PACIFISMO

Como o Gustavo (Florida) comentou e a Sandra perguntou:
Nao seria bem o termo, ou seria? A historia da humanidade – eh bom ler Karl Kraus, Platao, Nietzche, Paul Celan, Kafka, W Benjamin, Klausewitz, Paul Virilio, Sartre, Barthes, Bernard Levin, Arthur Koestler, Hegel, Kant e a lista eh enorme: Zola, Stendhal, e…e…e…e.
Pra ver que um dia… Um santo dia… Um belo dia… tentariamos chegar a Thomas Moore. Delirio? Aldous Huxley, melhor ainda, George Orwell em seus "Essays"ou "Shooting an Elephant" chegam perto de algo que eu gosto:
Discussões brabas!
Divergencias existencialistas terriveis
Porque somos terrivelmente D I F E R E N T E S, D I V E R G E N T E S !!!! mas e dai? Mas e dai????
Mas podemos viver sem matanca!
Gerald

D I F E R E N T E S, D I V E R G E N T E S !!!!
a frase "THEY CALL IT FREE SPEECH, BUT APPARENTLY IT'S VERY EXPENSIVE!", tem sua graça, como você mesmo disse, em inglês. A tradução para o português faz com que perca o paradoxismo "livre"/ "cara". No conteúdo é perigosíssima: Se entendermos que a expressão está sendo paga, entramos no mérito de opiniões pagas, de jornalistas vendidos, etc… Isso, aqui na banânia, é um inferno. Aliás, é o assunto principal dos nossos blog's. Se, por outro lado, entendermos que a liberdade de expressão é um preço muito caro a se pagar, aí, sim, é o fim do mundo. Não existe preço para a liberdade. Para qualquer liberdade. Dos valores "Liberdade, Fraternidade e Igualdade", a "Liberdade" vem em primeiro não por acaso. Vampiro de Curitiba

D I F E R E N T E S, D I V E R G E N T E S !!!!
Fazendo um paralelo entre o que Gerald escreveu sobre as diferenças inerentes aos seres humanos e o preço da liberdade a que me referí, quero citar também Homero. Sabemos todos que a literatura universal tem início com a Odisséia, com a Ilíada. E o que eram narrados nestes versos maravilhosos? Heroísmo, valentia, hombridade, muito derramamento de sangue: Guerra. Sim, Homero narrava o fascínio que o metal exerce no homem. Ele nos lembra, ainda, que as guerras existem desde quando existe a própria humanidade. E assim será para todo o sempre. Estou falando na Guerra do Iraque? Também. Estou falando que esta guerra é o preço que pagamos pela liberdade? Estou. Não me venham, por favor, com "covardia", com "arrogância", etc… Covardia é usar mulheres e crianças como escudo humano. No dia em que os muçulmanos formarem um exército e enfrentarem os israelenses de frente (me perdoem o pleonasmo) aí também os considerarei como heróis. Enquanto isso não acontecer, continuo chamando-os de covardes. Um pouco de Homero: "Todos esses preparativos não interessam ao meu coração: apenas a matança, o sangue e os dolorosos gemidos dos homens." (A Ilíada). Nietzsche? Claro: " É preciso que o homem seja educado para a guerra e a mulher, para o descanso do guerreiro." (Zaratustra, se não me engano)
Vampiro de Curitiba


Do Gerald

Ponto SUPER Valido!
mas, ao mesmo tempo, pra quem vive num pais em guerra e convive com as familias da vitimas…..Nao eh assim tao facil. Ao mesmo tempo, nao eh tambem assim tao facil aceitar tudo isso quando se teve OITO membros da familia exterminados nas camaras de gas. Concordo com o que vc diz sobre o Hesbollah e etc. Claro. Super valido. Em todo argumento existe (dentro dele) um contra argumento: Michel Foulcaut


D I F E R E N T E S, D I V E R G E N T E S !!!!

Sim, sim, Homero começou tudo pela guerra. O tempo de Homero, era o tempo das barbaries. Era o tempo que a escravidão era visto como algo natural até mesmo pelos filosofos – passamos disso com o decorrer da historia – e esse processo foi feito pelos renascentistas, iluministas, capitalistas, socialistas, pelas revoluções da ciencia, da sociedade, das mulheres – e hj chegamos ao ponto que não é mais novidade – a guerra. A guerra de Homero era diferente, porque o homem ainda estava em seus primordios, do ponto de vista da existencia racional (isso embora na Grecia antiga a razão era ponto central ou naturalismo) …ahhhh vou tomar um chá.
Mau

Del Padre
[Carlos] [US]
A TODOS NESSE BLOG: vocês vão ter que se manifestar agora se concordam ou não. Foi dito aqui pelo "Vampiro" que a guerra do Iraque é o preço que pagamos pela liberdade de todos nós. Se a vida de um inocente iraquiano é o preço da minha liberdade, RECUSO essa MERDA CHAMADA LIBERDADE, mesmo porque só se FAZ MERDA com ela. De qualquer forma, NÃO USE A MINHA LIBERDADE PRA JUSTIFICAR um massacre covarde. Não FALE MAIS NADA QUE NÃO SEJA SOBRE A SUA PESSOA, Vampiro. Não use sua retórica deformada pra cima dos outros. A tua liberdade é baseada na RIQUEZA, a minha NÃO. Até o próprio BUSH riria da tua afirmação hoje. Até aquele fascínora vai acordar pra essa MENTIRA. Agora eu me pergunto: puta que o pariu, porque estou perdendo tempo escrevendo isso???? Tua opinião Não TEM A MENOR importância.

7 Comments

Filed under Sem categoria

7 responses to “PACIFISMO

  1. Mau

    Somos todos condenados a ser livres (parece que estou vendo Sartre com um charutão na boca me falando isso diversas vezes)

  2. Sandra

    Gerald, estou profundamente arrependida de ter feito aquela pergunta. Queria poder te dizer alguma coisa genial, como você costuma dizer, dessas que falam ao coração, não à razão, e abrandar a dor que isso lhe causou. Mas meu discurso não é assim. Eu não falarei mais sobre guerra com você. Eu não teria falado se soubesse. Peço perdão a você e a todos que partilham de dor semelhante.

  3. Mau

    Sim, sim, Homero começou tudo pela guerra. O tempo de Homero, era o tempo das barbaries. Era o tempo que a escravidão era visto como algo natural até mesmo pelos filosofos – passamos disso com o decorrer da historia – e esse processo foi feito pelos renascentistas, iluministas, capitalistas, socialistas, pelas revoluções da ciencia, da sociedade, das mulheres – e hj chegamos ao ponto que não é mais novidade – a guerra. A guerra de Homero era diferente, porque o homem ainda estava em seus primordios, do ponto de vista da existencia racional (isso embora na Grecia antiga a razão era ponto central ou naturalismo) …ahhhh vou tomar um chá.

  4. Sandra

    Gerald, não sei nem o que te dizer… Acho que não há o que te dizer…

  5. Carlos] [US

    A TODOS NESSE BLOG: vocês vão ter que se manifestar agora se concordam ou não. Foi dito aqui pelo “Vampiro” que a guerra do Iraque é o preço que pagamos pela liberdade de todos nós. Se a vida de um inocente iraquiano é o preço da minha liberdade, RECUSO essa MERDA CHAMADA LIBERDADE, mesmo porque só se FAZ MERDA com ela. De qualquer forma, NÃO USE A MINHA LIBERDADE PRA JUSTIFICAR um massacre covarde. Não FALE MAIS NADA QUE NÃO SEJA SOBRE A SUA PESSOA, Vampiro. Não use sua retórica deformada pra cima dos outros. A tua liberdade é baseada na RIQUEZA, a minha NÃO. Até o próprio BUSH riria da tua afirmação hoje. Até aquele fascínora vai acordar pra essa MENTIRA. Agora eu me pergunto: puta que o pariu, porque estou perdendo tempo escrevendo isso???? Tua opinião Não TEM A MENOR importância.

  6. Sandra

    Apostei que, tão cedo, você não superaria o post AUTORTURADO. QUEBREI A CARA!!!!!!

  7. Sandra

    QUE ARRASO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s