Espiritualismo e ateísmo

por Tathiana Lessa

Não se pode dizer, de maneira absoluta, que toda democracia seja espiritualista e que toda a autocracia seja atéia. Na verdade, diz Jaques Maritain que a democracia está ligada ao cristianismo e que o impulso democrático surgiu na história humana como uma manifestação temporal da inspiração evangélica. Explica Maritain que isso não significa que a democracia derive do cristianismo como "credo religioso", mas como "fermento social" na profundeza da consciência humana, como anseio de igualdade, de liberdade e de dignidade.
Em face dessas idéias, é fácil observar que nas democracias floresce um intenso espiritualismo, seja nas várias correntes do cristianismo seja em outras formas de religião.As democracias asseguram a liberdade de pensamento e religião, entre as várias expressões de Liberdade, e, assim permitem ao cidadão atender as inclinações profundas de sua personalidade para as elucubrações da vida sobrenatural, seguindo tradições dos antepassados.
Quanto às autocracias de esquerda e de direita, há que lembrar, em primeiro lugar, que têm tradições espiritualistas todas as latino-americanas. O problema surge nas autocracias de esquerda, de que a Rússia e a China são as expressões maiores:nesses países, toda a atividade religiosa se acha afetada pela filosofia marxista-leninista dominante. Aliás, dentro da concepção marxista, todos os fenômenos sociais são uma decorrência de fenômenos ou estados econômicos e só estes têm importância. Para Lênin , a religião era o "ópio do povo". O ateísmo, com o correr dos anos,assim ganha campo nos países comunistas, porque as gerações novas já têm contato com padres ou missionários ou ministros de qualquer culto.
O sistema democrático de governo, ao estabelecer a separação entre a Igreja e o Estado, veio assegurar a todos os cidadãos o direito de ter ou não ter uma religião. O que contraria a dignidade da pessoa humana é vedar-lhe a expressão de seu anseio mais íntimo e mais profundo – o anseio de Deus. Disse-o bem Fulton Sheen, um escritor famoso durante a última Guerra: "O coração humano tem sede de absoluto." E, como disse Voltaire, se o homem não tivesse Deus, criaria um Deus para si.
O cristianismo tem no Amor a síntese suprema de toda a conduta humana e é essa lição que ressumbra dos Evangelhos.Daí as palavras de Maritain, para quem a democracia se funda na transcendência espiritual da mensagem de Cristo. Todas as democracias modernas, assegurando as liberdades civis, asseguram também a de crença, um dos "direitos inalienáveis", a que aludia Jefferson, na proclamação da independência americana. E constitui inominável violência dar "a César o que é de César", e negar "a Deus o que é de Deus".
Os cristãos repudiam o marxismo-leninista, entre outras, pela razão essencial de negar a vida espiritual, fundado no materialismo dialético.Eis um poema do alemão Bertolt Brecht, onde o mesmo nos dá uma idéia de salvação em que a própria capacidade de crer passa a ser objeto de dúvida.


Hino a Deus


No fundo dos vales escuros morrem os famintos.
Mas você lhes mostra o pão e os deixa morrer.
Mas você reina eterno e invisível
Radiante e cruel, sobre o plano infinito.

Deixou os jovens morrerem, e os que fruíam a vida
Mas os que desejam morrer, não permitiu…
Muitos daqueles que agora apodreceram
Acreditavam em você, e morreram confiantes.

Deixou os pobres pobres, ano após ano
Porque o desejo deles era mais belo que o seu céu
Infelizmente morreram antes que chegasse com a luz
Morreram bem-aventurados, no entanto – e apodreceram imediatamente.
Muitos dizem que você não existe e que é melhor assim.
Mas como pode não existir o que pode assim enganar?
Se tantos vivem de você, e de outro modo não poderiam morrer-
Diga-me, que importância pode ter então que você não exista?

14 Comments

Filed under Sem categoria

14 responses to “Espiritualismo e ateísmo

  1. adrianak

    O Ricardo Campos é jornalista? Como é q dão emprego a um cara desses? Literalmente estragou o blog do Gerald Thomas…tirou o espaço do leitor nas postagens , e ainda diz que isso é em nome da democracia…o caralho!

  2. andre lopes

    A Democracia (pra valer, não a grega) nasceu em um só momento histórico, em dois lugares diferentes. Tanto nos EUA quanto na França havia a busca da total liberdade de crença (e descrença!) e a conseqüente separação absoluta entre Estado/Igreja. A thatiana esqueceu da liberdade de descrer ou crer em outras coisas.
    Reprimir a religiosidade das pessoas não é democrático. Como também é não democrática qualquer confusão entre religião e assuntos públicos (basta olhar para o Bush, se a ânsia de vômito permitir).
    Thatiana, achar que “democracia” é sinônimo de “cristianismo” é violar todas as outras crenças e descrenças, jogar por terra a liberdade religiosa que você alega defender.
    Concordo com o Raphael: o materialista Brecht dá de dez nessa falácia.

  3. DEUS

    RICARDO, MEU FILHO(BASTARDO),VC NÃO TEM MAIS O QUE FAZER NÃO?ARRUME UM NAMORADA, OU TALVEZ UM NAMORADO…

  4. ADRILLES JORGE

    Sorry, não resisto:e o Ricardo campos é o próprio EXU em pessoa!

  5. Ana Peluso

    Tathiana, eu sou filha de Oxum, mas tenho Iansã brigando pela coroa, com Oxóssi de adjuntó. O que vc acha? Será que eu caso? Risos! Beijos, Ana

  6. ADRILLES JORGE

    Tathiana, embora vc não tenha me pedido a ”mão” em casamento, já digo que a resposta é SIM.Aonde vai ser o casório, hein?na igreja católica, no candomblé ou em uma sinagoga?

  7. ADRILLES JORGE

    Tathiana, embora vc não tenha me pedido a ”mão” em casamento, já digo que a resposta é SIM.Aonde vai ser o casório, hein?na igreja católica, no candomblé ou em uma sinagoga?

  8. Tathiana Lessa

    A Ana correu para o trampo e acho que ela vai sentir essa:
    Já que o assunto é CASAMENTO, anuncio de antemão o meu com o estimado Adrilles Jorge. Podes arrumar a papelada…
    bj a todos.
    Tathiana.

  9. Tathiana Lessa

    Não? Rainha das tempestades. É uma das esposas de Xangô e sua companheira nas guerras. Ela guia as almas dos mortos até o outro mundo. Seus filhos são tidos por corajosos e/ou espalhafatosos.
    Nada mais a dizer.
    Tathiana.

  10. Tathiana Lessa

    Resposta ao Rafhael: querido, certa vez fui a um pai de santo por curiosidade, o mesmo me disse que SOU FILHA DE IANSÃ, conheces?
    Tathiana.

  11. homero

    É… Sr. Ricardo, isso tudo, no fundo, é muito engraçado. Eu não sou coitado, carente, sofrível – ou seja lá o que o Sr. é, ou não – sou, porém, um espectador que solta flátulos de tanto rir.
    Ninguém aqui é romântico – não enganem-se-nos – somos todos iconoclastas – queiram ou não.

  12. Raphael

    A sra. Lessa esquece que as tradições espiritualistas das autocracias latino-americanas não marxistas reprimiam duramente qualquer “espiritualismo” não oficial, principalmente as religiões afro-brasilerias. Candomblé era caso de polícia!
    A autora também joga na lata do lixo da história todos os movimentos cristãos ligados as idéias da liberdade e do bem estar material, como o pessoal da teologia da libertação nos mostrou na época das ligas camponesas (eles também foram reprimidos duramente pelo setor conservador da igreja).
    O artigo contrasta com o poema. Prefiro o materialismo de Brecht do que o idealismo da autora.

  13. ADRILLES JORGE

    Brilhante, perfeito, genial, Tathiana.Sem tempo agora, em breve uma resposta.Beijo imenso.

  14. sou ex-ateu, a boa e melhor notícia, a “boa nova” é que Deus acredita nos ateus, e os conduzirá a SI, pois os quer plenos e felizes … e o Amor de Deus, não tem jeito, nem escapatória, ele atinje seu alvo, nós, e nunca mais somos os mesmos, e enfrnetaremos confusões e fantismos, de direita ou de esquerda, inqui´sições e fogueiras, se preciso, para dizer: Agora eu também, pobre criatura, creio em Deus … amém .

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s