UOL comentarios com problemas!

DO VAMPIRO POR EMAIL (sem comentarios! porque os comentarios NAO ESTAO FUNCIONANDO )
Não vou postar no blog para não esticar demais o assunto, mas esse exemplo de sua família mostra bem a situação. O que o Nazismo fez com judeus, comunistas, ciganos, deficientes, enfim, todo aquele inferno criado pelos nazistas é sinônimo de covardia. A reação à essa covardia, ou seja, a guerra contra a Alemanha, foi uma guerra não apenas justa, mas necessária. A França não entendeu isso até hoje. Os nazistas desfilaram por Paris. Hoje, o próprio Sarkozi, considerado como "direita", vai negociar com as Farc's. Ele devia era ter invadido a Colômbia e libertado todos os reféns. Tem gente acorrentada no meio da selva há mais de 8 anos. Não tem nada que dialogar com quem sequestra pessoas para usá-las como moeda de troca. Se os EUA fossem como os franceses, ainda estaríamos dialogando com os nazistas. Um pouco do que escreví é pura provocação sim, mas não sou automaticamente contra toda guerra.
Abraço! Vampiro de Curitiba

Del Padre
Só uma perguntinha, desculpe a ingenuidade: me diz o que aconteceria com Sarkozy se os reféns fossem mortos nessa sua operaçãozinha estúpida. Dá um tempo cara, você cansou. Torrou a paciência. Acabou a graça. Você fala da sua "polaca" e do massacre de inocentes como se fossem parte da mesma palhaçada.E agora você queimou Homero. Claro, vai queimar um por um pra defender tua retórica nojenta. Tua provocação é uma bosta, você não provoca ninguém, você é apenas um pé no saco alienado. Estamos em 2008. O cara vem me citar Zaratustra. Cita logo o Cebolinha que tem mais a ver com você. Tô fora.

Carlos (US)
ee (continua) Carlos] [US]
A ingenuidade do Vampiro chega a ser patológica, uma vez que dizer que é patética seria redundante demais. Então o Sarkozy deveria invadir a Colombia e libertar todos os reféns. Bravo! E claro, aproveitar pra contactar o Tarzan e levar uns cosméticos pra Jane. Se possível, mostrar pro King Kong como ficou a terceira versão do filme sobre ele. Cara, vai ser alienado assim na Odisséia no Espaço.

Gustavo (FL) (Gain – ganhar (s) Ville)
Gerald, pacifist: a person who opposes the practice of war. Someone opposed to violence as a means of settling disputes. Quem gosta DEBATER, não necessariamente gosta DE BATER. Savvy? Spread the LOVE.

Gustavo
Gostei
LOVE
GT

da Marina Salomon (RJ)
e em todo argumento ou contra argumento ou contra contra argumento existe uma verdade prática.
Não, não é fácil ter a família exterminada, como também tive metade de meus antepassados, não é fácil ver de perto o desamparo total de uma criança sem família ou a angústia de não saber se é possível chegar vivo em casa atravessando uma linha de fronteira seja no Iraque ou aqui, no Rio de Janeiro. Guerras viraram estatísticas e números sem sentido para quem não está perto delas. E os números nos afastam da realidade, quando deveriam aproximá-la. Estes mesmos números se transformam em crises financeiras de impacto global ou em lucros de impacto individual. but, who cares? nascemos com o instinto de guerrear, não é isso?Mas… onde estão as hécubas, as cassandras, as antígonas? onde estão as pessoas que choram e gritam e suplicam para isso PARAR? Estamos de fato anestesiados. Transformamo-nos em belas e belos adormecidos na espera de um novo mundo. Este, preferimos não ver nem nos responsabilizar. na prática, me pergunto, diariamente, o que fazer, agora, neste instante, para não entrar em guerra com quem está próximo? não é uma tarefa muito fácil…
MS

Advertisements

20 Comments

Filed under Sem categoria

20 responses to “UOL comentarios com problemas!

  1. Carlos] [US

    Mas o Iraque???? Por favor, leia a respeito, já te pedi isso mil vezes. Eu já não era pra estar escrevendo isso porque como disse: encheu o saco. Essa tua retórica está se desmoronando dia após dia. Você totalmente ignora que os EUA já deram tapinhas nas costas de Saddam, que Bin Laden recebia armamentos dos EUA…Apenas entenda que é mais nojento do que você imagina. Então não repita que a guerra do Iraque ocorre PRA NOSSA LIBERDADE. Isso é um ERRO GROSSEIRO de interpretação. PS. UOL CONTINUA COM SUA ESTRATÉGIA DE ENGANAR OS PATROCINADORES.

  2. Carlos] [US

    Vampiro: se você cobra mais maturidade das minhas mensagens, releia o que você escreveu. Esse seu pensamento sobre o Sarkozy invadindo a Colombia, por exemplo. O Mau respondeu à sua citação de Homero: você fala em Homero em 2008?? Ou você começa a pensar no que fala, ou vai ficar cada vez mais complicado. Eu nunca disse que a guerra contra a Al Qaeda é ilegal, por exemplo. Os EUA foram atacados (pelos terroristinhas que eles mesmos treinaram, mas isso é um detalhezinho, né?), então revidaram. (cont)

  3. Sandra

    Meu pai, que era português, foi mandado pela família para o Brasil com 14 anos, porque senão iria morrer em Angola, como muitos dos seus amigos, sem nem saber porquê, ele que foi bóia-fria desde os 9 anos. Tenho uma amiga carioca que teve a mãe morta na sua frente, numa guerra entre facções. Por ter reagido (com as mãos limpas), levou um tiro que quase paralisou suas pernas, e teve que vir para São Paulo, expulsa de casa, sozinha, uma menina de 12 anos. Vivemos uma guerra civil, e abstraímos completamente. E falamos da guerra em termos técnicos. Deve ser porque dói muito.

  4. Sandra

    A gente abstrai a guerra. A 2a guerra mundial ocorreu na metade do século passado. Nossas famílias ou a de nossos amigos estavam lá. Minha bisavó vendia os cabelos para os filhos terem o que comer. Vieram para o Brasil trabalhar em plantações de café, em regime de escravidão. Quando perguntei à minha mãe de que cidade meus avós vieram, ela não tinha idéia. Tudo foi enterrado. Até os nomes. O que será que significa não ser chamado pelo seu nome original por ninguém de sua família, nem sua própria mãe?

  5. Sandra

    Gerald, ontem a noite imaginei pessoas de minha família, com nome, sobrenome… cada um único. Imaginei-os tendo um destino tão terrível. Imaginei-me depois, agüentando uma provocação idiota de uma boçalzinha prepotente que, do alto de sua arrogância, acha que: paixão=guerra, e razão=paz. Como se a frieza e o desprezo pelos sentimentos não levassem o mundo à tanta dor. E, no entanto, sua resposta foi linda. Quando li, meus olhos se encheram de lágrimas. Tomou? TOMEI. BEM-FEITO.

  6. fabio] [são paulo

    (que nem o hino do TIMÃO)….!!!!!CAAARLÃÃÃÃÃÃO,CAAARLÃÃÃÃÃO,
    CAARLÃÃÃÃÃÃO, CAAARLÃÃÃÃO!!!!!É isso aí Carlão!!!E dá NA “VAMPIRA”,AHAHAHAHAHAHA..! TOMÔ, “VAMPI/PAPA”, GOSTÔ..???PODIA DORMÍ SEM ÉSSA!!TÔ FALANDO QUE O CARLÃO É O CARA!!”vampi/papa”, CÓRRE LÁ PRO CÓLINHO do “tio Rei” córre!vai pedí ajuda pro GOOBELs, VAI, ahahahahahahaaha!!
    GOSTEI, BEM FEITO, LEVÔ A SUA, AHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que bom, comecei a SEXTA FEIRA COM O PÉ DIREITO, GRAÇAS AO CAAARLAÃÃÃÃÃO!!!!!!!!!!!VALEU CARLOS-US!!!!

  7. O Vampiro de Curitiba

    Fico imaginando o que se passa na cabeça de certas pessoas. Uns me acusaram de fazer a banalização da guerra. Me digam: O que fazer, por exemplo, só para citar o testemunho do Gerald, frente ao nazismo? Eu não consigo dormir sabendo que tem pessoas acorrentadas há mais de 8 anos na selva colombiana e ninguém faz nada por que é politicamente incorreto agredir um país, mesmo que o próprio país peça ajuda dos demais países para lutar contra o narco-terrorismo. É muito fácil ignorar o que se passa na Colômbia, no Afeganistão, em toda a África, no Tibete e ficar falando abobrinhas de um mundo de paz. Isso é egoísmo puro. É fácil morar em New York e defender a paz. Queria ver se morassem naqueles países que citei, se pensaríam da mesma forma. Pacifismo é uma coisa, egoísmo é outra bem diferente!

  8. O Vampiro de Curitiba

    Sandra, concordo contigo. Onde há paz, a voz deveria ser a primeira opção. E onde há voz, a paz deveria ser a primeira opção. A primeira, mas não a única. Se for preciso, para manter a voz, a guerra será sempre bem vinda.

  9. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, peço que vocês relevem o Carlos. Ele não é má pessoa, apenas perde o controle quando contrariado. Carlos, você é um cara bem articulado, escreve bem e tal. Sabe quem você me lembra? Falando sério? A minha filha. Ela também é contra as guerras, contra o imperialismo, defende os osprimidos, sonha com um mundo melhor, acredita na bondade das pessoas, etc… Por isso, acredite, eu entendo você. Ahh, ela tem 6 anos.

  10. O Vampiro de Curitiba

    Carlos, você precisa aprender a aceitar o contraditório. Já imaginou se todos fôssemos como você? O mundo seria permanentemente uma guerra.

  11. O Vampiro de Curitiba

    Engraçado, aqueles que se dizem porta-vozes da paz são exatamente os mais raivosos. O Carlos, por exemplo, é muitíssimo pacífico, desde que se concorde com ele. Olhem aqui: Nâo estou pretendendo que ninguém concorde comigo, mas não abro mão da minha liberdade de expressão. Tenham certeza que eu prefiriria um mundo sem Nazismo, sem terroristas, mas não é assim. Não serei um belo adormecido, como disse sabiamente a Marina Salomon. A “provocação” que fiz foi com relação às mulheres na citação de Nietzsche, que,óbvio, também estava sendo irônico. Com relação às guerras, não retiro nem uma sílaba. A paz é apenas um período entre-guerras. Não porque eu queira ou não, porque é assim desde sempre e assim será.

  12. Gustavo] [Gainesville, FL

    Gerald, pacifist: a person who opposes the practice of war. Someone opposed to violence as a means of settling disputes. Quem gosta DEBATER, não necessariamente gosta DE BATER. Savvy? Spread the LOVE.

  13. Sandra

    Acho que o que queremos é paz com voz, pois, como diria o RAPA, paz sem voz não é paz, é medo.
    Onde há voz, a paz deve ser a primeira opção.

  14. Mau

    Vamp, a gente falar de guerra no aconchego de nossos lares, de frente pro PC, tomando chá, café, comendo trufa de licor com cereja ou pipoca de microndas é fácil – facil demais. Abraços a vc, um beijinho no rosto pra sua polaca, e abs a todos 😉

  15. Lalinha Bathory

    Zyklon-B nas Farc´s!!! hahaha

  16. O Vampiro de Curitiba

    Se a Renata conseguiu, também consigo, he, he…

  17. Carlos] [US

    De acordo com as novas leis da XUXA utilizadas pelo UOL, as mensagens tem que ser menores ou divididas. Parabéns UOL. Rumo ao marco zero. Estamos perto.

  18. Carlos] [US

    Só uma perguntinha, desculpe a ingenuidade: me diz o que aconteceria com Sarkozy se os reféns fossem mortos nessa sua operaçãozinha estúpida. Dá um tempo cara, você cansou. Torrou a paciência. Acabou a graça. Você fala da sua “polaca” e do massacre de inocentes como se fossem parte da mesma palhaçada.E agora você queimou Homero. Claro, vai queimar um por um pra defender tua retórica nojenta. Tua provocação é uma bosta, você não provoca ninguém, você é apenas um pé no saco alienado. Estamos em 2008. O cara vem me citar Zaratustra. Cita logo o Cebolinha que tem mais a ver com você. Tô fora.

  19. Carlos] [US

    A ingenuidade do Vampiro chega a ser patológica, uma vez que dizer que é patética seria redundante demais. Então o Sarkozy deveria invadir a Colombia e libertar todos os reféns. Bravo! E claro, aproveitar pra contactar o Tarzan e levar uns cosméticos pra Jane. Se possível, mostrar pro King Kong como ficou a terceira versão do filme sobre ele. Cara, vai ser alienado assim na Odisséia no Espaço.

  20. renata

    gerald? “pura provocação sim, mas não sou automaticamente contra toda guerra”!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s