Monthly Archives: June 2008

BlogNovela – parte 2

Vamp: mas eu ainda estou aqui dentro…

Gerald: Claro querido, as portas aqui são cenográficas.

Vamp: Mas como eu entrei aqui?

Gerald: Voando, como sempre. O Zorro tinha uma espada.

Vamp: mas aquilo é brincadeira.

Gerald: não, não é. É contraregragem mesmo. Contrapesagem, varas, etc. Bem complicado. Acredite.

Fabio: Que bom que voce voltou. Mas você não fala do pobre do Sargento Garcia, a cara do Lula, quando bêbado!

Vamp: RRRRRRR. (Odiomortal@odio.com.br)

Gerald: São truques que a gente usa. Parece, mas não é, entende?

Não somos reais, no entando sentimos dores reais. Ficamos feridos, sentimos a Weltschmerz , a dor do mundo, vemos e espiamos o que não devemos e escrevemos emails pedindo perdão pra pessoas que se sentem o máximo. Mas não são.

Sandra: Quem?

Gerald: deixa pra lá. Isso a gente vai revelando no desenrolar dos capítulos, quando o blog passar por Mumbai e por Ipatinga.

70 Comments

Filed under BlogNovela

A primeira BlogNovela da internet – num espaço de ensaio virtual e com comentário real dos leitores

Gerald: Bom, eu queria reunir todos vocês aqui pra tentar encenar….
(sou interrompido)

Fabio:…Gérald,…?!..Que tal falar da Dóroty Stang, Chico Mendes, o Joãzinho trinta, o “almirante” negro da revolta da chibata, o madãme satã, o dom Élder Cãmara,o Antônio Conselheiro……..!!!!!! Tem tãnto brasileiro BOM e PÓBRE, esquecido ……! Claro que o Mandela e o Bill são legais….! Mas eles não precisam de fãma ou espaço, eles já Os TEM, E MUITO..!..São RECONHECIDOS EM VIDA..! isso é muito legal. Os que CITEI, SE FUUUUUderam em VIDA E NINGUÉM TÁ NEM AÍ COM ELES..!(desculpe o palavrão)

Gerald: Peraí Fabio, calma. Eu nem falei ainda sobre o que trata esse espetáculo! Além do quê tudo já foi escrito sobre Dorothy Stang, Chico Mendes virou filme com Raul Julia e Dom Helder Câmara foi uma das pessoas mais conhecidas e reconhecidas de sua época. Mas estou aqui pra tentar montar uma peça inédita que escrevi pra vocês, do Blog. É uma espécie de remontagem de um espetáculo….
(sou interrompido de novo e vejo que o Vamp esta atacando fisicamente o Fabio)

Vampiro de Curitiba – (puxando o Fabio pelos cabelos) O ser humano é realmente incrível. No meu comentário acima, disse que, dependendo da resposta à pergunta – Quem fez mais pela humanidade, Mandela ou Gates?- ao responder, a pessoa estaria demonstrando a sua visão de mundo. A minha resposta é bom objetiva: Gates, óbvio! Afinal, além de ter ficado preso e parecido com o Morgan Freeman, o que mais Mandela fez pela humanidade? Mas não é esse o caso. O que me faz achar o ser humano incrível é o comentário do Fábio. Ele não quer saber nem de Mandela nem de Gates, quer que Gerald fale sobre “os pobres que se fuderam”. Ai, ai… não vou nem me alongar… nem Freud explica tamanha estupidez! Quer dizer que devemos falar sobre quem seja coitadinho, pelo simples fato de ter sido coitadinho? Foi esse pensamento cretino que elegeu o Lula. É um completo incompetente, mas as pessoas que o escolheram, não pensaram em quem seria melhor para o país. Pensaram em quem, na visão deturpada delas, mais merecia. Deu no que deu!!!

Obs: todos estão mudos no espaço de ensaio. Mau Fonseca tentava dizer alguma coisa tipo “a humanidade é horrivel” mas murmurava, ninguém o ouvia. Sandra tentava socorrer o coitado do Fabio que já flutuava a mais de 30 cm de altura do chão e estava sangrando. Eu me escondia, covarde que sou, atrás da única pilastra de concreto que havia no espaco.

Sandra (sussurando) – Mau, querido, fiquei horas em crise pensando no seu relato. Emendei com o sentimento que me causa os grupos nazistas da ex-DDR. Lembrei-me…..

Vampiro aos berros: PARA COM ISSO SANDRA! GERALD, PARA DE SER COVARDE E MOSTRE ALGUMA REACAO!!!!

Sandra (falando mais quietinha ainda)….lembrei-me também dos rapazes que queimaram um índio vivo. A alegação deles foi chocante: Achamos que era um mendigo. Por que as pessoas fazem isso? Por que ninguém está olhando? Ou pior: por que quem está olhando aplaude?
Mas isso não é a humanidade. Há pessoas que não fariam isso de forma alguma. O que será que as diferencia?

Vamp: ESTOU PERDENDO A PACIENCIA! Vou deixar essa companhia amadora. O diretor desapareceu!

Gerald: não desapareci não: só não aguento violência. Vamp, poxa, solta o Fabio. O cara vai ficar sem um só cabelo!

(Vamp solta Fabio. Fabio faz sinal de alívio mas ainda assim zomba do Vamp. É, não tem solução)

Cacá – Gerald!! Justamente isso! A coisa aqui no Brasil é assim uma política inalcancável e cansável. Vendo e revendo dossiês inacabados e arquivados. Pelo menos é cênico se pode nos servir de consolo sádico. E o povo com suas botas de gesso. Esses dia li uma entrevista do FhC em que ele falava desse sistema que chegou a um limite de inacessibilidade tal que gera a inação e a falta de brechas para a ação popular que não alcança mais como há tempos atrás. A teia do sistema, uma matrix.

Gerald – Cacá, tudo bem, tá ótimo. Justo o que você falou aí, muito justo. Mas eu estou aqui com vocês pra remontar o espetáculo M.O.R.T.E (movimentos obsessivos e reduntantes pra tanta estética – aquele que o Haroldo de Campos montou uma tese em cima e que viajou o mundo)….lembram? Nao lembram? Bem foi em 1990 e a segunda versão foi em 1991. Não lembram. É, falta cultura à essa falta de cultura. Falta memória a essa falta de memória!

Fabio -…É claro que odéte róitman ia ficar luêca, né, gentém..! Magina, homenagear éssa gentalha, por ser coitadinhos,…..onde já se viu nesse mundio, onde os “competentes” aflóram no “mercado” e se dão bem pelos seus “atributos” e “diferenças”..!…Pois, odéte, o Governo Lula deu no que deu MESMO, GRAÇAS A DEUS..! E ainda, vai fazer SUCESSOR, pro desespero do seu MENTOR! ..Quanto a você achar que o Bill é melhór que Mandela e a elizabeti achar que o dom ÉLDER deveria ser EMPALADO……..!!!!????…….não é preciso fazer cometário, pois a BÊSTA, está a solta na internét e isso já não assombra mais ninguém!

Gerald – Mas Fabio, eu já disse que…..

Vamp: se voce falar mais uma palavra com esse Fabio eu saio por aquela porta ali e nao volto nunca mais!

Gerald – Mas Vamp…..

Vamp: NUNCA MAIS entendeu? NUNCA MAIS!!!!


(ouve-se uma porta batendo, a luz desce em resistencia e Fabio sussurra: “poxa, perdi meu melhor amigo.. eh a MORTE!)

Fim do Capitulo 1 de uma longa novela da blogosfera!

20 Comments

Filed under BlogNovela

Varig e o Mars – Projeto da Cia de Ópera Seca

Sobre a Varig venho escrevendo há anos! Desde 2003, quando eu ainda escrevia pra um jornal carioca (está no http://www.geraldthomas.com) e depois pra Folha (tendências e debates) e outros veículos. Amo a Varig. É um dos casos mais tristes da história recente do Brasil. Pessoas DIGNÍSSIMAS roubadas de suas identidades, seus empregos, quase 14 mil. 14 mil pessoas postas na RUA por causa de FALCATRUA política, e tivemos que engolir essa TAM. Deus me livre!  E Lula diz que o caso está encerrado (está “encerado”, Museu de Cera, Madame Tusseaud – Baker Street ou Times Square) na Venezuela de Chavez. Um golpe FEIO, SUJO, horrível que deixou pessoas DIGNAS, os melhores aviadores…… quase 80 anos de aviação pioneira: um patrimônio nacional, cair, se (…), assim, por vias que já sao comuns no Brasil.

Sobre o Keplão aqui embaixo: é Kepler, Johannes Kepler (astrônomo do século 16) em Nurenberg (século 20): estamos indo por aí. Mas será mais que isso, óbvio. Não ficamos numa tecla só! Ficamos?. E Tem a ópera Hemingway também. E tem…….

Gerald

7 Comments

Filed under release, shot cuts

Morre Da. Dagmar Frias, viuva de Octavio Frias

Meus profundos pesâmes, Otavio, Luis e Maria Cristina. Não sei mais o que dizer numa hora dessas.

Truly sorry. Só isso.

LOVE

Gerald

Leave a comment

Filed under shot cuts

Bye Bye Bill Gates e Hello Nelson Mandela!

Parece que os nomes “micro” e “soft” foram dados por uma namorada depois de uma noitada nada sexual com o Gates. Mas hoje, com tanto dinheiro, quem precisa de um “Macrohard”? Bem, tchau né?

“She rocks” – Barack Obama disse agora há pouco sobre Hillary.  Os dois fizeram sua primeira aparição em público em “Unity” (nome apropriado né?) New Hampshire.

Polo Norte derretendo, Amazônia queimando: o planeta em chamas. Nosso pior inimigo: nós mesmos. Já dizia o “Blue Print for Survival”

LINDO tributo a Nelson Mandela hoje em Hyde Park. Completou 90 anos (27 dos quais na prisão) Uma presença de MILHARES de pessoas , estrelas, Hyde Park REPLETO,

Uma coisa emocionante! Caramba. Emocionante o que esse homem representa.

GT

18 Comments

Filed under shot cuts

Morte de George Carlin e meu pau na mão: amanhã!

Esses são os assuntos de amanhã. Triste não? Não. Nada disso.

A morte de um lutador, combatente como o Carlin é triste sim. Mas a dificuldade, impossibilidade do orgasmo por causa de um medicamento anti-depressivo é de fuder. Melhor, de não fuder.
Gerald

18 Comments

Filed under shot cuts

Bem vindos ao novo blog!

New York – Meus queridos: não posso deixar de dizer que é um pouco estranho mudar de casa, ou de host. Em princípio nada muda, já que é uma só tela, essa, a do computador. Mas vivemos num “nonsense surround system”, ou seja, o que nos importa, nos dia de hoje, somos nós mesmos, os dias do i-isso, iPod, iPhone, I-não pode, e meus vizinhos aqui no i-G…sei não! Sei não! Sei SIM. Caio Tulio é meu amigo e mestre desde 1853 quando Richard Wagner compunha o Anel dos Nibelungos e resolveu fazer uma pausinha pra compor (a pedidos de Dom Pedro II), o Tristão e Isolda (pago com dinheiro brasileiro pra inaugurar o Theatro Municipal do Rio de Janeiro: infelizmente o Municipal só veio a abrir as portas em 1908). Enfim, estamos nessa era em que tanto se monta NO Beckett (que escreveu EU NÃO) “not I”, que se esquecem um pouco da essência e do conteúdo de sua escrita.

Venho escrevendo em Blog há mais de quatro anos. Recebendo e ouvindo e lendo comentarios, os mais incríveis e os mais diversos, elogios e insultos de admiradores até detratores, assim como é no teatro.

É. Assim como é no teatro. Aliás, quando comecei com essa coisa de Blog, ninguém sabia muito bem o que era. Hoje, tem mais blog no mundo do que gente! Eu mesmo, confesso, não tenho saco pra ler, digo, outros blogs. Tem que ser MUITO MUITO exótico mesmo pra chamar minha atenção! Ou seja, leio o mínimo necessário porque está provado que blog, jornal, mídia em geral faz mal a saúde. Deveria ser tudo interditado pelo Ministério da Saúde. Êpa! O que foi que eu disse? Ministério? RETIRO!!!!

Odeio governos! Não. Também não é verdade. “Sou” pelo Obama aqui nos US, mas não gosto aí do Sr. Lula da Silva, e sei que isso – aqui no IG – cairá mal. Bem, vocês me contrataram, então terão que conviver com essa ovelha negra aqui dentro: vai ser duro ser “companheiro” de página de Zé Dirceu. Já tive pesadelos a esse respeito. Confesso que tive. Ao mesmo tempo, cheguei a um ponto de cinismo onde já não acredito mesmo em que a “arte” ou opnião possa mais fazer a menor diferença (como um dia já fez: exemplo, Bertold Brecht, Living Theater, enfim, a arte da “demonstração” da “agitprop”, panfletagem, aquela que saía da “clausura” da bilheteria e realmente ia pras ruas reclamar ou clamar sua liberdade ou a liberdade de alguma coisa: sim, Sartre se foi e a Simone também.

” Fail. Fail again. Fail better.”

“Falhar. Falhar de novo. Falhar melhor”
Samuel Beckett.

O tempo passa e os escritos desse homem (na frente do qual tive o privilégio de sentar algumas vezes) ficam cada vez melhores e mais “wise” , mais …. (“Oh palavras que me faltam” última frase da ópera “Moisés e Arão” de Arnold Schoenberg” que dirigi em 98 na Áustria….tão vendo? Não olho pra trás, não reviso meus textos, vou escrevendo assim como vou dirigindo meus atores, sejam eles brasileiros, sejam eles da Baviera, sejam eles dinamarqueses ou daqui, do East Village ou de….. (pausa pra uma lágrima cair)… Londres….onde meu coração ficou…de onde meus pés, na verdade, nunca saíram, ou melhor, a minha alma nunca saiu. O resto é uma miragem, deve ser. Esse que perambula por aí é esse “Nowhere Man” (peça que escrevi pra Luis Damasceno em 1996), e que finge estar em casa no Rio, em Sampa, aqui em NY, ou em qualquer lugar do mundo mas não está.

– Onde estou? No lugar perfeito. No lugar virtual. Nessa coisa que, um dia, um vírus vai comer, “nhac”, e pronto! Estaremos de volta a estaca zero: papel e lápis.

Seremos obrigados a ler Kafka de novo. Nao poderemos mais entrar no “google” e fingir que sabemos tudo sobre todos. Teremos que sair pra comprar um livro todo amarelado de Joyce, ou de Guimarães Rosa, ou de Shakespeare, ou mesmo de Harold Bloom sobre Shakespeare ou do Haroldo de Campos sobre Joyce porque….Por que? Porque no fundo estamos perdendo nossa identidade. Sim, com esse “evento global” com esse information overload, esse excesso de informação, acabamos nao entendendo muito de nada ou nada de nada mesmo e “nhac”.

Muito de nada. Nada de nada. Assim como Beckett que usava seis palavras e sobravam quatro. Ou Heiner Müeller que usava mais de três mil palavras num jorro hemorrágico, mas no final, também só sobravam quatro.

Sejam super-bem vindos a esse novo blog. Teremos colaboradores. Estarei, como sempre estive, escrevendo, berrando, de tudo quanto é canto do mundo. Ainda estou estranhando um pouco o layout mas….. Nada que uma breve clicada de olhos ou um breve trocar de lágrimas não obrigue a vista a se acostumar.

Espero, sinceramente, não decepcioná-los. Mas, se for o caso: uma bela vaia também é bem vinda
LOVE
Gerald

61 Comments

Filed under Apresentação