Ate o Senador Chuck Hagel, Republicano acha a Invasao do Iraque um erro

Tropas americanas estacionadas em Basra Tropas SS alemãs em ação na 2a. Guerra

Senator Chuck Hagel, the Nebraska Republican and one of the very few class acts in Washington, has a new book out, "America: Our Next Chapter." Hagel writes, "In the current impasse, an independent candidate for the presidency, or a bipartisan unity ticket… could be appealing to Americans."
Hagel, who is a Vietnam veteran, also suggests that the war in Iraq might be remembered as one of the five biggest blunders in all of history. He says that the invasion 5 years ago was "the triumph of the so-called neoconservative ideology, as well as Bush administration arrogance and incompetence."
Hagel says he held one of the Senate's strongest records of support for President Bush, but his standing as a Republican was still doubted because of his opposition to the administration's foreign policy – one he sees as "reckless" and "divorced from a strategic context."
Hagel announced last year that he wouldn't run for a third Senate term or seek the Republican nomination for president. His name was often mentioned as a potential running mate for New York Mayor Michael Bloomberg on an independent presidential ticket. But last month, Bloomberg said he wouldn't run.

Traduzo so uma passagem rapida pois estou sem saco e deprimido: "Hagel, que eh veterano da guerra do Vietnam, tambem sugere que a guerra do Iraque talvez seja lembrada como uma dos cinco maiores gafes/erros (merdalias) de toda a nossa historia. Ele diz que a invasao 5 anos atras foi um "triunfo da assim dita ideologia neoconservativa e da arrogancia e incompetencia da administracao de Bush"

O resto eh com vcs
estou cansado de tentar repetir a mesma ladainha que so nos, aqui nos EUA conhecemos
GT

Ah, esqueci: aqui estao as estatisticas

Just 31 percent of Americans approve of the job President Bush is doing, a new low in CNN polling. The rating came on Wednesday, the fifth anniversary of the Iraq war. Bush's rating was 40 points higher when the war began. In a speech Wednesday, Bush called the debate over Iraq "understandable" but said a continued U.S. presence there was crucial. (CNN)
Ou seja, An all time LOW significa uma tremenda BAIXA de todos os tempos: quando a invasao completa cinco anos.

GT


O Vampiro de Curitiba escreve :
Gerald, a opinião desse Senador saiu nos jornais exatamente por ser de uma pequena minoria, ao menos entre os Republicanos, certo? Se fosse uma opinião comum, não teria merecido a reportagem. Escreva o que vou lhe dizer: Os Republicanos irão vencer as eleições graças ao Iraque! Parece paradoxal, mas é a realidade. O fato é: Se foi bom ou não, não vem mais ao caso. O que importa é que existe a ocupação e é impossível, a curto prazo, a retirada dos soldados americanos. Tanto é assim que Obama e Hillary afirmam que não pretendem retirar as tropas do Iraque.
uma sexta-feira santa com serenidade e muita paz. Para os não cristãos, como eu, desejo uma sexta-feira cheia de pecados e excessos!

Carlos, el Padre, diz :
"Os EUA representam a ordem naquele país, não a barbárie". Vampiro, tenho que te contar uma coisa…prepare-se: o Coelhinho da Páscoa não existe. Mas falando sério: você acha que teria como você se informar um pouco sobre a guerra no Iraque, sobre a política norte-americana, sobre Obama e Hillary, antes de colocar essas suas barbaridades aqui?? Tá foda…
Carlos, El Padre

e o Sergio Penteado, sempre racional :
Vamp, Obrigado pelos votos de Feliz Páscoa, sou cristão como você. Uma emenda às informações que fiz no post de baixo, em que procurei apresentar factualmente algumas seqüelas dos cinco anos da intervenção americana no Iraque. Notei que alguns disseram lá que o demoníaco Saddam fervia adversários e inimigos compatriotas seus em óleo quente (creio que mais você e a Sandra frisaram isso). Não que eu ache Saddam flor que se cheire, e muito menos que eu defenda terrorismo. Mas o esforço americano foi absolutamente mal direcionado. Começou com o desprezo ao Direito Internacional e a um total desrespeito pela jurisdição legal. Bush resolveu invadir e pronto. Tem que agüentar as consequências da cagada e ser, sim, responsabilizado por tantas mortes, sem efeito prático algum. Gostaria também de, pelo fato de me colocar em posição contrária à estratégia utilizada pelo governo americano, não ser tachado de esquerdopata. A questão agora é muito complicada, uma retirada rápida é o caos…
Sérgio

[Sandra]
Acho que, nesse feriado, que representa um tempo de mudança, pensarei no que significa a paz.

do…
Ruim com Sadam pior sem ele. Depois que invadiram e derrubaram a mao de ferro do ditador, foi merda pra todo lado, resultado, agora todos la se matam democraticamente 😉 Nao há jeito pra aquilo, o Oriente Medio é guerra, guerra, guerra, etc.
Mau Fonseca

17 Comments

Filed under Sem categoria

17 responses to “Ate o Senador Chuck Hagel, Republicano acha a Invasao do Iraque um erro

  1. O Vampiro de Curitiba

    Carlos, “Se o pessoal não sabe nem escrever o nome do candidato é por que (SEPARADO, SIM!) não se preocupa(M) nem em obter informações sobre ele.” Ou talvez por que o pessoal tem idéias próprias e não fica copiando matérias na imprensa.

  2. Mau

    Ruim com Sadam pior sem ele. Depois que invadiram e derrubaram a mao de ferro do ditador, foi merda pra todo lado, resultado, agora todos la se matam democraticamente 😉 Nao há jeito pra aquilo, o Oriente Medio é guerra, guerra, guerra, etc.

  3. Sandra

    Acho que, nesse feriado, que representa um tempo de mudança, pensarei no que significa a paz.

  4. Sandra

    Como será que é ter a guerra fazendo parte do cotidiano? No Oriente Médio, e, agora, nos EUA?
    Nos EUA, quem tem 10, ou mesmo 12 anos não sabe o que é o mundo sem a guerra no Iraque. No Oriente Médio, então, nem os pais dessas crianças sabem o que é viver em paz.

  5. Sandra

    Gerald, eu não me lembro daquele canto do mundo ter tido um único dia de paz.

  6. Carlos, El Padre] [US

    Se o pessoal não sabe nem escrever o nome do candidato é porque não se preocupam nem em obter informações sobre ele. E parem de comer no MacDonalds. Nem tudo que é Mc é Mac. O nome é John F. McCain. Não John F. MacCain. O “F” é por minha conta mesmo: de “fuck off”.

  7. O Vampiro de Curitiba

    Sérgio, no caso de Hitler, de Saddam Hussein, não existiria ONU que funcionasse. O que funciona é a força. Se dependesse da Europa, Hitler ainda estaria desfilando na França e Saddam no kwait. Quanto ás mulheres, não tenho do que reclamar, um dos motivos que me fazem sempre retornar à Curitiba são as fêmeas daqui. São mulheres difíceis, não são para qualquer um, mas as mulheres, como as cidades em guerra, sempre têm um lado indefeso, basta descobrí-lo.

  8. Carlos, El Padre] [US

    Sergio, suas informações são sempre enriquecedoras, agradeço. No quesito comparação: só dá para comparar Bush com Alfred E Neuman mesmo. Isso é claro, deixando de lado o QI, que nesse caso eu compararia Bush com um par de chinelos velho (e mesmo assim dá empate). E pros novinhos que não sabem quem foi Alfred E Neuman. Vá no google e digite esse nome. Tá lá a foto do Bush melhorado.

  9. Sergio] [São Paulo, SP, Brasil

    Uma observação ao seu comentário sobre a vitória americana sobre os nazistas na Segunda Guerra Mundial, Vamp :
    A ONU surgiu de uma idéia do ex-presidente Wilson depois da Primeira Guerra, uma derivação da malfadada Liga das Nações, em que a intenção seria, depois da vitória dos aliados sobre o Eixo, evitar novas guerras.
    Ainda que na prática isso não tenha dado certo, é pertinente dizer que não se pode comparar Roosevelt, um presidente democrata em 1945 com Bush, um presidente republicano em 2003.

  10. Sérgio] [São Paulo, SP, Brasil

    Vampiro, seu devasso, preciso passar alguns dias na Transilvânia para curtir umas mulheres góticas de batom azul e cabelos espetados.
    Mas, na Europa Central, temos um predomínio religioso ortodoxo, né ?
    Sexo de fato precisa ser mais criativo.
    Bom, é certo que podemos dizer que a ONU é uma grande repartição pública, como leio lá no blog do Reinaldo “a ONG mais ineficiente do mundo”, como de fato é.
    Entretanto, se desprezamos as leis e o sistema judiciário, como podemos sustentar eticamente qualquer posição, seja ela lá qual for ?
    Nesse caso, refiro-me à ordem jurisdicional e a leis, e não propriamente à ONU, onde, sabe-se, qualquer uma das cinco potências do Conselho de Segurança veta qualquer coisa, e não podemos esperar uma atuação firme no caso do Tibet, por exemplo.
    Desprezo a corrupção e o terrorismo, e, bem ou mal, é preciso ter um sistema legal para coibí-los, seja aqui no Brasil, ou seja para evitar abusos do poderio militar, caso contrário Hitler teria vencido a guerra.

  11. O Vampiro de Curitiba

    Ha, ha, ha… Gerald, me perdoe, querido, mas agora você pegou pesado, hein? Associar as tropas americanas com as SS alemãs? Só se for para nos lembrar que foram os EUA quem venceram os alemães nazistas. Assim como venceram os comunistas stalinistas e tantos outros assassinos covardes.

  12. O Vampiro de Curitiba

    Sérgio, eu quis dizer: “para os não cristãos, como eu (não cristão). Ou seja, eu não sou cristão, pelo contrário, adoro pecar e cometer excessos. Quanto aos EUA ter desrespeitado leis internacionais, eu lhe pergunto: Que leis? As da ONU? Você conhece um único país que respeita a ONU? Quero fazer justiça e citar, além do Bush, o Tonny Blair, que foi contra o senso comum na Inglaterra e ajudou o mundo livre no combate contra o terrorismo, que ainda continua, não nos esqueçamos.
    Carlos, no final das apurações dos votos das eleições americanas, voltamos a nos falar. Eu repito: Os republicanos vencerão as eleições graças ao Iraque! Maccain já está na frente dos Democratas. Pelo jeito não sou apenas eu quem penso dessa forma.

  13. Sérgio] [São Paulo, SP, Brasil

    Vamp,
    Obrigado pelos votos de Feliz Páscoa, sou cristão como você.
    Uma emenda às informações que fiz no post de baixo, em que procurei apresentar factualmente algumas seqüelas dos cinco anos da intervenção americana no Iraque.
    Notei que alguns disseram lá que o demoníaco Saddam fervia adversários e inimigos compatriotas seus em óleo quente (creio que mais você e a Sandra frisaram isso).
    Não que eu ache Saddam flor que se cheire, e muito menos que eu defenda terrorismo.
    Mas o esforço americano foi absolutamente mal direcionado.
    Começou com o desprezo ao Direito Internacional e a um total desrespeito pela jurisdição legal. Bush resolveu invadir e pronto.
    Tem que agüentar as consequências da cagada e ser, sim, responsabilizado por tantas mortes, sem efeito prático algum.
    Gostaria também de, pelo fato de me colocar em posição contrária à estratégia utilizada pelo governo americano, não ser tachado de esquerdopata.
    A questão agora é muito complicada, uma retirada rápida é o caos…

  14. Carlos, El Padre] [US

    “Os EUA representam a ordem naquele país, não a barbárie”. Vampiro, tenho que te contar uma coisa…prepare-se: o Coelhinho da Páscoa não existe. Mas falando sério: você acha que teria como você se informar um pouco sobre a guerra no Iraque, sobre a política norte-americana, sobre Obama e Hillary, antes de colocar essas suas barbaridades aqui?? Tá foda…

  15. O Vampiro de Curitiba

    Para o Gerald ficar melhor: “Aos meus e a mim cabe o que há de melhor; e, se não nos dão o melhor, nós o tomamos: – a melhor comida, o céu mais puro, os pensamentos mais fortes, as mulheres mais bonitas.” Nietzsche, no Zaratustra.

  16. O Vampiro de Curitiba

    Pessoal, para aqueles que são cristãos, eu desejo uma sexta-feira santa com serenidade e muita paz. Para os não cristãos, como eu, desejo uma sexta-feira cheia de pecados e excessos!

  17. O Vampiro de Curitiba

    Gerald, a opinião desse Senador saiu nos jornais exatamente por ser de uma pequena minoria, ao menos entre os Republicanos, certo? Se fosse uma opinião comum, não teria merecido a reportagem. Escreva o que vou lhe dizer: Os Republicanos irão vencer as eleições graças ao Iraque! Parece paradoxal, mas é a realidade. O fato é: Se foi bom ou não, não vem mais ao caso. O que importa é que existe a ocupação e é impossível, a curto prazo, a retirada dos soldados americanos. Tanto é assim que Obama e Hillary afirmam que não pretendem retirar as tropas do Iraque.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s