O Carnaval se aproximando

Voces nao sentem? Eu sinto. Pois, maio esta acabando e eu ja sinto uma especie de Carnaval Universal acontecendo. Dificil explicar: eh assim: qualquer um muda as regras de qualquer jogo, Intepreta o que quizer de quaisquer fatos, Escreve-se besteira apos besteira e mesmo assim, existe um clima exuberante no ar. Algo aqui nessas paginas estara mudando logo, Logo. Ontem tive uma longa e triste conversa com a minha nova troupe la no SESC da av Paulista. Rimos um pouco do Ze Celso rasgando a roupa de todos (como sempre) (la, o negocio eh ficar nu, e pronto!) e o Ze nao apoia o Sesc mas precisa dele (!!!) e quanto a minha troupe….nao sei, eh realnente estranho: algo diz que nao estamos nos mesmo registro,
Mas o Carnaval vem ai e quem sabe, com as novas fantasias e a um lindo batuque as coisas nao tomam outro rumo?
Gerald

PS aqui nesse blog, sr Carlos David or David Carlos QUIZER se escreve com Z ! entendeu? Nao gostou? Tem milhoes de outros blog por ai – literalmente (o mundo tem mais blog do que gente ou peixe) que escreve QUISER com S, Mas aqui sera com Z.
Pronto.
Gerald
depois da sessao sesc de hoje, lanco (viu? sem cedilha) mais um mini manifesto a la pato no tucupi)

51 Comments

Filed under Sem categoria

51 responses to “O Carnaval se aproximando

  1. Sandra] [SP

    Valéria, não sei… Fico um pouco preocupada com essa lei. Já acho estranho haver embriões congelados sem serem reclamados, mas acho que o que ocorre é que os pais vão adiando, adiando, … até esses embriões se tornarem inviáveis. Duvido que os doarão para pesquisa. O que leva à seguinte preocupação: se os embriões não forem doados voluntariamente, a gente está se arriscando a ir a um hospital tentando evitar um aborto e ter o filho arrancado. Quando surgiu a lei que todo o mundo era doador de órgãos caso não manifestasse a vontade contrária na carteira de identidade, o que ocorreu? Todo mundo ficou em pânico, com medo de algum hospital considerar mais interessante nossos órgãos que salvar nossas vidas. Veja a fé que temos nos cientistas! Acho o solo da ciência é tão perigoso como o da religião. E não podemos dizer que alguém está errado só porque ele é religioso, mas sim, arrumar argumentos melhores que os dele. E a garantia à vida é um argumento fortíssimo.

  2. Valéria] [RJ

    Gilda, Gilda, fica desesperada com as suas notícias. Coloque logo mais coisas aqui, este grito transposicional tem que ser ouvido. E eu te admiro, te admiro, viu?
    É Carlos, é bom mesmo q não tenha um ‘processo civilizatóro’ em cima dos índios, e tem gente dizendo q é importante ‘dar cultura’ pra eles, civilizá-los! Q seria desumano não fazer isso! Seria bom não exterminar nem prejudicar a vida deles, e que a curiosidade não fale mais alto, nem a imprensa marron, branca, preta, amarela, azul, prateada…
    bjim

  3. GILDA] [RIO

    Gerald,
    MATEI SAUDADES SUAS TE VENDO NO ALTAS HORAS,(JÁ QUE NÃO VEM AO Rio meRmo…rsrs!! ERA “AQUELE” G QUE ME ASSUSTAVA EM NY!! 😦
    BEIJOS E SAUDADES!

  4. GILDA (COM SAUDADE)] [RIO

    CARLOS, estou com 5 minutos de carga em meu notebook e ralando muito no Projeto de REVITALIZAÇÃO do São Francisco. Vc te toda razão quanto à Amazônia,MAS POR FAVOR,FIQUEM DE OLHO NA TRANSPOSIÇÃO. Enquanto levantamos dados para a revitalizaçao,as obras da trasposição já estão a galope e o Velho Chico em coma.Vão matar o São Francisco,vão levar nada para lugar nenhum e aí UM ABRAÇO…NÃO TEM MAIS JEITO,E O BRASIL TODO SOFRERÁ AS CONSEQUÊNCIAS. Nunca houve tantas prisões,tantos escândalos,novo CPMF, É proibido fumar,etc, e tudo não passa de boi de Piranha,p/ q as pessoas nem se lembrem da Transposição… A mídia tem que se movimentar se manifestar e mostrar,o absurdo que é. ME AJUDEM QUEM PUDER E QUISER, OPS QUIZZZER!! beijos a TODOS!
    Namastê
    I Miss U All!!

  5. Valéria] [RJ

    Há um certo carnaval dentro de mim: por 6 votos a 5 o STF aprovou pesquisa com células-tronco embrionárias!
    Um homem q se diz religioso tentava convencer uma pessoa q era pró células-tronco a se curar pela ‘fé’. É incrível q sob o manto dA verdade as pessoas cometem, dizem, pensam besteiras e mais besteiras, sempre mal vestidos de valores congelantes.
    Me lembrei até dum conto de Tchékhov ñ tem mto a ver mas tem): O Homem no estojo… Há mtos deles por aí, com galochas, guarda-chuvas e casacos, estojados.
    Bom, já tô linkando cenoura com beterraba mas tudo bem.
    E o mini manifesto, Gerald? Adorei o mini.
    Bjim

  6. Carlos] [NY

    Nossa senhora…Orson, meu caro…rest in peace…tá precisando…

  7. Carlos] [NY

    Apesar da beleza e emoção de ver fotos de uma tribo na Amazônia que jamais teve contato com a “civilização”, preferia que essas fotos nunca tivessem sido tiradas e que nunca soubéssemos da existência deles. Eles, que vivem por lá há tantos séculos, que possivelmente fazem linha direta com a origem de tudo, devem ter se incomodado com o pássaro barulhento e gigantesco que os observava e reagiram com flechadas. E eu lia ainda hoje sobre uma empresa Franco-Belga que vai construir duas barragens na Amazônia. Marina Silva era contra essas barragens, mas obviamente perdeu. As instituições estrangeiras realmente se importam muito com a preservação da Amazônia. Contrariamente ao que costumamos dizer, dinheiro dá em árvores sim, eles sabem disso. Tirem fotos quando visitarem a floresta. Mais 70 anos e o mundo precisará de provas que um dia ela existiu.

  8. rosebud

    FOR GERALD
    UTOPIA IS THE CREATION OF OUR SPIRIT –
    THE NO-MAN’S-LAND AT THE END OF THINKING AND WILLING/
    LISTENING TO THE INNER VOICE/ENTERING THE EMPTY ROOM OF FAITH/NOT IN OPPOSITION OF THE UNSOLVABLE STIFFNESS/BUT PURSUING THE STONY WAY OF KNOWLEDGE/WHICH DOESN’T PREVENT FROM NEXT AND MORE/
    DISASTROUS EVIL…

  9. Lelena] [Porto Alegre

    Gerald, você já leu algum livro do Sándor Márai? Eu terminei o que se chama De Verdade e já estou lendo As Brasas. Não sei exatamente o porquê, mas, em alguns momentos, eles me lembram você.

  10. (Claudia)] [SP

    Carnaval é…”onde o tempo fica suspenso e uma nova rotina deve ser repetida ou inovada, onde os problemas são esquecidos ou enfrentados; pois aqui, suspensos entre rotina automática e a festa que reconstrói o mundo – tocamos o reino da liberdade e do essencialmente humano”
    DaMatta

  11. Mau

    Proponho o manifesto dos psicotrópicos e tarja pretas – agora todo dia na TV tem um caso de loucos varridos e desequilibrados – é o povo dando vazão às suas angustias e frustrações – é mulher dirigindo na contramao, é paulada na cabeça, enfim…É isso.

  12. Mau

    Fiquei curioso a(à) cerca (e agora é com crase ou sem crase professor Pasquale)do Manifesto Geraldiano direto do Sesc (alias esse Sesc tá misterioso)

  13. O Vampiro de Curitiba

    Ana, que tempo que nada! Não saio daqui nem a pau. Onde mais vemos o dono do blog dar esporros desses nos leitores mais indelicados? Quem mandou, Carlos David, ser indelicado e querer corrigir os outros? Bom, acho que seu nome é um destino. Os demais leitores sabem do que (ou de quem) estou falando… Voltando, Ana, estou em Londrina, norte do Paraná, meio sem tempo. Daí que talvez não venha a postar com muita regularidade, mas dou um jeitinho. Eu sempre dou!

  14. Sandra] [SP

    Ai… Pode escrever em letra pequena, viu?

  15. Contrera

    gerald: dá-lhe, urra! sr. carlos david ou vice-versa: isto (em espaço e tempo) não é ocasião de ficar insistindo em gramáticas só para (tentar) impostar saber. os tempos mudaram. os jovens skrvm dfrnt! e têm parte de razão!

  16. Contrera

    ana: pode ser, mas eu sofro demais com isso. por minha própria incapacidade de encontrar FACILMENTE o MEU registro. andré: tudo bem. mas é muito chato a gente ficar dando facadas em si mesmo, ao criar novas máscaras para esconder aquilo que não sabemos que existe. é a alma.

  17. Sandra] [SP

    Legal!!!! Eu e o próprio tempo vamos parar para ouvir!!!!

  18. Mau

    PREFIRO O TANGO. NESSAS HORAS SOU MEU LADO ARGENTINO. SEM FRONTEIRAS.

  19. Sandra] [SP

    Gerald, seus textos mais lindos e mais fortes, como aquele magnífico artigo de 16/4, são aqueles em que você se despe, sangra e não tem medo de mostrar que chora.

  20. Sandra] [SP

    Puxa… Estão todos inspiradíssimos! Dissonantes, somando-se, com máscaras, nús,… Você tem razão, Gerald. Isso é o Carnaval. “Não chore ainda não, que eu tenho a impressão/ Que o samba vem aí/ É UM SAMBA TÃO IMENSO QUE EU ÀS VEZES PENSO/ QUE O PRÓPRIO TEMPO VAI PARAR PARA OUVIR”

  21. Ana

    Ao símbolo é além: acho o carnaval uma loucura! Quem já saiu por uma escola sabe da beleza que é! Quem já foi a clubes sabe da merda que é. Quem curte sozinho, sabe da solidão que é. E quem não sabe sambar precisa aprender a mexer o corpo, para saber a delícia que é!

  22. Ana

    Vaaaaaaaaaamp: você não está querendo dizer que está “dando um tempo”, né? Agora que o “namoro tava engatando”, poxa. Pode tratar de voltar. Please.

  23. Ana

    Pq. sabíamos que estávamos sendo enganados, mas sustentamos isso pelo fato de precisarmos da tutela do governo (afinal, e aí é outro o foco desse trecho do comentário; é político de política profissional mesmo), alguém tem que fazer o trabalho sujo. A sociedade prefere representantes “mascarados”, a assumir a política como responsabilidade socio-individual. /// Nossa, mudei totalmente de assunto…

  24. Ana

    Sobre máscaras: melhor nunca usá-las. Cria-se, de cara, um vício. Quando se muda a situação a pessoa corre atrás da máscara e a situação pede outra que aquela pessoa não consegue modelar a tempo. É quando dizemos que as máscaras caem. No caso do teatro, e vou me ater a ele, pq. o blog é de um dramaturgo. Então, no caso do teatro quanto menos se usa a máscara melhor. A cara, o coração, o espírito e a carcaça têm que estar prontos para receber a máscara, no sentido de persona(gem). Se já existe uma, o candidato a ator não será nunca um ator, mas um intérprete de várias máscaras. E isso nunca é bom. Nem para o texto, nem para o diretor, nem para os atores, nem para a platéia. É como acontece no governo: todos usam máscaras, ninguém está ali “em-si-mesmo”, nu, disposto. Então quando dá alguma merda, e o cara vai trocar de máscara, a sociedade INTEIRA percebe. Fica feio. Bem chinfrim. Muito, muito, pobre, e a gente sente vergonha pelo governo, nessas horas. (Ct.)

  25. Ana

    Contrera: ninguém nunca está no mesmo registro e isso é impressionante! Eu acho o máximo! É o que traz cadência, movimento. Se todos estiverem no mesmo registro não há MOVIMENTO, CRESCIMENTO, FLUIDEZ. No mesmo registros estão os solados (pá-pá), o compasso de um aprendiz de piano (tec-tec), os ponteiros de um relógio (tic-tac). O que é VIVO não pode mesmo estar num mesmo registro. Nem o pó embaixo do tapete, digo cada partícula, se encontra sob o mesmo registro; cada uma vai para um lado. A questão de SINTONIA não tem a ver com registro. Mas a questão de SINERGIA tem. Aí sim é foda. Não há empatia, não há registro do registro do outro. Não há SINESTESIA, não se “registra” com ninguém. Me dirigi a você, mas o destinatário disso tudo saberá ler. Ainda: o registro de um foco por uma pessoa jamais será o mesmo se visto ou focado por outra. Mas lembro: existe a apatia. Contra essa ninguém pode. Ela não se comunica com registro algum. Então o inimigo é a apatia. É necessário sacudir tudo.

  26. andré luis patricio

    mas há q tirar; a tirar as velhas máscaras,contrera!.

  27. Contrera

    andré: tão logo tiramos uma máscara, surgem milhares de outras!

  28. Contrera

    o mais difícil, sempre, ao menos para mim, é achar o mesmo registro do OUTRO, dos outros. e viva o carnaval, realmente. é a história, essa nossa companheira de loucos.
    carinhos
    contrera

  29. Carlos David

    “Quiser” se escreve com “s”. As idéias também tão boas…

  30. Lu

    Ana e Sandra, que emocionante ler os posts de voces! Nao sei se e carnaval chegando, mas hoje eu vi pessoas nuas e batucadas e achei lindo, no site do sigur ros (www.sigurros.com). Hum… Mais musica: “Quem me vê sempre parado, distante garante que eu não sei sambar… Eu tô só vendo, sabendo, sentindo, escutando e não posso falar…E quem me vê apanhando da vida duvida que eu vá revidar/Tô me guardando pra quando o carnaval chegar”… Hey G, aproveita que os registros sao diferentes e orquestra umas dissonancias… 😉

  31. Sandra] [SP

    Ana, querida, o tempo cura todas as coisas negativas que sentimos quando perdemos quem amamos: cobranças, revolta, dor… Fica só a imensa saudade.

  32. caca

    fantasiados de phoenix o bloco contagia e faz uma nova batucada
    bj

  33. Gustavo] [Gainesville, FL

    Até porque já dizia o samba da Mocidade Alegre: “Sonhar não custa nada”.

  34. Valéria] [RJ

    Nossa, cada um pegou uma direção, foi um carnaval de interpretações! Isto é q é um texto produtivo… Aqui no Brasil há um clima nada exuberante, estas eleições, estes candidatos apressados… Nunca estão no registro e nunca querem canalizar o dinheiro pra Saúde, pra Educação, pro Sanitarismo, pro meio-ambiente sustentável… Isso é um carnaval com letra velha e engessada e melodia parecida, e o samba fica cada vez mais rápido, um coelhinho dizendo ‘tô atrasado, tô atrasado pra pegar meu din-din roubado” E a gente engolindo este tipo de besteira goela abaixo…
    bjim

  35. andre luis patricio] [são paulo

    talvez seja a hora de tirarmos as máscaras e irmos para o arrebento,ai, sim, entraremos em perfeita conexão contigo maestria.axé!!!!!!!!!!!!!!!.

  36. Lilian] [MG

    Não Fábio…
    Herois contemporâneos velocino de plástico nau sem rumo trágica tragédia que estais no céu acionanos os nossos desejos e nos deixe cair em Tantas-Ações mas livrai-nos dos sendentários da arte penitente do artista da mamãe dos iluminados da auto ajuda de nós mesmo…
    amei.

  37. franklin albuquerque

    REALMENTE VOCE TEM RAZÃO NÃO ESTAMOS NO MESMO REGISTRO, E SABE POR QUE ??
    SOMOS UM BANDO DE PRETENCIOSOS METIDOS
    A MERDA PENSANDO QUE SABEMOS ALGUMA COISA, ATE’SABEMOS MAS ISSO SÓ EXISTE NA TEORIA E A PRÁTICA COMO É QUE FICA ?
    TÔ MUITO PUTO TAMBÉM SAI DE LÁ MUITO TRISTE E SEM VONTADE DE VOLTAR…MAS VOU TENTAR SALVAR O MEU SONHO E TRANSFORMAR ESSA MERDA DE TEORIA (QUANDO FICA ENCROADA NA CABEÇA E NÃO VAI PARA O CORPO, PARA A VIDA VIRA MERDA MESMO) EM PRATICA, NÃO SEI COMO E NEM PORQUE VIAS MAS EU QUERO !!! E MUITO !!!!! E QUE O CARNAVAL CHEGUE E LEVE EMBORA AS PRETENSÕES DE TODOS NÓS…

  38. Ana

    Quiser é com “S”. hahahaha. Chega doeu.

  39. Ana

    Eu não sei se é o “carnaval se aproximando”. Para mim, é uma série de sensações que esse mês de junho representa. Exatos sete anos da morte do meu pai, meu grande tutor, grande amigo, talvez minha “alma gêmea”. E já que o Fabio já rezou, podemos ir direto à anti-liturgia: o mundo é um viés danado. Nada é por acaso e sem sentido; nem o desencaixe dos registros: existe algo aí a ser apreendido, capturado, para depois se materializar. Existe um sem número de coisas que dizemos e depois percebemos que não deveríamos ter dito; não-atitudes que cometemos, quando nos deitamos sobre nós mesmos e nossas dores, como se fossem as únicas coisas no mundo a merecer nossa atenção. Aí vejo o quanto nós humanos ainda somos egoístas, e o quanto deixamos de flutuar para nos apegar ao percalço, como se ele fosse a direção. Deixo tudo: o mês, o carnaval, os registros, as lembranças, a vida; tudo, nas mãos do coração, um órgão que não pensa e por isso mesmo é sábio. Love,

  40. fábio] [são paulo

    …pai nósso que estais no céu..! santificado seja vósso nóme, venha nós o vósso reino,assim na térra como no céu…, o pão nósso de cada dia nôs dai hoje e sempre..!..aí, FALÁ EM pão me deu uma FÓME!…a coisa aqui tá tão nonssence que só REZANDO mesmo..!.. que tal a gente combiná um “PIC NIC GERALDIANO”..?!… falamos de comidas e receitas e no fim elegemos o melhór prato.

  41. Harumi] [São Paulo

    Eu por aqui em vépera de quarta- feira de cinzas. O carnaval parece que acaba hoje e o que restará depois da falsa promessa de alegria é nada!!!
    Outro rumo? a Economist vem com a capa:Inflation’s back… e os BRIC’s irão atrás com certeza, achando que é modal.Agora, respondam, quem está no mesmo registro de quem????

  42. Ana

    Sandra, que linda simbologia a história da sua filha!

  43. O Vampiro de Curitiba

    Tá, tudo bem! Não se preocupem, não poderei abusar da paciência de vocês. Estou longe da minha Curitiba, da minha polaca (cada vez mais braBa). Mas sempre que der, venho visitá-los. Juízo! Não se esqueçam: Só quem tem juízo sabe como é bom perdê-lo. PS: Polaca, eu volto logo, prometo!

  44. O Vampiro de Curitiba

    Uaaauuu!!! Finalmente Gerald dá o ar de sua graça. Já estava ficando preocupado… Carnaval? Odeio com todas as minhas forças! Mas mesmo assim vou continuar escrevendo minhas besteiras, interpretando o que quiser da maneira que quiser… Já que não tem nenhum Zé Celso querendo rasgar minha roupa, já que não posso ficar nu, o jeito é esperar as mudanças no blog que Gerald está prometendo e continuar a encher o saco de vocês.

  45. Mau

    Só posso dizer HUUUMMMMMMM….

  46. Valéria] [RJ

    a gente tá sempre de fantasia, em todos os sentidos, e num carnaval, em muitos sentidos. Apesar de ñ saber batucar, sou apaixonada por batuques, e sempre evoca em mim uma certa poética, talvez pela ênfase duma batida sei lá. E me vem sempre aquela frase do Rimbaud: “um toque do teu dedo no tambor descarrega todos os sons do mundo e inaugura uma nova harmonia”, algo assim; há outras traduções mas esta eu adoro. Talvez goste + do q a original.
    E quando ñ estamos falando besteira, seriamente ou não? A gente ñ sabe a verdade nem o q é sério, mistério. Besteira séria e grandiloqüente é q ñ dá pra engolir duma vez. Talvez a gente tb seja esta grande besteira, esta ninharia. Mas as pequenas coisas me atraem e muito, as ninharias. Q venham outras páginas, Gerald, outras besteiras, a regra aqui é mudar as regras do jogo,né? Ficar nu, coisa + rara é ver alguém realmente nu. Todos em fantasias. E este termo, registro, dá o q pensar e brincar…
    Bom te ler mas hoje vc veio despido de LOVE. Té +

  47. Sandra] [SP

    Ah! Aumenta a letra! Please?!…

  48. celia

    eu sinto, e como sinto!!!!!!algo péga, dói e entristesse.Percebo que é coletivo,…. que arrebenta…. anunciando o carnaval……..aí é que sinto que inconscientemente estamos todos no mesmo canal.Precisamos e soltar os “bichos” desta “coisa” que tem na garganta e no peito!Love….

  49. Sandra] [SP

    Quanto ao Carnaval no ar, Gerald, a mensagem é para você, como a chuva chegando com minha filha foi uma mensagem para mim.

  50. Sandra] [SP

    Esse ano, em particular, São Paulo estará em festa em junho. Em 18 de junho de 1908 (Há CEM anos), chegava ao Brasil o Kasato Maru, primeiro navio com imigrantes japoneses. Mais um povo que veio “somar” conosco.

  51. gabriela xD

    cade a resposta q eu pedi se as mascaras eram simbolos sim ou naum.
    tentah coloka isso q teu site vai fika tri bom.
    Boa Sorte !!
    Feliz Natal !

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s