Deprê parte 2: o que fazer? Ou: "O Dia em que fui processado por Tom Cruise"

 

Este post deve ser lido com o de ontem, o da “depressão”, etc., aqui embaixo. O que eu tenho feito nesses anos todos? Qual tem sido meu trabalho direto e indireto nos palcos do mundo desde que trabalhei na Amnesty International em Londres? Fácil de responder? Difícil?

Não. Acho que não. Os que me chamam de hermético, polêmico, controverso, etc., devem ter lá suas razões. Mas já passei por todas as provas. Oitenta e tantos espetáculos e óperas depois, por sei lá quantos paises, o substrato vem a ser esse: fácil atacar!!! Eu mesmo ataco em blogs. Ataco em entrevistas! E, para quê?

Pra nada. Pra absolutamente nada.

Meu trabalho nos palcos de teatro do mundo nada mais tem sido senão uma tentativa de integração de culturas. E por quê? Porque venho de uma cultura fragmentada. Venho dessa coisa chata chamada Iconoclastia e Desconstrutivismo. E um povo que se afastou ou foi afastado: Yin e Yang. Na balança final, um atrai o outro.

Acabou. Há anos venho tentando somar os cacos do que sobraram para formar um novo mosaico: mas sobrou alguma coisa?

Vejo como se torna simples ATACAR pessoas, ferir pessoas. Eu mesmo sou um mestre nisso. Mas, para quê?

Quando, em 1999, escrevi uma resenha sobre o filme não tão genial do Kubrick “EYES WIDE SHUT”, que assumia que um casal não trepava mais, para fazer a metalinguagem numa estória de Schnitzler (sobre um casal que não conseguia mais manter relações sexuais) , fui violentamente contra-atacado pelos agentes de Tom Cruise e Nicole Kidman.

Quando ameacei que iria adiante e revelaria o que eu sabia sobre suas vidas pessoais, pararam imediatamente com o processo.

Mas isso tudo é tão imbecil visto em retrospecto. O que me interessava era o jogo que eles (o casal) haviam topado fazer com um Kubrick já em estado terminal.

Hoje, em Kabul, capital do Afeganistão,  uma corte suprema sentenciou o jovem jornalista Sayed Parwiz Kambakhsh a 20 anos de prisão. Um jornalista!!!!! Por pouco ele não leva a pena de morte. Isso deveria REPERCUTIR em todos os veículos do mundo, assim como a cabeça degolada de Daniel Pearl (até filme virou!). A jornada de Seymour Hirsch pelo Cambodja virou filme também!!!

Afinal, quando digo que São Paulo virou uma província, eu errei.

Nós viramos uma província desgraçada.

Aqui dentro de nossas cabeças! Enquanto não nos libertarmos desse MONSTRO que ATACA um ao outro sem parar, como se fosse uma farpa desprendida de qualquer EMOÇÃO, uma coisa desprendida de qualquer alma, nunca conseguiremos ser algo, um ser íntegro. E isso nada tem a ver com qual país, qual cidade.

Sim, atacar sempre será muito fácil.

Mas, manter-se “antenado”, antenado no MUNDO, nu, despido e antenado, prestando atenção, sim, isso sim quer dizer algo. E o quê? Quer dizer que nossas almas serão mais generosas e mais abertas e nosso JUÍZO será um pouco mais HUMILDE porque, afinal de contas, somos somente humanos. Não somos e não podemos brincar de ser… deus.

Gerald Thomas

Parabenizando a todos por 5 meses de BLOG aqui no IG

(O Vampiro de Curitiba na edição)

132 Comments

Filed under artigos

132 responses to “Deprê parte 2: o que fazer? Ou: "O Dia em que fui processado por Tom Cruise"

  1. Marcia

    GThomas,

    eu não sou dada a animações tão explícitas, mas simplesmente precisava dizer que: tem sido uma experiência ‘bárbara’ acompanhar o seu blog, ainda que como voyer ignorante e ouvinte, o que tem acontecido desde o iG. eu tenho adorado a atmosfera, o vento fresco, ( mesmo na discordância ou no antagonismo, ou nos matizes entre um e outro) e livre, generoso que eu tenho visto aqui. muito raro acontecer nesse mundo contemporâneo. Por enquanto vou continuar voyer e ouvinte, porque não acho que tenha algo relevante a acrescentar , ainda…
    mas o seu blog já tem me proporcionado um exercício incrível de discussões com outras pessoas em outros blogs. vc. não imagina a repercussão em um deles só porque eu indiquei seu primeiro comentário sobre SPaulo… coloquei meu pensamento também é claro… resultado: um TNT revelador…
    realmente, pessoas como vcs. me fazem rever a humanidade.

    não perca o looping.

    I wish you heaven

    Marcia

  2. Sandra

    Caramba, Gerald…
    Quando você se despe, mostra uma IMEEEEEEEEEENSA ternura!!!!
    IMEEEEEEEEEENSA!!!!!!
    De chocar…

  3. gthomas

    By the way,
    Vcs notaram como O Wim Wenders esta com a Cara da

    Barbara Heliodora????

  4. franklin albuquerque

    eeeehhhhhhhhhhhhhhhhh !!!!!!!!! isso aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!!!
    voce me ajudou (pra variar) a resolver uns questionamentos que estavam me deixando alucinado, eu ia até pra praia mas vou deixar para ir amanhã, e fique sabendo que isso é verdade : amanhã irei a praia…
    mil beijos e obrigado

  5. CLAUDIO

    AI AI AI…CHEIO DE QUERER FALAR DIFÍCIL…

  6. Luciana

    Ezir, Claro que podemos trocar umas idéias.Gosto muito do que vc escreve.Abraços, Luciana

  7. gthomas

    Marcya, obrigada for wishing me heaven although…you know….

    Claudio….ja vc…. ta com a cara do Wim Wenders e NAO aprendenders!

  8. Glorinha

    Gerald,

    se houvesse algum prêmio a ser ganho certamente ele estaria depositado no mesmo lugar onde colocarmos nosso coração!
    mais que entedido, somos responsáveis pelo que temos e fazemos…humanamente possível isso é!

    [[[]]]

  9. Conheci Gerald Thomas há cerca de um mêss (o blog, é claro!); pouco havia ouvido sobre GT, apenas que era um dos loucos mais fascinantes do país. Entretanto, parece que percorro esta página há meses, creio tê-lo conhecido muito antes.
    Parabéns, IG, pelos cinco meses de Gerald Thomas.

  10. Gustavo A.

    Ahahahah…. Tá igualzinho!!!!

    Agora, este post toca no ponto da única revolução que acredito realmente necessária e transformadora.

    A questão é sair do pensamento para a ação.

    Se antes vc rememorou temas de Beckett, Pinter e Albee, agora só consigo ver as palavras de Cristo soando: Ame ao próximo como a ti mesmo.

    Este ecletismo também é pura revolução!

    Continue contaminando-dos.

  11. Glorinha

    Pancho,

    a melhor defesa creio ser o desprendimento do compromisso do ataque.

    []

  12. Glorinha

    e..me desculpe dizer assim mas, acho que o vi, super mais de perto!
    aquela nudez lá de traz…não é isso então, é tão necessária quanto a roupa que as vezes insistimos em vestir!
    [[]]

  13. Adorei.
    Abraço forte.

  14. Glorinha

    Vampiro,

    Olá… vc está muito quietinho!
    está tudo bem né?!

    abraços pro cê!

  15. marcia

    well I…

    it doesn’t matter… from this moment on… I wish you…

    LOVE

    Marcia

  16. Glorinha

    Claudio,

    falamos do difícil mundo que sobrevivemos!

    falaríamos mais facilmente se fossemos mais simples com tudo que é…simples!

    []

  17. Marden Bretas

    Eu gosto particularmente desses momentos do blog em que devemos parar e avaliar os códigos usados, analisando nosso excesso de verbo e pose. No post de ontem, foi à constatação da falta de comunicação e o nosso gosto pelo vazio e ainda achando lindas as palavras ocas. Devo confessar que esse tipo de colocação sempre passa pela minha cabeça quando por acaso dou de encontro com alguma página escrita por mim. Quando eu estava na faculdade, talvez a coisa mais útil que ouvi na sala de aula foi o comentário do meu professor de lingüística, dizendo que devíamos desconfiar de tudo que escrevemos, nunca idolatre demais uma página escrita por nós, era a frase dele preferida. E no quesito ataque: nesse mundo virtual todo ataque é muito fácil, já que ninguém aqui conhece ninguém mesmo e o próprio nome vira um link qualquer, de preferência bem inarticulável.

  18. Luciana

    Nem sempre o ataque seja a melhor defesa.às vezes pode criar uma bola de neve, um ofende, o outro revida e aí está pronta a guerra.Todo conflito deve ter um fim pacífico de ambas as partes mesmo que muitas vezes isso seja impossível.Mas procuro sempre seguir o caminho da paz primeiro.

  19. Glorinha

    Marden Bretas,

    muito legal o seu comentário!
    []

  20. Luciana

    Ezir , vi uma palestra de Lacan no youtube.Muito bom.

  21. COLLOR 2010 - VICE - KATIA ABREU

    Sinceramente tomara que não seja interpretado com preconceito, mais o que as pessoas hoje não entendem e como também não entenderam na era Hitler, e que não há espaço hoje para sermos condescendentes, ou como vc quer dar a outra face. Estamos correndo um tremendo risco em nossas liberdades e também propriedades. Se o mundo fosse tão generoso o Mossad até hoje não estaria cassando quem contra o seu povo cometeu as mais bárbaras atrocidades, no que faz muito bem. Desculpe mais é assim que o collorido pensa.

  22. Glorinha

    Gerald,

    quando dividimos uma “deprê” é possivel tirar alguma coisa desprendida dela né!!!

    o mundo nos fala ao ouvido, baixinho, e ainda assim pode-se ouvi-lo.

    quando estamos muito ocupados em ouvir somente nosso barulho o mundo fica silencioso apenas para nós porque não ouvimos além de nosso proprio som.

    no caso desse post e dos outros sempre vejo um barulhinho compartilhado aqui!!

    [[[]]]

  23. Glorinha

    Collor 2010…,

    entende o que vc diz..
    preciso lhe dizer que creio estarmos cativando um tempo de falsa liberdade e falsa propriedade.
    o mundo nunca será generoso com tanto medo que temos!
    vc não acha que é preciso começar…!

    abraço collorido pra vc!!

  24. Glorinha

    Collor,

    o correto é “entendo o que vc diz”…
    []

  25. André M.

    Prezado Blogueiro

    Congratulações pelos 5 meses.

    E sobre a continuação do post, deprê mesmo é perceber que tudo é jogo de carta marcada. Como tu mesmo diz:

    “Há anos venho tentando somar os cacos do que sobraram para formar um novo mosaico: mas sobrou alguma coisa?”

    Talvez o problema não esteja no mosaico que se monta (e ele estará incompleto, com certeza), mas no que ele representa e no que ele traz a tona. Talvez o que te atacam estejam apenas com medo da reconstrução e sejam incapazes de perceber que ele não é mais o que era antes.

    Voltamos para o velho problema. Não há comunicação, construção, há defesa. Seria tão mais fácil se fossemos capazes de reconhecer o quanto erramos em não admitir nossa pequeneza.

    Quando admitimos a nossa pequeneza é que nos tornamos maiorais. Quando temos medo de admitir que estamos errados, estamos nos degolando!

    Ficarei por aqui. Acho que a tua finalização de hoje, a parte 2, comporta e explicita sozinha a direção e o vazio que tanto te perturba.

    Saudações

  26. Luciana

    Espero que este excesso de “liberdade” não venha cair no oposto, no cerceamento de toda a liberdade.Tudo tem que ser muito bem avaliado e ponderado.

  27. COLLOR 2010 - VICE - KATIA ABREU

    Glorinha querida

    O chamamento e para ficarmos atentos, como diz o Gerald nossa sociedade está sofrendo uma lavagem cerebral, tem de aparecer um louco GRITANDO gente cuidado!!!!

    Abraços

  28. O Vampiro de Curitiba

    O meu sonho é ser processado pela Nicole Kidman.

  29. COLLOR 2010 - VICE - KATIA ABREU

    Sangue-suga tem certeza????

  30. Glorinha

    Ah…
    Vampiro… apareceu né!!!
    []

  31. Glorinha

    Collor 2010….

    desculpe mas fiquei na dúvida…
    o louco que grita cuidado grita: para tomarmos cuidado com o que temos ou com o que estamos deixando escapar?!

    [[]]

  32. Quem é vampiro.que medo,vampiro é mau.
    vampiro ataca o indio ou fica atacando tudo.agora esta atacando um rabanete com casca e tudo.esta todo entalado e ficando mudo

  33. COLLOR 2010 - VICE - KATIA ABREU

    Luciana – Vc entendeu.

  34. Muito bem dito. Eu tenho uma carta má vontade com gente que milita nos movimentos chamados “de raiz”, e sempre disse que muito mais importante que raiz é antena. Não é fácil se antenar, dá trabalho, custa investimento intelectual e parece que ninguém tem mais tempo ou saco pra tentar compreender o mundo em que vive. Por isso toda essa ignorância, por isso as pessoas ficam em pânico sem saber muito o por que.
    Assim fica fácil vender aos inocentes guerras como a do Iraque ou crises financeiras que justificam governos doar nossa grana pra banqueiros internacionais.

  35. evandro vitoria

    Faz pouco tempo que leio o blog do Thomas e gosto dos seus comentarios finalmente algeum que nõa tem medo e diz o que pensa abraços.

  36. João K

    “Se eu contasse o que sei da vida deles…”.
    Que frase patética.
    Atacar é mesmo fácil, ainda mais alguém tão pretensioso quanto você.

  37. Silvério Cardoso Corrêa

    Taí um texto bom de ler.

    Sem ataque a nada e ninguém, um pouco a sí mesmo, mas quanto a isto é necessário de vez enquando.

    Mas a verdade é que “atacar” cansa. Atacar as pessoas cansa demasiadamente mesmo quando é necessário. Atacar gratuitamente então, faz sofrer.

    Por falar em “hermetico” faz-me lembrar de Clarice Lispector, esta muito hermetica, e fazia ataques a sí mesma. Mas não atacava as pessos.

  38. Glorinha

    Abacate,

    Vc está enganado… o Mau é uma pessoa que escreve aqui regularmente e o Vampiro é vampiro mesmo!!!

  39. Glorinha

    João K,

    sua mensagem é uma bela demonstração de ataque!

  40. nicolle

    Puts cara…

    Nao entendi mto bem…

    tudo bem que isso nao deveria ser facil, do contrario nao seria a mesma coisa. Mas voce esta dizendo que ataca, e continua atacando com certo ar sadico, ou diz que eh algo intrinseco a sua pessoa mas que voce gostaria de mudar?

    Afinal de contas, atacar pode machucar…
    Nao existe dizer que o ataque eh a melhor defesa, mesmo porque existem casos e casos, o ortodoxo passa a ser o heterodoxo e por ai vai, como o proprio yin e yang que estao sempre em movimento.

    Na questao de querer equilibrar seu lado de ataque, seria uma tentativa de encontrar o seu proprio yin e yang e impedir assim que o yin tome controle por completo?
    Pois mesmo que seu yang esteja fora de voce, em algo que ama fazer, deve se ter um equilibrio interno para q o bem possa nascer de dentro de voce e continuar com o fluxo do yin e yang.

    Quanto a parte da conversa, digo de novo que atacar pode machucar, e quando voce conversa ateh machucar repetidamente, logo voce estara conversando sozinho… e logo nao tera mais quem atacar… tera alcancado sua vitoria em seus ataques… mas tera valido a pena? perder a pessoa que voce atacava com tanto carinho, pessoas que se importam com voce?
    Assim o yin ficara sem o yang… o negativismo tera vencido o positivismo… e da onde vira a energia positiva para nascer denovo dentro do yin e manter o fluxo e a ordem natural?

    Desejo a voce tudo de bom, espero que voce supere essa crise de pseudodepressao, continue sempre o bom trabalho, mas se anime cara! bola pra frente, veja tudo a sua volta, sua carreira vida e tudo o que conquistou, voce deve ter algumas coisas a sua volta que te facam feliz, nem que seja a sua propria carreira, estar numa situacao de pressao ou alguma(s) pessoa(s) a sua volta.

    Nao ha tempo para se viver em vao, nao ha tempo para se desperdicar remoendo as aguas passadas, tudo bem que quem esquece seu passado estara fardado a repeti-lo, mas nao adianta viver no passado, voce nao ira muda-lo, mas o passado, ou melhor dizendo, remoer o passado, vai alterar seu futuro.
    Boa sorte ai mais uma vez…
    tudo de bom… e nao se esqueca que voce eh importante pra mais um monte de gente.

    beijos!
    tchau

  41. Aninomyous

    Fazendo um estilo eclético, Jeet Kune Do, nesta parte eu fluiria para o AiKiDo…tipo ai que dor! hahahahahahaha….sai que eu não dou! ahahahahahahahahaha….ou sai corren-do hahahahahahahahaha….brincadeirinha!
    A harmonia! harmonização, pacificação! etc. e tal … ão…
    Tecnicamente um lutador assim deixa o oponente agir, se ele avançar a defesa é puxar se ele recuar a defesa é empurrar, é só deixar ele ir ao limite e podemos com um dedo lhe retirar o equilíbrio, isso numa luta, mas no cotidiano isso se transfere? claro que sim, porque no cotidiano, sentimos quem somos dentro da situação (análise) harmonizamos isso (absorver os pequenos impactos e bloquear aos grandes impactos, desviar dos impactos indefensáveis) compartilhamos quem somos (atacando, puxando, criando, contribuindo, liderando, participando, dependendo dos dois primeiros pontos não é preciso atacar e aí basta permitir-se ser visto)
    Resumindo:
    Sinta onde está
    Relação de Harmonia
    Compartilhe quem vc é…e isso nem sempre é ataque.

    (Vou deixar uma outra fonte: http://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&id=hUKSxeDPQRwC&dq=Aikido+em+tr%C3%AAs+li%C3%A7%C3%B5es+simples&printsec=frontcover&source=web&ots=j6Opn5Bc7Z&sig=M3LR85H1lRhVAG2u8aS9-AqMGpY&sa=X&oi=book_result&resnum=10&ct=result#PPP1,M1 )

    Abraços.

  42. Aninomyous

    Coloquei sob a visão da Arte Marcial para fugir ao foco religioso ou a palavra Deus.
    Abraços e até +

  43. Oi, GT e pessoal. Eu, John, Paxeko, Ezir, Rio, Sandra, Vamp e mais alguns somos ying nesse blog enquanto há outros que são mais yang, tais como Targino, Fábio pipipi e Everaldo, Antonio Rodrigues e Marvado.

    GT, republique aqui seu ensaio sobre Boogie Nights! (Here I go again, acting hard again! Quoting Lou Reed again!)

    Recentemente, observando a semelhança entre dois textos, resolvi recolher as duas violentas pérolas e me debruçar sobre elas. Uma é de Eustáquio Gorgone de Oliveira, e outra de Luiz Alberto Brandão Santos. A primeira é Matadouros: Matar! Matar! Matar! Panças e bexigas floridas Nas paredes, no chão. Chifres serrados se tornam Genuflexórios da dor. E os punhais vão separando A língua, os olhos. Orquídeas roxas de sangue Brotam nos ladrilhos Do corredor. (O sol é uma lâmpada Que ilumina pela janela As correntes de ferro.) Matar! Matar! Matar! Dentro das veias secam Rios de violetas. Algumas flores fogem para os intestinos. Mas os punhais vão procurando As raízes da vida. Até o músculo é um vento Que os homens retalham. (Jornal Poiesis, ano V, número 45, março de 1997) Nesta elegia sem adeus, Eustáquio insiste em olhar para o mundo como um grande matadouro, onde a morte é organizada que o ser humano orquestra. O humanismo é o grande ausente deste texto. O ego se vê diante da contingência, sente a finitude da carne, descobre que o ser é o ser para a morte, e o texto fixa as evidências obsessivas, claramente densas e já repisadas, da extinção da vida. O poema encena também o genuflexório onde o autor se senta para orar depois da experiência excruciante do negativo. O próprio ritual da comunhão é uma antropofagia ritual; como um apóstolo descrente, o poeta constata a profundidade do corte que atingiu a civilização definida por Jesus, e para transcrever essa medusina experiência em palavras, recorre à observação da morte em escala industrial nos matadouros de animais. Luiz Alberto Brandão narra experiência semelhante, construindo, para transmiti-la, uma poética de anjos, que segundo ele “constitui-se de dogmas absolutamente escorregadios. Deve ser, sobretudo, rigorosamente impalpável.” Novamente, uma espécie de Judas sincero arranca a carne e a devora com sofreguidão, bebe o vinho e, pândego, se embriaga ao Comer Um Anjo: “Pelo faro/ Come-se um anjo/ Minuciosamente/ Mastiga-se a fibrosa/ Textura do seu nada/ Lentamente o oco azulado dos seus pântanos de asas/ A alimentar abstrações/ E descuidos/ Basta engolir aquele ar rarefeito/ Movediço./ Com o gosto úmido de galhos altos/ De diamantes em fatias luminosas./ Sabor caudaloso de minúsculas nostalgias/ Tempera-se somente o calafrio/ Do seu imponderável sexo de rosas./ O gosto de ângulos/ Somente/ Tosta-se o puro movimento/ Que se desprende dos músculos/ Tem gosto de silvos/ De silvos e cabelos/ Granulados/ em camadas levíssimas/ Basta inebriar/ Para que sejam insaciáveis as fomes/ Mas atenção:/ Ao comer um anjo/ Prepare seu sorriso/ Mais tosco/ Mesmo gargalhe/ Pois o corpo corrói-se/ Com a absurda delicadeza dos vácuos/ Estranhezas/ Trepidações/ A estufar todas/ As têmporas e linfas/ Suspira-se granito/ Arrota-se uma infinidade de cacos vazios/ E finalmente dorme-se/ Primitivo sono de nuvens/ Ou então/ Para aqueles de paladar intratável/ Vomita-se uma canção bizarra/ Uma canção bizarra e docemente longínqua.” (Revista Literária, ano XXVII, número 25, dez.93, jan. 94) Como no poema de Eustáquio, a experiência do eu lírico simula a aventura de Perseu, a de olhar no rosto das Górgones; é como se o eu do poeta, ao invés de decapitar a Medusa, devorasse o monstro. Daí talvez Perseu também saísse suspirando granito e arrotando cacos da cultura clássica greco-romana. Completando a idéia de que Matadouros e Comer um Anjo são poemas de beira-abismo, são fragmentos que observam o impasse de uma civilização, diante da qual o abismo se abriu, cito Walter Benjamin, que comenta em seu texto Sobre o Conceito de História: Há um quadro de Klee que se chama Angelus Novus. Representa um anjo que parece querer afastar-se de algo que ele encara fixamente. Seus olhos estão escancarados, sua boca dilatada, suas asas abertas. O anjo da história deve ter esse aspecto. Seu rosto está dirigido para o passado. Onde nós vemos uma cadeia de acontecimentos, ele vê uma catástrofe única, que acumula incansavelmente ruína sobre ruína e as dispersa a nossos pés. Ele gostaria de deter-se para acordar os mortos e juntar os fragmentos. Mas uma tempestade sopra do paraíso e prende-se em suas asas com tanta força que ele não pode mais fechá-las. Essa tempestade o impele irresistivelmente para o futuro, ao qual ele vira as costas, enquanto o amontoado de ruínas cresce até o céu. Essa tempestade é o que chamamos progresso. (Magia e Técnica, Arte e Política, Walter Benjamin, p. 226, Ed. Brasiliense) O anjo da história citado acima enfrenta o progresso, que, enfim, se mostrou algo diferente do previsto por Hegel e Marx. O principal alvo de Walter Benjamin, a meu ver, é o materialismo histórico, e para tanto dispõe de uma figura mística para o desmistificar. O poeta, ao descrever a receita de como se come um anjo, voluntariamente equaciona comer com copular, e de fato, é comum em várias línguas esta semelhança entre os dois vocábulos. É de profanação, dessacralização que de fato estamos falando. Tanto no poema de Eustáquio como no de Luiz Alberto, o eu devorador, matador, sádico, glutão, goza ao se entregar aos instintos de morte. O anjo é o mediador entre Deus e os homens. Na Bíblia é ele quem anuncia a chegada de Jesus. Matar o anjo e deleitar-se com sua carne, como se fosse carne de frango, é bruta negação de Deus. Na ausência de Deus, não há culpa, piedade, má consciência. A subjetividade de um, em Matadouros, busca a beleza na destruição do outro, desafia Deus em seu sadismo, saboreia e deglute o sexo do seu mensageiro, pois crê que Deus, se existe, é um proprietário desleixado e pode ser desafiado.

  44. O Vampiro de Curitiba

    Mas o máximo que vou conseguir é ser processado por algum petralha… Ai que deprê!

  45. Calma lá, o que você, Gerald, disse de tão grave sobre o filme com o Tom “boboca” Cruise´ e a Nicole “pelanca” Kidman?, e Kubrick, porque ele mesmo não o processou? Processar crítico de arte é o cúmulo ditadura, só tomando uma anestesy internacional mesmo. Conta aí … à miude.

  46. GT
    Ninguém tem mais problemas que eu.
    Eu não estou depre porque tenho um sonho.
    Enquanto eu tiver um sonho e lutar ninguém vai me derrubar.

    Lembro me do meu professor de português.
    Entrava na sala recitando Gonçalves Dias.

    Canção do Tamoio

    Não chores, meu filho;
    Não chores, que a vida
    É luta renhida:
    Viver é lutar.
    A vida é combate,
    Que os fracos abate,
    Que os fortes, os bravos,
    Só pode exaltar.

    II Um dia vivemos!
    O homem que é forte
    Não teme da morte;
    Só teme fugir;
    No arco que entesa
    Tem certa uma presa,
    Quer seja tapuia,
    Condor ou tapir.

    III O forte, o cobarde
    Seus feitos inveja
    De o ver na peleja
    Garboso e feroz;
    E os tímidos velhos
    Nos graves conselhos,
    Curvadas as frontes,
    Escutam-lhe a voz!

    IV Domina, se vive;
    Se morre, descansa
    Dos seus na lembrança,
    Na voz do porvir.
    Não cures da vida!
    Sê bravo, sê forte!
    Não fujas da morte,
    Que a morte há de vir!

    V E pois que és meu filho,
    Meus brios reveste;
    Tamoio nasceste,
    Valente serás.
    Sê duro guerreiro,
    Robusto, fragueiro,
    Brasão dos tamoios
    Na guerra e na paz.

    VI Teu grito de guerra
    Retumbe aos ouvidos
    D’imigos transidos
    Por vil comoção;
    E tremam d’ouvi-lo
    Pior que o sibilo
    Das setas ligeiras,
    Pior que o trovão.

    VII E a mão nessas tabas,
    Querendo calados
    Os filhos criados
    Na lei do terror;
    Teu nome lhes diga,
    Que a gente inimiga
    Talvez não escute
    Sem pranto, sem dor!

    VIII Porém se a fortuna,
    Traindo teus passos,
    Te arroja nos laços
    Do inimigo falaz!
    Na última hora
    Teus feitos memora,
    Tranqüilo nos gestos,
    Impávido, audaz.

    IX E cai como o tronco
    Do raio tocado,
    Partido, rojado
    Por larga extensão;
    Assim morre o forte!
    No passo da morte
    Triunfa, conquista
    Mais alto brasão.

    X As armas ensaia,
    Penetra na vida:
    Pesada ou querida,
    Viver é lutar.
    Se o duro combate
    Os fracos abate,
    Aos fortes, aos bravos,
    Só pode exaltar.

  47. Ranza

    Quanta futilidade!

    O melhor negócio do mundo nos dias de hoje seria comprar o cara pelo que ele vale de verdade e vendê-lo pelo que acha que vale.

  48. Imagine Gerald…A Deusa Nicole seria incapaz de ter este tipo de atitude…e o que vc supostamente sabe dela é só intriga de oposição…Deixa minha musa em paz…deixa….Agora pode meter o pau no Tom Cruise…como ele ousa abandonar uma mulher daquelas…

  49. gthomas

    Daqui a pouco eu conto
    numa pausa maior do ensaio
    LOVE
    G

  50. gthomas

    Vamp, segura ai pra mim
    toma um cha gelado!
    LOVE
    G

  51. Aninomyous

    Ou até iria para o Karatê mesmo, de dentro destes 20 princípios destacaria 2 basicamente…na verdade, todos, mas para especificar dentro do tema o princípio 1 Não se esqueça de que o Karatê começa e termina com Rei da auto estima, que pode ser visto na explicação do próprio livro no Google ( http://books.google.com.br/books?id=qnzf82N3RGwC&pg=PP1&lpg=PP1&dq=Os+Vinte+princ%C3%ADpios+Fundamentais+do+Karat%C3%AA++O+legado+espiritual+do+Mestre&source=bl&ots=iOPLjrCcbF&sig=o1i6vbE8dxY5hLRDBMKFwJSZCQg&hl=pt-BR&sa=X&oi=book_result&resnum=4&ct=result#PPA34,M1 ) de que o respeito é algo interior que se manifesta, por isso é ‘dar-se o respeito’ a forma Rei…e o princípio 17 que não aparece e é A Kamae (posição de prontidão) é para os iniciantes; com o tempo adota-se a Shinzentai (postura natural), com relação à iconoclastia e desconstrutivismo…por exemplo, no início é preciso de um esforço, treino, repetições, exemplos, ícones, regras, leis, etc. e tal. como aquele papo do barquinho…depois vc abandona tudo isso pois já atingiu o objetivo e a essência já despertou…é preciso ser bem adiantado para conseguir chegar a este ponto sem se deixar cair na ilusão de que está no caminho certo e acabar se desiludindo mais à frente.
    Abraços.

    PS> desculpe se eu viajei na maionese e está totalmente fora do assunto!!!??? 🙂 , ah tah! eu ouvi hein! eu não decorei não, mas eu tenho esses livros.

  52. Peraí Gerald…menos…vc é o cara…senta na janela…mas pelo link http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq23079936.htm (demorei um pouco mas achei o link de sua resenha), vc chama o Tom Cruise e a Nicole de gays, dizendo que ambos tinham casos com parceiros do mesmo sexo há anos e que o casamento era de fachada. Natural que eles ficassem meio irritados com isto não é mesmo?…Deve ser por causa disso que te processaram e não pela crítica em si ao filme, que é direito de cada um achar o que quiser sobre uma produção artística.

  53. Aninomyous

    Ih…acho que estou voltando a ficar psicotico! cadê o burrico?

  54. Paulo

    É o fim dos tempos.

    A propósito, não entendi nada do que você escreveu.

    Devo ser surdo.

    Só entendi a parte do Tom Cruiz.

  55. Ronald.

    22/10/2008 – 18h49
    Ministério Público dá parecer favorável à impugnação da candidatura de Kassab
    Rosanne D’Agostino
    Em São Paulo
    (texto atualizado às 19h25)

    O promotor eleitoral Eduardo Rheingantz apresentou parecer favorável à ação em que Marta Suplicy (PT) pede a impugnação da candidatura de Gilberto Kassab (DEM), com quem disputa a Prefeitura de São Paulo.

    Em solenidade no dia 15, Kassab (DEM) repassou R$ 198 milhões ao governo do Estado para investimentos em obras do metrô. No ato –em que recebeu uma réplica de um cheque de um metro e meio das mãos de Kassab–, o governador José Serra (PSDB) exaltou a parceria com o prefeito.
    Mais fotos do dia
    O parecer do procurador é levado em conta pelo juiz eleitoral no momento de proferir a decisão final no processo. A representação ainda será julgada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) da capital paulista, e Kassab só tem a candidatura cassada caso a decisão seja confirmada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O TRE deve julgar o pedido nos próximos dias. O TSE anunciou que vai acelerar o julgamento dos recursos de impugnação de candidaturas para que não haja atraso até a posse dos eleitos.

    A representação foi protocolada no último dia 17 pela petista, que acusa o prefeito de utilizar a máquina na campanha à reeleição. A candidata contesta evento do dia 15, quando Kassab posou ao lado do governador José Serra (PSDB) com um “checão” simbólico com o valor de investimento da atual gestão de R$ 198 milhões nas obras do metrô. A foto foi veiculada no site do candidato.

    xiiii marquinhossss……..

  56. Ronald, o que você achou da bolsa que subiu …

  57. Nina

    Precisa existir um inimigo, um outro qualquer diferente, ausente, um outro no espelho.
    Mesmo que seja de costas.
    …para mantermos a mínima sanidade
    beijo grande G.

  58. Luciana

    “Dionísio é o frenesi que circula onde quer que se trate de concepção e nascimento,e , em sua selvageia,sempre está pronto a prorromper em destruição e morte.É vida.”Nietzsche

  59. Caramba! Ainda nao chegou a seis meses?
    e ja tem tanta gente?
    Parabens Gerald Thomas
    bjs
    Lu

  60. Luciana

    “Abram alas, dêem lugar
    Ao deus! Pois é sua vontade
    Avançar com exuberância
    Pelo meio, ereto.”Délio Semos

  61. gthomas

    Infelizmente estou perdendo a festa
    escrevo do espaco do SESC Av Paulista
    trabalhando trabalhando trabalhando

    depois comento
    LOVE
    G

  62. Andre Luis

    Heitor… o Stanley Kubric não processou pq ele morreu antes do filme entrar em cartaz, em 1999. Mas acho q mesmo vivo, não teria processado alguém por criticas ao filme.

  63. Andre Luis

    Heitor… o Stanley Kubric não processou pq ele morreu antes do filme entrar em cartaz, em 1999. Mas acho q mesmo vivo, não teria processado alguém por criticas ao filme.

  64. Ronald.

    A bolsa subiu ao contrário.

  65. Luciana

    Uma voz.Não estou mais só.
    A ilusão de estar só.Tudo é passageiro.
    Meus passos na rua .Minha solidão.
    Tudo parece um mar de mundos desconectados.
    Retornar ao ponto zero.
    Nada está perdido.O amor se faz presente em qualquer lugar, na sombra, na luz…
    Na coragem de percorrer todos os caminho desta vida.Todos buscamos a mesma coisa.A rendenção.

  66. O Vampiro de Curitiba

    Nicole, não complica!

  67. O Vampiro de Curitiba

    O Targino hoje tá poético!
    Os petralhas também amam!

  68. Ah!, ele morreu, então não dava mesmo prá processar, assombrar quem sabe …

  69. O Vampiro de Curitiba

    Ronald, você viu as pesquisas de hoje com relação à prefeitura de São Paulo?

  70. O Vampiro de Curitiba

    “Ranza” é abreviação de “ranzinza”.
    Mais um! É o Carlos fazendo escola aqui no Blog!

  71. Gerald, falando em teatro, você não concorda que o biotipo do ator é sempre levado em conta na hora de ele ser escalado para um papel, principalmente no cinema?

    Por que o som do cinema brasileiro é sempre tão ruim?

    Por que a dicção dos atores é sempre péssima, mal se consegue entender o que eles estão falando.

    O filme os normais, por exemplo, simplesmente não se entende o que falam dentro do carro. Falta muita técnica ainda pro cinema brasileiro?

    A fotografia então, horrível, iluminação, sei lá. O que esta turma tem na cabeça?

  72. No filme Central do Brasil, por exemplo, Fernanda foi ótima, mas o resto … Se não fosse ela o filme seria um fracasso
    Matheus Nachtergaele, por exemplo, falaram tanto de um diálogo espetacular que ele mostrava uma maestria falando rápido numa linguagem nordestina que aluguei o filme só pra ver isto, daí chegou no tal diálogo … Deus, deu vontade de rasgar a fita VHS e jogar pela janela.

    Eu odeio cinema nacional.

  73. Luciana

    Não adianta gritar.
    O silêncio abafaria tua voz.
    O silêncio atordoa as vozes estridentes do mundo subterrâneo.
    Tua voz ecoa em todos os quartos do meu corpo.
    Em todos eles, durmo.Em teus braços, acordo nua.

  74. Lavei a alma sobre o que penso de cinema brasileiro.

    O melhor de todos foi tropa de Elite, só.

  75. Luciana

    Vampiro,ninguém mais pode ser poético nesta vida.

  76. Ronald.

    Kassab foi de 53% para 54%.
    Marta oscilou um ponto para baixo, de 37% para 36%.

  77. Acho que não servi para levantar o astral… mais deprê … ai ai

  78. Essa eleição é um grande engodo. Eu pensava que o vice de Kassab era o Afif. Perdão Afif.

  79. Esta eleiçao vai ser a falência do Data Folha. A diferença não passará de 5%. O Kassab vai suar frio.

  80. Voz de quem ecoa no seu corpo? A minha? Lu, agora levantou! … o astral.

  81. Eu sei ser poético pelo metodo braille. Putz, que piada de cursinho mais velha.

  82. Mau

    Heitor, os franceses, ingleses, russos, italianos, todos tem problemas de sonorizaçao, especialmente o que se refere ao som direto. A questão é – cinema é feito pra cinema ou pra VHS/DVD ????

    Hollywood tbm tem problemas com som direto, muitas vezes, quando eles filmam fora do estúdio bem longe do fundo azul.

    Sabado vi um filme polones na Mostra em SP, que tinha efeitos sonoros incríveis (e os dialogos todos perfeitos em polones), mas que adianta se o roteiro era uma merda.

    Alguem esbarrou no Wenders por aí ???

  83. Gerald, o Minczuk é drogado ou ao invés de reger ele fica catando mosquito?

    Músicos querem Minczuk fora da Orquestra Sinfônica Brasileira
    Os 62 músicos da OSB formalizaram pedido de afastamento de seu maestro e diretor artístico junto à fundação

  84. Londrina

    Vampinho:

    Ontem vc estava em estado de graça dizendo que amava todos até os petralhas.. Que o mundo era maravilhoso. Hoje vc avacalha.

    Vampinho, se tem alguém que está louco pra perder a eleição é o Gabeira, né? Primeiro a suburbana, agora a universal. Isso é hora de ser ironico.

  85. Mau

    Pra mim o Wenders, o Spilberg e o Woody Allan são todos parentes (primos)

    A questão é: quem será mãe deles???

  86. Com a dengue no RJ, deve ficar catando mosquito, e os músicos batem o ritmo com os pezinhos, ou os dedinhos, igual a Eliana.

  87. O Vampiro de Curitiba

    Londrina, minha petralhinha predileta, você sabe muito bem o que eu sinto por você!

  88. Valéria

    é, quando a gente ataca o outro, no fundo no fundo a gente tá é se atacando…

    e isso afasta qualquer coisa boa, qualquer encontro.

    parabéns pelos cinco meses aqui, Gerald

    bjim

  89. Acho que o problem são os atores, pois eles falam tão baixo que nenhum microfone pega, mesmo. Aliás, a culpa é do diretor porque não avaliaou corretamente a cena.

  90. Ronald.

    Heitor, nãoooo fale assim do cinema brasileiro, Mazzaropi fez filmes incríveis, Grande Otelo, Oscarito, e tantos outros atores, atrizes, diretores. Foram produzidos centenas de filmes no Brasil, o Tropa de Elite com certeza é um filme moderno, super bem filmado e editado, é pesado, tenso, mostra um triste espelho em que vemos o nosso dia a dia
    Hoje o cinema nacional vive seus dias de incentivo fiscal, o filme já está pago, tanto faz se deu ou não bilheteria. Se você achar o caminho das pedras fará dezenas de filmes, já pagos.
    E pode estar certo, atores aqui não faltam, o que faltam são sempre os roteiros, não é fácil escrever uma boa estória.

  91. Até o Maluf regeu a Orquestra Sinfônica certa vez, a de São Paulo, ainda colocou um operário na frente dos músicos, para humilhar ainda mais.

    O Maetro Eleazar de Carvalho, da Sinfonica de São Paulo, virou uma vez para uns políticos que comiam sanduíches no camarote e disse, “eu não toco para porcos”, encerrou a apresentação. É, bons tempos, quando todos tinham honra, época de heróis.

  92. Os filmes do Mazzaropi me dão náusea, principalmente quando ele começa a cantar.

  93. gthomas

    Morrendo de rir com o comentaro do Heitor sobre o Minczuk. Nunca o vi, nem regendo e nem catando mosquito (muito menos se drogando)

    O problema da dengue no Rio continua?

  94. gthomas

    Tem muito ator que fala baixo demais mesmo
    mas ai o problema mesmo eh o Actor’s Studio ou melhor, Lee Strasberg, melhor ainda Stella Adler e Harold Clurman que introverteram tudo tudo tudo…. (continua)

  95. gthomas

    pra que a camera pegasse e o microfone pegasse.

    Depois, na hora de voltar pro palco…..ai

    ai,,,os caras nao tinham mais aquela coisa de PROJETAR A VOZA E NAO SABIAM MAIS TECNICA DE INTERPRETACAO OU REPRESENTACAO que sao duas coisas completamente diferentes no mundo em que eu vivo, o do palco

  96. Dengue no RJ? Espera só o verão, nem apareça por lá, Gerald, se dá valor a vida. Ribeirão Preto, Bauru, Minas Gerais, fique bem longe, fique em SP, é mais seguro. Febre Amarela também, pode esperar.

  97. Mau

    Qual vai ser a proxima tragédia que o cinema brasileiro vai filmar e enviar pro mundo – que resposta dificil essa…

  98. Lilian

    Mas… e os vídeos?

  99. Rio Maynart

    O que é ATACAR?!!! Muitas vezes é dizer a verdade de maneira crua,nua, direta, dura?!!! Não! Não é a maneira com que se diz que faz a verdade dura, aguda; É a verdade que é assim… crua, fria, amolada,uma verdadeira espada de samurai… por isso que a maneira de dizê-la é dura, crua, cruel mesmo pq é uma interpretação da própria verdade… ATACAR não é só uma agressão física. Uma bofetada no rosto. É também um soco na alma… A verdade Não é bofetada nem soco em ninguém se for VERDADE!!! Mas as pessoas se sentem atacadas por elas quando não podem tê-la ao seu lado… E é por isso que o Gerald é um incompreendido. Pq é corajoso, valente, não puxa o saco e nem baba o ovo de ninguém; e diz a VERDADE pela própria VERDADE! Isso não é ATACAR. É ser íntegro, ter moral. É preciso ser forte e corajoso, mas é preciso ser humilde também. E ninguém entendeu ainda a humildade do Gerald porque a confundem com subserviência. SER HUMILDE NÃO É SER SUBSERVIENTE! Ser humilde é dizer a verdade com generosidade… e para isso, é preciso realmente estar antenado com e no mundo… A informação traz a compreensão; e a compreensão traz a solidariedade – que também é um ato de amor. E o AMOR SALVA!

  100. Londrina

    Vampinho.

    Tenho uma leve desconfiança.

  101. Você sabe, né Gerald, aquelas peças Clássicas dificílimas, o maestro se perde e fica catando mosquito com a batuta.

    Eu lembro de um cara que fazia percurssão, o cara é muito bom, ele tocava o prato no início da peça, no ensaio, daí saia no meio do ensaio com a música rolando e ia almoçar, ele ia contando o tempo, daí ele voltava, o maestro furioso dava o sinal pra ele e pronto, tocava o prato mais uma vez e ia pra casa. kkk

  102. Técnica vocal não é fácil, vi muita gente estudar, até adquire um pouco, mas sem talento, fica complicado.
    Milagre ninguém faz.

  103. gthomas

    Heitor: imagine entao, o periodo dodecafonico de Schoenberg em plena Vienna: quanto mosquito nao deveria ter. Deus do ceu!
    Webern. Alban Berg e todos se cocando la….e compondo na escala de 12 tons….

    Rio, eu preciso conversar com o John sobre a opera Hemingway e ja retorno
    e Lilian, sinceramente nao entendo a tua eterna pergunta
    nao eh CLARA a proposta da BlogNovela?

    ja volto, como diz o RA

  104. Manda ver GT, enquanto eu não desmaiar de sono …

    Nossa, Penderecki veio aqui, em São Paulo reger suas composições certa vez foi um frison, o Deus vinha finalmente … ai ai, cara,

    Eu fui ver, mas eu não tinha como saber se alguém estava errando ou não, MAS quando os violinos “tentaram” fazer um uníssono pianíssimo, Man, eu quis me esconder num buraco, parecia miado de gato, uma desafinação …

  105. gthomas

    Vcs me deixam tao confusos que eu – ate hoje – nao consegui fazer uma resenha de um livro lindo ;indo do Denny Lang (linkado aqui nesse blog) qye mora em Taipei, Taiwan

  106. Sandra

    Garçom, eu quero o mesmo que o Heitor e o Gerald estão bebendo!

  107. Sandra

    Boa noite, gente! Estou moída!

  108. gthomas

    Bebendo, Sandra?
    nao boto uma nem duas gotas de alcool na boca! Serio
    so um vinho de vez em quando com comida

    boa noite gente
    moido e tanto!

    dormir eh preciso
    navegar nao eh preciso!

  109. Ah! Tinha também um flautista francês, ele além de tocar na orquestra, também fazia estúdio, mas o problema era que ele só tocou classico na vida, não sabia música popular, não tinha swingue, não tocava bem nem samba de uma nota só, tocava quadrado como uma valsa ou minueto. Daí ele falava, Heitorrrr, é uma merrrrrda mesmo, é uma merrrrda.

  110. Sandra

    Quem falou em álcool, Gerald? Eu quero a mesma água mineral!
    Bem, agora chega mesmo!

  111. E bebo sim, e estou vivendo, tem gente quenão bebe e está morrendo eu bebo sim.

  112. Nivaldo Ignacio Junior

    Dedico esse video ao amigo Pacheco que certamente vai ver de manhã cedo quando levantar http://br.youtube.com/watch?v=LbcIF1J_jnI

  113. gthomas

    O Heitor esta divertidissimo hoje

    Aquele francesssss! Consigo ver o mau humor, usual de todo frances!

    Sandra: agua mineral alias, so a Evian ou Volvic, francesas por sinal

    o resto pesa pra burro…….

    Tem a Lurizzia tambem ou a Panna (italianas)

    CHEGA!
    CHEGA
    amanha eh aniversario do BLOG e chegaremos a 450 mil mas agora eh fecho esse macbook e boa noite a todos

    ate o Vamp ja nos abandonou!

  114. Lembre-se, se forem reger uma orquestra, basta imitar a Carmen Miranda, um tico-tico cá, um tico-tico lá, está comendo todo todo meu fubá …

  115. gthomas

    Presidential Polls Over TimeBy LEE BYRON, CHRIS BARNES AND HENRY CORRIGAN-GIBBSOctober 20, 2008See how John McCain and Barack Obama compare in state and national polls that asked people which candidate they would vote for in the presidential race. More details on The Times’s polling standards »
    View poll results from:

  116. gthomas

    Obama 52
    McCain 41

  117. Rio Maynart

    Parabéns, Gerald,pelo niver do blog! Amanhã, né?!!! Eu me antecipo e te felicito hoje. Amanhã – se eu entrar na net – felicito de novo. 450 mil postagens!!! Parabéns, querido! essa quantidade vai dobrar e redobrar… VIVA O REI GERALD!!! VIDA ETERNA AO BLOG!!! E á BlogNovela tb. Hahaha…

  118. gthomas

    Obrigado a todos

    250 mil acessos

    Hoje, 23 eh o aniversario do blog: 5 meses.

    Parabens a todos

    LOVE
    G

  119. everaldo


    bom dia a todos!
    Olha!!!
    Vocês são os melhores blogmaníacos, blogdependentes da net.
    Os mais inteligentes, talvez os mais cultos, etc. etc
    Já leram todos os livros, mas, talvez por preconceito, não tenham lido O Pequeno Príncipe.
    Por isto digo, aos amigos do Gerald.
    -Cuidem bem dêle, pois algo muito interessante está acontecendo dentro dêste ser.
    Um abração a todos, à Sandra, à Glorinha, à Luciana, ao Pacheco, ao Targino, ao Mau, ao Fábio, ao Aninomyus,..
    ao Aliciador de Polacas…
    e…
    ao Tene Cheba, uma especial deferência(existe esta palavra?)
    de um velho degladiador a um Jóvem Guerreiro.

  120. O Vampiro de Curitiba

    Bom dia, meus amores!
    Olha, 250.000 acessos não é pouca coisa, não!
    Se for contar as páginas acessadas, o número é bem maior.
    Este blog, que é o mais democrático, tem os leitores mais inteligentes, também é o único que disponibiliza para quem quiser o número de acessos, de onde as pessoas estão comentando, etc, etc.
    Parabéns a todos que estão participando dessa aventura que é o Blog do Gerald Thomas!
    Tenho certeza que isso é só o começo. Muitas emoções virão!

  121. Sandra

    Bom dia a todos! Parabéns pelo aniversário do blog, Gerald!
    Que ele continue nos encantando, perturbando e comovendo por muitos e muitos e muitos outros 5 meses!

  122. Lilian

    Pois eh. Estou é demorando pra mandar.
    Queria saber como anda… só isto.

    Beijo gerald.

  123. Glorinha

    Bom dia a todos!!!

    Gerald Feliz aniversário do blog!!!!

    …Que bom que o tempo nos envelhece, nos dedica à lembrança e com ela, em muitas vezes, aquele calorzinho de felicidade.
    É bom compartilhar momentos da vida, esse é um!!

    [[]]

  124. Glorinha

    Vampiro,

    o céu aqui hoje está azul que nem asas de passarinho!
    muita luz pra você que moderando fica até amanhecer…rs….
    [[]]

  125. Glorinha

    Everaldo, e Sandra

    Bom dia pra vcs também, muita luz e sinfonia!
    []

  126. Tene Cheba

    Parabéns ao Everaldo, que voltou, inteligente, sabe que não pode se desperdiçar. Everaldo, manda ver, você faz falta, bicho.
    Parabéns ao blog, ao Vamp, a Sandra, ao Pacheco, a Ezir, ao Heitor, a Isaurinha Simão, misteriosamente afogada, ao Muchacho, a Ana Luíza, a Lu, a Glorinha, ao Lúcio Jr. , ao Rio, ao Annymmous, ao bem Mau, a todos, principalmente a todos q

  127. Tene Cheba

    Parabéns ao Everaldo, que voltou, inteligente, sabe que não pode se desperdiçar. Everaldo, manda ver, você faz falta, bicho.
    Parabéns ao blog, ao Vamp, a Sandra, ao Pacheco, a Ezir, ao Heitor, a Isaurinha Simão, misteriosamente afogada, ao Muchacho, a Ana Luíza, a Lu, a Glorinha, ao Lúcio Jr. , ao Rio, ao Annymmous, ao bem Mau, a todos, principalmente a todos que não citei.No mar turbulento de Gerald Thomas, todos navegam, todos se afogam, todos em todos instantes melhoram a nossa complicada existência.Cinco meses não retrata o tempo que passou.

  128. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, como o tempo não pára, e muito menos o blog, tem texto novo lá em cima!

  129. Ana Luiza

    Cinco meses !!!
    Parabéns !!!
    Obrigada a todos, papis, Ezir, Luciana, Glorinha, Tene Cheba, Anino, Muchacho, Ivo, Fpabio pipipi, Mari que interagem.. a e principalment ao Vamp e ao G
    Bjus

  130. Ronald.

    Realmente o tempo não para, certo dia comentei aqui que a crise ecônomica é parecida com surfar ondas grandes?
    Pois bem, agora estão chegando as maiores ondas da ressaca, e vamos descobrir se elas vão quebrar em nossas cabeçaas, estamos no fio da navalha, dolar R$ 2,50, na Ásia tá todo mundo louco, aqui agora é torcer pra nossa equipe econômica acertar o passo, a situação é bemmmmm grave.
    Vamos acender as velas, rezar qualquer coisa vale.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s