Debate no SESC AV Paulista- Alberto Guzik e Gerald Thomas abrindo a série "o que der na telha"

Quarta, amanhã, às 21 horas no SESC da Av. Paulista (não confundir com o SESI nem com o Instituto Medico Legal e nem com o Macksoud Plaza e nem com a Casa de Haroldo de Campos e nem mesmo com o Citibank e muito menos com o Masp) eu, Gerald Thomas, amante número 1 desse país (portanto as críticas – quem não ama não critica, ignora!) dou início a uma série de debates: o primeiro é com o ator/autor/ex-crítico do Jornal da Tarde e genial, genial, figura; membro do Companhia Satyros de Teatro (que assaltaram os assaltantes da Praça Roosevelt e tornaram aquele lugar “o point’ da cidade já faz alguns anos), o Alberto e eu…..bem. O Alberto e eu nos conhecemos quando o Brasil ainda era colônia da Austrália. Ele escreveu muito sobre meus espetáculos quando era crítico do JT e do Estadão, e eu estava na ponta da ponta de encenar uma adaptação de seu romance maravilhoso, Risco de Vida. Alberto, além de estar on the road com sua troupe, trabalha em seu mais novo romance MARAVILHOSO (parte do qual eu já li – início, porque ele teve receio ou ciúmes de me mandar mais porque um personagem “parecido” comigo tem uma morte HORRENDA), enfim, esse novo romance chama-se UM CRÍTICO.

Discutiremos sobre o que DER NA TELHA e o que VOCÊS perguntarem:

1- Aonde: no auditório – 14º andar do SESC Av. Paulista

2- Quando: 21 horas de quarta, amanhã.

3- Quanto custa? Nada, zero, niltch.

25 Comments

Filed under release

25 responses to “Debate no SESC AV Paulista- Alberto Guzik e Gerald Thomas abrindo a série "o que der na telha"

  1. O Vampiro de Curitiba

    O Gerald falou tudo o que eu pretendia dizer e não sabia como: Quem critica o país, critica-o porque quer vê-lo melhor. Não é com terrorismo e demagogia, nem dando esmolas em vez de empregos que alguém vai melhorar o Brasil. E vamos parar com esse maniqueísmo ridículo de luta entre o bem e o mal. Teve gente que ficou nervosinha porque cobrei responsabilidade do MST. Credo, quanto fundamentalismo, parece até que eu chutei a santa dos fanáticos! Me desculpe, Gerald, por fugir ao tema do post, mas gostaria de dizer que eu não sou porta voz de nada, como o Carlos insinuou, só não vou deixar de expressar a minha opinião por conta do mal humor de um ou outro leitor.

  2. Eu vou , vou , vou ver meu Gerald hoje!!e ainda por cima debater???AMEI!!!! TO LÁ MEIA HORA ANTES , pro cafezinho
    WL
    Sol

  3. Como já postei repercuti esse texto abaixo, aí vai o trecho q nos interessa aqui:

    Quando Reinaldão Azevedo ficou amiguinho do “maconheiro” e “depravado” Gerald Thomas, algumas fiéis não perdoaram o deslize e ameaçaram abandonar o blogue. Oóóóóó. E agora? Fico pensando com meus botões: quem é que vai dar chutes e pontapés nas viúvas de Azevedo? Aliás, o sadomasoquismo explícito e doentio é moeda corrente no blogue do Tiozinho do Chapéu. Ele adora disciplinar e chutar traseiros (e usa a lógica, e a ética e a moral e os bons costumes, para penabundear os incautos que atravessam seu caminho). Assim conseguiu transformar o porra-louca Gerald Thomas num filho de Maria, isso é genial. Nassif faz a linha Vila Madalena, técnico-estatístico-ódoborogodó.

  4. O artigo todo do Mirisola de onde foi tirado o post acima está em:
    http://congressoemfoco.ig.com.br/DetArticulistas.aspx?articulista=440&colunista=22

    Repito que o texto É DO MIRISOLA.

  5. Ops . Amanhã.Quarta 16. Esse Mirisola só pode ser um chapado todo mundo sabe que o Gerald ODEIA maconha. Eu heim?

  6. Valéria

    Que seja um maravilhoso encontro no dia mais lindo do ano!

  7. gthomas

    Maconha? TO FORA! Sorry: Sol ta certa e me conhece ha anos. DETESTO!
    LOVE
    G

  8. Edward

    Vamp

    Tenho uma vaga idéia de que você seja de Curiba. Eu não sou de Curitiba e nem sou de nehuma região do sul do país. Tenho parentes que moram na região sul por parte de pai. Porém, meu pai vei para Brasília * com o pai dele. Aqui meu pai casou e fez a vida dele. E eu nasci em Brasília *. Em 2006 fui conhecer a cidade onde meu pai nasceu que foi em Porto Alegre. Eu fui com uma idéia de passar pelo menos uns 6 meses em casa de parentes. Só que quando eu resolvi fazer um curso de especialização, no decorrer desse curso, encontrei algumas pessoas que não foram com a minha cara, nem com o meu sotaque. Num primeiro momento não dei muito atenção até que eu me echi e me encheram a paciência. Essas pessoas criticavam o meu sotaque , dizendo que era do nordeste. Então a ficha caiu. A região sul do país, algumas pessoas que moram lá, acham que tem algum tipo de rei na barriga em relaçõa aos outros moradores de outras regiões do imenso país que é o Brasil. Eu já tinha ouvido falar, vagamente, de idéias separatistas no sul do país, pricipalmente no Rio grande do Sul. Mas em 2006 eu senti na pele o que é sofrer preconceito por causa de onde você nasceu. Então voltando a Brasília entrei no orkut e ví lá várias comunidades separatistas, muitas pregando o preconceito contra as pessoas de outras regiões, e tantas outras se dizendo apenas desfavorecidas pela União que não repassa o dinheiro de impostos que pagam. Achamo que isso acontace só com eles. As região do país estão em rivalidades. Não sei que grau de importância vocês dão nisso, mas eu acho que isso pode ser uma semente tanto do mal quanto do bem. O Nordeste brasileiro é mal visto por muitas outras regiões do país. Até o próprio ministro Gilberto Gil disse que a Bahia não está no Nordeste. No sul o movimento separatista é encabeçado por um tal de Celso Ducher, que já deu até entrevista em progrmas locais da região sul. Que está dizendo que o movimento pela separação do sul cresce a cada dia. Não sei. tenho dúvidas. Mas esse tipo de movimento atrai mas adolescentes incautos.
    Vejo o Brasil, hoje, com outros olhos, Não somos de fato uma nação unidada. Os Brasileiros apenas assistem ao mesmo telejornal, mas não estão tão ligados entre si, não. Posso tá falando de uma questão menor, para vocês, diante das operações da Polícia Federal; mas a coisa, a medida que o país vai se tornando desigual, as pessoas das várias regiões que compõe o Brasil vai se tornando intolerantes….
    O Brasil ainda precisa ser decifrado.

  9. Contrera

    valeu, Edward, é isso aí! o que seria do masp sem o nosso cangaceiro-mor Chatô? que seria dos forrós sem o Asa Branca? e dos sei-lá-quem sem o Jackson do Pandeiro? viva o Nordeste! viva João Pessoa onde nada acontece e as praias são todas dos que não vão pra lá mas preferem ir à Cuba dos-que-agora-não-gostam-de-vagabundos! viva! viva Maceió onde um dia eu vi o Vladimir Palmeira discutindo sei lá o quê enquanto eu degustava um peixe de que não me lembro! viva! viva é nós! viva é vós! viva é eles! na boa, edward, que nome hein para quem tem sotaque de lá, ah, este país só está junto porque quando todo mundo queria zarpar isolado contrataram um pirata entediado – o “lord cochrane” – para fazer as bombas soarem mais alto. como fizeram também no chile! procure. em todo lugar temos o nome do sujeito, tão chato que quando não tinha guerra para lutar criava a própria! falou, edward mãos de tesoura, apoiado! incorporemos também as guianas, afinal quem é que tá para as colônias. e falo sério. que se fodam a frança, a holanda e a inglaterra! abração contrera ou contrare, só para fingir que soou engraçado…

  10. Contrera

    queria saber quem NÃO vai estar lá! quiça o bush, quiçá o obama, até ele estará lá, respondendo às questões do carlos quanto à new yorker. ah, esqueci: o carlos é que tá aí, em NY! ahahah talvez eu vá, depende, sei lá do quê! bj contrera

  11. Contrera

    mas eu juro que se eu for, eu vou!

  12. Contrera

    ô, Lúcio Jr, e você, meu querido, querendo colocar alguém contra alguém! que é isso? aqui, todo mundo é a favor de nada! de nada faz a menor diferença! veja bem: discutimos stf e caímos nos bombons de rum! discutimos mst e discutimos atores globais! (esta eu inventei ahahah, mas ainda tem tempo…) queremos continuar com uma novela e de repente o samba acabou! e vc quer trazer o milisola aqui. logo ele, que se dá – sempre – bem lá nos idos da praça roosevelt, em meio a desdentados (tudo bem, eu também sou um, preciso resolver umas obturações há décadas…)! também, lá todo mundo para cerveja para todo mundo! até o anselmo, vulgo bac, que me convida para aparecer e eu vou – quando ninguém tá mais lá! pô, lúcio, vc, em bom despacho, não deveria estar fazendo isso mesmo, bons despachos???? (que me perdoem a brincadeira meus guias….!) na boa, lúcio. traz-nos antropofagia oswaldiana, até traz-nos jango de volta, mas deixai nossos intelectuais fedorentos – incluo-me nesses, exceto quando uso meu MAN, da Calvin Klein, comprado no Peru – morrerem em paz!!! ahahahah contrera

  13. gthomas

    Contrera: estou com um monte de capsulas de Lexapro (antidepressivos) sobrando. Como abandonei porque achei que era pessimo pra mim, resolvi que talvez fosse bom pra voce, pra te acalmar. Quem sabe? Uma semana e meia e tal….
    Se quizer parar, para

    em troca, vc me da aulas de artes marcias ou de martial law
    que tal?
    LOVE
    G

  14. Contrera

    G,
    não preciso disso, não.
    só uma vez precisei, acho, e era balela.
    sou maluco mesmo, e quando quero.
    bj
    contrera

  15. Oi, Contrera, GT e pessoal, tudo bem? Na verdade, como fiz esse comentário, achei necessário provar, senão poderia ficar como se eu tivesse inventado Mirisola. Aliás, Mirisola criou um personagem para si mesmo, o cronista que picha todo mundo; nos livros ele desopila o fígado…Mas eu não o quero (ele é um dos nossos intelectuais?), muito menos aqui.
    Mandarei bons eflúvios para por diante.
    Abraços do Lúcio Jr

  16. Quem puder ir que vá…parece legal – eu vou ter de trabalhar a noite essas semanas – fucking desole

  17. Sandra

    Nossa!!! Que sonho!!! Pena que fico só no circuito infantil!

    M* para vocês!

  18. Contrera

    G,
    obrigado, querido.
    de fato, eu quero mesmo é rir, e às vezes é melhor eu mesmo pirar para isso.
    mas vc não precisa de aulas de artes marciais… mais de artes marcianas… ahahahah de marte eu entendo. martial law? com rawls?? ahahah só com schmitt, mesmo. algo que até que conheço…
    bom, vc vê, me fudi. não bateram os horários, eu quase me bati.
    me responda o email, então…
    bj!
    contrera
    falando do térreo do sesc… ahahahah

  19. Contrera

    mirisola, Lúcio?
    ah, se o bukowski soubesse o estrago no ego alheio que suas desopiladas no fígado e no pênis iriam causar…
    sabe, eu até que gosto de certos jogos de palavras, mas… sei lá.
    valeu por apresentar vc a ele e ele a vc, e nós a todos eles!
    ahahaha
    quem sou eu, mesmo?
    e isso lá importa?
    importa é que saibam que eu sou, não é?
    portanto… não sou, nem fudendo, muito menos fudendo!
    flw
    contrera

  20. Contrera tá tomando vitaminas marcianas…

  21. Direita 88

    Sr. Lucio, o Reinaldo é ” florzinha” e o Geraldo tambem, sacou !!!

  22. Claudia

    “oque der na telha”…deu mesmo oque falar….

  23. gthomas

    Claudia
    Wow, deu mesmo o que falar: je suis impressione! avec le extension de votre comentaire
    LOVE
    G

  24. Claudia

    C’est vrai!!
    Muitas vezes, leio o jornal para saber sobre um espetáculo, um concerto, um musical….ou perguntando para alguém…agora me baseio em que? nas quantidades de estrelas, que o jornal informa?…ou na critica?se…quem ama critica.
    Je perdu la notion de choses…

  25. CB

    Acho que o senhor esteja querendo dizer “zilch.” Os ingleses falam “nil” (zero), que no iidische se dá como “zilch.” Minhas fontes lexicográficas não atestam “nilch.”

    Videlicet tambem “zip” and “diddly” ou “diddly squat” (alternativamente “doodly squat.”) “My gal is red hot / Your gal ain’t doodly squat” — Commander Cody & His Lost Planet Airmen.

    É assim no Brasil: ninguem fala um inglês idiomático, pois quem fala um pouco fica como o rei caolho na terra dos cegos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s