em permanente estado de torpor

    Beijão pra vocês!

  105. Nina

    03/01/2009 – 20:28
    Enviado por: Ana

    o povo cai?
    cai nada, nem liga mais
    é só mais um reallity show

    todo mundo quer ver sangue
    se calam diante da guerra
    prá ver sangue
    pura perversão, onde a mídia é só um veícula de transmissão

  106. Ana

    e, detalhe, eu não me baseei por um vídeo: é o que todos os canais de mídia estão mostrando.

    quer dizer, existem explosões, e acredito que realmente mataram os (que se acham) líderes do Hamas, mas é mais como uma ação na favela do Rio do que exatamente uma guerra… não dá pra entender porque dão uma puta dimensão à coisa, e mostram outra.

  107. Ana

    03/01/2009 – 19:53
    Enviado por: arturo

    é o que eu dizia sobre o ETERNAMENTE CONSTRUIR…

    nós estamos fodidos.

  108. Ana

    um dia, alguma anta que não tinha o que fazer, não sabia mais em que posição transar, com o quê, ou quem transar, já tinha entendido a natureza, as estrelas, e o ofício, estava pleno, e viu a paixão nos homens. e pensou que a guerra era algo que podia render muito. e essa anta colocou um homem apaixonado contra outro homem apaixonado. e disse: façam-se guerra. e foi feita.
    essa anta pode estar por aí até hoje. e a gente achar até que ela seja um deus.

  109. Ana

    ou, no mínimo, alguém muito importante.
    bom lembrar que toda importância cria um ócio filho da puta, e que em cabeça vazia, a oficina é do diabo.
    não estou brigando exatamente com quem inventou a vida (mas estou também; por permitir que ela seja extinta; e estupidamente); estou brigando com quem não cuida da vida. quando pode.
    eu acho uma afronta a mídia despejar um monte de merda em cima da cabeça de TRABALHADORES HONESTOS (sim, ainda somos a maioria).
    isso é jogo sujo. e o povão cai. e tudo passa a ser mais necessário… já não se sabe o que se veio fazer aqui, nem pra onde se vai.
    não se sabe direito como se relacionar pq a maioria é um bando mal resolvido; ou seja, desfruta-se pouco, no fundo.
    então, vamos comprar.
    e a gente tá comprando.
    até sangue.

    a gente se ama muito pouco para permitir isso.

    e se fosse a guerra essa verdade total, a gente se amaria muito menos por permitir que ela existisse.

  110. Ana

    Informação foi confirmada pelo Exército de Israel.
    Testemunha palestina viu entrada de coluna de veículos militares.

    O POVO DO LOCAL NÃO SERVE DE TESTEMUNHA???

  111. Sandra

    “Cabe-nos:
    – fazer a guerra?
    – encontrar a PAZ?
    – conhecer mais profundamente os assuntos humanos ( “inimigo natural”?)?”

    Não sei, Susan…

    NÃO SEI!!!!!!!!!!

  112. Nina

    Vamp

    Não sou a favor de “lados”, pq não entendo dessa forma.
    Essa guerra não tem só lados envolvidos.

    Eu diria, Vamp, que vença a política, a ação civilizatória, e o terrorismo vai contra tudo isso.

    Fanáticos jamais deixarão de ser fanáticos.
    Mas que morram os fanáticos, não suas mulheres e filhos…

    E que ninguém “pague” por isso.

  113. Nina

    Noemi,

    jedeuzinho de merda…..
    prometi que não iria mais fazer isso, mas não dá

    VC NOEMI É UMA NAZISTAZINHA DE MERDA!
    E COVARDE

  114. Nina

    O problema é quem paga as contas.
    Crianças…
    Os aterrorizados pagam pelo funcionamento social do qual tiramos proveito.
    Isto que o Gerald acabou de falar… contemporaneamente o terror se situa no ponto de junção do que é preciso eliminar para que a ordem reine.

    Excluir o que é sujo para que o “puro” perpetue.
    ?
    Não sei…
    o que eu sei é que o ódio cega, e o ódio aqui demonstrado pela nazista Noemi, é o mais apavorante, pq é cego, totalmente às escuras… e puro… puro ódio.

    judeuzinho de merda.. e aí vem o terror, a ameaça:
    “não se esqueça disso meu caro”

    isso corta… eu não sou judia, me chamaria do que “de merda” Noemi?

    As agressões, físicas, verbais, psicológicas, etc… são o eixo fundmental de um deslocamento de energia sexual em direção ao voyerismo.

    Então quando vc escreve aqui Noemi, e todos falamos de vc, pq vc é uma terroristaznha, vc goza.
    Isso te dá imenso prazer, a nossa repugnância sobre vc.

    Sendo assim, silêncio prá vc, acabou sua brincadeirinha…. vá se masturbar em outro lugar

  115. Nina

    Vamp uma das poucas vezes que concordamos:

    vai se masturbar em outro lugar é = a vai se foder??????

  116. Sara

    Ana isso nao e uma guerra, e so uma tomada de territorio, (o resto da terra prometida) mais uma vez por Israel,
    simplesmente isso.
    Te pergunto, quantos kms quadrados foi prometido?
    Onde vao enfiar o povo ¿¿

  117. Nina

    Vamp

    obrigada

    já percebi, mas parece que só acontece com os meus coments, eles aparecem lá em cima, aí parece uma conversa esquizofrenica….. que coisa!

    bj

  118. Ana

    Sandra, desculpe… Só agora percebi que vc estava sendo irônica, quando perguntava “quem se importa?”.
    Sorry.
    beijo

  119. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, me perdoem se pareço insensível e tal…
    O fato é: Queiramos ou não existe uma Guerra. A única coisa a fazer é escolher um dos lados. E não vale ficar do lado do “bem”, da “paz”, etc, etc, etc…
    Espero que o terroristas formem um exército e lutem de frente contra Israel, que não se escondam atrás de suas crianças e mulheres.
    Meu lado já escolhi: Que vença Israel!

  120. juliano

    Quando vejo as familias de gaza, presas, sem poderem sair daquele inferno, acuadas pelos dois lados, queria que o exercito de Israel e do hamas fossem se matar em campo aberto. Morte de crianças, massacres, dor, bombas,coberturas da guerra ao vivo, até quando o mundo vai aceitar quieto isso. Acho que ninguém ganha numa guerra, não tenho a ingenuidde de achar que o Hamas vai renunciar ao terrorismo, não tenho a ingenuidade de acreditar que o governo de Israel não foi a guerra para se fortalecer politicamente, é sempre o mesmo jogo politica, religião ou dinheiro. Sempre os civis, idosos,mulleres e crianças são os primeiros a morrerem numa guerra já que não possuem treinamento ou meios de defesa. Não sei se ganha o Hamas ou Israel,mas perde a humanidade.

  121. O Vampiro de Curitiba

    E não há meias palavras: Para que um vença, o outro deve ser eliminado. O Mundo real é este!

  122. Quem cala, consente.
    O Obama é o novo senhor da guerra.
    Lá como cá, o presidente é apenas um ícone.

  123. Quem cala, consente.
    O Obama é o novo senhor da guerra.
    Lá como cá, o presidente é apenas um ícone.
    23:00

  124. Noemi

    a minha vingança e que apesar de tudo voce e um judeuzinho de merda, e nao se esquecça disso meu caro….

  125. juliano

    Não gosto do Hamas e dos seus metodos. Mas fico comovido ao ver uma pequena população resistindo a um dos maiores exércitos do mundo, com equipamentos de ultima geração. Uma guerra de Canudos, com seus Antonios Conselheiros. Não há jeito de derrotar os tanques de Israel, mas aqueles homens estão resistindo, medingos, sem equipamento,sem armas adequadas,mas resistindo em frente a derrota clara. O que é essa força?Fanatismo? Coragem?Resistência? o que é isso?

  126. O Vampiro de Curitiba

    E convenhamos: Nó não mantemos a Paz nem neste Blog, onde, por absolutamente nada, um passa simplesmente a odiar o outro. Seria pura hipocrisia desejar a Paz no Oriente Médio, com tantas diferenças, tantos valores contraditórios, tanto histórico de ódio e vingança.
    Além do mais, uma guerra não se evita, apenas adia-se. Que venha de uma vez a Guerra e que vença o melhor!

  127. gthomas

    Oh Noemi
    So sweet, so kind…
    as vezes eu sou um americanUzinho de merda
    as vezes eu sou um IngleziNHU de merda
    as vezes eu sou um aLI-maozinho de merda
    as vezes um brasileirinhU de merda
    e as vezes um judeuzinho de merda
    gostei do comentario
    amei
    amei

    ta vendo gente?

    O mundo precisa de Nomeis
    Muitas delas!!!!

    Muito coro de Noemis!!!!

    e seremos um poinhU de merda

  128. Sandra

    Por que aquela região foi escolhida para se fazer o estado de Israel? Eu sei que lá estão suas origens, e que temos que pensar em quem mora lá HOJE, mas por que será que não escolheram recomeçar em outro lugar?
    Depois de tanta dor, queriam aquela sensação de voltar para casa?

  129. gthomas

    Eh Vamp

    Mas se o servico de intelligencia de Israel pudesse poupar os civis seria otimo e….somente TRUCIDAR os terroristas, Hamas, Hessbolah etc….
    Vc nao acredita que (em todos esses anos, observando o inimigo ao redor) eles sabem quem eh cada cabeca?

  130. O Vampiro de Curitiba

    Estão vendo do que estou falando?
    Essa tal de Noemi, por exemplo, aposto que não sabe nada sobre o Gerald, absolutamente nada. Mas o odeia com todas suas forças.
    São pessoinhas como essa fulaninha que saem arrotando por aí palavras de “paz”, de “amor”, de “tolerância”…
    Vai se fuder, Noemi!

  131. Sandra

    Noemi, e você é espaço vazio.

  132. digo

    Nossa Sandra quanta carência!!! Vái viver um pouco ( a sua própria vida).

  133. Sandra

    Gerald, isso é possível? SERIA ÓTIMO!!!

  134. Contrera

    peço que pensem um pouco.
    obama não assumiu e israel invade.
    destrói-se o hamas e cria-se uma nova área ocupada
    foi criado um fato novo
    questiona-se a figura paz e amor de obama
    obriga-se a adotar uma postura agressiva, não conciliadora.
    não gosto de guerra.
    vivi uma civil, vivi uma na família, vivencio uma em mim mesmo
    daria tudo para evitar novas guerras
    mas vivemos num mundo real, em que os fatos ditam as regras, ao invés de as regras ditarem a pertinência dos fatos
    infelizmente
    beijos
    contrera

  135. O Vampiro de Curitiba

    Gerald e Nina, esse pessoal se auto-intitula “terrorista” exatamente por isso: Não são homens verdadeiros, morrem de medo dos soldados israelenses, por isso se escondem atrás de mulheres e crianças e colocam lunáticos para se explodirem matando inocentes. E boa parte da imprensa mundial fica com peninha desses vagabundos.

  136. Sandra

    Quem é nômade, precisa, mas do que os outros, procurar suas raízes?

  137. Sandra

    digo, vá viver a sua, que da minha eu cuido.

  138. Sandra

    Gerald, felizmente, esse coro, hoje em dia, é tão evidentemente falso!…

  139. O Vampiro de Curitiba

    Sandríssima, eu e Gerald conversávamos extamente sobre isso: Não existiria lugar menos apropriado para a criação de Israel do que aquele lugar onde foi criado. Mas a questão é que foi criado ali e Israel tem todo o direito de se defender de covardes terroristas da maneira que for necessária.

  140. Nina

    é Ekran, me preocupa também, mas em outro sentido.
    Se Obama apoiar tá frito.

    A China… nem quero falar, não discuto um país perverso… não ainda.

    beco difícil de sair
    sem se machucar
    23:25h

  141. Sandra

    Vamp, são povos mundialmente conhecidos por suas habilidades em negociar…. São BRILHANTES…
    Como a paz não é possível no Oriente Médio?

  142. Sandra

    Concordo, Vamp. Só gostaria de entender, sem questionar, a razão deles terem escolhido ali.

  143. O Vampiro de Curitiba

    Nina, o problema nos comentários continuam. Os teus, por exemplo, aparecem lá em cima.
    Tomei a liberdade de copiar aqui em cima esse teu comentário que achei particularmente brilhante:

    Nina:

    “O problema é quem paga as contas.
    Crianças…
    Os aterrorizados pagam pelo funcionamento social do qual tiramos proveito.
    Isto que o Gerald acabou de falar… contemporaneamente o terror se situa no ponto de junção do que é preciso eliminar para que a ordem reine.

    Excluir o que é sujo para que o “puro” perpetue.
    ?
    Não sei…
    o que eu sei é que o ódio cega, e o ódio aqui demonstrado pela nazista Noemi, é o mais apavorante, pq é cego, totalmente às escuras… e puro… puro ódio.

    judeuzinho de merda.. e aí vem o terror, a ameaça:
    “não se esqueça disso meu caro”

    isso corta… eu não sou judia, me chamaria do que “de merda” Noemi?

    As agressões, físicas, verbais, psicológicas, etc… são o eixo fundmental de um deslocamento de energia sexual em direção ao voyerismo.

    Então quando vc escreve aqui Noemi, e todos falamos de vc, pq vc é uma terroristaznha, vc goza.
    Isso te dá imenso prazer, a nossa repugnância sobre vc.

    Sendo assim, silêncio prá vc, acabou sua brincadeirinha…. vá se masturbar em outro lugar”

  144. Sandra

    Não deixa de ser comovente, querer voltar para casa, depois de tanto sofrimento.

  145. O Vampiro de Curitiba

    A religião, Sandrérrima, sempre a religião….

  146. Uma guerra tem sempre duas versôes.
    A de quem ganha a de quem perde.
    O dificil é saber quem mente mais.
    23:35

  147. O Vampiro de Curitiba

    Nina, usamos palavras ou expressões diferentes, mas desejamos o mesmo à nossa querida Noemi, hehe…

  148. gthomas

    Quanta coisa: quanta coisa:

    03/01/2009 – 22:10
    Enviado por: Contrera
    peço que pensem um pouco.
    obama não assumiu e israel invade.
    destrói-se o hamas e cria-se uma nova área ocupada
    foi criado um fato novo
    questiona-se a figura paz e amor de obama

    >>>>Sim, obvio. Nenhuma figura presidencial pode, oficialmente, ser um hippie. Isso eh coisa de contracultura. Isso eh coisa de soy gobierno, soy contra, Agora ele EH governo e tera que assumir com todas as pressoes que isso pressupoe!

    obriga-se a adotar uma postura agressiva, não conciliadora.
    não gosto de guerra.
    vivi uma civil, vivi uma na família, vivencio uma em mim mesmo
    daria tudo para evitar novas guerras
    mas vivemos num mundo real, em que os fatos ditam as regras, ao invés de as regras ditarem a pertinência dos fatos
    infelizmente
    beijos
    contrera

    >>>>>Sim, Contrera: it’s a no win situation pra ninguem. Israel estara sempre enguarde. Viver la? Bem , isso eh problema deles. Mais ou menos como em qualquer gaiola. Auto imposta.
    03/01/2009 – 22:10
    Enviado por: O Vampiro de Curitiba
    Gerald e Nina, esse pessoal se auto-intitula “terrorista” exatamente por isso: Não são homens verdadeiros, morrem de medo dos soldados israelenses, por isso se escondem atrás de mulheres e crianças e colocam lunáticos para se explodirem matando inocentes.

    .>>>>>> Sim, verdade, usam inocentes como escudos. Eh imoral realmente. Mas tambem acho que, depois de SESSENTA anos de iformation gathering, Israel ja deveria ter desenvolvido uma forma menos cruel de se “dar” assim tao brutalmente pra esses covardes.

    E boa parte da imprensa mundial fica com peninha desses vagabundos.

    >>>>Bem, eu nao vejo isso aqui. Mas estou nos USA. Nao vejo e nao quero ver, confesso, o pessimo circo mundial….a respeito
    LOVE
    G
    03/01/2009 – 22:12
    Enviado por: Sandra
    Quem é nômade, precisa, mas do que os outros, procurar suas raízes?

  149. gthomas

    03/01/2009 – 22:12
    Enviado por: Sandra
    Quem é nômade, precisa, mas do que os outros, procurar suas raízes?

    >>>>> pois eh, vou ter que procurar essa resposta que te dei ontem…. vou no post de ontem e ja volto com a resposta.

  150. Sandra

    Vamp, a religião caracteriza ainda mais uma casa. A “presença” do pai ou da mãe define a casa mais do que o espaço físico.

  151. Espeeeeeraaa. Espeeeera o Obama chegar.
    Vai ser a maior frustração da paroquia.
    O ataque de Israel tem o aval do Obama.
    O Bush é louco mas não é idiota.
    Ele, Obma, que se cuide, que não ande em carro aberto
    pelas ruas de Dalas.

  152. Sandra

    Pois é, Gerald. Ainda estou pensando na resposta que você me deu ontem.

  153. O Vampiro de Curitiba

    Sandrérrima, concordo plenamente contigo, óbvio. Eu dizia que a questão religiosa seria um empecilho para a resolução das diferenças entre Judeus e Palestinos. Se formos analisar friamente, os dois lados têm razão. É por isso que eu acho que não haverá solução fora da Guerra.

  154. Sandra

    Vamp, o problema não seriam Hamas e semelhantes? Volto a lembrar que aqueles povos são brilhantes em negociar.

  155. Sandra

    E é como se diz, quando se nasce outro bebê. Sempre cabe mais um. Todos têm seu espaço. Papai e mamãe amam a todos.

  156. Thiago P.

    Essa questão da guerra Israel/ palestina é uma tremenda cagada.

    como o gerald já disse, os que definiram os limites do Estado de Israel ja morreram. Mas acredito que se faz necessário aos israelenses analizarem os limites do seu Estado.Foi uma das cagadas do Século XX. A maior merda que a ONU já fez.

    È preciso criar o estado palestino, não tem como negar, apesar de várias resalvas , o Hamas é uma liderança legitima na Palestina. Eles são frutos das politicas excludente israelense, eles querem o exterminio do estado de israel , muitos dos que governam Israel tb querem o exterminio dos palestinos. E é isso que vemos acontecer, ao vivo, direto de gaza, via CNN.

    A invasão define a resistência. O terrorismo palestino, para mim é barbárie. Mas a acão militar israelense também.
    Não podemos entrar na onda, de ocidente X Oriente. Civilização X Barbárie. O anti-islamismo é tão nefasto quanto o Anti-Americanismo.

    ” matar um homem por uma ideologia não é defender uma ideologia, é somente matar um homem”(Jean luc Godard)

  157. Sandra

    Thiago, o Hamas é tão legítimo, sincero e eficaz na defesa dos palestinos quanto o Comando Vermelho na defesa dos moradores dos morros cariocas.

  158. Ekran

    (mais uma peça no tabuleiro: atacar o Irã…já havia colocado isso em posts anteriores)

    http://www.nytimes.com/2009/01/04/weekinreview/04myers.html?_r=1&hp

    The New Meaning of an Old Battle

    The campaign may succeed, experts here and in Israel say, but it could also backfire. Either way, the political consequences could reverberate throughout the Middle East, all the way to Iran, and help determine the ability of President-elect Barack Obama to pursue his stated goals of calming the Middle East through diplomacy.

    . . .
    Iran is the one country — aside from Israel — with the most at stake in the outcome. It sponsors Hamas and Hezbollah not only to torment Israel but also to spread its influence in the Arab world. A convincing defeat of Hamas would undercut that strategy, and presumably Iran’s ability to resist Western pressure in any broad bargaining — for example, over its support for terrorist groups and even its nuclear program. “It’s an ambitious scenario,” said Mr. Indyk, with a sobering caveat, “that would require things to get significantly worse before they could get better.”
    . . .

    In some ways, the Gaza attacks were reminiscent of the gamble Israel took, and largely lost, in Lebanon in 1982. It invaded to eliminate the threat of Yasir Arafat’s forces, which were then encamped on its northern border. It accomplished that goal, driving Mr. Arafat into exile in Tunis, and eventually he recognized Israel and negotiated. But in the meantime, a new and virulently anti-Israel threat was born in Lebanon in the form of Hezbollah. Israel’s northern border remained insecure, and Iran’s influence grew.

  159. Essa Noemi … Francamente! Povinho de merda? Oito milhões de merdinhas dispersos pelo mundo … Velada ou escancaradamente, seremos “xingados” (!?) de judeus pela vida afora? E essa bostinha anonima, é de onde? Deve estar muito de mal com a vida – a dela, é claro!

    Sandra:

    Pelo que sei foram cogitados Madagascar, Chipre e Argentina
    (acho que eram 4 – não me lembro) para “sediar” o Estado de Israel. Por razões político-religiosas “deliberaram” que o ideal
    seria que ficasse por lá mesmo – “raízes ancestrais”! Ok!!!

    Curiosamente:
    Judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo. O Cristianismo surgiu bem depois. Depois … num “mix” dos dois, surgiu o Islamismo (anos 650 DC – por aí).

    Na realidade … uma religião é a outra “repaginada” para atender os interesses de cada um dos seus “criadores”.

    Num mesmo lugar temos “cidades santas” das tres grandes religiões do mundo. Tôrre de Babel; Muro das Lamentações (sentido figurado – ironico) virou isso tudo! É um tormento sem fim!!! “Calvário” que se repete de tempos em tempos. “Vulcão” adormecido!

    O “bom filho à casa torna”? Não, não seria exatamente essa a expectativa. Judeus têm essa “pátria chinfrim” há 50 anos apenas. Os “árabes” ficaram por lá por muito mais tempo do que qualquer outro povo. Palestinos, melhor dizendo. “Povão”!

    Resignados, acomodados naquela “mesmice inóspita e miserável”! Só rezando e … esperando que Allah os ajude. Sózinho. Diferentemente dos judeus – que esperam o Messias mas “fazem acontecer”, mesmo em condições de extrema adversidade!

    Em termos “tupiniquins”, algo assim como “se coloca o sudestino com o nordestino; carioca com paulista”, etc…

    Percebe “a sutil” diferença – em termos de piadinhas e chacotas que se faz com um e outro? Bairrismos tolos? Regionalismos gratuitos? A matéria é mais complexa – “parece-me”.

    Nos USA … acontece a mesma coisa. Em todos os lugares do mundo, acho. e pelo que vi. Um povo “julga” o outro mais “folgado” – ou “acomodado às mazelas locais” (como fiz aqui, em relação ao “povão palestino”. Até eu … puxa vida!).

    A questão crucial é “orgulho”! Tipo um “cala boca, gente – tenho pátria, sim”!!! Refiro-me a nós, que cultivamos as tradições (minoria a religião em si!) judaicas.

    Mais um exemplo “cruel”, que uso muito para esse caso: “dois povos e … a escolha de Sofia” (filme).

    Mais outro: uma criancinha com duas mães biológicas. Peguei pesado com esse exemplo “biblico”? Desfecho dessa “historinha”: partamos a criancinha em dois e … Horror???

    Hoje, essa “historinha da criancinha com duas mães” envolve muitos e muitos aspectos jurídicos. Quem é mãe? A biológica, mesmo com sua barriga de aluguel? Etc… etc… etc…

    Enfim … pensemos, ainda… Se “resolvessem”, hoje, arranjar um
    Estado de Israel em “outro lugar do planeta”? Mais guerras, com certeza, surgiriam … Paz? Jamais! Mudariam o “circo”, apenas!

    Eu? Daria com a maior satisfação do mundo … essa terrinha para eles! Fiquem com ela! Não nos fará falta! Nunca fez!
    “Doaria tudo” para que “todos” (do mundo) tivessem paz!

    Perdoe-me se falei alguma bobagem. “Azedei” com essa tal Noemi. Noemi … É por causa de medíocres assim que estamos, “todos juntos”, atolados nessa mesma merda.

    Perdoe-me, mais uma vez! Pregação pela paz sempre fiz. Talvez, atualmente, nem mesmo saibamos o seu significado real.

    Inocentes … pagaram e “sempre” pagarão … Inocentes e algozes? Quem são, afinal? “Todos nós” pagamos e pagaremos um preço muito alto …

    Beijão pra voce.
    Susan – “a judia”

  160. O Vampiro de Curitiba

    O problema é o Hamas, o Hesbolah, sim. Mas quem financia esses lunáticos?
    Aí eu discordo do Thiago. O Islamismo fundamentalista não deseja apenas preservar sua religião, seu valores. Eles querem simplesmente e literalmente explodir o modo de vida Ocidental. Imaginem Israel, cercado por eles! Vai fazer o quê? Vão virar cristãos e a cada tapa oferecer a outra face?

  161. Sandra

    Vamp, essas organizações falam realmente em nome dos mulçumanos ou fazem muito barulho, de tal forma que parecem maiores do que são?

  162. Sandra

    E quem financia esses lunáticos?

  163. O Vampiro de Curitiba

    Quem finacia o terrorismo Islâmico são países árabes como a Jordãnia, a Siria, o Irã, principalmente. Covardes, em vez de enfrentar (perdoem o pleonasmo) de frente Israel e EUA, jogam esses terroristas em cima do Ocidente.
    Essa Guerra vai deixar transparecer quem é quem. O Egito já amarelou pra Israel.
    Obama não tem outra alternativa a não ser invadir o Irã. Se tiver o mínimo de bom senso fará isto.

  164. Ivo Veiga

    Susan Judia(querida) mudei o meu endereço no MSN agora é só ivoveiga, como está, sem arroba, . ou qualquer outra coisa, somente meu nome em minúsculo e tudo junto.
    Beijos
    Ivo

  165. Sandra

    Beijos em todos! Votos de paz e amor!

  166. O Vampiro de Curitiba

    Targino, seus comentários, como de outros, também estão aparecendo lá em cima.
    Sugiro aos demais que observem os comentários desde uma hora atrás, pois os problemas continuam.
    Curiosidade: Para se ter uma idéia de que não há o que se fazer referente a esse problema, até ontem eu comentava do notebook pois se comentasse do micro os comentários apareciam com uma hora de antecedência. Hoje se dá o contrário… Vá entender!!!

  167. Ivo Veiga

    Sou Israel os MERKAVA acabam rapidinho com Hamas, Hesbollas e outros que aparecerem.
    Ivo

  168. Ekran

    (dificil vencer um inimigo que se dispoe a perder tudo, até a propria vida, no campo de batalha…Israel vai precisar dos EUA mais do que nunca, mas o que Obama fará? Os EUA estão no “lame duck government”…outros players? Russia? França? China?…Quanto tempo levará para Israel conseguir desarticular o Hesbollah e as facções mais radicais do Hamas? E por quanto tempo até novas lideranças radicais assumirem o controle do lado palestino? Atentados terroristas nos EUA e Europa podem ser ativados como reação dos mais radicais islamicos? )

    (me preocupa declarações como a do Hamas, reproduzida abaixo…)

    Hamas spokesman: “Gaza will be your cemetery”
    http://edition.cnn.com/2009/WORLD/meast/01/03/israel.gaza/index.html

    Not long after Israel’s ground incursion began, Hamas vowed to “fight until the last breath” and warned Israel that “Gaza will be your cemetery.”

    “You will not live in peace until our Palestinian people live in peace,” Hamas chief spokesman Ismail Radwan said in a statement on Palestinian network Al-Aqsa.

    “We will not abandon the battlefield, and we will stay on the thorny course and we will fight until the last breath.

    (video com a declaração em tradução para o ingles)
    http://edition.cnn.com/2009/WORLD/meast/01/03/israel.gaza/index.html#cnnSTCVideo

  169. Ekran

    Tem uma sequencia no final do filme Cidade de Deus que mostra uma molecada (literalmente) tomando as armas dos mais velhos na boca (após um tiroteio) e “assumindo” a tradição de seguir assaltando e traficando.

    Não vejo como evitar que o ódio se propague para as proximas gerações…qualquer vitoria será provisoria.

    E como somos “apaticos” (I DO AGREE, Gerald), ficamos na torcida, num “FlaXFlu”…”rindo da merda toda”…

    O riso pode ser sinal de histeria coletiva…talvez seja o nosso caso.

    (estamos falando do “Coliseu de Gaza”, via CNN, via Internet, para todos os apáticos telespectadores no planeta…nos intervalos, pizza, refrigerantes, pipoca…foi assim quando o Bush pai começou no Iraque, com a CNN “live from Bagdad)”

  170. Nivaldo Ignacio Junior

    Vampiro, a Jordania financia terrorismo? Primeira vez que vejo falar isso! Abraços

  171. Thiago P.

    concordo Vamp. Existem fundamentalistas que são radicalmente contra o modo de vida ocidental. Que acham que somos demônios e querem nos mandar pro inferno. Mas são minoria! Temos que ver qual é e qual foi a postura das nações ocidentais durante a história naquela região. Ai poderemos com certeza entender um pouco do ódio. Não acredito em uma divisão irreconciliavel entre o mundo islâmico e o judaico/cristão.

    Sandra…comparar o Hamas com o CV? Bem, o CV foi fruto da falta de Estado nas favelas cariocas. O Hamas, é um movimento de radicalização da resistência contra Israel. Só chegou onde chegou, porque os outros partidos falharam. Mataram ARAFAT e acabou-se a Autoridade Palestina. O FATAH é tido pela populaçao palestina, principalmente a mais pobre como um partido corrupto e “pelego”. O Hamas construiu um rede de Assistencia Social atuante que mantem muitos palestinos e inclusive vem participando de eleiçoes o que para mim legitima sim o HAmas como representante dos palestinos. Mas como disse com ressalvas….não concordo com ataques a inocentes. Não concordo com a extinçao do Estado de ISRAEL

    O que me incomoda sempre é esse ódio ao Hamas e ninguem fala do KAdima, do LiKUD, não são organizações terroristas é claro, porém provocam mais mortes que os próprios terroristas.

    Bush vai sair, Sharon tá quase morto, mas tudo muda para continuar como está

    a guerra é inevitável, porém não haverá vencedores.

  172. Pacheco.
    Estava lendo a pagina anterior voce falou de mim.
    Eu posso não ser militar, mas idiota eu não sou.
    Submarino atômico, age isolado, é uma arma camuflada.
    Foi ele que manteve o equilíbrio da guerra da fria.
    Voce pode destruir um pais com um ataque maciço de
    bombas atômicas, mas recebera o troco dos submarinos atômicos.
    Durante a guerra fria, aviões B52, equipados com bombas atômicas,
    ficavam 24 horas no ar prontos para o ataque ou contra ataque.
    Uma vez disparados, nem o presidente os traria de volta.
    A guerra nuclear esteve por um fio.
    Os submarinos atômicos tinham 16 lançadores de
    foguetes de longo alcance, patrulhavam as costas marítimas
    dos americanos e dos russos. O mais famoso deles, o Nautilus
    atravessou o Pólo Norte, por baixo da calota polar.
    Quem vive pela espada pela espada morrera.
    Eu jamais usaria uma 9 mm para convencer alguém
    ou impor a minha autoridade.
    Em 98 fui seqüestrado por 2 bandidos, dentro em
    táxi, em Bogotá, sai sem um arranhão e com dinheiro
    para tomar outro táxi.Sou diplomata, não sou faixa preta.
    Não prendo e arrebento. A força é a arma dos fracos.
    O que a Susan Judia escreveu, eu assino embaixo.
    Quanto mais guerras Israel fizer, mais guerra ele terá que fazer para sobreviver.
    Delenda Israel, dirão os palestinos.
    O mundo não espere nada de Obama.
    O Obama ja esta engajado, ja entendeu como funciona a maquina.
    00:49

  173. O Vampiro de Curitiba

    Nivaldo, me desculpe, eu errei. Embora muitos jordanianos integrem grupos terroristas, o Governo da Jordânia parece não apoiar esses grupos.

  174. A historia das guerras vem demonstrar que
    a guerra de ocupação não funciona.
    Ou elimina a população e toma
    conta do território ou não faz a guerra.
    Não se consegue escravizar uma população.
    É preciso um contingente muito grande de soldados.
    Os alemães jamais conseguiriam escravizar o mundo
    mesmo que vencesse a guerra.
    Hoje a ocupação é econômica.
    É mais fácil, escravizar com baixos salários.
    01:03

  175. O Vampiro de Curitiba

    Thiago, pode até ser que os fundamentalistas sejam minoria entre os palestinos, mas Israel continua tendo apenas uma opção: eliminar essa minoria para que ela não elimine o Estado de Israel. Eu não vejo como lutar de outra forma contra o terrorismo. Não sei como poderia se agir como o Gerald afirmou, com inteligência. Israel pode conhecer individualmente cada um dos inimigos, mas como lutar contra eles se eles se escondem no meio dos civis, das mulheres, das crianças????

  176. Carlos

    Olhai para a humanidade, enojai-vos da humanidade, mas não imputeis os incontáveis genocídios e os crimes mais abjetos e hediondos a outra natureza que não a humana. Pois enquanto estiverdes sob esta insígnea continuareis a matar, continuareis a mentir, continuareis a trair, continuareis a destruir, porque isto também é ser humano. E não rezem para que as guerras não mais existam, porque desta forma poderí-eis estar rezando por vosso próprio fim. Afinal quem garante que as guerras não terão um fim definitivo somente quando o último ser humano tombar?
    E digo o último e não o penúltimo, porque o ser humano não faz guerra apenas contra outrem, mas também a faz contra si próprio.

  177. Ekran

    # 04/01/2009 – 00:02 Enviado por: O Vampiro de Curitiba
    “Eu não vejo como lutar de outra forma contra o terrorismo.”

    (mas atacar a Faixa de Gaza = lutar contra o terrorismo?)

    HUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM…não sei, mas o Bush filho disse a mesma coisa quando atacou ” a la bulldozer” o Iraque?

    Tenhamos um pé atrás com esse raciocinio ligeiro…

  178. O Vampiro de Curitiba

    Ekram, eu sempre fui favorável à invasão do Iraque pelos norte-americanos. Continuo com a mesma opinião.

  179. Ivo Veiga

    Amigo Targino na guerra a primeira vitima é a verdade;
    Abraço
    Ivo

  180. Londrina

    03/01/2009 – 23h27
    Especialistas dizem que invasão pode ser mortífera para o Exército de Israel

    France Presse, em Jerusalém

    A ofensiva terrestre lançada neste sábado por Israel na faixa de Gaza deverá encontrar uma forte resistência do Hamas, que poderá recorrer a táticas de guerrilha e se confirmar muito cara, em termos de vidas humanas para os protagonistas, afirmam

  181. Ekran

    Faz sentido com o teor de varios comentarios…

    eis minha “opinião”…se é que isso vale alguma coisa:

    Crime de guerra é uma violação das leis e costumes de guerra. Os crimes de guerra são definidos por acordos
    internacionais, incluindo as Convenções de Genebra e, de maneira particular, o Estatuto de Roma (no artigo 8),
    gerindo as competências da Corte penal internacional. Em geral, um ato é definido como um crime de guerra a partir
    do momento em que uma das partes em conflito ataca voluntariamente objetivos (tanto humanos como materiais)
    não-militares.

  182. Ivo Veiga

    A guerra em si é um mal necessário, se não houvesse guerra contra Hitler hoje todos deste blog e pelo menos metade do planeta seriam mão de obra escrava.
    A guerra é vista erroneamente como uma desgraça, agora pergunto se alguém quiser invadir sua casa e voce combate-lo é isso um mal?
    Ivo

  183. Londrina

    Vamp, as vezes vc me assusta!

  184. Ivo Veiga

    Aliás quando a Inglaterra e França entregaram de mão beijada a Tchecoslováquia a Hitler, pioraram a situação pois junto com o País veio a Skoda, na época o 3o produtor de armas do mundo, ou seja França e Inglaterra muito longe de afastar a guerra acabaram fortalecendo Hitler e tiveram que aguentar 6 anos dela,
    penso que se em 1938 a França e Inglaterra, dissessem não a Hitler talvez ela sequer acontecesse, ou demoraria menos.
    Ivo

  185. Ivo Veiga

    Outro fato negativo cometido pela França em 1936, deixar a Renania ser remitalirizada pela Alemanha, que segundo os generais alemães da época achavam uma loucura pois eles contavam com apenas 2 batalhões(900 homens) enquanto a França tinha do outro lado do Reno 2 divisões(30.000 homens) e nada fez o que deixou Hitler como um lider infálivel e mais uma vez aumentaram o poder dele.
    Ivo

  186. Ivo Veiga

    Resumindo se lá por 1934/35 França e Inglaterra juntas invadissem a Alemanha(o que nessa época era fácil pois a Wermacht só chegou aos níveis ideais em 1938)jamais teria acontecido a 2a guerra. ta aí como uma guerra pode salvar a humanidade.
    Ivo

  187. O Vampiro de Curitiba

    Londrina, saudades!!!!

  188. Ivo Veiga

    Ekran na guerra a primeira vitima é a verdade e segunda são os tratados.
    Abraço
    Ivo

  189. Ekran

    ainda sobre os artigos da Convenção de Genebra, para quem considera a guerra um mal necessario, há regras a se observar:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Conven%C3%A7%C3%A3o_de_Genebra
    Convenção de Genebra – Versão atual

    §1- Os países em guerra não podem utilizar armas químicas uns contra os outros.

    §2- O uso de balas explosivas ou de material que cause sofrimento desnecessário nas vítimas é proibido.

    §3- O bombardeio de balões com projéteis é proibido.

    §4- Prisioneiros de guerra devem ser tratados com humanidade e protegidos da violência. Não podem ser espancados ou utilizados com interesses propagandísticos.

    §5- Prisioneiros de guerra devem fornecer seu nome legítimo e patente. Aquele que mentir pode perder sua proteção.

    §6- As nações devem identificar os mortos e feridos e informar seus familiares.

    §7- É proibido matar alguém que tenha se rendido.

    §8- Nas áreas de batalha, devem existir zonas demarcadas para onde os doentes e feridos possam ser transferidos e tratados.

    §9- Proteção especial contra ataques será garantida aos hospitais civis marcados com a cruz vermelha.

    §10- É permitida a passagem livre de medicamentos.

    §11- Tripulantes de navios afundados pelo adversário devem ser resgatados e levados para terra firme com segurança.

    §12- Qualquer exército que tome o controle de um país deve providenciar comida para seus habitantes locais.

    §13- Ataques a cidades desprotegidas são proibidos.

    §14- Submarinos não podem afundar navios comerciais ou de passageiros sem antes retirar seus passageiros e tripulação.

    §15- Um prisioneiro pode ser visitado por um representante de seu país. Eles têm o direito de conversar reservadamente, sem a presença do inimigo.

  190. Ekran

    Sobre os tribunais penais internacionais, um caminho dificil mas necessario para a consolidação da paz nas disputas entre paises nas quais se verificam violações aos direitos humanos, segue referencia:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Tribunal_Penal_Internacional
    Corte Penal Internacional

    O Tribunal Penal Internacional (TPI) ou Corte Penal Internacional (CPI) é o primeiro tribunal penal internacional permanente. Foi estabelecido em 2002 na A Haia, nos Países Baixos, onde inclusive fica a sede do Tribunal, conforme estabelece o artigo 3º do Estatuto de Roma, documento aprovado no Brasil pelo Decreto Nº 4.388, de 25 de setembro de 2002..

    O objetivo da CPI é promover o Direito internacional, e seu mandato é de julgar os indivíduos e não os Estados (tarefa do Tribunal Internacional de Justiça). Ela é competente somente para os crimes mais graves cometidos por indivíduos: (genocídios, crimes de guerra, crimes contra a humanidade e talvez os crimes de agressão quando estes tiverem sido definidos), tais que definidos por diversos acordos internacionais, principalmente o estatuto de Roma.

    O nascimento de uma jurisdição permanente universal é um grande passo em direção da universalidade dos Direitos humanos e do respeito do direito internacional.

    A corte tem competência para julgar os responsáveis por crimes de guerra, genocídios e crimes contra a humanidade quando os tribunais nacionais não puderem ou não quiserem processar os criminosos.

    – – – – – –
    Sete nações votam contra o projeto (EUA, China, Israel, Iêmen, Iraque, Líbia e Quatar) e outras 21 se abstêm. Os EUA justificam seu veto por não concordarem com a independência do tribunal em relação ao Conselho de Segurança da ONU – ainda que essa autonomia não seja total. Pelo documento aprovado, o Conselho de Segurança poderá bloquear uma investigação se houver consenso entre seus membros permanentes. O governo norte-americano também teme que seus soldados em missões de paz no exterior venham a ser julgados pelo tribunal.

  191. Ekran

    Segue um exemplo de crime de guerra em processo de julgamento na Corte Penal Internacional (CPI) :

    http://www.icc-cpi.int/press/pressreleases/456.html

    The confirmation of charges hearing in the case of The Prosecutor v. Jean-Pierre Bemba Gombo will start on 12 January 2009

    The Hague, 29 December 2008

    ICC-CPI-20081210-PR382-ENG

    Situation: Central African Republic
    Case: The Prosecutor v. Jean Pierre Bemba Gombo

    Jean-Pierre Bemba Gombo, alleged national of the Democratic Republic of Congo (DRC), aged about 45 years old, was arrested on 24 May 2008 by the Belgian authorities following a Court’s warrant of arrest. He was surrendered and transferred to the International Criminal Court on 3 July.

    Mr Bemba, President and Commander in Chief of the Mouvement de Libération du Congo (MLC), is alleged to be criminally responsible for five counts of war crimes and three counts of crimes against humanity committed on the territory of the Central African Republic from 25 October 2002 to 15 March 2003.

    Thus Jean-Pierre Bemba is allegedly criminally responsible, jointly with another person or through other persons, within the meaning of article 25(3)(a) of the Rome Statute, for:

    – three counts of crimes against humanity: rape (article 7(1)(g)), torture (article 7(1)(f)), and murder (article 7(1)(a));

    – five counts of war crimes: rape (article 8(2)(e)(vi)), torture (article 8(2)(c)(i)), committing outrages upon personal dignity, in particular humiliating and degrading treatment (article 8(2)(c)(ii)), pillaging a town or place (article 8(2)(e)(v)), and murder (article 8(2)(c)(i)).

  192. Ekran

    Qualquel alternativa à guerra deve ser considerada EM PRIMEIRO LUGAR.

    E na minha opinião é nosso dever construir esse caminho, o do direito internacional para mediar conflitos que, neste seculo XXI, devem encontrar sua resolução para beneficio mutuo das partes relacionadas.

    Qualquer coisa diferente disso é um retrocesso ao seculo XX e seus precedentes, os quais conhecemos muito bem no que deram.

    Esse deve ser o nosso legado para as gerações futuras, e não apoiar guerras e estados de exceção, cujo ônus para as gerações seguintes é incalculavel. E, certas vezes, irreparavel, como em Darfur.

  193. gthomas

    Vou me manter um pouco afastado dessa “guerra”. Primeiro porque ja venho dizendo em artigos, pecas de teatro, operas e posts no Blog desde que ele comecou no UOL em 2004 o que penso a respeito. Segundo, porque estaremos discutindo pelos proximos 60 anos. Israel fez 60 anos nesse ano que passou, 2008.

    De qualquer forma, o publico televisivo AMA. Nic Robertson, Alan Dershovitz, Wolf Blitzer, Cristiane Amampour la, ouvindo THE BIG BLASTS….

    Yes, there was a HUGE BLAST NOW

    entao……vou aqui tentar comer comida tipica da REGIAO

    comida que une AQUILO TUDO

    HUMUS, TABOULE SALAD, BACLAVAH, TAHINI, etc,,,,

  194. Ekran

    Riscos inerentes a guerras não mediadas com vistas a viabilizarem projetos de “guerras totais”: GENOCIDIOS

    segue uma relação destes e suas consequencias
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Genoc%C3%ADdio

    Genocídios

    De nativos na América Espanhola
    Quando: séculos XVI e XVII
    Estimativa de mortos: 3 milhões

    De nativos na América do Norte
    Quando: século XIX
    Estimativa de mortos: 3 milhões

    De Armênios na Primeira Guerra
    Quando: 1915
    Estimativa de mortos: 1,5 milhão

    De ucranianos na Ucrânia
    Quando: 1932-1933
    Estimativa de mortos: ?

    De Judeus na Alemanha
    Quando: 1941-1945
    Estimativa de mortos: 6 milhões

    De minorias no Camboja
    Quando: 1975-1979
    Estimativa de mortos: 215 mil chineses,
    90 mil muçulmanos e 20 mil vietnamitas

    De minorias em Kosovo
    Quando: 1991-1999
    Estimativa de mortos: 300 mil

    De tutsis em Ruanda
    Quando: 1994
    Estimativa de mortos: 800 mil

    Em grupos não árabes em Dahfur
    Quando: 2003 – até hoje
    Estimativa de mortos: 400 mil

  195. gthomas

    Guerra eh um horror: mas parecemos sobreviver atraves delas. Tai um horrendo paradoxo nao eh? Perguntem aos defuntos de Hannah Arendt ou Heidegger, que, em lados opostos, mantiveram uma relacao de amor por 50 anos.

    Ah, Circo de Rins parte 1 foi vista por 9543 pessoas
    Circo parte 2 ……….11667 pessoas
    e parte 3 por 4474 pessoas

    Pelo jeito eh a parte do meio que as pessoas gostam: eh o engagement.

    Eh – in translation – a guerra.

  196. Glorinha

    Vampirinho,

    o lado do ponto final da guerra não parece um início…sempre que se chega lá no fim de tudo….a página vira história e só o que sobra a contar soldos…soldas…solas perdidas…
    para qualquer lado que olho de uma guerra vejo, lá estão entre as luzes e sombras em escombros…morte….vontade de viver….tristeza….alegria por sobreviver.
    me pergunto, por que devo escolher um lado de uma guerra?
    por que devo escolher na guerra?
    por que se acredita que só com a guerra (essa da qual a morte se ocupa) se chega a qualquer lugar?
    é tarde e muitos hoje não conseguirão dormir…outros no entando dormirão o sono que não pediram e do qual talvez nunca mais acordem…
    será que isso é justo, é justa a guerra?
    talvez seja possível, gritar não implica em matar…morrer para matar
    paz e harmonia são a morte em vida?
    guerra é o sentido que se dá para a vida?
    talvez….morrerei na guerra e nunca nem por um minuto abraçarei-me a ela…só se for para ela morrer comigo….
    quem sabe se encontre entre tantas obvias coisas algo que transforme e que realmente acrescente e não que diminua e diminuido se deixe, talvez outras formas de valer um pensamento, uma cultura uma nação e afinal…não para um final.
    [[]]

  197. Ekran

    É , Gerald, o “affair” entre Arendt e Heidegger é um caso de “amor proibido” que talvez seja uma versão atualizada de Montecchios e Capuletos para o plano das nações.

    Eu tenho lido Arendt e Heidegger e é incrivel como foi possivel esse amor no meio do caos em que eles eram protagonistas. Tragédia pura, masoquismo, sei lá….

    O “caminho do meio” é a guerra, e não a paz como muitos livros de auto-ajuda tentam nos passar.

    Mas essa “arte da guerra” de Arendt e Heidegger passa longe do Sun Tsu e dos manuais do seculo XX. É outra coisa, que mexe no nosso inconsciente. E nos tira da indiferença. Eis algo a se celebrar nessa tragedia. Cada um de nós vira parte dela e se vê obrigado a se mover, por paixão.

    Quem sabe isso nos palcos um dia, quem sabe…

    abraços!

  198. Glorinha

    Ekran,
    o caminho do meio, quando estiver escrito, teremos chegado lá…
    []

  199. Ekran

    É glorinha, é por aí…

  200. Reinaldo Pedroso

    “30/12/2008 – 02:00 Enviado por: Ivo Veiga
    Caro Sr.Reinaldo Pedroso, (…) V.sa., fez no post anterior uma blague sobre minha falha a citar um Tanque Russo,
    meu caro primeiro não entendi o motivo da blague, prá seu conhecimento sou Oficial do Exército Brasileiro ,com muita honra e se o sr. tem algo contra dirija-se a Praça Sargento Mario Kozel Filho, s/n. Comando Militar do Sudeste e faça sua reclamação pessoalmente.
    Ivo Veiga

    “03/01/2009 – 05:35
    Enviado por: Ivo Veiga
    Pacheco, (…) eu também tive problemas com esse reinaldo, disse a ele que pra ele sou Cel.Veiga. O cara é arrogante, mandei ele me procurar no Comando Militar do Sudeste. Tenho uma bela Imbel 9 mm. pra por na cara dele.
    Abraço e Saudades
    Ivo”

    Demais frequentadores deste blog, por favor, leiam e releiam “isso” aí em cima. Tem a ver com guerra, vou solicitar esclarecimentos ao Ivo.
    Gracias,
    Reinaldo

  201. Ekran

    pensando sobre a escrita desse “caminho do meio” que é a guerra, e não a improvavel paz, me lembro de um poema de Garcia Lorca:

    (poemas esparsos – 1928)

    MUNDO
    (Agnus Dei qui tollis pecata
    mundi. Misere nobis)

    Noite dos telhados e a planta do pé,
    silvava pelos olhos secos das pombas.
    Alga e cristal em fuga põem prata molhada
    os ombros de cimento de todas as cidades.

    A gilete descansava sobre os toucadores
    com seu afã impaciente de pescoço seccionado.
    Na casa do morto, os meninos perseguiam
    uma serpe de areia pelo canto escuro.

    Escreventes adormecidos no décimo quarto andar.
    Rameira com os seios de cristal arranhado.
    Cabos e meia-lua com tremores de inseto.
    Bares sem gente. Gritos. Cabeças n´agua.

    Para o assassinato do rouxinol, vinham
    tres mil homens armados de reluzentes facas.
    Velhas e sacerdotes choravam resistindo
    a uma chuva de linguas e formigas voadoras.

    Noite de rosto branco. Nenhuma noite sem rosto.
    Sob o sol e a lua. Triste noite do mundo.
    Duas metades opostas e um homem que não sabe
    quando sua mariposa deixará os relogios.

    Debaixo das asas do dragão há um menino.
    Cavalinhos de cardio pela estrela sem sangue.
    O unicornio quer o que a rosa olvida,
    e o passaro pretende o que as aguas vedam.

    Só teu Sacramento de luz em equilibrio
    aquietava a angustia do amor desligado.
    Só teu Sacramento, manômetro que salva
    corações lançados a quinhentos por hora.

    Porque teu signo é clave de planura celeste
    onde naipe e ferida se entrelaçam cantando,
    onde a luz desemboca seu touro relumbrante
    e se afirma o aroma da rosa temperada.

    Porque teu signo expressa a brisa e o verme.
    Ponto de união e encontro do século e do minuto.
    Orbe claro de mortos e formigueiro de vivos
    com o homem de neves e o negro da chama.

    Mundo, já tens meta para teu desamparo.
    Para teu horror perene de buraco sem fundo.
    Oh! Cordeiro cativo de três vozes iguais!
    Sacramento imutavel de amor e disciplina!

  202. Reinaldo Pedroso

    Susan e Luciana
    Tem mensagens minhas pra vocês no post anterior.
    Beijos,
    Reinaldo

  203. Ekran

    ou ainda em “Ideology and Terror” de Hannah Arendt, em The Origins of Totalitarianism:

    “What makes loneliness so unbearable is the loss of one´s own self which can be realized in solitude, but confirmed in its identity only by the trusting and trustworthy company of my equals. In this situation, man loses trust in himself as the partner of his thoughts and that elementary confidence in the world which is necessary to make experiences at all. Self and world, capacity for the thought and experience are lost at the same time.”

  204. gthomas

    Amanha descrevo alguns horrores do que seria ser acusado erroneamente. Um homem senta numa cela de prisao por 20 anos. Sofre tortutas. etc. Seu filho, na tentativa de vingar a inocencia do pai, vai e mata uns corruptos que colocaram o pai na cadeia.
    Depois de 20 anos, a inocencia do pai finalmente fica provada.
    Mas agora eh a vez do filho ir em cana.

    Guerra eh mais ou menos isso. Pessoas que nao tem nada a ver com isso acabam sendo envolvidas. E os envolvidos acabam isolando os que atacaram e assim criam um ciclo…..

    triste

    de predadores….

    e de injustica

    que JAMAIS

    PODERA SER SENTIDA POR PESSOAS QUE SENTAM E COMENTAM EM BLOGS OU ESTUDAM FILOSOFIA

    PORQUE ISSO SE TEM OU NAO SE TEM NA PELE

    OU NO DNA

  205. Oi, GT, força! A Filosofia não resolve nada, mas nos ajudar a segurar a barra!

    Vc conhece o Zé Moleza? Mas ele te conhece! E o assunto é importante e tem a ver com o post. Veja aí embaixo:

    Cristo Novamente como “Cristo” (um trabalho de J. R. Rodrigues disponível no http://www.zemoleza.com.br. Tirou 7,5))

    “A Paixão de Cristo” é um polêmico filme de Mel Gibson sobre as 12 últimas horas de vida de Jesus Cristo, foi o filme mais visto nos Estados Unidos no primeiro final de semana de exibição, arrecadando US$ 76,2 milhões de bilheteria. Somando-se a bilheteria desde a estréia (quarta-feira,18.02), e as vendas de ingressos antecipados, o filme já faturou US$ 117,5 milhões. A estréia no Brasil está prevista para 26 de março.

    O filme conta o que ocorreu com Jesus – ser condenado injustamente, pelos dois dos mais respeitáveis sistemas jurídicos de sua época (judaico e romano) e faz com que muita gente rejeitem ainda mais a “teologia sangrenta” da Bíblia, criem novos “atalhos” religiosos e contestem o que eles chamam de “religião de matadouro”. Outros dizem não ao cristianismo bíblico por não concordarem com os caminhos históricos que as religiões (catolicismo e suas vertentes) percorreram e percorrem.

    Fato é que “A paixão..” de Mel Gibson é apenas um capítulo à mais nesse confuso mundo chamado religiões. Gerald Thomas, num bom artigo feito para a Folha de São Paulo, explica que a visão de Gibson sobre a Paixão não reflete a opinião de todos os católicos, tão pouco do povo americano, que povo? Thomas explica: “de qual América vocês estão falando? Dos ucranianos, dos sino-americanos, dos ítalo-americanos, como De Niro, Pacino, Coppola, Scorsese, Al Capone e por aí vai, ou dos judeus americanos? Ou será que vocês estão falando dos “WASPs” (protestantes brancos anglo-saxões)? Ou falam dos hispânicos, dos porto-riquenhos ou dos cubanos que constituem a metade de Miami? Qual América, meu santo Deus?
    Os EUA formam uma nação quase virtual, que vive de factóides, “Ora é O.J. Simpson, ora é Bin Laden, ora é o escândalo da Enron, acabou de ser a vez de Michael Jackson de carregar a cruz e Martha Stewart está quase chegando ao fim do seu purgatório quando… de repente, explode no horizonte uma bomba mais potente do que essas que explodem em Bagdá diariamente”, diz Thomas ao falar do filme de Gibson.

    Thomas acha o filme anti-semítico (anti-judeu) e tem outros qualitativos para Gibson, um deles de que ele é homófobo (não tolera gays). Sua visão do filme é de que trata-se de: “É porrada e mais porrada, a ponto de se ver a pele se destacar do corpo. Sim, e Gibson mantém que foram os judeus que mataram Cristo e que os romanos nada tiveram a ver com isso. Pilatos aparece como uma pessoa ingênua e Satã é interpretado por uma mulher (mas numa inversão de papéis, pois ela pretende fazer o papel de um homem gay, ou seja, uma total loucura que se passa na cabeça de Gibson, que fez desse filme uma obsessão). Gibson separa os romanos (católicos, que tentaram inocentar Jesus) dos judeus (que fizeram de tudo, inclusive cometer ilegalidades e irregularidades, para matar Jesus).

    Thomas arremata, “o evento Gibson e a vergonha que a administração Bush está passando a cada soldado que morre em Bagdá e com cada declaração de Daniel Kay e Carl Ritter de que não existem armas de destruição em massa, o que resta a esse país talvez esteja escondido ou codificado no filme de Mel Gibson, provando que nos EUA tudo é possível, sendo uma nação que não aceita um único rótulo.

  206. Reinaldo Pedroso

    “03/01/2009 – 22:00
    Enviado por: O Vampiro de Curitiba
    E convenhamos: Nó não mantemos a Paz nem neste Blog, onde, por absolutamente nada, um passa simplesmente a odiar o outro.(…)

    Vampiro
    Pra mim, tipos como o Coronel e o Pacheco são odiosos belicistas dissimulados. Esse teu “…por absolutamente nada…” se refere a “isso”? Desculpa, não tenho tanta grandeza.
    Reinaldo

  207. Reinaldo Pedroso

    “30/12/2008 – 02:00 Enviado por: Ivo Veiga
    Caro Sr.Reinaldo Pedroso, (…) se o sr. tem algo contra dirija-se a Praça Sargento Mario Kozel Filho, s/n. Comando Militar do Sudeste e faça sua reclamação pessoalmente.
    Ivo Veiga”

    Ivo
    Disseste que és coronel aposentado, nem da reserva és. Se eu decidisse aceitar a tua sugestão e minha reclamação fosse considerada procedente e, tramitado em julgado, fosses considerado culpado, que punição terias?
    Reinaldo

  208. Reinaldo Pedroso

    “03/01/2009 – 05:35
    Enviado por: Ivo Veiga
    Pacheco, (…) eu também tive problemas com esse reinaldo, disse a ele que pra ele sou Cel.Veiga. O cara é arrogante, mandei ele me procurar no Comando Militar do Sudeste. Tenho uma bela Imbel 9 mm. pra por na cara dele.
    Abraço e Saudades
    Ivo”

    Ivo
    Como és coronel aposentado, o que estarias fazendo no Comando Militar do Sudeste?
    O que é “uma bela Imbel 9mm”? Uma máscara contra “gases” para por na minha cara?
    Reinaldo

  209. Amigos (as).

    Reunidos todos os personagens Walt-checo para deliberações, foi aberta a sessão as 04h30min do dia domingo, 04 de janeiro de 2009.
    Falou inicialmente o senhor Jose Pacheco Filho, responsável e proprietário da empresa de produções criada a partir de uma idéia sugerida e insinuada por FABIO PIPIPI outro dos muitos participantes do blog de Gerald Thomas que atualmente é exibido e encontrado no portal IG.
    Em relato sucinto o senhor Pacheco deu conhecimento aos presentes de que é sua intenção parar ao menos por um tempo a participação de todos no referido blog.
    As razões para reforçar esta tomada de atitude são as seguintes:

    1) – Não estamos sendo entendidos pelos demais participantes, ou não estamos entendendo os participantes. O que vem a dar no mesmo.
    2) –Possibilidades de estarmos agredindo ou sendo agredidos embora verbalmente o que não é o nosso desejo.

    Como exemplo das afirmativas acima foi e mostrado aos presentes os últimos comentários e respostas publicados pelos participantes de nomes: Targinosilva, Susan Judia e em destaque o do reinaldo pedroso (muito grave) entre outros.

    Foram os tais comentários estudados e com aprovação geral dado a eles as repostas:

    A) – Os comentários de Susan judia e de Targino Silva por serem considerados educados e elucidativos foram enquadrados na categoria dos que servem de aulas e trazem aprendizado a todos. Com estes dois citados amigos basta uma adequação de palavras e na certa haverá entendimento em um ou outro ponto de vista.Necessariamente não temos de concordar com ninguém salvo quando tivermos a certeza de que a verdade do outro nos sirva de norte para o assunto em tela.
    B) – O comentário do muar pedroso foi direto para a lixeira de onde deve ter se originado.
    A ridícula frase: – vai tomate cru? De duplo sentido alem de ser descartada nos forçou a indagar do referido asno de pedra se ele não tem coragem ou se tem alguma dificuldade para mandar alguém tomar no anel de couro.
    E quase por completos dizemos agora: pedroso! VAI TOMAR NO CÚ.
    Todos te mandamos tomar dentro e pelo orifício que chamas de cru. Exceto o Papai Noel que está em viagem de regresso ao Pólo.De qualquer modo o nosso velho amigo não se juntaria a este coro visto ser ele um dos entraves que alguns pais usam como exemplo de chantagem emocional pata evitar justamente que seus filhos usem palavrões.Embora muitos destes pais façam exatamente uso de palavrões similares quando estão nos volantes de seus carros ou quando estão em estádios e assistindo jogos do seus times de futebol.

    Em seguida a estas respostas foi realizada votação aberta porque todos detestam o sistema de voto secreto adotado por nossos senadores quando querem livrar a cara de seus pares corruptos e por unaminidade dos personagens foi decidido que a permanência no blog é desejo de todos.
    Ainda em dúvidas o senhor Pacheco emocionado agradeceu a presença de todos e disse que após levar seus netos para passear de barco durante o domingo de hoje decidirá se entra logo no blog.
    Acreditamos que ele vai entrar sim porque depois da merda dos cigarros que ele nos faz aturarem o nosso momento de alegria é quando ele fica geraldando no lap top e nós todos ficamos tal qual jogadores no banco de reservas. prontos a entrar nos comentários assim que o velho babão( assim o define o Targino) nos chame.
    Encerro esta ata da reunião e aproveito para enviar beijos à senhora Susan Judia.
    E este beijo vai com totalidade porque mesmo ausente o Papai Noel sabe que beijar é com ele mesmo.Portanto dá o aval com certeza.

    Obrigado.

    Critico de arte.

  210. Para Susan Judia.

    Quac Quac.

    Um bom dia para a senhora.

    Queria lhe dizer que nós sabemos a estória do Pequeno Principie. O velho leu e comprou o livro para a Ana Luiza e também para a neta mais idosa.
    Também gostamos da vossa observação de que adultos podem e devem aproveitar muita coisa de que falam os nossos desenhos animados.
    Ultimamente e depois da eleição do Barak Obama o Pacheco ficou pensando que estes valores (se assim podem ser chamados) ainda seriam de alguma utilidade. felizmente ele abandonou esta linha de pensamento e tudo parece que vai ser como era antes .
    Se bem que ele faça algumas restrições as nossas estórias. Como exemplo ele sempre nos pergunta porque na Disney não existem pretos e porque em desenhos animados os pretos que aparecem sempre não são mostrados na integra e só em partes.
    Ele tentou me convencer mencionando os cartuns do Tom e Jerry onde quando aparece à serviçal da casa para dar bronca no gato só mostram as pernas.
    Ai eu dei um Quac de basta e respondi que os desenhos de Tom não são de Disney. Não convenci,mas ao menos ele abandonou o assunto.
    Por enquanto porque ele é muito teimoso e fica martelando quando cisma.
    Um grande beijo e obrigado por nos mencionar. O negócio é mesmo levar na base de muito amor.
    Aproveito e peço a Sandra para dar lembranças e uma beijoca na Sandrinha.

    Bye QUAC.

    Donald.

  211. Dona Susan Judia.

    Pergunte ao pato descarado ai de cima porque depois que me usaram por recomendação do Departamento de Estado quando desejou incrementar uma política de boa vizinhança eu fui deixado de lado. pergunta por favor e quero ver se ele engana ou tenta enganar a senhora como engana o Pacheco.Alias ele pensa que engana porque eu já percebi que o Pacheco depois que conversa com o Donald fica rindo baixinho.
    Este Pato me aborrece porque aqui no Brasil ele vende mais do que eu e, portanto as crianças gostam mais dele do que de mim. Isto sem falar no rato Mickey que para mim é o fim da picada.
    Tenho saudades dos tempos da Carmem Miranda quando eu estive no tope. Ela cantava mamãe eu quero e eu dava meus passinhos de samba.Mais parecidos com passos de rumba mas que impressionavam até os soldados.
    Os soldados coitados entre eles alguns que nem sabiam direito porque ali estavam matando e sendo mortos ainda arrumavam tempos para nos ver e aplaudir.
    Não fossem as horríveis guerras e tudo seria melhor para todos.

    Até logo.

    Zé.

  212. Ekran
    Glorinha
    Ivo Veiga
    Sandra.

    Após ler suas entradas fiquei impressionado e de tudo que li e repensei me veio à seguinte pergunta:

    Será que se o mundo fosse governado inteiramente por mulheres às guerras não se repetiriam?
    Gostariam de saber vossas opiniões.

    Obrigado.

    Pacheco.

  213. Alo para todos os participantes.

    Sou um dos sete anões. Exatamente.Do conto da Branca de Neve.
    Eu tive um sonho.
    Não como o sonho do Martin Lutar King.

    No meu sonho o mundo estava sendo governado por bloquistas. Isto mesmo que estou dizendo.
    Todos os mandatários participavam de um blog global onde entravam com suas reivindicações e desejos e necessidades e tudo o mais que foi necessário entrar.
    Trocavam idéias e ou xingamentos, mas sempre se respeitando uns aos outros e no final tudo era resolvido com muita paz e harmonia.
    Sei que parece coisa de criança. Sei que pode ser chamado de sonho infantil e até cair no ridículo uma idéia aparentemente tão banal.
    E daí!
    Custa algo sonhar?
    É proibido sonhar?
    Não!
    Então ai está que eu sonhei.
    E cada um sonhe com o que desejar.
    Até com merdas de bombas se quiser.

    O sonho é de cada um.

    Tenho que dormir….ZZZZ……Ron ron zzzzzzz.

  214. Gerald Thomas.

    Sou soldado do tempo no qual TV nem existia.
    Naquela época nossos combates eram no campo de batalha e só os soldados participavam das lutas.
    Hoje em dia as guerras carnificina e ferem e matam e aniquilam moralmente na maioria os que não usam sequer uniformes e nem são soldados de carreira.
    Pior de tudo é que após tantos exemplos de brutalidades humanas contra humanos ainda existam guerras.
    E para piorar ainda são vistas na televisão como se fossem exibições de fogos de artifícios.
    Gerald! O mundo é louco ou locos são os que governam o mundo?
    Deixo a pergunta e vou correndo ver minha bailarina que não sou de ferro. Sou literalmente de chumbo.
    E por amor estarei sempre pronto a ser derretido.

    Continência para todos.

  215. Ivo Veiga.

    A quantas anda o livro que estás escrevendo?

    Estou aguardando o lançamento.
    Abraços.

    Obrigado.

    Soldadinho de chumbo( marinheiro quando de folga)

    Obrigado

  216. SE A ARTE IMITA A VIDA E SE A VIDA IMITA A ARTE A ARTE DE GUERREAR DEVERIA SER ABOLIDA. NESTE CASO O QUE PARECE SER NÃO SERIA E O QUE NÃO SERIA PODERIA PARECER O QUE ERA OU O QUE NÃO SERIA SE FOSSE.Mas em sendo será que pode ser evitada?Deve ser evitada a arte da guerra que não necessariamente é a arte que imita a vida?

    Como notam é difícil entender o que tento dizer acima.
    E talvez por isto existam as guerras.
    Todos acham que suas interpretações são as mais justas e corretas e neste mundo no qual realmente ninguém sabe de porra nenhuma só confusão e merda se arruma quando uns desejam se impuser as demais.
    Dando prioridade ao ódio que alimenta a chama estúpida da guerra.

    Se em todos os palcos do mundo somente arte com amor fossem produzidas não haveria guerra.
    E haveria publico para espetáculos sem guerras?
    Você tem uma resposta?
    Diga-me porque eu ando querendo saber.

    Obrigado.

    Critico de arte.

  217. Israel não tem economia para sustentar uma guerra.
    De onde vem o dinheiro de Israel que não produz petróleo?
    Um avião militar de ultima geração custa uma fortuna.
    Não é difícil concluir.
    Pobre Obama. Obama chester.
    10:47

  218. Luciana

    Reinaldo P.

    O que escrevi não foi para o Sr, foi em resposta ao que escreveram para mim.Por que o Sr está querendo continuar uma coisa que aconteceu no passado?Não o conheço , o Sr não me conhece,espero, então porque essa pegação de pé comigo?Só porque sou a participante pobre do Blog aí sou alvo de todo tipo de chacota?Olha, aqui, Sr Reinaldo, fica na tua e please não se meta nas farpas dos outros,ok?Acho que a Susan, a judia, deve ser maior e vacinada e não precisa de alguém para defendê-la.Sr Reinaldo, não seja infantil.O que o Sr está querendo em dizer para eu voltar no post anterior e ler a sua mensagem?Fui lá e li.E achei a maior perda de tempo da sua parte,ok?A impressão que tenho é que estão querendo começar uma guerra aqui dentro deste blog tão rico de cultura, etc,etc, não levemos as coisas para frente, Sr Reinaldo, Porque o Sr não vai dar uma caminhada para arejar a cabeça, pensar melhor, ver que tudo o que escrevemos aqui são só palavras e não são balas, não são canhões apesar de algumas palavras me atravessam como baionetas em meu peito.Sr Reinaldo, quem sabem fazemos um esforço de sermos mais tolerantes, mais amigos, mais abertos às diferenças e ao invés de jogar bombas em forma de palavras , usamos flores em forma de palavras.A minha única reação foi sempre de me defender , de me defender dos preconceitos, das agressões e ironias veladas nas entrelinhas dos textos bem escritos.Só isso, Sr Reinaldo, nunca parti para uma agressão gratuita em toda a minha vida.Não tenho essa índole.Sempre fui de ficar na minha, sou tolerante e tudo.Só que também minha paciencia tem limite,Sr Reinaldo.Sr Reinaldo, acho que é assim que começam os conflitos, e depois não sabemos mais quem foi que começou a guerra, quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha.Por isso ,Sr Reinaldo , aconselho-o a ficar na sua, escrever seus comentários, conversar com quem o Sr sente mais afinidade e deixe-me por favor com meu monólogo.Bom Dia/04/01/2009

  219. ASA

    Que han aprendido nada?
    http://www.elpais.com.
    Estado que los proteja. No tienen alguna razón. Al no tener aún el derecho a la piedad,
    Cuando se coloca en hornos dice la misma cosa!
    No han olvidado nada!

  220. Nina

    04/01/2009 – 03:02
    Enviado por: Reinaldo Pedroso

    Me parece que perdi alguma coisa, mesmo pq estou com problemas no comp. Mas não estou entendendo tamanha agressividade do tipo inclassificável do Sr. Ivo.
    Me resguardo de comentários a respeito, pq não quero contribuir para o terror, que por aqui em terras brasileiras, parece ser um pesadelo que deixou péssimas lembranças. Repugnantes.

    Reinaldo,
    realmente não estou entendendo o que está acontecendo por aqui. Peço que pare com esse diálogo com o sr. Ivo (o agressivo), pq não vale a pena. Não sei exatamente o que houve, como disse, não estou acompanhando há algum tempo. mas como te disse uma vez, da minha parte és bem vindo.

    Pachecão meu Papai Noel predileto!

    che passa?
    no capisco niente…
    te voglio bene amico.

    Bom dia a todos

  221. Soldadinho de chumbo, lagrimas de chumbo, de enxofre.

    Nunca houve guerras so de soldados.
    Matar inocentes, gente indefesa, foi sempre o
    ponto principal da guerra.
    A guerra imbeciliza os homens.
    A guerra é covarde, bate em mulheres, mata as crianças,
    aniquila os velhos. A guerra moderna é mais covarde ainda.
    Aperta botões e evita o mano a mano.

  222. juliano

    Olha não gosto do Hamas e nenhum tipo de movimento terrorista. Acho que Israel tem o direito de eliminar esses caras. Mas vejo comentaristas dizendo que Israel deve atacar para não ser destruido. Israel tem um dos melhores exercitos do mundo, tanques e aviões de ultima gerações, abastecimento constante dos EUA, possui bombas atomicas. O Hamas possui alguns fanaticos com armas curtas, misseis artesanais,quase medingos, inexpressivos militarmente, não tem qualquer chance de destruir Israel. Aliás nenhum exercito da região pode destruir Israel quanto mais o Hamas. Essa guerra não acaba aqui, outros movimentos surgirão, talvez mais fanaticos. Essa guerra não é solução pra nada, só alimentará mais odio.

  223. Cristina.
    Quer curar o seu cachorro? Põe algodão nos ouvidos do
    cachorro. Cachorro tem a audição muito sensivel.

  224. Paulo

    Bom para sabermos a realidade da guerra,precisamos verificar o historico de cada país.Vermos o motivo,como cada se um de nós estivessemos na guerra mas não somente isso também nos envolvermos na cultura de cada povo descobrir sonhos e realidades de cada nação!!!!!!Acredito que somente assim teriamos uma posição realmente solida e não algo fora da realidade,inventando e jogando o real com historias fora da realidade

  225. Nina

    Olá Cris Bela, bom te ler…

    O ser humano tem cura? Cura de que?
    Pq o ser humano gosta de destruir? Pq é o preço que ele paga por viver em civilização.

    Não tenho respostas prá tudo, nem conheço a verdade, mas essas são mais simples do que imaginamos.

  226. Cristina

    O problema que vejo em Israel existir é que o estado faz coisas contra os princípios do judaísmo, a tendência é o judeu moderado abandonar sua religião por discordar de Israel, o estado precisa ser desvinculado da religião, o judaísmo é pela vida, é contra genocídios. Síria e o Líbano são estados laicos com maioria islâmica, especificamente para o Líbano a existência de Israel não é boa, seria melhor sem, os libaneses ficaram anos ocupados pelos sírios e quando finalmente as tropas sírias deixaram o país, Israel resolve fazer um ataque aéreo, na realidade seria melhor sem a Síria e sem Israel. Difícil racionalizar a posição do militar israelense, ela não é racional, o ataque a Gaza vai nutrir mais terroristas, e não apenas em Gaza. Depois vou copiar para vocês as idéias de Einstein sobre os militares.

    O ovo me lembra a galinha e me evoca a fracassada criação de galinhas caipiras aqui de casa, só restou uma que vive sozinha e não tem a menor depressão, pelo contrário, parece que gosta de ser galinha de estimação e reinar sozinha no galinheiro.
    Continuando com o nosso Animal Planet. Detectei mais um pastor alemão com medo acima do comum de fogos de artifício. Meg, a cocker, não gosta do barulho de moto, mas não tem medo, corre atrás e late, e a Life não se incomoda com moto e fica muito amedrontada com os fogos. A Alemanha foi muito mais bombardeada. Será que o encantador de cães do Animal Planet curaria a Life? E o ser humano tem cura?

    Ao ler os jornais neste início de ano me chamou atenção uma notícia sobre um ataque 1.500 vândalos na Praia Grande, não sei se foi um movimento coordenado ou se aconteceu espontaneamente. Ouvi dizer que o DPNY o hotel hipe chic da Ilhabela, aquele do atropelamento, também foi depredado por vândalos. Por que o ser humano gosta de destruir?

  227. Nina

    Recebi notícias de uma amigo que estuda em Israel.

    “a situação aqui está como estão vendo pela tv e imprensa: difícil. Israel está no controle da situação, aqui em jerusalém estamos relativamente seguros, com dia a dia realtivamente normal. mas com o coração na mão pelos habitantes do sul do país e por nossos soldados.Rezemos todos pela paz em toda a região.”

    12:22h

  228. Nina

    Vamp

    Terror é terror em Cuba, no Brasil, na Palestina, em Israel, na China.

    Terror é terror, apesar de tantos disfarces.

    Mas… não vou parar de falar de Cuba não viu seu Vamp…. hehehe
    que dia 01 teve seu 50 aniversário de Revolução e parece que só eu estava interessada no assunto.

    Precisamos falar sobre o terror, nunca incorporá-lo.
    Falar é uma forma de deixar as coisas bem claras, e em seu devido lugar.

    12:26h

  229. Thiago P.

    VAmp

    Atacar, invadir e dizimar a população palestina é solução contra os que querem o fim do Estado de Israel? Acho que não. AInda tem a Síria, Libano, Irã…

    alguem com muita sabedoria, disse que Israel terá que fazer cada vez mais guerras para manter sua sobrevivência.

    é preciso uma revisão histórica, concertar os erros do passado. è preciso que os Judeus israelenses assumam um pouco da culpa. è preciso que as Nações àrabes aceitem um Estado Judaíco e etc.. …quem sabe os trabalhistas não retornam ao poder?

    Gerald com maestria resumiu a coisa toda :

    “Um homem senta numa cela de prisao por 20 anos. Sofre tortutas. etc. Seu filho, na tentativa de vingar a inocencia do pai, vai e mata uns corruptos que colocaram o pai na cadeia.
    Depois de 20 anos, a inocencia do pai finalmente fica provada.
    Mas agora eh a vez do filho ir em cana.”

    cheers

  230. Nina

    Cristina olha isso:

    da Efe, em Londres

    Lynndie England, a soldado americana cujas imagens torturando presos iraquianos em Abu Ghraib no ano de 2004 deram a volta ao mundo, justificou o ocorrido em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, na qual assegura que tudo foi consequência do fato de estar no meio de uma guerra.

    Sem trabalho, muito mais gorda do que quando esteve no Iraque e se tratando de depressão, a ex-soldado relaciona as torturas ao clima geral de uma guerra: “Não sei como descrever isso. Eles eram os inimigos. Não quero dizer que eles mereceram o tratamento que lhes demos, mas…”

    England também tenta se justificar dizendo que na época era “muito inocente” e se mostra orgulhosa por nunca ter delatado um companheiro: “Na guerra, você não dedura seus companheiros. Condenaram sete de nós, mas, acredite, havia muitos mais [militares] nas fotos.”

    Sobre a foto dos homens nus empilhados como uma pirâmide, na qual aparece com Graner em primeiro plano, a soldado lembra que os presos “estavam gritando”: “Eles diziam que nos odiavam, que iam nos matar.”

    isso te responde melhor do que meu comentário anterior.

    12:45h

  231. O Vampiro de Curitiba

    Thiago, você precisa dizer isso aos Palestinos! Israel só quer viver em paz, só isso! Não existe povo na face da Terra que tenha sofrido mais que o povo de Israel.
    Agora, sejamos bem francos: Guerras existem desde que existe a humanidade e sempre irá existir. Não é coisa de outro Mundo. Na verdade, a Guerra é o normal, não a paz. A paz é apenas um intervalo entre guerras.
    Espero apenas que as guerras, todas elas, se dêem entre soldados, que, como já disse, estão na linha de frente pra isso mesmo: matar e morrer. A aberração não é a Guerra em sí, mas a covardia daqueles covardes que se escondem entre as crianças e mulheres.

  232. O Vampiro de Curitiba

    Reinaldo, eu não estava me referindo a ninguém especificamente. A tal da Noemi, por exemplo, não é um caso a parte, é a maioria, por incrível que pareça. Lembro que quando o Gerald passou a abrigar o Blog aqui no IG, ele queria que não houvesse moderação de comentários. E foi assim no começo. O que aconteceu? Insultos, ódio, raiva, etc., etc… Quando o assunto tratado era tranquilo, tudo bem, mil maravilhas. Era só tocar em política, religião e pronto: “bicha”, “viado”, “maconheiro”, e por aí vai. E são exatamente essas pessoas, tão agressivas, que sentem tanto ódio por motivo nenhum, que agora falam em paz, tolerância, etc.
    Tem pessoas que simplesmente deixaram de frequentar o blog porque me odeiam. Não me conhecem, não sabem quem sou ou o que eu faço, mas me odeiam por alguma opinião que emiti sobre algum assunto.
    Outra: Israel sofre atentados todos os dias, desde a criação do Estado. Ninguém fala nada. Agora que Israel ataca pra se defender, fica essa gritaria? Ah, como diz minha polaca linda: me poupem!

  233. O Vampiro de Curitiba

    Não é o caso de ninguém que comenta aqui no blog, não estou me referindo a ninguém em particular. Mas vejam que engraçado: Pessoas que sempre defenderam a tortura em Cuba, que não sabem responder sem se ruborizarem onde está a familia de Celso Daniel, torturado e morto covardemente, que entregaram os boxeadores cubanos a seus algozes, são essas pessoas que agora falam em direitos humanos, em covardia, em tolerância…

  234. juliano

    O Hamas cresceu na Palestina através dos programas sociais. O terrorismo cresce na miséria. Há quase 60% de desemprego na Palestina, as praias poluidas por falta de sistema de esgoto, água e eletricidade por poucas horas ao dia, as empresas fecharam, o turismo única fonte de renda praticamente acabou com a violência, não há controle de natalidade, sistemas precarios de saude e educação. Guerra não irá resolver isso, se os países ricos e a inservivel ONU quiserem resolver algo que investam nas condições de vida dessas pessoas, com apoio ao turismo, obras de esgoto, infraestrutura, construção de escolas e hospitais. O resto é pura demagogia.

  235. Nina

    Vamp

    help

    esse negócio dos meus comentários irem lá prá cima, me impossibilita de qualquer tipo de diálogo que não pareça esquizofrênico.

    deve haver alguma saída pois no UOL não acontecia isso.

    já que não consigo manter uma conversa normal, vou-me por hj, amanhã quem sabe as coisas se normalizam, pois estarei em outro comp.

    desculpe mas isso é cansativo

    bj a todos

    Pedroso, aguardo tua resposta

    13:32h

  236. O Vampiro de Curitiba

    Cristina, o cão Pastor Alemão para poder se tornar padreador pela Sociedade de Cães Pastores Alemães (SBCPA), deve passar por testes de coragem, adestramento e caráter. Entre as provas a que ele se submete, deve permanecer imóvel a um disparo de arma de fogo efetuado por juiz competente. Se o seu Pastor tem medo de fogos de artifício, me desculpe, mas não tem uma genética apropriada para esta raça.
    Tá, tá, me desculpem, juro que não falo mais nada…

  237. Londrina

    Vampiro.
    Eu tenho a minha ideologia de esquerda liberal. Nunca em nenhum comentário eu defendi Fidel Castro o regime de Cuba.
    Sou totalmente contra a tortura. Nunca falei sobre direitos humanos pqe na maioria da vezes é conversa de alguns politicos pra ganhar espaço na midia e entre eles está um do meu partido Eduardo Suplicy que só abre a boca pra dizer besteiras.
    Vamp, nos temos oposição no Brasil? ou não? Essa oposição serve pra que? Se tudo isso que vc citou sobre Celso Daniel e os boxeadores for verdade, tanto a oposição qto o MP tem a obrigação de investigar e se o governo estiver por trás que seja desmascarado.
    A oposição,o MP e o STF servem pra que? Se tudo isso nos dois casos for verdade não é o governo quem vai dizer ,ele não vai se incriminar.
    Vamp, eu tenho ouvido alguns comentário de pessoas que pensam como vc. Em nada na vida as pessoas são imparciais cada um tem o seu lado.
    Mas GUERRA é GUERRA e numa guerra não existem vencedores só vencidos.
    Numa Guerra, todos perdem!!!!.

    VC disse de moderador no blog. Concordo contigo, qdo alguém extrapola não tem outro jeito.
    Mas niguém pregou mais odio em um Blog do que Reinaldo Azevedo. Ele ofende, criticia, xinga e não dá o direito de resposta.
    Todos os comentários contrários ao que ele pensa são censurados.
    Ai alguém vai dizer, ele não censurou o meu. Vc falou sobre o que? religião,pesquisas com celulas,aborto. Mas tente ser contra ele sobre politica.

  238. cmm

    Loucura tudo isso… loucura em toda parte e ainda não chegamos ao caos, imagine só como será.
    Procuro não pensar nisso (no caos) pq minha mente gira e acabo me machucando, é sempre assim.
    Muita coisa me incomoda e falo e grito e brigo e sempre estou no meio do que “não se deve”…… e é sempre uma burocracia inimaginavel, pois é, mas continuo….

    Quem sai de casa p defender alguma coisa? Ou quantos? E quando saem será que sabem mesmo o que querem ou o que estão fazendo?

    Não sei…

    e continuo…

  239. O Vampiro de Curitiba

    Beijos, Nina!

    (Calma, gente! Já tô indo.)

  240. Londrina

    Vamp. o meu comentário foi o ultimo saiu encima.Está com difernça de quase 1 hora.

  241. Sandra

    “Guerra eh mais ou menos isso. Pessoas que nao tem nada a ver com isso acabam sendo envolvidas. E os envolvidos acabam isolando os que atacaram e assim criam um ciclo…..

    triste

    de predadores….

    e de injustica

    que JAMAIS

    PODERA SER SENTIDA POR PESSOAS QUE SENTAM E COMENTAM EM BLOGS OU ESTUDAM FILOSOFIA

    PORQUE ISSO SE TEM OU NAO SE TEM NA PELE

    OU NO DNA”

    Era o que faltava para arrebentar a represa que segurava minhas lágrimas.

  242. Essa ofensiva de Israel, só vai fomentar ainda mais o ódio no Oriente Médio com consequencias nefastas para o mundo todo,
    é um circulo vicioso sem fim.

  243. Sandra

    Gerald, espero que tenha tido notícias de seu amigo.

  244. Sandra

    Ekran, acho que se todo o mundo tivesse o equilíbrio para seguir o tratado de Genebra, também o teria para evitar a guerra.

  245. Sandra

    A gente sabe quando alguém tem na pele ou no dna a dor da guerra quando essa pessoa mal consegue falar sobre a guerra, e, quando fala, todas as outras vozes parecem vazias e irrelevantes.

  246. Breno

    Sim, Israel tem o direito de existit, mas a Palestina também. Se isso tudo o que ocorre é por causa de eleições, final da era Bush, religião – terrorismos e muitos etcs é uma grande lástima. Lástima também é o silêncio de Obama em momento tão delicado. Que Jesus, Alá, Adonai, Iavé, Oxalá, Tupã ou Oludumaré compadeçam-se da pequenez humana, tão demasiadamente humana.

  247. Sandra

    A palavra que tem força é a de quem se importa DE VERDADE.
    E, no contraste, torna a indignação de mentira muito evidente.

  248. Sandra

    Seu texto, suas imagens e seus comentários estão tão carregados de dor e lucidez, Gerald, que solam absolutos.

  249. Eu tenho certeza que Deus me ama.
    Eu não moro na Palestina, na Somália, na Etiópia, no Sudão, no Haiti
    não sou eleitor do Obama, não moro
    na favela do Rio de Janeiro, na caatinga, debaixo dos viadutos,
    não passo sede, fome, frio, não pago dizimo, não compro tercinhos.
    O que me intriga é que ela ama a mim e um numero reduzido de
    pessoas. Já disse a ele, pare de puxar o meu saco,
    goste um pouquinho mais dos outros, eles tambem são seus filhos.

  250. Sandra

    Quando a Tchecoslováquia se separou, pensei: Mas nem em guerra estavam!!! Todo mundo com a maior dificuldade para criar moedas comuns, mercados comuns, passaportes únicos, e um estado se partindo simplesmente por seus povos serem de etnias diferentes. Se fosse por isso, cada esquina de Sampa viraria um estado. Isso há uns 20 anos. Hoje em dia, haveria tambem estados de transição: luso-italianos, ítalo-japoneses, euro-sino-árabes,… Por que não pode haver um estados para mais de uma etnia?

  251. Sandra

    Tenho certeza que Deus ama a todos, de todas as religiões, ateus, agnósticos e híbridos.

  252. ronaldo (JF)

    Gerald,

    A figura é linguagem absoluta, quando queremos dizer algo…… Puta informação….. Belo trtaço gráfico……Texto indiscutive……

  253. ronaldo (JF)

    Gerald e todos,

    Desculpe o erro de digitação ,pois estou saindo…..Volto daqui a pouco…..

  254. Ana

    Gerald, Vamp, acho que matei a charada dos commens aparecerem fora de ordem: o computador hospedereiro do IG é que não está em horário de verão. É isso.

    Nina, vc tem razão… fica muito estranho dialogar nessas condições. Mas logo o horário de verão – no Brasil – termina, e tudo volta ao normal.

  255. Márcio M (da cidade de São Paulo)

    Por falar em ”nós só existimos através dos outros” (Gerald Thomas) vou em breve ”publicar” neste blog um trecho da entrevista que a atriz Giulam Gam concedeu ‘a revista Playboy em 2003 !

    Ela fala das mulheres do Gerald Thomas (a Bete e a Daniela Thomas) e da relação entre ela e o Gerald Thomas !

    Agurdem !

    There are women and women and some hold you tight
    While some leave you counting the stars in the night
    Bernie Taupin

    🙂

  256. Márcio M (da cidade de São Paulo)

    Por falar em ”nós só existimos através dos outros” em breve vou ”publicar” neste blog uma entrevista que a Giulam Gam concedeu ‘a revista Playboy em 2003.

    Ela fala sobre o Gerald Thomas, a Bete, a Daniela Thomas.

    🙂

  257. Nina 15:47h

    não posso dialogar, mas não posso deixar de desejar, que línguas diferentes continuem numa música sem fim, tentando fazer amor.

    Dulce Pontes, minha tão amada, minha musa….

    a língua portuguesa (de portugal) e a língua italiana falam ao meu coração; o mar?… meu lugar…

    beijo a todos, um segundo de paz em lindas vozes e imagens

    Sentir em nós
    Sentir em nós
    Uma razão
    Para não ficarmos sós
    E nesse abraço forte
    Sentir o mar,
    Na nossa voz,
    Chorar como quem sonha
    Sempre navegar
    Nas velas rubras deste amor
    Ao longe a barca louca perde o norte.

    Ammore mio
    Si nun ce stess’o mare e tu
    Nun ce stesse manch’io
    Ammore mio
    L’ammore esiste quanno nuje
    Stamme vicino a Dio
    Ammore

    No teu olhar
    Um espelho de água
    A vida a navegar
    Por entre o sonho e a mágoa
    Sem um adeus sequer.
    E mansamente,
    Talvez no mar,
    Eu feita espuma encontre o sol do teu olhar,
    Voga ao de leve, meu amor
    Ao longe a barca nua a todo o pano.

    Ammore mio
    Se nun ce stess’o mare e tu
    Nun ce stesse manch’io
    Ammore mio
    L’amore esiste quanno nuje
    Stamme vicino a Dio
    Ammore
    Ammore mio
    Si nun ce stess’o mare e tu
    Nun ce stesse manch’io
    Ammo re mio
    L’amore esiste quanno nuje
    Stammo vicino a Dio
    Ammore

    http://br.youtube.com/watch?v=joGQcgYax-0

  258. Thiago P.

    Vamp

    Concordo, guerras existem desde que existe a humanidade e sempre irá existir.

    Por quê será que Israel sempre é atacado como vc disse? Será que se invadissem sua casa, você não lutaria para reconquista-lá?

    NIna….
    50 anos da Gloriosa Revolução Cubana…pena que não tenha muito o que comemorar. Fidel com seus camaradas, libertou Cuba do dominio Americano e corrupto de Batista porém com sede de poder acabou por isolar Cuba do resto do mundo, numa ditadura infantil e inutil. Apesar de alguns avanços, o fato de milhares de Cubanos quererem fugir de Cuba demonstra um lado trágico do periodo pós revolução. Espero que com abertura os Cubanos possam ter mais liberdade, e que não percam o que ja conquistaram não deixando se levar pelo falso brilho do consumismo capitalista.

  259. Tene Cheba

    Discordo, melhor não concordo, melhor ainda, penso exatamente ao contrário.
    Hamas, definido como Terroristas? Quem ocupa o quê?Quem?
    Quem se alastrou? Bandidos, armas sofisticadas, bem treinados!? Fala sério!!!!
    Bom, respeito a opinião de todos, mas respeito a minha também.
    Filme? Indico esse; Roberto Carlos a 200 km por hora, ou então, Os Diamantes Cor de Rosa. Vamos combinar. Líbano, o próximo que será amado, violentado, mas todos dirão, as rolinhas de Israel parecem as nossas andorinhas, de tão puras.Não, não vamos combinar porra nenhuma, podem fuder com tudo mesmo, depois passam lá na academia, e recebam os seus prêmios, Nobel, claro, escuro, trevado, bêbado, afogado no mar insolvente dos coeficientes piedosos.É, os netos sairam pior que a encomenda.
    Nada tenho contra a existência de Israel, tudo tenho contra a sua falta de pudor.
    É isso aí, sem tirar nem por.

  260. gthomas

    O pessoal do IG ja foi avisado sobre esse problema. Dai volta ao normal. Nao teria porque um portal como o IG ter seus relogios diferentes do resto do Brasil , teria?

    Obvio que deve ser um erro. E deve ser consertado, como as vezes eh.
    LOVE
    G

  261. Sandra

    Targino, somos nós que nos odiamos.

  262. Tene Cheba

    O seu choro não me comove, chama as chamas, aquele inverno infernal, cíclico, que não me queima, não sinto nada, nem sede, nem a vontade de te olhar, nem a filosofia, nem todo o meu acervo, mutilplicou-se, aquela chama não me queima, não sinto nada, olho os caminhos, e neles vislumbro o pequeno horizonte, a minha janela para escapar daqui, não importa o seu choro, não vou correr, vou ficar, esperando que extermine as minhas saudades, por ti, jamais sentirei qualquer remorso, tenho uma imensa gratidão, por deixar partir, mesmo que muito fragmentado, benditas bombas que explodem, bendito seres que a lançam, maldita história que nos contam.

  263. gthomas

    Começa em inglês e depois vai pro português:

    While a ground war in densely populated Gaza is likely to increase the civilian toll there, the Israeli Army also faces new threats. Since seizing control of the territory a year and a half ago, Hamas has been able to smuggle in more and better weapons. Its more sophisticated arsenal has been on display in recent weeks, and even under heavy fire the group has shown its ability to keep hitting Israeli cities with long-range rockets.

    Tradução:

    Enquanto que uma guerra numa área densamente populada como Gaza provavelmente aumenta o numero de casualidades
    (mortes de civis), o Exercito Israelense também se vê deparado com novas ameaças. Desde que deteve controle do território ha um ano e meio atrás, o Hamas tem conseguido CONTRABANDEAR MAIS E MELHORES ARMAS. Seu sofisticado arsenal tem estado a mostra em semanas recentes e, mesmo sob ataques intensos, o grupo tem mostrado sua habilidade em continuar a atacar cidades israelenses com foguetes (mísseis) de longo alcance.

    (do New York Times de hoje)

    Do GT: Então, por favor, quando lerem Palestinos, leiam Hamas.
    Eis o porque de toda essa bosta. No dia do Natal quem provocou a quebra do cessar fogo foi essa merda do Hamas. Mas nao eh sobre isso que quero escrever: Eh sobre o Blog.
    Guerra, morte eh uma merda fenomenal mesmo, porque escreve-se um artigo sobre 4 filmes. Assuntos diversos. Mas o assunto acaba sendo DEUS. Sabem de uma coisa? Pra que adianta um Blog? Pra que vcs acabem discutindo os seus deuses ou se são ou nao são amados por Deus? Ótimo. Então nao irei me dar mais o trabalho de escrever porra de texto nenhum: de agora em diante publico uma pagina em branco, ou republico uma matéria da Folha já que sei que isso aqui acaba sempre do mesmo jeito mesmo. Pena: TRES Dias do Condor, Pequenos Assassinatos, Network e Performance foram pela janela.

    Os comentários desse post são exatamente IGUAIS aos comentários deixados ha uma semana, duas semanas, três semanas, dois meses, três meses: aqui o TEMPO PAROU (Borges, Edgar A. Poe). Parou.

    LOVE
    G

  264. Sandra

    Acho que não dá para Deus atapetar o mundo para nós, e fazer chover comida do céu quando temos fome. Já é hora de assumirmos nossas vidas.

  265. Noemi

    voces sao muito loucos hehehe, devem cheirar todas… nunca li tanta coisa sem pe nem cabeça…no meio da querra aqui em Israel, pelo menos voces Nina, Vamp e Gerald, me fazem esquecer tanta merda, obrigada lindinhos, de coraçao….
    nao sou nazista, muito pelo contrario…nunca tinha entrado nessa coluna, mas as noites em claro acompanhando passo a passo as noticias na internet, me fizreram chegar a voces, usei a expressao ‘judeuzinho de merda” como normalmente chamo aos que renegam sua origem, fiquem bravos comigo nao e obrigad pelas gargalhadas que me proporcionaram e por ter me sentido por algum momento nesse horror de escuridao que vivemos aqui, um pouco de luz por causa de voces, shana tova, beijos

  266. Sandra

    Tem razão, Gerald. Sempre voltamos a isso.

  267. gthomas

    Sim, Sandra: porque discuti-lo se ele existe pra alguns e nao pra outros? Minha mesa exista mas nao irei discuti-la eternamente,
    Deus? Otimo pra’queles que o querem e que creem.

    E praqueles que matam em seus nome: pessimo

    Mas tudo isso ja foi dito aqui: estamos PARADOS NUM TIME LOOP.

    e se nao sairmos, nao vai me dar mais o menor tesao de pensar em escrever outro texto – me volto pro teatro e….

  268. Sandra

    Acho que somos ” muito barulho, muito barulho, e muitas balas voando, muita gente falando, muita gente no armário, muita classe média, o sonho americano ruindo nos anos setenta sob Nixon, muita gente se auto-flagelando e auto-baleando”

  269. Sandra

    … tentando ou não tentando achar algum sentido nisso tudo.

  270. Oi, GT e pessoal.

    Vi o Paulo Coelho comentar Borges com vc na entrevista da uol. É o escritor de alta cultura (talvez único) que ele gosta. No mais, sei que ele transa Aleister Crowley, que nunca li. Borges deve ter conhecimento da bibliografia sobre magia que Coelho curte. Mas Borges é demais! Adorei aquele Deutsches Requiem. É um texto lindo sobre Filosofia e nazismo e é um belo conto tb. Alguém cite aqui. O conto que dá nome ao Zahir é lindo…Aquela entrevista foi curiosa, GT, PC não comenta suas peças nem vc comenta os livros dele…

    Vou procurar os filmes no Youtube e colocar fragmentos no blog, como fiz com os do Caetano, em breve. Esse foi o artigo da Ilustrada? Se não, coloque para nós porque a Folha restringe o conteúdo!

    Poe…Como diz um amigo meu: Anupreto Corvonosso!

  271. Tene Cheba

    O choro dos meus antepassados.A diáspora não é um privilégio dos Judeus, ainda bem. Mas não foi para ti, foi para mim.

    Sabe que eu te Adoro e respeito.

  272. Outro assunto legal:

    Eu estava lendo sobre a dúvida dos judeus entre assimilação e manutenção da identidade. Foi a polêmica entre Bauer e Marx: Bauer disse que os judeus precisariam se integrar e virar alemães cristãos, Marx disse que precisavam lutar pelos seus direitos.

    A polêmica durou até a geração de Walter Benjamin e Arendt, quando o nazismo acabou com qualquer debate. Israel é uma resposta a essa questão, de certa forma.

  273. Sandra

    Quanto aos filmes, calma que eu ainda estou babando no desenho!!!!!!
    E estou terminando A Volta ao Lar.

  274. Sandra

    Você fez aquele globo que está na home à mão livre?

  275. Tene Cheba

    Peço desculpas, pela ironia, Roberto Carlos…, mas fico muito melhor quando não vejo nada.

  276. Sandra

    Desculpe-me, ficou totalmente fora do post, mas desde ontem fiquei com essa curiosidade.
    Que louco! Pensando em todas aquelas mortes e… Caramba! Será que ele fez isso sem compasso?

  277. gthomas

    Qual globo na home? Vc fala do Globo geodesido acima no desenho? Eh isso? Sim, a mao, inspirado nos que seria o globo terrestre de Buckminster Fuller, o papa dos geodesicos

  278. Sandra

    Esse texto é MUITO intenso. Ele fica latejando… Como está distante o mundo sem Internet e CNN. O mundo em que as guerras não eram televisionadas em tempo real. Tão próximas e… tão irreais e distantes.

  279. Amor já estamos sendo “pequenamente, lentamente, assassinados”! Mas como personagens wagnerianos (para irritação de Nietsche) somos ‘chamados’ para ressuscitar como ‘mitos’… (M)Erda, mãe terra na frente do ventilador!
    Beijos,

  280. Sandra

    “Fugindo… todos os personagens desses filmes fogem porque ainda não existe a internet. Sim, ainda estamos nos anos 60 e setenta, uma era virtual, mas virtual de outra forma”

    (Quanto ao blog, ARRASOU!!!!…. BABEI!!!!,,,)

    Que louco…

  281. Sandra

    Blog, não, globo. Esse sim um ato falho. Uma verdadeira mistura de sentimentos!

  282. Sandra

    Na verdade, você arrasa nos dois!!!!

  283. roberta

    Nossa assistindo a invassao por terra na faixa de gaza…vi (infelizmente) tantos horrares que jamais havia pensado em ver…nem pela televissao !!

    MERDA ESSA GUERRA AO VIVO COMO ESPETACULO TELEVISIVO

    Exatamente…..
    Lia aprendi sobre primeira , segunda guerra mundial…mas jamais pensei em ver ontem…pessoas inocentes , criancas em macas gritando por suas maes…uma tristeza….

    Parecia um filme de Hollywood mas nao era nao , era real…peassoas mostrando como **se defendem** dos foguetes em seus abrigos de guerra…um horrar viver isso….em pleno seculo 21…ate quando a falta de respeito??? Porque nao Aceitar a diversidade , e diferente e respeita-lo???

    Por ganacia, por poder…..essa gente toda morta…

    mais triste ainda e ouvir ver entrevistas de Brasileiros que moram la…e se vendem (fazem uma lavagem cerebral tao grande)….e morem um pais , uma ideoligia que nem eh a deles!!! Vi uma mulher toda tapada com burca so se vi os olhos falando que se fosse preciso morreria….FELIZ ,…..

    Como pode??? Ela com filhos envolta….

    E revoltante…..

    E ONU so fala fala nada NUNCA faz nada….so serve para **politicagem , burocracias, progetos…e salarios altos e mordomias que sao pagos as pessoas que trabalham na ONU.

    Hoje tera mais show…no FANTASTICO , vao fazer a cobertura completa dos dois lados…..

    Ate parece uma NOVELA – Cenas do proximo capitulo…mas nao eh novela e REALIDADE!!!

    Muito triste….lamentavel !!!

    MERDA ESSA GUERRA AO VIVO COMO ESPETACULO TELEVISIVO

  284. gthomas

    Noemi nao eh Noemi
    e esse eh seu lugar
    ela escreve de Israe;

    [>>]
    Domain Name inter.net.il ? (Israel)
    IP Address 84.229.113.# (SMILE Internet Gold)
    ISP Euronet Digital Communications
    Location
    Continent : Asia
    Country : Israel (Facts)
    State/Region : Tel Aviv
    City : Ramat HaSharon
    Lat/Long : 32.1472, 34.8417 (Map)
    Language Hebrew
    he
    Operating System Microsoft WinXP
    Browser Internet Explorer 6.0
    Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 6.0; Windows NT 5.1; SV1; .NET CLR 1.1.4322)
    Javascript version 1.3
    Monitor
    Resolution : 1280 x 800
    Color Depth : 32 bits
    Time of Visit Jan 4 2009 2:30:59 pm
    Last Page View Jan 4 2009 2:30:59 pm
    Visit Length 0 seconds
    Page Views 1
    Referring URL http://colunistas.ig…mos-dela-quando-voa/
    Visit Entry Page http://colunistas.ig…-voa/#comment-441561
    Visit Exit Page http://colunistas.ig…-voa/#comment-441561
    Out Click
    Time Zone UTC+2:00
    Visitor’s Time Jan 4 2009 8:30:59 pm
    Visit Number 420,095

  285. gthomas

    Sim “NOEMI”, cheiramos TODAS, ate vc!

  286. gthomas

    04/01/2009 – 15:20
    Enviado por: Tene Cheba
    O seu choro não me comove,

    GT: QUAL CHORO, Tene?

    chama as chamas, aquele inverno infernal, cíclico, que não me queima, não sinto nada, nem sede, nem a vontade de te olhar, nem a filosofia, nem todo o meu acervo, mutilplicou-se, aquela chama não me queima, não sinto nada, olho os caminhos, e neles vislumbro o pequeno horizonte, a minha janela para escapar daqui, não importa o seu choro, não vou correr, vou ficar, esperando que extermine as minhas saudades, por ti, jamais sentirei qualquer remorso, tenho uma imensa gratidão, por deixar partir, mesmo que muito fragmentado, benditas bombas que explodem, bendito seres que a lançam, maldita história que nos contam.
    04/01/2009 – 15:21

  287. gthomas

    Dedicado a uma judiazinha de merda (Noemia) (nome de covarde, pois manda email errado, vaca!)

    Enquanto que uma guerra numa área densamente populada como Gaza provavelmente aumenta o numero de casualidades
    (mortes de civis), o Exercito Israelense também se vê deparado com novas ameaças. Desde que deteve controle do território ha um ano e meio atrás, o Hamas tem conseguido CONTRABANDEAR MAIS E MELHORES ARMAS. Seu sofisticado arsenal tem estado a mostra em semanas recentes e, mesmo sob ataques intensos, o grupo tem mostrado sua habilidade em continuar a atacar cidades israelenses com foguetes (mísseis) de longo alcance.

  288. gthomas

    04/01/2009 – 15:24
    Enviado por: Noemi
    voces sao muito loucos hehehe, devem cheirar todas… nunca li tanta coisa sem pe nem cabeça…no meio da querra aqui em Israel, pelo menos voces Nina, Vamp e Gerald, me fazem esquecer tanta merda, obrigada lindinhos, de coraçao….
    nao sou nazista, muito pelo contrario…nunca tinha entrado nessa coluna, mas as noites em claro acompanhando passo a passo as noticias na internet, me fizreram chegar a voces, usei a expressao ‘judeuzinho de merda” como normalmente chamo aos que renegam sua origem, fiquem bravos comigo nao e obrigad pelas gargalhadas que me proporcionaram e por ter me sentido por algum momento nesse horror de escuridao que vivemos aqui, um pouco de luz por causa de voces, shana tova, beijos

  289. gthomas

    Eis a judiazinha de merda

    [>>]
    Domain Name

    inter.net.il ? (Israel)
    IP Address

    84.229.113.# (SMILE Internet Gold)
    ISP

    Euronet Digital Communications
    Location

    Continent
    :
    Asia
    Country
    :
    Israel

    (Facts)
    State/Region
    :
    Tel Aviv
    City
    :
    Ramat HaSharon
    Lat/Long
    :
    32.1472, 34.8417 (Map)
    Language

    Hebrew
    he
    Operating System

    Microsoft WinXP
    Browser

    Internet Explorer 6.0
    Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 6.0; Windows NT 5.1; SV1; .NET CLR 1.1.4322)
    Javascript

    version 1.3
    Monitor

    Resolution
    :
    1280 x 800
    Color Depth
    :
    32 bits
    Time of Visit

    Jan 4 2009 2:30:59 pm
    Last Page View

    Jan 4 2009 2:30:59 pm
    Visit Length

    0 seconds
    Page Views

    1
    Referring URL

    http://colunistas.ig…mos-dela-quando-voa/
    Visit Entry Page

    http://colunistas.ig…-voa/#comment-441561
    Visit Exit Page

    http://colunistas.ig…-voa/#comment-441561
    Out Click

    Time Zone

    UTC+2:00
    Visitor’s Time

    Jan 4 2009 8:30:59 pm
    Visit Number

    420,095

  290. roberta

    snif mandei um depoimento enorme…nao entrou….

  291. gthomas

    Ramat HaSharon, Tel Aviv….
    still online dearest?

    stupid idiot!

    Go and join the ARMY and do something USEFUL for a CHANGE!

  292. Sandra

    E é VOCÊ que é louco, Gerald?

  293. roberta

    Essa *Noemi* sem comentarios, se nao gosta de quem escreve o Blog , pq esta aqui lendo comentando perdendo seu tempo??? Voce deve ser mais dessas pessoas que nao respeito a diversidade , o diferente!!

    Judeuzinho de merda so pq nao concorda 100./.??
    Eu sou catolica , mas nao concordo 10./. com igreja catolica…nao precisamos ser cegos, burros e surdos para termos / ou sermos de uma religiao…ou credulo…

    Nao precisamos cheiras todas nem beber todas para descordarmos na A B ou C….

    Somos seres humanos e pronto.
    Nao precisamos ter rotulos…ja temos nomes , nao precisamos de rotulos….

    Gerald , nao perca mais sua energia responde a ela….basta !!! Eh uma coitada nesse mundo perdido….

  294. Tene Cheba

    Pequenos lugares, pequenas extensões, nada de água, só pequenos animais, mas todo dia, toda hora, em alguns segundos, você sorrir, décimos mortais, divididos por menos um, mas no mais dois, somos todos felizes, felicidade plena, imensa, fiquemos dentro dos espaços concedidos, espaços com água, com luz, espaços menores, comprimidos, viva a compressão, abaixo o eter, abaixo os montes, mas lá nos montes, vamos ditar, acreditar, ter fé, e professar verdades, mandar mandamentos, apoiados em cajados trincados, Caim não matou Abel, nós é que afundamos a Arca, heheheheh.

  295. gthomas

    Roberta: entrou teu depoimento?

    Sandra – vc ve como judeu trata judeu? Eh assim mesmo. De dentro de Israel parace que a sujeita nao tem nada melhor a fazer do que entrar aqui no Blog e…..me chamar disso. Inacreditavel. Dai meu comentario sobre Pinter. Um bando de recalcados mesmo. E se enfiam num cantinho tao Precioso do mundo e acham que nos cheiramos todas.

    Tene; fico feliz

  296. Sandra

    Naomi, quem te elegeu para classificar qual “judeuzinho” é de merda?

  297. Ana

    Putz, ô, Roberta… Ah, deixa pra lá.

    Nem a tal Noemi, ficou provado, é mesmo Noemi…

    Enfim, tudo um grande teatro.

  298. Sandra

    Gerald, eu que sou cristã, devido à minha imparcialidade, irei classificá-los nas categorias ouro e merda.

    Merda: é quem entra com e-mail falso num blog de quem desenha um globo à mão livre e faz textos e peças maravilhosos e o chama de judeuzinho de merda;

    Ouro: todos os outros.

  299. Sandra

    Noemi, eu mordo.

  300. gthomas

    Sandra: a vaca judia ja se foi: nao esta mais online: eh so clicar “who’s on” no sitemeter.

    Como assim, Ana: Roberta eh vc?

    MICHAEL BLOOMBERG, PREFEITO (de saida) de NY
    agora em Visita a Israel

    Even with Israeli forces on the ground, though, Hamas continued its rocket fire. About 25 rockets were launched at southern Israel by Sunday afternoon, the military said. One hit a house in the Israeli border town of Sderot. Touring the town some time later, Michael R. Bloomberg, the mayor of New York, had to be rushed into a protected space when Sderot’s incoming rocket alert sounded.

  301. roberta

    Agora entrou Gerald Obrigada
    E um prazer fazer parte do seu *blog* (pesso desculpas as vezes pelo meu *ruim* portugues !!)
    Mas voce , seu Blog e seua amigos aqui me fazem muito bem !!

    Esse nao precisa colocar la…eh so para te agradecer mesmo…\
    Beijos

  302. Sandra

    Beijos em todos. Até mais tarde!

  303. roberta

    Ops ,

    Nao Geraldo ANA , nao sou eu nao !!

    Meu nome eh Roberta Garcia…moro no RIO .

    Porque voce achou que Eu me chamava Ana??
    Confundi tuso , desculpas….

  304. Tene Cheba

    Israel deveria explodir o Ig, ou o relógio do computador, este computador do Ig me persegue, deve ter sido fabricado na Argentina, muito embora, na minha opinião, esse é o melhor lugar do mundo, claro, não a Argentina, mas a casa do caralho, lugar acima, local em que meus comentários se reservam.Mil porras. Este também vai prá lá, quer ver só.

  305. roberta

    Desculpa Gerald Na ultima mensagem saiu com um **o ** a mais mas foi totalmente sem querer….

    adoro seu nome…(e Voce tambem)

  306. Ana

    Eu, a Roberta? Gerald, me poupe. Mas acho que sei quem é. Talvez minha chateação tenha vindo daí. Enche o saco essa coisa de gente por trás de nick e e-mail falso. Puxa, como enche.

    E antes que alguém pergunte, sim, sou uma purista.

  307. gthomas

    Desculpa Ana. Nao quis dizer isso, eh que vc falou com tanta propriedade. Eh chato mesmo.
    LOVE
    G

  308. Tene Cheba

    Muros que construímos, Berlin onde está você, Muros da muralha, muros com milhões de faces, Muros arrimados, contendo a minha fúria, me derrubando, Muros que jamais serão derrubados, Muros que impedem o meu horizonte, muros de gravidade, que não flutuam, inanimados, sem lamentos, doloridos, Muros que dividem, intransponíveis, guardam quartéis, imensos quartéis, QGs, prontos para atravessá-los, Muros sem contra mão, Muros em que jamais mijarei.

  309. roberta

    Ana , desculpa nao sei quem eh voce nao lhe conheco ( a nao ser pelo Blog) mas se voce quizer conversar comigo fora do Blog
    Eh so teclar sts709805@yahoo.com.br

    Roberta nao eh Nick name Eh meu nome !!!

    Pode me mandar e-mail que te respondo…
    Boa Semana para voce!!

  310. gthomas

    Roberta
    vc escreve de NY nao eh?

  311. Ana

    Noemi, deixa a gente na loucura da gente, tá? Afinal é também graças à Guerra que acontece aí do teu lado, que a gente tá assim. Sem contar a lance do fuso que transformou o debate numa festa de louco. Realmente, imagino vc entrando aqui e lendo tudo fora de ordem, sem contar os palpites outsiders (comos os meus). Mas pega leve, ok? “Judeuzinho de merda” não é termo que se use nem quando um judeu não é ortodoxo. Seria o mesmo que qualificar por “de merda” quem está de um lado da guerra, do outro, fora, em cima, filmando, escrevendo… Tá, a mídia é de merda, mesmo.

    Gerald: sorry. Eu sou uma merda (tá vendo?) de purista. Deixa as pessoas brincarem… Não é pq eu não consigo que vou julgar que consegue. Afinal toda essa merda (tá vendo?) vai, um dia, não significar merda (viu?) alguma mesmo… Tanto faz se Robertas são ou não Robertas. Faz tempo que parafraseio a tua frase para “NADA MUDA NADA”.

    bjs, LOVE,

  312. gthomas

    Ana, ta engracado teu comentario. E otimo, por sinal

  313. joão carlos do espirito santo

    O tu, o outro e a alteridade. A cara, a face, o rosto. O estranho, o estrangeiro e advindo. O ver e o olhar, o ouvir e o escutar, o falar e o dizer – diferenças entre função do orgão e a atividade mental. Exemplo: Ouvir (função do orgão) diferente de escutar (no qual entre a função mental da concentração, da atenção voluntária, aquela dedicada por vontade.
    O que acontece no blog e no mundo é sempre confusão entre significantes e significados, sempre distancia entre o dito e o expressado, entre significados e significações. Mas, isso importa menos quando entra-se no campo da violência demonstrada pela Noemi que, subtraindo qualquer traço de racionalidade de sua fala joga no lixo qualquer possibilidade de convivencia. Resta-nos defender-se disso e acusar, nomear o Real desta virulencia.
    Um abraço a todos.

  314. roberta

    Oi Gerald ,

    Sim escrevo de NY
    Mas sou Carioca ( de Vila Isabel)
    Fui apresentada ao seu Blog por uma amiga minha,
    e gostei…adorei na verdade!!!

  315. roberta

    Ana,

    Gostei do seu comentaria….muito bom!!!

    Tenho feito uso no meu dia a dia de coisas , termos e textos que leio aqui….realmente **NADA MUDA NADA**…

    (So podia ter nascido com Gerald Thomas essa frase…)

  316. O Vampiro de Curitiba

    E aí? Vamos nos matar mutuamente ou não?
    Não sei porque tanta raiva um do outro.
    Eu quero dizer que eu amo a Noemi, a Ana, a Roberta, a Londrina, amo todos vocês. E amo de paixão este blog e seus comentários dentro ou fora do contexto!

  317. Tene Cheba

    Eu queria ser indiano por Chandra, queria ser alemão Heisenberg, queria ser judeu por Einstein, inglês por Newton, queria se francês por Fermat, queria por tantos motivos, ser Humano, igual ao tão sonhado Humano, gênio, perspicaz, sem rampas para subir ou descer, mas não, tenho que lutar, deixá-lo em pedaços, eis o rifle, eis o caminho, não olhe para os filhos, não olhe os jardins, não olhe para mim.

  318. roberta

    ok Vamp boa essa sua **apasiguando** as mulheres enlouquecidas por *Gerald Thomas , e seus *Bloguista (esse termo existe??) , desesperados….

    Valeu !!

  319. Ivo Veiga

    Ontem o Ekran falou com muita propriedade sobre a Convenção de Genebra e o Tratado de Roma, eu disse que a primeira vitima das guerras é a verdade e a segunda são os tratados. Na tentativa de tomar a ponte sobre o Reno em Arnhein(Holanda) que deu um livro e filme ” A Bridge Too Far”, foram abatidos em pleno ar cerca de 3.000 paraquedistas Ingleses e Poloneses, fato que é proibido pela Convenção de Genebra, mas não me consta que passados 64 anos nenhum militar Alemão foi julgado.
    É como os códigos penais do mundo todo onde é proibido roubar ou matar, isso não acaba com roubos e mortes.
    Quanto a existência de forças armadas até a pacífica Suiça(que não participou de guerra alguma nos ultimos 800 anos) as tem, inclusive todo cidadão Suiço é obrigado a prestar 2 anos de serviço militar e assim como em Israel todos(homens e mulheres)podem ser convocados em caso de guerra . Como curiosidade todas as pontes e tuneis (milhares) são minados, ou seja se alguém tentar invadir por terra a Suiça explode-se em 5 minutos todas pontes e tuneis impedindo o acesso.
    Mas retornado ao assunto dos tratados, se todos os militares e civis(não nos esqueçamos dos partisans, maquis etc…)que combateram em guerras desde 1930 a nossos dias teriamos aí cerca de 200 milhões de pessoas, não haveria juizes ou tribunais no mundo para julgar nem em 2 séculos e aí já não seriam mais 200, mas talvez 500 ou mais milhões.
    Portanto os tratados são bons, só que não são seguidos. No julgamento de Nurenberg foram julgados algumas dezenas de pessoas e só 11 foram executados, tendo os outros 30 ou 40 pego penas de 01 ano até prisão perpétua(Rudolf Hess, Albert Speer e outros menos famosos) pergunto o que representa essas poucas dezenas de pessoas num conflito que envolveu 51 paises com população de mais de 3 bilhões de pessoas e deixou 100 milhões de mortos outros tantos feridos além das monumentais perdas materiais?
    Ivo

  320. Ana

    Roberta, a frase do Gerald é “NADA PROVA NADA”, a minha paráfrase é “NADA MUDA NADA”. Mas podem serem até irmãs gêmeas. Ou primas. Ou mãe e filha. Porque uma sorrateiramente meio que invade a outra, né? Digo, no sentido…

    Ah, sei lá. Se vira pra entender. Chama o Roberto.

    Gerald: gozado, não me senti engraçada. Nem ótima. Sei lá, o que vale é o assunto, a verdade, os comentários ou tudo?
    Esse blog é um obra… Cheia de gente. Viva. Em ambos sentidos. Acho que agora entendi o “porque”, o “tudo”, a “verdade” desse blog… Puxa.

  321. Ivo Veiga

    E prometo é a última vez que falo de guerra.
    Ivo

  322. Não, não vamos nos matar por aqui, não, Vamp! Até muito pelo contrário – conversando é que a gente se entende, desentende e, no final, tudo fica bem – porque conciliamos nossas diferenças.

    Amo de paixão este blog! Comentários, dentro ou fora do contexto, são essenciais a essa dinamica de opiniões, “né”?

    Por falar em … uma coisa leva (ou se desdobra) outra … (rs):

    NOEMI: Conhece “esta”? É êsse seu “problema existencial”?

    Hava nagilla
    ALEGREMO-NOS

    Hava nagilla venis’mecha
    ALEGREMO-NOS E SEJAMOS FELIZES

    Hava neranenah
    CANTEMOS

    Hava neranenah venis’mecha
    CANTEMOS E SEJAMOS FELIZES

    PS.: Não cantaremos em seu casamento (rs). Ortodoxos aboliram essa música (“por causa” do Chubby Checker).

    Ah, já cuidou da sua peruca ou escolheu o chapéu para ir trabalhar amanhã, segunda-feira? Ops! Fuso horário …

    “Ofereço” esta música (convite à alegria!) a todos do blog! Vamos nos alegrar um pouco, gente! No risco de parecermos hienas ou apáticos, tá?

    Beijos!!!

  323. gthomas

    Pode falar Ivo
    Pode falar ou escrever o que quiser
    Cada um com suas diversidades: essa eh justamente a beleza da coisa
    LOVE
    G

  324. roberta

    Ops Voce tem toda razao…mas minha cabeca nao grava nem o que fiz ontem (rs)…enfim….

    Engracado no meio de pensamentos , viagens…(serias e na maionese)…..

    Entra IVO VEIGA , com assunto super serio…
    Pois eh isso eh que acho muito legal por aqui !!!

    Ana vou ficar mais um pouqunho aqui depois tenho que sair…domingo…ja viu preparar a semana que entra por ai !!!

    Uma boa semana para todos aqui em especial voce anao e o **Chefe** do Blog que faz com que agente pense reflita , concorde ou nao mas coloque as opinioes para fora….

    Sem contar que acaba virando cia …muitas vezes quando tempo esta solto…me pega lendo e relendo textos e comentarios deixados aqui….

    E para pensar como funciona um **trem** desse muito legal muito magico….

    Nem sempre escrevo as vezes so leio mesmo….

    Fui…

    Beijos

    Robert **A**

  325. Ivo Veiga

    O Reinaldo Pedroso, você já encheu o saco de muita gente aqui, fica na tua Santa Maria da Boca do Monte e seja feliz.
    Ivo

  326. Ivo Veiga

    Gerald(querido) acabei de fazer um comentário ao Sr. Reinaldo Pedroso, que já encheu o saco,seu, do Pacheco, meu e de outros. Desejo de coração que ele seja feliz e trate do mal humor crônico dele.
    Vou escutar música(Beethoven, Mahler, Smetana, Wagner e outros) ah sim ele disse que sou pedante por que ouço música erudita olha que crime pavoroso que eu e voce cometemos.
    Abraço
    Ivo

  327. Ivo Veiga

    Meu Deus tudo o que não quero na minha vida são pessoas de maus bofes, fui até obrigado a ser grosseiro.
    Ivo

  328. Ivo Veiga

    Saindo ,vou praticar um dos meus delitos favoritos ouvir(posso?)
    música erudita, vou ouvir as 10 kilométricas sinfonias de Mahler e relembrar o trecho tocado em “Morte Em Veneza”
    Boa Tarde a Todos
    Ivo

  329. Ana

    Gente, desculpe. Estou muito dura hoje. Comigo mesma antes de tudo. Roberta, desculpe.
    É que fico pensando no que exatamente a violência (tema recorrente aqui) implica na minha vida. E implica muito. É essa possibilidade toda dela existir que me trava.
    E isso não é justo. Se todos têm o direito de existir – até os extremistas – eu também tenho.
    Como resolver diplomaticamente a seguinte questão: a alergia à guerra, e tudo o que se refere à qualquer tipo de violência

    (qualquer, qualquer; até um ríspido cumprimento às 9 da manhã no mundo corporativo, por exemplo)

    que alguém sente, e o mundo violento? Como apaziguar isso? Não conseguimos nem resolver isso, e achamos que os caras não têm suas razões para se explodirem… E a mídia, a sua, por explorar… E o corporativismo, a sua, por bancar…

    Socorro. SOS. Câmbio. Mayday, mayday, mayday…

  330. Ana

    Essa devia ser a frase do ano:

    “a primeira vitima das guerras é a verdade “, do Ivo.

  331. Ivo, Ivo, meu amigo Ivo!
    Reinaldo Pedroso, meu amigo Reinaldo!

    “Ô, Ivo … cê tá” provocando o Reinaldo Pedroso, hein? “Cê tá” parecendo o “pessoal” do Hamas, Hesbollah (hum!) jogando foguetinhos pra lá e prá cá … (rs). Não “vale” reclamar depois, viu(rs)?

    Voces dois estão parecendo palestinos x israelenses (gato e rato? rs). Parem com isso, “meninos” – please, ok? PEACE!!!

    Reinaldo, já lhe disse que voce sabe mexer nas “feridas”, e de forma muito “técnica”, não? Bem, você não é psicanalista. É cartunista e, de modos diferentes, capta, sim, onde … deixemos pra lá … (rs)

    Obrigada pela “defesa” minha! A “menina” Luciana …
    não “interpretou” que eu fui compreensiva, educada e amistosa com ela – que se “sentia” o “coco do cavalo do bandido do filme”
    aqui neste blog! Sentia-se depreciada, subestimada (o problema é que “ela se sente assim” – é problemático o assunto).

    Parece-me que já releu, repensou, reconsiderou tudo isso e o
    deixou lá atrás no passado, no post de ontem! Ela estava num bad-day … foi essa a razão de tanto “chumbo grosso” para meu lado.

    Obrigada mais uma vez – você é muito gentil!
    Beijos!
    Susan judia

  332. Ana

    tá, estou sendo chata, estou me sentindo chaaaaaaata, muito chaaaaaaata; estou com surto de chatice; acho que se o Fabi……………o estivesse por aqui hoje, eu até engatava um papo com ele, mas acho que a frase abaixo poderia estar nas manchetes:

    “A PRIMEIRA BAIXA EM UMA GUERRA É A DA VERDADE”

    pronto, fui. espero voltar menos chata.

    E, Gerald, estou (sinto que estamos todos) torcendo para o seu amigo aparecer.

  333. No meu tempo de rapazola, quando alguem enchia o saco
    e agente não queria mais papo, dizia:
    “Não vem que não tem”
    19:11

  334. TÚNEL DO TEMPO!!!

    Aqui, no IG, estamos no futuro e no passado …
    Meu “agora” é 20.
    Vai “aparecer” como sendo há uma hora atrás! …

    TARGINO:

    Brilhantes suas colocações de hoje (“clean”) e também a
    descontraída frase

    … “quando enchiam o saco e … não vem que não tem” …

    (“espalha a rodinha” era o “apelido carinhoso” (rs) também …)
    Beijos!
    Susan judia

  335. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 09:49
    Enviado por: Luciana
    (…)Por isso ,Sr Reinaldo , aconselho-o a ficar na sua, (…)”

    Tá.
    Reinaldo

  336. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 18:45
    Enviado por: Ana
    Essa devia ser a frase do ano:
    “a primeira vitima das guerras é a verdade “, do Ivo.”

    Ana
    Essa frase não é do Ivo.
    Reinaldo

  337. Luciana

    Susan,

    Nunca disse que me sentia coco de cavalo do bandido, não exagere, não me sinto assim.Eu disse que vocês tratam assim quem não é igual a vocês.Bem diferente.O Reinado disse que fui grosseira contigo.Mas que eu me lembro, num comentário seu,você me mandou fazer outra coisa do que ficar aqui escrevendo porque aqui só tem mestre escrevendo, e que procurasse algo que eu soubesse fazer melhor que os mestres, levei isso como uma ofensa.Não foi você que escreveu esse comentário?Aí eu disse que eu fazia o que eu queria, posso escrever pessimamente , o problema é só meu.O que tem de “escritores” péssimos publicando livros, por que eu não posso também escrever minhas babaquices?Susan, se não foi você a autora deste comentário e me enganei, peço desculpas se foi você mesma, o que escrevi continua valendo.

  338. Luciana

    Sim, Reinaldo, aconselhei o a ficar na tua.Puxa, Reinaldo, como você é genial tendo estas atitudes.Bravo,bravo, estou me debulhando em lágrimas aqui vendo sua esperteza, genialidade.Ah Cara, será que você pensa que não sei qual é a tua?Reinaldo, menino, assim vou pensar que você está na verdade apaixonado por viu….é melhor você não dar tanto na vista.Não sei como você é fisicamente mas pelos comentários já deu para perceber que somos super diferentes, é melhor não insistir, ok?

  339. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 00:23
    Enviado por: Ekran
    Faz sentido com o teor de varios comentarios…
    eis minha “opinião”…(…)
    Crime de guerra é uma violação das leis e costumes de guerra.(…)

    Ekran!
    Teu Deus! Teu Deus!
    “Crime de guerra é uma violação das leis e costumes de guerra.”?!
    Leis e costumes de guerra?!
    Em tempo de paz, homicídio é crime.
    Reinaldo

  340. Sandra

    Gerald, lembre-me de nunca brigar com você!

  341. Sandra

    Mas ainda gostaria de entender qual é a bronca da Noemi.

  342. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 07:27
    Enviado por: Critico de arte.
    Amigos (as).
    B) – O comentário do muar pedroso foi direto para a lixeira de onde deve ter se originado.
    A ridícula frase: – vai tomate cru? De duplo sentido alem de ser descartada nos forçou a indagar do referido asno de pedra se ele não tem coragem ou se tem alguma dificuldade para mandar alguém tomar no anel de couro.
    E quase por completos dizemos agora: pedroso! VAI TOMAR NO CÚ.
    Todos te mandamos tomar dentro e pelo orifício que chamas de cru.”

    Crítico de Arte, qual o teu nome?
    Claro que eu poderia te mandar tomar no cu(assim, mesmo; monossílabos tônicos terminados em “u” não são acentuados) mas, não ficou engraçado “vai tomate cru”?
    “Todos te mandamos tomar dentro e pelo orifício que chamas de cru.” Não, não representas todos, com certeza.
    Por último, por favor, faz um esforço para não te dirigires mais à mim; estou fazendo muito esforço para te responder.
    Reinaldo

  343. Sandra

    “Sim, ainda estamos nos anos 60 e setenta, uma era virtual, mas virtual de outra forma”

    Vários jornalistas disseram que a Internet substituiu as grandes manifestações. Que não é que as pessoas sejam mais conformadas, mas usaram outro meio de manifestação. No Congresso, as votações mais polêmicas são assistidas ao vivo, e a caixa de e-mails de deputados e senadores ficam lotadas. Os blogs e comunidades fervilham. Já esqueci como era o mundo antes da Internet.

  344. Luciana, “menina” Lú

    Realmente não fui eu a lhe dizer que aqui só existem “mestres”, até mesmo porque a “gente nem sabe” com quem está “conversando”. Na verdade, à medida que vão se delineando esses “perfis virtuais” … nos inclinamos a pensar que conhecemos um pouquinho mais, ou menos, do outro.

    Gosto muito de “estudar comportamento humano” – mesmo o chamado “comportamento virtual”. Sou muito brincalhona, de modo geral, com a minha escrita. É uma forma que encontro para, assim, tornar mais leve algum assunto mais polemico ou “pesado”. Patrulho-me, sim, para não ofender, desrespeitar ou mesmo “rotular” o outro. Tento, pelo menos.

    Não sou escritora, nem “aspirante a”. Não sou professora. Gosto, sim, de trocar idéias e “ouvir” (ler) os outros. Tanto quanto você, e como a maioria daqui, “aprendo muito”, com essa saudável e às vêzes áspera “troca”! Acredito que seja esse o nosso objetivo comum. Estamos “nos comunicando” – eis aí a nossa “necessidade” maior, concorda?

    Você mencionou, ontem, por duas vezes, o poeta, ficcionista e ensaísta Jair Ferreira dos Santos. Os 10 contos de “Cybersenzala” e seus “personagens” … No fundo, somos êsses personagens, você não acha? Todos nós … somos! Em maior ou menor escala. Em maior ou menor intensidade.

    Você não me parece uma garota “alienada do mundo”. Não, mes-mo! Entrei nesse blog muito recentemente – é o único do qual participo. Atraiu-me a diversidade, a liberdade de pensamento das pessoas, colegas nossos.

    Agora vou “brincar”: você é “pavio curto”, intempestiva e, muitas vezes, usa o “bisturi da linguagem” de forma gratuita. É o seu estilo, talvez até traços de sua personalidade. Cada um de nós é um “individuo”, portanto, “diferente do outro”, Luciana.

    Estou torcendo por você. Não se “intimide” com os “esnobes”, por favor, sim? Vá em frente e convide-me para a sua tarde de autógrafos, tá? Fico muto gratificada quando vejo jovens, como suponho que voce seja, caminhando e batalhando nessa direção!

    Um beijo, muito carinhoso, Luciana!
    Susan judia

  345. Susan.
    Hoje dizia a um amigo.
    O ateu não é um cara descrente.
    É um cara consciente.
    Quem tem plena consciência da realidade.
    Daquilo que é real e daquilo que é fantasia religiosa.
    20:40

  346. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 01:06
    Enviado por: Ekran
    Convenção de Genebra – Versão atual
    §1- Os países em guerra não podem utilizar armas químicas uns contra os outros.
    §2- O uso de balas explosivas ou de material que cause sofrimento desnecessário nas vítimas é proibido.
    §3- O bombardeio de balões com projéteis é proibido.
    §4- Prisioneiros de guerra devem ser tratados com humanidade e protegidos da violência. Não podem ser espancados ou utilizados com interesses propagandísticos.
    §5- Prisioneiros de guerra devem fornecer seu nome legítimo e patente. Aquele que mentir pode perder sua proteção.
    §6- As nações devem identificar os mortos e feridos e informar seus familiares.
    §7- É proibido matar alguém que tenha se rendido.
    §8- Nas áreas de batalha, devem existir zonas demarcadas para onde os doentes e feridos possam ser transferidos e tratados.
    §9- Proteção especial contra ataques será garantida aos hospitais civis marcados com a cruz vermelha.
    §10- É permitida a passagem livre de medicamentos.
    §11- Tripulantes de navios afundados pelo adversário devem ser resgatados e levados para terra firme com segurança.
    §12- Qualquer exército que tome o controle de um país deve providenciar comida para seus habitantes locais.
    §13- Ataques a cidades desprotegidas são proibidos.
    §14- Submarinos não podem afundar navios comerciais ou de passageiros sem antes retirar seus passageiros e tripulação.
    §15- Um prisioneiro pode ser visitado por um representante de seu país. Eles têm o direito de conversar reservadamente, sem a presença do inimigo.”

    – Quááááá!!!!! Eu não acredito…
    Por exemplo, “§2- O uso de balas explosivas ou de material que cause sofrimento desnecessário nas vítimas é proibido.”, que demonstração de respeito ao sofrimento humano.
    “Parem o mundo que eu quero descer.”
    Reinaldo

  347. Sandra

    Quando vejo filmes antigos, tudo parece tão normal. Mas lembro-me de um comentário na Revista do Rock, onde as pessoas tentavam identificar quem era quem na capa de um LP. Não tínhamos os shows transmitidos ao vivo pela TV. Os LPs de conjuntos internacionais chegavam ao Brasil anos depois de lançados nos países de origem, e, só então, passavam a ser tocados nas rádios.
    Éramos mais ativos ou mais barulhentos?

  348. Sandra

    A Internet é uma fuga? Ela representa a apatia?

  349. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 19:31
    Enviado por: Luciana
    (…)pelos comentários já deu para perceber que somos super diferentes, é melhor não insistir, ok?”

    OK.
    Reinaldo

  350. Sandra

    Quem não é apático? As peças panfletos são um exemplo do que não é apatia?

  351. Zeca

    Sobre o conflito Israel-Palestina é preciso lembrar que:

    1- a recusa da comunidade internacional de reconhecer o resultado das eleições legislativas de janeiro de 2006, que viram a vitória dos candidatos do Hamas, contribuiu à escalada israelense. Assim como a recusa do acordo de Meca entre o Fatah e o Hamas.

    2- A União Européia e os USA encorajam concretamente a política de Israel, mesmo o Estado não ter cumprido suas promessas: diminuição do número de check points, desmantelamento das colônias “ilegais”, etc.

    3 – E não podemos deixar de lembrar uma verdade-evidência frequentemente ocultada: CISJORDÂNIA, GAZA e JERUSALÉM-LESTE (ou Oriental) estão ocupadas há mais de 40 anos. E é essa ocupação a fonte de todas as violências no Oriente Médio.

    Leiam o excelente e lúcido artigo de John Hemingway sobre a posição, ou melhor, a NÃO POSIçÃO americana no conflito:

    http://www.johnhemingway.blogspot.com/

  352. …..ivo…!
    ………….Eu não tô conseguindo entrar no MSN..!!….
    …………………meu comp. dá pau..!
    ……………………………………………………E eu ví agora,…que você adora música clássica….!!!
    …………………………………Eu tô montando o terceiro filme de animação
    …da série TRÂNSITO,….e este tem uma música clássica……que eu
    não sei o nóme,…….da bendita……!
    …tALVEZ você póssa me ajudar…?!

  353. Zeca

    Trecho do poema Carteira de Identidade, do grande poeta-símbolo da Palestina, MAHMOUD DARWICH, morto no verão passado.

    Registre-me
    Sou Árabe
    O numero de minha identidade é cinqüenta mil
    Tenho oito filhos
    E o nono… Virá logo depois do verão
    Vais te irritar por acaso?

    Registre-me
    Sou árabe
    Trabalho com meus companheiros de luta
    Em uma pedreira
    Tenho oito filhos
    Arranco das pedras
    O pão, as roupas, os cadernos
    E não venho mendigar em tua porta
    E não me dobro
    Diante das lajes de teu umbral
    Vais te irritar por acaso?
    Registre-me
    Sou Árabe
    Meu nome é muito comum
    E sou paciente
    Em um país que ferve de cólera
    Minhas raízes
    Fixadas antes do nascimento dos tempos
    Antes da eclosão dos séculos
    Antes dos ciprestes e oliveiras
    Antes do crescimento vegetal
    Meu pai… da família do arado
    E não dos senhores do nujub
    E meu avô era camponês
    Sem árvore genealógica
    Minha casa
    Uma cabana de guarda
    De cenas e ramagens
    Satisfeito com minha condição
    Meu nome é muito comum
    Registre-me
    Sou árabe
    Sou árabe
    Cabelos… negros
    Olhos… castanhos
    Sinais particulares
    Um kuffiah e uma faixa na cabeça
    As palmas ásperas como rochas
    Arranharam as mãos que estreitam
    E amo acima de tudo.

  354. Sandra

    Nosso papel em tanta desgraça é nulo. Quem realmente faz algo é a Cruz Vermelha, a Anistia Internacional, o Médicos sem Fronteiras… Mas por que todo regime totalitário quer calar a Internet?

  355. gthomas

    Zeca
    o artigo do John, alem de mundano e ridiculo eh uma BOSTA
    o Hamas eh eleito de fato, mas assim como varios partidos eleitos tem a porra de uma braco terrorista la, ora porra.
    sera que vc nao enxerga isso?
    Que discussao ridicula
    E justamente por isso, por causa desse “excelente artigo infantil” onde ate o Obama eh CULPADO – (irritante e absurdo) como tudo que escreve, eu me retiro da Opera H
    and goodbye

  356. gthomas

    Ridiculo, Zeca!

    Absolutamente ridiculo!

    enfim….

  357. Vivi

    Geraldo,

    Leu a nota do PT apoiando os “pau”-lestinos?

    comenta, please

  358. gthomas

    Quero IGUAL reconhecimento do Hamas sobre a existencia do estado de Israel. E ai? vao dar?

  359. Sandra

    Quero que o Hamas exploda. O fato de ter sido eleito não o torna legítimo. Muito genocida foi eleito.

  360. Sandra

    Se o PCC lançasse o Marcola para presidente, e o elegêssemos, o mundo deveria aceitar nossa escolha democrática?

  361. Ekran

    Gerald,

    queria falar dos filmes selecionados no inicio do post e filosofia…

    Tem uma entrevista sua no Roda Viva de 1988 (transcrita no link abaixo) em que sua obra é repassada e eu vejo, sim, muita filosofia, mas não no sentido “teoria pura”, mas com um pé na empiria, na pratica, na lida da vida pode-se assim dizer.

    Eu vejo seu post sobre a guerra como um pretexto para ver os filmes mencionados e deles rever a guerra. Dos filmes mencionados , eu vi “3 dias de Condor”. É coerente com a leitura do momento sobre a guerra fria, mas hoje, não sei.

    Little Murders está esgotado para venda, consegui algumas cenas no You Tube (mandei os links no post anterior) e me lembra um pouco de “Nixonland” nos EUA, aquela terra de ninguem que restou do American Dream. Não consigo ver a relação com o que estamos vendo na Faixa de Gaza.

    Eu vejo mais relação do que ocorre hoje com a sua entrevista de 1988, há 20 anos de distancia disso tudo. E faz sentido, pois há uma linguagem universal, que atravessa o tempo e os lugares, e se manifesta nas artes, no pensamento, nas filosofias de cada instante que uma mera frase pode revelar.

    Em especial , eu queria reproduzir uma fala sua de 20 anos atrás:

    (a discussão era sobre ser famoso)

    “Gerald Thomas: Semiológica, disso aí… O que Foucault diria de célebre? [o filósofo Michel Foucault (1926-1985) foi autor de várias obras: Vigiar e Punir (1975), História da loucura (1978), História da sexualidade (1985), Arqueologia do Saber (1985). Em As palavras e as coisas – uma arqueologia das ciências humanas (1966), livro que o tornou conhecido em todo mundo, explora os atravessamentos entre linguagem, história e cultura]. Bom, ele diria, em primeiro lugar, que a palavra lembra cérebro, que quer dizer inteligência, o que eu também sou profundamente. Não sei… Tudo isso é a posteriori, não é? Eu não vou ter a menor importância daqui a vinte anos.”

    http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/228/entrevistados/gerald_thomas_1988.htm

  362. juliano

    Os nazistas também foram eleitos e dai que o Hamas foi eleito? E depois o Hamas deu um golpe estabelecendo uma ditadura em Gaza. Agora não entendi o que Obama tem a ver com isso. Obama herda guerras no Afeganistão e no Iraque e uma das maiores crises economicas que já ocorreram, com bancos, montadoras, crise das hipotecas.e,etc. Estou lendo varios artigos que acusam o Obama de omissão e tal, mas esquecem que nem presidente ele ainda é, brincadeira.

  363. “Deuses meus”!!! Loucura geral! “Lá” e aqui!
    Parabéns, GT!

    FILMES EM PAUTA, MINHA GENTE!!! Helloooooooooooooooooooo!

    FILME: N E T W O R K
    – O ancora televisivo (personagem) pegou o ponto fraco das pessoas: A MENTIRA NA QUAL VIVEMOS. Mentira corporativista.

    Alguma idéia de quem seja esse “ancora-man”?

    Beijo!
    Susan judia

  364. Zeca

    O Hamas foi eleito democraticamente sim.

    Assim com Obama, Sarkozy, Lula, etc.

    Israel já existe e é um Estado de direito imposto e que se tornou um fato nesses últimos 60 anos.

    Será que os 500 mortos de hoje faziam parte de grupos terroristas? Isso sim é ridículo.

    A política de Israel é terrorista.

    Há israelenses e israelenses.

    Assim como há árabes e árabes.

    O conflito não é entre israelense e palestino, mas entre palestino e palestino.

    Sim, israelense é palestino.

    O artigo do John é ótimo. Será que Obama realmente PODE?

    Duvido.

  365. Sandra

    Os mesmos palestinos, com os mesmos cabelos negros, olhos castanhos, e palmas ásperas como rochas, foram mortos nos conflitos entre Hamas e Fatah, só que não causaram tanto horror. Dependendo de quem mata, podemos nos comover ou não.

  366. Luciana

    A cultura árabe é muito bonita.Se formos estuda- la veremos a sua riqueza, seus desenhos ,arabescos pintados em suas mesquitas são belíssimos, a matemática, a astronomia, engenharia, muito do conhecimento que temos hoje foi trazido de lá, daquela região, penso eu.Tirando o conhecimento trazido do oriente também.Uma vez vi na tv , uns anos atrás, o teto de uma mesquita que eles nunca tinham mostrado ao público, o que eu vi foi emocionante, divino, era a mostra viva do que foi o mundo árabe no seu apogeu, mesmo vendo pela tv a impressão que tive eu que tinha saído deste mundinho efemero e me transportado para outro mundo, um mundo sublime .Não conheço a história profundamente mas todos sabemos de onde os gregos iam beber tudo o que sabiam de filosofia.Me emociono quando penso em tudo isso.Depois a decadência com o incêndio da biblioteca de Alenxandria.Quanto conhecimento perdemos neste ato bárbaro e fanático.E por quê isso.Se alguém aqui souber história a fundo poderia explicar tudo o que passou no mundo Árabe na antiguidade.Acho que para entendê-los é bom saber toda a sua história.

  367. Sandra

    Ekran, também só achei o livro em sebos.

  368. Sandra

    Ainda bem que existe o Google, para, pelo menos, eu ler sobre Buckminster Fuller.

  369. Sandra

    Zeca, Hitler também.

  370. Sergio

    Ué…se o Marcola fosse eleito dentro de um sistema democrático…por que não seria legítimo (é verdade que isso incomoda muito a burguesiazinha tupiniquim né?)?
    Ou será que o sistema que tínhamos durante o regime militar era mais legítimo…tendo gerado monstros que nos assombram até hoje…?
    O problema é que essa guerra (mais do que programada há muito tempo…para finalizar com chave de ouro a era Bush) legitima ainda mais grupos radicais que, queiram ou não, vão contar com o apoio de toda a comunidade islâmica.
    Simples, ninguém fica impassivel vendo um irmão seu apanhar covardemente.

  371. O Vampiro de Curitiba

    Não há o que se discutir: Hamas não aceitou o cessar fogo. Eles querem conflito, terão conflito! Por que tanta choradeira?

  372. Filme NETWORK …

    … “A moral burguesa é, para mim, uma imoralidade contra a qual não há de se lutar. Essa moral, que se baseia em nossas instituições mais injustas – como o são a religião, a pátria, a família e a cultura; em suma, o que se determina sejam os pilares da sociedade” …
    Luiz Bunuel

    Filme: O anjo exterminador …

    Sua temática é o estudo da vontade, do livre-arbítrio do homem. É uma análise do homem, êsse mesmo, o “animal racional humano”!

    Personagem:

    … ” SOFRI MUITO COM A MORTE DE UM PRINCIPE, AMIGO MEU, MAS NÃO ME SINTO SENSIBILIZADA AO VER A MORTE DE DEZENAS DE PESSOAS ‘BAIXAS” NUM ACIDENTE DE TREM.
    ESSAS PESSOAS NÃO DEVEM SENTIR A DOR COMO NÓS (A ELITE) A SENTIMOS” …

    Pensemos … Pensemos …
    Beijos!
    Susan judia

  373. Sandra

    Sérgio, porque ele é um assassino.
    De fato, isso me incomoda.
    Ah! Terroristas também!
    Ah! Genocidas idem!

  374. juliano

    Urna não legitima tirania e terrorismo.Israel é uma democracia, não há como negar isso, o Hamas expulsou o Fatah de Gaza cometendo dezenas de assassinatos de irmaos palestinos, não quer conviver com Israel e sim a destruição total do Estado judeu. O Hamas dispara foguetes em cidades israelenses sem a preocupação de matar crianças ou idosos, coloca homens bombas em lanchonetes. Agora culpar Obama sobre isso é uma loucura sim. Eu sou totalmente ao Estado Palestino também, mas sem ditaduras como todos os paises arabes.

  375. Sandra

    Todos esses grandes sujeitos que iriam salvar seus povos transformaram suas vidas num inferno.
    Quem conseguiu algo? Gandhi, Luther King, Mandela,…

  376. Ana

    Sergio, para o Marcola ser eleito dentro de um regime / sistema democrático, não seria legítimo, como vc bem colocou.
    O regime militar nunca foi legítimo. Não está na constituição brasileira sequer a hipótese. Tudo isso cai muito bem nos eu penúltimo parágrafo: é tudo programado. Programadíssimo.

    E eu fico com a única pergunta que me atormenta há mais de vinte anos, quase: POR QUE NÃO SE DIZ A VERDADE? Digo em relação a tudo? Por que o homem não sabe lidar com a verdade? Porque toda anta que se preza precisa acreditar que alimentos industrializados “contém tantos % de nutrientes”? Quando a gente sabe que tudo o que não tem ali, é nutriente…
    Enfim, por que a verdade é problemática?
    Seria muito legal cada um de vcs dar um parecer sobre isso…
    Por que nós, seres humanos, não sabemos falar a verdade?

  377. Ana

    porque se a gente for ver, tudo, tudo, tudo, o que movimenta o mundo é um bom punhado de mentiras…

  378. Sandra

    Que esses grupos terroristas explodam, e levem com eles as organizações criminosas como CV, 3C e PCC. E que judeus e palestinos se entendam e vivam em paz, como o fazem no resto do mundo, onde judeus e mulçumanos vivem em paz e são brilhantes negociantes.

  379. Sandra

    O PT não se comoveu com o genocídio no Sudão. Disse que era um assunto interno.

  380. Ivo Veiga

    Gerald, se alguém(sabe quem né) aparecer aqui já fica minha mensagem:
    GEHEN SIE ZU HÖLLE.
    legal aprendi a fazer o umlaut.
    Abraço
    Ivo

  381. FILMES E …

    A MENTIRA NA QUAL VIVEMOS – MENTIRA CORPORATIVISTA!!!

    POR QUE CORPORATIVISTA? COR – PO – RA – TI – VIS – TA???

    PORQUE TEM DOIS LADOS. DUAS VERDADES. DUAS RAZÕES!

    1. O DIA EM QUE A TERRA PAROU (1951 – Robert Wise)
    Versão presente com Keanu Reeves
    – Um alienígena traz a “mensagem da PAZ” … (bonzinho; muito!)
    Well, well, well … (rs???)
    O alienígena: … “Minha gente terráquea, preste atenção:
    promovam a paz; vivam em paz; paz, paz ou … “arrebentamos
    vocês, já, já” …
    Pois é … é isso mesmo: PAZ … Uma faca de dois gumes???

    2. AMOR, SUBLIME AMOR (1961 – Robert Wise)
    3. O FANTASMA DA LIBERDADE (1974 – Bunuel)
    4. AMARCORD Frederico Fellini)
    5. SONHOS (Akira Kurosawa)
    6. APOCALYPSE NOW (Francis Ford Copolla)
    7. ALPHAVILLE (Jean Luc Godard)

    etc…

    Pensemos … na hipocrisia nossa …

    Beijos!
    Susan judia

  382. Ivo Veiga

    Repetindo Gerald redescobri é a 5a do Mahler, 4o movimento Adagieto(Sehr Langsam) com o Karajan, agora ouvindo a 6a.
    Fábio já te mandei e-mail, tenta baixar no baixaki o Yahoo Messenger, comigo tá legal, quanto a música se souber te ajudo.
    Abraço a ambos
    Ivo

  383. Luciana

    Susan, Não pretendo publicar livro nenhum.Quem sabe um dia, quando eu estiver com uns 89anos.E como o Targino Silva comentou outro dia, que dentro de cada pessoa há uma pinacoteca com as pinturas mais belas nunca pintadas, digo que em cada pessoa há as mais belas histórias nunca contadas por ninguém, e permanecem bem no fundo de nossas mentes prestes a virem à tona.Além de tudo, tem que se ter muita disciplina,fora o talento, para se tornar um grande escritor.Tem que suar muito.Colocar muita coisa no lixo.É como vejo os escritores fazendo nos filmes.Todo o ato de criar é um ato de se deparar consigo mesmo,de mexer com coisas que talvez não queiramos trazer à tona.E isso cria uma resitência da nossa parte.É como me sinto em relação a escrever, pintar um quadro ou compor uma música.Tem tanta, também , que nos puxa para fora .

  384. Sergio

    Ana, concordo com você. A questão é até que ponto uma eleição é ou não sinônimo de democracia. Marcola representa apenas um paroxismo no absurdo de uma eventual candidatura. Questiono-me se a eleição da nossa Câmara Legislativa faz com que o Brasil seja mais ou menos democrático…mas isso é outra questão.
    A verdade ou a falta dela, é, de fato, o grande problema. Da missa não conhecemos nem o comecinho…prova é todo esse cataclisma financeiro causado pelas peripécias desses economista aprendizes-feiticeiros.
    Juliano, não somos bem colocados para dizermos, de forma tão pejorativa, se todos os países árabes são ou não democráticos. A América, dos confins do Alasca ao Ushuaia só faz de conta que é democrática…A Itália, com seu Berluscão, também… E tantos outros que se gargarizam com esse palavrão enquanto praticam barbáries em terras alheias.
    Um pouco de abertura de espírito faz bem, especialmente em tempos de crise.

  385. Ana.
    A verdade não convence. As pessoas querem ser enganadas.
    A maiorias das fortunas é feita em cima de mentira.
    A imprensa esta longe da guerra.
    Vai prevalecer a versão de Israel.
    Por que o Obama se calou?
    Para não se comprometer.
    Quando assumir vai dizer
    Não fui eu que comecei a guerra.
    Todo mundo falseia. Todo mundo mente.
    Mesmo que voce diga a verdade, ninguem vai acreditar.
    Como tanto faz falar a verdade ou a mentira;
    mente-se muito, da mais retorno,
    tem mais opções.

    23:11

  386. Ivo Veiga

    Fábio voce poe a música e não sabe o nome? o meu le no cd ou lp ou o raio que seja ou entra no youtube e tenta achar, vai ser dificil tem umas 10.000 por baixo.
    Gerald tanto a 5a como a 6a do Gustav Mahler(de oclinhos e tudo) são com a Berliner Philarmoniker com nosso querido e saudoso Karajan.
    Abraços
    Ivo

  387. Sergio

    Ué…debate encerrado? Cadê meus comentários?

  388. Ivo Veiga

    Fábio te mandei outro e-mail para mim será uma honra te ajudar no projeto, conte comigo.
    Ivo

  389. Sandra

    Boa noite a todos!

  390. Ivo Veiga

    A quem interessar possa, hoje melhor amanhã a 1 da madrugada tem um filme legal na Band(Os Herois) com a Sigourney Weaver é sobre os bombeiros de NY no 11 de Setembro ,já assisti mas vou ver novamente.
    Ivo

  391. ..Targino,….parabéns,…pelos teus,.. COMENT´S…>>>!!!!…………………….
    ………………………………………………………………………………………………………………

  392. …LEGAL,…IVO…!!
    ……………………………já te respondi,…lá no e-mail tb..!
    ….obrigado,..amigo..!

  393. Ivo,

    Dei o “alozinho” pra você, hoje, sim! Estou perdida nesse túnel do tempo que “virou” o IG. Parecemos “loucos falando aleatòriamente” (rs). Estou no “futuro” e o IG me coloca no passado. A impressão que fica é que somos “pitonisos” (rs).

    Ivo … faça as pazes com o Reinaldo Pedroso. Vocês não estão num campo de combate. Nem de “concentração” de idéias, tá?
    Somos, nós todos, aqui, aliados! BANDEIRA BRANCA!!!

    Beijão pra você! Beijão e boa semana para todos nós!
    Boa noite para todos! Esqueçam-se do “fuso horário”! Vale a minha intenção, ok?

    Susan judia

  394. Ivo Veiga

    Acabo de retornar, Santos tá com chuva.
    Parei por hoje com Mahler depois de + de 3 horas.

  395. Ivo Veiga

    Fábio se eu entendi voce quer uma música rápida pra se adequar ao projeto, assim de cara sugiro Cavalaria Ligeira de Franz Von Suppé, tenta entrar no MSN, já te sugeri o Yahoo Messenger, por que se a gente ficar trocando figurinha aqui o Gerald e o Vamp nos mandam sabe prá onde né.
    Ivo
    PS amanhã devo estar em casa a partir das 16 horas, se voce já tiver resolvido seu problema nos falamos via MSN.

  396. Ivo Veiga

    Puxa Susan nem um alozinho prá mim?
    Beijos
    Ivo

  397. gthomas

    Como o Vamp ja deixou claro milhoes de vezes: os comentarios aparecem fora de hora, por algum motivo inexplicavel ou explicavel somente pelos tecnicos do IG

  398. Luciana

    Sou mais pavio curto aqui no mundo virtual.Fora daqui sou mais comedida.Ñ explodo por pouco.Sou de me controlar, mas se ficarem de marcação continua , não digo que exploda mas me sinto muito mal e indignada com pessoas assim.E como disse uma vez desde pequena a única coisa que eu expressava era alegria, amizade e amor mas conforme fui crescendo começaram os embates com o mundo, fui ficando mais timida, mais reservada e por isso procurei encontrar uma válvula de escape para isso.Comecei a procurar meu mundo interior através dos desenhos e pinturas.E não ofendo ninguém por qualquer coisa, só se forem muito injustos comigo, e ficarem querendo dizer coisas de mim sem conhecimento mais profundo sobre a minha pessoa.Suspeito de pessoas que ficam perdendo seu tempo tripudiando , esnobando ou humilhando somente para pessoa mostrar algo que não é o seu comum.Acho isso pior que o que se descontrola.

  399. Antonio Moraes

    Entram fora de hora por um motivo simples: o sistema está com bug. É necessário apenas boa vontade e competência para corrigi-lo.

  400. Li este post. Entendi comecei a questionar me e vou ficar com isso por um tempo. Mas como estou mergulhado no livro ” A sociedade do espetáculo”. As respostas estão claras e evidentes.

    I love you too. G

  401. Ivo Veiga

    Susan “tonight tonight i met a girl tonight her name’s Maria”
    John Cassavets e esqueci o nome da irmã do Warren Beaty!
    Apocalipse Now, Marlon Brando helicopteros ao som de Cavalgada da Walkyrias de Wagner.
    Beijos
    Ivo

  402. Antonio Moraes

    Como é necessário apenas boa vontade e competência (conhecimento, pragmatismo, bom senso para anáises e soluções simples – mas não simplistas) para resolver os problemas comentados/abordados nos filmes indicados. Mas, infelizmente, não é todo mundo que possui estas qualidades. E menos ainda as pessoas que têm consciência das suas incapacidades e evitam opinar/agir quando o assunto foge da competência. Mas o que fazer se estamos em uma democracia e exige-se do cidadão uma posição/ação sobre tudo ?

  403. Ivo Veiga

    Ainda bem que não tive de ser grosseiro novamente, portanto a frase em alemão fica sem uso.
    Susan beijos, Gerald, Fábio, Targino e per tutti quanti, buona notte.
    vou me preparar pra assistir “Os Herois”.
    Fábio ve se arruma o pc. pra gente se falar amanhã.
    Ivo

  404. Ivo Veiga

    Agora que eu vi no relógio(tem acento?) ainda é só 23,45 como o filme começa a 1 tenho tempo de sobra. Susan nem um alozinho não, você é má.
    Ivo

  405. Ivo Veiga

    Gerald como prometido não falo mais de guerra.
    Abraço
    Ivo

  406. Ivo Veiga

    Susan “Alphaville” foi com aquele ator com a cara bexiguenta que prá variar também esqueci(lembrei Ed Constantine) eu colocaria na tua lista mais um do Kurosawa, Derzu Uzala e mais uns 10 pelo menos(Morangos Silvestres, Aguirre a Cólera de Deus etc…)
    Beijos
    Ivo

  407. Ivo Veiga

    O Susan procurei na página inteira e não vi seu alozinho, “onde estás, embuçados nos céus, há dois mil anos te mandei meu grito que embalde desde então corre o infinito”
    Beijo
    Ivo
    PS eu não briguei não só fui chamado de ignorante e pedante.

  408. Vou dar uma dica para voces colocarem os seus comentarios em
    ordem, ja testei funciona.
    Adiante ao relogio do seu computador em 1 hora.
    agora sao 00:05 o meu computador marca 01:05

  409. Ivo Veiga

    Agora é de verdade parto com a famosa dupla Cesar e Ana.
    Abraços e Beijos a Toda(o)s
    Ivo

  410. Ivo Veiga

    Targino os caras sacaneam a gente aí eles atrasam e ficamos 2 horas a frente.

  411. O Vampiro de Curitiba

    Targino, eu iria lhe perguntar exatamente sobre isso.. É que eu tentei fazer isso, tentei mudar o horário do Blog, tentei tudo e não funcionou. Interessante é que no mesmo PC às vezes o comentário entra no horário normal às vezes com uma hora de antecedência…
    Bom, Suzan, Nina e outros que estão com o mesmo problema, não custa tentar, se é que já não tentaram.

  412. Ivo.
    Todos nos, no fundo, somos grosseiros, agressivos.
    Uns controlam, outros não.
    Eu tenho um cunhado, que quando telefono para ele,
    que ele não reconhece a minha voz eu fico provocando.
    Não demora muito ele explode.
    Eu falo: pavio curto. Ele me xinga.
    00:16 – computador = 01:16

  413. gthomas

    Celso, legal te ver aqui e nao somente na CAL
    OTIMO
    LINDO
    LOVE
    G

  414. Ivo Veiga

    Targino voltei, vc. tá certo mas a pessoa em questão já entrou chutando o pau da barraca, até com o Gerald, mas não vamos falar mais nisso eu prometi ao Gerald que não falo mais de guerra, nem as minhas nem a dos outros.
    Abraço(te considero muito)
    Ivo
    PS Susan lembrei era a Natalie Wood

  415. Ivo Veiga

    Fui, quero ver o filme.
    Abraço Geral e Irrestrito
    Ivo

  416. Ivo.
    Tambem vou ver o seu filme.
    Gosto muito de cinema.

  417. gthomas

    O presidente francês Nicolas Sarkozy afirma que o movimento islamita Hamas “tem grande responsabilidade no sofrimento dos palestinos de Gaza”, em entrevista concedida a três jornais libaneses, e que será publicada nesta segunda-feira.

    “O lançamento da ofensiva terrestre israelense torna ainda mais urgente a necessidade de conseguir um cessar-fogo”, afirma Sarkozy aos diários An Nahar, As Safir e L’Orient le Jour, na entrevista.

    Sarkozy efetuará nesta segunda e na terça-feira uma turnê pelo Oriente Mèdio, durante a qual visitará Egito, Cisjordânia, Israel, Síria e Líbano.

    “Condenamos esta ofensiva junto com nossos parceiros europeus, porque afasta um pouco mais as oportunidades de paz, e porque dificulta o envio de ajuda à população de Gaza. Repetirei às autoridades israelenses que é completamente essencial que deixem passar a ajuda humanitária a Gaza”, afirma o presidente Sarkozy.

    “Mas, quero frisar que condenamos com a mesma firmeza a continuidade dos disparos de foguetes, que são uma provocação inadmissível”, acrescenta Sarkozy na entrevista.

    Antes da viagem, Nicolas Sarkozy conversou por telefone sobre a situação na região com os chefes de governo de vários países, entre eles o espanhol José Luis Rodríguez Zapatero, anunciou domingo o Palácio do Eliseu.

    Sarkozy foi entrevistado sucessivamente com a chanceler alemã Angela Merkel, com o primeiro-ministro turco Recep Tayyip Erdogan e o chefe do governo israelense.

  418. Reinaldo Pedroso

    “03/01/2009 – 13:32
    Enviado por: Ivo Veiga
    Caro Pacheco, eu sou isso mesmo Ivo Veiga, nunca usei o posto para me vangloriar ou coisa parecida (…) livros A Arte da Guerra .
    (…) se fui grosseiro quando mencionei tanquexcanhão auto propelido(ou propulsado (…) claro que pra se falar em guerra não é fundamental entender termos técnicos (…) espero que isso esclareça de vez minha posição, não estou aqui para declarar guerra a ninguém, mas sim para discutir idéias e ideais. Finalmente peço a todos que me vejam como Ivo Veiga um homem de 59 anos (…) quanto a titulos, cargos, etc. isto não faz a menor diferença, só interessando a mim mesmo.
    Pacheco se me autorizas usarei tuas palavras,
    Obrigado
    Ivo
    PS fui dormir as 06,30 e acordei as 13,20, portanto se alguma estultice escrevi debitem aos horarios acima.”

    “03/01/2009 – 05:35
    Enviado por: Ivo Veiga
    Pacheco, (…) eu também tive problemas com esse reinaldo, disse a ele que pra ele sou Cel.Veiga. O cara é arrogante, mandei ele me procurar no Comando Militar do Sudeste. Tenho uma bela Imbel 9 mm. pra por na cara dele.
    Abraço e Saudades
    Ivo”

    Reinaldo

  419. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009- 22:48
    Enviado por: susan judia
    Ivo … faça as pazes com o Reinaldo Pedroso.”

    Susan
    Deverias perguntar se eu quero “isso”.
    Não quero.
    Beijo,
    Reinaldo

  420. gthomas

    Sera que nem todo mundo que se chama Reinaldo Pedroso nesse blog eh realmente o Reinaldo Pedroso?

  421. Ana

    04/01/2009 – 22:11
    Enviado por: targinosilva

    eu sei Targino. mas o ser humano é feliz assim?

  422. Ana

    04/01/2009 – 08:11
    Enviado por: Jose Pacheco Filho.

    Pacheco, talvez as guerras continuassem, sim. Mulheres X Homens.

  423. Ana

    puxa, tá complicado para tentar se achar aqui à essa hora da madrugada. mas prometo que amanhã tento.
    ô porcaria de horário de verão. que saco. desengana tudo, desmente tudo, desordena tudo.
    bjs, boa madrugada ou bom dia para quem for aprovar, de dependendo da hora ;))

  424. Reinaldo Pedroso.

    Procure e acharás aqui mesmo um artigo do Gerald escrito comentando o cão de Kepler.
    Verás que o que você está lendo não é o que você está lendo. Porque não sendo o que você está lendo e sendo o que você leu………..o que você leu é exatamente o lido.
    Ou algo mais ou menos assim.
    Eu não disse que todos participantes do blog te querem mal e nem que todos te mandam tomate cru.

    Todos é o dito em relação ao meu limite pessoal de mando. Todos são os meus personagens ou Nicks.
    Por isto fiz meu comentário em forma de ata de reunião. Já entregando os que ficam no banco de reservas
    Não existe proibição e em não sendo proibido permitido está.
    O Critico de arte sou eu.
    Assim como posso ser o personagem que eu desejar no momento.
    Por amar a verdade assumo até as mentiras que pratico.

    Mentir faz parte do jogo da vida. Verdade faz parte da moral de cada um.
    Diga-me uma coisa!
    A Susan judia gentilmente fez proposta de harmonia entre você e o Ivo Veiga.Você recusou.E ainda tem a hipocrisia de chamar a mim e ao Ivo de belicistas?Nem vem que não tem ( bem lembrado pelo Targino) ou :-Pode vir quente que eu estou fervendo.Cantado pelo Erasmo no passado.

    Você é realmente como se apresenta o Reinaldo Pedroso?

    Se não for parabéns.
    Se for pêsames.
    Se não for convenceu.
    Se for já morreu.
    Só resta ser enterrado.
    Seja ou não, o problema é teu.

    Meu problema é manter paz e felicidades no que me resta de vida.
    Gerald pergunta quanto vale a nossa vida não é!
    Será que existe um preço?Se existe quem o arbitra?
    Deus?
    Satanás.
    Os dois juntos?Isto mesmo….pensando nos dois juntos imagine o seguinte:
    O chifrudo toma conta de alguém que mata semelhante. A mãe do morto pede a Deus que mate ou ao menos faça o assassino ficar preso. Pronto. Preço para duas vidas. Tabela de Deus e tabela do Diabo.
    Serão cobradas.

    Preço da mentira e da verdade.
    Se isto não é verdade, então será mentira.
    E neste caso eu não entendo mais nada porque como disse ou publicou o Gerald nada prova nada.
    E se eu não provei porra nenhuma só me resta enfiar a viola no saco e tomate cru como você na maior sutileza ignorante sugeriu.
    Mas como eu não aprecio tomate cru e valorizo o que é meu, peço que aceites de volta teus votos e aceite um abraço.
    Não de um belicista.
    Apenas de um participante.
    Aliás, de um de vários.

    Obrigado.

    Critico de arte, Também chamado de avô Pacheco pelos meus netos.

    Jose Pacheco Filho.

  425. Ana.

    Gostaria de ver tua afirmativa ser realidade.
    As guerras Homens X mulheres ou Mulheres Homens.
    Da seguinte maneira:
    Ambos desprovidos de armas, salvo as necessárias para o combate.
    Muito amor de cada combatente. Cada um querendo se entregar ao outro.
    Com capacidade de lutar até a exaustão.
    Até mesmo com auxilio do soldado Viagra se necessário.
    Bebidinhas e comidinhas para recuperação e pausas.
    Sem esquecer os cigarros para o depois. E para o antes também.

    Obrigado.

    Pacheco.(chamado de belicista pelo pedroso rsrsrsr).

  426. Alo Gerald.

    Estou de férias. Adiantadas como paliativo de superar a marolinha do lula.Crise para os demais.Principalmente empresários que não estão protegidos pelo sistema.Sistema corrupto diga-se de passagem.
    Ana trouxe meus netos para Belmonte.
    Uma pauleira.Você tem netos?
    É uma felicidade indescritível.
    Hoje dei canseira em todos e agora e de há muito dormem.
    Daqui a pouco começo tudo de novo.
    Nos intervalos tento organizar meus e-mails. Desculpe o que pode ter parecido esquecimento.Você sabe mais que ninguém que o que parece que é não é.
    Quem não sabe é o pedroso e agora o Zeca. RsRsRs.

    Abraços.

    Love.

    Papai Noel chegou ao Pólo e manda te avisar que o problema com os comentários é que o Ig está usando HML(Hora Média Local).

    Eu teclo na hora do local onde estou.
    Tu teclas do local e horário de onde estás.
    Ele ou eles teclam de onde estão.

    E o IG arruma tudo por ordem no horário deles.
    Zorra total.

    Parece que respondemos antes da pergunta.
    Se fosse a uma guerra estaríamos todos sifu,

    Pacheco.

  427. Ivo Veiga.

    O soldadinho de chumbo te perguntou do livro ontem.
    Você nem deu bola.
    Agora ele está dormindo com o meu neto e pode ser que amanhã ele queira conversar contigo.
    Abraços.

    Obrigado.

    Pacheco.

  428. Gerald.

    Repare o acontecido agora.

    teclei para o Ivo veiga e parece que entrei de elevador.saltando andares acima.
    Então pode acontecer de eu não ter comunicado nada ao Ivo.

    Obrigado.

    Pacheco.

  429. GERALD.

    Those that has the power alone will take care of your order to stop this war insane person when feeling the effect in the proper skin.

    Or they will never go if already they will have felt.

    Love.

    Pacheco.

  430. gthomas

    Sr Zeca (Montreal): aqui esta um artigo INTELIGENTE e ponderado a respeito da questao aborada pelo Sr, ao contrario da bestial que havias mencionado e que comeca com “os rapazes rudes do oriente medio comecaram de novo…” (e esse tipo de literatura infantiloide)

    Da Folha de segunda: editorial

    A invasão de Gaza
    Tentativa do governo de Israel de destronar o Hamas à força tem eficácia incerta e custos humanos intoleráveis

    A CRISE humanitária na faixa de Gaza, deflagrada pela reação brutal das Forças de Defesa de Israel a ataques com foguetes feitos pela milícia extremista Hamas, só vai piorar com a ofensiva terrestre sobre o pequeno e populoso território palestino.
    A invasão israelense, iniciada na noite de sábado, intensifica o ambiente de privações e ameaças à integridade física em que vivem os habitantes de Gaza. Além dos intensos bombardeios aéreos, que mataram mais de 450 palestinos -entre eles várias mulheres e crianças-, faltam víveres e medicamentos, e os cortes no fornecimento de água e luz são constantes.
    Ao que consta, pois Israel impede a entrada da imprensa no território invadido, o objetivo inicial da ação terrestre é isolar o norte da faixa litorânea, de onde parte a maioria dos ataques com foguetes contra o sul israelense, do restante do território palestino. A cidade de Gaza, com mais de 400 mil habitantes, foi sitiada.
    Além dos intoleráveis danos, humanos e materiais, que impõe aos palestinos, o estrangulamento militar desfechado por Israel está repleto de incertezas quanto à sua eficácia. O Hamas, com sua odiosa plataforma que prega o aniquilamento da nação vizinha, não é um movimento adventício, artificial, em Gaza.
    O grupo fundamentalista, com ramificações assistenciais e religiosas, criou raízes e tornou-se popular na faixa de Gaza -essa capilaridade, aliás, torna difícil atingir alvos militares sem matar civis. O Hamas venceu as eleições parlamentares palestinas de 2006 e, mais tarde, expulsou de Gaza o Fatah, o partido secular de Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP).
    Facilitaram a ascensão do extremismo em Gaza a incompetência corrupta do governo do Fatah, o cruel bloqueio à circulação de bens e pessoas imposto por Israel e a opção, tomada por EUA e União Europeia, de ignorar diplomaticamente o Hamas e fortalecer a ANP.
    A pressão externa pela mudança do regime em Gaza falhou porque, como frequentemente ocorre com atitudes do gênero, pretendeu atropelar a legitimidade do Hamas aos olhos da população da faixa de Gaza.
    A tentativa de destronar o movimento “manu militari” é uma opção ainda mais arriscada. Pode demandar nova ocupação prolongada do território, com custos humanos e políticos conhecidos e benefícios incertos.
    A chegada ao Oriente Médio, hoje, do presidente da França, Nicolas Sarkozy, é uma nova oportunidade para que a via diplomática seja reativada. É preciso reengajar as lideranças palestinas, em Gaza e na Cisjordânia, num programa de distensão com Israel, processo que deve ser iniciado pela suspensão imediata das hostilidades entre o Hamas e os israelenses -bem como pela retirada das tropas invasoras do território palestino.

    (alias, deve ser isso que o Fabio chama de imprensa podre)

  431. Ivo Veiga

    Gerald acabo de assistir um filme maravilhoso(reassistir na verdade) com a Sigourney Weaver(The Guys) aqui Os Herois, sobre os bombeiros de NY no e após o 11 de setembro, de resto no coments.
    Abraço
    Ivo

  432. gthomas

    E AQUI, Sr, Zeca (Montreal), mais um exemplo de belo texto e objetividade, se eh que sabes algo sobre isso.

    Tambem da Folha (nao eh a toa que nao publicam nosso amigo em lugar algum)

    IGOR GIELOW

    O Brasil e Gaza
    BRASÍLIA – A reação do Brasil à operação israelense em Gaza acrescenta mais um patético capítulo à propensa altivez da política externa do governo Lula. Logicamente, não estou falando do apelo ao fim da violência ou da condenação à brutalidade. Isso tudo é discurso correto, bonito -e inócuo. O problema é outro. A megalomania parece não ter limite, e declarações de diplomatas, políticos e do presidente sobre a necessidade de “deixar o Brasil ajudar a resolver o problema” abundam. E novamente escorregam para o antiamericanismo bananeiro. “Exigem” que Barack Obama “mostre sua cara”. Isso depois de fazer uma reunião de líderes continentais para mostrar que o Brasil capitaneia alguma coisa; desnecessário explicar a mensagem que é passada quando a estrela da festa é alguém como Raúl Castro. Imagino as rugas de preocupação de Obama. O Brasil deve ter voz nos assuntos mundiais. Mas não será com bravatas que conseguirá ser ouvido.
    Em novembro de 2004, estive em Gaza logo após a morte de Arafat. O texto que escrevi à época já apelava ao lugar-comum mais ouvido hoje: o território é uma prisão.
    A situação de segurança há quatro anos já era frágil. Entrevistava um líder local do Jihad Islâmico quando uma explosão fez o chão tremer, provavelmente um ataque pontual de Israel. Gente correndo para todo lado, repórter e entrevistado agachados no chão. Agora, é isso ao paroxismo.
    O Hamas nem de longe é inocente, seus movimentos fazem parte do jogo que permeia hoje o Oriente Médio: a disputa estratégica entre Irã e o condomínio EUA-Israel, aliás o provável motivo por trás do ataque. Mas a ferocidade israelense tem um custo humano inaceitável. Para ficar na metáfora carcerária, a tropa de choque agora invadiu a prisão a tiros. Não vai acabar bem.

    (mais um artigo que o nosso fabio deve achar se tratar de imprensa podre)

  433. GERALD.

    Amigos (as).

    Devido ao problema que estamos tendo em relação aos horários de entrada nos comentários, o único paliativo aos que desejarem é fazer leitura geral e depois tentar localizar o que lhe interessar responder.
    E Salve o relógio.
    E salve o IG.
    E salvem-se quem puder.

    Obrigado.

    Pacheco.

  434. gthomas

    Imagina se “metafora carceraria entraria num artigo do neto do nosso amigo. Nao, ele nao tem capacidade pra tanto, Ou melhor, tem sim. Mas por se sentir um EXCLUIDO ETERNO, em constant rage, insulta tudo e todos e virou um desses que o artigo acima cita como…E novamente escorregam para o antiamericanismo bananeiro. “Exigem” que Barack Obama “mostre sua cara”….
    quando o cara chegou HOJE a Chicago e , de noite a um hotel em DC.

  435. Ivo Veiga

    Gerald, deixa eu te contar um fato, minha segunda ex-esposa era e é jornalista, trabalhou na Folha, Estadão,Diário do Grande ABC, TV Educativa do Rio etc…, pois ela descubriu em 1996 uma lei aprovada em 1939 em Santo André de Eugenia Racial, onde entre outras coisas(eu li) proibia a presença de crianças negras e judias junto com as demais na escolas, ela fez matéria de 1a página e no dia seguinte a lei foi derrubada. A lei estava esquecida em alguma gaveta mas isto é mais uma prova que Getúlio amava Hitler.
    Abraço
    Ivo

  436. Gerald.

    Parece que o apagar das luzes de hoje será feiro por um de nós dois.

    Sirva-se.

    Juliana me parece pedir mamadeira agora.Come de tudo.
    Se deixada come até meu isqueiro,

    tenho missão a cumprir,
    doce missão.

    Fui.

    Love.

    Pacheco.

  437. gthomas

    Sr Zeca (Montrea) se eh que o Sr ja estudou jornalismo ou leu um bom livro ou sabe o que eh um bom romance ou uma boa maneira EM INGLIXXX de se escrever

    saiba que

    “The “rude boys” of the Middle East are at it again, busily bombing the million and a half Palestinians in the Gaza strip back into the stone age. Reports are that so far over 400 people, including women and children, have been killed.”

    eh de fato humilhantemente RIDICULO,

    nao eh a toa que o autor, perto de seus 50 anos nao consegue emprego pago como comentarista politico.

    The “rude boys” of the Middle East are at it again,

    >>>>Os rapazes rudes do Oriente Medio estao tramando de novo

    busily bombing the million and a half Palestinians in the Gaza strip back into the stone age

    >>>> ocupados em bombardear um milhao e meio de Palestinos na Faixa de Gaza pra era da idade da pedra (Uau, Zeca! je suis ipressioneeee!!! que literature magnifique, non? Stone age? Tres creative!)

    . Reports are that so far over 400 people, including women and children, have been killed.

    >>> Dados ate agora indicam que mais que 400 pessoas, incluindo mulheres e criancas foram mortas.

    Caramba! Onde teriamos essa info se nao fosse esse aclamado blog do neto? Meu deus. O Sr Zeca descobriu uma MINA de literatura jornalistica de altissimo grau, isento, objetivo e, o que eh mais importante: esta nos contando coisas que NAO SABIAMOS ate entao.

  438. gthomas

    Ivo, vou te escrever pelo email

    Pacheco: ATE que ENFIM!!!!
    SEJA MAIS QUE BENVINDO
    MANDEI NAO SEI QUANTOS EMAILS

    A LUIZA RESPONDEU

  439. Ivo Veiga

    Agora vou dormir com a alma leve após ter assistido e me emocionado com os bravos membros do NYFD e que Deus cuide bem dos 350 que morreram pra salvar a vida de milhares.
    Boa Noite
    eAbraço
    Ivo
    PS. ele continua batendo na mesma tecla.

  440. Ivo Veiga

    Fico aguardando seu e-mail.

  441. gthomas

    03/01/2009 – 19:35
    Enviado por: gthomas
    I would like to make a statement. As a US and UK citizen, coming from Jewish heritage, I am simply BAFFFLED at the images shown on CNN today, Jan 3, 2009
    PLEASE STOP THE MASSACRE.
    THERE MUST BE A POLITICAL SOLUTION TO THIS PROBLEM.
    THE ETERNAL VIOLENCE WILL ONLY GENERATE MORE VIOLENCE.
    Rather than sitting speechless and silent here in my NY apartment, all I want to do is to SCREAM, SCREAM and beg all of you involved in this disgraceful and disproportional ATTACKS: PLEASE STOP.
    More than 400 people have be Killed.
    PLEASE STOP THE MADNESS.
    Gerald Thomas

  442. gthomas

    Pacheco
    sei que nao eh esquecimento
    fique em paz
    LOVE
    G

  443. Gerald.

    Experimento enviar agora e possivelmente entrarei logo abaixo do teu comentário das 04:28.
    isto acontecendo o que eu disse acima a respeito de HML está correto.
    Testando envio agora.

    Pacheco.

  444. Teste realizado com sucesso.

    Papo de HML confirmado.

    Tenho novo personagem na galeria.Agora posso entrar também como relojoeiro ou consertador de relógios ou coisa parecida.

    isto não prova merda nenhuma.
    mas foi bom fazer.

    E agradeço ao professor Targino.
    Que despertou meu interese por matemática.

    Obrigado targino.

    Só lamento seres ateu e fã de bolsas esmolas.
    De resto sou teu fã.

    Abraços.

    Pacheco(ainda rindo do veljho babão)

  445. Cristina

    Vampiro de Curitiba se diz ateu, e seu condicionamento é judaico-cristão, não acho que o judeu seja um povo sofrido, acho que eles gostam de se fazer de vítima do outro. Compaixão, amor … tudo da boca para fora, neste ponto sou niilista, não acredito no amor falado, só acredito no amor ação. Minha cabeça niilista tem vontade de explodir palestinos e israelenses, que vá todo mundo prá puta que o pariu Hamas e Israel. Gerald queria falar sobre a apatia. Parte da minha família é apática, não é sensível ao sentimento do outro e se deixa manipular por comodismo. É a apatia que leva minha mãe ao vício em remédios, e tenho uma boa notícia para vocês que tomam rivotril, minha mãe não está tão gagá como eu pensava, melhorou com a troca de remédios, está até conversando de maneira articulada.
    A ilustração do Gerald: uma fila de seres humanos que passa pelos dedos de uma mão gigante. Fila. Em São Paulo as pessoas adoram fazer filas. A fila da balsa neste final de semana esteve inacreditável, talvez a pior de toda a história da Ilhabela, o tempo virou, o mar ficou violento, a balsa parou durante algumas horas, era impossível chegar no continente.
    Para o Gerald este blog sai barato, não vai conseguir fazer a catarse e um terapeuta bom é caro e não é eficiente, sem contar a quantidade de analistas de plantão de graça. Gerald ganha dinheiro, não paga terapeuta e tem várias linhas analíticas. Vi a primeira parte de “O Circo de Rins e Fígados” e consegui gravar 10 minutos apenas da segunda parte, mas eu verei até o fim.
    A minha cadela é a Meg, cocker spaniel inglesa que não tem medo de nada, a Meg dá bronca na rottweiller Life, que é medrosa, acho que ela tem trauma desta vida e também de vidas passadas, tem trauma no seu DNA, a Life mora na minha casa porque escolheu, seu dono não fica muito em casa, e ela vivia aprisionada, apesar de ser medrosa a Life tem o maior astral, e conseguiu se libertar, hoje ela é livre, a porta vive aberta. Ouvi dizer que os lhasas, uma raça oriental que está na moda, também têm medo dos fogos e correm para debaixo dos móveis. O fato é que nós brasileiros nunca levamos bombas na cabeça, este trauma não carregamos. Os nova iorquinos levaram aviões na cabeça, e ficaram bem traumatizados.

  446. Cristina

    Vocês vão me desculpar, mas as forças armadas não têm boa vontade, nem boa fé, nem honra, nem dignidade. É cínico e frívolo dizer que numa guerra a verdade é a primeira que sofre baixa.
    Não precisamos ir para Israel para ver forças armadas massacrando. Não vou usar São Paulo como exemplo, no Rio de Janeiro está uma das piores polícias armadas do Brasil, a mais corrupta e violenta. Um dos melhores filmes sobre apatia e violência é o brasileiro “Tropa de Elite”, sucesso absoluto de público no Brasil. A peça Bate Man ficaria muito bem interpretada por Wagner Moura. Este mundo proíbe a plantação da maconha para consumo próprio e permite a fabricação de armas, inibe com violência a plantação de maconha e fabrica bomba atômica. Não dá nem para discutir o Direito do Estado seja Israel ou o Rio de Janeiro, como diz o italiano fatto la legge trovatto lo engano. A violência no Rio de Janeiro não é decorrente do comércio ilegal de drogas e sim do comércio ilegal de armas e da repressão violenta do estado corrupto e impune, o morador da favela carioca não está impune, quem está impune é o servidor do Estado corrupto, e o favelado carioca tem traumas de guerra, como se morasse na Faixa de Gaza.

  447. Reinaldo Pedroso

    “03/01/2009 – 13:44
    Enviado por: Sandra

    “Quem tem mais direito de existir?” >>> Acho, que ninguém.

    “Quem tem mais direito de opinar sobre isso?” >>> Acho, que ninguém.

    “Quem tem o direito de não existir?” >>> Com certeza, ninguém.

    Reinaldo

  448. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 16:44
    Enviado por: gthomas
    Eis a judiazinha de merda
    [>>]
    Domain Name
    inter.net.il ? (Israel)
    IP Address
    84.229.113.# (SMILE Internet Gold)
    ISP
    Euronet Digital Communications
    Location
    Continent
    Asia
    Country
    Israel
    (…)”

    Gerald
    Isso aí me fez mal. Estou refletindo a respeito.
    Reinaldo

  449. Reinaldo Pedroso

    Não quero mais falar com o Ivo e o Pacheco.
    Falarei, se necessário, sobre os estereótipos.
    Reinaldo

  450. Reinaldo Pedroso

    “05/01/2009 – 02:05
    Enviado por: gthomas
    Sera que nem todo mundo que se chama Reinaldo Pedroso nesse blog eh realmente o Reinaldo Pedroso?”\

    Gerald
    Posso responder por um.
    Rastreia.
    Reinaldo

  451. Cristina

    Eu me senti mal da Noemi chamar o Gerald de judeuzinho de merda e dizer que ele renega as origens.

  452. CASAGRANDE

    Los rostros de la justicia,Carlos Avilés Allende

    La otra elección (¿en la que no decidiremos?)

    http://WWW.Universal.com.

    Porque si usted no forma parte de este reducido grupo, al que se le suman otros nombres e intereses por supuesto, pero que sería largo y tedioso colocarlos de inicio, nadie lo tomará en cuenta en esa otra elección.
    Se trata de la elección de los dos nuevos integrantes de la Suprema Corte de Justicia de la Nación que ocuparán las vacantes que dejarán, a partir del 30 de noviembre, los ministros Genaro Góngora Pimentel y Mariano Azuela Güitrón, sin duda, dos de los integrantes más polémicos del máximo tribunal del país, más respetados y a la vez tan opuestos y tan representativos de los sectores más liberales y conservadores de la justicia y de la sociedad mexicana

    Allende deve ter esquecido, que a Cosa Nostra da “toga” recruta seus próprios comparsas?

    La Unión Internacional de Magistrados, organización internacional profesional política, fue fundada en Salzburgo (Austria) en el año 1953.
    Sus miembros no son personas individuales, sino asociaciones de magistrados que tienen interés en pertenecer a la misma.

  453. O Vampiro de Curitiba

    Cristina, eu não acho que o povo judeu seja vítima ou qualquer coisa do gênero. Só acho que essa guerra não é entre judeu e palestino, mas entre judeu e o Hamas, que nem os próprios árabes suportam, diga-se de passagem.
    Você ficou chateada comigo porque falei do seu pastor alemão? Só falei porque sou apaixonado por esta raça, só isso.
    Não fica chateada comigo, não. Não vale a pena. Eu gosto de você, Cristina.

  454. Glorinha

    Bom dia a todos!!!

    Quantas são as diferenças…
    Em um lugar tudo segue….como tem que ser…e cresce…
    Em outro lugar tudo tem que ser…enquanto cresce…
    Diferenças se encontram no entardecer
    Como serão ao dialogar?
    Línguas diferentes nas vidas não iguais
    Literaturas dispersas…anos muitos a frente a lhes manter…longe
    E mais longe como uma criança e um adulto só que não há crianças, apenas adultos
    A foto denuncia o que não vi….
    Ao entardecer as cores se misturam, são uma, mas cada uma é a sua, sua cor.
    [[]]

  455. Cristina

    Vamp, você escreveu que o povo judeu é sofrido, e este conceito de vitimização é judaico-cristão, não estou chateada com você, e também não é para você se chatear comigo se eu lhe chamar de ateu com condicionamento cristão, como todos nós.

  456. Sandra

    Cristina, os soldados brasileiros estão batendo um bolão no Haiti.

  457. Sandra

    Reinaldo, grata, mas as perguntas são do Gerald. Mas suas respostas foram tão perturbadoras quanto.

  458. Aninomyous

    Olá…quero concordar com isso mesmo…há uma apatia, talvez pior, ocorra uma ‘cultura’ em prol de, que se entranha, se enraiza e se torna ‘opção’ válida dentro da Humanidade…a violência habita dos desenhos infantis mais inocentes aos mais remotos filmes ‘pastelão’ do tipo Três Patetas, a reação de ver uma pessoa se esborrachar no chão deveria ser de ‘acudir’, no entanto muitos caem na risada, gargalhada…quando ocorre um acidente, as pessoas se aproximam lentamente e ‘não sendo conhecido’ ficam ‘urubuzando’ a carniça com a frieza de observar carne no açougue…isso vai insensibilizando até o ponto em que as questões ‘obviamente’ são conduzidas a um tipo de ‘se não resolve deve se dissolver’, assim se dissolvem as vidas nas guerras, assim se dissolvem as palavras nas posturas radicais, se encontram motivos, desculpas, explicam-se…porém a violência já se provou em milhares de anos ineficaz com relação à soluções, ela apenas se impõe, apenas se sustenta e perpetua por meio de injustiça…assim os violentos se justificam…isso ou aquilo é meu, vai negar? então tem que encarar, encara? então tem que destruir, se não é meu nem vai ser teu! e todos conhecemos o fim…os justos e ‘mansos’ se afastam, afastam, afastam…mas assim os violentos se espalham e destacam, jamais deixarão a paz reinar se obtém lucros com a injustiça…não há solução, apenas disputas, apenas burrice, o mundo cão…não do cão fiel e que tem um Senhor lhe conduzindo feito um pastor… mas sim do cão selvagem, carniceiro e que ataca em matilhas sedento por sangue e mortes, o cão de guerra.
    Paz é um dia resolver as disputas e dividir os espaços com diplomacia e inteligência, essa sim, herança divina, o verbo ou palavra são coisas do tipo ‘revelação’ e inversamente proporcionais ao mundo cão, quanto mais inteligência menos ‘raiva’ e mais humor e disposição a tolerancia.
    Abraços.

  459. Sandra

    Ainda estou tentando entender a Noemi. Está numa região de conflito, mas entra num blog de alguém que SEMPRE lutou contra torturas e matanças, que defende o direito de Israel existir, cuja família viveu o holocausto, que faz lindíssimas peças, e igualmente lindos textos e desenhos, para chamá-lo de judeuzinho de merda por “renegar seu povo”. Onde ela achou que o Gerald renegou seu povo? Ele precisaria ter uma barba?

  460. Nina

    Anino

    Não acho que inteligência tenha algo a ver com raiva ou agressividade.

    Hiteler por exemplo era muito inteligente, no entanto…

  461. Aninomyous

    Particularmente sou religioso, não ao extremo, mas ao mesmo tempo ao extremo…explico…acredito que o Homem não pode falar por Deus, mas que Deus pode falar pelo Homem…tipo Moises, ele apenas falava e Ele validava ser o porta voz,…acredito no Cristo porque ele veio e trouxe a mensagem por meio da palavra, esta sim infalível e eficaz, contrariamente a o esperado de Ele vir aqui dobrar todos e impor um reinado ditatorial, substituiu seus ‘dez mandamentos’ a um so…amem uns aos outros como a sí mesmos, da forma como ‘Eu’ os amei…isso é mais revelador do que bombas, guerras ou palácios de adoração…quem tem o direito de não existir? no mundo real? a besta fera disfarçada de homem…

  462. Nina

    disculpe
    quis dizer Hitler
    continuo sem um dedo

    Vamp estou num PC e os coments conseguem entrar na ordem, entram fora quando estou num note… estranho né?

  463. Sandra

    Como seria um jogo de futebol onde só um dos lados precisasse jogar pelas regras?

  464. Aninomyous

    Ops…faltou um E maiúsculo ali…hehehehehehehe… 😛

    Nina, respeito sua opinião, mas continuo na opinião de que raiva ou agressividade são sinais de descontrole, de falta de argumentos e de pouca vontade…todos os ‘inteligentes’ que conheci eram pessoas tão legais que me faziam sentir melhor do que eu tentava ser, tinham e tem tão boa vontade que me ‘aumentavam’ ou entendiam ou ‘corrigiam’ a coisa mais estúpida que eu pudesse falar ou deixar sair de meus pensamentos…pelo contrario pessoas agressivas e raivosas sempre tentavam me diminuir ou humilhar para ‘se aumentar’ diante de mim…muitas vezes eu percebia ter ‘acertado’ e no entanto percebia a falta de inteligencia de meus proprios ‘mestres’…éh, mesmo entre mestres há os que não são inteligentes…tinha uma que me disse ‘é assim mesmo, as pessoas sem valor ficam pensando no mundo e no bem como se fossem salvadores da pátria, mas os vencedores não, porque eles tem mais no que pensar’…muito inteligente ela era, porém demonstrando que ao mesmo tempo era limitada a seu mundinho egoista e sem horizontes humanos…sem alma.
    Se tiver alguém inteligente poderia traduzir o que eu tento falar e concordar ou até me corrigir, mas jamais me reduziria para se impor…

  465. Sandra

    Às vezes tenho a impressão que os apáticos são os que realmente sentem.
    Por isso, quando falam… dói.
    Quem não sente nada é bem ruidoso.

  466. Nina

    xiiiii
    Anino…

    esssa conversa de vencedores, perdedores..
    misturada com inteligência e controle emocional…
    tá mais prá psicólogo de RH de empresa
    tô fora…

    beijo
    bom dia

  467. Glorinha

    Nina…bom dia!
    seu dedo…espero que esteja melhor!
    [[]]

  468. Sandra

    Gerald, você precisa falar, apesar da dor. Não deixe ruidosos vazios solarem. Eles podem causar muita dor. Muitas mortes.

  469. Sandra

    Beijos em todos! Dia cheio! Volto mais tarde!

  470. Nina

    Glorinha, olá!

    está melhor sim, eu já arranquei o que segurava ele… tão irritante…

    mas tá difícil de digitar..

    bjs

  471. Glorinha

    Sandra,
    puxa….acho que é uma responsabilidade tão grande que não se pode pedir a alguem…a ninguem…precisa-se pega-la para sí também….
    fico triste de pensar que alguem pode se sentir tão solitário para fazer algo…muito…muitíssimo grande….e mais ainda quando o deixamos lá…
    desculpe…me pareceu assim o que li do que vc escreveu agorinha ai em cima…se estiver errada me perdõe.
    []

  472. Sandra

    Glorinha, você está certa. Gerald, retiro o que disse. Fale sobre o que quiser, na hora que quiser, no limite de sua dor.

    Agora, saindo mesmo!

  473. gthomas

    Eu ja nao sei mais o que dizer: estou sendo atacado e quando atacado fico em silencio

  474. gthomas

    Olha a coluna escrita em JUNHO do ano passado!

    25/06/2008 – 13:24
    Um espetáculo que não termina nunca, mas tem de tudo
    Cena 1 – Aeroporto Ben-Gurion, Israel — Um policial israelense, plantado num topo de um prédio a cem metros do presidente Sarkozy e do primeiro ministro Olmert, olha em volta, cospe no chão, limpa a sua arma pela última vez, dá uma olhada para o céu claro do oriente médio e acaba disparando um tiro em si mesmo. Digo, em sua própria cabeça. Os guarda-costas, rapidamente, se jogam pra cima de Sarkozy e, o que se vê, é Carla Bruni subindo rapidamente as escadas do avião presidencial, e Sarkozy, meio perdido, ainda querendo apertar as mãos de todos os guarda-costas, soldados, etc, porque, sim, à essas alturas, o Olmert e Simon Peres já tinham desaparecido. Levaram “os homem” em outra direção.

    Estranho: num país tão preocupado com terrorismo, segurança, e ainda existe essa babaquice de cerimônia de despedida aberta em aeroporto: por quê os presidentes não embarcam em gates, ao invés de ao ar livre? Bem, Carla Bruni mostrou que deixaria seu marido pra trás na primeira ocasião.

    E o policial? Deu mesmo um tiro em si mesmo? Ali, naquele lugar? Suicídio? Tudo bem, a gente se acostumou a “comprar” o que a mídia nos vende mas……na boa! Um soldado israelense se suicida ao ser “detail” de segurança na patrulha de despedida de Sarkozy, depois do presidente da França passar 3 dias em solo israelense. Tá ótimo. Vamos nessa!

    Óbvio que o porta voz da polícia, Micky Rosenfeld, negou que houvesse qualquer tentativa de assassinato, ou sequer plano de assassinar o Sarkozy (o que me faz pensar: tanta, mas tanta segurança é normal? Digo, os telhados repletos de policiais, a Mossad em tudo que é lugar, gente à paisana espalhada em tudo que é parte e, de repente, BUM! A banda toca alto, um soldado se mata e cai na pista do aeroporto, e um lençol o cobre).

    Nelson Rodrigues? Vlacav Havel? “Clear and Present Danger?”

    Um filme de Polanski? Não, genial demais pra isso. De John Frankenheimer? Não, esse era ótimo! Vamos ver…ah, deixa pra lá.

    Na verdade eu não entendo bem o que Presidentes ocidentais vão fazer em Israel, fora o ôba-ôba e reforçar o tal “êpa, eu sou neutro: eu gosto de vocês, mas AMO os islâmicos, palestinos, os extremistas também, porque lá em casa tem uma caralhada deles e eles queimam meus carros, fazem uma zona ducaralho nos subúrbios de Paris”. Sim, ele foi fazer o que todos vão fazer. Falou no Knesset (parlamento), “advertiu seriamente” a política externa isralense (tem que fazer isso pelo número de islâmicos que habitam a França hoje). Ai meu santo. Dá um cansaço! De repente, vê-se a protocolar foto do presidente francês com o líder palestino Mahmoud Abbas (que não é nem de longe tão divertido quanto o exótico Arafat) (não se fazem mais líderes como antigamente: ah, o De Gaulle com aquele narigão… Esse sim escapou de Hitler (quase se rendeu) e do assassino Chacal). Ah, la belle époque. Sim, Sarkozy foi “apertar” os parafusos soltos entre a França e Israel, tudo bem. As visitas presidenciais devem mesmo servir pra isso. Enquanto isso, o povo baba olhando a Carla Bruni.

    “Em nome da França, gostaria de dizer que nos Amamos Israel e Vive la France!”, disse um empolgado Sarkozy, que, as vezes parece um menino de ginásio que não cresceu direito.

    Mas – pra que essa preocupação toda? Um policial se matou ali na frente dele e jamais saberemos porquê! O que terá sido?

    Cena 2 – A Argentina está à beira de um colapso e eu amo aquele país. Amo. Não sou o Sarkozy e não preciso dizer em nome de ninguém que estou apavorado com uma (possível) nova crise argentina. Será que deveríamos mandar o Sarkozy pra lá, pra ele dizer que o povo da França também “verdadeiramente ama os argentinos?” Sarkozy é parcialmente judeu, por parte de pai e nada tem de argentino. Pena. Um dia ainda teremos um presidente Francês verdadeiramente argentino. Já é tempo! Os argentinos dominam a cena cultural de Paris há tempos. Não vou entrar em detalhes. Leiam um “Manual para Manuel”, de Cortázar. Não é sobre argentinos mas é de um argentino.

    Cena 3 – O Hamas, ontem mesmo, quebrou com qualquer possibilidade de paz: mandou ver. Três mísseis mandados por eles foram cair na fronteira israelense.

    Mas também, dias antes, a força aérea de Israel, voava a centímetros do espaço aéreo do Iran. Como vocês vêem, esse é um espetáculo que não tem fim. Ele começou bem antes de 1948 e vai continuar até que o último soldado de ambos os lados, plantados em telhados, se dêem um tiro na cabeça, perplexos com o que vêem.

    E eu, perplexo com a morte de Da. Ruth Cardoso, continuo a afirmar, que 2008 está engolindo mais gente do que a década inteira de 1990.

    Gerald Thomas

  475. O Vampiro de Curitiba

    Nina, o Targino adiantou a hora do computer e deu certo, acho que vale a pena tentar

  476. Glorinha

    Gerald, bom dia!
    algumas vezes penso que o silêncio é aquele “caminho do meio” que parece nunca existe mas está lá nos esperando conseguir….
    o silêncio talvez seja a necessidade do recesso interno!
    [[]]abraço amigo e bem queitinho procê,

  477. Glorinha

    abraço quietinho…..

  478. O Vampiro de Curitiba

    Cristina, sou ateu, considero o cristianismo o pior dos males humanos, não tenho a menor simpatia por religião alguma. Agora, é necessário reconhecermos que o modo de vida do ocidente-judaico-cristão-capitalista é o que existe de mais avançado neste momento. Ou menos atrasado, pra ser mais claro.

  479. O Vampiro de Curitiba

    Ahh, beijos em todos, principalmente em todAs!

  480. Cristina

    Vampiro de Curitiba, em que sentido você considera o cristianismo o pior dos males da humanidade? Os seus conceitos, os seus ideiais de vida, sua forma de avaliar o mundo são tipicamente judaico-cristã, você é um cristão, só não gosta da instituição Igreja.

  481. O Vampiro de Curitiba

    Cristina (só agora reparei no seu nome,Cristina, de Cristo), como o Mestre de todos os mestres Nietzsche já afirmou, “o cristianismo é o platonismo para os pobres.”
    O cristianismo é a negação da vida, onde nasce essa árvore, a cruz, nada de bom vingará…

  482. Cristina

    Se eu nascesse na Palestina já teria mudado da região há décadas, as pessoas pacíficas buscam lugares calmos, concordo com o Aninomyous, foi em busca de paz que mudei para Ilhabela. Sou religiosa, brinco que sou niilista, mas não defendo as religiões institucionalizadas. As pessoas não vão em busca de seu belo, elas são apáticas e não gostam da paz, criam pitt bulls, pastores alemães, rottweillers para agredir, mudam o instinto protetor do cão, deixam o cachorro louco. O judeu israelense é fixado numa terra que ele deixou 2.000 anos atrás, e o palestino também é fixado numa terra que ele vive há mais de 2.000 anos. Gerald pode até renegar Israel e continuar judeu, sua família provavelmente morou na Europa durante séculos e séculos, não tem nada a ver com o Oriente Médio
    Raiva e agressividade são sinais de falta de inteligência emocional, as pessoas que não querem curar a raiva dizem que inteligência emocional é conceito tirado de livreco de auto-ajuda.

  483. gthomas

    Sandra: otimas perguntas

    Vamp: otima colagem la do Reinaldo

  484. Cristina

    “Que me interessa a aflição dos homens! O último pecado que me está reservado… sabe como se chama? Compaixão!
    Ó Zaratrustra! Venho aqui fazer-lhe cometer o último pecado!”

  485. Cristina

    “No último da sua simplicidade só têm um desejo: que ninguém os prejudique. Por isso são amáveis para com todos e praticam o bem”
    “Para você louco, dou-lhe este ensinamento à guisa de despedida: onde não se pode amar, deve-se … passar”
    “Ser duro para com os pequenos parece-me um proceder próprio do ouriço”
    Nietzsche

  486. Aninomyous

    O que eu gosto no cristianismo é do proprio Cristo…ele não ia atrás de ninguém fazendo lavagem cerebral (repetindo ladainhas infinitamente até vencer pelo cançasso) mas sim dizia, abandone sua paixão e me siga…sim, paixão vira odio…amor sempre vence…Cristo é Amor (eita, tem uma igreja com esse nome?), vemos todas guerras causadas por paixão, quando na verdade deveriam Amar em nome da religião…acredito na divindade de Cristo porque os ‘profetas não mentem’, portanto se ele devolveu visão a cegos, ressussitou mortos, curou leprosos, etc etc etc ele so podia ser quem dizia ser…e principalmente, porque os ‘apaixonados’ sacerdotes o condenaram e mataram em nome de seus Deuses…mataram e continuam matando até hoje, enquanto o que vejo reclamarem da Igreja Cristã é o exagero com que defendem a vida indo até contra aborto ou contracepção…vejo a Igreja cada vez mais atual e moderna trazendo a bíblia para a linguagem para o tempo atual explicando por A + B seus princípios e fundamentos ao invés de obscurecer e transformar ela em sinônimo de guerras e morte…particularmente estou mesmo chegando ao ponto de pensar alguns instantes em sustenta-los, virar dizimista, afinal não tenho pretenção de ser sacerdote, mas os sacerdotes falam abertamente tudo o que gosto de ouvir da Teologia…os vejo chamando o povo à santidade, a serem sãos, ter saúde no maior número de coisas que puderem…ao contrário do mundo que é uma coleção de vícios e crueldades, quando alguém fala de maldade todos riem e incentivam, quando alguém se volta à bondade todos reprovam e olham feio, então reclamam das guerras por que?…por isso discordo Vamp…negar a vida é impor preço a ela, é julgar um pedaço de chão mais valioso que uma vida, é julgar um título ou nome mais importante, é reverenciar o Faraó do Egito e não ao Deus de Moisés, quando tentaram usar uma pegadinha com Cristo perguntaram a Ele:
    Vc acha justo pagar impostos ao Cesar?
    Ele questionou: De quem é a face que está na moeda?
    Responderam: De Cesar
    Então Ele disse: De a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus…exatamente o que aconteceu ao Imperador lá do Egito que perseguia Moisés e Ele (enquanto Pai) liberou…tipo algo assim…sem querer ferir mas indicando uma coincidência…etc etc etc…
    Beijos às meninas.

  487. So quem existe tem o direito de existir.
    Para ter esse direito Israel tem que continuar existindo.
    Caso contrario, Ines é morta.
    Tem outros povos que tambem lutam para continuar existindo.
    Os Armenios.
    15:20

  488. Aninomyous

    Digo sem querer ferir religiões distintas, afinal eles podem dizer que Jesus plagiou Deus na sua resposta…mas, mudando, concordo com o Vamp, a guerra é de Israel com o Hamas…não é de Judeus contra Muçulmanos…tal qual pintam no Brasil a guerra é de ricos contra pobres, da polícia contra os favelados, quando na verdade é do Estado contra os traficantes e crime organizado…
    Na verdade, se não fosse uma guerra eles teriam que indenizar os inocentes, porque é o mesmo que o Estado jogar panfletos numa favela “quem não for bandido sai que vamos tacar fogo”…hehehehehe 😛

  489. Sandra

    Pausa para perturbar vocês, que ninguém é de ferro.

    O que mudou? Assistimos insensíveis às mortes pela Internet, usando-as para embrulhar barulho, ideologias e interesses, mas a China, onde a Internet é controlada, assiste às mortes em grandes estádios. Sem julgamentos, órgãos vendidos,…
    Apatia de quem está cansado, fuga de quem sente dor,… Hoje, ou há 30 anos.

    Mas… a Internet é proibida em países totalitários.
    Mas… alguns blogs são atacados por parasitas de blogs.
    Por quê?

  490. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, não gosto muito de colar textos de outros blogs aqui, mas acho que esse vale a pena. Reinaldo Azevedo sobre a Guerra entre Israel e o Hamas. Embora ele seja cristão e eu ateu, concordo com Reinaldo em gênero, número e grau:

    ” SIM OU NÃO À EXISTÊNCIA DE ISRAEL? ESSA É A PRIMEIRA QUESTÃO. EU DIGO “SIM”
    O Hamas rompeu a trégua com Israel — a rigor, nunca integralmente respeitada —, e aqueles que ora clamam pelo fim da reação da vítima — e a vítima é Israel — fizeram um silêncio literalmente mortal. Hipócritas, censuram agora o que consideram a reação desproporcional dos israelenses, mas não apontam nenhuma saída que não seja o conformismo da vítima. É desnecessário indagar como reagiria a França, por exemplo, se seu território fosse alvo de centenas de foguetes. É desnecessário indagar como responderia o próprio Brasil. O Apedeuta e seus escudeiros no Itamaraty — que vive o ponto extremo da delinqüência política sob o comando de Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães — aceitam, de bom grado, que Evo Morales nos tungue a Petrobras, mas creio que defenderiam uma resposta militar se o Brasil passasse a ser alvo diário de inimigos. Há dias, Lula afirmou que o Brasil precisa ser uma potência militar se quiser ser respeitado no mundo. Confesso que, dada a moral ora vigente no Planalto e na diplomacia nativa, prefiro que o país tenha, no máximo, aqueles fogos Caramuru, os únicos que, no nosso caso, não podem dar xabu… Lula merece, no máximo, ter um rojão ou aqueles fósforos coloridos de São João para brincar.

    É dever de todo governo defender o seu território e a sua gente. Mas, curiosamente (ou nem tanto), pretende-se cassar de Israel o direito à reação. Por quê? O que grita na censura aos israelenses é a voz tenebrosa de um silêncio: essa gente é contra a existência do estado de Israel e acredita que só se obteria a paz no Oriente Médio com a sua extinção. Mas falta a essa canalha coragem para dizer claramente o que pretende. Nesse estrito sentido, um expoente do fascismo islâmico como Mahamoud Ahmadinejad, presidente do Irã, é mais honesto do que boa parte dos hipócritas europeus ou brasileiros. Ele não esconde o que pretende. Aliás, o Hamas também não: o fim da Israel é o segundo item do seu programa, sem o qual o grupo terrorista julga não cumprir adequadamente o primeiro: a defesa do que entende por fé islâmica.

    Será que exagero? Que outra consideração estaria na origem da suposição de que um país deve se quedar inerme diante de uma chuva de foguetes em seu território? “Não, Reinaldo, o que se censura é o exagero, a reação desproporcional”. Tratarei desse argumento, essencialmente mentiroso e de ocasião, em outro post. Neste artigo, penso questões mais profundas, que estão na raiz do ódio a Israel. Como se considera que aquele estado é essencialmente ilegítimo, cobra-se dele, então, uma tolerância especial. Aliás, exigem-se dos judeus duas reações particulares, de que estariam dispensados outros povos.

    Como os hipócritas do silêncio consideram que a criação de Israel foi uma violência, cobram que esse estado viva a pedir desculpas por existir e jamais reaja. Seria uma espécie de suicídio. Israel faria por conta própria o que várias nações islâmicas — em grupo, em par ou isoladamente — tentaram sem sucesso em 1956, em 1967 e em 1973: eliminar o país do mapa. Dói na consciência e no orgulho dos inimigos do país a constatação de que ele adquiriu o direito de existir na lei e na marra, na diplomacia e no campo de batalha.

    A segunda reação particular guarda relação com o nazismo. Porque os judeus conheceram o horror, estariam moralmente proibidos de se comportar como senhores: teriam de ser eternamente vítimas. Ao povo judeu seria facultado despertar ódio ou piedade, mas jamais temor. Franceses, alemães, espanhóis, chineses, japoneses e até brasileiros cometeram ou cometem suas injustiças e violências — e todos esses povos souberam ou sabem ser impressionantemente cruéis em determinadas ocasiões e circunstâncias. Mas os judeus?! Eles não!!! Esperam-se passividade e mansidão pouco importa se são tomados como usurpadores ou vítimas. A anti-semitismo ainda pulsa, eis a verdade insofismável.

    Tudo seria mais fácil se as posições fossem aclaradas. Acatar ou não a legitimidade do estado de Israel ajudaria muitas nações e muitas correntes político-ideológicas a se posicionar e a se pronunciar com clareza: “Sim, admito a existência de Israel e penso que aquele estado, quando atacado, tem o direito de se defender”. É o que pensa este escriba. Ou: “Não! Fez-se uma grande bobagem em 1948, e os valentes do Hamas formam, na verdade, uma frente de resistência ao invasor; assim, quando eles explodem uma pizzaria ou um ônibus escolar ou quando jogam foguetes, estão apenas defendendo um direito”. Mas os hipócritas não seriam o que são se não cobrissem o vício com o manto da virtude. Como não conseguem imaginar uma solução para alguns milhões de israelenses que não o mar — e, desta feita, sem Moisés para abri-lo —, então disfarçam o ódio a Israel com um conjunto pastoso de retóricas vagabundas: “pacifismo”, “antimilitarismo”, “reação proporcional”, “direito à resistência” etc.

    Na imprensa brasileira, um jornalista como Janio de Freitas chegou a chamar o ataque aéreo a Gaza de “genocídio”, dando alguma altitude teórica à militância política anti-Israel — embora o próprio Hamas admita que a maioria das vítimas seja mesmo composta de militantes do grupo. Trata-se, claro, de uma provocação: sempre que Israel é acusado de “genocida”, pretende-se evocar a memória do Holocausto. Em uma única linha, sustenta-se, então, uma farsa gigantesca:
    a) maximiza-se a tragédia presente dos palestinos;
    b) minimiza-se a tragédia passada dos judeus:
    c) apaga-se da história o fato de que o Hamas é a força agressora, e Israel, o país agredido;
    d) equiparam-se os judeus aos nazistas que tentaram exterminá-los, o que, por razões que dispensam a exposição, diminui a culpa dos algozes;
    e) cria-se uma equivalência que aponta para uma indagação monstruosa: não seria o povo vítima do Holocausto um tanto merecedor daquele destino já que incapaz de aprender com a história?
    E pouco importa se os que falam em genocídio têm ou não consciência dessas implicações: o mal que sai da boca dos cínicos não vira virtude porque na boca dos tolos.

    Em junho de 2007, esse mesmo Hamas foi à guerra contra o Fatah na Faixa de Gaza. E venceu. O grupo preferiu não fazer prisioneiros. Os que eram rendidos ou se rendiam eram executados com tiros na cabeça — muitas vezes, as mulheres e filhos das vítimas eram chamados para presenciar a cena. “O que ocorreu no centro de segurança [as execuções] foi a segunda liberação da Faixa de Gaza; a primeira delas foi a retirada das tropas e dos colonos de Israel da região, em setembro de 2005″, disse então Sami Abu Zuhri, um membro do Hamas. “Estamos dizendo ao nosso povo que a era do passado acabou e não irá volta. A era da Justiça e da lei islâmica chegou”, afirmou Islam Shahawan, porta-voz do grupo. Nezar Rayyan, também falando em nome dos terroristas, não teve dúvida: “Não haverá diálogo com o Fatah, apenas a espada e as armas. Desde 2006, quase 700 palestinos foram assassinados por rivais… palestinos.

    Ódio a Israel
    O ódio a Israel espalhado em várias correntes de opinião no Ocidente é caudatário da chamada “luta contra o Império”. O apoio ao país nunca foi tão modesto — em muitos casos, envergonhado. Não é coincidência que assim seja no exato momento em que se vislumbra o que se convencionou chamar de “declínio americano”. Israel é visto como uma espécie de enclave dos EUA no Oriente Médio. As esquerdas do mundo caíram de amores pelos vários sectarismos islâmicos, tomados como forças antiimperialistas, de resistência. Eu era ainda um quase adolescente (18 anos)— e de esquerda! — quando se deu a revolução no Irã, em 1979, e me perguntava por que os meus supostos parceiros de ideologia se encantavam tanto com o tal aiatolá Khomeini, que me parecia, e era, a negação, vejam só!, de alguns dos pressupostos que deveriam nos orientar — e o estado laico era um deles. Mas quê… A “luta antiimperialista” justificava tudo. O que era ruim para os EUA só poderia ser bom para o mundo e para as esquerdas. No poder, a primeira medida de Khomeini foi fuzilar os esquerdistas que haviam ajudado a fazer a revolução…

    É ainda o ódio ao “Império” que leva os ditos “progressistas” do mundo a recorrer à vigarice intelectual a mais escancarada para censurar Israel e se alinhar com as “vítimas” palestinas. Abaixo, aponto alguns dos pilares da estupidez.

    Mas o que é terrorismo?
    Pergunte a qualquer “progressista” da imprensa ou de seu círculo de amizades se ele considera o Hamas um grupo “terrorista”. A resposta do meliante moral virá na forma de uma outra indagação: “Mas o que é terrorismo?” A luta “antiimperialista” torna esses humanistas uns relativistas. Eles dirão que a definição do que é ou não terrorismo decorre de uma visão ideológica, ditada por Washington, pela Otan, pelo Ocidente, pelo capitalismo, sei lá eu…

    Esses canalhas são capazes de defender o “direito” que os ditadores islâmicos têm de definir os seus homens viciosos e virtuosos — “democracia não se impõe”, gritam —, mas, por qualquer razão que não saberiam explicar, acreditam, então, que Washington, a Otan, o Ocidente e o capitalismo não podem fazer as suas escolhas. E essas escolhas, vejam que coisa!, costumam ser justamente aquelas que garantem as liberdades democráticas. Se você disser que explodir bombas num ônibus escolar ou num supermercado, por exemplo, é terrorismo, logo responderão que isso não é diferente da ação de Israel na Faixa de Gaza, confundido a guerra declarada (e reativa!!!) com a ação insidiosa contra civis. Para esses humanistas, a ação contra Dresden certamente igualou os Aliados aos nazistas… Falei em nazistas? Ah, sim: os antiisraelenses gostam de comparar as ações do Hamas, do Hezbollah ou das Farc aos atos heróicos dos que lutaram contra o nazismo. Ao fazê-lo, não só igualam, então, os vários “terrorismos” como também os várias “estados da ordem”. No caso, o nazismo não se distinguiria dos governo de Israel, da Colômbia ou de qualquer outro estado que sofra com a ação terrorista.

    Só querem a paz
    Aqui e ali, leio textos indignados em nome da “paz”. E penso que o pacifismo pode ser uma coisa muito perigosa. Chamberlain e Daladier, que assinaram com Hitler o Acordo de Munique, que o digam. Como observou Churchill, entre a desonra e a guerra, escolheram a desonra e tiveram a guerra. Argumentos que remetem ao nazismo, sei disto, costumam desmoralizar um tanto o debate porque apelam sempre a uma situação extrema, que se considera única, irreproduzível. A questão, então, é como Israel pode fazer a paz com quem escolheu o caminho da guerra e só aceita a linguagem das armas e da morte. O Hamas é o inimigo que mora ao lado — e, com freqüência, dentro de Israel. Mas há os que estão um pouco mais distantes, como o Irã por exemplo. O que vocês acham que acontecerá quando (e se) os aiatolás estiverem prestes a ter uma bomba nuclear? Em nome da paz, senhores pacifistas, espero que Israel escolha a guerra. E ele escolherá, fiquem certos, concordem os EUA ou não.

    A ação de Israel só fortalece o Hamas
    Israel deixou o Sul do Líbano, e o Líbano foi entregue — sejamos claros — aos xiitas do Hezbollah. Israel deixou a Faixa de Gaza, e o Hamas expulsou de lá os corruptos moderados da Fatah, não sem antes fuzilar todos os que foram feitos prisioneiros na guerra civil palestina. Isso indica um padrão, pouco importa a vertente religiosa dos sectários. A guerra desastrada contra a facção xiita no Líbano, muito mais poderosa do que o inimigo de agora, significou, de fato, uma lição amarga aos israelenses: se a ação militar não cumpre o propósito a que se destina, ela, com efeito, só fortalece o inimigo. Na prática, é o que pedem os que clamam pela suspensão dos ataques à Faixa de Gaza: querem que Israel dispare contra a sua própria segurança.

    O argumento de que os ataques só fortalecem o Hamas porque fazem do grupo heróis de uma luta de resistência saem, não por acaso, da boca de intelectuais palestinos ou de esquerda. Cumpre perguntar se, no status anterior, havia algum sinal de que os palestinos de Gaza estavam descontentes com os terroristas que os governam. Mais uma vez, está-se diante de uma leitura curiosa: a única maneiras de Israel não fortalecer o Hamas seria suportar os foguetes disparados pelo… Hamas! Como se vê, os argumentos passam pelos mais estranhos caminhos e todos eles cobram que os israelenses se conformem com os ataques.

    A volta a 1948
    Aqui e ali, leio que o estado de Israel só é defensável se devolvido à demarcação definida pela ONU em 1948. Digamos, só para raciocinar, que se possa anular a história da região dos últimos 60 anos… Os inimigos do país considerariam essa condição suficiente para admitir a existência do estado judeu? A resposta, mesmo diante de uma hipótese improvável, é “NÃO”. Mesmo as facções ditas moderadas reivindicam a volta do que chamam “os refugiados”, que teriam sido “expulsos” de suas terras — terras que, na maioria das vezes, foram compradas, é bom que se lembre. Tal reivindicação é só uma maneira oblíqua de se defender que Israel deixe de ser um estado judeu — e, pois, que deixe de ser Israel. E isso nos devolve ao começo deste texto.

    Aceita-se ou não a existência de um estado judeu? Israel está muito longe, no curtíssimo prazo, dos perigos que, com efeito, viveu em 1967 e em 1973. Não obstante, sustento que nunca correu tanto risco como agora. Desde a sua criação, jamais se viu tamanha conspiração de fatores que concorrem contra a sua existência:
    – a chamada “causa palestina” foi adotada pela imprensa ocidental — mesmo a americana, tradicionalmente pró-Israel, mostra-se um tanto tímida;
    – o antiamericanismo, exacerbado pela reação contra a guerra no Iraque, conseguiu transformar o terrorismo em ação de resistência;
    – os desastres da era Bush transferem para os aliados dos EUA, como Israel, parte da reação negativa ao governo americano;
    – os palestinos dominam todo o ciclo do marketing da morte e se tornaram os “excluídos” de estimação do pensamento politicamente correto: o que são 300 mil mortos no Sudão e 3 milhões de refugiados perto de 500 mortos na Faixa da Gaza, a maioria deles terroristas do Hamas? A morte de qualquer homem nos diminui, claro, claro, mas a de alguns homens excita mais a fúria justiceira: a dos sudaneses não excita ninguém…;
    – um estado delinqüente, como é o Irã — que tem em sua pauta a destruição de Israel —, busca romper o isolamento internacional aliando-se a inimigos estratégicos dos EUA;
    – a Europa ensaia dividir a cena da hegemonia ocidental com os EUA sem ter a mesma clareza sobre o que é e o que não é aceitável no que concerne à segurança de Israel;
    – atribui-se ao próprio estado de Israel o fortalecimento dos seus inimigos, num paradoxo curioso: considera-se que o combate a seus agressores só os fortalece, ignorando-se o motivo por que, afinal, ele decidiu combatê-los…

    Sim ou não à existência de Israel? Sem essa primeira resposta, não se pode começar um diálogo. Ou romper de vez o diálogo. Sem essa resposta, o resto é conversa mole. “

  491. Sandra

    “Eu presto atenção no que eles dizem
    Fidel e Pinochet tiram sarro de você que não faz nada

    E me faça esquecer tudo que eu vi
    E eu começo a achar normal que algum boçal atire bombas na embaixada
    Se tudo passa talvez você passe por aqui
    Toda forma de morrer é uma forma de morrer por nada

    Se tudo passa talvez você passe por aqui
    Toda forma de conduta se trasforma numa luta armada
    E me faça esquecer tudo que eu vi

    A história se repete, mas a força deixa a história mal-contada

    Eu presto atenção no que eles dizem, mas eles não dizem nada
    O fascismo é fascinante, deixa a gente ignorante e fascinada
    E me faça esquecer tudo que eu vi
    É tão fácil ir adiante e esquecer que a coisa toda tá errada”
    (Engenheiros do Hawai)

  492. O Vampiro de Curitiba

    Acharam o texto muito longo?
    Então tem mais. Mais Reinaldo Azevedo:

    “SOBRE A DITA REAÇÃO DESPROPORCIONAL
    De todas as coisas estúpidas que se podem dizer na censura a Israel, a maior é a que aponta a chamada “reação desproporcional”. Então é preciso definir o que é “proporcionalidade”. O que deveria fazer um estado organizado? Jogar alguns foguetes em Gaza? Dada a densidade demográfica da região, um único mataria certamente mais palestinos do que todos aqueles disparados pelo Hamas contra Israel, fazendo quatro vítimas. A guerra viraria uma espécie de jogo de salão. E Israel seria sempre um caudatário das escolhas dos terroristas. E o mundo, incluindo o Brasil, ficaria em silêncio. Quatro mortos aqui? Quatro lá. Cinco aqui? Cinco lá. O estado agredido ficaria sempre à espera do recrudescimento da ação do adversário. Bem, há uma lógica implícita aí, não? Adivinhem quem morreria primeiro.

    Não fosse o veto dos EUA, a ONU teria emitido uma resolução cobrando de Israel a imediata suspensão da ação militar. O texto, acreditem, não fazia menção aos foguetes disparados cotidianamente pelo Hamas. Nessas circunstâncias, parece que os críticos da chamada “reação desproporcional” censuram menos os quase 500 mortos da Faixa de Gaza do que os poucos mortos do lado Israelense. Para essa gente — incluindo o governo brasileiro —, uma guerra justa precisa ter mais judeus mortos do que os havidos até agora. Mais ainda: censuráveis parecem ser a competência de Israel para se defender e a incompetência do Hamas para atacar. Na prática, pedem que Israel permita primeiro que seu inimigo cresça o bastante para poder matar com mais eficiência. E tudo seria ético e justo.”

  493. CASAGRANDE

    Los rostros de la justicia,Carlos Avilés Allende
    La otra elección (¿en la que no decidiremos?)
    http://WWW.Universal.com.

    ________________________________________
    Porque si usted no forma parte de este reducido grupo, al que se le suman otros nombres e intereses por supuesto, pero que sería largo y tedioso colocarlos de inicio, nadie lo tomará en cuenta en esa otra elección.
    Se trata de la elección de los dos nuevos integrantes de la Suprema Corte de Justicia de la Nación que ocuparán las vacantes que dejarán, a partir del 30 de noviembre, los ministros Genaro Góngora Pimentel y Mariano Azuela Güitrón, sin duda, dos de los integrantes más polémicos del máximo tribunal del país, más respetados y a la vez tan opuestos y tan representativos de los sectores más liberales y conservadores de la justicia y de la sociedad mexicana

    Allende deve ter esquecido, que a Cosa Nostra da “toga” recruta seus próprios comparsas?

    La Unión Internacional de Magistrados, organización internacional profesional política, fue fundada en Salzburgo (Austria) en el año 1953.

    Sus miembros no son personas individuales, sino asociaciones de magistrados que tienen interés en pertenecer a la misma.

  494. Sandra

    Nos EUA, de Luther King, os negros foram da segregação à presidência.
    Na África do Sul, de Mandela, os negros foram do apartheid à presidência.
    A Índia, de Gandhi, foi da colonização à independência.
    E os palestinos…. estão aí.

  495. Sandra

    Gerald, cadê as porradas de hoje? Se não vierem, vou começar a falar de Deus!

  496. Sandra

    Reinaldo Azevedo levantou questões muito interessantes:
    -Se Israel está errado, o que deveria ter feito? Continuar levando bombas sem reagir?
    -O que qualquer país teria feito? Mesmo o Brasil?
    -A reação é desproporcional? Então Israel deveria jogar uma bomba em voo cego e contabilizar: Ih, foram cinco mortes! Deveria ser apenas quatro! Temos que tomar cuidado em matar um a menos na próxima.
    -Israel deveria deixar o Hamas se fortalecer cada vez mais até poderem fazer uma guerra equilibrada?

  497. Sandra

    Beijos em todos! Provoquei, agora caio fora! Eu disse que só vinha perturbar!

  498. Sandra

    deveriam

    Mais beijos! Inté!

  499. O Vampiro de Curitiba

    Targino, seus comentários voltaram a aparecer com uma hora de antecedência. Agora até os do Gerald estão entrando antes… Que loucura!!!

  500. Nina

    Vamp,

    Esse problema não tem nada com horário de verão, pois está acontecendo de uma semana prá cá, eu sempre usei as mesmas formas para acessar o blog, desde o início do horário de verão.

    è problema com o IG mesmo, algo muito errado acontece, talvez pq eles não estão dando conta da quantidade de coments.

  501. gthomas

    21/08/2008 – 01:25
    Um dia iremos desaparecer: que saudades da GUERRA FRIA!
    UM DIA IREMOS DESAPARECER

    GERALD THOMAS

    Eu geralmente me incomodo quando percebo que pessoas muito próximas a mim não conseguem arcar com críticas. Digo, não estão mais acostumadas ao sistema mais simples, aquele do parlamentarismo: ouvir duras críticas e rebatê-las, sem ter chiliques, tremeliques, ataques de pânico histriônicos e saltitarem acrobaticamente, água saindo pelos poros e olhos, como se fossem bufões numa péssima imitação dos Simpson’s se os personagens estivessem todos “ligados” de cocaína! Hoje, basta uma mera crítica, uma mera coisa que chamávamos de “discussão racional” e pronto: lágrimas e SURTOS PSICÓTICOS. Passos em círculos para todos os lados, berros, acusações em volumes de discoteca e dedos como se fossem canhões belicosos em Fallujah atrás de insurgentes!

    A frase que tornou a minha Electra Com Creta famosa – “Está estabelecido o conflito” – já não existe mais! Agora, depois de uma mera discussão existencial ou de um desabafo, a frase estaria mais pra “Está estabelecido o SURTO”!

    Caramba, anda-se inflamado! E essa inflamação, pergunto eu, não seria fruto de pouca vivência em grupo? Ou de pouca noção Histórica? Sim, deve ser isso: pouca noção histórica. E ainda tem a indústria farmacêutica que está deixando todo mundo meio “surtado” e viciado em calmantes.

    Ufff!

    Também me incomodo quando vejo algum intelectual usando uma tragédia natural ou uma guerra, por exemplo, para traçar metáforas com o mundo fantasioso e lúdico do palco ou da prosa. No caso, então, estou incomodado comigo mesmo. Sou dramaturgo, sou dramático e estou apavorado com o que vejo com a passividade do mundo. “Qual passividade?”-você pergunta. Ah, ainda bem que a pergunta veio a tempo. Nem havia me recuperado do incêndio no Teatro Cultura Artística ou a quantidade de galões de açaí que comi depois que postei o texto sobre o bendito produto/commoditie… ou o acidente da Spanair… já logo me voltam as maladias do mundo.

    Aqui nos EUA vivemos grudados em números. Números percentuais. Estatísticas. Como diria o Targino, estatísticas estocásticas. McCain contra Obama, 1 por cento, 5 por cento, quem será o Vice-presidente, quem será o nome nas convenções que vêm por aí daqui a dez dias? Sou bombardeado por emails do partido democrático, sou bombardeado por telefonemas, sou bombardeado por especulações o tempo todo. A cada quatro anos meus nervos se mudam para Sibéria ou para debaixo do mar e visitam Jules Vernes e voltam cheios de algas e ….

    As campanhas políticas são como as discussões caseiras ou de pessoa para pessoa, só que num macrocosmo: trata-se de explorar o que há de mais pobre e o de mais podre: a miséria humana misturada ao mais puro sadismo e seus conchavos psicológicos para ver se “colam”. Jornalismo também é feito assim. Somos vítimas, leitores e retratados, em seus piores preconceitos e fetiches mal resolvidos.



    As notícias têm como objetivo nos destruír, rasgarem a alma do ser humano com a falta de palavras/conteúdo ou perspectivas.

    Parece um livro que Paul Auster plagiou de Beckett, não me lembro o nome agora, onde uma menina procura, na terra esquecida e perdida, um ente querido que não encontra. Sim, Auster imita Beckett: voltamos ao mestre irlandês em “The Lost Ones“, uma prosa cheia de nichos e gente perdida, uns procurando aos outros.

    Não parece ser a vida hoje? Pois parece. Talvez seja a minha percepção de mundo, mas em Darfur a situação NUNCA esteve tão horrenda e o mundo nunca esteve tão calado. Quanto à industria da guerra, ela não passa de uma metáfora mesmo, uma commoditie como o açaí do artigo anterior ou uma foto no livro da Lenise: ninguém mais relaciona uma foto a nada: ninguém mais relaciona conteúdo à forma de coisa alguma. Ninguém está nem aí!

    O ser humano virou um lixo informatizado, uma besta que lê computador e que quer consumir a última novidade aqui nas lojas caras sem nem ter idéia do que é ORIGEM, forma: pergunte a alguém o que foi a Bauhaus! Como? Quem foi Gropius? Como?

    Um bando de seres com cremes caros nas caras com seus iPhones nas mãos checando NADA e mandando seu chatsinhos pra nada e lugar nenhum e reclamando de barriga cheia, até que um dia….

    Até que um dia vira uma bomba. Até que um dia a casa cai. Até que um dia a morte chega perto. Até que um dia a cara do inimigo não será mais objeto ridículo de propaganda e uma Dresden será encontrada arrasada ou uma Hiroshima dizimada. E aí, quando a guerra aterrissar no quintal, todos exclamarão num uníssono “WOW, como isso pode acontecer????”

    As múltiplas etnias estão sendo comprimidas a um só sólido bloco de lama e fezes. Isso se chama hoje de força de trabalho. Mesmo indignado com a propaganda eleitoral e as eternas promessas e mentiras ainda não desisti: e mesmo assim essas interpretações literárias ou dramáticas de eventos catastróficos como política e História ainda me movem, mas também me incomodam profundamente porque conheço as repetições. Estou diante de uma fogueira de vaidades, e os fatos não mentem e… É, não há mesmo jeito de escapar de um paralelo dramatúrgico. Mas ainda não sei bem qual, já que ainda não há desfecho. Estamos sempre em pleno primeiro ato e ele não termina nunca!

    E como a desgraça ainda está em progresso, digo as desgraças no mundo, e não se sabe aonde irão dar, não se pode compará-las a nada, absolutamente nada, mas nesse momento cada ser que se pronuncia por ter uma opinião (foi assim que comecei o artigo) parece ser tratado como um louco, um bárbaro tártaro vindo do buraco mais fundo da humanidade dantesca.

    Iconoclastia? Desconstrutivismo?

    Mortos! Não parece haver mais aquele paraíso realmente democrático e parlamentarista de poder-se discutir, divergir amistosamente. Agora as divas estão soltas e fora de suas jaulas. Os dias de Sartre e as longas conversas parisienses são uma mera triste lembrança.

    Esse novo milênio é para se respirar fundo, olhar através das pessoas e pensar 9 vezes antes de se pensar em falar a verdade.

    Artigo dedicado a Mikhail Gorbachev e os Estilhaços soviéticos. Ele acabou tendo que liberar aquela merda toda por causa da geada do trigo numa jogada que Reagan oportunizou. Naquela época chegávamos ao fim da Guera Fria. Que saudades da Guerra FRIA!

  502. Bravo, Targino! Bravíssimo!

    Magistral, é o mínimo que posso lhe dizer, pelo “lembrete” (lembrete?) sobre o POVO ARMENIO!

    Abraços, querido amigo “trovador”!
    Susan judia

  503. O Vampiro de Curitiba

    Não sei, Nina.
    Esse mesmo problema ocorreu um tempo atás, justamente no inicio de horario de verão. Tentei de tudo, mas não tinha jeito. Depois, de repente, voltou sozinho ao normal. Agora já estamos com esse problema há mais de uma semana novamente. Um saco!

  504. Nina

    Vamp,

    sugiro, então, chamar o Pde. Kevedo prá benzer…

    bjs

  505. Sandra,

    Suas colocações no comentário de hoje, 15.13hs., por si só respondem às suas indagações de ontem, 21.46hs., certo?

    Percebe como os “Mensageiros da PAZ” obtiveram êxito?
    Ok, “tá certo” que aquela “paz celestial” é utópica e esses “mensageiros” sabiam disso … Entretanto, mobilizaram-se, cada um a seu modo, no traçado de novos rumos e “destinos” para os seus respectivos povos.

    Beijão pra você!
    Susan judia

  506. Londrina

    Vampinho, meu amor.!
    Reinaldo Azevedo não. PeloamordeDeus.
    Ninguém merece.!!

  507. Londrina

    Vampinho.
    Em muitas coisas até concordo contigo.Acho que sobre Israel vc até tem razão. Mas RA. não, mil vezes não!.

  508. O Vampiro de Curitiba

    Londrina, especialmente pra você, tem post novo lá em cima!

  509. Reinaldo Pedroso

    “05/01/2009 – 14:52
    Enviado por: Sandra
    “Eu presto atenção no que eles dizem(…)

    Sandra! Sandra!
    Engenheiros, Humberto Gessinger!
    Beijo,
    Reinaldo

  510. gthomas

    Ja estamos no post acima!

  511. Reinaldo Pedroso

    “04/01/2009 – 20:39
    Enviado por: targinosilva
    Susan.
    (…)
    O ateu não é um cara descrente.
    É um cara consciente.
    Quem tem plena consciência da realidade.
    Daquilo que é real e daquilo que é fantasia religiosa.”

    Targino
    Isso é o que pretendo ser.
    Abraço,
    Reinaldo

  512. gthomas

    Reinaldo, pelo amor de deus, ja mudamos de pagina
    Estamos la em cima
    ninguem esta mais lendo aqui em baixo…

  513. gthomas

    05/01/2009 – 20:01
    Enviado por: gthomas
    Reinaldo, pelo amor de deus, ja mudamos de pagina
    Estamos la em cima
    ninguem esta mais lendo aqui em baixo…

  514. Reinaldo Pedroso

    “05/01/2009 – 07:34
    Enviado por: Reinaldo Pedroso
    04/01/2009 – 16:44
    Enviado por: gthomas
    Eis a judiazinha de merda
    [>>]
    Domain Name
    inter.net.il ? (Israel)
    IP Address
    84.229.113.# (SMILE Internet Gold)
    ISP
    Euronet Digital Communications
    Location
    Continent
    Asia
    Country
    Israel
    (…)
    Gerald
    Isso aí me fez mal. Estou refletindo a respeito.
    Reinaldo”

    Gerald
    Ao rastrear a Noemi, deixaste-a nua no centro do pátio de um Auschwitz contemporâneo cercada de soldados que a levarão para o chuveiro a gás.
    Se vier porrada, que venha.
    Reinaldo

  515. Reinaldo Pedroso

    Gerald
    Na minha opinião, trocadilho é o pior tipo de humor. Parece que o Millôr e o Veríssimo(o Luiz Fernando, o Érico não tinha senso de humor) “concordam comigo”.
    Os teus enquadram-se nessa opinião.
    Um trocadilho metalinguístico cometido por mim: uMA CACOfonia.
    “lgw”, né?
    Reinaldo

  516. Reinaldo Pedroso

    Susan
    Na tua mensagem no post anterior, perguntaste qual a minha graduação e eu não respondi.
    Bacharelado em Artes Plásticas/Opção Artes Gráficas e Licenciatura Plena em Desenho e Plástica.
    Beijo,
    Reinaldo

  517. Reinaldo Pedroso

    Nina querida
    Que resposta minha estás esperando?
    Beijo,
    Reinaldo

  518. Reinaldo Pedroso

    “05/01/2009 – 20:02
    Enviado por: gthomas
    05/01/2009 – 20:01
    Enviado por: gthomas
    Reinaldo, pelo amor de deus, ja mudamos de pagina
    Estamos la em cima
    ninguem esta mais lendo aqui em baixo…

    Tu estás.
    Abraço,
    Reinaldo

  519. O Vampiro de Curitiba

    Reinaldo Pedroso, sugestão do Vamp: Estamos desde o começo da tarde com post novo, nem todos voltam a este post para verificar os comentários. Sugiro, portanto, que leve o assunto ao post de cima.

  520. Reinaldo Pedroso

    Quando um estúpido põe a arma na cara de alguém, não é simples grosseria. Assume a intenção de matar, caso não intimide.
    A aristocracia intelectual do oficialato nazista tinha orgasmos estéticos com as artes dos países invadidos.
    Enquanto isso, no front e nos campos de concentração…
    Reinaldo

  521. Reinaldo Pedroso

    Primeiro, iria digitar o comentário abaixo no post anterior quando fui convidado gentilmente pelo Gerald e pelo Vamp para vir à este post.
    Segundo, digitei o comentário aqui, cliquei em “Enviar”, e ele foi enviado para não sei onde.
    Terceiro, vou escrevê-lo novamente:

    Para sentir-se feliz, o homem, entre outras coisas(duplo sentido) deve fazer profissionalmente o que lhe dá prazer, incluída aí a remuneração.
    Assim é o militar profissional. Nada ou muito pouco de patriotismo.
    E, na eventualidade de conflito armado, matar(ôba!) ou morrer faz parte.
    Reinaldo

  522. mariella

    oi gerald!! meu marido (http://focacruz.wordpress.com/) já tinha me dito q vc desenha muiitoo bem!! uauu!! bem do caralho!! absolutely rootssss!!! bjãoo pra vc

  523. Marcelo

    Nao venha com essa bobagem preconceituosa e estupida de pais de terceiro mundo. Por que aqui no primeiro mundo, a opiniao de grande parte da populacao eh a mesma de muita gente que se expressa nesse blog.
    Tem ouvido a NPR ultimamente…..?????

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s