Humor: Obama-um negro na Casa Branca e o cartum do New Yorker – Lula e sua falta de humor – o líder dos oprimidos movido a hamburger, sentado, pequeno há anos no Plan-Alto

Existe vida fora do Brasil, acreditem patriotas brasileiros e fanáticos por escândalos. Acreditem.

Sim, aí fora existe uma coisa enorme chamada de MUNDO. Sei que ofendo muita gente dizendo isso. Sei que na língua portuguesa, ou melhor, na brasileira, tudo que está “dentro do Brasil”, está “aqui”, e o resto esta “lá fora”. Estranho isso de se referir como algo vindo a “lá de fora”. Sensação de que no Brasil se vive numa imensa prisão. Talvez, justamente por isso essa questão de impunidade REInante nesse país, com a elite sempre solta, gozando dos pobres, sacaneando o sistema, latindo em sânscrito ou aramaico, ou algo além do STF, numa linguagem críptica que eles e somente eles e o STF podem entender. Nem o tadinho do pobre o oprimido do eleito Lula entende. Aliás, o cara não entende porra nenhuma mesmo. Outro dia ele disse que no Vietnam os americanos eram bem alimentados por “hamburgueres”. Bem, tem um filme que ele não deve ter visto –”Supersize me”- onde o cara se filma comendo somente hamburger durante um mês:

Resultado: fica impotente, a pele fica podre, começa a ter cirrose, tem todo o tipo de crise (até mental).

Lula, meu querido; a típica dieta americana, seu invejoso: STEAK de primeira ordem, do Texas, baked potato, feijão doce (baked beans) ou ervilhas com cenoura, um pedaço enorme de abóbora (PUMPKIN) e o milho mais DOCE do mundo, SWEET Corn!

Ah sim, presidente, quando abrir a boca, lembre que, há 30 anos exatamente, o Senhor demitiu, num pacto que fez com Helmut Schmit, premier da BRD, Alemanha, 3 mil metalúrgicos de uma só vez! Isso durante a ditadura! Sabe o que dizem? Não, não posso publicar! A Censura Xenofóbica brasileira quase levou esse governo a expulsar Larry Rohther, correspondente do New York Times no Brasil, por dizer uma verdade sobre o alcoolismo do presidente. Quarenta dias apos a notícia, foi o proprio Lula que confessou que “tinha probremas” com a bebida. Esse país aqui “dentro” se basta, né?

Bem, sobre o cartoon publicado na capa do New Yorker semana passada, onde Obama estava vestido de islâmico extremista e tal: bem, é o seguinte: Botou a cara pra bater, negro, branco, ou amarelo, ou verde e amarelo: o homem esta concorrendo a Presidência dos Estados Unidos.

Será o primeiro Negro na Casa Branca se nosso deus divino e supremo deixar! Foi uma tentiva da revista do ex Mr Shawn, pai de Wally, de tentar ridicularizar os conservadores mas a repercussão chegou a um ponto de não retorno. Escreveu a colunista Maureen Dowd do New York Times:

“Quando eu entrevistei o comediante Jon Stewart e o Stephen Collbert para a revista Rolling Stone há dois anos, eu me pegava questionando o que Barack Obama significaria para eles”.

“Obama seria um pouco mais difícil pra satirizar que os caras de hoje”, eu disse.

Stewart – “Você ta brincando?” Colbert, logo em seguida disse: “ O pai dele era um pastor de bodes!”

A Colunista ainda nota que, no seu livro de memórias, Obama diz que já fumou maconha, bebeu e até cheirou! A gíria pra cheirar um pouquinho é “a little blow” (“blowing in the wind” – Bob Dylan, se quiserem) (assim como STONE, vem de “being stoned”, de fumar maconha, que vem também de uma letra de Dylan, e deu o nome à banda de Jagger e à revista a qual Maureen Dowd se refere, a Rolling Stone: que fique claro mais uma vez, cambada de maconheiros: eu ODEIO maconha.

A Contracultura foi um movimento forte nos Estados Unidos. Assim são as liberdades civis. Elas não vem “de fora”. Dr Martin Luther King Jr, Malcom X, Robert Kennedy e muita gente morreu pra que hoje tenhamos a livre expressão, aquela que chamamos de FIRST Ammendment.

Notando na entrada da cidade de São Paulo, O rio Tietê é simplesmente o rio mais LIMPO DO MUNDO. Afinal, onde já se viu tanta espuma boiando num único rio ou riacho urbano? No Thames em Londres? No East ou Hudson de NY? No Rhein ou no Tevere? Claro que não! O Brasil é o melhor país do mundo. Aqui não se precisa lutar por liberdades civis porque nunca houve restrição à elas, não é mesmo? Quanto ao rio Tietê, aquela espuma toda me leva a pensar que ele, o rio, toma banho todos os dias, com sabão, shampoo, condicionador, etc.

Esse sim é um país que se basta. Tem um presidente que não precisa de críticas e nem sabe o que e uma auto crítica (deve achar que se trata de uma revista de auto-mecânica). Aqui ainda é o pais do futuro, do pretérito, onde as coisas básicas (como abrir a torneira e poder beber água, por exemplo) são coisas d’outro mundo.

Quanto a Obama e os cartoons. E o mundo “lá fora”, ah, que besteira Gerald Thomas. Se toca cara! Pega essa merda de teatro, que tu faz pra inglês ver, e dá o fora daqui. O Brasil não precisa de você

E vindo “lá de fora”, no ÚLTIMO SEGUNDO: um terremoto na Califórnia (via quente, em português, claro) acaba de destruir uma das mansões do GOVERNADOR austríaco, e modelo nu de Robert Mapplethorpe, astro de action movies como TRUE LIES, Arnold Schwarzenegger! Viva com uma bomba dessas!!!!

Gerald Thomas (ou algum outro se banhando no Tietê), cai fora seu viado!

Advertisements

78 Comments

Filed under artigos

78 responses to “Humor: Obama-um negro na Casa Branca e o cartum do New Yorker – Lula e sua falta de humor – o líder dos oprimidos movido a hamburger, sentado, pequeno há anos no Plan-Alto

  1. caca

    sem falar na agradável fragrância exalada pelo Tietê e constantemente impregnada nas nossas via respirátória pelas horas em que passamos paralisados nos engarrafamentos kilométricos às suas margens…

  2. O Vampiro de Curitiba

    Brilhante texto, Gerald!

  3. O Vampiro de Curitiba

    O pior que só pegam as coisas ruins de “lá de fora”…

  4. O Vampiro de Curitiba

    Pelo contrário, o Brasil precisa de mais pessoas como Gerald Thomas. Ficar nesse puxa-saquismo, defendendo esse governo medíocre só porque o presidente foi um dia metalúrgico é que não resolve nada.

  5. Chris

    Nossa, pegou pesado hein!?
    Mas ta certo, o único jeito de fazer essa sociedade medíocre perceber os seus erros é no tranco. x]
    Realmente, eu preferiria o McCain para pres; mas não sou nem de maior, nem americana,então deixa em off rsrsrsrsrs

  6. Claudia

    E que venham mesmo TUDO OQUE FOR DE FORA.!!!
    São realmente estas coisas que interessam, não importa se é politica, se é arte, ou se é culinária….
    Aqui…já deu no saco, saber de tanto esquema…que depois do gov lula…nada mais é por debaixo dos panos, agora??? ao lado dos panos, na frente dos panos, pfffffffffffffff`
    Ehhh……é fim de feira mesmo….

  7. Renato

    alguém duvida, que nas próximas eleições presidenciais, vai haver um candidato negro para cada partido aqui no Brasil.
    afinal tudo que é bom para os EUA, é bom para o Brasil!

  8. André Guilherme Pereira

    Esse cara é um chato!!!
    Péssimo mesmo!!!
    Detestei.
    Nota zero! Mas tem gente que gosta, não posso fazer nada.

  9. É por aí. Em SP é um gigantismo idiota. Uma falação sobre o transito, com mil ideias, mas nada realmente de VERDADE. Por mim esse gigantismo de SP nao vale nada.

    Eu prefiro ficar em casa lendo meus livros. Essa cidade me cansa. E o Rio Tiete é a metáfora mais real da vida do brasileiro – pensem aí no que significa. Eu tô meio sem conseguir respirar.

  10. Valéria

    Puxa, e eu achando que ia encontrar alguma coisa sobre o debate de ontem no SESC… Ou será que seu texto reflete o debate? Bom, isso foi a primeira coisa que me deu na telha!

    E confesso, Gerald, depois do que vc comentou sobre o jornal Globo, de que o mundo só aparece na página 19 etc, eu realmente acordei pra isso! E também fico espantada com a primeira capa, em que há sempre uma super foto de futebol (nada contra jogos etc), ou de fofoca do meio, ocupando a metade da primeira página! E tanta notícia que poderia estar ali pra chamar a atenção…

    Mas agora já tô saindo, depois volto mais bonita ha ha ha
    inté

  11. Direita 88

    Entendi tudo no SESC. Muita bobagem para nada !!

  12. Direita 88

    Vampiro, falando de “puxa saquismo” !!! Que isso !!! Se eu der um tiro, no saco do seu Geraldo, pega na tua boca………….ops…..dentes o vampiro.

  13. Endrigo

    Dam, vc parece ser inteligente mas tem uma miopia, a liberdade é da imprenssa no Brasil, a população é que tem que aturar a mesma.

    Enquanto as críticas ao presidente podem fazer a vontade alias inventem mais um caso, destorção mais os fatos, vcs estão desmoralizados, podem continuar noticiando noticia para democratização do país como passeata em comemoração do aniversário de são Paulo, vcs são disso mesmo,

    Veja o caso dantas e caciola me da nojo a manipulação, e o protogenes queriam mesmo que eu acreditase que o governo o tirou do caso. espero que vc saiba o que eu estou falando, se não de uma pesquisado é fácil se informar.

    Mas advirto esta cada vez mas dificil acreditar.

    Viva a globo o SBT a folha de SP a Veja e todo o PIG, é o Pig o Partido da Imprenssa golpista.

    Alias esqueci de elogiar seu Deus os Estados Unidos
    me desculpe pela falha.

  14. Peri

    Todos no mesmo nivel.
    Lula que nao sabe governar
    Gerald Thomas que nao sabe escrever
    Eu nao sei criticar

    E fica um falando mal do outro.

  15. Acho uma grande bobagem esse culto à informação, seja onde for. Inventaram que na atualidade alguem muito bem informado é um alguem diferente. SEJA LA A FOLHA, O IG, UOL, O NYT – é somente tragédia e corrupção – ficar preso nisso é uma perda de tempo – a vida nao pode ser apenas isso.

    Que merda de vida nos fazem acreditar e ter. Não estou me pondo como o DISTINTO. Eu faço parte disso tbm.

    Mas ja estou me retirando desse mundo da informação. Alias, até BLOG (concordo com gerald) – BLOGS DEMAIS POR DEMAIS.

    MUITA MERDA VIRTUAL

  16. Marcos

    Gerald Thomas (ou algum outro se banhando no Tiete), FICA e continue ENGOLINDO este governo do PT! A administração do capitalismo mais competente que as dos seus amiguinhos Tucanos.

    Engole a lula, faceiro.

    Marcos

  17. carlos

    B-a-b-a-c-a

  18. gthomas

    esse carlos ai eh impressionante: b-a-b-a-c-a. Tadinho. vc deve ser inteligentissimo Putz que loucura. Como te invejo seu anonimo imbecil!

  19. lu o eleitor

    CUIDADO THOMAS,VC ESTA A UM PASSO DE SE TORNAR PROLIXO. PENSE SOBRE.OBRIGADO.

  20. o Brasil começoU inacaBADO,maestria,quanTo a vc e seu teATO,fique,vc é dificil, talvez porque ñ seja um simulacro de si,mesmo,TALVEZ O MOMENTO SEJA DE SE FAZER UMA ÓPERA SAMBA, COM UM CORO DE CRACKEIROS, SOLANDO :AÍSSSSSSSSSSSSSSSS,COM A ÓPERA SECA, TODA OPÉRA SUJA,iNEGRADA,MEU CORPO CANSADO e ROTO,DA NOITE TERREMOto,quer driblar a dor e calar a solidão,q BARACK HUSSEIN OBAMA,VEnha!!!!!!!!!!!!!!; FAZER EU TEMER MAIS A MORTE DO QUE A ESPERANÇA.,SIMBOLICAmente já será do caralho!!!!!!!!!!!.,e o LULA É MAIS UM DESSES GRANDES EQUIVOAcú da HISTÓRIA DO BRASIL,LEI SECA NELEeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!!!!!!!,E FIM DE “PAPO”!!!!!!!!!!!!!.

  21. É tudo isso aí e muito mais . Um povo, o nosso, forjado debaicho de eternas chibatadas portuguesas ou de qualquer outro lugar além mar, outro lugar além mar, outro lugar além mar para onde todos queremos ir, alcançar, nos inspirar, mas cansados e derrotados pelas nossas constantes e babacas depressões/transações quando estamos alone in the dark or in the light, I don’t give two fucks for either of them. Jerry que loucura tudo isso na mansão do Terminator, sem ele pra me servir de exemplo of a real american hero não poderei mais lutar para salvar as Garças do Brasil.love.Narciso.

  22. O Vampiro de Curitiba

    Putz… abriram as portas do inferno! E esse “direita 88”?? Isso é coisa de nazismo, juventude hitleriana, essas baboseiras do milênio passado. É graças à esses direitistas imbecís que a esquerda tomou de assalto a América Latina.

  23. O Vampiro de Curitiba

    Ué? O que aconteceu com os blogs dos petralhas? Vieram em peso para cá? Coitados, mas eu entendo: É o desespero de ver um partido no qual nasceram acreditando mostrando sua verdadeira face.

  24. O Vampiro de Curitiba

    São como porcos se lambuzando na lama: Não estão acostumados com a liberdade de expressão, só falam ou escrevem aquilo que o partido permite. Quando encontram um blog em que não há censura, em vez de colocarem argumentos, ficam rosnando pelos cantos. São tão previsíveis, esses cretinos!

  25. Ermes

    Caraca! Muito bom o texto e olha que eu nunca gostei de ti… e não dê bola aos PaTetas dos cursinho de ideologia. Lula não passa de uma fraude, um 171 em cima do povo brasileiro. Os PaTetas não possuem capacidade de distinguir ideologia de fanatismo…

  26. Mario

    O intrigante é a islamofobia que os EUA e o Mundo branco e cristão prega. Se o cara está vestido como um muçulmano, então ele é terrorista!

    Já foi a vez dos comunistas, dos negros, etc… O mundo civilizado sempre precisa de alguém pra atacar.

  27. marcelo pio

    é verdade vamp e mau, a vida desses brazucas de merda é assim uma sensura dentro do rio tiete, são uns limitados que não sabem o que fazem e nem o que falam. terão que comer muita poeira ainda e farinha, ha desculpa, entrarão para o clubinho do lula com uma 51 debaixo do braço. só lamento a mediocridade e a falta de percepção. sai fora seus fascistas de 88 com merda na cabeça, do teitê é claro. o nativismo mata essa raça que se fecha em si. temos que conhecer um pouco mais a pessoa, sua obra, suas posições e dimensões pra não falar bobagens.
    bj gerald

  28. Ana

    o Brasil é a merda que é, por querer crescer como seus irmãos europeus e americanos, à força, sem muito preparo, nem decantação da herança portuguesa (que ferra com a maior parte de tudo) (com a italiana, idem) a tempo, e só agora com um investimento digno, parece…
    se esses merdas que o STF soltou não continuarem pisando na bosta, digo, bola.

  29. Ana

    a ásia, tirante a rússia, foi mais esperta ao fixar sua cultura e tradição.

    aliás, quem vai começar a falar que vamos ser engolidos pelos gigantes asiáticos, mais do que já foi falado?

    estamos “fu”, todos, tanto aqui, quanto no resto do mundo…

    não aguento mais pegar coisa não mão, ver o verso, e tá lá o “made in taiwan”,,,

  30. José Oliveira.

    Excelente texto Thomas, porém não concordo com tudo, até porque nem tudo que vem de fora é benéfico para nós.Os brasileiros certamente já estão cansados dos desmandos neste país, apolícia até prende, mesmo trabalhando em péssimas condições e com um salário ridículo e que governo nenhum resolve.A despeito do último caso da morte do garotinho de tr~es anos no Rio.Eu não estou aqui querendo eximir os políciais de culpa, mas vai trabalhar sentado num banco de viatura no Rio para vc ver.É coisa de louco, tem que ser muito macho para isso, e ainda aparece o bostético do desgovernador (só chamando assim)para dizer que eles são culpados de tudo e ainda chama os policiais do Rio de Janeiro de débeis mentais, quando nós sabemos quem é o débil de verdade não é mesmo?Ele , o secretário de segurança pública e cmte da PM, também são culpados e everiam estar atrás das grades, pois entra ano e sai ano e nada no Rio de Janeiro muda e se aqueles homens chegaram ao ponto de cometer tal atrocidade é porque já chegaram no seu limite da angústia.E o governador o que faz?Vaio para a tv todo engomadinho dizer que os dois seram expulsos e mais nada?E as mudanças onde estão?<Melhoria nos salários(principalmente) acompanhamento psicológico e melhor formação.Cadê?Onde estão?Não tem que formar um policial emdois nem três anos, mas sim dar a eles uma formação contínua.E nós fazemos o que?esquecemos?Temos ue cobrar desses caras, pois eles foram eleitos para isso.Ou será que não?Pra frente Brasil!!!!!!

  31. gthomas

    Jose Olveira: Obrigado por seu excelente comentario
    LOVE
    G

  32. Lilian

    Eu Também achei. Gerald tem o debate no Youtube?

  33. Valter

    Oh my Gosh, mr. Thomas.
    Como você é mau. Não fale assim do Lulinha, ele está apenas cumprindo os resquicios da agendinha “tucana”,que ficou do passado.
    O FHC vendeu o país e o LULA está cuidando de entregá-lo.
    Com relação ao próximo presidente, já que o Brasil não é um país preconceituoso e gosta de copiar tudo do “Norte”(da América), poderíamos eleger o Pelé ou o Tião Macalé, que iria olhar para o rio Tietê e dizer: Nojento! Ops, o Tião já foi dessa para uma melhor, né? Desculpa, eu tô passado.
    A esquerda e a direita, no Brasil, são iguais Bom Brill e Assolam. As duas têm embalagens diferentes, mas a mesma função.
    O José de Oliveira falou tudo com relação à polícia do Rio(de Janeiro, não do Tietê.)
    Mr. Gerald Thomas, o sr. deveria, agora, fazer teatro lá fora, na periferia. Só tem um problema, eles não têm dinherio para pagar!

  34. Bione

    Realmente o Brasil tá “O samba do creoulo doido” a polícia Federal fazendo o q pode para prender grandes currutos, que roubam descaradamente e disvia nossas economias, não consegue porque eles têm os tentáculos encravados nos altos poderes do país; quando, por milgre, são presos, são mandados por em liberdade, imediatamente. E ainda se escandalisam porque a polícia usou algemas nesses bandidos.
    Daqui a pouco, eles vão mandar prender a polícia, para não prender esses bandidos….. Aliáis, tem um aí que anda muito irritado com a polícia federal….será que é porque estão mexendo
    com os amigos dele?

  35. jósé

    Esse texto é comparável ao rio mencionado.

  36. Fernanda

    Gerald,

    Beer is now officially cheaper than petrol, so drink it- don`t drive!!!!!

    At least in Europe!

    BJS,

    Fernanda

  37. eu

    tá se sentindo.pois é. vc sabe tudo e ainda é feio. mais. nasceu no brasil. alias sua sorte. em outro lugar não serias notado. volta para o teatro…

  38. valmir alves barbosa

    Fernando Collor liberou as importações, Itamar Franco instabilizou a economia, Fernado Henrique vendeu o que tinha que ser vendido, empresa nas mão do Governo viram cabides de emprego, Lula está colhendo os frutos, mas isto só não basta, tem que continuar adubando o que foi plantado e saber distribuir esses frutos. Essa é a grande realização do Lula, não é teatrologo, nem sociólogo, não tem formação científica, mas doutor no emprego do empirísmo.

  39. Tene Cheba

    As variáveis:
    -Classe predomantemente branca e rica.
    -Protestantismo forte vinculado ao calvinismo.
    -Racismo em estados sulistas e não sulistas, hehehe.
    -Discurso sinuoso e oportunista, não mostra a essência do seu pensamento.
    -Posições tic-tac em relação ao Irã e Iraque.]
    -Conservadorismo americano, por Kant:” é preciso mudar tudo para que tudo continue na mesma”, então para que mudar?

    Resumindo: Obama, não vence, já era.
    PT, idéas proletárias, práticas burguesas.
    Gerald Thomas, um gênio,(segundo Heliodora), ao alcance de poucos, obviamente, claro, as migalhas jamais serão jogadas aos babacas petistas, estes as confundirão com pérolas, e não irão come-las.
    Lula, uma resultante da elite intelectual brasileira.
    Lula, um ato sadomasoquista da elite intelectual brasileira.
    Lula, um guevarinha que nunca leu Marx.
    Lula, eles usam black-tie.
    Lula, ou bonitinha mais ordinária.
    2010, a liberdade se aproxima, as trevas nos deixarão de vez.

  40. Anna Americo

    Alguem disse que Gerald Thomas e feio? Ha ha ha! Essa pessoa tem ideia de quantas mulheres ele come por dia? Opa, a inveja mata mesmo, puta que pariu!
    Bjs
    Anna

  41. Tene Cheba

    Quando a política se transforma em futebol, tudo vai para o brejo, vai a vaca, o boi e o bezerro.Vai também a classe média, a mais infeliz e comprimida, entre as demais, na pirâmide social. Paga impostos com taxas para ricos, banca o luxo do Planalto, banca o Bolsa Família, banca o país.Além de arcar com a burradaa de ter leito um despreparado para presidente. O silêncio, mostra a gritante vergonha pelo infortúnio de ter alçado um oportunista para comadar nossas mentes e corações. Para o rico, a classe média é pobre, cafona e de muito mau gosto.Para o pobre, sao ricos, bestas e burguesinhos opulentos. Para o governo, uma fonte inesgotável de recursos. Bendito cartões de créditos, somente estes a compreende.Lula, teu passado, presente e futuro te condena.

  42. Contrera

    1) a vida que existe – e existe, muita – fora do Brasil existe… onde? fora do Brasil? e quando cai aqui? acaso ela “aprende” a render-se, a ficar DENTRO do Brasil? a veces si, a veces no. sempre que “si”, rende-se; sempre que “no”, faz com que todos cresçam. poucos não se rendem. stefan sweig rendeu-se? teorias disso, daquilo. orson welles? la meme chose. existe, sim, vida fora do Brasil. mas em que ela realmente consegue nos afetar? em pouco. porque quase não nos deixamos afetar. você tem razão, G. blogalização, para quê?
    2) nosso ditador-mor (vide MPs) não tem oposição, realmente. basta ver: quem mais se opõe a ele é o próprio PT que quer mais espaço. a imprensa, então, de tão chinfrim fica sempre a ver navios. ele escolhe tudo. desde o café da manhã até a comida de fim de noite. e a nossa primeira-dama? ora! ora, bolas! reparem nos lábios dela! no tailleur dela! na ginástica dela. nosso G tem razão, novamente. mas isso consegue nos mudar? não. porque somos inamovíveis, em berço esplêndido: nossa pobreza cultural de todo dia.
    3) obama, nosso kennedy dos dias de hoje, rumo à white house. que beleza. um presidente de cor diferente. legal. concatenado. anatemado. antenado. zarado. tudo isso? mais ou menos. qual o programa dele, G, qual o programa dele? o que ele vai fazer no Iraque? vai sair? mesmo? quando? como? quais as opções? como ele vai combater as recessões presentes e que se avizinham? nosso obama só irá me chamar a atenção se sair do púlpito de grande revolucionário de pele de outra cor. não, G, vá mais fundo. (hummmmm)
    4) nosso querido (?) Tietê (cagamos nele todo dia, lembram?) só sai da merda pela merda que sai pelas mãos da grana dos japoneses (eximbank). e o que fazemos nós para evitar poluições sempre maiores? nada. muito pouco. os piscinões viram ambientes infectados prontos para a garotada que joga futebol e anda de skate por suas rampas (vide na água espraiada, hoje, rmarinho), e a gente não liga. foda-se, não é. iremos aterrar o tietê para deixar a merda mais lá pro fundo. e os japoneses continuarão vindo para visitar seus primos mais do que pobres. e a gente, ó.
    5) terremoto é que é democrata. até com os republicanos.
    6) ana: quantas? quantas? ahahahah
    bj
    contrera
    ps: não fui porque me fudi. kontece.

  43. Contrera

    3) ai, não tão fundo…

  44. Nosso poder de transformação termina quando este mexe em nossos privilégios…

  45. Tene Cheba

    Ministro Tarso Genro, um pernóstico, um ser redundante, essencialmente pobre de espírito e de idéias. Um troço.
    Com afinco e dedicação, tenta subverter a ordem e a lógica dos fatos. O mal do urubu é pensar que o boi está morto, essa operação foi tão mal sucedida, que o réu virou vítima, e a vítima virou bandido. este governo vive das gorduras deixadas pelo anterior, mas queima-as rapidamente. Interessante notar, que se as pesquisas confirmarem as tendências do eleitorado, esse governo termina em novembro próximo. O que os historiadores de esquerdas escreverão em seus livros didáticos sobre a era Lula?

  46. Tene Cheba

    Bolsa Família, um ok para você. BrTOI, fala sério ou Album de Família. Cartões Corporativos, mamãe eu quero. Analfabetismo, o que você quer ser quando crescer menino? – Presidente da República, pai. – Então precisa esudar mais, se dedicar, ouviu? -!?!?#?!@%?, ué, não entendi?
    Primeira dama, prefiro não comentar.
    Privilégios!?Transformações!? Agora eu pirei.

  47. Wilson

    E acreditei que todas as “máquinas do tempo” após decadas de uso tivessem sido deixadas, fora de uso, por absolescência. No futuro reavaliaremos as normas de uso destes aparelhos, de forma recorrente, a avaliação!
    Norma 1 : Não deixar objetos fora de seu tempo, “Gerald Thomas”, e ainda ser responsável pelo recolhimento.

    Wilson

  48. Contrera

    mau: na mosca, meu querido, na mosca que come do que o urubu deixa para trás.
    mas iria mais fundo. EU iria mais fundo.
    – reparo como nosso querido G, sem idiossincrasias de minha parte, escolhe de forma meio aleatória sempre determinados assuntos para discussão pela patuléia.
    – um desses assuntos é o atraso-desatraso das civilizações, aquela em relação a esta, esta quanto àquela. claro, mr. G anda para lá e para cá, e nesse seu vai-e-vem consegue reparar é mais nisso, em meio aos bandos de gatos pingados que lotam os aeroportos do mundo por aí.
    – pois é, meu querido. o brazil é esse brasil mesmo de todo dia. e os eua são esse resquício nosso de cada dia, mesmo. aqui nós adoramos discutir conosco mesmos, porque, afinal, quem é que nos leva a sério lá no exterior? sim, há aqueles que sabem que o brazil tem classe média, tem luta, tem discussões acaloradas em ambientes de discussão. mas esses são muito poucos. os outros são aqueles que identificam brasilienne (em paris) a travesti ou prostituta, aqueles que acham que os morros do rio estão em todo lugar, que são paulo é uma selva repleta de macacos (literalmente) nas ruas e não só no parque burle marx (aliás, passo por lá todo dia e nunca mais vi um. estarão lá os micos-leão, leões, dourados ou prateados? sei lá). mas e a discussão pública, cadê?
    – digo que ao voltar de hamburgo, ano retrasado, dei de repente de cara com a folha e sinceramente caiu o meu queixo: parecia jornal de paiseco qualquer. claro, somos um paiseco qualquer: ninguém lê, ninguém pensa, e todo mundo fala! e fala muita merda! taí a explicação! pois ganhamos direito à livre expressão sem evitarmos tirar o dedo do nariz! ou a falar sem aprendermos primeiro a engolir os troços do almoço!
    – outro tema recorrente, mr. G, são seus modelos de civilidade vindos do exterior. sim, eis que eles existem, tipo Luther King, etc., mas, meu caro, eles foram mortos por aí! que civilização é essa? aqui nosso zumbi dos palmares (nosso? oh, dirão os negros que adoram um preconceito) levou sei lá quanto centos anos para sair das cartilhas ilegitimadas dos movimentos negros derivados dos quilombos. hoje é feriado um dia qualquer e há quem reclame! pois é! justo aqui em que o pessoal adora um feriado!
    – agora os parentes das vítimas do avião da tam insistem em transformar o lugar num monumento. ok, queridos. mas, mutatis mutandis, de quem foi a culpa? variada, não é? parte da airbus, ao que parece, parte da tripulação, também, parte do poder público, que deixou congonhas se acumular, parte da chuva! nada contra momumentos, mas para quê, meus queridos? para que não se repita? pois vai se repetir! e bem aqui ao lado deste edifício onde moro, pois moro a apenas 7 quarteirões de onde caiu o outro avião da tam! bom, mr. G, vc lembra de nossa conversa a respeito, e vc lembra que não tenho muitos bons sentimentos do episódio, até porque conhecia um dos mortos, executivo da dow brasil, sr. claudemir arriero, podem procurar.
    – pois é, nós, que somos meio entediados, e adoramos teclar em nossos notebooks de última geração (daqui, porque lá eles teclam por nós….), fazemos de conta que pensamos, porque na verdade apenas repercutimos o que sai nos media, porque afinal é nela que queremos estar, como não? pois somos ex-estudantes de jornalismo, de comunicação em geral, publicitários, designers, ou mesmo artistas de mão cheia que precisamos desses media e aqui eis um novo media que não precisa de ser assinado e no qual qualquer um pode meter o bedelho (e que bedelhos sujos às vezes).
    – admitamos, nós não gostamos de criar nossas histórias, nós gostamos de ver o bonde passar para admirar a sua cor e conferirmos que queremos essa cor nos adesivos a colocar em nossos autos, às vezes do ano. nós gostamos de ver o mundo de longe, porque assim dói menos. tragam-nos a história e a gente some. prefere assistir a tv a cabo, que eu mesmo estou prestes a assinar: pois vou, como todos, rendendo-me aos poucos!
    – de resto, nada! ahahahah
    bj
    contrera

  49. Wilson

    Em tempo … muita coisa que vem de fora tem excelente qualidade. Não gosto de hamburguer, mas não o critico. Não gosto de protudos chineses, mas nem tento evitá-los. Em certos momentos falo mal deste país em que nasci, mas não pretendo deixá-lo. Não voto em democrata nem republicano, mas lhes desejo o melhor, nem considero a presidência americana algo sobrenatural. O “stones” é um bom grupo músical, se estiver tocando, não mudo de canal. Muita gente boa morreu pela liberdade em muitos lugares deste planeta, alguns foram bem sucedidos outros menos, mas buscavam suas liberdades e seus ideiais, e isto nós teremos que construir aqui dentro, primeiro dentro de cada cidadão depois em cada comunidade, até que seja impossível não transformar toda a nação, todas as tentativas de implantar liberdade e seriedade importadas terminam sendo apenas simulacros “para inglês ver”. Geraldo prefiro ler o que você escreve a ler os comentários de seus seguidores, eles são péssimos. Mas, dentre as coisas importadas das quais gosto muito, não se inclua.
    Wilson

  50. Tene Cheba

    Ao ser concebido, o destino lhe reserva três possibilidades, a primeira: os que nascem para ser Rei, a segunda: os que nascem para ser Súdito, a terceira: os que nascem para ser inconformado. O Lula nasceu para ser Rei, não estudou, mas é Rei, não trabalhou, mas é Rei, não leu Maquiável, mas é Rei, não leu Marx, mas é Rei, se embriaga, mas é Rei, não leu Nietzsche, mas é Rei. Fernando Henrique, que leu esta porra toda, não é Rei. Hoje já é amanhã, como um bom súdito, em instantes acionarei meu metabolismo basal ou, o modo stand by, afinal eu não sou Rei, e muitos dependem de mim, Índios, crianças abandonadas, as máquinas administrativas ferderal, estadual e municipal, autarquias, fundações,ONGs, BNDS, BrtOi e o escambal. Morfeu se aproxima, mas não cederei tão fácil assim.

  51. Contrera vc foi FUNDO.

    Eu não vejo fronteiras. Eu só vejo o ser humano. TBm pq sou de Marte – mas eu vejo é um descomprometimento – apesar da midia global querer nos provar que ESTAMOS TODOS UNIDOS PRA SALVAR O PLANETA – eu nao quero salvar mais porra nenhuma – sou de Marte HAHAHAHAHAHA (minha risada encarnada do Coringa do Heath Ledger)

  52. Valéria

    Contrera, imagino vc rindo e lendo o o que o Gerald escreveu! Realmente foi uma verdadeira “cena de caça ao espírito”!

    Alguém falou ai em cima: Lei Seca no Lula! Tive que rir, em todos os sentidos!

    Sobre umbigos:
    Eu penso no Rio etc, no Brasil, quando saio de casa todos os dias, e sei bem que não tenho a menor capacidade de saber se presenciarei ou sofrerei violência, ou não; taí: esta é a tal misteriosa vida, exposta a tudo.
    Mas
    Também saio ou permaneço em casa pensando que posso presenciar coisas boas, embora o medo e o nojo que me invadem estão num crescendo difícil de segurar e medir!

    Mas o que isso tem a ver com o tema? Tô buscando outras idéias pra somar e dar o meu grito, poxa! Ou não é nada disso e que se dane, tô na exclusão mesmo.

    O pasmo que tá dando em ver como a estrutura de relações que foi construída e que está sendo mantida ou intensificada (já que há mais gente no mundo etc) vai criando um embaçamento tal que a gente começa a não ver como os valores, hoje tão cristalizados e talvez falsos, vão nos impedindo de romper com este encadeamento muito bem ordenado pela violência-poder e corrupção (em todos os sentidos). Quando digo violência estou falando também e principalmente de política.

    Mas eu penso no mundo, quando também saio de casa, ou quando estou em casa, quando leio, quando me divirto, quando vejo q tenho cama, água, comida, livros, dúvidas e algum poder de decisão etc, enquanto que em algum outro lugar, mesmo aqui no Brasil, na esquina, no elevador, em Darfour, ou na Coréia do Norte, Sul, China, Iraque, EUA, Europa etc ,muitos milhões de pessoas estão e estarão sofrendo ou praticando todos os tipos de violência. E em nome do poder soberano, em nome do povo, em nome de deus, em nome da vida, do pai, da mãe etc. Violências das mais requintadas às mais selvagens, e que só têm o poder de provocar mais exclusões, miséria, cegueiras, espanto e dor.
    E vamos nós com teses, livros, jornais, teatros, negociações de paz, de guerra etc . E fome de tudo.

    Tudo tá tão ligado, e tão consciente ou inconscientemente imitado no mundo, talvez a diferença seja somente na graduação…

    E nós estamos dentro do mundo, sim, pelo lado de fora, nós estamos incluídos na exclusão, como muitos que estão em todos os lugares do mundo; nós somos excluídos na própria inclusão. Incluir é estar excluído e excluir é estar já incluído…
    Enxergar esta exclusão é talvez ver o quanto já estamos incluídos neste sistema ausente.

    E fico tristíssima ao perceber que a relação num país ou entre países, de um povo consigo próprio (esta figura plural e ambígua, seja ele povo -?-, seja ele Povo, soberano), ou com outros povos, não é uma relação social, não há contrato social nenhum, há sim violência e poder na base de tudo, seja pra manter, por, depor e sei lá mais o quê. Um horror.

    E a gente imita esta relação que não se relaciona.

    E no mundo, a gente caminha cada vez mais pruma exclusão que já tá incluída na base de qualquer nação… Qualquer relação onde há um poder, ou três poderes etc, já vem estruturado na violência e na exclusão. É só olhar pro mundo, pra todos os países, uns mais maquiados, outros não… Estamos expostos e impostos.

    Desculpem o desabafo, mas é que andei digerindo umas coisas, uns textos, umas tantas coisas que vi que deu nisso aí. Nesta confusão que tô tentando ver e me achar.

    Saí do tema pra tentar entrar nele; pô, e como entra nele? Agonizando!

    E focar às vezes não é umbigar. Ás vezes me ajuda a perceber algum sistema em ação.

    Ou me faz correr atrás do rabo, que nem cachorro.

    Inté.

  53. Contrera

    wilson, prefiro imaginar que seja vc, a bola de o náufrago!
    mas… seguidores, wilson? isso ainda existe? se vc estiver se referindo a mim, querido, não sigo nada, nem a mim mesmo. só me acompanho, enquanto não me perco. flw, abraço
    contrera

  54. Lu

    Eu compreendo as comparações e olha que coloquei os pés pra fora por pouco tempo. Você enxerga o “lado de dentro” com outros olhos.
    Antes tinha uma visão chapada do que significava subdesenvolvimento, talvez agora enxergue outras dimensões e isso é realmente angustiante.
    Já faz um tempo que estou na crise do verb to be, ser e estar de uma maneira única. Onde estar implica em ser. Que nunca resolvo o impasse, se quero estar, não quero ser e se quero ser, não quero estar…
    Como não ser subdesenvolvido estando num país subdesenvolvido? Vivendo nesse subdesenvolvimento…
    O modo como eu enxergo o Brasil agora é bem popular: “Deitado eternamente em berço esplêndido”.
    Se eu pudesse fazia todo mundo levantar, ou então derrubava todo mundo pra fora desse berço na marra. Pra que possam aprender que não há nada de tão esplêndido assim e que eternamente deitados serão sempre subdesenvolvidos.

    (em off: onde eu moro o Tietê não é poluído, acreditem, não é irônia não… nem tudo está perdido!)

  55. Tene Cheba

    A mediocridade a serviço do ego. Freud não explica, nem precisa.
    Milhões de livros se passaram, mas o burro continua ignorante, serviçal do seu ser, imbecializado pela crença fanática da sua importância. Eis que a fé transcende ao primarismo, camuflando seu corrosivo rancor, que permeia sua insignificante existência.
    Quem és tu, infeliz lacaio, filho bastardo e indesejado?

  56. Mariza

    Até parece que viver nos Istaites é essa maravilha toda! Pode ser para vc que é um correspondente e deve ter uma posição social à altura e não é negro, ou, imigrante mexicano e, assim, não sofre diariamente a discriminação emanada de certas pessoas. A discriminação é uma desgraça naquele país e é praticada abertamente e ninguém fala nada, haja vista que, ao se preencher ficha para atendimento hospitalar ou em consultório médico, perguntam se a pessoa é caucasiano. Não me surpreenderá, caso o senador Obama vença as eleições, se for solicitado a ele que entrar pela porta dos fundos da Casa Branca. Quanto ao Brasil, evidentemente que não é um paraíso e devemos isso à própria sociedade adjetivada que permite rufiões se candidatarem e serem eleitos para explorar o povo brasileiro, enlamear a nossa dignidade e nos fazer de palhaços e ainda aplaudirem textos tão sem graça quanto o é esse seu. O brasileiro só dá valor ao que vem e é lá de fora, acha a grama do vizinho mais verde do que a dele, mas pouco faz para tentar melhorar a imagem corrupta que tem o Brasil e nem se sente um pouco incomodado com isso, menos ainda coopera para a moralização do país. .

  57. Direita 88

    Te invejo Peri, brilhante comentario.
    Sr. Geraldo, pensa que tem todas as respostas. Vou propor ele da uma passadinha, aqui na “fazendinha”, na Vila Cruzeiro, no Complexo do Alemão, para enxergar o mundo, de outro prisma, e não debruçado na janela do seu ap. no Leblon.

  58. $mo$

    bom na minha concepçao , o nosso excelentissimo presidente nao sabe nada mesmo , porem todos o criticam mas votaram nele.

    idade: 15 anos

  59. Kurt

    Não sei…eu fiz campanha para o Lula em 2002 de uma forma quase fanática. Acho que foi o começo do que eu viria a me tornar hoje. Não votaria mais no Lula na minha atual cirustância. E na atual circustância do mundo também. Olho até com olhos diferentes para o Geraldo Alckmin numa próxima eleição( o Serra, Jamais. Parece o Senhor Burns). Também não fiz do Lula e do PT meus inimigos que estão no poder. Apenas acho, que ambos, perderam a graça. E o mundo se tornou um lugar tedioso, com poucas coisas interessantes para fazer e que acontece(Perigoso ele sempre foi). Acho que estou evelhecendo. Também porque vejo meu reflexo, na tela do monitor. Como algumas coisas mudaram desde 2002 para cá… Uma frase feita: “dos 10 aos 20 anos, acreditava na Santa Igreja Católica, dos 20 aos 30 anos, acreditava no partido Comunista, dos 30 aos 40, acredito só na mega-sena acumulada”. Acho que é por aí…

  60. Não meu caro, acho que o Sr está enganado!!!!! e mesmo não ‘Odiando’ a maconha eu contesto o que vc disse…se é reporter pode ir perguntar aos Stones, porque o nome da banda veio de uma música do Blues Man Muddy Wathers (apesar de vc achar que só tem o Bob Dylan ‘lá fora’ no mundo do Rock, a música é chamada Rolling Stone, e se a Revista não sabe disto por favor use de sua Influência para divulgar a
    Eles que não é Rolando Maconha e sim “Rollin’ Stone (“rollin’ stone significa “pedra rolando” mas aqui está como um adjetivo que não cabe a essa letra traduzi-lo mas que possue o sentido de alguém sem moradia fixa)” como está no link URL.
    Abraços e saudações Rockers.

  61. De qualquer forma vc está certo, algo acontece no Brasil, e mesmo sem ‘fazer piada’ o problema deste ‘isolamento’ é muito mais pelo idioma do que qualquer outra coisa, se o Brasil falasse Inglês ou Espanhol estaria muito mais integrado ao ‘mundo lá fora’ exatamente pelo patriotismo deles, mas como vc bem sabe o Brasil fala Português, um idioma próprio embora seja originado de Portugal…e quanto ás prisões? meu! tem mais bandido solto que na cadeia…qualquer um já sabe, mas finalmente falando do Negão, hahaha, agora a coisa ‘vai ficar preta’ hein? já pensou se o kra resolve pintar a Casa Branca?
    hahahahaha…abração.

  62. gthomas

    Anonymous ou seja la como for teu spelling: tudo bem tudo bem mas por favor ja que vc sabe tanto sobre Jagger, Richards, Wood, Watts, etc,,,,,e diz que o nome da banda vem de

    saiba soletrar

    Muddy Waters! which, combined with a pebble, will produce a rather curved and slimy round stone. Thus, a rolling stone! Whichever the version may be….it’s still the greatest rock band alive and SHINE a LiGHT on them

  63. Aninomyous

    Belê! valeu aí mano! hehehehe, Waters!
    Meu Nick é Aninomyous porque afinal tem tanto anonymous que ficaria anonimo demais para tentar responder depois, hahahaha…mas eu concordo com ….it’s still the greatest rock band alive and SHINE a LiGHT on them
    Na verdade não sou eu quem disse, Passou na MTV o clipe do Muddy Waters tocando a música com os Stones, então eles disseram que o nome havia sido retirado da letra de uma música dele e quando o encontraram pobre, pintando paredes resolveram ajudar ele, gravando o clipe.
    Valeu.

  64. Aninomyous

    Pode pesquisar, vou deixar o link da letra da música porque aqui no meu ‘trampo’ está bloqueado o Youtube hahahaha…mas na verdade não é a Rolling Stone que eles gravaram, mas sim a Manish Boy… http://letras.terra.com.br/muddy-waters/292455/
    Muddy Waters
    Composição: Indisponível

    Everythin’, everythin’, everythin’s gonna be alright this mornin’

    Ooh yeah, whoaw
    Now when I was a young boy, at the age of five
    My mother said I was, gonna be the greatest man alive
    But now I’m a man, way past 21
    Want you to believe me baby,
    I had lot’s of fun
    I’m a man
    I spell mmm, aaa child, nnn
    That represents man
    No B, O child, Y
    That mean mannish boy
    I’m a man
    I’m a full grown man
    I’m a man
    I’m a natural born lovers man
    I’m a man
    I’m a rollin’ stone
    I’m a man
    I’m a hoochie coochie man

    Sittin’ on the outside, just me and my mate
    You know I’m made to move you honey,
    come up two hours late
    Wasn’t that a man
    I spell mmm, aaa child, nnn
    That represents man
    No B, O child, Y
    That mean mannish boy
    I’m a man
    I’m a full grown man
    Man
    I’m a natural born lovers man
    Man
    I’m a rollin’ stone
    Man-child
    I’m a hoochie coochie man
    The line I shoot will never miss
    When I make love to a woman,
    she can’t resist
    I think I go down,
    to old Kansas Stew
    I’m gonna bring back my second cousin,
    that little Johnny Cocheroo
    All you little girls,
    sittin’out at that line
    I can make love to you woman,
    in five minutes time
    Ain’t that a man
    I spell mmm, aaa child, nnn
    That represents man
    No B, O child, Y
    That mean mannish boy
    Man
    I’m a full grown man
    Man
    I’m a natural born lovers man
    Man
    I’m a rollin’ stone
    I’m a man-child
    I’m a hoochie coochie man
    well, well, well, well
    hurry, hurry, hurry, hurry
    Don’t hurt me, don’t hurt me child
    don’t hurt me, don’t hurt, don’t hurt me child
    well, well, well, well

    Yeah

    Abraços.

  65. Aninomyous

    Ops! errata: Mannish Boy!!!

  66. Aninomyous

    Errata II: Putz! agora que eu vi, o Sr. é Diretor de Teatro, foi mal…hehehehe…sabia que já tinha ouvido falar de ti, legal! 🙂
    Então quer dizer que….mas então….sei lá, se o Richards já cheirou até as cinzas de seu falecido pai, talvez então…. Thus, a rolling stone! Whichever the version may be….

  67. gthomas

    Adorei, Mannish Boy, mas nao custa revelar primeiro nome. Aqui ninguem come ningem
    LOVE
    G

  68. Edward

    Mas o que eu já sabia era q o nome da banda e da revista foram mesmo inspirado numa música o bob dylan. Mas o que importa isso? eu já não ouço tanto rocko como ouvia antes. Nada de novo não vai acontecer pelos próximos mil anos.

  69. Se é por falta de adeus
    Vá se embora desde já
    Se é por falta de adeus
    Não precisa mais ficar

    Seus olhos vivem dizendo
    O que você teima em querer esconder
    A tarde parece que chora
    Com pena de ver
    Este sonho morrer

    Não precisa iludir
    Nem fingir e nem chorar
    Não precisa dizer
    O que eu não quero escutar

    Deixe meus olhos vazios
    Vazios de sonhos
    E dos olhos seus
    Não é preciso ficar
    Nem querer enganar
    Só por falta de adeus

    kss wl

  70. Sandra

    Gerald e Aninomyous, adorei a conversa de vocês!

  71. Sandra

    Mas o rock não morreu?

  72. Sandra

    Texto fantástico, Gerald!

  73. juliano

    FHC já disse que o brasileiro é caipira, no sentido de ser provinciano! Mas os americanos também possuem essa visão ampla do mundo? Há um debate por exemplo sobre o subsido da agricultura e as restrições as importações dos países mais pobres que tambem prejudicam o desnvolvimento mundial? Há o debate na campanha eleitoral americana sobre a América Latina ou a Africa? Admiro muito a historia da America e aqueles ilumistas que fizeram esse grande país, mas será que esse isolamento não é um defeito global? Sinceramente conheço poucos países que conseguiram absorver a cultura de varios povos, arabes, judeus, japoneses, italianos, portugues, o modo d evida e empresarial americano como o brasileiro. Isso está na culinaria, nas faculdades, na língua, em quase tudo, somos uma nação mestiça. O Brasileiro é um dos povos que mais acessa a internet, inclusive a classe baixa graças aos cybers de R$ 1,00 a hora. Não sei se essa idéia do Brasil como um país isolado é verdadeira, até porque jornais de papéis são lidos apenas por gente mais velha,na faixa etária maior de 40 anos, será que a juventude está tão alienada do mundo?Não sei .Assunto complexo.Gosto muito desse blog já que coloca o leitor como protagonista e vejo que é um dos poucos que aceita publicar pensamento contrario. Abração

  74. Sandra

    “Botou a cara pra bater, negro, branco, ou amarelo, ou verde e amarelo: o homem esta concorrendo a Presidência dos Estados Unidos.”

    Igual a nós! Nosso presidente não encara nem uma vaia! Como é dodói!

    Quanto a sua arte, não é você que deve abaixar seu nível, é nosso povo que precisa evoluir. Você escreve lindamente. Seus textos são repletos de referências. Lamento, mas a gente precisa ler mais.

    E você não falou nenhuma mentira: O rio Tietê é um nojo mesmo!! Por que cair fora?

  75. Sandra

    E até que a comida americana é bem básica. Mas acho que sentiria falta do arroz.

  76. Olá Gerald Thomas!
    Sou editora do Jornal de Debates e tomei a liberdade de publicar esse artigo sobre a charge do Obama como um artigo externo do JD.
    Perguntamos, dentro desse contexto, se a há limites no humor e achamos seu artigo bastante pertinente.
    Dê uma olhadinha: http://www.jornaldedebates.ig.com.br/debate/quais-os-limites-humor/link/gerald-thomas-obama-um-negro-na-casa-branca-cartum
    Um abraço e até mais!

  77. marcya

    `Como é incrivel a sua super valorização do que vem de fora do nosso país é por conta de pessoas como vc que nós que vivemos fora do Brasil somos tratados como uma raça menor sem valor,estou indignada …
    Concordo que a politicagem do nosso país é uma vergonha e que estamos vivendo num processo catartico,mas acho que vc viveu com lentes cor de rosa quando viveu em outros países…
    Dicriminação ,poluição falta de cultura temos aqui na europa e em qualquer lugar do mundo…
    E tem também pessoas que mama na teta da mãe Brasil e só servem para exportar uma imagem destorcida preconceituosa aqui para fora…
    Como é ridiculo achar que é bom só o que vem de fora,temos nossas deficiências e gostaria que vc nos desse uma solucão ,proponho aqui um uma proposta para a melhora do
    país em vez de criticas nos de soluções…
    Xenofobia é o temos que enfrentar aqui fora do Brasil,e muitas vezes até de proprios brasileiros que estão naturalizados aqui,poís agora já se sentem que fazem parte dessa raça superior conseguiram sua dupla nacionalidade,rs
    Estou indiganada lendo sua teoria completamente preconceituosa .
    Nós só seremos respeitados primeiros respeitando nós mesmos ,não vendendo para essa imprensa sensacionalista só a parte negativa e a cultura do oprimido…
    Que tal lembrar do tom Jobim que mostrou aos americanos que no Brasil existia a bossa nova…
    Nosso pais é um menino perto da humanidade,muitas vezes insensato ,travesso,mais um garoto encantador
    Um pais como EUA opressor ,que precisa saquear medinas para montar museos no seu país realmente é o ser perfeito rs Temos que conhecer e estudar….
    Como vc disse existe vida fora do Brasil!!!
    Será?????????

  78. Andrés Lobato del Valle

    Sr. Gerald Thomas.
    Eu sou um cidadão espanhol que permaneceu no Brasil durante 2 anos.
    Sabe o que é uma grande idiotice desde o meu ponto de vista? Que as pessoas como você, muito bem informada, muitissimo bem instruida e com uma fantastica escrita não use toda esa aprendizagem para pensar em algo que realmente ajude o “seu” pais e sim para fazer aquilo que todos os mediocres fazem, desmoralizar e criticar.
    Não quero pensar que o faz por mal, mas gostaria que ficasse claro para você que se o seu pais está como está, é precisamente por culpa de pessoas como você, que ante as dificuldades o melhor que tem a fazer é sair fora e procurar algo melhor ( para você, com certeza, deve ser os EEUU, certo?)
    Vou-lhe falar do exemplo do meu pais, o qual conheço. Em Espanha quando algo se passa que o povo acha que não está correcto, sai para a rua e se manifesta. Não se limita a falar já que como diz o povo, “as palavras são levadas pelo vento”. Espero que as pessoas não sejam levadas pelo seu pensamento destructivo e espero que as pessoas tomem o seu depoimento como um início de revolta. Reparou que não deu nem uma sugestão de melhora?
    Pense um pouco sr. Gerald Thomas.

    Andrés Lobato del Valle

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s