A Estréia de BATE MAN (Bait Man) de Gerald Thomas

13/12/2008 DO BLOG DO CAETANO VILELA:

.

O Ator, o Diretor, o Autor e o entendimento sobre o Tempo


“Decantar o vinho, como pode o teatro, enfim… É tempo, tempo entendeu, é o tempo que o teatro tem que ter, teatro não, uma câmara de tortura. Precisa de tempo, tempo.
Teatro e tortura, amizade e literatura e um bom vinho precisam de TEMPO.
(Gerald Thomas/”Bait Man”)
.

Marcelo Olinto sob a minha luz, dirigido por Gerald Thomas e fotografado por Daniela Visco no Sesc Copacabana

.
Faltou tempo! A citação acima vem do novo espetáculo dirigido e concebido por Gerald Thomas para Marcelo Olinto. Todos concordam que faltou tempo para que o espetáculo ficasse melhor… poucos dos envolvidos nesta produção concordam que faltou tempo para ‘decantar’ deste evento uma nova ‘amizade’.
Trabalho com Gerald há uns 10 anos, nos separamos por um tempo para eu cuidar da minha carreira e nos aproximamos quando nossas agendas permitem. A vida dele sempre foi uma loucura inter-continental, sua cabeça sempre esteve em, no mínimo, três países ou cinco cidades ou duas culturas, dez projetos, ou, ou, ou…
Acredito na empatia entre criadores, ator e diretor num processo tão autoral precisam ‘estar siameses’ em fase de produção de um novo espetáculo. Depois de mais ou menos 3 semanas de ensaios cheguei ao Rio e após assistir um ensaio sem saber de absolutamente nada identifiquei alguns pontos frágeis sobre o entendimento que o ator tinha do autor. Note bem eu disse “DO AUTOR” e não do espetáculo (embora houvesse sim alguns pontos também, mas não é o caso).
Gerald é o autor dele mesmo e ninguém pode acusá-lo de repetir sempre o mesmo discurso, seu tema é e sempre foi o DILACERAMENTO que qualquer guerra provoca nas relações, para isso abusa do jogo teatral, do corpo do ator que precisa ser um comediante disciplinado para ‘decantar’ e ‘autorar’ toda verborragia (nisso sempre preferi Damasceno à Bete Coelho) contida nas múltiplas camadas de entendimento. Kantor era assim também, todo o seu teatro era o reflexo do pós-guerra e seus atores marionetes deste ‘campo militar’, todo o Living Theatre também e a primeira fase de Pina Bausch… é sempre a guerra e a contradição da guerra e a guerra e a contradição da…
Se não se entende isso para trabalhar com um diretor assim o ator é fisgado (Bait Man!?) pela traição da falsa verdade, do falso entendimento. O público pode sair do teatro com centenas de peças soltas e montar seu quebra-cabeça na pizzaria ou no seu travesseiro, já o ator não!
O ator não pode dar pistas equivocadas do entendimento que o ‘autor-diretor’ criou (Marienplatz 1933 sempre será o início da ascensão e nunca uma garrafa de vinho raro!), muito menos subestimear a capacidade que este mesmo autor tem em criar armadilhas que coloquem em xeque este entendimento.
Concordo com Gerald, o ofício do ator faz muito mais sentido semânticamente em inglês (to play) do que em português (representar) ou francês (repeticion) e não quero dizer com tudo isso que o que apresentamos ontem a noite no Sesc Copacabana seja ruim ou mal realizado e que Marcelo Olinto esteja bem ou mal. Voltando a citação inicial acho que o que melhor define o estado que saímos do teatro hoje é um fragmento de uma canção de Renato Russo, quando diz: “(…) agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou…”

 

          

                                                                                                

FOLHA DE SÃO PAULO 

São Paulo, quinta-feira, 11 de dezembro de 2008  

TEATRO
 
GERALD THOMAS DIRIGE O MONÓLOGO “BATE MAN”
 
Parte do projeto “Auto-Peças”, que comemora os 20 anos da Cia. dos Atores, o monólogo “Bate Man” estréia amanhã no Rio, no Teatro de Arena do Espaço Sesc (r. Domingos Ferreira, 160, Copacabana; tel. 0/xx/21/2547-0156; qui. a sáb., às 21h; dom., às 19h30; R$ 16; classificação: 16 anos; até 21/12). “Bate Man” é o primeiro solo de Marcelo Olinto e tem direção de Gerald Thomas.

 

FOTOS DE DANIELA VISCO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DO BLOG DO CAETANO VILELA
    

Mal terminaram as óperas no Teatro S.Pedro/SP no domingo passado eu já embarquei para o Rio de Janeiro, na segunda, para outra parceria na iluminação (de última hora, mas sempre em boa hora!) com Gerald Thomas. Falo sobre “Bate Man” escrito e dirigido por GT na forma de um monólogo para Marcelo Olintho (acima num ensaio, fotografado por mim) defender no evento-efeméride “Auto Peças”, comemoração dos 20 anos da Cia. dos Atores no Sesc Copacabana.
Mais, depois falo! Enquanto isso o próprio GT dá uma idéia do que aguarda o público carioca, leiam aqui. Estou curioso para sentir as reações, pena que volto para SP neste domingo.
Se joga:
“Bate Man”, concepção/direção Gerald Thomas, monólogo com Marcelo Olintho
Sesc Copacabana/RJ
12 a 21 de dezembro (quinta a sábado 21h/domingo 19h30)

 

                        —————————————————————-
 
 

PARTE DO TEXTO

(Vira de costas e toma mais banho de vinho.
Murmura pra si mesmo.)
Sabe que… eu acho nunca vi….
Sinceramente.
Eu vou dizer uma coisa para vocês…
Ai…
Sinceramente.
Ai….
(pigarreia algumas vezes, como se preparando para falar.
Murmurando.)
Acho que….
Eu nunca achei que agradar a Burguesia seria desperdiçar aquilo, aquilo que eles acreditam ter de melhor. E agora? Que eu fiz tudo isso aqui.
Qual será a próxima?
(tempo, pensando.
Conclui.)
Um banho de caviar?
Banho de caviar.
(olha para baixo e vê caixas de caviar.
Encontra caixas de caviar.
Se assusta com a surpresa.)
Ahhh…
NOSSA QUE COINCIDÊNCIA!!!!
OSSETRA!
BELUGA!
SEVRUGA!
Que loucura, as coisas estão todas aqui.
É uma doideira.
QUE COISA MAIS APROPOS!!!!
APROPOS!!
A  PRO  POS!!
APROPOS!!!
GENTE QUE LUXO.
CAVIAR VINDO DIRETO DA RÚSSIA, DO IRÃ, DO IRAQUE
Olha agora é sério.
Sério.
TUDO ISSO PRA DIZER O SEGUINTE:
TORTURA VALE A PENA SIM.
VALE A PENA E NÃO É SÓ ISSO NÃO!
NÃO É MESMO.
VALE A PENA RALAR E TER OS SEUS DIREITOS  COMPLETAMENTE CASTRADOS, VIOLADOS…
Eu não sei como explicar isso melhor hmmm……
Vou tentar explicar…. é….. é…. é….    CONFISCADOS… RAPTADOS…. é….
NO FINAL DE UM REGIME ASSIM TÃO, TÃO VIOLENTO, TÃO VIL, TÃO FILHO DA PUTA , CRUEL….
Ah…..VOCÊ TEM COMIDINHAS ÓTIMAS, BEBIDINHAS MARAVILHOSAS, entendeu?
TÃO GOSTOSINHAS.
(descobre alguma coisa genial.
Não acredita.)
E OLHA QUE LOUCURA ESSA AGORA!
MEU DEUS DO CÉU.
Roupas FASHION!
Não posso acreditar.
Um John Galiano direto da próxima coleção de verão!
WOW!
(entra música. Bate Bait se veste e começa a desfilar.)
Bait Man

 ———————

Copyright Gerald Thomas
New York – Nov 2008-11-25
Serviço – “Bate Man”
Texto e Direção: Gerald Thomas
Luz: Caetano Vilela
Musica: Patrick Grant
Com Marcelo Olinto
De 11 a 21 de dezembro
Teatro de Arena – Espaço Sesc
Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana
De quinta a sábado, às 21h; domingos, às 19h30
Ingressos: R$ 16
Informações: (21) 2548-1088 / 2549-1616

 

( O Vampiro de Curitiba na Edição)

 

Advertisements

291 Comments

Filed under release, shot cuts

291 responses to “A Estréia de BATE MAN (Bait Man) de Gerald Thomas

  1. gthomas

    THANK YOU NOTE TO PATRICK GRANT

    My dearest

    I don’t remember ever writing anything of this sort to you before. Life, as you and I have long known, is FAR from being (…) perfect. And yet, amidst the weirdest circumstances, we find ourselves in Rio doing this piece. No fights, no disagreements between the two of us. Only ONE THING: CONGRATULATIONS for a Gorgeous, Fantastic, Magnificent piece of work you’ve put in there. Sometimes, whilst directing Olinto, I hear your stuff and am simply PUZZLED (to say the least). Puzzled, baffled, amazed and so proud that I have to, somehow, swallow a dry tear. And I do. In memory of all the hardship and bittersweet times we’ve spent together, Bait Man should be seen and heard as a celebration to one of the most creative MUSICAL moments in MY theatrical history
    And I have to words to thank you for this experience.
    LOVE
    Gerald

  2. gthomas

    UMA NOTA DE GRATIDAO PRA CAETANO VILELA

    MEU MAIS QUERIDO

    MAIS UMA VEZ VOCE VEM COM O SEU TALENTO IMPAGAVEL, COM A SUA INTELIGENCIA E CULTURA E – literalmente – LUZ impressionante….e SEMPRE SALVA A MINHA VIDA como tem feito nessa ultima decada.

    Estamos no buraco ne Caetano? Escrevo isso (enquanto vc me da as tragicas noticias do buraco em Copacabana…..) O que dizer? Rir? Chorar? Mandar todos a merda?

    Fico aqui, agradecido a vc mais do que NUNCA ou assim como SEMPRE porque vc eh simplesmente IMPAGAVEL
    IMPAGAVEL

    Literalemente a LUZ na minha vida,

    LOVE
    Gerald

  3. gthomas

    FOTOS ACIMA DE DANIELA VISCO

  4. gthomas

    OBRIGADO A TODA A CIA DOS ATORES

  5. gthomas

    NUNCA ESTIVE TAO TRISTE E DESOLADO EM NENHUMA ESTREIA NA MINHA VIDA!

    nada tenho a dizer!

  6. Ivo Veiga

    por: Ivo Veiga

    Caros Amigos Pacheco, Collor e Everaldo, algumas considerações: Pacheco todos nós sabemos quão honesto e humilde foi o Excelentissimo Sr.General de Exército(4 Estrêlas) Ernesto Geisel, tive a honra de conhece-lo pessoalmente e jamais encontrei homem em sua posição que reunisse um sentimento de patriotismo, agregado a um sentimento de honestidade e correção de caratér bem como uma modéstia(que mostra a estatura dos realmente grandes) além da amargura de ter perdido seu unico filho homem, atropelado ainda criança no Rio Grande do Sul, por um trem, este homem que morreu em seu apartamento (2 quartos) no Rio de Janeiro, que volto a desafiar me provem ter desviado ou permitido desviar um níquel.
    e para ser General esse(apenas mais um exemplo) como todos outros tem que estudar 4 anos de AMAN, 2 anos de ECEME mais 2 anos de ESG, fora os estudos em áreas epecíficas, que se somam 10 ou mais anos, resumindo 30 anos de estudos(poucos doutores de universidades tem esse curriculo).Quanto à sua conduta como democrata, cito o caso do Gen. Sylvio Frota, Ministro da Guerra à epóca que achava que o Gen.Geisel era fraco(por ter iniciado a anistia) pois bem foi este exonerado e passado para a reserva, o mesmo aconteceu com o Gen.Ednardo D’Avila Melo(no epísódio Wladimir Herzog e Mario Fiel Filho) foi também exoneradoi e passado para reserva.
    Resumindo poucos civís que ocuparam a presidência desse País foram tão democráticos e severos com seus comandados, esta era uma marca do Gen.Ernesto Geisel, severidade mas sem rancor.
    Everaldo você cita 3 pessoas, pelo que dizem uma delas seria corrupto(o Sr. Paulo Maluf) que não era o candidato do Gen.Figueiredo que tinha como candidato ao governo de São Paulo o Sr. Laudo Natel, mas que foi derrotado pelo Maluf em convenção da Arena, ora mais uma prova da democracia do Presidente Figueiredo, ele não foi contra a convenção do partido e aceitou o resultado naturalmente, se ele de fato fosse o “Ditador” que vcs. afirmam ele punha quem bem entendesse no governo de São Paulo(até eu se fosse o caso) ele simplesmente cumpriu a constituição(todo militar cumpre a constituição) principalmente quando se fala em inimigos externos ou internos da nação(não confundir nação com governo) os militares prestam juramento a nação e não ao governo, qualquer que seja ele. Quanto os demais senhores citados pelo Sr., ou seja Roberto Marinho e Antonio Carlos Magalhães, desconheço qualquer acusação de corrupção, não digo de coronelismo e prepotência, isso é outra coisa. Muito bem o sr. afirmou que os militares se submeteram a desonestos, devo lembra-lo que governadores, empresários de grande porte etc. tentaram mais JAMAIS CONSEGUIRAM, quer exemplos; Gov.Carlos Lacerda do Estado da Guanabara achou que ia mamar, resultado cassação e ostracismo até o fim da vida, Gov.Adhemar de Barros de São Paulo, idem, também achou que dominava as forças armadas, resultado cassação e ostracismo até o fim da vida, Gov.Magalhães Pinto, Minas Gerais, idem, idem, idem, Sr. Sebastião Maia, maior pecuarista do Brasil nos anos 60 também tentou mamar, resultado foi convidado gentilmente a se retirar o país e foi morar e morrer na Austrália, Gov. Lupion(Paraná) destino idêntico aos seus colegas paulista, carioca e mineiro. Poderia ficar horas aqui desfilando nomes de politicos, militares, empresários etc… etc…, que pensaram que mandariam nos militares e se deram mal, mas porenquanto creio que basta, agora pergunto quem o Sr. Presidente Luis Ignácio Lula da Silva realmente puniu? os mensaleiros, os companheiros que estão consciente ou inconscietemente preparando a cama dele(por exemplo a Sra. Dilma ou Estela, ou…)
    Collor o soldado Mário Kozel Filho, morreu com a explosão de uma Chevrolet Veraneio 1965 cor marrom(eu estava lá) levada aos portões do Q.G.II Exército por membros da ALN e Libelú, que posteriormente e até hoje estão hospedados no pt(Dilma, Zé Dirceu et caterva).
    Boa tarde Senhores
    Ivo Veiga

    12/12/2008 – 13:23

    Enviado por: gthomas

    Obrigado a todos pelos good wishes

    Logo logo entra um novo post com fotos

    o Vamp ta preparando

    LOVE
    G

    12/12/2008 – 13:31

    Enviado por: Ivo Veiga

    Sr.Everaldo, complementando o Sr. citou 3 pessoas,como sendo corruptos, segundo suas palavras, agora eu pergunto e as centenas deles que temos em nosso dias atuais em todos os setores quer sejam politicos, empresários, magistrados etc…etc…
    que vemos diáriamente pela imprensa e qual deles foi cassado, banido ou algo semelhante que provasse(como diz o nordestino) com prova provada que punidos foram(não vale 1 dia de cadeia).
    Atenciosamente
    Ivo Veiga

    12/12/2008 – 13:55

    Enviado por: Estréia Hoje BATE MAN (Bait Man) | Gerald Thomas

    […] Mais, depois falo! Enquanto isso o próprio GT dá uma idéia do que aguarda o público carioca, leiam aqui. Estou curioso para sentir as reações, pena que volto para SP neste domingo. … Se joga: […]

    12/12/2008 – 13:57

    Enviado por: Ivo Veiga

    Sr.Everaldo para finalizar, os ex-presidentes Juscelino Kubitschek e Jânio também foram cassados e exilados, claro sem falar no Jango que fugiu para o Uruguay com o cunhado Brizola, governador do Rio Grande do Sul, devidamente trajados de mulher, mais Miguel Arraes e outros de menor coturno que tiveram o mesmo destino, mas que voltaram todos em 1979 graças aos Gen.Geisel e Figueiredo(menos Jango e Juscelino que já tinham morrido) incluido aí o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, todos sãos e salvos, nenhum foi assassinado, muito pelo contrário tornarem-se Presidente, Governadores,Senadores, Deputados, Prefeitos e estão aí até hoje, se realmente aquele período tivesse sido a “Ditadura” que os srs. afirmam, não teria sobrado um sequer.
    Atenciosamente
    Ivo Veiga

    Seu comentário está aguardando moderação.

    12/12/2008 – 14:10

    Enviado por: Ivo Veiga

    Everaldo estive relendo suas ponderações, e percebi agora, que falas em reforma agrária, pois para sua informação o primeiro programa de reforma agrária foi enviada ao congresso em 1966 pelo Presidente Mal.Humberto de Alencar Castello Branco, veja bem foi o primeiro caso do genêro no Brasil, nenhum presidente antes dele jamais pensou no assunto, nem Getúlio que era chamado o pai dos pobres.
    Atenciosamente
    Ivo Veiga

    Seu comentário está aguardando moderação.

    12/12/2008 – 14:14

    Enviado por: Ivo Veiga

    Desculpe-me Gerald, mas no ímpeto não percebi.
    Mil perdões, vou repassar, se autorizado estou, os comentários
    daqui.
    Abraço
    Ivo Veiga

    12/12/2008 – 15:04

    Enviado por: gthomas

    sr Ivo Veiga
    nao sei se o sr ja reparou mas ja viramos a pagina
    ja estamos no post de cima

  7. Ivo Veiga

    Quero de público pedir escusas, ao Sr. Gerald Thomas, por ter enveredado por outro terreno, que não o das artes, e o Sr.Thomas sabe que eu as aprecio e muito, mas levado fui por desinformação ou por má fé e apenas estava dando minha opinião a respeito de assunto que me interessa.
    Volto a pedir escusas, por ter me desviado do roteiro.
    Abraço a Todos
    Ivo Veiga

  8. Gerald.
    I go to wait with anxiety that the man of the Bait is seen here As you announce that she must be seen and ear as a celebration to one of the moments musical comedies of most creative in your career.
    You must better know of what all of what you speak are clearly. It only remains me to wait and to confer. However I stand out your humildade in recognizing the work of who helps you. Plus a vote of Queber a leg and EXCREMENT.
    Love.
    Pacheco.

  9. Ivo Veiga

    Caro Gerald, achei estranho seu comentário sobre a tristeza por esta sua estreia, veja minha ignorância, sempre achei que para o autor/criador a apresentação de sua criação ao mundo fosse o leitmotiv de sua vida, criar e apresentar, fico aturdido e confuso, mas se assim é assim será, deve ser a famosa dor de barriga a primeira apresentação, mas isto tambem passará e aí qual Prometeu acorrentado, ainda que devorado pelos abutres, sabes que seu nome na história deixou.
    Abraço
    Ivo

  10. Sandra

    Meu Deus… Cada imagem linda…

  11. Sandra

    “TORTURA VALE A PENA SIM.

    VALE A PENA E NÃO É SÓ ISSO NÃO!

    NÃO É MESMO.

    VALE A PENA RALAR E TER OS SEUS DIREITOS COMPLETAMENTE CASTRADOS, VIOLADOS… ”

    Que porrada maravilhosa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  12. Júlia

    Gerald,
    MUITA MUITA MERDA PRA VOCÊ.
    eu queria estar aí….como eu queria…te aplaudir hoje..
    Sinta-se abraçado hoje, de verdade.
    beijos,
    Júlia

    ps. obrigada ainda pelo texto o homem isca…tudo que desmoronou depois dele deve dar espaço para o novo…é o que espero…espero…espero…

  13. Biquei

    SARKOZI que vive cercado por estrelas e astros,largou na frente;
    http://www.lefigaro.com.
    Mais Arnold Schwarzenegger, qui mène une politique de soutien public active en faveur de l’environnement et des entreprises du secteur, n’en démord pas. Il a déjà annoncé que les délais de procédures administratives pour les projets d’énergies renouvelables seraient réduits de moitié. Il lui reste à convaincre le parlement californien de voter ce nouveau seuil de 33%. La volonté affichée de Barack Obama de favoriser les énergies renouvelables pourrait l’aider dans sa croisade.

  14. Mau

    LEGAL…

    TOMARA QUE GRAVEM E DEPOIS COLOQUEM EM VIDEO AÍ…DESDE A BLOGNOVELA GOSTEI DA EXPERIENCIA EM AUDIOVISUAL.

    Entre ontem e hoje escrevi um monologo sobre a pichadora da Bienal (do espaço vazio da Bienal) que não recebeu HABEAS CORPUS e vai ficar presa (passará o aniversário dela na cadeia).

    Um monologo sobre a existencia do habeas corpus para mensaleiros, empresarios picaretas, bispos ladrões de pobre em igrejas empresas e etc e etc.

    É claro, esse monologo nao precisa ser encenado porque o absurdo dessa sociedade brasileira é ler em foruns (como li no UOL) que a grande maioria dos nossos excelentissimos colegas internautas assinam em baixo e ainda pedem uma sentença maior pra menina que foi lá pichar aquela merda de VAZIO DA BIENAL.

    QUE SENSO DE JUSTIÇA ABSURDO

    TEATRO DO ABSURDO É POUCO. Vou aposentar minhas latinhas de spray – capaz de eu passar meu aniversario de 30 anos na cadeia tbm.

  15. Mau

    Esqueci de mencionar Pimenta Neves jornalista que matou a namorada premiditadamente tbm ganhou habeas corpus…

    Nao sei mais que eu tô fazendo nessa merda de mundo…

  16. Garganta

    Caro Gerald,

    Com todo o respeito e todo espírito de gozação, que fotos são essas? Pensei que fosse Jesus Cristo reanimando um homem doente. Jesus! Parabéns para a Daniela ( será bonita?).

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  17. André M.

    Prezado Gerald

    Triste pq? A criação com destruição te deixa triste?

    Desejo as melhores vibrações para o espetáculo.

    Saudações cordias

  18. Parabéns Ivo

    Em primeiro lugar quero parabenizar ao Ivo Veiga por lembrar-se de Castello Branco, o MILITAR MAIS integro, honesto e democratico que o mundo já conheceu.

    Abraços colloridos.

  19. gthomas

    Serviço – “Bate Man”

    Texto e Direção: Gerald Thomas
    Luz: Caetano Vilela
    Musica: Patrick Grant

    Com Marcelo Olinto
    De 11 a 21 de dezembro
    Teatro de Arena – Espaço Sesc
    Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana
    De quinta a sábado, às 21h; domingos, às 19h30
    Ingressos: R$ 16
    Informações: (21) 2548-1088 / 2549-1616

  20. Lilian.

    Depois do Cão que insulatava mulheres ser transmitido na internet vai ser dificil aceitar a distância de novo…
    transmite de novo !!!!!

  21. Ivo Veiga

    Gerald vendo as fotos cada vez me convenço mais que você é um ser totalmente Wagneriano, você realiza o Gotterdamerung todos os dias, aliás es o próprio damerung no sentido de jogar luzes e sombra. Eu fiquei imaginando uma remontagem sua(além das que fizestes) focando o Gotterdamerung(como te disse não sei fazer umlaut no p.c.) em um campo de concentração onde Siegifried um oficial da S.S., se rebela contra os deuses, no caso os lideres do NSDAP, e luta até a morte sendo seguido é claro por Brunhilde que ao invés de se lançar na pira funerária com o cavalo, se atira com um tanque contra as cercas do campo destruindo-as, quanto aos demais personagens Hagen, Gutrune,
    as 3 feiticeiras etc.. é só olhar para a história do “Reich de Mil Anos” e encontrarás os atores perfeitos para os papeis, Goebells, Himler,
    Goering, Seiss Inquart etc… a teu critério. É apenas uma sugestão.
    Abraço
    Ivo

  22. Sr. Thomas.
    Peço desculpas por usar o seu espaço para relatar
    um pouco da historia do Brasil.
    Afinal, a arte é a maior divulgadora da historia.
    O primeiro presidente a falar de reforma agrária no Brasil foi João Goulart que assumiu a presidência
    com a renuncia do Jânio Quadras. Se não me engano o Jango estava na China.
    Sob pressão dos militares o congresso transformou a sistema presidencialista para em parlamentarista.

    O que vou colar aqui é para que as pessoas entendam a historia e veja a forte influencia do
    capital estrangeiro no movimento de 31 de março de 1964.

    João Goulart
    1961-1964
    Jango assumiu a presidência em 7 de setembro de 1961, sob o regime parlamentarista, e governou até o Golpe de 64, em 1º de abril. Seu mandato foi marcado pelo confronto entre diferentes políticas econômicas para o Brasil, conflitos sociais e greves urbanas e rurais. Seu governo é usualmente dividido em duas fases: Fase Parlamentarista (da posse em 1961 a janeiro de 1963) e a Fase Presidencialista (de janeiro de 1963 ao Golpe em 1964).
    Plebiscito – O parlamentarismo foi derrubado em janeiro de 1963: em plebiscito nacional, 80% dos eleitores optaram pela restauração do presidencialismo. Enquanto durou, o parlamentarismo teve três primeiros-ministros, entre eles, Tancredo Neves, que renunciou para candidatar-se ao governo de Minas Gerais.
    Conquistas Trabalhistas – Em 1961 a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria e o Pacto de Unidade e Ação, de caráter intersindical, convocaram uma greve reivindicando melhoria das condições de trabalho e a formação de um ministério nacionalista e democrático. Foi esse movimento que conquistou o 13º salário para os trabalhadores urbanos. Os trabalhadores rurais realizaram, no mesmo ano, o 1º Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas, em Belo Horizonte, Minas Gerais. O Congresso exigiu reforma agrária e CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) para os trabalhadores rurais. Em 62, com a aprovação do Estatuto do Trabalhador Rural, muitas ligas camponesas se transformaram em sindicatos rurais.
    Plano Trienal – João Goulart realizou um governo contraditório. Procurou estreitar as alianças com o movimento sindical e setores nacional-reformistas, mas paralelamente tentou implementar uma política de estabilização baseada na contenção salarial. Seu Plano Trienal de Desenvolvimento Econômico e Social, elaborado pelo ministro do Planejamento Celso Furtado, tinha por objetivo manter as taxas de crescimento da economia e reduzir a inflação. Essas condições, exigidas pelo FMI, seriam indispensáveis para a obtenção de novos empréstimos, para a renegociação da dívida externa e para a elevação do nível de investimento.
    Reformas de Base – O Plano Trienal também determinou a realização das chamadas reformas de base: reforma agrária, fiscal, educacional, bancária e eleitoral. Para o governo, elas eram necessárias ao desenvolvimento de um “capitalismo nacional” e “progressista”.
    O anúncio dessas reformas aumentou a oposição ao governo e acentuou a polarização da sociedade brasileira. Jango perdeu rapidamente suas bases na burguesia. Para evitar o isolamento, reforçou as alianças com as correntes reformistas: aproximou-se de Leonel Brizola, então deputado federal pela Guanabara, de Miguel Arraes, governador de Pernambuco, da UNE (União Nacional dos Estudantes) e do Partido Comunista, que, embora na ilegalidade, mantinha forte atuação nos movimentos popular e sindical. O Plano Trienal foi abandonado em meados de 1963, mas o Presidente continuou a implementar medidas de caráter nacionalista: limitou a remessa de capital para o exterior, nacionalizou empresas de comunicação e decidiu rever as concessões para exploração de minérios. As retaliações estrangeiras foram rápidas: governo e empresas privadas norte-americanas cortaram o crédito para o Brasil e interromperam a negociação da dívida externa.
    Agitação no Congresso – No Congresso se formaram a Frente Parlamentar Nacionalista, em apoio a Jango, e a Ação Democrática Parlamentar, que recebia ajuda financeira do Instituto Brasileiro de Ação Democrática (I.B.A.D.), instituição mantida pela Embaixada dos Estados Unidos. Crescia a agitação política. A polarização entre esquerda e direita foi-se recrudescendo. Na “esquerda”, junto a Jango, estavam organizações como a UNE, a CGT e as Ligas Camponesas; no campo oposto, na “direita”, encontravam-se o IPES, o IBAD e a TFP (Tradição, Família e Propriedade).
    A crise se precipitou no dia 13 de março, em razão da realização de um grande comício em frente à Estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Perante 300 mil pessoas Jango decretou a nacionalização das refinarias privadas de petróleo e desapropriou, para a reforma agrária, propriedades às margens de ferrovias, rodovias e zonas de irrigação de açudes públicos. Paralelamente a tudo isso, cumpre assinalar que a economia encontrava-se extremamente desordenada.
    Apoio ao Golpe – Em 19 de março foi realizada, em São Paulo, a maior mobilização contra o governo: a “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, organizada por grupos da direita, com influência dos setores conservadores da Igreja Católica. A manifestação, que reuniu cerca de 400 mil pessoas, forneceu o apoio político para derrubar o Presidente. No dia 31 de março, iniciou-se o verdadeiro movimento para o golpe. No mesmo dia, tropas mineiras sob o comando do general Mourão Filho marcharam em direção ao Rio de Janeiro e a Brasília. Depois de muita expectativa, os golpistas conseguiram a adesão do comandante do 2º Exército, General Amaury Kruel. Jango estava no Rio quando recebeu o manifesto do General Mourão Filho exigindo sua renúncia. No dia 1º de abril pela manhã, parte para Brasília na tentativa de controlar a situação. Ao perceber que não conta com nenhum dispositivo militar e nem com o apoio armado dos grupos que o sustentavam, abandona a capital e segue para Porto Alegre.
    Nesse mesmo dia, ainda com Jango no país, o Presidente do Senado, Auro de Moura Andrade, declarou vaga a Presidência da República. Ranieri Mazzilli, Presidente da Câmara dos Deputados ocupou o cargo interinamente. Exilado no Uruguai, Jango participou da articulação da Frente Ampla, um movimento da Redemocratização do país, junto a Juscelino e a seu ex-inimigo político, Carlos Lacerda. Mas a Frente não logrou êxito. João Goulart morreu na Argentina em 1976.

  23. Garganta.
    Os militares evitaram que os comunistas, estes sim tomassem o poder. Lamento o que de mentira te ensinaram.
    Targino.
    Historia pode ser estória.
    Depende de quem conta quem escreve e quem Le.
    Dentro da tua historia acrescente o que te informo da minha história. Apenas detalhes.
    A ligação de Brizola com Jango tinha laços familiares.
    Brizola foi para o Jango o que Zé Dirceu ainda é para o lula.
    Brizola e Jango tinham fortunas com gados no estrangeiro.
    Brizola andava pelo Rio de Janeiro incentivando praças militares a se rebelarem contra os Oficiais. Fazia isto em programas populares transmitidos pela rádio Mayrink Veiga.Todos os programas eram de orientação comunista.
    Jango a meu ver era um inocente útil.
    Deixou-se levar e fez comício na Central do Brasil e incentivou aos sargentos assumirem posições destinadas idem a tomarem o poder.
    Que merda você acha que os militares que juraram defender a constituição tinham de fazer. Ditadura my ass. Regime de exceção Yes. Par evitar um eminente desastre.O que os brasileiros da esquerda festiva queriam? Um paredon do Fidel no Brasil.?
    Pense raciocine.
    A exemplo do senhor Ivo Veiga também encerro o assunto pedindo desculpas ao Gerald.
    Quem entendeu entendeu e quem não entendeu não mais me interessa. Tudo que eu poderia dizer o Sr Coronel Ivo já disse melhor.
    Para finalizar ainda quero dizer ao Everaldo que militares só se submetem a constituição. Embora seja difícil prestar uma continência a um corrupto eles as prestam.Porque infelizmente o senhor setenta por cento é legalmente o mandatário da nação,Detalhe a continência é para o cargo e não para a pessoa.
    Militares sempre foram chamados a retirar do poder quem do poder foi retirado legalmente. Naquela ocasião que estamos considerando eles não tinham ninguém para entregar.Prepararam o terreno e entregaram.Mesmo sendo para o…..que antes ouviu o General presidente informar a nação que se ganhar ele leva.Portanto caro Everaldo se atenha e controle seu entusiasmo em alardear um possível movimento.Deixem o dragão calmo que todos saem ganhando.
    Mesmo que tentem não volto ao assunto.
    Desculpem mas já estou de saco cheio de tanto escrever para quem só Le o que lhe interessa.
    E de repente me deu uma vontade enorme e comentar sobre teatro. Se bem que o Brasil me pareça um imenso palco onde atores atualmente:
    Parecem que é o que vocês estão pensando… mas não são o que vocês estão pensando…..Eles são exatamente o que eu estou pensando.Eles (os governantes são uma grande mentira.)
    Muito obrigado.

    Jose Pacheco Filho.

  24. Ivo Veiga

    E pensar que Goebells,perneta, era um Dr. em Filosofia, e que Heinrich Himmler(míope como uma toupeira) era professor primário, quer mais Crepúsculo que isso.
    Abraço
    Ivo

  25. Peço que procurem meu comentário acima porque estou notando que estão entrando fora de ordem.
    Targino ,Garganta e Everaldo solicito o favor de lerem pois de agora em diante só falarei de teatro e outros assuntos que não mencionem corrupção.Ou seja não falarei mais deste aclamado desgoverno.

    Muito obrigado a todos pela consideração.

    Pacheco.

  26. Ivo Veiga

    Targino, não queria voltar ao assunto mas , GOLPE DE ESTADO é quando o governante tenta continuar no poder por qualquer motivo, daí o nome golpe de estado(é o estado dando o golpe) o que o Jânio tentou e não conseguiu, o caso de 1964 foi revolução mesmo pois quem a fez não era o estado(governo) quanto a morte do Jango foi numa das onze fazendas dele em Tacuarembó no Uruguay.

  27. Ivo Veiga

    Mais um detalhe, Targino, o Gen.Assis Brasil comandante do 3o Exército tinha um plano mirabolante de defesa do estado que deu com os burros nágua na primeira hora.

  28. Senhor Ivo Veiga.

    Já notou como este pessoal na maioria não gosta de declinar suasi dentificações.?

    Ainda bem que nada devemos e temos orgulho de nossos nomes.

    Agora sim posso gritar:

    VIVA O BRASIL.

    Obrigado.

    Jose Pacheco Filho
    Suboficial Reformado
    Marinha de Guerra.

  29. Targinosilva – Dentro das normas democráticas, realmente um espanto!!!!

    Gerald – Apesar de não entender muito da arte de interpretação, me veio uma pergunta:

    Você já dirigiu algum filme, ou foi convidado para fazê-lo, ou nunca quis mesmo participar de uma produção tão grande?

    Tenho notado que você gosta de espetáculos pequenos, nada esticados demais, estou certo??

    Porque este é meu caso também, não gosto de coisas que demorem em demasia, sou muito inquieto, gosto de realizar e passar adiante, sempre fazendo coisas novas.

    A única tarefa que me deixei levar por tanto tempo é está campanha contra o Ali-bebum, e a favor do Collor ser candidato.

    Abraços Colloridos.

  30. Ivo Veiga

    Volto a pedir escusas, por mais uma vez ter saido do roteiro, como disse ou é desinformação ou má fé, espero que seja a primeira.
    Saio de vez, mas continuo observando.
    Abraço a todos.
    Ivo

  31. Garganta

    Caro Ivo Veiga 16:48,

    Estou acompanhado o seu diálogo, mas tenho que discordar. Gostaria que você apresentasse a convenção sobre o que é golpe de Estado. Ora, Estado não é governo como você está afirmando, e pode consultar qualquer autor de Direito. Os militares deram um Golpe de Estado, tomaram a máquina do Estado pelas armas.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  32. Sandra

    O povo (aqui em casa) quer saber:
    -Por que teatro para menores de 16 é criminoso?
    -Que livros você lê para criancinhas?

  33. Sandra

    E minha filhota achou muito fofo você chorando!

  34. O golpe de 31 de março é um efeito colateral da guerra fria.
    Temendo a influencia do comunismo na América do Sul
    os EUA passaram a apoiar todas as ditaduras de direita
    na América do Sul. Foi assim no Chile, na Argentina, no
    Uruguai, Paraguai, Brasil etc.
    Atrasou em 40 anos a evolução democrática da região,
    ao custo de milhares vidas e empobrecimento e atraso cultural.
    Meus livros de ciência, foram retirados do mercado,
    a matemática mudou para pior.

  35. Jango foi eleito de acordo com a constituição.
    Era governo legitimo.
    A única forma de tirar um governo legitimo é por impeachment
    com foi feito ao Collor de Mello dentro das normas democráticas.

  36. Garganta

    Caro Targino,

    E há inúmeros documentos que provam a influência americana nas ditaduras latinas.É um horror querer tratar com eufemismo quem submeteu a sociedade brasileira. Nem quero generalizar, pois muitos militares eram nacionalistas, e,de certa forma, e eu concordo, evitaram uma ditadura socialista. No entanto, é loucura tratá-los com eufemismo, porque a realidade histórica é uma só: eles foram ditadores, talvez não tão carniceiros como os comunistas, nem totalitários ( aliás, acho que nem foi característica, no caso brasileiro, o totalitarismo). Mas eles foram, e não há dúvidas, autoritários.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  37. Glorinha

    Gerald,
    alguma coisa….? o que foi? preocupada fiquei….
    [[]]

  38. Ivo Veiga

    Caro Sr. Garganta(gosto de chamar as pessoas pelo nome) como não sei o seu que fique assim, a discussão Estado?Governo é antiga mas parece-me que há um consenso. Nas Repúblicas Presidencialistas, nosso caso, o Presidente é lider de Governo e Chefe de Estado, já nas Repúblicas ou Monarquias
    Parlamentaristas o Presidente é chefe de Estado cabendo ao Primeiro Ministro a chefia do Governo, caso clássico é a Grã-Bretanha, onde Sua Majestade Elizabeth II é chefe de Estado e o Sr.Gordon Brown é chefe de governo.
    Estas coisas eu aprendi com meu amigo Estevão Hovarth, professor da PUC de Direito Constitucional e Procurador do Estado de São Paulo.
    Abraço
    Ivo
    P.S. agora preciso ir mesmo que tenho compromisso e já estou atrasado.

  39. susan Clayre

    Gerald ,

    Estou em New York , mas cabeca no RIO – Torcendo por voce….
    **MERDA** (Boa Sorte), independente do resto…voce sabe que es THE BEST ,… , degraus fazem parte da vida para nos fazer andar seguir adiante…Se fosse tudo facil…linha reta nao haveria graca….

    Agora 7:41pm no Rio…faltando pouco !!!

    Beijos

    Susan Clayre

  40. susan Clayre

    Gerald ,

    Estou em New York , mas cabeca no RIO – Torcendo por voce….
    **MERDA** (Boa Sorte), independente do resto…voce sabe que es THE BEST ,( ) , degraus fazem parte da vida para nos fazer andar seguir adiante…Se fosse tudo facil…linha reta nao haveria graca….

    Agora 7:41pm no Rio…faltando pouco !!!

    Beijos

    Susan Clayre

  41. Garganta

    Caro Ivo,

    De fato, é chato discordar dos outros, porque, inevitavelmente, a gente acaba por se valer de um argumento que contradiz a outra pessoa. Mas as vezes é necessário.

    Definir o que é Estado realmente não é fácil , ainda mais num blog. Mas eu objetei, e continuo, o seu entendimento de que, tão-somente, o Estado dando o golpe, seria golpe de Estado. E também a confusão que você fez entre Estado e Governo. Governo seria o poder Executivo, e o Estado tem outras instituições. Inclusive as forças armadas têm legitimidade em razão da Constuição Federal, elas são submissas ao Estado brasileiro. E o que você falou acertadamente é a função do Presidente da República, mas não tem nada a ver você confundi-lo com o Estado.

    Para concluir, eis as palavras de Marcos Cláudio Acquaviva, professor da faculdade Mackenzie: “…agora com E maíusculo, denomina, modernamente, a mais complexa e perfeita das sociedades civis, qual seja, a sociedade política, que poderia ser conceituada como a sociedade civil politicamente soberana e internacionalmente reconhecida, tendo por objetivo o bem comum aos indivíduos e comunidades sob seu império” ( Teoria Geral do Estado, p.5).. Não há dúvidas, os golpistas de 64 foram ditadores, devemos repudiar qualquer forma de autoritarismo.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  42. Sandra

    Pensarei em vocês na hora da estréia. Farei uma oração pedindo que tudo corra bem!

  43. susan Clayre

    8:29pm no Rio de Janeiro…Como estara se saindo Marcelo Olinto la no Rio em Copacabana…..

    Queria tanto estar la para ver e saber…..

  44. Júlia

    madonna is with me on the phone and she’s telling everything is going to be all right, she is going to sing a mantra for you at the moment …

  45. Júlia

    madonna is with me on the phone and she’s saying everything is going to be all right, she is going to sing a mantra for you at the moment …

  46. Ivo Veiga

    Meu caro Garganta, claro que existem controvésias nesta questão Estado/Governo, eu citei um professor doutor da PUC, o Sr. citou um professor do Mackenzie e ficamos na mesma, mas também depois de mais de 44 anos tanto faz. Mas quero agradecer que perdi meu teatro(ia assistir Dom Casmurro do Machado) com minha namorada que é Professora de Literatura, mas graças a vossa senhoria e ao Sr.Targino perdi a peça, mas ganhei um sonoro esporro de minha namorada(sou divorciado).
    Claro que isto é uma blague, perdi a peça, por ter esquecido o tempo, um barbeador elétrico que pifou e mais um pneu furado, agora é aguentar uns 10 dias de tromba da cara metade, tudo culpa minha.
    Abraço
    Ivo

  47. Sandra

    MERDA, Gerald!!!

  48. Ivo Veiga

    Sr.Garganta eu apenas comentei o que um professor doutor em direito constitucional me disse há muitos anos, agora se isto é a total realidade eu não sei pois não estudei direito, muito menos constitucional, quanto ao juramento eu como ex-militar prestei juramento a Nação Brasileira e não ao Estado Brasileiro, bem como todos os militares vem fazendo há muito tempo.
    Abraço
    Ivo

  49. O Vampiro de Curitiba

    Acrescentei umas fotos…

  50. Tene Cheba

    Vó, qyuerida \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\Vó

    Vó, minha querida

  51. Ivo Veiga

    Sr.Garganta, já que falei de teatro(que perdi) que tal mudarmos de alho para bugalhos, até porque o assunto que estava em pauta não alterará os fatos, falemos de teatro, que tal?
    Abraço
    Ivo

  52. Sandra

    Ficaram lindas, Vamp! E a diagramação do texto também!

  53. Ana

    Puxa, que luxo!!
    MERDA!
    Love,

  54. Ivo Veiga

    Sr. Garganta sinto muito estou me dirigindo a casa da minha namorada, vou ver se domo a fera, tenho que levar o chicote e a cadeira, claro, nosso papo fica prá outro dia.
    Abraços
    Ivo

  55. Júlia

    belas fotos…gostei do ator vestido com o que acho que deve ser um Galiano.
    queria ouvir a música e imaginar…o que não to vendo.
    Não. Eu queria estar aí na platéia realmente VENDO.

  56. Sandra

    Não tem como colocar um link para a entrevista do GNT?

  57. Júlia

    Woody Allen me ligou agora, ele está no Rio assistindo o Gerald.
    E eu disse:
    – Woody, vc está sendo inconveniente! será que não consegue me contar depois?
    – Não, não…estou vendo uma explosão e….
    tu tu tu
    caiu.
    sem sinal.
    Tô esperando ele me ligar de novo e me contar o resto…mas ele me disse que só ligaria mais tarde porque estava muito emocionado e precisava falar com o autor e o ator quando terminasse e descansar um pouco. Foi um baque pra ele tudo isso.

  58. Tene Cheba

    Belas fotos,bela hipocrisia,bela refratária leitura, bela insistência, belas fotos,belas mentiras, belos momentos.Belas fotos, belas tristezas, belas fotos, desterros, impávida inexatidão, indecentes seres,filhos da puta, caralho, porra, perdão pela minha digestão, vinhos concretos e queijos, vinhos concretos e queijos.Impávido poder.Poder medíocre, poder de nós, poder sério,impávido poder, lindo, maravilhoso,lindo maravilhoso, fotos que não li, textos bonitos que não li, não vou falar nada.Viajando, pernoitando, acordado só sonhando.Não li, não considere, deixa rolar, não se importe, amanhã talvez.E nessa marolinha eu sigo, puxando o grande barco, no cheiro infinito da maresia, perpretado de odor.E neste ônibus, na madrugada, gostosa e remorsa, sigo olhando, não você, nem eu, sigo ausente,sigo pensando, continuo pensando, pensando,pensando, a areia é tão suja.

  59. Londrina

    Teatro é tudo de bom,né? Pra quem mora no Rio é uma boa.

  60. Garganta

    Caro Ivo,

    Claro, podemos mudar, parece que nossos entendimentos já foram expressados. Com isso, não tenho mais nada a acrescentar.

    Eu confesso que leio esse blog em razão dos textos do Gerald, que têm umas tiradas que me agradam. Eu não entendo muito de teatro, ou melhor, eu não entendo quase nada. Mas se você quiser levantar algum assunto, por favor.

    PS: Felicidades, e são sinceras, para você e sua namorada.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  61. Tene Cheba

    A noite é doida,o Sol custa a chegar.Na noite a Lua se esconde, na Noite a Lua sempre nova, pálida, segue amando, que rima pobre, que oriente tão longe, que pus, que ferida, que morte.Quantos irmãos hei de ter.

  62. Júlia

    A Madonna não pôde ir porque tá cuidando da Lourdes e do Rocco lá no Copacabana Palace. Mas parece que em uma das apresentações ela vai estar lá de Galiano acompanhada dos pimpolhos.

  63. Luciana(chorando por não estar assistindo a peça)

    Risos, Essa Júlia é muito engraçada.O Woody Allen teve um baque vendo a peça do GT …nossa o que estou perdendo.Uma explosão e tututu e caiu a linha ….é de dar calafrios na espinha.

  64. Luciana(chorando por não estar assistindo a peça)

    Não sei não.Pelas fotos(que são lindas) já deu para deduzir que se eu fosse assistir a peça deveria levar na bolsa antidepressivos para qualquer eventualidade.Parece uma catarse tudo isso.Estou estupefata.Mas meu desejo era de estar assistindo ao vivo .

  65. Luciana(chorando por não estar assistindo a peça)

    A Madonna(interrogação)

    Nossa que evento…E nós aqui na frente da telinha.Júlia, quem mais foi assistir a peça

  66. Tene Cheba

    Pobre vingança, eis tu, eis eu.;Pobre alegria,pobre solidão, pobre amor sem contágio, pobre amor platônico.Da infinita tristeza,no orvalho matutino, na doce flor sem néctar, no supremo martírio da dor, na incapacidade existencial, apenas,penas, subúrbios,morros, favelas,Ramos,praia,em que local posso visitar

  67. Júlia

    Oi Luciana, tudo bem com vc?
    Pois é, o Woody me ligou durante a peça e eu to aqui até agora imaginando o que foi aquele barulho que eu escutei, mas logo caiu a linha. Também tô morta de curiosidade de saber como foi a peça e se o Woody sobreviveu emocionalmente. Mandei um sms pra ele agora dizendo pra conversar com o Gerald depois da peça, que ele ia se sentir melhor. Mas você sabe como ele é emotivo, mal conseguia parar de chorar e gaguejar ao telefone…

  68. Júlia

    …mas antes da ligação cair eu disse:
    – Woody, fica bem por favor! Tá tudo bem. Você só vai assimilar essa carga emocioal na próxima vez que assistir, e aí quem sabe estarei com você. E NÃO VOU DEIXAR VOCÊ TELEFONAR DURANTE A PEÇA, WOODY ALLEN!!!. É um novo tipo de TOC que ele desenvolveu. Com o celular, e aí ele liga pra mim porque sabe que eu vou entender, porque quando tenho mesmo o problema, ligo pra ele. Mas eu não devia ter gritado com ele, ele é muito sensível…Foi quando ele começou a chorar e ouvi a explosão
    e tututu

  69. Júlia alucinando sobre o que não viu

    quem mais foi?
    pera aí que eu vou ligar pro Woody , ver se ele tá acordado e perguntar. A Madonna tá cantando músicas de ninar pro Rocco em alguma língua que eu não consegui identificar, ela não pode falar agora…

  70. Luciana(chorando por não estar assistindo a peça)

    Tudo bem, Júlia.E você como está, nem precisa responder, estou vendo que está ótima com a estréia da peça do GT. Todos nós estamos vibrando. Estranho , cheguei até ouvir música , explosões, o que me fez lembrar novamente das pinturas de Goya.

  71. Júlia alucinando sobre o que não viu

    oi Luciana, tá aí ainda?
    Woody disse que tava ouvindo a Amy Winehouse no outro telefone, e que eles estavam tendo uma conversa muito importante e ele não podia falar naquela hora. E disse que me contaria melhor amanhã sobre as outras pessoas que estavam lá.

    parece que a Amy tava disfarçada. Talvez o barulho que ele tenha ouvido tenha sido a Amy quebrando alguma coisa. Não sei se ela teria tido uma participação na peça ou se foi um acidente mesmo. Tipo, ela tentou ir ao banheiro e caiu.
    Não sei realmente.

  72. Luciana

    Puxa, Júlia, você conhece o Woody Allen. Ele deve ser uma figura.

  73. Júlia

    tem um filme agora sobre ele….vc já viu?
    eu quero ver uma hora dessas…vi o cartaz hoje…

  74. Luciana

    Vai ver a Madonna está cantando em hebraico, já que ela anda envolvida com Cabala e coisas do gênero.O Rio deve estar pegando fogo …

  75. Luciana

    Sim, ouvi falar deste filme.Não perco um filme dele.Você se refere do filme que a história se passa na Espanha(interrogação)

  76. Júlia

    Ah…ele é uma figura e tanto!
    ainda não estou bem convencida se conheço de fato o Woody, Luciana.
    mesmo depois de tanto tempo, sabe como é?
    Todos nós conhecemos o Woody…é uma figura que aparece em determinados momentos. da vida…como…como o mestre Ioda, ou o “mestre dos magos”, sabe? Aprendo muito com Woody Allen, é quando consigo rir de mim mesma. Mas há quem diga que não o conheço. Que ele é um amigo imaginário.

  77. Luciana

    Não, não fui assistir ainda.Não vou perder esse filme.
    A Amy Winehouse também(interrogação)….coitado do GT , não vai sobrar nada do cenário.Ah agora entendi porque o cenário não tem quase nada.O GT é muito precavido e esperto.

  78. Luciana

    Então a comunidade judaica está em peso na estréia do GT.

  79. Luciana

    Te invejo Júlia por ter um amigo imaginárioe ainda mais o Woody Allen.Nunca entendi direito quando alguém diz que na infância teve um amigo imaginário.Isso não aconteceu comigo.Que eu lembre não.

  80. Júlia

    ..ela teve um período na Índia quando gravou o Ray of light e trouxe uns mantras chegou a gravar e tal..por isso antes da peça acredito que cantasse um mantra indiano…mas é possível que estivesse cantando em hebraico sim…é bem possível. parece que o pequeno Rocco adora.

    não sei se é a produção é americana ou espanhola, ou um misto dos dois.. o filme,esse que vi o cartaz, é com o Javier Baden e a Natalie Portman..

  81. Júlia

    Tô com sono. Como será que foi a peça?

  82. Júlia

    era uma brincadeira Lu. não é assim como no filme sobre o John Nash. Não sou esquizofrenica. Mas imagino simplesmente.

  83. Luciana

    Deve ter sido uma explosão.
    Já está com sono(interrogação)é cedo ainda….

  84. Certa noite uma mulher não voltou para casa…

    No dia seguinte, ela disse ao marido que tinha dormido na casa de uma amiga.

    Desconfiado, o homem telefonou para as 10 melhores amigas da mulher, e… Nenhuma sabia de nada…

    Moral da História: Ô RAÇA DESUNIDA…

    ———-

    Certa noite um homem não voltou para casa…

    No dia seguinte, ele disse a esposa que tinha dormido na casa de um amigo.

    Desconfiada, a mulher telefonou para os 10 melhores amigos do marido e… Oito deles confirmaram que ele tinha passado a noite na casa deles e dois disseram que ele ainda estava lá!!!!

    Mora l da História: Ô RAÇA F.D.P….

  85. Luciana

    Amanhã saberemos as noticias da peça. Já vou ter que me retirar, Bons sonhos para vc.

  86. Júlia

    Já a Madonna é fanatismo mesmo. Tipo, quando olhar pra ela no dia 21 se tirarem uma foto minha e compararem com essas fotos de gente tendo algum tipo de transe religioso durante uma romaria, é quase igual.

  87. Júlia

    mas ela é minha amiga Luciana. Há no mínimo 20 anos quando comprei o primeiro LP…você gosta dela?

  88. liz

    Fiquei só na vontade…Parece tudo tão real!
    Ouvir um monólogo com esse jeito, assim…. absurdo e surreal. Quase morro com a “água na boca”. PODER VER, então!!! Nossa!!! Sortudos esses cariocas…

  89. Júlia

    Boa noite Luciana.

  90. Preocupado com os humanos Deus mandou um anjo ficar uns dias nos observando.
    Ao regressar o anjo eu contas a Deus e que somente cinco por cento de nós obedeciam seus mandamentos e os outros noventa e cinco por cento eram um bando de safados.
    Para ter certeza Deus mandou outro anjo.
    As contas bateram:
    Cinco por cento de seguidores e o restante tudo safado.
    Então Deus mandou um e-mail pessoal para cada um dos cinco por cento desejando um Feliz Natal e pedindo que eles continuassem a obra divina.
    Por acaso você recebeu esta mensagem de Deus?
    Caso tenhas recebido peço que me ajude.
    Se não recebeu então estamos Sifu.
    Obrigado.
    Pacheco..

  91. Júlia

    foi todo mundo dormir. ?
    Gerald, que tenha sido doce! queria muito ter visto.
    boa noite a todos.

  92. Luciana

    Gosto de ouvir, às vezes, a Madonna .Você é amiga da Madonna desde que comprou o LP dela(interrogação)Nossa isso que eu chamo de veneração, numa boa.Lembro que meus irmãos mais velhos ouviam os Beatles e Rollings Stones.E mesmo que os Beatles não existissem mais como grupo comecei a venerá-los a ponto de ficar sonhando acordada com eles.Mas a idade que tinha na época comportava este comportamento assim, 12anos.A única vez que venerei algum artista.Depois a febre passou.Não tenho temperamento para o fanatismo.Nunca me fanatizei com nada.

  93. Júlia

    Nossa eu recebi Pacheco.
    Mas não foi de Deus diretamente. Era do Santa Claus, até achei que podia ser você. Mas não era
    O título era:”Have you been good this year?”

  94. O monologo é aqui.
    A loucura é aqui. Os visionários, os bêbados estão aqui.
    Uma fala com o Woody Allen, outro fala com o pateta,
    outro fala com curupira, Odete Roitman.
    Precisa-se com urgência de um psicanalista
    ou então não vai ter Barolo que de jeito.
    O parafuso gira ao contrario,
    o buraco é mais embaixo.
    O outro se banha nas ovas do esturjão.
    Outros vestem culotes e andam a pe.
    Falta juízo, falta serenidade.

  95. Luciana

    Tenho uma imaginação fértil , às vezes, mas nunca cheguei a ponto de achar que um artista, não conhecendo-o, seja meu amigo por gostar dele .Estou achando estranho este papo da Júlia.Não entendi quando ela disse outro dia que discutiamos e etc,etc , até parece que ela me conhece(interrogação)

  96. Luciana

    Não Júlia, sai um pouco.Mas não fui dormir,não.Muito cedo ainda.Teu papo é muito estranho.Boa Noite para você também.

  97. Luciana

    Júlia
    Não sei, mas temos temperamentos diferentes, a gente não se bate muito.Qual é o teu signo(interrogação)

  98. Luciana

    Entro no Blog do GT porque a linha de trabalho dele me interessa bastante , por ser meio caótico.É que comecei uns trabalhos mais ou menos nesta linha e sempre me identifico com este tipo de trabalhos.

  99. Luciana

    É que não encontrei algo similar em outros blogs e lugares por aqui.

  100. Luciana

    Só eu acordada(interrogação)

  101. gthomas

    TIVE. SEM DUVIDAS, UMA EXPERIENCIA U N I C A

    U N I C A

    A MAIS MESQUINHA EM 30 E POUCOS ANOS DE PALCO.

    CARAMBA

    QUE MEDA!!!!

  102. gthomas

    NAO TEM OUTRA PALAVRA NAO

    MESQUINHA

    GENTE QUE PENSA PEQUENO

    MENOR AINDA

    MUITO MENOR QUE PEQUENO

    EH…MAIS OU MENOS ISSO…

    TRISTEMENTE PEQUENO….

  103. gthomas

    GENTE NOJENTA

  104. Júlia

    O Gerald também tá acordado.
    Porque? o que houve???

  105. Júlia

    de quem está falando?

  106. Júlia

    Só agora vi o que escreveu Luciana.
    Ãchei que era visível ser ficção. se não gostou, so sorry.
    Sou àries com ascendende em àries, e vc?

  107. Júlia

    não vou me envergonhar imaginar coisas e colocá-las no papel.
    e depois, vc não é obrigada a gostar de mim. mas se eu tiver incomodando tanto assim, me retiro.

  108. Júlia

    quer dizer na verdade vc me achar estranha ou não não faz a menor diferença Luciana, eu só lamento. Realmente não te conheço. Ou conheço?

  109. Júlia

    estranha é vc dizendo que sou engraçada e que me inveja e depois dizendo que sou estranha. quem é vc pra me julgar estranha pq usei como personagens artistas que admiro?
    eu não vou ficar aqui discutindo com quem eu não conheço. acho que vc é a moderadora desse blog.
    e o Gerald não merece.

  110. Júlia

    Goodbye so long
    e vc disse que estava entre amigos
    qual o seu problema comigo Luciana

  111. Júlia

    não sou amiga da Madonna porque comprei um LP, Luciana,
    mas porque suas músicas estiveram comigo a maior parte da vida, e cada etapa da vida dela dialogou com as minhas experiências por um motivo diferente. Agora se você não entende que estamos no blog de um artista que admiramos e podemos admirar além dele outros artistas, não entendo o que é isso.
    você modera o blog Luciana?

  112. Júlia

    o Pacheco assina como Papai Noel e ninguém o questiona por isso. porque não posso escrever algo que pensei? porque te incomoda?
    porque acha que é fútil gostar da Madonna ou do Woody Allen?
    e do Gerald Thomas e de muitas outras pessoas?

    piores os que não admitem. ou que se escondem atrás de uma “igrejinha”: aqui só se pode gostar disso.

    “temos a mente muito aberta aqui.” estou vendo o quão aberta é sua mente. País livre…deve ser algum tipo de piada, esse país…

  113. Júlia

    “Não quero só ficar bem na foto
    Quero dizer a que vim
    Mesmo que isso me custe
    Revelar coisas que não gosto
    Em mim.

    Nem sempre gosto dessa cara de alegre,
    Quando sei que tenho tanta dor por trás

    Eu não acredito em mais nada a 8 ou 80.
    Você sabe, eu aprendi demais”

    Marina Lima

  114. Se a Julia entrou no hospício eu entro também.Alias já estou.

    Julia.

    Bom dia.

    Espero que estejas bem. E que tenhas tido bom sono. E que teu dia de hoje seja melhor do que o de ontem e pior do que o de amanhã.
    Não me incomodo por teres conversado com o Woody Allen. Gosto do Woody e de tudo o que ele tenta nos transmitir. È um feio tão bem colocado que supera muitos bonitos. Talvez porque ele sonha e acredita no que sonhou.Assim como eu faço e parece que idem você.
    Quando eu assino Papai Noel eu sou Papai Noel. Porque acredito que sou. E somos tudo aquilo que acreditamos. Estamos melhores do que os que não acreditam em porra nenhuma e defendem o que eles mesmos não acreditam ou sabem o que é. Sonhe teus sonhos e seja.
    Gosto de uma colocação da Nina na qual ela pergunta: e daí?Isto importa?
    Sim: e Daí?Importa?
    O que importa é estar presente.
    È ser mesmo não sendo.
    Porque às vezes sendo não somos. E em não sendo realmente somos.Desde que nos agrade ser não importa o juízo que possam fazer.Por acaso é proibido sonhar?
    Sonhos até que podem nos ser roubados. Mas nunca proibidos.
    Pode te aparecer alguém que resolva partilhar nossos sonhos e nos deixe no meio do caminho. A ver navios. Então temos de decidir se vamos embarcar na canoa do outro ou ficar mesmo em terra.
    Isto é: Assumimos a realidade ou ficamos em nossos sonhos?Eu pulo de um estado pra o outro. Se coisa está preta com a realidade eu escapo e sonho. Porque sonhando a coisa que estava preta vai ficando rosa.AH! Que bonito!Qual era mesmo o problema?Puxa vida tomou doril e sumiu. Que bom.Que limonada gostosa estou tomando.Nem parece ter sido feita com o limão horroroso que eu tinha.
    Julia, embora o Targino nos imagine parceiro de hospício não ligue. O Targino no fundo é gente boa.Gosta de matemática e pensa diferente.Ele deve não gostar de sonhar.Deve ser para não embaralhar os números em sua mente.Julia eu e você podemos aceitar que 2 e 2 são cinco.Para o Targino sempre dois e dois serão quatro.
    Por isto ele nos imagina em um hospício. Nós sabemos que estamos em um blog.E desconfio que o dono pensa igual como nós.E não dizem que ele faz doidices.Dizem que ele faz teatro e arte.E o que é a arte.Não é também a manifestação de um autor mostrada realmente e encenada por gente de verdade?
    Veja Julia. O Gerald por aqui já nos meteu em uma nau. E todos nela estivemos navegando.E quem não se lembra do dia no qual ele botou uma gostosona de quatro e a mandou ser um cão.E a gostosona acreditou tanto no Gerald que no palco um cão nos mostrou que podia ser como foi.Naquele instante de interpretação ela ( a gostosa)estava sonhando o seu sonho de ser atriz.Foi tão perfeita que eu tive medo que ela saísse da televisão e me atacasse.Viva o sonho.
    Julia não precisa responder à Santa Clauss. O Pai Noel que eu sou já entendeu teu recado.Os dois são o mesmo.Este que eu mais gosto o imaginado e criado para alavancar as vendas d coca-cola no passado.Deu certo e ficou.Hoje é até venerado.
    Provando que nem tudo que americano faz é errado. Mas isto já é outro assunto que fica pata outra vez.

    Julia encerrando permita que eu te mande um beijo.
    Um beijo honesto de quem vive sonhando acordado.
    Por favor, diga ao Woody que ele deveria providenciar o lançamento de um cd com as reprises de musicas antigas maravilhosas que seus filmes nos permitem ouvir. E por favor, pergunte a ele se ele é muito ofendido quando mostra os defeitos de NY para o mundo. O Gerald quando aponta os defeitos de Sampa quase é crucificado. E o Gerald talvez ame mais São Paulo do que o Woody possa amar New York. A merda é que os dois são artistas e vivem fazendo merdas. Felizmente.

    Obrigado.

    Pacheco.

    PQP. Heureca!VIVA.

    Comentei um montão sem mencionar ele.

  115. Cristina

    O que é conhecimento em geral? Questiona Sartre, e ele mesmo responde “só existe conhecimento intuitivo”.
    Após a explosão das Torres Gêmeas, Nova Iorque ficou dias empoeirada, pó de concreto, concreto em pó, arte concreta, poesia concreta. O mundo ficou mais triste, e agora vivemos uma depressão, não sabemos se grande, média ou pequena.
    Desperdiçar vinho para agradar a burguesia. Agradar a burguesia é triste. Mais triste é agradar a burguesia brasileira.
    Havia necessidade do regime militar? Os militares, abusando do poder da força, deram um golpe no Estado, não fizeram revolução porra nenhuma, nem acabaram com a corrupção, pelo contrário, o Brasil involuiu durante o regime militar. Os comunistas iam mesmo tomar o poder no Brasil? Valeu a pena torturar os comunistas? Valeu a pena violar e castrar o direito dos brasileiros? Tudo para agradar a burguesia, que temia os “comunistas” liderados pelo Jango e seu cunhado Brizola, fazendeiros do Rio Grande do Sul, estavam mais para aristocratas do que para comunistas.

  116. Aviso aos que ficarem na duvida de quem é o ele ao qual me refiro no final aviso queestou falando do homem que nasceu com a bunda virada p´ra lua e destinado a ter a sua disposição embora por periodo transitório o avião mais luxuoso do mundo.
    Embora muitos de seus irmãos ainda sintam falta de assistência medica e alguns até passem fome.E por incrivel que possa parecer dizem que ele éstimado por setenta por cento destes sofredores.
    Seria mais facil eu escrever logo o nome porem eu assim procedendo estaria quebrando uma promessa que fiz adois amigos virtuais que são os senhores Targino e Everado.
    E promessas são para serem cumpridas.Só aos politicos é permitido fazerem promessas para nãoserem cumpridas.Aisto nós podemos chamar de promessas eleitoreiras.Po exemplo.Prometeram moralizar esta nação e naverdadeestão desmoralizando dia apósdias.De tal maneira que não sepode nem na justiçaconfiar.Basta ler a respeitoda vergonha que estão nos motrando com o comportamento de autoridades do Estado do Espirito Santo.Até esta vergonha se bem procurada esta´no contexto do Bat Man.Afinal o vinho que estes agora acusados tomavam deve lhes estar testando com gosto de sanque.Sanque vertido da honra dos bons brasileiros.

    Muito obrigado.

    De um brasileiro que se recusa a servir de isca.

    Pacheco.

  117. Acima teclei sanque para não mencionar o meu sangue na questão.

    Serve tambem para chamar a sua atenção.

    Obrigado.

    Pacheco.

  118. Biquei

    O fel e o mel de Mabel .
    Osiris Lopes Filho
    http://WWW.congressoemfoco.com.br.
    Pobreza de argumentos. Tenta-se desviar a questão fundamental: o conteúdo desse substitutivo, uma babel legislativa, em que se confundem a natureza e a finalidade do texto constitucional, tratando-o como se fora mísero regulamento.
    A propósito dessa tentativa mesquinha e extemporânea de ataques pessoais, dada a relevância do tema tributário, lembro que os registros judiciais e cartorários, principalmente no Supremo Tribunal Federal, mostram que a intimidade do nobre deputado, até a feitura desse substitutivo, é mais com o Código Penal do que com o Tributário. Não vale a pena gastar palavras e argumentos com matéria hoje afeta ao deputado, ao Ministério Público e ao Judiciário.
    Como pecebemos o Mabel,não possui idonedade moral compatível, para estar frente ao projeto e tamanha evergadura para á sociedade brasileira.

  119. Biquei

    A inversão de valores,o exemplo vem do Àpice!
    http://www.Elpais.com.

    ONG brasileñas critican la impunidad policial

    Polémica por la absolución de un agente por la muerte de un niño

    Brasil está indignado.

    Todos los periódicos, los impresos y los de Internet, estaban ayer abarrotados de mensajes de miles de ciudadanos airados e indignados por la absolución del policía militar William de Paula, acusado de homicidio doblemente cualificado, tras haber disparado en plena calle de Río de Janeiro 17 tiros contra un coche en el que hace seis meses viajaban Alessandra
    Amorim y su hijo de tres años, José Roberto.

    Alessandra resultó herida y su hijo murió. La policía alegó que confundió el coche con otro en el que viajaban traficantes de droga.

    Tras haber sido encarcelado durante seis meses, el policía fue absuelto, para mayor bochorno, como han subrayado los defensores del niño muerto, el día que se celebraba en el mundo el 60º aniversario de la Declaración Universal de los Dere

  120. Luciana

    Júlia

    Escreva o que você quiser a meu respeito querendo desta forma criar uma imagem que não confere com o que sou de verdade.Pára de ser boba e idiota.Nunca quis ser moderadora deste blog sua insana babaca.Vai procurar tua turma e vê se me deixa em paz sua burroide de uma figa.Sou do signo de aquário ascendente em leão sua imbecil

  121. Sandra

    30 ANOS?????????????

    Você é um:
    -SOBREVIVENTE;
    -GUERREIRO.

  122. Luciana

    E se você quiser ficar participando do blog fique à vontade não sou dona dele para expulsar quem não gosto, você fica na tua que eu não minha, tá legal e porque também não tenho esta mentalidade de ficar excluindo as pessoas,criando imagem negativa de uma pessoa, isolando as pessoas porque ela não pensa igual a mim ou tentando torturar alguém por ela não pensar como eu , ou ver o mundo como eu.

  123. Luciana

    Não , Júlia, melhor ainda, eu me retiro assim você fica à vontade neste espaço.Só que aí você ficará no vazio não é….não vai ter mais alguém para detonar.

  124. Vamp

    Pelo comentário do GT na madrugada, ele teve problemas com Petramulambos??

  125. Cristina

    Implantaram o comunismo. Um regime bastante cruel com as artes e livres expressões em geral. Em nome da igualdade tiraram a liberdade. Cai o muro de Berlim, tudo desaba. E no final deste regime filho da puta, você tem comidinhas e roupas de griffe !!! As griffes prosperam em Moscou e começam a dar prejuízo na França.

  126. O Brasil é considerado um dos paises mais violentos.
    Dizem que aqui morre mais gente que no Iraque.
    Isso se deve em parte a atuação da policia.
    A policia de São Paulo, antes do Golpe de 1964
    era chamada Força Publica do Estado de São Paulo.
    O policial, era o seu vizinho, o seu amigo que por acaso
    usava farda, jogava no seu time freqüentava a sua igreja.
    Era um apaziguador.
    A Revolução, para ter controle, enfraquecer a autoridade estadual,
    transformou essa policia em militar, comandada por um Coronel do Exercito.
    A policia deixou de ser preventiva para ser repreensiva.
    Passou a tratar todo movimento de reivindicação social
    como um movimento anti-revolucionário usando
    tropas de choque, bombas de efeito moral e cassetete.
    Fez escola. Findado o período da ditadura ninguém
    teve coragem para mudar essa estrutura
    lembrando que somos civis e não militares.

    Quem esqueceu de ensinar a policia que uma coronhada
    na cabeça causa traumatismo, afunda o cérebro e causa
    a morte, que um torcedor de futebol não é um bandido.

    Quem ensinou a policia atirar primeiro e perguntar depois?
    Temos que reeducar a policia, para o bem do cidadão e da
    própria policia que tambem é feita de cidadãos.

  127. Cristina

    Faz certo tempo visitei a Sardenha, fiquei em Porto Cervo na Costa Esmeralda, colônia de férias dos podres de ricos, os preços eram absurdos, foi quando comecei a pensar a respeito do consumo dos podres de ricos, e sobre o tédio de consumir.

  128. Cristina

    Eu acho difícil um ator conseguir encarnar o Gerald Thomas, se colocar no lugar de um judeu alemão criado no Rio de Janeiro, e que vive em Nova Iorque, Berlim Paris, Rio de Janeiro, São Paulo. Nós, brasileiros, não vivemos no Império austro-húngaro, não promovemos duas guerras, nosso país não foi dividido, e depois juntado.

  129. franklin albuquerque

    VAI VIM PARA SAMPA GERALD ????, JÁ ESTOU POR AQUI… AS FOTOS ESTÂO UM ARRASO !!!!!!!!!!

  130. Londrina

    Gerald.
    O que aconteceu? quem te magoou tanto?

  131. gthomas

    DO BLOG DO CAETANO VILELA (linkado a esse – ta ali do lado)

    13/12/2008

    O Ator, o Diretor, o Autor e o entendimento sobre o Tempo
    “Decantar o vinho, como pode o teatro, enfim… É tempo, tempo entendeu, é o tempo que o teatro tem que ter, teatro não, uma câmara de tortura. Precisa de tempo, tempo.
    Teatro e tortura, amizade e literatura e um bom vinho precisam de TEMPO.
    (Gerald Thomas/”Bait Man”)

    Marcelo Olinto sob a minha luz, dirigido por Gerald Thomas e fotografado por Daniela Visco no Sesc Copacabana

    Faltou tempo! A citação acima vem do novo espetáculo dirigido e concebido por Gerald Thomas para Marcelo Olinto. Todos concordam que faltou tempo para que o espetáculo ficasse melhor… poucos dos envolvidos nesta produção concordam que faltou tempo para ‘decantar’ deste evento uma nova ‘amizade’.
    Trabalho com Gerald há uns 10 anos, nos separamos por um tempo para eu cuidar da minha carreira e nos aproximamos quando nossas agendas permitem. A vida dele sempre foi uma loucura inter-continental, sua cabeça sempre esteve em, no mínimo, três países ou cinco cidades ou duas culturas, dez projetos, ou, ou, ou…

    Acredito na empatia entre criadores, ator e diretor num processo tão autoral precisam ‘estar siameses’ em fase de produção de um novo espetáculo. Depois de mais ou menos 3 semanas de ensaios cheguei ao Rio e após assistir um ensaio sem saber de absolutamente nada identifiquei alguns pontos frágeis sobre o entendimento que o ator tinha do autor. Note bem eu disse “DO AUTOR” e não do espetáculo (embora houvesse sim alguns pontos também, mas não é o caso).

    Gerald é o autor dele mesmo e ninguém pode acusá-lo de repetir sempre o mesmo discurso, seu tema é e sempre foi o DILACERAMENTO que qualquer guerra provoca nas relações, para isso abusa do jogo teatral, do corpo do ator que precisa ser um comediante disciplinado para ‘decantar’ e ‘autorar’ toda verborragia (nisso sempre preferi Damasceno à Bete Coelho) contida nas múltiplas camadas de entendimento. Kantor era assim também, todo o seu teatro era o reflexo do pós-guerra e seus atores marionetes deste ‘campo militar’, todo o Living Theatre também e a primeira fase de Pina Bausch… é sempre a guerra e a contradição da guerra e a guerra e a contradição da…

    Se não se entende isso para trabalhar com um diretor assim o ator é fisgado (Bait Man!?) pela traição da falsa verdade, do falso entendimento. O público pode sair do teatro com centenas de peças soltas e montar seu quebra-cabeça na pizzaria ou no seu travesseiro, já o ator não!
    O ator não pode dar pistas equivocadas do entendimento que o ‘autor-diretor’ criou (Marienplatz 1933 sempre será o início da ascensão e nunca uma garrafa de vinho raro!), muito menos subestimear a capacidade que este mesmo autor tem em criar armadilhas que coloquem em xeque este entendimento.

    Concordo com Gerald, o ofício do ator faz muito mais sentido semânticamente em inglês (to play) do que em português (representar) ou francês (repeticion) e não quero dizer com tudo isso que o que apresentamos ontem a noite no Sesc Copacabana seja ruim ou mal realizado e que Marcelo Olinto esteja bem ou mal. Voltando a citação inicial acho que o que melhor define o estado que saímos do teatro hoje é um fragmento de uma canção de Renato Russo, quando diz: “(…) agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou…”

  132. Paulo G.

    Pacheco, isso que voce falou em acreditar eh a coisa mais importante do mundo em qualquer atividade. Eu me lembro bem
    de quando comecei com o mergulho autonomo em 2000, sabe que o mergulho eh uma atividade apaixonante mas muito curiosa, pois nos seres humanos nao fomos criados para aquele ambiente submarino. Entao, voce vai faz o curso para mergulhador basico, recebe a certificacao e tal, mas depois vem a vida real. Voce sai numa viagem de mergulho e descobre que ainda eh aprendiz, nao tem controle de flutuabilidade e nem mesmo acredita ser mergulhador. Para mim, o momento magico se deu quando eu passei a me enxergar como mergulhador de verdade. Dai para frente foi tudo mais facil, vim fazendo varios cursos e mergulhando em diferentes partes do mundo, mas sem acreditar em si propio isso eh impossivel.

  133. Nina

    Vilela….
    lindo texto… e olha só o que eu achei: cavalos marinhos….

    “acho que a vida anda passando a mão em mim
    a vida anda passando a mão em mim
    acho que a vida anda passando
    a vida anda passando
    acho que a vida anda
    a vida anda em mim
    acho que há vida em mim
    a vida em mim anda passando
    acho que a vida anda passando a mão em mim

    e por falar em sexo quem anda me comendo
    é o tempo
    na verdade faz tempo mas eu escondia
    porque ele me pegava à força e por trás

    um dia resolvi encará-lo de frente e disse: tempo
    se você tem que me comer
    que seja com o meu consentimento
    e me olhando nos olhos”
    (Viviane Mosé)

    Gerald! Gênio…

  134. Será que alguem vai falar o aconteceu nesta porra?????/

  135. Nina

    Sei que faço isso
    Pra esquecer
    Eu deixo a onda me acertar
    E o vento vai levando
    Tudo embora…
    ……………………………………………………………………………………

  136. Sandra

    Não sei o que aconteceu, mas que tenho a dizer a alguém com 30 ANOS de estrada pedregosa, que me derruba com cada texto? NADA!!!!!! Só calar a boca e ouvir, e tentar aprender.
    Para mim, Gerald, além de BRILHANTE, você é um exemplo de vida e luta.

  137. O Vampiro de Curitiba

    A verdade é que o Brasil (e os brasileiros) não fazem muito bem ao Gerald!

  138. Glorinha

    Gerald,

    aconteceu….aconteceu….entre os que acontecem não há tempo de sobra…o tempo se desdobra….o que era um se transforma em milhares…seja como for…e será bebido assim sem maiores apoios….não importa estaremos aqui ou lá, pensamos e emanamos esse ar que respiramos no comum de tudo…ainda que o que sobra em desdobras se fez…fez algo…essa importância de nunca estar onde se quer que se esteja….aconteceu seja como for…não é previsto pelos astros de astros e astros do céu aqui na terra…mas é a nossa delícia que agradeço assim em alguns minutos eternos….
    [[]]

  139. Sandra

    Vamp, é que ele está um passo a nossa frente.

  140. Glorinha

    Gerald,

    …e estamos aqui e você nesse lugar que não sei bem onde é…mas dele você nos fala entre os gestos que importa de dentro da alma…exporta para nossa visão pequena diante da criatura e do criador….
    pequenos e muitos minutos que transtornam o desdobrar das páginas e desmancham as lágrimas que não viu….
    se não viu….mas esteve lá….fez…a diferença de ser…ter…não se esquecer….lembrar…sentir…abraços e flores do alto de algum lugar que não se sabe se está…mas lhe manda a Luz daqui e dos outros lugares….não se esqueça de lembrar do esquecimento suave do tempo que nos engana achando que esquecemos o que de fato aprendemos a ver…de outro lado…em outro lado e por outros lagos….
    [[]]

  141. Glorinha

    Sandra,

    faz tempo que não nos falamos apesar de aqui estarmos…
    Bom dia para você, sandrinha e chefão!
    [[]]

  142. Glorinha

    Vampirinho,
    A diagramação de tudo colocado no post acima está muito linda!
    acho que é vc que arruma tudo isso não eh?!
    muito lindo…parabéns…
    abraço amigo,

  143. Glorinha

    e antes de qualquer coisa que ainda não tenha feito….
    Bom dia para todos!!!
    [[]]

  144. Sandra

    As fotos estão um arraso. As cenas na entrevista da GNT estavam um arraso. O texto está um arraso. Será que o Gerald não é muito exigente? Já deu para perceber que ele não aceita menos que a perfeição.

  145. Luciana

    Ah ahahah Não te conheço pessoalmente mas através dos teus comentários já deu para ter uma amostra grátis do que você é de verdade, Júlia.

  146. Lílian.

    Será vampiro… que o Brasil e os Brasileiros nao fazem bem ao Gerald… coisa sem graça isto… acho que só a ópera seca deve fazer as peças do Gerald… eu nao sei…. esta coisa de comprar um diretor para um projeto…. parece mentiroso! daí o tempo faz falta mesmo….

  147. Júlia

    Pacheco,
    Muito obrigada por suas palavras. E a todos que acreditam que sonhar é necessário, pra dizer o mínimo.
    Loucos pra mim sempre foram os que se acreditam sãos.
    Como alguém que não me conhece me chama de demente, burróide ou idiota, Pacheco? Pergunto a vc porque não perco mais meu tempo a falar com alguém que me chama assim.
    mas o pior é: como alguém que não me conhece sente-se no DIREITO de TENTAR me ofender assim. E PQ? E PRA QUE?
    .
    Não. Eu não vou embora. Enquanto houver palavras que me inspiram.

    Um beijo a todos os outros

    Júlia

    ps. o Woody acaba de sentar aqui ao meu lado e dizer que você é um cara legal, Pacheco.
    ps. O Frank também te mandou um beijo.

  148. Júlia

    ….e o Nelson está esperando meu café enquanto me explica porque toda unanimidade é burra….

  149. Júlia

    Gerald,
    se não saiu como o esperado, da próxima vez será melhor.
    Foi você que citando as palavras do Beckett disse certa vez:
    DA PRÓXIMA VEZ VOU FALHAR MELHOR. não foi?
    Seja lá o que foi que houve ontem no teatro. Tudo tem uma razão de ser… mesmo eu não sendo a maior entusiasta e defensora da razão como possibilidade única pra se explicar os mistérios deste mundo,
    porque só ela, como você bem deve saber, não nos explica tudo. O Woody também lhe manda um beijo. Ele disse que vai te ligar pra terminar de dizer o que não conseguiu dizer ontem depois da peça..
    TASHI DELEK
    Júlia

  150. O Vampiro de Curitiba

    Glorinha, obrigado!

    Lilian, eu falo da falta de profissionalismo dos brasileiros, só isso!

  151. Cristina

    Gerald reclamou da mesquinharia e da pequenez. Quem é mesquinho e pequeno?

  152. everaldo

    Aquário / Leão

    Uma combinação muito interessante.
    Aquário>ar
    Leão>fogo
    O fogo precisa do ar para existir, mas ao mesmo tempo o expulsa pois o aquece e êle se eleva.
    O ar precisa do fogo para se elevar, sublimar, mas ao mesmo tempo, é transformado ( destruido?) por êste nas reações químicas que acontecem.
    Com certeza é uma relação que tende ao passionalismo.
    Quando numa mesma pessoa, pode gerar guerras internas violentas, que as vezes se exteriorizam.

    Júlia, só vencerá esta se for água, se não, desista.

  153. everaldo

    …não disse que vai vencer, disse que tem chances.
    …se for terra…aí vou cobrar a consulta, por que aí é que está a chave.

  154. everaldo

    …Como agir?
    …Cuidado Júlia.

  155. gthomas

    Quando a minha cabeca ficar mais clara e eu me afastar de tudo isso, conto….
    nao se preocupem e nao se afobem.,,

    calma

  156. Nao tem que fazer drama onde nao tem que ter drama.
    E’ tudo muito simples !
    Antes de ler, memorizar, representar ou interpretar um texto, o ator tem que primeiro PERCEBER, assimilar, tomar pra si e tornar-lo seu, o universo do autor.
    Se o cara nao captou o magnetismo da proposicao, como podera’ transmiti-lo ?
    Normal, o business nao rolou da forma que foi tentado
    Business e’ business, nao chora ninguem.
    Chama o Damasceno, que alcanca e tem competencia, e ai da tudo certo !!!

  157. Sandra

    Gerald, o espaço, o tempo e o verbo são seus.

  158. Não assisti e gostei.
    Quando assistir na certa amarei. Porque?
    Simples de responder meu caro leitor. O autor tem renome e não faz coco no teatro.Faz MERDA.
    Ou você acha que quando existia cultura neste pais um Moliere era jogado pro alto como as noivas jogam um bouquete de flores?
    No meu palpite o autor está puto da vida com outros fatores.
    Quem sabe a reação da platéia?
    Vamos esperar e quando baixar a poeira certamente saberá onde é que a porca torceu o rabo.
    O interessante é perceber que a um simples sinal de descontentamento do dono do blog, muitos já se manifestam como quem tem culpa no cartório e já ficam botando a barba de molho.
    Será que aqui no blog nós temos muitos dos que não receberam e-mail de Deus conforme nos contou o Pacheco?
    Ou será que pelo contrário por aqui existem alguns poucos privilegiados que receberam o tal e-mail.
    Tente matar a charada se é que charada existe. Ou pare no tempo.

  159. Cristina

    Que tipo de guerra vivemos no Brasil? Não somos Iraque, mas nossos índices de violência são assustadores. A polícia do Rio de Janeiro, cidade onde Gerald nasceu, é uma das que mais mata no mundo e vive em guerra com os traficantes de drogas e armas das favelas. O filme “Tropa de Elite” mostra a realidade, há uma guerra no Rio de Janeiro. A polícia vendeu cocaína para o ex-marido da Suzana Vieira, que era também ex-policial.
    Vinho. Caviar. Roupas fashion. Cocaína pura, do tipo que mata, vendida pela polícia.

  160. Sandra.
    HO HO HO

    Estou muito preocupado.
    Como sempre faço procuro atender a todas as crianças.
    Infelizmente este ano com a crise aumentando talvez eu não possa alcançar os desejos totais e dar a cada um dos meus amiguinhos exatamente o que eles desejam.
    Sei que existem milhares de crianças no mundo inteiro que nada terão. è triste mas nada existe ao meu alcance que possa consertar esta desigualdade.Nem o meu Chefe consegue fazer tudo perfeito.E olha que ele tem muitos poderes.Acontece que as pessoas desvirtuam tudo que ele ensinou e então a confusão fica persistente,desde a época da construção e desconstrução da Torre de Babel.
    Aqui no Brasil minha preocupação é com as meninas e meninos de Santa Catarina.
    Por isto eu peço a todos que peçam aos seus filhos que entreguem algum brinquedo mesmo usado para ser doado e levado para as crianças daquele estado.
    Elas estão recebendo roupas e medicamentos. Mas no dia de natal vão desejar ao menos um brinquedo.mesmo usado fará uma criança muito feliz.Me ajudem por favor.
    Também eu estou em crise, afinal até a Petrobras anda cortando ajuda as instituições que apoiava me imaginam que inclusive não tenho ONG nenhuma.
    Sandra peça a Sandrinha que divulgue este meu pedido entre as amigas da escola. E ao Chefe para divulgar entre os amigos .
    Muito obrigado.
    Que Deus te de saúde porque o resto você sabe correr e alcançar.

    HO HO HO

    Papai Noel.

  161. Júlia

    não quero vencer ninguém Everaldo.
    entrei aqui porque gosto do Gerald, do blog e parte dos comentários…
    posso ter um temperamento explosivo às vezes, principalmente se me pegam pra Cristo ou bode expiatório e depois me chamam de demente, mas não sou a favor da guerra. Depois que o fogo se acalma e caio em mim acho brigar uma grande besteira.
    em alguns casos traz frutos, em outros só destrói
    e assim num hiato entre construção e destruição eu sigo.
    sem àgua.
    com sede
    e em combustão.

  162. Julia.

    Estou contente com tua resposta ao meu comentário.
    Então o velho Frank me mandou um beijo. Será que ele modificou tanto assim lá onde ele anda cantando.
    Quando estava entre nós ele não era muito chegado a mandar beijo pra marmanjo.
    Gostava mesmo era de ficar paquerando coristas dos espetáculos. A Nancy Barbatto aturava as escapadelas do marido numa boa.A Ava Gardner detonou e então o Frankie saiu de casa.Nunca mais teve paz de espírito.Pudera o cara era privilegiado.Com aquela voz maravilhosa que nos encantava imagina o efeito de um Y LOVE YOU cantado nos ouvidos de uma garota que ele desejava levar para a cama.Mama Mia.
    Vai ver que ele me mandou este beijo considerando que eu ainda o considere o Rei da Voz e toco os seus discos até em Belmonte onde ele não é bem conhecido.
    E o Woody não me mandou nada!Diga a ele que se ele me mandar ao menos um abraço eu divulgo em Belmonte que ele toca clarinete e gosta de jazz.
    Ninguém vai ligar à mínima, mas eu divulgo assim mesmo.
    Lá em Belmonte o Rei da Voz é o Betão (Roberto Carlos e de clarinete ou instrumento de sopro os mais velhos só sabem é Altamiro Carrilho).

    Um beijo com carinho.

    Obrigado.

    Pacheco.

  163. Júlia

    cuidado com o que?

  164. Tene Cheba

    As fotos impressionam muito, o cenário causa uma forte impressão.Mais sucesso para você meu Caro Gerald Thomas, que a hipocrisia nojenta, mesquinha e sorrateira, não forneça mais amargura para esse mundo que tanto te decepciona.Peço desculpas por qualquer inconveniência, possivelmente ontem ou hoje, sei lá, o Blog tal como eu perdeu a sincronia com o tempo.
    Poderíamos juntar uma turma e baixar lá no Sesc, anonimamente é claro, sairia antes de todo mundo claro, mas mandaria flores. A Peça tem um tempo definido para permanecer em cartaz?

  165. Contrera

    eu tinha novament um texto pronto, aí eu … o esqueci!!!

  166. 1.Quando minha cabeca ficar mais clara e eu me afastar de tudo isso, conto….
    nao se preocupem e nao se afobem.,,
    calma

    Gerald

    Lugar ideal para clarear a cabeça e ficar mais calmo é em Belmonte BA.

    Tem de tudo.Até pudim de leite.Vinho argentino e chileno já garantido.

    Preciso desenhar?
    Talvez para o ingenuidade.
    Só precisas.
    De
    Tempo.

    Pacheco.

  167. Júlia

    Morreu ontem Bettie Page.
    A pin up mais sexy e original de todos os tempos, inspirou e inspira uma legião de fãs até hoje, não só em moda como em comportamento. Segundo biografia em seu site, foi rejeitada pela mãe e seu pai a molestava. Ficou conhecida por suas fotos de biquini e lingeries em poses nada convencionais para os anos 50 e depois nos filmes que fez em Hollywood. Nos anos 80 por inspirar Madonna em seus figurinos e em seu comportamento.
    Podemos ver suas influências na cultura pop de hoje em cantoras como Katy Perry e provavelmente em outras que ainda estão por vir.
    Bettie Page morreu ontem aos 85 anos vítima de uma pneumonia.

    Júlia Hardy

  168. Júlia

    errata: ela morreu anteontem, 11 dezembro.

  169. Cristina e Targino.

    Bons comentários fazem de assunto atual e preocupante.
    Sem outra intençõ alem de ajudar no raciocínio do assunto quero informar para vosso conhecimento alguns detalhes importantes para os que desejam meditar no tema.

    O ex-governador Adejar de Barros armou a policia do Estado de São Paulo até com tanks que na época eram chamados de BRUCUTU.Boas intenções ele não tinha.

    O ex- governador do Rio de Janeiro (era gaúcho) Leonel Brizola tinha um plano de bonde Tales para os favelados dos morros das encostas da Cidade outrora Maravilhosa.
    Aqui não ficou clara a pretensão do governador.Melhor seria ele planejar uma ocupação racional dos morros concordam?

    Mais tarde e durante o período que vocês insistem e em chamar de ditadura; realmente um coronel da reserva comandou a Segurança Publica do Estado de São Paulo.Era o coronel Erasmo Dias notório truculento policial que no entanto era honesto e não estava lidando com flores.Havia um momento de guerra e os verdadeiros inimigos do Brasil foram quem partiram para a luta armada.Portanto Erasmo Dias foi o homem certo na hora certa.Militares nunca treinaram policiais para atacarem ninguém.Saibam que as doutrinas de nossas três armas são voltadas para atitudes defensivas.
    Não acreditem somente no que foi e como foi publicado.Lembre-se que todo conto tem e pode ter três versões a vossa,aminha e a verdadeira que necessariamente não pode ser a minha nem a de vocês.Talvez seja a que nunca será contada.

    Obrigado.

    Pacheco.

  170. Oi, Gerald, parabéns, que barato! Dá vontade de ir pro Rio agora ver!

    Alguém poste por favor essa entrevista do GT no Youtube, por favor!

    Outra: alguém sabe se a marta Ribeiro que ta´dirigindo Pirandello no Leblon é a Marta que fez um mestrado na UNICAMP com o Eric Mitchell?

    Abraços do Lúcio Jr.

  171. Tene Cheba

    Na verdade o Golpe de 64, começou muito antes, com a renùncia do presidente Jânio Quadros, até hoje o evento mais obscuro da nossa República, várias hipóteses, nenhuma certeza.Eleito com sete milhões de votos, Jânio Quadros, foi um fenômeno político, uma aberração de nossa sociedade ainda traumatizada pelo suícidio de Getúlio, o ato que adiou a tomada de poder pelos militares, o Contra Golpe. Juscelino que fez um governo primoroso, pecou ao não produzir uma continuidade.O Golpe de 64, para mim uma Revolução, foi produzido por incapacidade da nossa classe política de enxergar, apaixonados por Cuba, tentaram inverter a nossa História, com a prática de um esquerdismo completamente monitorado pelos EUA. Leonel Brizola, cunhado do presidente João Goulart, batia sem perdão no parente dileto. O que aconteceu, foi uma sociedade exaurida, com tanta anarquia e corporativismo sindical, com uma classe política submissa, parte dela é claro, a uma Cuba vermelha e arrogante. Importantes políticos apoiaram o movimento e até marcharam com ele, Carlos Lacerda, Magalhães Pinto e quase toda a sociedade brasileira, claro, excetuando a dos marítimos e outros sindicatos que se julgavam donos da nação. Todo este processo foi apoiado por uma fração bem maior que a da pequena massa bolchevique cubana guevarinha, era irreversível sobre qualquer contexto.Enquanto a Arena murmurava o AI-5, o MDB gritava baixinho, AÍ-5, fora parte o Circo de Moscou que foi expulso porque o Leão cagou na Arena.Bom, 64, tem muita mentira, contaminação e oportunismo sensacionalista de muito bandido travestido de ser bonzinho e vitimado, por um fato que rearrumou a nossa trajetória, afinal Delfin Neto janta com certa freqüencia no Planalto.Temos que aprender a separar Gorilas das Hienas, ou o joio do trigo.O Brasil deveria ter orgulho de 64, assim como os americanos tem orgulho da guerra da sesseção.Cuspimos no destino que, como disse uma ex guerrilheira, foi apoiado por nós.Eu não consigo ser hipócrita, por mais que eu me esforce.

  172. Pessoal: adorei o sucesso da minissérie Capitu com Michel Melamed: Luiz Fernando Carvalho é um diretor muito interessante e que merece ser bem sucedido.

    Melamed é um ator e teatrólogo que Gerald Thomas sempre apresenta como revelação da nova geração. E com razão. Gerald é profeta mais uma vez! Quem quiser saber mais sobre a adaptação deve ir ao endereço abaixo:

    http://capitu.globo.com/

    De agora em diante não vou postar nesse blog textos da imprensa independente. Ela algumas vezes simplesmente inverte o que se passa na mídia: Israel vira organização terrorista, Cuba não tem prisioneiros políticos, etc. Não. Minha posição é clara: Israel tem direito de existir, Cuba precisa melhorar em termos de democracia, abrindo-se a uma maior liberdade. Precisa deixar de ser ditadura do proletariado, ou de um grupo que representa o proletariado. Ou diz representá-lo.

    Eu já vi Fidel falar lá no Mineirinho. E saí certo de que é uma velha esquerda oficial que deve ser combatida também. Não reconheço autoridade nenhuma nele para criticar nenhum blog.

  173. Oi, Gerald e pessoal, especialmente Rodrigo: eu tinha algo tb para falar, talvez fosse o fato do Norman Mailer (que GT detesta) ter escrito em sua correspondencia politica que Jack Abott precisava entender os judeus e não simplesmente torcer para que a União Soviética não os deixasse imigrar.

    Mas aí, ah, desanimei, tinha algo para falar, mas não vale a pena ser dito. Se o palhaço nasceu, é dos deuses ou da burguesia?

  174. zeca

    So uma coisinha sobre o TO PLAY do Caetano Vilela:

    em frances, representar tb é “jogar”: JOUER. o JEU do ator; o JOGO do ator. REPETITION é ensaio.

  175. Júlia

    …é Pacheco…realmente o Frankie cantando “I love you” pra uma mulher no ouvido devia ser uma experiência e tanto. O problema desses caras como ele ou o Chico Buarque, o nosso “blue eyes” brasileiro é que se tornam incapazes de valorizar e respeitar mulheres como Ava Gardner ou a Marieta Severo. Mas quem sou eu pra julgá-los?

    …nao sei porque o Frankie te mandou um beijo, talvez ele quisesse mandar o beijo pra mim e errou o destinatário pra se fazer de difícil….
    …quem passou por aqui sem camisa agora foi o Paul Newman…ah desculpe, você não é gay…mas enfim acho que até vc se visse o Paul Newman sem camisa ficaria emocionado não?
    …vou bater um papo com a Judy Garland que está bêbada em minha cozinha esperando que eu faça o jantar, daqui a pouco volto pra te contar…

  176. Sandra

    Papai Noel, certamente atenderemos seu pedido!

  177. Sandra

    “nao se preocupem e nao se afobem.,,

    calma”

    Bem, preocupar-me, eu me preocupo, mas ponho mais fé no seu taco do que nos meus palpites.
    Que tudo se resolva logo!

    Boa noite, Gerald. Durma o sono dos justos. E BRILHANTES!

  178. Pacheco.
    Tenha dó.
    Tanque tem canhão, metralhadora, Brucutu não tinha.
    Jogava água nas pessoas, é assim no mundo inteiro.
    São Paulo foi traído pelos gaúchos em 32, era normal que se armasse.
    Brizola era governador do Rio Grande do Sul.
    Foi com o apoio do Adhemar de Barros e Amauri Kruel que o golpe militar se fez.
    Depois deram um pé na bunda do Adhemar.
    Eu chequei em São Paulo em março de 1964, encontrei o exercito na rua.
    Eu vi tudo de perto, não passei a vida dormindo.
    Não preciso ler historias de ninguém, eu vivi a historia.
    Faz um favor, vai ler primeiro antes de replicar o que eu escrevo,
    para eu não ficar com bronca de voce.
    Todo mundo que escreve sobre o golpe militar de
    64 esta mentindo, so voce esta certo.
    Ninguem quer abrir os arquivos, outros ja foram até queimados.
    Que voce defenda, acho justo, mas leia primeiro.
    O Erasmo Dias dispensa comentarios.
    Se tivesse 3 jogando porrinha ja era armação.

  179. Santa Claus junior

    Hi dad
    How’re you doing?
    So, you’re sending letters in this christmas. Aren’t you?
    I’d like to know why some of my friends didn’t receive the letter. Can you ask me?
    I’d like to know when I’m going to my school here in this strange tropical country I’m in, why the people I see doesn’t seem to be ok.
    I think you should be very nice with my friends from Brasil dad. Nice people. Not all of them, But most of them deserve some of your attention ok?
    Thank you.
    God bless you,
    Junior

  180. Certo Zeca! Coloquei o seu comentario la no Blog e digo tb que me referia ao processo de ensaio mesmo. Mas vc tem razão! Bjao.

  181. Bom dia.

    Que negócio é este de ficar de bronca comigo!
    Pensei e ainda penso que por estarmos indo de encontro o que sabemos e comentamos era apenas contando cada um ao seu modo o que sabemos e queremos que outros saibam.
    Nunca me imaginei sendo agredido e nem tive intenção de agredir mesmo verbalmente.
    Sou um simples na vida. Sem maiores preocupações alem das que tenho a viver o tempo que ainda tenho em paz principalmente comigo mesmo.
    Não tenho blog e nem pretensão de ter. Embora muito aconselhado a isto.Também não escreverei nenhum livro.
    Fico abrigado aqui no blog do Gerald porque aqui estou contente. Principalmente e muito também pela chance de dialogar com pessoas.E sem duvidas que o professos Targino Silva que eu prezo sem conhecer é uma delas.
    Não pretendo ter seguidores. Não desejo formar grupinhos.Quero apenas a chance de vender meu peixe.
    Você anuncia o teu e eu anuncio o meu. Compra quem estiver com vontade de comprar.
    Sempre terei o prazer de dialogar contigo e nunca ficarei na bronca.
    Afinal idéias são e devem ser defendidas ou atacadas. Depende do lado que estamos no campo.
    Caso não queira mais ir avante basta debilitar o que eu comento. Dele te dos seus pensamentos e continues os teus comentários.Tenha a certeza de que Jose Pacheco Filho estará sempre te lendo.E comentando o teu comentário.
    Talvez tenhas lido quando eu disse que no blog aprendo.
    E certamente aprendo contigo.
    Apenas faço pequenas ressalvas. Exemplo.Brizola queria dar um golpe no cunhado e no Brasil.Brizola era comunista de achaque.Apoiado pela CIA.Brizola se elegeu no Rio porque ficou marcada sua atuação enviando toneladas de feijão preto para os cariocas do o feijão faltava nos pratos.Quer atitude mais populista e calculada?
    Targino Brizola foi um dos que encheram cinema na Cinelandia e chamaram todos os marujos (militares) para assistirem de graça e com direito a pipocas um filme especial.
    Eu estava lá. Não pense que só você viveu a época como dizes em teu comentário,
    Sabe que filme exibiu:
    O Encouraçado Potenkin.
    Sabes o que Brizola falava na rádio Mayrink Veiga aos militares de baixa ou sem patentes?
    Sabes o que o Brizola nos prometia?
    Sabes o que Bizola nos orientava?Simplesmente na cabeça dele deveríamos tomar a Armada matando os Oficiais. ERA ESTE O OBJETIVO DOS COMUNISTAS PARA TOMAREM O PODER ANTES DE 64. TOMAREM O PODER ANTES DE 64
    Eu escutava o Brizola. Ficava indignado.E sofria calado.A situação geral não permitia contestar Brizola no meio dos meus amigos de farda.
    Então eu conversava com um jovem tenente. Assim como tento conversar contigo.Eu falava ele escutava ele falava eu escutava.
    Targino ainda bem que o jovem tenente falou mais alto aos meus ouvidos do que o Brizola. Eu e o jovem tenente fizemos carreira.Ele chegou a Almirante e eu cheguei a Suboficial.Cada qual no seu galho atingimos o Maximo que a carreira nos permitia.O Almirante que era o jovem Tenente hoje é saudades.Se tem nome!Claro que tem.E eu tenho orgulho em dizer que ele se chamava Fernando Coelho Bruzzi.Talvez depois do meu pai de coração um dos homens que ainda venero e respeito.
    Não poderia finalizar sem antes dizer que os brucutus eram blindados e se jogavam água não era para banho de cheiro e nem para bandido tomar banho de graça na rua. E quem joga água hoje pode ser readaptado para jogar até merda.Talvez uma merda de bomba.
    Targino acredito em tudo que você fala. Porque sei que estivemos em lados deferentes.
    Vivemos a mesma época sem nos termos encontrado.
    Que tal nos encontrarmos agora?

    Muito obrigado.

    Pacheco.

    Depois desta acho que vou continuar minha carreira de critico de arte.Parece mais fácil.
    Vejam: Para cada merda que o Gerald tentar no palco eu faço meu coco por aqui. Se o Vamp liberar talvez eu seja mais lido.
    Pela simples e boba entrada de ontem até telefonema recebi. RsRsRS.
    Pensarei a respeito.
    Vou perguntar para a Julia se devo continuar. Se ela achar boa idéia eu continuo.

    Pacheco.

  182. Julia.

    Já nos lendo!Caramba Julia hoje é domingo!
    Bem verdade que cada um dominga como quer. Olha eu aqui.Domingando bem cedo e blogando.
    Julia matei a intenção do Frank. Ele me mandou aquele beijo como sinal de que ele estava realmente contigo.E o Woddy ficou calado porque como sabes ambos tiveram relacionamento com a Mia.Homens que tiveram a mesma mulher não gostam de estarem muito próximos.Sabes,aquele problema masculino de serem comparados em relação ao desempenho sexual.pois é.Nisto os homens são tão machistas que acham que as mulheres só pensam naquilo.Não admitem que eles mesmos é quem só naquilo vivem pensando.As mulheres em regra quase geral tem outras idéias.Digo quase geral porque como aqui eu já disse uma vez,existem aquelas que por causa de 100 gramas de lingüiça casam com o porco inteiro.Isto é casam quando o porco faz como o lobo e no namoro usa pele de cordeiro.
    Quanto ao Paul Newman não fique preocupada. Eu vi muitos filmes dele ou melhor movies nos quis ele representava.O que mais me marcou foi o Gata em Teto de Zinco Quente.Com a belezura da Liz Taylor.Você assistiu?
    Ver o corpo sarado do Newman é covardia para um cara como eu que tenho uma barriquinha de chopes e músculos meio flácidos e ainda por cima ausência de bunda saliente e mais sustentado por pernas finas. As vezes penso que quando me fabricaram rolou desejos e pouco amor de verdade.RsRsRs.Digo isto baseado nos netos que tenho e no que observo nos relacionamento da minha filha Ana Luiza que me presenteou com um trio ternura dos mais belos que existem.
    Ontem à noite eu estive com o BBKING. Não lembro bem do que conversamos.Acho que nem conversamos porque estivemos bebendo e eu quando bebo com o guitarrista e cantor de blues mais escuto o que ele canta do que falo.Lembro que a certa altura o Willie Nelson empurrou o King e entrou cantando : Uísque River on my mind e depois disto eu fiquei tão embalado que deixei o Willie tocar até quando adormeci.Quando acordei o cow-boy ainda tocava e então eu com dor de cabeça literalmente o despluguei.Do CD e da mente.
    Mente que não mente nem é demente.
    Mente que gosta de conversar contigo e agora manda ordens para meu coração te mandar um beijo.
    Não é belo viver contente?

    Fui. Obrigado.Quero dizer estou indo e agradecendo tua leitura.

    Pacheco.

  183. For that he commented if intitling Saint Klaus Júnior.
    With your entrance I am glad and worried.
    Glad for knowing that it likes me as father.
    Worried because I cannot be father of nobody. I am father for all children of the world.
    The Pacheco later explains you better.
    It compliments you with all respect.
    Noel

  184. Prezado Nickname Papai Noel Junior.

    Tua entrada nos deixou com as calças na mão. literalmente no mato sem cachorro.
    Pai Noel ficou meio abalado e eu fiquei igual merda nagua
    Pai Noel mandou a carta que te postei acima e deixou comigo as explicações.
    Acompanhe-me no quente:
    Não posso impedir nem desejo ser contra a vontade de ninguém. Contudo aceitar um filho exclusivo de Pai Noel envolve considerandos alheios a nossa vontade.
    Pense em todas as crianças do mundo. Aqui vou direto ao problema que teríamos:As crianças de certo modo associam a figura do Pai Noel de certo modo como um avô.Como vamos tentar explicar a elas que de repente o Papai Noel tomou Vi agra e cimba.Atacou a Mamãe Noel assim sem planejar teu nascimento?
    Amigo se já é didicil para muitos pais explicarem (aqueles que desejam explicar) a possibilidade de Noel existir, com filho exclusivo a coisa piora.
    Nossa sugestão é a de que assumas teus desejos mudando apenas o Nick. O que achas de entrares como seguidor de pai Noel/Ou Clone do papai Noel?
    Não queremos fazer como o Pelé que negou a Sandra mesmo depois do exame de DNA. Queremos sim ficar próximos de gente como até o Fernando Collor que reconheceu um filho .ou como outros famosos o fizeram.
    É dono dos teus desejos.
    Faça o que achares melhor.
    De qualquer modo.
    Muito obrigado e que tenhas um Feliz natal.
    Pacheco.
    Lembre ainda que quando Papai Noel foi criado ele era sozinho. Depois é que inventaram uma mamãe Noel.Já estando os dois bem velhinhos.Portanto embora eles brinquem tenho a certeza que não brincam de Papai e Mamãe.Certeza mesmo eu não tenho.Sendo o Pólo um lugar muito frio pode ser que eles…..pode ser….Será.

  185. Cristina

    A consciência do político brasileiro não evoluiu após o regime militar. Qual o legado positivo do regime militar?
    A minha tese é que se o Juscelino tivesse sido reeleito não haveria regime militar no Brasil, é um dos meus argumentos quando defendo a reeleição. Os militares conseguiram ter legitimidade para governar porque o Brasil estava uma bagunça, e havia a ameaça comunista. Talvez o Brasil tivesse orgulho de 64 se os militares não tivessem gostado tanto do poder, eles teriam que dar o golpe no Estado, mudar as leis e imediatamente restaurar a democracia. Nas décadas de 50/ 60 ocorreram mudanças tecnológicas tão importantes quanto a que vivemos atualmente, as leis precisam acompanhar as mudanças. Hoje, o Congresso brasileiro funciona da mesma forma que em 64, na forma do toma lá dá cá, a mesma política de clientela. Lula é um coronelão típico, um déspota, a nossa sorte é que até que ele é esclarecido, não é autoritário como alguns companheiros petistas.
    O Geisel era um déspota esclarecido?

  186. Comentando a nova produção do Gerald Thomas eu disse ontem ter gostado mesmo sem ter visto.
    Hoje lidos os comentários disponíveis posso afirmar que estou gostando mais ainda.
    Porque já existe controvérsia a respeito. Porque já existe.E em existindo pode e deve ser comentado.portanto tenho trabalho garantido.E com esta crise que nos atinge trabalho é para ser preservado.
    Estão dizendo que algo pode não ter saído a contento devido ao tempo. E que tempo é este.
    O tempo meteorológico eu sei que não é.
    O tempo para ensaiar a peça também não deve ter sido.
    Acho que falam do tempo que o ator não entendeu. Portanto se o ator esteve fora do tempo do autor houve um descompasso de tempo.
    Então a isca man ficou fora do tempo. Ou o tempo passou na janela e o isca man ficou com Carolina fazendo outras coisas e não viram o tempo passar.parecia que estavam na janela mas não viram o tempo passando.
    Gerald devera dar um tempo para colocar o tempo no devido lugar ou colocar o homem isca no tempo que deveria entra. Enquanto espero vou aproveitar o tempo que tenho para não perder mais tempo.
    Principalmente o puta tempo no qual espero o Vampiro acordar.
    Acorda Vampiro que é tempo de moderar.
    Deixe à senhora Vampiro dormindo e pare de namorar.
    Sendo tua Polaca (lindo-na. Hem!) muito compreensiva ela te dará um tempo para trabalhar.

    Muito Obrigado

    Critico teatral

    Ou

    Pacheco.

  187. QUAC QUAC QUAC.

    Atenção pessoal.

    Obrigado pela atenção.

    Por favor leia o abaixo:

    Por favor, divulguem esta maravilha brasileira!

    Já existe vacina contra alguns tipos de câncer.
    Foi desenvolvida por cientistas brasileiros,
    mostrando-se eficaz em 80% dos casos,
    tanto no estágio inicial como em fase mais avançada da doença.
    A vacina é fabricada utilizando-se um pequeno
    pedaço do tumor do próprio paciente.
    Em 30 dias está pronta e é remetida para o
    médico oncologista do paciente.
    Os cientistas desenvolveram a vacina no
    Hospital Sirio Libanês – Grupo Genoa (telefone 0800-7737327).

    Se preferirem, entrem no site
    http://www.vacinacontraocancer.com.br
    e obtenham maiores informações a respeito.

    Essa, sim, é o tipo de mensagem que merece ser repassada

    Viva sim senhor.

    Disseram que o Mickey daria este furo.
    Agora quero ver ele ficar se gabando que é lido mais do que eu.

    QUACQUACQUAC

    DONALD

  188. Cristina

    Tudo precisa de tempo, o amor também precisa de tempo.
    Passaram três canoas na porta da minha casa.
    Da porta da minha casa vejo o mar.
    Três canoas passam na imensidão do mar.
    Da porta da minha casa vejo lanchas último tipo
    Petroleiros enormes. Gente andando pelo mar.
    Vejo mil golfinhos, baleias, pássaros e o luar
    Que dizem em que tempo estou.
    Sou do tempo das canoas de madeira que passam como se não tivessem tempo,
    Das lanchas apressadas que estão correndo contra o tempo.
    Tempo.
    Que tempo é este?

    Estamos no início de uma Nova Era, tudo está se modificando muito rapidamente; em um século a vida no planeta Terra mudou completamente, graças à tecnologia e desenvolvimento dos meios de comunicações. Temos muito mais conforto, diminuíram-se as distâncias, tudo é mais rápido; o mundo está integrado via internet. Mas a ciência se desenvolveu às custas da intuição, e o homem está cada vez mais sem tempo. A consciência universal está mudando, apesar disto estamos nos afastando cada vez mais da Natureza; criamos uma diversidade nova de neuroses, psicoses e diversos graus de infelicidades, por falta de tempo.

  189. gthomas

    Oi todo mundo
    desculpe a enorme ausencia
    nao tem sido muito facil mas, quem sabe eu ate encontre um tempinho pra escrever uma nova coluna/artigo.
    entre uma viagem e outra, quem sabe? Mudar de assunto talvez?
    Mudar de caixa de vinho, mudar de John galiano, mudar de Homem Isca pra…vida real do ficticio de todos os dias. O palco cansa. Mais do que o puzzle da canalhice mentirosa dos noticiarios.

    Nao. Isso nao eh verdade. Mas os noticiarios nos surpreendem com suas idiotices previsiveis.

    O teatro nos surpreende com errros tecnicos

  190. gthomas

    Erros tecnicos, juricos, e de talento.

    Mas o evento, mesmo depois de tantas decadas e decadas enfiado nesse buraco……(deus do ceu) eh algo estranhamente indecifravelmete…..

  191. Biquei

    Olhem só a malandragem do nosso Senador tentando deixar um poder avassalador na mão do órgão acusador ou de policiais. Já imaginou nobre Senador um poder destes, não mão do João Francisco ou do Protógenes, V. Exª, só pode estar de brincadeira com a sociedade brasileira. Veja bem nobre Senador, aqui não estamos para retirar prerrogativas de ninguém, que milite dentro da literalidade da ordem processual vigente, adentrar na casa dos outros é algo tão sério que só deveria ser permitido ,pelo ÓRGÃO maior dos Tribunais. Nobre Senador rogo-lhe trate esta cabecinha com espirito-de-porco contra este vírus infecto-corporativsta, o que à sociedade clama é por EQUIDADE.
    AMB comemora rejeição de PEC que alterava busca e apreensão domiciliar.
    A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal rejeitou, nesta quarta-feira, dia 10 de dezembro, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 84/2003. De autoria do senador Demóstenes Torres (DEM-

  192. Pacheco.
    Bronca foi uma forma de expressão.
    Brizola era governador o Rio Grande do Sul
    quando Jango teve dificuldades para assumir.
    Liderou a marcha pela legalidade.
    Eu so posso lhe dizer que no meu time tinha
    4 soldados, 2 eram sargentos e 3 eram irmãos.
    Para dar caneladas a gente não olhava a farda.
    So posso dizer que isso mudou depois da revolução.
    Em São Paulo, o instrumento de paz social do
    Maluf era a ROTA. Ronda Ostensiva Tobias Aguiar.
    O Maluf estufava o peito e dizia: Vou colocar a ROTA na rua.
    Bandido bom é bandido morto diziam o Maluf e o Jazedi.
    Era o toque de recolher.
    Os bandidos eram todos pobres, pretos, gays e nordestinos.
    No Morumbi, no Jardim Europa, na tinham bandidos,
    so nas favelas. Sinto muito dizer, eu não queria que fosse assim.
    A violencia começou um 64, ate então voce poderia andar nas
    ruas, altas horas da noite, sem lenço, sem documento que não acontecia nada.
    Cristina.
    Mesmo que Juscelino fosse reeleito, provavelmente haveria revolução.
    Havia muita discórdia política, um terreno fértil para uma ditadura de
    direita. Um sonho americano.

  193. Valéria

    Oi pra todos.

    Li rapidamente o que o Caetano escreveu (tô de saída) e concordo com muitas coisas, apesar de eu não ter tanto conhecimento sobre o assunto.

    Eu assisti à peça do Gerald e vou tentar dizer o que senti ao assisti-la.

    A idéia dos anos das safras é ótima, muito produtiva, muito fértil.
    E estamos sempre entre safras…
    Os textos do Gerald são violentamente poéticos. E acho que eles se sustentam também sem a cena.

    Não tenho idéia de como foi o processo com o Olinto, mas tinha vontade de saber se esta situação da cena o afeta, se ele te chamou pela razão de querer dar e ter voz também pra falar sobre o exaustivo e incompreensível bombardeio de guerras que atinge e continua atingindo as pessoas nos muitos pós-guerras da vida. Eu sempre me lembro do que vc falou, sobre a voz do artista…

    Saí mexida porque vi em cena um artista exausto de viver entre guerras, entre muitos tipos de guerra. Não tô falando do Olinto, e sim do Gerald

    O Olinto tem uma empatia incrível, é um ótimo ator, mas ele não me afetou tanto em cena.
    Fiquei com uma sensação de esforço. E ávida por uma explosão, não sei de qual tipo. O palco ficou sem um algo a mais. Às vezes eu via mais o delírio do que a reflexão, com ou sem humor. Os insights, a angústia, a raiva de ressaca, a luz da desilusão, a ironia etc etc, enfim, a exaustão jorrando em safras anuais, mensais etc tava ainda metade na garrafa. E tinha um hiato; as ramificações eram tímidas.

    Senti falta de uma passagem pra voz e pro olhar dele, de artista. Nem a correria nem o cansaço fez com que algo transbordasse da garrafa-cena. E eu fiquei mexida com tudo isso.
    A rolha, pra mim, tava lá, tampando algo, apesar de bonita… As coisas não borrrrbulhavam como o som da palavra. Bom, posso tá pirando… Ou sendo muito crítica, mas tô sendo sincera.

    Ou era pra ficar tudo engasgado mesmo? Bom, talvez seja isso, eu senti um engasgo em mim vindo através do ator.

    Gostei MUITO da música. A primeira me trouxe imagens do terrorismo pelo mundo, este avanço. Aquele toque espanhol me levou a Madri…

    A primeira cena, o tempo da primeira cena foi perfeito. O ator naquela posição, com aquela música e com aquelas chibatadas faz a gente pensar em muitas cenas, muitas coisas… O tempo foi horripilantemente perfeito.

    Não tive experiências de guerra, ninguém da minha família sofreu violência, nem na época da ditadura, então sei que o meu olhar e os meus sentimentos, por mais sensível que seja, e por mais horrorizada que fique assitindo, da beirada da cadeira…, ao que se passa ao meu redor, não chegarão nem roçarão perto da fragilidade, do horror, e da força de quem se ensanguentou emocionalmente nesta lama humana.

    Ler e pensar a roda pontiaguda da vida é diferente de vivenciar qualquer massacre, interno e externo. Mas, de rolha na mão (pro caso de querer respirar), vou lendo e escutando o que sempre explode por aí. A gente não faz idéia, eu não faço, do estrago e da força que advém de experiências de guerra, de tortura etc. E por que isso continua???? Eu sei sei sei que.
    Gerald sempre diz que nasceu com o holocausto na cabeça, isso me chama muito a atenção. E depois das torres gêmeas… eu jamais chegarei perto do seu olhar. Estamos a milhões de anos-luz de distância.

    Pra tentar inutilmente compreender, vou lendo devagar o que pode me trazer um olhar mais generoso e mais agudo pelas pessoas, pelo mundo.
    Comprei o livro de uma menina que tinha onze anos quando explodiu a guerra em Sarajevo (O diário de Zlata) e o último livro editado no Brasil do G. Agamben ( O que resta de Auschwitz – Homo Sacer III). Lá vou eu.

    Enfim sem fim , essas foram as minhas sensações primárias. Tô pensando em ir de novo lá. Devo estar por lá na quinta ou sexta.

    Bjim

  194. Vejam está maravilha no blog democratas.

    KIT LEFT REVOLUTION

    Nem tudo está perdido, graças ao bom pai!!!

  195. Biquei

    Sobrou para caixa também!
    http://www.Herald.Tribune.
    Translation;
    Castro era esperado para dirigir a uma integração próxima reunião de cúpula dos países da América Latina e Caraíbas, que se realizará no Brasil começa terça-feira.
    Brasil, regido pelo centro-esquerda
    do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi recentemente ampliado laços com Cuba.
    No final de outubro, a companhia estatal de petróleo correr Petróleo Brasileiro assinou um acordo para explorar petróleo em águas profundas Caraíbas a norte de Cuba, em Havana dizem que os funcionários poderiam conter 20 bilhões de barris de petróleo bruto.
    O Brasil é Cuba do segundo maior parceiro comercial latino-americanos, atrás da Venezuela. Brasil-Cuba comércio gerou US $ 483 milhões através de setembro, já superando $ 450 milhões para a totalidade de 2007, de acordo com números oficiais

  196. Sandra

    “Erros tecnicos, juricos, e de talento.

    Mas o evento, mesmo depois de tantas decadas e decadas enfiado nesse buraco……(deus do ceu) eh algo estranhamente indecifravelmete…..”

    Que lindo!!!….

  197. gthomas

    Sandra; antes fosse lindo
    nossa profissao (pode parecer pra muitos) eh muitissimo dolorida
    por causa da intensao do subjetivismo etc
    nao da pra medir
    simplesmente nao da pra medir
    nos matamos de exaustao pra chegarmos no ponto em que ACHAMOS ser perfeita a coisa
    mas qual a medida da perfeicao quando
    na verdade
    a verdade
    eh uma coisa
    tao terrivelmente
    sujeita
    a interpretacoes????

  198. Tene Cheba

    Isso é muito melhor que filas imensas na bilheteria do Teatro, melhor que as palmas incessantes do público encantado, melhor do que a melhor crítica elaborada pelo mais impiedoso crítico.Enfim, muito melhor que UM Bilhão de dólares.Muito bonito André Marinho.

  199. Nina

    André Marinho

    lindo o que disse, e exatamente preciso
    nos afeta
    de afeto
    não há como escapar (foi terrível… tenho contatos humanos difíceis, pessoas muito além de nossa imaginação grotesca e medíocre, pessoas doentes,mas nunca nada tão forte parecido)

    espero que seja
    dirigido um dia
    como queres
    parabéns pelas emocionantes e emocionadas palavras e pela dedicação e sua coragem de ser absolutamente verdadeiro.

    queria te conhecer…

    teatro dirigindo teatro… é exatamente isso, perfeito

    com todo meu carinho
    um grande beijo!

  200. Sandra

    Minha interpretação: essa peça, em particular, é uma filha muito querida, porque fala MUITO MUITO MUITO de você. Ela É você. Por isso, precisaria passar pelo supercontrole de qualidade Gerald, ou seja, não pode ser feita em tempo record, não pode ter nenhuma falha, a platéia tem que sair caída, derrubada, chorando, se conseguir sair.
    Querido, perfeição ofende a natureza.

  201. Sandra

    O que é a física, senão uma interpretação do universo, igualmente sujeita às nossas subjetividades e limites? Deus é um artista.

  202. Sandra

    Deus é um grande diretor teatral, um pintor maravilhoso, um músico fascinante…

  203. Nina

    Completamente emocionada com ANDRÉ MARINHO
    Gerald, se puder, transmita a ele minha emoção, agora transformada em palavras….

    André,
    Suspeitou desta fome, desde muito tempo: não é verdade que por um momento sequer tivesse tentado fugir à tua trágica determinação: não é verdade que alguma vez tivesse sequer pensado numa possibilidade de salvação: sabia desde o começo da consistência ácida do que tecias, e no entanto persistia nela (sei como é), como quem penetra num beco sem saída, caminhando pela estreita dimensão que sabia desde sempre intransponível: sim, vc sabia deste momento a construir-se desde o começo, e não fez nenhuma tentativa para evitá-lo: agora ele é teu. E depois te prepara para o próximo, momento, depois deste se faz o agora: tudo se encaminhou para ele, nada mais pode fazer, nada, a não ser enfrentá-lo: TEM AINDA O PEITO EM CHAMAS QUE TE CONSUMIU NESSES DIAS E NOITES, tem força, e todas as particulas da tua determinação, tem tua integridade, teus olhar espantado e impassível: toma de tua fibra feita de algo tão denso quanto o ódio: toma do teu ódio e agora enfrenta o amor.

    grade beijo

  204. Júlia

    Pacheco,
    Assim não dá. Coloco um disfarce e logo me tiram!
    Ainda vou arrumar algum disfarce melhor…
    Não vou poder escrever agora estou indo para um “Vatapá na laje”, pediram pra usar trajes suburbanos. Então to indo. Mas prepare-se só Deus sabe o que vou escrever aqui depois do Vatapá na lage ou que personagens e personalidades não encontrarei por lá.
    Beijos pro BBking
    Tome agua de coco é bom pra ressaca.
    beijos
    Júlia

  205. Sandra

    Essa subjetividade é o que torna tudo tão fascinante. Por que acha que peças-panfleto são chatérrimas?

  206. Júlia

    Valéria: sortuda! você viu a peça. Lerei com calma e comentarei depois.
    bjs
    Júliaa

  207. Sandra

    Beijos em todos! Volto mais tarde!

    Beijos, Glorinha!

  208. gthomas

    COMENTARIO DE ANDRE MARINHO

    Uma Semana com Gerald Thomas

    Dezembro 14, 2008 at 3:42 pm

    Começou tudo no último sábado, 06. Eu seria um “ajudante” do Gerald no curso da Cal. Levar água, servir café, ligar o dvd. Trabalho nada intelectual. A primeira e única aula foi estranha. Gerald pensou em debater a scena teatral mundial, as perspectivas, os possíveis caminhos de tantos atalhos furados até aqui percorridos. Mas o curso não rolou. Não houve troca. Da parte de Gerald que esperava interação, da parte dos alunos que aguardavam receber receber receber. Ele foi honesto. Caiu fora. A Cal também foi. Devolveu o dinheiro. E eu, cá pensava, perdi o curso.

    Mas na segunda feira estava tranquilamente à noite assistindo um espetáculo, estava ainda na hora dos aplausos, entusiasmado por ver alguns conhecidos meus em scena, quando me imprensou na parede um amigo meu, também do Gerald, e me indagou: Você é louco? Você é louco? Era tanta enfasis que minhas culpas reviraram e meus medos também. Mas não era briga, era convite. Gerald precisava de um assistente particular para ele, estaria estreando daí a 4 dias e necessitava alguém, eu pensei – corajoso para con-viver com o “Homi”. Lá fui eu, entre ansioso e entusiasmado. Não ganharia $ algum. Só experiência, além da possibilidade de ser escurraçado do teatro – poderia ser incompetente. mas era tudo ilusão. Mito que se fez em torno deste gênio e deste homem de Teatro. Mas essa conclusão – Homem de Teatro – eu vi em dois momentos lindos, que irei ainda contar.

    Começamos os ensaios, eu dentro de minha timidez, sem saber muito como me portar e atendendo ao que podia, deixando mil furos, sem conseguir ser o que imaginei que ele quisesse que eu fosse. Eu absorvido pela personalidade daquele Monstro, Monstro sim, no melhor do termo, de uma cultura fascinante, de uma personalidade apaixonante, de um silêncio acolhedor, tantos e tantos segundos.

    Ele me assustava mas me cativava. Ele atingia direto meus medos e minhas caretices mas n´ele, ou, através dele eu fazia catarse.

    Sim, o despudor, a liberdade, o não enclausuramento a regras sociais idiotas fabricadas e pré-fabricadas, imperceptíveis muitas vezes, a liberdade em relação ao Ser humano me chocou. Realmente a frente dos demais. Outro raciocínio. Outra elaboração. Mas, por mais que seja rotulado de difícil, disso e daquelo, o que são sempre rotulações simplistas, um apaixonado pelo ser humano.

    Quando o vi dirigindo Olinto, o ator do monólogo, quando vi Gerald Thomas em scena, estimulando e interagindo com luz, texto, ação, ator, e todos os imensuráveis ingredientes do teatro eu me emocionei. Sim, o que é essa vocação imensurável de certas pessoas e o que faz um homem ser o que Gerald é na hora de sua direção? Eu o via como se visse o próprio Teatro dirigindo um Teatro. Não é exagero ou paixão. É um olhar muito proprio e muito autêntico, é um marco na juventude de um iniciante ator.

    Eu vibrei e quis para mim isso. Ser dirigido por ele. Eu serei ainda em algum momento.

    Mas a outra situação que me fez ver a alma de Gerald foi no beijo da estréia ao ator. No abraço tão afetivo, tão humano, tão entendido das limitações de qualquer ator e daquele ator, de um acolhimento total, de uma ausência de julgamento ímpar, de uma força para se ter a coragem de se entrar em scena e se dar o melhor possível. Um abraço que materializava a olhos e pele o amor de Gerald ao teatro. Eu vi o amor como expectador mas logo chorei. O amor me dominou.

    Chorei porque também amo tanto o teatro e nunca tinha vida tão bela materialização desse amor.

    Vi lindas coisas de Sérgio Britto, de Fernandona, de Judith Malina, mas aquele momento me colocou diante do meu amor também a esse teatro.

    Uma impressão que não vou, não quero nem devo esquecer.

    Há meandros tais que ainda estão sendo digeridos em mim do que sofri a partir dos dias com esse homem.

    Sim, há.

    Há certas faíscas que não quero nem devo pronunciá-las como há as que ainda brotarão.

    Foram dias riquíssimos.

    O texto dele, a Luz, a direção e o som de Patrick (outra hora falo desse outro monstro também), são tudo o que eu quero dizer na vida.

    Talvez possa parecer demasiado entusiasta as minhas linhas escritas numa febre e duma tacada só.

    Mas é a vibração pulsante do que vi e vivi.

    Estou com febre alta, dor de garganta, corpo masserado, sem fome, com voz fraca, com ânsia de vômito e completamente acabado sobre a cama que escrevo.

    Quanto li Crime e Castigo foi a mesma coisa.

    Me afetou fisicamente esses dias. Estou processando tudo.

    Agradeço a ele.

    Gerald, muito obrigado.

  209. Júlia

    Concordo com a Sandra, Gerald.
    A subjetividade torna tudo mais interessante…
    bom dia pra vocês todos
    Júlia

  210. Nina

    lágrimas, lágrimas, lágrimas André…

    “Sim, nada é mais difícil e delicado, até mesmo sagrado quanto o ser humano. Nada pode igualar o poder voraz destes misteriosos elementos que, sem grandeza ou finalidade, nascem entre desconhecidos para acorrentá-los pouco a pouco com elos terríveis”
    Witold Gombrowicz

    tua fome é a mesma que a minha…..

  211. McWilliam

    Veja mesmo o que importa :
    Nao TEM QUE SER (it doesn’t HAVE to) pra hum milhao, nem mais
    Foram feitos os dias do ANDRE MARINHO
    Que se sentiu tocado tanto quanto pelo Dostoievsky
    Um dos cerebros pernsantes mais extraordinarios que o mundo ja teve
    Nao importa quem seja o ANDRE MARINHO
    Importa que o magnetismo foi transmitido
    E em que nivel de comparacao hein ????
    Ta ou nao ta tudo certo ?

  212. gthomas

    Andre Marinho querido
    eu eh que tenho que te agradecer
    por tudo e o nao tudo. Vc foi lindo, otimo no meio dessa enorme dificuldade que tivemos e ainda estamos tendo aqui
    mil beijos
    e cuida dessa febre
    LOVE
    G

  213. Ronald

    Pacheco, Targino, Ivo.
    Muito legal o debate de vcs, as divergências, os detalhes, enfim, cada um viveu o Brasil de fromas diferentes.
    Mas infelizmente para mim, não me adianta nada saber quem fez o que, quem amava ou defendia mais nossa pátria, olhando o Brasil de hoje, me parece que somos a somatória de todos os erros, foram os anos de tanto “amor” que geraram esta sub-raça, em certos lugares do Brasil vivemos como na época do “descobrimento”, todos os caminhos traçados nos levaram a isto que somos hoje. Infelizmente sou obrigado a pensar que nosso passado destruiu nosso futuro.
    Certa vez, quando estuva no curso de Administração de Empresas na PUC-SP, levei um grande esculaxo de um professor de Teologia, sim quem diria que um professor de Teologia iria me fazer lembrar para sempre de sua frase, e ainda hoje eu escuto os ecos em minha mente, pois bem, fazia parte de um grupo que deveria apresentar um seminário sobre um assunto(que nem me lembro qual era), haviamos dividido o grupo para que cada um fizesse uma parte, pois bem, primeiro erro, todos em um grupo devem ter disponíveis as informações de todos, assim todos sabem o que está acontecendo; um dos participantes deveria pesquisar sobre as estatísticas da pesquisa, pois bem, dia da apresentação, o “estatístico” não apareceu, estava surfando em Maresias e se “esqueceu” de voltar.
    Na hora da apresentação, cadê a estatística??
    Já era.
    O que fizemos?
    Inventamos todos os números.
    Final da apresentação, o professor dirige-se a nós e fala:
    – Bem, vou dar uma nota 01 para vocês pela cara de pau de cada um em ter se dirigido a frente da classe e feito a oratória.
    E daí veio a frase.
    – Existe muita gente inteligente estudando, defendendo teses, publicando-as, e disponibilizando gratuitamente(bibliotecas) as informações, para que vcs venham aqui e apresentem essa porcaria.

    Ou seja, o Brasil seguiu pelos caminhos daqueles que “achavam” que seriam os melhores caminhos, hoje quando vejo os dados do IBGE, e mais alguns outros dados, vejo que estamos indo como aquela piada do Português, que caminha pela rua e ve uma casca de banana no chão a dois metros de distância, e fala, ” uma casca de banana, acho que vou escorregar outra vez”.
    O governo do Brasil e seus governantes jogoram fora a muito tempo o livro do certo, aqui usamos o meio certo, e o muito errado, a cada dia meu direito de ir e vir tranquilamente tem sido violado, quando vejo quem são os líderes deste país então……., e o próximo……., .
    Realmente, juntando tudo isso e mais um pouco, dá para sentir o gosto de vinho estragado que estamos tomando, e o pior, a quem aprecie e peça outra garrafa.

  214. Sandra

    Gerald… tipo assim… FICOU GENIAL, NÃO É?

  215. gthomas

    Nao, Sandra
    ainda nao

  216. André Marinho.

    Nem como iniciar está meu desejo sabendo
    Então mesmo não sabendo sigo teclando querendo te cumprimentar.
    Não por teres magistralmente descrito teus sentimentos em relação ao Gerald, mas e principalmente pelo amor que colocas em teu escrito. Quem esta no mesmo caminho percebe melhor o que o descrito enfrentou de pedras e espinhos.Percebe o quanto foi duro a caminhada.Percebe como o líder liderou.
    Pensar é um ato, Pensar um ato já tem que ter amor. Pensar amando um ato é mais que um ato de amor.Amor total.Incondicional e abrangente.
    Deve ser igual uma porrada de……….amor.
    Só esta porrada pode segurar uma porrada de……..dor.
    Saber descrever esta porrada.
    Saber contar esta maravilhosa porrada.
    Mais ainda sofrer e penar por esta bordoada.
    È também uma porrada.
    DO MAIS PURO AMOR.

    Sucessos no teatro.
    Para mim já és escritor.

    Obrigado.

    Jose Pacheco Filho

    Critico de arte iniciante.
    E mais uma porrada de personagens assumidos segundo as determinações de mim mesmo.

  217. Sandra

    AINDA não???
    Você quer o público cortando os pulsos?

  218. gthomas

    Nao eh bem do publico que eu estou falando…Sandra,,,
    bem, fechando o laptop.
    LOVE
    G

  219. gthomas

    Nao eh bem do publico que eu estou falando…Sandra,,,
    bem, fechando o laptop.
    LOVE
    G

  220. Tene Cheba

    O Brasil muito antes de 64, gestava um ambiente político devastador, tínhamos uma ou outra opção de Ditadura, digo, tipos, melhor modelos. Ou teríamos um estado de exceção militar na esfera geopolítica de Washington, ou um Ditador Caudilho, nos moldes caribenhos sob o julgo de Moscou, ao Brasil só restavam estes dois destinos.Era a foice e o martelo contra uma sociedade assustada. Sou democrata, adoro a liberdade, mas o Brasil marginaliza seu passado.O Brasil de guevarinhas sedentos por um estado proletário, fechado, distorce realidades que não foram tão simples assim.Lógico que a simples impossibilidade de eu não querer cortar cana, ou de ser obrigado a chamar Leonel Brizola de meu Grande Líder, me faz respirar feliz.Eu respeito os Militares do meu país, e respeito os bravos soldados que permitiram que nós, sentissemos o gostoso aroma da liberdade que desfrutamos hoje.Qual é o passivo de Cuba em relação aos seus presos políticos? Respondo, impagável se aplicada a nossa jurisprudência.

  221. Meus queridos amigos blogueiros (as).

    O me de dezembro pra mim sempre foi especial.
    Não espero o fim de ano pra planejar mudanças em minha vida. Quem muito espera nao alcança nem muda merda nenhuma.O que pretendo já vou logo mudando.
    Alguns já devem ter notado que não mais falo de lula. Pelo menos não diretamente usando o nome com fiz agora.Digamos que tenho evitado falar.
    Das coisas que hoje li do Tene Cheba e do Targino Silva. Das coisas que somadas a estas li ainda ditas por Ronald que também é como eu um navegador.
    Depois de pensar no assunto desde a ultima entrada do senhor Ivo Veiga.

    Consultados e considerados os argumentos dos que carrego e alimento vivos na mente. Dos componentes da Walt – checo ou não. E também com o apoio importante em dezembro do meu amigo o Papai Noel ora resolvo:

    1) – Evitar tecer comentário a respeito de uma chamada ditadura que de minha parte nunca existiu.
    2) – Assumir qualquer personagem que me der na telha respeitando sempre as normas de civilidade e educação desejáveis em um blog salutar.
    3) –(Nomear como líder dos personagens insinuados em dois) o critico de arte.

    Revogam-se as disposições em contrario

    Apresento os todos os protestos de estima e considerações virtuais.

    Jose Pacheco Filho.
    Apenas um sonhador

  222. Tene Cheba

    Sangue de Boi, safra 64, Sangue de Boi, safra 2002, qual é a diferença? A evolução das essências articiais, mas do mesmo varietal, suave, rascante, doce.Luiz Marinho doou Cinco Milhões para sua campanha, segundo o que eu li, lá no Reinaldo Azevedo.Bom eu não sou da Receita Federal,mas qual é a fonte seu Doutor? Tadinho do Francenildo, é por você que eles lutam.

  223. Senhoras e Senhores.

    Atendendo desejos do meu criador mental assumo a partir de agora a liderança dos estúdios Walt-checo e outros menos cotados mas nãomenos importantes para que possamos em harmonia com todos demais que aqui despejam diariamente suas buscas ,afirmações,buscas,angustias ,vesdades e mentiras também o honroso cargo de critico de arte.
    Assim como o atuual ministro do meio ambiente vou logo avisando que não entendo nada de arte assim como o citado ministro declarou nad conhecer de meio ambiente e nem da Amaznonia.Por isonomia se o Sr que usa colete sem paletó pode ser ministro eu que não uso paletó e nem colete tenho também o direito de ficar no cargo para o qual fui nomeado.Cito ainda a vantagem que enquanto para o ministro ficar falando o que lhe mandam e ganhando uma merreca que sae dos bolsos dos contribuintes,eu falarei ou escreverei besteiras de minha autoria sem despesa adicional ao quanto vocês já são enormemente tributados.
    Espero contar com o apoio de tods e prometo dedicação.
    Na car de pau uso a frase de Sir Winston Churchil e digo que prometo apenas:

    SANGUR,SUOR E LÁGRIMAS.

    Sangue igual ao vnho da peça do Gerald
    Suor igual a do……depois que toma cachaça antes de anunciar a mãe do PAC em palanque.
    E lágrimas diferentes das que verte a Sandra quando se emociona.Verterei lágrimas de crocodilo.

    Agradeço aos que tiveram saco e leram a primeira besteirada escrita.

    Até outra.

    Critico de Arte.

  224. Senhoras e senhores.

    No comentário acima errei mas não errei.
    Não vi e nem sei de nada .
    A culpa é naturalmente do meu antecessor.
    Só repito o que
    me mandam.

    Por isto fui nomeado.

    Tchau.

    Critico de Arte.

    Com artimanhas iniciais.

  225. Sandra.
    HO HO HO

    Obrigado. Sei que és do tipo que cumpre tudo que promete.Fico feliz sabendo que o Chefe e a Sandrinha também irão colaborar e juntar tudo que os amigos entregarem para ajudar as crianças e até os adultos atingidos por desgraças em Santa Catarina.
    Diga para a Sandrinha que eu farei o possível para atender ao pedido dela.
    Diga lhe que eu gostaria de ver a família reunida em um grande abraço em qualquer momento no dia de Natal.Enquanto vocês estiverem abraçados eu já estarei dando cada um de presente para cada um.E ver vocês se amando como sempre mas neste memento em especial isto será o presente que vocês estarão dando ao menino Jesus que veio para vos unir e morreu por isto sem que muitos ainda não tenham entendido esta mensagem.
    Sandar este abraço que peço será também o meu presente de Natal.

    HHO HO HO
    HO HO

    Papai Noel.

  226. Paulo G.

    Acabo de ver no site G1 o video do jornalista que atirou um sapato
    no Bush no Iraque. Infelizmente o excremento em forma de presidente teve o reflexo de abaixar e o sapato passou raspando.
    Mas que pena, jaimaginaram se tivesse atingido? Mas de qualquer forma esse jornalista eh um heroi e deveria ser condecorado!

  227. Sandra

    Caramba, como esses gênios são misteriosos!!!!!!!!!!

  228. Sandra

    Que lindo o comentário do André!!!! Alma pura!!!!

  229. Paulo G.

    E tem mais, tenho certeza de quando Barack Obama ver esse video ele vai rir por varios minutos. Esse jornalista iraquiano eh um dos grandes herois de 2008 na minha opiniao.

  230. Sandra

    Gerald, também tive delírios e febre quando comecei a ler seus textos. Daqui a pouco você será interditado pela saúde pública. OU RECOMENDADO!!!!!

  231. . Turma.

    To na minha. To na boa.
    Lerdeza mana e maninha.
    Papo legal. Morou?

    Estou de entrada. Chamado pelo Pacheco que é lorde meu.Numa boa.
    Papo seguinte belezuras:

    Vão lá e assistam o tal de baitahomi que é uma boa. Já dá pra fazer como o coroa esteve pedindo.Todos numa boa se tocando.Igual fizeram pro REINALDO em livraria.
    Se tivesse grana eu iria pra São Paulo que é o meu sonho. Desde que foi lá o meu mano e voltou com tênis bacana e celular.E um puta toca CD
    Ele já subiu na vida com só um ano em São Paulo. Atualmente ele é etiquetador nas Casas Bahia. Bem que a mãe acha melhor ele voltar e não ficar por lá.Ele disse que vai me arrumar uma boca de responsável por tratamento de guarda dos capanga dos bacanas.To doido pra ir.Quem sabe nois dois mandando bufunfa a mãe deixa de ficar esperando bolsa todo mês na Caixa.Ela tem vergonha mas vai.Pudera o pai não arruma emprego de jeito nenhum.Ele também tem uma bolsa mas fica tão desgostoso com a falta de emprego que usa a bolsa para jogar na Mega e ainda engole umas birita.
    Mas não vou aqui ficar de papo das minhas pobremáticas da vida.
    Inte maninhos.

    Tõ indo

  232. Lilian

    Não entendí oq aconteceu com o Homem isca.

  233. Uma alma nunca é pequena quando olha alem de si…um coração
    nunca é duro quando guarda carinho, ao invés de rancor…a mente
    nunca será pobre se insistir em acreditar que os dias serão melho-
    res, que somos mais fortes a cada dia.. e mesmo mãos vazias tem
    o poder de acarinhar e mesmo um lar humilde nos faz ter prazer de
    voltar pra casa.. Mesmo amigos distantes estão conosco em pensa-
    mentos… um amor que se vai, nos mostra que temos coração…pois
    tudo nesta vida é lição, é escada que nos leva acima ou abaixo… A
    escolha é nossa e cada minuto é grandioso, pois não se repetirá ja-
    mais… amadurecer não é envelhecer, mas descobrir que fazemos o
    nosso tempo, que é agora… pois o amanhã é mistério e o ontem se
    tornou lembrança ””
    um forte abraço ladeado de sorte e alegria….

    Boa noite.

    Obrigado

    Pacheco.

  234. Tene Cheba

    Não gosto dos Domingos, aliás só gosto, quando a segunda cai na terça, mas o de hoje está gostoso, para ver um filme, comer pipoca, botar o DVD prá trabalhar. Domingo só vale a pena sóbrio, mesmo assim um porre, mas neste domingo, perto do fim, perto das festas, a atmosfera muda, mais límpida, respirável,
    com ruídos agradáveis, portando os sons das crianças em férias, brincando e relaxando sem os traumatizantes cadernos, emitindo agudos agradáveis, no domingo até o Sol vai devagar. Sem futebol, sem Fórmula Um, sem Ronaldos e Edmundos, sem esta enojante maresia, sem esta rotina babaca, cheias de fissuras e fissurados, que tornaram nossos domingos cada vez mais segundas.

  235. Sandra

    Quanto à subjetividade, até contratos são subjetivos. Em alguns casos, são feitos para serem quebrados. Em vez de um selo de um acordo, são uma maneira de ludibriar outros. Essa é a subjetividade nociva, que não eleva. Igual promessa de alguns políticos: servem para enganar, apenas.
    Espero que não seja esse tipo de subjetividade que esteja lhe perturbando, Gerald. Se bem que, depois de 30 anos de estrada, até para isso você está calejado.

  236. Luciana

    Estou em estado catatônico , não consigo proferir meus pensamentos direito.Não posso explicar o motivo.Talvez sejam os textos do blog são muito intensos, profundos.Fico tentando decifrar , entender tudo, aí começo a entender e aí tudo embaralha de novo e aí começo a entender outra coisa.Só pode ser maldição.Só pode.

  237. Sandra.
    A subjetividade da fisica termina no laboratorio.
    Se voce ainda não leu, deveria ler o seu colega
    Marcelo Gleyser. ” O fim da Terra e do Céu” o apocalipse
    na ciencia e na religião.

  238. Garganta

    Caro Gerald,

    Eu assisti um pedaço da sua entrevista no GloboNews. Se sua emoção foi em razão da eleição do primeiro presidente negro norte-americano, é bem fundamentado que você se emocionou com a cidadania e não-racismo dos paulistanos na eleição do Pitta. Então eu e você, Gerald, cantemos: viva os paulistanos da ZL, Jardins, Centro, ZO e ZS, porque são cidadãos superiores à hipocrisia dos cidadãos do império do norte.

    PS: Colocaram mais fotos cá. Parabéns.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  239. Tene Cheba

    Ou talvez, a simples e pura exaustão, a incapacidade de parar, a necessidade do ser nômade, das malas de variadas dimensões e pesos que tem que carregar. Ou do conflitante duelo entre o Gerald Thomas brasileiro, de Botafogo, com o Gerald Thomas novaiorquino, um de mal com o outro, ambos lutando pela prevalência.Existem alguns infernos que nós mesmo criamos e que quando nos livramos destas grudentas colas, parece que metade de nós se foi, tendo o equilíbrio afetado, andamos inclinados, quase voando de tão leve. Muito díficil rompermos as nossas amarras, ou simplesmente mandar tudo a merda, o famoso e relaxante ” que se fodam”.O que seria da humanidade se não existice o ” que se fodam”, o primeiro anti depressivo do mundo moderno. Afinal, aqui para ficar mais legal, precisa apenas de homens bombas, o resto não precisamos importar já somos auto-suficientes.O Iraque é aqui.
    .

  240. Garganta

    Caro Gerald,

    E reli meu último comentário, pode censurar se quiser. Eu reconheço que passei do limite da provocação e chateação.

    PS: Mas reafirmo: os americanos, e os mais burgueses( no sentido de burgo mesmo), são mais hipócritas do que os paulistanos, a meu ver.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  241. Contrera

    sobre o teatro de gerald thomas
    ninguém que o conheça minimamente pode negar que o gerald seja sensível. ele é SUPERsensível. por exemplo, ele percebe antes do que qualquer outro uma leve mudança do ar condicionado. mas ele reaje violentamente. grita, mandando que o ar seja mexido. esse é outro aspecto do gerald que ninguém nega: seu modo de ser violento. não propriamente fisicamente – embora até fisicamente -, mas de uma agressividade latente.

    os textos do autor gerald são de uma incontornável tendência às remissões. ora isso remete ao fausto, ora isto remete a
    beckett, ora a julian beck, etc. e muitas dessas remissões remetem a movimentos, momentos atuais. ninguém nega também que para gerald a política e a política dos corpos possua interesse especial. política dos corpos, aquela de foucault.

    guantánamo
    o gerald não se convence com guantánamo, com o fato de o SEU PAÍS (o dele, os estados unidos) terem idealizado essa prisão-modelo, em que se prende quem não se tem autorização para prender, em que se tortura quem não existe mais para
    qualquer nação, em que se mantém sem direito a julgamento legítico quem talvez tenha cometido o único pecado de estar no lugar errado na hora errada.
    gerald havia reclamado para si a autoridade moral de questionar o governo bush naquela peça em que a fabi conversa com um ganso, esperando até este maturar. agora, gerald continua com guantánamo na cabeça. é a tortura. a tortura é algo indefinível, é certo. e a tortura dialoga com a morte, com essa que sempre ousamos manter ligada apenas a profissões admiráveis, como a medicina ou a… polícia. sim, à violência. nós, já nós, não questionamos mais a morte. deixamo-la ali, num espaço em branco, como um fait divers da vida de qualquer um. morre em são paulo o jornalista e autor de teatro etc.

    concreto
    a arte concreta é a que gerald coloca em seu lugar, um lugar remetendo a nada, a simples peso, em seu bait man, pelo menos no que dá pra depreender do seu trecho, aqui colocado. a arte concreta que vislumbrava um outro contato, e que levou apenas a um muro de concreto, uma espécie de decifra-me ou te devoro que nem decifra nem devora.

    o tempo das obras inacabadas ou incompreendidas prende as obras de gerald thomas a um tempo de outrora que não acha mais interessados, ou cujos interessados agora possuem mais e mais enigmas que não levam a qualquer lugar e que por isso perdem todo o interesse ao vulgo leigo ou ao leigo vulgo. daí que não queremos mais saber por que… ou queremos saber mais o por que da novela das oito, essa repleta de gente querendo se vingar sem que saibamos direito por quê…

    contrera
    de http://comentariossobreteatro.blogspot.com

  242. Nos criamos o ideal abstrato de bondade, que chamamos de sacro.
    Isso é tão verdadeiro hoje quanto era para os discípulos de Zoroastro.
    Desse modo nos organizamos a nossa vida, dando sentido as nossas ações;
    é difícil contemplar a sobrevivência da civilização por mais de 10 mil
    anos sem essa base moral.
    Esse impulso em direção ao sacro é, tambem, uma forma de transcendermos
    as nossas próprias limitações; nos criamos os deuses para podermos imita-los.
    O homem é um ser espiritual por excelência, buscando, constantemente,
    estabelecer uma relação com o misterioso, com o desconhecido.

    Marcelo Gleiser – Brasileiro
    Professor Catedrático de Física e Astronomia
    no Dartmouth College – New Hampshire

  243. Sandra

    Targino, nunca podemos dizer que uma teoria está correta, mas sim que ainda não encontramos uma experiência que a derrubasse. Enquanto isso, ela é uma interpretação humana da realidade.

  244. Garganta

    Cara Sandra,

    Sandra, a humeana( nem sei se é assim que se chamam os adeptos de David Hume).

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  245. Ronald

    Targino.
    Legal, mas como acreditar que possamos ser elevados espiritualmente, se nosso dinheiro financia guerras, destruição, sofrimento?
    Todos aqui abominam as guerras, mas se por um acaso alguém aqui comprou algum produto que gerou alguma arrecadação para o governo americano, por exemplo, fique sabendo que esse dinheiro pode ter sido usado para fabricar algum projétil que matou algum inocente no Iraque, ou mesmo pagou a gasolina para levar algum outro inocente para Guantânamo.
    O Marcelo está com as mãos sujas de sangue, nós também.
    É um beco, quase sem saída.

  246. Sandra

    Eu sou:
    a – emo;
    b – drogada;
    c – careta;
    d – homem;
    e – o Pacheco;
    f -o Gerald;
    g – humeana.

  247. Nivaldo Ignacio Junior

    Pacheco, veja esta música, é a sua cara

    http://br.youtube.com/watch?v=vnRqYMTpXHc

  248. Júlia

    Oi Tene Cheba
    Tenho um texto sobre os domingos. Vou ver se encontro.
    gosto da maneira como usa as palavras, mas nem sempre entendo sobre o que está falando em alguns posts anteriores.
    mas to começando a achar que nem tudo é pra ser entendido e pronto.
    Boa noite
    Júlia

  249. Júlia

    Domingo

    “Domingo é fatal. Toda a merda e toda a beleza do mundo, a culpa cristã, os vícios, os afetos mais exagerados, as taras, as fobias, elas se concentram aos domingos. O amor desmedido. O desejo de morrer. Tudo aumenta aos domingos. O frio na espinha, a vertigem do dia de amanhã. A vontade de fumar. De foder, de matar. O masoquismo, o sadismo psicológico. As fotos obscenas. O desejo de amar e ser amada. A saudade dos entes queridos. As chatices dos entes queridos. A melancolia das taças, mesmo quando não tem àlcool dentro delas.Uma de minhas taças tem chá cor de conhaque. E a outra cor-de-rosa choque carrega o meu seio esquerdo. Procuro ouvir se por baixo do seio há mesmo um coração. Antes de chorar, geralmente antes de chorar eu sou fria. Fria como uma navalha, como um corte seco. E sempre dói mais em mim depois, do que em quem dei a facada. Geralmente são palavras. Aprendi a cortar com palavras. Eu aprendi a chorar com palavras. .”

    Júlia Hardy

  250. Nivaldo Ignácio Junior.

    Preste bem atenção.
    Queres matar um velho?
    Atacando o coração!
    Seria muito mais fácil.
    Mandar bala de canhão.
    O dano seria igual.
    Ao desta canção.
    Ouvida com atenção
    Obrigado pela canção.
    Por isto te agradeço.
    E com profunda emoção
    Mando-te um forte abraço
    Um grande abraço Irmão.

    Pacheco.

    Nota: a canção que o Nivaldo me recomendou ouvir foi What A Wonderful World com a magistral interpretação do saudoso Satchmo mais conhecido quando por aqui nos brindava com a voz rouca e solos de trompete espetaculares por:Louis Armstrong.

  251. Júlia

    Pacheco

    “uísque river” é muito engraçado, rs
    apesar de eu deterstar uísque.
    Tá melhor?
    .
    Eu hoje encontrei amigos de carne e osso no Crusp.
    Ninguém de Hollywood estava lá. Nem tão pouco BBKing, nem a Madonna apareceu por lá. Nada disso combinava com Vatapá eu acho. Ao invés disso fui assistir “As tres irmãs”, direção de José Fernado de Azevedo e gostei mesmo. Pra quem mora em SP, amanhã é o último dia. Entrada franca no teatro laboratório da ead/eca/USP….a bilheteria abre uma hora antes.

    ps. parabéns pelas netinhas. qtos anos elas tem?

    beijos

    Júlia

  252. Júlia Hardy.

    Júlia minha amiga.
    Ainda no virtual.
    Pergunto-te agora.
    Não interprete no mal.
    Foder palavreando.
    Ajuda no gozo final?

    Pergunto porque sei.
    Não é segredo total.
    Tem muito macho calado.
    Fodendo igual animal.

    Goza relaxa e se vira.
    Deixando a parceira sozinha.
    Na cama só fica o silencio.
    Sem nenhuma palavrinha.
    O porco esqueceu de falar:
    Querida,obrigado por ser minha.

    Júlia, cadê o personagem que trarias do vatapá. Esperei ansioso por ele.Na espera criei o baiano lordeza que entrou acima.
    O B B King adorou o teu beijo.Mas já avisou que de feminina ele só é chegado a Lucille.

    Obrigado.

    Pacheco

  253. Júlia.

    Escrevendo o Tene Cheba lembra o estilo do Gerald.
    Eles escrevem. Nos escrevemos.
    Lemos-nos.
    Cada um fica pensando que o que leu pode ser o que foi lido. Mas não é para ser lido exatamente como foi lido.Porque o que você esteve lendo sendo exatamente o que foi lido e também não exatamente o que poderia ser lido.Afinal e com o tempo o que você não leu.Era exatamente o que deveria ter sido lido.
    Para entender o Tene de primeira tem que ser Tenista.
    Para entender o Gerald… para entender realmente o Gerald………..???????
    Antes tem que entender a senhora Judith Molina.
    Saber a dor que ambos carregam.
    Saber por quê?
    Ambos se adoram e respeitam.
    E.
    Amam tanto.
    O
    Teatro.

    Critico de Arte,

  254. Cristina

    Em minha opinião o regime militar foi muito injusto e Brizola nunca foi comunista, ele era cria do Getúlio. José Vicente, filho do Brizola, eu o conheci pessoalmente, se sentia muito injustiçado, aos 19 anos teve que sair do país, simplesmente por ser filho do pai e ter o sobrenome. O regime militar poderia ser comparado a um nazismo em menor escala. O Brasil saiu da ditadura do Getúlio após seu suicídio, entrou o Juscelino, mudou a capital para Brasília, seu lema era 50 anos em 5, faltou tempo, e logo após Jânio foi eleito e renunciou, Jango, da cria do Getúlio, assumiu, e não conseguiu governar a bagunça que era Brasília, cidade inóspita, empoeirada e no meio do nada. Uma coisa era ser funcionário público no Rio de Janeiro e outra totalmente diferente era morar em Brasília, onde não há um único bar de esquina para se tomar um cafezinho. Os militares se rebelaram deram um golpe no estado e assumiram o governo, para restabelecer a ordem através da força, mas quando eles saíram o Brasil novamente ficou em desordem, hoje nosso ordenamento jurídico é melhor, avançou com FHC, mas o Brasil ainda está uma bagunça. Nosso sistema jurídico não funciona, não temos guerra, mas somos um dos países mais violentos do mundo. Se Juscelino ficou pouco tempo para fazer a revolução tecnológica, os militares ficaram tempo demais, ficaram obsoletos.

  255. Nina.
    Ultimi giorni una frase per scritto voi lo ha raggiunto.
    Voi che ha detto: Che cosa importa?
    Da allora quel momento I ha pensato con me se realmente che cosa provassi a spiegare ad altri avesse certa importanza.
    Per potrebbe chi l’importanza.
    E se sia importante per me.
    Concludendo che niente esso è più importante di che cosa che è felice. Ho deciso cambiare il mio comportamento e se per importarmi un piccolo con.
    Sono molto riconoscente per le vostre parole.
    Debitore.
    Baci.

    Pacheco.

  256. Nina.
    Per voi.
    Del mare sono
    Quando vado.
    Quando sarà.
    Quando vengo.
    Se qualcuno andrà
    Sto andando da solo
    Ritorno non avendo nessuno
    Continuo ad essere solo.
    Ma se nella mente sono con qualcuno
    Vado.
    Sarò
    Ritornerò.
    Che cosa importa è:
    Più non sarò mai solo.
    Saremo sempre:
    Due nello stesso senso.
    .
    Baci

    Pacheco.

  257. oi, GT, pessoal e Mau.

    É mesmo: LIBERDADE para a menina que pichou o vazio da BIENAL!
    Ela apenas aceitou a provocação dos curadores! INTERAGIU!
    e SE ELA TIVESSE PICHADO:

    NOSSOS CORPOS SÃO CAMPOS DE BATALHA
    ABORTO LIVRE JÁ!

  258. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, estávamos com um problema para enviar comentários. Me parece que agora voltou ao normal.

  259. O Vampiro de Curitiba

    Ahhh… Bom dia, meus amores!

  260. Sandra

    Achei que era pessoal, Vamp! Bom dia!

  261. Sandra

    No blog do Reinaldo, há um post contando o episódio das cuecas usadas para transportar dinheiro segundo vários estilos. Tentei criar um estilo Gerald, mas confesso minha total incompetência.

  262. Sandra

    Até mais tarde. Espero que tudo esteja melhor com o Gerald. Tento entender o estado do espírito dele pelos comentários, mas as mensagens são contraditórias. Ora ele me parece muito triste, ora faz verdadeiras declarações de amor ao teatro.

    Fique bem, querido!!!!

  263. Glorinha

    Vampirinho,
    bom dia pra vcs!
    [[]]

    …o mundo hoje parece estar “andando” em um compasso só dele…
    o céu daqui está enigmático!

  264. Não chores por mim.
    Chorai por vos e por vossos filhos.

    Eu não choro por Deus.
    Eu não brigo por Deus.
    E não mato por Deus.

    Eu choro por mim.
    Eu brigo por mim.
    Eu mato por mim.
    Pela minha vida,
    pela minha alma,
    pelos meus filhos.

    A única coisa que existe sou eu.
    A única coisa que sinto sou eu.
    O mundo esta lá fora.
    Eu estou dentro de mim.
    Eu sinto os meus pés,
    A minha cabeça lateja.
    Meu coração dispara.

    O resto é passado.
    Eu sou o presente.
    Eu sou a agonia.
    Eu sou êxtase.

  265. Oi, Gt e pessoal. Olhem a oração do Fabio pipipi e do Everaldo:

    ORAÇÃO DO PSDB/DEM/PIG AO DEMO

    poetisa Jussara Seixas

    Fazei com que a crise chegue até nós.

    Que derrube a economia, a produção, o consumo, os empregos,

    E quebre o Brasil, como fez FHC.

    Fazei com que Lula se lasque.

    Como fez FHC, com ajuda do Demo,

    Que a crise transforme a vida das pessoas em um inferno.

    Que extermine o PIB, dê sumiço ao crédito, aumente a inflação.

    Que diminua a produção de alimentos, acabe com a exportação.

    Fazei com que o PAC empaque,

    Acabai com o Bolsa Família, com o PROUNI e com a Petrobras.

    Exterminai os índios,

    Acabai com as cotas para negros,

    Aumentai a desigualdade social.

    Que aumentem a fome, a miséria, as catástrofes.

    Tirai a esperança do povo,

    Não permita que o Brasil continue sendo um país de todos.

    Pois Lula tem que se lascar,

    O povo tem que se lascar.

    Só assim vamos eleger Serra e continuar, com sua ajuda, impiedoso Demo,

    O governo maldito do príncipe das trevas, FHC.

    Se o Demo está conosco, quem estará contra nós?

  266. Cristina

    Imagino que deva ser difícil fazer teatro no Brasil, montar o cenário, a iluminação, treinar os atores, ter que lidar com produção e contabilidade. Talvez o teatro surpreenda com as idiotices imprevisíveis, diferentemente do político, o artista é completamente imprevisível.

  267. samuel samucas

    Xiiiii, pra desespero do Vamp e de outros, a notícia que segue (aqui do portal do IG):

    “A popularidade do presidente também atingiu um alto índice e chegou a 80,3% de aprovação.”

    Vamos ter outro manifesto contra a burrice nacional??

    Como eu não voto e nunca votei, nem em situação ou oposição, não me sinto responsável, nem no dever de defender ou acusar ninguém …

    A única coisa que me importa: as vendas estão ótimas e estou faturando legal!!!

  268. samuel samucas

    ô Sandra, deus é um artista? Pois, pois …

    Impressionista? Expressionista? Cubista? Pop-art?

    Creio que em vez do design inteligente, teremos agora teoria do teo-design artístico universal … Ou como deus pintou o mundo em 7 horas …

  269. samuel samucas

    Como eu disse em outra ocasião, creio sim nos deuses do rock: Clapton, Hendrix, etc…

    Mas ponho em dúvida a capacidade e competência de deus como músico … Passarinhos, ondas do mar, riachos e cachoeiras … bem, apesar de gostar disso, não as considero como música ….

    Considero os ruidos emitidos na natureza um belo arranjo do acaso, surgidos da incerteza … na verdade, um caos …

    Agora se deus queria fazer música … escolheu os instrumentos errados …

  270. Samuel Samucas.

    Até tu Brutus!
    Com a noticias que mandas já melaram o meu dia. Já não concordei com o que a Cristina falou do Brizola e agora mais esta.
    Acho que vou pensar em vender guitarras. A empresa na qual trabalho esta nos dando férias coletivas. Para evitar dispensas. Por enquanto dizem. Por mim tudo bem.
    Mas quem irá garantir o uísque do meus netos?Se bem que isto seja brincadeira agora eu falo sério.E as Bolsas!Estarão em crise?
    Será esta possibilidade a única vez que eu defenderei bolsas.Ao menos neste Natal.
    Defendo no caso de cortarem este ano.
    Mas não devem cortar. A crise maior é da indústria automobilística e sabemos que delas não saem as bolsas.Na verdade as bolsas saem dos nossos bolsos embora indiretamente. Nós pagamos por elas por exemplo.com a educação de baixa qualidade que nossos filhos e netos recebem alem da má qualidade dos serviços de saúde do setor publico.
    Vamos lá Everaldo. Pode me contestar.

    Obrigado.

    Pacheco.

  271. samuel samucas

    Noticias chegadas agora por rede sem fio anunciam que pesquisas recentes revelam que o Pacheco tem 100 por cento de aprovação em honestidade e lula tem 26 por cento.
    Infelizmente não se pode revelar onde e quando as pesquisas foram realizadas por serem assuntos classificados como confidenciais nos arquivos da Walt Checo Produções Ltda.
    O trabalho de campo foi efetuado por personagens da Disneylândia e com o abono de Papai Noel.

    Acredite quem quiser.

    Obrigado.

    Pacheco

  272. correção;

    A aprovação ou desprovação de lula em honestidade foi de 16 por cento e não de 26 por cento como foi divulgado.

    Obrigado.

    Pacheco.

  273. Então eu deduzo que nem mesmo a totalidade dos petistas apóiam o lula lá.E isto mesmo ele estando lá.Lá dentro.

    Porque quando ele estiver lá fora.

    Ai eu quero ver se existe a tal popularidade.

    Não morro sem ver este dia. Se Deus quiser

  274. Samucas.

    Conheces ou ouviu falar do Hermeto Paschoal?

    Ele faz e tira musica até de balaio de gato.Com os ruidos que citas ele fazia até sinfonia.

    Pode acreditar.

    Como todo excelente artista brasileiro tinha mais fama e cartaz fora do Brasil.

  275. Valéria

    ANDRÉ, vc me emocionou com o seu texto, com esta esperiência de olhar e de ser envolvido profundamente por alguém.
    E quem vê este afeto de uma forma tão intensa, e sente-se afetado, com certeza também tem este afeto dentro de si, e o seu texto transmite isso. Muito bacana.

    E gostei muito desta parte, quando vc fala do Gerald: ” de uma cultura fascinante, de uma personalidade apaixonante, de um silêncio acolhedor, tantos e tantos segundos… Ele me assustava mas me cativava. … Outra elaboração. Mas, por mais que seja rotulado de difícil, disso e daquilo, o que são sempre rotulações simplistas, um apaixonado pelo ser humano”.

    Bjim e te cuida.

  276. Valéria

    ai ai ai … eXperiência…

  277. Sandra

    “Passarinhos, ondas do mar, riachos e cachoeiras …” E não se esqueça, Samuel, da batida do coração de um bebê na barriga da mamãe.

  278. Sandra

    E Samuel, índices de popularidade são religião, não ciência. Uma questão de fé.

  279. Sandra

    E Samuel, Hendrix é que tipo de ista?
    E ele também cria som do caos.

    Mas Deus está um passo além: criou o caos do NADA. Nada sem espaço nem tempo. Apenas verbo. Ou, quem sabe, notas musicais?

  280. Sandra

    A batida do coração de um bebê dizendo: isto é a VIDA!!!

  281. Valéria

    André, quando fiz o workshop com o Gerald (abriram duas turmas) , ele gostou tanto da primeira turma que a convidou pra se unir a outra que iria começar em seguida. E depois gostou tanto que nos convidou, as duas turmas juntas, pra mais três dias de encontro, no final de semana seguinte. Isso sem ter que pagar mais nada. Foram muito bons os encontros. E o olhar e o ouvido do Gerald estavam sempre muito atentos, muito presentes. Foram momentos marcantes, de todos os tipos. E deu pra perceber tudo isso que vc comentou.

    inté

  282. Sandra

    Beijos em todos!

  283. Samuca o Hermeto poderia tirar musica até do beijo que a Sandra manda aos blogueiros.
    Se ele fosse fazer musica para o Gerald certamente que o Homem isca arrazaria com ou sem as garrafas de vinho.
    Talvez dos instrumentos que ele usava ele arrumase um som para o Gerald demonstar como se vomita concreto.

    Pode acreditar.
    Afinal eu segundoo a Walt-checo estou com cem po cento em honestidade.
    E como sabemos nenhuma pesquisa pode ser reprovada.São todas confiaveis.Lembro que a minha tem origem.E a do ….Tem!

    Obrigado.

    Pacheco.

  284. samuel samuca

    Hermeto é fodão … Gosto pra caramba do velho albino … Ás vezes, incompreensível até pra quem é músico … Mas disso mesmo se trata …

  285. samuel samuca

    ô Sandra, claro que a batida do coração do bebê é fenomenal … Tenho três moleques e escutei o coraçãozinho deles todos … Aliás, eu trazia o violão pra perto da minha mulher e tocava umas melodias suaves (sempre instrumental, obviamente) pra eles irem se acostumando com meus acordes e solos …

    Hoje são todos rockeiros … e gostam mesmo é de pauleira!!!

  286. Júlia

    sei lá Pacheco o que te responder…mas acho que porcos não são muito inspiradores.

    Crítico, preciso saber quem é Judith Molina, pq há um palhaço por aí com nome de “Seu Molina”, e eu gosto do trabalho dele. Faz sentido. O ator é judeu. Mas quem é Judith Molina por favor?
    Posso colocar o nome no google, mas prefiro ouvir sua resposta.

    Bom dia a todos!

  287. Júlia

    crítico não pude esperar e estou lendo o que encontrei, envergonhada pela minha ignorância de desconhecer a mulher, com uma história de vida dessas…

  288. Pingback: ‘Bate-man’ – Estamos em 2009 « painel crítico – FIT 2009

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s