Folha de S Paulo – Opiniao

A Varig é a nossa cara


Lula tenta tirar a dignidade da Varig. Insiste que se trata de uma empresa privada, mas ela é um símbolo


GERALD THOMAS

Numa manifestação que a classe teatral fez, no Rio, no dia doze deste mês, em apoio à Varig, a imprensa, mais uma vez, não ajudou. Ao contrário, só serviu para fazer sensacionalismo, descontextualizar ainda mais as coisas e… desinformar o público.
Vamos por partes. Primeiro, o que diz respeito ao que eu falei no pequeno palco do Teatro Leblon. (Aliás, qual não foi a minha decepção ao ver tão pouca gente de teatro reunida; gente essa que "deve" um passado enorme à Varig. Na hora em que a corda aperta, some todo mundo. Típico, não é?)
Subi ao palco, seguindo o lindo manifesto lido por Marco Nanini. E expus o quanto está difícil encontrar palavras que sirvam para nos fazer entender por esses que hoje sentam no poder. No dia da manifestação, as manchetes de todos os periódicos diziam que o PT havia sido acusado de "formação de quadrilha". Então falei: "Já que Lula não nos ouve mesmo, será que uma quadrilha nos ouviria?". Comparei a Varig aos grandes patrimônios nacionais, mencionando a associação de idéias que ela, como representante do Brasil nos ares do mundo inteiro há quase 80 anos, suscita -ao nos remeter à "Garota de Ipanema" e à imagem do Pão de Açúcar ou do Corcovado, à arquitetura de Niemeyer ou ao Jardim Botânico; enfim, um patrimônio.
Fosse qualquer outra coisa sem interesses opostamente ligados a essa "quadrilha", Lula já teria feito o que deveria faz tempo: ou deixar a Varig livre para negociar seu próprio futuro sem interpor o seu focinho (assim como no melhor sentido da "deregulation" reaganiana, americana), ou pagar o que o governo deve à empresa -fazer com a Varig um plano de recuperação, incluindo subsídios de Petrobras e Infraero, como se vê nas melhores famílias.
Foi, em parte, isso que falei. E citei exemplos: depois do 11 de Setembro, a indústria aérea no mundo inteiro pegou a gripe aviária. Até a Swissair acabou. A que voa hoje se chama simplesmente Swiss, e foi comprada por uma Lufthansa pesadamente subsidiada com dinheiro da Bundesrepublik Deutschland. Ah, sim. Disse que sem a ajuda de injeção de libras esterlinas e um enorme subsídio da British Petroleum, a British Airways não estaria hoje voando com a dignidade que está.
Pois Lula está tentando tirar a dignidade da Varig. E isso é muito estranho, já que a Varig é a cara do Brasil, é a nossa cara! Lula insiste em dizer que se trata de uma empresa privada, mas sabe muito bem que é muito mais do que isso: a Varig é um símbolo brasileiro respeitadíssimo no mundo inteiro, que já serviu de embaixada, já resgatou presos políticos (alguns companheiros de Lula). Não é uma questão de símbolos? Então para que gastar US$ 10 milhões para mandar um brasileiro passar uns dias no espaço quando se sabe muito bem que o Brasil não tem uma agência espacial, que isso não terá seqüência ou conseqüência? O que foi aquilo senão um símbolo tolo de machismo? Um factoidezinho? E outras asneiras. Metrô de Caracas, quando nem São Paulo possui um metrô suficiente para seu tamanho ainda? Como assim? Caracas?
Acho que no Planalto já não se diz coisa com coisa, e é por isso que Lula insiste em dizer que não irá ajudar a Varig. Mas será que ele percebe o que está dizendo? Essa companhia pioneira, com quase 80 anos e que acaba de ganhar o primeiro lugar em segurança no mundo -da Iata, Associação Internacional de Transporte Aéreo-, pode ser extinta assim, por um capricho ou negligência, justamente por aquele que nasceu do Partido dos Trabalhadores e se diz um deles? Fechar a Varig significa demitir mais de 11 mil somente no corpo principal da companhia. Lula, pense bem! Quantos brasileiros cultos, orgulhosos, dignos de medalhas -e não do desemprego- você estaria colocando na rua?
Não faz sentido?
Há quem me escreva reclamando, dizendo que a situação da Varig é o resultado de anos e anos de má administração financeira. Minha resposta é que o Brasil é um lugar onde se pratica a má administração financeira, com mensalão, corrupção institucionalizada, caixa dois ou, até há poucos anos, uma desvalorização da moeda tão brutal que afetou até este jornal e todo o meio empresarial. Ou seja, quem tem história obviamente tem dívidas, tem carga humana, alma humana e, sem dúvida nenhuma, muitas falhas também. Não se iludam com essas novinhas aí, que estão no ar. Lembram-se quando elas caíam feito pato em temporada de caça?
A Varig é um patrimônio cultural precioso e deve ser tratada como tal. Seu pessoal de terra e todos os que nela voam são a cara do Brasil, refletem as nossas ansiedades e não usam aqueles "coquetéis esculturais" na cabeça no lugar dos cabelos, como tantas linhas aéreas ainda o fazem. Eu exijo mais respeito quando algum "foca" reproduzir o que eu digo em discurso, porque, em suma, foi isso.


Gerald Thomas é autor e diretor de teatro.

19 Comments

Filed under Sem categoria

19 responses to “Folha de S Paulo – Opiniao

  1. Cláudio] [Paraibuna/SP/Brasil

    Não concordo com essa defesa da Varig e não concordo que o governo use o dinheiro meu, seu, do povo pra tira-la do buraco em que ela própria se meteu.
    Eu pago meus impostos como a Varig, e se um dia eu tiver uma empresa que falir o governo não fará nada, regra é assim e assado pra um tem que ser assim e assado para outro não pode haver concessões nem beneficiamentos.

  2. vanderlei rocha] [porto alegre

    Parabéns, sou seu fã incondicional,
    Afora as palavras prebendaria e mordômica que o sujeito abaixo escreve em seu blog autointitulando-se culto e erudito ele escreve bobagens citando seu nome.
    http://www.ruynogueira.blogot.com
    “Chupins como Gerald Thomas e outros contumazes viajantes gratuitos andam dizendo que a defunta é um patrimônio nacional. O incauto ministro da defesa Waldir Pires, o pior governador que a Bahia já teve, barroco e parnasiano, repete o mantra malandro. Estão enganados – se não estiverem, deliberadamente, mentindo. Patrimônio nacional são o samba, a feijoada, o som de Tom Jobim e os traços geniais de Cândido Portinari, os requebros de Carmem Miranda e ao atabaques do Gantois, os versos de Drummond e as bachianas de Villa-Lobos. Uma empresa quebrada, que serviu à espionagem nazista na segunda guerra e quer bater a carteira de um país carente, não é patrimônio de ninguém, nem dos que tentam – desesperados e arrogantes – salvá-la de uma morte anunciada.”

  3. Hugo C Oliveira] [Brasilia-DF

    O primeiro impulso racional é defender o velho lema:”no capitalismo, empresa privada não pode ser ajudada…”.A VARIG, inclusive, já foi ajudada quando a PANAIR foi “falida” pela ditadura de forma muito estranha,e a mesma VARIG ganhou linhas internacionais com exclusividade,sem uma razão clara,durante anos.Mas para quem já foi ao exterior é inegável:a VARIG é a cara do Brasil.Lembro de estar na PLaZA DE ESPANÃ em Madrid e da alegria de ver uma agência da empresa,como uma embaixada…aliás,nem soube onde ficava a nossa embaixada lá, mas o Banco do Brasil e a VARIG sempre estavam presentes…a questão agora é não dar dinheiro, mas alongar o perfil das dívidas, promover a racionalidade de gestão na empresa e decolar….VARIG, VARIG, VARIG !!!

  4. Silvana] [Salvador - Bahia - Brasil

    José Dirceu Ganha Com A Falência Da Varig
    Por Maria Tereza Erthal Risi e Gustavo Andrade 14/04/2006 às 12:13
    A mulher do ex-ministro da casa civil, José Dirceu, é sócia da Tam. O governo vem tomando medidas em beneficio dessa mesma empresa através da falência da Varig, impedindo ajuda do BNDES e não ajustando contas com a empresa, a qual o governo deve cerca de 4 bilhões de reais.
    A ação no STJ não transitou em julgado. A Procuradoria Geral da União está sempre agravando as decisões, com isso, ficam protelando o encontro de contas com a nossa Varig. A Varig não quer dinheiro do governo, ou seja, dinheiro público, o que ela quer é que esse governo do PT determine que o Ministério da Fazenda inicie o processo do abate das contas junto á Infraero, BR e Banco do Brasil. O governo também deve cerca de quatro bilhões à Varig. A atual mulher do José Dirceu é sócia da TAM e aí está a maior pressão para que a Varig deixe de voar, possibilitando assim, que a TAM assuma todas as rotas da emp

  5. Luiz Prado] [Pelotas-RS

    (outro recado para o Helder: Prezado Helder, Em primeiro lugar é preciso que fique clara a total ingênuidade em se fazer uma comparação entre a a Gol e a Varig. São estruturas diferentes destinadas a públicos diferentes. Mais do que isso, lembremos que a Varig apresenta lucros nos seus balanços já desde a adminstração do Fernando Pinto… O problema são as dívida que a união tem com a empresa e nega-se a pagar. Detalhe: EM NENHUM MOMENTO a Varig pediu dinheiro público para sanear suas contas! A empresa simplesmente exige por meios judicias (numa ação ganha no Supremo Tribunal de Justiça e que beneficia também a Tam e a Transbrasil) que o governo federal cumpra com suas obrigações.)

  6. Alexandre ] [São Paulo

    http://www.zippyvideos.com/index.z?x=8947509394860236 Sr. Gerald. Realmente o Brasileiro tem uma memória muito curta, talvez esse vídeo ajude. O problema da Varig nunca foi a companhia em sí (os aviões andam lotados) e nunca foi seus funcionários (que tanto fazem em pró da companhia). O problema sempre foi a má gestão da Fundação Ruben Berta e atitudes do governo como o congelamento de tarifas que fez com que o Governo devesse um montante de 4 bilhões segundo a própria imprensa e que simplesmente não paga. É notório o interesse do governo de sufocar a companhia e fechá-la o mais rapidamente possível e é também claro a manipulação da imprensa que divulga notícias que causam pânico entre os passageiros e os fazem correr à outra companhia. A curto prazo, para os donos das concorrentes, será maravilhoso se a Varig parar. Mas a longo prazo, para seus funcionários, será um verdadeiro desastre. Mas isso é apenas a minha opinião. Obrigado

  7. Salvietta

    Gerald, carissimo…
    a Varig é nossa, sim! Pelo tanto de dinheiro público que já levou entre adiamento de dívidas e outras ajudas, essa é mesmo uma Estatal alheia! Discordo redondamente do todo que escreveste mas principalmente sobre o ponto em que dizes que a tal empresa é “um patrimônio cultural precioso”. CÉUS! Patrimônio por patrimônio, prefiro ver meu dinheiro empenhado em recuperar outros patrimônios naturais e culturais que o desgoverno nacional abandonou ao tempo. Muito diferente do que vem sendo feito com a Varig ao longo da história…

  8. Pat] [São Paulo

    Gerald,
    é muito triste e deprimente assistir a falência e quebradeira da Varig, uma empresa tão bonita e que virou ícone da aviação brasileira.
    Tenho um amigo que está em casa,chateadíssimo, funcionário de carreira ( 18 anos ) nessa empresa.
    Muito triste mesmo. Precisamos ser profissionais ! Não se pode brincar com a vida de 17 mil pessoas que deram a vida por um trabalho honrado e valoroso.
    Abraços , Patricia

  9. Helder

    Caro Luiz Prado,
    Ok, a dívida da Varig pode não chegar a 10 bilhões hj, mas independente se são títulos q vencerão hj ou amanhã, são compromissos q devem ser honrados certo???
    Agora, se tem algo q eu não suporto no povo brasileiro é tentar justificar um erro com outro:
    – Ué, mas o dinheiro público não está foi gasto com o mensalão?? Vamos ajudar a Varig!!
    – Não foram gastos 10 milhões com a viagem espacial?? Vamos ajudar a Varig!!!
    Isso é uma mentalidade medíocre!!! E já q é pra ajudar, q tal ajudarmos as pequenas e micro empresas q são as q realmente dão emprego nesse país??
    Uma pergunta: como q a Gol, uma empresa muito mais nova q a Varig, cresce a cada ano q passa, sem ajuda do Governo?? Será q estamos falando de uma empresa privada com ares de estatal?

  10. Ivan] [São Paulo

    Patético, como se a maior prioridade do país fosse defender uma empresa que queima dinheiro. Patético o Sr. Thomas, possivelmente cliente ÔNUS da Varig. Pra quem não sabe, clientes ônus são uma categoria de clientes Varig que nunca pagam passagem, seriam como garotos propaganda da empresa. O principal motivo de certos membros da classe artística protestar pela Varig é esse – medo de perder a mamata de ser cliente ônus. Enquanto isso, nós pobres mortais, temos que pagar as passagens pra esse povo, enquanto que a população que nunca andou de avião tem que pagar os desmandos da empresa, através de ajudas oficiais. Sim, a Varig é a cara do Brasil – corrupta, ineficiente e cheia de dívidas.

  11. Ado] [SP

    Um comentário sobre o que disse o Fábio : amigo, pare de acreditar em histórias da carochinha. Vergonha nesse país “onde milhares de pessoas morrem em filas de hospitais e em que milhões de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza” é bancar linhas de crédito do BNDES de mais de US$ 1 bi para construir metrô em Caracas e outros projetos que em nada auxiliarão os brasileiros.
    Fora isso, em derramar mais outros bilhões para o bolso de parlamentares corruptos apenas para manter o nosso “príncipe das trevas”, o iluminado Lula no poder.
    O resto é conversa mole !
    Viva a VARIG !

  12. Luiz Prado] [Pelotas-RS

    (Recado para o Fábio: A bandeira levantanda pelo Gerald tem um resultado prático imediato e diretamente ligado à economia do país. A Varig gera/retêm no pais, anualmente, uma cifra superior a U$ 1 bi em divisas advindas da venda de passagens em seus vôos internacionais. Por conseguinte, o encerramento de suas operações abriria um rombo de igual valor na balança comercial. Isso é aritimética básica, coisa que o governo Lula não domina. É sabido que a TAM não teria condições operacionais de assumir as rotas internacionais da Varig imediatamente. Além disso, a TAM não é membro de Star Alliance e, portanto, teria que investir muito mais no seu sistema de vendas de passagens no exterior. Sendo assim, a possibilidade de que o rombo nas divisas causado por uma ocasional falência da Varig ser sanado em um curto espaço de tempo é nula. E esses bilhões de dólares de déficit, Sr. Fábio, só prejudicariam a capacidado do governo em investir em causas sociais. É uma simples questão macroeconômia.)

  13. Fábio

    Sr. Grald Thomas,
    Com todo respeito à sua biografia, é uma afronta levantar esse tipo de bandeira num país em que milhões de seres humanos vivem abaixo da linha da pobreza, onde milhões de reais são desviados dos cofres públicos às vistas de todo cidadão!!! Um país em que as escolas caem aos pedaços e as pessoas morrem nas filas dos hospitais públicos!!!! Um país que apresenta números de violência muitas vezes superiores aos países que estão guerreando!!!!!
    Eu realmente acredito que não entendi sua intenção!!!! Em que país o Sr. vive?????

  14. Luiz Prado] [Pelotas-RS

    (primeiro um recado para o Helder: Cara… cuidado ao sair repetindo o que diz a imprensa. A dívida da Varig não é de dez bi e, mais importante, ela envolve em sua maioria títulos com vencimentos a partir de 2013!!!)
    Gerald, Estás escrevendo um capítulo inusitado na tua biografia: Aquele que teve coragem de berrar pela Varig. We won’t ever forget you. LOVE, LG.

  15. Merki] [São Paulo/SP - Brasil

    Gerald,
    Muito bom o seu texto até a parte que você decidiu falar de aviação!
    Acho sim que o Governo deve ajudar a VARIG, como também deve ajudar a todas as outras companhias reduzindo os inúmeros impostos que incidem sobre a operação aérea.
    O futuro da VARIG está diretamente ligado ao meu futuro e a de todas as outras pessoas envolvidas na aviação! Não queremos ver a VARIG quebrar, mas também não queremos ver o dinheiro injetado pelo Governo apenas adiar a falência!!
    Concordo com o auxílio do Governo desde que exista um plano de reestruturação bem definido e que a estrutura pesadíssima e os inúmeros “caciques” sejam expelidos da Pioneira!
    Peço apenas maior cuidado quando você cita “as novinhas”. Fica muito claro de qual empresa você está falando e que, apenas a título de informação, possui um número menor de acidentes se comparada à PIONEIRA.
    Na esperança de uma nova VARIG.
    Saudações.

  16. Daniela del Cueto] [RS

    Concordo plenamente, e fiz questão de expôr meu pensamento tanto para a direção da VARIG (através do site) como para o presidente LULA (através do site do governo). Pena que nenhum dos dois demostre empenho em ter acesso aos comentários do povo. Fiquei indignada ao ouvir uma representante do governo dizer na TV que “o dinheiro público não deve ser usado para pagar as contas de uma empresa privada”. Ora, ora, que estranho afinal, o dinheiro público têm sido utilizado para tantos fins que não o benefício do povo que até me causou estranhesa tal afirmação. Que tal deixar o povo decidir o que quer ou não fazer com o dinheiro público ? Primordial é definir que dinheiro público não é igual a dinheiro de qualquer um, depois definir o que fazer com ele. Pela VARIG e para a VARIG eu levanto a bandeira e assumo: Quero ajudar a VARIG a ir longe e NÃO PARA LONGE !

  17. Sérgio] [São Paulo, SP, Brasil

    Se salvar a Varig da morte significasse reeleger o Lula, não tenham dúvidas que isso já teria sido feito.
    É preciso separar as reais motivações das pessoas envolvidas nessa delicada decisão (eu disse PESSOAS e não GOVERNOS) daquelas que seriam necessárias para preservar a Companhia aérea.
    Por isso, não sejam ingênuos a ponto de acreditar que são os fundamentos econômicos puros aqueles que ditam uma decisão governamental.
    O que vale mesmo é a conveniência política.

  18. Helder

    Olá Gerald, td bem??
    Gerald, te acho um cara incrível, sempre concordo com seus textos, mas dessa vez, permita-me discordar.
    A Varig pode ter uma história, uma identidade com o Brasil, mas antes de tudo é uma EMPRESA, q deve honrar seus compromissos como qq outra EMPRESA faz. Não estamos falando de 1 ou 2 anos de crise, mas sim de mais de 10 anos de descaso. Pq só agora em q ela se encontra nessa situação, há manifestações de apoio à Varig? Não é de hoje q os funcionários não recebem direito e q outros compromissos não são honrados.
    Concordo qdo vc diz q foi um luxo ter sido gasto 10 milhões numa viagem espacial. Mas não são 10 milhões q vão salvar a Varig e sim 10 BILHÕESSSSS.
    Sinceramente, acho q deveríamos abrirmos uma votação entre a população: será q todos concordariam iinjetar todo esse dinheiro, numa empresa q já foi ajudada anteriormente e onde nada foi solucionado? Meu voto com certeza seria NÃO.

  19. Vera Cardoni] [Porto Alegre

    Bravo Gerald!!!É isso aí.Lúcida metáfora.beijo, de mala e cuia até o dia 27, confirmado para dois.LOVE

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s